Você está na página 1de 3

Aluno(a): __________________________________________________________________________ série/ano ________ nº _______

Componente curricular: ______________________________ Professor(a): _________________________ data: ____/_____/_______

ATIVIDADE AVALIATIVA – Obj. 3

1) Quais são os três filósofos mais importantes para o período da história da filosofia
clássica? E quem foi o mestre de quem?
No período da filosofia clássica, os três filósofos gregos mais importantes foram
Sócrates, Platão e Aristóteles. Antes do aparecimento de Sócrates filósofos de
Sócrates eles basicamente prestavam atenção à origem do mundo e às razões das
mudanças na natureza.
2) Descreva algumas características biográficas sobre o filósofo Sócrates
O diálogo de Platão retrata Sócrates como um professor que rejeitou os crentes e um
homem piedoso executado por piedade. Sócrates não acalenta o prazer dos sentidos,
mas a beleza é formada entre a maior virtude e a bondade e a justiça. Ele está
comprometido com o nascimento do Pensamento Cívico Ateniense mas é indiferente a
seus filhos.

3)  Sócrates foi considerado um divisor de águas na filosofia grega. Tanto é que, a história
da filosofia grega é dividida em pré-socráticos e socráticos. O que pensou e fez Sócrates
de tão diferente para obter tamanha importância?

O período pré-socrático é diferente do período socrático, porque neste período não há


separação completa entre o pensamento filosófico e o pensamento mitológico. É
comum que os filósofos realizem pesquisas sobre as origens da natureza e do mundo 
Por meio de Sócrates, a filosofia adquiriu características mais antropológicas, como o
estudo e a análise das pessoas e de seu comportamento. Essas pessoas começaram
a fazer novas perguntas, mas elas eram relacionadas à moradia e à sociedade em que
ela vivia.
4) Em 399 a.C., o filósofo Sócrates é acusado de graves crimes por alguns cidadãos
atenienses. (...) Em seu julgamento, segundo as práticas da época, diante de um júri de
501 cidadãos, o filósofo apresenta um longo discurso, sua apologia ou defesa, em que,
no entanto, longe de se defender objetivamente das acusações, ironiza seus
acusadores, assume as acusações, dizendo-se coerente com o que ensinava, e recusa
a declarar-se inocente ou pedir uma pena. Com isso, ao júri, tendo que optar pela
acusação ou pela defesa, só restou como alternativa a condenação do filósofo à morte.
Danilo Marcondes. Com base no texto apresentado, explique quais foram os motivos da
condenação de Sócrates à morte.
Sócrates foi condenado por não acreditar nos deuses gregos e por introduzir novas
entidades sagradas, corrompendo o jovem com seus pensamentos.
É importante notar que o consenso entre os historiadores é que Sócrates foi
condenado injustamente porque não cometeria nenhum desses crimes na época, mas
sua condenação foi originalmente questionada por Sócrates e, portanto, ficou
constrangida. O povo está armado.
Quanto à sua morte, os historiadores acreditam que o filósofo sempre condenará beber
cicuta (cicuta) (um veneno extraído das plantas) e morrerá em conseqüência.

5) Qual era o Método Socrático? Explique sua resposta.


Como o nome sugere, o método socrático é derivado do que o filósofo grego Sócrates
fez aos seus discípulos.
Este método envolve fazer perguntas para que a pessoa possa raciocinar sobre o
assunto por conta própria, alcançando assim uma compreensão de si mesma.
Sócrates compara esse fenômeno a uma espécie de inato, mas a uma espécie de
nascimento espiritual, ideia que se desenvolve e se produz por meio do pensamento e
do raciocínio.

6)  Nascido em Atenas,___ PLATÃO_________ (427-347 a.C), pertencia a uma das mais


nobres famílias atenienses. Seu nome verdadeiro era Arístocles, mas, devido à sua
constituição física, recebeu um apelido, termo grego que significa “ombros largos”.
7) Quem foi o filósofo Platão? E qual a sua importância para o pensamento ocidental?

8) No entendimento de Platão, o mundo ____________, aquele que percebemos pelos


cinco sentidos , é enganoso. Nele tudo é instável e por meio dele não pode haver
felicidade. Por isso, para Platão, o caminho para a felicidade é o do abandono das
____________ dos sentidos em direção ao mundo das ____________, até alcançar o
conhecimento supremo da ____________, correspondente à ideia do bem.
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do fragmento acima:
a) material, ideiais, ilusões, realidade
b) real, ideias, desilusões, realidade
c) material, ilusões, ideias, realidade
d) real, material, ideias, realidade