Você está na página 1de 10

EXPRESSIONISMO E CUBISMO

Anderson Figueredo – Arquiteto e Urbanista


Hist. das Artes e
Vanguardas Europeias Estética

• Movimento cultural europeu do


início do século XX que marca o
início do Modernismo.

• A palavra “Vanguarda” vem do


francês “Avante – Garde” que
significa estar a frente.

• Rompimento com a tradição e


padrões clássicos habituais do
período.

Mona Lisa (1503) - Leonardo da O Grito (1893) - Edvard Munch


Vinci
Hist. das Artes e
Expressionismo Estética

Die Brucke - Fundado em 1905 por estudantes da Escola de Arquitetura de Dresden – Alemanha.
• Movimento artístico nascido na
Alemanha no início do século XX.

• Ênfase para a distorção da realidade


de forma hiperbólica, expressada
por emoções e sentimentos.

• Rompimento com a tradição e


padrões clássicos habituais do
período.

• Movimento coexistiu a dois grupos


de artistas e arquitetos alemães: Die
Brucke (A ponte) e Der Blaue Reiter
(O Cavaleiro Azul).
Ernst Lidwig Kirchner – Erick Heckel - Autorretrato Karl Schmidt - Rottluff Fritz Bleyl
Autorretrato com modelo
Hist. das Artes e
Expressionismo Estética

Der Blaue Reiter - Fundado em 1911 em Munique – Alemanha. A “Nova associação de artistas”.
• Movimento artístico nascido na
Alemanha no início do século XX.

• Ênfase para a distorção da realidade


de forma hiperbólica, expressada
por emoções e sentimentos.

• Rompimento com a tradição e


padrões clássicos habituais do
período.

• Movimento coexistiu a dois grupos


de artistas e arquitetos alemães: Die
Brucke (A ponte) e Der Blaue Reiter Wassily Kandisky – Capa Franz Marc – O Cavalo Paul Klee - Rottluff August Macke - Lady in a Green
(O Cavaleiro Azul). do Almanaque Azul I Jacket
Hist. das Artes e
Expressionismo Estética

Arquitetura
• Subjetividade, experimentação
formal da plasticidade.

• Formas biomórficas, liberdade para


o desenho espontâneo.

• Uso de novos materiais de


construção: tijolo, aço e vidro.

Wilhelm Kreis – Torre Bismark Erich Mendelsohn – Torre


(1902) – Dresden Alemanha Einstein, Observatório
Astronômico), (1921) – Potsdam,
Alemanha
Hist. das Artes e
Expressionismo Estética

Arquitetura
• Subjetividade, experimentação
formal da plasticidade.

• Formas biomórficas, liberdade para


o desenho espontâneo.

• Uso de novos materiais de


construção: tijolo, aço e vidro.

Bruno Taut – Pavilhão da Glashaus Hans Poelzig – Grande Casa de Espetáculos


(Pavilhão de Vidro) (1914) – Werkbund, (Grosse Schauspielhaus), (1919) – Berlim,
Colônia. Alemanha Alemanha
Hist. das Artes e
Cubismo Estética

Cubismo Analítico Cubismo Sintético


• Busca a interpretação da realidade a
partir de sua fragmentação.

• Elimina a necessidade de imitação


da natureza, liberta do conceito de
“beleza”.

• Abandona a noção de perspectiva e


intensifica o volume em um plano
bidimensional.

• O movimento se divide em duas


tendências: Cubismo Analítico e
Cubismo Sintético. Pablo Picasso – O George Braque – Pablo Picasso – natureza morta com
Acordeonista (1911). Homem com Violão cadeira de palha (1912)
(1912).
Hist. das Artes e
Cubismo Estética

Arquitetura
• Uso da forma geométrica, seja ela
entrelaçada ou única.

• A arquitetura cubista foi


estabelecida no território da atual
República Tcheca.

• O Cubismo Tcheco desenvolveu-se


como um produto de riqueza
burguesa checa, criando um
conceito de design.

• A arquitetura cubista é
posteriormente seguida por um
rondocubismo mais decorativo.

Josef Gocar – Casa da Madona Josef Chochol – Villa Kovarovic em Libusina, Praga (1911)
Negra, (1912) – Praga, República
Checa
Hist. das Artes e
Cubismo Estética

Arquitetura
• Uso da forma geométrica, seja ela
entrelaçada ou única.

• A arquitetura cubista foi


estabelecida no território da atual
República Tcheca.

• O Cubismo Tcheco desenvolveu-se


como um produto de riqueza
burguesa checa, criando um
conceito de design.

• A arquitetura cubista é
posteriormente seguida por um
rondocubismo mais decorativo.

Otakar Novotný – Casas de Josef Gocar – Banco das Legiões


professores em Praga (1924) Tchecoslovacas
Hist. das Artes e
Referências Estética

FARTHING, S. Tudo Sobre Arte. Rio de Janeiro. Sextante, 2011.

ARGAN, G.C. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras,1988.431p.

DEMPSEY, Amy. Estilos, Escolas e Movimentos. S.P.: Cosac & Naify, 2003 DIDI.

RUHRBERG, K; Honnef, F. Arte do Século XX. Koln: Taschen, 2010.

GOMBRICH, de E.H. A História da Arte. LTC; 16ª edição, 2000. 714p.

Gili Merin. "AD Classics: The Einstein Tower / Erich Mendelsohn" 14 Jul 2013. ArchDaily. Accessed 10 Jan 2021. <https://www.archdaily.com/402033/ad-
classics-the-einstein-tower-erich-mendelsohn> ISSN 0719-8884