Você está na página 1de 21

1

As Aventuras de

Pinóquio
e a Fada Azul

de

Dinho Valladares
Uma adaptação do texto de Carlo Collodi
2

© Dinho Valladares

Este livro ou qualquer parte dele não podem ser reproduzidos por qualquer meio sem
autorização escrita do Editor.

Registrado na biblioteca nacional sob o n.- 686.007 Livro: 1.323 Folha: 494

Contato para liberação de montagem:

Cia. de Teatro Contemporâneo

Rua Conde de Irajá 253 – Botafogo – Rio de Janeiro/RJ

Cep: 22271-020

teatro.secretaria@gmail.com

www.ciadeteatrocontemporaneo.com.br

+55 (21) 984141965


3

Histórico:

A peça discute centralmente a importância de se falar a verdade e como a mentira é


prejudicial. Estreou na Sede da Cia. de Teatro Contemporâneo em 2018 e contava com a
direção de Aline Bourseau, no elenco: Claudia Aragão, João de Carvalho, Julia Gilbert,
Maru Serpa, Miguel de Britto, Rafael Marques, Talisson Cruz e Takito Handerson
Mostrando o passar do tempo e como é importante seguir em frente.
4

O autor

Nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Ator, autor, diretor e produtor.
Montou a Cia. de Teatro Contemporâneo e tem representado o Brasil em vários encontros
internacionais tais como Chicago (Chicago Improv Festival – Maior Festival de
Improvisação do Mundo), Buenos Aires/AR, Córdoba/AR, Mendoza/AR, Santiago/CH,
Cundinamarca/CO onde ganhou com a Cia. o título de primeiro lugar no festival sul-
americano. Como formação fez Pós-Graduação em Teatro Musicado na Uni-Rio
Universidade Federal do Rio de Janeiro e Mestrado em Teatro na mesma universidade
alcançando conceito em sua tese final de Excelente com indicação para publicação. Como
Diretor montou a Cia de Teatro Contemporâneo, que ganhou o título da prefeitura do Rio
de Janeiro/BR de “Entidade de Utilidade Pública”, a qual dirige até hoje, uma das mais
respeitadas do Rio de Janeiro. Como autor já escreveu 10 (dez) peças sendo que 7(sete) já
foram a cena, além de adaptar três textos de Shakespeare. Como ator participou de mais de
30 (trinta) peças entre as quais se destacam “Jango, uma Tragédya”, de Glauber Rocha,
com Cláudio Marzo e “Uma Rosa para Hitler” de Roberto Vignati com Francisco Milani,
além de Adorável Hamlet e Adoráveis Romeu e Julieta, foi indicado como MELHOR
ATOR no prêmio Mambembe em 1993. Como professor de teatro já deu aula na UFF -
Universidade Federal Fluminense neste período organizou o Seminário de Produção
Cultural no Centro Cultural do Banco do Brasil, e foi um dos fundadores do PURO-
Nucleo da UFF em Rio das Ostras, além de lecionar por mais de vinte anos dentro da Cia.
de Teatro Contemporâneo é também o Coordenador do Curso Profissionalizante de Ator
da Cia. que é reconhecido pelo Ministério da Educação do Brasil pela sua qualidade de
ensino. Curso que conta com convênios de escolas de vários países do mundo.
5

Dedicatória:

Essa peça é dedicada a todos que acreditam que falar a verdade é fundamental para se
estabelecer uma parceria!
6

Sinopse:

“Pinóquio é criado por Gepetto e na vontade de se afirmar como um menino de verdade


ele sai em busca de si mesmo. Encontra dois vigaristas, Raposão e Ariranha e eles tentam
prender Pinóquio e leva-lo para o circo. Mas Pinóquio consegue com a ajuda da sua Fada
Madrinha fugir e reencontrar Gepetto.”
7

Personagens:

Pinóquio

Gepetto

Grilo Falante

Fada Azul

Raposão

Ariranha
8

CENA 1-
Uma pequena sala toda arrumada cheia de bonecos e relógios, armários brancos, no fundo uma bancada de
madeira onde está Pinóquio. Na cadeira um senhor de 72 anos com um monóculo aperta o último parafuso
de um boneco.

Gepetto- Pronto!! Terminei o último detalhe deste boneco. Ficou ótimo!! Foi o melhor que
eu já fiz. Bem agora vou descansar, ai... essa dor nas costas não me abandona (espreguiça
como um homem que passou muitas horas numa mesma posição). Ahhhh mas estou
satisfeito! Esse ficou muito bom!! (Olha para o boneco) até parece de verdade (RI) (bate o
martelo no joelho dele) PARLA!!!! (RI) (O boneco faz um movimento esquisito e Gepetto
se assusta) Nossa por um momento pensei que ele estava vivo! (RI) Que bobagem a
minha!! Bem! Tenho que dormir, mas antes tenho que arrumar tudo, não gosto de nada
fora do lugar. (Começa a arrumar as coisas) (ouve-se um barulho, ele olha assustado e vê o
boneco no chão) (olha desconfiado, depois relaxa) Que tolo eu sou é só um boneco e eu
achando que ele andava, estou velho mesmo. (Coloca o boneco de volta) Hum! Você vai se
chamar... Pinóquio... isso! Muito lindo! E até parece gente!! (Coloca o Pinóquio sentado e
se vira para ir dormir, o boneco vira para o outro lado, Gepetto ouve o barulho, olha e
coloca Pinóquio de novo no lugar e novamente ele se vira) (tombos e viradas se repetem
várias vezes) Eu acho que você está brincando comigo hein Pinóquio (RI) Vou dormir já
esta tarde. (Olha pela janela) Olha!! Uma estrela cadente, dizem que quando vemos uma
estrela cadente devemos fazer um pedido... hum!!! Eu quero que o Pinóquio vire um
menino de verdade!! (Ri) Que bobagem! Estou ficando velho mesmo!!

Gepetto pega o boneco e começa a manipula-lo dançando e brincando com Pinóquio.


(Número musical).

(Ao final, Gepetto cansado vai dormir)

CENA 2-

(Uma grande luz se faz no ambiente e entra uma linda fada azul)
9

Fada- Ah!! Que delícia estar aqui na casa de Gepetto, é tão linda!! Bem, vamos lá!! (Para
Gepetto) Já que você me fez esse pedido e é tão bom com as crianças, eu vou atendê-lo!!
(Vira para Pinóquio) Agora você será um boneco que ganha vida! (Pinóquio abre os olhos e
desperta como quem levanta de um sono)

Pinóquio- Nossa eu posso ver (mais surpreso ainda) eu posso me mexer e até caminhar!!

Fada- Isso Pinóquio! A partir de hoje você é um menino!! Graças a um pedido que seu Pai
fez.

Pinóquio- Nossa!! Sou um menino, de pau, mas um menino! Que legal!! Um menino
perfeito. Posso andar, correr e brincar!!

Fada- Sim!! Mas como um menino você também vai ter que aprender a fazer suas escolhas.

Pinóquio- Anh?

Fada- Você vai ter que escolher entre ser um menino bom ou mau, e só assim se tornará
um menino de verdade.

Pinóquio- mas como eu vou fazer isso?

Fada- Vai ter que agir conforme sua própria consciência.

Pinóquio- Consciência? O que é isso?

Fada- é o que você escolhe na vida.

Pinóquio- mas como eu vou escolher?

(Cai da prateleira um Grilo Falante e todos se assustam)

Fada- Olá! Quem é você?

Grilo- Eu sou o grilo falante e estava passando por aqui!!

Pinóquio- Você é minha consciência?

Grilo- Não eu sou apenas o Grilo Falante!


10

Fada- Pois muito bem! De hoje em diante você não será mais somente o Grilo Falante.
Nada na vida é por acaso! Já que você está aqui vai ser a consciência de Pinóquio para
ajudá-lo a sempre fazer o bem. Será Sir Conselheiro Grilo III.

(Toca a varinha mágica no Grilo e tudo se transforma)

Grilo- Será um prazer!

Fada- Bem! Agora deixo vocês. (Grande clarão e sai voando)

Grilo- Pinóquio, vamos começar nossa aula de como ser um menino bom!!

Pinóquio- O que devo fazer para ser um menino bom.

(Música)

Grilo canta

Um menino quando é bom pensa sempre no melhor

Para todos é um dom

Para mim um vencedor

Porque ele sempre ajuda e não deixa que se desiluda

Caminhando com alegria faz a vida parecer colorida

Assim transforma o mundo

Assim seremos ainda mais felizes

Assim tudo será mais fecundo

Assim nosso menino será bom

Alegre, camarada, brincalhão e obediente

Enfim... do bem!!

(Pinóquio está dançando e esbarra em um balde, Gepetto acorda assustado)

Gepetto- Quem está aí?


11

Pinóquio- Sou eu

Gepetto- Eu quem?

Pinóquio- Pinóquio

Gepetto- Ah! Que susto! Pensei que fosse um ladrão! (Volta a dormir, de repente percebe o
que aconteceu começa a pular pela casa e a gritar)

Gepetto- Estou ficando louco! Me ajude minha santa que não é possível o que está
acontecendo! Tô ficando maluco!

Pinóquio- Não você não está ficando maluco é que você fez um pedido e a fada azul
atendeu. Agora eu sou um menino.

Gepetto- Você é um menino de verdade?

Pinoquio- De verdade ainda não, a fada falou que eu tenho que ser bom para ser um
menino de verdade.

Gepetto- Mas você fala, se mexe e anda!!

Pinóquio- Sim!!

(Repetem a coreografia de dança de quando Pinóquio era boneco só que agora de forma
diferente)

Gepetto- Bem! Agora vamos dormir que amanhã você vai para a escola!!

Pinóquio- escola?

Gepetto- Sim! Um lugar muito bom, onde você vai aprender muitas coisas novas.

(Deitam-se e dormem)

(Amanhece)

(Todos vão acordando juntos)

Gepetto- bem! Chegou a hora de ir para a escola! Lembre-se, preste atenção ao professor e
não fale com estranhos.

(Pinóquio sai pela rua acompanhado do Grilo)


12

(Aparece o Raposão e seu assistente Ariranha)

Raposão- Que dia lindo Ariranha!! Eu detesto dias lindos! Você é um menino muito mal
Ariranha! Por isso é burro! Vamos andando!

(Nisso passa Pinóquio assobiando em direção à escola)

(Raposão toma um susto)

Raposão- Acho que vi coisas, um boneco andando sem corda nenhuma, você viu Ariranha?
(Correm para ver Pinóquio) É isso mesmo! Um boneco que tem vida! (Pula na frente de
Pinóquio) Olá menino! Tudo bem?

Pinóquio- Tudo bem!

Raposão- (para Ariranha) Ele fala! Isso vai ser um sucesso no teatro! (Para o Pinóquio)
Onde você vai menino?

Pinóquio- Vou para a escola.

Raposão- Para a escola?

Grilo- Exatamente!!! Ele vai estudar e se tornar um menino inteligente!

Raposão- Na escola? Inteligente? (Raposão e Ariranha riem)

Grilo- É isso mesmo! E dá licença que estamos atrasados!

Pinóquio- A fada falou que eu terei que escolher entre ser um garoto bom e um mau.

Raposão- Eu sei como você pode se tornar um garoto bom!!

Pinóquio- Sabe? Como?

Grilo- Ele não sabe nada Pinóquio, para se transformar em um garoto bom tem que ir para
a escola!

Raposão- Pois eu sei uma maneira muito mais rápida, você será bom, famoso e todas as
pessoas vão gostar de você!

(Raposão pega Pinóquio para conversar no canto, enquanto Ariranha dá uma martelada na
cabeça do Grilo que desmaia)
13

Raposão- Mais do que gostar eles irão te amar. Imagina se você chega à escola desse jeito,
um boneco de pau! Todos vão rir de você, mas se tiver fama eles vão te amar e você será
um menino de verdade!!!

Pinóquio- Eu quero ser um menino de verdade, o que eu tenho que fazer para conseguir a
fama Raposão?

Raposão- Basta que venha comigo e eu conseguirei que se torne o menino mais famoso do
mundo!

Pinóquio- E ai eu vou ser um menino de verdade?

-Música e Luzes

Se você gosta de ser o melhor

Que todos te amem

Não tem o que temer

Va até a frente estufe o peito e se joga

Você pode ser o que quiser

Todos podem te amar de montão

Basta entrar nas luzes e mostrar ser sabichão

Um passo para ali

Todos irão te adorar

Pirueta até ti

Ninguém mais vai te deixar

Luzes...luzes...luzes...

Um garoto de verdade

Amado por toda sociedade

Vai ser a glória do final


14

A garota vai te amar

A senhora vai te adorar

Vai ter mais de mil amigos

Todos irão te respeitar

Imagine o grande Pinóquio o público aplaudindo de pé

Que maravilha será

Eles vão te respeitar

(Finalizando)

Raposão - E você Pinóquio será um menino de verdade.

Pinóquio- Um menino de verdade!

Raposão- Sim!! De verdade vamos!!

Pinóquio- Mas e o grilo falante?

Raposão- (mostra o Grilo desmaiado) Ele resolveu tirar uma soneca, não vamos atrapalhar
o seu sono. Depois o Ariranha volta para busca-lo. Não é Ariranha? (ele mexe a cabeça
dizendo que sim)

(Saem)

(Monta-se o Circo)

(Raposão volta agora com um fraque para apresentar o Circo)

Raposão- Bem vindo todos ao grande circo de marionetes! Hoje teremos um número
nunca antes visto!! Um boneco que se move, dança e pula sem cordas!! Com vocês!!!
PINÓQUIO!!!!

Pinóquio- Olá eu sou o Pinóquio!

(Música)

Eu sou um boneco
15

Muito esperto

E sei andar, dançar e brincar!!

Eu falo mais que papagaio

Sei até contar

Sou um menino de madeira

E gosto de ter amigos

(Entram dançarinas)

Ele é lindo

Ele é belo

Ele é demais

Nós dançamos com ele e bailamos no azul

Somos lindas dançarinas

(Entram as dançarinas dançando Cam-cam)

(Termina o número e todos aplaudem)

Raposão- Obrigado a todos e amanhã tem mais!!!

(A luz muda e entra a casa do Raposão)

Raposão- Você estava ótimo Pinóquio!! Vai render muito dinheiro!!

Pinóquio- Obrigado Tio Raposo. Bem!! Mas agora esta ficando tarde e eu tenho que ir para
casa! O papai Gepetto vai ficar orgulhoso quando souber que eu tenho fama e que agora
sou um menino do bem!!

(Pinóquio vai saindo)

Raposão- Ei volte aqui!!

Pinóquio- O que foi?


16

Raposão- Ariranha prende ele! (Ariranha pega Pinóquio e o coloca numa jaula)

Pinóquio- Mas porquê? Eu tenho que ir embora! Meu pai vai ficar preocupado.

Raposão- Você não vai a lugar nenhum rapazinho, vai ficar para sempre aqui nessa jaula e
trabalhar pra mim!!! Hahahaha!

Pinóquio- Não!! Eu quero meu pai!! (começa a chorar)

Raposão- Você nunca mais vai ver o seu pai. (sai com Ariranha) Vamos dormir!!

(Pinóquio chora e o Grilo aparece)

Grilo- Onde você estava? Te procurei por toda parte

Pinóquio- Grilo que bom ver você, eu estava me apresentando no Circo e o Raposão me
prendeu aqui.

Grilo- Temos que dar um jeito de sair!

(Uma luz começa a brilhar)

(Entra a fada)

Fada- Pinóquio o que você está fazendo preso ai? O que aconteceu?

Pinóquio- É que...

Grilo- É que ele... bem... conte Pinóquio.

Pinóquio- (meio sem jeito) É que veio um monstro e me colocou aqui.

(O nariz dele começa a crescer)

Grilo- Pinóquio seu nariz está crescendo!!

Pinóquio- É que o monstro era muito grande

(o nariz cresce mais um pouco)

Fada- Pinóquio, mentiras são coisas de meninos que optaram pelo caminho do mau e
mentir faz o nariz crescer.

Grilo- Desculpe dona Fada a culpa é minha, fui eu que me descuidei.


17

Pinóquio- Não dona Fada a culpa não é dele e sim minha. Achei que se eu fosse com o
Raposão conseguiria mostrar para o meu pai, que sou um menino do bem, muito famoso e
viraria um menino de verdade!! Mas me enganei...

Fada- Pinóquio, para ser um menino de verdade você não precisa ficar famoso, não precisa
que tenha muito dinheiro ou que seja poderoso, basta fazer o bem! Ser bom com as
pessoas e ajudar para que todos no mundo vivam suas vidas com satisfação. Como você
esta sendo um menino sincero vou te dar uma segunda chance.

(faz uma mágica o nariz do Pinóquio volta ao normal e a jaula some)

(Grilo e Pinóquio comemoram e vão sair correndo e a Fada interrompe)

Fada- Pinóquio o seu pai Gepetto sentindo sua falta, saiu para procurar você. Depois de
rodear toda a cidade e não encontra-lo ele saiu de barco e as pessoas disseram que ele foi
engolido por uma baleia. Achem a baleia e tirem ele de lá.

(Grilo e Pinóquio se olham)

Pinóquio- vamos Grilo precisamos salvar o meu pai.

Grilo- Vamos!

(Pinóquio e Grilo entram em uma jangada)

Pinóquio- Já estamos a horas navegando e nada.

Grilo- Estou achando que não vamos conseguir!

Pinóquio- Vamos sim Grilo!! Vamos salvar o meu pai!!!

(ficam em silêncio por um tempo)

(Grilo vê algo no horizonte)

Grilo- Pinóquio, acho que estou vendo uma Baleia e ela vem vindo rápido!!

Pinóquio- Ela vai atropelar a gente!!!

(a Baleia atropela a jangada e os dois caem no mar)

(eles ficam no fundo mar e veem passar vários peixes)


18

Grilo- Você não se afogou?

Pinóquio- Eu sou ainda um boneco e boneco não se afoga!

Grilo- Você esta vendo a Baleia?

Pinóquio- Não estou vendo nada

(de repente a Baleia vem por trás e engole os dois)

Pinóquio- Grilo onde você está?

Grilo- Estou aqui!

Pinóquio- Graças a Deus!!

Grilo- Pinóquio veja ali!!! É o seu pai!!

Pinóquio- (corre para os braços de Gepetto) Pai que saudade eu te amo muito! (chora) Eu
estou sentindo alguma coisa aqui no meu peito, pai! Tô sentindo meu corpo todo
balançar!(eles dão um abraço forte) Que saudade do senhor!

Gepetto- Pinóquio que bom te encontrar, eu também te amo muito querido!! Meu filho,
acho que eu ia morrer se eu não te encontrasse.

Grilo- Que lindo reencontro! Mas se não andarmos logo vamos morrer todos na barriga da
baleia!!

Pinóquio- Mas como vamos sair daqui.

Grilo- Eis a questão!!

(todos começam a pensar andando de um lado para o outro)

Pinóquio- Podemos fazer cocegas na garganta da Baleia, até ela espirrar!!!

Grilo- E ai seremos expulsos com o movimento do ar, boa ideia Pinóquio!!

Gepetto- Mas será que isso dará certo?

Grilo- Vamos tentar

Pinóquio- Vamos!!
19

(todos começam a fazer cocegas e ela se movimenta de nervoso e dá um enorme espirro e


todos são lançados para uma praia)

Grilo- Conseguimos Pinóquio estamos vivos!!

Pinóquio- Sim conseguimos!

Gepetto- Graças a você Pinóquio!

(todos comemoram e aparece o Raposão apontando uma arma)

Raposão- Finalmente te encontrei, você fugiu naquela noite mas não irá fugir mais!!
Ariranha amarre o Pinóquio!!

(Ariranha amarra o Pinóquio)

Raposão- E vocês vão ficar amarrados aqui também até a maré subir e a Baleia voltar!!
Vamos Ariranha!!!

(quando Raposão esta pegando o Pinóquio, vem a Baleia e vai arrastando o Raposão para o
mar. Ele pega o corpo de Pinóquio tentando evitar que a Baleia o leve para dentro do mar,
mas não consegue pois a Baleia é muito forte. Mas nessa tentativa as partes do corpo de
Pinóquio vão se soltando ficando muitos pedaços do que já foi um boneco de pau)

(Ariranha fica parado e vê o Raposão ser arrastado pela Baleia)

Gepetto- Ariranha por favor nos solte antes que a Baleia volte!!!

(Ariranha pensa um pouco, vai lá e desamarra eles)

Grilo- obrigado!!

Ariranha- Eu é que agradeço, sempre fui um menino mau porque o Raposão me ensinava
isso. Mas vendo o Pinóquio eu senti que ser bom é muito melhor!! Adeus amigos, irei
procurar os meus pais e viver bem com eles!!

(Ariranha sai)

(Música triste, Gepetto vai até os destroços de Pinóquio e em silêncio junta tudo e vai
andando com o Grilo como num cortejo fúnebre, colocam o Pinóquio no chão e ficam
chorando)
20

(A cena congela e aparece a fada)

Fada- Pinóquio por você ter salvo o seu pai e procurado sempre fazer o bem, eu te darei
vida, você conquistou o direito de ser um menino de verdade!!!!

(Ela bate sua varinha de condão nas partes destroçadas e elas se juntam, virando um
menino de verdade, ela coloca uma medalha em Pinóquio)

Fada- De agora em diante, você será um menino de verdade!

(fada sai) (a cena volta)

Pinóquio- Pai!!! Grilo!! Eu agora sou um menino de verdade!!!

Gepetto- Pinóquio você está vivo!!!

Grilo- Pinóquio esta vivo!!!!

(todos começam a dançar e cantar)

Ser um menino de verdade

É mais do que ter idade

É saber ser do bem e feliz

E também ser um aprendiz

Refrão

Somos uma família feliz

Somos azul, amarelo e vermelho

Nos safamos por um triz

Mas não perdemos o joelho

Ser feliz, ser feliz e ser feliz

Não é ser perfeito


21

Mas é se esforçar direito

Sendo mais do que espelho!!

FIM