Você está na página 1de 190

Guia do Usuário do

F6Test

DOBLE ENGINEERING COMPANY


85 Walnut Street
Watertown, Massachusetts, USA 02472-4037
www.doble.com

PN # 500-0444 72A-1968 Rev A 12/2009


Guia do Usuário do F6Test

Este Manual é de propriedade exclusiva da Doble Engineering Company


(Doble) e, juntamente com o software do F6Test™, o software de ProTest™ e
o software do F6000™ para os quais ele se aplica, é fornecido para o uso
exclusivo de Clientes da Doble sob o acordo contratual dos equipamentos de
teste e serviços da Doble.

Em nenhum caso a Doble Engineering Company assume a responsabilidade


por quaisquer erros técnicos ou editoriais de comissão ou omissão; nem a
Doble é responsável por danos diretos, indiretos, acidentais ou conseqüentes
do uso ou da inabilidade do uso deste Manual.

Legenda de Direitos Restritos do Governo: o uso, a duplicação ou a divulgação


pelo Governo dos E.U.A. é sujeita a restrições conforme definido nos
parágrafos (c)(1) e (c)(2) do Software para Computador Comercial – Cláusula
de Direitos Restrita em FAR 52.227-19.

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste manual deve ser


reproduzida, armazenada em um sistema de recuperação, ou transmitida por
qualquer meio, seja eletrônico, mecânico,
fotocópia, gravação, sem a permissão por escrito da Doble Engineering
Company.

Doble, o logotipo da Doble e o F6Test™ são marcas registradas da Doble


Engineering Company.

Microsoft, Windows™, Windows 95™, Windows 98™, Windows 2000™,


Windows ME™, Windows NT™ 4.0 SP6, Windows XP™ e Microsoft Word®
são marcas registradas da Microsoft Corporation nos Estados Unidos e/ou em
outros países.

Copyright © 2003

Pela Doble Engineering Company

Todos os direitos reservados

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 ii


Guia do Usuário do F6Test

Garantia Limitada
Doble garante que: (i) por um período de cento e vinte (120) dias da data de
remessa da Doble, a mídia, na qual o software é fornecido, será livre de
defeitos em materiais e artesanato sob uso normal; e (ii) por um período de um
ano da data de remessa da Doble, o software terá sua performance em
significativa conformidade com a sua descrição publicada. Esta garantia
limitada estende-se apenas à Cliente com a licença original. O reparo exclusivo
do cliente e a obrigação integral da Doble sob esta garantia limitada será, por
opção da Doble, consertar ou substituir o software, ou reembolsar um valor pro
rata do preço da compra. A Doble não confirma nem garante que os seus
softwares atenderão aos requisitos do Cliente, que a operação dos softwares
serão sem interrupções ou livres de erros, ou que todos os defeitos nos
software serão corrigidos.

Esta garantia não se aplica caso o software (a) tenha sido alterado, exceto pela
Doble, (b) não tenha sido instalado, operado, consertado ou mantido de acordo
com as instruções fornecidas pela Doble, (c) tenha sido submetido à tensão
física ou elétrica anormal, mal uso, negligência ou acidente, ou (d) tenha sido
usado em atividades de risco extremo.

RETRATAÇÃO. AS GARANTIAS E REPAROS PRECEDENTES SÃO


EXCLUSIVOS E ESTÃO NO LUGAR DE TODAS AS OUTRAS GARANTIAS,
TERMOS OU CONDIÇÕES, EXPRESSAS OU IMPLICADAS, SE ALEGADAS
POR LEI, POR CAUSA DE COSTUME OU USO NO COMÉRCIO, OU POR
CURSO DE PROCEDIMENTO, INCLUSIVE GARANTIAS, TERMOS OU
CONDIÇÕES MERCANTIS, ADEQUADAS A UM PROPÓSITO PARTICULAR,
QUALIDADE SATISFATÓRIA, CORRESPONDÊNCIA COM DESCRIÇÃO E
NÃO INFRAÇÃO, TODAS AS QUAIS SÃO EXPRESSAMENTE NEGADAS.

EM NENHUM EVENTO OBRIGA-SE A DOBLE SER SUJEITA A REPARAR


QUALQUER PERDA DE RENDA, LUCRO OU DADOS, OU DANOS
ESPECIAL, INDIRETOS, CONSEQÜENTES, INCIDENTAIS OU INFLINGIDO,
QUE CAUSAREM E NÃO IMPORTANDO A TEORIA DE OBRIGAÇÃO
DECORRENTE DA MÁ UTILIZAÇÃO OU POR INABILIDADE NO USO DO
SOFTWARE AINDA QUE A DOBLE TENHA SIDO AVISADA DA
POSSIBILIDADE DE TAIS DANOS. Em nenhum evento a Doble se obriga pelo
Cliente, se em contrato, delito (inclusive negligência), ou caso contrário,
exceda o preço pago pelo Cliente. As limitações precedentes devem se aplicar
ainda que a garantia acima declarada falha de seu propósito essencial.
ALGUNS ESTADOS NÃO PERMITEM LIMITAÇÃO OU EXCLUSÃO DE
OBRIGAÇÃO OU CONSEQÜENTE OU INCIDENTAL DANOS.

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 iii


Guia do Usuário do F6Test

ÍNDICE

Prefácio.................................................................................................. xv
Estrutura deste Guia ……………………………………………………………….…... xv
Convenções do documento …………………………………………………………... xvi
Notas, Precauções e Advertências ….……………………………………………..… xvi

1. Inicializando .....................................................................................1-1
Instalando o F6Test................................................................................................ 1-1
Instrumentos Suportados............................................................................... 1-1
Requisitos do Sistema …….......................................................................... 1-1
Instalação do Software……........................................................................... 1-2
Startup e Login ………............................................................................................ 1-3
Arquitetura do F6Test e Visualização de Dados..................................................... 1-5
Localização……………………………............................................................. 1-10
Relé............................................................................................................... 1-10
Plano de Teste ……...................................................................................... 1-11
Copiar, Cortar e Colar................................................................................... 1-11
Menus e Barras de Ferramentas …....................................................................... 1-12
Menu de Contexto ........................................................................................ 1-13
Barras de Ferramentas................................................................................... 1-14
Menu de Arquivo ........................................................................................... 1-15
Menu de Edição............................................................................................. 1-18
Menu de Módulo ........................................................................................... 1-22
Menu de Configuração .................................................................................. 1-23
Menu de Ferramentas.................................................................................... 1-33
Menu de Ajuda .............................................................................................. 1-39

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 iv


Guia do Usuário do F6Test

2. Características do Relé..................................................................... 2-1


Biblioteca de Características................................................................................... 2-2
Equações Características............................................................................... 2-3
Constantes Características............................................................................. 2-6
Tabela Look-up .............................................................................................. 2-8
Características Diferencial.............................................................................. 2-11
Exibindo e Comparando Características de Relés......................................... 2-12
Copiando Características de Relés entre Bases de Dados............................ 2-14

3. Criando um Relé………….................................................................. 3-1


Adicionando um Relé a uma Localização ............................................................... 3-1
Funções do Relé............................................................................................. 3-3
Parâmetros do Relé........................................................................................ 3-8
Funções do Relé............................................................................................. 3-9
Funções de Características de Tempo........................................................... 3-12
Funções de Impedância.................................................................................. 3-14

4. Criando Módulos de Teste ............................................................... 4-1


Planos de Teste....................................................................................................... 4-1
Testes …….............................................................................................................. 4-2
Tipos de Teste......................................................................................................... 4-3
Definições de Teste................................................................................................. 4-5
Tabela de Elementos de Teste....................................................................... 4-7
Tabela de Configuração de Teste ….............................................................. 4-11
Configuração da Fonte....................................................................................4-22
Tabela de Pontos de Teste ............................................................................ 4-28
Características do Gráfico de Teste............................................................... 4-40
Acionador de Página de Teste................................................................................. 4-44
Diagramas Fasorial…..................................................................................... 4-45
Características de Tempo (I, V e F)………………………………….......................... 4-47
Teste Direcional ...................................................................................................... 4-48
Teste Diferencial...................................................................................................... 4-50
SSIMUL – Teste de Simulação de Estado...................................................... 4-65
Tabela de Notas ………………................................................................................ 4-71
Tabela de Relatórios................................................................................................ 4-71

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 v


Guia do Usuário do F6Test

5. Executando Testes ........................................................................... 5-1


Selecionando um Teste .......................................................................................... 5-1
Modo de Simulação ................................................................................................ 5-4
Executando o Teste ................................................................................................ 5-5
AutoRun .................................................................................................................. 5-7

Apêndice A. Tabelas de Referência..................................................... A-1


Preparação de Teste............................................................................................... A-1
Executando um Teste.............................................................................................. A-2
Abreviações............................................................................................................. A-3
Teclas de Atalho...................................................................................................... A-4

Índice..................................................................................................... I-1

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 vi


Guia do Usuário do F6Test

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 vii


Guia do Usuário do F6Test

Figuras

Figura 1.1 Caixa de Diálogo de Execução com Programa de Configuração................ 1-2


Figura 1.2 Caixa de Diálogo de Login........................................................................... 1-3
Figura 1.3 Caixa de Diálogo de Seleção de Base de Dados ....................................... 1-4
Figura 1.4 Janela do F6Test com a Tabela de Localização Selecionada........................ 1-5
Figura 1.5 Janela do F6Test com a Tabela de Teste Selecionada.................................. 1-7
Figura 1.6 Arquitetura de Relé do F6Test..................................................................... 1-8
Figura 1.7 Base de Dados do F6Test........................................................................... 1-9
Figura 1.8 Barra de Menu e Barras de Ferramentas.................................................... 1-12
Figura 1.9 Menu de Contexto........................................................................................ 1-13
Figura 1.10 Barra de Ferramentas Padrão..................................................................... 1-14
Figura 1.11 Barra de Ferramentas de Execução............................................................ 1-14
Figura 1.12 Barra de Ferramentas de Bateria................................................................. .1-15
Figura 1.13 Menu de Arquivo quando uma Base de Dados está aberta……................. 1-15
Figura 1.14 Caixa de Diálogo Nova................................................................................ 1-16
Figura 1.15 Menu de Arquivo quando não existir nenhuma Base de Dados Aberta...... 1-17
Figura 1.16 Caixa de Diálogo de Saída.......................................................................... 1-18
Figura 1.17 Menu de Edição........................................................................................... 1-18
Figura 1.18 Caixa de Diálogo de Procura....................................................................... 1-21
Figura 1.19 Menu de Módulo.......................................................................................... 1-22
Figura 1.20 Menu de Configuração................................................................................. 1-23
Figura 1.21 Caixa de Diálogo de Configuração de Comunicações................................. 1-23
Figura 1.22 Caixa de Diálogo de Configuração de Gráficos........................................... 1-25
Figura 1.23 Caixa de Diálogo de Teste Padrões, Parâmetros de Sistema................... 1-26
Figura 1.24 Caixa de Diálogo de Teste Padrões, Run/Autorun..................................... 1-27
Figura 1.25 Caixa de Diálogo de Teste Padrões, Run/Miscelânea…........................... 1-28
Figura 1.26 Elementos de Teste aplicando Mudanças................................................... 1-29
Figura 1.27 Gráfico de Referência depois do Teste….................................................... 1-30
Figura 1.28 Ajustes Original/Novo................................................................................... 1-30
Figura 1.29 Gráfico de Pontos de Teste sem Recalculo................................................. 1-31
Figura 1.30 Gráfico de Referência com Resultados de Teste Prévios …....................... 1-31
Figura 1.31 Caixa de Diálogo de Modelo de Relatório.................................................... 1-32
Figura 1.32 Menu de Ferramentas….............................................................................. 1-33
Figura 1.33 Caixa de Diálogo de Preferências de Base de Dados Compactada............ 1-34

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 viii


Guia do Usuário do F6Test

Figura 1.34 Caixa de Diálogo de Carregador de Flash................................................... 1-35


Figura 1.35 Caixa de Diálogo de Upgrade do Código de Tecla Doble F6X.................... 1-35
Figura 1.36 Configuração da Caixa de Diálogo de Endereço IP do F6000.................... 1-36
Figura 1.37 Caixa de Diálogo de Fabricantes & de Modelos de Relés........................... 1-37
Figura 1.38 Caixa de Diálogo de Conversão de Base de Dados.................................... 1-38
Figura 2.1 Janela de Características ............................................................................ 2-2
Figura 2.2 Página de Equações Características........................................................... 2-4
Figura 2.3 Lembrete para Salvar Mudanças para uma Equação.................................. 2-5
Figura 2.4 Página de Constantes Características......................................................... 2-6
Figura 2.5 Tabela Look-up............................................................................................ 2-9
Figura 2.6 Grupo de Detalhes de Importação na Tabela Look-up................................ 2-10
Figura 2.7 Página de Características Diferencial.......................................................... 2-11
Figura 2.8 Exibindo uma Curva Característica............................................................. 2-13
Figura 2.9 Cópia de Lote Característico........................................................................ 2-14
Figura 3.1 Anexando um Novo Registro de Relé……………........................................ 3-2
Figura 3.2 Tabela de Plano de Teste na Visualizão da Tabela do Relé……………..... 3-4
Figura 3.3 Acionadores de página de Conexões e Sinais ........................................... 3-5
Figura 3.4 Acionador de página de Note Book ............................................................... 3-7
Figura 3.5 Acionador de página de Parâmetros de Relé ............................................. 3-8
Figura 3.6 Planilha de Funções de Relé para uma Corrente ……................................ 3-10
Figura 3.7 Adicionando uma Função de Relé ………................................................... 3-11
Figura 3.8 Funções de Características de Tempo …………......................................... 3-12
Figura 3.9 Adicionando um Ajuste de Partida ……....................................................... 3-13
Figura 3.10 Planilha da Função de Impedância.............................................................. 3-15
Figura 3.11 Adicionando uma Zona ............................................................................... 3-16
Figura 3.12 Modificando uma Característica MH0 …..................................................... 3-17
Figura 3.13 Planilha de Impedância Geral Característica .............................................. 3-18
Figura 3.14 Planilha de Elementos de Relés Direcionais ………................................... 3-20
Figura 3.15 Lembrete ao sair da Planilha da Função Direcional.................................... 3-21
Figura 3.16 Planilha da Função Diferencial ................................................................... 3-22
Figura 3.17 Ajuste de Valores de Partida........................................................................ 3-23
Figura 3.18 Tabela de Ajuste de Compensação na Planilha de Função Diferencial...... 3-25
Figura 3.19 Acionador de Transformador na Planilha de Função Diferencial …….….... 3-26
Figura 4.1 Adicionando um Plano de Teste.................................................................. 4-1
Figura 4.2 Adicionando um Teste em um Plano de Teste …........................................ 4-2
Figura 4.3 Caixa de diálogo de Definição de Teste...................................................... 4-5
Figura 4.4 Acionadores de página de Definição de Teste............................................ 4-6
Figura 4.5 Acionador de página de Elementos de Teste de Sobrecorrente…….......... 4-7

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 ix


Guia do Usuário do F6Test

Figura 4.6 Acionador de Elementos de Teste para Testes de Impedância.................. 4-8


Figura 4.7 Acionador de Elementos de Teste para Teste Direcional ........................... 4-9
Figura 4.8 Acionador de Elementos de Teste para Testes Diferenciais....................... 4-10
Figura 4.9 Acionador Pré-falta para I, V e Características de Tempo/Freqüência….... 4-12
Figura 4.10 Acionador Pré-falta para Características de Sobrecorrente Direcional....... 4-13
Figura 4.11 Acionador Pré-falta para Características Diferencial................................... 4-14
Figura 4.12 Gráfico Is vs.Ip............................................................................................ 4-16
Figura 4.13 Parâmetros do Método de Teste de Impedância ........................................ 4-17
Figura 4.14 Ajustes de Resistência de Arco Separadas................................................. 4-19
Figura 4.15 Selecionando Método de Teste no Acionador de Configuração de Teste... 4-20
Figura 4.16 Parâmetro de Partida e de Contagem de Tempo de Teste......................... 4-21
Figura 4.17 Parâmetro de Partida e de Contagem de Tempo para Testes Diferencial.. 4-22
Figura 4.18 Janela de Sinais Analógicos........................................................................ 4-23
Figura 4.19 Acionador de Pontos de Teste..................................................................... 4-28
Figura 4.20 Cálculo de Falta para Pontos de Teste de Tempo Z................................... 4-30
Figura 4.21 Tipo de Falta e Lista de Pontos de Teste.................................................... 4-31
Figura 4.22 Determinando os Cantos de uma Característica Quadrilateral.................... 4-32
Figura 4.23 Selecionando Localizações de Falta ao longo de uma Linha...................... 4-33
Figura 4.24 Plano 2-T...................................................................................................... 4-34
Figura 4.25 Acionador de Pontos de Teste para Diferencial……………......................... 4-35
Figura 4.26 Adicionando Caixa de Diálogo de Adição de Múltiplos Pontos de Teste..... 4-36
Figura 4.27 Plano Ip vs. Is............................................................................................... 4-37
Figura 4.28 Linhas de Teste de Característica Z, Linhas Radiais .................................. 4-38
Figura 4.29 Linhas de Teste de Característica Z, Desenhada pelo Usuário................... 4-39
Figura 4.30 Menu Pop-up para o Gráfico de Teste......................................................... 4-40
Figura 4.31 Acionador de Teste na Definição da Planilha de Teste…………................. 4-44
Figura 4.32 Diagrama Fasorial……................................................................................. 4-45
Figura 4.33 Tabela de Quantidades Derivadas…........................................................... 4-46
Figura 4.34 Acionador de Teste para Característica I…………...................................... 4-47
Figura 4.35 Acionador de Teste para um Teste Direcional............................................. 4-48
Figura 4.36 Acionador de Teste para um Teste Diferencial ........................................... 4-50
Figura 4.37 Acionador de Teste com Ip vs. Is Selecionados.......................................... 4-51
Figura 4.38 Janela Separada para Fasores e Correntes................................................ 4-52
Figura 4.39 Janelas de Fasores para Teste Trifásico…................................................. 4-53
Figura 4.40 Testando Relés com Equações Características ou Bias Desconhecidas.... 4-54
Figura 4.41 Acionador de Teste para Teste de Tempo Z............................................... 4-55
Figura 4.42 Acionador de Teste com Plano Z-T Selecionado........................................ 4-56
Figura 4.43 Acionador de Teste com Teste Espiral Selecionado ……………................ 4-57

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 x


Guia do Usuário do F6Test

Figura 4.44 Acionador de Teste para Característica Z................................................... 4-58


Figura 4.45 Acionador de Teste para um Teste de ZMTA ............................................. 4-59
Figura 4.46 Acionador de Teste para um Teste de Rampa de Degrau Unitário …….... 4-60
Figura 4.47 Rampa Degrau …….................................................................................... 4-61
Figura 4.48 Rampa Pulsada........................................................................................... 4-62
Figura 4.49 Detalhes de Ação para uma Rampa Pulsada ............................................. 4-63
Figura 4.50 Detalhes de Ação para uma Rampa Dupla.................................................. 4-64
Figura 4.51 Acionador de Teste para um Teste de SSIMUL ……………....................... 4-65
Figura 4.52 Janela de Sinais Analógicos Aberta do Acionador de Teste……………..... 4-66
Figura 4.53 Janela do Diagrama Fasorial do SSIMUL ................................................... 4-67
Figura 4.54 Acionador de Saída Digital para Teste de SSIMUL .................................... 4-69
Figura 4.55 Acionador de Medida para Teste de SSIMUL……………………….............. 4-70
Figura 4.56 Acionador de Relatórios................................................................................ 4-71
Figura 4.57 Caixa de Diálogo de Impressão................................................................... 4-72
Figura 4.58 Exemplo de Formato de Relatório............................................................... 4-73
Figura 4.59 Caixa de Diálogo Save As para Exportar Relatórios................................... 4-74
Figura 5.1 Selecionando um Teste............................................................................... 5-1
Figura 5.2 Acionador de Teste Exibindo Valores de Testes Anteriores..…………....... 5-2
Figura 5.3 Grupo de Testes Executar........................................................................... 5-3
Figura 5.4 Grupo de Testes Executar para um Teste de Tempo Z.............................. 5-4
Figura 5.5 Barra de Ferramentas Executar................................................................... 5-5
Figura 5.6 Janela Executar........................................................................................... 5-5
Figura 5.7 Caixa de Diálogo de Colunas Ocultas......................................................... 5-6
Figura 5.8 Marcando Testes para AutoRun.................................................................. 5-7
Figura 5.9 Mudando uma Definição Default para AutoRun.......................................... 5-8

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xi


Guia do Usuário do F6Test

Tabelas

Tabela 1.1 Menu de Edição .......................................................................................... 1-19


Tabela 1.2 Opções de Menu de Módulo........................................................................ 1-22
Tabela 2.1 Mesmas Equações e Constantes Características....................................... 2-8
Tabela 4.1 Tipos de Teste Suportados ......................................................................... 4-3
..... Tabela 4.2 Funções de Menu do Gráfico Pop-up ......................................................... 4-41
Tabela A.1 Preparação da Lista de Verificação do Teste para um novo Relé.............. A-1
Tabela A.2 Lista de Verificação para Executar um Teste.............................................. A-2
Tabela A.3 Abreviações usada no F6Test.................................................................... A-3
Tabela A.4 Teclado Atalhos Usada em F6Test ............................................................ A-4

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xii


Guia do Usuário do F6Test

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xiii


Guia do Usuário do F6Test

Prefácio

Este guia descreve a utilização do software do F6Test para se testar


modernos relés multifunção, utilizando as fontes do Simulador de
Sistema de Potência F6000 da Doble.

Estrutura deste Guia

Este manual consiste em cinco capítulos:


Capítulo 1 ”Inicializando”
Discute os procedimentos exigidos para se
instalar o software F6Test, o uso dos menus e
das visualizações de dados dos programas, e a
instalação do aplicativo.
Capítulo 2 ”Características de Relé”
Descreve como definir as características de Relé
que podem ser aplicadas aos testes.
Capítulo 3 ”Criando um Relé”
Abrange a criação e definição de registros de
relés na base de dados do F6Test.
Capítulo 4 ”Criando Módulos de Teste”
Fornece instruções para se criar um plano de
teste, adicionar testes em um plano, e definindo
vários tipos de testes.
Capítulo 5 ”Executando Testes”
Explica como executar testes individualmente e
automaticamente em uma seqüência.
Apêndice A ”Tabelas de Referência”
Contém listas de verificação para a execução de
testes e tabelas de referência rápidas para várias
características do F6Test.

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xiv


Guia do Usuário do F6Test

Convenções do documento
Botões, Itens de Picklist, Itens de Menu, etc.
Os itens que são selecionados pelo usuário são
mostrados neste texto.
Windows
Windows proveu referência no texto são
mostrados neste texto.
Texto digitado pelo Usuário
O texto digitado nos campos é mostrado neste
texto.
Texto de Nomes de Campo/Visusarizado
Mensagens exibidas nas janelas e nomes de
campo são mostrados neste texto.

Notas, Precauções e Advertências


Ícones de Nota, de Precaução e de Advertência denotam informações
de interesse especial. Os ícones aparecem na coluna à esquerda do
texto e são reproduzidos abaixo com explicações de seus significados.
A falha em observar uma Precaução ou Advertência pode causar uma
condição perigosa.

ADVERTÊNCIA
WARNING O ícone de ADVERTÊNCIA significa a presença de informações que
denotam uma situação potencialmente arriscada, que, se não evitada,
pode resultar em morte ou sério dano.

CUIDADO
CAUTION O ícone de PRECAUÇÃO significa a presença de informações que
denotam uma situação, que, se não evitada, pode resultar em perda de
dados ou dano no instrumento.

NOTA
NOTE O ícone de NOTA significa a presença de uma declaração de prudência,
uma dica operacional ou uma sugestão de manutenção.

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xv


Guia do Usuário do F6Test

Segurança

ADVERTÊNCIA
WARNING Antes de ligar ou usando qualquer F6150, verifique que o
instrumento é seguramente eliminar o potencial de um choque de
elétrico perigoso. Sempre desligue a saída de fonte e incapacite a
unidade antes conectando, removendo, ou comovedores qualquer
término de saída ou cabo.

TENSÃO
VOLTAGE Tensões perigosas e potencialmente fatais podem ser
desenvolvidas através dos terminais de saída de qualquer
Simulador de Sistema de Potência. UTILIZE PRECAUÇÃO
EXTREMA quando for ligar ou usar o F6150. Sempre desligue a
saída da fonte e desabilite a unidade antes de conectar, remover
ou tocar qualquer terminal de saída ou cabo. Nunca aterre
qualquer saída de conexão de fonte do F6150.
O LED amarelo de alta intensidade pisca para indicar que tensões
perigosas e potencialmente fatais podem estar presentes.
Cintilações acontecem quando a bateria do simulador está ligada
ou quando outras fontes forem habilitadas ou ligadas.

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xvi


Guia do Usuário do F6Test

Rev # 72A-1968 Rev. A 12/2009 xvii


Guia do Usuário do F6Test

1. Inicializando
Este capítulo cobre os seguintes tópicos:
• Instalando o software do F6Test;
• Começando o aplicativo;
• Janela do F6Test e arquitetura da base de dados;
• Menus, barras de ferramentas e caixas de diálogo de
configuração do F6Test.

Instalando o F6Test

Instrumentos Suportados
A Versão 2 do F6Test suporta os simuladores de sistema de potência
F6150 e F6150A. Outros instrumentos, inclusive o F6300, não são
ainda suportados.

Requisitos de Sistema
• PC de IBM compatível, Pentium III, ou melhor, 300 MHz de mais
alto
• Windows 98, Windows EU, Windows NT 4.0 SP6, Windows2000,
Windows XP
• 64 RAM de MB, mínimo; 128 MB ou mais recomendado
• Drive de CD/DVD-ROM para se instalar o software
• Espaço no disco rígido para se instalar o software e armazenar
os planos de teste e o resultados - 150 MB ou mais
• Porta serial ou adaptador de Ethernet para comunicação com o
instrumento de teste F6000

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-1


Guia do Usuário do F6Test

Instalação do Software
A instalação do software do F6Test é feita a partir de um único CD, que
inclui um assistente de instalação, arquivos de programa e uma base
de dados de exemplo.
NOTA Se existir uma versão antiga do software do F6Test no
computador, remova ela antes de instalar a versão nova do CD.
Para instalar o software:
1. Feche todos outros aplicativos e insira o CD F6Test da Doble no
drive do CD-ROM.
2. Escolha Iniciar > Executar na barra para abrir a caixa de diálogo
de Execução.
3. Uso o botão de procura na caixa de diálogo para localizar o arquivo
com o programa de configuração(setup.exe) no CD.
4. Quando o programa de configuração for listado na caixa de diálogo
de Execução (Figura 1.1), clique OK para inicializar o Assistente de
Instalação do F6Test.

Figura 1.1 - Caixa de Diálogo de Execução com o Programa de


Configuração

O Assistente de Instalação do F6Test apresenta uma série de


caixas de diálogo as quais auxiliarão você nas escolhas da
instalação, tais como seleção de um caminho para a instalação e a
opção de se criar um ícone no PC para o aplicativo.
Uma base de dados de teste de exemplo, compatível com
Acess2000 da Microsoft ®, é instalado no caminho:
..\F6Test\Databases\F6TestSampleDB.mdb.
5. Siga as instruções nas caixas de diálogo.
Selecione o caminho para a instalação default (C:\Arquivos de
Programa\Doble\F6Test\) é recomendado.
Quando a instalação for completada, a caixa de diálogo final no
assistente de instalação pode indicar que o computador deve ser
reiniciado.
6. Clique Fim.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-2


Guia do Usuário do F6Test

Startup e Login

Existem dois caminhos rápidos para se iniciar o programa do F6Test:

• Clique duas vezes no ícone do F6Test no PC ( ).


• Escolha Iniciar > Programas > F6Test a partir da barra de
tarefas.
Uma caixa de diálogo de Login permite que você entre com um nome
de usuário e um idioma (Figura 1.2).

Figura 1.2 - Caixa de Diálogo de Login

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-3


Guia do Usuário do F6Test

Para se conectar:
1. Entre com um nome (até 25 caracteres) no campo Nome de Usuário,
ou selecione um nome previamente fornecido da lista pull-down.
2. Selecione o idioma preferido da lista pull-down no campo de Idioma.
A versão atual tem duas escolhas, inglês e espanhol.
3. Clique OK para exibir uma caixa de diálogo para a seleção de uma
base de dados (Figura 1.3).

Figura 1.3 - Caixa de Diálogo de Seleção de Base de Dados

4. Selecione uma base de dados existente (F6TestSampleDB.mdb na


Figura 1.3) e clique Abrir.
Novas bases de dados podem ser criadas mais tarde. O campo
Aberto somente para leitura, na parte inferior da caixa de diálogo,
é utilizado para prevenir mudanças inadvertidas na base de dados.
Deixe esta caixa desmarcada se você quiser modificar a base de
dados.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-4


Guia do Usuário do F6Test

Arquitetura do F6Test e Visualização de Dados

Uma vez que a base de dados é selecionada, o programa exibe a janela


principal do F6Test (Figura 1.4).

Figura 1.4 - Janela do F6Test com a Tabela de Localização Selecionada

A janela do F6Test consiste nas áreas seguintes:


• A barra de menu, no topo da janela, fornece acesso a todas as
funções do F6Test. Para maiores informações, consulte ”Menus
e Barras de Ferramentas”, na página 1-12.
• Três barras de ferramentas estão localizadas abaixo da barra de
menu:
• Padrão
• Executar
• Bateria
Os ícones nas barras de ferramentas fornecem acesso rápido às
principais funções do F6Test.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-5


Guia do Usuário do F6Test

• A Árvore de Localização, à esquerda, mostra a organização da


base de dados em termos de Localizações, Relés, Planos de
Teste e Testes. A árvore de visualização é semelhante à
visualização de pastas e de arquivos do Windows Explorer.
• Clique no ícone “mais”, à esquerda de um item, para exibir
itens, incluindo a Localização, a Relé ou o Plano de Teste.
• Clique no ícone “menos” para esconder itens incluindo a
Localização, o Relé ou o Plano de Teste.
Na Figura 1.4 da página 1-5, apenas as localizações estão
mostradas, enquanto que na Figura 1.5, a árvore está
completamente expandida para mostrar testes individuais.
• A Tabela de Visualização, à direita, fornece detalhes sobre o
item selecionado na Árvore de Localização. Existem quatro
tabelas, ligadas em uma relação pai-filho:
• Localização, quando o nome da base de dados no topo da
Árvore de Localização for selecionada;
• Relé, quando, uma localização for selecionada;
• Plano de Teste, quando um Relé for selecionado;
• Teste, quando um Plano de Teste for selecionado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-6


Guia do Usuário do F6Test

Figura 1.5 - Janela do F6Test com a Tabela de Teste Selecionada

Como mostrado na Figura 1.6 da página 1-8, o F6Test divide seus


dados em quatro principais categorias:
• Localizações, para organizar os relés e planos de teste por
subestação ou esquema similar;
• Relés e suas funções e elementos;
• Biblioteca de Características de Relé;
• Testes (ou módulos de teste).
A arquitetura do F6Test acomoda um moderno relé multifunção, mas é
facilmente aplicado a um relé simples, ou a um relé complexo com
apenas algumas funções em uso. No F6Test, um relé é designado por
uma ou mais funções, e cada função pode ser designada por um ou
mais elementos. Por exemplo, elementos separados de sobrecorrente
podem ser aplicados à corrente fase e de terra.
Cada elemento de função pode ser modelado utilizando equações
características comuns a muitos relés. A equação determina a resposta
do relé para diferentes condições de falta, como o ponto de operação ou
o tempo de resposta.
Os testes são então definidos para se testar um elemento individual,
vários elementos juntos, ou até todos os elementos juntos de uma
função de Relé.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-7


Guia do Usuário do F6Test

Figura 1.6 - Arquitetura de Relé do F6Test

O F6Test armazena os dados em uma base de dados relacional. A base


de dados é compatível com o Microsoft® Access 2000. Os dados do relé
e do teste são organizados em tabelas, usando as localizações para se
agrupar logicamente os relés (Figura 1.7).
NOTA É possível usar o Microsoft Access para abrir a base de dados;
porém, cuidado deve ser tomado se quaisquer mudanças forem
feitas, especialmente adicionando ou apagando registros. Tais
mudanças poderão não ser reconhecida pelo F6Test, e pode tornar
a base de dados inutilizada para o F6Test. Evite utilizar o Access
para editar uma base de dados do F6Test.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-8


Guia do Usuário do F6Test

Figura 1.7 - Base de Dados do F6Test

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-9


Guia do Usuário do F6Test

Localização
O primeiro nível de uma árvore de dados é sempre uma Localização,
que pode corresponder a uma subestação ou a um painel de proteção
em uma subestação. Uma Localização contém ou sub-localizações ou
relés, mas não ambos. Até três níveis de localizações são permitidos.

Relé
Um registro de Relé possui uma designação de usuário Relé ID, que
pode identificar a linha ou o equipamento que está sendo protegido, e
um número de série opcional. Ambos são arbitrários e podem ser
editados clicando-se na entrada da tabela e entrando com as mudanças.
Uma estampa de tempo registra a data de criação original do registro, e
o nome de login do usuário que criou o registro. A estampa de tempo e o
criador do registro não podem ser alterados.
O campo de fabricante exige uma seleção de uma lista de fabricantes de
relés. Cada fabricante possui uma lista correspondente de modelos de
relés. Quando se adiciona um relé, o usuário pode selecionar o
fabricante de lista pull-down, ou digitar um nome. Se o nome digitado
não está na lista, aparece um lembrete perguntando se é para adicionar
o nome à lista. Cuidado deve ser tomado para se evitar a entrada de
nomes duplicados ou sinônimos para os mesmos fabricantes. É
aconselhável entrar com todos os nomes de modelos de relé no menu
Relay Mfrs e Models, de forma a se ter consistência nas convenções de
nomeação dos relés.
NOTA Uma vez que um Plano de Teste tenha sido definido para um relé,
Mfr e Modelo não podem ser mudados.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-10


Guia do Usuário do F6Test

Plano de Teste

Cada Plano de Teste possui um nome designado pelo usuário para


descrever o propósito do plano. Uma data de criação e um nome de
login são registrados quando o Plano de Teste for criado. Estes campos
não podem ser mudados.

Copiar, Cortar e Colar

É possível copiar e colar um registro da Árvore de Localização ou de


uma Tabela de Visualização, sujeito às seguintes regras:
• Uma Localização, Relé, Plano de Teste, ou Teste pode ser
copiado, e colado dentro da mesma base de dados, ou colada
para outra base de dados.
• Um Teste pode ser colado para o mesmo Plano de Teste ou para
outro Plano de Teste, mas deve pertencer ao mesmo Relé (uma
vez que os valores de teste estão ligados aos parâmetros do
relé).
• Um Plano de Teste pode ser copiado apenas para um mesmo
Relé, e não para outro relé ou para uma cópia do mesmo relé.
• Um Relé pode ser copiado de uma Localização e colado na
mesma localização ou em outra localização que não tenha uma
sub-localização.
• Uma Localização que tenha uma sub-localização e um Relé
podem ser copiados e colados em outra localização ou sub-
localização desde que:
• A Localização de destino não contenha um Relé;
• A colagem não resulte em uma profundidade de localização
que exceda a 3 níveis de localização.
• Um Relé não pode ser colado em um nível de raiz ou base de
dados da árvore de visualização.
• Uma Localização, de qualquer nível com sub-localizações e
Relés, pode ser copiada e colada no nível de raiz.
Estas regras asseguram que os Relés e as suas funções e parâmetros
estejam sempre ligados a um e só um fabricante e características, e que
os Planos de Teste e Testes estejam ligados à só um Relé. Isto
assegura que os Testes e os seus pontos de teste estejam ligados às
funções e elementos do Relé específico (equivalente aos ajustes) para
que eles foram criados.
NOTA Uma operação copy/cut/paste no F6Test não pode ser desfeita.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-11


Guia do Usuário do F6Test

Menus e Barras de Ferramentas

Esta seção descreve a barra de menu do F6Test e as barras de


ferramentas (Figura 1.8).

Figura 1.8 - Barra de Menu e Barras de Ferramentas

A barra de menu do F6Test consiste nos seguintes menus:


• Arquivo
• Editar
• Módulo
• Configuração
• Ferramentas
• Ajuda

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-12


Guia do Usuário do F6Test

Menu de Contexto

O menu Editar é também disponível como um menu de contexto na


Árvore de Localização e na Tabela de Visualização (Figura 1.9).
Para acessar o menu de contexto:
• Clique com o botão direito no item na Árvore de Localização ou na
Tabela de Visualização. A função que você escolhe no menu é
aplicada ao item selecionado.

Figura 1.9 - Menu de Contexto

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-13


Guia do Usuário do F6Test

Barras de Ferramentas

Três barras de ferramentas fornecem acesso rápido a várias funções do


programa:
• Padrão
• Execução
• Bateria

A barra de ferramentas padrão (Figura 1.10) apresenta o arquivo padrão


e edita funções utilizando ícones que são comuns a muitos aplicativos
do Windows.

Figura 1.10 - Barra de Ferramentas Padrão

Os ícones da barra de ferramentas de execução (Figura 1.11), que se


assemelham aos botões de um gravador, são utilizados para se
executar os testes, como descrito no Capítulo 5 ”Executando Testes”.

Figura 1.11 - Barra de Ferramentas de Execução

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-14


Guia do Usuário do F6Test

A barra de ferramentas de bateria (Figura 1.12) controla o Simulador de


Bateria da fonte do F6000. A barra de ferramentas de bateria está
sempre ativa, mesmo quando nenhuma base de dados estiver aberta.

Figura 1.12 - Barra de Ferramentas da Bateria


Para ligar a fonte do simulador de bateria:
1. Utilize a lista pull-down para selecionar a tensão CC (48 V, 125 V ou
250 V).
2. Clique ON.
3. Clique OFF para desligar o simulador de bateria.
NOTA A bateria não pode ser DESLIGADA ou LIGADA enquanto um teste
estiver sendo executado.

Menu de arquivo
Utilize o menu de arquivo (Figura para 1.13) para abrir e fechar bases de
dados, instalar uma impressora ou sair do programa.

Figura 1.13 - Menu de Arquivo quando uma Base de Dados está


aberta

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-15


Guia do Usuário do F6Test

Novo Para criar um arquivo de base de dados novo:


1. Escolha File > Close para fechar a base de dados atual.
2. Selecione File > New para abrir uma nova caixa de diálogo (Figura
1.14).

Figura 1.14 – Nova Caixa de Diálogo

3. Entre com um nome no campo de nome de arquivo.


O arquivo é salvo como um arquivo compatível com o Access, e a
extensão apropriada (.mdb) é automaticamente anexada ao nome.
Você pode usar os controles da caixa de diálogo para armazenar a
base de dados em uma localização diferente do padrão
(..\F6Test\Databases).
A base de dados é criada e aberta.

NOTA A nova base de dados não inclui fabricantes, relés e


características. Para se criar uma nova base de dados contendo
informações da base de dados de exemplo, abra o
F6TestSampleDB e escolha File > Save As, na barra de menu para
fazer uma cópia. Então abra a nova base de dados e apague as
Localizações, Relés e Planos de Testes não desejados.
Fabricantes, modelos de relé, e características definidas na base de
dados de exemplo permanecem disponíveis.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-16


Guia do Usuário do F6Test

Aberto Para abrir uma base de dados do F6Test:


1. Feche a base de dados aberta.
2. Selecione File > Open.
O programa do F6Test exibe a caixa de diálogo da Base de Dados
selecionada (Figura 1.3 na página 1-4).
3. Utilizar as ferramentas da caixa de diálogo para localizar e selecionar
uma base de dados, e clique Open.
Fechar Para fechar uma base de dados aberta:
• Escolha File > Close na barra de menu, ou clique no botão de
fechar ( ) no final à direita da barra de ferramentas. Não existe
nenhum lembrete para salvar ou descartar as mudanças.
Salvar como Para fazer uma cópia da base de dados aberta:
1. Escolha File > Save As para exibir uma caixa de diálogo Salvar
Como padrão Windows.
2. Entre com um novo nome para a base de dados, e clique no botão
Save na caixa de diálogo.
A base de dados original se mantém aberta.
3. Escolha File > Close, na barra de menu para fechar a base de dados
atual.
4. Escolha File > Open, na barra de menu e selecione a cópia
recentemente criada.
Bases de Dados abertas recentemente
Quando não existir nenhuma base de dados aberta, o menu de Arquivo
lista as bases de dados abertas mais recentemente (Figura 1.15). Clique
em um nome de base de dados para reabrir isto.

Figura - 1.15 Menu de Arquivo quando não existir nenhuma Base de Dados aberta

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-17


Guia do Usuário do F6Test

Configuração de Impressão
A Configuração de Impressão abre uma caixa de diálogo padrão de
Configuração de Impressão do Windons para se selecionar e configurar
uma impressora para os relatórios do F6Test (veja o Capítulo 5
”Executando Testes”).
Saída Para fechar o programa do F6Test:
1. Escolha File > Close, ou clique no botão de fechar ( ) no canto
direito da barra de título da janela.
2. Clique Yes na caixa de diálogo de saída do F6Test (Figura 1.16).

Figura 1.16 - Caixa de Diálogo de Saída

Não existe nenhum lembrete para salvar ou descartar as mudanças da


base de dados.

Menu de Edição
O menu de edição (Figura 1.17) fornece as funções básicas para a
adição ou modificação dos itens selecionados na Árvore de Localização
ou na Tabela de Visualização.

Figura 1.17 – Menu de Edição

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-18


Guia do Usuário do F6Test

Existem dois caminhos para acessar o menu:


• Escolha Editar da barra de menu para demolir o menu.
• Clique com o botão direito em um item na Árvore de Localização
ou uma Tabela de Visualização para acessar o menu de contexto
pop-up.
A Tabela 1.1 lista os comandos disponíveis no menu, junto com o ícone
correspondente na barra de ferramenta padrão e os atalhos de teclado
(como Ctrl+C para copiar um item).

Tabela 1.1 – Menu de Edição


Insert Ctrl+I Insere um novo registro em uma
tabela imediatamente acima do
Inserir
registro selecionado
Ctrl+A
Append Anexa um novo registro no fim
de uma tabela
Anexar
Tecla de Delete
Delete Apaga um registro selecionado
Apagar
Ctrl+C
Copy Copia um registro selecionado
para a área de transferência
Copiar
Ctrl+X
Cut Remove um registro
selecionado d a tabela e o
Cortar
armazena na área de
transferência de tal forma que
ele pode ser colado em um
lugar compatível diferente na
base de dados
Ctrl+V
Paste Anexa um registro copiado ou
cortado no fim da lista. Se a
Colar
função não está disponível, o
item do menu e o ícone da barra
de ferramentas ficam cinza
Move up Move um registro selecionado
uma posição para cima na
Subir
tabela
Move down Move um registro selecionado
uma posição para baixo na
Descer
tabela
Ctrl+F
Find Abre uma caixa de diálogo de
procura habilitando uma
Procurar
pesquisa na base de dados
através de registros

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-19


Guia do Usuário do F6Test

Funções de Cópia A função de cópia do menu de edição copia um registro (localização,


relé, plano de teste ou teste) para a área de transferência de forma a
que ele possa ser colado em um outro lugar disponível e compatível da
base de dados aberta. Por exemplo, um relé pode ser copiado para
outra localização, mas um plano de teste ou um teste só podem ser
copiados dentro do mesmo relé, porque ele está ligado aos parâmetros
e funções específicas do relé.
Para se copiar um registro de uma base de dados para outra:
1. Clique com o botão direito (Clique Direito) no registro e escolha Copy
no menu pop-up.
2. Feche a base de dados, e abra a base de dados de destino.
3. Clique Direito na tabela apropriada, e escolha Paste no menu pop-up.
A cópia de blocos de dados é possível em algumas caixas de diálogo de
definição de teste.
Para selecionar um bloco de dados para cópia ou corte:
1. Clique no item no começo do bloco.
2. Pressione Shift enquanto clicar no item no fim do bloco.
A porção destacada é copiada para a área de transferência.
Porque a função de cópia usa a área de transferência do Windows,
dados também podem ser copiados de um aplicativo para outro.
Caixa de Diálogo de Procura
A caixa de diálogo de procura (Figura 1.18) é utilizada para especificar
uma pesquisa na base de dados para registros contendo uma seqüência
específica.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-20


Guia do Usuário do F6Test

Figura 1.18 - Caixa de Diálogo de Procura

Para procurar registros:


1. Entre com uma seqüência de texto no campo Find what.
Uma seqüência de procura não é case-sensitive.
2. Use a lista pull-down dos campos In table e In column(s) para
especificação adicional da a procura.
Campo de pesquisa em branco atua como um wild card. Por exemplo,
pesquisando na tabela Relay e coluna Relay_Name com nada
especificado em Find what retorna com todos os relés da base de
dados.
Só uma coluna em uma tabela pode ser procurada de cada vez.
3. Marque o campo Match whole word only (Procure somente por
palavra inteira) para uma maior restrição na pesquisa.
4. Clique em Find.
Os registros encontrados são exibidos na porção mais baixa da caixa
de diálogo.
5. Selecione um item retornado e clique GoTo para abrir o registro onde
a seqüência foi encontrada.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-21


Guia do Usuário do F6Test

Menu de Módulo
As funções listadas no menu de módulo (Figura 1.19) somente estão
ativas quando um registro de teste for selecionado.

Figura 1.19 - Menu de Módulo

Tabela 1.2 Opções de Menu de Módulo


Open Existem três maneiras de se abrir um registro de
módulo de teste:
Abrir
• Selecione o módulo na Tabela de Visualização
de Plano de Teste, e escolha Module > Open
na barra de menu.
• Clique duas vezes no registro na Tabela de
Visualização do Plano de Teste.
• Selecione o módulo na Tabela de Visualização
de Plano de Teste, e pressione a tecla Entre
com.
Só um registro de módulo pode ser aberto de
cada vez.
Close Existem três maneiras para se fechar um registro
de módulo de teste:
Fechar
• Escolha Module > Close na barra de menu.
• Clique no botão de fechar ( ) no canto superior
direito da caixa de diálogo de Definição de Teste.
• Pressione F9.
F6Test alertará você para salvar o registro se
existir alguma mudança ainda não salva.
Save Para salvar mudanças em um registro de teste:
Salva • Escolha Module > Save da barra de menu, ou
pressione Ctrl+S.
Se você tiver editado uma definição existente,
uma caixa de diálogo alertará você para salvar as
mudanças na definição ou em uma nova
definição.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-22


Guia do Usuário do F6Test

Menu de Configuração
O menu de configuração (Figura 1.20) consiste no seguinte:
• Configuração de comunicação ajusta a comunicações entre o PC
e o F6000.
• Configuração de gráficos abre um caixa de diálogo para se
especificar as propriedades de exibição dos gráficos
• Testes Padrões fixa tolerâncias padrões, opções de
Executar/Auto Executar e formatos de tempo/data.
• Definições de relatório global especifica o conteúdo dos formatos
de relatório de teste.
• Mudança de idioma fixa o idioma a ser usado.

Figura 1.20 - Menu de Configuração

Configuração da Comunicação
Para configurar as comunicações entre o computador e o instrumento
F6000:
1. Escolha Setup > Communication Setup na barra de menu para abrir
a caixa de diálogo de Configuração de Comunicações (Figura 1.21).

Figura 1.21 - Caixa de Dialogo de Configuração de Comunicações

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-23


Guia do Usuário do F6Test

2. Clique tanto em Serial ou Ethernet e configure os parâmetros da


conexão como se segue:
• Para uma conexão via posta serial:
• Selecione a posta Comm da lista pull-down.
• Configurar a taxa de bauds para 57600.
• Para uma conexão via Ethernet:
• No campo de Endereço IP, entre com o endereço do
instrumento F6000 como ele aparece no canto superior
direito do painel do visor frontal do F6000.
Se o instrumento é conectado a uma rede, pode ser
necessário alterar o endereço IP do instrumento para se
evitar um conflito com outro dispositivo na rede.
O endereço de IP pode ser mudado pelo usuário no menu
Ferramentas de Software do F6000 (veja ”Ferramentas de
Software de F6000” na página 1-35).

Configuração de Gráficos
A caixa de diálogo de Configuração de Gráficos (Figura 1.22) é usada
na definição de um teste para configurar as propriedades de cor e
exibição para o teste. Quando selecionado no menu de configuração, a
caixa de diálogo estabelece propriedades de exibição padrão para todos
os testes.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-24


Guia do Usuário do F6Test

Para configurar as propriedades de gráficos padrões para a plotagem de


dados:
1. Escolha Setup > Graphics Setup na barra de menu para abrir a
caixa de diálogo.

Figura 1.22 - Caixa de Diálogo de Configuração de Gráficos

2. Use os controles de caixa de diálogo para configurar o esquema de


cor para exibir os pontos e as características do teste, a forma do
ponto de teste e o formato da tolerância.
Por exemplo, para melhorar a qualidade da impressão, selecione um
fundo branco com cores mais brilhantes para os eixos, a grade e os
dados que aparecem bem contra um fundo branco.
3. Clique OK.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-25


Guia do Usuário do F6Test

Testes Padrões Para rever especificação de teste padrão antes de configurar novos
testes:
• Escolha Setup > Teste Defaults na barra de menu exibe a caixa de
diálogo de Testes Padrões do F6Test que consiste em três páginas:

Parâmetros do Sistema
Use o acionador de página de Parâmetros do Sistema (Figura 1.23) para
selecionar os nomes e a rotação das fases, os valores nominais ou
médios da freqüência, tensão e corrente do relé.

Figura 1.23 - Caixa de Diálogo de Teste Padrão, Parâmetros de Sistema

A tabela fixa tolerâncias pass/fail (passa/falha)separadas para o valor


operacional (Q) ou o tempo operacional (T) esperados, para cada tipo
de variável de teste: corrente, tensão, freqüência, e impedância. Estes
valores são usados como padrão quando um nova função do relé e um
teste de relé são criados; porém, as faltas podem ser modificadas
conforme necessário em um teste individual. As tolerâncias percentuais
são anuladas por uma divergência mínima absoluta, Qabsmin para
divergência em resultados de valor da unidade, Tabsmin para divergência
em unidades de tempo.
%Q Tolerância Tolerância percentual para testes medindo corrente,
tensão, freqüência ou impedância operacional.
%T Tolerância Tolerância percentual para testes de tempo.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-26


Guia do Usuário do F6Test

Qabsmin Tolerância de mínima nas unidades de teste


absoluto, que anula a tolerância percentual. A
tolerância percentual de um pequeno valor
esperado (ou zero, ou 0°) não é significativa. Por
exemplo, pode facilmente ser menor do que a
resolução da fonte do F6000 ou do circuito de
medição do relé. Qabsmin fixa valores de unidades
mínimos para ± tolerância.
Tabsmin Tolerância de mínima nas unidades de tempo
absoluto para rápida atuação do relé.

Executar / Auto Executar


O executar / Auto Executar acionador de página (Figura 1.24) controla
como prova procede quando os fracassos de teste são encontrados.

Figura 1.24 - Caixa de Diálogo de Teste Padrão, Run/Auto

A caixa de diálogo inclui a descrição separada para quando um único


módulo de teste é executado (o qual pode testar vários pontos em uma
característica) e para quando testes múltiplos forem executados em uma
seqüência ininterrupta (Auto Executar).
A ocorrência de um número grande de erros pode indicar um problema
na configuração, exigindo que o teste seja interrompido.
• Clique no campo Auto Save Test Results para assegurar que
os resultados serão salvos na Auto Execução.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-27


Guia do Usuário do F6Test

Miscelânea Use as listas pull-down no acionador de página Miscelânea (Figura 1.25)


para selecionar formatos de exibição para data e o relógio de tempo.
Os parâmetros do relé podem ser alterados, modificados ou apagados
somente quando Relay parameter modifications (modificações de
parâmetro do relé) for selecionada neste acionador de página. Isto se
aplica aos relés existentes assim como aos relés copiados e colados.

Figura 1.25 - Caixa de Diálogo de Teste Padrão, Run/Miscelânea

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-28


Guia do Usuário do F6Test

Quando mudanças de parâmetro forem feitas, os resultados de teste e


os pontos de teste que fazem referência a estes parâmetros podem ser
potencialmente afetados. Para módulos de teste que são afetados, um
botão é habilitado na parte inferior do acionador de página de Elementos
de Teste que aplica os parâmetros modificados aos resultados do teste
(Figura 1.26).

Figura 1.26 - Elementos de Teste aplicando Mudanças

Para aplicar os parâmetros modificados:


1. Clique Apply relay parameter changes to existing test points
(aplique as mudanças de parâmetro do relé aos pontos de teste
existentes) na parte inferior da página Test Elements Apply
Changes (Aplique as mudanças dos Elementos de Teste).
2. Clique no botão Apply (Aplicar) quando a caixa de exibição solicitar a
você a confirmação das mudanças.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-29


Guia do Usuário do F6Test

Exemplo Este exemplo esclarece como o recálculo trabalha.


Os pontos de teste são armazenados na base de dados em condições
relativas, por exemplo, um múltiplo de 2,0 de Iset permanece como um
múltiplo de 2.0 de Iset, mas o valor da corrente em Ampères e o tempo
de operação podem mudar. A Figura 1.27 mostra os pontos de teste e o
gráfico de referência depois do teste.

Figura 1.27 - Gráfico de Referência depois do Teste

Se os ajustes são alterados como na Figura 1.28, abrindo o teste prévio


e indo diretamente para o acionador de página de teste (sem primeiro
aplicar as mudanças do acionador de página de Elementos de Teste) é
exibido o gráfico e os pontos mostrados na Figura 1.29.

Figura 1.28 - Ajustes Original/Novo

A curva característica de referência e os valores de corrente (em


Ampères) na tabela são automaticamente calculadas para as novas
colocações e para os múltiplos da corrente dos pontos de teste. Os
valores de tempo permanecem inalterados, como eles estão
armazenados na base de dados, e são diretamente recuperados quando
se abre o teste.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-30


Guia do Usuário do F6Test

Figura 1.29 - Gráfico de Pontos de Teste sem Recalculo

Acesse o acionador de página de Elementos de Teste e aplique as


mudanças para recalcular os pontos de teste. Os pontos de teste
seguem novamente o gráfico de referência (Figura 1.30) e os resultados
de teste prévios são esclarecidos.

Figura 1.30 - Gráfico de Referência com Resultados de Testes


Prévios

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-31


Guia do Usuário do F6Test

Definições Gerais de Relatório


Quando você instalar um teste, você pode selecionar vários formatos de
relatório pré-definidos para ser utilizado com o teste. Os formatos
definem os itens a serem incluídos no relatório e especifica as
informações do cabeçalho e do rodapé. Dois formatos, Definição Longa
e Definição Curta, estão incluídos no software.
Para modificar um formato existente ou criar um novo formato:
1. Escolha Setup > Global Report Definitions abrir a caixa de diálogo
de Modelo de Relatório (Figura 1.31).

Botão
Browse

Figura 1.31 - Caixa de Diálogo de Modelo de Relatório

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-32


Guia do Usuário do F6Test

2. Selecione um nome de definição usando a lista pull-down no topo da


caixa de diálogo.
3. Marque os itens na árvore de dados que deverão ser incluídos no
relatório de teste, e desmarque os itens a serem excluídos.
4. Entre com o texto para o cabeçalho e o rodapé do relatório e,
opcionalmente, especifique um arquivo bitmap para incluir um gráfico
no relatório.
O botão de browse, à direita do campo do Logotipo, abre uma caixa
de diálogo para se selecionar o nome do arquivo e o caminho.
5. Novo clique e entre com um nome no campo de definição de Relatório
para salvar o formato como uma nova definição.

Menu de Ferramentas
O menu de Ferramentas (Figura 1.32) inclui sete itens de configuração
para o aplicativo do F6Test e para o dispositivo F6000 conectado.

Figura 1.32 - Menu de Ferramentas

Modo de Simulação·
Em Modo de Simulação, um teste é executado como se um instrumento
e um relé estivessem conectados. A característica é habilitada quando
um sinal de conferido aparecer à esquerda do item de menu.
Para permitir ao F6Test simular a execução de testes sem a conexão do
F6000:
• Escolha Tools > Simulation Mode
O modo de simulação pode ser usado para propósitos de demonstração
ou treinamento. Ele pode também ser usado para se criar e testar
planos de teste quando nenhum F6000 ou relé estiver conectado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-33


Guia do Usuário do F6Test

Preferências de Base de Dados Compactas

A base de dados compacta recupera espaço de disco alocado para


apagar registros e aperfeiçoa a localização dos registros da base de
dados restante. Base de dados compacta pode ser automaticamente
executada ou executar por demanda.
O redimensionamento ou compactação de uma base de dados grande
pode tomar muito tempo, então não é feita freqüentemente.
Para configurar as preferências para esta característica de desempenho:
1. Escolha Tools > Database Compacting Preferences para abrir uma
caixa de diálogo para configurar a opção (Figura 1.33).

Figura 1.33 - Caixa de Diálogo de Preferências de


Base de Dados Compactas

2. Clique Manual compact ou Auto compact.


• Quando Manual compact for selecionado, o botão da Base de
Dados Compacta é ativado, então a compactação pode ser
iniciada a partir da caixa de diálogo.
• Quando Auto compact for selecionado, as opções na área Auto
compact preferences são ativadas, assim você pode especificar
a compactação automática toda a vez que a base de dados for
fechada ou quando ela alcançar um tamanho especificado.
3. Clique OK para aplicar os ajustes e fechar a caixa de diálogo.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-34


Guia do Usuário do F6Test

Ferramentas de Software do F6000

A seleção de Ferramentas de Software do F6000 conecta aos


programas de apoio do F6000 padrões, habilitando você a configurar o
dispositivo do F6Test. Se refira ao Guia do Usuário do Instrumento
F6000 (Doble PN 72A-1589) para maiores informações.
As funções neste menu incluem:
Carregador Flash F6000 Chamado de utilitário de Carregador de Flash
(Figura para 1.34) para instalar o firmware
revisado no F6000.

Figura 1.34 - Caixa de Decálogo de Carregador de Flash


Código de Tecla F6000 Utilitário de atualização que instala opções
disponíveis ao F6000 (Figura 1.35). Para ver
a lista de opções, selecione o menu F6000
Options. Ele exige comunicação com o
F6000.

Figura 1.35 - Caixa de Diálogo de Update do Código de Tecla


Doble F6X
F6000 CPU ID Exibe a CPU ID do instrumento F6000
conectado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-35


Guia do Usuário do F6Test

Ajuste IP F6000 Abre uma caixa de diálogo (Figura 1.36) para


o ajuste do endereço IP que o instrumento
usa para as comunicações via Ethernet.

Figura 1.36 - Configuração da Caixa de Diálogo de Endereço IP do


F6000
Versão do F6000 Exibe a versão do firmware atual instalada no
instrumento F6000.
Opções do F6000 Exibe as Opções instaladas no instrumento
F6000.

Características Escolha Tools > Characteristics para abrir uma caixa de diálogo e
assim adicionar e modificar as características das funções do relé:
• Sobrecorrente
• Subtensão
• Sobretensão
• Subfreqüência
• Sobrefreqüência
• Diferencial
Estas características são usadas pelo F6Test para calcular
automaticamente os valores esperados para os pontos de teste. Veja
Capítulo 2 ”Características de Relé” para maiores detalhes.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-36


Guia do Usuário do F6Test

Mfrs & Modelos de Relé


Cada base de dados do F6Test possui a sua própria lista de fabricantes
e de modelos de relé.
Para atualizar as informações de fabricante:
1. Escolha Tools > Relay Mfrs & Models para abrir a caixa de diálogo
de atualização (Figura 1.37).

Figura 1.37 - Caixa de Diálogo de Fabricantes & Modelos de Relé

NOTA Novos números de modelos e de nomes de fabricantes podem ser


adicionados quando um relé for adicionado à base de dados;
porém, é aconselhável utilizar o diálogo global para este propósito
de forma a se assegurar nomes e números consistentes, e para se
evitar entradas em duplicata; por exemplo, “SEL” e “Schweitzer”,
“SEL321” e “SEL-321”.
NOTA Um fabricante ou um modelo de relé não pode ser apagado se ele
estiver associado a um registro de relé na base de dados.
Para adicionar um Fabricante:
1. Use a lista pull-down para verificar se o fabricante desejado já não
está listado.
2. Clique New para adicionar um novo fabricante.
O nome do Fabricante não pode ser modificado.
3. Adicione informações de contato opcionais no campo abaixo do
fabricante.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-37


Guia do Usuário do F6Test

Para adicionar ou mudar um Número de Modelo:


1. Clique na célula de número de modelo, ou em uma célula vazia ou
em uma célula Model Number.
2. Entre com um nome alfanumérico.
Se um número de modelo for modificado o novo número de modelo
se aplica a todos os relés associados.
3. Clique Save para salvar quaisquer mudanças antes de sair da caixa
de diálogo.
Conversão da Base de Dados
Melhorias no Software às vezes envolve uma mudança no esquema da
base de dados. Como resultado, uma nova versão do F6Test pode ser
impossibilitada de abrir uma base de dados existente. Em tais casos, um
erro “Invalid F6 Database” é reportado.
NOTA Uma vez que a base de dados antiga é convertida para o esquema
novo, pode não ser possível convertê-la de volta para o velho
esquema. É prudente fazer uma cópia auxiliar da base de dados
antes de convertê-la.
Para converter a base de dados velha para o esquema atual:
1. Escolha Tools > Convert Database na barra de menu para abrir a
caixa de diálogo de Conversão de Base de Dados (Figura 1.38).

Figura 1.38 - Caixa de Diálogo de Conversão de Base de Dados

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-38


Guia do Usuário do F6Test

2. Use o botão browse, à direita do primeiro campo, para encontrar e


selecionar a base de dados velha.
3. Use o segundo botão browse para encontrar a nova e atual base de
dados principal (..\F6Test\F6_Master.mdb) localizada na pasta do
aplicativo.
4. Clique Proceed.
A base de dados convertida pode agora ser aberta.

Menu de Ajuda
Existem duas seleções no menu de Ajuda:
• F6Test Help abre o Guia do Usuário do F6Test on-line.
• About F6Test exibe o número da versão do F6Test.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-39


Guia do Usuário do F6Test

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 1-40


Guia do Usuário do F6Test

2. Características do Relé

Este capítulo descreve a Biblioteca de Características e como as


características são aplicadas a um registro de relé para se determinar os
valores operacionais.
Os pontos operacionais esperados são determinados, ou por uma fórmula,
ou por uma Tabela Look-up, baseada nas especificações do fabricante ou
fornecidas pelo usuário. Como ilustrado na Figura 1.7 da página 1-9,
existem tipos diferentes de característica. A Biblioteca Característica,
contida na base de dados exemplo, é usada para definir as características
de tempo (comum às funções de sobrecorrente, sub/sobre tensão,
sub/sobre freqüência) e características diferenciais. Isto inclui as
características definidas pelas equações padrão ou fornecidas pelo
fabricante, ou definidas pelo usuário com a entrada das Tabelas Look-up
(por exemplo, valores transcritos de curvas publicadas que não possuem
equação definida). Quando um registro de relé for criado, uma característica
é selecionada da biblioteca para determinar os valores operacionais
esperados.
Porque as características de impedância mho padrão e mho deslocado são
comum a todos os relés de distancia, elas são selecionadas e
personalizadas no Nível de Relé. As características gerais de impedância,
como quadrilateral e outras combinações de linha de arco, são também
definidas só no Nível de Relé. As características básicas de diferencial, que
não são encontradas na biblioteca, podem ser também personalizadas no
Nível de Relé.
A base de dados exemplo do F6Test inclui uma biblioteca de características
de tempo e diferencial.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-1


Guia do Usuário do F6Test

Biblioteca de Características
Para examinar uma característica, ou para adicionar uma nova:
1. Escolha Tools > Characteristics na barra de menu para abrir a janela
de características (Figura 2.1).

Figura 2.1 - Janela de Características

As características são organizadas por Função de Relé e Fabricante.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-2


Guia do Usuário do F6Test

2. Use a lista pull-down no topo da janela para selecionar uma função de


relé.
As características disponíveis são exibidas em três páginas diferentes,
cada uma acessível a partir de seu botão de função no topo da janela:
Equações Características Estas são equações genéricas para cada
função e são independentes de fabricante.
Elas são aplicadas a um fabricante
específico pela seleção de Constantes
Características ao se configurar os valores
de parâmetro.
Constantes Características Estas são características personalizadas
para um fabricante e armazenadas pela
função. Uma equação característica geral é
selecionada e aplicada ao se dar valores
para seus parâmetros.
Tabela Look-up Se um Relé não tem uma equação
característica conhecida, uma tabela pode
ser criada para especificar a característica.
Por exemplo, valores podem ser fornecidos
a partir de uma curva publicada. Os valores
de teste são então calculado por
interpolação.

Equações Características
Uma equação característica é uma fórmula ou modelo geral para equações
específica para um fabricante e função de relé. Fórmulas de parametrizadas
para uma função, como sobrecorrente, podem se aplicar para todos os
fabricantes e relés.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-3


Guia do Usuário do F6Test

Para selecionar uma equação:


1. Selecione o tipo de função de relé da lista pull-down.
2. Clique no botão Characteristics Equations para acessar a página de
equações características (Figura 2.2).

Figura 2.2 - Página de Equações Características

3. Selecione um nome de equação existente da lista pull-down.


A equação relacionada aparece na janela de tempo de Trip.
4. Se a equação desejada não existe, clique no botão New para criá-la, e
digite o nome de equação no campo de Nome de Equação.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-4


Guia do Usuário do F6Test

5. Entre com a equação na caixa de equação.


Existem duas variáveis reservadas que devem estar presentes:
• M - múltiplo do ajuste de pick-up
• T - ajuste do dial de tempo
NOTA Se M não é exigido, como no caso da características de tempo
definido, adicione M e subtraia M no fim da equação.
6. Clique no botão Parse Equation & Show Constants.
Se a sintaxe estiver correta, as variáveis ou constantes, diferentes de M
e de T, são exibidas.
7. Clique no botão Save, na parte inferior da janela para adicionar a nova
equação à base de dados pronta para ser usada por se criar
características específicas.

Para editar uma equação:


1. Selecione o nome de equação.
2. Modifique a fórmula e analise gramaticalmente as variáveis.
3. Feche a janela, e clique Yes quando solicitado a salvar as mudanças
(Figura 2.3).

Figura 2.3 - Lembrete para Salvar Mudanças para uma Equação


Para copiar uma fórmula com um nome diferente:
• Selecione a equação, digite um novo nome e feche a janela.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-5


Guia do Usuário do F6Test

Constantes Características
O próximo passo é selecionar as constantes características a serem
aplicadas à equação geral, para uma função de relé e fabricante.
Para selecionar as constantes:
1. Selecione o tipo de função da lista pull-down no topo da janela.
2. Clique o botão Characteristcs Constants, para exibir a página
apropriada (Figura 2.4).

Figura 2.4 - Página de Constantes Características

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-6


Guia do Usuário do F6Test

3. Selecione um Fabricante da lista pull-down.


• Se o nome do fabricante não está na lista, digite o nome do fabricante e
clique Yes para a mensagem “Do you want to add this name to the list of
manufacturers?” (Você quer adicionar este nome à lista de fabricantes?)
4. Para um fabricante existente, selecione um Nome de Característica da
lista pull-down.
A equação de Tempo de Trip e as constantes para aquela equação são
mostradas.
• Se a característica desejada não existe, crie um novo Nome de
Característica clicando o botão New e digitando um novo nome de
característica.
5. Selecione uma equação genérica da lista pull-down de Nome de
Equação.
6. No grupo de Ajustes do Dial de Tempo, Entre com os tempos Mínimo,
Máximo e padrão.
7. Entre com o Tempo Mínimo Definido, o múltiplo no qual a característica
se torna plana, e os valores das constantes.
NOTA O valor para Início do Tempo Definido Mínimo em M= está
normalmente entre 10 a 30, particularmente para curvas IEC. Para
curvas de tempo definido, ele deve ser 1.0, e para curvas inversas
genéricas, onde o valor não é específico, use um número alto como
1000.
8. Clique no botão Save, na parte inferior da janela, para adicionar uma
nova e específica equação de fabricante para a base de dados, e para fazê-
la disponível para uns elementos de função de relé.
9. Marque o campo Exibição de Gráfico ( ) no canto direito
superior para visualizar a característica.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-7


Guia do Usuário do F6Test

Diretrizes para Características


Alguns fabricantes possuem uma característica geral única, para cada
função, em todos os seus Relés. Por exemplo, a SEL usa a seguinte
equação para todas as características sobrecorrente extremamente
Inversas - EUA:

As constantes adequam a equação a uma aplicação específica.

Neste caso, é útil designar esta curva com um nome do tipo: SEL EUA
Curva 3 Extremamente Inverso, para identificar o fabricante e a curva. De
maneira geral, as curvas para todos os fabricantes estão na mesma lista de
equação geral, e é útil incluir o nome do fabricante, especialmente ao se
comparar às curvas.
Por outro lado, alguns fabricantes possuem relés de sobrecorrente, cada
qual utilizando diferentes equações e/ou constantes para características
semelhantes. Neste caso, é útil prefixar o nome da equação com o do
fabricante, e somar um sufixo usando o número do modelo ou a família do
modelo ou série. A Tabela 2.1 apresenta exemplos desta convenção para
três modelos da General Electric.
Tabela 2.1 - Mesmas Equações Características e Constantes
Nome da Característica Equação e Constantes
GE Muito Inverso (DFP100) Tempo = T * (A / (M^P - 1) + C)
A = 3,992; P = 0,02; C = 0,0982
GE IEEE Muito Inverso (DIAC) Tempo = T * (A/ (M^P - 1) + C) * D
A = 19,61; P = 2; C = 0,491; D = 0,2
GE IEC Muito Inverso (DIAC) Tempo = T * A / (M^P –1)
A = 13,5; P = 1

Tabela Look-up
Use a Tabela Look-up (Figura 2.5) quando a característica do relé não
possuir uma equação.
Para criar uma tabela:
1. Clique no botão Look Up Table.
2. Selecione um fabricante da caixa combinada ou digite um novo nome de
fabricante.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-8


Guia do Usuário do F6Test

3. Entre com um nome e a descrição característicos.


NOTA A Tabela Look-up característica é adicionada à lista de características
aplicadas ao fabricante especificado. Se uma característica na lista já
foi selecionada, um erro é reportado se o nome existe na lista de
características definidas por uma Equação Característica. Somente as
características definidas por tabela podem ser exibidas e modificadas
na Tabela Look-up.
Quando um novo Nome Característico tiver sido fornecido, o botão Key
In é habilitado.
4. Clique Key In para definir o número de colunas (o mínimo é 12), e entre
com os valores de TAP, Dial de Tempo e com os tempos diretamente
nas células da tabela.
5. Clique no botão Save.
6. Clique na caixa de diálogo Display Graphic para visualizar um gráfico da
nova característica.

Figura 2.5 - Tabela Look-up

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-9


Guia do Usuário do F6Test

Importando de uma Planilha Eletrônica


Existem dois caminhos para se importar dados para uma Tabela Look-up:
• Copiando e colando, usando a área de transferência do Windows
• Usando a função de Importação do F6Test
Para importar dados usando a área de transferência:
1. Abra um programa de planilha eletrônica como o Excel e selecione uma
região (coluna - linha), em conformidade com a Tabela Look-up do F6Test.
2. Pressione Ctrl+C, para copiar a seleção para a área de transferência.
3. Mude o F6Test para a Tabela Look-up apropriada.
4. Selecione o canto superior esquerdo da tabela, e pressione Ctrl+V para
colar os dados da planilha eletrônica que está na área de transferência.
Para usar a função de Importação:
1. Clique no botão Import na página da Tabela Look-up para abrir uma
caixa de diálogo Windows Open.
2. Use a caixa de diálogo para procurar e selecionar o arquivo de planilha
eletrônica.
A Tabela Look-up agora inclui um grupo de Detalhes de Importação abaixo
dos botões Key In e Import (Figura 2.6).
3. Entre com o número da célula de início (o canto superior esquerdo do
bloco) e a da célula de fim (canto inferior direito), e clique OK.

Figura 2.6 - Grupo de Detalhes de Importação na Tabela Look-up


Porque a planilha eletrônica não é visível, pode ser difícil de se determinar
o worksheet, e os valores das células de início e de fim.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-10


Guia do Usuário do F6Test

Características Diferencial
A Biblioteca Característica utiliza uma Tabela Look-up para a característica
diferencial (Figura 2.7).
Os valores esperados são normalmente declarados em termos de corrente
diferencial vs. corrente de restrição ou bias, isto é, Idiff vs. Ibias. Em alguns
casos, os o fabricante pode declarar a característica em termos de Is vs. Ip,
corrente secundária vs. primária. Os valores da tabela podem ser entrados
de uma forma ou outra, e os valores podem ser vistos em qualquer uma
forma, com os valores esperados traduzidos de uma forma para a outra. É
também possível se testar quando a característica é desconhecida.

Figura 2.7 - Página de Características Diferencial

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-11


Guia do Usuário do F6Test

Para adicionar uma nova Tabela Look-up:


1. Selecione um fabricante.
2. Entre com um nome e, opcionalmente, com uma descrição.
3. Selecione o tipo de diferencial: Ibias vs. Idiff, ou Ip vs. Is.
NOTA Ibias, Idiff, Ip e Is não são correntes absolutas, mas são múltiplos de
uma corrente de referência, Iref, definida para a função específica do
relé. Iref é normalmente o ajuste de TAP, para relés que usam TAP, ou
a corrente nominal dividida pela relação de compensação, para relés
que usam relação compensação. Além disso, Iref por sua vez é um
múltiplo de In, ou corrente nominal, a corrente de carga normal
definida para o relé. (Isto é, correntes são expressa em “por unidade”
da corrente nominal ou da corrente referida ao circuito de medida do
diferencial.) Para simplificar, ajuste Iref = 1*In.
Exibindo e Comparando Características de Relés
Depois das características terem sido criadas usando ou uma equação ou
uma Tabela Look-up, marque a caixa de diálogo Display Graphic para
mostrar as curvas características (Figura 2.8).
A corrente característica pode ser comparada com outras características,
dos mesmos fabricantes ou de fabricantes diferentes, para qualquer ajuste
de dial de tempo como mostrado a seguir.
1. Marque a caixa Show Multiple e clique no botão Add.
2. Selecione um Nome Característico da lista pull-down e entre com um
valor do dial de tempo.
O nome passa a fazer parte da lista.
3. Para desenhar a curva, clique um nome na lista.
4. Clique Remove para remover uma curva.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-12


Guia do Usuário do F6Test

Figura 2.8 - Exibindo uma Curva Característica

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-13


Guia do Usuário do F6Test

Copiando Características de Relé entre Bases de Dados


As características de um relé criado em uma base de dados podem ser
copiadas para outras base de dados, usando a facilidade Characteristics
Batch Copy (Figura 2.9), que é acessado a partir do menu de Ferramentas.

Figura 2.9 - Cópia de Lote Característico

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-14


Guia do Usuário do F6Test

Para executar uma cópia de lote:


1. Clique Browse e navegue para a Base de Dados da Fonte.
2. Selecione o fabricante a partir da lista pull-down de Nome de Fabricante.
Os campos para as funções disponíveis para aquele fabricante estão
agora disponíveis para uso.
3. Cheque as funções das características para exibição.
As características relacionadas aparecem na janela à esquerda incluindo,
o nome da característica, a sua equação associada e a descrição da
característica.
4. Clique em um Characteristc Name.
As características selecionadas são destacadas e apareceram na janela
à direita.
5. Clique Browse e navegar para a Base de Dados de Destino.
6. Clique Perform Copy para começar o processo de cópia.
Depois de completar o processo de cópia, é possível abrir outra caixa de
diálogo de cópia e seleciona a base de dados de destino anterior como a
base de dados de fonte a fim de se comparar às características.
NOTA Quando um relé for copiado de uma base de dados para outra,
existindo as características na base de dados de destino, elas são
conferidas. Se uma característica não existe, a característica é copiada
da base de dados de fonte para a base de dados de destino.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-15


Guia do Usuário do F6Test

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 2-16


Guia do Usuário do F6Test

3. Criando um Relé
Este capítulo descreve como instalar um Relé.
Muitas das caixas de diálogo e planilhas descritas neste capítulo abrem
com os valores defaults definidos na caixa de diálogo de Padrões de Teste
(vejam “Test Defaults “ na página 1-26).
Para revisar estes ajustes antes de adicionar um relé a uma localização:
• Escolha Setup > Test Defaults na barra de menu.

Adicione um Relé a uma Localização


Para adicionar um registro de Relé:
1. Clique direito em uma localização na Árvore de Localização e escolha
Append no menu pop-up.
O F6Test exibe a Tabela de Visualização para a Localização e anexa o
registro do relé na próxima fila disponível na Tabela de Visualização. O
nome default do registro é destacado, indicando que você pode mudar o
nome (Figura 3.1 na página 3-2).
NOTA O nome não pode ser alterado uma vez que o registro for criado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-1


Guia do Usuário do F6Test

Figura 3.1 - Anexando um Novo Registro de Relé

2. Mude o ID do relé e entre com um Número de Série.


As mudanças são salvas com cada entrada.
3. Clique na célula Mfr e selecione um fabricante da lista pull-down.
Se o nome não está incluído na lista:
• Entre com um nome no campo, e clique Yes quando solicitado a
adicionar o nome na Lista do Fabricante.
4. Clique na célula de Modelo e selecione um modelo de relé da lista pull-
down.
Se o modelo não está incluído na lista:
• Entre com o número na coluna de número do modelo, e clique Yes
quando perguntado se deseja adicionar o número do modelo na
Lista de Modelo de Relé.
5. Clique duas vezes no ID do Relé para abrir a Tabela de Visualização de
Relé.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-2


Guia do Usuário do F6Test

Funções do Relé
O próximo passo é definir as funções do relé usando a Tabela de
Visualização de Relé.
A visualização apresenta dados do relé em quatro páginas tabeladas
(Figura 3.2):
• Plano de Teste
• Funções do Relé
• Conexões & Sinais
• Note Book
Para abrir a Tabela de Visualização de Relé:
• Clique duas vezes no Registro de Relé na Tabela de Visualização
de Localização.
Plano de Teste Quando a Tabela de Visualização for aberta, a página de Plano de Teste é
selecionada (Figura 3.2 na página 3-4).
Para criar um plano de teste:
1. Clique Direito em qualquer lugar na Tabela de Visualização e escolha
Append do menu pop-up.
O F6Test anexa um registro de plano de teste na primeira fila disponível
na tabela. O nome default, Novo Plano de Teste, é destacado indicando
que o nome pode agora ser mudado. O nome não pode ser mudado uma
vez que o registro for criado.
2. Digite um novo nome e pressione a tecla Enter.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-3


Guia do Usuário do F6Test

Figura 3.2 - Tabela de Plano de Teste na Visualização da Tabela do Relé

Conexões e Sinais
As conexões e sinais do Relé devem ser configurados antes dos testes
individuais poderem ser criados.
Para configurar as conexões:
1. Clique no acionador de página Connections & Signals.
O acionador de página de Conexões & Sinais inclui três páginas:
• Sinais Analógicos
• Entradas Digitais
• Triggers e Saídas Digitais

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-4


Guia do Usuário do F6Test

2. Clique no acionador de página de Digital Inputs & Triggers para definir


as entradas lógicas do Relé para o F6000:
• Entre com um nome no campo de Nome do Sinal
• Use a lista de Condição de Sensibilidade para selecionar uma
condição. A condição de sensibilidade deve ser selecionada da lista
pull-down
• Use os campos de Nome e Terminal para entrar com informação
descritiva opcional. (Figura 3.3).

Figura 3.3 - Acionadores de página de Conexões e Sinais

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-5


Guia do Usuário do F6Test

3. Clique ou no acionador de página de Sinais Analógicos ou no acionador


de página de Saídas Digitais para configurar estas conexões.
Sinais Analógicos Este acionador de página fornece uma
configuração de fonte predefinida pelo usuário
que pode ser selecionada nos módulos de teste
de Rampa e de Ssimul. Isto Esta facilita a
seleção da fonte para estes módulos de teste
quando se usa uma configuração de fonte pré-
definida não padrão.
Outros módulos de teste usam somente a
configuração automática da fonte e nestes casos
o acionador de página não se aplica.
Este acionador de página pode também ser
usado para documentar uma conexão normal do
relé a sistemas de potência, ainda que não seja
usada para o teste.
Saídas Digitais Se necessário, designar uma saída digital do
F6000 para a mudança de estado quando o teste
é executado, por exemplo, simular um contacto
fechado do disjuntor para o relé, permitindo que
ele se reset quando o teste for completado, ou
para simular o recebimento de um sinal de TRIP.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-6


Guia do Usuário do F6Test

Note Book O acionador de página de Note Book (Figura 3.4) é usado pelo criador do
teste para se entrar com as instruções gerais do teste, e mais tarde, pelos
usuários para entrar com os comentários.

Figura 3.4 - Acionador de página de Note Book


Para adicionar comentários:
1. Clique no acionador de página de Notebook.
2. Entre com as instruções na caixa de texto Originator Comments.
3. Marque a caixa Show/Hide Toolbar para exibir uma barra de
ferramentas para ajuste do tamanho e das fontes do texto.
4. Clique Attach para adicionar um arquivo, como um documento de Word
ou um arquivo de gráfico.
Por exemplo, o arquivo anexado pode ser o manual de instrução do relé ou
um diagrama de conexão, que é aberto a partir da página do Note Book,
usando um aplicativo como Microsoft Word, Adobe Acrobat ou Visio.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-7


Guia do Usuário do F6Test

Parâmetros do Relé
Inicialmente o acionador de página de Parâmetros do Relé exibe os valores
fornecidos na caixa de diálogo Padrões de Teste (veja ”Padrões de Teste”
na página 1-26). Estes parâmetros são freqüência nominal, tensão e
corrente, e podem ser modificados.
A tensão e a corrente máximas de teste são exigidas para limitar o teste a
valores que não danificam o relé, e a valores que estão dentro do alcance
das fontes do F6000. Note que a corrente nominal, In, é a base para os
múltiplos que determinam a operação esperada do relé.

Figura 3.5 - Acionador de página de Parâmetros de Relé

Para revisar e atualizar os parâmetros do relé:


1. Clique no acionador de página Relay Parameter.
2. Edite os parâmetros no grupo Geral ou no grupo Parâmetros de Objeto
Protegido, no lado esquerda do acionador de página, e clique Apply.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-8


Guia do Usuário do F6Test

Funções do Relé
As funções individuais do relé devem ser definidas antes de quaisquer
testes poderem ser criados. As funções definidas são listadas na tabela à
direita. Os botões de função, abaixo da tabela, são aplicados aos artigos
selecionados.
Existem quatro tipos de Funções de Relé:
• Características de Tempo (corrente, tensão, freqüência) ligadas às
Equações Característicos ou às características da Tabela Look-up;
• Impedância, que usa uma característica geral ou MHO selecionada
para cada função;
• Diferencial, que pode ser ligada às características da Tabela Look-
up;
• Direcional.

Planilha de Funções
Cada tipo tem a sua própria configuração exibida em uma janela separada
chamada de worksheet (Planilha).
Para acessar a configuração para uma função:
• Selecione as funções na tabela à direita, e clique no botão Show.
O F6Test exibe a planilha para a função. A Figura 3.6, na página 3-
10, é um exemplo da planilha para uma corrente.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-9


Guia do Usuário do F6Test

Figura 3.6 - Planilha de Funções de Relé para uma Corrente

Um relé pode ter várias funções de teste, como sobrecorrente, direcional e


diferencial, e cada função pode ter elementos múltiplos a serem testados.
Por exemplo, uma função de sobrecorrente pode ter pontos de ajuste de
partida baixo (I>), alto (I>>), e instantâneo (I>>). O ajuste Baixo é
normalmente um elemento baseado em tempo, e o ajuste alto um elemento
de tempo definido. Além disso, estes elementos podem ser aplicados a uma
única fase, fase-fase ou corrente de seqüência.
Por exemplo, uma função de corrente (Figura 3.6) mostra uma matriz de
possíveis elementos de teste: as linhas são elementos de ajuste, as colunas
são as quantidades da corrente de fase ou de seqüência. O gráfico à direita
mostra à matriz de elementos de teste para a Impedância, onde as linhas
são zonas e as colunas são elementos de fase.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-10


Guia do Usuário do F6Test

Adicionando uma Função


Para adicionar uma função:
1. Clique no botão Add para abrir a caixa de diálogo da Função de
Adicionar Relé (Figura 3.7).
2. Entre com um nome de função descritiva no primeiro campo, e selecione
o tipo a partir da lista pull-down de Tipo de Função.

Figura 3.7 - Adicionando uma Função de Relé

3. Clique Next para abrir a planilha para o tipo selecionado.


4. Edite a definição na planilha e clique Modify.

Copiando uma Função


Para se criar uma função baseada em uma existente:
1. Selecione a função na tabela do lado direito do acionador de página, e
clique no botão Copy.
Com uma cópia da função selecionada na área de transferência, o botão
da Pasta é habilitado.
2. Clique Paste para colar a cópia na primeira fila disponível na tabela de
funções.
A nova função é nomeada “Cópia de...”.
3. Selecione a cópia, digite um novo nome e pressione a tecla Enter.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-11


Guia do Usuário do F6Test

Funções de Características de Tempo


A planilha para as Características de Tempo (Figura 3.8) consiste em uma
tabela de Ajustes de Partida, no canto esquerdo superior da janela, e em
um gráfico a direita que exibe os ajustes selecionados. Botões de funções,
abaixo da tabela, abrem uma planilha para se criar e modificar ajustes
individuais.

Figura 3.8 - Funções de Características de Tempo

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-12


Guia do Usuário do F6Test

A tabela de Ajustes de Partida tem uma fila para cada elemento de teste
possível, e colunas para as quantidades de fase ou de seqüência
protegidas.
• Para corrente, até 3 elementos de sobrecorrente são permitidos:
(I>, I>>, I>>>).
Para Tensão e Freqüência, existem 8 níveis:
• 4 níveis de ajuste baixos (sub):
(V<, V<<, V<<<, V<<<<; ou f<, f<<, f<<<, f<<<<)
• mais 4 níveis de ajuste alto (sobre):
(V>, V>>, … ou f>, f>>, …).
Para ver um ajuste:
1. Selecione uma célula na tabela Pickup Settings.
2. Use a lista pull-down do Scale Mode abaixo do gráfico para mudar a
escala.
O botão Modify abre uma planilha para adicionar um ajuste de partida ou
para modificar um ajuste existente (Figura 3.9).

Figura 3.9 - Adicionando um Ajuste de Partida

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-13


Guia do Usuário do F6Test

Para adicionar um novo ajuste:


1. Clique em uma célula vazia e selecione Modify.
2. Use a lista drop-down de Fabricante para selecionar um fabricante de
relé.
3. Use a lista drop-down de Característica para selecionar as características
do fabricante de relé.
As características disponíveis são limitadas àqueles definidas nas caixas
de diálogo de características (Capítulo 2 ”Características de Relé”) para o
fabricante de relé e a função de relé específico; por exemplo,
sobrecorrente.
4. Entre com o ajuste de partida, ou como um múltiplo ou como valor
absoluto.
A curva é exibida à direita.
5. Clique OK para salvar as mudanças e retornar à planilha de
Característica de Tempo (Figura 3.8 na página 3-12).

Funções de Impedância
A planilha de Função de Impedância (Figura 3.10) inclui uma tabela de
Tempo de Operação, no lado esquerdo, com até 8 zonas de distância e
colunas para os elementos de zona para se testar as quantidades de fase.
Entre com os dados de Impedância da Linha Protegida, se conhecida. Isto é
usado para opcionalmente desenhar uma linha nos diagramas R-X.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-14


Guia do Usuário do F6Test

Figura 3.10 - Planilha da Função de Impedância

Para modificar um elemento de zona existente:


• Selecione sua coluna na tabela e clique Modify. As curvas para
cada elemento de zona são sobrepostas no gráfico.
Para ver as curvas uma de cada vez:
• Selecione uma célula e marque o campo Show Selection Only.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-15


Guia do Usuário do F6Test

Para adicionar uma nova zona:


1. Clique no botão New Zone para abrir a caixa de diálogo Add or Modify
Zone (Figura 3.11).

Figura 3.11 - Adicionando uma Zona


2. Selecione MHO ou General da lista pull-down de Tipo de Característica.
Para elementos de impedância Fase-N, entre com a compensação residual
em um dos três modos, dependendo dos dados de ajuste do relé, e clique
Next.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-16


Guia do Usuário do F6Test

3. Entre com as características de zona na próxima caixa de diálogo:


• Para MHO, entre com o Ângulo Característico, o Alcance Adiante e
o Deslocamento da Origem (Figura 3.12).

Figura 3.12 - Modificando uma Característica MHO

• Para Geral, use a planilha de Característica de Impedância Geral


(Figura 3.13 na página 3-18).
Para adicionar um novo elemento de zona:
1. Selecione uma coluna e clique Modify. O F6Test abre a caixa de diálogo
Add or Modify Zone (‘Figura 3.11).
2. Continue como se estivesse adicionando uma zona.
Para apagar uma Zona:
1. Selecione um dos elementos e clique no botão Delete.
2. Clique Yes quando solicitado a confirmar a ação.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-17


Guia do Usuário do F6Test

Característica Geral
A planilha de Característica Geral pode ser usada para construir uma
variedade de formas fechadas, limitada por arcos e linhas, para representar
uma característica operacional, como uma característica quadrilateral ou
MHO com blinders.
Se Geral é selecionado na caixa de diálogo Add or Modify Zone, a próxima
exibição é a Planilha de Característica Geral (Figura 3.13). Use as colunas
da planilha para definir as linhas e os arcos.

Figura 3.13 - Planilha de Impedância Geral Característica

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-18


Guia do Usuário do F6Test

Segmento de linha Um segmento de Linha Polar é definido por um


ponto de coordenas e o slope de uma linha
passando através dele. O ângulo é medido em
relação a 0 ° , apontando para leste no diagrama.
Por exemplo, a coluna 1 é a Linha Polar, com o
ponto em Z = 0 ohms, /θ = 0 ° e slope de −6 ° ; isto
é, uma linha que vai através da origem na direção
do sudeste. Para um segmento de Linha Cartesiana,
o ponto é definido pelas suas coordenadas R-X; o
slope é o mesmo.
Segmento de arco Um arco de um círculo MHO pode ser adicionado,
ou em forma polar ou em forma cartesiana, através
da definição do centro do círculo (coordenadas do
ponto), do raio (em ohms) e dos ângulos de início e
de fim.
Os segmentos de linha e de arco são fornecidos na
seqüência que começa com qualquer segmento,
mudando para o próximo segmento adjacente na
direção dos ponteiros de um relógio. Isto
corresponde às colunas de tabela da esquerda para
a direita. Selecionando uma coluna e clicando Insert
adiciona-se um segmento antes da coluna
selecionada. Selecionando um a coluna e clicando
Delete apaga-se o par de colunas.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-19


Guia do Usuário do F6Test

Funções Direcionais
Os Relés de Sobrecorrente podem ter elementos direcionais, que usam
uma tensão ou corrente de polarização para controlar a sua operação. A
função é definida na planilha Função Direcional (Figura 3.14).

Figura 3.14 - Planilha de Elementos de Relés Direcionais

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-20


Guia do Usuário do F6Test

A planilha inclui uma tabela de valores para cada fase, e um diagrama


fasorial que mostra a relação entre as quantidades operacional e de
polarização.
Para configurar uma função de relé direcional:
1. Selecione a função na tabela de Funções de Relé, e clique Show para
exibir a planilha.
2. Clique no campo no topo de cada coluna para cada fase a ser testada.
3. Modifique os ajustes na tabela fazendo seleções nas listas pull-down, nas
primeiras duas linhas e entrando com os dados diretamente nos campos
das outras linhas.
4. Exiba cada teste clicando no seu botão de opção, à direita do diagrama
fasorial.
5. Clique Close para retornar à planilha de Funções de Relé worksheet.
6. Se solicitado, clique Yes para salvar as mudanças (Figura 3.15).

Figura 3.15 - Lembrete ao sair da Planilha da Função Direcional

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-21


Guia do Usuário do F6Test

Função Relé Diferencial


Para configurar uma função de Relé Diferencial:
• Selecione a função na tabela de Funções de Relé e clique Show
para abrir a planilha da Função de Relé Diferencial (Figura 3.16).
A planilha tem três páginas tabuladas:
• Função Diferencial
• Ajustes de compensação
• Parâmetro do transformador

Figura 3.16 - Planilha da Função Diferencial

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-22


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página da Função Diferencial


A planilha abre com o acionador de página da Função de Diferencial exibida
(Figura 3.16). Não existe nenhum elemento de teste definido.
Para configurar a função:
1. Configure a corrente de referência em 1, a qual é dada como um múltiplo
de In, a corrente nominal do relé especificada na planilha de Parâmetros
do Relé.
2. Use a lista pull-down, no grupo de Cálculo de Ibias, para selecionar uma
fórmula aplicável ao Relé (ou selecione Desconhecido).
3. Preencha os valores de parâmetro de a, b, c da fórmula.
Para entrar com os ajustes de partida de sub e sobre na tabela:
1. Selecione uma célula de partida na tabela de Ajustes do Diferencial, no
canto superior esquerdo da planilha e clique Modify.
Esta seleção abre uma segunda planilha para ajuste de valores de
partida (Figura 3.17).

Figura 3.17 - Ajuste de Valores de Partida

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-23


Guia do Usuário do F6Test

2. Entre com a corrente de operação mínima ou com o ajuste de partida e o


tempo nominal de trip do relé.
3. Use a lista pull-down das Características para selecionar as
características aplicáveis ao Relé.
A lista pull-down inclui as características previamente definidas nas
características da Tabela Look-up (Capítulo 2 ”Características de Relé”).
Se nenhuma característica específica for definida para o Relé:
• Selecione General Ibias vs. Idiff, General Ip vs. Is, ou Unknown.
• Entre com os pontos de dados para as características da mesma
maneira como para uma característica na Tabela Look-up.
4. Entre com as tolerâncias e clique OK para retornar à tela anterior.
O gráfico na planilha mostra a região limite da restrição região (curva
mais baixa). Se a fórmula de bias é desconhecida, nenhum gráfico pode
ser mostrado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-24


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Compensação de Ajustes


Para configurar os ajustes de Compensação:
1. Clique no acionador de página Compensation Settings na página
mostrada na Figura 3.18.

Figura 3.18 - Acionador de Ajuste de Compensação na Planilha de Função de Diferencial

2. Clique no botão de opção para fase única ou trifásica, e Entre com o


número de enrolamentos.
A tabela de enrolamentos se expande para mostrar as colunas para até
seis enrolamentos. A corrente nominal é negligenciada pelo valor
declarado em Parâmetros do Relé, mas pode ser modificada para
aplicações especiais tanto para 1A para o enrolamento 1, e 5A para o
enrolamento 2.
3. Ajuste da relação de compensação, ou ajuste de tap para cada
enrolamento conforme necessário.
Entrando com a relação de compensação se calcula automaticamente o
ajuste de tap e, reciprocamente, entrando com o ajuste do tap calcula-se
a relação de compensação.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-25


Guia do Usuário do F6Test

4. Para um relé trifásico, selecione o vetor de compensação exigido,


dependendo da configuração estrela-triângulo.
A maioria dos relés numéricos trifásicos compensam pelo fator Sqrt(3) para
a compensação do vetor estrela-triângulo. Neste caso deixe a caixa
marcada.

Parâmetros de Transformador
O acionador de página de parâmetros de transformador (Figura 3.19) não
está atualmente disponível.

Figura 3.19 - Acionador de Transformador na Planilha de Função Diferencial

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 3-26


Guia do Usuário do F6Test

4. Criando Módulos de Teste


Este capítulo descreve como adicionar testes e planos de teste a um relé, e
assim como definir módulos de teste individual. O relé e as suas
características devem primeiro ser definidas como descritos no Capítulos 2
e 3.
Um relé pode ter múltiplos planos de teste, cada plano de teste poder ter
um ou mais testes, e cada teste, por sua vez, pode ser definido com
múltiplos elementos de teste.

Planos de Teste
Para criar um plano de teste:
1. Expanda a Árvore de Localização para achar o Relé.
2. Clique direito no Relé e escolha Append no menu pop-up.
O F6Test adiciona o novo plano a primeira fila disponível no acionador do
Plano de Teste. O nome default do plano, Novo Plano de Teste, é
destacado indicando que você pode agora mudar o nome (Figura 4.1). O
nome também aparece na Árvore de Localização, debaixo do Relé
selecionado.

Figura 4.1 - Adicionando um Plano de Teste

3. Digite um novo nome e pressione a tecla Enter.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-1


Guia do Usuário do F6Test

Testes
Somando testes a um plano é semelhante a adicionar planos de teste à
para um relé.
Para criar um teste:
1. Expanda a visualização do relé na Árvore de Localização e selecione o
plano de teste.
Os testes já configurados para o plano aparecem no acionador de página
de Teste, na Tabela de Visualização.
2. Clique direito no plano de teste (ou em qualquer lugar na Tabela de
Visualização) e escolha Append no menu pop-up.
O teste é adicionado a primeira fila disponível no acionador de página de
Teste. O nome default, Novo Módulo de Teste, é destacado, indicando
que você pode agora renomear novamente o módulo (Figura 4.2).
3. Digite um novo nome e pressione a tecla Enter.

Figura 4.2 - Adicionando um Teste em um Plano de Teste

A lista pull-down está agora disponível na coluna de Tipo de Teste.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-2


Guia do Usuário do F6Test

4. Selecione um dos testes possíveis (Tabela 4.1) da lista pull-down e


pressione a tecla Enter.
5. Entre com uma descrição de teste na coluna de Comentário.
Os Comentários podem ser mudados mais tarde; o Nome do Teste e o
Tipo de Teste não podem ser mudados.

Tipos de teste
Tabela 4.1 - Tipos de Teste Admitidos
I - Característica r Medidas de tempo de operação de um
elemento de sobrecorrente, em pontos de teste
selecionados, avaliando cada ponto de teste
(passou/falhou), baseado no tempo esperado.
V - Característica Medidas de tempo de operação de um
elemento de sub ou sobretensão, em pontos de
teste selecionados, avaliando cada ponto de
teste (passou/falhou), baseado no tempo
esperado.
F - Característica Medidas de tempo de operação de um
elemento de sub ou sobrefreqüência, em
pontos de teste selecionados, avaliando cada
ponto de teste (passou/falhou), baseado no
tempo esperado.
Z - Tempo Medidas de tempo de operação de um
elemento de distância, para os pontos de teste
selecionados, avaliando cada ponto de teste,
baseado no tempo esperado. Usa, para
característica de teste, pontos limítrofes de uma
zona do relé de distância e, para plotagem, o
tempo operacional para faltas ao longo de um
ângulo fixo.
Z - Característica Pesquisa por características de zona de um
elemento de distância utilizando um método de
procura binária. Em um dado ângulo de teste,
uma seqüência de procuras de pontos de teste
ao longo de um raio a partir do centro do plano
R-X.
• Para testar uma característica MHO estática,
use Corrente Constante ou Tensão Constante.
• Para testar a característica dinâmica ou
expandida, use Fonte Z Constante e entre com
valores do modelo de potência para a
impedância de fonte.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-3


Guia do Usuário do F6Test

ZMTA O Ângulo da Impedância de Máximo Torque -


ZMTA aplica-se apenas para as características
do tipo MHO, e é uma forma de especial do
teste de característica Z. A seqüência de
valores de teste varre arcos circulares com seu
centro na origem do diagrama RX, em lugar de
procurar ao longo de linhas radiais.
DiffChar Procura por pontos limítrofes usando
características de uma corrente de operação do
relé diferencial.
Direcional Manipula quantidades operacionais e de
polarização para procura por ângulo direcional
em atraso, adiantado e de máximo torque.
Rampa Usa rampa linear do valor da fonte para achar
pontos de operação semelhante ao ProTest;
por exemplo, testes de partida do relé, drop-up
do relé, sincronização, teste direcional ou teste
de regulação de tensão.
SSIMUL Um teste de simulação de estado que se
aproxima de um evento real de falta, com níveis
de valores de regime permanente de tensão e
de corrente.
Note Book Um bloco de notas de duas seções para
instruções de teste, comentários, etc. Arquivos
podem ser anexados para serem vistos pó
outro software; por exemplo, um documento
Microsoft Word ou Adobe Acrobat, contendo
esquemáticos ou instruções do fabricante.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-4


Guia do Usuário do F6Test

Definições de Teste
Depois de criar um Teste, definições para o teste podem ser criadas.
Quando existir definições múltiplas, uma é selecionada como default para
ser usada pelo AutoRun.
Para configurar uma Definição de Teste:
1. Clique duas vezes no registro do teste na Tabela de Visualização para
abrir a caixa de diálogo de Definição de Teste (Figura 4.3).

Figura 4.3 Caixa de diálogo de Definição de Teste

2. Na caixa de diálogo de definição, entre com um nome de teste e,


opcionalmente, uma descrição.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-5


Guia do Usuário do F6Test

3. Clique duas vezes no nome do teste para abrir a definição.


O F6Test abre uma nova janela. O plano desta planilha de Definição de
Teste varia, dependendo do tipo de teste selecionado, mas normalmente
inclui vários acionadores de página para definir vários aspectos do
modelo de teste. A Figura 4.4 mostra os acionadores de página para uma
planilha típica.
Os acionadores de página são discutidos na ordem seguinte:
• Elementos de Teste
• Configuração do Teste
• Pontos de Teste
• Acionador de Página de Teste
• Relatórios
• Note Book

Figura 4.4 - Acionadores de página de Definição de Teste

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-6


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Elementos de Teste


Use o acionador de página de Elementos de Teste para selecionar uma
função do relé e para conferir os elementos a serem testados. As seleções
disponíveis são apenas daqueles elementos previamente definidos para
aquela função do relé em Parâmetros de Relé. Pelo menos um elemento
deve ser conferido.

Sobrecorrente A Figura 4.5 mostra o acionador de página de Elementos de Teste para


sobrecorrente.
• Selecione a função de sobrecorrente da lista pull-down e clique nos
elementos a serem testados.

Figura 4.5 - Acionador de página de Elementos de Teste de Sobrecorrente

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-7


Guia do Usuário do F6Test

Impedância A Figura 4.6 mostra o acionador de página de Elementos de Teste para os


testes de impedância.
• Selecione a partir dos elementos de Zona definidos para aquela função
em Parâmetros de Relé.

Figura 4.6 - Acionador de página de Elementos de Teste para Testes de Impedância

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-8


Guia do Usuário do F6Test

Testes Direcionais A Figura 4.7 mostra o acionador de página de Elementos de Teste para um
teste direcional.
• Selecione um elemento de fase ou seqüência.

Figura 4.7 - Acionador de página de Elementos de Teste para Teste Direcional

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-9


Guia do Usuário do F6Test

Testes Diferencial A Figura 4.8 mostra o acionador de página de Elementos de Teste para os
testes diferenciais.
Para testes diferenciais, o F6Test executa testes em um par de
enrolamentos num tempo único.
• Selecione o enrolamento primário e o secundário, e selecione um
elemento funcional da lista pull-down. Alguns tipos de relés exigem que
o enrolamento com o ajuste mais alto seja testado como o primário.
• Confira os elementos configurados ( o baixo e o alto) a serem testados.

Figura 4.8 - Acionador de página de Elementos de Teste para Testes Diferenciais

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-10


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Configuração de Teste


O acionador de página de Configuração de Teste tem dois ou três botões
no topo da página, dependendo do tipo de teste selecionado:
Para características de tempo Cálculo da Pré-falta
Seleção do Trigger e da temporização
Para testes de impedância Método do Teste
Seleção do Trigger e da temporização

Cálculo da Pré-falta
O layout do acionador de página, quando Cálculo de Pré-falta for
selecionado, varia dependendo da característica selecionada.
Características de Corrente, Tensão e Tempo / Freqüência
Use o acionador de página de Cálculo de Falta (Figura 4.9 na página 4-12)
para corrente, tensão, e características de tempo / freqüência para entrar
com os valores para as quantidades de polarização e algumas quantidades
operacionais.
O cálculo da falta usa automaticamente a tensão nominal definida nos
Parâmetros de Relé como o tensão pré-falta default. A corrente de teste é
normalmente a corrente de teste fornecida pelo usuário, ou é calculada
baseada no múltiplo do ponto de teste de ajuste. Uma corrente pré-falta
pode também ser fornecida e a corrente de teste atual eleva isto em
consideração. Uma corrente de teste máxima deve ser fornecida, para
configurar o alcance das fontes de teste do F6000. Para um elemento de
sobrecorrente, se o controle direcional for selecionado em Parâmetros de
Relé e conferido no acionador de página de Elementos de Relé, a amplitude
da tensão de falta e o ângulo são fornecidos, como mostrados abaixo. Os
valores de tensão Fase-Neutro são usados para se testar os elementos AN,
BN e CN, enquanto os valores Fase-Fase e Trifásicos são usados para se
testar os elementos AB, BC, CA, ABC e I2. Para os elementos I0 uma falta
Fase-Neutro é aplicada, mas os valores de polarização são baseados nas
entradas para o elemento I0, e não nos valores de falta genéricos acima. O
valor da corrente de operação é a corrente residual (3I0 e não I0). O F6Test
calcula os valores de teste atuais das saídas do instrumento de teste. A
tensão ou a corrente de polarização aplicada aqui é usada apenas para o
teste do tempo de resposta de sobrecorrente e para se fazer um rápido
teste direcional aplicando uma falta à frente ou invertida; mais a resposta
direcional precisa é testada em um módulo separado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-11


Guia do Usuário do F6Test

Figura 4.9 - Acionador Pré-falta para I, V e Características de Tempo/Freqüência

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-12


Guia do Usuário do F6Test

Características de Sobrecorrente Direcional


Use o acionador de página de Cálculo de Falta (Figura 4.10) para a
característica de sobrecorrente direcional entrar apenas com a tensão. A
corrente Pré-falta é zero. Os valores de falta para partida são calculados
com base nos ajustes de tap definidos em Parâmetros de Relé. Valores de
tensão Fase-Neutro são usados para se testar os elementos AN, BN e CN,
enquanto os valores Fase-Fase e Trifásicos são usados para se testar os
elementos AB, BC, CA e ABC.

Figura 4.10 - Acionador Pré-falta para Características de Sobrecorrente Direcional

As quantidades de operação e de polarização para a seqüência zero e


negativa são fornecidas separadamente. O tipo das quantidades de
operação e polarização determina como as saídas de tensão e de corrente
são calculadas. Se fontes de saída separadas forem utilizadas, os valores
fornecidos são disponibilizados na saída diretamente. A relação Z0/Z1
determina a relação da tensão de polarizando decorrente, V0/V1 ou V0/V2.
Um valor mais alto resulta em uma tensão de seqüência zero maior, se
comparada à tensão de seqüência negativa. Isto pode prevenir a operação
indevida do elemento de seqüência negativa, ao se testar o elemento de
seqüência zero quando uma saída de trip comum for usada. Similarmente,
um valor mais baixo de Z0/Z1 gera mais tensão de seqüência negativa e
pode prevenir a operação indevida do elemento de seqüência zero quando
do teste dos elementos de seqüência negativa.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-13


Guia do Usuário do F6Test

Características Diferenciais
A Figura 4.11 mostra o acionador de página de pré-falta para as
características diferenciais.
Os valores de operação e de restrição, ou as correntes primária e
secundária, Ip e Is, são determinadas baseadas na fórmula de bias e na
Tabela Look-up. Agora que o método de teste foi selecionado, selecione o
formato da característica: Idiff vs. Ibias, ou Ip vs. Is.

Figura 4.11 Acionador Pré-falta para Características Diferencial

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-14


Guia do Usuário do F6Test

Idiff vs. Ibias


Esta opção está disponível apenas se a equação de
Ibias for definida em parâmetros do relé. O teste
aplica níveis diferentes de corrente de bias e varia
Idiff em torno do ponto de operação esperado para
medir a partida e procurar pelo ponto de operação
atual. O F6Test calcula os valores necessários para
que as fontes de corrente do F6000, injetando Ip e
Is, criem as correntes de bias e diferencial.
Selecione qual caminho aplicar o teste:
(1) Configure Ip em 0° e Is em 180° (Idiff = a soma),
ou configure ambos, Ip e Is, em 0° (Idiff = a
diferença).
(2) Configure Ip em 0° e gire o ângulo de Is de 90°
até 180°. O teste procede aplicando um bias inicial e
variando Idiff , de um valor de restrição até uma
região de operação esperada, por uma pesquisa
binária. A procura procede de cima para abaixo para
achar o limite entre restrição e operação.
Is vs. Ip
O teste aplica níveis fixos de uma fonte e varia a
outra, começando no meio da região de restrição,
onde as correntes do lado de alta e do lado de baixa
são equilibradas. Ip é configurada em 0°, e Is em
180°. Isto pode ser feito de dois modos e mais uma
combinação de ambos.
(1) Fixe Ip e procure por Is. Em um gráfico de Is vs.
Ip (Figura 4.12 na página 4-16), desta forma se
descobre o limite mais baixo da região de restrição.
(2) Fixe Is e procura por Ip. Desta forma se descobre
o limite superior da região de operação, usando uma
Is menor do que seria necessária se Ip fosse
mantida constante.
Se o a combinação for selecionada, os dois testes
serão executados, primeiro fixando-se Ip, então
fixando-se Is, para mapear ambos os limites superior
e inferior da região de restrição, como mostrado a
seguir.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-15


Guia do Usuário do F6Test

A região de restrição é limitada pelas curvas superior e inferior.


• Preencha a corrente de teste de máxima, seja em múltiplo ou em
Ampères.
• Indique se uma tensão deve ser aplicada e entre com a precisão de
procura para o teste.
• Deixe o campo “Ignorar característica durante a procura”
desmarcado se você espera que o resultado atual seja muito perto
dos valores atuais, para acelerar a procura binária.

Figura 4.12 - Gráfico de Is vs Ip

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-16


Guia do Usuário do F6Test

Botão de Método de Teste


A Figura 4.13 mostra o acionador de página de Configuração de Teste para
os Testes de Impedância com o botão de Métodos de Teste selecionado.
Todas as características Z (Z-Tempo, Z-Característica, ZMTA) permitem
três métodos de teste:
• Corrente Constante
• Tensão Constante
• Z Constante
Use este acionador de página para selecionar um método e especificar
valores pré-falta e métodos, para polarização do relé, ou inicialização.

Figura 4.13 - Parâmetros de Método de Teste de Impedância

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-17


Guia do Usuário do F6Test

Corrente Constante
Uma corrente de teste fixa é aplicada e a tensão,
correspondente à impedância, é calculada. A tensão
máxima de teste é configurada pelo usuário (Max.
Tensão Aceitável). Para uma falta distante
(impedância elevada), a tensão de teste exigida
pode também ser alta, então o F6Test limita
automaticamente a tensão no valor máximo
especificado e recalcula a corrente de teste
correspondente para a impedância no ponto de
teste. Uma indicação na tela, uma etiqueta de fundo
amarelo para os valores de teste atual no acionador
de página de teste, é feita se isto acontecer.

Tensão Constante
Uma tensão de teste fixa é aplicada, para testes
fase-neutro ou testes fase de fase, e a corrente
correspondente à impedância de ponto de teste é
calculada. A corrente de teste máxima é
especificada pelo usuário (Max. Corrente Aceitável),
e deve estar dentro dos limites das fontes do F6000.
Para faltas próximas (impedância pequena), a
corrente de teste exigida pode ser muito alta, então
o F6Test fixa automaticamente a corrente de teste
neste limite e recalcula a tensão de teste. Uma
indicação na tela, uma etiqueta de fundo amarelo
para os valores de teste atual no acionador de
página de teste, é feita se isto acontecer.

Impedância da Fonte Constante


Preencha os valores de impedância de fonte no
modelo do sistema de potência, que calcula as
quantidades de tensão e de corrente para cada
ponto de teste de impedância. Uma corrente máxima
é especificada, a qual limita o teste para faltas
próximas. Se o ponto de teste exige uma corrente
que exceda este limite, a caixa das etiquetas para a
tensão e corrente no acionador de página de teste
se torna da cor amarela. Estes pontos não são
testados e têm um resultado de ITH, significando
que a corrente é muito alta.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-18


Guia do Usuário do F6Test

Resistência de ARCO Separada


Alguns relés de distância de terra exigem um cálculo
separado para a resistência de arco (Figure 4.14).
Isto é feito ao se marcar o campo apropriado.
Quando se usa a resistência de arco em separado, a
linha direcional pode não estar no ângulo correto.
Neste caso, marque Linha de Teste Direcional e
teste os pontos de teste de linha direcional. Estes
procedimentos se aplicam aos módulos de teste Z-
Característica e Z-Tempo.
Para um módulo de teste Z-Característica, entre
com a percentagem Search ACC. Deixe desmarcado
o campo Ignore reference characteristc during
search, de forma que o teste utilize o valor esperado
e a tolerância para acelerar a procura. Quando
Ignore reference characteristc during search estiver
marcada, a procura se inicia a partir do ponto central
da linha de teste.

Figura 4.14 - Ajustes de Resistência de Arco Separadas

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-19


Guia do Usuário do F6Test

Este modelo, apresentado na Figura 4.15, testa a característica MHO


dinâmicas, ou expandida.

Figura 4.15 - Selecionando Método de Teste no Acionador de Configuração de Teste

Contagem de Tempo de Teste e Botão de Seleção de Trigger

A figura 4.16 mostra os controles exibidos quando a Seleção de Contagem


de Tempo de Teste e de Trigger é selecionada. Selecione pelo menos um
sinal de partida dos Triggers definidos em Parâmetros de Relé. Se o Relé
tem uma saída de trip única, o mesmo Trigger pode ser usado para cada
fase testada.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-20


Guia do Usuário do F6Test

Figura 4.16 - Parâmetros de Partida e de Contagem de Tempo de Teste


A duração máxima da falta significa quanto tempo esperar antes que
Nenhuma Operação seja registrada para cada ponto de teste. Uma
segunda Duração de Falta é especificada como um múltiplo de tmax, o
máximo tempo de operação esperado. Isto é particularmente útil para se
limitar à duração de tempo, para os pontos de teste com altas correntes e
um tempo de operação rápido, e permitir o modo de corrente transitória
para o pontos de teste de altas correntes e o modo de regime para
correntes mais baixas e com maiores tempos de operação. Por exemplo, se
existem pontos de teste que exigem 40 A de corrente, com um tempo de
operação máximo de 30 ciclos, entre com um múltiplo de 1,5 para um limite
de duração de 45 ciclos.
O múltiplo de Duração da Falta se sobrepõe à Duração Máxima da Falta,
desde de que ele seja menor.
O Tempo de Disparo do Disjuntor (CB Trip Time) é o tempo extra que a
falta permanece aplicada depois da operação do Relé para simular o tempo
de chaveamento do disjuntor.
O tempo entre disparos é a espera entre pontos de teste, com a falta não
mais aplicada, para permitir o restabelecimento (reset) do relé.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-21


Guia do Usuário do F6Test

Contagem de Tempo de Teste Diferencial e Botão de Seleção de Trigger

Selecione a sensibilidade do Trigger para cada fase testada e preencha a


temporização pré-falta (Figura 4.17). Permite tempo suficiente entre
disparos de teste para o completo restabelecimento do relé e para o
resfriamento dos enrolamentos, especialmente ao se injetar valores altos de
corrente.

Figura 4.17 - Parâmetros de Partida e de Contagem de Tempo para Testes Diferencial

Configuração da Fonte
Em todos os módulos de teste, exceto Rampa e Ssimul, o F6Test fixa
automaticamente a configuração da fonte do instrumento de teste de acordo
com:
• Modelo do Instrumento
• Valor da Injeção de Teste Exigido
• Tipo de Módulo de Teste

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-22


Guia do Usuário do F6Test

Para ver a configuração da fonte:


• Clique no botão de Configuração da Fonte (Source Configuration),
no acionador de página de Configuração de Teste.
P F6Test abre uma janela Sinal Analógico separada (Figura 4.18) para
exibir a configuração.

Figura 4.18 - Janela de Sinais Analógicos

Em modo de simulação, selecione ou o F6150 ou o F6150A. Se um


instrumento for conectado, a seleção “modelo” fica inválida.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-23


Guia do Usuário do F6Test

Modelo do Instrumento
A figura abaixo mostra à configuração da fonte do F6150 e do F6150A para
3 tensões e uma corrente no banco à esquerda, e de 3 correntes no banco
à direita.

F6150 F6150A

O F6150 pode ter até 6 correntes ou O F6150A pode apenas ter até 4
tensões no banco à esquerda e até correntes ou tensões no banco à
6 fontes de corrente no banco à esquerda e até 4 fontes de corrente
direita. no banco à direita.

O modelo de F6150A tem um amplificador a menos em ambos os bancos,


esquerdo e direito. Para maiores informações sobre as fontes do F6000,
refira-se ao Guia do Usuário de F6000

Valor da Injeção de Corrente de Teste Requerida

Para valores de corrente até o alcance máximo contínuo, o F6Test usa um


modo normal e para correntes mais altas, o F6Test usa o modo de corrente
transitória. Uma fonte de corrente transitória para a fase A é mostrada na
tela do PC como IA, mas exibida no instrumento do F6000 como TA.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-24


Guia do Usuário do F6Test

Tipo de Módulo de Teste


O F6Test configura automaticamente as fontes do F6000 de acordo com o
seguinte:
Z-Tempo, Z-Característica, ZMTA
3 tensões no banco esquerdo e 3 correntes no
banco direito.

F6150 F6150A

Vchar e Fchar
3 tensões
F6150 F6150A

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-25


Guia do Usuário do F6Test

Ichar e Direcional
Pelo menos 3 tensões e 3 correntes para faltas do
tipos AN, BN, CN, AB, BC, CA, ABC e Seqüência
Negativa, como mostrado abaixo, mais as
quantidades de operação e de polarização de
seqüência zero e de seqüência negativa de relés
direcionais, se for preciso. As quantidades de
polarização podem ser uma tensão derivada
internamente das tensões das três fases, neste caso
uma quarta fonte no banco à esquerda não é
necessária ou ele pode ser uma fonte separada de
tensão (VP) ou de corrente (IP) fonte. A corrente de
operação pode ser interiormente derivada das três
correntes de fase ou ela pode ser uma fonte
separada (IN).

F6150 F6150A

A figura abaixo mostra à configuração para uma


corrente de polarização separada (uma tensão de
polarização separada é mostrada como VP) e uma
corrente de operação separada.

F6150 F6150A

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-26


Guia do Usuário do F6Test

Diffchar
6 correntes para teste de três relés e 2 correntes
para o teste de relé de uma fase, todo no banco à
direita. Uma tensão única é utilizada se a opção de
Use Voltage for marcada no acionador de página de
configuração.
Testando Diferencial de Três fases

F6150 F6150A
O teste Diferencial de Três fases
não é suportado pelo F6150A, uma
vez que seis fontes de corrente são
necessárias no banco direito e
apenas quatro estão disponíveis.

Teste Diferencial de Fase Única.

F6150 F6150A

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-27


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Pontos de Teste


O acionador de página de Pontos de Teste na planilha de Definição de
Teste se aplica aos testes de características de tempo (I-Char, V-Char, F-
Char), Z-Tempo, e Diferencial. Depois dos elementos de teste terem sido
escolhidos, e o cálculo da falta e os triggers selecionados, os pontos de
teste são então escolhidos.

Pontos de Teste de Sobrecorrente Temporizado


A Figura 4.19 mostra o acionador de página de Pontos de Teste para os
testes de Sobrecorrente Temporizado. A Lista de Pontos de Teste, no lado
esquerdo do acionador de página, mostra os acionadores de página para
todos os elementos possíveis de fase e de seqüência; apenas aqueles
selecionados em Elementos de Teste são habilitados.
A visualização é semelhante à dos testes de tensão e de freqüência, com
exceção da seleção adicional de subtensão, sobretensão ou freqüência. Os
pontos de teste selecionados são mostrados como pontos no gráfico
característico.

Figura 4.19 - Acionador de Pontos de Teste

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-28


Guia do Usuário do F6Test

A borda da Lista de Pontos de Teste tem vários acionadores de página de


tipo de falta que podem estar ativos ou não. Somente os acionadores de
página de tipo que possuem elementos do relé ativados estão ativos. Em
cada acionador de página de Pontos de Teste ativo, pontos de teste podem
ser somados, um de cada vez, fornecendo-se ou o múltiplo ou a amplitude,
na área de edição e então clicando Add.
Para adicionar múltiplos pontos em uma seqüência de aritmética:
• Clique Add Multiple Points e entre com o valor de Início, o valor de
Término e o Número de pontos. O valor é declarado tanto em
múltiplos ou em unidades, dependendo da Escala de Corrente
selecionada (à esquerda, abaixo, na visualização do acionador de
página).
Para selecionar pontos no gráfico característico e adicioná-los à lista:
1. Posicione o cursor do mouse em cima de um ponto na curva e clique.
Um novo ponto aparece no gráfico.
2. Clique Add Point to List ou clique no gráfico.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-29


Guia do Usuário do F6Test

Pontos de Teste de Z Tempo

Os pontos de teste são selecionados para capturar a operação próxima dos


limites de zona de operação, baseados nas tolerâncias de zona (Figura
4.20). Selecione uma série de pontos ao longo de um raio através das
zonas: apenas dentro da Zona 1, apenas fora de Zona 1 (na Zone 2), só
dentro da Zona 2, só fora da Zona 2 (na Zona 3 ou sem operação se não
existe nenhuma Zona 3). O caminho mais fácil para se fazer isto é
selecionar o botão Add Boudary Test Points (Adicionar Pontos de Teste de
Limite). Então entre com From Angle (Do Ângulo), To Angle (Para o
Ângulo), e Delta (Ângulo Delta). No caso de duas zonas como mostrado
abaixo, os pontos de teste são gerados para cada ângulo a 95% e 105% de
cada limite de Zona.
O gráfico exibe os pontos como pontos, cruz para um ponto de Não
Operação esperado.

Figura 4.20 - Cálculo de Falta para Pontos de Teste de Tempo Z

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-30


Guia do Usuário do F6Test

A tabela de ponto de teste resultante (Figura 4.21) mostra os detalhes de


cada ponto, inclusive o ângulo, %Zone e o tempo de operação previsto.

Figura 4.21 Tipo de Falta e Lista de Pontos de Teste


Os pontos podem ser adicionados um a um, usando um dos seguintes
métodos:
• Use o cursor do mouse e clique duas vezes no gráfico.
• Use o cursor do mouse e clique no gráfico, então clique Add Point
to List.
• Entre com os valores de R e de X, e então clique Add Point to List.
Pressione Enter ou Acionador de Página antes de, clicando Add
Point to List, mover o cursor de gráfico para a posição desejada no
gráfico.
• Entre com os valores de Z e com o Ângulo, e então clique Add
Point to List.
• Selecione a Zona desejada, na lista drop-down, entre com os
valores de Ângulo e de %Zone, e então clique em Add Point to
List.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-31


Guia do Usuário do F6Test

Para achar os cantos de uma característica quadrilateral, selecione os


pontos em qualquer um dos cantos, ambos dentro e fora do limite da zona,
como mostrado na Figura 4.22.

Figura 4.22 - Determinando os Cantos de uma Característica Quadrilateral

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-32


Guia do Usuário do F6Test

Para executar um teste de contagem de tempo para várias localizações de


falta ao longo da linha:
• Selecione a zona e entre com os pontos de teste em um ângulo de
linha fixo, em valores diferentes de %Zone (Figura 4.23).

Figura 4.23 - Selecionando Localizações de Falta ao longo de uma Linha

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-33


Guia do Usuário do F6Test

O Grupo de Tipo de Gráfico, no lado esquerdo mais baixo, permite a


seleção tanto de um Plano R-X quanto de um Plano 2-T (Figura 4.24)

Figura 4.24 - Plano 2-T

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-34


Guia do Usuário do F6Test

Pontos de Teste Diferencial


No acionador de página de Pontos de Teste para testes diferenciais (Figura
4.25), pontos de teste podem ser adicionados, um de cada vez ou como
uma seqüência de múltiplos pontos. Não importando como o teste é
especificado, Idiff vs. Ibias, ou Is vs. Ip, o gráfico pode ser exibido tanto num
quanto noutro formato. No gráfico Idiff vs. Ibias mostrado, a linha inferior
mostra o limite de restrição; os valores de Idiff abaixo dela são de restrição,
os valores acima devem causar a operação do relé. A linha pontilhada
representa o valor máximo de Idiff que satisfaz a equação de Ibias, para
qualquer valor de Ibias.

Figura 4.25 - Acionador de Pontos de Teste para Diferencial

A visualização de Ip vs. Is mostra as correntes compensadas do lado


primário e do lado secundário no circuito de medição diferencial. A
visualização de Ip’ vs. Is' (não disponível nas três fases), mostra as
correntes de teste real ou de injeção não compensadas do lado primário e
do lado secundário. Como os pontos de bias são adicionados, o Idiff de
partida esperado é calculado, ao longo com um alcance de mínimo e
máximo, baseado nos limites de tolerância definidos para o relé.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-35


Guia do Usuário do F6Test

Para adicionar um único ponto de teste:


• Entre com um valor, ou em Ampères ou múltiplo de Iref, conforme
especificado debaixo do acionador de página de Parâmetros de
Relé, e clique Add Point to List.
Para adicionar múltiplos pontos:
1. Clique no botão Add Point to List. para abrir uma caixa de diálogo para
adicionar os pontos (Figura 4.26).
2. Especifique o número de pontos e a faixa de valores na caixa de diálogo,
e clique OK.

Figura 4.26 - Caixa de Diálogo de Adição de Múltiplos Pontos de Teste

NOTA Quando ambos os elementos de ajuste (baixo e alto) estão sendo


testados, é recomendado selecionar pontos de teste em ambas as
regiões de operação, especialmente próximos a ponto de ruptura ou
joelho, onde o slope aumenta. Para um relé multifase, os pontos de
teste selecionados se aplicam a todas as fases testadas.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-36


Guia do Usuário do F6Test

Quando o gráfico exibe o Plano Ip vs. Is, o valor de Ip é fornecido, ou em


termos de Múltiplo de Iref ou em Ampères (Figura 4.27).
O valor correspondente de Is é calculado com base na curva.
Os cálculos são baseados na curva inferior, e a curva superior é uma
imagem refletida da curva mais baixa.
Adicione um ponto à curva inferior para adicionar um ponto refletido na
curva superior.

Figura 4.27 - Plano Ip vs. Is

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-37


Guia do Usuário do F6Test

Linhas de Teste de Característica Z


O teste da Característica Z executa uma procura binária ao longo de uma
linha de teste, entre o começo da linha de teste e o outro terminal da linha,
para encontrar o ponto de operação. O teste é repetido em uma seqüência
de linhas para se verificar a característica do relé (Figura 4.28).
Para especificar os pontos de teste:
1. Selecione Radial Lines como o Método de Linha de Teste.
2. Defina uma linha de teste, fornecendo From Angle, To Angle e o ângulo
Delta.
Até quatro arcos podem ser definidos, de forma que bons passos de
ângulo possam ser usados próximo ao MTA.

Figura 4.28 - Linhas de Teste de Característica Z, Linhas Radiais

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-38


Guia do Usuário do F6Test

Para linhas radiais, todas as linhas de teste emanam do Ponto de Origem


da Linha de Teste especificado, que deve estar dentro de todas as zonas
características, o valor default é a Origem do diagrama X-Y (0, 0). O término
de cada linha de teste é o limite do gráfico.
Para definir as linhas de teste, uma a uma:
1. Selecione User Drawn Lines (Linhas Desenhadas pelo Usuário) como o
Método de Linha de Teste.
2. Use o cursor do mouse para selecionar um ponto de partida e um ponto
de término, e clique Add Test Line (Adicione Linha de Teste).
A linha deve cruzar pelo menos uma zona característica. Um ponto é
adicionado somente a zonas onde a linha de teste cruza. As linhas de teste
podem também ser diretamente fornecidas e/ou modificadas na tabela, na
forma polar ou na forma retangular.
User Drawn Lines (Figura 4.29) é útil quando se testa características mais
complexas, como quadrangular ou bala.

Figura 4.29 - Linhas de Teste de Característica Z, Desenhada pelo Usuário

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-39


Guia do Usuário do F6Test

Características de Gráfico de Teste


Esta seção descreve características adicionais:
• Alterando os pontos usando o gráfico de teste
• Modificando as propriedades de exibição do gráfico
Menu do Gráfico Pop-up
Clique direito em qualquer parte do gráfico de teste para exibir menu pop-up
de contexto para a configuração das propriedades do gráfico (Figura 4.30).

Figura 4.30 - Menu pop-up para o Gráfico de Teste

A tabela 4.2 descreve as funções disponíveis do Menu do Gráfico Pop-up.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-40


Guia do Usuário do F6Test

Tabela 4.2 - Funções de Menu do Gráfico Pop-up


Mudança de escala Abre a caixa de diálogo Escala do Gráfico
para ajustar manualmente a escala. Se ele
for executado no acionador Pontos de Teste
ou Linhas de Teste, as alterações na escala
podem ser salvas junto com o resto do teste.
O as alterações da escala afetarem o tipo de
falta geral. Por exemplo, mudanças feitas na
escala para a falta do tipo Fase-Neutro
afetam as faltas do tipo AN, BN e CN, mas
não afetam os outros tipos de falta, como AB,
BC, CA e ABC.
Mudanças de escala feitas no acionador de
página de Teste não são geralmente salvas.
Porém, para módulos de teste (como ZMTA)
que não possuem nenhum Ponto de Teste
ou acionador de página de Linhas de Teste,
mas que possui apenas um acionador de
página de Teste para mostrar o gráfico, as
mudanças na escala feitas no acionador de
página de Teste podem ser salvas.
Linhas de Grid Exibe um submenu para especificar em qual
grid as linhas serão exibidas: eixo X, eixo Y,
ou ambos. Em alguns módulos de teste, o
grid polar pode ser selecionado.
Configuração Abre a caixa de diálogo de Configuração de
Gráficos para se configurar as propriedades
do gráfico de teste individual. Esta caixa de
diálogo é selecionada do menu de
Configuração para se definir as propriedades
default para todos os gráficos de teste, como
descrito no Capítulo 1 ”Inicializando”.
Quando usado no nível de teste, os novos
ajustes permanecem apenas enquanto o
teste está aberto. As propriedades do gráfico
voltam para os ajustes default.
Mostrar Tolerância Quando marcado, exibe as tolerâncias das
características.
Zoom-In/UnZoom Quando marcado, habilita o modo de zoom,
permitindo ao usuário aumentar uma área
específica retangular do gráfico. Marque a
área arrastando o cursor de um canto do
retângulo para o canto oposto.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-41


Guia do Usuário do F6Test

Selecionando e Destacando os Pontos de Teste


As ações do cursor no gráfico são refletidas na tabela de Pontos de Teste,
e vice-versa:
• Clique em um ponto de teste único no gráfico para destacar a fila de
pontos correspondente na tabela.
• Clique em um ponto na tabela para destacar o ponto no gráfico.
• Rolando a tabela para cima ou abaixo, com as teclas de seta na
tabela, muda-se o ponto corrente no gráfico.
Apagando Pontos de Teste
Para apagar um ponto em um módulo de teste de Ichar, Vchar, Fchar,
Ztime ou Diffchar, no acionador de página de Pontos de Teste:
1. Selecione um ponto e clique no botão Delete Select Point (Apagar o
Ponto Selecionado).
2. Clique Yes, quando o F6Test solicitar a você a confirmar as ações.
Clicando no botão Delete All Points (Apagar todos os Pontos)se elimina
todos os pontos pertencentes ao acionador de página de falta atualmente
exibido. Por exemplo, se um ponto de teste no acionador de página Ph-N
é apagado, os pontos de teste associado à AN, BN e CN no acionador de
página de Teste são também apagados.
O módulo de teste Zchar não tem um acionador de página de Pontos de
Teste, mas tem um acionador de página de Linhas de Teste.
Para apagar pontos de teste duplicados, enquanto no acionador de
página de Teste:
• Selecione um ponto de teste e clique Delete.
Editando Pontos de Teste
Os valores de Texp, Tmin e Tmax são automaticamente calculados com
base nas características e nas tolerâncias do relé.
Para anular um valor:
• Marque o valor com o cursor e digite um novo valor. As entradas são
validadas de tal modo que Tmin não devia ser maior do que Texp, e
Tmax não devia ser menor do que Texp.
Para aumentar todos os valores:
• Entre com Tmax primeiro e então Texp e Tmin.
Para diminuir os valores:
• Modifique Tmin primeiro e então Texp e Tmax.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-42


Guia do Usuário do F6Test

Para entrar com um valor de NoOp (nenhuma operação):


• Clique duas vezes na célula e digite a letra N (em maiúsculo ou
minúsculo).
Em ZMTA apenas a coluna de Tolerância +/- pode ser editada.
Em valores direcionais esperados de MTA, Adiantado e Atrasado e
as colunas de tolerância +/- podem ser editadas.
A versão do F6Test 2.0 não suporta a edição de valores de ponto de
teste esperado nos módulos de teste Diffchar e Zchar.
Escolhendo Pontos de Teste
Pontos de teste são inicialmente ordenados de acordo com a maneira com
que foram adicionados à lista de pontos de teste.
Para classificar os pontos de teste:
1. Clique no cabeçalho da coluna, para ser usada como a tecla de
classificação.
• Os pontos são organizados em ordem ascendente.
• Só uma tecla de classificação pode ser usada de cada vez.
2. Clique no cabeçalho da coluna uma segunda vez para a classificação
das linhas em ordem decrescente.
A classificação pode ser feita ou no acionador de página de Pontos de
Teste ou no acionador de página de Teste.
A classificação é toda feita de uma vez para cada grupo de tipo de falta,
isto é, classificando o acionador de página de falta BN também classifica
os acionadores de página de falta AN e CN, no acionador de página de
Teste, como também o acionador de página de falta Fase-N, no
acionador de página de Pontos de Teste. Similarmente, classificando o
acionador de página de falta Fase-Fase, no acionador de página de
Pontos de Teste, automaticamente classifica os acionadores de página
de falta AB, BC e CA, no acionador de página de Teste.
Dependendo do tipo do módulo de teste as colunas podem ser
classificadas como segue:
Tipo de Teste Tecla de Classificação Disponível
ZTime Z, Ângulo, Nome de Zona
ZChar Zona, Zexp, Ângulo
IChar x Iset, Itest(A), ou Texp
VChar x Vset, Vtest(V), ou Texp
FChar x Fset, Ftest(Hz) ou Texp
DiffChar Quaisquer uma das colunas de corrente

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-43


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Teste

O acionador de página de Teste (Figura 4.31) mostra os pontos de teste,


valores esperados e o registro dos resultados de teste atual, com a
avaliação passou/falhou. Uma vez que tenha sido definidos os Elementos
de Teste, Configuração de Teste e os Pontos de Teste, o acionador de
página de Teste é o único acionador de página que precisa ser utilizado
para se executar ou re-executar um teste.

Figura 4.31 - Acionador de Teste na Definição da Planilha de Teste

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-44


Guia do Usuário do F6Test

Diagramas Fasorial

O diagrama fasorial (Figura 4.32) é uma janela separada, aberta a partir do


acionador de página de Teste, que mostra os fasores de tensão e de
corrente e os seus valores, para cada ponto de teste, antes, durante ou
depois do teste.

Figura 4.32 - Diagrama Fasorial

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-45


Guia do Usuário do F6Test

Para ver um diagrama de Fasor, clique no campo Show Phasor e


selecione um ponto de teste.
• Se fontes externas separadas forem selecionadas do acionador de
página de I0, a coluna de fonte pode incluir Vpol, Ipol ou Iop.
• Se quantidades internamente derivadas forem selecionadas, as
quantidades derivadas são mostradas abaixo da tabela da fonte (Figura
4.33).

Figura 4.33 - Tabela de Quantidades Derivadas

As tensões de falta podem ser mostradas em estrela ou triângulo. As


tensões de pré-falta e os componentes simétricos das tensões e correntes
podem ser exibidos, caso se marque os campos associados.
Isto se aplica aos módulos de teste Z, I-Característica, V-Característica, F--
Característica e aos módulos de teste direcional. Os módulos de teste
Diferencial e SSIMUL possuem diferentes diagramas fasoriais e o Módulo
Rampa não possui nenhum.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-46


Guia do Usuário do F6Test

Característica de Tempo (I, V e F)


O acionador de página de Teste é o mesmo para as características
temporizadas de corrente (I), tensão (V) e freqüência (f) (Figura 4.34). O
gráfico mostra os resultados que passaram do teste como pontos verdes no
gráfico característico, e os resultados que falharam no teste como pontos
em vermelho. A tabela do lado esquerdo do acionador de página mostra
aos detalhes para cada ponto de teste, copiado do acionador de página de
Pontos de Teste, junto com o resultado de tempo real, %Error e a avaliação
de Passou/Falhou. Se um teste não tem nenhum resultado, estas colunas
ficam vazias.
Em um teste de I-Característica, um campo inferior esquerdo é etiquetado
Saída de Tensão. Para um relé direcional de sobrecorrente, a polarização
de tensão é exigida para a partida.
• Desmarque o campo para suprimir a tensão e ver se o Relé opera
ou não. Isto é uma forma rápida de se verificar o elemento
direcional.

Figura 4.34 - Acionador de Teste para Característica I

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-47


Guia do Usuário do F6Test

Teste Direcional
O objetivo do teste direcional é encontrar o limite de operação e de não
operação do relé, que deve ser próximo dos ângulos de atraso e de avanço
especificados no MTA. Os valores defaults são Adiantado = MTA+90°,
Atrasado = MTA–90°. Uma procura binária é executada, usando uma série
de disparos de teste para encontrar os pontos de operação adiantados e
em atraso. Um disparo de teste consiste em um estado pré-falta e um
estado de falta. O MTA é calculado pela obtenção da média aritmética dos
valores atuais adiantados e em atraso.

Figura 4.35 - Acionador de Teste para um Teste Direcional

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-48


Guia do Usuário do F6Test

Selecione os elementos do relé a serem testados e a fonte do F6000 a ser


utilizada (por exemplo, IA para se testar a Fase A, tanto para uma falta
ABC, AB ou CA).
Uma falta AB tem correntes de falta IA e IB, que podem causar a operação
de ambos os elementos A e B do relé. Se um contato de saída comum for
utilizado para ambos os elementos, apenas a corrente IA do F6000 deve
ser verificada ao se testar o elemento IA, de forma a se prevenir que o
elemento B interfira com o teste. Ambos, IA e IB, podem ser conferidos se
cada elemento possuir uma saída de contato diferente.
O gráfico à direita exibe, para um tipo de falta selecionada, as
características direcionais e os fasores de tensão esperados. A tensão de
falta e as tensões de polarização estão destacadas. Quando o teste é feito,
executando um procura binária, assume-se que o fasor da corrente de
operação está no mesmo ângulo da linha de teste em movimento. No fim da
procura, as linhas atuais, adiantada, em atraso, e de MTA, são desenhadas.
Enquanto o teste está sendo executado, o gráfico exibe o tipo de falta
correntemente sendo executada.
Quando o teste não estiver sendo executado:
• Clique em um acionador de página de elemento (A, B, C, Seq Zero
ou Zero Neg) para mostrar o primeiro tipo de falta que é verificada.
Caso contrário, ele mostra o primeiro tipo de falta na lista.
• Clique direito no gráfico para selecionar no menu pop-up outros
tipos de falta a serem visualizados (Figura 4.35).
• Use os controles abaixo do gráfico para reorientar o gráfico,
selecionando a quantidade de referência e o seu ângulo em relação
à horizontal.
Todas as outras linhas e fasores são desenhados com relação a esta
referência. Os ângulos reais das correntes e das tensões de teste do F6000
podem ser diferentes daqueles mostrados no gráfico. Eles podem ser vistos
exibindo o diagrama fasorial, selecionando Mostrar Fasores como também
no visor do F6000.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-49


Guia do Usuário do F6Test

Teste Diferencial
A figura 4.36 é um acionador de página de Teste para um Teste de
Diferencial.
Os pontos de teste mais os resultados atuais de teste, %Error, e as
avaliações, passou/falhou, são mostrados. Os pontos de teste são
mostrados no gráfico como se segue:
• x, para pontos que não tenham sido testados;
• Pontos vermelhos, para pontos que falharam o teste;
• Círculos verdes, para pontos que passaram pelo teste.

Figura 4.36 - Acionador de Teste para um Teste Diferencial

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-50


Guia do Usuário do F6Test

Antes de se executar um teste:


• Selecione uma fase, marcando o campo dos elementos de relé a
serem testados. Para o teste das três fases, todo os três campos A,
B e C devem ser marcados, mas para se testar uma única fase
apenas um campo pode seja marcado de cada vez.
Um teste Is vs. Ip, que testa ambos os limites, superior e inferior, da região
de restrição, parece como mostrado na Figura 4.37. A linha mediana (onde
Ip = Is e Idiff = 0) é o centro da região de restrição, e as curvas, superior e
inferior, limitam a região de restrição. Os valores externos devem causar a
operação do relé.

Figura 4.37 - Acionador de Teste com Ip vs. Is Selecionado

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-51


Guia do Usuário do F6Test

Para exibir os fasores do teste, durante ou depois de se realizar o teste:


• Clique no campo Show Actual Currents and Phasors, para abrir a
janela de Fasores (Figura 4.38).

Figura 4.38 - Janela Separada para Fasores e Correntes

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-52


Guia do Usuário do F6Test

A Figura 4.39 mostra dois diferentes diagramas fasoriais para um teste


trifásico:
• A janela à esquerda, quando correntes do relé forem selecionadas
• A janela à direita, quando a corrente diferencial for selecionada

Figura 4.39 - Janelas de Fasores para Teste Trifásico

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-53


Guia do Usuário do F6Test

Testando Relés com Equações Características ou de Bias Desconhecidas


Se ambas as equações, característica ou de bias, do Relé não são
conhecidas, nenhum valor esperado pode ser calculado. Valores de partida
de ajuste baixo e de ajuste alto podem, porém, serem definidos no nível do
relé. Com qualquer destas variáveis, o teste pode ser executada apenas
usando a referência Ip vs. Is e o último dos três métodos de teste. Os
pontos de teste são definidos de modo habitual, entrando com os valores de
Ip, mas sem os valores de Exp, Min e Max.
Os resultados de teste atuais são mostrados nas tabelas e plotado no
gráfico, mas não existe nenhum cálculo de erro e nenhuma avaliação de
passou/falhou (Figura 4.40).

Figura 4.40 - Testando Relés com Equações Características ou Bias Desconhecidas

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-54


Guia do Usuário do F6Test

Z Tempo A Figura 4.41 mostra o Acionador de página de Teste para um teste de Z


Tempo. Os resultados do teste são grafados como pontos em torno das
características de zona. A tabela, à esquerda, mostra os detalhes para cada
ponto, copiado do acionador de página de Pontos de Teste, com o tempo
de operação e a avaliação de Passou/Falhou.
Para se ver os resultados adicionais, arraste a barra de rolagem de tabela à
direita:
• %Error, a zona atual que operou (baseado no tempo de operação)
• A tensão e a corrente de teste que foram aplicadas

Figura 4.41 - Acionador de Teste para Teste de Tempo Z

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-55


Guia do Usuário do F6Test

O gráfico característico Z Tempo, para os pontos de teste ao longo de um


ângulo comum, tipicamente o ângulo de linha, pode ser mostrado antes ou
depois do teste, pela seleção do Plano Z-T (Figura 4.42).

Figura 4.42 - Acionador de Teste com Plano Z-T Selecionado

Para executar um teste Espiral:


• Clique no botão de opção Spiral, no grupo Run Tests, na parte
inferior esquerda do canto do acionador de página.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-56


Guia do Usuário do F6Test

Use este teste para mostrar um grande número de pontos de teste,


começando do centro e indo para fora, de maneira espiral, até preencher a
área do gráfico.
O número de divisões horizontais e verticais do gráfico podem ser
selecionado antes de se executar o teste (Figura 4.43).

Figura 4.43 - Acionador de Teste com Teste Espiral Selecionado

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-57


Guia do Usuário do F6Test

Característica Z O acionador de página de Teste para gráficos de Característica Z (Figura


4.44) resulta de pontos (círculos, praças, diamantes) para cada uma das
zonas. A tabela mostra os detalhes para cada ponto:
• Pontos de teste esperados
• Pontos de teste atuais achados pela procura binária
• Avaliação de Passou/Falhou
• Tensão e corrente atual para cada ponto
NOTA Em alguns casos, pontos de teste em duplicata existem devido aos
limites de zona comum.

Para apagar pontos no acionador de página de Teste de ZCHAR:


1. Selecione o ponto e clique Delete.
2. Confirme o descarte na caixa de diálogo que aparece.

Figura 4.44 - Acionador de Teste para Característica Z

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-58


Guia do Usuário do F6Test

ZMTA O teste do Ângulo de Máximo Torque de Z (ZMTA) se aplica apenas para


as características MHO. O teste é uma forma especial do módulo de teste
de Zchar, aplicando um arco de falta varre-se (ao invés de linhas retas de
teste) em cima de uma faixa de ângulos, de fora para dentro da zona
estática de proteção. Como todos testes de Z, as condições de pré-falta e
de falta são especificadas com o botão de Método de Teste no acionador
de página de Configuração de Teste.
O gráfico do acionador de página de Teste (Figura 4.45) exibe o MTA
calculado esperado, e os ângulos, adiantado e em atraso, no limite de zona.

Figura 4.45 - Acionador de Teste para um Teste de ZMTA

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-59


Guia do Usuário do F6Test

Quando o teste é executado, a primeira prova de teste está em MTA+45°.


Após cada tempo de reset (especificado como “Time between shots” na
seleção Test Configuration > Test Timing and Trigger Selection), o
ângulo de teste é ajustado mais próximo do MTA e o teste é refeito,
continuando até que a diferença no ângulo entre as provas de testes
sucessivos seja menor do que o ângulo de precisão de procura
especificado. O teste então muda para MTA-45° e encontra o outro limite.
A seqüência de teste é executada para cada zona selecionada para o teste.
A média simples de ambos os ângulos, adiantado e em atraso, dá o MTA
calculado, que é comparado ao MTA esperado. O MTA esperado, ou
ângulo característico para o relé, é definido no nível do relé, em Add or
Modify Zone e Add or Modify Mho Characteristc.

Rampa de Tensão, Corrente , Ângulo de Fase ou Freqüência


O Teste de Rampa (Figura 4.46) executa um teste de regime permanente
(pickup e dropout) pela rampagem de uma quantidade de Ação, iniciando
em um valor de offset em direção a um valor limite, semelhante à Macro de
Rampa de Linear no software ProTesT®.

Figura 4.46 - Acionador de Teste para um Teste de Rampa de Degrau Unitário

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-60


Guia do Usuário do F6Test

O teste de rampa não é vinculado a quaisquer Parâmetros de Relé ou


funções; porém, ele usa os sinais de trigger (gatilho) definidos em
Connections & Signals > Digital Inputs and Triggers (Conexões & Sinais >
Entradas Digitais e Gatilhos). O teste é configurado usando ferramentas no
acionador de página de Teste.
Para configurar uma Rampa:
1. No grupo Tipo de Rampa, no canto superior esquerdo do acionador de
página, clique um tipo e entre com o Número de Rampas.
A quantidade da ação pode ser uma entre as seguintes:
• Amplitudes de tensão
• Amplitudes de corrente
• Ângulos de fase de tensão
• Ângulos de fase de corrente
O teste permite dois tipos de rampa, uma rampa única, de um offset em
direção a um limite, e uma rampa dupla, cujas rampas crescem em direção
a um limite, param com a partida do relé, esperam um pouco e rampam
novamente na direção oposta do dropout.
2. Selecione a rampa Stepped ou Pulsed.
Uma rampa de Stepped (em degraus) é uma simples rampa linear que
procede de um modo como de uma escadaria (Figura 4.47).

Figura 4.47 - Rampa Degrau

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-61


Guia do Usuário do F6Test

Uma rampa Pulsada retorna ao offset após todo o passo de rampa (Figura
4.48). A rampa pulsada é útil para o teste dos elementos de sobrecorrente
de alto ajuste, de forma a se evitar algum dano térmico aos relés. Ele
também simula de forma mais próxima o comportamento dinâmico do relé.

Figura 4.48 - Rampa Pulsada


3. Uso a lista pull-down à direita para selecionar uma configuração de fonte.
Para criar uma rampa linear de corrente, selecione uma configuração de
fonte do F6000, semelhante ao Painel de Controle do F6000. A tabela de
Fontes se modifica, somando ou apagando linhas, de forma a
corresponder ao número de tensões e correntes, com os sinais de fonte
nomeadas VA, VB, …, IA, IB, …
4. Na tabela de Fontes, entre com os valores de volts, Ampères, ângulos de
fase (Fase-N) e freqüência.
A quantidade de rampa é identificada entrando A para Action na célula
apropriada; por exemplo, para uma rampa de corrente, IA recebe a
amplitude de Action. Para uma rampa de ângulo de fase, a ação do
ângulo de fase relativo, como A-120 ou A+75, pode ser fornecida para
outras fases mas uma delas deve ser Action.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-62


Guia do Usuário do F6Test

5. Preencha os parâmetros que controlam a rampa de Ação.


• Os valores de offset e da duração do offset (quanto tempo
permanecer no offset antes da rampa começar) podem ser 0 ou
algum valor pré-falta para corrente; para tensão, a tensão normal
pré-falta seria normalmente usada mas 0 pode ser também usado;
para freqüência, a freqüência base normal seria entrada.
• O valor de delta e o Tempo de Delta especificam os incrementos de
rampa; cada passo é seguido de um Tempo de Delta antes do
próximo passo. Isto permite ao relé detecte a mudança.
• O valor de Limite determina quando a rampa deve parar, se o relé
não apresentou ainda um sinal de disparo. Para corrente, o valor
limite (ou o offset, seja qual for maior) determina também o alcance
da fonte exigida para a fonte de Ação. Normalmente um offset pouco
abaixo do pickup esperado, e um limite não muito alto, é usado. Se
o relé não opera, um resultado de NoOp é registrado.
NOTA Uma rampa pode ir ou para cima ou abaixo. Por exemplo, uma rampa
de corrente pode começar baixa (corrente de carga) e rampar para um
limite alto (corrente de falta), ou uma rampa de tensão pode começar
alta (tensão normal) e rampar para baixo em direção a um limite
inferior (falta por subtensão). Para uma direção de rampa negativa,
entre com um valor de delta negativo.
Rampa Pulsada Para uma rampa Pulsada existem dois detalhes de Ação adicionais: A
duração do pulso e a espera (Figura 4.49).
Entre com o offset e com a duração do offset, da mesma forma que para
uma rampa simples; um valor normal, de não operação. A corrente inicial
estaria perto do ajuste de partida. A rampa procede de lá para o limite.
Depois de cada passo de rampa, porém, o valor de teste retorna ao offset
por um tempo de Espera, o qual deve ser longo bastante para que o relé se
acalme e para retorne a um estado de repouso antes do próximo
incremento de pulso.

Figura 4.49 - Detalhes de Ação para uma Rampa Pulsada

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-63


Guia do Usuário do F6Test

Rampa Dupla Entre com os parâmetros de Ação da rampa dupla (Figura 4.50) como se
você fosse fazer para uma rampa única. Depois do Limite da Rampa 1,
entre com um tempo de espera, para permitir que a saída do relé se
estabilize antes de começar a Rampa 2 na direção oposta. O tempo de
Espera começa tanto quando o sinal de disparo acontecer, quanto o limite
for alcançado. A amplitude da rampa pode começar baixa, ir para cima e
então decrescer; ou ela pode começar alta, decrescer e então retornar para
cima.

Figura 4.50 - Detalhes de Ação para uma Rampa Dupla


6. No grupo Trigger, acima dos detalhes de Ação, selecione um nome de
trigger da lista pull-down (a qual é definida em Parâmetros de Relé >
Conexões & Sinais) para identificar qual entrada do F6000 será usada e a
transição, como Aberto para Fechado.
7. Especifique o Delay (Atraso) e a Duração em ms.
Estes valores permitem que o sinal de trigger seja condicionado de forma
a assegurar uma partida firme pelo relé. Quando cada passo de rampa
ocorrer, o F6000 pode desabilitar a entrada de trigger por um tempo
Sense Delay (Atraso de Sensibilização), para permitir que a saída do relé
se estabilize. Uma vez que a entrada de sinal for armada, se um sinal de
disparo acontece, um temporizador de Duração de Sensibilização é
iniciado; se o sinal de disparo sai antes da temporização expirar, nenhum
disparo é registrado. Isto permite o debouncing de trepidação dos
contatos. Estes valores são às vezes úteis para relés eletromecânicos
mais velhos, para permitir que a rampa produza um bom resultado de
teste. Os relés numéricos não exigem isto, então Delay e Duration
podem ser normalmente configurados em 0.
8. Entre com um nome descritivo para Objetivo de Teste, o valor esperado
(setpoint), e umas porcentagens de tolerância +/–.
9. Selecione as unidades de tempo em ciclos, milissegundos ou segundos.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-64


Guia do Usuário do F6Test

SSIMUL – Declara Teste de Simulação


O teste de SSIMUL é semelhante à macro de SSIMUL no software
ProTesT®. Ele usa as quantidades da onda senoidal quadrada para simular
a evolução de uma falta, representada por até 25 estados. Até 6 tensões e
6 correntes podem ser usadas, e eventos de sensibilização de
temporizadores independentes podem ser registrados.
SSIMUL não é vinculado a quaisquer Parâmetros de Relé ou funções;
porém, usa os sinais de trigger definidos em Connections & Signals >
Digital Inputs and Triggers (Conexões & Sinais > Entradas Digitais e
Gatilhos). Quando um teste SSIMUL for criado, um acionador de página de
Teste com um estado de pré-falta é fornecido. Os estados adicionais devem
ser adicionados para falta e pós-falta.
O Teste de SSIMUL é configurado no acionador de página de Teste (Figura
4.51).

Figura 4.51 - Acionador de Teste para um Teste de SSIMUL

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-65


Guia do Usuário do F6Test

Para configuração um Teste SSIMUL:


1. Selecione uma configuração de fonte do F6000, usando a lista pull-down
no canto superior direito do acionador de página.
• Marque Show Configuration para abrir uma janela de Sinais
Analógicos com um diagrama da configuração selecionada (Figura
4.52).

Figura 4.52 - Janela de Sinais Analógica Aberta do Acionador de Teste

A tabela de nome da Fonte muda de acordo, somando ou apagando linhas,


para corresponder ao número de tensões e correntes, com os sinais de
fonte nomeados de VA, VB e assim por diante para as tensões, e de IA, IB,
e assim por diante para as fontes de corrente. Quando o teste for
executado, a amplitude sincronizada e as transições de fase acontecem em
cada mudança de estado, aproximando de uma condição de falta realista.
2. Na tabela para o primeiro estado, entre com a amplitude, a fase e a
freqüência. O Estado No 1 é normalmente o estado de pré-falta,
representando a injeção secundária normal no relé ou no painel do relé
sendo testado.
• Se a mesma freqüência se aplica a todos os estados, deixe o campo
marcado. A freqüência aparece só em Estado 1.
• Se for para a freqüência mudar durante o teste, desmarque o
campo. Uma coluna de freqüência aparece para cada estado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-66


Guia do Usuário do F6Test

3. Clique Append State para adicionar um estado à direita no fim da tabela,


ou clique Insert State para inserir um estado à esquerda de um estado
selecionado.
4. Em cada nova tabela de estado, entre com uma amplitude e fase para
cada fonte, a duração do estado, e um nome descritivo do estado no lugar
do nome default.
O acionador de página de Teste na Figura 4.51 da página 4-65 mostra
quatro estados para as fontes nomeadas na tabela de Fonte. Normalmente,
três estados podem representar as condições de Pré-falta, de Falta e de
Pós-falta (disjuntor operado). Aqui, o quarto estado representa um
religamento, restabelecido as condições normais (falta transitória). Um
cenário diferente poderia ser o religamento sob uma condição de falta, com
um quinto estado para a operação do disjuntor. Religamentos múltiplos
podem ser usados para se testar o bloqueio depois de um número de
religamentos não satisfatórios.
Para criar um estado na tabela, pode-se:
• Use a barra de rolagem horizontal para mover o visor da direita para
a esquerda.
• Use o controle spinner no campo de nome State / No State para
selecione o estado.
Para apagar um estado:
• Selecione qualquer célula do estado e clique Delete State.
Girar a Falta Girar a falta se aplica às tensões e ou correntes trifásicas apenas. Para
uma rotação de fase ABC, os valores prévios da fase A vão para a fase B, o
os valores prévios da fase B vão para a fase C e os valores prévios da fase
C vão para a fase A.
Exibição Fasorial O botão Exibição Fasorial abre uma janela (Figura 4.53) com um diagrama
fasorial para cada estado.

Figura 4.53 - Janela do Diagrama Fasorial de SSIMUL

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-67


Guia do Usuário do F6Test

Só três estados podem ser exibidos de uma vez.


• Clique em um estado na tabela de estado para incluí-lo na exibição
fasorial.
Para mudar as propriedades gráficas da janela:
1. Clique direito em qualquer lugar na janela para um menu pop-up.
2. Escolha Wye ou Delta para exibir as tensões.
3. Clique Phasor Display Properties para abrir uma caixa de diálogo que
fixa o estilo da linha e as cores para as tensões individuais atuais.
Unidades de Tempo
Selecione ou mude as unidades de tempo exibidas para a duração do
estado: segundos, milissegundos ou ciclos. Quaisquer valores previamente
entrados são convertidos nas unidades de exibição.
Modo de Execução
Selecione o Modo de Execução na lista pull-down.
• • Start Now (Comece Agora) começa a simular o estado assim que
o botão de executar for pressionado.
• • Selecione tanto GPS ou Preset Until se for sincronizado por
satélite, teste ponto a ponto é feito
• Quando o teste for executado, um código de tempo de GPS é
fornecido para se determinar quando a simulação começa.
• Preset Until afirma a condição de Pré-falta imediatamente, mas
a simulação de sucessivos estados espera até o tempo de
satélite ajustado.
NOTA O teste sincronizado por satélite exige o contacto de voz com a equipe
do outro terminal para acordar a respeito de um tempo comum de
início, e necessita que uma antena de GPS esteja conectada.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-68


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Saída Digital


Use o acionador de página de Saída Digital (Figura 4.54) para selecionar as
saídas digitais definidas para o relé e para configurar o valor de cada
estado do SSIMUL.
1. Clique no campo para selecionar uma saída.
2. Clique na fila no primeiro estado.
O primeiro nível exibido é o baixo; isto é, o estado default como definido
em Relé > Conexões & Sinais > Saídas Digitais.
3. Clique uma segunda vez para mudar o nível para alto.
Outro clique alterna ele para baixo. Baixo representa um contato aberto
na saída e alto significa um contacto fechado.

Figura 4.54 - Acionador de Saída Digital para Teste de SSIMUL

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-69


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página de Medição


Use o acionador de página de Medição (Figura 4.55) para instalar
temporizadores para registrar a operação das entradas de trigger (gatilho) e
para registrar a operação do relé. Pelo menos um temporizador é criado
como default.
Para adicionar outro temporizador:
1. Clique no botão Append (anexar) para adicionar uma linha à tabela.
2. Entre com um nome descritivo no campo Timer Name.
3. Clique no campo Start e use a lista pull-downs para selecionar um
estado em que começar o temporizador.
4. Clique no campo Stop e use a lista pull-down para selecionar um nome
de trigger (gatilho)para parar o temporizador.
O nome do gatilho é definido no nível do Relé.

Figura 4.55 - Acionador de Medida para Teste de SSIMUL

Quando o teste for executado, o tempo é registrado se o relé operar. O


critério Passou/Falhou pode ser aplicado. Use múltiplos temporizadores
para registrar eventos múltiplos.
NOTA Quando as mudanças forem feitas no acionador de página de Teste
pode ser necessário atualizar manualmente o estado de começo.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-70


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de Página do Note Book


O acionador de página do Note Book fornece um bloco de nota de duas
colunas para as instruções de teste do Criador e os comentários do
Usuário. Note Books estão disponíveis no nível do relé e para cada Módulo
de Teste. Use um Note Book para documentar a identificação e ajustes do
relé, ou para fornecer instruções on-line para a configuração do relé, a
calibração manual e a inspeção visual. Veja Capítulo 3 ”Criando um Relé”
para informações sobre como configurar o acionador de página de Note
Book.

Acionador de Página de Relatórios


O acionador de página de Relatório (Figura 4.56) está disponível para cada
definição de Teste com a finalidade de se preparar um relatório de teste
formatado.

Figura 4.56 - Acionador de Relatórios

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-71


Guia do Usuário do F6Test

Para especificar um relatório:


1. Selecione um modelo de relatório da lista pull-down.
A lista pull-down na Figura 4.56 da página 4-71 mostra os dois modelos
default incluídos com o software do F6Test. Os modelos são definidos na
caixa de diálogo de Definições de Relatório Global, descrita no Capítulo 1
”Inicializando”.
2. Clique Preview para ver o relatório em uma janela separada.
Se a definição do teste selecionado para visualização for diferente da
definição de teste atualmente aberta, os gráficos não podem ser
exibidos.
3. Clique Print para enviar o relatório para a impressora default do
computador.
O F6Test abre um caixa de diálogo de Impressão (Figura 4.57).

Figura 4.57 - Caixa de Diálogo de Impressão

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-72


Guia do Usuário do F6Test

4. Use a caixa de diálogo para especificar as páginas e o número de cópias


a serem impressas.
A figura 4.58 é um exemplo de relatório.

Figura 4.58 - Exemplo de Formato de Relatório

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-73


Guia do Usuário do F6Test

Para exportar o relatório:


1. Clique Export.
O F6Test abre uma caixa de diálogo Windows Salvar Como (Figura 4.59)
com o arquivo no formato de texto Rich Text (*.rtf) selecionado. O
formato é compatível com Microsoft Word e uma variedade de outros
aplicativos do Windows.

Figura 4.59 - Caixa de Diálogo Save As para Exportar Relatórios

2. Use as ferramentas da caixa de diálogo para selecionar uma localização


de armazenamento e nomear o arquivo e clique Save.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-74


Guia do Usuário do F6Test

5. Executando Testes

Selecionando um Teste
Para selecionar um teste:
1. Expanda a Localização e Relé na Árvore de Localização, e selecione o
Plano de Teste.
O teste é listado na Tabela de Visualização de Plano de Teste (Figura
5.1).

Figura 5.1 - Selecionando um Teste

2. Clique duas vezes o Test e clique Open na caixa de diálogo de


Definições de Teste.
A planilha de Definições de Teste abre com o acionador de página de
Elementos de Teste selecionado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-75


Guia do Usuário do F6Test

3. Clique no Test Tab para ver os pontos de teste e qualquer resultado de


teste de uma simulação anterior (Figura 5.2).

Figura 5.2 - Acionador Exibindo Valores de Testes Anteriores

A tabela de Pontos de Teste e Resultados, à esquerda, mostra os valores


de teste para múltiplos testes relacionados. Os acionadores de página
nesta tabela representam todas as combinações possíveis testadas fase-
neutro, fase-fase e trifásico.
A função de Relé sendo testada pode definir um ou mais destes elementos.
Aqueles que são definidos para o relé e selecionados para o teste (com o
acionador de página de Elementos de Teste) possui acionadores de página
ativos; os outros ficam cinza, desativados.
Pontos de teste identificados no acionador de página de Pontos de Teste,
ou envolvidos pelo método de teste, são mostrados. A Figura 5.2 mostra os
pontos de teste de sobrecorrente como múltiplos do ajuste do relé. O
resultado de teste mais recente é mostrado. Se nenhum teste foi executado,
as colunas ficam em branco.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-76


Guia do Usuário do F6Test

4. No grupo Run Tests (Figura 5.3), usa os campos para selecionar quais
grupos de teste executar. Os campos estão disponíveis só para os
acionadores de página de ponto de teste ativos. Ainda que um elemento
de fase-neutro seja selecionado para testar, habilitando todos os três
acionadores de página fase-neutro, pode ser necessário testar apenas
um deles. Para exemplo, se todas as fases compartilham a mesma lógica
de processamento, testando-se uma fase testa-se todos elas.

Figura 5.3 - Grupo de Testes Executar

5. Escolha Multi-point Shots para aplicar pontos de teste em ordem ou


Selected Point Only para aplicar um ponto selecionado nos Pontos de
Teste e Tabela de Resultados.
A segunda opção poderia ser útil para se verificar um ponto que falhou
quando o acionador de página inteiro foi executado.
As escolhas do grupo “Executar Testes” variam, dependendo da
definição do módulo de teste selecionado. Por exemplo, o teste de
Tempo Z tem uma opção de executar Espiral.
A opção Espiral anula a seleção de ponto de teste com uma seqüência
de pontos de teste, que começa no centro do gráfico característico, e
espiralando para fora, no sentido dos ponteiros do relógio, em um padrão
quadrado que enche a região de operação da característica. A área do
gráfico é dividida em um gride de teste com x divisões verticalmente e
horizontalmente.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-77


Guia do Usuário do F6Test

Por exemplo, o valor de Divisons de 10, na Figura 5.4, gera um gride


10x10 de pontos de teste na zona de proteção. Um gride 25x25 teria uma
resolução muito maior, com muitos mais pontos de teste cobrindo a mesma
área.

Figura 5.4 - Grupo de Testes Executar para um Teste de Tempo Z

O teste de tempo de freqüência não tem nenhuma seleção de tipo de Falta.

Modo de Simulação
Se nenhum F6000 ou relé estiver disponível, é possível se verificar a
operação de um teste usando Modo de Simulação.
Para habilitar este modo:
• Escolha Tools > Simulation Mode da barra de menu. Quando
marcado, um teste pode ser executado sem instrumento conectado.
Os valores de teste simulado são gerados e armazenados no
acionador de página de teste e no gráfico característico.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-78


Guia do Usuário do F6Test

Executando o Teste

Uma vez os teste e os pontos de teste tenham sido selecionados, comece o


teste apertando a tecla F12 ou usando os controles na barra de ferramentas
Run (Figura 5.5).

Figura 5.5 - Barra de Ferramentas Executar

1. Clique no botão Run (seta única) para começar o teste.


O ícone da janela de executar aparece acima da tabela de Pontos de
Teste e exibe um ícone de PARADA vermelha (Figura 5.6).

Figura 5.6 - Janela Executar

2. Faça qualquer um dos seguintes para abortar o teste:


• Clique no botão Stop na barra de ferramentas Executar.
• Pressione qualquer tecla no teclado.
• Clique no ícone Stop vermelho.
• Clique no botão de Close na janela Executar.
Se muitos pontos resultarem em uma execução com falha, o teste pode
parar também automaticamente, como configurado no caixa de diálogo de
Faltas de Teste.
3. Clique no botão Pause (dupla barra vertical) para interromper a execução
do teste entre dois pontos de teste.
4. Clique no botão Run (executar) para retomar.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-79


Guia do Usuário do F6Test

Ocultando as Colunas da Tabela


A tabela de Resultados não exibe todas as colunas ao mesmo tempo.
Porém, as colunas menos importantes podem ser ocultadas enquanto o
teste está sendo executado, para permitir maior atenção às colunas de
interesse.
Para esconder uma coluna:
1. Clique direito na tabela para exibir a caixa de diálogo de Colunas Ocultas
(Figura 5.7).

Figura 5.7 - Caixa de Diálogo de Colunas Ocultas

2. Cheque as colunas para serem escondidas enquanto o teste está sendo


executado e clique OK. Durante o teste, as colunas não marcadas são
mostradas na tabela de resultados de teste.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-80


Guia do Usuário do F6Test

AutoRun
Uma vez que um plano de teste tenha sido ocupado com testes, é possível
executar mais do que um teste em uma seqüência continua.
Para executar testes múltiplos em um plano:
1. Selecione Setup > Test Defaults > Run/Auto Run para se verificar os
defaults do Run/Auto Run.
2. Selecione o Plano de Teste na Árvore de Localização para exibir os
testes individuais na Tabela de Visualização.
3. Clique no campo à esquerda de cada teste a ser executado em
seqüência contínua.
Seis, dos oito testes na Figura 5.8, foram selecionados para AutoRun.

Figura 5.8 - Marcando Testes para AutoRun

Se existir mais do que uma Definição de Teste para um teste selecionado, o


F6Test executa a definição marcada como Default.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-81


Guia do Usuário do F6Test

Para mudar o default:


• Clique duas vezes no Teste para abrir a caixa de diálogo de Definição de
Teste, selecione a definição e clique Set as Default (Configurar como
Default) (Figura 5.9).

Figura 5.9- Mudando uma Definição Default para AutoRun

4. Clique no botão Auto Run na barra de ferramentas Run, ou pressione


Alt+F12.
A seqüência começa.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-82


Guia do Usuário do F6Test

Apêndice A. Tabelas de Referência


Este apêndice inclui os seguintes recursos para se utilizar o F6Test:
• Lista de conferência da preparação do teste (Tabela A.1 na página A-1)
• Lista de conferência de execução do teste (Tabela A.2 na página A-2)
• Abreviações (Tabela A.3 na página A-3)
• Atalhos de teclado (Tabela A.4 na página A-4)

Preparação de teste
Tabela A.1 - Lista de Conferência da Preparação do Teste para um Novo Relé
9 Passo Referência
Se adicionando um novo modelo de fabricante Veja ”Relé Mfrs & Modelos”, na
ou relé: página 1-37
• Abra a lista de Fabricantes e Modelos de Relé.
• Adicione os itens necessários.
Crie um Registro de Localização. Veja ”Localização”, na página
1-10
Se a característica não existe na base de dados: Veja ”Características de Relé”,
na página 2-1
• Adicione as características na Tabela Look-up
para modelo de fabricante e de relé.
• Some um Registro de Relé a uma Localização. Veja Capítulo 3 ”Criando um
Relé”
Para o Relé: Veja ”Conexões e Sinais”, na
página 3-4
• Defina Conexões e Gatilhos para o teste. Pelo
menos uma Entrada e um Gatilho Digitais devem
ser definidos.
Em Parâmetros de Relé: Veja ”Parâmetros de Relé”,
• Adicione uma Função de Teste com um ou na página 3-8
mais elementos de teste, criando uma matriz de
elementos e fases, ou zonas e fases.
Adicione um Plano de Teste e para ele adicione Veja ”Planos de Teste”, na
um módulo de Teste e selecione o tipo de teste; página 4-1
por exemplo, I-Char, Z-Tempo DiffChar.
Para o módulo de teste, crie uma Definição de Veja ”Definições de Teste”, na
Teste. página 4-5

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-83


Guia do Usuário do F6Test

Tabela A.1 - Lista de Conferência da Preparação do Teste para um Novo Relé


9 Passo Referência
Para a definição de teste: Veja ”Acionador de página de
Elementos de Teste”, na
Selecione um ou mais elementos para testar.
página 4-7
Debaixo de Configuração de Teste, configurar o Veja ”Acionador de página de
Cálculo da Falta ou Método do Teste, usado Configuração de Teste”, na
para determinar a resposta do relé. Selecione página 4-11
uma saída de gatilho e configurar a contagem de
tempo do teste.
Selecione os pontos de teste para o teste. Veja ”Acionador de página de
Pontos de Teste”, na página 4-
28

Executando um Teste

Tabela A.2 - Lista de Conferência para Execução de um Teste


9 Passo Referência
• Selecione Localização, Relé e Plano de Teste Veja Capítulo 5 ”Executando
Testes”
• Selecione um módulo de teste e abra uma
Definição de Teste.
• Selecione o acionador de página de Teste. Veja ”Selecionar um Teste”, na
página 5-1
Se o teste foi preparado, os elementos de teste,
os pontos de teste e os valores esperados serão
exibidos, assim como os resultados de qualquer
teste prévio com a avaliação passou/falhou.
• Reveja os valores antes de executar, repetindo
os Passos de Preparação de Teste. Ele revela a
fonte dos pontos de teste e dos valores
esperados.
• Faça as mudanças necessárias.
• Selecione quais elementos de teste executar. Veja ”Executar o Teste”, na
página 5-5
• Conecte um instrumento F6000.
• Clique o botão Start na barra de ferramentas.
• Reveja os resultados do teste e faça qualquer
ajuste necessário.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-84


Guia do Usuário do F6Test

Abreviações

Tabela A.3 - Abreviações usada no F6Test


Abreviação Descrição
NoOp O Relé não operou. Isto pode ser também um
valor esperado.
Op O Relé operou. Este resultado é exibido se
não existe nenhum valor esperado.
Scr O Erro de Fonte foi encontrado enquanto se
executava um disparo de teste. Isto resulta
quando a carga apresentada para a fonte
excede a sua capacidade.
ITH Corrente Muito Alta. Isto acontece quando a
corrente exigida está acima do limite da
Configuração de Fonte de Instrumento. F6000
VTH Tensão Muito Alta. Isto acontece quando a
tensão exigida está acima do limite da
Configuração de Fonte de Instrumento F6000
TTD A duração de Tempo de Transitório é muito
longa. Isto acontece se o valor de corrente de
teste exige um modo transitório e o tempo
exigido para um dos estados é maior do que
1,5 s.
FDS Duração Pequena da Falta. Isto acontece se
a duração máxima da falta especificada é
menor do que o tempo máximo de operação
esperado para um ponto de teste sendo
executado.
NF Não achou. O ponto característico sendo
procurado por não foi achado durante a
procura binária.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-85


Guia do Usuário do F6Test

Teclas de Atalho

Tabela A.4 - Teclas de Atalho usadas no F6Test


Tecla de Atalho Descrição
Ctrl+N Cria e abre uma nova base de dados do
F6Test.
Ctrl+O Abre uma base de dados existente
Ctrl+S Salva as definições de teste
Del Apaga os registros selecionados (localização,
relé, plano de teste, teste), a célula da tabela
ou o texto selecionado.
Ctrl+X Corta e cópia para a área de transferência os
registros selecionados ou texto.
Ctrl+C Cópia para a área de transferência os
registros selecionados
Ctrl+V Cola o conteúdo de área de transferência na
localização, relé, plano de teste, célula da
tabela ou na área de texto selecionada.
Funciona também entre duas bases de dados
diferentes.
Crtl+I Insira o registro antes do registro selecionado.
Crtl+A Anexa um registro depois do último registro.
Ctrl+F Encontra
Esc Cancela
F1 Abre o arquivo de Ajuda on-line.
F10 Fecha o Módulo de Teste e retorna à Lista de
Visualização
F12 Executar o módulo de teste aberto
atualmente.
Alt+F12 AutoRun todos os módulos de teste
marcados, começando pelo módulo
atualmente selecionado.

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-86


Guia do Usuário do F6Test

Índice
A
Abreviações Umas-3
Somando Funções 3-11
Somando Relés 3-1
Sinais analógicos 3-6
Segmentos de arco 3-19
Arquitetura 1-5
AutoRun 5-7

B
Equações de bias 4-54

C
Constantes características 2-6
Equações características 2-3
Diretrizes de características 2-8
Biblioteca de características 2-2
Listas de Conferência
Executando um Teste Um-2
Preparação de teste Um-1
Configuração de comunicação 1-23
Comparando Características de Relé 2-12
Conexões e Sinais 3-4
Menu de contexto 1-13
Funções de cópia 1-20
Copiando uma Função 3-11
Copiando Características de Relé entre Bases de dados 2-14
Criando
Arquivos de base de dados 1-16
Módulos de teste 4-1
Eu-2 Acelero # 72A-1968 Rotação. Um 10/03

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-87


Guia do Usuário do F6Test

D
Os dados Vê 1-5
Arquivo de base de dados 1-16
Apagando Pontos de Teste 4-42
Características de diferencial 2-11, 4-14
Pontos de Teste de diferencial 4-35
Contagem de tempo de Teste de diferencial 4-22
Testes de diferencial 4-10, 4-50
Acionador de página de saída digital 4-69
Saídas digitais 3-6
Características de Sobrecorrente direcionais 4-13
Testes direcionais 4-9, 4-48
Exibição Phasors 4-67
Exibindo Características de Relé 2-12
Rampa dupla 4-64

E
Edite Menu 1-18
Editando Pontos de Teste 4-42
Saindo o Software 1-18

F
Abreviações do F6Test Um-3
Instalação do F6Test 1-2
Teclas de Atalho do F6Test Um-4
A falta Gira 4-67
F-Chamusque 4-47
Menu de arquivo 1-15
Ache Caixa de diálogo 1-20
Freqüência 4-11
Função Worksheets 3-9
G
Worksheet geral Característico 3-18
O gráfico Aparecer Menu 4-40

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-88


Guia do Usuário do F6Test

H
Colunas de Tabela 5-6
Guia do Usuário do F6Test
Acelere # 72A-1968 Rotação. Um 10/03 eu-3

I|
Impedância 4-8
Funções de impedância 3-14
Importando de uma Planilha eletrônica 2-10
Instalação 1-2
Os instrumentos Sustentaram 1-1

L
Segmentos de linha 3-19
Localização 1-10
Login 1-3
Tabela Look-up 2-8

M
Acionador de página de medida 4-70
Menus 1-12
Menu de módulo 1-22
Relés de mudança, Planos de Teste, e Testes 1-11

N
A nota Reservar Acionador de página 4-71
Note Book 3-7

O
Sobrecorrente 4-7

P
Diagramas de Phasor 4-45
Cálculo de Pré-falta 4-11
Configuração de impressão 1-18

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-89


Guia do Usuário do F6Test

Rampa pulsada 4-63

R
Tabelas de referência Uma-1
Relé 1-10
Características de Relé 2-1
Funções de Relé 3-3, 3-9
Parâmetros de Relé 3-8
Mudando Relés, Planos de Teste, e Testes 1-11
Acionador de página de relatórios 4-71
Requisitos 1-1
Executando um Teste Um-2
Executando Testes 5-1, 5-5
Eu-4 Acelero # 72A-1968 Rotação. Um 10/03

S
Selecionando um Teste 5-1
Selecionando Pontos de Teste 4-42
Menu de configuração 1-23
Modo de simulação 5-4
Pontos de Teste de escolha 4-43
Configuração de fonte 4-22
SSIMUL – Declara Teste de Simulação 4-65
Startup 1-3
Instrumentos sustentados 1-1
Requerimentos de sistema 1-1

T
Acionador de página de Configuração de teste 4-11
Definições de teste 4-5
Acionador de página de Elementos de teste 4-7
Características de Gráfico de teste 4-40
Botão de Método de teste 4-17
Módulos de teste 4-1
Planos de teste 1-11, 3-3, 4-1
Pontos de teste 4-42

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-90


Guia do Usuário do F6Test

Acionador de página de Pontos de teste 4-28


Preparação de teste Um-1
Acionador de página de teste 4-44
Tipos de teste 4-3
Relés de prova 4-54
Testes 4-2
Funções de tempo Características 3-12
Características de tempo
Atuais 4-11
Eu-Chamusco 4-47
Tempo Sobrecorrente Teste Pontos 4-28
Unidades de tempo 4-68
Barras de ferramentas 1-12, 1-14
Seleção de gatilho 4-22
Botão de Seleção de gatilho 4-20

U
Características desconhecidas 4-54

V
V-Carvão animal 4-47
Tensão 4-11
Guia do Usuário do F6Test
Acelere # 72A-1968 Rotação. Um 10/03 eu-5

W
Worksheets
Função 3-9
Característica geral 3-18

Z
Z Chamusque 4-58
Z Chamusque Linhas de Teste 4-38
Z Tempo 4-55
Z Pontos de Teste de Tempo 4-30
ZMTA 4-59

Rev # 72A-1968 Rev. A 10/03 4-91

Você também pode gostar