Você está na página 1de 7

-----Tabela 1 - Unidades Básicas-----

Grandeza Unidade Símbolo


Fundamental
Comprimento Metro M
Atto a 10^18 = 0,000 000 000 000 000 001
Zepto z 10^21 = 0,000 000 000 000 000 000 001
Yocto y 10^^24 = 0,000 000 000 000 000 000 000 001
Massa Quilograma Kg
Tempo Segundos s
Corrente Elétrica Amperé A
Temperatura Termodinâmica Kelvin K
Intensidade Luminosa Candela cd
Quantidade de matéria Mole mol
Além dessas grandezas, temos duas unidades suplementares: ângulo, plano e ângulo sólido.

-----Tabela 2 - Unidades suplementares-----


Grandeza Unidade Símbolo
Ângulo plano Radiano rad
Ângulo Sólido Estereorradiano sr
A partir das unidades fundamentais e suplementares são desenvolvidas outras unidades, como, por
exemplo

-----Tabela 3 - Outras unidades desenvolvidas-----


Grandeza Unidade Símbolo - Fórmula
Energia Joule J N.m
Força Newton N Kg.m/s2
Potência Watt W J/s
Carga Elétrica Coulomb C A
Potencial Elétrico Volt V J/C ou W/A
Resistência Elétrica Ohm Ω V/A
Condutância Elétrica Siemens S A/V
Capacitância Farad F C/V
Indutância Henry H Wb/A
Frequência Hertz Hz s-1
Fluxo Magnético Weber Wb V.s
Densidade de Fluxo magnético Tesla T Wb/m2

-----Tabela 4 - Múltiplos e submúltiplos-----


Nome do Prefixo Símbolo do Prefixo Fator pelo qual a unidade é multiplicada

-----Múltiplos-----
Yotta Y 10^24 =
1 000 000 000 000 000 000 000 000
Zetta Z 10^21 = 1 000 000 000 000 000 000 000
Exa E 10^18 = 1 000 000 000 000 000 000
Peta P 10^15 = 1 000 000 000 000 000
Tera T 10^12 = 1 000 000 000 000
Giga G 10^9 = 1 000 000 000
Mega M 10^6 = 1 000 000
Quilo k 10^3 = 1 000
Hecto h 10^2 = 1 00
Deca da 10
-----Unidade Submúltiplos-----
Deci d 10^-1 = 0,1
Centi c 10-2 = 0,01
Mili m 10^-3 = 0,001
Micro µ 10^-6 = 0,000 001
Nano n 10^-9 = 0,000 000 001
Pico p 10^-12 = 0,000 000 000 001
Femto f 10^-15 = 0,000 000 000 000 001
Atto a 10^-18 = 0,000 000 000 000 000 001
Zepto z 10^-21 = 0,000 000 000 000 000 000 001
Yocto y 10^-24 = 0,000 000 000 000 000 000 000
001

-----Elementos de Circuitos Elétricos-----


1. INTRODUÇÃO: Os circuitos elétricos podem ser muito simples como o de uma lanterna, até muito
complexos, como é o caso de uma “placa mãe” de um microcomputador.

1.1. Tipos de Elementos de um Circuito

✓ Passivos: resistores, capacitores e indutores

✓ Ativos: fontes em geral, geradores e amplificadores operacionais. o Tipos de fontes:


independentes e dependentes.

✓ Fontes Independentes: Fornece tensão ou corrente independente das outras variáveis do circuito.
O sentido da corrente é considerado positivo quando sair pelo terminal positivo e entrar pelo
terminal negativo.

✓ Fontes Dependentes ou Controladas: Elementos ativos no qual a grandeza fornecida é controlada


por uma outra tensão ou corrente.

2. FONTES DE ALIMENTAÇÃO: Os dispositivos que fornecem tensão para os circuitos são as


denominadas fontes de tensão ou fontes de alimentação. Uma das fontes de alimentação mais
comuns são as pilhas e baterias. Para os nossos cálculos em circuitos, adotamos as fontes
denominadas ideais. Esses modelos se aproximam da realidade e possuem algumas características
básicas: a fonte de tensão fornece uma tensão constante, independente da carga
2.1.2. Fonte de Corrente Ideal

“A corrente é completamente independente da tensão fornecida.”

O símbolo para a fonte de corrente é apresentado na figura abaixo:

Normalmente, essa referência é o pólo negativo da fonte de alimentação, que pode ser considerado
como ponto de potencial zero.

Essa convenção faz com que a tensão entre qualquer outro ponto do circuito e essa referência seja o
próprio potencial elétrico do ponto considerado.

A essa referência é dado o nome de terra ou GND (do inglês, ground) cujossímbolos mais usuais são
apresentados abaixo:
Algumas formas de representação para os circuitos, nesse caso:

conectada em seus terminais; o condutor possui resistência nula; um motor elétrico ideal deve
converter toda a energia recebida da rede em energia mecânica, sem perdas.

2.1. Fontes Independentes

2.1.1. Fonte de Tensão Ideal

Elemento de dois terminais, como uma bateria ou gerador, que mantém uma dada tensão entre os
seus terminais.

“A tensão é completamente independente da corrente fornecida.”

Por meio dessas fontes ideais, montamos nossos circuitos e fornecemos alimentação aos mesmos.

Os símbolos que utilizamos para representar as fontes de tensão estão ilustrados abaixo.
2.1.3. Bipolo Gerador e Bipolo Receptor

Um bipolo elétrico é um dispositivo qualquer que possui dois pólos ou terminais, aos quais podem
ser ligados outros bipolos, formando um circuito elétrico.

Bipolo Gerador ou Ativo: Transforma um tipo de energia qualquer em energia elétrica. Por exemplo,
pilhas, dínamo etc. Eleva o potencial, ou seja, a corrente entra no polo negativo e sai no polo
positivo.

No bipolo gerador, a corrente tem o sentido do potencial menor para o maior, ou seja, coincide com
o sentido da tensão sobre ele.

Bipolo Receptor ou Passivo: Transforma energia elétrica em um outro tipo de energia qualquer. Por
exemplo, lâmpadas, motores etc.
2.1.4. Terra, GND ou Potencial de Referência

Em um circuito elétrico, devemos sempre adotar um ponto de referência, ou um potencial de


referência. A partir desse ponto, fazemos as medidas de tensão.

-----Corrente Elétrica-----

Você também pode gostar