Você está na página 1de 98

LINK JET

Manual de Operação
Manutenção e
Catálogo de Peças

PERFURATRIZ
LINK 500S
X'

GESTÃO
AMBIENTAL

Página 2
LINK JET, fabricante deste equipamento, consciente de seu papel na
preservação do Meio Ambiente recomenda a remoção correta dos resíduos de
materiais operacionais e auxiliares, assim como das peças de reposição,
visando à preservação ambiental.

NOTA

Observar sempre os requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis


(leis e determinações locais).

Principais Aspectos Ambientais (*) do Produto.

 Embalagem
 Óleo Hidráulico
 Óleo Lubrificante
 Graxa
 Lâmpadas.
 Baterias
 Filtros

Principais Aspectos Ambientais (*) Gerados pelo Processo Produtivo.

 Emissão Atmosférica (Fumaça)

(*) Define-se como “Aspectos Ambientais” tudo aquilo que pode modificar o
meio ambiente.

Página 3
ÍNDICE
CAPÍTULO 1 - Informações Gerais ........................................................................................... 07

Apresentação ............................................................................................................................... 08
Guia de Uso do Manual ................................................................................................................ 09
Certificado de Garantia ................................................................................................................ 10

CAPÍTULO 2 - Normas de Segurança ..................................................................................... 11

Normas de Segurança - Geral .................................................................................................... 12


Partida / Parada............................................................................................................................15
Manutenção ................................................................................................................................ 16
Manutenção - Sistema Hidráulico ............................................................................................... 18
Manutenção - Sistema Elétrico ............... ................................................................................. 18
Durante o Trabalho ..................................................................................................................... 19

CAPÍTULO 3 - Dimensões Gerais ............................................................................................. 20

Dimensões Gerais - Operação ..................................................................................................... 21


Dimensões Gerais - Transporte ....................................................................................................22

CAPÍTULO 4 - Transporte .......................................................................................................... 23

Transporte - Içamento Com Caminhão Munck.............................................................................. 24


Transporte - Especificações da Cinta de Poliéster ........................................................................25
Transporte - Caminhão Prancha .................................................................................................. 26

CAPÍTULO 5 - Características Técnicas ................................................................................... 28

Dados Técnicos ............................................................................................................................ 29

CAPÍTULO 6 - Comandos da Perfuratriz .................................................................................. 30

Painel de Ignição .......................................................................................................................... 31


Comandos .................................................................................................................................... 32
Antes de Dar a Partida ................................................................................................................. 33
Inspeção Preliminar / Movimentando a Perfuratriz ...................................................................... 33

CAPÍTULO 7 - Manutenção ....................................................................................................... 34

Geral ............................................................................................................................................ 35
Manutenção Preventiva - Diária ou 10 Horas de Trabalho........................................................... 36
Manutenção Preventiva - Semanal ou 50 Horas de Trabalho ..................................................... 37
Manutenção Preventiva - Mensal ou 100 Horas de Trabalho ...................................................... 38
Manutenção Preventiva - Trimestral ou 250 / 400 Horas de Trabalho......................................... 39
Esteira - Verificação da Tensão Correta das Esteiras ................................................................. 40
Redutor - Lubrificação / Manutenção ........................................................................................... 41

CAPÍTULO 8 - Catálogo de Peças ........................................................................................... 42

Nota... ...........................................................................................................................................43
Pedido de Peças ...........................................................................................................................44
Link 500S - RESUMO .................................................................................................................. 45
Truck ........................................................................................................................................... .46
Descrição do Truck .......................................................................................................................47
Morsa ............................................................................................................................................48

Descrição da Morsa ..................................................................................................................... 49

Página 4
Lança .......................................................................................................................................... .50
Descrição da Lança..................................................................................................................... .51
Prolongador da Lança ................................................................................................................ ..52
Descrição do Prolongador da Lança ......................................................................................... .. 53
Moitão............................................................................................................................................54
Descrição do Moitão......................................................................................................................55
Polia do Moitão..............................................................................................................................56
Descrição da Polia do Moitão........................................................................................................57
Cabeça D’água .............................................................................................................................58
Descrição da Cabeça D’água .......................................................................................................59
Cabeçote........................................................................................................................................60
Descrição do Cabeçote..................................................................................................................61
Gibi.................................................................................................................................................62
Descrição do Gibi...........................................................................................................................63
Cilindro da Morsa ..........................................................................................................................64
Descrição do Cilindro da Morsa ....................................................................................................65
Cilindro Quebra Rosca ..................................................................................................................66
Descrição do Cilindro Quebra Rosca ............................................................................................67
Cilindro de Deslocamento do Cabeçote .......................................................................................68
Descrição do Cilindro de Deslocamento do Cabeçote .................................................................69
Cilindro de Levantamento da Lança .............................................................................................70
Descrição do Cilindro de Levantamento da Lança .......................................................................71
Cilindro de Avanço do Cabeçote (com bucha) .............................................................................72
Descrição do Cilindro de Avanço do Cabeçote ............................................................................73
Cilindro de Avanço do Cabeçote ..................................................................................................74
Descrição do Cilindro de Avanço do Cabeçote ............................................................................75
Cilindro de Aproximação da Lança ...............................................................................................76
Descrição do Cilindro de Aproximação da Lança .........................................................................77
Cilindro da Patola Dianteira ..........................................................................................................78
Descrição do Cilindro do da Patola Dianteira ...............................................................................79
Cilindro da Patola Traseira ...........................................................................................................80
Descrição do Cilindro da Patola Traseira .....................................................................................81

CAPÍTULO 9 –Seção de Funcionamento ................................................................................. 82

Funcionamento do Equipamento ..................................................................................................83


Depois do Arranque do Motor Diesel ............................................................................................84
Levantamento da Torre................................................................................................................. 85
Movimento da Esteira .................................................................................................................. 86
Iniciando a Perfuração ................................................................................................................. 88
Funcionamento da Tração/Empurre do Cabeçote Rotatório ....................................................... 89
Uso do Guincho ........................................................................................................................... 90
Funcionamento do Guincho ......................................................................................................... 91
Instalação da Ferramenta de Perfuração..................................................................................... 92
Funcionamento do Guincho ......................................................................................................... 93
Instalação da Ferramenta de Perfuração.....................................................................................94
Funcionamento da Cabeça Rotativa .............................................................................................95
Velocidade de Rotação do Cabeçote............................................................................................96
Montagem Extensão de Lança .....................................................................................................97

Página 5
Os direitos autorais deste Manual pertencem a LINK JET

Este Manual de Manutenção destina-se ao pessoal de inspeção, assistência


técnica e manutenção. Inclui descrições técnicas, requisitos e desenhos
orientativos.

Nenhuma parte deste Manual deverá ser reproduzida, transmitida e é proibido o


seu uso ou comunicação do seu conteúdo a terceiros.

O não-cumprimento dessa proibição implicará em responsabilidade por danos.

Todos os direitos são reservados, especialmente se uma patente ou outro


registro for concedido.

NOTA

Reservamos o direito de alterar o projeto da máquina, bem como todas as


especificações técnicas, sem aviso prévio.

As Figuras contidas neste manual são de caráter ilustrativo, podendo não


corresponder na íntegra a real situação do projeto.

Página 6
CAPÍTULO 1

Informações Gerais

Página 7
APRESENTAÇÃO

Leia atentamente este manual antes de operar o equipamento.

Estude completamente o manual de operação e manutenção antes


de colocar a máquina em funcionamento, efetuar serviços de
manutenção ou reparo e abastecimento de combustível.

Leia e observe todas as instruções de segurança que tenham as


palavras ATENÇÃO e PERIGO, ou que estejam acompanhadas do
símbolo informado ao lado.

A LINK JET se reserva ao direito de modificar seus produtos sempre que


alterações nos componentes e conjuntos, detalhes ou fornecimento de
acessórios, forem julgadas procedentes para a melhoria do produto por motivos
de qualidade, fabricação ou comerciais.

Contudo, serão sempre garantidas as características básicas de funcionamento


do modelo de que se trata.

As revisões neste catalogo serão feitas sob a forma de suplementos, sempre


que as alterações efetuadas nos equipamentos identifiquem tal necessidade.

É garantida ao cliente a atualização das informações técnicas dos


equipamentos LINK JET.

Página 8
GUIA DE USO DO MANUAL

Este manual contem as instruções para uso e manutenção da perfuratriz LINK


500 S em condições normais de trabalho. A garantia perde a validade quando
se trabalha em condições diversas às especificadas neste manual.

Todas as máquinas são testadas antes de serem entregues.


.
Para garantir a máxima qualidade, a Link Jet seleciona com particular atenção
os componentes e os materiais usados na fabricação de seu produto.

Só é permitido o uso do equipamento nos especificados pela Link Jet qualquer


outra aplicação é rigorosamente proibida.

Este manual deve ser estudado pelo operador da máquina e mantido à


disposição em bom estado de conservação.

Se este manual for danificado ou perdido, solicitar cópia para a Link Jet.

Quando surgir algum problema, consulte a Link Jet para esclarecimentos.

Se as orientações contidas neste manual assegura-se que a máquina trabalhe


em condições corretas e se garante a sua durabilidade.

Nota: Em função do constante aperfeiçoamento técnico esta publicação pode


não incluir alguma informação, como conseqüência algumas fotos e ilustrações
podem mostrar peças e acessórios diferentes da maquina adquirida.

Link Jet garante o suporte técnico e a sua atenção para cada problema técnico
que pode ser resolvido através do Serviço de Assistência Técnica.

Tel : (11) 5661-1727 / (11) 5661-9481

Web: http://www.linkjetmaquinas.com.br

Página 9
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

LINK JET

Endereço: Rua Manuel Alves Soares, 792, São Paulo-SP

Telefone: 5661-9481 / 5661-1727

CERTIFICADO DE GARANTIA Nº

Cliente:

Endereço:

Modelo da Maquina:

Número de serie:

Data de entrega: Inicio garantia: Vencimento:

GARANTIA E RECLAMAÇÕES

A Link Jet garante o seu produto vendido de fabricação nova e se compromete a


consertar/substituir a seu julgamento, qualquer parte que considerar defeituosa.

Fica a cargo do cliente os custos de devolução das peças que considerar defeituosas para
analise e avaliação do pedido de garantia.

Qualquer componente reconhecido em garantia será substituído ou reparado sem custos


ao cliente, exclusas as despesas de transporte que cabem ao cliente. Os custos de
montagem serão da Link Jet conforme estabelecido pelas NORMAS INTERNACIONAIS
SOBRE A GARANTIA

TODAS AS DESPESAS DE VIAGEM, TRANSPORTE LOCAL, REFEIÇÃO E


ACOMODAÇÃO PARA TECNICOS QUE FOREM SOLICITADOS SERÃO AOS
ENCARGOS DO CLIENTE

Qualquer outra substituição ou reparo efetuado, incluídos aqueles efetuados no canteiro de


obras, ficarão por conta do cliente.

A garantia presente não cobre as partes que são submetidas ao desgaste natural e nem
aquelas de reposição periódica.

A garantia presente tem a duração de____ horas de trabalho ou ___ meses a partir da data
de entrega considerando o prazo que primeiro vencer.

Data da emissão Assinatura do vendedor

_____________________ _________________________

Página 10
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 2

Normas de Segurança

Página 11
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

NORMAS DE SEGURANÇA

GERAL

Leia e respeite as normas e os sinais de segurança aplicados na máquina,


antes de qualquer intervenção.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE SEGURANÇA.

O descumprimento das mais elementares normas de segurança e a evolução


das situações de perigo em potencial causa a maior parte dos acidentes
relacionados com o uso e manutenção das maquinas operatrizes.

O pessoal encarregado deve estar atento, equipado com EPIs e preparado para
realização de todas as operações.

A operação, a manutenção, a lubrificação e o reparo quando realizados de


maneira incorreta podem causar acidentes. Nunca prossiga as operações se
não estiver compreendido perfeitamente as instruções contidas neste manual.

ATENÇÃO

A perfuratriz deve ser usada somente nas operações indicadas pela LINK JET
Qualquer outra utilização é absolutamente proibida.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAIS NECESSARIOS (EPIs)

1- Capacete rígido
2- Botas protetoras
3- Óculos
4- Luvas
5- Roupa aderente e confortável
6- Mascara
7- Protetor auricular

- Todos EPIs devem estar em bom estado de conservação. Cada operador


deverá cuidar pessoalmente para que a utilização seja dentro das
características especificada
- As luvas devem ser aderentes sem punho e qualquer outro detalhe que possa
emaranhar nos mecanismos da perfuratriz
- As roupas utilizadas não devem conter partes que possam se emaranhar nos
comandos nem em outros mecanismos da perfuratriz
- Não use anéis nem outra bijuteria durante as operações com a perfuratriz

Página 12
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

PREVENÇÃO DE INCENDIO E EXPLOSÕES

Várias substancias utilizadas na perfuratriz no funcionamento e na manutenção


são inflamáveis, por este motivo para evitar incêndios é necessário respeitar as
condições indicadas a seguir

- Manter os combustíveis e lubrificantes e recipientes adequados e sinalizados


- Conserve panos sujos com combustível e óleo ou material inflamável em local
adequado e seguro
- Nunca encha os recipientes totalmente deixe espaço para expansão devido à
variação de temperatura
- Não mantenha recipiente cheio a bordo da perfuratriz
- Não fume nem uso chama livre perto de recipientes de combustíveis
- Não derrame combustível sobre superfície aquecida
- Desligue o motor diesel antes de abastecer
- Não fume durante o abastecimento e não permita que outra pessoa ao redor o
faça
- Limpe as superfícies onde caiu combustível com pano de algodão não use lã
ou tecido sintético
- Manter a bateria com liquido eletrolítico para evitar explosões
- Utilize lanterna elétrica para controlar o nível da bateria nunca utilize chama
direta
- Limpe e controle todas as conexões elétricas
- Antes de ligar a maquina restaure ou substitua os cabos e outros
componentes danificados

PREVENÇÃO DE QUEIMADURAS

Os sistemas hidráulico, de refrigeração e de lubrificação contem fluidos sob alta


temperatura e pressão, antes de desmontar algum componente ou desconectar
tubulações descarregue o circuito e resfrie o sistema.

SISTEMA RESFRIAMENTO

O controle do nível do liquido de refrigeração devera ser efetuado após o motor


desligado e com a tampa do radiador fria. Retire lentamente a tampa para
aliviar a pressão.

CIRCUITO HIDRÁULICO

O óleo e os componentes quentes do circuito hidráulico podem provocar serias


queimaduras evite o contato com a pele.

A temperatura do óleo hidráulico no reservatório atinge temperaturas muito


altas e pode estar sob pressão; remover a tampa após o motor desligado e o
sistema frio.
Gire a tampa lentamente para diminuir a pressão

Página 13
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

PREVENÇÃO DE CORTES E FRATURAS

Antes de começar qualquer intervenção de manutenção todo operador deve


estar provido de roupas adequadas e EPIs.
Controlar para que não tenha pessoas ou objetos perto de peças em
movimento.

Não tentar fazer nenhuma regulagem quando a maquina estiver em movimento


ou com o motor em funcionamento.

Manter adequadamente travados os equipamentos quando trabalhar sob eles


não confie exclusivamente nos cilindros hidráulicos. Qualquer estrutura pode
cair se um comando hidráulico for tocado inadvertidamente ou se uma
tubulação se romper.

Manter-se distante de peças giratória evitando ser atingido por partes que
eventualmente venham a se desprender.

PREPARAÇÃO DA ZONA DE TRABALHO

Antes de por em funcionamento a perfuratriz distanciar todo o pessoal da


maquina. Elimine todos os obstáculos do percurso. Tenha cuidado com fossos,
cabos elétricos ou outra irregularidade do terreno.

Predispor locais destinados a deposito de equipamentos e materiais de trabalho


que sejam seguros e de fácil acesso. Todas as ferramentas devem ser
guardadas de forma ordenadas e seguras para evitar movimentos acidentais e
perigosos.

Quando se trabalha nas proximidades de linhas elétricas e telefônicas aéreas


ou subterrâneas, de condutores de gás, água e esgotos solicite todas as
informações com órgãos administrativos para operar em condições de
segurança.

Na área de trabalho deve-se instalar sistema de iluminação sem sombra.


Todos os cabos devem ser montados sem entrelaçamento e tal for não
prejudicar as operações da perfuratriz.

Não conecte luzes adicionais ou outro componente elétrico a perfuratriz.

ATENÇÃO

Se a perfuratriz entra em contato com linhas elétricas abandone o ambiente


com muito cuidado, evitando tocar em partes metálicas. Se distancie da
máquina e contate as autoridades locais.

Página 14
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

PARTIDA

Antes de dar a partida na Perfuratriz, de uma volta de inspeção em torno dela.

Antes de dar a partida e colocar a Perfuratriz em funcionamento ou movimento,


certifique se que pessoas não estejam na área de trabalho.

Devido à existência de materiais inflamáveis na máquina, não verifique ou


abasteça o tanque de combustível e as baterias perto de calor excessivo,
chamas ou centelhas.

Nunca opere a Perfuratriz em lugares fechados a menos que haja boa


ventilação ou algum sistema auxiliar de exaustão dos gases de combustão.

Checar se no local não a cabos elétricos suspensos que possam ser


atingidos pela lança.

PARADA

Nunca abandone o posto de operação da perfuratriz com motor ligado.

Não permita a passagem de pessoas perto ou debaixo de implementos que


possam estar levantados do solo.

Antes de deixar o local de operação e depois de ter verificado que não


existam pessoas na área de trabalho, abaixe as ferramentas e
acessórios até o solo. Desligue a chave geral.

Nunca abaixe as ferramentas, acessórios ou a Lança estando fora do


posto de operação da Perfuratriz.

Página 15
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MANUTENÇÃO

Leia atentamente todas as normas de segurança contidas neste manual

A manutenção realizada de modo sistemático e correto, garante o


funcionamento seguro e duradouro da maquina

Antes de realizar a manutenção tire a chave partida do painel e pendure aviso


de NÃO USAR.

Não permita que pessoas não autorizadas ou não qualificadas efetuem


quaisquer intervenções na perfuratriz.

Nunca de assistência à perfuratriz com motor em funcionamento.

Nunca tente lubrificar a perfuratriz com o motor em funcionamento.

Ao efetuar inspeções ou intervenções nas quais o motor deve permanecer em


funcionamento, utilize a ajuda de um operador que deverá permanecer no posto
de comando e mantenha sempre o mecânico sob controle visual.

Quando a operação de manutenção exige o acesso a componentes que não


possam ser alcançados do chão com os meios de acesso da perfuratriz, utilize
escadas ou plataformas.

Ao manipular ar comprimido para a limpeza de peças, utilize óculos com


proteção lateral. Limite a pressão ao máximo de 2 kg/cm2.

Ao efetuar operações de soldagem, é indispensável o uso de proteção tais


como, óculos escuros, capacete, avental de couro, luvas e sapatos especiais.

Para realizar a manutenção na maquina,proceda da seguinte maneira

Não execute qualquer intervenção que resulte em alteração ou


modificação de componentes e/ou sistemas da configuração inicial de
fábrica sem a prévia autorização da LINK JET. Alguns casos resultam
na perda de garantia do equipamento.

Página 16
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

1- Estacione a maquina em terreno firme e compacto


2- Apoie os equipamentos em terreno firme
3- Coloque todas as alavancas de comando na posição neutro
4- Desligue o motor
5- Não toque no motor nem no circuito hidráulico antes do resfriamento

Respeite as orientações contidas no manual de manutenção para aplicação de


quantidades justas de lubrificantes, óleos hidráulicos e liquidos refrigerantes

Complete as operações de manutenção,antes de tornar a por em


funcionamento a maquina controle que todas as tampas, filtros. Cabos e
qualquer outro componente extraído tenham sido colocados novamente para
cumpram com suas especificações

Utilize sempre ferramentas especificada e em bom estado de conservação

Finalizada as intervenções guarde as ferramentas nos seus lugares de origem


não deixe as ferramentas na zona de trabalho ou sobre a perfuratriz

SUBIDA E DESCIDA DO EQUIPAMENTO

Posicione a plataforma de operação adequadamente


Certifique que esta bem apoiada e suba pelo local indicado
Desça com cuidado nunca pule
Não tente subir e descer com ferramentas ou outros objetos
Use meios de elevação adequados para carregar os equipamentos sobre a
perfuratriz

Os cabos metálicos desfiam-se com o uso. Ao manejá-los, proteja-se


sempre de modo adequado (óculos, luvas de raspa de couro, etc...)

Página 17
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MANUTENÇÃO – SISTEMA HIDRÁULICO

Cuidado ao utilizar estopas na limpeza de componentes do sistema hidráulico.


Fiapos podem obstruir o circuito.

Um fluído que sai de um furo pode ser invisível aos olhos e ter força suficiente
para ferir as mãos, utilize papelão ou madeira para verificar vazamentos. Se o
fluido vier a perfurar a pele, procurar imediatamente um médico.

Toda vez que for realizada manutenção no sistema hidráulico


recomenda-se travar todos os atuadores (cilindros, motores e guinchos)
na posição de segurança, para evitar movimentos descontrolados da
perfuratriz.

Antes de remover tampões, plugues e tampas, alivie as pressões


internas.

MANUTENÇÃO – SISTEMA ELÉTRICO

Antes de qualquer intervenção no sistema elétrico certifique-se que a


chave geral está desligada.

Ao utilizar reparos com solda, certifique-se que a chave geral está


desligada.

Página 18
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

DURANTE O TRABALHO

Caso substitua os guinchos fornecidos com a perfuratriz, utilize guinchos de


capacidade adequada para erguer as partes pesadas.

Certifique-se de que a içagem foi feita de forma correta.

Não utilize a máquina para transportar objetos, a menos que existam


dispositivos de fixação para tal finalidade.

10º Inclinação Máxima 3º Inclinação Máxima

Preste atenção nas pessoas ao redor da área de trabalho.

A Lança não pode ser inclinada mais do que 3º para frente e 10º para
trás ou movimentada quando em operação, com as ferramentas e
acessórios montados, com risco de danificar os equipamentos da
perfuratriz.

Página 19
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 3

Dimensões Gerais

Página 20
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

DIMENSÕES GERAIS - OPERAÇÃO


Dimensões em milímetros

Página 21
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

DIMENSÕES GERAIS – TRANSPORTE


Dimensões em milímetros

Página 22
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 4

Transporte

Página 23
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz
TRANSPORTE

IÇAMENTO COM CAMINHÃO MUNCK

Verifique os pontos de içamento da Perfuratriz indicados no desenho abaixo.

1. Em cada base do cilindro das 2. Amarre uma cinta em modo


patolas traseiras, amarre um Basket (laço em forma de
lado da alça da cinta de “U”) entre o suporte da lança
Poliéster no modo Choker e a lança, e prenda as alças
(laço tipo forca) e a outra alça da cinta no Gancho do
engate no Gancho do Munck. Munck.

Utilize cintas de Poliéster com especificações indicadas para cada tipo de


içamento.

Não fique embaixo da Perfuratriz no momento do içamento.

Página 24
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz
ESPECIFICAÇÕES DA CINTA DE POLIÉSTER

Utilize cintas de Poliéster com especificações e resistência suportada para


cada tipo de içamento.

Exemplos:

Link 500S: Peso: 9.500 kg

No Içamento modo: Choker; Utilize cinta com capacidade igual ou superior a


9.500 kg, conforme a tabela abaixo, a ideal nesse caso seria de uma cinta de
capacidade para 10.000 ou 11.200 kg

Verifique o estado de conservação da cinta, não a utilize se estiver


danificada.

Página 25
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

TRANSPORTE

CAMINHÃO PRANCHA

1. Remova a extensão da Lança

2. Utilize sempre carretas com pranchas baixas e rampa de acesso. De


preferência transporte a perfuratriz em pranchas com altura máxima de
800mm.

Página 26
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

Deslocamento da perfuratriz

Antes de deslocar a perfuratriz, inspecione atentamente o caminho e


verifique se existem as condições adequadas e seguras
Preste particular atenção a obstáculos aéreos
Quando o espaço de manobra é limitado solicitar ajuda ao operador
externo.

Deslocamento com a torre elevada

Quando se desloca a maquina com a torre na posição vertical e durante


a elevação da mesma, deve-se prestar atenção a presença de
obstáculos aéreos (cabos de alta tensão e linhas telefônicas)

Página 27
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 5

Características Técnicas

Página 28
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

DADOS TÉCNICOS

LINK 500S

MOTOR DIESEL MWM D229-6

POTÊNCIA 110CV (81 Kw) – 2500 rpm

CABEÇOTE HIDRÁULICO

TORQUE MÁXIMO 1160 kgm

VELOCIDADE DE PERFURAÇÃO 10 – 60 RPM

MÁXIMA PASSAGEM INTERNA DO CABEÇOTE 60mm

FORÇA DE EMPUXE AXIAL HIDRÁULICO 6600 kgf

FORÇA DE EXTRAÇÃO 17000 kgf

CURSO DE EMPUXE AXIAL HIDRÁULICO 2,2 m

GUINCHO

FORÇA DE TRAÇÃO DO GUINCHO 2000 kgf

DIÂMETRO DA MORSA DUPLA 76 – 430 mm

DIMENSÕES PARA TRANSPORTE

ALTURA 2770 mm

LARGURA 2230 mm

COMPRIMENTO 5180 mm

PESO 9500 kg

CAPACIDADE TANQUE HIDRÁULICO 240 L

CAPACIDADE TANQUE DIESEL 96 L

Página 29
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 6

Comandos da Perfuratriz

Página 30
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

PAINÉL DE IGNIÇÃO

1. Temperatura do Motor.
2. Alerta Luminoso para: alta temperatura, baixa pressão de óleo, falta de
carga da bateria.
3. Tacômetro com horímetro: Monitora RPM e Horas trabalhadas.
4. Stop: Parada de Emergência.
5. Chave de Ignição.

Painel equipado com sistema de proteção com parada de emergência por alta
temperatura e/ou baixa pressão de óleo.

Página 31
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

COMANDOS

1. Tração da Esteira 1 12. Cabeçote – Movimento


2. Tração da Esteira 2 Lateral
3. Patola - Traseira Direita 13. Morsa – Superior
4. Patola - Traseira Esquerda 14. Morsa – Inferior
5. Patola - Dianteira Esquerda 15. Giro da Morsa
6. Patola – Dianteira Direita 16. Inclinação da Lança
7. Avanço da Lança 17. Manômetro – Pressão de
8. Guincho Rotação do Cabeçote
9. Manômetro - Pressão 18. Rotação do Cabeçote
Hidráulica dos Comandos 19. Acelerador
10. Avanço do Carrinho 20. Divisor de Fluxo do Comando
11. Marcha 1 e 2 do Cabeçote

Página 32
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

ANTES DE DAR A PARTIDA

Inspeção Preliminar

- Conferir o nível de água, óleo e combustível do motor de acordo com o


manual de manutenção do equipamento.

- Andar em volta do equipamento e checar danos ou vandalismo que possam


ter ocorrido.

- Checar falta de parafuso, danos estruturais, trincas em soldas etc.

- Checar se todos os comandos e alavancas estão na posição Neutra.

Geral:

- Prestar atenção ao movimento dos cabos durante o levantamento da


Lança. Orientar o operador do cabo livre para evitar rompimento do
cabo, quebra do cilindro de levantamento e empenamento da Lança.

- Sempre checar as condições dos cabos evitando quebra ou


rompimento em momentos cruciais de operação.

MOVIMENTANDO A PERFURATRIZ

A perfuratriz deve ser movimentada com a Lança inclinada para trás com no
mínimo 3º. Esta é a situação mais estável para deslocamento da perfuratriz
quando em trabalho ou com as ferramentas montadas.

Página 33
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 7

Manutenção

Página 34
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

GERAL

Leia atentamente o manual de Operação e Manutenção do Motor


MWM, fornecido juntamente com este manual para procedimentos,
cuidados e especificações de manutenção.

A orientação de manutenção descrita neste manual refere-se


principalmente ao trabalho de perfuratriz, sendo necessário uso dos
dois manuais.

Os períodos de manutenção indicados neste manual referem-se às


condições normais de trabalho.
Durante as primeiras horas de serviço ou sob condições de trabalho
severas, outros intervalos podem ser necessários.

Bloqueie as partes móveis da perfuratriz com suportes e cavaletes


apropriados sempre que precisar trabalhar sob estas partes. Nunca
permita a presença de pessoas embaixo ou próximo de partes móveis
não travadas

Corpos estranhos são perigosamente prejudiciais aos sistemas


hidráulicos. Muito cuidado com a contaminação dos circuitos.

Utilize ferramentas certas para as operações de manutenção

Recomenda-se a troca de óleo imediatamente após a parada da máquina, uma


vez o óleo quente fluirá mais facilmente com as partículas em suspensão.

Limpe cuidadosamente as conexões e bujões antes e depois da troca, para


evitar a contaminação dos circuitos.

Página 35
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Diária ou a cada 10 horas de


trabalho
3
1 – Carter do Motor:
Verifique o nível logo após a parada
do motor
(conforme Manual MWM).

2 – Corrente: 2
Checar corrente. Observar estado
de conservação, limpeza e
lubrificação.

3 – Cabos de Aço:
Checar todo o cabo de aço.
Inspecionar possíveis danos. 4
4 – Guias de deslizamento do
carro guia: 7 5
Lubrificar com graxa as guias de 6
deslizamento do carro guia da
Lança e os roletes

5 – Cabeçote:
Verificar o nível de óleo lubrificante
do cabeçote rotativo.

6 - Tanque Diesel:
Verificar nível do Óleo Diesel no
tanque de combustível 1
7 – Tanque Hidráulico:
Verificar o nível de Óleo
Hidráulico.
 Controle de pressão da
Verificar: bomba hidráulica do lado da
 Possíveis vazamentos nas aspiração
conexões hidráulicas e se
necessário apertar-las. Nota: Antes de injetar graxa, limpar
as engraxadeiras e após lubrificar,
 Verificar temperatura de óleo limpar novamente eliminando o
hidráulico no filtro de excesso de graxa.
passagem.

Página 36
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Semanal ou 50 horas de trabalho

1 - Roldanas da lança: 1
Lubrificar com graxa as roldanas da
lança.

2 – Roldanas do arro guia:


Lubrificar com graxa as roldanas do
carro guia da haste.

3 – Filtro de combustível:
Drenar – Ver Manual MWM.

4 – Radiador 5
Efetuar limpeza e verificar se possui 3
4
vazamento 6
5 – Cilindros de inclinação da
Lança.
Lubrificar com graxa os pinos de 7
articulação do cilindro de
levantamento 2
6 – Cilindro de Nivelamento
Lubrificar os pinos do cilindro de
nivelamento da Lança.

7 – Suportes da Lança
Lubrificar os pinos da inclinação dos
8 9
suportes da Lança.

8 – Coxim do Motor
Conferir aperto dos coxins

9 – Redutor de Tração
Verificar nível de óleo Hidráulico nos
redutores de tração (Pág. 33).

Página 37
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Mensal ou a cada 100 horas de


trabalho

1 – Guincho:
Checar as condições de todos os
parafusos, levando em conta a sua
capacidade de fixação mesmo 1
quando sob tensão.

2 – Motor Diesel:
Ver Manual de Operação MWM.

3 – Filtro de Combustível:
Ver Manual de Operação MWM.

4 – Bateria
Verificar estado da bateria. Cuidado 2 3 4
para não inverter as polaridades
nem fechar curto acidental tocando
os dois pólos.

5 – Hélices
Limpar as asas de refrigeração e o
radiador de óleo integrado

6 – Peneira
Limpar a peneira de óleo
combustível da bomba de
transferência
5 6 7
7 – Bomba Injetora
Ver Manual de Operação MWM

Especificações: Nota: Antes de injetar graxa, limpar


GRAXA: LUBRAX GMA-2
as engraxadeiras e após lubrificar,
limpar novamente eliminando o
ÓLEO HIDRÁULICO: excesso de graxa.
MARBRAX HR-100
(similar ao indicado pelo Fabricante Baterias contém ÁCIDO
do Redutor).
SULFÚRICO, proteja seus olhos ao
trabalhar próximo. Cuidado com os
vapores inflamáveis das baterias.

Página 38
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Trimestral ou a cada 250 horas de


trabalho

1 – Carter do motor
Ver manual de operação MWM.

2 – Filtro de Óleo do Motor


Ver manual de operação MWM.

3 – Correia do ventilador
Ver Manual de Operação MWM.

Semestral ou a cada 400 horas de


trabalho
3 2 5 6

4 – Cabeçote
Trocar o óleo do Cabeçote
4
Especificações:

ÓLEO LUBRIFICANTE
LUBRAX INDUSTRIAL EGF-150-OS
(Similar ao indicado pelo Fabricante)

5 – Filtro de retorno óleo


hidráulico
Trocar–ver manual de operação 1
MWM.

6 – Filtro de sucção do óleo


hidráulico
Ver Manual de Operação MWM.

Página 39
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

ESTEIRA

Verificação da tensão correta das Esteiras

A tensão das esteiras é correta quando a esteira, estando parada, exista um


desnível de 20 mm entre a roda guia e o rolete (conforme desenho n.º 1).
A regulagem da esteira é feita mediante uma engraxadeira.
Os roletes deverão ser controlados diariamente quanto ao vazamento de óleo
ou outros danos.

DESENHO N.º 1

RoleteSuperior RodaGuia

20mm

NipleGraxeiro

Especificação:

Válvula de tensão da esteira

Página 40
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

REDUTOR

LUBRIFICAÇÃO

Posição do redutor:
- Vire o Redutor e coloque a tampa na posição "A" nível, cerca de 15° abaixo
da linha média do redutor como mostrado abaixo.

- Adicionar óleo no Redutor utilizando o orifício da posição "B" até o óleo sair
do orifício nível da posição "A" e, em seguida, coloque a tampa novamente.
Após a Lubrificação de algumas voltas no Redutor para eliminar
quaisquer bolhas de ar e em seguida, voltar a conferir em diferentes níveis.

MANUTENÇÃO

A manutenção deve ser realizada pelo operador com as seguintes operações:

- Após um período de Funcionamento:

100 horas: - Verifique que nenhuma das partes metálicas esteja com tamanho
incomum e na tampa do Redutor.

- Remover o óleo com o redutor ainda aquecido para facilitar a saída.


- Lavar o interior do redutor com um líquido apropriado e indicado pelo
fabricante de lubrificantes.

- Após um período de Funcionamento de:

2000-2500 Horas: ou a cada Ano.

- Troque o Óleo.
- Monitore regularmente os níveis (cada mês) e se necessário acrescentar.
- Óleo de lubrificação do disco do freio é a mesma que lubrifica as engrenagens
do redutor, portanto, quando substituir o Redutor, automaticamente
substitua o freio.

Página 41
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 8

Catálogo de Peças

Página 42
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

Os direitos autorais deste Catálogo de Peças pertencem a LINK JET.

Este Catálogo de Peças destina-se ao pessoal de assistência técnica, inspeção


e manutenção. Inclui descrições técnicas, requisitos e desenhos orientativos.

Nenhuma parte deste Manual deverá ser reproduzida, transmitida e é proibido


o seu uso ou comunicação do seu conteúdo a terceiros.

O não-cumprimento dessa proibição implicará em responsabilidade por danos.

Todos os direitos são reservados, especialmente se uma patente ou outro


registro for concedido.

NOTA

Reservamos o direito de alterar o projeto da máquina, bem como todas as


especificações técnicas, sem aviso prévio.

As Figuras contidas neste manual são de caráter ilustrativo, podendo na


corresponder na íntegra a real situação do projeto.

Página 43
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

PEDIDO DE PEÇAS SOBRESSALENTES

1. Indicar o número de chassi da máquina. Este número está gravado no


Truck da máquina.

2. O número-chave LINK JET da peça, sua descrição e o conjunto a que


ela pertence, conforme indicado neste catálogo.

3. Por motivo de constante evolução de projeto, as ilustrações deste


catálogo nem sempre serão corretas em detalhes, sendo portanto
imprescindível que sejam bem claras as informações nos pedidos de
peças sobressalentes.

Página 44
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

LINK 500S - RESUMO

3
4

15
5
12 13 14 16
11 0
17 6
0 0
0
10

9
8

01 - Gibe 10 - Redutor de Tração.


02 - Extensão da Lança 11 - Patolas Traseiras
03 - Guincho Auxiliar. 12 - Motor Diesel
04 - Lança 13 - Tanques Combustível e Hidráulico
05 - Carrinho do Cabeçote 14 - Truck (Base da Máquina).
06 - Cabeçote Rotativo 15 - Painel de Ignição
07 - Morsa Dupla 16 – Painel de Comandos
08 - Patolas Dianteiras 17 – Sapata dianteira
09 - Esteira

Página 45
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

TRUCK

Página 46
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N.º LINK JET DESCRIÇÃO DO TRUCK QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO LINK 500S

01 ESTEIRA (LINK) 39 COD. D1404700M00048

02 CARCAÇA 01 LINK 500S-02

03 RODA GUIA COMPLETA-ITM 01 COD. P2519200M00

04 ROLETES ITM - INFERIOR 06 COD. A1404000M00

05 SUPORTE DA RODA SUPERIOR 01 LINK 500S-33

06 SAPATAS 3 GARRAS CURVA 39 COD. ZY404F0N0457V

07 RODA SUPERIOR 01 COD. R15690A1M01

08 ARO RODA MOTRIZ 01 COD. R15690A1M01

09 GUIA 02 LINK 500S-41

10 TAMPA DE INSPEÇÃO 01 500S-02N

11 PARAFUSO SEXTAVADO M16 02 M16 X 60

12 PARAFUSO ALLEN C/ CHATA M8 02 M8 X 15

13 PARAFUSO SEXTAVADO M16 24 M16 X 80

14 ARRUELA DE PRESSÃO PARA M16 30 M16

15 PARAFUSO PADRÃO ITM 160 ITM

16 PORCA PADRÃO ITM 160 ITM

17 PARAFUSO SEXTAVADO M16 04 M16 X 35

18 PARAFUSO CAB./SEXT 10 M22 X 60 mm

19 PORCA 10 M22

Página 47
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MORSA

Página 48
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N.º LINK JET DESCRIÇÃO DA MORSA QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO LINK 500S

01 CILINDRO HIDRAULICO MORSA 04 PÁGINA 68

02 SUPORTE DO MORDENTE 04 LINK-M16B-14A

03 PASTILHA 08 LINK-M16B-14F

04 PARTE INFERIOR 01 LINK-M16-01

05 PESCOÇO DA MORSA 04 LINK-M16-06A

06 PARTE SUPERIOR (MOVEL) 01 LINK-M16-02

Página 49
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

COMPONENTES GERAIS DA LANÇA

Página 50
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N.º LINK JET DESCRIÇÃO DA LANÇA QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO LINK 500S

1 GIBI 01 Link-500-47-14

2 PROLONGADOR DA LANÇA 01 PAGINA 54

3 GUINCHO 01 TGM 3500V

4 POLIA DA LANÇA 02 PÁGINA 52

5 FIXADOR DA CORRENTE 01 link-500-47-19

6 CORPO DA LANÇA 01 LINK 500S-47-15

7 OLHAL DO CILINDRO 02 LINK 500S-47-16A

8 CORRENTE 01 BL1246 2”

9 CILINDRO APROXIM. LANÇA 01 PAGINA 78

10 CILINDRO AVANÇO CABEÇOTE 01 PAGINA 76

11 MOITÃO 01 PAGINA 56

12 CONJ. CABEÇOTE 01 PAGINA 62

13 CONJ. CARRO 01 PAGINA 66

14 CILINDRO QUEBRA ROSCA 01 PAGINA 70

15 MORSA DUPLA 01 PAGINA 48

16 CABEÇA D’ÁGUA 01 PAGINA 60

Página 51
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

POLIA DA LANÇA

Página 52
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N.º LINK JET DESCRIÇÃO DA POLIA DA LANÇA QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO LINK 500S

1 SEPARADOR 02 LINK 500-47-10C

2 ANEL O’RING 02 Ø60 x 3

3 PARAFUSO SEXT. 24 M12 X 25

4 TAMPA 02 LINK 500-47-10B pos3

5 RETENTOR 02 APC 5356

6 ROLAMENTO 02 NU 312

7 ESPAÇADOR INTERNO 01 LINK 500-47-10B pos6

8 CORPO 01 LINK 500-47-10B pos4

Página 53
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

PROLONGADOR DA LANÇA

Página 54
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N.º LINK JET DESCRIÇÃO DO PROLONGADOR QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO LINK 500S

1 GIBE 01 PAGINA 64

2 EXTENSÃO DA LANÇA 01 LINK 500S-47-02

3 PARAFUSO SEXT. 03 M16 X 60

4 ARRUELA 03 M16

5 PORCA PARLOCK 03 M16

6 PINO 01 LINK 500S-47-11C

7 BUCHA 03 LINK 500S-47-12A pos1

Página 55
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

MOITÃO

Página 56
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO MOITÃO QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO

1 ROLDANA 02 LINK-500-47-15D pos1

2 BUCHA DE NYLON 02 LINK-500-47-15D pos2

3 PINO MAIOR 01 LINK-500-47-11B1

4 ESPAÇADOR 02 LINK-500-47-15C pos2

5 ANÉL ELASTICO EXTER. 01 Ø60

6 PINO MENOR 01 LINK-500-47-11B1

7 ROLDANA 02 PAGINA 58

8 BUCHA COM ROSCA 01 LINK-500-47-15C pos1

Página 57
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

POLIA DO MOITÃO

Página 58
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DA POLIA DO MOITAO QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO

1 PARAFUSO ALLEN CAB. CHATA 24 M12x25

2 TAMPA 02 LINK-500-47-10A pos3

3 RETENTOR 02 BR Ø75xØ60x10

4 ROLAMENTO 03 6012-Z

5 SEPARADOR 02 LINK-500-47-10A pos5

6 CORPO 01 LINK-500-47-10A pos4

Página 59
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CABEÇA D’ÁGUA

Página 60
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DA CABEÇA D’ÁGUA QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO

1 TAMPA 01 LJ030300-C

2 RETENTOR 01 ARCA 3796

3 ROLAMENTO 02 ZKL 6016 2RS C3

4 EIXO 01 LJ030300-B

5 ANÉL TRAVA 01 Ø100 x 3

6 ANÉL SEPARADOR 01 LJ030300-D

7 GAXETA 03 APC 1831

8 CORPO 01 LJ030300-A

Página 61
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CABEÇOTE

Página 62
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CABEÇOTE QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO

1 VELA 01 LINK-500-CAB-01

2 SUPORTE DA MOLA 02 LINK-500-CAB-02

3 MOLA 01 LINK-500-CAB-02A

4 RETENTOR 02 P4-001

5 MANCAL 02 LINK-500-CAB-03

6 FUNDO DA CAIXA 01 LINK-500-CAB-04

7 CAIXA 01 LINK-500-CAB-05

8 BUCHA DE CELERON 02 LINK-500-CAB-06

9 ANEL DE CELERON 02 LINK-500-CAB-07

10 ALOJAMENTO DO ROLAMENTO 02 LINK-500-CAB-08

11 ROLAMENTO 02 6307

12 PINHÃO 02 LINK-500-CAB-09

13 FUSO CENTRAL 01 LINK-500-CAB-10

14 ENGRENAGEM 01 LINK-500-CAB-11

15 TAMPA 01 LINK-500-CAB-12

16 MANCAL DO MOTOR 02 LINK-500-CAB-13

Página 63
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

GIBI

Página 64
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO GIBI QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO

1 ESTRUTURA DO GIBI 01 LINK 500S-47-14A

2 DISCO DE NYLON 01 LINK 500S-47-14D2

3 EIXO DE GIRO 01 LINK 500S-47-14H

4 PORCA TRAVA 01 LINK 500S-47-14F

5 PAR. ALLEN CAB. CILINDRICA 01 M12X100

6 PORCA PARLOCK 01 M12

7 ROLDANA 02 LINK 500S-47-10D3

8 ROLAMENTO 02 6308-2RS

9 BUCHA 04 LINK 500S-47-12B

10 PINO 02 LINK 500S-47-11D

11 TRAVA DO PINO 02 LINK 500S-47-11D POS2

Página 65
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CARRO

Página 66
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CARRO QTD ESPECIFICAÇÃO

POSIÇÃO

1 CONJUNTO DO CARRO 01 LINK 500S-60A2

2 ROLETE INFERIOR E LATERAL 04 LINK 500S-R2 pos2

3 NYLON DO ROLETE 04 LINK 500S-R2 pos1

4 VARÃO DO ESTICADOR 02 LINK 500S-47-19C pos2

5 ESTICADOR (MENOR) 03 LINK 500S-47-19C pos2

6 PISTAO DE DESLOCAMENTO LATERAL 01 PAGINA 72

7 ESTICADOR MAIOR 01 LINK 500S-47-19C pos1

8 SEPARADOR DE NYLON 16 LINK 500S-60-N2

9 ROLETE SUPERIOR 04 LINK 500S-60-L2 pos2

10 ROLETE SUPERIOR 04 LINK 500S-60-L2 pos1

11 EIXO 02 LINK 500S-60-L2 pos1

12 PORCA ESPECIAL 16 MSR 35x1,5

13 ESPAÇADOR GUIA 02 LINK 500S-60-J2

14 BUCHA 16 LINK 500S-60-M2

15 EIXO ROLETE INFERIOR E LATERAL 08 LINK 500S-60-Q2

Página 67
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz
CILINDRO DA MORSA

Página 68
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 TAMPA HASTE CILINDRO 01

03 FUNDO SOLDAVEL 01

04 CONEXÃO ABERTA 01

05 CONEXÃO CEGA 01

06 TUBO METALICO 01

07 HASTE 01

08 EMBOLO 01

09 PORCA 1. ¼” 12 UNF 01

10 FLANGE 01

14 RASPADOR 1605 DI 60 X DE 70 X H7 01

16 ORING 2214 W 3,53 x DI 24,99 01

17 ORING 2240 W 3,53 x DI 94,84 02

18 ORING 2214 W 5,53 x DI 81,92 01

21 ANEL TEFLON 4117 DE 100 x H5,9 x W3,5 01

22 GAXETA 6559 H 12 x DI 60 x DE 75 02

23 GAXETA 1569 H9,5 x DI 88,90 x DE 101,6 02

Página 69
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz
CILINDRO QUEBRA ROSCA

Página 70
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 FUNDO SOLDAVEL 01

03 CONEXÃO ABERTA 02

04 HASTE 01

05 PORCA 1” 14 UNF 01

06 TAMPA DA HASTE 01

07 EMBOLO 01

08 OLHAL 02

09 GRAXEIRA RETA 1/8” BSP Mod 13ª TIPO 3/8” 02

10 RASPADOR 1085 DI 38,1 x DE 47,6 x H5,8 01

11 GAXETA 3090 H12 x DI 60 x DE 77 02

12 GAXETA 1060 H12 x DI 60 x DE 76 02

13 ORING 2228 W3,53 x DI 56,52 02

14 ORING 2017 W2,62 x DI 17,17 01

Página 71
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CILINDRO DE DESLOCAMENTO DO CABEÇOTE

Página 72
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 FUNDO SOLDAVEL 01

03 CONEXÃO CEGA 01

04 CONEXÃO ABERTA 01

05 TUBO METALICO 01

06 TAMPA DA HASTE 01

07 OLHAL LONGO 01

08 OLHAL CURTO 01

09 HASTE 02

10 EMBOLO 01

11 PORCA 1” 14 UNF 01

12 GRAXEIRA RETA 1/8” BSP Mod 13ª TIPO 3/8” 02

13 RASPADOR 1085 DI 38,1 x DE 47,6 x H5,8 01

14 GAXETA 1060 H12 x DI 60 x DE 76 02

15 GAXETA 3090 H12 x DI 60 x DE 77 02

16 ORING 2228 W3,53 x DI 56,52 02

17 ORING 2017 W2,62 x DI 17,17 01

Página 73
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CILINDRO DE LEVANTAMENTO DA LANÇA

Página 74
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 HASTE 01

03 FUNDO SOLDAVEL 01

04 TAMPA DA HASTE 01

05 TUBO METALICO 01

06 CONEXÃO CEGA 01

07 CONEXÃO ABERTA 01

08 OLHAL LONGO 01

09 OLHAL CURTO 01

10 PORCA 01

11 EMBOLO 01

12 GRAXEIRA RETA 1/8” BSP Mod 13ª TIPO 3/8” 02

13 ANEL TEFLON 5147 DE 114,3 x H 5,9 x W 2,4 01

14 RASPADOR 1605 DI 60 x DE 70 x H7 01

15 GAXETA 3810 H 12,7 x DI 98.45 x DE 114,3 02

16 GAXETA 6559 H 12 x DI x DE 75 02

17 ORING 2244 W3,53 x DI 107,54 02

18 ORING 2218 W3,53 x DI 31,34 01

19 ORING 2324 W5,53 x DI 97,79 01

Página 75
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CILINDRO DE AVANÇO DO CABEÇOTE (COM BUCHA)

Página 76
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 HASTE 01

03 FUNDO SOLDAVEL 01

04 TAMPA DA HASTE 01

05 TUBO METALICO 01

06 CONEXÃO CEGA 01

07 CONEXÃO ABERTA 01

08 OLHAL LONGO 01

10 PORCA 01

11 EMBOLO 01

12 GRAXEIRA RETA 1/8” BSP Mod 13ª TIPO 3/8” 01

14 ANEL TEFLON 5147 DE 114,3 x H 5,9 x W 2,4 01

15 RASPADOR 1605 DI 60 x DE 70 x H7 01

16 GAXETA 3810 H 12,7 x DI 98.45 x DE 114,3 02

17 GAXETA 6559 H 12 x DI x DE 75 02

18 ORING 2218 W3,53 x DI 31,34 01

19 ORING 2344 W5,53 x DI 97,79 01

20 ORING 2244 W3,53 x DI 107,54 02

Página 77
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CILINDRO DE APROXIMAÇÃO DA LANÇA

Página 78
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 HASTE 01

03 FUNDO SOLDAVEL 01

04 TAMPA DA HASTE 01

05 OLHAL LONGO 01

06 OLHAL CURTO 01

07 PORCA 01

08 EMBOLO 01

09 GRAXEIRA RETA 1/8” BSP Mod 13ª TIPO 3/8” 02

10 CONEXÃO ABERTA LONGA 01

11 CONEXÃO CEGA CR 14 01

12 TUBO METALICO 02

13 ANEL TEFLON 5646 DE 88,90 x H 5,9 x W 2,4 01

14 RASPADOR 1086 01

15 GAXETA 1057 H 9,52 x DI 76,2 x DE 88,9 01

16 GAXETA 1060 H 9,5 x DI 50,8 x DE 63,5 02

17 ORING 2336 W 5,53 x DI 72,39 02

18 ORING 2214 W 3,53 x DI 24,99 02

19 ORING 2236 W 3,53 x DI 82.14 01

Página 79
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CILINDRO DA PATOLA DIANTEIRA

Página 80
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 TAMPA DA HASTE 01

03 FUNDO SOLDAVEL 01

04 CONEXÃO ABERTA 01

05 CONEXÃO CEGA 01

06 TUBO METALICO 01

07 HASTE 01

08 PORCA 01

09 EMBOLO 01

10 OLHAL CURTO 01

11 OLHAL LONGO 01

12 GRAXEIRA RETA 1/8” BSP Mod 13A TIPO 3/8 01

13 ANEL TEFLON 4117 DE 100 x H 5,9 x W 3,5 01

14 ORING 2218 W 3,53 x DI 31,34 02

15 ORING 2339 W 5,33 x DI 81,92 02

16 ORING 2240 W 3,53 x DI 94,84 01

17 GAXETA 1569 H 9,5 x DI 88,90 x DE 101,6 01

18 GAXETA 6559 H 12 x DI 60 x DE 70 x H7

19 RASPADOR 1605 DI 60 x DE 70 x H 7 02

Página 81
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CILINDRO DA PATOLA TRASEIRA

Página 82
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

N. LINK JET DESCRIÇÃO DO CILINDRO QTD

POSIÇÃO

01 CAMISA 01

02 SUPORTE DA PATOLA 01

03 FUNDO SOLDAVEL 01

04 TAMPA DA HASTE 01

05 CONEXÃO ABERTA 01

06 CONEXÃO CEGA 01

07 TUBO METALICO 01

08 HASTE 01

09 PORCA 01

10 EMBOLO 01

11 CAPS 01

12 PINO TRAVA 01

13 CUPILHA – 5 x 71 01

14 ORING 2218 W 3,53 x DI 31,34 01

15 ORING 2339 W 5,33 x DI 81,92 01

16 ORING 2244 W 3,53 x DI 94,84 01

17 GAXETA 1569 H 9,5 x DI 88,90 x DE 101,6 01

18 GAXETA 1673 H 12,7 x DI 69,85 x DE 9,52 02

19 ANEL TEFLON 4117 DE 100 x H 5,9 x W 3,5 01

20 RASPADOR 1619 DI 69,85 x DE 82,5 x H 6,35 01

Página 83
LINK JET LINK 500S - Perfuratriz

CAPÍTULO 9

Seção

De

Funcionamento

Página 84
FUNCIONAMENTO DO EQUIPAMENTO

- Controles prévios a partida da máquina

Para segurança do pessoal e prevenir acidentes e para assegurar a máxima


vida útil, proceda uma detalhada inspeção antes de acionar a máquina.

Antes de por em funcionamento a perfuratriz ler atentamente cada parte do


manual de operação e manutenção.

Antes de ligar a maquina controlar todos os níveis de óleo, combustível e água


de refrigeração

Verifique se não existem pessoas na área de trabalho.

- Parada de emergência

Em caso de emergência acionar o botão Stop no painel da máquina

Só acione o Stop de emergência em situações de perigo não utilize


em operações normais, pois a parada repentina poder causar danos
ao motor diesel e sistema hidráulico.
No início de operação acionar os comandos lentamente e com muita
atenção.

- Partida do motor

Antes de funcionar o motor verificar:

Nível de água

Nível de combustível

Nível de lubrificante

Não acelere excessivamente nos primeiros 30 segundos de funcionamento


Nunca gire a chave de partida com o motor funcionando.

Não desligue o motor em alta rotação, aguarde 30 segundos em marcha lenta


antes de desligar.

Evite submeter o motor a rotações constantes durante muito tempo.

Evitar deixar o motor funcionando em marcha lenta durante muito tempo.

A temperatura do motor deve ser mantida entre 75 e 95 graus no trabalho.

Página 85
DEPOIS DO ARRANQUE DO MOTOR DIESEL

O numero de rotação do motor diesel aconselhada para condições


ótimas de trabalho é de 2500 rpm.

Depois do arranque antes de iniciar qualquer operação aquecer o motor por


alguns minutos respeitando as seguintes precauções:

1- Aquecer o motor por 5 minutos, inserir e retirar os comandos dos


equipamentos para acelerar o aquecimento do circuito hidráulico.

2- Faça girar a cabeça rotatória a baixa velocidade no sentido horário


(sentido de perfuração) com ferramenta elevada e sem cargas torcionais.

3- Controlar frequentemente todos os manômetros e os indicadores durante


o aquecimento.

NESTE PONTO A PERFURATRIZ ESTÁ PRONTA PARA FUNCIONAR

Página 86
LEVANTAMENTO DA TORRE

Antes de efetuar o levantamento da torre, assegurar-se que a


maquina esteja em terreno plano, solido e compacto

É absolutamente proibido movimentar a torre com a cabeça


giratória na parte superior

Página 87
MOVIMENTO DA ESTEIRA

Não deslocar a maquina com o cabeçote giratório na posição


mais alta

Durante as operações de perfuração não se deve efetuar o deslocamento da


maquina. Antes de movimentar certifique-se que os aparatos de perfuração
estejam desconectados.

Para efetuar o movimento das esteiras é necessário acionar o comando N20


Divisor de fluxo para a posição esteira.

Página 88
PARA ANDAR PARA FRENTE
Acionar os comandos N1 e N2 por igual no sentido para frente.

PARA ANDAR PARA TRÁS


Acionar os comandos N1 e N2 por igual no sentido para trás.

PARA FAZER CURVA SUAVE À DIREITA


Acionar o comando N2 no sentido frente e permaneça com o N1 desativado.

PARA FAZER CURVA FECHADA À DIREITA


Acionar o comando N2 para o sentido frente e o N1 para trás.

PARA FAZER CURVA SUAVE À ESQUERDA


Acione o comando N1 para frente e permaneça com o N2 desativado.

PARA FAZER CURVA FECHADA À ESQUERDA


Acione o comando N1 para frente e o N2 para trás.

FUNCIONAMENTO DO CABEÇOTE GIRATORIO


Através do comando N11 seleciona-se a rotação 1 ou 2 com o comando N18
Inicia-se o trabalho.
Rotação horária comando N
Rotação anti-horária comando N

Evitar inversões bruscas de rotação com o risco de comprometer o


cabeçote.

Evitar que o cabeçote rotatório pare quando encontrar matação.

Página 89
INICIANDO A PERFURAÇÃO

SELEÇÃO DO UTENSILIO DE PERFURAÇÃO

A eficiência da perfuração é dada principalmente pela seleção do utensílio


adequado ao tipo do terreno. Tal seleção deve ser efetuada do vez que muda a
natureza do terreno
A seleção do utensílio é em geral confiada ao operador que pelo conhecimento
da maquina e experiência no trabalho consegue fazer a avaliação mais precisa

- Aproximar a maquina do furo a ser realizado

- Desativar o sistema de movimentação acionando o comando N1 para a


posição fechado e acionar o comando N2

- Posicionar as patolas dianteiras e traseiras através dos comandos N3, N4, N5


e N6 respectivamente, aliviando o sistema de tração (esteiras) e nivelando a
torre

- Abaixar a base de apoio através do comando

- Abaixe a ferramenta de perfuração usando o comando

- Iniciar a perfuração acionando a rotação horária da cabeça rotatória

- Fazer avançar a ferramenta continua e gradualmente no solo de acordo com


sua densidade

Página 90
FUNCIONAMENTO DA TRAÇÃO / EMPURRE DO CABEÇOTE ROTATORIO

Os movimentos do sistema de Tração / Empurre do cabeçote são comandados


pela alavanca N10

- Acionando-se para frente temos o empurre

- Acionando-se para trás temos a tração

Página 91
USO DO GUINCHO

O guincho foi concebido para ser usado exclusivamente nas funções da


perfuratriz.

A LINK JET proíbe expressamente o uso com finalidades diferentes das


indicadas e se exonera de todas as responsabilidades caso isto aconteça

Em caso de substituição do cabo, controlar a montagem e a fixação


para que sejam feitas de forma correta

Página 92
FUNCIONAMENTO DO GUINCHO

O guincho tem a função de elevar e abaixar os utensílios da perfuratriz no furo

Comanda-se através do comando N8

- Deslocando a alavanca para frente se aciona a descida dos utensílios

- Deslocando a alavanca para trás de aciona a subida dos utensílios

MONTAGEM DO CABO DO GUINCHO

Uma atenção particular deve ser prestada na etapa de remontagem do cabo do


guincho. O procedimento correto é o seguinte:

- Colocar a torre na posição horizontal

- Liberar as extremidades do cabo dos tambores

- Desenrolar completamente os cabos acionando a descida lenta dos guinchos

- Passar o cabo pela polia da torre e pelo grupo de roldanas

- Fixar a extremidade do cabo ao ponto de engate

Página 93
INSTALAÇÃO DA FERRAMENTA DE PERFURAÇÃO

Utilizando-se do guincho leva-se a ferramenta até a posição de acoplamento


com o cabeçote giratório.

Procede-se o rosqueamento com o cabeçote e inicia-se o trabalho

Para emendar a ferramenta de perfuração procede-se da seguinte forma:

- Desenroscar a ferramenta que está trabalhando

- Através do guincho leva-se a peça nova na posição

- Rosqueie a nova peça manualmente

- Segure o tubo já usado com a morsa fixa acionando o comando N14

- Acione o comando N13 em seguida o N15 para fixar a rosca da ferramenta

Página 94
FUNCIONAMENTO DA CABEÇA ROTATORIA

A rotação da cabeça rotatória é ativada através do comando N18

- Deslocando o comando para frente aciona-se a rotação horária

- Deslocando o comando para trás aciona-se a rotação anti-horário

É possível selecionar a velocidade de rotação da cabeça giratória através do


comando N11

- Quando o comando estiver na posição 1 aciona o cabeçote no sentido horário

- Quando o comando estiver na posição 2 aciona-se o cabeçote no sentido anti-


horário

É aconselhável usar rotação moderada do motor quando for usar


rotação para frente e para trás.

Página 95
VELOCIDADE DE ROTAÇÃO DO CABEÇOTE

É possível selecionar a velocidade de rotação do cabeçote através do comando


N11

- Quando o comando for acionado na posição para frente a rotação é menor

- Quando o comando for acionado para trás a rotação é maior

- Evitar realizar inversões bruscas de rotação com risco de


comprometer o cabeçote.

- Evitar, sobre tudo, em terrenos rochosos que a cabeça rotatória


pare quando encontrar matação chegando à pressão máxima.

- Quando a cabeça rotária emitir ruído estranho parar imediatamente


a perfuratriz e encontrar a causa.

Página 96
MONTAGEM DA EXTENSÃO DA LANÇA

Antes de efetuar a montagem da lança é importante que a área de operação


esteja desocupada de pessoas não adeptas ao trabalho. Executar todas as
operações com muito cuidado evitando movimentos bruscos que possam criar
riscos para os operários e para o equipamento
É importante que só exista uma pessoa a dar indicações para o operador, para
evitar incompreensão ou ambiguidade das mensagens.

Caso 1: extensão da lança desmontada

No caso em que a parte superior da torre (o prolongamento e o grupo de


roldanas da ponta do mastro) tenha sido desmontada completamente, para
remontá-los na posição correta é necessário seguir os seguintes passos:

- Engata o prolongamento com os meios de elevação adequados


- Colocar a placa inferior da extensão em coincidência com a placa superior da
torre
- Conectar as duas placas com os parafusos de união adequados
- Liberar a extensão dos meios de elevação

Caso 2: extensão articulada na torre

No caso em que a extensão não tenha sido desmontada completamente, mas


tenha sido girada 180° e ancorada na torre é necessário seguir as seguintes
operações:

- Remover o pino trava do bloqueio da extensão


- Girar a extensão até a união com a torre. Para facilitar a operação, usar o
comando de inclinação lateral da torre
- Fixe a extensão na torre usando os parafusos correspondentes

MONTAGEM DO GRUPO DE ROLDANAS NA PONTA DA TORRE

Quando a máquina está na configuração de transporte, o conjunto de roldanas


está abaixado. Para recolocá-lo na posição de trabalho, é necessário remover o
suporte rígido de bloqueio rodar o conjunto e bloquear com os parafusos
correspondentes.

No caso do conjunto de roldanas terem sido desmontados para restabelecer as


condições de operação o seguinte processo deve ser seguido:

- Enganchar o grupo de roldanas na ponta da torre com meio de elevação


adequado
- Colocar o suporte do conjunto de roldanas na ponta da torre
- Fixar através dos parafusos correspondentes
- Liberar o sistema de elevação

Página 97
Atenção! Recomendamos o uso de pranchas de apoio sob as patolas
quando estiver operando em terreno com pouca compactação.

Página 98

Você também pode gostar