Você está na página 1de 16

Palestrante

Dra. Katya Jordão Garcia

Desmetilação e Volumização –
Despertar genético na densidade
e firmeza da pele.

beaty-2015.indb 191 20/08/2015 12:49:10


192 palestrante

Introdução Outro aspecto sobre o envelheci-


mento da pele, e suas consequências
O ritmo acelerado do desenvol- sobre a morfologia facial, está nos
vimento de novas tecnologias e me- recentes estudos epigenéticos que
todologias dedicadas ao combate do concederam grande contribuição ao
envelhecimento humano no campo da amplificarem o entendimento dos
saúde, da alimentação e da psicologia, processos que levam tal envelhecimen-
tem elevado mundialmente a estimati- to humano ocorre através da identifi-
va e a qualidade de vida da população cação das proteínas TET1 e Apobec1,
acima dos 60 anos. O mundo está enve- Guo at al. 2011, as quais têm a pro-
lhecendo e, cada vez mais, procura solu- priedade de diminuir o “silenciar dos
ções estéticas que amenizem e retardem genes” pelo controle das ilhas CpG,
as marcas que o tempo imprime sobre a que causadas pela metilação da Cito-
região da face. sina, impedindo a expressão gênica.
Um novo olhar sobre o envelheci- Com isso, a desmetilação se mostra
mento facial acontece quando se ob- como fundamental para a formação de
serva as mudanças volumétricas que novas células de defesa da pele, os fi-
ocorrem durante este processo. Segun- broblastos, responsáveis pela produção
do Coleman et al. 2009, o volume har- das fibras de colágeno e elastina que
mônico, que proporciona o aspecto de promovem a sustentação da pele atra-
um rosto jovem, é determinado pelos vés do extrato dérmico. A diminuição
compartimentos de tecido adiposo dis- de fibroblastos na derme causa impac-
tribuídos estrategicamente pela face. to na matriz extracelular, provocando
Existem diferenças anatômicas entre diminuição do tônus cutâneo.
os adipócitos dos compartimentos de
A área do envelhecimento cutâneo
gordura profunda e superficial, bem
tem sido alvo de grande interesse no
como diminuição intensa nos compar-
desenvolvimento de novas tecnologias
timentos de gordura profunda na face
em ativos cosméticos e equipamentos
de idosos (Wan at al. 2014). O processo
capazes de prevenir e reverter parte dos
de envelhecimento diminui a quanti-
dade da gordura profunda, e aumenta danos oxidativos e epigenéticos da pele
quantidade de gordura superficial, ar- a fim de promover uma aparência mais
mazenada nestes compartimentos, sen- jovem da mesma. Nessa última década,
do que ainda há a migração da gordura foram grandes as conquistas na área do
do terço inferior da face para o ângulo estudo do envelhecimento humano,
da mandíbula, fazendo com que a for- mas uma atenção científica, através da
ma de trapézio invertido de uma face pesquisa, se faz necessária sobre o con-
jovem, sofra uma “quadralização” facial junto de recursos estéticos utilizados
(Coimbra; Uribe; Oliveira, 2013). para tratar e amenizar seus efeitos.

beaty-2015.indb 192 20/08/2015 12:49:10


Dra. Katya Jordão Garcia 193

Este trabalho tem por finalidade de- Alterações cutâneas


monstrar um protocolo para tratamento
das consequências do envelhecimento Na epiderme
sobre a face por meio de uma sequên-
cia de produtos com ativos cosméti- Durante o processo de senescência
cos inovadores, desenvolvidos segundo da pele ocorre o achatamento das papi-
os mais recentes estudos epigenéticos, las da junção dermo epidérmica (DEJ)
que trabalham sinergicamente o tecido desfavorecendo a nutrição da epiderme
cutâneo e subcutâneo. Este se propõem pela menor transferência de nutrientes
a, principalmente, amenizar o impacto às células que compõem este tecido.
da diminuição dos compartimentos de Ocorre diminuição na adesão entre a
gordura na morfologia da face por meio derme e epiderme, bem como na sínte-
da volumização, e minimizar as ilhas se de lipídeos intercelulares pelos que-
CpG na expressão gênica dos fibroblas- ratinócitos causando fragilidade à pele.
tos e células que compõe a pele através A renovação celular cai 30% por vol-
da desmetilação. O conjunto de princí- ta dos trinta anos e chega a 50% por
pios ativos, a seguir descritos, promove volta dos 80 anos de vida, elevando o
um efeito de firmeza e preenchimento tempo de reparação tecidual e tornan-
facial inovador que denominamos efei- do o processo de cicatrização até três
to “Bring UP”. vezes mais lento. Ocorre a fragilização
na barreira de proteção contra radiação
ultravioleta pela diminuição do número
Alterações morfológicas, de melanócitos enzimaticamente ativos.
histológicas e bioquímicas A fragilização da integridade do manto
hidrolipídico acontece principalmen-
da face envelhecida te pela síntese diminuída em até 60%
Com o passar do tempo muitas al- de lipídeos, e também pela menor re-
terações vão acontecendo nos tecidos tenção hídrica. Ainda, acontece uma
cutâneos e subcutâneos que impactam diminuição das células de Langerhans
na aparência visível da face. Modifica- comprometendo a imunidade cutânea.
ções nestes tecidos ocorrem ao mesmo
tempo por meio da diminuição do me- Na derme
tabolismo celular, da nutrição e oxige-
Estudos recentes, Guo at al. 2011,
nação celular, pelas reações epigenéticas,
referem-se o “silenciar dos genes” à
e stress oxidativo. A seguir, destacamos
metilação do DNA. Esta reação bioquí-
as alterações relevantes em cada tecido
mica causa, entre outros, diminuição na
que contribuem para a aparência da
expressão gênica dos fibroblastos tendo
face envelhecida.
como consequência a diminuição na

beaty-2015.indb 193 20/08/2015 12:49:10


194 palestrante

síntese de fibras colágenas e elásticas e minações nervosas, comprometendo


perda do tônus cutâneo. Assim, ocorre a sensibilidade da pele, bem como das
uma reação em cascata culminando na glândulas sudoríparas e sebáceas, tor-
atrofia do tecido de sustentação e con- nando a pele mais seca e desprotegida
sequente redução na retenção hídrica das intempéries climáticas pela dimi-
do mesmo. A diminuição do aporte hí- nuição do manto hidrolipídico.
drico agrava-se com a perda de açúcares
e proteínas, em especial o ácido hialurô-
nico, que exercem importante papel na
Alterações subcutâneas
retenção da água na substância funda- O volume facial é determinado
mental amorfa. Com a diminuição da pelos compartimentos de gordura dis-
espessura dérmica, a microcirculação tribuídos pela face tendo como apoio
também diminui minimizando o apor- sua estrutura óssea e muscular da mes-
te sanguíneo e como consequência, a ma. Na juventude, estes compartimen-
nutrição e a oxigenação teciduais, bem tos estão distribuídos harmonicamente
como o metabolismo celular. Assim, a pela face de modo que aparente a for-
imunoregulação fica diminuída pela ma de um trapézio invertido. Na face
menor atividade metabólica dos fibro- envelhecida, a base inferior deste tra-
blastos e mastócitos retardando proces- pézio aumenta até tomar forma de um
sos de cicatrização e reparação tecidual. quadrado. É a chamada “quadralização”
Ocorre ainda uma diminuição das ter- da face, Coimbra; Uribe; Oliveira, 2013,

Figura 1
“Quadralização da face”
Surg Cosmet Dermatol 2014

beaty-2015.indb 194 20/08/2015 12:49:11


Dra. Katya Jordão Garcia 195

vididos em região mandibular, perioral,


terço médio da face, bochecha, tempo-
ral e periorbicular.
Na região mandibular, que é defini-
da pelo corpo e ângulo da mandíbula e
os músculos masseter e platisma, pode
ocorrer, durante o processo de enve-
lhecimento, o depósito de gordura re-
manescente no ângulo da mandíbula
Figura 2 causando um dismorfismo facial carac-
Divisão dos terços faciais terístico do envelheciemento e descrito
Coimbra; Uribe; Oliveira, 2013 como “quadralização da face” (Coim-
bra; Uribe; Oliveira, 2013).
Na região perioral, a absorção da
onde a gordura dos compartimentos do gordura durante o envelhecimento cau-
terço inferior da face se desloca para o sa afinamento e inversão dos lábios.
terço inferior se alocando no ângulo da A região do terço médio da face é a
mandíbula. maior impactada pela perda de gordura
Os compartimentos de gordu- e é onde ocorre a maior absorção da
ra facial são independentes, alocados mesma. A região bucal, malar e pré-
e delimitados pelos ossos e músculos auricular são as áreas mais atingidas
que compõem a face. Estes possuem podendo, dependendo do grau de
circulação sanguínea própria. Foram absorção dos compartimentos de gor-
descritos por Coleman et al. 2009, e di- dura, causar um aspecto de esqueleti-

Figura 3
Distribuição dos compartimentos de gordura e demonstração do processo de “quadralização” da face pela
absorção da gordura por meio do processo de envelhecimento.

beaty-2015.indb 195 20/08/2015 12:49:11


196 palestrante

zação facial. Ainda, a atrofia da gordura ficial, sendo que há uma significativa
do compartimento que se aloca sobre o diminuição da gordura nos comparti-
osso zigomático contribui para o acha- mentos profundos na face envelhecida.
tamento do perfil facial e pode reforçar,
em casos extremos, o aspecto esqueleti-
zado da face.
A desmetilação e
A absorção da gordura dos comparti- volumização facial por meio
mentos da região periorbicular provoca de ativos cosméticos
um aspecto de afundamento dos olhos,
causando excesso de pele palpebral. O tratamento da face envelhecida
pode ser entendido e aplicado por meio
Gierloff et al., 2012, propuseram um
de abordagens muito diferentes. O foco
esquema classificatório diferente a par-
deste trabalho está sobre a dismorfia fa-
tir de imagens tomográficas, com con-
cial causada pela perda dos seus volu-
traste, realizadas em cadáveres. Na figura
mes. Assim, ativos cosméticos altamente
3 é possível observar a classificação dos
eficazes para estímulo da expressão gê-
compartimentos de gordura facial se-
nica de fibroblastos, por meio da des-
gundo Gierloff et al.
metilação do DNA, e por consequência,
Estudos recentes (Wan et al. 2014), incremento na síntese de suas fibras
denotaram que existem diferenças na proteicas, elastina e colágeno, aliados a
deposição de gordura nos comparti- ativos que promovem o aumento de
mentos de gordura profunda e super- gordura em seus compartimentos, irão,

Gordura orbital superior


Gordura orbital inferior
Gordura orbital lateral
Gordura da bochecha medial
Gordura da bobecha do meio
Gordura nasolabial
Gordura da bochecha temporal lateral
Extensão bucal da gordura bucal

Gordura infraorbicular parte lateral


Gordura infraorbicular parte medial
Gordura da bochecha medial profunda parte medial
Gordura da bochecha medial profunda parte lateral
Extensão bucal da gordura bucal
Espaço Ristow

Figura 4
Compartimentos de gordura facial (adaptada de Gierloff et al.)

beaty-2015.indb 196 20/08/2015 12:49:11


Dra. Katya Jordão Garcia 197

sinergicamente, volumizar os comparti- gene nucleotídeo citosina. A metilação


mentos de gordura facial, preencher ru- do DNA pode acontecer em todos os
gas e linhas de expressão e melhorar o tecidos do organismo humano. Ela é
tônus cutâneo. O, o conjunto de ações, caracterizada pela ligação de um grupo
levantamento e volumização, promovi- metil ao carbono 5 da citosina, alteran-
dos por meio da ação sinérgica de ativos do a cromatina para uma versão mais
cosméticos específicos, podem ser defi- condensada que suprime a transcrição
nidos por efeito “Bring UP”. Estes ati- da fita de DNA causando o “silenciar
vos, que serão descritos a seguir, podem dos genes”. Para entender a desmetila-
melhorar globalmente o aspecto da face ção se faz necessário o entendimento d
envelhecida por meio da combinação a reação bioquímica da metilação.
destes em formulações cosméticas. A transcrição é um processo, que
por meio de reações bioquímicas, dá
Desmetilação do dna origem à duplicação das fitas de DNA
que carregam as sequências gênicas
A epigenética estuda as mudanças através de nucleoídeos, aonde novas
hereditárias que acontecem durante células idêntica irão se formar. Durante
a expressão gênica alterando o DNA este processo, as proteínas histonas tem
em resposta ao ambiente, sem alterar a como papel organizar o espaçamento
sequência genética, silenciando os ge- do nucleossomo para que o DNA fique
nes envolvidos. Esta inativação aconte- acessível e o gene fique ativo permitin-
ce quando um grupo metil se liga ao do a transcrição.

H H H H
N N
Enzima + H
H
C S - adenosil C C
H
N3 4 5 C metionina N3 4 5 C H

2 6 2 6
C 1 C C 1 C
H H
O N O N
H H

Citosina 5 - metilcitosina

Figura 5
Processo de metilação da citosina (Adaptada de Holliday, 1989)

beaty-2015.indb 197 20/08/2015 12:49:11


198 palestrante

Nucleossomos
Dupla-hélice Nucleossomos
enrolados

Histonas

DNA

A B C

2 nm 11 nm 30 nm

Figura 6
A – Fita de DNA em dupla-hélice. B – Segmento de DNA com as histonas. Este conjunto denomina-se
nucleossomo, e tem grande importância na condensação do DNA Os nucleossomos são as unidades
de arranjo do DNA fundamentais no processo de transcrição. C – Conjunto de nucleossomos e DNA
condensados que dão origem ao cromossomo. A cromatina passa por uma sucessão de estruturas de
empacotamento que, ao final, origina o cromossomo altamente compacto.

Um grupo metil (-CH3) se liga ao sintetizar as fibras colágenas e elásticas,


nucleotídeo citosina promovendo mo- contidos nos fibroblastos, trazem pre-
dificação nas histonas aproximando-as. juízo para a sustentação e tonicidade
Esta aproximação impede a transcrição cutâneas.
bloqueando a síntese proteica – Figu-
ra 7. Esta reação pode acontecer em O extrato do arroz vermelho
todas as células do organismo huma- do himalaia como agente da
no bem como nos fibroblastos, silen- desmetilação
ciando o gene formador do colágeno
(COL1A1). Há fortes indícios de que o O ativo extraído do meristema (par-
processo de envelhecimento aumente a te aérea da planta) do Arroz Vermelho
metilação dos genes da síntese de colá- do Himalaia é rico em células tronco
geno nos fibroblastos. que atuam em nível epigenético pro-
A desmetilação é o processo inverso movendo a desmetilação do DNA.
da metilação, e sem a qual ocorre a ina- Com isso, a expressão gênica dos fibro-
tivação dos genes afetados. Na derme, o blastos cresce, aumentando a síntese de
silenciar dos genes, que tem por função colágeno e elastina.

beaty-2015.indb 198 20/08/2015 12:49:12


Dra. Katya Jordão Garcia 199

Figura 7
No processo de transcrição um grupo metil (-CH3) liga-se ao nucleotídeo citosina dando origem à ilha CpG
causando modificação no arranjo do conjunto das proteínas histonas e fita de DNA, aproximando-as, e
causando o bloqueio da síntese proteica e consequentemente a formação de uma nova célula idêntica.

Volumização facial A adipogênese converte pré-adi-


pócitos em adipócitos maduros através
O volume facial é fundamenetal da regulação de genes específicos. O
para uma aparência jovem. O tecido PGC1-alfa é um coativador da transcri-
subcutâneo exerce importante papel na ção dos adipócitos que interage com o
morfologia da face. Com o envelheci- receptor PPARy, sendo este conjunto o
mento ocorre redução da gordura facial gatilho para a expressão dos genes que
que poderá ser acelerada pelo stress oxi- envolvem a adipogênese, possibilitando
dativo causado pela radiação UV. posteriormente a formação de lipídeos.
Através de estudos de química com-
Peptídeo volumizador
binatória um hexapeptídeo o acetyl
Como já foi descrito, a diminui- hexapeptide-38, que tem a capacidade
ção da gordura facial causa desarmonia de induzir a maturação dos adipócitos
morfológica causando um aspecto de através da expressão da proteína PCG-1
envelhecimento. Com isso, se faz im- alfa, foi identificado e selecionado ori-
portante utilizar mecanismos que es- ginando um ativo volumizador. Com
timulem a produção de lipídeos para a utilização deste ativo a volumização
que não aconteça a diminuição ex- facial é estimulada pela proliferação das
pressiva da gordura nos compartimen- células adiposas e consequente aumen-
tos faciais. to do tecido adiposo.

beaty-2015.indb 199 20/08/2015 12:49:12


200 palestrante

O pepitídeo volumizador pode atu- velhecimento facial, seja pela perda do


ar sinergicamente com o sacarídeo da volume dos compartimentos de gordu-
Peônia proporcionando um maior in- ra ou por fatores epigenéticos causados
cremento na volumização facial através pela metilação da citosina, a seguir serão
da diferenciação dos pré-adipócitos em relacionados produtos cosméticos com
adipócitos maduros com funcionalida- ativos que irão ao encontro das necessi-
de lipogênica. dades dos tecidos cutâneo e subcutâneo
no combate e prevenção do envelheci-
Sacarídeo da Peônia mento facial. A metodologia aplicada
Um importante mecanismo que pode mudar o resultado final, poten-
contribui para a diminuição da gordura cializando ou minimizando seus efeitos.
facial é o que reduz a diferenciação dos Assim, um método único de aplicação
pré-adipócitos em adipócitos maduros clínica foi criado para melhor desem-
menimizando o acúmulo de lipídeos no penho e resposta dos tecidos envolvi-
tecido subcutâneo. Isto acontece quando dos otimizando a ação anti senescente,
os fibroblastos são submetidos ao stress que inclui os produtos cosméticos,
oxidativo pela radiação UV. Este estímulo desenvolvidos a partir dos ativos ante-
agressivo promove liberação de secreto- riormente descritos, aliados aos efeitos
ma inflamatório que estimula a comu- biológicos desejáveis dos LEDs e Lasers
nicação celular entre a derme e o tecido de baixa potência.
subcutâneo que ocasionam disfunção no
metabolismo dos adipócitos com conse- Recursos empregados
quente redução da diferenciação destes
bem como do acúmulo de lipídeos. a) Cosméticos com a combinação dos
Os oligossacarídeos presentes na Pe- ativos extrato do arroz vermelho
ônia reduzem o envelhecimento facial do Himalaia, Peptídeo volumizador
prematuro pela regulação da comunica- acetyl hexapeptide-38 e o Sacarídeo
ção celular entre a derme reticular e o da Peônia.
tecido subcutâneo após stress oxidativo b) Equipamento emissor de LED te-
por exposição solar. Este ativo reduz a li- rapêutico azul e âmbar e Laser ver-
beração de secretoma inflamatório pelos melho e infravermelho de baixa
fibroblastos preservando a funcionalida- potência.
de adipocitária através do estímulo da
adipogênese e consequente lipogênese.
Frequência de aplicação

Metodologia aplicada Cinco sessões em clínica com in-


tervalo semanal, e aplicação diária, pela
Levando em conta toda a aborda- manhã e à noite, pelo voluntário, do
gem aqui descrita sobre as causas do en- produto cosmético domiciliar.

beaty-2015.indb 200 20/08/2015 12:49:12


Dra. Katya Jordão Garcia 201

Critérios para seleção de nutos e em seguida removeu-se com


voluntários algodão embebido água;
5. Aplicação do Laser de baixa po-
a) Mulheres. tência infravermelho em 10 pontos
b) Idade entre 50 e 70 anos. estáticos bilaterais, com objetivo de
c) Sinais visíveis de flacidez facial. aumentar a permeação da mem-
d) Sinais visíveis de redução dos volu- brana citoplasmática das células
mes dos compartimentos da gordura do tecido cutâneo e subcutâneo –
facial. comprimento de onda de 808nm e
com fluência de 2J/cm²;
e) Presença de rugas facias.
6. Aplicação do Sérum contendo em
f) Indivíduos não fumantes.
sua formulação extrato purificado
g) Indivíduos que não apresentam qua- de centeio e peptídeos firmantes,
dro diabético. por meio de massagem “Taping” –
h) Indivíduos sem restrições alimentares. pinçamentos abertos tonificantes;
7. Aplicação do Laser de baixa po-
Aplicação dos recursos tência vermelho em dez pontos
empregados na pesquisa estáticos bilaterais, com objetivo de
aumentar a geração de ATP mito-
Em todas as cinco sessões realizadas condrial – comprimento de onda de
nos voluntários selecionados utilizou-se 660nm e com fluência de 2J/cm²;
a seguinte metodologia de aplicação:
8. Aplicação da Máscara de massagem
1. Higiene da pele com gel de limpeza contendo em sua formulação pep-
neutro; tídeo volumizador – acetyl hexa-
2. Aplicação de uma solução pré-pee- peptide-38; seiva da Pistacia grega;
ling à base de acetona e ácido glicó- sacarídeos da Peônia por meio de
lico para ação delipidante; movimentos drenantes seguidos de
massagem facial tonificante;
3. Aplicação da luz LED azul por meio
9. Aplicação de três pérolas de emulsão
de varredura, com o objetivo de au-
do concentrado fase 1 contendo em
mentar a hidratação cutânea - com-
sua formulação sacarídeos da aveia
primento de onda de 470 nm com
e esqualano vegetal, acrescido de
irradiância de 200W/cm² e tempo
cinco gotas do concentrado fase 2
de exposição de dez minutos;
contendo em sua formulação arroz
4. Aplicação do Peeling Renovador vermelho do Himalaia; ômegas 6, 7
contendo em sua formulação ácido e 9 e vitamina E – aplicou-se dei-
glicólico; ácido salicílico e ácido xando-o secar até a formação de um
alfa-lipóico. Deixou-se por dez mi- filme tensor;

beaty-2015.indb 201 20/08/2015 12:49:12


202 palestrante

10. Aplicação do Laser de baixa potên- A continuidade do tratamento entre


cia infravermelho – comprimento as cinco sessões foi realizada pelo vo-
de onda de 808 nm e com fluência luntário com aplicação diária, pela ma-
de 2J/cm² em – em conjunto com nhã e à noite, de gel creme contendo
a luz LED âmbar – comprimen- em sua formulação peptídeo volumiza-
to de onde 590nm e fluência de dor, sacarídeo da Peônia, arroz verme-
200W/cm² – em técnica de var- lho do Himalaia, seiva da Pistacia grega,
redura por dez minutos, para ex- esqualano vegetal, ômegas 6, 7 e 9 e vi-
citação ribossômica e modulação tamina E seguida de aplicação de filtro
inflamatória dos fibroblastos. solar pela manhã com reaplicação deste
11. Aplicação de filtro solar em pó. à tarde.

T0

T5

Figura 8
Voluntária B. R. N. 70 anos, Fototipo III, Período do tratamento de 27/2 a 20/3/2015. Cinco sessões de tratamento.

beaty-2015.indb 202 20/08/2015 12:49:13


Dra. Katya Jordão Garcia 203

Resultados finas além de melhora na qualidade da


pele e diminuição da flacidez.
A associação de ativos que estimu-
lam a volumização facial a ativos que
Conclusão
promovem a desmetilação do DNA,
em produtos cosméticos, promoveram A ciência têm se preocupado cada
resultados surpreendentes no volume vez mais em pesquisar os efeitos do
facial, preenchimento de rugas e linhas envelhecimento sobre o organismo

T0

T5

Figura 9
Voluntária N. R. B. 66 anos. Fototipo II. Período do tratamento de 27/2 a 20/3/2015. Cinco sessões de
tratamento.

beaty-2015.indb 203 20/08/2015 12:49:13


204 palestrante

T0

T5

Figura 10
Voluntária C. A. A. 54 anos. Fototipo II. Período do tratamento de 27/2 a 20/3/2015. Cinco sessões de
tratamento

humano, e tem realizado grandes des- beleza tem unido esforços para oferecer
cobertas sobre os mecanismos pelos ativos e produtos cosméticos que aten-
quais este acontece. Estas novas desco- dam e superem os desafios impostos por
bertas no campo do envelhecimento, estas recentes descobertas científicas.
fomentaram a busca por soluções nas Assim, hoje são muitos os ativos cosmé-
mais diversas áreas que envolvem a saú- ticos com tecnologia capaz de atender
de e o bem estar humano. Na área da às necessidades da face envelhecida mi-
estética, a indústria farmacêutica e da nimizando seus problemas inestéticos

beaty-2015.indb 204 20/08/2015 12:49:13


Dra. Katya Jordão Garcia 205

efetivamente. As recentes descobertas produtos cosméticos, aliados a LEDs e


da biologia molecular aliadas a estudos Lasers de baixa potência, a pesquisa clí-
epigenéticos e anatômicos da face, cria- nica revelou resultados surpreendentes
ram escopo para desenvolvimento de na volumização facial, diminuição da
novas tecnologias em ativos cosméticos profundidade das rugas e na flacidez,
capazes de interferir no processo de en- em um número reduzido de sessões
velhecimento facial. A combinação de onde uma metodologia específica foi
ativos visa atender aos vários processos aplicada. Vale lembrar que a eficácia de
que ocorrem simultaneamente durante qualquer tratamento que tem como
o envelhecimento facial. Neste trabalho objetivo amenizar ou prevenir os si-
o foco recaiu sobre o processo de me- nais do envelhecimento facial necessita
tilação do DNA e a perda de volume também da adoção de um estilo de vida
facial. Por meio da união de ativos es- saudável que inclui uma alimentação
pecíficos e altamente tecnológicos em balanceada para resultados superiores.

  REFERÊNCIAS CONSULTADAS
1. Coleman SR, Grover R. The anatomy of the aging face: volume loss and changes in
3-dimensional topography. Aesthet Surg J. 2006;26(1S): S4-9.
2. Coleman SR, Saboeiro A, Sengelmann R. Comparison of lipoatrophy and aging: vo-
lume deficits in the face. Aesthet Plast Surg. 2009;33(1):14-21.
3. Daniel Dal’Asta Coimbra, Natalia Caballero Uribe, Betina Stefanello de Oliveira.
“Quadralização facial” no processo do envelhecimento
4. Garrett A Kaas,Chun Zhong,Dawn E Eason,Daniel L Ross,Raj V Vachhani,Guo-Li
Ming,Jennifer R King,Hongjun Song,J David Sweatt. TET1 controls CNS 5-me-
thylcytosine hydroxylation, active DNA demethylation, gene transcription, and me-
mory formation., 2013
5. Garrett A. Kaas, Chun Zhong, Dawn Eason, Daniel Ross, Raj V Vachhani, Guo-li
Ming, Jennifer King, Hongjun Song, andJ. David Sweatt. TET1 Controls CNS 5-me-
thylcytosine Hydroxylation, Active DNA Demethylation, Gene Transcription and
Memory Formation, 2013
6. Holliday R. 1989. A different kind of inheritance. Scientific American. June. p.40-48.
7. Junjie U Guo,Keith E Szulwach,Yijing Su,Yujing Li,Bing Yao,Zihui Xu,Joo Heon
Shin,Bing Xie,Yuan Gao,Guo-Li Ming,Peng Jin,Hongjun Song. Genome-wide anta-
gonism between 5-hydroxymethylcytosine and DNA methylation in the adult mouse
brain., 2014
8. Junjie U Guo,Yijing Su,Chun Zhong,Guo-li Ming,Hongjun Song. Hydroxylation of
5-methylcytosine by TET1 promotes active DNA demethylation in the adult brain, 2011

beaty-2015.indb 205 20/08/2015 12:49:13


206 palestrante

9. Nagai, M H. Importãncia da enzima DNM1 para a metilação global em fibroblastos


humanos, 2008
10. Pessa JE, Rohrich RJ. Discussion: Aging changes of the midfacial fat compartments: a
computed tomographic study. Plast Reconstr Surg. 2011;129(1):274-5.
11. Ribeiro M.M, 1997. Expressão génica e metilação: causa ou consequência. Agrofo-
rum. 11:9-14.
12. Shuo Liu,Jin Wang,Yijing Su,Candace Guerrero,Yaxue Zeng,Devarati Mitra,Philip
J Brooks,David E Fisher,Hongjun Song,Yinsheng Wang. Quantitative assessment of
Tet-induced oxidation products of 5-methylcytosine in cellular and tissue DNA.,
2013
13. Wan D1, Amirlak B, Giessler P, Rasko Y, Rohrich R,Yuan C, et al. The differing adi-
pocye morphologies of deep versus superficial midfacial fat compartiments: A cada-
very study. Plast Reconstr Surg. 2014 Jan 17.
14. Wan D1, Amirlak B, Giessler P, Rasko Y, Rohrich R,Yuan C, et al. The differing adi-
pocye morphologies of deep versus superficial midfacial fat compartiments: A cada-
very study. Plast Reconstr Surg. 2014 Jan 17.

beaty-2015.indb 206 20/08/2015 12:49:13

Você também pode gostar