Você está na página 1de 47

_____Curso de Auriculoterapia

Curso
de
Auriculoterapia

1
_____Curso de Auriculoterapia
1 – INTRODUÇÃO

A Auriculoterapia é um dos métodos terapêuticos na qual a superfície externa


da orelha é estimulada para aliviar condições
patológicas em outras partes do corpo. Está
baseada nas antigas práticas de tratamento de
acupuntura, que se utiliza de pontos específicos
localizados no pavilhão auricular.
O uso dos pontos auriculares como método
terapêutico data dos tempos remotos da história da
China, e está registrado no Huang Di Nei Jng, o
primero livro da Medicina Tradicional Chinesa. A
acupuntura auricular tem suas origens no Oriente,
vinda através da observação comparativa de que o
pavilhão auricular tem com o formato de um feto em
posição de parto, que apresenta o formato dos rins
(morada do Qi ancestral), que por sua vez tem o
formato de uma semente, origem da vida.

P a r a a c u p u n

conexão da orelha aos órgãos internos, aos Meridianos e Colaterais, aos tecidos, ás
extremidades (membros) e aos ossos. São também lugares através dos quais Energia
(Qi) dos órgãos Zang Fu e dos Meridianos é transportada para a superfície auricular.

2. ANATOMIA DA ORELHA

2
_____Curso de Auriculoterapia
A orelha consiste em uma cartilagem elástica única, coberta por fina camada
de pele, penugem, glândulas sebáceas e sudoríparas, e é inervada e vascularizada. É
constituída por tecido fibrocartilaginoso, formado também por ligamentos, tecido
adiposo e músculos, que sustentam suas estruturas anatômicas.
A superfície do pavilhão auricular está dividida em várias áreas de acordo com
sua anatomia e relevo. Contém acidentes bem variados e fáceis de localizar.
Há nomes específicos para todas as suas partes. Olhando-se o centro da
orelha, há uma linha divisória chamada raiz da hélix ou helice. Nessa raiz, existe uma
chanfradura (rachadura/rasgo) denominada Ponto Zero; logo após, começa o ramo
ascendente da hélix.
Seguindo este mesmo ramo, há uma dobradura, chamada joelho da hélix e,
mais acima, forma-se a ápice da hélix, até chegar ao tubérculo de Darwin, onde há o
corpo da hélix; em sua parte caudal, encontra-se o lóbulo.
No lóbulo, existe o antítrago. Na saída do antítrago, oposto a hélix, está a anti-
hélix que vai subindo até uma divisão em forma de “U”, que é o ramo ascendente da
anti-hélix e ramo inferior da ant-hélix, e entre eles está a fossa triangular. No
espaço entre a hélix e a anti-hélix, está a escafa. À frente dela está o trago e,
também, a incisura ou fissura tragal.
Nessa concha, dividida pela raiz da hélix, existe a concha superior menor,
denominada cimba, e a concha posterior inferior, denominada cava.

3.

UM POUCO DE MTC
A acupuntura Auricular é citada no Tratado de Acupuntura e Moxa Bustão mais
antigo já encontrado na China. Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, explica a

3
_____Curso de Auriculoterapia
estreita relação entre o pavilhão auricular como um microssistema a ser explorado e
auxiliar no tratamento de vários desequilíbrios. Em alguns tratados de acupuntura,
como o Ling Shu e Nei Jing é mencionada a relação dos canais de energia com o
pavilhão auricular. É visto que, os meridianos Yang que são Intestino Grosso (IG),
Intestino Delgado (ID), Vesícula Biliar (VB), Triplo aquecedor (TA) ou San Jiao (SJ),
Estômago (E) e Bexiga (B) passam ao redor da orelha ligando se a orelha de forma
direta. E os meridianos Yin, que são:
Pulmão (P), Coração (C), Pericárdio (P
ou CS), Fígado (F), Baço/Pâncreas
(BP) e Rins (R) estão ligados a orelha
por meio de ramificações.
O sistema de meridianos
(Canais de Energia) fazem parte de um
todo, assim como o sistema nervoso,
circulatório e digestório, os meridianos
fazem parte de nosso corpo, apenas
não é visto a olho nu.

 Os Cinco Elementos
A teoria dos Cinco Elementos aborda a ideia de que o mundo material e
imaterial é formado por elementos que são em número de cinco: Água, Madeira, Terra,
Metal e Fogo. Estes elementos participam de um continuo ciclo de geração, que se
refere à forma como se originam, e de um ciclo de dominância, que apresenta o poder
natural de um elemento sobre o outro.
Dentro de uma ciência terapêutica longamente estudada, essa teoria de inter-
relação entre os cinco elementos da natureza faz muito sentido, já que está presente
em tudo o que existe. No corpo, cada órgão e cada víscera estão relacionados a um
elemento, conforme sua função dentro do organismo, porem os órgãos e vísceras na
visão da MTC, não tem a mesma visão da medicina ocidental.
Para a Medicina Chinesa a teoria dos 5 elementos é uma forma de diagnóstico
muito importante. Observando o comportamento do paciente podemos afirmar que há
desequilíbrio em um ou mais elementos, muitas vezes um causou desequilíbrio em
outro, por esse motivo devemos tratar do desequilíbrio original.

 MADEIRA: Sua estação é a primavera, pessoas com características nesse


elemento são mais suscetíveis aos desequilíbrios do elemento, incomodam-se com o

4
_____Curso de Auriculoterapia
vento no rosto. O desequilíbrio atingiu o Fígado e a Vesícula Biliar quando se sente
dor de cabeça lateral, enxaqueca, os olhos ressecados ou lacrimejando com
facilidade, o som que emitem são gritos e falam gritando, irrita-se com facilidade ou
tem depressão..
Manifesta-se em músculos e tendões, o paciente tem facilidade em ter
tendinite e sempre com tensão muscular, e quem abusar dos olhos, lendo em lugares
de iluminação difícil ou em veículos em movimento, pode causar desequilíbrios no
Elemento. A principal função do Fígado é harmonizar e garantir a livre circulação de
energia vital (Qi). Armazena e controla o sangue (Xue), no corpo seu desequilíbrio
pode gerar problemas menstruais. Também se manifesta nas unhas, pessoas com
unhas fracas e quebradiças pode ser por desequilíbrio no elemento madeira. Outro
fator importante é que pessoas com desequilíbrio no elemento, possuem um sintoma
aparentemente emocional e importante, que é começar projetos e não conseguir
terminá-los.
A Vesícula Biliar, víscera acoplada ao Fígado, atua no armazenamento da bile
e dá movimento a ela e às outras energias do corpo, além de abrigar a decisão

 FOGO: No verão pessoas com desequilíbrio nesse elemento estão mais


suscetíveis, o calor incomoda muito a um nível das roupas incomodarem, os
meridianos do Coração, Intestino Delgado, Pericárdio e Triplo Aquecedor são
afetados. A língua, é considerada a raiz do coração, manifesta-se por diminuir o
paladar, também no processo de falar demais ou de calar-se. Há suor frequente e
fácil, principalmente na hora das refeições, desenvolve uma alegria eufórica e ri por
qualquer motivo, mas um riso nervoso.
A face pode demonstrar deficiência no estado dos órgãos do Elemento Fogo,
se a face for rosada e brilhante o coração está bem, mas se for pálida e sem brilho
está deficiente.
A principal função do Coração é abrigar a mente, por isso pode causar também
um descontrole mental, no sentido de perder a razão. Principalmente em discussões, a
verborragia faz parte desse padrão de desequilíbrio, durante uma situação de
descontrole começa a falar e perde o controle de quando deve parar. Pessoas com
desequilíbrio no coração são aparentemente inquietas, o sono é afetado (gerando
insônia) e a hiperidrose faz-se presente.

5
_____Curso de Auriculoterapia
 TERRA: O elemento Terra tem a característica de não ter estação do ano, e a
época correspondente a este elemento são os últimos 18 dias de cada estação. Sua
energia de certa forma está presente em todas as estações. Seu fator climático é
umidade, que está presente em qualquer situação, para quem mora ou trabalha em
lugares muito úmidos.
Seu órgão é o Baço/Pâncreas e sua víscera o Estômago, manifestasse na
boca (lábios), lábios secos e trincados demonstram desequilíbrio, saliva muito ou a
boca é muito seca, fala de forma cantada. Há invasão de pensamentos e tudo vira um
problema. Pessoas que enfraquecem o elemento Terra e alimentam-se de farináceos
e açúcar, tornam os vasos sem flexibilidade, podendo romper com facilidade, em
casos mais graves podendo causar infarto ou derrame. Discutir ou falar de negócios
durante as refeições e ficar muito tempo sentado prejudica o elemento Terra.
O Baço-Pancreas tem como principal função a transformação e o transporte
relacionados à aquisição de energia, além de regular a parte carnosa dos músculos e
membros, governar o sangue dentro dos vasos impedindo sua exteriorização, mantem
o órgão e vísceras fixas impedindo sua ptose (queda). Também exerce influência
sobre apetite e sobre a percepção dos sabores dos alimentos e abriga o intelecto.
Outras características de desequilíbrio no elemento Terra são: sensações de
membros pesados e sem força, erupções líquidas na pele, diarreia, a umidade gera
catarro na garganta, edemas, acnes, furúnculos e lipomas demonstrando retenção de
umidade no corpo, por ingestão de alimentos frios, gordurosos e açúcares.

 METAL: Neste elemento o paciente torna-se mais frágil no outono, a secura é


prejudicial e incomoda, manifesta-se no Pulmão e Intestino Grosso, reflete no nariz,
como exemplo - sinusite. Excesso de muco é outra característica, fala de forma
chorosa e com lamento, chora com muita facilidade, ansiedade extrema e tristeza
melancólica. Manifesta-se na pele e no pelo, a pele pode apresentar alergias, perde
seu brilho e fica ressecada, o pelo pode ser fraco e sem brilho, cair ou encravar. Estes
podem ser sinais de desequilíbrio, ficar muito tempo deitado prejudica os órgãos desse
elemento.
Outra forma de detectar desequilíbrios é observar a quantidade de muco, em
excesso pode provocar sinusite, bronquite e atingir as cordas vocais, esse sinal
demonstra-se em pessoas com voz fraca e rouca, pessoas com desequilíbrio em
metal são facilmente atacadas por vento frio, a demora em restabelecer a voz pode
ser um sinal do quadro de gravidade e demonstra quanto o pulmão foi afetado. A
secura do ar causa os mesmos sintomas.

6
_____Curso de Auriculoterapia

 ÁGUA: Pacientes com desequilíbrio em água sofrem no inverno e com o frio, atinge
o Rim e a Bexiga, afeta o ouvido com a perda de audição, a urina na retenção de
líquidos. O medo constante de algo que não se sabe ao certo e o pânico são
características evidentes. Abre-se na orelha. Abriga à vontade.
A principal função do Rim é armazenar a essência pré-natal (Jing), proveniente
dos pais e consequentemente dos antepassados. O rim também é responsável pelo
crescimento, reprodução, desenvolvimento, formação óssea e dentaria, inalação do
Qi, produção da matriz medular, formação de massa encefálica.
As características dos elementos relacionados são um exemplo de como
enxergar o paciente, o que parece um aspecto pessoal, são sintomas de desequilíbrio,
que ao permanecerem por muito tempo, causam danos maiores, nos meridianos,
emocionais e físicos.
Para Medicina Chinesa não existe doença, mas sim desequilíbrios energéticos,
emocionais e alimentares que causam essas doenças, é bom ter essa visão na hora
de tratar. As cores mencionadas devem ser observadas, observe a frequência com
que ele usa determinada cor, se perguntar a cor que o atrai mais, pode confundi-lo. O
sal e o açúcar não corrigem o problema, mas sim agravam, e os sabores que ajudam
a corrigir, se ingeridos em excesso também podem prejudicar e agravar o
desequilíbrio.

 MERIDIANOS
Em nosso corpo existem 12 principais meridianos, conhecidos como Zang Fu,
ou seja: Zang ou (órgãos), que são: Pulmão, Coração, Pericárdio, Baço-Pâncreas,
Fígado e Rim. Fu ou (vísceras): Intestino Grosso, Intestino Delgado, Vesícula Biliar,
Estômago, Bexiga e Triplo Aquecedor.
Existem três principais fontes de energia que abastecem os meridianos,
energias do ar, dos alimentos e energia ancestral. A energia do ar e dos alimentos
juntam-se e circulam pelos meridianos com a finalidade de nutrir e restaurar a energia
dos órgãos e existe uma sequência para essa circulação.
Estes horários servem para mostrar o trajeto da circulação de energia nos
meridianos e como forma de diagnóstico, por exemplo: se uma pessoa tem
desequilíbrio de pulmão é comum que desperte durante a noite, no horário do pulmão
das 3:00 as 5:00. Outro exemplo é sonolência durante o dia entre 15:00 e 19:00 que
pode significar desequilíbrio de Rim e Bexiga. É muito comum pessoas sentirem um
mal-estar sempre no mesmo horário.

7
_____Curso de Auriculoterapia

A frequência com que isso acontece que demonstra se há um desequilíbrio no


meridiano. O outro tipo de energia que circula em nosso corpo é a energia ancestral,
primordial ou vital, como é conhecida.
Este tipo de energia concentra-se nos Rins e representa a própria vida. É a
única energia que não pode ser reposta. Segundo a Medicina Chinesa, quando
termina essa energia, termina a vida. A forma mais comum de esgotar essa energia é
através do excesso de atividade sexual, menstruação, parto e excesso de atividade
física.
Outra forma de esgotar essa energia são trabalhos onde há grande desgaste
energético, como acupuntura e massagem, por esse motivo é necessário que o
terapeuta tenha cuidado com sua saúde. O corpo precisa de energia circulando
nesses meridianos, para restaurar suas funções. Na ausência ou má qualidade dessas
energias os meridianos absorvem a energia vital.

4. A ORELHA COMO FORMA DE DIAGNOSTICO


Os antigos médicos chineses (acupunturistas) utilizavam o pavilhão auricular
como forma de diagnóstico, principalmente em relação aos rins, mas é de longa data
que os chineses estudam os pontos auriculares. Observando os antigos tratados de
acupuntura, foram desenhando um mapa de auriculopuntura. Aproximadamente na
década de 50 começou um estudo sério que foi sendo atualizado até a década de 80 e
o que vamos estudar aqui é o mapa desenvolvido pelos chineses.
Podemos observar na orelha, o que chamamos de marcas fundamentais,
lembrando também que a auriculopuntura é conhecida como ponto dor, ou seja,
quanto maior a dor maior o desequilíbrio. É possível analisar, observando a reação
dos pacientes, que ao apalpar o ponto franze os olhos, significa um nível de
desequilíbrio. Ao queixar-se da dor ou gritar, significa um nível maior de desequilíbrio
e se o paciente tentar segurar a mão do terapeuta, significa um nível alto de
desequilíbrio. Também existem pessoas que tem grandes desequilíbrios e não sentem
dor alguma. Essas pessoas possuem uma deficiência grande no meridiano do rim,
nesse caso é preciso tonificar primeiro o ponto do, aguardar uns 5 minutos, apalpar
novamente os supostos pontos em desequilíbrios. Não se deve tonificar pontos do rim
se houver um problema grave no órgão, como nefrite ou grandes cálculos.
A melhor forma de localizar pontos é o apalpador de pressão. O apalpador
possui uma haste com mola que ao pressionar o ponto serve como referência. Não
basta localizar o ponto, mas a direção onde o ponto encontra-se, movimentando o

8
_____Curso de Auriculoterapia
apalpador para cima, para baixo e para os lados, observando onde sente mais dor ou
desconforto. A forma e o tamanho do apalpador não influenciam, mas a pressão que
se usa

sim. A pressão sempre deve ser leve, lembre-se de proteger o ouvido do paciente com
um pequeno pedaço de algodão para evitar acidentes.
Sendo assim, toda vez que for aplicar qualquer tipo de material, agulha sistêmica,
semipermanente, ponto esfera e ponto semente, deve ser observado a direção da
aplicação, seguindo a mesma do apalpador.

 Marcas na orelha
As formas mais frequentes de marcas na orelha são:
 Orelha muito dura: pode significar pessoa rígida. Gosta das coisas de seu jeito e
pode ser rígida consigo mesma.
 Orelha roída na hélice: “roeu de raiva”. Em alguém que passou muita raiva
durante a vida a orelha apresenta-se dessa forma.
 Orelha vermelha: ascensão do Yang do fígado, pessoa que se irrita com facilidade
 Orelha vermelha ou não, mas com vinco em diagonal no lóbulo: pode significar
desequilíbrio no meridiano do coração.
 Orelha torta, pontiaguda com qualquer tipo de deformação: pessoa também
muito irritável.
 Orelha muito grande: deficiência de rim, é comum pessoas de idade avançada
crescer a orelha, demonstrando a deficiência.
 Orelha pequena desproporcional ao rosto e com lóbulo curto: pessoa de
constituição física debilitada, fica doente facilmente, como gripe, alergias.
 Escamações na orelha: pode significar inflamação ou pequenas infecções, mas se
o paciente tiver dermatite seborreica pode também apresentar escamação na orelha
descartando o diagnóstico.
 Pontos negros na orelha: podem significar tumores, mas se o paciente apresentar
pintas no corpo e no rosto ou for de nascença o diagnóstico deve ser descartado,
lembrando também que tumor não é necessariamente câncer.
 Orelha de cor opaca: sem brilho, deficiência do meridiano do rim.
 Orelha de cor cinza: problemas de pulmão, se for craquelada como um isopor
problemas de pulmão causado por cigarro.
 Orelha com cordão (vasos sanguíneos edemaciados): pode significar energia
estagnada.

9
_____Curso de Auriculoterapia
 Orelha com cravos: pode significar energia estagnada, retire-os.
 Orelha de cor amarelada: desequilíbrio de baço, pâncreas e estômago.
 Orelha de cor verde azulada: pode ser desequilíbrio de fígado e vesícula biliar.

 Orelha inchada no ante trago: pode significar excesso de pensamentos ou


dificuldade de concentração.
 Orelha com manchas acastanhadas: pode significar doença degenerativa,
osteoporose. Em alguns casos manchas acastanhadas podem ser causadas pelo sol.
 Orelha com a ante hélice colada na hélice pode significar doença autoimune.
 Todo e qualquer tipo de deformação pode significar algum tipo de
desequilíbrio referente a região afetada.
Quando se usa o apalpador algumas marcas ficam na orelha, dependendo da
profundidade e tempo que essas marcas demoram para voltar pode significar algum
tipo de desequilíbrio. Esses desequilíbrios ainda não são claros, pode ser que quanto
maior o tempo de retorno ao estado natural, maior o desequilíbrio, ou somente pode
significar retenção de liquido causado por desequilíbrio dos rins.
Outra marca que pode aparecer é a presença de nós, esses nós podem
representar algum problema frequente, estabelecido, crônico, como exemplo:
constipação.
Um fator importante é que não se deve apalpar a orelha toda, normalmente
todos os pontos irão doer. Devemos ouvir a queixa do paciente, fazer a observação
visual da orelha, como forma de diagnóstico, fazer o diagnóstico utilizando os cinco
elementos, então explorar os pontos que devem ser tratados.

5 – TERAPIA DE CORRESPONDÊNCIA
Temos em nosso pavilhão auricular áreas de correspondência, de ação
terapêutica, de todo o corpo humano: cabeça, pescoço, tronco, costas, abdômen,
quadris, membros superiores (ombro, braço, cotovelo, antebraço, pulso, mão e dedos),
membros inferiores (coxa, joelho, perna, tornozelo, pés, artelhos); coluna (cervical,
torácica, lombar, sacro e cóccix), região genital.
A terapia de correspondência auricular se refere à técnica de tratamento na
qual se efetua os estímulos terapêuticos na região do pavilhão auricular, de acordo
com as áreas no corpo humano nas quais se apresentam os sintomas.
É a forma mais objetiva de tratamento, visando principalmente o tratamento
sintomatológico e ganhando tempo para estabelecer o diagnóstico do quadro

10
_____Curso de Auriculoterapia
energético sempre de cada caso em particular. Exemplo de terapia por
correspondência:
 No caso de sintomas de dores no cotovelo, procurar estimular a área
correspondente ao cotovelo no pavilhão auricular.

 No caso de sintomas de cefaleia, procurar antes determinar a localização: se é na


região anterior, lateral, posterior ou superior da cabeça, e de acordo com o quadro,
procurar a área de correspondência no pavilhão auricular.

6 – INVESTIGAÇÃO PALPATORIA
Na prática da terapia auricular, é de grande importância a localização correta
dos pontos de ação terapêutica na região do pavilhão auricular para obtermos os
melhores resultados para o nosso cliente.
Na prática da investigação palpatória auricular, buscamos nas áreas
correspondentes ao tratamento selecionado na superfície do pavilhão auricular o ponto
mais sensível à pressão mecânica (Ponto de Ação Terapêutico Auricular – PAT).
Os PATs são localizados com o auxílio de um apalpador auricular, para
exercemos pressão sobre a área a ser investigada, sem ferir a epiderme. Os pontos
sempre apresentam uma sensibilidade maior à pressão moderada do apalpador em
relação à área vizinha a ele.
Ao se pressionar o ponto, imediatamente podemos observar uma reação
reflexa muscular de dor (ponto álgico) por parte do cliente, indicando o local exato a
ser aplicado o Estímulo Terapêutico na superfície do pavilhão auricular.
 Técnica da Investigação Palpatória
 Seleciona-se a área de acordo com tratamento a ser aplicado no pavilhão auricular;
 Na área (região) selecionada, utiliza-se o apalpador, através de pressão moderada,
para investigar a localização do ponto sensível à ação mecânica (ponto álgico);
 Ao se localizar um ponto álgico, é necessário sempre verificar se em volta dele não
há a presença de outro ponto com maior sensibilidade;
 O ponto mais sensível à pressão do apalpador é o ponto pelo método de
investigação palpatória auricular;

7. PROCEDIMENTO DE APLICAÇÃO
 Deve-se, antes de iniciar a aplicação, realizar a higienização dos instrumentos e da
superfície do pavilhão auricular com uma solução de álcool a 70%

11
_____Curso de Auriculoterapia
 Após de aplicação as sementes, esferas permanecerão por um período de três e no
máximo cinco dias, em que o cliente deverá retornar para retirá-las e efetuar a limpeza
do pavilhão auricular. Será realizada nova avaliação, podendo ser marcada uma nova
avaliação.
 Após cada aplicação, deve-se realizar a limpeza de todos os instrumentos
utilizados na sessão.
 Caso o cliente apresente sinais de tontura ou sonolência, mantenha-o em repouso
até seu completo restabelecimento.

 Precauções
Sempre lembrar e deixar claro ao seu cliente que a Acupuntura Auricular não trata
de doenças, e sim do ser humano como um todo, através da avaliação e identificação
do desequilíbrio energético.

 INSPEÇÃO
Pode mostrar a presença de manchas, escamações, aumento da vascularização e
formação de nódulos, indicando o local e a fase da disfunção.

ALTERAÇÃO DIAGNÓSTICO

Manchas vermelhas Disfunções agudas, dor ou excessos

Manchas brancas Disfunções crônicas ou deficiência

Vasos vermelhos Dor ou disfunções circulatórias

Vasos azulados Disfunções crônicas, bastante antigas

Escamações Ponto patológico

Nódulos Disfunções crônicas e degenerativas

 A marca impressa na orelha é registro da alteração do ponto e indica que alguma


disfunção pode estar ocorrendo na área que esse ponto representa.
 A intensidade das alterações registradas na orelha não tem relação direta com a
gravidade do problema, e sim com o tempo de evolução do mesmo. E podem variar de
pessoa para pessoa.

12
_____Curso de Auriculoterapia
 Não é obrigatório que a pessoa tenha sintomatologia na área corporal na qual a
orelha está registrando alteração. O pavilhão auricular apenas pode estar mostrando
que a área está sobrecarregada.
 Para iniciar a inspeção auricular, parte-se do princípio que a orelha não deve
apresentar nenhuma alteração, ou seja, deve ser lisa como a orelha de um recém-
nascido.
 As marcas observadas na orelha representam a história pregressa do paciente, ou
seja, a história de vida dele, de caráter crônico.

8. REAÇÕES DA AURICULOTERAPIA
Ao iniciar o tratamento manipulando o pavilhão auricular, o paciente pode vir a
sentir reações tanto na orelha como no corpo, podendo ser consideradas como
reações normais e esperadas ou sensações anormais e imprevisíveis.

 Reações Normais e Esperadas


 Calor: em pelo menos 80% dos casos (bom sintoma);
 Adormecimento: ocorre em percentagem menor (é um sinal de êxito no
tratamento);
 Dor: ocorre em quase 100% dos pacientes, caracteriza-se como uma dor forte,
profunda, de dentro para fora, às vezes lactante e em forma de pontada ou fisgada;
 Dor na orelha oposta ao tratamento; Contraturas: indicativo de afecções do sistema
nervoso;
 Movimentos peristálticos: geralmente quando é usado pontos da área
gastrointestinal; Sensação de algo passando sobre a pele.
 Reações Anormais ou Inesperadas
Uma minoria de pacientes apresenta essas sensações ou efeitos colaterais à
acupuntura auricular. Os efeitos mais comuns são:
Tontura; Palidez; Hipotensão; Sudorese.

9. INDICAÇÕES
 Vários tipos de dor por vezes com origem irrelevante:
 Dor Traumática – Contusão, fratura, torção, corte;;
 Dor causada por tumores, Pós-operatório:
 Dor de cabeça de graus variados, neuralgia do trigêmeo, ciático;

13
_____Curso de Auriculoterapia
 Doenças inflamatórios: otite, faringite, pneumonia, bronquite, gastrite, artrite
reumática;
 Doenças alérgicas: rinite alérgica, asma, purpura anti-inflamatória;
 Distúrbios funcionais: vertigem, arritmia, hipotensão, disfunção intestinal,
menstruação irregular, enurese noturna, falta de libido.
 Doenças infecciosas, Doenças crônicas;
 Há muitas evidencias a eficácia da auriculoterapia em casos de vícios.

10. CONTRA INDICAÇÕES


 Mulheres grávidas: Devido aos fenômenos redistribuição de fluxos pode gerar
alterações que podem interferir na gravidez, avançando ou produzindo danos graves
no feto. Tendo em vista a colocação de sementes nos últimos trimestres de gravidez,

 podendo haver parto prematuro; em gestantes, evitam-se aplicar os seguintes


pontos: fígado, baço, útero e bexiga. (Pontos considerados abortivos).
 É necessário tranquilizar clientes com hipertensão antes e após a aplicação.
 Cardiopatas severos (pode aumentar a ansiedade, aumentar a contração de
grandes grupos musculares e sobrecargas cardíacas);
 Pacientes muito idosos ou debilitados; Trombose (absoluta)
 Pacientes cansados e com fome. Este paciente tem sua fonte energética alterada
que determinam que não são suscetíveis ao tratamento;
 Pacientes com casos graves de anemia;
 Em caso de escoriações e inflamações, inchaço e ou outras lesões na orelha.

11. MATERIAL NECESSÁRIO


 Micropore; Álcool 70%;
 Algodão; Luvas para sangria.
 Pinça; Mapa auricular;
 Placa para sementes; Apalpador de pressão;
 Esferas, sementes; pastilha de Silício (stiper), magnetos

 A semente mais utilizada é a da mostarda, que apresenta características quentes,


ajuda o corpo na produção e condução de calor. Por exemplo, em casos de
enxaqueca por calor no Fígado e na Vesícula Biliar, a semente de mostarda é
extremamente contraindicada, por aumentar o calor. Nestes casos são indicadas as
esferas de prata e cristal. Em casos de síndrome por frio a mostarda é utilizada, é
uma forma de realizar moxabustão.

14
_____Curso de Auriculoterapia
 Pastilhas de Silício: As pastilhas são produzidas com silício cristalizado (SiO2) e
aglutinado com celulose vegetal, dois elementos naturais. O organismo tem 25%
de silício em sua composição e reconhece a carga mineral presente nos adesivos.
O silício funciona como um modulador. Ele absorve as energias desequilibradas,
devolvendo-as para o organismo numa frequência controlada e gradual.

 Esferas: Esfera ouro normalmente é feita em aço inox banhada em ouro, serve
para tonificar um ponto em deficiência. Esfera prata: também em aço inox banhada
em prata serve para dispersar um ponto que esteja em excesso de energia.

 Magnetos: servem tanto para sedar como tonificar depende o lado que esteja em
contato com a pele, ou seja, todo magneto tem uma marca, o lado arredondado ou
com uma marca é sempre o lado norte, este lado seda, o lado reto e liso é sul, tonifica.
Os magnetos têm um efeito muito mais potente e deve ser aplicado com cuidado.

 Sangria: Consiste em perfurar certos pontos para causar sangramento. Alivia


dores, inflamações, hipertensão, febres, convulsões, para todos os casos de excesso.

12. AÇÃO TERAPEUTICA DOS PONTOS AURICULARES

 Pontos Auriculares: São locais que permitem a conexão da orelha aos órgãos
internos, aos Meridianos, aos tecidos, ás extremidades (membros) e aos ossos. São
também lugares através dos quais a Energia (QI) dos órgãos e dos Meridianos é
transportada para a superfície auricular. Por isso os pontos auriculares são zonas
auriculares que permitem refletir a função fisiológica e as mudanças patológicas,
sendo pontos específicos para diagnosticar e tratar as enfermidades. (HUANG, 2002).

 Pontos Cibernéticos – Pontos de Abertura


Pontos obrigatórios em todos os casos, colocados nesta ordem, chamamos de
pontos Cibernéticos, são pontos de abertura.

 SHEN MEN (Porta da Mente): Localiza-se no vértice da fossa triangular. SNC,


ponto de equilíbrio do corpo, mente e espirito, prepara o córtex cerebral para receber
os outros estímulos (START). Ponto sedativo e analgésico. É ponto ansiolítico, faz a
liberação de mediadores químicos (serotonina, endorfina...). Relaxa a mente. Trata a
dor e a inflamação quando combinado com a área correspondente. Indicado para
todos os casos de excesso. Atua como analgésico em dores agudas, cefaleias,
cólicas, labirintite, trata hipertensão, irritabilidade, ansiedade, alergias, asma, atuando
também em todos os sistemas (digestivos, circulatório, nervoso). Possui a função de

15
_____Curso de Auriculoterapia
evitar efeitos colaterais de pontos que eventualmente tenham sido aplicados de forma
errada.
 RIM: Filtra toxinas, aumente energia do corpo – “Bateria Energética”. Indicado para
disfunções ósseas e articulares, melhora o metabolismo celular de oxigênio,
lombalgias, debilidade dos joelhos, da coluna, edemas e infertilidade. Estimula as
funções do aparelho respiratório e aumenta o metabolismo do oxigênio pelo sangue;
Estimula as funções das glândulas endócrinas, ativando a produção de hormônios;
Estimula a filtragem do sangue pelos Rins; Estimula a funções do aparelho excretor;
Trata distúrbios no Sistema ginecológico e urogenital; Trata distúrbios nos ossos,
faringite, dentes frouxos, anemia, leucemia, distúrbios nos olhos; Ponto benéfico ao
cérebro, usado em caso de desenvolvimento incompleto do cérebro, amnesia,
neurastenia, cefaleia, surdez, queda de cabelo
 Neurastenia = perda geral do interesse, fadiga extrema que atinge tanto a área
física quanto a intelectual, associado a quadros hipocondríacos e histéricos.
 SIMPATICO (Sistema Neuro Vegetativo): vasodilatador, relaxa a musculatura lisa,
inibe a excreção das glândulas, controla a atividade do SNC e SNA. É o ponto que
atua em doze vísceras; estimula a funções da medula óssea, o metabolismo do cálcio,
age sobre o tecido ósseo; tem ação anti-inflamatória sobre os músculos; produz ação
relaxante ou tonificante no sistema Tendinomuscular; regula os vasos sanguíneos.

 Pontos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC)


De acordo com a teoria dos meridianos, existem onze pontos no pavilhão auricular
que representam os Órgãos e as Vísceras. Estes pontos são: Coração, Fígado, Baço,
Pulmão, Rim, Intestino Grosso, Intestino Delgado, Vesícula Biliar, Bexiga, Estomago e
Triplo Aquecedor. Esses onze pontos não só representam a anatomia dos Órgãos e
Vísceras, mas também a sua função energética e fisiológica apresentando grande
importância para o diagnóstico e tratamento através do pavilhão auricular.
A Medicina Tradicional Chinesa ensina que o Pulmão (Fei) rege pele e os pelos,
nariz e o olfato; os Rins (Shen) regem os ossos, produzem a medula e abastecem o
cérebro, manifesta-se nos cabelos nas orelhas e na audição; o Coração (Xin) rege os
vasos sanguíneos, a língua e a fala; o Baço (Pi) rege a derme e o ventre muscular, a
boca e o paladar; o Fígado (Gan) rege a parte tendinea dos músculos, os olhos e a
visão. Deste modo, a título de exemplo, respeitando os princípios fisiológicos dos
órgãos e Vísceras, a circulação de energia nos Meridianos, o ponto Pulmão pode ser
utilizado não só para diagnóstico e tratamento dos distúrbios respiratórios, mas como
o Pulmão (Fei) mantem relação com a pele, a garganta, o nariz e o olfato, o ponto

16
_____Curso de Auriculoterapia
pulmão também pode ser utilizado para diagnóstico e tratamento destas partes e
funções.
 Pontos do Sistema Nervoso
Os pontos do Sistema Nervoso representam partes do S.N: Cérebro, tronco cerebral,
tálamo, simpático, ciático, bem como representam determinadas atividades
estimuladoras ou repressoras do sistema nervoso, como os pontos ShenMen,
Occipital e excitação. Alguns pontos são denominados segundo a desordem do
sistema nervoso que tratam, como no caso do ponto ansiedade e o ponto e a área de
neurastenia. A sua utilização na pratica clinica potencializa o resultado terapêutico de
muitas enfermidades.

 ShenMen: ponto sedante e analgésico, relaxa a mente, trata dor e inflamação.


 Subcórtex: reequilibra as funções digestivas, nervosas e cardiovasculares.
 Cérebro: melhora a cognição.
 Tronco Cerebral: ponto relaxante.
 Occipital: ponto calmante, controla a ansiedade, insônia e agitação.
 Frontal: ponto de estimulante mental, trata a sonolência e melhora a concentração.
 Simpático: vasodilatador, relaxa a musculatura lisa, inibe à excreção das
glândulas, controla a atividade do SNC e SNA.
 Nervo Auricular maior: ativa os canais liberando a estagnação dos pontos da
coluna e do membro superior até o cotovelo.
 Nervo Occipital menor: ativa os canais liberando a estagnação dos pontos da
coluna cervical e da região occipital.

 Pontos do Sistema Endócrino (Papel modulador)


Os pontos do Sistema Endócrino no pavilhão auricular representam as
glândulas do sistema endocrinológico como a hipófise, tireoide, suprarrenais,
pâncreas, gônadas, ovários, próstata; mais o ponto endócrino que representa todo
este sistema. Os pontos do sistema endócrino podem produzir uma poderosa
influencia na liberação de determinados hormônios, como é o caso dos corticoides
pela suprarrenais que atuam na regulação da atividade intrínseca destas glândulas,
por exemplo, na atividade funcional do pâncreas (GARCIA e ARIAS, 2004).

 Suprarrenal/adrenal: ação anti-inflamatória e infecciosa. Tem ação imunológica,


relaxa o bronco espasmo e é vasoconstritor.
 Endócrino: estimula e regulariza a função das glândulas e hormônios. Tem ação
anti-inflamatória e imunológica.

17
_____Curso de Auriculoterapia
 Hipófise: ponto de ação estimulante e hemostática.
 Ovário: regula o ciclo menstrual e disfunções do ovário.
 Pâncreas: auxilia no controle da glicemia.
 Tireoide: regula a tireoide.
 Próstata: prostatite, hiperplasia da próstata e impotência. Na mulher pode ter
relação com a infecção urinária.

 Pontos Específicos
Pontos específicos são aqueles que têm uma determinada função diagnostica e
terapêutica. No caso do diagnostico, estes pontos podem ser reativos diante de
enfermidades especificas. Quando ao tratamento, geralmente são combinados com
outros pontos. A eficácia dos pontos específicos é mais significativa em um reduzido
número de patologias, os quais apresentam uma função especifica, como por
exemplo, os pontos: alergia, tuberculose, hipotensor, área 1 e 2 de tumor.

 Ansiedade: controla a ansiedade e a depressão.


 Neurastenia: acalma a mente e favorece o sono.
 Hipertensor: não produz bons resultados na prática.
 Visão 1: é substituído pelo ponto da visão 2. Visão 2: beneficia a visão, controla a
pressão ocular e auxilia no tratamento do glaucoma.
 Área da neurastenia: acalma a mente e favorece o sono.
 Excitação: estimula a atividade cerebral e trata a letargia.
 Área da vertigem: acalma a vertigem.
 Asma: acalma a tosse e a dispneia.
 Fome: controle da fome e saciedade.
 Sede: controle do mecanismo da sede.
 Órgão do coração: controle do ritmo cardíaco.
 Ápice do trago: na prática, é substituído pelo ápice da orelha.
 Constipação: na prática não produz resultados importantes.
 Hepatite: na prática, é substituído pelo ponto do fígado.
 Hipotensor: controle da hipertensão.
 Área da alergia: antialérgico, acalma o prurido e beneficia a imunidade.
 Área da flatulência ou umbilical: distensão abdominal e flatulência.
 Ápice da orelha: importante ação anti-inflamatória, antialérgica, antipirética
dispersa o calor, acalma a dor e a mente, clareia a visão e abaixa a pressão.

18
_____Curso de Auriculoterapia
 Helix 1 a 6: anti-inflamatória e analgésica, porém direcionada para a área
correspondente que lhes é mais próxima.

13. LOCALIZAÇÃO E INDICAÇÃO DOS PONTOS

 CONCHA CAVA
 CORAÇÃO: Também conhecido em chinês, como ponto do sono tranquilo,
localizado no centro da concha cava.
Indicações: Insônia, hiper hidrose, como a língua é conhecida como a raiz do
coração, este ponto trata também da falta de paladar, falar demais ou de menos,
perda de memória de situações antigas, palpitações, pressão torácica, acalma a
mente (Shen), controla os vasos sanguíneos, fortalece a atividade funcional do
coração, trata calor ou frio do coração.

 PULMÕES: Localizado um ponto abaixo e


acima do coração, também há reflexo desse
ponto em forma de U ao redor do coração.
Indicações: Empregado no tratamento de todas
as afecções do sistema respiratório, tais como:
Bronquite, asma brônquica, pneumonias.
Estados edematosos de qualquer etiologia.
Dermatites, prurido dermatológico, alopecias.
Faringites, rinites, sinusites, afonia, perda do
paladar. Constipação, diverticulite e pólipos do colón. Retenção liquida. Psoríase.

 TRAQUEIA: Localizado em frente ao ponto do coração a frente do ouvido.


Indicações: Laringite aguda e crônica, epiglotite, laringotraqueobronquite, tosse e
dispneia.

 BRONQUIOS: Localizado entre os pontos do pulmão e traqueia, tanto inferior como


superior.
Indicações: Bronquite, asma, também utilizado para tosse, elimina fleuma e para
problemas de pele, como alergias.
 SAN JIAO (Triplo Aquecedor): Localizado entre os pontos pulmão inferior e
endócrino.
Indicações: problemas digestivos e respiratórios, também tonifica o coração.
Enfermidades do aparelho urogenital, distensão abdominal, dor intercostal, edemas
discretos, constipação, zumbidos. Paralisia facial, espasmos da musculatura facial,
neuralgia do trigêmeo, odontalgia e afecções da cavidade bucal. Dores articulares.

19
_____Curso de Auriculoterapia
 BAÇO: Localizado no ângulo formado pela concha cava e a parede da ante-hélice
abaixo do ponto do fígado.
Indicações: Para tratar de umidade perversa, excesso de pensamentos, dificuldade
de concentração no trabalho e estudos, sistema imunológico, boca seca, quebradiça e
funções digestivas. Transtornos do sistema digestivo, tais como diarreia, distensão
abdominal, constipação. Afecções edematosas, ascites, eczema da pele. Hemorragias
uterinas e outras afecções hemorrágicas. Prolapso do estomago, do reto, vaginal,
hérnias, hemorroidas. Algias lombares e dos membros, da cintura escapular, atrofia
muscular e perda de força muscular nos quatro membros, inflação dos lábios e ulceras
bucais.

 CONCHA CIMBA
 RIM: Localiza-se na pequena cavidade que se forma abaixo do ramo inferior da
antihélice, ao mesmo nível do ponto pélvis.
Indicações: Fortalece o Yin do rim, fortalece o Yang do rim e nutre sua essência.
Favorece a audição e clareia a visão; drena os fluidos corporais; Ponto de tonificação
geral. Ponto importante para a manutenção e conservação do estado de saúde.
Estados de astenia (cansaço crônico, falta de força física) e debilidade geral em casos
de enfermidades crônicas, como nefrite. Debilidade e dor lombar e dos joelhos, dor do
calcâneo, dispepsias, diarreias, impotência, espermatorréia e irregularidades
menstruais. Neurastenia, artralgia (cervicalgia, lombalgias). Além disso, pode ser
utilizado nos transtornos intelectuais (coeficiente de inteligência baixo, perda da
memória), zumbidos e na hipoacusia
(diminuição da audição/surdez). Alopécia
areata (queda de cabelo). Anuria (ausência
de secreção de urina), edema.

 PONTO PRÓSTATA (uretra interna na


mulher): Localiza-se no ângulo superior da
concha cimba, abaixo da cruz inferior do
antihelice, no lado mais próximo à borda
interna da hélice.
Indicações: Ponto utilizado no tratamento
das afecções da próstata, tais como prostatite e a hiperplasia prostática benigna,
cistite, e o transtornos da função sexual.

 PONTO BEXIGA: Localiza-se lançando uma linha a partir do ponto próstata até o
ponto rim; no primeiro terço da mesma, ao nível do ponto constipação.

20
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Dispersa o calor e elimina a umidade; favorece a diurese; tonifica o rim.
Polaciúria, disúria, retenção urinaria,
glomerulonefrite, enurese, incontinência
urinaria. Cefaleia occipital, lombalgias e
ciatalgia.

 PONTO FÍGADO: Localiza-se na borda


póstero-inferior da concha cimba.
Indicação: Faz circular o Qi do Fígado e da V.
Biliar; Harmoniza as emoções; controla o Qi e
ativa a circulação do sangue; fortalece o baço e
harmoniza o estômago; fortalece os tecidos
moles articulares; clareia a visão. Hepatite
crônica, sequelas de hepatite, afecções das vias biliares, gastrite crônica e distensão
abdominal. Afecções gineco-obstretricas do aparelho urogenital, neurose e cefaleias,
hipertensão, vertigem, epilepsia, intumescimentos dos membros, espasmos de mãos e
pés, paralisia facial, enfermidades oftálmicas.

 PONTO de VESÍCULA BILIAR e PÂNCREAS: Localiza-se entre o ponto fígado e o


ponto rim, na borda externa da concha cimba. Este ponto representa, na orelha
“Esquerda o Pâncreas”, e na orelha “Direita, a Vesícula Biliar”.
Função do ponto Pâncreas: Tonifica o baço; favorece a digestão, controla a
glicemia. Indicação: Pancreatite e Diabete Melitus.
Função do Ponto V. Biliar: Drena o fígado e a V.Biliar; elimina espasmos (câimbras);
drena os canais e acalma a dor; favorece a digestão.
Indicações: Enfermidades das vias biliares, colecistite (inflamação da VB),
colecistolitiase (pedra na VB.); sabor amargo na boca, distensão e plenitude
intercostal, herpes zoster. Zumbidos, surdez, enxaqueca, rigidez da nuca.

 PONTO CENTRO DA CONCHA CIMBA


Localiza-se no centro da concha cimba e também é denominado, ponto da região
periumbilical.
Indicações: Regula o Qi do Jiao médio e acalma a dor; elimina a distensão
abdominal. Dores periumbilicais, distensão abdominal, dismenorreia, dores
abdominais, prostatite, litíase renal, áscaris nas vias biliares.

21
_____Curso de Auriculoterapia
 RAIZ DA HÉLICE:
 PONTO OUVIDO CENTRAL (Ponto Zero):
Indicações: Estimula o nervo vago; controla a diurese; acalma o coração. Tratamento
das afecções do aparelho digestivo e cardiovascular, ouvido central com uma
significativa ação na enurese noturna.

 PONTO DIAFRAGMA: Localiza-se sobre a raiz da hélice, ao nível do conduto


auricular.
Indicações: Refresca o sangue, controla as hemorragias, controla o prurido, elimina
os espasmos do diafragma (soluço), faz descer o Qi do estomago. Espasmos do
diafragma, enfermidades hemorrágicas como
hemorragia disfuncional uterina, melenas (sangue
nas fezes), purpura. Prurido dermatológico,
psoríase, urticaria, eczemas, acne.

 PONTOS QUE RODEIAM A RAIZ DA HELICE


 PONTO BOCA: Localiza-se na parte póstero-
superior do conduto auditivo externo, no primeiro
terço que une o conduto auditivo à região onde
começa a raiz da hélice.
Indicações: Ponto sedante, desinflama e acalma a
dor, detém a tosse. Úlceras bucais, gengivite, e transtorno da articulação
temporomandibular, laringofaringite, tosse. Insônia, dor da região lombar, das pernas e
nos estados de cansaço excessivo onde há perda da força muscular. Este ponto é
indicado por OLESON (2003) para tratamento de compulsão alimentar.

 PONTO ESÔFAGO: Localiza-se imediatamente abaixo da hélice, ao nível do ponto


ouvido central.
Indicações: Garante o livre movimento
diafragmático e descongestiona a cavidade
torácica; Harmoniza o correto
funcionamento do esôfago. Esofagite,
opressão torácica, disfagia. Pode ser
associado ao ponto estomago nos planos
de tratamento para perda de peso.

 PONTO CÁRDIA: Este ponto encontra-se


abaixo da raiz da hélice, entre o ponto
estomago e o ponto esôfago.

22
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Representa a abertura entre o esôfago e o estômago; recupera os tônus
constritor da cárdia; favorece a descida do Qi do estomago. Alivia indigestão,
sensação de plenitude torácica, náuseas, vômitos, pirose (queimação), hérnia de
hiato, episódios eméticos de refluxo gastroesofagico.

 PONTO ESTÔMAGO: Encontra-se no ponto onde termina a raiz da hélice.


Indicações: Harmoniza o estomago e fortalece o baço; elimina os espasmos e acalma
a dor. Gastrite, ulceras gástricas, espasmos estomacais e transtornos
gastrointestinais. Nauseas, vômitos, soluços, regurgitações ácidas, eructações.
Odontalgia, cefaleia frontal, afecções do sistema nervoso como a histeria e a
depressão. É um dos pontos auriculares mais utilizados para controle do apetite e a
compulsão alimentar e para a redução de peso. No entanto este ponto auricular
apenas diminui a compulsão fisiológica por alimentos e deve ser utilizado junto à dieta
balanceada e a prática de exercícios físicos adequados.

 PONTO DUODENO: Encontra-se sobre a borda superior da raiz da hélice, ao nível


do ponto cárdia.
Indicações: Controla a função do duodeno; drena a V. Biliar; Favorece a digestão.
Duodenite, úlceras duodenais, colecistite, colecistolitiase, azia.

 PONTO INTESTINO DELAGADO: Localiza-se no bordo superior da raiz da hélice, ao


mesmo nível do ponto esôfago.
Indicações: Favorece a absorção e a transformação dos alimentos; dispersa o calor e
elimina a umidade; mobiliza a fezes e detém as deposições diarreicas; acalma o
espirito; dispersa o Fogo do Coração. Dispepsias (indigestão), diarreias, constipação,
distensão abdominal e transtornos gastrointestinais. Hipogalactia (pouca produção de
leite, afecções da faringe e da laringe, ulceras bucais, hematúria (sangue na urina).

 PONTO INTESTINO GROSSO: Localiza-se na borda superior da raiz da hélice, ao


mesmo nível do ponto boca.
Indicações: Drena o intestino; elimina o vento; controla o prurido (coceira); elimina o
calor das vísceras Diarreias, cólon irritável, constipação, distensão abdominal,
hemorroidas. Dermatites, enfermidades do nariz e a garganta.

 PONTO APÊNDICE (na orelha esquerda é ponto Sigmoide): Na orelha direita,


encontra-se sobre a borda superior da raiz da hélice, entre o ponto intestino grosso e
intestino delgado.
Indicações: Desinflama; Acalma a dor; favorece o transito intestinal. Constipação.
*Embora exista referência, este ponto é utilizado para apendicite, pois esta patologia
requer atendimento médico urgente.

23
_____Curso de Auriculoterapia
 PONTOS DO LÓBULO
 PONTO DENTE: Indicações: É um ponto especifico para o tratamento das
odontalgias e das periondontites.
 PONTO PALATO INFERIOR: Indicações: Desinflama e acalma a dor. Afecções
inflamatórias dos lábios, da cavidade bucal, ulceras bucais, periodontite e as
neuralgias do trigêmeo.
 PONTO PALATO SUPERIOR: Indicações: Ponto utilizado nas afecções antes
mencionadas no ponto dente (afecções inflamatórias dos lábios, da cavidade bucal,
ulceras bucais, periondontite e as neuralgias do trigêmeo) sendo empregado
simultaneamente com o ponto anterior (palato inferior).
 PONTO LÍNGUA: Indicações: Dispersa o calor e acalma o fogo de coração.
Afecções da língua como glossite, fissura lingual e ulceras linguais.
 PONTO MAXILAR: Indicações: Desinflama; Acalma a dor; favorece a articulação
temporomandibular. Odontalgia, periondontites, pulpites (dor que antecede o problema
de canal dentário), artrite ou subluxação da articulação temporomandibular, neuralgias
do trigêmeo.
 PONTO MANDIBULA: Indicações: Ponto
com propriedades terapêuticas iguais ao
anterior
 PONTO NEURASTENIA: Indicações:
Acalma a mente; favorece um sono profundo
e mais prolongado. Ansiedade, depressão,
insônia, sonhos excessivos ou pesadelos.
 PONTO OLHO: Indicações: Dispersa o
calor; Desinflama; Clareia a visão. Empregado no tratamento de todas as afecções
oftalmológicas como a conjuntivite aguda, calázio (lesão na pálpebra confundida com
terçol), ametropia, glaucoma.
 PONTO OUVIDO INTERNO: Indicações: Dispersa calor; Desinflama; Favorece a
audição. Hipoacusia, zumbidos, otite, estados vertiginosos causados por alteração
vestíbulo-coclear (labirintite).
 PONTO AMÍDALA:Indicações:Dispersa o calor; Desinflama; Drena a garganta.
Ponto empregado no tratamento da amidalite e da faringite.
 ÁREA DE BOCHECHA: Indicações: Ativa a circulação na região da bochecha.
Desinflama e acalma a dor. Área empregada no tratamento das afecções faciais que
incluem, a paralisia facial, os espasmos da musculatura facial, as neuralgias do
trigêmeo, as afecções dermatológicas da face. Por isso, pode ser empregado na
manutenção da beleza facial.

24
_____Curso de Auriculoterapia
 PONTO ANSIEDADE: Indicações: Acalma o espirito. Estado de ansiedade,
estresse emocional, irritabilidade, depressão e fadiga excessiva.

 ANTITRAGO
 PONTO PARÓTIDA: Encontra-se localizado exatamente no ápice anatômico do
antítrago.
Indicações: Dispersa o calor; elimina as infecções; Acalma o prurido. Parotidite,
pruridos dermatológicos, psoríase.

 PONTO ASMA: Encontra-se na face externa do antítrago, 2 mm abaixo do ponto


parótida.
Indicações: Acalma a tosse e a dispneia; Trata asma. Bronquite asmática, bronquite,
tosse, gripe

 PONTO TÊMPORA (Tai Yang): Encontra-se na face externa do antítrago, abaixo do


ponto asma, no centro da linha em forma de arco lançada desde a borda superior à
borda inferior do mesmo.
Indicações: Analgésica; Clareia a visão e ajuda a audição. Enxaquecas ou cefaleias
temporais, ametropia, zumbidos e hipoacusia.

 PONTO FRONTE: Encontra-se no lado


externo do antítrago, na extremidade
anteroinferior da linha em forma de arco.
Indicações: Fortalece a mente e a
memória; clareia e ajuda a visão;
Analgesico; Ponto de tonificação.
Sensações de peso na cabeça, cefaleia
frontal de qualquer etiologia. Perda da
memória, falta de concentração,
sonolência, queda nos níveis de atenção,

 PONTO OCCIPITAL: Encontra-se no


lado externo do antítrago, no extremo póstero-superior da linha em forma de arco
lançada.
Indicações: Acalma vertigem; Ponto de sedação; Função hipotensora; acalmar o
espirito; acalma o pânico e a convulsão; clarear a vista. Vertigem produzida pelo
transtorno do ouvido interno, deficiência cerebrovascular causada pela arteriosclerose,
Vertigem que acontece durante o transporte em autos, barcos, aviões. Tosse,

25
_____Curso de Auriculoterapia
dispneia, prurido, dor, vômito e a diarreia. Hipertensão arterial, cefaleia occipital.
Histeria, ansiedade, estresse, insônia, paralisia facial.

 PONTO VÉRTICE: Encontra-se na face externa do antítrago, aproximadamente a 1


mm abaixo do ponto occipital.
Indicações: Ponto utilizado para o tratamento das cefaleias no vértice e nos estados
de neurastenia.

 PONTO HIPÓFISE: Encontra-se na borda superior do antítrago, próximo á fossa


superior do antítrago.
Indicações: Ponto de tonificação geral; controla a atividade da hipófise; regula a
atividade ginecológica; Controla as hemorragias. Afecções genecologicas causadas
por transtornos do sistema endócrino, tais como: amenorreia, menstruação irregular e
impotência. Transtornos da hipófise, tais como: nanismo, adenomas de hipófise,
diabetes melitus. Enfermidades hemorrágicas, tais como: melena, metrorragia,
hemorragia uterina funcional.

 PONTO CÉREBRO (tronco cerebral): Encontra-se na face interna e superior do


antítrago.
Indicações: Fortalece o cérebro; estimula a atividade cerebrovascular. Insuficiência
cerebrovascular, acidente vascular cerebral (AVC), epilepsia, fortalece a capacidade
cognitiva.

 ÁREA DE NEURASTENIA: Está área encontra-se na face externa do antítrago, atrás


dos pontos occipital e vértice.
Indicações: Acalma a mente; induz o sono. Depressão, ansiedade, estresse, insônia.

 PONTO TÁLAMO: Encontra-se na face interna do antítrago,


Indicações: Controla a temperatura
corporal; controla o apetite; regula o sistema
endócrino; Homeostase do metabolismo
hidromineral; Ponto de tonificação geral.
Afecções endócrino-metabólicas (obesidade
endógena e exógena, diabetes mellitus)
edemas, sonolência ou letargia.
 PONTO EXCITAÇÃO: Encontra-se na face
interna do antítrago, entre os pontos
testículos e tálamo.

26
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Estimula a atividade do córtex cerebral; Ponto de tonificação geral.
Estados de letargia, enurese noturna, obesidade, hipofunçoes do sistema endócrino,
tais como impotência e menorreia.

 ÁREA DE SUBCÓRTEX: Encontra-se na face interna do antítrago. Está dividido em


três áreas: nervosa, cardiovascular e digestiva.
Indicações: Regula a atividade do córtex cerebral; fortalece o cérebro e acalma a
mente; regula a atividade dos sistemas nervoso, cardiovascular e digestivo. A área
nervosa da subcortex regula a atividade do córtex cerebral mantendo o equilíbrio
excitação-depressão, o que permite tratar enfermidades como; neurastenia,
transtornos do sistema neurovegetativo, neuroses e esquizofrenia.

- Através da área digestiva da subcortex podem ser tratadas todas as afecções do


sistema digestivo tais como: dispepsia, gastrite, úlceras gástricas e duodenais,
vômitos, náuseas, distensão abdominal, diarreias, constipação enfermidades do fígado
e da vesícula.

- Com a área cardiovascular da subcortex podem ser tratadas enfermidades do


sistema cardiovascular tais como:
hipertensão, flebites, cardiopatia,
arritmia.

 PONTO TESTÍCULO: Localiza-se na


face interna do antítrago.
Indicações: Fortalece o rim e tonifica o
yang; desinflama e acalma a dor.
Orquite, impotência, esterilidade
masculina, infertilidade e prostatite.

 TRAGO
 PONTO ÁPICE DO TRAGO: Encontra-se na metade superior do trago em seu lado
externo, acima da proeminência central do ápice.
Indicações: Ponto sedante; dispersa o calor e abaixa a febre; desinflama e acalma a
dor. Febres de qualquer etiologia. Este ponto, em geral, é usado para realizar a
sangria como método terapêutico. OBS: Contraindicado para hipertensão.

 PONTO SUPRARRENAL: Encontra-se sobre a metade inferior do lado externo do


trago, abaixo de sua proeminência central.

27
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Tonifica e ativa as funções das glândulas suprarrenais, tanto da medula
como do córtex; tem propriedades antialérgicas, anti-infecciosas, anti-inflamatórias,
antirreumáticas e antipiréticas; controla os tônus vasomotor do sistema vascular;
Controla as hemorroidas; Elimina os estados de rigidez das fibras musculares lisas
bronquiais; Estimula o centro da respiração. Febres, choque tensional, enfermidades
hemorrágicas. Asma brônquica e bronquite aguda. Enfermidades alérgicas e
inflamatórias. OBS: Contraindicado para hipertensão arterial.

 PONTO NARIZ EXTERNO: Encontra-se sobre a face externa do trago, formando um


triangulo com os pontos suprarrenal e ápice do trago.
Indicações: Ativa a circulação; Desinflama; Acalma a dor. Máculas, acne juvenil,
inflamação das coanas nasais.

 PONTO FOME: Encontra-se na metade da distância da linha que conecta o ponto


nariz externo ao ponto Glândula Adrenal (Suprarrenal).
Indicações: Controla o apetite. Obesidade, hipertireoidismo, diabetes, polifagia
(comer de mais) de caráter neurológico.

 PONTO SEDE: Encontra-se na metade da distância da linha que une os pontos nariz
externo e ápice do trago.
Indicações: Controla a sede. Diabetes mellitus, enurese e polidipsia (sede excessiva)
de caráter neurológico.

 PONTO NARIZ INTERNO: Encontra-se na face interna do trago, sobre sua metade
inferior.
Indicações: Elimina o vento; desinflama e controla o sangramento do nariz. Renites
alérgicas, epistaxes (sangramento), resfriado comum, obstrução nasal, sinusite.

 PONTO OUVIDO EXTERNO: Encontra-se sobre a área que forma a depressão entre
a fossa supratrago e a hélice.
Indicações: Acalmar a dor; acalmar vertigem; drenar as fossas nasais; garantir a
função auditiva. Surdez, zumbidos, afecções do conduto auditivo externo que incluem
as lesões dermatológicas e neuralgias do pavilhão auricular. Cefaleias tipo enxaqueca,
neuralgias do trigêmeo, rinites e sinusites.

 INCISURA INTERTRAGO

28
_____Curso de Auriculoterapia
 PONTO ENDÓCRINO: Encontra-se na parte mais baixa da incisura Inter trago, mais
ou menos 0,5mm para dentro.
Indicações: Regula a atividade de todas as glândulas do sistema endócrino; tem
propriedades antialérgicas; Anti-infecciosas, anti-inflamatórias e antirreumáticas;
regula o metabolismo; Desinflama; Drena a umidade; Nutre o Yin. Disfunção da
glândula tireoide, Diabetes Mellitus. Enfermidade do colágeno (artrite reumatoide,
lúpus eritematosos, esclerodermia), enfermidades alérgicas e infecciosas. Dispepsias,
gastrites atróficas, diarreias, edemas de origem endócrina ou vascular, eczemas e na
obesidade.

 PONTO VISÃO 1: Encontra-se na borda antero-inferior da incisura intertrago.


Indicações: Clareia a mente e a visão: Dispersa o calor. Glaucoma, rinite, atrofia do
nervo óptico, ametropia (perda da nitidez).

 PONTO VISÃO 2: Encontra-se na borda póstero-inferior da incisura intertrago.


Indicações: Dispersa calor; Elimina as infecções; Refresca o sangue; Nutre a
essência, o sangue e fortalece a visão. Ametropia, conjuntivites e a iridoqueratites
(inflamação da íris e da córnea), calázio (inflamação na pálpebra).

 PONTO HIPERTENSOR: Encontra-se na borda inferior da incisura intertrago, entre os


pontos visão 1 e visão 2.
Função: Ponto especifico para o diagnóstico e tratamento da hipotensão.

Indicações: Aumentar a pressão arterial.

 PONTO OVÁRIO: Encontra-se na incisura intertrago, sobre o início da borda interna


do antítrago.
Indicações: Regula a função dos ovários.
Ponto utilizado para tratar os transtornos
menstruais, anexites (inflamação das
trompas uterinas), infertilidade e as
hemorragias uterinas de caráter funcional.

 ANTIHÉLICE
 REGIÃO CERVICAL: Esta zona abrange a
primeira quinta parte inferior da antihélice.

29
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Ativa a circulação: Elimina vento; acalma a dor. Ponto empregado no
tratamento das afecções da região cervical de qualquer etiologia que inclui as
inflamações fibroticas da musculatura da região cervical, torcicolo.

 REGIÃO DORSAL: Esta região abrange o segundo quinto e o terceiro quinto da


antihelice (de baixo para cima).
Indicações: Ativa a circulação; elimina o vento; acalma a dor. Similar ao ponto
cervical: utiliza-se no tratamento das afecções da região dorsal, algias dorsais de
etiologia traumática ou por sub-luxação.

 REGIAO LOMBAR: Encontra-se sobre o antihélice entre a região sacral e dorsal.


Indicações: Fortalece o Rim; Ativa a circulação; Elimina o vento; Acalma a dor. Ponto
utilizado no tratamento das afecções da coluna lombar, artrose e lombalgias de
qualquer etiologia.

 REGIÃO SACRAL: Encontra-se na parte superior do antihélice antes da separação


da cruz superior com a cruz superior.
Indicações: Ativa a circulação; elimina vento; acalma a dor. Ponto empregado no
tratamento das afecções que se apresentam a este nível: sacrolombalgias,

 PONTO CÓCCIX: No ponto de união da cruz superior com a inferior do antihélice.


Indicações: Ponto utilizado no tratamento da coccigodinia (dor envolta do cóccix).

 PONTO PESCOÇO: Encontra-se ao nível da região cervical, mas na borda interna da


antihélice.
Indicações: Regula a circulação de Qi neste
nível; dispersa o calor e desinflama. Ponto
de utilidade terapêutica nas afecções desta
região, hipotireoidismo.

 PONTO TÓRAX: Encontra-se ao nível da


região torácica, sobre a borda interna do
antihélice.
Indicações: Abre o tórax (pressão torácica);
regula o Qi; Alivia a dor e a pressão. Dor
torácica, opressão torácica, neuralgias
intercostais.

 PONTO ABDOMEN: Encontra-se sobre a


borda interna do antihélice ao mesmo nível
da região sacrolombar.

30
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Elimina os espasmos e acalma a dor. Enterite (inflamação da mucosa do
I.Delgado), constipação, dor pós-parto, dismenorreia (dor antes ou durante
menstruação). Além disso, pode ser utilizado no tratamento da obesidade.

 PONTO OMBRO E ESCÁPULA: Este ponto está localizado ao nível da região


cervical, sobre a parte mais próxima à fossa escafoide.
Indicações: Relaxa a musculatura cervicobrânquia; ativa a circulação; acalma a dor;
Cervicalgias, dores das escapulas e do ombro causadas por fibrose da musculatura
desta área.

 PONTO REGIÃO INTERCOSTAL: Encontra-se ao nível da região torácica, sobre a


parte mais próxima a fossa escafoide.
Função: Dispersa o calor; Desinflama; Acalma a dor; Ativa a circulação local.

Indicações: Traumas nas costelas, herpes zoster, neuralgias intercostais e sensação


de plenitude torácica.

 PONTO DOS MUSCULOS LOMBARES: Encontra-se sobre a antihélice ao nível da


zona lombar, na borda mais próxima da fossa escafoide.
Indicações: Relaxa a musculatura lombar; tonifica o rim; acalma a dor. Ponto utilizado
para tratar as afecções da musculatura paravertebral lombar.

 PONTO DA ARTICULAÇÃO SACRO-ILIACA: Localiza-se na metade da distância de


uma linha lançada entre o ponto cóccix e a borda externa do antihélice.
Indicações: Ponto utilizado para diagnóstico e tratamento dos transtornos desta
articulação, sub-luxação sacro-iliaca, artrite da articulação.

 PONTO DAS GLÂNDULAS MAMARIAS (mama)


Indicações: Beneficia as mamas; beneficia a lactação; Elimina as massas (nódulos,
fibrose, cistos). Mastite, hiperplasia do conduto lactífero, displasias, hipogalactia (baixa
produção de leite.

 PONTO DA REGIÃO DO HIPOCÔNDRIO: Localiza-se sobre a borda interna do


antihélice, entre o ponto tórax e o abdômen.
Indicações: Regula o Qi; Drena o fígado e a V. Biliar; Elimina a distensão. Moléstias
no hipocôndrio, hepatomeglia (aumento anormal do fígado), colecistite, estagnação de
Qi no fígado.

 PONTO TIREÓIDE: Encontra-se entre a área do pescoço e o ponto tronco cerebral.


Indicações: Regula a função da tiroide. Hipotiroidismo, hipertiroidismo e nódulos da
tireóide.

31
_____Curso de Auriculoterapia
 PONTO CALOR: Encontra-se na metade de distância da linha que se lança entre o
ponto cóccix e o ponto abdome.
Indicações: Tonifica o Yang; Ativa a circulação do sangue principalmente a nível
periférico; Aumenta a temperatura corporal.

 PONTO TRONCO CEREBRAL: Encontra-se na borda superior da fossa intertrago.


Indicações: Ponto sedante; Fortalece o cérebro; Acalma o espírito; Elimina os
espasmos; Controla o vento interno. Pânico, convulsão (acalma); trata a tosse e a
febre. Pode ser usado no tratamento da epilepsia, esquizofrenia, neurose, meningite e
bronquite.

 RAMO INFERIOR DA ANTIHÉLICE


 PONTO DA REGIÃO GLÚTEA: Encontra-se sobre o primeiro terço do ramo inferior da
antihélice.
Indicações: Ativar a circulação; Eliminar o vento; Drenar as colaterais e eliminar a dor.
Tratamento das algias da região glútea, do sacro e ciatalgias.

 PONTO DO NERVO CIÁTICO: Encontra-se sobre o terço central do ramo inferior da


antihélice.
Indicações: Comunicar os canais e desobstruir os colaterais; Sedante e analgésica.

Ciatalgia e dor dos membros inferiores.

 PONTO DO NERVO SIMPÁTICO: Encontra-se sobre o terço interno da cruz inferior do


antihélice.
Indicações: Regular a função do sistema neurovegetativo; relaxar os espasmos da
musculatura lisa; Função vasodilatadora; regular as secreções internas. Espasmos
gastrointestinais; Desordens neurovegetativas; Cálculos renais e das vias urinárias;
Úlceras gástricas e duodenais; Gastrites; Colecistolitíases; Hiperidrose; Dermatite
seborréia; alopecia; Hiperacidez. Não deve ser utilizado na distensão abdominal

 RAMO SUPERIOR DA ANTIHÉLICE


 PONTOS ARTELHOS: Encontra-se sobre a borda externa da cruz superior da
antihélice.

32
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Aversão ao frio e nas
micoses; Intumescimento;Debilidade vascular das extremidades; Entorses da
articulação e dos artelhos; Traumas.

 PONTO DO CALCÂNEO: Encontra-se


sobre a borda interna da cruz superior da
antihélice.
Indicações: Ativar a circulação do sangue;
acalmar a dor. Tratar esporões do
calcâneo; Dor do calcâneo devido à
deficiência do rim.

 PONTO DA ARTICULAÇÃO DO
TORNOZELO: Encontra-se lançando uma
linha entre o ponto calcâneo e articulação
do joelho, na metade da distância desta linha.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Entorse do tornozelo;
Inflamação da articulação.

 PONTO ARTICULAÇÃO DO QUADRIL: Encontra-se no ponto central da área onde


começa a cruz superior da antihélice.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Infecções da articulação do
quadril; Dores lombares e do quadril;
Ciatalgias.

 PONTO ARTICULAÇÃO DO JOELHO:


Encontra-se no centro da cruz superior
do antihélice.
Indicações: Ativar a circulação do
sangue; acalmar a dor. Artrite e artrose
do joelho; Entorses; Traumas e dores
em geral.

 PONTO JOELHO EXTERNO:


Encontra-se no lado mais próximo à fossa escafoide, ao nível do ponto onde começa a
cruz superior do antélice.
Indicações: Ativar a circulação; acalmar a dor. Tratamento das afecções da face
externa do joelho.

33
_____Curso de Auriculoterapia
 PONTO DA PREGA POPLÍTEA: Encontra-se na metade de uma linha traçada entre o
ponto articulação do quadril e o ponto Shen Men.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Dores reflexas da prega
poplítea; Dores no joelho.

 PONTO DOS MÚSCULOS GASTROCNÉMIOS: Encontra-se na metade de distância


entre o ponto articulação do joelho e articulação do quadril.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor; libera os espasmos. Ponto
empregado no tratamento das afecções do músculo gastrocnêmico; Espasmos do
músculo gastrocnêmico; Fibroses; Inflamação e dores reflexas causadas no curso da
ciatalgia.

 PONTO DO MÚSCULO QUADRÍCEPS: Encontra-se na metade da distância entre o


ponto articulação do joelho e articulação do quadril.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; Acalmar a dor; Liberar os espasmos.
Patologias dos músculos da coxa.

 FOSSA ESCAFÓIDE
 PONTOS FALANGES: Encontra-se no extremo superior da fossa escafóide.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Entorses; Luxações;
Síndrome de Raynaud; Hiperidrose; Dermatite; Parestesia dos dedos devido a
transtornos radiculares da cervical.

 PONTO CLAVÍCULA: Encontra-se sobre o centro da fossa escafóide, no mesmo


nível do ponto do coração.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Periatrite do ombro; Dores
da região cervicobraquial e das costas.

 PONTO ARTICULAÇÃO DO PUNHO: Localizado ao dividir a fossa escafóide, desde o


ponto falanges até o ponto clavícula, em cinco partes semelhantes, na união da
primeira parte com a segunda, de cima para baixo, ao centro da fossa.
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Afecções do punho, tais
como tenossinovite; Síndrome do túnel do carpo.

 PONTO COTOVELO: Encontra-se na terceira das cinco partes em que se dividiu a


fossa escafoide, contando-se de cima para baixo, ao nível do centro da fossa.

34
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor. Entorses do cotovelo;
Epicondite; Traumas; Artrites reumatoides.

 PONTO OMBRO: Localiza-se sobre a quarta divisão na fossa escafóide, no centro.


Indicações: Ativar a circulação do sangue; acalmar a dor; libera os espasmos.
Periartrite do ombro; Traumatismos do ombro; Tendinite; Dores reflexa de radiculite
cervical.

 PONTO ARTICULAÇÃO DO OMBRO: Encontra-se entre o ponto ombro e o ponto


clavícula.
Indicações: Os pontos clavícula, ombro e articulação do ombro são denominados os
três pontos de ombro e têm uso específico na periartrite e bursite desta articulação.

 PONTO ALERGIA (URTICÁRIA, MANANCIAL DE VENTO): Encontra-se na metade da


distância entre os pontos falange e articulação do punho.
Indicações: Antialérgico; Antireumático; elimina o vento e
acalma o prurido. Asma brônquica, dermatite atópica,
rinites atópicas, púrpuras atópicas, urticária atópica, em
geral todo tipo de enfermidade alérgica.

 NERVO AURICULAR MAIOR: Localiza-se abaixo do


ponto clavícula, em um ponto bem sensível ao tato.
Indicações: Ativar a circulação de Energia (Qi) e sangue
(Xue); relaxar a musculatura; Aliviar a dor. Nevralgia do
pavilhão auricular; Periartrite do ombro; Parestesia dos
membros superiores; Cervicalgia; Lombalgia.

 FOSSA TRIANGULAR
 PONTO HIPOTENSOR: Encontra-se sobre a borda
interna e superior da fossa triangular, próximo à face da hélice.
Indicações: Hipotensora. Hipertensão arterial.

 PONTO PÉLVIS: Encontra-se no ponto onde se cruzam o ramo superior e o inferior


da antihélice em sua borda interna.
Indicações: Dispersar o calor; drenar a umidade; Desinflamatório. Inflamação pélvica,
Prostatite; Dismenorréia e dores do baixo ventre.

 PONTO SHEN MEN (Porta da Mente): Encontra-se lançando uma linha entre o ponto
hipotensor e o ponto pélvis no primeiro terço da mesma.

35
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: Sedante; Antiflamatória; Hipotensora; Acalma a mente e controla as
emoções. Tosse; Dispnéia; Prurido; Diarréia; Leucorréia e vertigem; Ansiedade;
Estresse; Insônia; Epilepsia; Histeria; Asma; Hipertensão arterial; Sintomas
inflamatórios.

 PONTO HEPATITE: Localizado na mesma linha que une o ponto hipotensor ao ponto
pélvis, entretanto no terço superior da mesma.
Indicações: Dispersar o calor do fígado; drenar o fígado e VB. Enfermidades do
fígado e VB; Dor e distensão da região intercostal e Hipocôndrio.

 PONTO GENITAIS INTERNOS (PONTO ÚTERO): Encontra-se na depressão interna e


central da fossa triangular.
Indicações: beneficia o útero; controlar a menstruação. Menstruações irregulares;
Dismenorréias; Amenorréia; Leucorréia;
Hemorragia disfuncional uterina; Endometrioses;
Infertilidade; Disfunções sexuais.

 PONTO ANEXOS DO ÚTERO: Encontra-se


lançando uma linha entre os pontos genitais
internos e pélvis, no terço posterior desta.
Indicações: Beneficia o útero e as tubas
uterinas; controla a menstrução. Anexites;
Leucorréias; Dismenorréias.

 PONTO COLO DO ÚTERO: Localizado na linha


que une os pontos genitais internos e pélvis, no
terço interior da mesma.
Indicações: Beneficia o colo do útero; Desinflamatório. Cervicite; Ectopias do colo;
Leucorréias.

 PONTO PREGA INGUINAL: Localiza-se formando um triângulo entre o ponto da


região glútea e o ponto do nervo ciático, sobre a borda inferior da fossa triangular.
Indicações: Dispersar a dor; acalmar a dor. Algias da região do hipogástrio;
Inflamação da cadeia glanglionar da região inguinal; Varicocele.

 PONTO CONSTIPAÇÃO: Localiza-se formando um triângulo com os pontos nervo


ciático e simpático, porém sobre a borda inferior da fossa triangular.
Indicações: Específico para o diagnóstico e tratamento da constipação.

 PONTOS DA HÉLICE

36
_____Curso de Auriculoterapia
 PONTO ÁPICE DA ORELHA: Encontra-se no ponto mais alto do pavilhão auricular,
na ponta que se cria ao dobrar o pavilhão para frente.
Indicações:Antinflamatorio; Antipirética; Hipotensora; Antialergica; Clareia a mente e
a visão; Pacifica o fígado e controla o vento interno; Refresca o sangue e acalma o
prurido; Acalma a dor. Hipertemias, hipertensão, ansiedade, irritabilidade, insônia,
stress, cefaleias, vertigens, enfermidades oftalmológicas e nas dermatites em geral.

 PONTO ÂNUS: Encontra-se sobre a hélice, ao nível da borda inferior do ramo


superior da antihélice.
Indicações: Dispersa o calor; ativa a circulação do sangue; Desinfetante.
Hemorroidas internas, externas ou mistas, prolapso retal e prurido anal.

 PONTO ÓRGAOS GENITAIS


EXTERNOS: Encontra-se sobre a
hélice, ao nível do ponto simpático.
Indicações: Dispersa o calor; drena a
umidade calor do fígado e V. Biliar;
refresca o sangue e elimina o vento
acalmando o prurido. Uretrites,
eczema do escroto, prurido genital,
impotência.

 PONTO URETRA: Localiza-se sobre


o hélice, ao nível do ponto próstata.
Indicações: Elimina a umidade calor
do Jiao inferior; controla o esfíncter;
controla a urina. Infecção das vias
urinarias baixas, prostatite, enurese
noturna, polaciúria (aumento de micção, com pouco volume de urina), poliuria
(aumento da micção com grande volume de liquido), retenção urinária.

 Ponto Reto: Encontra-se sobre o hélice, ao nível do ponto intestino grosso.


Indicações: Regula a função do reto e intestino grosso; controla o esfíncter anal.
Hemorroidas internas e externas, prolapso retal, incontinência fecal, enterites,
diarreias e disenterias.

 Ponto Yang do Figado: Localiza-se sobre o tubérculo auricular.


Indicações: Síndrome de ascensão do Yang do Fígado, com sintomas como tontura,
visão turva, zumbidos, amargo na boca, TPM, rosto vermelho, sono agitado.

37
_____Curso de Auriculoterapia
 Pontos Helice de 1 a 6: Estes pontos distribuem-se a partir do tubérculo auricular
para baixo até a borda inferior da curvatura do lóbulo da orelha. Dividindo este trajeto
em 5 seções, de cima para baixo, ficam distribuídos os seis pontos, respectivamente,
em cada uma destas partes. Dispersa calor; Desinflama; Elimina as infecções.
Indicações: Helice 1: Trata a dor na região distal dos quatro membros, como artrite
dos dedos da mão, articulação do pulso, síndrome do túnel do carpo, dermatite e
enfermidades alérgicas.

Hélice 2: Trata o cotovelo de tenista, e dores na região do antebraço.

Hélice 3: Trata as periartrites do ombro e as fibromiosites.

Hélice 4: Trata as cervicalgia, a síndrome cevicobraquial, a periartrite do ombro, a


cefaleia, occipital, a fibromiosite, dor de dente, periodontite, ATM e a estomatite.

Helice 5: Trata a otite media, dor de dente e hipoacusia (surdez).

Helice 6: Trata a amidalite e faringite aguda.

 Nervo Oocciptal Menor: Encontra-se ao nível do ponto Yang do Fígado, no


tubérculo auricular, em sua borda interna.
Indicações: Comunica os canais; acalma a dor; Vasodilatador periférico. Cefaleia
occipital, neuralgia do nervo occipital menor e dor do pavilhão auricular. Sequelas de
acidentes cerebrais, arteriosclerose cerebral.

 Simpatico Externo: Localiza-se sobre a Hélice, anterior ao ponto Genitais


Externos.
Indicações: Ativa a circulação de Qi e Sangue na cabeça; alivia a cefaleia; acalma a
vertigem. Cefaleias frontal, têmpora-parietal e do vértice, vertigem.

 DORSO DA ORELHA
 Sulco Hipotensor: na depressão em forma de “Y”, formada pela cruz superior e
inferior do anti-helix.
Indicações: hipertensão e hipotensão arterial.
 Ponto Coração do Dorso: Tem intima relação com as funções do coração.
Localização: aproximadamente atrás do ponto Shen Men.

38
_____Curso de Auriculoterapia
Indicações: hipertensão, cefaleias, sonhos excessivos, palpitações, insônia,
ansiedade.
 Ponto Fígado do Dorso: Atua na área correspondente, equilibrando as energias.
Localização: na região central do dorso da orelha, aproximadamente atrás do ponto
Fígado.
Indicações: colecistite, cólica hepática, disfunções do fígado e vesícula biliar.
 Ponto Baço do Dorso: Atua na área correspondente e beneficia o estomago.
Localização: aproximadamente atrás do ponto
estômago.
Indicações: dispepsia, gastrite, ulcera,
anorexia,obesidade.
 Ponto Pulmão do Dorso: Atua na área
correspondente, equilibrando as energias. Beneficia a
pele. Localização: região central do dorso da orelha,
aproximadamente atrás dos pontos Pulmão superior e
inferior.
Indicações: bronquite, pneumonia, edema pulmonar,
asma, dermatite.
 Ponto do Rim do Dorso: Tem relação com o sistema
neurovegetativo, beneficia a cabeça. Localização:
região inferior do dorso da orelha aproximadamente
atrás do ponto cérebro.
Indicações: neurastenia, cefaleia, vertigem, neurose,
surdez, zumbido.

14. PROTOCOLOLOS
 ALERGIA DE PELE
A alergia na pele é uma reação inflamatória que pode manifestar-se em
diferentes regiões da pele e costumam se apresentar com duas características:
manchas ou placas avermelhadas na pele e intensa coceira.
 Causas: Costuma ser causada por processos alérgicos, desencadeado por
remédios, alimentos, picada de abelha ou contato com substâncias, tais como tintas,
látex, pólen, saliva de animais, etc.
 Sintomas
 Coceira (plenitude/calor); Vermelhidão (calor); Irritação (Calor);
 Descamação (secura, def. líquidos orgânicos);

39
_____Curso de Auriculoterapia
 Manchas ou bolinhas (avermelhada ou branca) (calor quando vermelhas,
brancas=def).
 Pensamento Clínico: Considerando que o pulmão se manifesta na pele, é
conveniente pensar primeiramente neste Zhang, considerando também outros sinais e
sintomas.
Além disso, a região afetada também deve ser trabalhada na sessão de
Auriculoterapia. Como as características principais incluem vermelhidão, queimação e
coceira, os estímulos principais serão de sedação.
 Pontos Possíveis
 Triângulo Cibernético); Shen Men; Rim; Simpático;
 Alergia (Urticária); Suprarrenal;
 Pulmão; Endócrinas;
 Pontos da área afetada
 Occipital; Ping Chuan Superior; Ping Chuan Inferior;
 Pontos Escolhidos (Protocolo)
 Triângulo Cibernético (Shen Men(S),
Rim(T) e Simpático(T));
 Pulmão (S);
 Alergia (Área da Urticária) (S);
 Supra renal (T);
 Pontos da área afetada (S);
 Ping Chuan Superior (S); Ping Chuan
Inferior (S)

 ANSIEDADE
O termo "ansiedade" tem várias
definições nos dicionários não técnicos:
aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com
qualquer contexto de perigo, entre outros.
Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como
um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das
circunstâncias ou intensidade, e que tornar-se patológico, isto é, prejudicial ao nosso
funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).
A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz
exatamente o contrário, impedindo reações.

40
_____Curso de Auriculoterapia
 Causas: Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento
do corpo e às experiências de vida.
A pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão
aparente ou pode ter ansiedade apenas às vezes, mas tão intensamente que se
sentirá imobilizada. A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para
evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa
do desconforto que sentem.
 Sintomas
 Preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar);
 Sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer;
 Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho;
 Medo extremo de algum objeto ou situação em particular;
 Medo exagerado de ser humilhado publicamente; Independentemente da vontade;
 Falta de controle sobre pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem;
 Pavor depois de uma situação muito difícil.

 Análise de sintomas de Acordo com a MTC


 Dor leve e contínua (deficiência); Cansaço (Deficiência);
 Arritmias (deficiência); Desmaios (Deficiência);
 Febre (Calor, plenitude); Nódulos linfáticos no pescoço (Plenitude);
 Mau hálito (Plenitude); Dor de cabeça (Plenitude).

 Pensamento clínico do Auriculoterapeuta


 Caracterizada pelo medo e pela preocupação, a ansiedade é um dos problemas
mais comuns atualmente.
 Considerando os sintomas principais, é preciso acalmar o espírito (coração), reduzir
o medo (tonificar os rins), melhorar o sono, controlar a agitação (fígado) e equilibrar o
corpo.
 Em casos graves (TAG), deve-se sempre orientar que o paciente tenha
acompanhamento de outros profissionais paralelamente à auriculoterapia.
 Manter sempre o cuidado de deixar o paciente o mais calmo possível durante sua
intervenção.

41
_____Curso de Auriculoterapia
 Pontos Possíveis
 Triângulo Cibernético: Shen Men; Rim;
Simpático;
 Coração (Órgão afetado);
 Fígado (Acalma a agitação, melhora
tremores, relaxa a musculatura);
 Ansiedade (Ponto específico);
 Relaxante muscular (Relaxa a musculatura,
acalma);
 Occipital (Ponto para desordens
neuropsiquiátricas);
 Cérebro (Regula a atividade cerebral);
 Yang do Fígado (Acalma o yang do fígado);
 Subcórtex (Regula a excitação);

 CIATALGIA
A dor no nervo ciático, também chamada de dor ciática, ciatalgia ou,
simplesmente, ciática, é uma dor de origem neuropática, que ocorre quando o nervo
ciático encontra se inflamado.
 Causas: É provocada pela compressão, inflamação ou irritação de uma ou mais
raízes nervosas que nascem na medula espinhal e vão formar o nervo ciático (ou
isquiático).
As possíveis causas para a compressão do nervo ciático e surgimento do processo
doloroso são: hérnia de disco, traumas, tumores, síndrome do músculo piriforme
(espasmo muscular que comprime o nervo ciático), osteoartrite, estenose
(estreitamento do canal vertebral e consequente desgaste das estruturas da coluna),
deslizamento de vértebras em decorrência de fraturas por pressão (espondilolistese).
Sintomas - Análise de sintomas de Acordo com a MTC
 Dor que irradia da coluna lombar para a parte posterior da coxa e da perna;
 Dores com tosse, espirro ou estiramento da coluna Diminuição da força muscular;
 Diminuição dos reflexos na região afetada; Formigamento; Dormencia
 Pensamento clínico: Inflamações no nervo ciático geram dores e restrições de
movimentos nos membros inferiores. Além da utilização dos pontos específicos para o
nervo ciático, devemos reduzir as dores, diminuir a inflamação e “liberar” o fluxo de
energia nos membros inferiores.
 Pontos Possíveis

42
_____Curso de Auriculoterapia
 Triângulo Cibernético Shen Men; Rim (Dores Lombares); Simpático;
 Ciático (Anti Hélix);
 Suprarrenal (Trago);
 Subcórtex (Anti Trago);
 Vesícula Biliar (Cocha Cimba);
 Alívio de dores (Escafa);
 Dores Lombares (Anti Helix);
 Vértebras Lombares (Anti Helix)

 Pontos Escolhidos (Protocolo)


 Shen Men* (Triângulo Cibernético) (S)
 Rim* (Triângulo Cibernético) (S)
 Simpático* (Triângulo Cibernético) (T)
 Fígado (S)
 Ciático (Anti Hélix) (S)
 Suprarrenal (Trago) (S)
 Subcórtex (Anti Trago) (S)
 Alívio de Dores (Escafa) (S)
 Dores Lombares (Anti Helix) (S)

 EMAGRECIMENTO
Segundo Almeida (2009) “o excesso de peso corporal é o sexto fator de risco mais
importante para doenças crônicas não transmissíveis em todo o mundo”.
O excesso de gordura pode levar ao desenvolvimento de várias doenças como a
diabetes tipo 2, doenças do coração, pressão alta, artrite, apneia e derrame.
 Causas: Normalmente a obesidade acontece quando a ingestão alimentar é maior
que o gasto energético correspondente.
Porém, existem outras causas para que a obesidade se instale, incluindo fatores
genéticos, ambientais, psicológicos e até sociais.
 Sintomas: Excesso de peso; Sono; Cansaço; Dificuldade para respirar; Sudorese
 Pensamento clínico: Sempre que quisermos induzir ao emagrecimento com a
auriculoterapia, devemos:
 Tonificar o baço deficiente para melhorar a transformação e transporte de
substâncias e reduzir a liberação de umidade;
 Harmonizar o estômago; Regular o sistema endócrino; Reduzir a fome; Aumentar a
ingestão de água;

43
_____Curso de Auriculoterapia
 Promover mais disposição ao paciente; Reduzir a ansiedade; Regular os intestinos;
Melhorar o sono.
 Pontos Possíveis
 Triângulo Cibernético Shen Men; Rim; Simpático;
 Intestino Grosso – Baço – Fome – Ansiedade –
Neurastenia – Coração – Boca
 Estómago – Fígado – Endócrino – Excitação.
 Pontos Escolhidos (Protocolo)
 Triângulo Cibernético: Shen Men (T); Rim (T);
Simpático (T);
 Baço (T);
 Fome (S);
 Ansiedade (S);
 Coração (S);
 Estómago (S);
 Fígado (S).

 FIBROMIALGIA
A fibromialgia é descrita como uma síndrome crônica, dolorosa, que possui sua
etiologia desconhecida. Suas manifestações se apresentam basicamente no sistema
músculo esquelético, mas podem se apresentar em outros sistemas.
Causas: É causada por um mecanismo de sensibilização do sistema nervoso central à
dor, ou seja, quando o cérebro não consegue controlar os sinais de dor.
 Sintomas: Dor – Fadiga- Distúrbio do sono – Depressão - Ansiedade.
 Pensamento clínico: A Fibromialgia é um problema muito sério, que causa muitos
danos à saúde física e mental do paciente. Apesar de haver um padrão da doença, os
sinais e sintomas em cada paciente diferem muito e podem mudar de uma hora para
outra, dificultando o tratamento. Por conta disso, deve-se analisar cuidadosamente
cada paciente a fim de promover o melhor tratamento.
 Pontos Possíveis
 Triângulo Cibernético Shen Men; Rim; Simpático
 Fígado – Coração- Área da Neurastenia – Analgesia – Baço – Pulmão –
Suprarrenal - Nervo Occipital menor - Região afetada
 Pontos Escolhidos (Protocolo)
Não vamos estudar um protocolo único, pois cada caso deve ser estudado
minunciosamente

44
_____Curso de Auriculoterapia

 SINUSITE
Pode ser definida como um processo inflamatório que atinge a mucosa dos
seios da face e a mucosa nasal.
 Causas: Pode ser causada por agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus
e também por fatores alérgicos.
 Sintomas: Obstrução nasal - Secreção nasal - Redução da capacidade olfativa –
Halitose -Dor
 Pensamento clínico: Por ser uma inflamação e ter características claras de
plenitude, nós devemos reduzir o calor e a inflamação e desobstruir a passagem do ar
utilizando pontos anti-inflamatórios e pontos locais, além dos pontos dos zhang Fei, Pi
e Shen.
 Pontos Possíveis
 Triângulo Cibernético Shen Men; Rim; Simpático;
 Pulmão – Endócrino – Baço – Occipital – Suprarrenal - Nariz Interno - Nariz Externo
– Frontal

 Pontos Escolhidos (Protocolo)


 Triângulo Cibernético) Shen Men (S); Rim
(T); Simpático (S)
 Antiflogístico (S)
 Pulmão (S)
 Baço (T)
 Suprarrenal (T)
 Nariz Interno (S)
 Frontal (S)

45
_____Curso de Auriculoterapia
15. MASSAGEM TERAPEUTICA AURICULAR

A Massagem Auricular Terapêutica é um tipo de massagem feita


exclusivamente no pavilhão auricular, utilizando-se apenas as mãos, e têm como
bases teóricas e práticas a Auriculoterapia Chinesa. Pode ser administrada tanto
pelo terapeuta quanto pelo próprio paciente (Automassagem).
 TECNICA DA MASSAGEM
Fazer a massagem 3 vezes por dia, durante as 3 primeiras semanas. Parar por uma
semana. Pode ser feito por mais 3 semanas, é necessário que pare para o corpo não
acostumar.
 Dia 1 – Iniciação – 3 x ao dia;
 Dia 2 – Tratamento – 3 x ao dia;
 Dia 3 – Relaxamento – 3 x ao dia.
 1ª TECNICA – Iniciação - Estimular toda a orelha por 2 Min.
 2 Min. ao acordar; 2 min duas horas depois do almoço; e 2 Min. antes de
dormir.
 2ª TECNICA – Tratamento – Pinçar toda orelha.
 Se houver queixa de dor, escolher a orelha do lado correspondente a queixa ou se
não houver uma queixa, massagear a que mais sentiu desconforto
 Fazer pressão com os dedos em toda orelha, pressionar por mais tempo com uma
pressão maior (de 1 a 2 Min. Cada ponto dolorido). Pode ser vários pontos se for o
caso. Fazer fricção de 6 a 15 segundos para dessensibilizar.
 3ª TECNICA – Relaxamento – Massagear toda orelha.
 Massagear com os dedos toda orelha por 1 Min. Pode ser feito nas duas, localizar
os pontos de dor e massagear por 6 minutos. Escolher 3 pontos mais doloridos e
massagear por mais 1 min, sem muita pressão.
 OBS: Na semana de descanso se houver dor, pode massagear, mas só no 3º
ou 4º dia.

46
_____Curso de Auriculoterapia

REFERENCIAS

GARCIA, E. G. Auriculoterapia: Escola Huang Li Chun. Trad. Ednéia Lara Souza


Martins. São Paulo. Ed. Roca, 1999.

KEN, DR. CHEN.; YONGQIANG, DR. CUI. Manual de Terapia Auricular Chinesa.
Tradução: Claudia de Nobrega. São Paulo. Ed. Andrei, 2006.

SENNA, V. SILVA.; BERTAN, H.; SILVA, P. R. Acupuntura Auricular. São Paulo. Ed.
Phorte, 2012

FONSECA, W.P. Acupuntura Auricular Chinesa. 2ª ed. São Paulo. Ed. Andrei, 2013.

AUTEROCHE, B.; NAVAILH,P. O Diagnostico na Medicina Chinesa. 2ª ed. São


Paulo. Ed. Andrei, 1992.

ROSS, J. Zang Fu-Sistemas de Orgãos e Vicseras da Medicina Tradicional


Chinesa. 2ª ed. São Paulo. Ed. Roca, 1994.

47

Você também pode gostar