Você está na página 1de 17

NO BATISMO SOMOS

09
COLOCADOS EM JESUS
Leia e memorize os textos bíblicos abaixo:

__________

“...pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram ”


(Gálatas 3:27)

“Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será
condenado.” (Marcos 16:16)

Leitura complementar
Marcos 16:16; Romanos 6:3 -6; Colossenses 2:12; 3:3; 2 Coríntios 5:17;
Atos 22:16.

RESPONDA

1. Depois do arrependimento, o que é necessário para entrar pela porta?


2. Explique o que é ser batizado em Cristo?
3. Atos 2:38. Para que somos batizados?
4. Atos 22:16. No batismo o que acontece com nossos pecados?
NO BATISMO SOMOS
09
COLOCADOS EM JESUS
O batismo é de extrema importância porque é um selo visível de que somos
colocados em Cristo e unidos como comunidade de fé através da sua morte e
ressureição. Pelo uso que fazemos dessa ordenança, o Espírito Santo declara mais
plenamente e sela as promessas do Evangelho para nós.

__________

“...de sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para
que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai,
assim andemos nós também em novidade de vida”. (Romanos 6:4)

O QUE É O BATISMO?

Batismo é o ato de ser imerso na água em nome do Pai, do Filho e do Espírito


Santo; significa e sela nossa adoção em Cristo, nossa purificação do pecado e nosso
compromisso de pertencer ao Senhor e à sua Igreja. O batismo é uma vez para sempre.
É um sinal porque simboliza a bênção da salvação, o perdão dos pecados, o
acolhimento do Espírito Santo e a capacidade de estar em comunhão com Jesus na sua
presença. É também um selo, porque traz bençãos espirituais e desperta nossa fé.

POR QUE JESUS FOI BATIZADO?

Jesus não tinha pecados a confessar e nenhuma necessidade de se arrepender.


Porém ele andou para dentro do Jordão e pediu seu primo, João Batista, que o baixasse
às águas (Mt 3:14,15).
Em seu batismo, Jesus se identificou com todos nós, que, devido ao pecado, um
dia morreremos como resultado do juízo de Deus. Ainda que jamais pecasse Jesus
morreria nas mãos de homens pecadores ao absorver a ira de Deus pelo mundo
pecador.

O ENSINO DOS APÓSTOLOS

Há vários textos nas cartas dos apóstolos que nos dão indicações e ensino sobre
o batismo. A maioria desses textos fala das realidades espirituais que estão associadas
ao batismo, sem dizer claramente o assunto. “... pois os que em Cristo foram batizados,
de Cristo se revestiram”. Os apóstolos não viam apenas um batismo nas águas, mas
um batismo em Cristo. Era mais que um símbolo, porque aquele que se batizava, PELA
FÉ era unido a Cristo, mergulhado em Cristo, enxertado em Cristo e revestido de Cristo.
Alguém poderia perguntar: Mas o que nos une a Cristo não é a fé? A resposta é
sim. Mas o batismo foi a maneira que Jesus determinou para esta fé se expressar e se
consumar. A água do batismo não tem nenhum poder em si mesma. Se alguém não
creu, nem se arrependeu (ou também uma criança), entrar nesta água, não acontece
nada. Mas se alguém é batizado com fé, pela fé é unido a Cristo Jesus.
A Bíblia ensina que aquele que crê deve ser batizado (Marcos 16.15;16). Então,
a premissa para ser batizado é crer em Jesus, pois o batismo é o pacto público de um
batismo que já aconteceu, através da ação do Espírito Santo no coração. Por isso não
é preciso rebatizar alguém quando esta pessoa muda de igreja.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:

- A fé e o arrependimento são condições indispensáveis para o batismo (


Marcos16:16; Atos 2:38). Por isso não devemos batizar crianças muito novas que ainda
não entendem o que estão fazendo.

- Se alguém pergunta como o ladrão da cruz foi salvo sem ser batizado, a resposta é
que Deus pode abrir exceções, mas nós não temos esta autoridade.

- Se você encontra algum irmão que crê ou pratica de uma forma diferente o batismo,
você deve recebê-lo como irmão. O que ele faz, o faz porque crê assim. É uma questão
de fé e não uma questão de vivência ou pecado.

- Ninguém pode se batizar “de novo”. Se alguém crê que o seu batismo não foi válido (
porque era uma criança, ou porque não havia verdadeiramente se convertido), então
não foi batizado, foi molhado. Deve, portanto se batizar.

- Se alguém diz: “ Mas eu conheço casos de pessoas que não foram batizadas e vivem
em santidade”. A resposta é que não devemos nos dirigir pela experiência dos homens,
mas pela palavra de Deus.

De maneira geral, podemos concluir que Deus tem uma grande obra para fazer
em nós. Mas Ele não faz nada em nós separados de Cristo. Deus não nos trata
isoladamente. Toda a obra que Deus tem para fazer em nossas vidas é em Cristo. Ele
nos colocou em Cristo e toda a experiência dele se tornou a nossa experiência. Como
podemos aniquilar a velha natureza? Não podemos. Mas Deus crucificou o nosso velho
homem com Cristo. Como podemos produzir uma nova vida? Não podemos. Mas Deus
nos deu vida juntamente com Cristo. Como podemos vencer Satanás? Em nós mesmos
é impossível, mas Deus nos colocou “assentados nos lugares celestiais (acima de
Satanás) em Cristo Jesus”. Toda esta vitória é possível porque nós fomos batizados em
Cristo Jesus.
NO BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO
10
RECEBEMOS PODER PARA TESTEMUNHAR
E PODEMOS MANIFESTAR OS DONS
Leia e memorize o texto bíblico abaixo:

__________

“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e


serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria,
e até os confins da terra” (Atos 1:8)

Leitura complementar
Mateus 3:11; Lucas 24:49; João 7:39; Atos 2:1-4; Atos 8:14-17; 9:17;
Atos 10:44-47; 19:1-7.

RESPONDA

5. A quem é feita a promessa? O que significa a palavra dom ( Atos 2:38-39 )?


6. Para que Deus deu o dom do Espírito Santo ( Atos 1:8 )?
7. Que manifestações aconteciam quando alguém era batizado com o Espírito
Santo?
NO BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO
10
RECEBEMOS PODER PARA TESTEMUNHAR
E PODEMOS MANIFESTAR OS DONS

Este é outro ensino fundamental que tem sido distorcido e confundido. Mas Deus
tem derrubado barreiras e tradições humanas para que o seu povo possa conhecer esta
experiência de revestimento e poder. As maneiras e enganos do diabo são anulados
pela Bíblia. Com ela podemos responder cada uma das perguntas abaixo:
QUAIS AS BASES BÍBLICA DO BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO?

João Batista falou que jesus batizaria com Espírito Santo ( Mateus 3:11 );

O próprio Jesus fez esta promessa ( Atos 1:4,5 e 8);

Esta foi a experiência dos apóstolos ( Atos 2:1-4);

Pedro disse que esta promessa era para todos os chamados por Deus ( Atos 2:38). Alguns
dizem que esta experiência foi só para o tempo dos apóstolos, que hoje Deus não age
mais assim. Mas isto não está escrito em nenhum lugar da Bíblia. O Espírito Santo é que
dá poder. É o motor da igreja. Se Deus nos tirasse o motor a igreja ficaria parada. A
verdade é que a promessa é para todos os chamados de Deus;

Esta foi também a experiência de Cornélio e outros na sua casa ( Atos 10:44-47);

Quando os que se convertiam não tinham essa experiência, os apóstolos os guiavam a


isto ( Atos 8:14-17 – os samaritanos; Atos 9:17 – Paulo; Atos 19:1-7 – os efésios).

Estes textos, junto com Atos 2:38, desfazem dois enganos muito comuns na igreja.

//
1º ENGANO

Os grupos tradicionais costumam rejeitar a ideia ensinada pelos grupos


pentecostais, de que há uma experiencia a mais, além da conversão, chamada “Batismo
com o Espírito Santo”.
Para isso, se apoiam, e com muita razão em Ato 2:38, dizendo que se o homem cumpre
as duas condições ( arrependimento e batismo ), o terceiro ingrediente ( o Dom do
Espírito Santo) é dado automaticamente pelo Senhor, visto que é uma promessa, e
Deus não pode falhar. Eles dizem: “Todo aquele que creu e se batizou já tem o dom
Espírito Santo, não necessita de outra experiência”.
Entretanto, esta argumentação tropeça nos textos de Atos 8:14-17 e 19:1-7.
Se fosse assim, como Paulo perguntaria aos efésios se receberam o Espírito Santo
quando creram? E como explicar o fato dos samaritanos já batizados no nome de Jesus,
não terem recebido o Espírito Santo?

//
2º ENGANO

Os grupos pentecostais apoiados nos textos acima pregam corretamente que há


uma experiência a mais. Há algo além de se arrepender e ser batizado. Entretanto,
geralmente acrescentam Atos 1:4 (‘esperem pela promessa de meu Pai”), e falam da
“espera” dando a entender que este dom deve ser esperado, buscado e até suplicado.
Este ensino vai para o outro extremo, porque ignora que o dom do Espírito Santo já foi
dado a todos os que creram (Atos 2:38-39), porque Jesus já foi glorificado (João 7:39).
Onde está o ponto de equilíbrio? Está em entender que por um lado o dom do Espírito
Santo já foi dado a todos os que creram e que, portanto, não necessitam os esperar e
nem buscar aquilo que Deus já nos deu. Mas, por outro lado, quando alguém se converte
ao Senhor, ele deve ser instruído a respeito deste dom, a fim de compreender a
promessa de tal maneira que ela seja evidente, palpável e consciente ( Atos 2:4; 8:17-
18; 10:44-47; 19:2.6). Não é uma busca e uma espera, mas também não é algo
automático e inconsciente.
Se não é automático, por que dizemos que está na porta? Acontece que não é
automático, mas deve ser imediato. Não é necessário esperar dia, meses ou anos. Faz
parte da PORTA. É para ser experimentado no início de nossa vida com Jesus. Na
verdade, deveria ser no mesmo dia em que nos batizamos em Cristo Jesus
.
//
ILUSTRAÇÃO

Alguém recebe uma caixa de presente no seu aniversário. Ele não sabe que
essa caixa contém três objetos. Pega os dois primeiros, fica maravilhado e dá graças a
Deus. Entretanto, não vê o terceiro objeto na caixa, e a fecha colocando-a de lado.
Depois, começa a orar a Deus pedindo justamente o objeto que está dentro da
caixa e ele não sabe. Ou seja, já lhe foi dado o presente, mas ele não o viu, não o
recebeu por ignorância. Quando ele for devidamente informado, então, vai abrir a caixa
e “usufruir” aquilo que “já lhe fora dado”.
Na verdade, quando alguém crê no Senhor e se batiza, recebe o Espírito Santo.
Mas esta é habitação do Espírito. O Espírito vem morar em seu interior. Todos que
creem têm o Espírito Santo habitando em seu interior. Nascem de novo (1 Pedro 1:23;
Tiago 1:18; João 3:3-6). Mas aqueles que já têm a habitação do Espírito Santo devem,
agora, receber o revestimento de poder que é o dom do Espírito Santo. Isto nos leva a
próxima pergunta:

O QUE É BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO?

Há vários termos diferentes que Jesus, João Batista e os apóstolos usaram para se
referir a esta experiência:

Batismo com o Espírito Santo ( Mateus 3:11; Atos 1:5);


Receber o dom do Espírito Santo ( Atos 2:38; 10:45);
A promessa do Pai ( Lucas 24:49; Atos 1:4; 2:33,39);
Ficar cheio do Espirito Santo ( Atos 2:4);
Receber o Espírito Santo ( Atos 8:17; 10:47);
Caiu o Espírito Santo ( Atos !0:44; 11:15);
Espírito Santo derramado ( Atos 2:17; 18:33; 10:45).

Este batismo é um dom, isto é, um presente. Não é um prêmio. Um prêmio é


dado para alguém que merece, um presente não tem nada a ver com merecimento. A
virtude é daquele que dá e não daquele que recebe. Também é uma experiência
definida e pessoal. Aquele que recebe fica consciente disto (Atos 9:2). É uma
experiência que todos devem ter logo de entrada.

//
QUEM PODE RECEBER O DOM DO ESPÍRITO SANTO?
__________

“Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que
estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus, chamar” (Atos
2:39)

A promessa é para todo. Não é só para os que têm muita fé. Não é para especiais
e maduros. É para todo os filhos de Deus, para todos os discípulos de todas as épocas.
As experiências do livro de Atos do Apóstolos nos comunicam que todos ficavam
cheios do Espírito Santo.
Atos 2:4 “ Todos ficaram cheios do Espírito Santo...”
Atos 2:39 “... para todos quantos o Senhor, o nosso Deus, chamar”
Atos 8:17 “... lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo”.
Atos 10:44 “ Enquanto Pedro ainda estava falando estar palavras, o Espírito Santo
desceu sobre todos os que ouviam a mensagem.”
Atos 19:6 “ Quando Paulo lhes impôs as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo...”

//
COMO RECEBER O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO?

Primeiro, é necessário ouvir a palavra com fé e crer na promessa de Deus (


Galátas 3:2,14). Então, logo depois de ser batizado nas águas, o discípulo deve ser
instruído sobre a realidade do batismo o Espírito Santo e que a partir de agora ele pode
utilizar aquilo que já é dele. Nesse momento ele deve crer e receber a promessa, dando
graças e tomando a consciência de que foi revestido de poder autoridade.
Da mesma forma que, ao ser colocado nas águas, ele creu que estava sendo
unido a Cristo, assim também agora deve crer que está todos os que crêem (Atos 2:39).
Ninguém pode desprezar este dom de Deus. Todo discípulo deve e precisa receber este
dom com alegria.

//
PARA RECEBER O DOM DO ESPÍRITO SANTO NECESSITA FALAR EM LÍNGUAS?

Da lista de manifestações do Espírito Santo que aparece em 1 Coríntios 12:7-10


a única que não aparece no Velho Testamento é o falar em línguas. Tudo indica que
Deus reservou este dom para o derramamento do Espírito, porque só no pentecostes
que ele surgiu.
No pentecostes eles falaram em línguas (Atos 2:4). Na casa de Cornélio eles
falaram em línguas ( Atos 10:46). Em Éfeso eles falam em línguas ( Atos 19:6). Em
Samaria não diz o que aconteceu, mas houve alguma manifestação exterior visível
(Atos 8:17-18). Sobre Paulo é que não fala nada ( Atos 9:17), mas em 1 Coríntios vemos
que ele falava em línguas. Portanto, podemos concluir que o dom de línguas é uma
manifestação que Deus reservou para marcar o derramamento do Espírito Santo no
Novo Testamento.
Entretanto não há nenhum texto que fale claramente que só recebeu o dom do
Espírito Santo quem fala em línguas. Não há nenhum ensino de doutrina sobre isto, só
temos descrição de experiências.
Quanto a experiência de falar em línguas estranhas nessa situação, é importante
comunicar ao novo discípulo que o Espírito Santo não vai forçar sua boca. O Espírito
Santo não vai falar. As línguas são dadas pelo Espírito, mas quem fala é o discípulo.
Portanto, ele mesmo deve exercer a sua vontade para falar.
MORREMOS NA CRUZ COM JESUS
11
Leia e memorize os textos bíblicos abaixo:

__________

“Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos


de que um morreu por todos; logo, todos morreram.” (2
Coríntios 5:14)

Disse Jesus: “Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de


novo” (João 3:3)

Leitura complementar
João 12:32-33; 2 Coríntios 5:14; João 3:3; Gálatas 2:19 -20; Colossenses 3:3;
2 Timóteo 2:11; Romanos 6:3-4.

RESPONDA

1. João 12:32-33. O que aconteceu quando Jesus foi levantado no madeiro?


2. 2 Coríntios 5:14. Quem morreu na cruz com Jesus?
3. Se morremos com Jesus, agora o que precisa acontecer conosco?
4. Gálatas 2:19-20. Onde é o nosso lugar hoje?
MORREMOS NA CRUZ COM JESUS
11
__________

“Mas eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim.”


(João 12:32)

Quando Jesus foi levantado na cruz. Ele nos atraiu a todos para morrermos com
Ele. Morrermos para nós mesmos, a fim de vivermos uma nova vida. Por isso, Jesus
disse: “Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo.” Então, podemos
dizem como Paulo: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas
Cristo vive em mim.” (Gálatas 2:20ª). Estou morto com Cristo.

__________

“E ele morreu por todos para que aqueles que vivam já não vivam mai s
para si mesmo, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. ”
( 2 Coríntios 5:15)

A consequência maior da nossa união com Cristo, pelo batismo, é que se cumpre
a justiça de Deus: “... aquele que pecar é que morrerá.” (Ezequiel 18:4c). Como todos
pecaram, todos estão sujeitos a passar pela morte, a morte do homem independente,
da velha natureza. Morremos, por consequência, para a nossas vontades, para nossos
desejos, para nossos sonhos, decisões, etc.

O Pai condenou o pecado na carne do Seu Filho, para que nós, mortos com ele,
para o pecado, vivêssemos para Deus no Espírito (Romanos 8:14).
RECEBENDO O PERDÃO
12
Leia e memorize o texto bíblico abaixo:

__________

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar
os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” (1 João 1:9)

RESPONDA

1. O que é perdão?
2. Você tem o hábito de se culpar e se condenar quando peca?
3. Você consegue aceitar o que Jesus fez por você?

RECEBENDO O PERDÃO
12
__________

“Ao saber que Jesus estava comendo na casa do fariseu, certa mulher
daquela cidade, uma ‘pecadora’, trouxe um frasco de alabastro com
perfume, e se colocou atrás de Jesus, a seus pés. Chorando, começou
a molhar-lhe os pés com as suas lágrimas. Depois os enxugou com seus
cabelos, beijou-os e os ungiu com o perfume. Ao ver isso, o fariseu que
o havia convidado disse a si mesmo: "Se este homem fosse profeta,
saberia quem nele está tocando e que tipo de mulher ela é: uma
‘pecadora’ ". Respondeu-lhe Jesus: "Simão, tenho algo a lhe dizer".
"Dize, Mestre", disse ele. "Dois homens deviam a certo credor. Um lhe
devia quinhentos denários e o outro, cinquenta. Nenhum dos dois tinha
com que lhe pagar, por isso perdoou a dívida a ambos. Qual deles o
amará mais? " Simão respondeu: "Suponho que aquele a quem foi
perdoada a dívida maior". "Você julgou bem", disse Jesus. Em seguida,
virou-se para a mulher e disse a Simão: "Vê esta mulher? Entrei em sua
casa, mas você não me deu água para lavar os pés; ela, porém, molhou
os meus pés com as suas lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.
Você não me saudou com um beijo, mas esta mulher, desde que entrei
aqui, não parou de beijar os meus pés. Você não ungiu a minha cabeça
com óleo, mas ela derramou perfume nos meus pés. Portanto, eu lhe
digo, os muitos pecados dela lhe foram perdoados, pelo que ela amou
muito. Mas aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama". Então
Jesus disse a ela: "Seus pecados estão perdoados". Os outros
convidados começaram a perguntar: "Quem é este que até perdoa
pecados? "Jesus disse à mulher: "Sua fé a salvou; vá em paz". (Lucas
7:37-50)
Essa mulher lavou os pés de Jesus com lágrimas, derramou sobre ele um
perfume caro, enxugou com seus cabelos e o beijou. Podemos perceber nessa história
uma demonstração de amor e gratidão no mínimo extravagante. E a pergunta que fica
é: não seria exagero? Para compreendermos, precisamos entender a história dessa
mulher.

// QUEM ELA ERA ANTES DE CONHECER JESUS?

Era uma prostituta, em que, junto com os ladrões, era escória da sociedade.
Fortemente criticada pelos fariseus e pela Lei de Moisés, que a faziam saber que era
indigna. Somente os homens da pior espécie e outras prostituas a recebiam.
Provavelmente vivia mergulhada em uma profunda angústia de rejeição, desesperança
e sofrimento por ter uma vida tão miserável.

// O RABI APARECE EM SUA VIDA

Não podia chegar muito perto, mas de longe ela ouvia. A pregação de Jesus
trouxe ainda maior condenação.

__________

“Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à
dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos
céus". (Mateus 5:20)

Mas havia algo diferente em Jesus. Era diferente dos fariseus. Era muito sério,
mas era doce. Falava como um príncipe, mas, andava com os pescadores e com o
povo. Havia algo muito atrativo nele. Mas seria impossível ser amigo dele. “Se os
fariseus não me aceitam, como este Rabi tão impressionante vai me aceitar?”.

// O MESTRE A VÊ

Contra todas as expectativas culturais, sociais e religiosas da época, ele se aproxima e


vai falar com ela. Estende a mão para ela.
A princípio ela não pode nem crer. Mas era verdade.
A partir daí, além de ser surpreendida, essa mulher foi absolutamente transformada.
Aquela pecadora, rejeitada por todos, agora era aceita e amada pelo Deus de Israel. O
Deus de Abraão, de Isaque e Jacó não a condenou. Isso foi constrangedor e revolucionári o
para aquela mulher.
SOMOS COMO ESSA MULHER

Você conhece a sua indignidade? Conhece seus pecados mais íntimos, suas
vergonhas, suas intenções egoístas? No fundo, sabemos que, apesar de talvez não
termos os mesmos pecados que a mulher da história, também somos profundamente
pecadores e somos merecedores da condenação e da culpa.
Porém a resposta de Jesus para isso não é o que merecemos. Não é acusação, peso,
nem condenação. A resposta de Jesus para nós é: eu não te condeno, você está
perdoado, vá e não peques mais.
Ele não está mais aqui fisicamente para nos afirmar isso com a boca, mas basta
olharmos seu sacrifício por nós na cruz e tudo fará sentido. Cristãos não devem andar
por aí cabisbaixos, como perdedores, fracassados, culpados e desvalorizados. Fomos
amados, redimidos, perdoados e podemos aceitar este perdão libertador cada vez que
pecamos.
__________

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os


nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9)

Temos essa certeza. Deus estipulou o sangue de Jesus como sendo o único
elemento capaz de lavar nossos pecados. Ele nos perdoa, porque vê o sangue de Cristo
em nós.
PERDOANDO OS OFENSORES
13
Leia e memorize o texto bíblico abaixo:

__________

“Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também


lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não
lhes perdoará as ofensas". (Mateus 6:14,15)

RESPONDA

1. Você tem facilidade para perdoar seus ofensores?


2. Por que algumas pessoas têm dificuldade de perdoar seus ofensores?
3. Você precisa liberar perdão a alguém?

PERDOANDO OS OFENSORES
13
__________

“"Por isso, o Reino dos céus é como um rei que desejava acertar contas
com seus servos. Quando começou o acerto, foi trazido à sua presença
um que lhe devia uma enorme quantidade de prata. Como não tinha
condições de pagar, o senhor ordenou que ele, sua mulher, seus fil hos
e tudo o que ele possuía fossem vendidos para pagar a dívida. "O servo
prostrou-se diante dele e lhe implorou: ‘Tem paciência comigo, e eu te
pagarei tudo’. O senhor daquele servo teve compaixão dele, cancelou a
dívida e o deixou ir. "Mas quando aquele servo saiu, encontrou um de
seus conservos, que lhe devia cem denários. Agarrou-o e começou a
sufocá-lo, dizendo: ‘Pague-me o que me deve! ’"Então o seu conservo
caiu de joelhos e implorou-lhe: ‘Tenha paciência comigo, e eu lhe
pagarei’. "Mas ele não quis. Antes, saiu e mandou lançá-lo na prisão, até
que pagasse a dívida. Quando os outros servos, companheiros dele,
viram o que havia acontecido, ficaram muito tristes e foram contar ao
seu senhor tudo o que havia acontecido."Então o senhor chamou o
servo e disse: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me
implorou. Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como
eu tive de você? ’Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que
pagasse tudo o que devia."Assim também lhes fará meu Pai celestial, se
cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão". (Mateus 18:23-
35)
O QUE AS DÍVIDAS REPRESENTAM?

I – 10.000 talentos = 164.383 anos de trabalhos ( sem folga nem feriado). Simboliza
nossa dívida com Deus, que é impagável. Pecamos contra um Deus santo.

II – 100 denário = cem dias de trabalho. Representa a dívida daqueles que pecaram
contra nós. Mas a grande questão é que somos pecadores também.

//
O CONTRASTE DA ATITUDE DO SENHOR COM A DO QUE NÃO PERDOA

I – Perdão: Perdão pagando a dívida!

II – Retém: Mesmo quando Deus pagou aquela dívida. Manifesta uma pessoa que não
entendeu bem o tamanho de sua dívida. Essa atitude é fruto de uma pessoa que não
se quebranta e ainda é escrava do passado.

O QUE O SENHOR DIZ AO QUE NÃO PERDOA?

__________

“Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também


lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não
lhes perdoará as ofensas". (Mateus 6:14,15)

Não é que Deus retire o perdão; mas fica claro e comprovado que a pessoa não
conheceu ainda o seu pecado, não se arrependeu e, portanto, não recebeu o perdão.
Aqueles que entendem o quão são pecadores, são constrangidos pelo perdão de Deus
e não resistem em perdoar os seus irmãos.
É nossa tarefa colocar o nosso coração no lugar e lembrarmos o quanto somos
falhos e pecadores. Não merecíamos o perdão de Deus. Quem somos nós para deixar
de perdoar alguém?

Você também pode gostar