Você está na página 1de 3

Dicas de Física para EEAr

Aplicações das Leis de Newton

AGORA É COM VOCÊ!

Um reboque de 16 toneladas é puxado por um


caminhão através de um cabo de aço. Sabe-se que a
aceleração do conjunto caminhão-reboque
2
corresponde a 2 m/s , e que a massa do cabo de aço é
desprezível em relação às massas do caminhão e do
reboque. A força de tração, em newtons, no cabo de
aço vale:

a) 3,2 × 103 N
b) 3,2 × 104 N
Nesta situação, o valor da força que a mesa aplica na
c) 3,2 × 102 N caixa é de:
d) 1,6 × 104 N
a) 0N
Uma espaçonave de massa 8,0 · 102 kg em b) 50 N
movimento retilíneo e uniforme num local de c) 10 N
influências gravitacionais desprezíveis tem ativados d) 40 N
simultaneamente dois propulsores que a deixam sob a
ação de duas forças F1 e F2 de mesma direção e (EEAR) Um objeto de massa 6 kg está sob a ação de
sentidos opostos, conforme está representado no duas forças F1 = 18 N e F2 = 24 N, perpendiculares
esquema a seguir: entre si. Quanto vale, em m/s2, a aceleração adquirida
por esse objeto?

a) 3
b) 4
c) 5
d) 6

Dois carrinhos de supermercado, A e B, podem ser


acoplados um ao outro por meio de uma pequena
corrente de massa desprezível, de modo que uma
Sendo as intensidades de F1 e F2 respectivamente única pessoa, em vez de empurrar dois carrinhos
iguais a 4,0 kN e 1,6 kN, o módulo, a direção e o separadamente, possa puxar o conjunto pelo interior
sentido da aceleração vetorial adquirida pela do supermercado. Um cliente aplica uma força
espaçonave é horizontal constante de intensidade F sobre o
carrinho da frente, dando ao conjunto uma aceleração
a) 3,0 m/s2 na direção de F1 ou F2 e no sentido de F1. de intensidade 0,5 m/s2.
b) 6,0 m/s2 na direção de F1 ou F2 e no sentido de F1.
c) 2,0 m/s2 na direção de F1 ou F2 e no sentido de F1.
d) 3,0 m/s2 na direção de F1 ou F2 e no sentido de F2.

Um homem tenta levantar uma caixa de 5 kg, que


está sobre uma mesa, aplicando uma força vertical de
10 N.

Prof. Davi Oliveira


youtube.com/c/fisica20
Dicas de Física para EEAr
Aplicações das Leis de Newton

Sendo o piso plano e as forças de atrito desprezíveis, o


módulo da força F e o da força de tração na corrente
são, em N, respectivamente: a = 2,0 m/s2
m = 16 ton = 16000 kg
a) 70 e 20
b) 70 e 40 FR = m × a
c) 70 e 50 Sendo a força resultante no reboque a própria força
d) 60 e 20 de tração no cabo de aço, vem:

Considere um bloco sujeito a duas forças, F1 e F2 , T=m×a


conforme ilustra o esquema. T = 16000 × 2 = 3,2 × 104 N

Letra B

2a Lei de Newton:

O bloco parte do repouso em movimento FR = m . a


uniformemente acelerado e percorre uma distância F1 – F2 = m . a ⇒ (4,0 · 103 – 1,6 · 103) = 8,0 ·102 . a
de 20 m sobre o plano horizontal liso em 4 s. O valor 2400 = 800 .
da massa do bloco é igual a 3 kg e o da intensidade da a = 3,0 m/s2
força F2 a 50 N. A intensidade da força F1, em
A direção de a é a de F1 ou F2 e o sentido é o de F1. Pois
newtons, equivale a: F1 é maior que F2.
a) 57,5
b) 42,5 Letra A
c) 26,5
d) 15,5

(EEAR) Uma pequena aeronave, de massa Na figura a seguir, estão representadas as forças que
agem na caixa:
igual a 1500 kg, movimenta-se, em uma pista
retilínea, com uma velocidade constante de 20 m/s,
em relação a torre de controle (referencial inercial).
Quando o piloto decide parar a aeronave faz acionar o
sistema de freio que aplica uma força constante de
1000 N, na mesma direção e em sentido contrário ao
do movimento. Quanto tempo, em segundos, a
aeronave levará para parar completamente?

a) 5
b) 15
c) 30
d) 60

CONFIRA A RESOLUÇÃO FN + T = P
Prof. Davi Oliveira
youtube.com/c/fisica20
Dicas de Física para EEAr
Aplicações das Leis de Newton

FN = m g – T Combinando um pouco de cinemática com leis de


FN = 5 · 10 – 10 (N) Newton essa questão é um pouco mais trabalhosa.
FN = 40 N Primeiramente vamos calcular a aceleração:

Letra D. Δs = 20 m
Δt = 4s

𝑎. 𝑡 2
𝛥𝑠 =
2
Como as forças são perpendiculares entre si, iremos 𝑎. 42
aplicar o teorema de Pitágoras para esses dois 20 =
2
vetores:
𝑎 = 2,5 𝑚/𝑠 2
𝐹𝑅2 2
= 18 + 24 2

𝐹𝑅2 = 324 + 576 2a Lei de Newton


𝐹𝑅2 = 900
FR = m . a
𝐹𝑅 = √900 = 30𝑁
F2 – F1 = m . a
50 – F1 = 3 . 2,5
Aplicando a segunda lei de Newton, temos:
50 – F1 = 7,5
𝐹𝑅 = 𝑚. 𝑎 50 – 7,5 = F1
42,5 N = F1
30 = 6. 𝑎
Letra B
2
𝑎 = 5𝑚/𝑠

Letra C
Um pouco similar à questão 6, essa questão da EEAR
também combina um pouco de cinemática com leis de
Newton.
(I) 2a Lei de Newton para o sistema (A + B): Primeiramente encontramos a aceleração:

FR = (mA + mB). a 2a Lei de Newton: FR = m . a


FR = (40 + 100) . 0,5 1000 = 1500 . a
FR = 70 N a = 1000 / 1500
a = 2/3 m/s2
(II) 2a Lei de Newton para o carrinho B:
Velocidade inicial = 20 m/s
T = mB . a Velocidade final = 0
T = 100 . 0,5
T = 50 N V = V0 – at
0 = 20 – 2/3 . t
Letra C 2/3 .t = 20
t = 30 s

Letra C

Prof. Davi Oliveira


youtube.com/c/fisica20

Você também pode gostar