Você está na página 1de 5

Avaliação de recuperação 9º ano

1) (UFES-ES/2004) Ao assumir a presidência dos Estados Unidos, em 1961, o


candidato democrata John Fitzgerald Kennedy viu-se compelido, devido à vitória da
Revolução Cubana, a reforçar o sistema pan-americano de modo a preservar a
hegemonia norte-americana sobre o continente e impedir o avanço do comunismo. Com
esse propósito, convocou-se a Conferência Econômica e Social de Punta del Este, em
agosto de 1961, ocasião em que foram fixadas diversas diretrizes, visando ao
desenvolvimento da América Latina, com a previsão de um volume de investimentos
externos da ordem de 20 bilhões de dólares, a serem desembolsados num prazo de dez
anos. Esse projeto desenvolvimentista para a América Latina, gerenciado pelos E.U.A. e
fruto da nova política externa implementada pelo governo Kennedy no contexto da
Guerra Fria, ficou conhecido como:
a) Nova Fronteira.
b) Aliança para o Progresso.
c) Grande Estratégia.
d) Política da Boa Vizinhança.
e) Teoria da Contra-Insurgência.

2) Verifique a charge:

Qual politico ela representa e porque ele está com uma


vassoura na mão?
3) Verifique a imagem:

A imagem representa o suicídio de um


importante político brasileiro. Que
político foi este e o que o teria levado ao
suicídio?

4) Verifique a imagem:

A que contexto histórico


ela pertence e qual as
características deste
período?

5) Em maio de 1947, o governo do presidente Eurico Gaspar Dutra colocou na


ilegalidade o PCB e, cerca de oito meses depois, cassou os mandatos de seus
representantes no Congresso Nacional, nos legislativos estaduais e executivos
municipais. Entre os cassados, estava o senador Luís Carlos Prestes, que se elegera
senador com o maior número de votos na última eleição. Esse episódio foi reflexo
direto:
a) dos atos efetuados pelos comunistas contra o governo, destacando-se a Intentona
Comunista.
b) da oposição violenta ao governo do presidente Dutra, chegando até a invadir o
Palácio do Catete.
c) da falta de participação nos debates parlamentares realizados no Congresso Nacional.
d) do início da Guerra Fria, ocorrido no mesmo ano com a divisão do mundo em dois
blocos ideológicos antagônicos.
e) da pressão política exercida por Estados Unidos e Inglaterra para que o Brasil
cassasse o PCB.
6) No final da década de 1960, um representante do tropicalismo, Tom Zé, escreveu os
seguintes versos:
Retocai o céu de anil,
bandeirolas no cordão
grande festa em toda nação.
Despertai com orações,
o avanço industrial
vem trazer nossa redenção.
Trecho da canção Parque Industrial
Nesses versos o compositor faz uma referência irônica à(s):
a) religiosidade muito presente na sociedade brasileira desde sua colonização e presente
na industrialização.
b) festas populares, presentes em discursos de Juscelino Kubitschek de cunho
nacionalista.
c) industrialização, como principal objetivo dos programas de desenvolvimento
nacional.
d) república democrática que instituiu com Jânio Quadros a industrialização como
principal programa de governo.
e) agricultura que se encontrava em baixa devido ao maciço investimento industrial e ao
desprezo pela potencialidade agrícola brasileira.

7) ) Leia a citação seguinte.


O que houve em 1964 não foi uma revolução. As revoluções fazem-se por uma ideia,
em favor de uma doutrina. Nós simplesmente fizemos um movimento para derrubar
João Goulart. Foi um movimento contra e não por alguma coisa.
Ernesto Geisel
A afirmação acima, feita pelo ex-presidente Ernesto Geisel, leva-nos a concluir que o
movimento de 1964 foi contra:
a) a forte interferência norte-americana, tanto no aspecto econômico como no político.
b) os movimentos e passeatas, como, por exemplo, a realizada em São Paulo, conhecida
como “Marcha da família com Deus pela liberdade”, de caráter comunista.
c) o parlamentarismo, sistema de governo implantado em 1961, que havia concentrado
muitos poderes nas mãos de João Goulart, o que deixou os militares descontentes.
d) os movimentos de esquerda, como as Ligas Camponesas no Nordeste, greves e movi-
mentos sindicalistas no Sudeste, crise política generalizada, inclusive nos meios
militares, e o receio do comunismo.
e) o movimento liderado por Leonel Brizola em apoio ao retorno de Jânio Quadros à
Presidência, alegando a inconstitucionalidade da posse de João Goulart.

2) 8) Veja a charge:
Nesta quarta e última charge proposta, temos na esquerda o presidente soviético Nikita
Kruschev (1953-1964), sucessor de Stalin e na direita encontramos John
Kennedy (1961-1963), então presidente dos Estados Unidos. Repare como a disputa
entre os dois blocos (Capitalista X Socialista) está representada através de uma quebra
de braço. O ato de dar as mãos pode representar união, acordo, apoio, na realidade, faz-
se aí uma alusão ou melhor, uma sátira a doutrina da “Coexistência Pacífica” proposta
por Kruschev, aonde o mesmo propõe uma possível convivência pacífica entre os dois
blocos. A impossibilidade dessa pacificidade é muito bem ilustrada na postura dos dois
líderes que mantém o olhar firme um no outro, remetendo-nos a ideia de vigilância, mas
que em contrapartida, meio que sorrateiramente mantém o dedo no botão que acionaria
a bomba nuclear sob o inimigo, ato este que seria o suficiente para a eclosão da tão
temida guerra. Mas por que uma guerra entre estes dois países era tão temida e porque
este período histórico ficou conhecido como “Guerra Fria”?

9) (Mack-SP/2004) A “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, em março de


1964, na cidade de São Paulo, foi:
a) uma demonstração de forças conservadoras de direita contra o que chamavam de
esquerdismo e comunismo do governo João Goulart.
b) uma manifestação de apoio das famílias de trabalhadores brasileiros ao governo do
presidente Goulart.
c) uma resposta das massas populares, apoiando as Reformas de Base, após o Comício
na Central do Brasil (RJ/março de 1964).
d) uma demonstração de repúdio das classes trabalhadoras a uma possível intervenção
militar, com apoio norte-americano, ao governo de Goulart.
e) uma manifestação, de setores conservadores da sociedade brasileira, de revolta contra
a tentativa de se derrubar o governo constitucional.

10) (MACKENZIE) O governo Juscelino Kubitschek foi responsável:


a) pela eliminação das disparidades regionais;
b) pela queda da inflação e da dívida externa;
c) por uma política nacionalista e de rejeição ao capital estrangeiro;
d) pela entrada maciça de capitais estrangeiros e a internacionalização de nossa
economia;
e) por práticas antidemocráticas como a violenta repressão às rebeliões de Jacareacanga
e Aragarças;