Você está na página 1de 34

Patologias

Pediátricas

Profª Renata Paulino


PNEUMONIA
• É uma infecção do tecido
pulmonar, na qual os
alvéolos ficam inchadas e
inundados com fluido.

Vias aéreas inferiores


Etiologia

• Pode ser causada por


vírus, bactérias, fungos
e parasitas. Também
pode ser causada por
uma lesão física ou
química dos pulmões.
Etiologia
• Existem também os fatores predisponentes:
 Alimentação deficiente
 Complicação do Sarampo
 Longo tempo de permanência no leito – exposição
 Exposição a variações climáticas
Sinais e Sintomas
• Febre;
• Tosse;
• Anorexia;
• Dor torácia, tipo pontada;
• Mal-estar;
• Dor Abdominal;
• Dispnéia com batimento das asas do nariz;
• Vômito;
• Diarréia;
• Palidez;
• Sudorese.
Diagnóstico

• RX de tórax;
• Cultura de Escarro;
• Exame de Sangue
Tratamento
• Antibiótico;
• Antitérmicos;
• Analgésicos;
• Repouso;
• Hidratação;
• Exercício Respiratório;
• Oxigenoterapia.
Cuidados de Enfermagem
• Proporcionar repouso;

Diminui esforço respiratório


Cuidados de Enfermagem

•Administrar bastante líquido, por via oral e EV;


•Controlar a temperatura e respiração;
•Administrar medicação prescrita;
Cuidados de Enfermagem

•Procurar manter a criança em posição de


Fowler;
•Manter ambiente aquecido e arejado;
•Fazer mudança de posição;
•Manter a criança aquecida;
•Auxiliar na coleta de material para exame;
BRONQUITE
• Inflamação das membranas
que revestem os brônquios
e os bronquíolos.
Causas e Fatores Predisponentes
• Infecções viróticas e bacterianas;

• Alergia;

• Clima frio e úmido;

• Fatores hereditários.
Sinais e Sintomas

• Febre;
• Tosse frequente, seca e curta, não
produtiva que piora a noite;
• Sibilos;
• Cansaço fácil.
Tratamento
• Antibióticos, se a causa for infecciosa;
• Antitérmicos;
• Antihistamínicos;
• Sedativos da tosse – repouso x eliminações
• Broncodilatadores;
• Inalações úmidas;
• Tapotagem.
Cuidados de Enfermagem
• Administrar medicamentos prescritos;
• Fazer tapotagem;
• Manter o ambiente umedecido, aquecido;
• Manter a criança afastada de qualquer fator
irritante;
• Controlar respiração e temperatura;
• Proporcionar recreação adequada;
• Administrar grandes quantidades de líquidos.
ASMA
• Distúrbio inflamatório crônico das vias aéras:

Estímulos
Espasmo da
Aumento da
musculatura lisa
secreção
brônquica
mucosa

Edema da mucosa
Causas
• Infecções Respiratórias;
• Reação antígeno – anticorpo (alergia a pólen, dejetos de animais,
travesseiros de pluma, alimentos);
• Fatores físicos:
Frio, umidade, mudança súbita na temperatura;
• Irritantes:
Poeira, produtos químicos;
• Fatores psíquicos ou emocionais;
• Exercícios.
Sinais e Sintomas
• Início pode ser gradativo, com congestão nasal,
espirros e uma secreção nasal aquosa presentes antes
do ataque;
• As crises podem ocorrer subitamente, muitas vezes
durante a noite, quando a criança acorda com os
seguintes sintomas:
oSibilos;
oAnsiedade;
oSudorese;
oTosse incontrolável.
Sinais e Sintomas
• A crise pode evoluir e apresentar:
oDispnéia crescente;
oSecreção mucosa pequena aderente;
oBatimentos das asas do nariz;
oCianose;
oAumento da frequência cardíaca e respiratória;
oDor abdominal devido à tosse intensa;
oVômito.
Tratamento
• Objetivo: auxiliar a criança a viver tão normal e feliz
quanto possível;

• Família e a criança – reconhecer os sintomas,


aprender a lidar com as crises, identificar e eliminar
os irritantes e alérgenos ambientais.
Tratamento
• Remoção de estímulos suspeitos:
oAlérgenos e irritantes;
oExercícios;
oFatores Emocionais;
• Terapia com medicamentos para controlar os
sintomas;
• Hidratação adequada;
• Oxigenação;
• Tratamento apropriado de qualquer infecção
existente.
Cuidados de Enfermagem
• Controlar respiração e frequência cardíaca;
• Colocar a criança em posição de Fowler;
• Administrar oxigênio, se necessário;
• Manter a criança em ambiente calmo, arejado e
aquecido;
• Manter hidratação;
• Administrar medicamentos prescritos.
NASOFARIGITE

• É o equivalente ao “resfriado comum”;


• É a infecção das vias respiratórias superiores;
• Sintomas mais graves nos lactentes e nas
crianças do que nos adultos;
• Provocada por vírus – influenza, rinovírus...
• SINAIS E SINTOMAS
oCongestão Nasal;
oCoriza;
oTosse, discreta;
oDor de garganta;
oFebre moderada;
oAnorexia.
• TRATAMENTO
oSintomatológico;
oDescongestionante nasal, anti-histamínico, vapor
úmido.
Cuidados de Enfermagem
• Manter a criança em repouso – até cça estar febre
por um dia
• Manter o nariz da criança limpo;
• Administrar os medicamentos prescritos;
• Proporcionar recreação adequada;
• Encorajar ingestão de bastante líquido – prevenir
desidratação;
Revisando...
Acomete via aérea inferior
Revisando...
Acomete via aérea inferior

Alvéolos
Revisando...
Acomete via aérea inferior

Alvéolos

Etiologia
Revisando...
Acomete via aérea inferior

Alvéolos

Etiologia
Revisando...
Acomete via aérea inferior

Alvéolos

Etiologia
Sinais e Sintomas
Dor torácica tipo pontada
Dispnéia +
Tosse batimento das
asas do nariz

Diagnóstico

Tratamento
Cuidados Gerais para Infecções
de Trato Respiratório

Posição de Fowler