Você está na página 1de 19

REALISMO

• Pintura
• Escultura

Professora: Maiara Giordani Reffatti


REALISMO (1850 - 1900)
• Cientificismo
• Valorização do objeto
• O sóbrio e o minucioso
• Expressão da realidade e dos aspectos descritivos
• Mostrar a realidade tal qual ela é
• Esta corrente aparece no momento em que ocorrem as primeiras lutas
sociais contra o capitalismo

 Não deve ser confundindo com técnicas realistas de execução de obras


de arte, ou seja, com o esmero do artista em reproduzir as imagens (em
artes plásticas) tal qual as vê na realidade. Técnicas realistas de pintura e
de escultura existem desde, ao menos, a Antiguidade clássica e foram e
continuam sendo utilizadas por diversas escolas (como, a dos
surrealistas).
O realismo foi um movimento artístico e literário surgido
nas últimas décadas do século XIX na Europa, mais
especificamente na França, em reação ao romantismo.
Entre 1850 e 1900 o movimento cultural, chamado
realismo, predominou na França e se estendeu pela
Europa e outros continentes. Os integrantes desse
movimento repudiaram a artificialidade do
neoclassicismo e do romantismo, pois sentiam a
necessidade de retratar a vida, os problemas e costumes
das classes média e baixa não inspirada em modelos do
passado. O movimento manifestou-se também na
escultura e, principalmente, na pintura e em alguns
aspectos sociais.
PINTURA
Principais características:

• Veridicidade – Despreza a imaginação romântica, colocando


acontecimentos reais;

• Contemporaneidade – Transmite a realidade, expressando o


que realmente se passa;

• Personagens fielmente retratados – Aspectos naturais


humanos;

• Denúncia às injustiças da sociedade – Fatos expressados sem


restrição;
Moças peneirando trigo - Gustave Courbet
Os quebradores de pedra - Gustave Courbet
As catadoras – Jean François Millet
O Enterro em Ornans - Gustave Courbet
“Urrufus” – Belmino de Almeida
Na cena, a visão romântica do casamento sobre outra leitura.
Paralelismo com o romantismo
O termo realismo foi empregado pela primeira vez em 1850
para descrever um novo estilo de pintura e logo se difundiu na
literatura. Os realistas literárias de meados do século XIX,
foram distinguidos pela sua rejeição deliberada do
romantismo. Os realistas literários queriam lidar com
personagens comuns da vida real, em vez de heróis
românticos em ambientes incomuns. Eles também
procuraram evitar línguas floridas e sentimentais por meio de
observação cuidadosa e descrição precisa e abordagem que
os levaram a rejeitar a poesia em favor de prosa e romance.
Realistas muitas vezes combinavam seu interesse na vida
cotidiana com uma análise na busca de questões sociais

• A passagem do romantismo para o realismo corresponde


uma mudança do belo e ideal para o real e objetivo.
ESCULTURA
Principais características

• Na escultura, o realismo dominou os artistas, sendo


que as obras eram mostradas com elas são;
• Representação dos pequenos gestos humanos;
• Mostravam o lado mais natural do realismo.
A Porta do Inferno –
Rodin

A obra foi encomendada em


1880 como um conjunto de
portais a ser instalado no
Cour de Comptes, no Museu
de Artes Decorativas de
Paris, que havia sofrido um
incêndio. Foi o próprio Rodin
quem escolheu como tema a
Divina Comédia de Dante.
Feita em bronze, traz 180
figuras com dimensões que
variam de 15 cm a mais de
um metro. Diversas figuras
foram reproduzidas em
tamanho maior como
esculturas independentes.
Entre elas esta O Pensador.
O Beijo – Rodin O Pensador - Rodin
• Obras de Camille Claudel – modelo, aprendiz e amante de Rodin.
Suas obras são mais suaves e menos eróticas.
ARQUITETURA
Os arquitetos e engenheiros
procuram responder
adequadamente às novas
necessidades urbanas,
criadas pela industrialização.
As cidades não exigem mais
ricos palácios e templos.
Elas precisam de fábricas,
estações, ferroviárias,
armazéns, lojas, bibliotecas,
escolas, hospitais e
moradias, tanto para os
operários quanto para a
nova burguesia. Em 1889,
Gustavo Eiffel levanta, em
Paris, a Torre Eiffel, hoje
logotipo da "Cidade Luz".
REALISMO NO BRASIL

Literatura realista brasileira

Na literatura brasileira o realismo manifestou-se principalmente na prosa.Os romances


realistas tornaram-se instrumentos de crítica ao comportamento burguês e às
instituições sociais. Muitos escritores românticos começaram a entrar para a literatura
realista. Os especialistas em literatura dizem que o marco inicial do movimento no
Brasil é a publicação do livro Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis.
Nesta obra, o escritor fluminense faz duras críticas à sociedade da época.

Teatro realista brasileiro

As peças retratam a realidade do povo brasileiro, dando destaque para os principais


problemas sociais. Os personagens românticos dão espaço para trabalhadores e
pessoas simples. Machado de Assis escreve Quase Ministro e José de Alencar destaca-
se com O Demônio Familiar. Luxo e Vaidade de Joaquim Manuel de Macedo também
merece destaque. Outros escritores e dramaturgos que podemos destacar: Artur de
Azevedo, Quintino Bocaiúva e França Júnior.
A estética anti-romântica iniciou-se na segunda metade do século XIX, com o
Realismo e aprofundou-se com o Naturalismo. Sobre esses movimentos,
analise as proposições a seguir e julgue-as VERDADEIRAS OU FALSAS.

( ) As transformações econômicas, científicas e ideológicas possibilitaram a


revolução industrial, na qual os valores burgueses e capitalistas suplantaram
os valores românticos: a fantasia e o mito da natureza entram, assim, em
crise.
( ) Surge, na literatura, o Realismo, movimento em que o artista é, ao mesmo
tempo, um participante e um observador do mundo. Esse aspecto conduz à
representatividade histórico-social e à análise psicológica dos personagens,
examinados à luz do racionalismo e da contemporaneidade.
( ) Entre as características do Realismo brasileiro, estão a objetividade, a
impessoalidade e o uso da linguagem regional.
( ) O Naturalismo é um prolongamento do Realismo, pois acrescenta uma
visão cientificista da existência, a qual inclui o determinismo do meio
ambiente, do instinto e da hereditariedade.
( ) O Realismo teve sua primeira manifestação importante com a publicação
de "Memórias Póstumas de Brás Cubas", de Machado de Assis, e o
Naturalismo, com "Dom Casmurro", do mesmo autor, ambos em 1881.
A estética anti-romântica iniciou-se na segunda metade do século XIX, com o
Realismo e aprofundou-se com o Naturalismo. Sobre esses movimentos,
analise as proposições a seguir e julgue-as VERDADEIRAS OU FALSAS.

(V) As transformações econômicas, científicas e ideológicas possibilitaram a


revolução industrial, na qual os valores burgueses e capitalistas suplantaram
os valores românticos: a fantasia e o mito da natureza entram, assim, em
crise.
(V) Surge, na literatura, o Realismo, movimento em que o artista é, ao mesmo
tempo, um participante e um observador do mundo. Esse aspecto conduz à
representatividade histórico-social e à análise psicológica dos personagens,
examinados à luz do racionalismo e da contemporaneidade.
(F) Entre as características do Realismo brasileiro, estão a objetividade, a
impessoalidade e o uso da linguagem regional.
(V) O Naturalismo é um prolongamento do Realismo, pois acrescenta uma
visão cientificista da existência, a qual inclui o determinismo do meio
ambiente, do instinto e da hereditariedade.
(F) O Realismo teve sua primeira manifestação importante com a publicação
de "Memórias Póstumas de Brás Cubas", de Machado de Assis, e o
Naturalismo, com "Dom Casmurro", do mesmo autor, ambos em 1881.