Você está na página 1de 29

Saudação aos Exus

Salve Exu Tranca Rua


Salve Exu Caveira
Salve Exu Sete Catatumbas
Salve Exu Tiriri
Salve Exu Marabô
Salve Exu Capa Preta
Salve Exu da Brasa
Salve Exu das Sete Encruzilhadas
Salve Exu Morcego
Salve Exu Duas Cabeças
Salve Exu do Lodo
Salve Exu Meia Noite
Salve Exu Maioral
Salve Exu Mirim
Salve Exu Pinga Fogo
Salve Exu Toquinho
Salve Exu Brasinha
Salve Exu Pimenta
Salve Exu Sete Liras
Salve Exu Sete Porteiras
Salve Exu Lúcifer
Salve Todos os Exus

1
Pontos de Exu
O Sino da igrejinha faz delem, dendon. (2x)
Deu meia noite, o galo já cantou.
Seu Tranca Rua que é dono da gira,
Ô corre a gira, que Ogum mandou. (2x)

Tranca Rua, tranca tudo,


Tranca aqui, tranca acolá. (2x)

Tranca a gira, do inimigo,


Deixa, a nossa trabalhar. (2x)

Portão de ferro, cadeado de madeira. (2x)


Na porta do cemitério, onde mora Exu Caveira. (2x)

Ê Caveira, firma seu ponto,


Na folha de bananeira. (2x)

Exu caveira.

Sete, sete, sete, sexta feira da paixão,


Carrega sete pregos, na beira do seu caixão. (2x)
Sete, sete, sete, ele é o Sete Catatumbas;
Carrega sete no peito, e mais sete na calunga. (2x)

Sua capa de veludo, quando veio deixou lá.


Quando dava meia noite, Catatumba ia buscar. (2x)

Êna Mojibá ê. (3x)

Sua capa de veludo, quando veio deixou lá.


Quando dava meia noite, Tranca Rua ia buscar. (2x)

Êna Mojibá ê. (3x)

Eu vi exu dando gargalhadas,


Com o Tridente na mão e sua capa bordada. (2x)

Mas ele é Exu Tiriri, morador lá da Calunga,


Vem firmar seu ponto aqui. (2x)

2
Galo cantou,
Seu Tiriri chegou.(2x)
É meia noite, ele chegou da calunga; é Exu trabalhador;
Ele vence demanda, ele salva, ele cura. (2x)

Seu Tiriri,
Não é de brincadeira. (2x)
Quando ele chega,
Sua capa levanta poeira. (2x)

Leva a tristeza, leva a maldade;


Corta a inveja e traz a felicidade. (2x)

Exu é de querer-querer,
Na hora grande é que eu quero ver. (2x)

Exu é do romper da aurora,


Seu Tiriri, é quem manda agora. (2x)

Você sabe quem sou eu,


Onde é que eu vou morar?
Eu tenho a Capa Preta,
Onde é que eu vou ficar? (2x)

Quando bateu meia noite,


O galo cocoriou. (2x)

Lá na virada da Serra,
Seu Tiriri chegou. (2x)

Santo Antonio pequenino,


Amansador de burro bravo,
Quem mexer, com Tiriri,
Está mexendo com o diabo.
Rodeia, rodeia,
Rodeia, meu Santo Antonio, rodeia.

Marimbondo Cassurunga,
Foi fazer casa no mato. (2x)

Vá depressa, Marimbondo,
Vá buscar, seu povo lá. (2x)

Sucuri engole um boi,


Que não passa, na goela. (2x)

Camisa de sete mangas,


Quero ver quem veste, ela. (2x)

3
Exu Abavanan, Exu Abavanan. (2x)
Sua aldeia ainda é, Exu Abavanan. (2x)
Exu fez uma casa,
Sem porta e sem janela. (2x)

Exu não encontrou,


Morador pra morar nela. (2x)

Todo mundo quer,


Mas só a Umbanda agüenta. (2x)

Chega, chega no terreiro,


Chega, chega Exu Pimenta. (2x)

Meu senhor das almas,


Só voa quem tem asa. (2x)

Na minha encruzilhada,
Eu sou Exu da Brasa. (2x)

Pemba branca, Pemba preta,


Ô Pemba encantada. (2x)

Vá buscar Todos Exus,


Lá na encruzilhada. (2x)

Sete Catatumba, é Mojibá.


Êna, Êna é Mojibá, é Mojibá,
Êna, Êna, é Mojibá. (2x)

Exu ganhou um gato,


Mas não quis comer sozinho. (2x)

Ele chamou seus camaradas,


Pedaço, por pedacinho. (2x)

Aí chegou, seu Lúcifer, a Pombo Gira,


Não é homem, Ela é mulher. (2x)

O meu senhor das almas,


Disse que eu não valho nada. (2x)

Olha lá, que ele é Exu,


Rei das Sete Encruzilhadas. (2x)

4
Exu que tem Duas Cabeças,
Ele faz sua gira com fé. (2x)

Uma é Satanás, no inferno,


Outra é Pomba Gira de fé. (2x)
Era meia noite,
Quando o malvado chegou. (2x)
Corre gira, corre gira, vai chegar a madrugada,
Salve Exu, salve Exu das Sete Encruzilhadas. (2x)

Seu Zé Pilintra, o que é,


Que você quer? (2x)
Eu quero, é molhar o bico,
E uma galinha, no meu pé.(2x)

Seu Zé Pilintra,
Ele é o Rei da Encruzilhada. (2x)
Sem Seu Zé Pilintra,
Não se pode fazer nada. (2x)

Quem entra na Umbanda,


Tem que ter, seu protetor.
Mais cedo, ou mais tarde,
Vai ficar borocochô. (2x)

Ai, ai, ai, quero ver você pegar. (4x)

Deixei na encruzilhada,
Um despacho pra você.
Uma galinha preta,
Com azeite de dendê. (2x)

Exu da Meia Noite,


Exu das Sete Encruzilhadas.
Saravá o povo da Quimbanda,
Sem Exu, não se faz nada. (2x)

Deu meia noite,


Quando o danado chegou. (2x)

Com a capa do inferno,


Dizendo que era doutor. (2x)

Todos diz que fogo queima,


Fogo não queima, ninguém. (2x)

Ele é filho do inferno,


Fogo não queima ninguém. (2x)

5
De terno branco,
Lá na encruzilhada. (2x)

Eu vi Seu Zé Pilintra,
Com sua bengala, dando risada. (2x)

Seu Tiriri, vem tomar seu chô. (4x)

Toma lá Zé com Zé, olha Zé Curió. (2x)

Exu Caveira, vem tomar seu chô. (4x)

Toma lá Zé com Zé, olha Zé Curió. (2x)

Sete Catatumbas, vem tomar seu chô. (4x)

Toma lá Zé com Zé, olha Zé Curió. (2x)

Exu Cainana,
Quem te matou Cainana? (2x)

Foi Seu Tranca-Rua, foi Seu Marabô,


Foi Seu Sete Encruzas, Cainana quem te matou? (2x)

Exu Cainana,
Quem te matou Cainana? (2x)

Foi a Pomba Gira, foi Seu Marabô,


Foi Exu Toquinho, quem te matou? (2x)

Marabô iê, Marabô ia,


Marabô iê, Marabô ia.
Cadê Marabô, Cadê Marabô,
Cadê Marabô, Marabô ia. (2x)

Sou Exu, trabalho no campo,


Quando canto, desmancho quebranto,
Sete cordas têm minha viola,
Vou a gira, de lenço e cartola.
Viola é tridente, cigarro é charuto,
Bebida é marafo, sou Sete da Lira,
Derrubo inimigo, ponteiro de aço.

Malandro, com Malandro,


Marido e mulher.
Malandro com Malandro,
Zé Pilintra é.

6
Ê puerê,
Ê puerá. (2x)

Olha a mosca varejeira,


Salve Exu Caveira. (2x)

Viva as almas,
Salve a corôa e a fé.
Salve Exu das Almas,
Ele é Tranca Rua de fé.

Estava curiando na Encruza,


Quando a banda me chamou. (2x)

Exu no terreiro é Rei,


Na encruza ele é doutor. (2x)

Exu quebra demanda,


Exu é curador. (2x)

Girou, girou,
Girou Exu Gira Mundo.

Girou, girou, Pombagira, que vence demanda,


Rainha da Encruza, saravá Umbanda.

Ê, ê, ê, saravá Umbanda,
Ê, ê, á, saravá Umbanda.

O meu Senhor das Almas,


Disse que eu não valho nada. (2x)

Olha lá que ele é Exú,


Rei das Sete Encruzilhadas. (2x)

Era meia-noite,
Quando o malvado chegou. (2x)

Corre gira, corre gira,


Vai chegar a madrugada.

Salve Exu, Salve Exu,


Das Sete Encruzilhadas.

7
Din, din, din, din, din,
Din, din, din, din, din. (2x)

Pulando cruzado,
No meio do terreiro, chegou.
Povo da Bahia, do congo,
E da lei de nagô. (2x)

Chegou Zé Pilintra,
Que veio do lado de lá.
Fumando e bebendo,
E gritando vamos saravá. (2x)

Saravá ô, ô,
Saravá. (4x)

Din, din, din, din, din,


Din, din, din, din, din. (2x)

Eu tirei um ponto,
Para saravar Lúcifer.
Maria Padilha, é rainha,
Da Qumbanda, ela é. (2x)

Ela é ô, ô,
Ela é. (4x)

Você está vendo, este moço,


Que no cruzeiro, está?
Ele é o Exu Tranca Rua,
Filho das Almas também.
Preste a ele uma grande homenagem,
Quando por ele passar.
Ele é o Exu Tranca Rua,
Filho das Almas também.
Tome cuidado,
Não vá se enganar.
Reúna os caminhos,
Ele poderá passar.

Soltei meu pombo,


Na pedreira não pousou. (2x)
Foi pousar na encruzilhada
Exú Caveira é quem mandou. (2x)

8
Ô Sete, Ô Sete,
Ô Sete Encruzilhada. (2x)

Toma conta, e presta conta,


No romper da madrugada. (2x)

Na beira da praia eu vi Exu,


O meu corpo tremeu todo. (2x)

Arriei o seu marafo,


Saravei Exú do Lodo. (2x)

Portão de ferro, cadeado de madeira;


Exu toma conta, Exu presta conta.

Seu Exu,
Feche a nossa porteira. (2x)

Quem não é de fé,


Não vai curiar, com eu. (2x)
Ê, ê, á, tem mironga,
Exu vai desmanchar. (2x)

Se a sua Capa é preta,


A minha é Encarnada. (2x)

Me empresta, a sua Capa,


Pra eu passar na encruzilhada. (2x)

Seu Tranca Rua, é uma beleza,


Eu nunca vi um Exu assim. (2x)

Ele é madeira que não dá cupim,


Eu nunca vi um Exu assim. (2x)

Tem morador,
De certo tem morador. (2x)

Na casa que o galo canta,


De certo tem morador. (2x)

Lá na porteira,
Eu deixei meu sentinela. (2x)

Eu deixei Seu Tiriri,


Tomando conta da cancela. (2x)

9
Plantei flor, nasceu quiabo. (2x)

Olha como é grande, a família do diabo. (2x)

Plantei flor, nasceu quiabo. (2x)

Olha como é grande, a família do diabo. (2x)

Plantei flor, nasceu quiabo. (2x)

Caiu anjo do céu, isso é coisa do diabo. (2x)

Plantei flor, nasceu quiabo. (2x)

Caiu anjo do céu, isso é coisa do diabo. (2x)

Fé não é pra qualquer um,


Quem tem fé, respeita Exu. (Refrão) (2x)

Não adianta bater no peito,


Saudar a encruza e não agir direito.
Viver só de traição, bater no inimigo,
Maltratando seu irmão.

Ninguém engana a nenhuma entidade,


Porque Exu é a própria verdade. (2x)

(Refrão)...

Por isso venho com amor e humildade,


Saudar as comadres e todos compadres.
Lembrando que Exu é guardião,
Exu é caminho, Exu é evolução. (2x)

(Refrão)...

Tenho sofrido demais, perdi minha paz, preciso dela...

... Por isso venho pedir, que Seu Tranca Rua, interceda por mim. (2x)

Sou seu filho de fé, tenho amor e devoção,


Faço meu pedido em forma de canção. (2x)

Já posso até ouvir a sua gargalhada,


É Seu Tranca Rua, que vem lá da encruzilhada. (2x)

1
Pontos de Exu Mirim
Exu Mirim,
Vem cá, vem cá. (2x)

Eu quero Exu Mirim,


Aqui pra trabalhar. (2x)

Pedra rolou,
Em cima da samambaia. (2x)

Vem firmando Pinga Fogo,


Balança, mas não caia. (2x) (2x)

Pinga Fogo,
No morro foi batuqueiro. (2x)

Batucava noite e dia,


Derrubando feiticeiro. (2x)

Meu senhor das almas,


Não faça pouco de mim. (2x)

Eu sou pequenininho,
Mas eu sou Exu Mirim. (2x)

Meu senhor das almas,


Só voa quem tem asa. (2x)

Eu sou Exu Mirim,


Mas eu sou Exu da Brasa. (2x)

Exu Caveirinha, venha trabalhar,


Levanta desta tumba, faz pedra rolar. (2x)

Na mão esquerda a foice, na cinta um punhal,


Não sai da linha mano, pra não se dar mal. (2x)

Meu galinho preto, do pé amarelo. (2x)

Ele pula, ele dança, ele faz o que eu quero. (2x)

Hahaha satanás já deu um berro,


Hahaha satanás já deu um berro,
Saravá Exu Mirim, ele é Exú de ferro.

1
Seu Exu Mirim,
Venha me valer. (2x)

O tomai conta, prestai conta,


Só não me deixa sofrer. (2x)

Ele é Exú!
É Exú Mirim! (2x)

Não me nega nada,


Sempre me diz sim! (2x)
Exú Mirim é o meu Exú de fé!
Exú Mirim é pequeno na quimbanda!

Exú Mirim saravando a encruza,


Exú Mirim vencendo suas demandas!
Exu mirim é um formoso,
Ele é um exu de fé.
Tem um Pai e tem um mano,
É Tranca Rua e Lúcifer
Brazinha,
Cadê calunga?

Tá lá no mato,
fazendo macumba!

Eu sou pequenininho,
Eu já nasci assim.
Pra quem não me conhece,
Eu sou Exu Mirim.
Deu um clarão na noite,
Parecia que era dia. (2x)

Era Exu Mirim,


Que fazia sua magia. (2x)

1
Ele é pequenininho,
Mas não é pedaço.

Tem a fúria de um leão,


Não há serra que ele não suba,
Não há caminho que ele não passe.
Eu não sou um exu,
Eu sou pequenininho.

Eu sou o Pinga Fogo,


Exu Mirim pequenininho.

Pinga Fogo, na umbanda,


Pinga Fogo que eu quero ver. (2x)
Mas é do clarão da lua,
Até o dia amanhecer. (2x)

Se meu pai é Exu Veludo,


O meu nome é Veludinho. (2x)

Eu vou tombando todo mundo,


Que eu encontro no caminho. (2x)

Se o tombo for doído,


Eu te ajudo a levantar.

Pois quando eu venho na Umbanda,


Eu venho pra trabalhar. (2x)

Exu Mirim que cospe fogo,


No alto do chapadão. (2x)

Comendo jaca madura,


Cuspindo elas no chão. (2x)

1
Exu matou seu galo,
Dividiu em pedacinhos (2x)

Depois de repartir,
Só ficou com um bocadinho. (2x)

Ele é exu, mas é muito bom,


Seu Toquinho, gosta de todos os seus irmãos (2x)

Seu Toquinho é bom,


É muito bom de coração. (2x)

Ele salvou seu pai e mãe,


Para ganhar a salvação. (2x)

Exu-mirim é macumbeiro,
Macumbeiro ele é. (2x)

Exu-mirim é secretário,
De quem tem fé. (2x) _________________________________________

Ô meu senhor das Almas,


Não sejas tão severo. (2x)

Ele é Exu-mirim,
O rei do cemitério. (2x)

Exu Mirim,
É caixa de marimbondo. (2x)

Se bate o pé, se bate a mão,


Sai rolando pelo chão. (2x)

1
Pontos de Retirada
E de Corócocó, Seu Cagira;
O galo já cantou, seu Cagira. (2x)

É no romper da aurora, seu Cagira;


Que os Exus vão embora, Seu Cagira. (2x)

Exu curiou, Exu trabalhou;


Exu vai embora, seu chefe chamou. (2x)

Vá-se embora Exu, não tropeça no caminho;


Passa no quintal dos outros, mas não mexa com o vizinho. (2x)

Vai,
Exú vai passear. (2x)

Numa noite tão bonita,


Numa noite de luar. (2x)

Exu vai pelo pé, pelo pé,


Exu vai pela mão, pela mão.

Mirim já vai embora,


Banda por banda ele vai só. (2x)

Vá se embora daqui, Exu;


Que aqui não é seu lugar.
Vá se embora daqui, Exu;
Que essa casa é de Oxalá.

Adeus, Pombagira adeus,


A encruzilhada chama, e ela vai olô.
(Ela vai olô)
Seu cavalo fica aqui,
E ela vai numa gira só.
(Numa gira só)

Adeus, Pombagira adeus,


A calunga lhe chama, e ela vai olô.
(Ela vai olô)
Seu cavalo fica aqui,
E ela vai numa gira só.
(Numa gira só)

1
Borboleta miudinha,
Vá voando devagar. (2x)
Quem tem asas é quem voa,
Quem não tem que quer voar. (2x)

1
Saudação as Pombagiras

Salve a Maria Padilha


Salve Pombagira Cigana
Salve a Sete Rosinhas
Salve a Maria Bonita
Salve a Maria das Rosas
Salve a Maria Quitéria
Salve a Dama da Noite
Salve a Maria Mulambo
Salve a Maria dos Prazeres
Salve a Sete Saias
Salve a Sete Encruzilhadas
Salve a Sete Estradas
Salve a Sete Chaves
Salve a Sete Calungas
Salve Pombagira das Almas
Salve Pombagira Menina
Salve Pombagira Mocinha
Salve Pombagira da Praia
Salve Pombagira das Rosas
Salve Pombagira Rainha
Salve Pombagira do Oriente
Salve Todas as Pombagiras

1
Pontos de Pomba Gira
Maria Padilha vem tomar seu Chô. (4x)

Toma lá, Zé com Zé, olha Zé Curió. (2x)

Maria das Rosas vem tomar seu Chô. (4x)

Toma lá, Zé com Zé, olha Zé Curió. (2x)

No caminho do terreiro, encontrei uma mulher,


Vinha linda e perfumada, quis saber quem ela é. (2x)

Pombagira Cigana, Pombagira ela é,


Ela vem caminhando, ela chega girando na ponta do pé. (2x)

Aê Pombogirê, Aê Pombogirá,
Aê Pombogirê, Pombogirê, ô Pombogirá. (2x)

Pombagira trabalha,
De segunda a segunda. (2x)

Na boca de quem não presta,


Pombagira é vagabunda. (2x)

Aê Pombogira, aê Pombogirá,
Ae Pombogira, vamos trabalhar. (2x)

Pombogira já mujanjou,
Yá, yá orerê. (4x)

Pombogira, mujê, mujango. (2x)

Deu uma ventania, ô ganga,


No alto da Serra. (2x)

Era a Pombagira, ô ganga,


Que vem descendo a Serra. (2x)

Quem nunca viu, vem ver,


Caldeirão sem fundo ferver. (2x)

Deu meia noite, cemitério treme,


Catatumba racha, defunto geme. (2x)

1
Ela gira no ar, ela gira na praça,
Ela gira na rua êêê.
Ela canta, ela dança,
Ela vive sorrindo, em noite de lua êê. (2x)

Ela é sincera, ela é de verdade,


Mas cuidado amigo, que ela não gosta de falsidade. (2x)

Abre essa cova, quero ver tremer,


Abre essa cova, quero ver balancear. (2x)

Maria Padilha das Almas,


O cemitério é o seu lugar.

É no buraco, que a Padilha mora,


É lá na lomba, que a Padilha vai girar. (2x)

De vermelho e negro, o vestido à noite, mistério traz;


De colar de cor, de brinco dourado, a promessa faz.
Se é preciso ir, você pode ir, peça o que quiser;
Mas cuidado amigo, ela é bonita, ela é mulher. (2x)

E no canto da rua, zombando, zombando, está,


Ela é Moça Bonita, girando, girando, girando lá. (2x)

Ô girando Larôiê, ô girando Larôiê,


Ô girando Larôiê, ô girando Larôiê. (2x)

Um dia, caminhando a pé,


Para ver se encontrava uma Cigana de fé. (2x)

Ela pediu para ler minha mão, ela me disse, foi a pura verdade,
Eu só queria saber se ela é, a Pombagira de fé. (2x)

Umbanda sua Rainha chegou,


Umbanda mais uma estrela brilhou. (2x)

Ô salve, salve a Pombagira,


Que veio da encruzilhada, para ganhar nossa gira.
Ô salve seu ponteiro de aço, salve a sua tesoura,
Que corta todo embaraço. (2x)

Pombagira é mulher,
Mulher de Sete Maridos. (2x)

Mas não mexa com Pomba Gira,


Pomba Gira, é um perigo. (2x)

1
Vem Pombagira,
Vem trabalhar. (2x)

Você é, a Rainha da Quimbanda,


Pombagira da Umbanda, vem trabalhar. (2x)

Ela é uma Moça Bonita,


Que gira, gira, gira, sem parar. (2x)

Com seu vestido de chita,


É a Madame Pombagira (2x)

Vinha caminhando pela rua,


Quando uma Moça bonita, eu vi. (2x)

Com sua sandália de prata,


Sua saia dourada, ela sorriu para mim. (2x)

Eu perguntei a ela,
Aonde fica a sua morada. (2x)

Ela respondeu pra mim assim,


Moro numa estrada sem fim. (2x)

Deu meia noite, a lua se escondeu.

Lá na encruzilhada, eu ouvi a gargalhada,


A Pombagira apareceu. (2x)

É aruê, aruê, é aruê,


É mojibá, mojibá, é mojibá. (2x)

Ela é odara, quem tem fé nessa lebara,


É só pedir, que ela dá. (2x)

Mulambo Rainha da Encruza;


Deusa encantada;
Tem no Seu Gongá a segurança;
Ela vem pela Estrada de prata. (2x)

E caminhou em Tapetes de Flores;


E nem se quer se importou.
Ela deixou seus súditos chorando;
E foi viver no Mundo da Perdição. (2x)

Ela é Rainha, Ela é Mulher;


Pedacinho de Mulambo para quem tem Fé. (2x)

2
Cemitério é praça linda
mais ninguém quer passear. (2x)

Lá tem sete catatumba,


A Pombogira mora lá. (2x)

Dentro da calunga eu vi,


Uma linda mulher gargalhar. (2x)

Era a pombagira das almas,


Que começava a trabalhar. (2x)

Maria Padilha, é uma rosa,


Uma rosa, sem espinho. (2x)

Ela é uma rosa,


Ela é feita de carinho. (2x)

Se ela não fosse uma rosa,


Ela não abria os caminhos. (2x)

Ô Pombagira,
Eu preciso de você. (2x)

Vamos jogar,
O jogo da amarelinha.
Se eu perder, você me ganha,
Se eu ganhar, você é minha. (2x)

Olha que bela Menina,


Olha que Menina bela. (2x)

É a Pombagira Menina,
Esperando na janela. (2x)

Olha a Saia dela, olerê;


É Mulambo só. (2x)

Sua Saia tem Sete Metros;


Sete Metros é Mulambo só. (2x)

Rosa Branca, Rosa Vermelha,


Rosa Amarela. (2x)

A Cigana é faladeira,
Todo mundo gosta dela. (2x)

2
Ô Cigana, ô ciganinha,
Da sandália de pau. (2x)

Quando chega no terreiro,


Faz o bem e leva o mau. (2x)

Quem viu o Sol se esconder,


Quem viu a Lua brilhar.
Quem viu o espinho da Rosa,
Também vai ver Maria Padilha chegar. (2x)

Os seus olhos são verdes,


Sua cor é mulata.
Seus cabelos são negros,
E a sandália é de prata.

Numa mão tem perfume,


Na outra tem a flor.
Para a Umbanda querida,
Maria Padilha traz Paz e Amor.

Eu caminhava, pela alta madrugada,


Eu vi o clarão da Lua e ouvi uma gargalhada. (2x)

Linda morena formosa, me diga quem você é;


Eu sou a Dona da Rosa, sou Pombagira de fé.
Eu posso abrir qualquer ronda, sem ouvir a você;
Sou Pombagira de Umbanda, não me conhece quem não quer. (2x)

Maria Padilha, você é a flor perfeita;


Que vem dentro desta seita, para aqueles que tem fé.
Tu és a rosa que perfuma a Umbanda;
Vencedora de demanda, com amor e muito axé.

Maria Padilha, não me deixe andar sozinho;


Ponha rosas sem espinhos, nos caminhos onde eu passar. (2x)

Oh Pombogirê, oh Pombagirá;
Faça um tapete de rosas, pra que eu possa caminhar. (2x)

2
Exu Maria Padilha,
Trabalha na encruzilhada. (2x)

Toma conta, presta conta,


Ao romper da madrugada. (2x)

Pombagira, minha comadre;


Me protege noite e dia.
É por isso, que eu zombo;
Pra sua feitiçaria. (2x)

Olha atalaia, é de Pombagira;


É de Pombagirê, para que eu caia.
Olha atalaia, é de Pombagira;
É de Pombagirê, para que eu não caia. (2x)

Oi! Pombagirê. Oi! Pombagirá. Oi! (2x)

Oi! Olha o Pombagirê, olha a Pombagirá;


Tem mironga no fundo do mar, no fundo do mar. (2x)

Ê, ê, ê,
Ê, ê, á. (2x)

Agüenta a gira, segura o ponto,


Deixa a gira girar. (2x)

Ê, ê, á,
A Pombagira acaba de chegar. (2x)

Ela vai trabalhar,


Ela vai trabalhar. (2x)

Olha a Pombagirê, olha a Pombagirá;


Olha a Pombagirê, olha a Pombagirê, olha a Pombagirá. (2x)

Pombagira tem sete maridos, olha a Pombagirê, olha a Pombagirá,


Pombagira da saia rodada, que bebe e que fuma; na encruza fechada.
Olha a Pombagirê, olha a Pombagirá;
Olha a Pombagirê, olha a Pombagirê, olha a Pombagirá. (2x)

Pombagira Maria Mulambo, Maria Padilha, Rainha das Almas;


Pombagira das Sete Encruzas, Rainha do Lodo, e Cigana falada.
Olha a Pombagirê, olha a Pombagirá;
Olha a Pombagirê, olha a Pombagirê, olha a Pombagirá. (2x)

2
Pombagira ô, Pombagira ê,
Ela é rainha da encruza de “T”. (2x)

Ela é formosa, formosa e rainha;


Rainha da encruza, da encruza de “T”.
Ela é bonita, bonita e vaidosa,
Vaidosa e Rainha da encruza de “T”.

Pombagira ô, Pombagira ê,
Ela é rainha da encruza de “T”. (2x)

No tempo que ela tinha dinheiro,


Todos os homens queriam lhe amar;
Mas hoje o dinheiro acabou, a velhice chegou;
Ela se pois a chorar.
(Dói, dói, dói...)

Dói, dói, dói, dói, dói;


Um amor faz sofrer,
Dois amor faz chorar. (2x) (Refrão)
(Dói, dói, dói...)

Amar a um,
É sempre bem melhor;
Do que amar a dois,
Na força do catimbó. (2x)
(Dói, dói, dói...)

Dói, dói, dói, dói, dói;... (Refrão)

Te dei amor,
Te dei carinho;
Eu te dei a rosa,
E você me deu o espinho. (2x)
(Dói, dói, dói...)

Dói, dói, dói, dói, dói;... (Refrão)...

Vai fingida, (Homens)


Essa mulher, acabou com a minha vida. (2x)

A mulher que trai o homem, merece morrer,


Com a cabeça raspada no azeite de dendê. (2x)

Eu vou provar, que você me bateu; (Mulheres)


Eu vou provar, que você me judiou.
Eu vou provar , que você não vale nada;
Que você foi um ebó, que eu despachei na encruzilhada. (2x)

2
Pombagira ganhou uma garrafa de marafo,
Levou na capela pro padre benzer.
Perguntou ao sacristão,
Na batina do padre tem dendê?

Tem dendê, na batina do padre tem dendê. (2x)

A porta do inferno estremeceu,


As almas correm para ver, quem é. (2x)

Ouvi uma gargalhada na encruza,


A Pombagira, é a mulher de Lúcifer. (2x)

Dizem que Pombagira é uma rosa,


É um rosa que nasceu entre os espinhos. (2x)

Dizem que Pombagira é uma rosa, (Pombagira é uma rosa)


Que floresceu nos meus caminhos. (2x)

Ilumina seu lar, quando zomba ao chegar;


A Rainha da Quimbanda, perfume de moça-flor,
De vermelho e preto é a cor, de sua saia rodada.

Vem dançando, vem cantando, vem girando;


Maria Padilha das Almas. (2x)

Ô, ô, ô, ô. Ô Maria Padilha (2x)


Maria, Maria...

Pombagira Maria Padilha chegou,


Vem trazendo seu axé pro meu congá.

Á meia noite escuto a sua gargalhada.

2
Pombagira girou, porque já chegou;
Ninguém pode com ela, pai-de-santo, saudou. (Refrão) (2x)

Pombagira Dama da Noite, mulher rica, sim senhor;


Ela anda a noite inteira, a espera de um amor.

(Refrão)...

Oh! Pombagira, mulher formosa;


Venho te oferecer essa linda rosa.

(Refrão)...

Quero a proteção, nesse terreiro;


Vou falar contigo, eu serei sempre o primeiro.

(Refrão)...

Se você tem patuá, e quiser me dar;


Vá falando com a mulher, que ela vai te ajudar. (2x)

Alubaê, pra Maria passar;


Abre essa roda que a Padilha vai girar. (2x)

A noite traz o mistério do cair, à aurora;


E a qualquer hora chega minha senhora,
Trazendo alegria e axé pro meu terreiro;
A tua saia rodada tem mistério.

Ô gira minha Pombagira das Sete Saias, (Refrão)


Ô gira, que quando gira traz esperança.

Girando minha Pombagira das Sete Saias,


Mostrando a tua beleza quando ela dança.

(Refrão)...

Era meia-noite, lá na calunga a Pombagira apareceu;


Iluminada pela lua, com a sua pele nua, um sorriso ela deu. (2x)

Mas ela é, ela é, ela é,


Pombagira das Rosas, misteriosa mulher. (2x)

2
Por onde eu ando, nunca estou só;
Tenho em Mulambo minha força maior. (2x)

Ela é rainha, rainha mulher,


Em seu trono, está a minha fé.

Mulambo, Mulambo, você vai por onde eu ando;


Mulambo, Mulambo, tem magia e tem encanto. (Refrão) (2x)

Já teve riqueza, realeza;


Largou tudo em nome do amor.

Hoje o seu nome é louvado,


Em cada terreiro está o seu reinado.

(Refrão)...

Na família da Maria, só não entra, quem não quer. (2x)


Ela é Maria Padilha, Maria Mulambo, Maria mulher. (2x)

2
Saudação aos Exus
Salve Exu Tranca Rua
Salve Exu Caveira
Salve Exu Sete Catatumbas
Salve Exu Tiriri
Salve Exu Capa Preta
Salve Exu da Brasa
Salve Exu das Sete Encruzilhadas
Salve Exu Morcego
Salve Exu Duas Cabeças
Salve Exu do Lodo
Salve Exu Capa Preta
Salve Exu Marabô
Salve Exu Meia Noite
Salve Exu Maioral
Salve Exu Mirim
Salve Exu Pinga Fogo
Salve Exu Toquinho
Salve Exu Brasinha
Salve Exu Pimenta
Salve Exu Sete Liras
Salve Exu Sete Porteiras
Salve Exu Lúcifer
Salve Todos os Exus
Saudação as Pombagiras
Salve a Maria Padilha
Salve Pombagira Cigana
Salve a Sete Rosinhas
Salve a Maria Bonita
Salve a Maria das Rosas
Salve a Maria Quitéria
Salve a Dama da Noite
Salve a Maria Mulambo
Salve a Maria dos Prazeres
Salve a Sete Saias
Salve a Sete Encruzilhadas
Salve a Sete Estradas
Salve a Sete Chaves
Salve a Sete Calungas
Salve Pombagira das Almas
Salve Pombagira Menina
Salve Pombagira Mocinha
Salve Pombagira da Praia
Salve Pombagira das Rosas
Salve Pombagira Rainha
Salve Pombagira do Oriente
Salve Todas as Pombagiras

2
Índice

Saudação aos Exus página 1

Pontos de Exu página 2

Pontos de Exu Mirim página 11

Pontos de Retirada página 15

Saudação as Pombagiras página 17

Pontos de Pombagira página 18

Saudação (Fechamento da Gira) página 28

Você também pode gostar