Você está na página 1de 108

Paulo Lopes

1
Plano curricular

 Normas de segurança e avaliação de riscos;

 Equipamentos de segurança;
Código e nome do curso

 Princípios de funcionamento de veículos elétricos;

 Layout do sistema elétrico;

 Componentes;

 Funções de conforto;

 Carregamentos dos sistemas elétricos;

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 2


Introdução

 Enquadramento Histórico
 1771- Nicolas Cougnot desenha e produz o primeiro veículo
Código e nome do curso

a vapor. Velocidade máxima 4 Km/h;

(Primeiro acidente rodoviário do mundo, Cougnot choca contra o muro do quartel )


4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 3
Introdução
 Enquadramento Histórico
 1830- Davenport cria o primeiro veículo elétrico com baterias não recarregáveis;
Código e nome do curso
 1862-Nicolaus Otto desenvolve o motor de combustão interna criando o agora
conhecido ciclo Otto ou ciclo de 4 tempos;

 1881- Gustave Trouvé apresenta o seu triciclo alimentado a baterias de chumbo


com 0.1 cv!

 1886- Carl Benz regista a patente do “primeiro” veículo automóvel;

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 4


Introdução
 Enquadramento Histórico

 1899- Camille Jenátzy bate recorde de velocidade com o seu


Código e nome do curso

automóvel elétrico, o primeiro capaz de se deslocar a mais


de 100 Km/h;

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 5


Introdução
 Enquadramento Histórico
 1899- 1910 – Foram apresentados vários híbridos, com
arquiteturas série e paralelo. Devido à baixa potência
específica por Kg, o motor de combustão tinha um uso
Código e nome do curso

limitado. A proporção de veículos elétricos e híbridos para


veículos com motor de explosão era de dois terços e um terço
respetivamente.
 Com a evolução do motor de explosão e a expiração da
patente de Otto, o motor de explosão tomou a liderança. O
seu custo era inferior a autonomia muito maior.

O conceito de motor
elétrico por roda não é
novo!
Híbrido Lohner-Porsche
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 6
Introdução
 Enquadramento Histórico
 1996-1999 – Produzido o primeiro veículo completamente elétrico de
Código e nomeprodução
do curso em massa, o EV1 da General Motors. EV1 introduziu várias
características inovadoras e inúmeras variantes, entre elas um híbrido
com configuração paralela e outro de configuração série.
Adicionalmente também surgiu um modelo com fuel cell e outro com
turbina a gás. Contudo a GM nunca comercializou este veículo. Era dada
apenas a hipótese de leasing aos clientes.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 7


Introdução
 Enquadramento Histórico
 1997- Surge a primeira geração do Toyota Prius, sendo este o
Código e nome do curso
primeiro híbrido de produção em massa e com relativo sucesso.
 1999- Honda lança o Insight, que alcançou igualmente um grande
volume de vendas.

Honda Insight (ZE1) Toyota Prius (XW10)


4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 8
Introdução
 Enquadramento Histórico
 Tendência para a eletrificação da frota automóvel
Código e nome do curso

 2014->2015 Aumento de 173%.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 9


Introdução
 Verdadeira vantagem?

Código e nome do curso

Com 100% elétrico:


6500 Km
(1,5€ /100 Km)

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 10


Introdução
 Incentivos
 Programa para a mobilidade elétrica
Código e nome do curso
 A atribuição de um subsídio de 5000 euros, aos primeiros 5000
particulares que adquiram automóvel elétrico, podendo esse
incentivo ser acrescido de mais 1500 euros no caso de se
proceder ao abate de automóvel de combustão interna;
 Majoração de custo até 50% em sede de IRC, em aquisições de
frotas de veículos elétricos pelas empresas;
 Compra anual de 20% de automóveis elétricos na renovação da
frota da Administração Central;
 Atualmente o incentivo é 2250 euros.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 11
Veículos Elétricos

 Incentivos

 Rede nacional de mobilidade elétrica.


Código e nome do curso

• Cartões pré-pagos

• Cartões pós-pagos

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 12


Veículos Elétricos

Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 13


Veículos Elétricos

 Segurança em veículos elétricos


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 14


Segurança
 Eletrocussão
 Do choque elétrico derivam essencialmente dois tipos de causas:
• Fibrilação: Contração descontrolada das fibras do coração, o que implica uma
Código e nome do curso

paragem cardíaca.
• Queimadura elétrica: a resistência à passagem da corrente produz calor (lei
de Joule), esse calor pode provocar queimaduras graves especialmente nos
pontos de entrada e de saída da corrente.
• Queimadura por arco elétrico, a passagem de corrente pelo ar pode
provocar um arco elétrico de elevada temperatura.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 15


Segurança

De mão para mão:


Resistência da pele (a duplicar) = 1500Ω
Código e nome do curso
De mão para mão através do corpo =1000Ω
Total = 2500Ω
Tensão = 330V

Currente = Tensão/Resistência
330/2500 = 0.13 Amp = 130mA
POSSIVELMENTE LETAL
Resistência da pele
750 ohm
(molhada ou oleosa) USE O EQUIPAMENTO DE
SEGURANÇA CORRECTO,
QUANDO TRABALHAR
NOS ELÉTRICOS!!
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 16
Segurança

 Fibrilação ventricular
 Fibrilação: Os músculos do coração contraem de forma irregular interrompendo
Código e nome do curso

o fluxo sanguíneo:

• 10s inconsciência;

• 5m Danos cerebrais;

• 10m morte.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 17


Segurança
Codificação por cor
 De forma a reduzir acidentes de eletrocussão, os diferentes construtores
usam
Código e nome o mesmo código de cores para cablagem elétrica.
do curso

 Preto: De 12V, não representa perigo;


 Amarelo ou Azul: Geralmente indica 42V, pode manter um arco elétrico em
caso de interrupção do circuito.
 Laranja:144 a 650V, perigo de morte. Não intervencionar sem tomar as
devidas precauções.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 18


Segurança
 Zona de perigo

 Antes de iniciar os trabalhos coloque cones avisadores para


Código e nome do curso

que outros intervenientes não se coloquem em perigo ou


ativem qualquer componente de alta tensão sem avisar o
técnico.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 19


Segurança
 Magnetismo
 A geração de energia liberta radiação eletromagnética,
Código e nome do curso
adicionalmente os veículos híbridos estão equipados na sua
maioria com motores de ímanes permanentes.
 O trabalho em veículos híbridos é extremamente
desaconselhado a técnicos com dispositivos médicos
implantados, tais como pacemakers.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 20


Segurança
 Luvas classe 0
 Sempre que exista contacto com algum componente de alta
Código e nome do curso
tensão usar luvas protegidas até 1000V de classe 0.
 Testar sempre as luvas antes de as usar e usar luvas de
cabedal para proteger as luvas de borracha contra cortes.
 Lavar as luvas apenas com água e sabão. Tentar mante-las
secas e arejadas. Quando estiverem armazenadas polvilhar
com pó talco

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 21


Segurança

 Vara de fibra de vidro


 Como em qualquer outro trabalho com alta
Código e nome do curso

tensão, o uso de uma vara isolante pode


salvar vidas. Em caso de acidente remover a
vítima ou a cablagem causador do acidente
com o auxilio de uma vara isolada. Nunca
toque numa vitima eletrocutada sem se
certificar que não existe risco.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 22


Segurança

 Tapete isolante
 Alguns construtores aconselham o uso de um tapete
Código e nome do curso

isolante na substituição de componentes de alta tensão.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 23


Segurança
 Ferramenta isolada
 O uso de ferramenta isolada é fundamental, não só para
Código e nome do curso
proteger o técnico mas também para proteger o veículo
contra qualquer curto circuito acidental.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 24


Segurança

 Ferramenta isolada
 Caixa de segurança onde é colocada a smart key. Deste
Código e nome do curso

modo evita-se que alguém se aproxime do automóvel com a


chave, ativando o automóvel.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 25


Segurança
 Equipamento eletrónico apropriado
 Usar sempre multímetros de categoria III ou IV. Isolados até
Código e nome do curso
750 ou 1000V. As respetivas pontas de prova devem
obedecer à mesma norma;

 Preferencialmente com teste de isolamento (Multímetros


convencionais não possuem esta função).

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 26


Segurança
 Corte de segurança
 Os veículos híbridos e elétricos possuem um corte geral, após a remoção deste
interruptor ( com fusível no interior) deve guarda-lo no bolço.
Código e nome do curso

 Os híbridos e elétricos possuem relés para ativar o circuito de alta tensão. Se a


bateria de 12V estiver inoperacional o circuito de alta tensão não é ligado.
 Ao desligar a bateria de tração todos os componentes de segurança continuam
ativos, portanto operações no sistema de airbag ou pré-tensores só devem ser
feitas após desligar a bateria de 12V. Depois de desligada, esperar 5 minutos
para descarregar os condensadores. O mesmo se aplica ao circuito de alta
tensão, mesmo após a desativação da bateria de tração, os condensadores do
inversor mantêm-se carregados durante 5 a 10 minutos.
 A ativação de qualquer airbag implica o corte automático da bateria de tração.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 27
Segurança
 Corte de segurança
 Após a remoção do interruptor de segurança não ligue a chave
Código e nome do curso
nem pressione o botão de ignição, pode provocar avarias no
sistema.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 28


Precauções de segurança
• Precauções de segurança
• Antes de inspecionar ou efetuar algum serviço no sistema de alta-
voltagem, garantir que segue todos as medidas de segurança
CUIDADOS

1. Desligar a ignição e remover a chave da zona de deteção do


sistema Smart Key
2. Desligar o cabo negativo da bateria auxiliar
3. Verificar as luvas de isolamento
4. Remover a ficha de segurança
5. Esperar 10 minutos ou mais de modo a descarregar o
condensador de alta capacidade do inversor
6. Medir a voltagem nos terminais do inversor (Verificação 0V)
7. Isolar o conetor de alta voltagem desligado com fita isolante.
29
Precauções de segurança

• Precauções de segurança
• 2. Desligar o cabo negativo da bateria auxiliar
• A bateria está localizada na bagageira

Localização da
bateria auxiliar Bateria auxiliar (Tipo selado)

Bagageira Tubo de dreno de Sensor Temp.


Hidrogénio Bateria

30
Precauções de segurança
• Precauções de segurança
• 3. Verificar as luvas
• Antes de utilizar as luvas, garantir que as verifica relativamente a
rachadelas, rasgões e outros tipos de danos.
[Procedimento recomendado]

   

1. Posicionar as luvas de lado.


2. Enrolar a abertura 2 ou 3 vezes.
3. Dobrar a abertura ao meio para
fechar.
4. Confirmar que não existem fugas.
[Procedimento anterior]
31
Precauções de segurança
• Precauções de segurança
• 4. Remover o conector de segurança e manter o conector
removido no bolso

Luva 
isolamento


Manter no
bolso
Conector de
segurança
32
Precauções de segurança
• Precauções de segurança
• 5. Após remover o conector de segurança, esperar 10 minutos ou
mais para descarregar o condensador de alta-voltagem

33
Precauções de segurança
• Precauções de segurança
• 6. Garantir que a voltagem nos terminais do condensador de alta-
voltagem é de 0V (seleção no multímetro: 750V ou mais)

34
Precauções de segurança

 Ficha de serviço Nissan Leaf


 A ficha de serviço basicamente consiste num interruptor que
Código e nome do curso

permite abrir o circuito bateria de tração.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 35


Precauções de segurança

 Ficha de serviço i-3


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 36


Precauções de segurança

 Ficha de serviço C-Zero, i-Miev, i-On


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 37


Precauções de segurança
 Ficha de serviço C-Zero, i-Miev, i-On
Ficha de serviço

Código e nome do curso


Primeiro, remova sempre
a ficha de serviço (choque eléctrico!)
Utilize sempre duplo procedimento de
segurança!
Luvas de borracha e ferramentas com
isolamento
Verifique se existe tensão!

Ponte

A ficha de serviço isola a bateria do resto do veículo. É usada uma ponte para que a ECU
EV possa detectar que a ficha está devidamente colocada.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 38
Precauções de segurança
 Cablagem de alta tensão
Cabo de ligação
da bateria Cabos de carga rápida

Código e nome do curso

Os terminais dos
cabos de alta tensão
(laranja) não podem
ser substituidos
Nucleo de aquecimento Cabos do motor

Todos os cabos de alta tensão são côr de laranja (padrão industrial para cabos de alta
tensão). Têm duplo isolamento e são selados.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 39
Precauções de segurança

 Cablagem de alta tensão


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 40


Precauções de segurança

 Cablagem de alta tensão


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 41


Precauções de segurança

 Bateria auxiliar

 Fusível a remover em caso de acidente.


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 42


Precauções de segurança
 Gerador de som

 Nalguns mercados, é obrigatório por lei introduzir um gerador de som


Código e nome do curso
para alertar o peões da presença de um veículo.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 43


Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais Ficha de carga
Unidade de
normal controlo do
 i-Miev motor (MCU)
Código e nome do curso

Sistema de
carga a
bordo
(OBC)
Conversor
DC-DC

Ficha de carga
rápida

Pack de baterias (330 Volt) Motor &


Transmissão
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 44
Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais
 i-Miev Frente do veículo
Bomba de vácuo (travões)
Código e nome do curso Ficha de carga
[Carga normal]

MCU
[Unidade controlo do motor]

OBC [Carregador a bordo]


&
Conversor DC / DC
Alta tensão

12V
EV-ECU
Ficha de serviço Ficha de carga
BMU
[Carga rápida]
[Unidade de gestão da
bateria]
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 45
Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais
 i-Miev
Código e nome do curso

Pack de baterias [Iões de litio] Frente do veículo

Cabo de carga rápida

Cabo de carga normal

Unidade A/C Unidade de


aquecimento Cablagem de DC 330V Motor eléctrico
Sistemas/Circuitos de alta tensão

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 46


Veículos Elétricos
ETACS = Electronic Time
and Alarm Control
System (operates lights,
wipers etc.)
KOS = Keyless
Operating System
EPS = Electric Power
Código e nome do curso Steering
ABS = Antilock Braking
System
SRS = Supplementary
Restraint System
A/C = Air Conditioning
E/V = Electric Vehicle
ECU (Controls traction
and charging operations)

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 47


Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais com range extender
 i-3
Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 48


Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais com range extender Inversor do
range extender
Máquina
 i-3 Bateria de alta
elétrica do
tensão
Código e nome do curso range extender
Inversor do
Módulo de Motor elétrico
aquecimento
do habitáculo

Conversor
AC/DC

Motor elétrico
Compressor
AC
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 49
Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais com range extender
 i-3
Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 50


Veículos Elétricos
 Baterias Ni-MH
 As baterias hidreto metálico de níquel surgiram no início da década de 90. O
crescimento da implementação das baterias de hidreto metálico de níquel
Código e nome do curso

foi acentuado, dado que a poluição ambiente é claramente inferior pela


ausência do cádmio.
 Tomando como comparação as suas antecessoras (Cd-Ni, cádmio-níquel) as
baterias de hidreto metálico de níquel são mais leves e mais potentes, mas
também mais caras no seu processo produtivo porque requerem metais e
terras raras. A tensão típica deste tipo de baterias é de 1,2 V, apresentam
baixo efeito de memória. A utilização do BMS é essencial nesta tecnologia
pela necessidade de garantir a equalização da carga e controlar o nível de
temperatura da bateria tanto durante a carga como em descarga (a reação
química do Ni-MH é exotérmica).
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 51
Veículos Elétricos
 Estas baterias ainda são utilizadas em diversos veículos elétricos.
 Os pontos fortes destas baterias são a sua durabilidade e ciclo de vida, bem
como a sua estabilidade e segurança. Os pontos fracos resumem-se a limitações
Código e nome do curso

na densidade de potência e energia, baixas perspetivas de redução de custo e


uma elevada taxa de autodescarga (daí a recomendação de alguns fabricantes
de que os seus veículos devem circular pelo menos uma vez por mês).
 No caso de ocorrer uma rotura na bateria com derrame do eletrólito, neste tipo
de baterias, este é altamente corrosivo.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 52


Veículos Elétricos
 BATERIAS LI-ION
 A tecnologia Li-Ion apresenta o potencial de responder aos requisitos de uma
grande parte dos veículos elétricos.
Código e nome do curso

 Apresentam maior densidade de potência e energia do que as Ni-MH, mas


requerem um maior controlo de tensão e temperatura das células,
principalmente durante os processos de carga e carga rápida. O
desenvolvimento destas baterias dá-se em múltiplas direções conforme o
material usado na sua construção.
 Qualquer fuga ou perfuração da caixa estanque pode provocar a combustão
da bateria, uma vez que alguns dos eletrólitos utilizados são inflamáveis. O
eletrólito, além de inflamável, normalmente é uma solução muito ácida, desta
forma em caso de derrame deve ser neutralizado com uma solução alcalina
ou mesmo com água.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 53
Veículos Elétricos

 A bateria de iões de lítio tem a maior densidade de energia, e a sua tensão


nominal é de 3,6V.
Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 54


Veículos Elétricos
Componentes fundamentais- Bateria
 i-Miev
Código e nome do curso

88 Células de 3.7 Volt

12 Módulos
(10 x 8 Células, 2 x 4 Células)
A bateria consiste em 88 células arrumadas em 12 módulos. Tensão total quando
completamente carregada = 365 Volts (315 Volts de descarga)
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 55
Veículos Elétricos
 Célula da bateria de tração
Zona de sobrecarga
4,1 V => SOC* = 100%
Código e nome do curso

Tensão nominal 3,75 V


CAPACIDADE
DA CÉLULA

Zona de descarga 3,5 V => SOC* = 0%

Se a bateria de tracção estiver completamente descarregada:


Permanecem 308 V nos seus bornes. (3,5 V x 88)

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 56


Veículos Elétricos

 Célula da bateria de tração

Código e nome do curso

Há danificação de uma célula e da bateria se a tensão


desta última for:
- inferior a 2,5 V,
- superior a 4,2 V.

Quando a bateria de tração está completamente carregada, a


tensão da célula atinge 4,1 V, ou seja 361 V (para 88 células) nos
bornes da bateria.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 57


Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais- Bateria
 i-Miev
Código e nome do curso

CMU = Unidade de Monitorização das Células x 12 (uma em cada módulo)


4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 58
Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais- Bateria

Código e nome do curso P

Existem 3 contactos principais (grandes relés) no pack de baterias. São controlados


pela ECU EV. Dois contatos isolam a bateria. O contacto de carga é usado para pré
carregar o condensador de amortecimento, antes dos contatos principais ligarem.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 59


Veículos Elétricos

 Componentes da bateria: Calculador da bateria de tração (BMU)

 O calculador da bateria de tração gere as seguintes funções:


Código e nome do curso

• O controlo da bateria de tração,

• A gestão da temperatura interna da bateria de tração,

• O vigilância dos calculadores de controlo das células da bateria de


tração.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 60


Veículos Elétricos
 Monitorização da bateria

Código e nome do curso

A Unidade de Gestão da Bateria (BMU) monitoriza a condição da bateria, usando a


informação dos CMU’s e do sensor de perdas de corrente. A BMU tambem controla a
tensão das células durante a carga.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 61
Veículos Elétricos
 Monitorização da bateria- Sobrecarga

Código e nome do curso

110/220V

A ECU EV monitoriza as baterias durante a carga. Se a bateria atingir temperatura ou


tensão anormal, a carga é interrompida e os contatos desligados.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 62
Veículos Elétricos
 Componentes fundamentais- Bateria

Código e nome do curso

Acessos de serviço

Fusíveis principais
•Motor 500V 280A
•AC 500V 50A
•Aquecedor 500V 50A

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 63


Veículos Elétricos
 Monitorização da bateria- Embate

Código e nome do curso

New

Se o sistema SRS detetar um impacto, é enviado um sinal para a ECU EV que por sua
vez desliga os contactos da bateria. Foi adicionado um sensor G para detetar impactos
traseiros. Em caso de embate a unidade tem de ser substituída!
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 64
Veículos Elétricos
 Monitorização da bateria- Balanceamento
 A diferença entre células pode exceder o valor específico durante a
carga. Nesse caso, a BMU deve enviar o sinal de permissão de
Código e nome do curso

balanceamento (equilibrio) e objetivo de tensão nas células, para a


CMU, através do Bat-CAN. Quando recebe o sinal, a CMU deve
efetuar o balanceamento de forma a que se atinja o objetivo de
tensão nas células.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 65


Veículos Elétricos
 Monitorização da bateria- Balanceamento
Objectivo de diferença de tensão entre
Condições para efectuar o balanceamento
Código e nome do curso
células
1. Durante o carregamento normal
10MY 10mV
2. Quando se desliga a chave de ignição

11MY 1. Durante o carregamento normal 0mV

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 66


Veículos Elétricos

 Monitorização da bateria- Balanceamento


Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 67


Veículos Elétricos

 Máquina elétrica de tração


Código e nome do curso

A máquina elétrica de tração é um motor elétrico síncrono, compacto, de alta performance e


integra o íman permanente.

Este motor está situado na traseira do veículo e pode transmitir um binário máximo (180Nm)
a partir das 0 r.p.m.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 68
Veículos Elétricos

 Máquina elétrica de tração


 A máquina elétrica de tipo síncrono com íman permanente é
Código e nome do curso

alimentada em corrente alterna trifásica.

 A máquina elétrica é composta por:


• Um rotor (com íman permanente);

• Um estator (sensor de temperatura nas fases);

• Um sensor de posição (que determina a posição do rotor);

• Um circuito de arrefecimento.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 69


Veículos Elétricos
 Máquina elétrica de tração

Código e nome do curso

Motor eléctrico

Engrenagem de
redução
Diferencial

Óleo de lubrificação
usado ATF SP-III. Caixa de redução

O i-MiEV usa um motor de imã permanente de 3 fases AC. A alimentação DC da


bateria, é convertida em AC pelo inversor.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 70
Veículos Elétricos
 Máquina elétrica de tração

Código e nome do curso

O motor eléctrico fornece a mesma potência que o motor de combustão, mas


quase o dobro do binário desde o arranque.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 71
Veículos Elétricos
 Motor

Código e nome do curso

O motor consiste num rotor de imã permanente com 3 bobinas estatoras. Fornecendo
corrente às bobinas em sequência, é gerado um campo magnético rotativo que faz o
motor rodar.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 72
Veículos Elétricos
 Motor A frequêndia determina a
velocidade

Código e nome do curso

A tensão determina
o binário

Aplicar corrente alterna às bobinas estatoras, cria um campo magnético rotativo.


4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 73
Veículos Elétricos

Motor
*Prius
Código e nome do curso

Rotor

Imanes
permanentes

Estator

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 74


Veículos Elétricos

 Motor
 *Leaf
Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 75


Veículos Elétricos

 Resolver – Sensor de posição do rotor


Código e nome do curso
Bobines

Rotor

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 76


Veículos Elétricos
 Resolver – Sensor de posição do rotor
 As bobines B e C estão desfasadas em 90º, como o rotor é oval,
Código e nome do curso
o entreferro varia constantemente, permitindo a indução de um
sinal sinusoidal nas bobines.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 77


Veículos Elétricos
 Resolver – Sensor de posição do rotor

Fusível de
Código e nome do curso
carga

A MCU Contém um sistema de descarga para descarregar o condensador de


suavização quando o veículo é desligado.
CUIDADO: PODE LEVAR ATÉ 5 MINUTOS A DESCARREGAR
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 78
Veículos Elétricos
 Unidade de Controlo do Motor (MCU)

Código e nome do curso

O inversor é parte da Unidade de Controlo do Motor (MCU). A Unidade é


refrigrada por água.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 79
Veículos Elétricos
 Calculador de Controlo da Máquina Elétrica

Código e nome do curso

O calculador de controlo da máquina elétrica (CCME) é utilizado:


• Durante a tração,
• Durante as fases de travagem / recuperação.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 80
Veículos Elétricos

 Calculador de Controlo da Máquina Elétrica


Código e nome do curso

Veículo eléctrico: motores idênticos aos da indústria (custo, fiabilidade…).

Impossível armazenar corrente alterna  necessidade de conversão DC / AC.

É a função do calculador de controlo da máquina eléctrica (CCME).

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 81


Veículos Elétricos
 Carregador a bordo (OBC)

Código e nome do curso

OBC (Carregador a Tensão de carga – Amperes:


bordo) & AC200V/100V Monofase – 15A
Conversor DC-DC Conversor DC – DC
Corrente máxima de saida: 80A
Tem duas funcões:
>Converte os 240VAC da Instalaçõa doméstica em 330VDC para carregar as
baterias do veículo.
>Converte 330VDC para 14.5VDC para carregar a bateria auxiliar.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 82
Veículos Elétricos
 Carregador a bordo (OBC)
240VA
Mains Su
Código e nome do curso

6.0 Horas para


carregar 100%

O carregador a bordo transforma os 240VAC da tomada doméstica em 330VDC para


carregar o pack de baterias. Tambem comverte os 330VDC para 14.5VDC para
carregar a bateria auxiliar.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 83
Veículos Elétricos
 Sistema de arrefecimento do Motor/OBC/MCU

Código e nome do curso

O sistema de arrefecimento foi adatado do veículo a gasolina. O sistema destina-se


ao arrefecimento dos componentes de locomoção e carga. Não serve para o
aquecimento do habitáculo dos passageiros.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 84
Veículos Elétricos
 Sistema de arrefecimento do Motor/OBC/MCU

Código e nome do curso

CUIDADO
(Funciona com 12VDC
A ventoinha pode iniciar o motor sem escovas)
funcionamento de forma
automática durante a carga

A bomba de água funciona durante alguns segundos antes de se iniciar a carga, para
retirar alguma água quente que se encontre nos componentes. Durante o
carregamento, a bomba e a ventoinha podem funcionar se a temperatura aumentar.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 85
Veículos Elétricos
 Sistema HVAC

Código e nome do curso

O sistema HVAC é baseado no veículo a gasolina, com a adição de um motor


eléctrico na bomba de água e sistema de aquecimento eléctrico da água.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 86
Veículos Elétricos
 Sistema de ar condicionado
O óleo do compressor do
A/C, é um óleo especial Evaporador
dentro da
com alta capacidade de
Código e nome do curso unidade HVAC
isolamento (MA68EV)

Condensador

Compressor elétrico do A/C,


de 330VAC com inversor

O compressor do A/C tem um motor elétrico de 330VAC com inversor integrado.


4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 87
Veículos Elétricos
 Sistema de ar condicionado
 A principal particularidade do ciclo de
Código e nome do curso Compressor elétrico
3500 W
frio é de utilizar um compressor,
330 V DC + ondulador
acionado a velocidade variável por um
motor elétrico que funciona em corrente
alterna trifásica (330V AC).

 Esta corrente é produzida por um


ondulador integrado no compressor, a
partir de 330V em contínuo transmitidos
pela bateria de tração.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 88
Veículos Elétricos
 Sistema de aquecimento
Tanque de
condensação Radiador da
chaufagem
Código e nome do curso dentro da
unidade HVAC

Aquecedor
elétrico de
330VDC

Electric water pump


driven by 12V service
battery

O sistema de aquecimento é separado do sistema de arrefecimento do motor & MCU.


Não é possivel ser comum uma vez que as gamas de temperatura são diferentes.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 89
Veículos Elétricos

 Sistema de aquecimento
 O bloco de aquecimento elétrico é
Código e nome do curso

Bloco de aquecimento
alimentado sob 330V em contínuo. eléctrico 4200 W -
330 V DC
 Uma bomba de água elétrica faz
circular água no circuito.

 O reservatório de líquido do circuito de


aquecimento está implantado sob o
capot (dianteira) do veículo.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 90


Veículos Elétricos

Código e nome do curso

Bloco de
aquecimento elétrico
« HT »

Compressor elétrico « HT »

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 91


Veículos Elétricos
 Painel de Instrumentos
For shift position:
PRNDBC Avisador de revisão

Indicador
Código e nome do curso
de carga
Distãncia
até à
revisão

Para cumprir
regulamentos
Europeus: Luz de
nevoeiro traseiro Para NCAP:
Para cumprir regulamemtos Para sistemas adicionais: Aviso dos cintos traseiros
Europeus: Indicação Indicador do sistema ASC
milhas/Km

Ver próximo slide para o significado das luzes avisadoras.


4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 92
Veículos Elétricos

 Novas luzes de aviso


Código e nome do curso Nome Significado
Lãmpada de carga da bateria Acende quando existe avaria no sistema de carga da bateria
auxiliar auxiliar

Lãmpada de aviso do sistema EV Acende quando existe avaria no sistema de alta voltagem

Este indicador pisca quando os cabos de carga normal ou


Indicador de carga carga rápida está estão ligados. Acende quando a carga
começa e apaga quando termina a carga

Acende quando a chave de ignição vai para a posição


Indicador READY “START” e é possivel conduzir

Quando a chave de ignição vai para a posição “ON”, acende


Lãmpada avisadora dos travões durante algums segundos e depois apaga

Acende quando o indicador de carga mostra 0 barras ou


Lãmpada avisadora de potência quando a capacidade da bateria não é suficiente, a tensão é
reduzida (motor) baixa ou a temperatura do motor ou bateria principal é alta
ou baixa

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 93


Veículos Elétricos

 Medidor de potência
Código e nome do curso

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 94


Veículos Elétricos
 O estado de carga da bateria de tração é transmitido pelo indicador de
nível da bateria presente no quadro de bordo.
 Diferentes alertas permitem distinguir um estado de carga fraco:
Código e nome do curso
• quando o nível indica 2 segmentos, o indicador aparece de forma intermitente,
avisando o utilizador que o veículo está a entrar na reserva (tal como um veículo
térmico). [SOC = 22%]
• Quando o nível indica 1 segmento, o sinal fica intermitente. [SOC = 17%]
• ao desaparecer o último segmento, a afixação da autonomia desaparece, o
aquecimento e a climatização são cortados, mas o pulsor continua a funcionar.
• acendimento do sinal luminoso « Sistema de proteção da bateria de tração » (sinal
luminoso tartaruga).
 A potência do motor diminui progressivamente.
 Nota: este sinal luminoso também é ativado quando a temperatura do motor (bloco de
alimentação) ou da bateria é demasiado elevada ou demasiado baixa.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 95
Veículos Elétricos
 Carregamento das baterias
 Uma das dificuldades que os fabricantes referem é a da
Código e nome do curso

harmonização das fichas para as estações de carregamento


de veículos elétricos já que a falta de interoperabilidade é
um facto. As mais utilizadas a nível mundial são:
• Mennekes

• SAE J1772 (Yazaki)

• Scame/EVPlug Alliance

• Chademo

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 96


Veículos Elétricos
 A ficha /Mennekes:
• Este conector pode fornecer até 43,5kW de potência a 400V trifásicos 63A.
 Tem 7 pinos:
Código e nome do curso

• 4 pinos para a corrente trifásica AC


• 1 pino de terra
• 1 pino de deteção de proximidade
• 1 pino de controlo

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 97


Veículos Elétricos
 A ficha /Mennekes:
 Pino de deteção de proximidade: serve para bloquear o veículo enquanto
está a carregar e para desligar a energia dos pinos de corrente caso o
Código e nome do curso

veículo não seja detetado.

 Pino de controlo: permite comunicação de dados entre a estação de


carregamento e o veículo, o protocolo utilizado permite ao veículo indicar
se está pronto a receber carga e também para a estação de carregamento
informar da sua capacidade de fornecer corrente.

 É a proposta para a europa e está a ser usada no Smart e Renault e todos os


carros de futuro fabrico Europeu

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 98


Veículos Elétricos
 SAE J1772 (Yazaki)
 Este conector pode fornecer até 7,6Kw de potência a 240V
Código e nome do curso

monofásicos 32A (ou até 19,2kW a 240V 80A onde as


normas o permitirem).

 O conector tem 5 pinos:


• 2 pinos para a corrente monofásica AC

• 1 pino de terra

• 1 pino de deteção de proximidade

• 1 pino de controlo

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 99


Veículos Elétricos

 SAE J1772 (Yazaki)


 É utilizada no Japão e EUA e nos veículos, Mitsubishi Imiev,
Código e nome do curso

Citroen C-Zero e Peugeuot I-On.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 100


Veículos Elétricos

 Scame/EVPlug Alliance
 Desenvolvida pela EV Plug Alliance também chamada “Scame” é
Código e nome do curso

proposta para a Europa, é trifásica até 22kW (32A p/fase).

 Tem 7 pinos:

 Três Fases;

 Neutro;

 Terra;

 Detetor de inserção;

 Piloto de Controlo.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 101


Veículos Elétricos
 Chademo
 A ficha CHAdeMO/TEPCO/JARI é a mais utilizada para cargas rápidas:
• Este conector pode fornecer até 62,5kW a 500VDC 125A.
Código e nome do curso

• O protocolo de comunicação permite que o veículo transmita os


parâmetros da bateria à estação de carregamento, incluindo qual a
tensão desejada, tensão de carga completa, capacidade da bateria, etc.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 102


Veículos Elétricos
 Chademo
 Tem 10 pinos:
Código e nome do curso

• 2 pinos para fornecer energia DC (os maiores).

• 5 pinos para comunicação entre o veículo e a estação de carregamento


(pronto a carregar, bloqueio, verificação de continuidade, ativação do
carregamento e terra).

• 2 pinos para comunicação CAN-BUS entre a estação de carregamento e o


EV

• 1 pino de reserva.

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 103


Veículos Elétricos
 Sistema de carga rápida

Código e nome do curso


Sistema de
alimentação trifásico
de 200 Volt

A bateria do veículo pode ser carregada directamente por uma unidade de carga
rápida. Este, carrega directamente a bateria com 330VDC fornecendo 80% da carga
em 30 minutos.
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 104
Veículos Elétricos
 Layout do sistema de carga rápida

Código e nome do curso

Existem dois contactos


adicionais de ligação
Sistema de carga rápida tem ao sistema de carga
uma linha CAN própria para rápida, na bateria
comunicar com a ECU EV
4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 105
Veículos Elétricos
 Carga normal: Cabo de carga

Código e nome do curso

Ficha de
ligação veículo

Interface de protecção

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 106


Veículos Elétricos
 Carga normal: Cabo de carga
Controlo da operação
Código e nome do curso •Verificação da corrente disponível na rede
•Conformidade do cabo de ligação terra
•Verificar a correcta colocação da Ficha de
ligação do veículo

caixa ligada à tomada de rede,


tensão presente e terra
conforme

carga em curso

defeito de carga

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 107


Código e nome do curso

Obrigado pela vossa atenção!

4057 - Veículos Elétricos Paulo Lopes 108

Você também pode gostar