Você está na página 1de 31

TECIDOS E ÓRGÃOS

LINFÓIDES
PROFA. MARINA MÓDOLO CLÁUDIO
BIOLOGIA ORAL
SISTEMA IMUNITÁRIO

• Sistema de defesa do organismo contra microrganismos invasores ou


moléculas estranhas.

• Constituídos por células isoladas ou estruturas organizadas.


ÓRGÃOS LINFÁTICOS

• TIMO;
• BAÇO;
• LINFONODO ;
• NÓDULO LINFÁTICO (mucosa do aparelho
digestivo, respiratório e urinário- MALT).
ÓRGÃOS LINFÁTICOS

ESTRUTURAS LINFÁTICAS
+
EFICIENTE
CÉLULAS IMUNITÁRIAS NO SISTEMA DE
SANGUE, LINFA E TECIDO DEFESA

CONJUNTIVO
ORGÃOS LINFÁTICOS CENTRAIS

• ORIGEM: MEDULA ÓSSEA

• LINFÓCITOS T  MATURAÇÃO NO TIMO

• LINFÓCITOS B  SAEM DA MEDULA JÁ MADUROS

• TIMO E MEDULA SÃO OS ÓRGÃOS


LINFÁTICOS CENTRAIS
ORGÃOS LINFÁTICOS PERIFÉRICOS
• MIGRAÇÃO DOS LINFÓCITOS: SANGUE E LINFA
• PROLIFERAÇÃO E DIFERENCIAÇÃO

• BAÇO, LINFONODOS, NÓDULOS LINFÁTICOS


ISOLADOS, TONSILA, APÊNDICE, PLACAS DE
PEYER DO ÍLEO  SÃO OS ÓRGÃOS
LINFÁTICOS PERIFÉRICOS
TIMO
• Órgão linfoepitelial localizado no mediastino;
• 2 lobos – cápsula de tecido conjuntivo;
• Os lobos são divididos em 2 lóbulos;
• Origem dupla: MESODÉRMICA E ENDODERMA.
TIMO
• Cada lóbulo é formado por uma parte periférica (cortical) e uma central
(medular), mais clara.
• A cortical cora-se mais fortemente, pois possui mais linfócitos.
• Na medula encontram-se os corpúsculos de Hassall - característicos do timo
- formados por células reticulares epiteliais achatadas, com arranjo
concêntrico.
• As células mais abundantes do timo são os linfócitos T.
TIMO

• CÉLULAS:
• LINFÓCITOS T;
• CÉLULAS RETICULARES
EPITELIAL;
• MACRÓFAGO (cortical)
Seta: cápsula de tecido conjuntivo denso; região cortical do timo.
TIMO
1= REGIÃO CORTICAL; 2= REGIÃO MEDULAR
BARREIRA
HEMATOTÍMICA
Presente somente na região
cortical, dificultando que os
antígenos no sangue
penetrem a camada cortical.
LINFONODOS

• Gânglios linfáticos;
• Órgãos encapsulados de tecido linfoide;
• Localização: espalhados por todo o corpo, no trajeto dos
vasos linfáticos.
• (AXILA, VIRILHA, GRANDES VASOS DO PESCOÇO,
TÓRAX, ABDOME)
LINFONODOS
• Formato de rim;
• Presença do HILO;
• Tamanho variável - <1mm até
2cm;
• Arcabouço de células reticulares
e fibras reticulares.
LINFONODOS
Regiões:
• Cortical
• Medular
LINFONODOS

• Circulação da linfa =
UNIDIRECIONAL
• Agem como filtros.
Região cortical: Uma característica da
região cortical é a presença de folículos
linfoides. São conjuntos nodulares contendo
grande quantidade de linfócitos (tecido
linfoide nodular).

Região medular: Na região medular há


cordões celulares e faixas mais claras que
serão detalhadas mais adiante. A região
medular se estende até a superfície côncava
ou achatada do linfonodo.
Não há folículos linfoides na região medular.
BAÇO
• Maior acúmulo de tecido linfoide do
organismo.
 Importante órgão de defesa contra microrganismos
circulantes no sangue;
 Órgão destruidor de hemácias desgastadas pelo uso.

• ARTÉRIAS E NERVOS = penetram no hilo;


• VEIAS E VASOS LINFÁTICOS = saem pelo hilo;

 Localização na corrente sanguínea: filtro fagocitário e imunológico


para o sangue e grande produtor de anticorpos.
BAÇO
• Estrutura:
• CÁPSULA/ TRABÉCULAS (tec. Conj. Denso);
• POLPA VERMELHA: cordões esplênicos (Billroth), células e fibras reticulares,
macrófagos, linfócitos B e T, plasmócitos, monócitos, leucócitos, granulócitos,
plaquetas e eritrócitos.
• POLPA BRANCA: tecido linfático (arteríola+ nódulo linfático).
-Predomínio de linfócitos T próximo à bainha periarterial; predomínio de
linfócitos B nos nódulos linfáticos.
Polpa branca:
circulada;
Polpa vermelha:
maior parte da
lâmina histológica.
AZUL= folículo linfoide com
ROSA= ramos de arteríolas
centrais do folículo.
LARANJA= região de polpa
vermelha, da qual um de seus
componentes, os sinusoides.
BAÇO
• FUNÇÕES:
• Formação de linfócitos;
• Destruição de eritrócitos;
• Defesa do organismo contra invasores;
• Armazenamento de sangue.
TECIDO LINFÁTICO ASSOCIADO ÀS MUCOSAS

• MALT (mucosa-associated lymphatic tissue)


• Trato digestivo;
• Trato respiratório; Exposto ao meio externo
• Trato genitourinário

Acúmulos de linfócito (nódulos linfáticos) difuso, que se localiza


na região de mucosa e submucosa.
TECIDO LINFÁTICO ASSOCIADO ÀS MUCOSAS
Tonsilas
• Órgãos constituídos por aglomerados de linfócitos,
incompletamente encapsulados, abaixo e em contato com
o epitélio no início do trato digestivo.
• Tonsilas palatinas;
• Tonsila faringiana;
• Tonsilas linguais.
TONSILAS PALATINAS

QUANTIDADE: 2
LOCALIZAÇÃO: Parte oral da faringe;
Criptas  invaginações com células epiteliais descamadas,
linfócitos vivos, mortos e bactérias;
Nódulos linfáticos com centros germinativos;
TONSILA FARINGIANA
• QUANTIDADE: 1
• LOCALIZAÇÃO: Porção superoposterior da
faringe
• Pregas da mucosa e contém tecido linfático difuso e
nódulos linfáticos
• Não contém criptas.
TONSILAS LINGUAIS

• QUANTIDADE: numerosas;
• TAMANHO: pequenas dimensões;
• LOCALIZAÇÃO: base da língua;
• Cada tonsila lingual contém 1 cripta.
DOENÇAS AUTOIMUNES
• A autoimunidade é uma resposta imune contra autoantígenos.

Falha na capacidade do sistema imunitário para distinguir


moléculas do organismo e moléculas estranhas.
Linfócitos B e T agem nestas doenças.
DOENÇAS AUTOIMUNES

• Alopecia areata; • Doeça celíaca;


• Doença celíaca; • Esclerose múltipla
• Diabetes mellitus tipo 1; • Miastenia;
• Doença de Graves; • Psoríase
• Doença inflamatória intestinal; • Artrite reumatoide.
MUITO OBRIGADA!
ESTUDEM!!! CAPÍTULO 14 -

Você também pode gostar