Você está na página 1de 7

Scientia Amazonia, v. 10, n.

2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

Conjuntura comercial: avaliação sobre o cenário de berinjela na


Central de Abastecimento do Estado do Pará, Brasil
Raul Coimbra Miranda 1, Zandia Maria de Souza Nascimento 2, Marcus Vinicius Santiago de
Oliveira e Silva 3

Resumo
A horticultura vem ganhando destaque no cenário agrícola, principalmente porque a
população está buscando consumir alimentos mais saudáveis. Entre eles, a berinjela
(Solanum melongena L.) ocupa um espaço considerável. No estado do Pará, o
descarregamento e a comercialização desses produtos são atendidos pela Central de
Abastecimento (CEASA). Diante disso, o objetivo deste estudo foi avaliar o cenário
comercial de berinjela na Central de Abastecimento do Estado do Pará (CEASA/PA). Os
dados levantados de comercialização foram disponibilizados pelo Departamento da
Diretoria Técnica do Ceasa e, por meio do Excel, foram organizados de forma a
evidenciar as participações no abastecimento, o volume fornecido e as receitas obtidas
com a venda de berinjela durante os anos de 2013 a 2016. Nesse contexto, os demais
estados brasileiros registraram as maiores quantidades abastecidas e geraram as mais
elevadas lucratividades, durante os quatro anos avaliados. Assim, a maior ocupação do
comércio de berinjela na Ceasa do Pará foi por parte das outras unidades federativas
brasileiras.

Palavras-Chave: produto hortícola, Solanum melongena, comercialização, mercado


regional, Ceasa.

Commercial conjuncture: evaluation of the eggplant scenario in the Supply Center


of the State of Pará, Brazil. Horticulture has been gaining prominence in the agricultural
scenario, mainly because the population is looking to consume healthier foods. Among
them, eggplant (Solanum melongena L.) took up considerable space. In the state of Pará,
the unloading and marketing of these products are handled by the Supply Center
(CEASA). Therefore, the objective of this study was to evaluate the eggplant commercial
scenario in the Supply Center of the State of Pará (CEASA/PA). The data collected for
commercialization were made available by the Department of the Technical Director of
Ceasa and, through Excel, were organized in order to show the participation in the supply,
the volume supplied and the revenues obtained from the sale of eggplant during the
years 2013 to 2016. In this context, the other Brazilian states recorded the largest quantities
supplied and generated the highest profitability during the four years evaluated. Thus, the
largest occupation of the eggplant trade in Ceasa of Pará was on the part of the other
Brazilian federative units.

Keywords: horticultural product, Solanum melongena, commercialization, regional


market, Ceasa.

1 Mestrando, Pós-Graduação Biotecnologia, UFPA, Belém, PA, Brasil, raul.miranda@icb.ufpa.br


correspondência.
2 – Mestranda, Pós-Graduação Agronomia, UEPG Ponta Grossa, PR, Brasil, zandiamaria@yahoo.com.br
3 Engenheiro Agrônomo, UFRA, Belém, PR, Brasil, marcusviniciusantiago@gmail.com

B25
Scientia Amazonia, v. 10, n.2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

1. Introdução comercialização de produtos agrícolas,


A produção agrícola no Brasil é especificamente aqueles atendidos por
segmentada em vários eixos de pequenos agricultores, é como chegar à
mercado. Destes, o cultivo de hortaliças mesa dos consumidores e, ainda,
vem ganhando destaque, devido à possibilitar que tais produtos agrícolas
rentabilidade que a atividade tem alcancem a classificação de
gerado (VILLELA; HENZ, 2000). Nesse “commodities agrícolas brasileiras”? Uma
cenário, insere-se a berinjela, hortaliça alternativa é a inserção dos centros de
que vem ocupando cada vez mais abastecimento em uma nova esfera de
espaço no mercado consumidor, discussão política para o abastecimento
principalmente depois que parte da nacional de frutas e hortaliças
sociedade modificou seus hábitos (ABRACEN, 2012).
alimentares e tomou conhecimento de As Centrais de Abastecimento
que seu consumo favorece a saúde do foram baseadas no modelo espanhol
organismo, como a redução do conhecido como MERCASA e foram
colesterol (FILGUEIRA, 2000). implantadas no Brasil na década de
Mundialmente, esta planta 1970, inicialmente com 21 (vinte e uma)
apresenta importância equivalente à do Ceasas, por meio do Sistema Central de
pimentão (Capsicum annuum), com o Abastecimento do Governo Federal. Os
continente asiático destacando-se com principais objetivos foram: reduzir custos
a participação de 86% da produção de marketing e organização; reduzir a
global (ALMEIDA, 2006). Em 2017, o total flutuação da oferta; e pensar em
mundial de área cultivada com berinjela soluções para os problemas urbanos,
atingiu 1.858.253 hectares (ha). Deste visando auxiliar no processo de
quantitativo, a distribuição se dá nos transformação do produto agrícola em
territórios dos países da China (784.966 alimento (CUNHA, 2006). Ao longo dos
ha), Índia (733.000 ha), Egito (48.253 ha), anos, os agricultores, principalmente os
Indonésia (43.905 ha), Turquia (25.592 pequenos e os inseridos no sistema de
ha), Filipinas (21.446 ha), Irã (21.255 ha), produção familiar, recorrem às Ceasas
Costa do Marfim (18.966 ha), Sudão distribuídas pelas capitais brasileiras,
(13.000 ha) e Sri Lanka (12.999 ha) (FAO, possibilitando a realização do
2019). abastecimento nacional neste conjunto
A berinjela é uma espécie vegetal logístico e, assim, atendendo ao
originária da Índia, de nome científico mercado consumidor (CONAB, 2015).
Solanum melongena L. Em território Diante deste mercado atacadista,
brasileiro, a planta chegou durante as estimativas para o escoamento dos
meados do século XVI, através dos produtos hortícolas nas Ceasas giram em
portugueses. Atualmente, no Brasil, o torno de 55% a 60% do volume total,
cultivo da hortaliça está mais considerando, ainda, a presença de
concentrado nos estados de São Paulo, intermediários neste processo de
Minas Gerais e região Sul do país, comercialização (VILLELA; HENZ, 2000).
totalizando uma produção nacional Com aumentos na demanda para este
estimada em cerca de 90 mil toneladas produto, é provável que tenha sido
(MAROUELLI et al., 2014; RIBEIRO, 2007). consequência de pesquisas recentes
Apesar disso, uma questão que reportam o significativo valor
importante para a comercialização é a nutricional da berinjela (RAIGÓN et
cadeia de abastecimento das safras al.,2008). Este fator também afetou os
nacionais. A questão que cerca a preços, apresentando altas
B26
Scientia Amazonia, v. 10, n.2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

consideráveis, com sazonalidade nos Os levantamentos registrados e


períodos de safra e entressafra (NETO et obtidos foram organizados em banco de
al., 2015). dados tabulados, no programa Microsoft
Considerando que estudos com Excel® 2010, e processados em planilhas
foco na variabilidade econômica são dinâmicas, para análise estatística e
mecanismos auxiliares dos produtores descritiva. As taxas de crescimento anual
agrícolas, a fim de alcançar novas (%) foram calculadas, para o período
estratégias e ganhar destaque no avaliado, conforme fórmula de Viana et
mercado (NETO et al., 2015), o objetivo al. (2020):
deste estudo foi analisar o cenário
comercial de berinjela na Central de
Abastecimento do Estado do Pará
(CEASA/PA).
Em que:
2. Material e Método TCA – taxa de crescimento anual;
O estudo foi realizado a partir de TBAA – total de berinjelas abastecido no
dados secundários registrados pela ano atual;
Central de Abastecimento do Estado do TBAP – total de berinjelas abastecido no
Pará (CEASA/PA). ano precedente.
A organização está localizada no
bairro de Curió, município de Belém, 3. Resultados e Discussão
Pará, Brasil (01º 26' 50” S; 48º 25' 29” W). Os resultados obtidos para a
Sua área total é de 345.478,00 m². Na participação estadual e interestadual,
instituição, os produtos recebidos e para o fornecimento de berinjelas à
comercializados são prioritariamente Ceasa/Pa e para as receitas alcançadas
classificados em: frutas, folhas, flores e com a comercialização estão descritos a
hortaliças do tipo caule, hortaliça fruta, seguir.
raiz e rizoma; e outros alimentos. Dentre Quanto à participação no
estes, a berinjela é classificada no fornecimento de berinjela para a
subgrupo hortaliça fruta. Por meio da Ceasa/PA, constatou-se que os
Ceasa do Estado de São Paulo produtores paraenses ocupam uma
(CEAGESP), a entidade atende produtos pequena parcela do mercado dessa
de 18 estados brasileiros, além de hortaliça específica. Neste, a maior
produtos importados de nove países participação, no período avaliado, foi
(Argentina, Chile, China, Espanha, por parte dos demais estados brasileiros.
Estados Unidos, Holanda, Noruega, Observou-se que a participação
Portugal e Turquia) (CEASA/PA, 2020). interestadual foi regressiva, enquanto a
Os dados utilizados foram cooperação dos produtores paraenses
cadastrados no Departamento da neste fornecimento apresentou quedas
Diretoria Técnica (DITEC), da Ceasa/Pa, consideráveis. No primeiro ano avaliado
e disponibilizados. O volume anual (2013), a participação interestadual no
(toneladas) de berinjelas fornecidas à abastecimento foi de 86,44%, enquanto
Ceasa/PA, bem como os percentuais (%) o estado do Pará registrou um percentu-
de participações – Pará e outros estados al participativo de 13,56%, sendo esta o
brasileiros – neste fornecimento e a maior percentual de participação regis-
receita (R$) gerada com a venda da trado para o estado.
hortaliça foram as variáveis analisadas Nos anos seguintes, a participação
no estudo, englobando período de 2013 do Pará diminuiu significativamente. De
a 2016. 2014 a 2015, as quedas foram consecuti-
B27
Scientia Amazonia, v. 10, n.2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

vas, com o Pará fornecendo apenas Em relação ao volume vendido, em


6,54% e 3%, respectivamente, do total de toneladas (t), nos quatro anos de
berinjelas para a Ceasa. Por outro lado, Unidade, os resultados mostraram ainda
2016 foi o ano em que se registrou um mais a disparidade no total fornecido
pequeno aumento, atingindo 3,68% da pela combinação dos demais estados,
oferta. em relação ao Pará (Figura 1). Para o
Em outro cenário, para a partici- abastecimento feito pelos demais
pação das demais unidades federativas estados, a média anual foi de 310,4 t.
brasileiras, foram observados aumentos Com uma quantidade inferior, o Pará
sequenciais. No segundo ano avaliado forneceu uma média anual de 16,9 t.
(2014), atingiram 93,46%. 2015 e 2016 fo- Especificamente, o ano de 2013
ram os anos que registraram o maior registrou os menores valores entre os
percentual de participação, com 97% e quatro anos, tanto para o Pará (17,2 t.)
96,32%, respectivamente. Nesse contex- quanto para os demais estados (109,9 t).
to, segundo o Anuário Estatístico do Mu- No ano seguinte (2014), o Pará forneceu
nicípio de Belém, os principais produtores 40% a mais que no ano anterior,
de berinjela do Pará, que abastecem a totalizando 24,2 t. Da mesma forma, os
Ceasa/Pa, são os municípios de Santo demais estados também apresentaram
Antônio do Tauá, Santa Izabel do Pará, aumento em quantidade, de 215%,
Ananindeua (SEGEP, 2012). atingindo 345,7 t.
Neste contexto, infere-se que o
desconhecimento da aplicabilidade da
horticultura é uma questão histórica que
ainda envolve a população produtora
de hortifrútis. Um exemplo desse proble-
ma foi investigado pela Empresa de Assis-
tência Técnica e Extensão Rural do Esta-
do do Pará (EMATER), em visita a uma
comunidade rural paraense. Agricultores
locais afirmaram não saber o que fazer
com as berinjelas das várias hortas im-
plantadas e, como não praticavam o
hábito de consumo e sem entender o Figura 1 – Toneladas de berinjelas fornecidas
à Ceasa pelo Pará e pelos outros estados
valor comercial, as berinjelas foram dire-
(2013 a 2016).
cionadas às doações, sem critérios (MI-
RANDA, 2020).
Segundo a Ceasa/PA (2020), o
Pode-se deduzir que,
maior estado fornecedor de berinjelas à
principalmente pela falta de
instituição é São Paulo. Neste, a
conhecimento, bem como também pela
sazonalidade da berinjela é mais forte
falta de alternativas para o escoamento,
durante o mês de novembro (CEAGESP,
os produtores regionais de berinjela não
2015). No período de 2013-2014, São
possuíam ferramentas essenciais de
Paulo apresentava uma área média
gestão para participarem,
com berinjela de 1.416 ha (hectares),
majoritariamente, do mercado estadual
que alcançou uma produtividade de
da hortaliça. Esta dedução pode
33,0 t/ha (CAMARGO FILHO; CAMARGO,
explicar as pequenas taxas registradas
2019).
para a participação destes produtores,
Ainda, verificou-se que o
evidenciada neste estudo.
abastecimento por parte dos outros

B28
Scientia Amazonia, v. 10, n.2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

estados continuou aumentando, com respectivamente. Em comparação, a


uma elevação de 31%, chegando a Ceagesp (São Paulo, SP) registrou uma
453.1 t (2015). Enquanto isso, as berinjelas média de R$ 2,06, com o menor valor no
advindas do Pará tiveram as toneladas mês de junho (R$ 1,63). Na Ceasa/CE
diminuídas em -44%, com 13.5 t. Isso (Fortaleza, Ceará), um dos estados que
pode ser explicado porque no Estado de abastece a Ceasa/PA, a média foi de
São Paulo, em 2015, tanto área cultivada 1,66, com os meses de fevereiro e
quanto a produção aumentaram em novembro registrando a menor e maior
relação a 2014, registrando 1.441 ha e média, nesta ordem (CONAB, 2020).
46.443 t, respectivamente (CAMARGO
FILHO; CAMARGO, 2019).
Em 2016, o cenário modificou-se e o
abastecimento diminuiu. O
abastecimento por parte dos outros
estados decaiu -27% e registrou 333 t,
enquanto as toneladas fornecidas pelo
Pará decaíram 6%, com 12.7 t.
Quanto às receitas (R$) geradas
com a comercialização de berinjelas na
Ceasa/Pará, as outras unidades
federativas brasileiras, como tiveram as
maiores participações no Figura 2 – Receitas geradas com a comercia-
abastecimento, alcançaram os maiores lização de berinjelas oriundas do Pará e dos
valores (Figura 2). Primeiramente, outros estados na Ceasa/Pa (2013 a 2016).
atingiram R$ 248.095,06 (2013), com
posteriores acréscimos de 198% em 2014, A partir disso, considerando o valor
com R$ 738.872,79, e de 49% em 2015, médio que a berinjela estava sendo
com R$ 1.104.074,21. Os dados referentes comercializada no Pará, é possível inferir
ao último ano analisado demonstram que tanto as maiores quantidades e
que, devido à diminuição nas toneladas quanto as mais elevadas receitas foram
fornecidas, a receita também sofreu alcançadas pelos produtos dos outros
decaída (-33%), com R$ 735.552,80. por conta de que estes, ao invés de
Em contrapartida, o Pará exibiu serem comercializados nos seus locais de
elevação na receita apenas no ano de produção (estados), eram direcionados
2014 em relação a 2013. Em 2013 e 2014, para o estado do Pará, onde o preço
foram cerca de R$ 29.643,27 e R$ encontrava-se maior.
43.539,58, respectivamente, que O ano que registrou aumento na
representou uma diferença de 47%. 2015 receita com as berinjelas do Pará foi o
e 2016 apresentaram quedas de 2014, porém o preço médio anual na
consecutivas, sendo de -35% (2015), com Ceasa/Pa foi menor (R$ 2,12) em relação
R$ 28.268,43, e de -22% (2016), com R$ a 2013. As menores médias foram nos
21.937,03. meses de março e setembro (R$ 1,90),
De acordo com o Relatório da Média enquanto a maior for no mês de maio
Mensal de Preços de 2013, a média (R$ 2,58) (CONAB, 2020). Assim, os preços
anual do preço do kg de berinjela na menores, os produtores paraenses
Ceasa/Pa foi de R$ 2,41, sendo que o ofertaram maior número de berinjelas,
mês de abril e de novembro/dezembro em comparação a 2013, o que
registram a menor (R$ 1,44) e maior explicaria o aumento no abastecimento
média de preço (R$ 3,20),
B29
Scientia Amazonia, v. 10, n.2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

(toneladas) feito pelo Pará no ano paraenses mantêm-se no campo


mencionado. comercial da hortaliça. Com isso,
Já a Ceagesp, em 2014, registrou diante das adversidades para com o
uma média anual maior para o preço do escoamento e a comercialização,
kg de berinjela, cerca de R$ 2,19. O mês
faz-se necessário estabelecer
de fevereiro foi marcado por R$ 3,00,
políticas públicas que insiram, com
caracterizando-o como o período de
maior média mensal. Junho foi o mês mais expressividade, os agricultores
que evidenciou o menor valor locais no cenário mercadológico de
equivalente ao kg da hortaliça, berinjela.
custando R$ 1,40 (CONAB, 2020).
Uma queda na receita para as Agradecimentos
berinjelas do Pará foi registrada em 2015, Agradecemos, especialmente,
apesar do custo médio anual do kg ter ao corpo de funcionários do
sido de R$ 2,23, pois as toneladas Departamento da Diretoria Técnica
fornecidas também haviam registrado da Ceasa. A recepção da equipe de
queda neste ano. Em 2016, a diminuição trabalho, os esclarecimentos sobre o
na receita continuou, visto que o preço
funcionamento da organização e,
anual do kg também diminuiu,
chegando a R$ 1,99 (CONAB, 2020). Na
mais ainda, a disponibilidade dos
Ceasa do estado do Espírito Santo dados foram pontos cruciais para o
(CEASA/ES), o ano de 2016 também foi andamento e oficialização deste
marcado pela baixa no preço do kg da estudo.
berinjela (BORGES, 2016).
Na Ceagesp, o valor médio anual Divulgação
registrado em 2015 foi um dos maiores, Este artigo é inédito e não está
dentre os quatro anos verificados, com sendo considerado para qualquer outra
R$ 2,51, explicando o aumento de 31% publicação. Os autores e revisores não
sobre a receita de 2014. O ano de 2016 relataram qualquer conflito de interesse
foi o que registrou o maior valor, de R$ durante a sua avaliação. Logo, a revista
2,73, porém, a receita decaiu neste ano Scientia Amazonia detém os direitos
(CONAB, 2020). autorais, tem a aprovação e a permissão
Diante dos resultados expostos e dos autores para divulgação, deste
em virtude das participações no artigo, por meio eletrônico.
fornecimento estarem diretamente
correlacionadas às variações nos Referências
números em toneladas e nos lucros
ABRACEN – Associação Brasileira das Centrais de
(receitas), considera-se que os dados Abastecimento. Plano de Modernização das
apontam para uma tendência estatística Centrais de Abastecimento. 2012. Disponível
semelhante. em: http://abracen.org.br/wp-
content/uploads/2013/11/PNA-2013-ultima-
4. Conclusão versao-Newton-e-Pechetoll-1-_5_-_1_.pdf. Acesso
O mercado paraense de em: 21 ago. 2020.
berinjela tem a atuação majoritária ALMEIDA, D. Manual de culturas hortícolas.
do abastecimento realizado pelos Lisboa: Editora Presença, 2006, 325 p.
outros estados brasileiros. Torna-se BORGES, D. Tomate apresenta queda de
válido considerar que, apesar da preço na Ceasa. 2016. Disponível em:
https://ceasa.es.gov.br/tomate-apresenta-queda-
presença diminuta, os produtores de-preco-na-ceasa. Acesso em: 27 ago. 2020.
B30
Scientia Amazonia, v. 10, n.2, B25-B31, 2021
Revista on-line http://www.scientia-amazonia.org
ISSN:2238.1910
Biotecnologia

CAMARGO FILHO, W. P.; CAMARGO, F. P. PIB da MIRANDA, A. Produção de alimentos na


produção de hortaliças no Estado de São estrada de Mosqueiro visa o turismo e
Paulo, 2017. 2019. Disponível em: segurança nutricional. Disponível em:
https://attaleadigital.com.br/iea-instituto-de- https://agenciapara.com.br/noticia/17322/.
economia-agricola-pib-da-producao-de-hortalicas- Acesso em: 20 ago. 2020.
no-estado-de-sao-paulo-2017/. Acesso em: 26
NETO, A. M. B.; ARAÚJO, ARAÚJO, L. B. R.;
ago. 2020.
SOUZA, A. M. de; Vasconcelos, M. R. de A. E.
CEAGESP – Companhia de Entrepostos e Bleicher. Fenologia de produção e comportamento
Armazéns Gerais de São Paulo. 2015. de preços da berinjela no estado do Ceará,
Disponível em: http://www.ceagesp.gov.br/wp- ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, v. 11, n. 22, p.
content/uploads/2015/05/produtos_epoca.pdf. 1264-1275, 2015.
Acesso em: 26 ago. 2020. CEASA/PA – Central
RAIGÓN, M. D.; PROHENS, J.; MUNÕZFALCÓN, J.
de Abastecimento do Estado do Pará. 2020.
E.; NUEZ, F. Comparison of eggplant landraces
Disponível em: http://www.ceasa.pa.gov.br/.
and commercial varieties for fruit content of
Acesso em: 14 jul. 2020.
phenolics, minerals, dry matter and protein.
CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Journal of Food Com position and Analysis,
Boletim Hortigranjeiro. 2015. Disponível em: San Diego , v.21, n.5, p.370-376, 2008.
http://www.conab.gov.br. Acesso em: 19 jul. https://doi.org/10.1016/j.jfca.2008.03.006.
2020.
RIBEIRO, C. S. C. Berinjela (Solanum
CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. m elongena L.). 2007. Disponível em:
Relatório: Média Mensal dos Preços. 2020. http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br.
Disponível em: Acesso em: 21 ago. 2020.
http://www3.ceasa.gov.br/prohortweb/?page=rep
SEGEP – Secretaria Municipal de Coordenação
orts.consulta_relatorio_preco_medio_mensal.
Geral do Planejamento e Gestão. Anuário
Acesso em: 28 ago. 2020.
Estatístico do Município de Belém. 2012.
CUNHA, A. R. A. Dimensões estratégicas e Disponível em:
dilemas das Centrais de Abastecimento no Brasil. http://www.belem.pa.gov.br/transparencia/wp-
Revista de Política Agrícola, v. 15, n. 4, p. 37- content/uploads/2017/06/3_01_Industria-e-
46, 2006. Disponível em: Comercio.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.
https://seer.sede.embrapa.br/index.php/RPA/artic
VIANA, J. A. S. et al. Dinâmica de produção e
le/view/516. Acesso em: 22 ago. 2020.
comercialização de abacaxi (Ananas comosus L.
FAO. Faostat, 2019. Disponível em: Merr) no estado do Pará. In: OLIVEIRA, R. J. de.
http://www.fao.org/faostat/en/#home. Acesso (Org.). Extensão rural em foco: apoio à
em: 14 jul. 2020. agricultura familiar, empreendedorismo e
inovação. Guarujá: Editora Científica, 2020. p.
FILGUEIRA, F. A. R. Novo manual de
240-246. Disponível em:
olericultura: agrotecnologia moderna na
https://www.editoracientifica.org/articles/code/20
produção e comercialização de hortaliças. Viçosa:
0600406. Acesso em: 30 jul. 2020.
UFV, 2000, 402 p.
VILLELA, N. J E HENZ, G. P. Situação atual da
MAROUELLI, W. A.; BRAGA, M. B.; SILVA, H. R.
participação das hortaliças no agronegócio
da; RIBEIRO, C. S. da C. Irrigação na cultura
brasileiro. Cadernos de Ciência e Tecnologia,
da berinjela. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2014,
v. 17, n. 1, p. 71-89, 2000.
24 p.
http://dx.doi.org/10.35977/0104-
1096.cct2000.v17.8863.

B31