Você está na página 1de 17

Conflitos no

Cáucaso

Ronnise Venâncio
Chechênia – origem dos conflitos
✓ Resistiram às tentativas de ocupação
do seu território pelos russos desde o
século 18.
✓ 1994 – Boris Yeltsin, enviou o exército

russo e os combatentes chechenos


travaram uma guerra absoluta
(Primeira Guerra da Chechênia).
✓ 1996 – houve um cessar-fogo e a

retirada do exército russo do território.


Chechênia – origem dos conflitos
✓ 1999 - Os militares russos voltaram a invadir o
país pouco depois de Vladimir Putin assumir o
poder.
✓ Os chechenos são os donos históricos da terra e
vivem na região há milhares de anos.
✓ 1999 – 2000- centenas de moscovitas foram
mortos em uma série de atentados em Moscou
e em outras cidades. Putin culpou os
muçulmanos chechenos e atacou novamente a
região (Segunda Guerra da Chechênia).
Ucrânia – Aspectos gerais
✓ É o segundo país mais populoso do espaço pós-soviético,
atrás apenas da Rússia.
✓ Durante décadas, a Ucrânia foi a segunda economia da
União Soviética.
✓ Em 2016, como país independente, ocupou o terceiro
lugar em termos de produção econômica.
✓ A Ucrânia foi o verdadeiro “celeiro da ex-União
Soviética”.
✓ Possui um dos melhores solos agrícolas do mundo – o
famoso tchernozion, ou terra negra.
✓ Mais de 17% da população ucraniana é de origem russa
e se concentra na fronteira com a Rússia
principalmente, na Crimeia, península situada no mar
Negro, ao sul do país.
A Crimeia foi uma república
autônoma da Ucrânia,
O que é a Crimeia? localizada em uma península
no Mar Negro.
Origem conflito na Ucrânia
✓ Com a dissolução da União Soviética e a independência da
Ucrânia em 1991, teve origem na Crimeia um forte movimento
separatista.
✓ 2013- presidente ucraniano Viktor Yanukovich desistiu de
assinar um tratado de livre-comércio com a União Europeia,
preferindo estreitar relações comerciais com a Rússia.
✓ A decisão deu origem a protestos massivos, que resultaram, na
destituição de Yanukovich.
✓ Na Crimeia, de maioria russa, o parlamento local foi dominado
por um comando pró-Rússia, que nomeou Sergei Axionov como
premiê.
Conflito na Ucrânia - continuação
✓ O novo governo considerado ilegal pela Ucrânia,
aprovou sua adesão à Federação Russa e a realização de
um referendo.
✓ 17/03/14 – Realizaram um referendo sob controle
militar russo e não reconhecido pela Assembleia Geral
da ONU.
✓ Parlamento declara a independência da Ucrânia sendo
apoiado por russos e criticado por ucranianos
✓ 21/03/14 – Putin assinou a lei de anexação da Crimeia à
Rússia.
Qual o papel da Rússia na crise?

O Parlamento russo aprovou, a pedido do


presidente Vladimir Putin, o envio de tropas à
Crimeia para “normalizar” a situação.
Tropas sem identificação, mas claramente
russas tomaram a Crimeia, dominando bases
militares e aeroportos.
Qual o interesse russo na Crimeia?

✓ A península fica em uma área estratégica do Mar


Negro, muito próxima do sudoeste da Rússia.
✓ A maior parte da frota russa no Mar Negro está na
Crimeia, com um quartel-general na cidade
ucraniana de Sebastopol.
✓ Para a Ucrânia, independente da Rússia desde o
colapso da União Soviética em 1991 e em meio a
uma crise econômica, a perda da Crimeia
representou um enorme golpe.
Seis anos após a Rússia tomar a península da Crimeia
✓ A anexação, condenada internacionalmente e
assinada após um referendo considerado ilegal,
desencadeou uma série de sanções à Rússia.
✓ A popularidade de Putin está diminuindo.
Reformas impopulares, como o aumento da idade
de aposentadoria, bem como a crise econômica que
a Rússia atravessa, já não são mais curadas à base
de discursos patrióticos ou beligerantes.
Seis anos após a Rússia tomar a península da Crimeia
✓ Um discurso sobre um Ocidente hostil e russófobo o levou a
vencer as eleições com 76% há pouco mais de um ano. Algo
similar ocorreu com a breve guerra com a Geórgia em 2008,
quando Putin alcançou 88% de aprovação e a Rússia assumiu
o controle da Ossétia do sul e da Abkházia.
✓ 2015- a Ucrânia cortou o fornecimento de eletricidade e
mercadorias à Crimeia.
✓ A Crimeia é totalmente dependente da Ucrânia, tanto
economicamente quanto em termos de infraestrutura.

Você também pode gostar