Você está na página 1de 5

Módulo 5: Morfologia

Pronomes 3
Professor: Ricardo Erse
ricardoaerse@yahoo.com.br

PRONOMES DEMONSTRATIVOS
• Indicam posição de algo em relação às pessoas do discurso, situando-o no tempo e/ou no
espaço. São: este (a/s), isto, esse (a/s), isso, aquele (a/s), aquilo. Isto, isso e aquilo são
invariáveis e se empregam exclusivamente como substitutos de substantivos.
• Mesmo, próprio, semelhante, tal (s) e o (a/s) podem desempenhar papel de pronome
demonstrativo.
• Emprego:
• uso dêitico, indicando localização no espaço - este (aqui), esse (aí) e aquele (lá)
• uso dêitico, indicando localização temporal - este (presente), esse (passado próximo) e
aquele (passado remoto ou bastante vago)
• uso anafórico, em referência ao que já foi ou será dito - este (novo enunciado) e esse
(retoma informação)
• as formas aqui, aí, ali, lá e acolá para RL são pronomes adverbiais demonstrativos
• o, a, os, as são demonstrativos quando equivalem a aquele (a/s), isto (Leve o que lhe
pertence)
• tal é demonstrativo se puder ser substituído por esse (a), este (a) ou aquele (a) e
semelhante, quando anteposto ao substantivo a que se refere e equivalente a "aquele",
"idêntico" (O problema ainda não foi resolvido, tal demora atrapalhou as negociações / Não
brigue por semelhante causa)
• mesmo e próprio são demonstrativos, se precedidos de artigo, quando significarem
"idêntico", "igual" ou "exato". Concordam com o nome a que se referem (Separaram
crianças de mesmas séries)
• como referência a termos já citados, os pronomes aquele (a/s) e este (a/s) são usados
para primeira e segunda ocorrências, respectivamente, em apostos distributivos (O médico
e a enfermeira estavam calados: aquele amedrontado e esta calma / ou: esta calma e
aquele amedrontado)
• pode ocorrer a contração das preposições a, de, em com os pronomes demonstrativos
(Não acreditei no que estava vendo / Fui àquela região de montanhas / Fez alusão à
pessoa de azul e à de branco)
• podem apresentar valor intensificador ou depreciativo, dependendo do contexto frasal (Ele
estava com aquela paciência / Aquilo é um marido de enfeite)
• nisso e nisto (em + pronome) podem ser usados com valor de "então" ou "nesse momento"
(Nisso, ela entrou triunfante - nisso = advérbio)

PRONOMES INDEFINIDOS
• Referem-se à 3ª pessoa do discurso quando considerada de modo vago, impreciso ou
genérico, representando pessoas, coisas e lugares. Alguns também podem dar idéia de
conjunto ou quantidade indeterminada. Em função da quantidade de pronomes indefinidos,
merece atenção sua identificação.
Pronomes indefinidos
pessoas quem, alguém, ninguém, outrem
lugares onde, algures, alhures, nenhures
pessoas,
que, qual, quais, algo, tudo, nada, todo (a/s), algum (a/s), vários (a), nenhum (a/s), certo
lugares,
(a/s), outro (a/s), muito (a/s), pouco (a/s), quanto (a/s), um (a/s), qualquer (s), cada
coisas

1
PRONOMES INTERROGATIVOS
• São os pronomes indefinidos que, quem, qual, quanto usados na formulação de uma pergunta
direta ou indireta. Referem-se à 3a pessoa do discurso. (Quantos livros você tem? / Não sei
quem lhe contou)

PRONOMES POSSESSIVOS
• Fazem referência às pessoas do discurso, apresentando-as como possuidoras de algo.
Concordam em gênero e número com a coisa possuída.
pessoa um possuidor vários possuidores
1a meu(s), minha(s) nosso(a/s)
2a teu(s), tua(s) vosso(a/s)
3a seu(s), sua(s) seu(s), sua(s)

PRONOMES RELATIVOS
• Retomam um termo expresso anteriormente (antecedente) e introduz uma oração dependente,
adjetiva.
• São eles que, quem e onde - invariáveis; além de o qual (a/s), cujo (a/s) e quanto (a/s).
• São chamados relativos indefinidos quando são empregados sem antecedente expresso
(Quem espera sempre alcança / Fez quanto pôde)
• Emprego:
• o antecedente do relativo pode ser demonstrativo o (a/s) (O Brasil divide-se entre os que
lêem ou não)
• como relativo, quanto refere-se ao antecedente tudo ou todo (Ouvia tudo quanto me
interessava)
• quem será precedido de preposição se estiver relacionado a pessoas ou seres
personificados expressos
• quem = relativo indefinido quando é empregado sem antecedente claro, não vindo
precedido de preposição
• cujo (a/s) é empregado para dar a idéia de posse e não concorda com o antecedente e sim
com seu conseqüente. Ele tem sempre valor adjetivo e não pode ser acompanhado de
artigo.

EXRECÍCIOS
01. O que é pronome interrogativo na frase:
a) Os que chegaram atrasados farão a prova?
b) Se não precisas de nós, que vieste fazer aqui?
c) Quem pode afiançar que seja ele o criminoso?
d) Teria sido o livro que me prometeste?
e) Conseguirias tudo que desejas?

02. Identifique a oração em que a palavra certo é pronome indefinido:


a) Certo perdeste o juízo.
b) Certo rapaz te procurou.
c) Escolheste o rapaz certo.
d) Marque o conceito certo.
e) Não deixe o certo pelo errado

04. Assinale a alternativa em que a palavra onde funciona como pronome relativo:
a) Não sei onde eles estão.
b) "Onde estás que não respondes?"
c) A instituição onde estudo é a UEPG.
d) Ele me deixou onde está a catedral.
e) Pergunto onde ele conheceu esta teoria.

2
05. Assinale o item que completa convenientemente as lacunas do trecho: A maxila e os dentes
denotavam a decrepitude do burrinho; .........., porém, estavam mais gastos que .......... .
a) esses, aquela d) aqueles, esta
b) estes, aquela e) estes, esses
c) estes, esses

06. Conheci que (1) Madalena era boa em demasia... A culpa foi desta vida agreste que (2) me deu
uma alma agreste. Procuro recordar o que (3) dizíamos. Terá realmente piado a coruja? Será a
mesma que (4) piava há dois anos? Esqueço que (5) eles me deixaram e que (6) esta casa está
quase deserta. Nas frases acima o que aparece seis vezes; em três delas é pronome relativo.
Quais?
a) 1, 2, 4 d) 2, 3, 4
b) 2, 4, 6 e) 2, 3, 5
c) 3, 4 ,5

07. Assinale a alternativa onde a palavra em destaque é pronome:


a) O homem que chegou é meu amigo.
b) Notei um quê de tristeza em seu rosto.
c) Importa que compareçamos.
d) Ele é que disse isso?
e) Vão ter que dizer a verdade.

08. "Este inferno de amar - como eu amo! - / Quem mo pôs aqui n’alma ... quem foi? / Esta chama
que alenta e consome, / Que é a vida - e que a vida destrói - / Como é que se veio a atear, /
Quando - ai quando se há-de apagar? (Almeida Garret)
No texto, os pronomes eu - quem - este, são, respectivamente:
a) indefinido - pessoal - indefinido
b) pessoal - interrogativo - demonstrativo
c) pessoal - indefinido - demonstrativo
d) interrogativo - pessoal - indefinido
e) indefinido - pessoal - interrogativo

09. Assinale a opção que completa as lacunas da seguinte frase: Ao comparar os diversos rios do
mundo com o Amazonas, defendia com azedume e paixão a proeminência .................. sobre
cada um ................. .
a) desse, daquele d) deste, desse
b) daquele, destes e) deste, desses
c) deste, daqueles
10.

I. Por favor, entregue-me esta arma que ninguém o machucará.


II. Esse mês não acaba nunca!!
III. A questão é essa: ninguém tem dinheiro.
IV. É um suplício para mim ter de enfrentar aquele homem.
Está(ão) correta(s):
a) Todas
b) Nenhuma
c) I, II e IV
d) Duas delas
e) Uma delas

11.
I. A essa hora, já lhe haviam entregado o dinheiro.
II. Venha até este andar em que estamos.
III. Como é bonita essa bolsa! Deixe-me vê-la de perto.

3
IV. Esta época está cheia de violência. Quando eu era pequenino não era assim: naqueles
tempos reinava a tranqüilidade.
Está(ão) inocorreta(s):
a) Todas
b) Nenhuma
c) Apenas uma
d) Duas delas
e) Três delas

12.
Assinale o item em que não aparece pronome relativo.

a) O que queres não está aqui.


b) Temos que estudar mais.
c) A estrada por que passei é estreita.
d) A prova que faço não é difícil.
e) A festa a que assisti foi ótima.

13. Assinale a alternativa que preencha, pela ordem, corretamente as lacunas abaixo.
1. A espécie nova ... se referia Meyer era uma borboleta.
2. A espécie nova ... Meyer tratava era uma borboleta.
3. A espécie nova ... Meyer se maravilhava era uma borboleta.
4. A espécie nova ... Meyer descobriu era uma borboleta.

a) que, de que, com que, que


b) a que, de que, que, de que
c) a que, que, com que, a que
d) a que, de que, com que, que
e) de que, a que, que, a que

14. Destaque a frase em que o pronome relativo está empregado corretamente.

a) É um cidadão em cuja honestidade se pode confiar.


b) Feliz o pai cujo os filhos são ajuizados.
c) Comprou uma casa maravilhosa cuja casa custou uma fortuna.
d) Preciso de um pincel delicado, sem o cujo não poderei terminar o meu quadro.
e) Os jovens, cujos pais conversei com eles, prometeram mudar de atitude.

15.
I. Este é Renato.
II. Eu posso contar com a ajuda de Renato.
Se juntarmos as duas orações num só período, usando um pronome relativo, teremos:

a) Este é Renato, com quem eu posso contar com a ajuda dele.


b) Este é Renato, que eu posso contar com a ajuda dele.
c) Este é Renato, o qual eu posso contar com sua ajuda.
d) Este é Renato, com cuja ajuda eu posso contar.
e) Este é Renato, cuja ajuda eu posso contar

16. Assinale o período em que foi empregado o pronome relativo inadequado.

a) O livro a que eu me refiro é Tarde da noite.


b) Ele é uma pessoa de cuja honestidade ninguém duvida.
c) O livro em cujos dados nos apoiamos é este.

4
d) A pessoa perante a qual comparecemos foi muito agradável.
e) O moço de cujo lhe falei ontem é este

17. A exposição ...inauguração assisti mostrou os lindos quadros ... me referi na nossa conversa do
outro dia. Amanhã, haverá um leilão na mesma sala ... estão expostos.” A alternativa que preenche
corretamente as lacunas é:

a) a cuja, aos quais, em que


b) a cuja, os quais, em que
c) cuja, a que, em que
d) a qual, aos quais, na qual
e) à qual, que, que