Você está na página 1de 19

Minha_AS_GERAL_prevencao_controle_riscos_nota

AS Geral

Iniciado: 30 ago em 13:38

Instruções do teste

"Avaliação Geral da Disciplina"

Observe que você tem 3 tentativas para realizar a atividade.

Caso venha a ocorrer algum tipo de problema (como queda de energia, falha de conexão,
entre outros), você poderá reenviá-la mais uma vez. Vale destacar que esta opção de
tentativas é para o caso acima informado porque quando o sistema registra a nota no
ambiente o acesso fica bloqueado.

O prazo limite para realizar esta atividade é 31 de agosto, 23:59, horário de Brasília.

Antes de iniciar sua Avaliação:

Faça uma revisão no material teórico,

Escolha um local tranquilo e silencioso,

Cheque os sinais de internet,

Atualize os navegadores,

Leia atentamente o enunciado da questão e responda com calma!

Fique Atento!

A atividade "Avaliação Geral da Disciplina" possui valor máximo de 10,0 pontos, nota de
corte é 7,0 pontos.

Após as três tentativas a nota que prevalece é a maior. dentre elas.

O gabarito da avaliação será disponibilizado após dia 31 de agosto.

O prazo limite para realizar esta atividade é 31 de agosto, 23:59, horário de Brasília.
Pergunta 1

No Projeto, os profissionais têm de ficar atentos à Norma Regulamentadora da nº 8, que


estabelece requisitos técnicos mínimos que devem ser observados nas edificações, para
garantir segurança e conforto para os trabalhadores, ficar atentos também à altura do piso ao
teto, pé direito, de acordo com os códigos de obras municipais, sempre visando a atender as
condições de conforto, segurança e salubridade.

Considerando a Norma Regulamentadora nº 8, assinale alternativa a INCORRETA:

Os pisos não devem permitir saliências e nem depressões que prejudiquem a circulação.
Proteção nos pisos e nas paredes deve impedir a queda de pessoas ou objetos e os andares
acima do solo devem dispor de proteção contra quedas.
Os pisos, as escadas e as rampas devem ser resistentes e ser construídas de acordo com as
Normas Técnicas oficiais.
As paredes devem ser resistentes ao fogo, ter isolamento térmico, isolamento e
condicionamento acústico, resistência estrutural e impermeabilidade.
Nos locais de circulação devem ser empregados materiais ou processos derrapantes em
locais com risco de queda.

Pergunta 2

Em um incêndio numa edificação de uma Agência bancária houve atuação das seguintes
barreiras: alarme e sprinkler.

Considerando o conceito de barreiras, assinale a INCORRETA:

O alarme é barreira simbólica e o sprinkler é barreira funcional.


O alarme e o sprinkler são barreiras preventivas.
O alarme, se não for vistoriado, pode falhar.
O sprinkler atua após o início do incêndio.
O alarme e o sprinkler são barreiras protetivas.

Pergunta 3

Leia atentamente as informações contidas nas Colunas A e B para, em seguida, assinalar a


alternativa que reúne as correspondências corretas entre as informações nessas contidas.

Coluna A
I. Requer interpretação. Assim, necessita de percepção do usuário e que ele responda ao modo
previsto. São exemplos, alarmes e permissões de trabalho.
II. Necessita de interpretação; são fases de prescrição e monitoramento.
III. Não requer que sejam percebidas ou interpretadas pelos indivíduos.
IV. Permite a entrada em área de risco, mas protege o usuário.
Coluna B
1. Barreira física
2. Barreira funcional
3. Barreira simbólica
4. Barreira imaterial

A sequência CORRETA da associação é:

I-4. II-2. III-1. IV-3.


I-4. II-3. III-1. IV-2.
I-3. II-4. III-1. IV-2.
I-2. II-4. III-1. IV-3.
I-3. II-4. III-2. IV-1.

Pergunta 4

Considerando que a preocupação com a inclusão social do deficiente físico é pauta constante
da Organização Internacional do Trabalho – OIT, que protege os deficientes por meio das
Recomendações 99, 111, 150 e 168 e das Convenções 111 e 159, ambas ratificadas pelo
Brasil, assinale a resposta CORRETA:

O projetista das instalações não tem obrigação legal de garantir a acessibilidade aos
profissionais deficientes físicos.
É de responsabilidade do Departamento de Recursos Humanos cuidar da saúde, da
segurança e da acessibilidade dos profissionais deficientes físicos.
A "Lei de Cotas" não é uma Política Social. Por isso essa Lei exige de Empresas de
grande porte a contratação de profissionais com deficiência e/ou reabilitados pelo INSS.
O papel da Equipe de Saúde e Segurança, juntamente, com a Equipe de Recursos
Humanos, é fundamental para estimular ações que despertem e facilitem o convívio dos
empregados com exposição da diferença e da diversidade humana.
As instalações industriais não precisam garantir acesso às pessoas com necessidades
especiais ou de mobilidade reduzida.

Pergunta 5

Considerando um Projeto Industrial, as ações de proteção e de prevenção devem ser


compartilhadas.

Assim, assinale a INCORRETA:

A equipe de Projeto deve realizar a junção de atividades que incluem os Setores de


elétrica, químico, construção civil, hidráulica, mecânica e recursos humanos como forma de
garantir todo o funcionamento do estabelecimento, bem como a eficiência dos processos de
produção.
A equipe de Projeto deve checar as regras existentes em cada Município e Estado para a
Instalação Industrial.
A equipe de projeto tem a obrigação e a responsabilidade de seguir as Normas da ABNT
– Associação Brasileira de Normas Técnicas.
No momento da elaboração do Projeto, a equipe deve realizar as seguintes análises:
estruturais, energéticas, estudos térmicos e termodinâmicos e estudos de ventilação natural.
Toda a responsabilidade para as ações de proteção e prevenção é da equipe de
profissionais de Saúde e Segurança.

Pergunta 6

Relato de acidente em transmissão de força. O trabalhador, depois de terminar o serviço na


serra circular, foi desligar a máquina. O dispositivo de (acionamento e desligamento) fica na
parte frontal da máquina, mas por outras máquinas da Empresa terem esse dispositivo na
lateral, o trabalhador foi tentar desligar na lateral. Enquanto procurava o dispositivo, sua mão
acabou se chocando com as correias, ocorrendo fratura no quarto dedo e lesões no segundo e
terceiro dedos.

Considerando o acidente apresentado acima assinale a alternativa CORRETA:

O acidente foi determinado por um erro de análise da Equipe de Segurança, que não
identificou a ausência de barreira de proteção na transmissão de força.
O dispositivo de partida da serra foi projetado para não ficar localizada em zonas
perigosas, conforme determina a NR 12.
A transmissão de força deve possuir proteções fixas que impeçam o acesso por todos os
lados; por isso, a serra estava em conformidade com a NR 12.
A proteção fixa deve ser mantida fechada de modo permanente por meio de solda ou de
parafusos, porcas etc., tornando a remoção ou abertura impossível sem o uso de ferramentas;
por isso, a serra estava protegida.
O trabalhador foi imprudente colocando a mão na transmissão de força, por isso ele é
culpado pelo acidente.

Pergunta 7

Leia atentamente as informações contidas nas Colunas “A” e “B” para, em seguida, assinalar
a alternativa que reúne as correspondências corretas entre as informações nelas contidas.

Coluna A

I. Deve ser mantida em sua posição de maneira permanente ou por meio de elementos de
fixação que só permitam sua remoção ou abertura com o uso de ferramentas.
II. Pode ser aberta sem o uso de ferramentas, geralmente ligada por elementos mecânicos à
estrutura da máquina ou a um elemento fixo próximo, e deve ser associada a dispositivos de
intertravamento.
III. Dispositivos de intertravamento: chaves de segurança eletromecânicas, magnéticas e
eletrônicas codificadas, sensores indutivos de segurança
IV. Permite a entrada em área de risco, mas protege o usuário.

Coluna B

1. Cortina de Luz
2. Proteção Física
3. Barreira Funcional
4. Proteção móvel

A sequência CORRETA da associação é:

I-4. II-2. III-1. IV-3.


I-2. II-3. III-1. IV-4.
I-2. II-4. III-1. IV-3.
I-2. II-4. III-3. IV-1.
I-3. II-4. III-2. IV-1.

Pergunta 8

Relato de acidente com esmagamento em prensa hidráulica de 500 toneladas. A trabalhadora


tinha seis meses de trabalho na Empresa, estava grávida de três meses e, no momento do
acidente, exercia suas atividades na prensa, que tinha um problema de vazamento há um ano,
que não foi corrigido pela manutenção. O evento ocorreu quando a trabalhadora extraía a peça
de dentro da zona de prensagem, tendo sua mão direita esmagada pelo martelo. Como causa
proximal, a dificuldade da trabalhadora de extrair as peças prensadas, devido a dispositivos
que, na concepção da ferramenta, demandavam força para a retirada. O esforço de extração ia
além da capacidade física e do biotipo da trabalhadora, levando ao desenvolvimento mais
lento das suas atividades, o que concorreu, de forma imediata, para a ocorrência do acidente.
A Análise do trabalho habitual mostrou que a trabalhadora, de acordo com as diretrizes de
polivalência preconizadas em sistemas flexíveis, era constantemente deslocada para operar
diferentes máquinas. A análise das barreiras demonstrou que a máquina estava equipada com
as proteções previstas na Legislação brasileira – Norma Regulamentadora n0 12, do
Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), tais como cortina de luz, comando bimanual
acoplado à válvulas, relés e chaves, todos os equipamentos de categoria de Segurança, e
grades que impediam acesso de partes do corpo a zonas perigosas desprotegidas. No entanto,
as falhas no retentor do sistema hidráulico do cilindro ocasionaram o vazamento, que causava
um deslocamento muito lento, quase imperceptível, do martelo da prensa atingindo a mão da
trabalhadora, que ficou enroscada na peça (SILVA, 2012).

Considerando o acidente apresentado acima, assinale a alternativa CORRETA:

O acidente foi determinado por um erro de análise da Equipe de Segurança, que não
identificou a ausência de barreira na prensa.
A prensa não estava com os dispositivos de segurança conforme determina a NR 12.
A ausência da manutenção foi determinante, vez que nem as barreiras existentes foram
suficientes para evitar o acidente.
A Equipe de Segurança foi imprudente em não identificar as falhas nas barreiras cortina
de luz, comando bimanual acoplado à válvulas, relés e chaves, todos os equipamentos de
categoria de Segurança, e grades.
A trabalhadora foi imprudente colocando a mão na zona de prensagem e muito lenta para
realizar a atividade, por isso ela é culpada pelo acidente.

Pergunta 9

Leia o seguinte relato: “Acidente de trabalho com amputação de quatro dedos da mão
esquerda. O acidentado relata que trabalhava em uma guilhotina que corta resíduos de
borracha da fabricação de pneus, para cortar em pedaços menores para colocar na máquina
Calandra e fazer material para a ressolagem de pneu. Na guilhotina, tem uma alavanca de
acionamento que comanda a subida e a descida da lâmina, que estava com problema na mola.
Ao empurrá-la para subir, ela enroscava e não parava, e vice-versa, ao descer. A guilhotina foi
para a manutenção, onde permaneceu por dez dias para amolar a lâmina e, consequentemente,
foi realizada a manutenção em seu pistão. Ao retornar para a Empresa, a guilhotina foi
instalada por trabalhadores da própria Empresa contratante, não havendo mão de obra
especializada na instalação. Nesse novo cenário de funcionamento da máquina, o Sr. X foi
para trabalhar com a Guilhotina. No início da atividade, pegou um pedaço de borracha no
chão, na lateral direita, colocou na guilhotina, segurou a borracha com a mão esquerda e
colocou a mão direita na alavanca para acionar e descer. O trabalhador percebeu que a lâmina
estava baixa e que precisava subi-la para melhor encaixar a borracha embaixo da lâmina.
Quando movimentou a alavanca para subir, ela desceu, prensando sua mão, que segurava a
borracha. Na tentativa de subir a lâmina, novamente realizou movimento com a alavanca para
subir, como era de costume, e a lâmina baixou ainda mais, vindo a cortar o 2°, o 3°, o 4° e o
5° dedos da mão esquerda. Percebeu, então, que o comando estava invertido e movimentou a
alavanca para baixo, quando a lâmina subiu e ele conseguiu puxar sua mão”.

Figura da máquina guilhotina que gerou a lesão da mão do trabalhador

Fonte: Silva, 2016


Considerando o acidente apresentado acima, assinale a alternativa CORRETA:

As barreiras de segurança estavam presentes, mas falharam.


As barreiras de segurança estavam presentes, mas o trabalhador foi imprudente.
As barreiras de segurança cortina de luz e grades estavam presentes.
A guilhotina, mesmo que com movimento lento no acionamento, gerou o acidente por
imprudência do trabalhador.
O sistema de acionamento criou uma armadilha cognitiva para o trabalhador.

Pergunta 10

Leia o seguinte relato: “Acidente de trabalho com arremesso de peça de 15 kg. Na operação
da máquina Torno convencional, o trabalhador usinou metade da peça. Depois da finalização,
precisou ajustar a peça para reiniciar a atividade e, nesse ajuste da peça, o trabalhador colocou
o sistema de engrenagem na posição “neutra”. O trabalhador, achando que a posição estava
nessa posição, acionou o torno por meio da alavanca e observou, nesse instante, que a rotação
estava alta – 740 RPM. Nesse instante, verificando algo de errado, o operador acionou o
reverso na barra de acionamento e reverteu o sentido. Nessa mudança, a peça era para
diminuir a velocidade e, consequentemente, parar de girar, no instante que reverteu o sentido,
o contrapeso de chumbo (15 kg) se rompeu na parte que estava presa por um ponto (parafuso),
sendo arremessada a parte “maior” até a cabeça do trabalhador, que estava a uns 3 metros do
local, operando outra máquina. O trabalhador foi socorrido por outros trabalhadores até a
chegada do SAMU, que levou o trabalhador para a Hospital, onde foi atendido, fez uma
cirurgia e, depois de alguns dias, foi encaminhado para casa.

Figura da máquina Torno convencional e rompimento de contrapeso

Fonte: Silva, 2008a.

Referente ao acidente acima analise as seguintes assertivas quanto à veracidade – V para


VERDADEIRO ou F para FALSO:
I. A máquina em questão deve ser submetida à manutenção, na forma e na periodicidade
determinadas pelo fabricante, conforme as Normas Técnicas oficiais nacionais vigentes, como
determina a NR 12.
II. A Equipe de Segurança não precisa monitorar ações de manutenção, conforme a NR 4,
item 4.12.
III. A ausência de manutenção no sistema de acionamento foi uma das causas do acidente;
portanto está em desacordo com a NR12.
IV. O dispositivo de acionamento da máquina não permite acionamento involuntário pelo
operador; portanto está de acordo com a NR12.
V. O torno convencional possui poucas barreiras de segurança; portanto é uma máquina que
deve sempre ter profissionais altamente capacitado.

As assertivas I, II, III e IV são, RESPECTIVAMENTE:

V, V, F, V, V.
F, V, F, F, V.
V, V, V, F, F.
V, V, F, F, V.
V, F, V, F, V.

Pergunta 11

Referente à Consolidação das Leis do trabalho – CLT sobre Caldeiras e Recipientes Sob
Pressão, analise as seguintes assertivas quanto à veracidade – V para Verdadeiro ou F para
Falso:

I. As caldeiras, equipamentos e recipientes em geral que operam sob pressão deverão dispor
de várias válvulas e outros dispositivos de segurança.
II. O Ministério do Trabalho expedirá normas complementares quanto à segurança das
caldeiras e dos recipientes sob pressão, especialmente, quanto ao revestimento interno, à
localização e à ventilação dos locais.
III. As caldeiras serão periodicamente submetidas a inspeções de segurança, por Técnico ou
Empresa de manutenção.
IV. Toda caldeira deve ter um “Prontuário”, com documentação original do fabricante,
abrangendo, no mínimo: especificação técnica, desenhos, detalhes, provas e testes realizados
durante a fabricação e a montagem, característica funcionais e a Pressão Máxima de Trabalho
Permitida (PMTP), esta última indicada em local visível, na própria caldeira.
V. Os Projetos de instalação de caldeiras, fornos e recipientes sob pressão deverão ser
submetidos à aprovação prévia do órgão regional competente em matéria de Segurança do
Trabalho.

As assertivas I, II, III, IV e V são, RESPECTIVAMENTE:

V, V, F, F, V.
F, V, F, V, V.
V, V, F, V, V.
V, V, F, V, F.
V, F, V, V, V.
Pergunta 12

A Equipe de Segurança ao analisar uma instalação de alto risco, como no uso de caldeiras e
vasos de pressão, deve se identificar os seguintes riscos e suas formas de
controle:Considerando o relato, assinale a resposta INCORRETA:

As substâncias tóxicas, reativas, explosivas ou inflamáveis na instalação.


Avaliar as consequências de um acidente grave para os trabalhadores, mas não tem
necessidade de ampliar para as pessoas que vivem ou trabalham fora da instalação ou do
ambiente.
Falhas ou erros que podem causar condições anormais.
Garantir barreiras de segurança físicas, funcionais, simbólicas e imateriais para prevenir
contra acidentes.
Criar auditorias regulares para verificar se as barreiras de segurança estão em
funcionamento.

Pergunta 13

Para garantir a segurança na operação das caldeiras, deve haver um Sistema de Gestão de
Saúde e Segurança que possa auxiliar os gestores da Empresa a monitorar e
documentar.Assim, assinale a resposta INCORRETA:

A gestão de segurança deve garantir que os profissionais de operação em caldeiras


tenham o Treinamento de Segurança.
A gestão de segurança deve garantir que haja um profissional responsável para a Reforma
e o Retrofit das Caldeiras.
A gestão de segurança deve garantir os registros da Manutenção das Caldeiras.
A gestão de segurança deve garantir a Inspeção de Segurança de Caldeiras.
A gestão de segurança deve elaborar o "Manual de Operação".

Pergunta 14

Toda a caldeira, conforme a NR 13, deve possuir atualizado, em Língua Portuguesa e em


local de fácil acesso aos operadores o "Manual de Operação".

Considerando o Manual, assinale a resposta INCORRETA:

Devem existir procedimentos de partidas e paradas.


Devem existir procedimentos e parâmetros operacionais de rotina.
Devem existir procedimentos para situações de emergência.
Devem existir procedimentos gerais de segurança, saúde e de preservação do meio
ambiente.
Devem existir procedimentos de qualidade.
Pergunta 15

Para cumprir a NR 13, existem algumas atividade que são consideradas condição de Risco
Grave e Iminente – RGI, informe as assertivas quanto à veracidade – V para Verdadeiro ou F
para Falso:

I. Operar a caldeira com dispositivos de segurança ajustados com pressão de abertura igual ou
inferior a Pressão Máxima de Trabalho Admissível – PMTA.
II. Atrasar a inspeção de segurança periódica de caldeiras.
III. Bloquear inadvertidamente os dispositivos de segurança de caldeiras e vasos de pressão.
IV. Não permitir a operação de equipamento com deterioração atestada por meio de
recomendação de sua retirada de operação.
V. Permitir a operação de caldeira por trabalhador que não atenda aos requisitos estabelecidos
no Anexo I desta NR13, ou que não esteja sob supervisão, acompanhamento ou assistência
específica de operador qualificado.

As assertivas I, II, III, IV e V são, RESPECTIVAMENTE:

F, F, F, F, V.
F, V, V, F, V.
V, V, V, F, F.
F, V, F, F, V.
F, F, V, V, V.

Pergunta 16

Leia o seguinte relato: “Em uma fundição, o layout de despejo da escória foi planejado e fica
próximo à porta, que acabou ficando um local úmido, com uma poça de água decorrente de
uma chuva forte e, quando uma equipe foi realizar o desenvase de escória (metal líquido) no
local, ao haver contato do material quente com a água, ocorreu uma explosão vindo a
dispersar metal líquido e atingir quarenta pessoas da produção, gerando queimaduras graves
em três trabalhadores. Sobre o modelo do queijo suíço proposto por Reason (2000), os
buracos nas defesas surgem por duas razões: falhas ativas e condições latentes.

Assinale as assertivas quanto à veracidade – V para Verdadeiro ou F para Falso:

I) Condições latentes no caso do acidente: o layout surge a partir de decisões de projetistas,


construtores e do nível gerencial mais alto.
II) Os erros de desenvasar em área úmida cometidos pelos trabalhadores são exemplos de
falhas ativas.
III) A falha ativa nesse acidente foi a ação de despejar o material quente sobre a água. Por
isso, é representada pela ação imediata dos profissionais que estão em contato distante com o
sistema.
IV) As condições latentes podem gerar a pressão de tempo, sobrecarga de trabalho, compra de
equipamentos inadequados, fadiga nos equipamentos e contratação de profissional sem
experiência.
As assertivas I, II, III e IV são, RESPECTIVAMENTE:

V, F, F, V.
F, V, F, F.
F, V, F, V.
V, V, F, V.
F, F, V, V.

Pergunta 17
Leia atentamente as informações sobre as Barreiras de Segurança para minimizar a exposição
ao calor decorrente dos fornos, contidas nas colunas “A” e “B” para, em seguida, assinalar a
alternativa que reúne as correspondências corretas entre as informações nelas contidas.

Coluna A
I. Instalar câmera filmadora para ajudar a avaliar a atividade e consequentemente
distanciamento dos trabalhadores do perigo.
II. Equipar os trabalhadores com Equipamento de Proteção Individual (EPI): avental de
proteção confeccionado em tecido de aramida com acabamento aluminizado.
III. Auditoria para avaliar se as ações estão em conformidade.
IV. Criar procedimento de trabalho para: garantir rodízio dos profissionais, garantir intervalos
de descanso em áreas refrigeradas, garantir fornecimento de bebidas para hidratação.

Coluna B
1. Barreira Física
2. Barreira Funcional
3. Barreira Simbólica
4. Barreira Imaterial

A sequência CORRETA da associação é

I-1; II-2; III-4; IV-3.


I-1; II-3; III-4; IV-2.
I-2; II-1; III-4; IV-3.
I-2; II-1; III-3; IV-4.
I-2; II-4; III-3; IV-1.

Pergunta 18

Para evitar acidente na instalação de um forno de grande porte, a equipe de segurança exigiu a
colocação de barreiras interpretativas como as simbólicas __________ , __________ , e das
barreiras imateriais __________ e __________.

Assinale a alternativa que preenche, de forma CORRETA, as lacunas:


procedimento de rodízio dos trabalhadores, sinalização para bloquear as passagens em
área de risco, direito de recusa e implantação de auditoria.
fornos refratários, grade de proteção, direito de recusa e implantação de auditoria.
direto de recusa, implantação de auditoria, procedimento de rodízio dos trabalhadores e
sinalização para bloquear as passagens em área de risco.
procedimento de rodízio dos trabalhadores, sinalização para bloquear as passagens em
área de risco, fornos refratários e grade de proteção.
fornos refratários, grade de proteção, procedimento de rodízio dos trabalhadores e
sinalização para bloquear as passagens em área de risco.

Pergunta 19
Leia o seguinte relato: “Um equipamento de movimentação de carga, ao realizar o
basculamento da escória liquida na baia de cambagem, iniciou-se o processo de resfriamento,
com água. Nesse momento, houve uma reação com projeção de escória incandescente, que
atingiu as pilhas de armazenamento de sucatas de grande volume. Com isso, iniciaram-se 3
focos de princípio de incêndio que, posteriormente, transformaram-se em um incêndio nas
baias de sucata, que estavam contaminadas com espuma, plástico e madeira. Por isso,
propagou muito mais rápido e por isso a equipe decidiu isolar o espaço, e deixaram queimar,
para não criar cenário pior. Houve uma perda em torno de 40% da pilha de matéria-prima. De
imediato, a liderança e a Brigada de Emergência iniciaram o combate, juntamente, com o
auxílio do Corpo de Bombeiros Militar. Nesse horário, não havia movimentação de
caminhões, pois só podem trafegar até às 22 horas, por causa da vizinhança. Só havia
atividade de equipamento de movimentação de carga. Não houve nem trabalhador ferido no
local e no combate ao incêndio, apenas perda de matéria-prima e o trabalho da equipe. Os
bombeiros estiveram atuando do momento do incêndio até sábado de manhã (o acidente
ocorreu na quinta à noite). Retornaram no sábado à tarde e no domingo também, para
confirmar se não haviam mais focos ou resquícios de incêndio. Devido a estarem em período
de inverno, formou-se apenas fogo em coluna vertical, não espalhando calor na horizontal e,
por isso, não havia cheiro, pois ocorreu uma dispersão rápida para o céu, não concentrando a
fumaça próxima ao solo, onde estavam os brigadistas e os bombeiros. Na troca do turno, não
foi informado que haviam essas projeções nas sucatas e a comunicação do momento do
deslocamento das escórias até o incêndio levou aproximadamente 20 minutos, o que
prejudicou as ações da Brigada”.

Considerando o relato do acidente, assinale a ação que NÃO seria adotada por uma Equipe de
Segurança:

Fazer outra baia de escória, com barreiras de segurança que impedissem a projeção de
escória.
Utilizar as câmeras no local e implantar testes com detector de chamas.
Avaliar o sistema de comunicação, para detectar precocemente a projeção de escória.
Parabenizar a brigada de incêndio, que foi rápida e conteve o espaço do foco de incêndio,
para não haver propagação em outros Setores da Empresa ou mesmo externamente.
Punir os trabalhadores envolvidos, que permitiram a projeção das escórias, o que causou
um prejuízo de 40% da matéria-prima.
Pergunta 20
A exposição ao calor, nas fundições e siderúrgicas, é um risco permanente durante a fusão, a
movimentação, o vazamento, a fabricação e o resfriamento do metal. Considerando o conceito
de Barreiras de Segurança para a redução da exposição ao calor, assinale a resposta
CORRETA:

A instalação do sprinkler reduz a exposição ao calor.


Equipar os trabalhadores com Equipamento de Proteção Individual (EPI): avental de
proteção confeccionado de raspa.
Criar procedimento para garantir rodízio de profissionais, criar intervalos de descanso em
áreas refrigeradas e fornecer bebidas para hidratação.
Umidificar o ambiente com mangueiras de água.
Garantir as atividades manuais próximos aos fornos.

Pergunta 21

Princípio de proteção contra os choques por contatos indiretos, que consiste em uma ação de
um dispositivo de proteção – disjuntores e fusíveis. Este método é utilizado como proteção
para impedir que, na ocorrência de falta – contato – entre a parte viva e massa ou a parte viva
e o condutor de proteção, originem-se tensões entre as massas e a terra, superior ao limite
denominado máxima tensão de contato permissível com duração superior a tempos
predeterminados.

Trata-se de

obstáculo.
isolação das partes vivas.
invólucro.
seccionamento automático de alimentação.
sinalização.

Pergunta 22

Sinalização é uma medida simples e eficaz para prevenir acidentes de origem elétrica. A
sinalização é __________ que promove __________ – indicação, informação, avisos etc. –, as
__________ – instruções de bloqueios, de direção etc. – e __________ – proibição,
impedimentos – nos ambientes de trabalho, devendo-se aplicar para situações envolvendo os
serviços e as instalações elétricas. A sinalização pode ser fornecida através de sistemas
__________.

Assinale a alternativa que preenche CORRETA e RESPECTIVAMENTE as lacunas desta


afirmação:
um procedimento de segurança; a identificação; orientações; advertências; luminosos,
sonoros e visuais.
uma identificação; o procedimento de segurança; advertências; orientações; sonoros,
luminosos e visuais.
uma identificação; o procedimento de segurança; orientações; advertências; luminosos,
sonoros e visuais.
um procedimento de segurança; os luminosos; orientações; advertências; de identificação,
sonoros e visuais.
um procedimento de segurança; as orientações; advertências; identificação; luminosos,
sonoros e visuais.

Pergunta 23

Acidente em empresa concessionária: a tarefa era realizar o corte de uma árvore – eucalipto –
próxima à linha de transmissão de 138 KV. A atividade era realizada em dupla, um
trabalhador posicionado ao lado da árvore, escorando-a com uma tora de madeira; e o outro,
igualmente no solo, utilizava uma máquina motosserra para o corte. Ambos foram
surpreendidos pelo vento, o qual empurrou a árvore na direção das linhas energizadas de
transmissão. Ao tentar conter a queda do eucalipto para se proteger, o acidentado recebeu um
choque elétrico, pois por meio do contato ou da indução a árvore foi energizada; o trabalhador
relata que no momento sentiu o “baque” e caiu ao chão, vindo a recobrar a consciência pouco
depois, porém, afirmou que estava “meio que delirando” e imóvel. Relata também que a luva
da mão direita e a perna esquerda estavam queimadas. Em seguida foi encaminhado ao
hospital, onde ficou internado por dois dias. Conta que recebeu alta médica do hospital, mas
não estava se sentindo bem. O trabalhador explica que continua sentindo dores nos músculos,
nas juntas e no intestino, assim como oscilações da pressão arterial. Disse ainda que sente
tontura, fraqueza e não consegue se alimentar como antes.

Considerando as barreiras de segurança, leia atentamente as seguintes assertivas quanto à


veracidade, pontuando V para VERDADEIRO ou F para FALSO:

I A distância do eucalipto da rede de transmissão deveria ser garantida pela concessionária, o


que foi realizado.
II Para acompanhar a linha de transmissão, pode-se utilizar drones e helicópteros ao
monitoramento do crescimento da vegetação.
III A análise de risco é uma barreira simbólica, simples, que deveria ser utilizada para evitar
esse tipo de acidente.
IV Os trabalhadores, mesmo com experiência, tornam-se culpados pelo acidente.

As assertivas I, II, III e IV são, RESPECTIVAMENTE

V, V, F, V.
F, V, V, F.
F, V, F, V.
V, F, V, F.
F, F, F, V.

Pergunta 24

Trabalhadores terceiros, sem experiência entram na subestação para a realização de escavação


de vala e construção de rede de esgoto; realizam entrevista com o técnico da empresa
contratante para a delimitação da área de escavação; demarcação da área a ser escavada é
realizada com tela plástica e fita zebrada em torno do banco de capacitores; é feita uma
avaliação de risco não documentada; não é realizada a “análise de risco” formal; tem-se o
início dos trabalhos no dia seguinte, retirando os bloquetes que recobriam o piso do local; há
escavação de vala utilizando picaretas, alavancas “talhadeiras” e pás de uso comum, sem
cabos com proteção isolante; ao alcançar a profundidade de 70 cm, aproximadamente, o
ajudante XZ, empunhando a alavanca talhadeira, tocou a rede subterrânea de 13,8 KVa, onde
ficou agarrado e em chamas. Permaneceu “agarrado”, queimando, até desligamento da rede
por um funcionário da contratante, pois o sistema não desligou automaticamente. A vítima
veio a óbito.

Considerando este relato, leia atentamente as seguintes assertivas quanto à veracidade,


pontuando V para VERDADEIRO ou F para FALSO:

I A análise de risco é uma barreira essencial, denominada barreira funcional.


II A demarcação da área a ser escavada com tela plástica e fita zebrada é simbólica.
III Picaretas, alavancas “talhadeiras” e pás com proteção isolante poderiam ser medidas para
minimizar esse acidente.
IV A contratação de trabalhadores terceiros, sem experiência em atividade de risco, mostra
falha no procedimento de admissão de serviço, tornando-se uma barreira simbólica.

As assertivas I, II, III e IV são, RESPECTIVAMENTE

F, V, V, V.
F, V, F, F.
F, V, F, V.
V, V, F, V.
F, F, V, V.

Pergunta 25

O acidentado com o uso de escada tentava fixar uma rede em um poste. O esforço de esticar
os cabos movimentou o poste e com isso exerceu força em cruzeta que segurava a linha
primária então energizada; a cruzeta não resistiu ao esforço e quebrou, caindo na direção do
trabalhador. Para se proteger, o acidentado tirou uma das conexões do cinto de segurança e
pulou para trás, tentando escapar do cabo, mas não foi possível porque caiu sobre a fiação
telefônica que ficava abaixo e presa no segundo talabarte, junto ao cabo guia. A parte da
cruzeta que quebrou levou consigo um dos cabos – fase –, que caiu sobre a perna esquerda do
trabalhador. O cabo da linha energizada – primária – encostou na perna esquerda do
trabalhador, cujos glúteos estavam em contato com o cabo telefônico, fechando circuito
elétrico e provocando queimaduras e posterior amputação da perna atingida. O choque
elétrico foi repetido em função do religamento automático do sistema. O primeiro choque
durou 23 milésimos de segundo; o segundo, 51; o terceiro, 5 segundos e 168 milésimos de
segundo; e o último, 13 segundos e 938 milésimos de segundo, aumentando a gravidade das
lesões.

Considerando as barreiras de segurança para evitar este acidente, como uma equipe de
segurança NÃO deveria agir:

Criar barreiras mecânicas que impedissem a queda do fio energizado sobre o trabalhador.
Realizar uma barreira simbólica, tal como uma permissão de trabalho que identificasse a
cruzeta podre e não permitisse a execução da atividade.
Desligar a linha primária nesse tipo de atividade pela criação de um procedimento de
trabalho.
A barreira denominada cinto de segurança é protetiva, uma vez que não evita a queda.
O religamento automático do sistema é uma barreira de segurança.

Pergunta 26

Leia o seguinte relato:

Uma trabalhadora de 35 anos de idade realiza a atividade de passar 20 caixas leves de


biscoitos por minuto de uma esteira a outra esteira muito próxima, não precisando dar nenhum
passo, apenas a movimentação do quadril e dos membros superiores, durante uma jornada de
trabalho de 8 horas. Depois de dois anos, a trabalhadora teve lesão osteomuscular gravíssima
no quadril e precisou aposentar-se por invalidez.

Considerando esse relato, assinale as assertivas quanto à veracidade – V para


VERDADEIRO, ou F para FALSO:

I. O projeto realizado, colocando uma profissional para ser a ligação de uma esteira a outra,
está correto e atende às ações de projeto de ergonomia.
II. Projetar processos de transporte contínuo, evitando pontos de descontinuidade, nesse caso,
foi determinante para o adoecimento.
III. Uma avaliação ergonômica na movimentação de carga, buscando os riscos à saúde,
poderia identificar e propor melhorias no local.
IV. É culpa da trabalhadora uma vez que ela queria se aposentar precocemente.

As assertivas I, II, III e IV são, RESPECTIVAMENTE:

F, V, F, F.
F, V, V, F.
F, V, F, V.
V, V, F, V.
F, F, V, V.

Pergunta 27

Um fator frequente em acidentes graves é a falha na comunicação. O operador de guindaste,


grua e ponte rolante que operam em cabine depende de comunicação com outro profissional.
A comunicação e a visualização são fudamentais para garantir a segurança dos trabalhadores e
das áreas circuvizinhas. O responsável pela sinalização e fixação da carga deve possuir meios
de comunicação eficiente, tais como saber os sinais de mão e ter meios de comunicação como
o rádio.

Considerando o conceito de barreiras de segurança, assinale a incorreta:

A comunicação pode ser realizada e analisada no início das operações através de uma
permissão de trabalho.
O trabalho conjunto entre os mesmos profissionais ao longo do tempo garante mais
segurança na comunicação e interpretação.
Nessas atividades de risco, que envolvem movimentação de carga e comunicação entre
operadores, devem existir procedimentos de trabalho caracterizados como barreira simbólica.
As sinalizações são consideradas barreiras de segurança funcionais.
Como barreira imaterial, deve ser criada regra que não permite a operação desses
equipamentos profissionais com pouca experiência e proficiência.

Pergunta 28

Alguns acidentes ocorrem como resultado da perda de estabilidade de equipamentos,


mercadorias ou prateleiras de armazenamento, especialmente no caso de empilhadeiras ou
guindastes móveis. A seleção de equipes ativamente estáveis é a primeira medida para reduzir
o perigo. Além disso, é aconselhável usar equipamentos que emitem um sinal de aviso claro
antes de atingir o limite de deformação. Outras medidas são a aplicação de métodos de
trabalho corretos e o uso de trabalhadores qualificados. Operadores com experiência e
treinamento sabem estimar o centro de gravidade e reconhecer condições de instabilidade
quando empilham ou empilham materiais, podendo fazer os ajustes necessários.

Considerando os princípios de prevenção na movimentação manual de cargas, assinale a


correta.

Conhecer o material a ser manipulado ou transportado não influencia na estabilidade da


carga.
Elevar a carga e meio seguro de realizar a movimentação e dar estabilidade e carga.
A equipe deve garantir que a cargas tenham estabilidades de equipamentos e cargas.
Com a garantia de que as cargas estão estabilizadas, não precisa capacitar os
trabalhadores.
A equipe não precisa eliminar as pessoas do espaço delimitado para transporte e
manipulação de carga quando a estabilidade está garantida.

Pergunta 29 Leia o seguinte relato:

O acidentado realizava atividade de movimentação de chapa em conjunto com outro


trabalhador no Munck, era utilizada uma garra para segurar as chapas.

Fonte: (SILVA, 2016)

Durante a movimentação das chapas (500 Kg) com dois pontos de sustentação, estavam altas.
O acidentado permanece segurando as chapas com as duas mãos. As garras deslizam nas
laterais das chapas saindo do ponto de equilíbrio e se aproximam em direção do acidentado.
Esse deslocamento provoca a elevação da extremidade das chapas acima da cabeça do
acidentado que está segurando a extremidade das chapas. O acidentado é erguido (sai do
chão) juntamente com o movimento das chapas. A parte inferior do corpo inclina e fica
abaixo da chapa. As garras saem pelas extremidades das chapas, soltando as mesmas do
Munck. As chapas caem do Munck. O acidentado está segurando as chapas, seu corpo foi
levantado e, com a queda das chapas, ele fica preso por baixo delas. O trabalhador faleceu no
local.

Considerando os vários fatores encadeados que foram necessários para o desfecho que
resultou na morte do trabalhador, assinale as assertivas quanto à veracidade – V para
VERDADEIRO, ou F para FALSO:

I. As peças são grandes e maleáveis, o que gerou dificuldade na sua movimentação.


II. A sustentação da garra é frágil, gerando risco de queda chapas na movimentação com o
Munck.
III. Dois pontos de fixação nas chapas e as peças altas não interferiram no acidente.
IV. A falta de experiência do trabalhador também contribuiu para a gravidade do acidente.

As assertivas I, II, III e IV são, RESPECTIVAMENTE:

V, F, F, V.
V, V, F, F.
F, V, F, V.
V, V, F, V.
F, F, V, V.
Pergunta 30

Quando os trabalhadores se afastam fisicamente das cargas que devem ser movidas, as
condições de segurança melhoram reduzindo a exposição a perigos. Considerando a
compreensão de saúde e segurança, assinale a resposta errada.
Grupo de escolhas da pergunta
Uma ação preventiva é eliminar as pessoas do espaço delimitado para transporte e
manipulação de carga.
Baixar a carga próxima do solo no transporte reduz o perigo.
Os profissionais não devem trabalhar na área de manuseio de materiais pesados, porque
existe um risco contínuo de queda de cargas.
Adotar como regra de proibição de profissionais passarem desnecessariamente por locais
de carga e descarga basicamente elimina a exposição a vários tipos de riscos associados ao
manuseio de materiais.
Organizar a movimentação de carga e sua sinalização é obrigação da equipe de logística,
porque esses profissionais que são responsáveis.

Você também pode gostar