Você está na página 1de 3

APRESENTAÇÃO

O Endomarketing é uma ferramenta interna para promover a comunicação de


empresas, instituições, organizações com seu público interno, visando o
crescimento em relação à forma como o colaborador vê e divulga seu ambiente
de trabalho. Através dele é possível incentivar feedbacks positivos por parte do
colaborador, e trabalhar melhorias específicas e soluções para problemas
internos.
Expor promoções, divulgar resultados e oportunidades de crescimento
profissional, informar mudanças corporativas, incentivar a interação entre
empreendedor e empregado, são alvos da comunicação interna.
Porém o endomarketing não é apenas uma forma de comunicação, através
dele as empresas também podem trabalhar com a parte de recursos humanos,
visando a motivação do funcionário e o seu bem estar, além de encontrar
talentos internos que podem beneficiar a instituição. É com ele que a
organização consegue manter todos os seus empregados alinhados com os
objetivos e metas a se cumprir e são realizadas ações, que demonstram aos
colaboradores da empresa a importância do serviço que executa, atingindo sua
conscientização e os incentivando a excelência no atendimento do cliente
externo.
Atualmente, é uma ferramenta bastante utilizada para atingir um bom clima
organizacional, pois melhora a relação entre gestor e funcionário, aproximando
o produto e o empregado, trazendo seu cliente interno mais próximo.

JUSTIFICATIVA

Com a velocidade com que as mudanças vêm ocorrendo, as organizações


estão percebendo rapidamente que aquela cultura hermética, introvertida e
conservadora não mais satisfazem as exigências de comunicação do mercado.
Para Paladini (2004, p 81 e 82), clientes “são todos aqueles que sofrem com o
impacto do uso de nossos produtos”.
Para uma mudança de mentalidade e do interesse dos seus clientes internos é
preciso que seja feita uma estratégia de comunicação interna coerente,
consciente, ágil e eficaz.
O endomarketing, de acordo com Gummesson (1999), “é desenvolver a noção
de cliente interno, melhorando, assim, as relações cliente-fornecedor dentro de
uma empresa”. A noção do cliente interno deve permitir que os clientes internos
vejam outros clientes

METODOLOGIA

O desenvolvimento deste trabalho foi feito por pesquisa aplicada, envolvendo


empresas e organizações , xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi abordada de forma qualitativa com o intuito de criar uma dinâmica com a
realidade, não utilizando de métodos estáticos e o ambiente natural foi a fonte
de coleta de dados.?????????]]]

REFERENCIAL TEÓRICO
2.1 Qualidade
É difícil definir qualidade, uma vez que a definição é de ordem individual. Dessa
forma, a melhor maneira para definir qualidade é falar em satisfação das
necessidades das pessoas. Porém, já que cada indivíduo é diferente do outro,
essas necessidades também são; com isto, temos dificuldades de ter um
padrão único de qualidade e satisfação do cliente.
Para Stadler (2006, p. 21), qualidade é “[...] a designação que se dá a um
conjunto de atributos de um serviço, percebido por um indivíduo, de tal sorte
que esse serviço será preferido a qualquer outro que possua pelo menos um
desses atributos em menor grau”.
A qualidade nos dias de hoje vem se adaptando com o tempo conforme as
necessidades e exigência dos seus clientes, se forem assim, a empresa deve
se adaptar constantemente às variações que vêm em decorrência da
qualidade, as falhas serão fatais e, se vierem a acontecer tem que ser corrigido
rapidamente, porque, qualidade é saber identificar as dificuldades e saber
superá-las imediatamente.
Qualidade tem por finalidade alavancar ganhos na competitividade dos
serviços/produtos, podendo torna-los mais viáveis no mercado. Desse modo,
as empresas podem identificar como essa competitividade pode contribuir para
a sua evolução, com isso, seus membros podem analisar o que foi feito de
diferente em relação ao que faziam antes e, muita das vezes, aprenderem com
seus próprios erros.
Antigamente, os programas de qualidade eram feitos especificamente em
função da redução de defeitos físicos ou não conformidades, colocando, assim,
os custos em elevação. Hoje, as empresas lutam por técnicas novas, tentando
inovar em vários aspectos voltados para a qualidade, buscando o
desenvolvimento da própria empresa, ou pelo menos, permanecer no mesmo
estágio em que se encontra. Ao reduzir essas não conformidades, há de se
aumentar ou mesmo manter a satisfação do cliente, o tempo de duração dos
ciclos e tarefas, o custo total, a produtividade, entre outros.
Como o processo de just in time vem buscando produzir apenas o necessário,
é importante a simplificação de processos, uma grande flexibilidade da
empresa e uma relação diferenciada com os fornecedores, que se tornam
parceiros estratégicos, colocando a qualidade diretamente ligada à logística.
Quando se enfoca a excelência, observa-se qualidade de forma diferente e
mais ampla, podendo assim ser definida de tal forma que atenda diretamente
as necessidades do consumidos ou usuário final, e esse reconhecimento das
necessidades buscará seu alicerce na avaliação que a empresa fará do
usuário, desde o momento em que surge a intenção da compra até a aquisição
do produto ou serviço.
Pode se dizer que a qualidade tende a variar com o tempo, assim, conclui-se
que as especificações de qualidade devem mudar frequentemente.
Quando a empresa tem uma boa qualidade, abre-se a possibilidade de baixar
seus custos devido a não ser preciso refazer o que já fora feito, terá menos
atrasos e obstáculos, ocorrerá um melhor uso do tempo, máquinas e insumos.
Haverá uma melhor produtividade, fazendo com que seus produtos ganhem
qualidade e agradem a todos os seus clientes e consumidores. O esquema 1
apresenta este processo:

Esquema 1: Processo de melhoria da qualidade.


Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Xxxxxx imagem xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Esquema 1: Processo de melhoria da qualidade.


Fonte: SIQUEIRA, Qualidade: estágios do conceito de qualidade, ferramentas e
procedimentos, 2005 p.84.

Qualidade para o marketing é expressa como um produto que tenta chegar até
ás expectativas do seu cliente. Siqueira (2005, p. 84) tem uma definição
excelente:

1. Atender às exigências do cliente e excedê-las;


2. Proporcionar tudo aquilo para o qual foi projetado, sem variação entre
uma experiência e outra, com toda organização, devendo estar
comprometida com a qualidade.

Para que,

Você também pode gostar