Você está na página 1de 292

COORDENAÇÃO EDITORIAL

EDSON BURGER

UMA JORNADA DE TRANSFORMAÇÃO


RUMO A SUA MELHOR VERSÃO
EDITORA
FOCO
1 NO
POSITIVO
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
COORDENAÇÃO EDITORIAL
EDSON BURGER

UMA JORNADA DE TRANSFORMAÇÃO


RUMO A SUA MELHOR VERSÃO
EDITORA
FOCO NO
POSITIVO
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
EDITORA
FOCO NO
POSITIVO

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


Copyright:© 2019, by EDITORA FOCO NO POSITOVO
Todos os direitos reservados.

Coordenação editorial:
Edson Burger
Karinne B Ramos

Revisão:
Taís Lenny
Simone Menegussi

Projeto gráfico e capa:


Raphael Ruas

Direção editorial:
Edson Burger

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


Prefácio
Em todos os meus treinamentos e em quase todas as fotografias estou
de chapéu. Muita gente pergunta por que uso este adorno e respondo
aqui: uso chapéu por dois motivos; um, é para que não digam que não
tenho nada na cabeça. E tenho! Veja só:
Chamo de problema a distância entre onde se está e onde se quer chegar,
ou do “Ponto A” ao “Ponto B”. Quanto maior a distância, maior o problema.
E o que eu recomendo em caso de grandes distâncias/grandes problemas?
Fatiar! Algo como você estar participando de um curso e o instrutor avisar
que no coffee break será oferecido um salame para cada um. Opa, um salame
é muito grande, não vou dar conta, você pode pensar. Mas e se ele for fatia-
do bem fininho, com limão espremido e talvez uma cervejinha (se você gos-
tar)? Este salame teria um fim digno com pouco ou nenhum esforço, não é?
Quando Edson Burger me convidou para prefaciar este livro, ganhei um
belo “problema”. E o que foi que eu fiz? O fatiei. Li os artigos dos coautores,
esbocei um texto inicial, ajeitei daqui, mudei uma coisa ali, revisei e... pronto!
Não gosto muito de frases feitas, mas vou recorrer a uma: se você não
faz parte da solução, faz parte do problema. Felizmente para mim, meu
mindset é predominantemente de expansão. Diante de uma tarefa, de uma
situação desafiadora, de um ‘problema’, procuro pensar em alternativas,
sempre focado na solução. A Programação Neurolinguística me ajudou
muito a reforçar ainda mais este tipo de pensamento, o que tem me gera-
do resultados altamente satisfatórios. Infelizmente, muita gente é focada
no problema, na atribuição de culpa, o que geralmente só piora a situação.
Pensando sistemicamente, analisando o todo, pode-se mais facilmente
encontrar soluções. Você vai ler no texto do Edson um “Ponto A” alta-
mente negativo em que ele se encontrara. Excesso de peso, de preocupa-
ções, de desacordos inter e intrapessoais, pensamentos desorganizados,
caos. Quando conseguiu estabelecer um “Ponto B” as coisas começaram
a serem vistas sob outra perspectiva. Muita PNL utilizada, muito Coa-
ching, muito Auto-Coaching: muito resultado positivo.
Em minha história pessoal, contribuí ativamente para que coisas
muito ruins me acontecessem. Eu não possuía o que chamo de “Manual
do Cérebro”; não sabia como ele funcionava e só o que podia constatar
era a minha célere caminhada rumo ao fundo do poço. Quando cheguei
lá, descobri que o poço tem subsolo... Morei em favela, fui bandidinho
pé-de-chinelo, fui preso porque roubei uma bicicleta. Não, espera! Não

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


fui preso porque roubei uma bicicleta, fui preso porque era ladrão, e no
dia em que roubei uma bicicleta, fui pego. Passei sete dias numa cela de
cadeia e o que foi o pior episódio da minha vida, tornou-se a melhor coisa
que me aconteceu. Dor e Prazer são nossos maiores e melhores “motores”
comportamentais. Estar preso me causou extrema DOR, o que de algu-
ma maneira fez entrar em ação minhas estratégias para me desenvolver
como pessoa. Lá, no chão frio da delegacia, cercado de bandidos de todos
os calibres, decidi mudar de vida. Como diz Anthony Robbins, é nos mo-
mentos de decisão que seu destino é traçado.
A PNL foi a ferramenta mais eficaz que descobri para aplicar no traça-
do do meu novo destino. O mais importante que aprendi com ela: Pensa-
mento gera Sentimento, que gera Comportamento. Ou seja, o que fazemos
vem de um sentimento, que vem de um pensamento. Logo, a origem dos
nossos resultados na vida são os nossos pensamentos. Importante ressal-
tar: pensar é muito diferente de ter pensamentos! Pensar é um compor-
tamento privado voluntário, ter pensamentos é aleatório. Alguns autores
afirmam que temos em média setenta mil pensamentos por dia e seria hu-
manamente impossível pensar em setenta mil coisas num único dia. En-
tão, como fazer? Como dar conta desse turbilhão mental? Com método!
O Coaching se propõe a auxiliar (e o faz de maneira extremamente eficaz)
na organização dos passos para obtenção de resultados. A PNL também. Po-
rém, para isso é preciso que se tenha um Objetivo! Parece óbvio, mas não é;
muita gente tem na ponta da língua tudo que não quer. “Não quero mais ser
gordo”, “Não quero mais brigar com o meu marido”, “Não quero mais ganhar
pouco”... Para estas pessoas eu pergunto: alguém vai ao supermercado com
uma lista do que não vai comprar? “Não levar arroz, nem lâmpada, nada de
sabão em pó etc”. Faz nenhum sentido, não é? Pois bem; se fazemos a lista
de compras com o que queremos, vale o mesmo para outras áreas da vida.
Neste livro, você terá acesso a histórias de superação e relatos de ins-
piração. Com habilidade, poderá identificar a Jornada do Herói, “ler” o
Mindset dos coautores, encontrar técnicas de PNL aqui e ali, ferramentas
de Coaching em TODOS os capítulos. Uma ótima maneira de economizar
tempo é aprender com as estratégias dos outros. Os que “quebraram”,
podem te ensinar o que não fazer; os que prosperaram, têm muito o que
ser modelado. Cabe agora a você, leitor, aprender com quem quer te en-
sinar – e desenvolva a habilidade de aprender com TODAS as pessoas...
No início deste prefácio eu disse que uso chapéu por dois motivos: 1)
para que não digam que não tenho nada na cabeça, e 2) para tirá-lo para
quem dedica um tempo a me ver, ouvir ou ler. Gracias!

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


O Prof. Rogério Castilho é Palestrante e Instrutor Interna-
cional de PNL e de Hipnose Clínica. Graduado em Comunicação Social
(Jornalismo) e em Psicologia, é Pós-Graduado em Neurociência, Espe-
cialista em Neuropsicologia e em Hipnose Clínica. Practitioner, Mas-
ter e Trainer em PNL, tendo sido treinado pessoalmente por Richard
Bandler, co-criador da PNL, de quem é Trainer licenciado. Professor de
Pós-Graduação em Hipnose Clínica, conta com mais de 10.000 alunos
em seis países: Brasil, Portugal, Japão, Alemanha, Colômbia e Suíça.

www.rogeriocastilho.com.br contato@rogeriocastilho.com.br
@castilhopalestrante (11) 9 9145-4001

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Sumário

Apresentação - A Melhor Versão de Você 15


Edson Burger

Ser Quem Realmente É,


Depende Apenas de Você. 29
Edvania Romero

O Reencontro Consigo Mesmo 37


Rose Mary Sá

Mindset de Sucesso 45
Lousiane Bulhões

Vivendo a Perda Com Foco no Positivo 53


Jane Brunelli

As Infinitas Possibilidades da Programa-


ção Neurolinguística (PNL) na Educação 61
Ester Franco

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


Emagreça sua Mente 69
Graziela Regina Machado de Souza Ribeiro

Esteja Pronto Para Mudar 77


Célia Costa

Abandone seu Lado Destrutivo 85


Mário Dutra

Desligue o Piloto Automático das Emoções


e Transforme a Sua Vida Para o Sucesso 93
Clarailda Rosa Dias

Coaching Aplicado à Estética: Mudança


de Comportamento e Emagrecimento 103
Karinne B. Ramos

Como Ser Um Vencedor 111


Jean Carlos Madalena

Servidão Humana X
Liberdade Humana 119
Virgínia Almeida

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


O Caminho para Um
Potencial de Vencedor 127
Vânia Garcia Fabio

Como Transformei a Minha Vida 135


Reinaldo Assis Monte Alto

Como a PNL Mudou Minha Vida 143


Rúbia Mara Pereira

A Meditação, Física Quântica e o Foco no


Positivo Ajuda Modificar os Pensamentos 151
Raquel Bertti Nunes

Autocorreção com Bioalinhamento 159


Neusa Mattos

O Papel do Coach na Vida de


Jovens Sem Perspectivas de Vida 167
Lucimar Allves

Coaching à Luz do Evangelho 175


Waleska Galiza

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


A Inter Relação Entre Ciência a
Espiritualidade e o Mindset Coach 183
Alicia Guallart

A Eficiência e Necessidade
do Autoconhecimento 193
Renata Abdalla Maksoud

Essa Pode Ser a Sua História 203


Felipe Vieira

Na & Por Uma Educação Que Conduz:


O Aprendiz Coachee 211
Kell Silene Silva Neves

Reconstrua Sua História -


Ressignificar É Preciso 221
Angelita Paixão

O Divisor de Águas 229


Lucia Mizaguti Zampini Faraldo

Lutando Pela Vida, o


Início Já É a Superação? 237
Frank Miller

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


Modelo de Gestão nas Empresas 245
José Oscar T. Costa

A Importância da Análise Comporta-


mental e a Filosofia Oriental Kaizen 253
Marcus Mello

Mindset na Educação? 261


Angélica Domingues

Mudança de Comportamento,
Escrevendo Uma Nova História 269
Josete Santiago

Autodesenvolvimento 277
Dirce Frantz

Mindset, o Começo 285


Eliana Assis

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98


Edson Burger, master coach trainer, criador do método “Mindset
Coaching”, e fundador do Instituto Edson Burger. Analista comporta-
mental, palestrante, master practitioner em Programação Neurolin-
guística (PNL) com certificação internacional pela The Society of NLP™
e Richard Bandler®. Hipnólogo @Eriksoniano certificado pela Elsever
Institute. Pós-graduado em Administração de Empresas com ênfase em
Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

www.formuladoemagrecimento.com @edsonburger
www.institutoedsonburger.com.br @edsonburgeroficial
www.foconopositivo.com.br edson@institutoedsonburger.com.br

14
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Apresentação - A Melhor
Versão de Você
E u sempre acreditei do fundo da minha alma, que todo ser humano
poderia ser capaz de ter e ser tudo aquilo que quisesse. Mas não
conseguia provar isso na minha vida. Fui atrás de conhecimento
para poder comprovar, antes de mais nada, que isso era possível.
Nessa minha longa jornada, me deparei no ano de 1999, com uma
ferramenta chamada PNL, que significa Programação Neurolinguística,
que vou explicar um pouco mais ao longo deste livro.
Com a Programação Neurolinguística, consegui entender o funcio-
namento da mente humana, mas me faltava alguma coisa e foi aí que
entrou o coaching em minha vida.
Eu percebi que o coaching, essa metodologia seria capaz de jun-
tamente com a PNL, levar as pessoas - ao que gosto de chamar-“a
melhor versão delas mesmas”.
Baseado nisso, muitos anos de estudo, após passar pelo meu proces-
so de transformação pessoal, que não foi fácil, criei o Instituto Edson
Burger. Criei com um sonho e com o slogan: “Construindo Realidades”.
Acredito que nós possamos construir uma realidade diferente e você, que
está lendo esse livro, vai ter essa oportunidade.
Com o conteúdo que eu e essa equipe maravilhosa - dos melhores coaches
do Brasil - preparamos, você conseguirá entender cada área da sua vida e qual é
o processo de mudança e o tipo de pensamento que deve ter para conquistá-la.
Esse livro é um marco na história do coaching e da transformação
humana no Brasil. Ao longo dos anos percebi que os processos normais
de coaching; o próprio coaching em seu desenvolvimento está ficando
muito famoso, muitos estão, cada vez mais falando sobre coaching. Mas
faltava um conteúdo poderoso, que mostrasse a essência dos seus coa-
ches, e revelasse que essa transformação é possível.
O primeiro significado da palavra coach (em inglês) é “carruagem”
e remonta do século XVI quando as carruagens eram muito cobiçadas
e usadas pela aristocracia. O tempo fez com que a palavra em inglês
ganhasse o significado do profissional que, assim como a carruagem
leva as pessoas a vários lugares, o coach é alguém que conduz indiví-
duos pelos diversos campos de conhecimento.
O coaching é um método que tem início, meio e fim e seu objetivo é tra-

15
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
çar ações para que as pessoas consigam atingir seus objetivos. O processo
de coaching tem o princípio máximo de considerar que qualquer pessoa é
capaz de atingir um objetivo, para isso leitor, é preciso que ela se dedique.
Com isso, o Mindset Coaching foi um processo que surgiu da junção de
tudo isso que nós sempre aplicamos em todas as áreas do coaching, do co-
aching pessoal, profissional, de carreira e de relacionamento. Em todas as
áreas do coaching nós conseguimos desenvolver essa técnica sensacional.
Nosso objetivo com esse livro, com toda essa equipe maravilhosa, é de
nos tornarmos companheiros de jornada de você leitor. Nós queremos
olhar e mostrar que não somos diferentes de você por estudarmos desen-
volvimento humano e por ajudarmos pessoas a se desenvolverem, muito
pelo contrário, nós também estamos na mesma jornada, buscamos esse
conhecimento, antes de mais nada, para transformar a nós mesmos. É pre-
ciso deixar claro que o coaching não é terapia e nunca pode ser confun-
dido com ela. As abordagens são diferentes e o coaching é do presente,
estritamente, para o futuro, sendo que existe sempre um objetivo atrelado.
Queremos aqui compartilhar nosso conhecimento, compartilhar a
nossa transformação e compartilhar aquilo que nos ajudou a avançar
nessa jornada rumo a melhor versão de nós mesmos.
Em cada artigo que você tiver acesso aqui, cada página que ler, cada
palavra, vai compartilhar um pouco dessa jornada conosco e ao final
desse livro, terei grande prazer em dizer que você é nosso companheiro
de jornada. Quero te fazer um convite.
Vamos juntos rumo a melhor versão de nós mesmos?

Capítulo 1 - Mindset Coaching


Uma das coisas que costumo dizer para todas as pessoas que compar-
tilham dos nossos cursos, dos nossos eventos, das minhas palestras, dos
nossos treinamentos, é que nós somos companheiros de jornada rumo
a melhor versão de nós mesmos.
É por isso que acho importante, antes de explicar os conceitos que vão
embasar tudo que será entregue nesse livro; vamos falar sobre o que é PNL,
o que é mindset e como aplicar isso na vida, para que possa usufruir de ma-
neira incrível dos artigos preparados pelos coaches ao longo deste material.
Gostaria de compartilhar brevemente com você nesse meu artigo, um pou-
co dessa minha jornada de transformação, que me trouxe até aqui. Acredito
que a maioria de vocês já me conhece, mas para quem está chegando agora
e conhecendo um pouco mais sobre Edson Burger, o Instituto Edson Bur-

16
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ger e sobre a nossa equipe maravilhosa de coaches; é preciso me apresentar.
A minha jornada começa ainda na adolescência, quando era uma pes-
soa muito negativa, muito tímida, muito fechada, retraída e tinha muita di-
ficuldade em compreender porque as pessoas não conseguiam resultados.
Mas, mais que isso, por que eu não conseguia resultados, não conseguia
mudar a minha vida ou não conseguia conquistar aquilo que queria tanto?
Confesso que foi muito sofrido. Além do mais, tinha o problema do
peso, eu era uma pessoa muito gorda e engordava cada vez mais, tentan-
do diversas dietas e diversas formas de mudar e não conseguia.
No ano de 1999, no início da minha vida adulta, tive a boa sorte. A
sincronicidade, como gosto de dizer, esse conceito de Carl Gustav Jung,
tão maravilhoso, começou a surtir efeito.
Explicando brevemente, a sincronicidade é uma lei da natureza que diz
respeito a nossa consciência. O conceito foi dado por Jung, no qual ele definiu
que os acontecimentos se relacionam não por uma relação causal, mas sim
por relação de significado. Isso quer dizer que, tudo que você planta, você
colhe e nada é por acaso. Se você emana prosperidade, isso volta para você, se
você planta o bem, colherá o bem. Mas isso não acontece de imediato, pode
demorar anos para que o bem volte para você. Da mesma forma como o mal.
Voltando a minha história, acreditei tanto que a mudança era possível
que, um belo dia estava andando por uma rua e recebi um convite para
participar de uma palestra que falava sobre Programação Neurolinguís-
tica. Nunca tinha ouvido falar sobre isso, mas achei interessante, parecia
que algo me chamava para aquele lugar.
Naquela palestra percebi que aquilo que duvidava dentro de mim,
imaginando não ser capaz, acreditando que era meio burro, que tinha
dificuldade de aprender, dificuldade de me relacionar com as pessoas, as
dificuldades no trabalho e na escola, enfim...
Na verdade, eram apenas coisas que acreditava, ou seja, crenças. Acontecia
apenas que eu não entendia como funcionava a minha mente. Entretanto, por
estar sozinho naquele momento, naquela jornada, por não ter todo o conhe-
cimento ou um livro maravilhoso como esse para me dar um norte, para me
mostrar a direção no início daquela jornada, me sentia derrotado.
Passei mais alguns anos sofrendo, piorando, entrando em depressão
e sendo negativo. Apesar de saber que tinha alguma coisa lá, acreditava
que dentro de mim podia mudar. Conheci uma ferramenta, mas não
sabia utilizá-la “ainda”. Adoro essa palavra: ainda.
Em 2009, passei pelo momento mais difícil da minha vida. Estava com
quase 144 quilos, numa depressão profunda, problemas de relacionamento e

17
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
decidi, acabar com a minha vida. Resolvi que não valeria mais a pena viver.
Naquele momento, fiz uma oração. Independente de qual seja sua reli-
gião, todos nós temos essa espiritualidade latente dentro de nós. Naque-
le meu momento de encontro e de comunhão com o divino, pedi que me
fosse mostrado um caminho. Esse caminho me veio através do coaching.
Fui fazer uma pesquisa na internet e conheci diversas histórias de pesso-
as nos Estados Unidos e de grandes coaches. Então, percebi que ali estava o
caminho. Se juntasse tudo que já havia estudado sobre Programação Neu-
rolinguística em um processo, se realmente me dedicasse...
E aqui comecei a entender o que era mindset. Vou explicar um pouco
mais para frente essa mentalidade de crescimento.
Naquele momento, acreditei que poderia crescer, me desenvolver e me
transformar. Comecei uma jornada de meses e meses de estudo e apro-
fundamento, transformação e autoconhecimento.
Com todas essas ferramentas, consegui transformar a minha vida. Consegui
transformar tudo aquilo que sempre acreditei que era possível, em realidade.
Foi inacreditável, a sensação era maravilhosa!
Mas não pretendia ajudar ninguém naquele momento. Eu já tinha transfor-
mado a minha vida. Até que uma pessoa, que me era muito cara, me procurou
um dia e me chamou para tomar um café. Ela se sentou na minha frente e co-
meçou a chorar. Me disse que gostaria de se matar, porque não aguentava mais.
Estava passando por aquilo que passei. Naquele momento, senti que
não seria justo, pois, se tinha conseguido, tinha obtido essa resposta,
mais do que uma missão, era uma obrigação minha compartilhar.
Havia estudado sobre Programação Neurolinguística, estudava coa-
ching há muitos anos, mas era incapaz de praticá-lo, porque não con-
seguia as transformações na minha vida. Inclusive, é isso que você vai
encontrar ao longo desse livro. Todos os nossos coaches, antes de mais
nada, são coaches de si mesmo. São pessoas que transformaram as suas
próprias vidas e esse é o grande diferencial deste material.
Eles foram escolhidos todos com suas próprias histórias de transfor-
mação, que podem ajudar você a ter uma ideia de como mudar a sua
mentalidade em todas as áreas da sua vida.
Comecei a atender essa pessoa, que estava com sérios problemas e
pensando em se matar, com resultados incríveis, ela emagreceu mais de
35 kg e transformou a sua realidade, tinha acabado de sair de um rela-
cionamento, encontrou um novo amor, mudou de emprego. Decidi que
precisava fazer isso para mais gente. Criei então, o Instituto Edson Bur-
ger, com um slogan que para mim diz tudo: “Construindo Realidades”.

18
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Acredito que todos podem ser e ter tudo aquilo que quiserem, que nós
construímos a realidade que estamos vivendo hoje com nossos pensa-
mentos, palavras e ações do passado. Estamos construindo a realidade do
nosso futuro com os nossos pensamentos, palavras e ações do presente.
É por isso, meu caro leitor, que quero convidar você, nesse momento, a
conhecer um pouco mais sobre esses conceitos por trás de tudo que irá ler
ao longo desse livro com esses coaches maravilhosos. Para que entenda o
que está por trás dessa ferramenta sensacional que nós criamos, que é o
Mindset Coaching e como isso pode transformar completamente a sua vida.

PNL - Programação Neurolinguística


Programação Neurolinguística é um termo fascinante que estuda o talento
e a qualidade, a partir de como as empresas e indivíduos excelentes obtém seus
resultados. É se espelhar no brilhante para conquistar seus próprios objetivos.
Na modelagem, os métodos estudados podem ser repassados a outras
pessoas para que elas também possam obter esses resultados impressio-
nantes. Para isso, a PNL estuda como nossos pensamentos, experiência
subjetiva e crenças funcionam e como construímos nosso mundo interno.
Você deve saber que nada do que nos acontece tem um significado por si só,
nós lhe atribuímos significado, por isso a PNL estuda a experiência de cada um.
O nome vem de três áreas importantes estudadas:

P Programação, que forma como sequenciamos


as ações para alcançarmos nossos objetivos;

N Neurologia, como pensamos;

L Linguística, como a linguagem


é usada e como ela nos afeta.

PNL é a influência da linguagem sobre nossas


mentes e nossos comportamentos subsequentes
-Joseph O´Connor

19
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A PNL tem seus princípios básicos, como todos os métodos e estudos.
Portanto, seus pilares são:

1. Você, seu estado emocional e nível de habilidade: entenda


que você é a parte fundamental de toda e qualquer inter-
venção de PNL. A partir do que você faz, torna a PNL real.
2. As pressuposições: são os princípios guias, suas ideias e
crenças.
3. Rapport: qualidade de relacionamento, o que
resulta sua confiança e responsividade, ou seja,
a maneira com que vemos o mundo.
4. Resultado: uma habilidade básica da PNL é sobre aqui-
lo que se quer ser capaz de saber e o que se deseja. A PNL
pensa em resultados e o resultado é aquilo que você quer.
5. Feedback: sabendo o que deseja, você precisa identificar
que está conseguindo.
6. Flexibilidade: caso suas ações não tenham
resultado, faça algo deferente.

Com isso a PNL traz mudança e autodesenvolvimento. No início,


você usa para trabalhar a si mesmo e se tornar a pessoa que realmente
quer ser. Lembre-se do meu exemplo, lá atrás. Eu era alguém desgosto-
so com a vida, mas mudei a partir de todos os meus estudos e foquei no
indivíduo que queria ser no futuro.
Depois, com a PNL trabalhando a si mesmo, podemos ajudar os outros, o
que fiz com uma pessoa muito querida para mim e mencionada neste livro.
Entenda, caro leitor, que quanto mais aprender sobre você mesmo,
mais conseguirá ajudar os outros. A PNL não diz respeito a consertar
outras pessoas e esquecer de si mesmo.
Ao abordar essa mudança e autodesenvolvimento, estamos determina-
dos a ter sucesso e acreditar no que estamos fazendo. O objetivo é estar
comprometido a mudar e não se sabotar no processo.
A PNL nos ajuda a construir uma ponte para o futuro, ensaiando a
nova mudança e nova aprendizagem. Quando chegar a hora de testar
tudo que aprendeu, estará pronto para fazer diferente e ter sucesso.
Um coach especialista em PNL pode fazer intervenções específicas e
quebrar crenças limitantes, traumas e bloqueios desenvolvidos ao longo
da vida. A PNL aliada ao coaching pode ser uma poderosa ferramenta.
Mas me sinto na obrigação de alertá-lo: PNL não é coaching. A PNL é um

20
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
estudo dos padrões de programação, criados a partir da interação entre o seu
corpo, cérebro e linguagem. Já o coaching é uma metodologia que faz com que
você atinja seus objetivos, dependendo única e exclusivamente de suas ações.
Este livro está recheado de histórias motivacionais que farão você en-
tender ainda mais esses termos, metodologia e ferramentas. Tenho certe-
za que você vai se surpreender com o poder delas.

Mindset
Para que você, que ainda não está familiarizado com os conceitos, pos-
sa entender a aplicar na sua vida as técnicas fantásticas e desenvolver o
seu mindset, vou explicar um pouco como tudo isso funciona, baseado no
livro de Carol S. Dweck, “Mindset: a nova psicologia do sucesso”.
Começo definindo o mindset, que nada mais é do que o responsável
pelo modo como eu, você e as pessoas ao nosso redor encaram a vida. Ele
é quem dita se uma pessoa é otimista ou pessimista, além de ser a base
para o desenvolvimento pessoal e profissional de cada ser humano.
O mindset é uma atitude mental e de acordo com a pesquisadora e
professora Carol, cada opinião que aceitamos a respeito de nós, vai afetar
profundamente a maneira como levamos nossa vida.
O mindset é a estruturação de nossa mente, que determina a forma
como agimos, pensamos e sentimos. A contribuição de Carol é documen-
tar que qualquer um pode aumentar sua capacidade de aprender e resol-
ver qualquer tipo de conflito, tudo baseado no condicionamento mental.
É por isso que temos o hábito de acreditar que nossas qualidades são
imutáveis, aqui entra o mindset fixo, isso cria uma necessidade constante
de provar para nós mesmos o nosso valor.
Contudo, um mindset bem controlado e desenvolvido pode influenciar
positivamente a vida de qualquer um, inclusive eu, você e os coaches
maravilhosos que lhe contarão suas histórias em breve!
Não é coisa da cabeça de Carol, não. Ela fez inúmeras pesquisas, que por
sinal, deram origem ao livro. As pesquisas foram um sucesso tão grande
que Carol descobriu dois tipos de mentalidade: o mindset fixo e o mindset
de crescimento. E você consegue imaginar qual deles leva ao sucesso?
Vou te contar nas próximas linhas.

Mindset Fixo
Como já adiantei um pouco, o mindset fixo é aquele em que precisamos
provar nosso valor a todo tempo. Aqueles que tem uma quantidade limitada

21
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
de inteligência, uma determinada personalidade e certo caráter moral, terão
que provar a si mesmos que isso é saudável. Para eles não seria certo ter ape-
nas essas características e precisam ter certeza que elas são fundamentais.
Algumas pessoas adotam o mindset fixo desde a infância, por conta da
pressão que sofrem na escola e da família. Existem pessoas que tem um
único objetivo essencial na vida e sempre se perguntam: “Terei sucesso
ou fracassarei?” e também: “Sou inteligente ou farei papel de tolo?”
No mindset fixo, as ideias são imutáveis, como ser ou não inteligente, sua
mente foca apenas nos problemas, não acredita no esforço para ter conquistas e
ignora feedbacks úteis. Sem falar em evitar desafios e falhas, pois não se arrisca.
Esse é o momento em que você se acomoda. Eu mesmo me acomo-
dei em um momento da minha vida em que me vi sem esperanças.
Com um mindset fixo, adotamos um comportamento de estabilização,
de relaxamento improdutivo, onde não saímos do lugar e não alcan-
çamos nossos objetivos e pior, não acreditamos que teremos sucesso!
Faça uma reflexão leitor, você está em um mindset fixo?
Quando algo inesperado ou improvável acontece, qual sua reação? Você
se desespera e não consegue ter uma atitude? Se sua resposta foi sim, está
em um mindset fixo e admite um estado estático diante das situações. Você
está em sua zona de conforto. Há um problema aí, porque geralmente, as
pessoas aceitam essa situação, ela é desejada, festejada e até apreciada.
Não podemos ser alguém que abdica do crescimento e da evolução. Ter
um comportamento passivo diante de tudo, não nos permite ir em frente
e conquistar coisas lindas que estão muito próximas de nós. Mas não
podemos enxergar, já que estamos muito ocupados de braços cruzados.

Mindset de Crescimento
As questões sobre ser ou não inteligente e fracassado, são apenas as car-
tas que você usará no jogo da vida, elas são um ponto de partida para alcan-
çar nossos objetivos. Não podem ser determinantes ou nosso ponto final.
O mindset de crescimento se baseia na crença de que você é capaz de
cultivar as capacidades básicas a partir de seus próprios esforços.
As pessoas são muito diferentes entre si, mas todas elas têm talen-
tos e aptidões iniciais que podem se desenvolver e modificar por meio
da experiência e esforço.
Não se trata aqui, caro leitor, de acreditar fielmente que poderíamos nos tor-
nar qualquer pessoa, apenas com motivação. Mas você pode ser capaz de pre-
ver seus próximos passos rumo ao sucesso se trabalhar com paixão e esforço.

22
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
No mindset de crescimento você toma as rédeas da sua vida, seus pen-
samentos e planejamentos. Aqui você está em constante desenvolvimen-
to e crescimento para alcançar seus objetivos.
Não há espaço para parar no tempo, você está em constante movimen-
to, em busca do melhor que a vida pode lhe proporcionar.
Se você, caro leitor, é alguém que gosta de se sentir forte e corajoso,
com certeza está desenvolvendo seu mindset de crescimento muito bem.
Um mindset de crescimento bem desenvolvido permite que o indi-
víduo não dependa dos acontecimentos para ter sucesso, ele consegue
controlar sua própria vida e não depende de ninguém para resolver seus
problemas, os resultados dependem de seu planejamento e ação.
Buscar o conhecimento, não ter medo de reaprender e permitir-se
crescer, são as chaves de um mindset de crescimento. Tenha sempre
humildade para ser ensinado e não desperdice as oportunidades que
aparecerem. Acredite em você para transformar a sua vida e não tenha
medo de se espelhar em pessoas que conquistaram o que deseja, você
pode tirar lições valiosas no processo.
Calma, não é oito ou oitenta. Você pode ter se identificado com as carac-
terísticas dos dois tipos de mindset. Tudo bem. Não existe uma pessoa que
tenha apenas um tipo de mindset. Mas é evidente que para alcançar seus
objetivos com maestria, é preciso desenvolver seu mindset de crescimento.
É preciso ter sagacidade para identificar quando o seu mindset fixo está no
mode on e desligá-lo, provocando assim uma mudança de pensamento ne-
cessária e caminhar rumo ao sucesso a partir de um mindset de crescimento.
Esteja pronto para mudar e ingressar em um mundo maravilhoso e
cheio de oportunidades. Saia do mundo com características fixas, onde o
sucesso depende de você provar que é inteligente. Afirme-se em um mun-
do das qualidades mutáveis, abra-se para aprender sempre e desenvolva-se.

Foco no Positivo
Você já conhece um pouco da minha história e é capaz de entender como
cheguei até aqui. Houve um tempo em que alimentava pensamentos, o dia
todo, focados no negativo e nos meus problemas. Depois que visualizei a
mudança, surgiu para mim o foco no positivo, um conceito criado por mim.
Quando decidi mudar, foquei que o universo ia me trazer tudo que
queria e muito mais. Que em breve estaria dirigindo o carro dos meus
sonhos, que tenho hoje. Que estaria fazendo as viagens dos meus so-
nhos, que faço agora. Que estaria vivendo a vida plena, que vivo hoje.

23
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
E tudo começou a mudar, quando passei a cuidar dos meus pensamen-
tos o dia inteiro.
O foco no positivo não se trata de pensar positivo. Porque tentava
pensar positivo, mas só isso, não adiantava. Foco no positivo é quando
foco nas soluções dos problemas e não fico esperando elas caírem do céu.
Se eu tivesse muitas contas para pagar e a certeza de que não teria
dinheiro. Adiantaria pensar ““eu vou ter dinheiro, eu vou ter dinheiro”?
Claro que não. Isso é prejudicial, pois quando o dinheiro ou a solução não
vem sozinha, nós nos frustramos.
O foco no positivo é pensar da seguinte maneira:

Eu vou encontrar uma solução, agora, daqui a pouco ou


mais para frente. Mas eu vou encontrar uma solução!

Sou grato por essa solução que já existe em algum lugar

O conceito de foco no positivo é diferente do pensamento positivo. O


pensamento positivo é um pensamento forçado, no qual estou sempre
querendo me manter positivo, mesmo diante de situações adversas. O foco
no positivo é manter o foco, se concentrar no que realmente interessa.
Caso aconteça um desastre, por exemplo, meu carro afundou na água.
Não existe possibilidade de eu não ficar arrasado. Mas não adianta ficar
pensando positivo: “meu carro vai sair dessa”, não! Preciso ser racional
e ter foco no positivo: “ok, o que faço agora?”, “quais opções tenho?”,
“como vou sair dessa?” e ainda, “com quem posso contar?”.
Saiba que todos os pensamentos se transformam em coisas. Se você
concentrar em desgraça, negatividade e melancolia, permanecerá sob
essa nuvem. Se você se concentra em pensamentos positivos e em ela-
borar metas que pretende alcançar, encontrará uma maneira de alcançá
-las com uma ação massiva.
Não podemos nos apegar apenas na Lei da Atração - que será tema
de um outro livro -, pois as coisas podem levar um tempo maior do que
aquele que nós gostaríamos.
Você pode começar a partir de hoje. Não importa a situação que está
vivendo, quero te convidar a respirar profundamente, concentrar toda a
sua atenção na solução.
Saiba que a solução já existe. Por mais difícil que seja o problema que
esteja a sua frente, existe uma solução, você só não conhece ainda.

24
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Enquanto sua solução não brilha na sua cabeça, esteja certo que isso
funciona. Temos aqui, exemplos poderosos de nossos coaches que foca-
ram no positivo e viram sua vida mudar, deram a volta por cima.
Esqueça o problema, esqueça as pessoas que estão atrapalhando. Es-
queça as cobranças, esqueça o que está de errado. Porque quanto mais
você foca no que está ruim, mais disso vem para sua vida. Então, foca no
positivo e vamos em frente. Rumo a tudo que nós queremos conquistar!

Mindset Coaching
Ao longo dos últimos anos no Brasil, o coaching vem se desenvolven-
do e ganhando proporções incríveis. Isso se deve, justamente por conta
dos resultados que ele consegue.
O processo de coaching, como você aprendeu neste capítulo, é prag-
mático, ele é focado no resultado, no desenvolvimento de objetivos.
Entretanto, sentia que algo faltava. Sentia que, dentro de um processo
de coaching, nossos coaches precisariam ser preparados para mudar
de forma global a mentalidade de um ser humano. Uma pessoa que é
capaz de conquistar um objetivo em uma determinada área, ela gene-
raliza, ou seja, a mente dela é capaz de extrapolar isso e levar a mesma
transformação para outras áreas de sua vida.
Esse conceito brota com nosso método da Fórmula do Emagrecimento
Definitivo (você vai encontrar o link aqui nesse livro para acesso se você
precisa emagrecer).
A Fórmula de Emagrecimento Definitivo foi o grande processo de co-
aching para emagrecimento em que as pessoas diziam:

— Edson, eu emagreci 30 quilos, mas isso não


foi o mais importante, o importante é que eu
mudei meu relacionamento.

Outro dizia:

— Edson, eu emagreci 18 quilos, mas o mais


importante é que eu descobri que era capaz
de vencer e passar no concurso e passei.

25
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Outros diziam:

— Edson, emagreci 10 quilos, mas isso não foi o


mais importante, o mais importante foi que des-
cobri que eu poderia ser um profissional melhor
e consegui aquela promoção que tanto queria.

De forma natural e de forma intuitiva, naquele momento, surge um


processo de coaching profundamente complexo em que nós conseguimos
dentro de uma jornada pragmática de transformação pessoal, mudar a
estrutura da mentalidade humana. Levando a pessoa através do foco no
positivo a um modelo de pensamento que vai fazer com que ela tenha
resultado em qualquer área da sua vida. Porque tudo se trata da mentali-
dade, do mindset, de como você pensa.

A Jornada da Mudança
Toda mudança começa com um desejo genuíno de mudar. Muitas ve-
zes as pessoas precisam de uma gota d’água. Muitas vezes as pessoas são
empurradas pelo amor, tantas outras pela dor, mas o que importa é uma
decisão convicta de que a mudança deve ser realizada.
Agora que você tomou essa decisão, acredito que por estar lendo esse
livro, seja um indicativo de que essa decisão esteja muito bem acertada.
Você irá construir ao longo da leitura desse livro, desses capítulos incrí-
veis, com todos esses coaches maravilhosos, a crença poderosa dentro
de você de que isso é possível.
A jornada da mudança começa com o primeiro passo, que está dando
ao ler esse livro. Agora, capítulo a capítulo, cada um será uma jornada
maravilhosa nesse processo de transformação.
Eu quero deixar um convite para você, para encerrar minha parte
e deixar que possa usufruir todo esse material maravilhoso. Tenha a
mente aberta e a convicção de que a mudança vai acontecer. Acredite,
você pode ter tudo que você quiser, ser tudo que você quiser. Você vai
ter todas as ferramentas. A mudança está aí, dentro de você.

A jornada começa agora, vamos juntos


rumo a melhor versão de nós mesmos.
26
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
27
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Edvania Romero, formada em Psicologia em 1997, pelas Faculda-
des Integradas de Guarulhos. Desde 2017, é coach com especialização em
Emagrecimento Definitivo e Programação Neurolinguística (PNL), apli-
cada ao coaching, pelo Instituto Edson Burger. Master coach pelo Instituto
Edson Burger, desde 2019. Colaboradora no Projeto Mulheres Decididas
Vip. Colunista no site www.foconopositivo.com.br. Tem um blog chama-
do Emagrecimento Consciente (www.emagrecimentoconsciente.com),
desde 2014, onde escreve sobre emagrecimento saudável. Atua como
life coach na transformação de mulheres, mostrando a elas que existem
escolhas e que podem transformar totalmente suas vidas, enxergando-
se como capazes. Tem como missão mostrar para o maior número de
pessoas, que as limitações impostas existem apenas em nossas cabeças.
Todos os recursos de que precisamos para sermos bem-sucedidos em
várias áreas de nossas vidas, já existem dentro de nós, basta acessá-los.

@coachedvaniaromero edvaniaromero@gmail.com
@edvaniaromerocoach (11) 94059-3411

28
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Ser Quem Realmente É,
Depende Apenas de Você.
A maioria das pessoas não tem ideia que tem um comportamen-
to que mina toda e qualquer chance de sucesso em várias áre-
as da vida. Talvez você faça parte desse grupo e não tenha
percebido ainda, que agindo dessa forma, vai acabar se prejudicando.
Estou falando da vítima, aquela pessoa que sempre sente que não
tem sorte, que não tem ajuda, que a vida está ruim por culpa de Sicrano,
Beltrano ou até mesmo o Governo.
Geralmente, pessoas que se sentem vitimizadas veem suas vidas como
um fardo pesado de se carregar. Acabam afastando pessoas que estão cansa-
das de lamúrias e de um comportamento estacionado, cheio de reclamações.
Geralmente, quem se comporta como vítima é extremamente manipula-
dor. Ou seja, consegue o que quer vitimizando, colocando-se como inferior.
As pessoas que agem dessa forma não têm ideia do que fazem, pois, é
um comportamento inconsciente.
Como você acha que as pessoas de sucesso agem? O que será que elas
têm de diferente das outras pessoas?
Bom, aqui podemos falar de uma série de comportamentos que aca-
bam gerando excelentes resultados. Mas, a grande diferença está no fato
dessas pessoas acreditarem que são totalmente responsáveis pelos resul-
tados que colhem, sejam eles favoráveis ou não.
Elas sabem que não existem fracassos e sim, resultados diferentes do
que esperavam. Portanto, não sentem que são fracassadas.
Em meus atendimentos como coach, já escutei muitas pessoas fala-
rem que se sentem fracassadas. E, sinceramente, esse é um dos piores
sentimentos que alguém pode sentir em relação a si mesmo. Esse é um
sentimento comum aos que agem como vítima.
O fato é que ao se sentir assim, a pessoa automaticamente se culpa, o que
faz com que sua vibração fique muito baixa e acabe atraindo mais situações
parecidas, gerando um círculo vicioso de acontecimentos indesejáveis.
Podemos verificar isso claramente na Escala Hawkins da Consciência,
onde a culpa aparece em segundo lugar no ranking das emoções que
vibram em frequência mais baixa, a vergonha aparece em primeiro lugar.
Mas, você pode estar se perguntando como se sentir fracassado pode
gerar um sentimento de culpa e como isso pode influenciar negativamen-

29
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
te sua vida e te colocar no papel de vítima. Te conto!
Podemos começar entendendo a relação entre esses sentimentos com
a baixa frequência que seu corpo emite quando se comporta de determi-
nada maneira. O Dr. David Hawkins, renomado psiquiatra nos mostra
como nossa frequência vibracional interfere em nossos resultados:

“O “Mapa da Consciência” ilumina aspectos até então desconhecidos


da consciência. Cada aumento progressivo no nível de consciência,
a “frequência” ou “vibração” de energia aumenta. Assim, a consci-
ência superior irradia um efeito benéfico e curativo no mundo, veri-
ficável na resposta muscular humana que permanece forte na pre-
sença do amor e da verdade. Em contraste, os campos energéticos
não verdadeiros ou negativos que se “calibram” abaixo do nível de
integridade induzem uma resposta muscular fraca. Essa descoberta
impressionante da diferença entre “poder” e “força” influenciou inú-
meros campos do esforço humano: negócios, publicidade, educação,
psicologia, medicina, direito e relações internacionais.”

E completa:
“O modelo de Hawkins centra os níveis de consciência ao redor
de Valores/chaves fundamentais da vida humana, capazes de car-
regar o ser humano por todos os níveis, até o nível da iluminação
e o da não dualidade.”

Portanto, se você sente que sua vida está emperrada, estacionada,


que tudo acontece sempre da mesma maneira, patinando no mesmo
lugar, talvez você esteja vibrando em uma energia muito baixa. Que
tal mudar esse quadro agora?
Um outro fator que deve ser considerado, é a maneira como nós en-
xergamos. Nossa autoimagem influencia diretamente em nossas ações.
E pasmem, a maneira que nos vemos, geralmente, não tem muito a ver
com quem realmente somos. Nós não enxergamos a imagem que aparece
no espelho e sim enxergamos com os olhos da mente.
É na infância que vamos aprendendo como lidar com o mundo. Nossos
pais ou responsáveis pela nossa educação nos ensinam como se compor-
tar dentro do contexto deles. E, não há nada de errado com isso, pois, nos
ensinam o que sabem, da maneira que aprenderam.
O que acontece é que interpretamos o que nos ensinam, da nossa ma-

30
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
neira. Vou te dar um exemplo: você já percebeu que irmãos são diferen-
tes, apesar de receberem a mesma educação?
Isso acontece porque cada um entende a mensagem de uma maneira e
a transforma em um comportamento para interagir com o mundo.
Geralmente, todos nós buscamos a aprovação, primeiro da nossa famí-
lia e depois, do meio em que vivemos. Isso nos leva a ir assumindo papéis
que não são nossos ao longo da vida.
Da mesma maneira, vamos recebendo rótulos sobre nós que vão nos
definindo. São palavras repetidas várias vezes que nos fazem acreditar
que somos daquele jeito.
Os adultos não se dão conta de que taxando uma criança como isso ou
aquilo, estão definindo seus comportamentos e limitando seus resultados
na vida. E daí, a pessoa cresce sendo o gordinho, a nervosa, o coitadinho,
a que tem dificuldade em matemática, o calado, o estourado, o incapaz,
o que não faz nada direito, o burro, o que veio para unir a família, o que
veio para desunir e por aí vai…
Agora, imagina o impacto desses rótulos no decorrer de nossas vidas?
As limitações que isso tudo nos causa?
Talvez você nem tenha se dado conta de que age de uma determinada
maneira porque foi rotulado, mas posso te garantir que sim, agimos da
maneira que acreditamos ser, não da maneira que somos.
Posso te trazer vários exemplos de pessoas que ao perceberem seus
comportamentos desfavoráveis aos seus objetivos, mudaram totalmente
a história de suas vidas.
Mas, vou lhe contar como eu mesma percebi e como consegui trans-
formar literalmente minha vida depois que identifiquei em mim compor-
tamentos desfavoráveis ao meu desenvolvimento pessoal e profissional e
acionei um mindset de crescimento.

Um pouco de mim
Eu sempre me perguntava por que minha vida não decolava, porque ano
após ano, mesmo com todo o meu esforço, nada acontecia. Eu queria enten-
der os motivos dos meus relacionamentos não darem certo, por que eu tra-
balhava em empregos que não me traziam realização. Era uma gama enorme
de porquês. Buscava respostas, mas, estava procurando em lugares errados.
Há alguns anos, assisti uma palestra na faculdade sobre Programa-
ção Neurolinguística (PNL). Achei interessante, mas, naquele momento,
acredito que eu ainda não estava preparada para enxergar o que só fui

31
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
compreender anos mais tarde.
Enfim, com acesso à internet pude ampliar minhas buscas e me apro-
fundar no assunto ao qual sou apaixonada.
Em 2015, estava vivendo um período bastante complicado em minha
vida. Estava desempregada, estava muito acima do peso, autoestima bai-
xa. Nessa época a vítima estava gritando dentro de mim e minhas crenças
me impedindo de enxergar uma saída.
Eu pensava que ninguém me ajudava, que não conseguia um novo em-
prego, por isso ou por aquilo e que só mulher bonita alcançava sucesso
na vida. Imaginava que para ganhar dinheiro eu teria que trabalhar muito
em um emprego onde eu não precisava me sentir feliz, afinal de contas, eu
acreditava que um trabalho era só um meio para pagar as contas. E quantas
contas. Elas só chegavam. Minha cabeça estava cheia desses pensamentos.
Nessa época, tanto minha família e a do meu marido ajudou bastante.
Mas, a questão era que quanto mais ajuda eu recebia, mais eu precisava.
Foram dias difíceis. Até que um dia me deparei com algo sobre o Edson
Burger na internet. Eram os áudios “Cabeça de Magro”.
Achei a proposta intrigante. Emagrecer mudando a mente. Fantástico!
Então, comecei a buscar mais informações.
Foi então que entrei para a Fórmula do Emagrecimento Definitivo e a
grande transformação começou. Uma das mudanças foi trocar os “por-
quês” pelo “como posso fazer para resolver?”.
Eu já conhecia um pouco sobre Programação Neurolinguística (PNL),
mas, nunca tinha colocado em prática.
Seguindo o programa, comecei a entender que tudo que acontecia co-
migo era resultado da maneira que eu pensava. Foi então que descobri que
meus pensamentos não me levavam além, pelo contrário, transformavam-
se em ações que traziam resultados desastrosos. Assim, tomei a decisão de
mudar a minha história. Fui seguindo a vida e fazendo várias descober-
tas. Me transformando cada dia, em uma melhor versão de mim mesma.

A grande mudança
No ano de 2017, iniciei minha formação em coaching pelo Instituto
Edson Burger e foi aí que aconteceu a grande mudança.
Ao estudar mais profundamente o coaching e a PNL, pude realmente
enxergar em que posição eu me colocava na vida. Eu sempre esperava
que algo mágico fosse acontecer. Então, percebi que se eu não tomasse as
rédeas da minha vida ela ia continuar à deriva, como um barco em alto

32
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
mar, no meio de uma tempestade.
A grande mudança veio quando eu comecei a me enxergar diferente,
comecei a enxergar que eu era capaz de ser quem eu determinasse ser.
Entendi que meu desempenho em várias áreas da minha vida dependia
da maneira que eu me dedicava.
Fui compreendendo, mais e mais, que tudo o que eu fazia me trazia
resultados favoráveis ou não e que todos os resultados me mostravam
algo, me traziam respostas e ampliava meu mindset.
Eu admirava muitas pessoas de sucesso, mas, sempre acreditei que
aquilo não era pra mim, afinal de contas, parecia um mundo totalmente
fora da minha realidade.
Mas, na verdade, tudo está interligado. Fazemos parte de um todo. Eu
entendi que tinha nascido para realizar o meu propósito e foi então que
tudo começou a se encaixar.
Hoje sei que sou capaz de ir muito além do que jamais imaginei na mi-
nha vida. Uma prova disso, é estar contando minha história nesse livro,
algo que nunca imaginei. Tenho certeza que não se trata de ilusão e sim
de confiança em mim e no meu trabalho.
Minha missão é mostrar para as pessoas que elas também podem re-
nascer para uma nova vida, abandonando seus velhos padrões, assim
como eu os abandonei há algum tempo.
Estou trilhando meu caminho de mudanças, me construindo dia após
dia, tenho certeza de que meus resultados desfavoráveis não são mais
vistos como fracassos e sim como aprendizados.
A opinião que tenho em relação a mim mesma mudou muito. Ao assu-
mir a responsabilidade sobre minha vida, eu ganhei liberdade de escolha.
Em meus atendimentos, percebo muitas pessoas que agem utilizando a
vitimização como uma maneira de interagir com o mundo.
Geralmente, são pessoas que acabam prejudicando várias áreas de
suas vidas (família, relacionamentos, profissional, saúde, etc...), por apre-
sentarem uma autoimagem distorcida.
Como não se enxergam como realmente são, acabam por assumi-
rem papéis que não são seus ou deixam de exercer algum papel im-
portante na vida. Como, por exemplo, uma pessoa adulta que se co-
loca no papel de criança, pode encontrar várias dificuldades em seus
relacionamentos. Um excelente profissional, pode encontrar diversas
dificuldades financeiras, por não valorizar o seu trabalho.
Portanto, é o conceito que temos de nós mesmos que dita nosso comportamento.
William James, renomado psicólogo americano, definiu a autoestima

33
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
como a proporção do comportamento de uma pessoa em contrastes com
suas pretensões na vida. E ele está certo pois, nossa autoestima reflete
tudo que vivemos e informações que recebemos do mundo exterior.

Definição de autoestima
Na psicologia, autoestima refere-se à avaliação subjetiva de uma pes-
soa sobre si mesma, como intrinsecamente positiva ou negativa, segundo
afirmou Sedikides & Gregg, da Universidade de Southampton, na Ingla-
terra, em artigo de 2003.
A autoestima envolve crenças auto suficiente e emoções associadas.
Também encontra expressão no comportamento. Além disso, a autoesti-
ma pode ser interpretada como uma característica de personalidade du-
radoura (traço) ou como uma condição psicológica temporária.
Finalmente, a autoestima pode ser específica para uma dimensão particular:

Eu acredito que sou um bom escritor,


e me sinto orgulhoso disso em particular.

Ou global em extensão:

Eu acredito que sou uma pessoa boa,


e me orgulho de mim mesmo” em geral.

Segundo Abraham Maslow, existem dois tipos de necessidade de esti-


ma. Primeiro a necessidade de respeito dos outros e depois a necessidade
de autorrespeito. A autoestima envolve competência, domínio, confian-
ça, independência, realização e claro, liberdade. O respeito dos outros
implica em reconhecimento, status, aceitação e valorização. Maslow su-
gere que, sem o cumprimento dessas necessidades, a pessoa se sente de-
sencorajada, inferior e fraca. Para a maioria das pessoas, a necessidade de
consideração dos outros diminui com a idade, pois já a receberam, mas a
necessidade de autoestima é mais importante.
De acordo com Carl Rogers, a verdadeira autoestima reconhece as
próprias limitações e isso faz com que se mantenha uma auto satisfação
individual, que não precisa de uma validação contínua. Além dele,
Richard M. Ryan e Edward L. Deci autores do artigo On happiness and hu-
man potentials: a review of research on hedonic and eudaimonic well-being,
diferenciam autoestima “contingente” e autoestima “verdadeira”. A primei-

34
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ra, se baseia na obtenção de padrões que são definidos externamente. Já a
segunda, é baseada no comportamento determinado pelo controle pessoal.
O fato é que a autoestima é a maneira que nos vemos e nos aprovamos
ou não. Isso vai definir alta autoestima ou baixa autoestima. Também
está ligado a nossos valores internos que definem nosso ego.
Apoiados nesses conceitos construímos nossas crenças e seguimos fir-
mes, acreditando que somos assim ou assado. Que temos determinados
comportamentos, porque a família age assim também.
Você já se deu conta que muitas vezes age por impulso, totalmente no
automático, simplesmente por acreditar que é assim?
Que tal se questionar sobre o conceito que tem sobre si mesmo?

Você pode ser quem você


realmente é! Se quiser a minha
ajuda, conte comigo.

35
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Rose Mary Sá, professora de História e Sociologia no ensino médio
da rede pública do Estado do Rio de Janeiro. Master coach certificada pelo
Instituto Edson Burger - coach especialista em Emagrecimento Definitivo e
Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao coaching e pelo Instituto
Brasileiro de Coaching (Professional & Self Coaching). Certificada em Psi-
cologia Positiva pelo NuApp e especialista em Crenças pelo Instituto Magno
Novari. Ajuda as mulheres a se conhecerem melhor, despertarem seu poten-
cial e encontrarem a mulher extraordinária que existe dentro delas. É apaixo-
nada pelo ser humano e em ajudar as pessoas. É analista comportamental da
ferramenta C-VAT que identifica os valores que influenciam nossos compor-
tamentos e decisões. Conduz o Grupo de Prosperidade Financeira do Institu-
to Edson Burger. Realiza o Projeto Mulheres Extraordinárias, que através de
palestras, lives, workshops e material em grupo do WhatsApp, as mulheres
vão redescobrindo a sua autoestima e reconquistam seu poder pessoal.

@rosemarysa.oficial rosesa.coach@gmail.com
@Coach.RoseMarySa (21) 98718-6084 \ (21) 96667-4480

36
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O Reencontro Consigo Mesmo
Q uerido leitor, estive a pensar como iniciaria esse artigo e como
poderia fazer a diferença em sua vida. Então, decidi por te con-
vidar a realizar alguns questionamentos para que você se apro-
xime de sua essência, para o reencontro ou aproximação maior
da pessoa extraordinária que é “você”.
Quando somos crianças, perguntamos o motivo de tudo, e nessa des-
coberta, construímos os nossos conceitos e crenças que nos acompanha-
rão por toda a nossa vida.
Para se aproximar de nosso verdadeiro “eu” podemos fazer algumas
perguntas, como:

● Quem sou eu?


● O que estou fazendo aqui?
● Para onde quero ir?
● O que verdadeiramente quero construir?
● Tenho vivido a vida que desejo, ou aquela que esperam de mim?

Enfim, um período que todos nós passamos: os questionamentos, in-


certezas e dúvidas que fazem com que achemos difícil distinguir qual
caminho trilhar ou mesmo como começar a jornada que queremos viver,
até concretizar nossos sonhos e metas.
Nessa busca dos porquês, quando não encontramos as respostas cer-
tas, costumamos abandonar as reflexões. Por vezes, nossas crenças fazem
com que deixemos as soluções de lado e sem clareza necessária, acabamos
por não tomar as decisões corretas. A consequência, é uma vida frustrada.

Mindset de autoestima
Ao longo do meu trabalho como coach, encontrei pessoas maravilho-
sas e que ainda não tinham percebido o quanto haviam se afastado de si
mesmas. Elas acreditavam que eram negativas ou simplesmente pensa-
vam que suas vidas eram difíceis demais de se viver, e queriam visualizar
uma forma de mudar, mas não sabiam como fazê-lo.
Tudo que você deseja do fundo do seu coração, e sente que não conse-
gue, você vive outra realidade diferente da desejada, essa negação acaba
impedindo que você tenha sucesso.
A construção dos padrões mentais acaba por determinar o que você

37
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
atrai, mesmo que inconscientemente. A mente é poderosa e tudo que ima-
ginamos para nossa vida, influencia o nosso comportamento e conquistas.
Algumas pessoas dizem que oram e pedem com bastante fervor, mas
não atraem para suas vidas aquilo que desejam. É que não basta querer,
pois desenvolvemos padrões mentais que acabam por determinar o que
atraímos, mesmo que inconscientemente.
Segundo a autora Carol S. Dweck, professora de psicologia da Uni-
versidade de Stanford, nos Estados Unidos, o nosso mindset explica o
nosso modo otimista ou pessimista de ver a vida e de reagir perante aos
acontecimentos. Para Carol, existem dois tipos de mentalidades dife-
rentes: a fixa e a de crescimento.
A atividade mental fixa é aquela que se baseia na crença de perma-
nência. Esse tipo de mindset é baseado na crença de que suas qualida-
des são imutáveis. Infelizmente, quem tem um mindset fixo, tende a se
tornar uma pessoa pessimista.
Já o mindset de crescimento se baseia na crença de que você é capaz de
cultivar suas qualidades básicas por meio de seu próprio esforço e experi-
ências. A notícia boa, é que qualquer ser humano, pode ser capaz de mudar
um mindset fixo, para um mindset de crescimento e transformar sua vida.
Se você está com pensamentos negativos, e sua percepção dos aconte-
cimentos é vista de forma negativa, você pode estar com o mindset fixo,
mas nada impede que você mude esse quadro.
Podemos desenvolver sempre para um mindset de crescimento. Dessa
maneira, você pode mudar a mentalidade e passar a ter filtros mais positivos.
No passado eu mesma estive com o mindset fixo e tinha dificuldade
perante os desafios da vida, o que me levou a uma depressão profunda
em 2012. Eu não sabia como poderia ressignificar e transcender aquele
momento para viver a melhor versão de minha história.
Durante esse processo, estive afastada do trabalho por quase um ano e não
consegui perceber os sinais de insatisfação perante a vida que desencadearam
a depressão. Na época, pensava que não sairia dessa situação nunca mais.
Mas, o que no início me parecia ser o pior período de minha vida,
acabou por se tornar um renascimento, uma experiência que mudou pro-
fundamente meu mindset.
Pensando nessa experiência que vivi, pude fazer alguns questiona-
mentos e coloco aqui as perguntas que me fiz para sua reflexão:
● O que é ser feliz para você?
● Quando você está só, quais são seus pensamentos?

38
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
● Quem, verdadeiramente, assume a responsabilidade
de suas ações?
● É você que dirige a sua vida, ou as pessoas a sua volta
que escolhem por você?
● Aonde você quer chegar?

Construção da autoestima
A autoestima reflete a forma como as pessoas aceitam a si mesmas, ou
seja, é a capacidade de se sentir bem consigo mesma. Essa percepção é
adquirida através das experiências vividas na infância, como a criança se
percebe e o valor que tem de si mesma nesse período.
Suas interpretações sobre o valor que ela tem de si própria, foram ex-
pressas através dos elogios, afetos, críticas ou comentários que recebeu
dos outros. Tudo isso é construído subjetivamente, onde cada pessoa re-
age e sente de uma forma diferente.
Existem várias formas de estar com sua autoestima elevada; para
algumas pessoas ser bela é o suficiente, para outros ter uma boa con-
dição financeira é o que basta, ser vista como uma pessoa de sucesso,
pode ser o bastante para alguns.
Não acontece igual para todo mundo, além disso, é algo que acontece
de dentro para fora, um estado subjetivo construído através de pensa-
mentos, afirmações positivas e até mesmo com a forma de relacionar-se
consigo e com os outros.
Durante os processos de coaching, atendi várias pessoas com baixa au-
toestima, seja por conta de estarem acima do peso ou ainda aquelas que se
sentiam inadequadas em suas vidas. Houve também pessoas que não se sen-
tiam bem com seu próprio corpo e mente, ou seja, não gostavam do seu “eu”.
Em todos os casos, o coachee (cliente) percebia que há muito tempo não
olhava para si, mesmo quando estava na frente do espelho, não se enxergava.
Algumas pessoas que atendi me disseram que gostariam de realizar
mudanças em suas vidas e tinham dificuldades em encontrar novas estra-
tégias. Um dos fatores que as limitavam eram suas crenças e valores que
não estavam congruentes com os objetivos que queriam alcançar. Elas
haviam deixado de sonhar e nem sequer acreditavam que ainda poderiam
realizar sonhos de outrora, por isso se sentiam paralisadas.
Mal sabiam elas, que eu estava ali para ajudar junto com o processo de
coaching, nós dois seríamos transformadores em suas vidas, eu com ferra-
mentas e estratégias e elas com a permissão e vontade de mudar a si mesma.

39
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Conhecendo a autoimagem
Autoimagem é o que pensamos sobre nós e como acreditamos que os
outros nos enxergam. A forma como você se vê influencia a forma como
o mundo te vê. Sua autoimagem é importantíssima, pois ela programa
sua mente a desenvolver pensamentos sobre si. Essa programação se tor-
na inconsciente e seus comportamentos serão gerados a partir disso.
A maneira como você se enxerga, a partir dos seus pensamentos,
determina o que os outros sentem a seu respeito. Nosso inconsciente é
responsável por 90% daquilo que comunicamos, então nos comportamos
emitindo sinais daquilo que sentimos e as outras pessoas também reagem
a essa comunicação não verbal.
Quando conhecemos alguém pela primeira vez e percebemos que eles
nos olham, emitimos uma mensagem através dos gestos, timbre de voz e
podemos acreditar, por qualquer razão, que aquela pessoa não gosta de nós.
Segundo Paul McKenna, “quaisquer traços negativos que você possa
identificar em si mesmo não são realmente seus, eles pertencem a sua
autoimagem negativa e foram programados na sua mente quando você
era criança”. Nossas crenças são construídas em nossa infância e isso
influencia como pensamos e tudo o que fazemos.
Imagine uma criança que escutou expressões negativas como burro,
fracassado, idiota, gordo, frágil... Isso faz com que ela construa uma au-
toimagem negativa. E quando isto é reforçado, a pessoa passa a acreditar,
aí se forma uma crença e ela passa a agir de forma negativa.
Uma pessoa que tenha criado uma autoimagem negativa na infância,
será influenciada nas decisões e escolhas ao longo da vida, isso norteará
todos os seus resultados.
Agora, convido você a realizar um breve exercício, muito prático, para
desenvolver a percepção de sua autoimagem:
Fique diante de um espelho, se concentre em sua imagem, depois pen-
se em cinco características de como você se vê. Anote em uma folha, e
em seguida, chame uma pessoa que você acabou de conhecer para fazer
a seguinte pergunta:

Me olhando, qual a impressão que você tem sobre mim?


Não pense muito, só fale o que você sente
e percebeu quando me conheceu.

Tenho certeza, você terá uma surpresa.

40
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como entender a linguagem do amor
Mesmo com todo avanço tecnológico, o ser humano ainda enfrenta o
grande desafio de ter relacionamentos felizes no casamento e com seus
familiares. A autoestima está relacionada a isso, pois, um casamento é
baseado na percepção do outro sobre nós.
Segundo dados do IBGE1, nos últimos 23 anos (1996-2019) a taxa
de divórcio aumentou 200%, com tendência de crescer cada vez mais.
Muitos são os fatores que contribuem para que as pessoas se separem.
No entanto, a maior queixa dos casais que chegam a essa situação, é a
ausência de amor, isto é, eles não se sentem amados. Isso é reflexo da falta
de conhecimento da linguagem de amor do outro e enxergar o apreço que
o outro vê em nós, além claro, da falta de comunicação.
Além desses fatores, estudiosos como a professora da Pontifícia Uni-
versidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Rosa Maria de Macedo, diz
que houve uma mudança sócio cultural. Para Rosa, “atualmente, o casa-
mento mudou de significado que passou do amor romântico, para algo
que se faz apenas enquanto é ‘confortável e conveniente’”.
Apesar de tudo isso, a verdade é que as pessoas não conhecem a forma
do cônjuge sentir a afetividade. A partir da minha experiência de coach,
vários homens e mulheres que querem conservar o seu casamento ou
sentem a necessidade de compreender porque não deu certo, me contam
algumas histórias, como as que vou compartilhar com você agora. Mas
não se preocupe, pois, os nomes são fictícios e apesar d os fatos serem
verdadeiros, você terá apenas uma ideia geral das maiores queixas. Veja
se algumas delas se parecem com a sua história:
Mirena chegou um dia para a sessão dizendo que não suportava mais
seu marido, ele era insensível e nunca dizia o quanto a amava. Eduar-
do entrou para a sessão aquele dia cabisbaixo... sua terceira tentativa
de casamento estava perto de acabar, e sua pergunta era... “O que há
de errado? Eu amo minha esposa e ela não reconhece”. Já Carlos, disse
que faz de tudo, sua mulher tem joias caras, boa casa e outros bens,
mas nunca está satisfeita. Ela se queixa o tempo todo que ele não de-
monstra amor por ela. Suelen disse outro dia, que não dá para levar um
casamento em que ela faça tudo sozinha, o marido não ajuda em casa.
Como você pode notar, todas essas pessoas sentem carência de amor, de
atenção, de reconhecimento. Elas se consideram incompreendidas e certa-
mente, seus relacionamentos se desgastam com discussões cheias de ofen-
sas e feridas. O que quero dizer, é que nem tudo está perdido, você ainda

41
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
pode ser feliz com o seu amor. Mais do que isso, você pode ser feliz com seus
filhos e familiares, pois, a linguagem do amor é simples de compreender e,
depois de aprendida vai fazer parte de você em vários contextos da sua vida.
Estava outro dia lendo um artigo sobre casamentos com pessoas
nascidas em países diferentes, como eles conseguem fazer as coisas
darem certo. A questão é em torno da convivência, porque temos aí,
culturas e idiomas diferentes. Mas, percebi uma estratégia fantástica
para resolver essas desigualdades, eles compreendem suas diferenças
com um diálogo efetivo, tanto do que pensam, quanto no que cada um
expressa não verbalmente. Bacana, não é mesmo?
Agora me responde o seguinte: Você conhece a linguagem do amor
do seu cônjuge? Está disposto a mudar sua história e transformar seu
casamento em um sucesso?
É muito importante que você se comprometa em conhecer a sua pró-
pria linguagem e a da outra pessoa. Muitos casais não querem se separar
de verdade, mas isso acontece porque não tem a informação que você
está recebendo neste momento.

O poder das palavras positivas


Todos nós temos defeitos e qualidades. Procure e faça uma lista das
coisas boas que seu par já fez. Por favor, esqueça os defeitos isso não aju-
da na autoestima dele ou dela. Seu objetivo agora é levantar os muros que
estão caídos, pois lá no meio dos escombros, não tem só as atitudes ruins.
Lembre-se que, em um desmoronamento, perdem-se muitos objetos im-
portantes e valiosos. O mesmo acontece com os sentimentos e atitudes da
outra pessoa. Foque em resgatar as qualidades.
Seu próximo passo agora, é aprender a elogiar mais do que reclamar.
Toda vez que seu esposo(a) fizer algo, ainda que corriqueiro, mesmo que
seja uma obrigação, diga que ele(a) faz aquilo muito bem.
Além disso, exalte suas habilidades, encorajando-o(a) a divulgar para
os amigos o que ele sabe fazer. Você sabia que muitas pessoas criam gran-
des negócios depois de motivado pelo seu amor?
Como talvez essa mudança de atitude não seja suficiente, complemen-
te com o segundo “segredinho” de um relacionamento feliz.

O seu cônjuge precisa de tempo de qualidade


Para além das histórias que te contei acima, existe outro perfil de pes-
soa e vale a pena relembrar. Se seu esposo(a) gosta de ouvir elogios e que

42
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
você o(a) ama, o nosso primeiro exercício preenche a falta de amor que
seu parceiro sente, como é o caso da Mirena.
Porém, a esposa do nosso personagem fictício Carlos, tem outras estra-
tégias para se sentir amada. No caso dela, o marido trabalha demais e não
lhe dá atenção. A intenção dele é boa, afinal ele busca dar a sua família
conforto e bem-estar. No entanto, ele teve a sorte de se casar com alguém
que tem prazer na companhia dele.
Esse conflito é resolvido, dando tempo de qualidade para essa pessoa.
Para isso, quando sentar para conversar com seu par esteja presente, ouça,
pergunte, se importe, olhe nos olhos, sorria, participe e se doe. Fazendo
assim, você também vai se sentir amado(a), e importante. Inclusive, seus
filhos vão ficar felizes em ter você por perto. E nada neste mundo pode
pagar o prazer da sua presença.
Você pode aprender muito mais sobre a linguagem de amor do seu par,
mas comece com esses dois exercícios e já vai ser capaz de sentir uma
grande diferença em seu relacionamento.
Caso encontre dificuldade em colocar tudo isso em prática, basta me
procurar em minhas redes sociais.

Só a melhor parte de nós


é capaz de atrair a melhor
parte dos outros.
Referências Bibliográficas:
Dweck, Carol S. Mindset: a nova psicologia do sucesso. 1ª edição, São Paulo: Objetiva, 2017.
Hay, Louise L. O poder das afirmações positivas. Rio de janeiro: Sextante, 2005.
Marques, José R. Desperte seu poder. 1ª edição, São Paulo: Buzz, 2017.
Chapman, Gary. As 5 linguagens do amor: como expressar um compromisso de amor a seu
cônjuge. 3ª edição, São Paulo: Mundo Cristão, 2013.
Taxa de divórcios cresce 200% em 23 anos, diz IBGE. G1, São Paulo, 18 de jul. de 2019. Dis-
ponível em: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL909873-5598,00-TAXA+DE+DIVOR-
CIOS+CRESCE+EM+ANOS+DIZ+IBGE.html. Acesso em: 18 de jul. 2019.

43
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Lousiane Bulhões, master coach pelo Instituto Edson Burger, pro-
fessional & self coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC). Desenvol-
vedora e formadora de líderes de alta performance. Servidora pública; gra-
duada em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
(UFMS) e pós-graduada em Gestão de Negócios e Gestão Pública. Treinadora
de líderes pelo Instituto Liana Gomes (ILG). Master practitioner em Progra-
mação Neurolinguística (PNL) pela Sociedade Brasileira de PNL (SIPNL).
Especialista em inteligência emocional pelo Instituto Advento. Hipnotera-
peuta pelo Hipnose Institute e terapeuta holística. O seu trabalho tem como
objetivo desenvolver o poder pessoal, transformando potencial em poder de
realização, para construção de uma carreira sólida, equilibrada e lucrativa.

www.lousianebulhoes.com libulhoes@yahoo.com.br
@lousianebulhoes (67) 99216-3541
@lousianebulhoes.oficial

44
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Mindset de Sucesso
Mindset de sucesso é ter uma mentalidade positiva, é a chave-mestra
para o sucesso em todas as áreas da vida pessoal e profissional. Reprogra-
má-la é o caminho, a maneira como a mente vai gerar resultados. A partir
de agora, você é responsável pelo seu destino. Aprenda a ter o sucesso
desejado reprogramando sua mente.
Nestas próximas linhas será definido o conceito de mindset de suces-
so; mente x resultados; e a reprogramação para a mente de sucesso.
Conceito de Mindset de Sucesso

O que é sucesso é para você?

Se fizermos essa pergunta para duas pessoas diferentes, essas mesmas


pessoas nos darão respostas diferentes. Se questionarmos o que é sucesso
para dez pessoas, a proporção será de dez para dez (10/10), ou seja, dez
diferentes indivíduos sociais que tem dez diferentes definições para o
sucesso, de forma bastante peculiar.

E por que nenhuma resposta é igual a outra?

Simplesmente porque a definição de sucesso é medida de maneira diferen-


te para cada um. Para uns, sucesso é casar e ter uma família, para outros, é es-
tar solteiro e curtir; para uns, é ter bens móveis e imóveis, para outros, é via-
jar o mundo; para uns, é espiritualizar-se, para outros, é fazer vários cursos,
e está tudo bem. Cada um tem o seu medidor particular de nível de sucesso.
Já que esse medidor é diferente para todos, o que essas pessoas Têm
em comum? O que as tornam bem-sucedidas? Elas têm em comum a
mente programada para o sucesso. Elas têm o mindset de sucesso.

O que é mindset de sucesso? Eis a questão!

Se você abrir qualquer dicionário de inglês, verá que a tradução literal


do inglês para o português é de que mindset significa mentalidade. Logo,
ter mindset de sucesso é ter uma mente de sucesso, uma configuração da
mente voltada para alcançar o sucesso.
Com base em estudos realizados por Napoleon Hill, o homem que mais
influenciou líderes e empreendedores no mundo, e apresentados em sua

45
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
obra de 2017, As 16 Leis do Sucesso, a grande maioria da população, 95%
fracassa, e apenas 5% são bem-sucedidas na vida pessoal e profissional.
Achou estranho esse número? Desproporcional? A pior notícia que
posso te dar é que esses números são reais, existem, fazem parte da
realidade mundial. Você precisa escolher se quer fazer parte dos 95%
ou dos 5%. Tudo é questão de decisão.

Mente x resultados
É preciso ter clara compreensão que tudo que há no campo real (físi-
co), um dia existiu no campo imaginário (mente), ou seja, tudo acontece
primeiro no interior, na mente, para depois existir no exterior, ao nosso
redor. Um exemplo clássico disso é um móvel que primeiro foi criado na
mente do designer para depois ser confeccionado e colocado à venda.
Sendo a criação mental o início de tudo no mundo em que vivemos,
uma vez que você consegue fazer o ajuste necessário, você consegue dar
saltos incríveis e partir para os 5% das pessoas de sucesso.
Como tudo começa na mente (pensamentos), estes pensamentos ge-
ram emoções, estas emoções geram ações, estas ações se tornam hábi-
tos que moldam a sua vida pessoal e profissional, de fracasso ou sucesso
(que são seus resultados).
O quadro abaixo ilustra bem as etapas que são percorridas para alcan-
ce de resultados de sucesso ou fracasso, quando o movimento é constante
o movimento é cíclico, ou seja, sempre se repete:

AÇÕES/HÁBITOS

EMOÇÕES RESULTADO
SUCESSO/FRACASSO

PENSAMENTOS
46
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Etapas para o resultado
Mudar resultados de sucesso ou fracasso por si só é algo impossível,
é preciso ir à raiz do problema. Ações e hábitos podem até ser alterados,
mas de nada vai adiantar instalar um hábito novo que poderá ser perse-
guido por dois, três e quem sabe até sete dias. Logo se abre mão dele, por
isso, muitas pessoas desistem de uma atividade física simplesmente por
se matricular na academia, ir uma semana; na outra some. Porque a ação
não foi sentida, a emoção prevaleceu a mesma de “tô cansado, semana
que vem eu volto”, o pensamento não mudou e não volta mais.
A emoção não foi modificada, e também de nada adianta estar com a
emoção lá nas alturas, gás total, ritmo incessante, isso dura um mês e depois
esse gás evapora, era só “fogo de palha”, foi uma empolgação inicial que
não perdurou porque o pensamento não foi codificado para a manutenção
da mente saudável, corpo saudável, e logo, se passa mais um ano, e nada
foi modificado. Resultado disso tudo, neste exemplo, é de fracasso total de
emagrecimento, vida saudável e ativa. E assim muitos, fazem sem perceber
esse ciclo do fracasso/sucesso em suas vidas, e em todas as áreas: família,
carreira, espiritualidade, relações amorosas, amizades, finanças, saúde, etc.
Por esse motivo, 95% das pessoas no mundo não tem sucesso, apenas
5% o detém, simplesmente porque não aprenderam ainda a como girar a
seu favor esta cíclica etapa de resultados.
A mente humana é composta de mente consciente e mente subcons-
ciente, é na mente consciente que acontece toda a razão. Ela é ciente que
você está fazendo algo de certo ou errado segundo suas crenças (princi-
palmente aquelas adquiridas na primeira infância do zero aos sete anos de
idade). Daí em diante, aqueles 95% da população segue o “efeito manada”,
trilhando o mesmo caminho que todo mundo já trilhou, em disparada. No
final da vida, eles terão o mesmo resultado que todo mundo já teve, é o
verdadeiro viver preso dentro da matrix... Fazendo alusão à trilogia do fil-
me Matrix, que deixo como indicação. Sair da matrix é preciso, é necessá-
rio. Mas você está vivendo dentro da matrix? Saberia sair de dentro dela?
A maioria das pessoas tem uma rotina parecida, acorda, vai trabalhar,
cuida da família, estuda, volta para casa, assiste televisão e dorme de
novo, em um ciclo repetitivo, todos os dias.
Para sair da matrix é preciso antes de tudo: Decisão.
Retomando a composição mental, enquanto o consciente é pura razão;
o subconsciente é moldado pelas emoções, aqui são elas que comandam.
Nós podemos comandar as emoções, tanto que quando se toma a decisão

47
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
de amar uma ideia central, uma meta, um foco absoluto, o ser humano
faz tudo para mover seu corpo em ação para obter o resultado que tanto
deseja. Por isso atletas de alta performance são tão bem-sucedidos, por-
que tem meta clara, obstinação no foco e na persecução da vitória das
competições que vai levá-lo a se tornar um grande campeão.
Sendo assim faz sentido para você que tudo, tudo mesmo na vida, seja
em qualquer área, tudo depende da sua decisão de ter uma meta, ter a deci-
são de agir e ter a decisão de obter o resultado seja ele qual for? Se fracas-
sar, você acha que será mesmo um fracasso? E se você mudar a ótica e ver
como uma forma de não errar mais? E a partir de uma falha aprender a li-
ção para a próxima etapa e ter resultados positivos? Faz sentido para você?

Esses exemplos simples retratam claramente a diferença entre


sua mente consciente, racional, e sua mente (subconsciente), que
é impessoal, não seletiva e que aceita como verdade qualquer
coisa que a mente consciente acredite ser verdade. Daí a impor-
tância de escolher pensamentos, ideias e premissas que favore-
çam, curem, inspirem e encham sua alma de alegria.
-Dr. Joseph Murphy

É a partir de então que você verá o resultado que você viu em sua
mente primeiro, para posteriormente ser manifestado em resultado físico
de fato. E se você ainda não consegue programar sua mente para isso, é
preciso ferramentas adequadas.

Reprogramação para a mente de sucesso


Para que a mente seja reprogramada é importante a aplicação de fer-
ramentas da escalada para o sucesso.
Eis as ferramentas que vão te levar ao topo da escala do sucesso:

PNL + Inteligência Emocional + Coaching = SUCESSO

Com a Programação Neurolinguística (PNL) trabalha-se a mente.


Um especialista em inteligência emocional trabalha as emoções.
Com o coaching, elabora-se plano de ações para que em conjunto com
a PNL, a inteligência emocional e o coaching; o ser humano torna-se
pleno e alcance o tão desejado SUCESSO.
Muitas vezes não conseguimos fazer isso sozinhos, por não sabermos
por onde começar, que ferramentas usar, como fazer, como agir e reagir.

48
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Então, se faz imprescindível ter um especialista nestas áreas em sua vida,
que te conduza pelo caminho do autoconhecimento. Saber lidar consigo
mesmo e com os outros; a potencializar seus pontos fortes e transformar
seu potencial em poder de realização, para que seja uma pessoa de elevados
resultados positivos na vida pessoal e profissional, essa é a trilha do sucesso.
E essa trilha tem alguns passos a serem percorridos:

1.º Passo para o sucesso


Compromisso com a mudança começa com você! Firmar um compro-
misso de mudar com o mundo é bom, mas firmar esse compromisso com
você mesmo é poderoso!!!! Vamos começar o processo de se priorizar?

2.º Passo para o sucesso

Não espere que algo aconteça, faça acontecer


-Napoleon Hill

Observação não leva você a lugar algum. Ação, sim! O que fazer para
algo acontecer?

3.º Passo para o sucesso


Tenha uma rota de viajem. Você tem um sonho? Sabe como transfor-
má-lo em realidade? Respostas para: o que? Onde? Quando? Quanto?
Como? Com quem? Por qual motivo? Embasam e asseguram uma viagem
tranquila ao ponto de chegada. Se o caminho ou o destino não forem os
desejáveis, basta traçar nova rota. Não é fácil recomeçar quando se erra e
o glorioso disso tudo, é que você vai olhar lá na frente e ver que tudo va-
leu a pena. Do contrário você vai ficar arrependido de não ter começado
na data de hoje o seu passo rumo ao sucesso.

4.º Passo para o sucesso


Sucesso = Inteligência Emocional + Inteligência Intelectual
Ter preparo intelectual por meio de conhecimentos adquiridos é primor-
dial em um processo de busca pelo sucesso. Porém, não é isoladamente o
único fator a se considerar. É preciso considerar o grau de importância do
nível de inteligência emocional de um ser humano diante de inúmeras si-
tuações cotidianas. É preciso treino! Impossível treinar sentimentos, mas

49
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
emoção é possível! Por exemplo, amor e ódio são sentimentos, mas um
indivíduo tem o livre arbítrio para reagir ao sentimento que mais alimen-
tar dentro de si, isso é ser inteligente emocionalmente. Faz sentido para
você? Antes de agir consulte suas inteligências emocional e intelectual.

5.º Passo para o sucesso


Amorização = Ato de Amar
Sucesso também depende de amorização: ato de amar! É amorizar a vida,
é colocar ternura, acolhimento, impregnar com amor tudo e todos que nos
rodeiam. Por que tanto ódio nos tempos atuais? Falta amor pelo que se faz,
no como se faz e pelo porque se faz. Falta amor nas coisas e principalmen-
te nas pessoas. Falta sentido no que é eterno, no que é significante. Para
você o que faz sentido? O que é significativo para você? O que você ama
fazer? Quem você ama? A vida tem sentido quando se ama, já dizia o texto
bíblico em Coríntios 13: “sem amor eu nada seria”. Cultive a amorização
na sua vida, você verá coisas e pessoas de forma diferente. Elas ganharão
um colorido, um significado e a sua vida será mais plena. E o sucesso vem!
Depois de estudar estes passos, os coloque em prática religiosamente
como se disso dependesse toda a sua vida, pois, de nada adianta conteúdo
sem prática, de nada adianta saber e não fazer. Uma árvore só dá frutos
porque se permite desabrochar, então permita-se também aprender, rea-
prender, praticar e deixar as coisas fluírem no tempo do Todo Universal,
onde o tempo é sábio e sabe a melhor hora para a colheita dos frutos
que você plantou. Não se desespere, aguarde com amor pelo que virá. O
sucesso não vem da noite para o dia, é fruto de um trabalho de fé e per-
sistência, coloque em mente que nem um fruto cai do pé se não pela Von-
tade Universal, entenda essa vontade como aquela vontade do espírito de
Deus.”Se você não crê, eu respeito, então compreenda como uma vontade
natural, pois, é da natureza de um fruto cair somente quando está maduro.
O que te impede de ter sucesso?
Uma vez eu li uma frase de Henri Matisse que me marcou:

A criatividade exige coragem.


Henri Matisse

E é bem lógico que para qualquer coisa na vida, assim como a criativi-
dade, o sucesso também exige coragem.
Medo nunca levou homem algum, a sair do lugar, o homem só pisou

50
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
na lua porque foi destemido e teve ousadia. Assim, desbravou o desco-
nhecido e pôde descobrir os passos que levariam a humanidade a ter
um grandioso legado.
Por que tanto medo do desconhecido? O que anda te impedindo de
chegar onde você tanto deseja? Falta de confiança? Grana? Tempo? Pes-
soas? O que te impede? Você mesmo? Quem?
Descubra o que te bloqueia, só conseguimos curar a dor, quando sa-
bemos o motivo dela. Qual é a sua dor? Descubra! Se precisar de ajuda
procure! Sempre se encontram os meios para chegar até o fim desejado.
Tenho autoridade em falar disso tudo, porque vivenciei a dor em
ter falhado diversas vezes, então me aprofundei, estudei formas de
como chegar ao sucesso, sempre em evolução constante e hoje posso
dizer que tenho a alma plena! A realização que tanto busquei. Conte
comigo, estarei com você nesta jornada rumo ao sucesso.
E lembre-se sempre:

Só alcança as estrelas quem


mira o céu! Voe Alto!!
É bom celebrar o sucesso, mas é mais
importante escutar as lições do fracasso.
-Bill Gates

51
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Jane Brunelli, trabalha no Instituto Edson Burger há três anos,
desde abril de 2016. Formou-se em master coach pelo mesmo Instituto.
“O que temos medo de fazer geralmente é aquilo que precisamos fazer”
-Ralph Waldo Emerson

jane@institutoedsonburger.com.br (11) 93067-1161

52
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Vivendo a Perda
Com Foco no Positivo
E u havia tentado várias dietas, regimes, reeducação alimentar...
Nada adiantava. Não conseguia emagrecer! Tentei de tudo, da
Dieta Beverly Hills a remédios. Esses métodos, num primeiro
momento, poderiam até emagrecer um pouco, mas depois, tudo volta-
va em dobro. O que me frustrava muito.
Então, em 30 de dezembro de 2015, o trabalho do Edson Burger en-
trou na minha vida. Antes disso, nunca tinha ouvido falar dele. O que
era uma pena. Pois eu poderia ter me transformado em alguém muito
melhor, antes. Eu poderia ter evoluído e perdido características que não
eram boas para mim. Mas tudo tem seu tempo e eu também entendo isso.
Estava navegando pelo Facebook quando vi uma publicação da
Ana Maria Braga divulgando uma live do Edson Burger, sobre como
emagrecer definitivamente. Me inscrevi na hora, claro, afinal eu já havia
sofrido muito tentando emagrecer e nada dava resultado.
Foi a melhor coisa que fiz! Naquele momento, estava iniciando uma
nova fase da minha vida e nem sabia! A partir disso, minha vida dava o
primeiro passo em direção ao sucesso, autoconhecimento e bem-estar.
Assisti o Edson falando coisas incríveis e aquilo abriu o meu mundo,
me interessei por tudo que vi. Eu realmente me apaixonei pelo traba-
lho dele. Não poderia perder a chance, então adquiri, em janeiro, pou-
cos dias depois da live, a Fórmula de Emagrecimento Definitivo. Esse,
sem dúvida, foi o melhor investimento que fiz em toda minha vida!
Não há dinheiro que pague por tanto conteúdo rico de informações.
O método era revolucionário, pois não envolvia academia, remédios e eu
não precisava passar fome. Era uma transformação de dentro para fora,
envolvia minha mente e decisões que eu administraria.
A Fórmula do Emagrecimento Definitivo me ajudou tanto! Eu eliminei
15 quilos, em três meses. Apenas isso já seria fantástico, mas o importante é
que não foi apenas uma mudança no meu corpo. Aqui envolve uma mudan-
ça interna, fazendo as melhores escolhas e passando a pensar como magra.
Ao entrar no programa, as sessões de coaching nos estimulam. Passamos
a ouvir áudios de Programação Neurolinguística (PNL). Isso faz com que
nossa mente, inconscientemente, mude ao longo do programa. É fantástico!
Ao seguir o meu programa, percebi que tinha controle sobre a com-
pulsão alimentar. Mais do que isso, desenvolvi um autocontrole ali-

53
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
mentar. Passei a ver uma mudança no meu comportamento, me senti
mais confiante! Eu estava tão satisfeita com a Fórmula de Emagreci-
mento Definitivo que precisava compartilhar minha experiência com
outras pessoas. Se me sentia bem assim, outras pessoas que passavam
pela angústia de tentar emagrecer, precisavam conhecer esse traba-
lho. Aqueles que já participavam do programa podiam também trocar
ideias e, melhor ainda, aperfeiçoar seu desempenho, além de promo-
ver a parceria. Todo mundo se ajudando, todo mundo sai ganhando.
Conversando com uma pessoa que também fazia a fórmula, resolvemos
criar um grupo para conversamos sobre o que estávamos aprendendo e divi-
dirmos nossas experiências no processo. Pedimos ao Edson uma autorização.
Em março, o Edson criou o grupo chamado Foco no Positivo, no WhatsApp.
A partir disso, tive a chance de conversar com várias outras pessoas que
estavam na mesma situação que eu. Fui convidada para ser moderadora, o
que me encheu de confiança e alegria. Comecei a trabalhar como voluntá-
ria, ajudando muitas pessoas a focar no positivo e transformar suas vidas.
Sempre me senti muito bem ajudando as pessoas e passando para
elas a minha experiência e meu aprendizado. Sempre estava disposta
a mostrar que nunca devemos desistir dos nossos objetivos, devemos
sempre avançar. Porque só fracassa quem desiste. Conhecimento deve
ser compartilhado, ainda mais quando beneficia pessoas.
Iniciamos, então, vários grupos de desafio e estamos até hoje nes-
ta jornada, conquistando novos adeptos e ajudando as pessoas a se
tornarem melhores em busca do seu sucesso. Nos grupos, podemos
contar com a experiência das pessoas também e nos apoiarmos dian-
te das várias tarefas. Os grupos eram ambientes importantes demais
para nós. As histórias que compartilhavam eram inspiradoras. Elas
nos faziam crescer bem mais, nos transformando. Nós estávamos
sempre procurando ser a melhor versão de nós mesmos.

O Foco no Positivo
Esse conceito, eu não imaginava, seria de grande importância em um
momento triste da minha vida. Nesse período pude aprender um pouco
mais, a cada dia, do conceito que o Edson Burger criou e veio a me salvar
em um momento muito difícil.
Mas o que seria o foco no positivo?
O conceito de foco no positivo não é pensar positivo. Este não nos permite
avançar em busca de nossos objetivos. Eu posso estar querendo me manter

54
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
positivo, sempre, mesmo quando estou sofrendo ou tenho problemas, isso é
ótimo, mas não basta. O foco no positivo é como o nome diz, manter o foco.
Você precisa se concentrar no que realmente quer e te interessa. Com isso
caminhar em direção desse objetivo e com certeza a chance de ter sucesso é
muito maior. O foco no positivo é buscar sempre, independente do que está
sendo vivido, uma solução. Ela pode ser simples ou exigir um plano mais ela-
borado. O que vale mesmo é te levar adiante e não estagnar os seus sonhos.
Não podemos dizer “eu vou tentar”, mas sim “eu vou fazer”. Isso porque,
quem tenta, nunca faz. E para promover mudanças significativas em nos-
sa vida, é preciso fazer. É preciso seguir em frente e executar seus planos.
Por isso, os grupos do foco no positivo são tão importantes. Eles nos esti-
mulam a ir além, sempre. Eu me identifiquei tanto e aprendi tanto nesses
grupos que mais uma vez, a vida estava me chamando para algo incrível.

Uma nova vida


Em 22 de abril, Edson Burger vai até minha casa e me convida a tra-
balhar com ele. Neste dia ele conheceu minha mãe (razão de ser dessa
história). Agora sim, minha vida começava a mudar definitivamente.
Depois desse dia, pedi demissão na empresa em que era contratada e
passei a trabalhar em casa. Uma mudança significativa para o meu
bem-estar e convívio com minha mãe.
Eu tinha muitos problemas em sair para trabalhar todos os dias e dei-
xá-la em casa. Muito ansiosa, quando ligava em casa e minha mãe demo-
rava para atender ao telefone, me desesperava com medo que algo tivesse
acontecido com ela. Não era possível me controlar. Trabalhando em casa,
não tinha mais esse problema. A partir do meu trabalho home office, co-
mecei a fazer companhia pra minha mãe. Era muito apegada a ela e isso
me tranquilizou, permitindo que eu fizesse um trabalho ainda melhor.
Nesse momento, comecei o meu processo de desenvolvimento pesso-
al, trabalhando com meu interior, onde descobri que a Fórmula do Ema-
grecimento Definitivo vai muito além do emagrecimento, a mudança é
de dentro para fora e o emagrecimento é uma consequência. Com esse
trabalho eu cresci muito, porque estava fazendo o que gostava e em
companhia da minha mãe. Nada poderia ser mais perfeito para mim.

A minha mãe
Dez meses depois, minha mãe começou a ficar um pouco debilitada e
precisou ser internada várias vezes. A todo momento de incertezas e apre-

55
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ensão, o Edson Burger estava ao meu lado, dando forças e muito apoio, pois
foi delicado para mim. Ele foi um amigo importante e um coach necessá-
rio, reforçando os conceitos de foco no positivo, sempre que necessário.
Minha mãe sempre foi bem ativa. Era uma mulher que amava cozinhar,
como tinha diabetes, a mantinha controlada e cuidava bem da saúde. Mas
com a idade, mesmo com a cabeça perfeita, ela começou a perder as forças,
algo natural. Ela tinha suas próprias vontades e por ela ser muito ativa,
sempre me dizia: “Eu jamais quero ficar em uma cama. Não quero dar
trabalho para os meus filhos. Se isso acontecer, prefiro que Deus me leve”.
No seu último mês de vida, começou a ter baixa de sódio. Ia para o
hospital e permanecia no local por dois dias. Em menos de um mês, ela
voltou três vezes para o hospital. O que me causava muito sofrimento,
mas eu sempre estava ao lado dela.
No dia em que teve alta, começou a sentir muita falta de ar. Foi neces-
sário colocar a máscara de oxigênio, pois a respiração dela não estava
controlada. Eu, ao seu lado, sentindo sua pele totalmente gelada, percebi
que ela estava indo embora devagarzinho.
Não me desesperei por nenhum segundo, tenho certeza que as men-
sagens do Mindset Coach e o foco no positivo, foram decisivos para
meu controle emocional. Eu tenho certeza que se isto tivesse aconte-
cido antes de conhecer esse trabalho, eu estaria em desespero naquela
hora. Deus também me deixou muito tranquila, tenho convicção que
ele foi controlando a minha vida e as minhas emoções.
Não tinha saída, eu precisava ser forte. E preciso ser forte em todas as
situações da minha vida. Respirar fundo e concentrar minha atenção na
solução dos meus problemas. Pois a solução existe, mesmo que a situação
seja uma perda. Eu apenas não conhecia a solução, mas ela existia. Minha
missão era focar e trabalhar a minha mente para encontrá-la. Resolveram
levar a minha mãe para a UTI e me garantiram que poderia ficar com ela.
Não me despedi dela, apenas comecei a retirar as coisas do quarto. Sabia
que a veria de novo, pois o médico me disse que eu ficaria ao lado dela.
Não tive a chance. Não consegui me despedir. Ao chegar na UTI
foi pedido que nós aguardássemos, pois o médico ia analisar o caso
da minha mãe. Em qualquer outro momento da minha vida eu teria
me desesperado, andado de um lado para o outro, perdido o controle e
estaria plantada na porta da UTI, até me darem informações. Mas não,
aconteceu exatamente o contrário. Eu me controlei e mantive a calma.
Quando completou exatamente um ano que comecei a trabalhar com o
Edson, minha mãe faleceu. Eu controlei minhas emoções e quando o médi-

56
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
co chegou para conversar sobre minha mãe, fiquei sabendo que ela tinha so-
frido três paradas cardíacas e não conseguiu sobreviver. O médico conver-
sando com minha família sobre o que tinha acontecido e eu o questionando
de maneira serena. Precisava saber o que havia acontecido de verdade. To-
dos se espantaram com minha reação. Meus irmãos estavam admirados
com a forma que lidei com tudo e fui capaz de conversar com o médico.

Dando a volta por cima com Foco no Positivo


Todo o aprendizado que tive em um ano de trabalho, foi fundamental
nessa situação difícil da minha vida. Os momentos de reflexão sobre as
mensagens do Mindset Coach e os ensinamentos do conceito do foco no
positivo, me ajudaram bastante. A perda faz com que a gente reavalie va-
lores e permitiu que eu deixasse de dar importância para algumas coisas.
Tinha em mente que eu precisava da solução e não deveria tentar abraçar
a dor. O momento era de crescimento. Precisava me preocupar com coisas
mais essenciais. Como seguir com a minha vida e sobreviver. Foi um mo-
mento para me questionar sobre o próximo passo, o que fazer a partir de
agora, com essa nova realidade? Sim, eu perdi a minha mãe. Mas e agora,
o que posso fazer para conseguir superar? Quais opções que tenho? Como
vou seguir em frente? Com quem posso contar nesse momento difícil?
O autoconhecimento é fundamental e o que aprendi com o Edson
em um ano de trabalho, fez com que conseguisse me controlar com
todo aquele sofrimento que estava sentindo.
Para se ter uma ideia, a família inteira estava preocupada comigo,
sobre como eu ia ficar depois do que aconteceu e como ia reagir, se é
que conseguiria reagir.
Eu mesma fiquei espantada com minha reação, a maneira como es-
tava encarando a situação. Na verdade, estava encarando a situação,
com foco no positivo. Estava encarando a situação buscando uma solu-
ção. Sabia que naquele momento estava sozinha e não poderia desistir
de viver. Muito menos desistir de mim. Precisei lembrar do que minha
mãe sempre me disse, pois ela sempre quis que eu tivesse sucesso na
vida. E foi isso que me aconteceu. Infelizmente, ela não está mais co-
migo, a tristeza é enorme, a dor também. Mas isso passa com o tempo
e o que nos resta é a saudade. A saudade permanece para nos fazer
relembrar dos momentos bons e até os ruins que passamos juntas.
Não é nada fácil. Mas eu consegui dar a volta por cima! Depois de 49
dias vivendo com minha irmã, decidi que já estava na hora de voltar e en-

57
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
frentar a casa vazia. A casa onde morei com minha mãe e ela não estava
mais lá para me receber. O primeiro dia foi muito difícil, mas foquei no
positivo e busquei uma solução. Consegui entrar de cabeça no meu traba-
lho, participei ativamente dos grupos e ajudei as pessoas.
Comecei a sentir a necessidade de ajudar todo mundo, pois eu en-
tendia como o sofrimento é ruim. Mas também entendia como se
levantar. Muitas pessoas estão passando ou passaram pela mesma
situação que eu e não conseguem superar a perda. Não é tarefa fácil
e acredito que posso ajudá-las nesse processo, com a minha experi-
ência e tudo que aprendi no meu trabalho. Por isso, em setembro de
2017, comecei o curso de coaching, no Instituto Edson Burger. Já ter-
minei o Master Coach, em junho de 2019 e acredito fielmente ter sido
a melhor coisa que fiz até agora.

Minha vida antes do Instituto Edson Burger


Trabalhar era um sacrifício, afinal, precisava deixar a minha mãe em
casa, sozinha. Ficava pensando muito nela e em qualquer coisa que poderia
acontecer com ela. Como disse no início, eu era muito ansiosa. Isso me fazia
mal, mas não conseguia lidar com meus sentimentos e emoções.
A internação da minha mãe teria sido dramática, sem o aprendizado
sobre mindset de crescimento e foco no positivo. Com certeza, entraria
em desespero. Não seria possível enxergar o chão diante dos meus pés.
Não teria forças para enfrentar essa dor. Não conseguiria ver uma ma-
neira de viver sem ela ao meu lado. O que seria de mim? Acredito que
hoje não estaria de pé, com as conquistas que tenho e tão bem, sem o
Mindset Coach em minha vida.

Minha vida depois do Instituto Edson Burger


Durante o período em que minha mãe ficou internada, comecei a
aceitar que ela estava partindo. Sentir sua pele gelada e vê-la naquele
estado no hospital, me entristecia. Quando ela entrou na UTI, o meu
“eu” de antes estaria na porta exigindo informações e desesperado.
Porém, consegui me controlar, pois mantive o foco no positivo.
Eu estava preparada para tudo e muito tranquila com o que po-
deria acontecer. No fim, a preocupação de todos não foi concretiza-
da, fui a pessoa que mais apoiou minha família. Fui aquela que deu
mais força aos meus irmãos. Eles acharam que não iria suportar, fica-
ram muito preocupados. Afinal, eu era a caçula que morava com ela.

58
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Mas graças a Deus, o Mindset Coach apareceu no meu caminho
antes da perda de minha mãe. Consegui ir em frente por conta dos
grupos, mensagens e aprendizado com o foco no positivo.
A dor não é fácil, eu mesma estranhei minha atitude. Mas desde o
começo dessa história, quando contei da Fórmula do Emagrecimento
Definitivo, estava em processo de evolução. Ali eu já estava crescendo
e começando a me tornar a melhor versão de mim. E hoje eu posso
dizer que me transformei.

Tudo que sou hoje, devo


primeiramente a Deus e depois
ao Instituto Edson Burger.

59
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Ester Franco, professora e master coach com especialização em
Programação Neurolinguística (PNL).

@esterfrancoach teifran@gmail.com
@estermatias youtube.com/user/teifran

60
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
As Infinitas Possibilidades da
Programação Neurolinguística
(PNL) na Educação
A PNL pode não salvar o mundo, mas para quem
fizer o uso dela, para esse fará a diferença.
Ester Franco

E stamos vivendo uma revolução social em todos os aspectos da vida hu-


mana, profissional, pessoal, nos relacionamentos, na forma de educar,
no lazer, enfim, uma mudança nos estilos de vida e na comunicação.
As propostas pedagógicas não dão conta das demandas que a sociedade
atual exige. Assim sendo, nem a escola ou a família conseguem acompanhar
a velocidade dessas mudanças e, consequentemente, seu papel está confu-
so. Está designado inúmeros papeis à escola, temos uma escola “inchada”,
mas vazia na proposta de uma educação mais adequada a essa sociedade.
Fatores como a baixa remuneração de professores, a carência de um
sistema de aperfeiçoamento destes profissionais, além de investimento
público inadequado/insuficiente e também o abandono dos alunos; são
itens que prejudicam o aprendizado e a evolução do ensino.
Na tentativa de mudar esse quadro, uma parte dos envolvidos na educa-
ção, procura informações a respeito do que pode ser feito. Para tanto, é ne-
cessário acompanhar as mudanças que batem à porta das escolas e da socie-
dade a cada momento, através de novas gerações cada vez mais diferentes.
A escola não consegue, na maioria das vezes, acompanhar essa evo-
lução bem como as famílias envolvidas no processo. Assim sendo, o
prejuízo é grande na construção de uma sociedade mais saudável.
Há muito tempo, a relação entre aluno e professor se parecia com a de
pais e filhos. Funcionava com a máxima de que os mais velhos sempre
tinham razão e os novos aceitavam. Então, a palavra de um professor
era lei e não deveria ser contestada. Hoje, as coisas mudaram e muito.
Podemos citar vários elementos que agravam a situação da educa-
ção, mas muitos poderiam ser amenizados ou eliminados se a Progra-
mação Neurolinguística (PNL) fosse aplicada.
Com alunos mais questionadores, a maneira de ensinar também deve

61
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
mudar. Entender como a mente de um aluno funciona e se relacionar me-
lhor com ele são pontos que a PNL pode auxiliar no dia a dia das escolas.
O uso da PNL pode produzir importantes progressos de evolução nas
situações de aprendizagem. Ao identificar as melhores estratégias de
aprendizado usando o jogo de ferramentas da PNL, criamos mais opor-
tunidades de desenvolvimento em todos os segmentos da educação.
Portanto, a PNL pode fazer a diferença ao ajudar e colaborar para
sanar os desafios educacionais atuais.

O uso da pnl na escola


A PNL pode auxiliar a melhorar a qualidade de ensino em sala de
aula e produzir progressos nas notas dos alunos. Ela pode ajudar o
professor a ter domínio sobre sentimentos, comportamentos e pensa-
mentos, assim alcançar seus objetivos em pouco tempo. Isso será de
grande ajuda no aprendizado em sala de aula.

O que a PNL oferece aos professores:

a) Um novo modelo de como as pessoas aprendem, entenden-


do como o cérebro trabalha e tendo a disposição um “Manual
do Usuário”, como o de um computador, mas aqui, estamos
falando do cérebro;

b) Quando a mente do estudante está calma e livre de distração,


é possível aprender e entender como ele funciona. A PNL nos for-
nece algumas maneiras notáveis de colocar os estudantes rapida-
mente nesse estado de relaxamento.

c) A PNL fornece também um modelo inteiramente novo do que é


o ensino, criando “rapport” com seus estudantes (se aproximando
deles, criando empatia), motivando-os e inspirando-os a alcançar
o seu melhor. A PNL mostra como utilizar seus recursos e ferra-
mentas, de maneira que ajude o professor a conseguir que seus
estudantes acreditem no conhecimento e o valorizem.

62
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como acontece a aprendizagem, como o cérebro funciona e as
seis linguagens do cérebro:
a) Visual-sentido da visão (imagens);
b) Cinestésicas-sentindo as emoções do corpo;
c) Auditiva-ouvindo os sons;
d) Olfativa-sentindo cheiros/fragrâncias;
e) Gustativa-provando sabores;
f) Auditiva-digital-pensando em palavras ou conceitos.

A PNL oferece inúmeras formas para alcançar os estudantes em sala


de aula. Ser professor no mundo de hoje pode ser extremamente estres-
sante, especialmente com as demandas cada vez maiores e diversificadas.
Encarar cinco classes, de 25 alunos, todos os dias é uma tarefa su-
ficientemente assustadora para qualquer pessoa, mas o conhecimento
das técnicas e estratégias da PNL pode amenizar esse quadro desolador.
A PNL pode proporcionar aos educadores a aquisição de habilidades
como a de se tornar mestres da interatividade e da conexão, de tal modo,
que sua prática educadora reflita o respeito e produza um ambiente de
desenvolvimento dos educandos.

O uso da pnl na educação familiar


Filho não vem com manual de instrução e não nascemos pais!
Também é impossível adivinhar o que está por trás de compor-
tamentos destrutivos. Ninguém age sem motivo, portanto, qualquer
ação dos filhos foi gerada a partir de uma experiência ou razão de ser.
Não é tarefa fácil identificar e isso exige atenção constante dos pais.
O desafio de sermos pais acontece agora, é para já. É crucial que os pais en-
volvidos na educação de seus filhos sintam a necessidade de educá-los, pois se
não forem eles, alguém o fará e pode não ser da maneira que eles gostariam.
Uma das grandes dificuldades dos pais é descobrir que seus filhos têm
dificuldades, sejam elas quais forem. A maioria dos pais não sabe onde
buscar ajuda ou orientação.
Estamos vivendo numa era onde as informações despencam de todos os la-
dos. Como saber o que é certo ou errado, se vai funcionar para meu filho ou não?
Filtrar tantas informações é um grande desafio. Gerenciar e filtrar
a veracidade de conteúdo é outro fato que dificulta escolher qual edu-
cação é a melhor. O que priorizar na educação, qual escola é melhor e
outros questionamentos pertinentes, relacionados à educação, fazem

63
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
parte do roteiro de quem inicia a jornada de educar.
Gerenciar tudo e todas as situações parece ser coisa que só um “su-
per-humano” pode fazer, mas não é. Todos nós somos capacitados para
gerenciar pensamentos, emoções, escolhas e atitudes, mas para tanto, são
necessários recursos e ferramentas de transformação.
Além das transformações na criação e no comportamento adolescente,
o mundo no qual os jovens de hoje vivem, mudou. O acesso irrestrito à
informação e o espaço democrático da internet rompem com o conceito
de hierarquia e isso é extrapolado para as relações com os pais.
O fim dos castigos severos também representa uma revolução na
maneira de criar os filhos, que trouxe um novo desafio para os pais:
conviver com filhos respondões, escreveu Anthony E. Wolf, no livro
Eu Ouviria Meus Pais Se Pelo Menos Eles Calassem a Boca.
Em seu livro, Wolf utiliza a linguagem adequada na comunicação
para resolver amenizar os conflitos entre pais e filhos. Entender como o
uso adequado da linguagem é uma poderosa ferramenta da PNL, possi-
bilitará estudar as formas de abordagens e as palavras que impactarão
as situações e dissolverão os conflitos.
Novamente a PNL vem socorrer nos desafios diários entre pais e fi-
lhos, com suas estratégias e ferramentas.
As habilidades da PNL, para desenvolver e manter relacionamentos,
são de fácil entendimento, até para crianças de 10 anos. E mais, para
aprendê-las não se precisa mais do que uma ou duas horas por semana-
mesmo permitindo discussões e atividades exploratórias.
Imagine se cada jovem e seus pais tivessem conhecimento e compreensão
de como explorar as ferramentas da PNL nos seus relacionamentos e na comu-
nicação? Eles poderiam evoluir no processo de aprendizagem e ensino de uma
maneira muito mais proveitosa do que o método falho que vislumbramos hoje.
A PNL também possibilita o autoconhecimento desde cedo. Com ela
é possível mudar e transformar os pensamentos que levam a comporta-
mentos inadequados.
Ao aplicarmos a PNL no ambiente familiar, é possível não só analisar
um mau comportamento, mas também usar técnicas para substituí-lo
por uma convivência mais saudável.
Nas próximas linhas indico algumas regras para enfrentar os confron-
tos e dou uma pequena amostra de como a PNL pode se conectar com as
situações de conflitos vividas entre pais e filhos.

64
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Regras da confrontação
Estabelecer limites na educação não é tarefa fácil. Algumas vezes
nós não estabelecemos limites nos relacionamentos porque ficamos re-
ceosos da confrontação.
É preciso nos preservar e, para isso, precisamos enfrentar nosso
comportamento para manter nossos limites. Para fazer isso, nós preci-
samos ser capazes de enfrentar isso de uma maneira segura e saudável.
Levando em consideração as formas de estabelecer limites, algumas
regras são importantes:

a) Não ataque e não acuse;


b) Não humilhe;
c) Não rejeite;
d) Não se explique, se desculpe ou se defenda-estabeleça um limite racional;
e) Não use as palavras “mas”, “porque”, “só”, “tentar” ou “eu sinto mui-
to”-essas palavras são um convite para prolongar a confrontação.

Também utilize palavras afirmativas de limites:

a) Diga “eu quero…” ou “eu não quero...”. Essas são afirmações de limites;
b) Você também pode falar sobre os sentimentos e emoções (seus
ou deles). Não fale sobre situações ou comportamentos. Os exem-
plos são: “Eu entendo o que você sente...” (e diga apenas uma pala-
vra e então repita o que você quer ou não quer).

O ponto principal ao estabelecer limites é pedir o que realmente que-


remos-lá no fundo-isso é ter clareza na comunicação, envolve alcançar
a concentração e nela permanecer.
As regras da confrontação nos ajudam a ficar concentrados e a impe-
dir de sermos atraídos para a raiva ou para argumentos intermináveis.
Utilizar as regras e as estratégias da PNL requer prática, persistência
e repetição, mas uma vez assimiladas e aprendidas o cérebro coloca no
“piloto automático”. Educar pode não ser tarefa fácil, mas é possível e
acessível. O mais importante em todo processo de educação é o amor.
Deixe claro que o limite é dado por amor e deixe-os saber disso com
carinho, com afagos e com seu tempo.

65
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A Metáfora como um recurso valioso na educação
A metáfora é uma maneira indireta de comunicação para dar signifi-
cado ou comparação. Na PNL, a metáfora inclui comparações de seme-
lhanças, parábolas e alegorias e é valiosa no seu papel de comunicação.
As metáforas e contos são recursos importantes na educação. As metáfo-
ras comunicam indiretamente, mas sua mensagem é assimilada rapidamente.

Uma metáfora contada de maneira clara e sim-


ples distrai a mente consciente e ativa a procura
inconsciente de significados e recursos
Joseph O’Connor e John Seymour

Quer dizer, revelam elementos ocultos que apenas o inconsciente pode


perceber e utilizar.
As diversas formas de metáforas que interessam à educação, foram retiradas
do site www.golfinho.com.br e escritas por João Nicolau Carvalho, em 1999):

a) As imagens. São rápidas e simples. Ilustram bem o oral e o escri-


to. No fundo é uma palavra ou frase que muda de sentido: pegar o
touro a unha; ficar de nariz torcido; tapar o sol com a peneira.

b) As comparações. Também são imagens. Contêm, no entanto,


um elemento comparativo: fumar como uma chaminé, beber
como um gambá.

c) Os provérbios. São máximas ou sentenças de caráter prático e po-


pular, comum a todo um grupo social, expressa em forma sucinta
e geralmente rica em imagens: quanto maior a nau, maior a tor-
menta; gato escaldado tem medo de água fria.

d) As anedotas e as citações. São relatos sucintos de fatos jocosos


ou curiosos vividos por outros e citados entre aspas, pelo autor do
discurso ou do texto: “Isto me faz pensar na pergunta que fulano fez
durante…”; “Como teria dito o professor de português…”.

e) Os mitos e os contos. Histórias imaginárias, geralmente de ori-


gem popular, que colocam em cena heróis que encarnam forças
da natureza ou aspectos da condição humana durante incidentes

66
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
que não teriam acontecido, mas que fazem parte do inconsciente
coletivo: o mito do paraíso perdido, as mitologias greco-roma-
nas, os contos de fada.

f) Narrações, parábolas, histórias. São formas metafóricas mais


completas e complexas. Para gerar mudanças no interlocutor a his-
tória há que possuir formas semelhantes à realidade vivida por ele.”

A metáfora funciona como uma comparação da ilustração e as pos-


síveis histórias pessoais. A utilização de metáforas com crianças é um
poderoso recurso de transformação e resolução de conflitos internos.
Diante da situação caótica que se encontra a educação, em todos os
níveis e segmentos, saber que é possível mudar e que existe a PNL-uma
forma de minimizar os efeitos-é uma esperança.
A PNL aplicada à educação, ainda é muito pouco utilizada, mas está ca-
minhando e, acredito que, pela necessidade de novos enfrentamentos dos
desafios educacionais, mais pessoas se interessem por ela. Ela pode não
salvar o mundo, mas para quem fizer o uso dela, para esse fará a diferença.
A saída para o ser humano é a utilização de nossos recursos não cons-
cientes, uma vez que, conforme uma das pressuposições da PNL,

“ já dispomos de todos os recursos


internos de que necessitamos”,
faltando apenas sermos capazes
de utilizá-los nos momentos e
contextos apropriados.

67
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Graziela Regina Machado de Souza Ribeiro, Master
Coach com especialização em Emagrecimento Definitivo e PNL aplicada
ao coaching pelo Instituo Edson Burger, Coach Palestrante e Coach da Gra-
tidão Financeira pela ABRACOACHES (Associação Brasileira de Coaches)
em parceria com a Plenitude Soluções Empresariais da Executive Coach,
Drª Marcia Luz. Servidora pública há mais de dez anos, graduada em En-
fermagem e Obstetrícia pela FEF/SP e pós-graduada em Enfermagem do
Trabalho, Gestão em Saúde e Gerenciamento da Atenção Primária com ên-
fase na saúde da família. Especialista em Mapeamento de Perfil pela C-VAT
Practitioner. Especialista em Terapias: Barras de Access, Auriculoterapia,
Floral de Bach, Acupuntura Coreana nas Mãos sem agulhas, Massoterapia,
Bandagem Funcional elástica e Ventosaterapia. Autora de capítulos de li-
vros e artigos científicos na área de coaching. É idealizadora dos projetos:
AfinaSUS-Grupo de Emagrecimento com Coaching e PNL e Crochê Tera-
pia-Grupo de Crochê para desenvolvimento da Saúde Mental.

@grazielamachadoribeiro grazielamachado8@gmail.com
fb.com/graziela.machado75 (65) 99923-3877
youtube.com/channel/UCAA4xNZL0c3inVbiFYNfUYQ

68
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Emagreça sua Mente
O coaching e a programação neurolinguística mostram o suces-
so obtido na área de emagrecimento. A obesidade acarreta não
somente o excesso de peso e suas complicações na saúde, mas
também a imagem corporal e a autoestima. Estas metodologias e suas
ferramentas vieram inovar o processo de emagrecimento e ainda repro-
gramar a mente para o alcance do peso ideal, demonstrando que o de-
senvolvimento pessoal anda lado a lado com o crescimento comporta-
mental, que nos direciona para uma vida mais leve em todos os aspectos.
Se você vai ou não vencer o seu peso, você terá que decidir como o
fará. E só existe uma regra que você precisa saber: não existe segundas
chances! Existe apenas este momento.
Quer saber como emagrecer de forma saudável, sem remédios, sem
dietas e sem restrições alimentares?

Seja mais um vencedor no combate à obesidade


Segundo dados apresentados pelo Ministério da Saúde, 1 (um) a cada 5 (cin-
co) indivíduos são obesos e as taxas de excesso de peso nas capitais brasileiras
estão em 54%. Nos dias atuais, os dados que refletem os hábitos da população
apontam que há diversas facilidades para satisfazer os desejos alimentares,
como por exemplo o de receber nossos alimentos em casa, em especial os fast
food e os industrializados. Estes possuem grande responsabilidade no ganho
energético e influenciam de forma significativa na obtenção de peso. Aliado
aos maus hábitos alimentares, devido à sobrecarga de trabalho e a ausência de
atividades que promovam este gasto energético, como os exercícios e ativida-
des físicas. A vida moderna colabora para elevar os níveis de estresse e des-
gaste físico e emocional, trazendo problemas evidentes com o excesso de peso.
Estudos apontam que a obesidade acarreta as chamadas Doenças Não
Transmissíveis (DNT), entre elas estão o diabetes mellitus, doenças car-
diovasculares, doenças respiratórias, como apneia do sono, patologias
relacionadas ao trato digestório, os cânceres e os distúrbios emocionais.
As taxas de transtornos depressivos em adultos obesos têm aumentado
gradativamente, além destes, os efeitos do peso têm causado sobrecarga
nas articulações desta população, que possuem tendência a desenvolver
problemas osteomusculares, como as osteoartroses de joelhos e quadril.
E para enfrentar esses problemas, podemos contar com alguns recur-
sos que permitem estreitar o seu desejo com sua dificuldade em manter

69
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
um controle alimentar adequado e o bem-estar em equilíbrio.
A partir disso, como lidar com essas facilidades obtendo prazer
em se alimentar, buscando formas de viver com liberdade alimentar, sa-
tisfação pessoal pelas escolhas, estando no controle das suas vontades,
sem seguir dietas ou regimes restritivos e muito menos usar remédios?

A inovação que emagrece


O coaching e a programação neurolinguística (PNL) se tornaram um méto-
do importante e eficaz no combate à obesidade. O autoconhecimento adquiri-
do em um processo extremamente estruturado que leva o coachee (cliente) a
atingir suas metas e objetivos traçados e frequentemente, levando-o a ir além
do que acreditavam ser capazes, valida-o como um método de resultados.
O Coaching é um processo estruturado com início, meio e fim que
busca o desenvolvimento pessoal ou profissional, sempre com o obje-
tivo de trabalhar com pessoas (coachees). Este, por sua vez, aumenta
a performance, auxilia no enfrentamento dos fracassos e fragilidades,
diminui o tempo de alcance de uma meta, é gradual e busca desenvolver
as competências e habilidades do coachee para que ele eleve seu desem-
penho de acordo com o objetivo específico escolhido.
Trata-se de um processo sistematizado, utilizando ferramentas es-
pecíficas que buscam te auxiliar no desempenho e aprimoramento de
comportamentos. A utilização deste método é eficaz, única e exclusiva-
mente pela mudança de estilo de vida conquistado no final do processo.
A PNL ou Programação Neurolinguística é uma metodologia que es-
tuda como as pessoas pensam e se comunicam, um processo de como
podemos estudar melhor o nosso cérebro para alcançar uma excelência
pessoal ou profissional. Unir o coaching com PNL e utilizá-los para o
emagrecimento é sem dúvida ampliar e potencializar os comportamen-
tos do indivíduo, ressignificando padrões antigos e estimulando novos.
O coaching e a PNL vieram como uma ferramenta assertiva, com a
finalidade de auxiliar na mudança de como pensamos e compreende-
mos o excesso de peso, tanto no consciente como no inconsciente, com
menos tempo do que muitas terapias tradicionais.

Descobrindo as competências da sua mente


É certo que cada indivíduo segue num processo contínuo de cresci-
mento para lidar com questões da vida cotidiana, uns com facilidade
outros nem tanto, entretanto, existem maneiras de fortalecer e desen-
volver as chamadas competências pessoais para lidar com as adversi-

70
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
dades. Este método é empregado em diversas áreas, com a finalidade de
gerar resultados positivos no âmbito pessoal e profissional do indivíduo.
Quando se trata de questões pessoais, o emagrecimento é sempre
um fator preocupante, onde muitos processos geram sofrimento, se
tornando uma tarefa árdua. Assim, ao aplicar o desenvolvimento das
competências o indivíduo estará ressignificando os hábitos alimenta-
res com laços afetivos, aqueles que ao degustar um alimento remete
a situações do passado ou a pessoas queridas que estão ou estiveram
em nossas vidas, como na infância por exemplo.
Apresentarei brevemente as principais competências e seus significa-
dos, para que possa conhecê-los melhor. Deste modo, desenvolver-se será
consequência de uma reflexão sobre suas ações, e então, planejar para con-
cretizá-las, fará parte dó autodesenvolvimento.

● Autoconfiança
Quando você possui confiança de si para fazer ou realizar um feito.

● Controle
Capacidade de dominar uma situação, agir de maneira sistematizada garan-
tindo, que as ações propostas para chegar ao objetivo final, sejam realizadas.

● Aprender e Desaprender
Um processo de que necessita coragem, pois neste momento é pre-
ciso desapegar de coisas que foram aprendidas, mas que não possuem
o mesmo significado para a sua atual realidade, assim é essencial de-
saprender para que possa aprender algo novamente.

● Organização
Capacidade para administrar as tarefas de acordo com o tempo disponível.

● Adaptabilidade
Capacidade de se adaptar e agir frente as novas situações, sem dificuldades.

● Criatividade
É a capacidade do indivíduo de criar novas perspectivas diante das
limitações ou desafios que o cerca.

● Pró-atividade
Considerada uma virtude, a pessoa pró-ativa toma iniciativa frente
as situações, buscando inovações para chegar ao objetivo final.

71
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
● Persistência
A capacidade de concluir os objetivos sem se deixar abalar pelas difi-
culdades encontradas, fortalecendo os motivos que levaram o indivíduo
a traçar um caminho, como foco e força interior.

● Planejamento
Este é um ponto importante para a realização de qualquer objetivo
a ser cumprido, ao planejar uma ação, é necessário definir como será
realizado, em quanto tempo e como será o processo.

● Comprometimento
Ato de se comprometer a algo ou alguém, respeitando os acordos
feitos a fim de, por exemplo, cumprir uma tarefa.

● Percepção
Capacidade de identificar e compreender o impacto que os aconteci-
mentos tem sobre o meio ou sobre o indivíduo.

● Decisão
Para se tomar uma decisão, é necessário realizar o autoconhecimen-
to para assumir um objetivo, entender o que é proposto e sempre res-
peitando o tempo para cada etapa planejada.

● Controle emocional
Quando se trata de um processo de emagrecimento, envolve inúme-
ras abdicações e mudanças comportamentais, assim o desenvolvimento
do controle emocional se torna imprescindível para controlar os impul-
sos nos momentos difíceis que possam surgir.

● Energia e entusiasmo
Assim para alcançar um objetivo com sucesso, é necessário manter o
ritmo com energia e entusiasmo, este é de suma importância no que diz
respeito ao fazer as coisas acontecerem, saindo do papel algo tão desejado.

● Gratidão
Ser grato, é saber reconhecer as coisas boas que acontecem ao nosso
redor, emanando energias positivas, melhorando a autoestima, dimi-
nuindo os níveis de estresse e contagiando os pares.

72
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
● Otimismo
O ato de ser otimista, nos permite ter uma visão diferenciada e ampla
dos desafios propostos sempre com positividade e de modo incentivador.

Relatos de casos
Alguns relatos apresentam situações para sua reflexão.

Coachee 1:
Eu me considerava uma pessoa sem ânimo sem motivação pra
nada, era nervosa, estressada, me irritava com tudo e com todos
e era muito sedentária, pois, usava a desculpa de não ter tempo
para nada. Meu processo de emagrecimento através do coaching
foi muito bom, pois, amei a forma trabalhada sem dieta regrada,
fora que me impressionei com os resultados que obtive sendo que
nem com dietas restritas tinha obtido tantos resultados. Com o
coaching tive muitos benefícios, tanto interiormente como exte-
riormente, obtive muitas mudanças de comportamento, consegui
um emagrecimento saudável, consegui uma vida tranquila. Atra-
vés do coaching aprendi que somos capazes de tudo aquilo que
queremos, aprendi a acreditar mais em mim e mais em meu po-
tencial... E hoje vejo os resultados... e sou mais feliz. Emagreci 13
kg em 50 dias. Hoje me sinto uma pessoa determinada e resolvida
daquilo que quero pra mim... Espero seguir com meu peso ideal,
ser mais feliz, espero inspirar as pessoas que querem emagrecer e
não acreditam em si próprio... E quero fazer algo na área do ema-
grecimento para ajudar mais as pessoas que querem perder peso.
- D.C.P.N., 29 anos
Coachee 2:
Eu me considerava uma pessoa que não tinha valor algum, pois, tudo
que fazia achava que não dava resultado, ficava me sentindo fracas-
sada em tudo. Esse processo de emagrecimento através do coaching
e PNL me abriu a visão de como emagrecer com saúde e sem restri-
ção de alimento, isso que é mais interessante, eu escolho os alimen-
tos que como, a quantidade necessária, eu descrevia esse processo
como inovador e excelente, pois através dessas ferramentas mudou
minha vida, meus pensamentos sobre tudo. Quando comecei o coa-
ching consegui eliminar 6 quilos em 6 meses. Eu me sinto hoje uma

73
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
nova pessoa, transformada, cheia de energia e com objetivo defi-
nido de onde quero chegar no peso ideal e espero para minha vida
após o coaching que eu consiga emagrecer até chegar em meu ob-
jetivo final, sem perder o foco e usando as ferramentas que aprendi
com a coach Graziela Ribeiro, que através dessas ferramentas uti-
lizadas mudou minha vida e de várias pessoas. Estou muito feliz
por fazer parte desse coaching de emagrecimento. Gratidão a tudo.
– C.M.C., 28 anos

Coachee 3:
“O coaching de emagrecimento me ajudou muito em relação a mi-
nha reeducação alimentar, não tinha conhecimento de quanto é
importante a gente obter um relacionamento com o alimento. An-
tes eu queria comer independentemente se tinha fome ou não, eu
queria saciar um desejo que hoje eu tenho consciência que não era
a fome e sim um desejo emocional, que com as técnicas aplicadas
na sessão de coaching aprendi a controlar, a dominar! Sinto-me
feliz e hoje me considero uma pessoa que tenho controle em meus
desejos alimentares e consequentemente como num passe de má-
gica aprendi a ser seletivas em minhas escolhas, não apenas nos
alimentos saudáveis, mas em tudo que quero de bom para minha
vida. Hoje eu controlo, eu mando na minha fome e nos alimentos
que vou ingerir. Isso é fantástico, pois agora não existe mais cons-
ciência pesada. Descrevo simplesmente como SENSACIONAL
esse processo, pois ele não emagrece apenas o corpo físico, ele
emagrece como um todo e principalmente sua visão mental sobre
o alimento. Eliminei 3.800 kg em 58 dias, isso para quem deseja-
va eliminar apenas 3 kg. Sinto-me muito feliz, até então, consigo
fazer o controle e manter peso, atingindo o objetivo proposto.”
– N.S.P., 42 anos

Considerações finais
O processo de coaching para emagrecimento contribui significativa-
mente para evolução do indivíduo. O objetivo é potencializar comporta-
mentos adequados e saudáveis do coachee, alcançando o resultado final
desejado: o emagrecimento. A metodologia do coaching e PNL contri-
bui não apenas para o emagrecimento, mas também estimula mudan-

74
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ças na vida do coachee em vários aspectos, especificamente o desejado
emagrecimento sem intervenções drásticas ou severas, como dietas res-
tritivas, uso de medicamentos e/ou o emprego de métodos cirúrgicos.
Além disso, estimula o indivíduo na construção da auto visão sobre a pro-
blemática a ser resolvida para alcançar seu objetivo, fazendo-se necessário com
que o coachee conheça mais profundamente a si mesmo; promove uma visão
da sua vida e de seus valores, os quais são a base fundamental para levá-lo a
agir em busca de seu objetivo principal; leva o coachee a uma retrospecção das
ações que o fez chegar naquela situação de excesso de peso e identifica o real
ponto de partida e o de chegada, no qual, facilita o entendimento do processo
de vida do coachee, possibilitando a ressignificação de hábitos diários.
Deste modo, estas práticas devem ser incitadas entre os profissionais,
para que busquem capacitações e aprimoramentos nos serviços oferta-
dos, tornando-o uma maneira satisfatória de proporcionar o bem-estar
ao indivíduo e conduzi-los a novas formas de ser e viver.

ADLER, S. P. Uma abordagem Ericksoniana para um inconsciente informado: histórias, metáforas e


citações que curam. Editora Leader. São Paulo, 2014.
BERNARDES, M. S.; MARIN-LEON, L. Group-based food and nutritional education for the treatment
of obesity in adult women using the family health strategy. Rev. Nutr., Campinas, v. 31, n. 1, p. 59-70,
2018. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/1678-98652018000100006>. Acesso em: 20 jul. 2019.
GONDIM, S. M. G. MORAIS, F. A. BRANTES, C. A. A. Competências socioemocionais: fator-chave
no desenvolvimento de competências para o trabalho. Rev. Psicol., Organ. Trab., Florianópolis, v.
14, n. 4, p. 394-406, dez. 2014. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttex-
t&pid=S1984-66572014000400006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 20 ago. 2019.
Instituto Brasileiro de Coaching. Comportamento. Goiânia, 2019. Disponível em: <https://www.ibc-
coaching.com.br/portal/comportamento/>. Acesso em: 20 ago. 2019.
Instituto Brasileiro de Coaching. Motivação Pessoal. Goiânia, 2019. Disponível em: <https://www.
ibccoaching.com.br/portal/motivacao-pessoal/>. Acesso em: 20 ago. 2019.
Instituto Brasileiro de Coaching. Coaching e Psicologia. Goiânia, 2019. Disponível em: <https://
www.ibccoaching.com.br/portal/coaching-e-psicologia/>. Acesso em: 20 ago. 2019.
MELO, M. E. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. ABESO. Do-
enças Desencadeadas ou agravadas pela Obesidade. 2011. Disponível em: <http://www.abeso.org.br/pdf/
Artigo%20-%20Obesidade%20e%20Doencas%20associadas%20maio%202011.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2019.
MENDONCA, C. P.; ANJOS, L. A. Aspectos das práticas alimentares e da atividade física
como determinantes do crescimento do sobrepeso/obesidade no Brasil. Cad. Saúde Pública,
Rio de Janeiro, v. 20, n. 3, p. 698-709, 2004. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-
311X2004000300006>. Acesso em: 20 jul. 2019.
SILVA, A. R. L. Coaching e suas aplicações. Paco Editorial. Jundiaí, 2019.

75
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Célia Costa, Empresária, Administradora, Publicitária, Psicóloga, Es-
pecialista em Finanças, Controladoria e Auditoria em Gestão Empresarial
pelo Instituto Brasileiro de Ensino (IBE). Master Coach formada pelo Ins-
tituto Edson Burger, Especialista em Emagrecimento Definitivo e Progra-
mação Neurolinguística (PNL) aplicada ao coaching. Seu trabalho como
agente de transformação humana remonta o ano de 2016. Todos os seus es-
forços e ações estão direcionados para a evolução, sucesso e resultado das
pessoas que buscam um trabalho de excelência. Amante da psicologia, PNL
e hipnose. Atua com a finalidade de desenvolvimento do poder pessoal e
promoção do autoconhecimento. Ao longo de sua vida, organizou vários
projetos, atividades, organizações filantrópicas e motivacionais. Apaixona-
da por tecnologia e com uma visão futurista, migrou absolutamente todo
o seu trabalho para a plataforma da internet. Nesta transição, deixou de
atender a um grupo restrito de empresas e pessoas da cidade de Ipatinga,
Minas Gerais (onde mora) e passou a ter acesso a um público global.

celia@tencomunicacao.com.br (31) 98726-0610

76
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Esteja Pronto Para Mudar
I nicio este texto contando um pouquinho sobre mim, para que nos apro-
ximemos e também, para que você possa entender que sou como você,
tenho uma vida normal, mas com as minhas próprias particularidades.
Querido leitor, como pôde ler em meu perfil, sou Célia Costa. Tenho
50 anos e moro na cidade de Ipatinga, em Minas Gerais. Filha mais nova
de nove irmãos e pais separados, quando eu tinha apenas 40 dias. Sou
mãe de um lindo rapaz, Yago Nilsen de 20 anos, minha maior bênção e
privilégio que Deus me concedeu.
Desde muito cedo, tive consciência de que se quisesse algo melhor na vida,
teria que ser por méritos próprios. Aos oito anos, trabalhava em casa de família,
aos quatorze anos estava inserida no mercado de trabalho com carteira assi-
nada e perspectiva de plano de carreira. Com dezessete anos, atuava no mer-
cado de equipamentos de segurança e proteção industrial. Foi nesse trabalho
que conheci uma das pessoas mais incríveis e admiráveis. Alguém que viria a
ser um grande amigo, sócio e mentor na área profissional e para a vida toda.
Me permitam, por gentileza agradecê-lo. Afinal, precisamos ser gra-
tos por tudo que a vida nos proporciona. Enfim, meus mais profundos
agradecimentos a esse grande homem, que não tenho laços sanguíneos,
mas me ensinou a grandeza da palavra caráter, foi para mim o pai que a
vida me negou e me ensinou com todo carinho e paciência o verdadeiro
significado de existir, a partir de uma conduta correta.
Vivemos em um mundo onde nada é possível sem interesses. Com ele,
descobri o verdadeiro sentido do amor de amigo. Dedico a você, Valter Oli-
veira, o meu eterno agradecimento. Se hoje sou essa guerreira e vencedora,
devo a você a primeira oportunidade que me foi dada e aos ensinamentos
de uma duradoura parceria, amizade e cumplicidade, que já duram 34 anos.
Voltando a minha história, aos 47 anos, empresária, bem estruturada
no mercado publicitário, envolvida com várias entidades de classe, as-
sociações comerciais e filantrópicas, sei bem como funciona a falta de
solidariedade e amor ao próximo e isso me assusta. Cada dia que pas-
sava, via mais maldade, mais falta de bons sentimentos e ausência de
pessoas que realmente se importam umas com as outras. Parece que to-
dos não se davam conta de que somos iguais, filhos do mesmo universo.
Foi quando conheci a Programação Neurolinguística (PNL) e o coaching.
Compreendi, então, que as mudanças tinham que começar por mim, que
nada mudaria se eu não mudasse primeiro a minha forma de pensar. Pois,

77
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ver o mundo e querer que ele fosse diferente, era só o começo de uma trans-
formação profunda na minha vida. Com isso, pude perceber com grande
clareza que existe sim um mundo com pessoas empenhadas em ajudar o
próximo e aplicar a prática desinteressada de fazer o bem e proporcionar
alegria para outra pessoa. Cujo objetivo, é tocar outras vidas, transformá
-las e, em alguns casos, ensiná-las a oportunidade única de seguir em frente.
Era natural a minha insatisfação, afinal, por muitos momentos, quando
olhamos para trás, parece que os problemas não têm solução. Mas, se traba-
lharmos com vontade, essas histórias podem fazer parte de um currículo de
“causas superadas”. Uma vez entendido como equacionar esses problemas,
eles vão passar e, como muitos outros, vão nos tornar mais fortes e maduros.
Na maioria das vezes, estamos conscientes de que há algo importante na nos-
sa vida, mas que ela precisa de alguma mudança para que isso venha à tona.
As mudanças são necessárias, sobretudo as mudanças comporta-
mentais, pois, um comportamento estacionado afeta negativamente os
relacionamentos que travamos ao longo da vida, sejam eles pessoais
ou profissionais. Às vezes, até mesmo sabemos qual é o tipo de mudan-
ça: terminar um relacionamento, deixar um emprego ou sair de algum
lugar. No entanto, não encontramos o caminho que nos leva à ação:
nublamos os pensamentos e adiamos, indefinidamente, essa decisão.
Uma decisão importante consiste essencialmente em dois elemen-
tos. Primeiro, você precisa identificar se há um problema grave. Se-
gundo, você deve saber o que precisa para mudar nessa situação e
assim, superar o problema. Não dá mais para “colocar panos quentes”,
chegou a hora de tomar medidas concretas e, muitas vezes, radicais.

Não há nenhum problema tão terrível que você não pode


adicionar um pouco de culpa e torná-lo ainda pior.
-Bill Watterson

Deus não teria nos criado para que perseguíssemos só as coisas ma-
teriais. Este objetivo seria muito pouco para criaturas tão complexas e
tão maravilhosas! Todas as outras virtudes, como o amor, a caridade,
a piedade, a perfeição, também devem ser vivenciadas dentro daquilo
que estamos preparados para pôr em prática.
O que eu estava fazendo para alcançar essa busca incessante por “algo”
que não me preenchia? Aparentemente, nada, pois me via as voltas do
trabalho, da carreira, da empresa, dos bens materiais. Bens materiais estes,
que não me faziam feliz...

78
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder
o que, com frequência, poderíamos ganhar, por
simples medo de arriscar.
-William Shakespeare

O que fazer quando se conquista os bens materiais sonhados e ainda


sente que falta alguma coisa?
O medo é um sentimento limitador que restringe as ações. Ele para-
lisa e impede que se vá além, e muitas vezes de forma incoerente, age
bloqueando o desenvolvimento do ser humano.

O medo é esse pequeno quarto escuro onde


a negatividade é revelada
-Michael Pritchard

Um erro comum em nossas vidas é deixar que o medo, a insegurança


e as preocupações nos definam e domine. Isso nos afeta profundamente,
roubando nossos sonhos e diversão. Temos infinitas ilusões apreciadas e
positivas, que podem nos fazer chegar à felicidade, realizando sonhos e
ajudando a dar os saltos mais altos em direção ao sucesso.
As causas para permanecermos paralisados diante dos acontecimen-
tos são várias, mas posso citar algumas. Por exemplo, o risco de parecer
ridículo, bobo ou até sair machucado. Existe também a rejeição e a falha.
Fatores decisivos para nos mantermos onde estamos e não avançarmos.
Não é fácil explicar e compreender, são situações muito particulares,
singulares demais para teorizar e justificar. Mas, quando esse medo vem
por causa do comodismo, como fazer?
O comodismo é uma posição em que ficamos por estarmos bem ou por
supormos que estamos bem numa determinada situação. Mas isso não signi-
fica que ela seja a melhor situação para as nossas vidas. Tendo em vista nossa
capacidade, nossas aptidões e qualidades, a zona de conforto é um lugar que
não deveria existir. Mas por ser calmo, sem muita ação, adrenalina ou aven-
tura, é uma realidade que dominamos, que tiramos de letra, mas que muitas
vezes nos deixa estagnados, sem perspectiva de evolução e de transformação.
Mas pense comigo, por um momento, a zona de conforto é de fato
um lugar confortável?
Estar na zona de conforto, às vezes é uma criação do nosso imagi-
nário. No fundo, ela é um lugar onde nos sentimos deprimidos e des-
motivados, completamente sem esperança de substituir esse momento

79
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
por uma situação feliz e satisfeita.
Mas a notícia boa é que a vida é feita de escolhas. Na maioria das vezes
não percebemos, mas sempre estamos preferindo algo, até quando opta-
mos por não escolher, escolhemos.
Para arriscar, é necessário coragem. Arriscar largar nosso emprego monó-
tono para abrir nosso negócio, fazer a faculdade que tanto sonhamos, seguir
nosso coração e ignorar a razão, arriscar terminar aquele relacionamento
de anos que nos tem feito mal, a ter aquela conversa difícil com nossos pais,
assumir responsabilidades e muitos outros saltos em direção à mudança.
Poder fazer algo que sua alma pede, que seu coração implora, que sua
intuição manda. O resultado, pode ser positivo ou negativo, mas a sensa-
ção de arriscar, de apostar em si mesmo é maravilhosa.
Quantas vezes deixamos de fazer algo que queremos muito por ter
medo de arriscar? Não estou dizendo que você deve sair arriscando em
tudo, mas estou dizendo que é importante você refletir e se você estiver
preparado, se dê o direito de mudar o rumo de uma vida monótona, para
uma vida com mais aventura, com mais felicidade, com mais satisfação.
Não aceite, nem por um segundo, a infelicidade, transforme-a em
algo positivo!

A mudança
A verdadeira mudança está na decisão de mudar.
Nenhum passo para fora da sua zona de conforto é tão difícil que não
possa ser dado. Afinal, são as mudanças que nos permitem crescer e ex-
perimentar novas coisas.
Por isso, reflita: quando foi a última vez que você respirou novos ares?
O que seria suficiente para mudar sua vida?

Um milagre?
Acertar na loteria?
Ser promovido para uma função superior?
Ter um bom salário?
Ter a saúde perfeita?

Na verdade, conhecemos pessoas que tem tudo isso e muito mais e


mesmo assim não se sentem plenamente satisfeitas.
São essas as decisões que quero considerar na mensagem e espero que,

80
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ao fazer uma avaliação da sua própria vida, você possa, também, à luz do
que foi vivido por mim, tomar as decisões que o levarão a experimentar
uma mudança radical na sua vida.

Se a vida pede mudanças, encare sem medo.


Embora nem todas as mudanças da vida sejam desejadas, fáceis e posi-
tivas, devemos sempre nos preparar para recebê-las com força e ânimo. In-
dependentemente da situação, as mudanças exigem sempre muita coragem.
Devemos ver a mudança como uma oportunidade de recomeço, como uma
renovação. As mudanças sempre provocam em nós a necessidade de adapta-
ção, e esta pode ser um aspecto muito positivo de crescimento e aprendizado.
Quando algo muda em nossa vida, sem que nós estivéssemos à espera,
devemos tentar ver o lado bom, mesmo que seja pensar que a mudança
é um desafio que pode despertar em nós uma força que desconhecíamos.
Também não podemos ter medo das mudanças. Muitas vezes, para que
algo que não está bem em nossa vida mude, precisamos tomar uma atitude,
por mais duro que seja. A vida é muito curta para nos conformarmos com
a infelicidade. Se ela pede mudanças, muda-se o que precisa ser mudado.
Quando isso acontece, chega a hora de sair da plateia e subir ao palco, ser
você o espetáculo e parar de esperar tudo acontecer. E se de repente tudo se
colore, as frases que queria ouvir são ditas, tudo vira sorriso, tudo fica melhor.
Foi você quem fez por merecer, decidiu mudar e mudou, correu atrás e
conquistou, se dedicou, batalhou e está começando a aprender que pra se
viver um grande sonho a primeira coisa a se fazer é acordar! Dê alguns pas-
sos para transformar a sua vida. Analise tudo a sua volta e perceba quais
são as atitudes necessárias para sair de onde está e buscar o sucesso e as
realizações que tanto sonhou. Faça uma lista de quais serão os seus ganhos,
se você concluir esse plano e o que pode perder se permanecer onde está.
Suas atitudes passadas podem te ajudar a identificar o que te trouxe
consequências positivas. Acredite, o seu passado pode te dar lições va-
liosas, mesmo que existam momentos ruins. Estimule o seu cérebro a
encontrar soluções e não se lamentar.
Faça acontecer! Para isso, coloque em prática os seus planos. Ve-
rifique a sua postura diante dos fatos e tente sair de onde está em
busca de novos comportamentos.
Depois de andar para frente, analise os seus resultados. É preciso monitorar
tudo que conquistou e onde chegou para te dar ânimo para novas conquistas.

81
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Decidir mudar é o grande começo pra uma nova vida!

Quando o seu coração falar, escute. E quando a vida


decidir mudar tudo o que planejou, aceite!

De repente a gente se vê perdido entre tantos pensamentos, tantas


coisas pra fazer, tantos problemas pra resolver, querendo fugir, querendo
ficar, querendo se esconder, querendo se encontrar, querendo tantas coi-
sas, mas sem saber o quê e nem aonde procurar. De repente a gente para
tudo, cala todo o barulho e pensa se chegou a hora de mudar.
Saiba que pelo lado de dentro é que se começam as mudanças. Se desejar
uma nova vida, se destranque, descomplique suas senhas e se deixe descobrir.
A luz do sol só bate em quem sai das sombras. O amor recíproco é pra quem
ama. Só ganham sorrisos quem sabe sorrir. Mudanças são sempre necessárias e
de vez em quando é preciso mudar a rota, fechar umas portas, dar um passo atrás,
retornar, pensar em outros caminhos ou, simplesmente, desistir do que já fez.
Algumas coisas não valem à tentativa, não valem o esforço. Dê um passo
atrás quando precisar, muitas vezes isso não é retroceder, é avançar. Reconhecer
um caminho errado é a oportunidade de tirarmos do bolso a chave que tranca
uma passagem e partir em busca de outra. Sem remorsos, sem arrependimentos.
Você nunca chegará a novos destinos, se andar sempre pelos mesmos caminhos.
Depois que descobrimos melhores caminhos, a vida vai se arrumando,
as coisas se ajustam, as palavras se encontram e o que estava bagunçan-
do, começa a dar certo ao passar os dias. O céu azul fica mais visível, a
gente aprende trabalhar o tempo e tudo ao nosso redor fica mais bonito.
Para mudar tudo assim tão rápido não é mágica nem milagre, é transfor-
mação do olhar, saber o que procurar, é ajuste no agir, é tomar uma decisão.
Comece com tranquilidade, paz no coração e acalme seus pensamentos.
O que passou, passou. Não olhe mais para trás. As tempestades mais fortes
serviram para regar a alma, levar a sujeira e lavar os caminhos por onde
vai passar. Tudo vai quando tiver que ir, tudo vem quando tiver que chegar.
Se você ou alguém próximo está passando por alguma situação difícil,
saiba que existe uma solução. Se precisa de ajuda, não hesite em pedir, as pes-
soas estão ao seu lado. Se não for o suficiente, me procure, eu posso te ajudar.

82
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
“Para vivermos verdadeiramente,
precisamos oferecer o melhor de
nós ao mundo e a todas as pessoas.
A vida, todos os dias, nos dá
novas oportunidades de sermos
felizes e lutarmos por tudo que
acreditamos. Mudar é permitir
aprender novos caminhos e crescer
no tempo certo, é permitir que a
vida faça de nós pessoas melhores”

83
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Mário Dutra, master coach formado pelo Instituto Edson Burger, es-
pecialista em Emagrecimento Definitivo e Programação Neurolinguística
(PNL) aplicada ao coaching. Coach em desenvolvimento pessoal e relaciona-
mentos, com a missão de vida na construção de um mundo melhor.

mariodutra7@gmail.com (31) 8599-9094

84
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Abandone seu Lado Destrutivo
M eu nome é Mário Dutra, vou contar um pouco de minha história e
como mudei o curso da minha vida através do mindset de crescimen-
to. No final, tenho certeza que você vai querer o mesmo para você.
Bom, para começar voltarei quatros anos atrás, num tempo que eu
tinha uma mentalidade pobre e limitada em todos os aspectos da vida.
Naquela época, minhas ações e atitudes diante das dificuldades sim-
plesmente não existiam. Dentro de mim havia um lado negativo e pes-
simista, onde eu tinha a certeza de que o que estava errado só poderia
ficar pior, de que nada na vida dava certo para mim. Isso se estendia em
discussões com as pessoas à minha volta.
Essa era a minha forma de encarar a vida. Um movimento individual que
me fazia sempre esperar algo ruim, o que despertava os piores sentimentos
no meu cotidiano. Quando sem o controle necessário, deixamos que o pessi-
mismo tome conta de nossa vida, esse sentimento ruim se sobrepõe as coisas
boas, como a alegria, solidariedade, parceria e amizade. Isso tudo não per-
mite que possibilidades de resultados positivos e a felicidade nos encontre.

Um pessimista vê uma dificuldade


em cada oportunidade; um otimista vê
uma oportunidade em cada dificuldade.
-Winston Churchill

Para mim, era impossível avançar, ter sonhos ou realizar planos sim-
ples. Evidente que nada poderia dar certo, eu mesmo torcia contra. Esse
meu comportamento me cegava, uma simples ideia divergente da mi-
nha se transformava em tamanha discussão. Essas atitudes e comporta-
mentos me limitavam de diversas formas, em um diálogo no trabalho ou
até com minha família. Perdia a cabeça com muita facilidade e rapidez.

Reconhecendo a necessidade de mudança


Percebendo que isso estava me consumindo aos poucos, algo novo ti-
nha que acontecer. Naquela época mesmo não tendo conhecimento disto,
era difícil pensar na ideia de mudança, pois sair da zona de conforto e
enfrentar o desconhecido não é fácil para ninguém.
Não sei se você está nessa situação, mas a zona de conforto é a repeti-

85
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ção de padrões e comportamentos, no meu caso, tóxicos.
Para nós, existem dois lados em que podemos ficar. A zona de conforto,
como o nome diz, é o lugar mais confortável. Mas o lado oposto é onde a
mágica acontece e só precisamos dar o primeiro passo para enxergar. Infe-
lizmente, eu estava muito preocupado, sendo pessimista, para me dar conta.
Esses mundos nunca se tocam, por isso, é preciso estar atento e perce-
ber, por si só, a hora de mudar. Porque, sem dar conta das coisas dife-
rentes, não é possível ter resultados melhores. É difícil se dar conta, mas
a mudança faz parte da vida de todo mundo. Ela pode ser planejada, ou
não. Pode acontecer sem que seja preciso tomar uma decisão, pois faz
parte de um movimento do universo. Ela existe!
No mundo existem pessoas que hesitam diante de mudanças e até de
fazer planos. Aí, novamente aparece a famigerada zona de conforto. Os
motivos para permanecer estagnado são vários, o medo do novo está no
topo do ranking. Mas há também a falta de planejamento, o receio de
falhar, a incerteza do sucesso, entre outras coisas.

Muitos de nós não estamos vivendo nossos


sonhos porque estamos vivendo nossos medos.
-Les Brown

O fato é que nem sempre as pessoas estão prontas, mesmo que as si-
tuações exijam mudanças. Mais do que isso, é muito difícil ter confiança
e acreditar ser capaz de avançar, por conta de construções mentais que
elaboramos desde muito pequenos.
Na nossa vida, somos condicionados a ser quem somos e com um
mindset fixo, desenvolvemos crenças limitantes que não nos permitem
avançar. Construímos pensamentos que nos forçam a estagnar e acredi-
tar que não somos suficientemente bons em diversas atividades.
Quem não estiver centrado em um propósito e pronto para avançar,
terá dificuldade em transformar sua vida em algo surpreendente e fan-
tástico. Eu era essa pessoa.
Não é determinante ou uma regra, mas a hora de saber que é pre-
ciso mudar, chega para todos, basta treino e força de vontade. Os mo-
mentos mais oportunos, são quando os sonhos começam a ser maiores
do que nossa realidade atual. Os desejos são maiores do que cabe na-
quela caixinha velha da sala de estar. Você busca mais, mas não sabe
o que fazer com tanto, não é possível colocar em prática.
Há também o sentimento de poder mais do que se tem. Tudo que

86
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
conquistou até aquele momento não é suficiente para o que você é
capaz de realizar. Isso é comum e pode vir acompanhado com o sen-
timento de julgamento por parte das pessoas que são incapazes de
entender que podemos mais, sempre. O tédio também é um indicativo
de que precisamos mudar. Perceber que existe pouca novidade em sua
vida e também poucos estímulos, é o empurrão que precisamos.

Se você não está disposto a arriscar,


esteja disposto a uma vida comum
-Jim Rohn

Comigo, foi um pouco diferente, apesar de sentir todos esses anseios, a


vida quis me dar um empurrão maior e colocou a mudança na minha frente.
Há cerca de dois anos e meio atrás, tive a oportunidade de conhecer
o trabalho do Instituto Edson Burger, onde de forma indireta acompa-
nhei por um ano. Algo surpreendente e que me fez enxergar o mundo
em que eu vivia. Então, a saída apareceu diante de mim, mesmo não
fazendo ideia do que buscava. Foi aberto uma seleção para uma for-
mação em coaching, minha esposa me falou sobre o curso e a primeira
coisa que me veio à mente foi: o que é esse tal de coaching?
Buscando entender sobre tudo isso, percebi em mim um interesse que
nunca havia notado e então o desejo de mudança ganhou força e mais
sentido. Pois o coaching é um processo que nos faz alcançar nossos obje-
tivos, sejam pessoais ou profissionais.
Meses depois, lá estava eu, participando da primeira aula do cur-
so, onde aprendi muitas coisas novas e passei a enxergar com outros
olhos a vida, começando por ser mais ouvinte. Diante das minhas li-
mitações e pessimismo, o coaching apareceu em minha vida para pro-
movê-la em algo mais pleno e cheio de realizações. Com meus estudos,
pude perceber quais os benefícios que esse processo poderia realizar:

● Fortalecimento do poder de decisão;


● Aumento de habilidades;
● Redução do estresse;
● Melhora da autoestima;
● Auxílio com a inteligência emocional e assertividade.

Era um mundo que eu não fazia ideia da existência, o que me fas-


cinou ainda mais. Adquiri um conhecimento e clareza que não podia

87
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ter imaginado antes. Hoje olhando para meu passado, vejo o quanto
evoluí, o quanto aprendi. Consigo agora me entender melhor, colocar
minha mente em ordem e trabalhar meus objetivos.
A partir disso, desliguei o piloto automático de minha vida e passei a
observar o que se passava à minha volta e, mais importante, em minha
mente. Os pensamentos negativos que tive anteriormente foram substi-
tuídos por questionamentos e a busca por justificativas realistas para eles.
Eles eram criados a partir de ideias com base em ansiedade e insegu-
ranças. Algo que comecei a mudar com meu curso e entendimento so-
bre o processo de coaching. Uma simples mudança de pensamento pode
nos levar a lugares fantásticos e surpreendentes. Quando tomei cons-
ciência em relação do que pensava e como agia, mudei meus padrões.
Às vezes não nos damos conta, mas o nosso conjunto de atitudes men-
tais diz muito sobre quem somos e porque fazemos o que fazemos. Assim
podemos dizer que o modo como cada um avalia determinada situação e
como escolhe agir, pode determinar se terá sucesso ou falha.
Tudo começou quando aceitei aprender, me abri para algo novo e des-
cobri informações que não poderia nem imaginar, estagnado como es-
tava. Não podemos desperdiçar nosso tempo e energia nos culpando ou
reclamando da vida. É hora de desenvolver o seu mindset de crescimento.

Toda reforma interior e toda mudança


para melhor dependem exclusivamente
da aplicação do nosso próprio esforço
-Immanuel Kant

Construindo um novo futuro


A retomada da vida começou, depois de conhecer um mundo novo,
onde percebi que eu tinha o poder de mudar minha vida, ordenar
meus pensamentos e sentimentos de uma forma clara e positiva, e to-
mar decisões com mais segurança, pude alcançar objetivos que para
mim não passavam de sonhos.
É bem complicado, pois há momentos em que tomar decisões envol-
ve muitos riscos, que não estamos dispostos a correr. Mas muitos são
necessários para nosso crescimento.
Há passos importantes para termos sucesso na vida pessoal e profis-
sional. O autoconhecimento é o primeiro, pois com isso consegui iden-
tificar minhas atitudes destrutivas e modificá-las. Me questionando e

88
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
identificando meus pontos fracos e fortes, fui capaz de construir planos
para que pudesse redesenhar minha imagem para os outros. Uma imagem
que antes era autoritária, poderia ser mais aberta e de um bom ouvinte.
Aplicar todo o conhecimento que adquiri em meu dia a dia foi funda-
mental para um desenvolvimento contínuo e saudável, se reafirmar cons-
tantemente é importante. Quem nunca ouviu dizer que conhecimento é
poder? Saber onde está e onde quer chegar é o começo de tudo na busca
do sucesso, mas é necessário empregar esse conhecimento de forma
constante, afinal não existem mudanças sem foco e comprometimento.
Investir em educação abre portas que jamais poderíamos vislumbrar em
uma posição estagnada e com pensamentos limitantes. Para crescer, seja
no pessoal ou profissional, é preciso focar nossos esforços em aprimorar
o nosso conhecimento. Esteja certo que todo o esforço terá recompensas.
Além disso, para nos aproximarmos dos nossos sonhos, é preciso man-
ter o equilíbrio. Tudo na vida tem dois pesos e duas medidas, mas preci-
samos balancear decisões e atitudes para termos sucesso.
Se desgastar ou fazer escolhas indesejáveis, não é uma opção válida.
Por isso, o autoconhecimento é necessário. Ele te dará respostas asserti-
vas sobre o que é preciso para que você seja um vitorioso.
Já percebeu quantas vezes na vida deixa para depois algo que é impor-
tante para você ou para uma pessoa querida?
O futuro começa a partir de uma decisão. Por mais clichê que possa pa-
recer, nunca deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Um amanhã
construído com bons alicerces é o abandono da procrastinação. Ela é cor-
riqueira no nosso dia a dia, mas não deveria. Adiar a conclusão de algumas
tarefas é não ver valor nelas, apesar de entender que a situação é importante.
Lembre-se que toda ação gera reação, mas a falta de ação é mais preocu-
pante. Pois, seguindo a lógica, ela não leva a nada. Conheça sua situação atu-
al e também a das pessoas que você ama. Analise o que é necessário e quais
as ferramentas disponíveis para executar agora o que é preciso ser feito.
Não espere o momento perfeito, a vida é agora e você já está escreven-
do o seu futuro. Somos perfeitamente capazes de realizar nossos sonhos
e chegar onde bem quisermos.

Enfrentando fantasmas
Após um longo aprendizado com uma mentalidade e visão diferente
da vida, pude perceber o quanto havia mudado e me tornado uma pessoa
melhor, não só comigo, mas com tudo e todos ao meu redor. Pois não

89
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
basta travar uma mudança interna, ela precisa chegar em todos os luga-
res e tocar quem mais a gente ama também. É um processo libertador e
importante, para construir uma vida melhor.
Foi um susto enorme quando pude perceber isso nas pessoas. Sim,
passei a reconhecer nelas um comportamento que tive, por anos e que me
fez mal. Meu antigo “eu” estava na minha frente, me mostrando o quão
desagradável isso pode ser.
Sem compreender o quanto nosso comportamento destrutivo impacta
nas pessoas, é impossível perceber como o mundo pode ser negativo. Nós
vamos reagindo a coisas ruins e caminhando por trilhas, cada vez mais
densas e tristes. É uma bola de neve muito difícil de desvencilhar, infe-
lizmente. Mas é possível! Uma verdade que aprendi é que ou você muda
as pessoas que estão próximas a você e tem um mindset fixo e um com-
portamento pessimista, transformando-as em seres humanos melhores e
com uma mentalidade positiva, ou será transformado por elas.
É muito simples, sem transformá-las você vai acabar adquirindo o
mesmo comportamento negativo e destrutivo, criando um ambiente tó-
xico e difícil de conviver.
Pensando nisso, quantas pessoas à sua volta tem esse comportamento?
Pode ser que as identificar, para mim, tenha proporcionado uma nova
jornada de vida, onde escolhi mudar e não ser mudado. Pense que ter a
oportunidade de ajudar alguém com palavras e atitudes positivas, gera
em nós mesmos uma transformação surpreendente e que acaba virando
um efeito cascata e contaminando todos aqueles que estão por perto.

Construindo um mundo melhor


Pensando em transformar todos que eu puder, tomei outra decisão
importante que pode favorecer o bem-estar de muita gente. Sabendo
que o uso do conhecimento adquirido é essencial para o crescimento
individual e de tudo ao nosso redor, hoje dedico parte da minha vida atu-
ando como Coach de Desenvolvimento Pessoal e de Relacionamentos.
Eu quero agora, ser um agente transformador e ajudar a fazer com que
as pessoas enxerguem oportunidades onde só viam problemas e desafios.
Quero que elas percebam que estes podem ser os degraus para alcançar
tudo que mais querem na vida e não apenas obstáculos.
Tudo é um processo e quero auxiliar às pessoas a alcançar o aprimo-
ramento de sua mente e expansão de suas possibilidades. Quero que elas
melhorem sua qualidade de vida, encontrando o equilíbrio na vida pes-

90
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
soal e profissional e tenham relacionamentos saudáveis, abandonando o
pensamento negativo e o pessimismo.
As possibilidades estão por aí, você também pode encontrar atividades
que ama e ouvir o seu interior para se dedicar a elas. Ter pensamentos
positivos e desenvolver seu Mindset de crescimento para ser o que sem-
pre quis e assim, sigamos juntos, como diz Edson Burger, construindo a
melhor versão de nós mesmos.

Dessa forma cresço cada


vez mais, podendo levar
conhecimento e foco
a outras pessoas.

91
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Clarailda Rosa Dias, natural de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul.
Formação acadêmica em Letras. Pós-graduada em Direito Público e em Inte-
ligência Estratégica. Certificada em Pranic Healing (Cura Prânica) pelo Insti-
tute for Inner Studies-Filipinas, do Master Choa Kok Sul. Atua na área de Life
Coaching, voltada para o desenvolvimento pessoal, com foco na ressignifica-
ção das emoções e mudança de comportamento. Master coach, formada em
coaching com especialização em Emagrecimento Definitivo e Programação
Neurolinguística (PNL) pelo Instituto Edson Burger. Missão de vida: Auxiliar
no desenvolvimento das pessoas, por meio de direcionamentos que as leve
também a identificar sua missão de vida, e a se manifestarem de forma po-
sitiva e harmônica, contribuindo para a construção de um mundo melhor.

clara8421@gmail.com (67) 99223-5205

92
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Desligue o Piloto Automático
das Emoções e Transforme a Sua
Vida Para o Sucesso
P rezado leitor, este artigo tem como objetivo compartilhar a mi-
nha experiência na área de coach de desenvolvimento pessoal,
de forma a auxiliá-lo a compreender como as emoções são im-
portantes na vida das pessoas e que podem até impedi-las de realizar
os seus sonhos e atingir os seus objetivos.
Você pode estar se questionando como compreender as emoções
pode gerar mudança de vida? É o que vai descobrir aqui.
No exercício de minha profissão de coach de desenvolvimento pessoal
tenho atendido clientes que procuram o processo por diversos objetivos: su-
cesso profissional, emagrecimento, aprovação em concursos e muitos outros,
e que durante as sessões quando identificamos o ponto principal a ser traba-
lhado, aquele que impede a conquista dos objetivos desejados, constatamos
que em sua grande maioria se refere a uma crença negativa poderosa, um
acontecimento marcante, uma situação não resolvida, que gera uma emoção
e um comportamento também negativo. Quando, por meio do processo de
coaching, o coachee é levado a se liberar do sentimento ou crença negativa
que impedia o seu desenvolvimento, sua vida começa a seguir pelos cami-
nhos desejados. É muito gratificante observar a evolução desses clientes no
final do processo. Por causa desses casos de sucesso, me senti inspirada a es-
crever para ajudar o maior número de pessoas que puder a compreenderem e
administrarem suas emoções para viverem melhor e obter o que almejam.

Para que serve a emoção?


Você pode imaginar um mundo em que a emoção não existisse? Certamen-
te as pessoas agiriam como robôs, andariam e falariam sem expressão, porque
a emoção é indispensável aos seres humanos desde o seu nascimento. E é por
meio dela que ocorre a primeira forma de comunicação quando nascemos, é a
partir dela que o ser humano constrói posteriormente a comunicação linguís-
tica que origina o conhecimento e o desenvolvimento cognitivo, pois a emo-
ção é disparada em uma área do cérebro que faz a intermediação sobre o que
é pensado e o nosso mundo exterior, incluindo o corpo e seu funcionamento.
Quando o ser humano nasce traz sentimentos que desenvolveu dentro
do útero materno, enquanto estava sendo gerado, e isso ocorre como con-

93
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
sequência dos sentimentos de sua mãe: se ela estivesse feliz, o bebê no útero
se sentia seguro; se ela estivesse triste, o bebê se sentia inseguro. Ao nascer
a criança se expressa por meio dos estados fisiológicos e a seguir por meio
das emoções: chora quando sente fome ou dor, sorri quando está feliz e sa-
tisfeita, é indefeso, precisa dos cuidados de outras pessoas para sobreviver.
Além disso, tudo o que sente é resultado do meio em que vive, não tem po-
der de ação, somente pode reagir emocionalmente aos estímulos sofridos.
Durante o crescimento, a criança desenvolve seus primeiros aprendi-
zados por vínculos afetivos, a emoção estabelece as bases da inteligência
humana, pois o aprendizado ocorre por estímulos, sejam estes positivos ou
negativos, desta forma, estimular a inteligência está atrelada a afetividade.
Se alguém falar alto com uma criança de meses de nascida ela não entende
o significado das palavras, mas capta o tom estressado do locutor, e sua rea-
ção é de choro. Ao contrário, se a pessoa falar com calma e a acalentar, ela se
aconchega e sorri. Da mesma forma, quando alguém ensina uma criança a
falar, ou a dar os primeiros passos e o faz com carinho e paciência, festejando
cada fase do seu desenvolvimento, está ensinando-a por meio de emoções
positivas. Por outro lado, quando uma criança coloca o dedo em uma tomada
e leva uma descarga elétrica, aprende pelo sentimento de medo e dor, emo-
ções negativas, que a tomada é um lugar a ser evitado, portanto, fica longe
dela. Quem não se lembra da primeira professora? Ou de alguma matéria
que não gostava de estudar porque não se identificava com o professor?
Essa comunicação emocional desenvolvida na infância acompanha o
indivíduo ao longo da vida, e é por essa razão que uma pessoa, por vezes,
associa uma situação ao estado de dependência de quando era um bebê, ou
seja, ao enfrentar uma situação de estresse, reage emocionalmente, espe-
rando ser atendida por alguém que supra sua necessidade. Ela não assume
o controle das decisões, e nem se dá conta de que está agindo infantilmente.

Entenda a construção da Memória


As memórias são as lembranças que formam a história do ser humano, de-
finem as experiências de vida que o tornaram o que é, além da forma como ele
pensa. Estudos sobre o tema consideram a premissa de que o cérebro humano
é um órgão muito complexo e misterioso. Entender como se dá o seu processo
de armazenamento de informações não é uma tarefa simples, contudo, com
este artigo pretende-se que você tenha uma noção básica sobre como o cérebro
age para armazenar as informações, e a partir dessa compreensão você possa
controlar o que quer ser ou como quer pensar, para ter a vida que deseja, pois

94
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
como dizia Buda, líder espiritual nascido a 2.500 anos na Índia: “Nem teus
piores inimigos podem fazer tanto dano como teus próprios pensamentos”.
Por meio dos estudos científicos, sabe-se que o cérebro armazena infor-
mações como memórias, que recebem as classificações de memória ime-
diata ou de trabalho, memória de curto prazo e memória de longo prazo.
A memória imediata ou de trabalho, é aquela utilizada para registro
de informações rápidas, por exemplo, um número, até que seja anotado
em algum lugar, então ela se perde e não fica armazenada em nenhum
espaço do cérebro. A memória de curto prazo dura de 30 minutos a 6
horas e a de longo prazo pode permanecer até por anos. Tanto a me-
mória de curto prazo quanto a de longo prazo fazem o mesmo percurso
cerebral, mas são armazenadas em lugares diferentes.
Na memória de longo prazo ficam registradas as recordações sobre
acontecimentos marcantes, que quando lembradas, levam o indivíduo
a sentir as mesmas sensações como se estivesse vivendo novamente o
momento. O cérebro faz uma viagem mental, ativando as mesmas áreas
cerebrais que estiveram envolvidas no fato recordado.
Algumas memórias existem, mas conscientemente não são trazidas
à lembrança, ou podem aparecer quando menos a pessoa espera, e são
chamadas de memória inconsciente. Se algum fato da vida fizer a mes-
ma “trilha neurológica” e reativar as conexões necessárias para a pro-
dução e armazenamento de determinada memória, elas são reativadas.
Pelas definições apresentadas você pôde perceber que o cérebro huma-
no possui mecanismos próprios que organizam a vida social e emocional
do indivíduo. Para o armazenamento das informações, os mecanismos do
cérebro consideram as que poderão ser úteis para o indivíduo no futuro
e as guarda, mas descartam aquelas que considera desnecessárias. A
carga emocional positiva ou negativa influencia diretamente na fixação
da memória, ou seja, a intensidade com que a pessoa vive determinados
acontecimentos ou o interesse que dedica a determinadas tarefas, tem
relação direta com a memória de longo prazo.
Padrões de pensamento vão se formando desde os primeiros anos
de vida, por esta razão é importante que você saiba que os mecanismos
de armazenamento de informações são construídos em consequência
do comportamento padrão do indivíduo, ou seja, consideram aqueles
constantemente repetidos ou com uma carga emocional muito grande.
Conclui-se que a repetição dos impulsos comandados pelo cérebro refor-
ça as memórias, pois exige a utilização de maior número de circuitos ner-
vosos para poder reforçar o armazenamento, de modo que as memórias se

95
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
fixam em decorrência da atenção e do valor emocional que o indivíduo aplica
para os momentos e fatos ocorridos em sua vida. O cérebro “memoriza” essas
informações, e a partir do momento em que vão se tornando corriqueiras,
passam a ser executadas automaticamente,o sistema cerebral se utiliza dessa
estratégia para economizar energia dos neurônios cerebrais, e nesse proces-
so pode acontecer que informações importantes para determinado momento
da vida sejam negligenciadas e as irrelevantes, armazenadas, simplesmente
porque não passaram por processo de repetição ou ênfase emocional. A par-
tir da explanação sobre como o cérebro funciona, você pode perceber que é
fundamental que desenvolva o hábito de observar o seu comportamento,
sua reação frente aos acontecimentos, porque se apenas “deixar a vida lhe
levar”, poderá estar, na verdade,realizando o que não lhe convém no mo-
mento, e deixando de lado o que precisa ser feito para atingir seus objetivos.

Como as emoções influenciam o comportamento


Até aqui você já deve ter percebido que o resultado do que é hoje
vem das suas memórias, e que elas foram construídas pelos seus senti-
mentos, e agora compreenderá como esses sentimentos interferem no
seu comportamento, para que possa então decidir quem você será daqui
por diante, para conseguir realizar os seus projetos de vida.
As emoções são sensações físicas ou emocionais provocadas por algum es-
tímulo, como um sentimento ou acontecimento, e se reflete no comportamen-
to humano. Tudo o que o ser humano pensa, passa pelo centro cerebral das
emoções antes de formular um pensamento e provoca uma reação emocional.
Estudos apontam que as principais emoções sentidas pelos seres huma-
nos são: alegria, tristeza e raiva, que são consideradas emoções primárias.
A alegria surge a partir de estímulos positivos, e é capaz de expandir o ego
e contagiar a todos que estiverem mais próximos. A tristeza, por outro lado,
provoca sensações opostas, como baixa auto estima, solidão, depressão, nor-
malmente acionada como uma frustração a algo em que se criou muita ex-
pectativa positiva, gerando um sentimento negativo. Já a raiva, é acionada
quando o ser humano necessita de energia para superar obstáculos ou ame-
aças à sua vida ou condição de vida, funciona como uma reação instintiva e
pode ter como consequências a revolta, indignação, ira, entre outras emoções.
Ainda com relação aos estudos das às emoções, o medo é considerado
uma emoção primária e também como um impulso negativo, pode impedir
qualquer ação que possa colocar a vida do ser humano em perigo, bem como
ensina a ter respeito e limite nas atitudes, além de motivar os indivíduos

96
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
a superarem esta limitação. A surpresa é considerada uma emoção básica,
que é tida como uma sensação reativa a algum acontecimento que não era
esperado, seja ela positiva ou negativa. O afeto, é considerado como uma
emoção básica, que se caracteriza como um sentimento positivo e presente
nos estados de amor e carinho, nas mais diversas instâncias das relações
humanas, tais como a maternal, fraternal, romântica, etc. A aversão, consi-
derada uma emoção secundária, pois pode se originar de outras emoções e
normalmente se caracteriza como um sentimento de repulsa, que afasta algo
ou alguém que transmita sentimentos negativos. A confiança, considerada
uma emoção secundária, e pode apresentar níveis elevados de outras emo-
ções, e consiste em um sentimento de segurança ou firme convicção em re-
lação a outra pessoa ou algo, ou mesmo a presunção de si próprio, é muito
necessária para vencer alguns medos, contudo para desenvolver a confian-
ça é necessário reconhecer algum nível de afeto por aquilo que se confia.
O sentimento interfere diretamente na ação e reação do indivíduo,
por exemplo, quando uma pessoa recebe uma notícia sobre uma imi-
nente visita muito esperada, sente o coração se acelerar, o que pode
também acontecer como resultado de uma notícia inesperada e triste. O
resultado, ou seja, a ação decorrente da boa notícia causa alegria, sorri-
so e bem-estar, já a da notícia ruim causa estresse, tristeza e desespero.
Cada emoção tem uma finalidade no organismo humano, ocorre que
quando o indivíduo não gerencia suas emoções e deixa-se levar pelo
automático, poderá ter reações chamadas “destemperadas” ou “irracio-
nais”, ou seja, a reação e ação adotadas são extremas em relação a situ-
ação ou fato que as gerou. Muitas vezes,agir com destempero prejudica
o convívio, seja familiar, social ou profissional.
Considerando o cenário mundial atual, é importante que as pessoas que
querem atingir o sucesso em qualquer área, busquem desenvolver pensa-
mentos que levem a habilidade para a boa comunicação e o bom relacio-
namento de modo geral, pois a premissa do mundo social e dos negócios
é buscar perfis de pessoas que tenham um bom relacionamento interpes-
soal, mesmo que não tenham tanta formação acadêmica ou profissional.

Crenças sob a ótica do comportamento


Uma definição abrangente para crença é que se refere ao estado psico-
lógico que um indivíduo adota e se detém a uma premissa de que algo é
verdadeiro, uma avaliação pessoal, que pode ser baseada em elementos
racionais ou em uma sensação interna, já que certeza e verdade são cons-

97
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
truídas a partir de avaliações ou opiniões sobre diferentes aspectos da
realidade, que podem modificar ao longo da vida, de modo que as crenças
também mudam, e significa que é preciso existir uma conexão emocional
entre as pessoas e tudo aquilo que acreditam.
Com relação ao comportamento humano, as crenças podem ser defini-
das como limitantes, também conhecidas como sabotadoras; e as fortale-
cedoras, também conhecidas como poderosas.
As crenças limitantes ou sabotadoras são interpretações e pensamentos
assumidos como verdade que, consciente ou inconscientemente impedem as
pessoas de desenvolver competências e habilidades para seguir adiante, rea-
lizar seus objetivos, conquistar ou até mesmo acreditar no sucesso, uma vez
que essas crenças minam a autoestima do indivíduo, levando-o a se sentir fra-
co e incapaz de enfrentar suas dificuldades e desafios, gerando a estagnação
pessoal e profissional. As características de uma pessoa com crença limitantes
são: Constante sensação de perda e vazio, não terminar o que começou, estar
sempre recomeçando e procrastinando, em constante retrabalho e frustração.
Já as crenças fortalecedoras ou poderosas representam um conjunto
de ideias que levam a pessoa a pensar positivamente, a crer que é capaz
de grandes conquistas e de vencer as barreiras e dificuldades da vida.
Essas crenças fortalecem a autoestima e autoconfiança, motivam a agir
na direção dos objetivos e metas, encorajam os indivíduos a superarem
e vencerem as limitações e bloqueios. As pessoas com crenças fortale-
cedoras possuem características tais como: ser resiliente para se manter
forte diante das dificuldades e superá-las, sabem agir diante de situações
inesperadas e não deixar que sentimentos nocivos a sabotem, e desta for-
ma, conseguem iniciar e terminar seus projetos de vida e obter sucesso.

Desligando o automático das emoções,


para transformar positivamente a vida
Agora você deve estar pensando: “eu já sei que as emoções são impor-
tantes e que basta ter crenças fortalecedoras para obter sucesso”, e isso é
verdadeiro, mas, como vai deixar de acreditar como verdade as crenças
que estão sabotando a realização dos seus objetivos?
Pois bem! Está provado cientificamente que o cérebro humano produz
informações enganosas, que apesar de todo o seu mecanismo, as vezes
prega algumas peças e truques. Isso acontece porque a percepção das
coisas é determinada pela forma como o cérebro as interpreta e é capaz
de criar certos atalhos para processar algumas coisas, de modo a econo-

98
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
mizar energia e poupar ao indivíduo certos esforços, ou seja, com ten-
dência a agir preguiçosamente sempre que se encontra em uma situação
que julga conhecida, chamada popularmente de zona de conforto. Ele
costuma resolver a situação usando de experiências que foram bem-suce-
didas em um momento anterior, passando a agir no “piloto automático”.
Em algumas situações é muito bom deixar o cérebro agir sozinho, por exem-
plo, para executar atividades mecânicas, como dirigir, andar de bicicleta; mas na
maioria das vezes, se a pessoa não tomar o controle, o cérebro irá conduzi-la para
uma ação ou decisão impensada e que não lhe favorece.
Considerando que o cérebro é preguiçoso e gosta de agir por padro-
nização, para desenvolver o controle de suas emoções e transformar
as crenças sabotadoras em fortalecedoras, será preciso que você ad-
quira repetições favoráveis aos objetivos que quer alcançar, ou seja,
você precisa treinar constantemente o seu cérebro para obter a res-
posta que deseja, pois, ele foi construído para mudar de acordo com
as experiências vivenciadas e a forma como é usado.
Então, para desligar o automático das suas emoções é preciso que
você identifique as relações pessoais que não estão do jeito que você
gostaria, os projetos que não avançaram, os anseios que não tem con-
quistado, as coisas que tem iniciado, mas não consegue concluir. A par-
tir dessa lista, reflita sobre as emoções que tem impedido o seu avanço,
o que tem causado a sua estagnação. É preciso que você forme novos
padrões de repetição, os que lhe serão favoráveis, aqueles que lhe man-
terão no controle das decisões conscientes, que varie a fórmula sempre
que perceber que o cérebro elegeu uma zona de conforto, ou seja, esteja
atento que o automático boicota o seu sucesso.
Para ilustrar como pode ser uma ação prática para mudança de compor-
tamento emocional vou citar resumidamente e sem violar o sigilo profissio-
nal um caso de sucesso, no qual pude ajudar uma cliente a identificar e tra-
balhar o controle das emoções para superar o entrave que estava ocorrendo
em sua vida, porque imagino que muitos podem estar passando por situa-
ção parecida e consigam dar o primeiro passo para o controle de suas vidas.
O caso se refere a uma pessoa que chegou na primeira sessão pedindo
ajuda, apresentando estafa física e mental, ela buscou o processo de coaching
porque queria ser aprovada na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), tra-
balhava em um escritório de advocacia, mas dependia de outros para assinar
suas petições e, por isso, não era remunerada como merecia. Ela já tinha ten-
tado fazer a prova, mas não conseguia a aprovação por pouquíssimos pontos.
Durante o processo, além de ajustarmos sua rotina, que era estafante e a en-

99
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
chia de culpa por não atender a família, fomos identificando e trabalhando di-
versas crenças que estavam impedindo o seu sucesso, até chegarmos naquela
que era a central, da qual todas as outras partiam: na infância ela havia adqui-
rido a crença de que não era inteligente, de que para passar nas provas tinha
que estudar muito. Acreditava que nada na vida vinha fácil, que era preciso se
dedicar e se esforçar bastante para conseguir o que se desejava, além de que,
para ganhar, era preciso abrir mão de algo também importante. A partir dessa
crença, ela sempre se desgastava porque se não fosse assim, não conseguiria
uma família, um trabalho, a carteira da OAB. Não poderia ter tudo e incons-
cientemente ela se boicotava, porque temia que se conseguisse o sonho pro-
fissional, perderia algo ou alguém muito caro para ela... Com isso, nunca era
o suficiente o que fazia, ainda não era merecedora, tinha que se dedicar mui-
to mais que os outros e era um jogo que de alguma forma lhe traria perdas.
Para sair do automático e restabelecer o controle das emoções essa
cliente, durante o processo de coaching, passou a exercitar seu cérebro
com comandos positivos que transformaram os sentimentos negativos e
a crença sabotadora em sentimentos positivos e crenças poderosas, tais
como, a mudança de rotina. Antes ela não saia do trabalho para almoçar,
comia apressadamente, depois passou a comer pausadamente e a sair
para uma pequena volta, se sentar em uma pequena praça para imaginar
a vida que logo seria a sua, experimentando as emoções e alegria da con-
quista. Ao chegar em casa dedicava um tempo para a família e nos fins de
semana passava mais tempo com eles e menos no estudo. Olhava-se no
espelho e dizia para si mesma que era merecedora de sua vitória, de con-
quistar todos os seus sonhos porque era uma pessoa inteligente, dedicada
e estava buscando aprimoramento para conseguir alcançar seus objetivos.
Não precisava perder para ganhar, poderia ter sucesso em todas as áreas
importantes de sua vida pessoal e familiar. Com esses novos comandos
para o cérebro, ela venceu a estafa emocional, passou a ter brilho no olhar,
a sorrir, teve ânimo para se especializar em novas áreas do Direito e pôde
se matricular em um curso com acompanhamento especializado para a
prova da OAB, além de criar hábitos positivos que envolvia sua família.
Foi deslumbrante acompanhar o desenvolvimento e a retomada do con-
trole emocional dessa cliente, ela não passou na prova na tentativa que ocor-
reu na semana seguinte ao término do processo e quando telefonei para sa-
ber sobre o resultado me contou com segurança que na próxima passaria, o
que me encheu de felicidade, pois, o piloto automático continuava desligado.
Um tempo depois, recebi um áudio onde ela me contava que finalmente
havia passado na primeira fase da prova. Recentemente recebi um novo áu-

100
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
dio, onde ela me contou emocionada que passou na segunda fase. Também
me enviou a cópia da sua carteira da OAB, além de me contar os novos pla-
nos que estabeleceu para sua vida e o quanto é grata pelo processo de coa-
ching, que a fez perceber e ajustar os pontos que estagnavam seu sucesso.
O caso relatado fez parte de um processo de coaching, com aplica-
ções de técnicas específicas, contudo prezado leitor, a partir do mo-
mento em que deixar de agir por impulso, impensadamente, e passar a
ponderar sobre suas ações e reações, você poderá trazer a mudança que
precisa para sua vida. Pois, estará atendo para transformar os senti-
mentos negativos e as crenças sabotadoras que tem carregado durante
toda a sua vida como verdades que estagnam, em sentimentos positi-
vos e crenças poderosas que levarão você a conquistar o que almeja.
Concluindo, as pessoas querem ter o controle de suas vidas, ninguém se sente
bem quando não consegue cumprir as metas estabelecidas, contudo é impor-
tante que tenham em mente que não se trata de esperar um milagre que mude
radicalmente a vida, mas que é a força de vontade que impulsiona o hábito.
Para que a força de vontade se torne um hábito, é preciso escolher
um comportamento previamente estabelecido por meio de reflexões
sobre quais objetivos se quer atingir, e seguir uma rotina que favoreça
a quebra do estado atual que não está sendo produtivo, para formar
um outro que favoreça a pessoa que você deseja ser.
Uma forma de começar a mudança de estado, é ir alterando a sua rotina,
inovando sempre, para “enganar o cérebro” e deixá-lo sempre ativo. Você po-
de,por exemplo, alternar o caminho que vai para o trabalho, prestar atenção
aos detalhes desse caminho, fazer um passeio diferente. Para desenvolver o
hábito de pensar positivamente, uma das práticas utilizada no processo de
coaching é fazer um pote da gratidão, onde você escreverá todas as coisas
boas que aconteceram no seu dia. Acredite que você é merecedor da realiza-
ção e do sucesso, aprenda a receber reconhecimento pelas suas boas práti-
cas e seja alguém capaz de dizer palavras de encorajamento para as pessoas
do seu convívio. Se algo não muito bom acontecer, você reescreve da forma
como gostaria que o fato tivesse acontecido e coloque no “pote da grati-
dão”. Com essas atitudes, você irá adquirir o controle de suas emoções, uti-
lizando-as em seu próprio benefício, e desenvolverá crenças fortalecedoras,

novos hábitos que farão de você uma pessoa realizada e


de sucesso, seja na área pessoal, familiar ou profi ssional.
101
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Karinne B. Ramos, Esteticista. Formada em coaching, com espe-
cialização em Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao emagre-
cimento definitivo. Atua na área de desenvolvimento humano, Personal
coach de estética, habilitada no método: estética muito além da maca,
Certificada pela esteticista e mentora Rosi Blunk. Partilhando de seu
conhecimento, de forma a proporcionar resultados satisfatórios, não es-
quecendo o ser humano em sua totalidade e integridade.
“A maior descoberta de minha geração é que o ser humano
pode alterar muito de sua vida, se mudar seus pensamentos’’
-William James

karinneramoscoach@gmail.com @karinneramos

102
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Coaching Aplicado à Estética:
Mudança de Comportamento
e Emagrecimento
N os últimos anos, segundo uma pesquisa do Ministério da Saúde,
divulgada em 2018, o número de pessoas com índice de massa
corporal (IMC) a partir de 30 aumentou muito, houve um aumen-
to de 60% entre o ano de 2006 e 2016, e sabemos que o número não para
de crescer. A obesidade é uma grande porta para a entrada de uma série
de outras doenças que representam um grande risco para a saúde, como
por exemplo, hipertensão, diabetes, alterações no colesterol, entre outras.
Por isso, precisamos nos conscientizar do quanto a obesidade é pre-
judicial à saúde, e procurar tratamento o mais rápido possível. A partir
da conscientização, a pessoa começa a sentir a necessidade de mudar de
vida. ’’Você pode mudar quando enxerga que seu comportamento atra-
palha seu desenvolvimento.’’ (Paula Viana). Mas o que eu escuto quase
sempre, é que, é muito difícil ou até impossível conseguir mudar.
Mas eu te digo: é possível sim, e bem mais fácil do que você imagina.
A maioria das pessoas já se decepcionou com algum tipo de dieta, re-
educação alimentar, ou até mesmo na prática de atividade física, então
adquirem a crença de impossibilidade que as limitam. Isso acontece, por-
que esquecemos que para mudar um comportamento precisamos mudar
nossos pensamentos. Uma das maiores dificuldades é aderir novos com-
portamentos, mesmo o ser humano estando em frequente mudança. Para
essa mudança se tornar mais fácil e possível, precisamos utilizar todos
os nossos recursos a nosso favor, quando digo usar nossos recursos; me
refiro a utilizar as ferramentas corretas para treinar nosso cérebro. Essas
ferramentas são recursos que já temos ou então, podemos criá-los.
Nosso cérebro é a máquina mais inteligente vista até hoje, ele é capaz
de criar a nossa realidade. Por isso precisamos entender como ele funcio-
na, e conduzi-lo a explorar sua magnitude a nosso favor. Conseguimos
aprender isso de forma deslumbrante através da Programação Neurolin-
guística (PNL), acredito que ao decorrer dos capítulos deste livro incrí-
1
VALENTE, Jonas. Obesidade atinge 20% da população brasileira, mostra pesquisa. EBC, 2018.
Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2018-06/obesidade-atinge-
quase-um-em-cada-cinco-brasileiros-mostra-pesquisa>. Acesso em: 15 de ago. de 2019.

103
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
vel, você irá ler muito a respeito da PNL. Vou resumidamente explicar
o que ela significa e como funciona: (PROGRAMAÇÃO) formam uma
representação interna para a pessoa, a realidade externa de um evento é
igual para todos, e recebemos as informações através dos nossos canais
sensoriais (NEURO), que passam por filtros. Essa representação inter-
na gera um estado na pessoa, ou seja, leva a diferentes emoções que aca-
bam interferindo na fisiologia e também nos comportamentos, nas ações
dessa pessoa, tanto no aspecto verbal quanto o não verbal (LINGUÍS-
TICA). Ou seja, significa mudança e realização, alcançável e definitiva.
Através da minha atuação na área da estética, percebi a necessidade
de uma mudança ecológica, começar a cuidar do problema de dentro
para fora, não somente de fora para dentro.
Nas clínicas de estética à procura de tratamentos voltados a redução
de medidas é cada vez maior, mas entende-se que, de nada adianta os
serviços estéticos se não houver uma grande colaboração do cliente para
com o profissional, além da ajuda de outros profissionais da área.
Na área da saúde existem vários desafios, um deles é garantir a adesão
dos pacientes a tratamentos de emagrecimento e de doenças crônicas,
incluindo diabetes, hipertensão e câncer.
Outro desafio, é aumentar a participação do cliente na tomada de de-
cisões quanto ao próprio tratamento. O coaching traz um conjunto de
ferramentas e estratégias que aumentam a confiança dos pacientes, do
próprio profissional de saúde e o sucesso do tratamento acordado.
Muitos profissionais na área da saúde como dentistas, nutricionistas,
fisioterapeutas, esteticistas e técnicos em diversas áreas já vem aplican-
do as ferramentas de coaching para obterem ainda mais sucesso, faci-
litando mudanças de comportamento e hábitos de vida mais saudáveis.
Com essas ferramentas a favor da estética, podemos alcançar re-
sultados extraordinários e definitivos. Meu objetivo neste artigo é
levar para as pessoas a importância da conscientização e necessidade
em mudar, mas mudar para melhor. A mudança de mentalidade é o
passo mais importante para se tornar sua melhor versão, dedique-se
aos seus pensamentos e terá resultados mais rápidos, isso serve para
qualquer área da vida, não apenas no emagrecimento.
Lembre-se, os resultados são frutos de nossos esforços e você é
criador de sua realidade, experimente tornar-se a pessoa que você
sempre sonhou, hoje, agora!

104
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
As correntes do hábito são fracas demais
para serem sentidas até que sejam fortes
demais para serem quebradas.
-Samuel Johnson

Coaching e estética: mudança


de comportamento e autoestima
A área da estética no Brasil vem ganhando um número muito grande
de seguidores e pessoas que procuram os mais variados tipos de trata-
mentos. Os tratamentos são diferenciados, mas se olharmos a raiz, todos
possuem o mesmo intuito, que é: melhorar a autoestima.
Neste momento onde muitas situações acontecem e o mundo está pas-
sando por grandes transformações, cada vez mais a autoestima está em crise,
proporcionando a procura pelo belo. Porém, a beleza precisa vir de dentro
para fora. Embora a autoestima seja sempre associada à estética, ela também
está intimamente ligada à qualidade de vida, aos relacionamentos interpes-
soais, às experiências individuais e à maneira como cada um encara a vida.
Ter autoestima é estar bem consigo mesmo, se admirar, apesar das fa-
lhas, se respeitar acima de tudo e gostar da própria companhia. Concen-
trar estas qualidades já é meio caminho andado para uma vida saudável.
Como disse anteriormente, a procura pelo belo está cada vez maior e
com isso as pessoas se cobram muito. Além de terem mil coisas para fa-
zer, prazos e horários a serem cumpridos, tarefas domésticas acumuladas
e pouco tempo para aproveitarem a família.
O medo da cobrança social e da opinião alheia, a busca por padrões muito
elevados e a baixa autoestima propiciam o despertar da nossa voz inter-
na que, nesse momento de fragilidade, aparece como um crítico interno. A
voz interna nos impulsiona ou nos limita para encontrarmos soluções para
nossas questões. Ela desperta tanto sentimentos positivos quanto negativos.
Para termos domínio sobre nossa voz interna e fazermos com que ela
trabalhe a nosso favor, devemos tomar consciência de quem realmente
somos: nossas qualidades e defeitos, pontos fortes e fracos, valores, vir-
tudes, crenças, interesses, o que e no que, precisamos melhorar. Enfim,
precisamos entrar em contato com o nosso “eu” para reconhecermos se
o que estamos fazendo está de acordo, além ou aquém do nosso limite.
Ir em busca do autoconhecimento, proporcionar de forma justa a mu-
dança de mentalidade consigo mesmo.

105
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como o Coaching Pode te Ajudar?
1.Autoconhecimento como foco
O coaching é um processo de autoconhecimento a partir da desco-
berta das suas capacidades nas mais diversas áreas. Parte fundamental
das sessões é a autoavaliação. Você precisa se perguntar: onde estou
nesse momento da vida? Como cheguei até aqui? Quais são meus pon-
tos fortes e fracos? O que desejo alcançar?
São perguntas simples, que fazem com que você mergulhe profun-
damente em si mesmo. A maioria de nós vive o cotidiano e nunca refle-
te sobre os acontecimentos. Compreender sua história e como chegou
até o momento atual, tem uma força imensa. Ter dimensão de quem
você é, fortalece o sentimento de auto apreciação.

2. Reconhecer as vitórias aumenta a autoestima


Parte essencial na jornada do coaching, é o reconhecimento das suas
qualidades, dos pontos fortes, das habilidades, daquilo que te torna úni-
co. Isso vai fazer com que você se ame mais. No ponto anterior, falamos
de conhecer-se de maneira integral, mas olhar para o lado bom que
cada um carrega, faz toda a diferença.

106
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Por mais que pareça óbvio, não é uma tarefa simples. Você sabe dizer,
rapidamente, suas sete maiores qualidades? A maioria das pessoas vai le-
var um certo tempo para identificar esses pontos, talvez não vá encontrá
-los. O papel do profissional de coaching é fazer com que esses tesouros
sejam reconhecidos, pois isso irá alimentar sua autoconfiança.

3. Ter objetivos definidos


Independentemente do coach escolhido por você, objetivos e metas
estarão na sua lista.
Todo aconselhamento dado pelo profissional visa, de maneira bem di-
reta, alcançar metas que irá definir e melhorar a sua performance. Nada
melhor do que saber que se está caminhando para realizar um propósito.
A perspectiva de um futuro promissor nos enche de ânimo e faz com que
a nossa mente funcione em um padrão mais positivo.
O coach te ajuda a organizar melhor os seus desejos. Assim, a cada re-
alização, sua autoestima recebe um novo impulso, pois você está cada vez
mais próximo do seu objetivo maior. Quando você consegue internalizar
que sua vida tem significado, sua autoconfiança cresce.
A autoestima positiva funciona como se, na realidade, fosse o sistema
imunológico da consciência. Fornece consistência, força e capacidade de
regeneração. Quando ela está baixa, a resistência diante da vida e suas ad-
versidades diminui e nos deparamos com a fraqueza em que uma percep-
ção mais forte de si mesmo poderia superar. Nesse caso, a tendência é ser
mais influenciado pelo desejo de evitar a dor, do que vivenciar o prazer,
pois fatos negativos têm sobre o indivíduo mais poder do que os positivos.

A imagem do corpo humano é uma representação


mental que temos do nosso próprio corpo. Esta
representação não se restringe apenas a sensação
ou imaginação, mas a aparência do próprio corpo.
A postura de cada ser humano demonstra como
afeta a estrutura corpórea à imagem que temos de nós.
-Denise B. Portinari 2

2
PORTINARI, D. B. A invasão dos belos corpos: corpo, técnica e fantasia na cena contempo-
rânea. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v.12, p. 125-138, 2000.

107
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Os meios estéticos podem ser usados para auxiliar na melhora da auto-
estima e como instrumentos fomentadores para automotivação. Todavia
não devem ser a única fonte de inspiração.

O Papel da Esteticista na Autoestima dos Clientes


Embora esteja intimamente vinculada ao conceito de beleza, a estética
tem relação direta com a saúde e bem-estar. “Conseguimos provar ao longo
dos anos que estética integra a área de saúde, não da beleza. Está cataloga-
da no Ministério da Educação, Ministério do trabalho no eixo da saúde e
tudo isso traz uma segurança maior para o profissional e para o paciente”,
explica a Daniela Lopez, presidente da Sociedade Brasileira de Estética e
Cosmetologia e do Sindicato dos Empregadores em Empresas e autôno-
mos em Estética e Cosmetologia do Estado de São Paulo (Sindestética-SP).
Desde um simples cuidado, como uma LIMPEZA DE PELE, até trata-
mentos mais sofisticados envolvendo processos de estimulação da cir-
culação sanguínea por meio da ELETROTERAPIA-muito utilizada, por
exemplo, em tratamentos faciais de acne e rejuvenescimento, além de
combater celulite e gorduras localizadas –, uma série de atividades de-
sempenhadas pelos esteticistas são capazes de promover o bem-estar e
levantar o astral. Sem falar nas milenares TÉCNICAS DE MASSAGENS
para relaxar o corpo e os músculos tão estressados com a correria diária.
Além do relaxamento, o movimento suave das mãos do terapeuta é capaz
de melhorar o sistema imunológico e até combater a depressão.
Em meus atendimentos na clínica, seja em práticas de estética ou
nas sessões de coaching, sempre será pregado em primeiro lugar o ca-
rinho, capricho e a empatia, para fazer valer a pena o investimento em
mim depositado. Elevar a autoestima de minhas clientes é o melhor
que posso fazer em meu dia a dia.
Através destes cuidados, conseguimos promover uma mudança,
melhorando a qualidade de vida e recuperar ou impulsionar a vontade
de viver e se transformar em sua melhor versão.

Khoury, Karim: Soltando as amarras: emagrecimento e mudança comportamental / Karim


Khoury - 4ª edição - São paulo: Editora Senac São Paulo. 2005.
Autores e Coautores - Congresso Internacional Científico Multidisciplinar em Estética (5.:
2019: São Paulo)
BRANDEM, Nathaniel. COMO AUMENTAR SUA AUTO ESTIMA: aprenda a acreditar em si
mesmo e a viver com confiança e otimismo. Rio de Janeiro. Sentante. 2009.

108
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
“Todos somos inigualáveis a
nossa maneira. Todos temos
características únicas e que são
indispensáveis, por isso aprenda
a valorizar-se, ame a cada
pequeno detalhe que adorna o
seu corpo, porque ele é parte
do seu ser. Acredite, há espaço
sufi ciente no mundo para todas
as belezas serem contempladas.’’

109
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Jean Carlos Madalena, Ensino Superior Completo, Militar
Reformado e Coach formação no Instituto Edson Burger.

jeancmbr@yahoo.com.br fb.com/jeancarlos.madalena

110
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como Ser Um Vencedor
M e chamo Jean Carlos Madalena, nasci em Curitiba, no dia 27 de
setembro de 1976. Sou um policial aposentado de Santa Catari-
na, já morei em navio e hoje não sinto cheiros, nem o gosto de
alimentos. Mas se tem algo que amo, é comer do bom e do melhor. Parece
que essas características sobre mim não fazem o menor sentido. Mas cal-
ma, você irá entender, no decorrer da minha história.
O último fato que citei sobre mim, diz tudo sobre querer e fazer
acontecer. Não é por que eu não sinto o gosto, que vou deixar de comer
as melhores coisas que há na vida. Ter minhas vontades e não me im-
portar com as circunstâncias, é a chave para que eu viva bem.
Outra coisa importante da minha vida é não dar ouvidos à opinião
alheia. Durante boa parte da minha história, sempre ouvi que não con-
seguiria o que queria. E já adianto nessas primeiras linhas, consegui.
A maneira que penso é determinante para o meu sucesso. E quando
me disseram que não conseguiria, sem perceber, comecei a desenvolver
um mindset de crescimento; onde minha inteligência poderia ser desen-
volvida para conquistar meus objetivos.

A história da minha vida


Eu tive uma infância muito normal. Morava com meus pais e aos 16
anos, terminei o Segundo Grau na escola. No ano seguinte, fui em busca
do primeiro sonho da minha vida. Com 17 anos, quis entrar para a Marinha
do Brasil. Tudo que tinha em mente era conhecer o mundo e as pessoas
que nele viviam. Um sonho e tanto, para alguém com tão pouca idade.
Foi então, que pela primeira vez, me vi diante da opinião pessimista
das pessoas. Para prestar o concurso público, eu teria que concorrer
com dez mil candidatos, para apenas quatrocentas vagas, sendo que
para a vaga que eu queria eram duzentas pessoas.
Dez mil pessoas concorrendo. Se 10% delas fossem inteligentes fora
da média, eu teria de enfrentar mil pessoas brilhantes. Pela lógica, eu
não teria chance. Mas isso nunca passou pela minha cabeça. Até que
comecei a ouvir coisas do tipo:

Não vai passar!


Vai concorrer com dez mil pessoas? Sem chance!

111
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Essas pessoas estavam com o papel de me depreciar, de impedir que
chegasse ao meu objetivo. Poderia me agarrar a essas desculpas e nunca
prestar o concurso. Não tomar a iniciativa, por eu realmente ter consci-
ência de ser um aluno mediano. Mas o pior seria acreditar nessas pessoas,
isso era exatamente o que me faria continuar parado no mesmo lugar.
Ter uma visão positiva ou negativa diante dos fatos, é uma escolha e a
minha foi ter foco no positivo, antes de saber que isso seria possível. Não
basta ter um pensamento positivo de que tudo vai dar certo e apenas isso.
Trata-se de seguir e buscar soluções para conquistar nossos objetivos.
O primeiro passo, era prestar o concurso e focar que eu iria passar. Foi
o que fiz e coloquei na cabeça que eu entraria para a Marinha. Um mês
depois, fui lá e peguei o resultado.
Preste bem atenção, isso tudo aconteceu quando eu tinha 17 anos de idade,
estava na década de 1990. É impressionante como a força do pensamento age.
Neste concurso, apenas quatro pessoas do meu Estado conseguiram a
vaga. Eu era uma dessas quatro pessoas!
Então, ingressei na Marinha e fui para Vila Velha, no Espírito Santo,
onde passei onze meses em formação.
Formado marinheiro, fui viver no Rio de Janeiro, a bordo de um navio.
Foram três anos maravilhosos da minha vida. De entrega e liberdade.
Conheci o litoral brasileiro quase todo.
O navio que embarquei fazia uma ou duas viagens ao ano para Ma-
naus. Ele levava os fuzileiros para treinamento na Floresta Amazônica.
Funcionava da seguinte forma, nós parávamos em Vitória, Salvador,
Recife, Natal, São Luís, Fortaleza, Belém e chegava em Manaus. Em
cada um desses lugares ficávamos três dias ancorados e conhecendo
cada cidade. Eram novas pessoas e novos pensamentos. Era o meu so-
nho, era uma vida que não reclamava de estar vivendo.
Infelizmente, nada pode ser perfeito e a gente passa a não se contentar.
Após três anos maravilhosos, aconteceram umas coisas de que não gostei
e resolvi voltar para casa.

O pesadelo da minha vida


Com meus 20 anos, voltei para a casa dos meus pais em Tubarão, Santa
Catarina. Por lá, acredito que permaneci mais três anos. Trabalhei com ven-
das e até de tratorista, colhendo arroz. Depois decidi fazer uma faculdade se-
quencial, de um ano, mas que me dava direito a um diploma de nível superior.
Mas isso não bastava para mim. Estava formado na faculdade quando abriu

112
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
um concurso para Policial Militar em Santa Cataria, onde morava com meus pais.
Claro que, já desenvolvendo o meu mindset de crescimento, desde o concur-
so para a Marinha, fiz o concurso e fui aprovado. Cheguei a Florianópolis para
fazer o curso, me formei soldado e atuei em Joinville, no mesmo Estado.
Após dois anos e meio trabalhando como Policial Militar, na noite de
11 de dezembro de 2005, minha vida mudou completamente.
Quatro homens me pegaram. Deram com o capacete da moto na mi-
nha cabeça e eu já cai quase desmaiado. Me agarraram em cada braço e
como se fosse um aríete (desses que abriam portões de castelos na Idade
Média), jogaram minha cabeça contra um muro.
Bateram, bateram, bateram, até que o muro quebrou. Mas eles não can-
saram e começaram a fazer a mesma coisa, só que agora, em uma parede.
Isso mesmo, após o muro, jogaram minha cabeça contra a parede. A
parede trincou, então eles deram mais alguns pontapés e me largaram no
chão. Devem ter pensado:
Pode largar que tá morto
Eu não estava. Quando os paramédicos da polícia chegaram para so-
correr não me reconheceram. Precisaram olhar na minha carteira e en-
tender que aquele no chão era o Jean, seu colega de trabalho.
No hospital, passei por uma cirurgia de cinco a seis horas. Abriram minha ca-
beça e disseram que perdi massa encefálica, ou seja, perdi parte do meu cérebro.
Ao darem a notícia aos meus pais, disseram:
Da cabeça não morre mais
De fato, 2019 e ainda estou bem vivo da cabeça e contando essa história.
Mas permaneci em coma por dezenove dias. Foram longos dias,
em que escutei médicos que faziam minha observação, dizerem di-
versas vezes, sem ninguém por perto:
Dessa noite não passa
Essa é a única coisa que lembro da época que estava em coma. To-
dos falavam comigo, amigos e família, não me lembro. Mas essa frase
ficou gravada na minha mente.
Mas passei de várias noites. Na verdade, sobrevivi por mais três me-
ses no hospital internado. Depois disso, precisei voltar para a casa dos
meus pais, em Tubarão, para evitar custos.
Cheguei lá como uma criança, pois não lembrava nada, minha memória
tinha praticamente apagado. Não lembrava nem que era um Policial Militar.

113
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A vontade de mudar
Eu aprendi, durante os cursos que realizei, que nossa mente é responsável pelo
nosso comportamento e o desenvolvimento profissional e pessoal. Durante a mi-
nha vida inteira foi assim. Ao passar nos concursos da Marinha e Polícia Militar.
Mas agora, enfrentava o maior desafio da minha vida e precisava dar a
volta por cima. E o primeiro passo seria entender minha realidade e seguir
adiante, promovendo uma mudança no que determinaram para mim.
Enquanto estava em coma, os médicos falavam para os meus pais:

Esse aí vai ser difícil ter uma vida normal.


Nunca mais anda, nunca mais fala. Se ficar
vivo, vai ficar em uma cama vegetando
Vai viver numa cadeira de rodas
Esse aí, dificilmente vai ter
uma vida normal novamente

Me recuperando na casa dos meus pais, depois de uns quatro me-


ses, decido que vou dirigir. Minha carteira de motorista tinha vencido,
então, o meu pensamento lógico, foi que deveria renová-la.
E cheguei a mais uma prova em minha vida. Precisava renovar a car-
teira de motorista e para isso tinha que passar no processo.
Claro que todos pensaram que eu não seria aprovado, afinal perdi
parte do meu cérebro depois do atentado que sofri. Os próprios médicos
não acreditavam mais em minha capacidade de aprender.
Concentrei minha mente no que realmente interessava, foco no posi-
tivo. Então, fiz a prova e passei.
A preocupação dos meus pais era por conta dos remédios para con-
vulsão que tomava. Eu precisava parar o carro e ligar para casa, caso
sentisse algo. Mas graças a Deus, isso nunca aconteceu.
Vivi em Tubarão, com meus pais, por quase dois anos, depois a polícia
me chama de volta ao trabalho. Mesmo com vários atestados médicos ne-
gando a minha capacidade de atuar como policial novamente, me enco-
rajaram a mostrar que estava bem. Claro que minha reação foi de querer
retomar minha função, queria muito voltar.
Não foi como imaginei. O retorno foi frustrante, pois desempenhei fun-
ções que não me agradaram. Precisava permanecer no quartel, assistindo
a câmera, sem fazer nada, sem poder usar farda na rua e nunca uma arma.
Ninguém acreditou em mim de verdade. Mas eu acreditava na minha ca-

114
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
pacidade. Decidi conversar com o médico que me operou e pedir para voltar
a trabalhar armado, como estava apto a fazer ao passar no concurso. Precisei
fazer um exame com psicólogos. O laudo apontou um déficit de espaço visual.
Não poderia usar uma arma nunca mais. Por quatro anos e meio fiquei
indo e voltando para a casa dos meus pais, um vai e vem insuportável.
Então, resolvi me aposentar por não ter condições de ser policial de rua.
Me agarrei na fé também. Nos grupos de oração que participei, após o atenta-
do, uma música me tocou. Deus nos fez para sermos vencedores. Ninguém nasceu
para sofrer, somos todos capazes. Mas só alguns enxergam isso. Eu enxerguei.
A música dizia assim:

Aquilo que parecia impossível


Aquilo que parecia não ter saída
Aquilo que parecia ser minha morte
Mas Jesus mudou minha sorte
Sou um milagre e estou aqui

Fui em muitos médicos, tenho muitos atestados comigo. Um deles diz


que eu era incapaz de me auto sustentar. Entendi isso como um atesta-
do de loucura. Mas eu não era.
A aposentadoria não foi uma derrota para mim. Pelo contrário, após
aposentar, comecei a buscar o meu melhor a cada dia. Sempre buscando
cursos que mexiam com a minha cabeça para que eu tivesse a certeza que
os médicos tinham. Queria saber se aprendia realmente.
Eu aprendi, os médicos não estavam certos. A partir de um mindset
de crescimento, que diz sobre ter convicção a respeito da própria inte-
ligência e como isso influencia na nossa capacidade de aprender, con-
segui. Isso, durante a minha história foi uma marca registrada. Sempre
fui capaz de aprender, antes do atentado, já fui surpreendido com minha
capacidade na resolução de problemas e enfrentamento de desafios.
Depois do atentado, tive diversos laudos me “provando que não era
capaz”. E ao longo da minha vida inteira as pessoas me diziam isso.
Na verdade, a habilidade de aprender é influenciada pela nossa capa-
cidade de acreditar que podemos aprender.
Somos bombardeados com os outros dizendo que não conseguiremos,
que não somos capazes, etc. Para os outros, isso pode ser determinante
para deixarem de tomar decisões e até desistirem. Para mim, o contrá-
rio. Foi a escada que usei para chegar ao sucesso, com foco no positivo.
Comecei a me testar com o curso de Reik I e II, indicação da minha esposa,

115
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Nadia Regina Ucker - com quem vivo maravilhosamente bem - e até de mas-
sagem tântrica. No curso de Reik aprendi que tudo no universo tem energia,
constante e sempre em mutação. E que nossa mente tem um poder imensu-
rável. Esse foi mais um pontapé para eu querer crescer e melhorar a cada dia.
Comecei a procurar pessoas que falavam sobre a mente e o desenvol-
vimento da mente. Assim, me apareceu a palavra coach, por consequ-
ência, cheguei até o Edson Burger, com a mensagem diária do Mindset
Coach. Fiz parte do grupo e comecei a receber as mensagens diariamente.
Isso me motivou muito e quando apareceu a oportunidade de ser
coach, com um curso do Edson Burger, não poderia perder a oportuni-
dade. Consegui uma vaga e comecei a fazer esse curso.
Depois de passar por tudo que passei, ter uma vida normal, onde eu dirijo,
faço tudo como qualquer pessoa normal, já é uma vitória. Com o atentado só
perdi o olfato, não sinto mais nada. Automaticamente não sinto mais o gosto dos
alimentos. Mas aprecio comer do bom e do melhor, pois não me privo de nada.
Minha fala também foi levemente afetada, já que, quando permaneci em
coma, estava com traqueostomia, então afetou um pouquinho a corda vocal.
Agora penso nas pessoas me dizendo:

Você não consegue


Você vai ser isso sua vida toda
Nunca mais andar
Nunca mais falar
Vai ficar numa cama vegetando

Essas frases se transformaram em um impulso para os meus objetivos.


Pois sou muito melhor que todas elas.
Eu agarrei essa oportunidade que o Edson Burger nos deu de sermos co-
ach. E já fiz atendimentos para três pessoas, que ficaram maravilhadas. Me
mandaram mensagens perguntando como consegui ter tanto ânimo e alegria.
Muito simples, são coisas da vida. Mais do que isso, é ter foco no posi-
tivo e acreditar em si mesmo, como diria meu grande amigo Edson:

Você consegue!
Você tem força!

Esse é o meu mindset de crescimento. Gratidão.


116
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
117
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Virgínia Almeida, 44 anos, baiana, formada em Administração
Hospitalar, atuante no ramo de marketing digital é formada, recente-
mente, coach no Instituto Edson Burger. Acredita na sincronicidade das
coisas. Fazer parte desse lindo projeto, o livro Mindset Coaching, é para
ela a confirmação desta sincronicidade. Este livro tem como objetivo in-
fluenciar positivamente a vida das pessoas, numa jornada de autoconhe-
cimento, consequentemente, de mudança. Ela acredita que este objetivo
faz parte de sua missão de vida.

@virginia.almeidadepinho (73) 99130-9951


vikenn30@gmail.com

118
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Servidão Humana X
Liberdade Humana
Algumas pessoas vivem uma vida inteira de forma superficial e li-
mitada, com padrões comuns de grandes esforços, fracassos e derrotas.
Normalmente, atribuem esta forma de vida a acontecimentos externos,
quando na verdade, não é tão simples assim.
Nascemos e somos criados influenciados direta e indiretamente por
diversos fatores, como por exemplo os nossos familiares, a cultura, a so-
ciedade e nossos relacionamentos pessoais.
Quem nos tornamos ao longo da vida tem muito a ver com as experi-
ências que tivemos. Algumas crenças podem gerar padrões extremamen-
te limitadores que nos condicionam a uma mentalidade de incapacidade e
fracasso, não permitindo reconhecer o quanto podemos ser e fazer.

Servidão Humana
Desde o início de nossa vida, buscamos a felicidade e ela pode ser diferente
para cada um nós. Geralmente, ser feliz está diretamente atrelado a algo que
não possuímos ainda. Depende muito, para uma pessoa, ter uma grande for-
tuna é fundamental, já outra acredita que a profissão determina seu nível de
felicidade. Mas há aqueles que não tem nenhum recurso ou a melhor das re-
feições diariamente e conseguem encontrar infinitas variações de felicidade.
É uma tarefa difícil encontrar essa tal “felicidade”. Muitos vivem de
forma conturbada, sempre na correria, agindo de forma egoísta, em prol
de seus próprios interesses. Tais ações, contribuem diretamente para a
criação de um mundo caótico com muita desigualdade.
Todos nós contribuímos diretamente para este resultado. Estamos cercados
de males, há muitas crenças limitantes que nos são transmitidas desde que so-
mos pequeninos (pelos nossos próprios pais e familiares mais próximos).
Ao longo da vida, vivenciamos diversas experiências e acumulamos,
cada vez mais, essas crenças limitantes, que acabam por criar uma bar-
reira no nosso subconsciente e impede que cresçamos e alcancemos o
sucesso, seja no âmbito pessoal ou no profissional.
O fato é que estes obstáculos são muito poderosos pois agem no nos-
so subconsciente. Eles impedem que usemos o nosso potencial criati-
vo, nos frustrando e nos tornando incapazes de perceber o que ocorre.

119
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Porém, temos uma característica poderosa para transpor os obstáculos
impostos pelas crenças limitantes: a criatividade. Devemos lembrar que,
como seres humanos, nós já possuímos uma estrutura pronta, que nos
possibilita a manifestação do nosso “eu criativo”.
Ninguém precisa se tornar criativo, porque já possuímos esta caracte-
rística. Precisamos apenas, nos colocar em um ambiente favorável para
que isto aconteça.
Na antiguidade, sob o ponto de vista da filosofia, a criatividade era vista,
como parte da natureza humana, um dom divino, um “estado místico de re-
ceptividade a algum tipo de mensagem proveniente de entidades divinas”,
escreveu Eunice Soriano de Alencar, no livro Psicologia da Criatividade.
Todos nós nascemos criativos e com o tempo desaprendemos a ser.
Você já deve ter ouvido alguém dizer coisas do tipo: “eu não sei fazer
isso”, “eu não tenho o dom para isso” ou ainda “isso não é para mim”.
Essas afirmações partem de nós também e pode ter certeza, elas negam
justamente esta capacidade de criatividade que todos temos.
Ao longo do tempo a criatividade humana foi se atrofiando e o meio ao
nosso redor foi condicionando as pessoas a acreditarem que realmente são
limitadas e que seus fracassos são resultado de acontecimentos externos.
O ser humano, insatisfeito por sua condição de vida limitada, e incapacita-
do de perceber o motivo de suas limitações, não vem buscado o conhecimen-
to e o seu desenvolvimento pessoal. Ele continua escravo das circunstân-
cias em que vive, tendo assim uma percepção equivocada de sua situação de
vida, assumindo sempre um papel de vítima, afirmando que não tem sorte,
que é desprovido de inteligência ou que o problema está nas outras pessoas.
Felizmente, hoje vemos uma animadora e crescente mudança nesta
formatação mental, podemos dizer que estamos diante de um novo reco-
meço, e o fim do mundo como o conhecemos.

Liberdade Humana

A liberdade começa no íntimo de cada pessoa, e essa liber-


dade significa libertar-se da vinculação com seu ser inferior.
- Saint Germain

A liberdade humana é da natureza do ser humano, portanto, é essen-


cial. Já a criatividade, é sua principal característica em sua liberdade.
Como uma coisa está ligada a outra, devemos nos utilizar de nossa cria-

120
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tividade para encontrarmos a liberdade pessoal.
Teoricamente todos temos liberdade, podemos chamar também de li-
vre-arbítrio, liberdade de pensamento, de expressão de vida, como você
preferir. Tal liberdade, porém, traz consigo a responsabilidade de ob-
servação que precisamos ter em nossas ações e como tais ações afetam
nosso mundo e o todo. Tudo que fazemos impacta direta ou indireta-
mente nos outros. Com isso, devemos fazer escolhas conscientes, pois
elas irão impactar não só em nós, mas no universo inteiro.
Dito isto, é importante ressaltar que se formos conscientes diante de
nossas escolhas e nos responsabilizarmos pelas consequências, teremos
um maior controle dos nossos sentimentos em relação aos resultados ob-
tidos, sejam quais forem.
A consciência de que, independentemente do resultado, a ação gerada
contribuiu para um aprendizado e faz parte de um processo de crescimento e
evolução pessoal necessária, demonstra o uso eficiente da liberdade humana.

A humanidade precisa libertar-se das pressões que lhe


foram impostas e também de suas próprias limitações.
- Saint Germain

Mudança
O mundo está mudando e mudando muito rápido, temos um exemplo
bem claro disto na educação. Estamos saindo de um modelo onde tudo é
padrão, que para aprender é preciso ir à escola e todos serem submeti-
dos aos mesmos métodos de ensino, e evoluindo para um modelo onde
a internet é a protagonista e qualquer um pode buscar conhecimento
nos mais variados lugares e até no mundo.
Apesar de detectarmos esta crescente e importante mudança, infeliz-
mente ainda observamos que muitas pessoas não estão preparadas para
isso. Elas não estão acostumadas a serem livres, se autogerir, assumi-
rem as responsabilidades de suas ações de forma consciente, e enfrentar
a busca pelo autoconhecimento. Há quem prefira continuar insistindo
no modo de vida com formato comum de trabalho tradicional, férias,
rotina, vida trivial, zona de conforto. É natural, mesmo que inconscien-
temente, o medo da mudança paralisa.
Vemos com grande entusiasmo a possibilidade de mudança de mindset,
como uma solução para este dilema. Uma transformação de mindset fixo

121
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
para um mindset de crescimento gera um avanço importante. Começamos
por aceitar o outro e respeitar suas limitações e virtudes. É possível ainda
enxergar-se, entendendo, compreendendo e aceitando seu estado evolutivo.

A Importância de Desenvolver-se
Diante de tudo que foi abordado anteriormente, sobre a servidão humana e
liberdade humana, vemos que a capacidade do ser humano em se reinventar, é
a chave para a transformação. Voltando a falar da principal característica hu-
mana que é a criatividade, é a ela que podemos recorrer para realizar os ajus-
tes necessários e tentar diminuir ou acabar com nossas insatisfações e frus-
trações. Nos reinventando de forma criativa nós conseguimos viver e evoluir.
Podemos pensar que é desafiador viver em mundo conturbado cheio
de frustrações e problemas a serem resolvidos o tempo todo. É comum
aceitar como natural o fato de que muitos de nós não suportemos tanta
pressão e cobranças e desanime ou até mesmo desista.
Porém, somos mais fortes do que imaginamos, temos a capacidade
de mudar nossa forma de agir e pensar. Assim, conseguimos nos rein-
ventar. Desenvolver nosso cérebro é uma forma eficiente para alcançar-
mos isso. O nosso cérebro é esperto, só se movimenta quando damos a
ele uma ordem, como por exemplo: “saia da zona de conforto, agora!”.
Consciente disso, é hora de mudar sua forma de pensar. Comece dan-
do uma ordem de mudança para seu cérebro. Dê o primeiro passo para
se reinventar e iniciar uma jornada de mudança de mentalidade e de-
senvolver o seu mindset de crescimento.
Podemos entender o mindset como sendo nossas atitudes mentais, a men-
talidade do crescimento conforme a percepção que temos de nós e do nosso
potencial, com a ideia de que podemos aumentar a capacidade do nosso cé-
rebro, é possível aprender qualquer coisa e resolver qualquer tipo de objeção.
Com uma mentalidade de crescimento as pessoas acreditam que suas
habilidades mais básicas podem ser desenvolvidas com dedicação e tra-
balho duro. O cérebro e o talento são apenas os pontos de partida. Essa
visão cria um amor pela aprendizagem e uma resiliência que é essencial
para uma grande realização.

Transforme a Sua Realidade


Agora chegou a hora de utilizar a sua principal característica como ser
humano: a criatividade. Se valendo da colaboração de sua parceira, a curio-
sidade, pois é através da curiosidade que encontramos as respostas certas.

122
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Então, não hesite e seja curioso, sim curioso. Sabe aquela criança que
pergunta tudo, quer saber os porquês dos porquês? Seja como ela! Per-
gunte, pesquise, busque o sentido e a real necessidade das coisas que você
considera importante na sua vida.
Treine sua mente para focar no seu propósito. Acredite, tudo que
você mentaliza, subconscientemente, você ordena para o seu cérebro.
Se você mentaliza que terá sucesso, de uma forma ou de outra, terá
sucesso. Por outro lado, se você mentaliza que não conseguirá, que não
pode fazer uma coisa, então você de fato irá fracassar. Tudo começa no
seu pensamento e na forma como você trabalha seu mindset.
Em resumo, se você acreditar, sua mente irá lhe proporcionar o seu de-
sejo. Lembre-se, nosso cérebro sempre cumpre nossas ordens. Portanto,
se você estiver com seu mindset preparado para vencer e suportar todos
os desafios, você terá sucesso, se sua crença for forte o suficiente, você
alcançará seu objetivo. Quando você chegar à este ponto, saberá que está
no caminho certo, um caminho de descoberta e autoconhecimento.

A Arte de Fazer Acontecer


Eu acredito que para haver uma real mudança você precisa ter cons-
ciência, não só de que existe algo a ser mudado, mas também tem que
estar disposto a enfrentar e aceitar os desafios da mudança. Eu mesma
enfrentei muitos desafios, porém encontrei muitas ferramentas que me
ajudaram a prosseguir.
Eu li o livro “O milagre da manhã” escrito por Hal Elrod, e foi uma
das coisas que me ajudou a ter uma disciplina no meu processo de mu-
dança. Então, tenho uma sugestão para você que ainda não sabe por
onde começar. Siga estes seis simples passos e se puder leia o livro para
entender melhor o processo.
Segundo Elrod, as ações das pessoas devem estar à altura do que buscam
conquistar. Por exemplo, se você quer ter um grande negócio, necessaria-
mente, deve ser um grande empreendedor. Se quer mudar o mundo para
melhor, precisa se tornar uma pessoa melhor também. Logo, entendemos
que o nosso mundo exterior sempre será o reflexo do nosso mundo interior.

Dedicando-se inteiramente ao seu desenvolvimento


pessoal por meio das 6 atividades Salvadoras de Vidas,
O Milagre da Manhã pode ser fundamental na conquista
de todos os seus sonhos e na transformação de sua vida.
-Hal Elrod

123
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Veja abaixo, de forma resumida, as seis atividades que o autor discorre em
seu livro. Tudo o que você precisa fazer, é acordar mais cedo e se dedicar a elas.

1. Silêncio
Para iniciar o dia de forma positiva, o autor indica técnicas de medi-
tação de 5 a 10 minutos, por dia. Com isso, você poderá iniciar o seu dia
acalmando a mente, reduzindo o estresse, aumentando a autoconsciên-
cia e ganhando clareza e foco.

2. Afirmações
Repetir muitas vezes uma afirmação positiva de algo que você deseja, leva-
rá à gravação da mensagem em seu subconsciente. Essa prática, levará a alte-
rações no seu comportamento que irão contribuir para alcançar o seu objetivo.

3. Visualizações
Técnica usada por atletas de alta performance para conquistarem com-
petições. O autor diz que usou esta técnica para escrever este livro. Ele se
imaginava escrevendo página por página e também imaginava o resulta-
do: as pessoas lendo o livro e transformando as suas vidas.

4. Exercícios físicos
Os exercícios físicos são importantíssimos. Praticar exercícios pela manhã
traz benefícios como: aumento da disposição, melhora da saúde, aumento
da autoconfiança, bem-estar, aumento da clareza mental e da concentração.

5. Leitura
Ler é o melhor caminho para adquirir conhecimento em busca dos seus
objetivos. Leia o assunto para qual você deseja se desenvolver em sua vida.

6. Escrita
Faça um diário e anote todos os pensamentos que tiver, ideias e experiências
em seu dia a dia. Com apenas 5 minutos diários deste exercício, você irá ga-
nhar clareza de ideias e acompanhar o seu progresso enquanto se desenvolve.
Estes são os seis hábitos que formam o “Milagre da Manhã”. Que tal
dar um novo rumo à sua vida?

124
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Conclusão
A mudança é sim algo que assusta, porém diante de uma insatisfação
ou sofrimento, a mudança se faz necessária. Às vezes, em determinadas
situações da vida, somos obrigados a fazer mudanças, na medida que
mudamos somos surpreendidos quase sempre por situações inespera-
das e benéficas. Isso faz jus a muitos ditados populares, como “há males
que vem para o bem” ou “má sorte ou boa sorte quem sabe” e assim des-
cobre-se que sem a transformação não seria possível tal fato acontecer.
Para desenvolver e ajustar seu mindset, certamente você terá de se li-
bertar de suas crenças limitantes. Se você sempre basear suas ações futuras
no seu passado, provavelmente estará condenado a caminhar com medo
e isso será um fator que dificultará, e muito, sua jornada rumo ao sucesso.
Acreditar que é possível mudar ou desenvolver habilidades novas, te
ajudará a avançar e alcançar objetivos incríveis em todos os aspectos de
sua vida. Embora tenhamos dificuldade em enfrentar e aceitar as mudan-
ças, elas são sim importantes e necessárias.

Ao escolhermos adotar um
mindset de crescimento teremos
grande êxito na busca pelo nosso
desenvolvimento pessoal e da
verdadeira liberdade.

125
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Vânia Garcia Fabio, psicóloga, pós graduada em Cognitivo
Comportamental, Hipnose Clínica e Ericssoniana, Formada em coaching,
pelo Instituto Edson Burger.

about.me/vaniagarciapsicologa (11) 9 8719-6765


@vaniagarciapsicologa

126
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O Caminho para Um
Potencial de Vencedor
N esse breve texto tratarei um assunto preocupante, exemplifi-
cando alguns casos que afetam crianças e adultos de variadas
idades que, por motivos diversos, apresentam uma espécie de
bloqueio para encontrar soluções saudáveis e congruentes em suas
vidas. Então, por meio do conceito de mindset progressivo, apresen-
tarei alguns motivos que impedem as pessoas de alcançarem o su-
cesso para auto realização em quaisquer sentidos de sua existência.
Embora eu não seja escritora, posso relatar muitas histórias que presenciei
e experiências que vivi quando criança e que reconheço em outras crianças.
Nossos dias são como um calhamaço de páginas em branco que, aos
poucos, vão sendo preenchidas com a percepção e interpretação dos
acontecimentos que vivenciamos. São experiências pelas quais passamos
que desempenham um papel importante na formação da nossa persona-
lidade. Isso vai definindo as maneiras como pensamos e agimos.
Diante do problema da aprendizagem reconhecido na fase da infância,
nas próximas páginas descreverei métodos para a ressignificação da in-
terpretação primária de modo a permitir o desbloqueio, para que pesso-
as de quaisquer idades consigam melhorar drasticamente seus desempe-
nhos no reconhecimento de seus altos valores como indivíduos. Aqui, a
palavra ‘reconhecimento’ é essencial, e a ela deve ser dada toda a aten-
ção, pois o primeiro passo para a ressignificação é reconhecer o problema.
Diante de tantos casos que já cliniquei, consigo entender as dificulda-
des que as pessoas têm com bloqueios diversos, que impedem uma vida
emocionalmente saudável e a realização de seus objetivos. São inúmeros
casos de pequenos bloqueios, muitas vezes imperceptíveis, que acabam
por inibir ou travar. O comportamento e as aflições das pessoas, provoca-
das por esses estigmas, são objeto principal de meu estudo. Por isso, es-
colhi este tema, tão importante, que pode contribuir com a construção de
seres humanos melhores. Pois, lembre-se bem, o início é a chave de tudo.
Quando jovens, todos nós tendemos a ter uma disposição esperançosa
diante do futuro. Acreditamos que seremos capazes de atingir a perfeição
em várias áreas, que conquistaremos o mundo e que teremos sempre muito
sucesso. Sonhamos alcançar um relacionamento maravilhoso, um trabalho
profundamente gratificante, uma vida familiar feliz e o reconhecimento de
todos em nosso redor. Sem refletir, buscamos aprovação dos outros, por ve-

127
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
zes inconsciente para seguirmos nosso caminho. Essas como outras atitu-
des são formatos de aprendizados que se transformam em futuras tomadas
de decisões, que, muitas vezes convergem em hábitos equivocados.
Retomando a metáfora, se nossa vida é composta por páginas em branco,
imagine a mente de uma criança! É a primeira página, a capa do livro em branco.
O desenvolvimento da personalidade humana é gradual. Aos poucos, os in-
divíduos vão se validando pelo que observam ao seu redor. Tudo que ouvimos,
vemos e sentimos constrói a pessoa que seremos no futuro, definindo nossas
atitudes através de pensamentos: que podem ser funcionais ou disfuncionais.
Desde pequenos trabalhamos nosso mindset. E o que é o mindset? Um
neologismo oriundo da língua inglesa – cuja tradução literal seria algo
como perspectiva mental –, é um modelo mental que cada um de nós tem
em relação à vida, um conjunto de crenças que refletem nossa maneira
de agir em cada situação que vivenciamos ao longo de nossa existência.
Carol S. Dweck, professora de psicologia da Universidade Stanford
nos Estados Unidos e, especialista nessa área de conhecimento, explica
que nosso mindset mostra o modo otimista ou pessimista de enxergar as
diversas situações de nossas vidas e como se portar diante delas. Ela clas-
sifica dois tipos de mentalidades distintas: fixa e a progressiva.
O mindset fixo é determinado pela crença de que a inteligência e a habili-
dade são natas, de que pessoas não nascem com determinados dons ou capa-
cidades, naturalmente, também não podem desenvolvê-los posteriormente.
Nesse contexto, a inteligência está sendo colocada em julgamento a todo
momento e o medo de enfrentar os desafios para revelar nossas fraquezas é
constante. A tendência de não se engajar nos impede de adquirir novos co-
nhecimentos, por acreditarmos estarem acima do nosso nível de capacidade.
No segundo tipo de mentalidade, chamada progressiva ou de cresci-
mento, ao contrário da primeira, nos permitimos acreditar que nossos
talentos e habilidades podem sim ser desenvolvidos, desde que haja dedi-
cação, foco e paciência de nossa parte.
As várias experiências de vida que estudei durante minha ativi-
dade profissional embasam a crença de que temos o dever de cuidar
do mindset da criança, pois quaisquer descuidos nessa fase podem
comprometer as etapas posteriores no desenvolvimento do indivíduo,
como decisões inadequadas na fase adulta.
A trajetória desse pequeno ser é de muito aprendizado. Absorve tudo
do convívio escolar, social e familiar. Deste modo, o ambiente em que
vive terá vital importância na formação de seu mindset. Deve, portanto,
ser constantemente estimulada para que se desenvolva uma mentalida-

128
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
de progressiva, pois na vida adulta existe a resistência ao reaprendizado.
A criança se vê com os olhos do adulto. Seu aprendizado é da respon-
sabilidade dos que com ela convivem. Eles fazem as escolhas, influen-
ciando positivamente na sua educação, que pode ser assertiva desde já,
na concepção de si mesmo e do mundo, se for trabalhado o seu mindset.
A criança está num momento de formação e a captação do que se passa
ao seu redor, está sendo impressa através da escuta de si mesma e das
situações que ocorrem muito próximas a ela. Do início ao fim de sua vida,
ela seguirá por caminhos traçados ao longo de sua infância.
Cada decisão, seja consciente ou mesmo inconsciente, estará determi-
nada a partir de tudo que ela aprendeu de todos os adultos que fizeram
parte de sua vida. E então, as histórias que ela terá para escrever em suas
páginas em branco ou contar ao longo da vida, serão cheias de elementos
do que ela viveu no comecinho de sua existência.
Eu mesma tenho minhas questões, que juntas, determinaram minha
vida e também essas linhas que escrevi. As experiências que tive na infân-
cia determinaram muitas decisões que tive, e outras que tenho hoje, devido
a algumas libertações do mindset fixo, abrangendo o tema deste capítulo.
Toda e qualquer afirmação que a criança ouve,como por exemplo,
discursos de que ela é muito talentosa, ou um fracasso para determi-
nadas funções, ficarão guardadas em sua lembrança e muitas vezes
inconsciente e não sabemos, qual a forma, foram armazenadas, pro-
cessadas e estruturadas. Existem ainda afirmações sobre uma criança
ser digna de pena, seja por uma perda ou mesmo abandono.
Vivemos em uma sociedade em que mais de cinco milhões de crianças
não tem o nome do pai no registro. Esse número pode ser muito maior quan-
do consideramos aquelas que tem o registro, que se sentem abandonadas
o tempo todo, mesmo com a presença de seus pais. Podem desenvolver
sentimento de rejeição. São números que traduzem histórias... violências
verbais e físicas, que vão ficando armazenadas ao longo da vida, ecoando
inconscientemente em cada passo e decisões que dará em sua trajetória.
Posso citar o caso de uma criança, cujo pai hesitou em registrá-la, per-
manecendo sem registro, pois ele faleceu alguns meses depois de seu
nascimento. A mãe casou-se antes que ela completasse um ano de vida,
recebendo então a paternidade e finalmente foi adotada.
Era muito bom o relacionamento da nova família e consta que foi um
bom pai, até que faleceu antes que ela completasse o sétimo ano de vida.
Essa menina, entretanto, teve seu desenvolvimento marcado por frus-
trações no relacionamento com o sexo oposto, mesmo havendo a refe-

129
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
rência masculina do pai adotivo. A sequela deixada pelo sentimento de
abandono, nos primeiros meses de vida e pela morte prematura do pai
biológico teve peso negativo na formação de suas crenças.
Quando adulta, casou-se e separou-se por três vezes. Em cada um deles,
teve filhos; um menino do primeiro, uma menina do segundo e mais um
menino do terceiro. Os dois primeiros filhos já são adultos. Tem bom relacio-
namento com a filha, porém teve dificuldades de relacionamento com o filho.
Atualmente faz análise e já consegue desenvolver seu mindset de
crescimento, melhorou sua autoestima, obtendo excelentes resultados
na relação com filho mais velho. Conseguiu desenvolver entendimento
dos problemas que a afligiram no passado, interferindo positivamente no
mindset progressivo do filho mais novo.
Sentimento de rejeição, autopiedade, falta de autoestima, culpa, cren-
ças limitantes e até depreciação de si. A consequência, é a construção de
um adulto com mindset fixo.
A criança que constantemente ouve dos adultos o que lhe falta, sobre
tudo que há de negativo em suas atitudes, aprende a ter essa percepção.
Nunca pensará sobre suas qualidades e essa será a base para seu desen-
volvimento. Há aquelas que com frequência ouve elogios, se agradam
muito com isso, mas são estímulos momentâneos e no instante em que
encontram as primeiras dificuldades, a confiança desaparece e a moti-
vação diminui. Criaram dependência dos elogios. Eis um mindset fixo,
a vaidade impedindo a passagem do desenvolvimento, a superação das
dificuldades deixam de seguir o caminho ao cume da realização. Elogios
em excessos pode desenvolver num mindset fixo. Exemplos não faltam
e eu poderia escrever vários aqui, baseado nas histórias de que mencio-
nei nessas páginas. Mas posso ainda escrever um pouquinho sobre mim.

Minhas Fraquezas me Fortalecem


A vida, muitas vezes, nos impõe duras experiências, colocando obstáculos
em nossos projetos e desmoronando os nossos sonhos. Em muitos momen-
tos tudo parece se fragmentar transformando-se numa amarga desilusão.
Tais situações, entretanto, devem ser vistas como aprendizado e até
valorizadas, que diante das adversidades em que somos envolvidos está o
nosso crescimento e desenvolvimento. É preciso coragem e perceber que
as cicatrizes acabam nos fortalecendo.
Cito aqui um conceito trazido pela filosofia japonesa, em particular
uma abordagem budista em relação à cerâmica.

130
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Os mestres budistas desenvolveram um argumento de que potes, xí-
caras e vasilhames que foram danificados por acidente não deveriam ser
jogados fora. Eles deveriam atrair nossa atenção e respeito, sendo conser-
tados com um enorme cuidado. De acordo com a filosofia budista, a ce-
râmica deveria ser remontada com o mais caro pó de ouro, para que não
houvesse como esconder o “remendo”, tornando as linhas defeituosas, as
mais bonitas possíveis. Trata-se da arte do kintsugi, que se baseia numa
ideia simples; que a imperfeição de uma peça quebrada surge numa ver-
dadeira obra de arte, não só atingindo a perfeição estética, como também
o crescimento interior. A intenção, ao contrário do que se poderia pensar,
não é esconder o remendo e sim valorizá-lo. Um processo de reconcilia-
ção com defeitos e acidentes que vem com o tempo. Assim cada cerâmi-
ca restaurada tem um valor “único” tornando-se diferente das demais.
Traçando um paralelo às nossas vidas, deveríamos respeitar e valori-
zar nossas vulnerabilidades, falhas... repensar a maneira de como vemos
nossos defeitos e reconhecer isto. Como alto valor de aprendizado aos
obstáculos que a vida nos impõe.
Onde quero chegar? Conto aqui um pouco sobre mim e um pouco so-
bre algo que faz sentido com as histórias que conheço: perdi minha mãe
quando tinha apenas seis anos de idade. Foi há muito tempo, no entanto
os acontecimentos que me abalaram continuam frescos na minha me-
mória. Lembro-me do velório com riqueza de detalhes; ouvia algumas
pessoas dizendo “coitadinha, ela perdeu a mãe muito cedo”. O que acon-
teceu depois, durante boa parte da minha vida? Comecei a ouvir isso de
mim mesma. Desenvolvi auto piedade e me achei uma coitada e isso me
incapacitava sem a percepção dos bloqueios que estavam me causando.
Ao longo do tempo, entretanto, a perda precoce do cuidado materno tão
necessário, e as dificuldades que se me sobrepuseram acabaram por me
fortalecer, precisei aprender que isso me fortalecia. A perda me fortale-
ceu de tal maneira que, quando percebemos onde somos fortes, você se
fortalece e fortalece o seu mindset de crescimento, olhando o seu lado
positivo. Mais do que isso, começa a desenvolver o foco no positivo.
Pois eu sabia que tinha perdido minha mãe, mas precisava caminhar
com mais determinação e força para alcançar meus objetivos.
Mas isso eu aprendi ao longo da vida e com a psicoterapia fui liber-
tando minhas mazelas, aprimorando conhecimentos na área da profissão
que escolhi e hoje conhecendo o trabalho do Instituto Edson Burger.
Na trajetória da minha vida, aprendi a me defender e me reconhecer
como uma pessoa de potencial. Já na fase adulta, desenvolvi minhas de-

131
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
fesas nas adversidades, justamente usando o que me faltou.
Uma criança, tem a oportunidade de desenvolver um mindset de cres-
cimento, se capacita e se livra dos bloqueios que se instalariam em sua
infância. Bloqueios disfuncionais baseados em suas “faltas” a acompanha-
riam por toda a vida. Um educador, professor ou cuidador que saiba tra-
balhar um mindset fixo da criança e convertê-lo a um mindset de cresci-
mento, fará um trabalho incrível no desenvolvimento desse futuro adulto.
Quando você percebe suas qualidades seu mindset fortalece. Você
aprende olhar seus aspectos positivos, elementos encorajadores que o
tornam mais autoconfiante.
Suas impressões e experiências vividas, sejam lembranças latentes ou
informações gravadas até de forma inconsciente. Elas terão um impor-
tante papel ao longo da vida. É como se preenchesse páginas em branco
com elementos que experimentou desde o início de sua existência, é pre-
ciso coragem para significá-la.
Eu mesma tenho minhas questões que, como um bloco, determinam
a maneira de olhar a vida, e que, inclusive, influenciaram na escolha do
tema que estou abordando.
Quero ouvir grandes histórias.
Imagine agora o repertório de histórias fantásticas que eu teria para
apreciar durante minhas sessões de terapia, se cada paciente que atendi
tivesse desenvolvido seu mindset de crescimento já na infância?
O mindset de crescimento é a chave para o sucesso de qualquer pessoa.
Ao contrário do mindset fixo, ele acredita no desenvolvimento da habilida-
de e inteligência, o aprendizado é buscado para superar qualquer limitação
e “faltas”. Com ele é possível abraçar os desafios e encarar as falhas como
um aprendizado. O esforço em superar as dificuldades é visto como um
caminho para a excelência e o sucesso, além disso, enfrentar cada um dos
nossos problemas se torna uma tarefa para desempenhar com entusiasmo.
O que eu quero e o motivo de escolher contar essa história para você, é
porque acredito que a criança com mindset fixo, pode ser trabalhada para
mindset de crescimento e isso minimiza riscos e perdas na vida adulta. A
chance de ter sucesso com rapidez em seus objetivos é grandiosa. Essa é
uma grande missão dos adultos que as rodeiam.
Crescer com um mindset fixo nos faz acomodar e não evoluir. As his-
tórias que desenvolveremos ao longo da vida serão baseadas na crença de
que, se não acertar, sua trajetória será humilhante. Imagine, então, uma
história de vida onde corre-se o risco de nunca crescer, errar ou acertar?
Nunca se pôr a prova, por conta de limitações, afirmações e crenças dis-

132
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
funcionais desenvolvidas na infância, é ter uma vida de decisões limitadas.
Uma criança supervisionada por um adulto quem tem respeito e responsa-
bilidade sobre a vida dela, para que desenvolva um o mindset de crescimen-
to, não passará por tantas frustrações e bloqueios para que tenha sucesso.
Ela pode, sim, se realizar com mais facilidade e menos sofrimento. Pois
o sucesso não deve ser visto como algo que precisa ser conquistado com
aflição. É preciso acreditar que trilhamos um caminho para o sucesso a par-
tir de luta, mas que o sofrimento não precise, necessariamente, vir junto.
O ideal é que uma criança possa ser educada para ter um mindset de
crescimento. Quando ela ouve de outras pessoas aquilo que pode ser
prejudicial para a vida dela, isso fica para toda vida. Até que ela possa
ser adulta, até que ela cresça e consiga se perceber, mesmo assim, levará
resquícios de sua infância para tudo que faz.
É preciso acreditar que podemos ser o que quisermos. Temos o direito
de errar, mesmo correndo o risco de ser julgado, colocar-se à prova e
arriscar-se. Isso faz crescer!
E nós gostamos muito de ouvir histórias de sucesso. Pessoas com tra-
jetórias de superação, o homem com a ideia inovadora do ano, aquele que
investiu e conquistou o que sempre quis.
É preciso ter a capacidade de não criar barreiras imaginárias na mente
desde criança. Assim, podemos construir gerações mais saudáveis.
Histórias de mindset de crescimento preenchem páginas em branco
que serão contadas com entusiasmo no futuro. Para que essa possa ser a
história de um jovem ainda com mindset fixo, mas com desenvolvimento
de mindset de crescimento, é necessário que ele seja trabalhado ao acor-
dar todos os dias com a certeza de que irá vencer e achar soluções para
cada interrupção que houver em sua vida. Acomodar não é realizar, ou
pensar positivo apenas, não são caminhos mensuráveis.
Sigo minha carreira estudando o máximo de formas que geraram o
mindset fixo, nas pessoas que paralisaram nos obstáculos e continuam
fragilizadas em suas vidas. Entendo esse processo, estudo ainda outras
tantas maneiras de desbloqueá-las,

pois meu maior prazer com essas


pessoas é ouvir suas histórias refeitas
com o máximo de sucesso.
133
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Reinaldo Assis Monte Alto, concursado como fiscal munici-
pal em Luiziana, no Paraná, há 15 anos. Superintendente da Previdência
Social dos Servidores Públicos do Município de Luiziana (Previluz), cargo
sem remuneração o qual teve que passar por uma prova de CPA-10, da
Instituição ANBIMA. É também presidente da Associação de Pais, Mes-
tres e Funcionários (APMF) do Colégio Adaucto da Silva Rocha de Lui-
ziana. Vice tesoureiro do Conselho de Assuntos Econômicos Paroquiais
(CAEP) da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Luiziana.

reinaldotrib1@hotmail.com @reinaldo.assismontealto

134
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como Transformei a Minha Vida
Minha vida, até o ano de 2017 foi muito normal. Sou funcionário pú-
blico, casado, há 22 anos, com Maria Aparecida Gonçalves da Silva Monte
Alto e pai de Maria Eduarda Monte Alto, de 15 anos.
Com 40 anos, eu era alguém sem paciência, de mal com a vida e mui-
to irritadiço. Mas isso começou a mudar, quando eu iniciei os estudos,
buscando algo revolucionário em minha vida, meu crescimento pessoal.
Antes mesmo de saber o que exatamente era a Lei da Atração, fui acometi-
do por ela. Houve um momento em que me vi sendo levado a fazer boas esco-
lhas. Resolvi me cuidar e isso envolveu, principalmente, minha vida espiritual.
Nosso Deus é único, independente da religião, isso é importante saber. O
que nos define como bons cristãos é a nossa fé e a nossa intenção de fazer o
bem. Não é a religião que escolhemos, mas a fé que determina nossas ações.
Ela alimenta nosso coração de esperança e nos fortalece para seguir em frente.
Sou católico, batizado pelos meus pais, ainda recém-nascido. Apesar
disso, raramente ia a Igreja. Contudo, aceitei fazer, junto com minha es-
posa, o Curso de Casais Perseverantes na Paróquia Nossa Senhora Apa-
recida de Luiziana, no Paraná. Esse foi o primeiro passo para a transfor-
mação que eu estava prestes a passar.

Onde, no caminho, perdemos de vista o


milagre que nós estamos vivendo?
-Hal Elrod
O Milagre do Amanhã

Concluído esse curso, o pároco Sidney Teixeira Gomes, ofereceu o


Curso de Renascimento Para Casais, com a promessa de que seria de
grande utilidade para a nossa paz interior.
Neste momento, início de 2018, eu e minha esposa, mais um grupo de
vinte casais, começamos um processo de crescimento pessoal, que, pelo
menos comigo e minha esposa, funcionou muito bem.

O primeiro passo para o meu crescimento:


aprendendo a respirar
Como eu disse lá no início desse texto, não fazia ideia do que era
Lei de Atração, muito menos mindset de crescimento ou mindset

135
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
fixo. Identifiquei ao longo do Curso de Renascimento que por algu-
mas vezes eu agia usando um mindset de crescimento, buscando algo
novo no meu cotidiano. Mas, na maioria das vezes era um mindset
fixo que ditava as regras no meu dia a dia, pois eu era acomodado,
meus dias eram monótonos e assim eu seguia a vida.
Não nos damos conta da maneira que vivemos. Muitos de nós não se
aventura, deixa a vida passar sem agir. Dessa maneira, perdemos opor-
tunidades, desvalorizamos atitudes e ações, deixamos o tempo correr…
Vemos os momentos passarem, apáticos e sem propósito.
Sem perceber, estamos presos ao mindset fixo, determinista e sem
avanço. Vivendo a partir de crenças limitantes, sem transformações ou
revoluções. Nosso dia a dia é feito a partir de julgamentos rasos e ava-
liações sem fundamento sobre nossa capacidade.
O curso foi um processo de mudança, lento, mas fundamental para
minha busca pelo novo. O que de fato já era um exercício recorrente,
pois eu tinha a capacidade de focar em algo que eu queria muito e com
alguma insistência eu conseguia.
Mas nem tudo são flores e eu imagino, que por vezes eu colocava
tanta emoção em determinadas ações que me frustrava. Começar algo
e me deparar com alguns obstáculos era a chave para me fazer desistir
de continuar um projeto, independente da importância ou o impacto
positivo que ele teria em minha vida.
O fracasso, mesmo que mínimo, me limitava. Eu não conseguia en-
xergar algo positivo ou uma solução diante de uma adversidade. De-
pois, aprendi a ver toda derrota como uma oportunidade de mudar.
Ainda bem que evoluímos e temos a chance de aprender com nossos
erros. Mas isso só é possível, se estamos abertos para a mudança.

A mais profunda raiz do fracasso em nossas


vidas é pensar, ‘Como sou inútil e fraco’.
É essencial pensar poderosa e firmemente,
Eu consigo’, sem ostentação ou preocupação.
-Dalai Lama

A experiência com o curso foi um divisor de águas. Em minha cabeça,


qualquer coisa que me acontecia era por sorte, ou falta dela. O máximo
que eu fazia era viver o que acreditava ser correto.
Fui criado para fazer o bem, mas eu não conseguia lidar com as bar-
reiras que me impediam de conquistar coisas melhores para mim e mi-

136
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
nha família. Com isso, ao fracassar, eu me tornava alguém insuportável.
Assim, ia da tranquilidade ao estado mais alto de irritação. A raiva é
alimentada de deslizes e perdas, além de insatisfação com a situação que
vivemos ou estamos vivendo no momento. Ela aparece nos momentos
em que nos sentimos mal, sem capacidade e descrente.

Por que é que quando um bebê nasce, muitas


vezes, nos referimos a ele como “o milagre
da vida”, mas depois passamos a aceitar
mediocridade para nossas próprias existências?
-Hal Elrod
O Milagre do Amanhã

Jamais conseguia enxergar as coisas boas que aquele momento po-


deria proporcionar, pois hoje sei que até as falhas podem nos ensinar.
Apenas me sentia inferior, pessimista e sem dar valor ao que eu tinha.
Aprendi coisas básicas para sobreviver no caos que é o nosso mundo.
Como por exemplo, respirar. Sim, aprendi como respirar da forma corre-
ta, durante mais ou menos dez sessões do Curso de Renascimento. Inspi-
rar e respirar de maneira lenta e profunda. Sentir o ar entrando nos pul-
mões. Esvaziar a mente e assim, administrar todo o estresse. Deve ser um
exercício praticado continuamente e aperfeiçoado ao longo do tempo.
Nascemos sabendo como respirar, mas isso se perde ao longo do nos-
so crescimento e deixamos de refletir sobre um processo natural e vital
para nós. Quanto mais oxigênio no corpo, melhor o funcionamento dele,
inclusive o cérebro. Respirar fundo e se acalmar é algo que ouvimos com
muita frequência. E é uma verdade, assim como a respiração equivocada
é alimento do estresse e munição para a destruição do nosso corpo. Por
isso é tão importante voltar às nossas origens e respirar adequadamente.
Aprendi muito sobre isso no meu curso e foi fundamental para minha evolu-
ção. Consegui ficar em um estado de relaxamento completo, observar minha
respiração e renovar minhas energias, oxigenando todo o meu corpo e fazen-
do com que os males que me acometiam, aos poucos fossem desaparecendo.

RESPIRAR-RENOVAR
RESPIRAR-RENASCER

137
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
No passado, eu deixava os momentos de raiva me dominarem. É aí
que morava o problema, pois a respiração fica mais rápida e superficial.
Então, quando estava em situação de alerta meu corpo agia na defensiva, ao
me permitir respirar adequadamente, ele ativa um processo de relaxamento.
Dessa maneira, a partir do que aprendi, fui me curando de dentro
para fora, aliviando os meus pensamentos e trazendo boas vibrações
ao meu corpo. Os pensamentos positivos começaram a me invadir e
foram substituindo os pensamentos negativos, que sem me dar conta
atraía para mim, meu trabalho e principalmente para o meu lar.

Quando você nasceu, todos lhe asseguraram


que você poderia fazer, ter e ser qualquer
coisa que desejasse quando crescesse.
Pois bem, e agora que cresceu?
-Hal Elrod
O Milagre do Amanhã

De encontro ao meu crescimento


A Lei da Atração mais uma vez conspirou positivamente a meu favor.
No Curso de Renascimento, o padre Sidney falava sobre a energia posi-
tiva do universo, que a partir das vibrações corretas, podemos atraí-las.
Estudando sobre o assunto e muito curioso para conhecer mais, me de-
parei com sugestões de cursos do Instituto Edson Burger, no Facebook.
O primeiro que eu adquiri foi o Detox em 14 dias. Uma lástima, pois
não consegui realizar, já que estava em um período de extravagância
gastronômica, nada que não poderia ser resolvido mais para frente. Mas
desde o início, ao tomar conhecimento do Instituto e suas aulas, comecei
a receber o WhatsApp Coach que foi transformado em Mindset Coach,
com áudios diários do Edson Burger, que tem o objetivo de nos transfor-
mar na melhor versão de nós mesmos.
Me acostumei tanto a receber os áudios motivacionais do Edson
pelas manhãs. Os áudios são mensagens sobre o poder do foco no
positivo, histórias de crescimento pessoal a partir da mentalidade
de crescimento, um conteúdo importantíssimo para mim e o meu
plano de crescimento pessoal.
Minhas manhãs com o Edson Burger são maravilhosas. Antes de irmos
trabalhar, eu e minha esposa, por volta das 7h00, recebemos a mensagem
pelo WhatsApp e ouvimos juntos. Há dias em que o conteúdo parece ter
sido feito especialmente para mim. As mensagens se encaixam com o mo-

138
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
mento em que estou passando e me auxiliam a tomar decisões importantes.
Depois de apreciar as palavras do Edson, temos a certeza que o nosso
dia ficará mais convidativo e nós, mais dispostos a vivê-lo plenamen-
te, aproveitando cada pedacinho dele, para o nosso desenvolvimento e
crescimento. É uma injeção de ânimo e a esperança de conquistar todos
os nossos sonhos e objetivos, inclusive ações que havia desistido antes.
Motivado e renovado, agora sem desistir dessa vez, iniciei o curso da
Fórmula do Emagrecimento Definitivo, modéstia à parte, foi um sucesso.
Atingi meus objetivos com o emagrecimento, a partir de técnicas que nos
permite ter mais força e controle de nossa mente e corpo. Realizei esse cur-
so com a convicção de que iria funcionar e eu iria atingir meus objetivos.
Precisava sair dos 85 quilos e chegar aos 72. Me sinto orgulhoso em dizer
que alcancei minha meta antes do prazo de duração de três meses do curso.
Com um conteúdo riquíssimo, falando sobre a alimentação, o motivo
das pessoas terem dificuldades para emagrecer, as técnicas de Programa-
ção Neurolinguística e as Lives, impossível não ser impactado.
Antes da transformação acontecer fora, na forma do nosso corpo, é
preciso mudar nossa cabeça. Infelizmente, o emagrecimento é difun-
dido como algo que pode se resolver apenas com exercícios e uma ali-
mentação saudável. Tudo verdade, mas a mente e o equilíbrio de emo-
ções são pilares fundamentais, que pouco se discute.
Por isso, a Fórmula do Emagrecimento Definitivo foi tão importante
para mim. O conteúdo nos motiva tanto que é impossível ficar acomo-
dado. Tudo isso, fez com que eu mudasse meu chip de gordo para um
novinho em folha de magro.
Quanto ao meu corpo, senti que os acontecimentos bons não pararam
de acontecer. Hoje a minha alimentação é normal, não tenho privações
quanto ao que comer.
Posso comer de tudo, mas não muito, foco minha alimentação nos
intervalos que não ficarei com fome, me sinto saciado quando me ali-
mento, mesmo tendo diminuído as quantidades, me exercito com faci-
lidade e sinto falta quando não me exercito. Meus exercícios são ape-
nas caminhada e corrida matinal e as vezes acompanho minha esposa
na parte da tarde. Me sinto muito bem, não só pelo emagrecimento,
mas pela vida que ganhei após este curso que me transformou.
Isso tudo é mais do que emagrecer, na verdade, pude até mesmo com-
bater a ansiedade. Ter um atendimento de um coach que ajuda no desen-
volvimento pessoal de pessoas que querem realizar uma mudança em
qualquer nível da vida, é um diferencial e tanto. Estava nesse momen-

139
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
to, me sentindo muito ansioso e foi extremamente benéfico para mim.
Trabalhando mente e corpo, consegui controlar minha ansiedade. Algo
que afeta muitas pessoas e comigo, interferia na minha vida social, familiar
e profissional. Os ensinamentos da Fórmula e os áudios do WhatsApp Co-
ach me ajudaram com isso também. Uma revolução e tanto na minha vida.
Não parei por aí, concluí também o curso de Formação em Co-
aching, com especialização em Emagrecimento Definitivo e Progra-
mação Neurolinguística (PNL) e ainda o de Vendas com PNL, todos
ministrados através do Instituto Edson Burger.
Hoje, há mais uma conquista, faço parte do livro Mindset Coaching do
Instituto Edson Burger, posso contar um pouco da minha história e ainda
enaltecer um profissional que foi essencial no meu crescimento pessoal.

Dois Reinaldos
Hoje é possível dizer que existiram dois Reinaldos na terra, um antes
de 2017 e outro depois desse ano chave para minha vida. O anterior, nin-
guém sente falta, pois ele era estressado demais e me sugava a energia.
Não me lançava em busca dos meus objetivos e me mantinha no mesmo
lugar. Além de me afastar da minha família.
O Reinaldo de agora está seguindo uma receita deliciosa para ser fe-
liz. É muito difícil encontrar a receita para a felicidade. A minha estava
bem na minha frente, mas eu não queria enxergar. Quando eu comecei
o meu processo de desenvolvimento e crescimento pessoal, a partir dos
cursos e depois aprofundando meu desenvolvimento com o auxílio do
Edson Burger e suas mensagens motivacionais, passei a entender o que
seria a felicidade e como eu poderia conquistá-la.
Realmente senti a mudança, pois eu tinha o apoio da minha esposa e
filha, cada vez que eu comentava com entusiasmo sobre o curso da Fór-
mula do Emagrecimento Definitivo. Elas viam o resultado diariamente,
não só fisicamente, mas a transformação no meu comportamento, o au-
mento da minha autoestima e a forma como eu tratava a minha família.
Depois de conhecer o Instituto Edson Burger, eu me aproximei da mi-
nha família e começamos a realizar cada vez mais atividades juntos, que
muitas vezes não dávamos o valor necessário antes. Hoje, esses momen-
tos, mesmo que pequenos, são a base da nossa felicidade.
E quem diria, que eu teria tantas conquistas, após conhecer essa figura
brilhante chamada Edson Burger?

140
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
“Você está fazendo,
tendo e sendo tudo o que
sempre desejou?
Ou em alguma parte do
caminho você redefiniu
‘qualquer coisa’ e ‘tudo’
para poder se contentar
com menos do
que de fato deseja?” -Hal Elrod
O Milagre do Amanhã

141
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Rúbia Mara Pereira, formada em pedagogia com especialização
em Orientação Educacional pela Universidade do Estado de Santa Catarina
(UDESC). Pós-graduada em psicopedagogia, para Mercado de Trabalho e
para o Exercício de Magistério pela Universidade do Sul de Santa Catarina
(UNISUL). Coach com especialização em Emagrecimento Definitivo e Pro-
gramação Neurolinguística (PNL) aplicada ao coaching, pelo Instituto Edson
Burger. Curso em Imersão em PNL e de vendas com PNL, ambos pelo Insti-
tuto Edson Burger. Curso de florais do Dr. Edward Bach pelo The Internatio-
nal Training Programme Learning to Use Healingherbs. Curso de florais de
Saint Germain com Neide Margonari. Curso de numerologia, cromoterapia
e cristalterapia pelo Centro de Estudos e Informações Técnicas Educacio-
nais e Culturais. Curso de aromaterapia com Karen Berenice Denez. Curso
de Reiki 1° e 2° grau e Sistema Usui de cura natural com Jorge Luiz Bradt.

rubiampereira87@gmail.com @rubiampereiraoficial

142
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como a PNL Mudou Minha Vida
Se a gente cresce com os golpes duros da vida, tam-
bém podemos crescer com os toques suaves na alma.
Cora Coralina

M eu nome é Rúbia Mara Pereira, tenho 45 anos e desde criança fui


considerada inteligente por meus pais, familiares e professores. Foi
neste momento na minha infância que foi desenvolvido em mim
o Mindset fixo. Passei a acreditar que minhas qualidades eram imutáveis.
O Mindset fixo, cria em nós a necessidade constante de provar a nós
mesmos o nosso valor. Eu tinha que provar para todos e para mim mes-
ma, a todo momento que eu realmente era inteligente. Fui bem desde
a pré-escola até me formar no magistério. Escolhi a carreira de profes-
sora por gostar de aprender, adorar ensinar e gostar muito de criança.
Comecei com o curso materno infantil para poder dar aula para crianças
de quatro meses a seis anos de idade, na educação infantil. Logo consegui
meu primeiro trabalho como funcionária pública, neste momento estava
com 18 anos. Fiquei trabalhando durante três anos como professora não
concursada, ao mesmo tempo, comecei a cursar a faculdade de Pedagogia.
Nesse período surgiu um concurso para ser efetiva no cargo que eu já
atuava, até então como não concursada. Prestei o concurso e passei com
uma boa classificação, agora eu era professora na educação infantil. Isso
me possibilitou escolher um lugar para dar aulas próximo de minha casa.
Comecei a trabalhar o dia todo e estudar à noite, depois de passar em
mais um concurso público. Com o objetivo de ganhar mais, me interes-
sei pela vaga de auxiliar de ensino, alguém que cuida do administrati-
vo da Unidade Educativa e substitui o professor quando ele se ausenta.
Depois de três anos de estágio probatório, me efetivei em ambos os
cargos, onde já trabalho há 27 anos. Nesse período também me formei
em Pedagogia, com especialização voltada para a orientação educacio-
nal. Foi uma avalanche de conquistas.
Tudo parecia ir muito bem, eu era uma pessoa alegre, extrovertida,
inteligente, “sortuda” como muitos dizem. Até que cheguei aos 26 anos
de idade e algo terrível me aconteceu. Tive minha primeira crise, devido
a um abuso sexual, fui parar internada em um Instituto de Psiquiatria.
Lá conheci um médico que logo acolheu meu problema, me passou
alguns remédios e me encaminhou para um psicólogo. Fiquei em tra-

143
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tamento durante dois anos até que melhorei e voltei a ser aquela pes-
soa alegre e divertida que sempre fui, antes do acontecido. Nesta fase,
eu tinha 28 anos de idade, estava feliz e trabalhando com as crianças.
Com a vida voltando aos trilhos, resolvi fazer uma pós-graduação em
Psicopedagogia. Continuaria trabalhando durante o dia e estudando à
noite. Fui convidada para trabalhar na Secretaria Municipal de Educa-
ção na Divisão de Educação Infantil. Fiquei muito feliz por um tempo,
pois meu trabalho havia sido reconhecido. No entanto, não consegui
me adaptar ao sistema de trabalho e resolvi retornar para sala de aula.
Foi neste momento de mudanças, que tive a segunda crise, e nova-
mente fui internada em um Instituto de Psiquiatria. Lá fui supervisiona-
da por meu médico que logo me deu alta.
Fui trabalhar no Programa Bolsa Família, lá permaneci por quatro
anos, mas por um desentendimento com minha chefe, tive que sair.
Foi então que fui convidada a assumir a coordenação de um programa
para crianças e adolescentes. Permaneci por cinco meses, fiz um tra-
balho incrível, pois tinha uma ótima equipe ao meu lado, mas devido
à cortes de salários tive que deixar o projeto e retornar a sala de aula.
Em um vai e vem incessante que a vida me colocava, me interessei por
florais e fui fazer o curso de Florais de Bach e Florais de Saint Germain.
Me apaixonei pelas terapias alternativas e fiz vários cursos: aromatera-
pia, cristalterapia, reiki e numerologia.
Na época, meus planos eram de atender as pessoas, poder ajudá-las
de alguma forma para que superassem seus problemas com terapias
alternativas. Consegui atender alguns conhecidos, mas logo meus pla-
nos foram por água abaixo.
Minha vida pessoal estava indo tudo bem, tinha novos planos, tudo
parecia caminhar. No entanto, novos problemas no trabalho me obriga-
ram a pedir uma licença prêmio para me afastar do trabalho.
Eu sempre tinha algum problema de relacionamento com alguém no
meu local de trabalho, por ter meu Mindset fixo, não aceitava os feedba-
cks como algo positivo para meu crescimento profissional e levava tudo
para o lado pessoal. Também atribuo o fato de não conhecer o que era
rapport, na época. Não conseguia me encaixar e me igualar aos meus co-
legas de trabalho. Eu precisava criar uma ligação de sintonia e empatia
com eles, mas não conseguia.
Foi nessa época que tive outra crise, onde fui internada em um Ins-
tituto de Psiquiatria novamente e fui diagnosticada com transtorno de
personalidade borderline (TPB), que nada mais é que um transtorno

144
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
caracterizado pelo humor e comportamentos instáveis. Permaneci in-
ternada uns dez dias e quando saí fui medicada com remédios fortíssi-
mos que me deixavam dopada.
Eu me recuperava, ficava dois anos bem e depois qualquer problema
que acontecia eu levava para o lado pessoal e acabava me prejudicando,
adoecendo e sendo internada novamente
Até que chegou o ano de 2011, um dos piores da minha vida. Tentei
me matar, para chamar atenção dos meus pais, pois desejava o amor
deles mais do que nunca, não me sentia amada. Embora eles estives-
sem ao meu lado me apoiando nos bons e nos maus momentos.
Cheguei ao fundo do poço, fui internada durante vinte dias, passan-
do o natal e o ano novo trancada, se não segue as regras, você não sai
de lá. Por isso, me esforcei para ter bom comportamento, já que nunca
resolveram meu problema. Quando consegui sair, fui direto para o con-
sultório do meu médico, que me passou uma medicação fortíssima, pois
eu precisava “ficar sob controle”, segundo meus pais.
Fiquei tomando medicação pesada, vivendo dopada, até julho de 2018
e mal conseguia trabalhar. Muitas vezes chegava ao trabalho quase dor-
mindo por estar sob efeito dos remédios que tomava todas as noites antes
de dormir. Meu chefe, muito compreensivo, pedia que eu fosse para casa
e voltasse à tarde, pois os efeitos dos remédios já estariam mais amenos.
Foram seis anos e seis meses da minha vida focada nessa doença e ou-
tras tantas que apareceram no meio do caminho, pois onde você coloca
sua atenção, aquilo só aumenta. Quanto desperdício de tempo!
Nesta época eu não sentia mais nada por ninguém, nem amor, nem
raiva. Absolutamente nada, não tinha nenhum sentimento. Vivia por vi-
ver. Aliás, eu tinha raiva de estar viva. Por isso, me transformei em uma
pessoa mal-humorada e solitária. A alegria havia ido embora.
Para piorar meu Mindset fixo era reforçado a cada dia pelas pessoas
à minha volta, sempre me dizendo que eu era doente, que realmente
precisava de toda aquela medicação. Reforçando a minha crença de que
nunca sairia daquele estado.
Até que em outubro de 2018, consegui que meu médico reduzisse a
medicação e assim, pude acordar para a vida.
Uma amiga querida, em um dos poucos encontros que eu tinha com
amigas, me falou de uma oração havaiana chamada Hoʻoponopono, que
segundo o doutor Paulo Valzacchi:
“É uma técnica de cura e significa “corrigir um erro ou acertar o pas-
so”, ou melhor, ativar um processo de reconciliação. Está baseado em um

145
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tradicional sistema de cura chamado Huna, proveniente das Ilhas da Po-
linésia. No Havaí, eles acreditam que a chave para viver uma vida irres-
trita está em despertar e integrar a mente, o subconsciente, o consciente
e o poder espiritual. Falamos que o Hoʻoponopono é um sistema de lim-
peza do subconsciente, que tem a capacidade de liberar memórias, mui-
tas das quais podem estar lhe causando limitações, estresse, ansiedade,
sentimento de culpa, ressentimentos, mágoas, raiva, medos, melancolia,
depressão, ciúmes, revolta e muitos outros conteúdos negativos.”
Fiquei curiosa, pois ela me relatou que sua vida havia mudado depois
que começou a fazer esta oração. Então, decidi pesquisar sobre o Hoʻopo-
nopono na internet, foi aí que conheci a Beth Russo e assistindo seus víde-
os, passei a fazer a oração e comprei um japamala (terço oriental utilizado
para fazer a oração do Hoʻoponopono), iniciei a prática em outubro de 2018.
Em dezembro de 2018, já estava me sentindo melhor, os sentimentos
e emoções voltavam a fazer parte da minha vida. “Do nada”, surgiu no
meu celular o oferecimento do curso Manifestando o Segredo.
Logo pensei, é a minha chance de mudar meu padrão vibracional e na
época estava precisando de dinheiro para saldar umas dívidas. Comprei
e fiz o curso até o final.
Foi quando comecei a receber pelo Whatsapp os áudios do Edson Burger.
Aos poucos fui me acostumando com aquele “bom dia” animado do Edson.
Nessa época meu Mindset fixo ainda me atrapalhava no trabalho e na vida.
Comecei a me interessar pelo trabalho do Edson e passei a segui-lo.
Assim, em março de 2019 ele ofertou o curso de Imersão em Programa-
ção Neurolinguística (PNL). Nunca tinha ouvido falar de PNL, mas o
Edson explicou o que era e me enviou um ebook.
Hoje sei que a PNL é “a arte e a ciência da excelência, ou seja, das
qualidades pessoais. É a arte porque cada pessoa imprime sua persona-
lidade e seu estilo àquilo que faz, algo jamais pode ser apreendido atra-
vés de palavras ou técnicas. E é a ciência, porque utiliza um método e
um processo para determinar os padrões que as pessoas usam para ob-
ter resultados excepcionais naquilo que fazem. Este processo se chama
modelagem, e os padrões, habilidades e técnicas descobertos através
dele, estão sendo cada vez mais usados em terapia, no campo educa-
cional e profissional, para criar um nível de comunicação eficaz, um
melhor desenvolvimento pessoal e uma aprendizagem mais rápida”, de
acordo com Joseph o Connor e John Seymour para o livro Introdução à
Programação Neurolinguística - Como entender e influenciar pessoas.
Depois de entender o que era PNL, pensei comigo: “essa é chance que

146
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tenho de mudar a programação do meu cérebro”. Me inscrevi para fazer
o curso e conhecer a PNL na prática. Ela mudou a minha vida e abriu a
minha visão de mundo, me proporcionou um mapa melhor e cheio de
recursos. Mas como assim um mapa?

“As pessoas respondem a sua experiência, não a realidade em si. Não


sabemos o que é realidade. Nossos sentidos, nossas crenças e nossa
experiência passada nos dão um mapa do mundo a partir do qual
podemos operar, mas um mapa jamais pode ser inteiramente pre-
ciso, caso contrário, seria igual ao terreno que abrange. Não conhe-
cemos o território, portanto para nós o mapa é o território. Alguns
mapas são melhores do que outros para nos orientar pelo caminho.
Navegamos pela vida como um navio em mar revolto; desde que o
mapa nos aponte os principais perigos, estaremos bem. Quando
os mapas são falhos, corremos perigo de encalhar. A PNL é a arte
de mudar esses mapas para que tenhamos maior liberdade de ação.
Ter uma escolha ou opção é melhor do que não ter uma escolha
ou opção.
Procure ter um mapa que lhe dê o maior número de escolhas. Aja
sempre de forma a aumentar a escolha. Quanto mais escolhas tiver,
mais livre estará e mais influência terá.”
(Apostila do Curso de Coaching do Instituto Edson Burger)

Com a PNL mudei várias crenças limitantes que tinha, que só atra-
palhavam minha vida. Sei que ainda tenho algumas e preciso modificar
esse quadro, mas aos poucos estou fazendo isso.
Robert Diltz escreveu sobre as crenças em seu livro Caminhos para a
saúde e o bem-estar e compartilho com vocês:
“As crenças representam uma das estruturas mais importantes do
comportamento. Quando realmente acreditamos em algo, nos compor-
tamos de maneira congruente com essa crença. Existem vários tipos
de crenças que precisam estar no seu devido lugar para que a pessoa
possa atingir o objetivo desejado”.
Com a PNL passei de Mindset fixo para um Mindset de crescimento,
o que me permitiu ir em busca de mais cursos, tanto na minha área de
atuação na educação, como em outras áreas.
O Mindset de crescimento nos faz acreditar que somos capazes de cul-
tivar qualidades com base em nossos esforços, como diria Carol Dweck,
pesquisadora do assunto. Com base nisso, eu fui capaz de modificar e

147
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
me desenvolver por meio do esforço e experiência. Como exemplo disso,
depois de vinte anos, voltei para a faculdade para fazer um curso sobre
Educação, Pobreza e Desigualdade Social. Foi muito gratificante para
mim poder voltar a estudar e perceber que apesar daquela medicação
pesada, meu cérebro continuava aprendendo bem os conteúdos. Conclui
o curso com muita satisfação e mérito.
Depois de tanta mudança na minha vida, acabei engordando e resolvi
fazer a Fórmula do Emagrecimento Definitivo do Instituto Edson Bur-
ger, foram 90 dias intensivos, mas valeu a pena todo esforço e empenho,
consegui atingir meu peso ideal. Estou feliz com o meu corpo.
Nesse meio tempo, o Edson ofereceu o curso de coach. Quando assisti
sua live sobre as aulas fiquei toda arrepiada, fazia tempo que isso não
acontecia comigo. Entendi essa reação do meu corpo como um sinal do
universo para que aceitasse esse chamado.
Me inscrevi para fazer o curso e fui aceita na seleção, fiquei muito feliz e
animada para começar mais uma etapa da minha nova vida depois da PNL.
A cada aula, queria aprender cada vez mais e assim, foi acontecendo a
transformação que eu buscava para minha vida. Eu queria me conhecer mais
profundamente primeiro, para depois estar preparada para ajudar o próximo.
Em minha vida tudo mudou. No meu trabalho, com a mudança de
gestão, tive o meu potencial reconhecido, recebi novas atribuições e
sou estimulada diariamente a melhorar meu desempenho. Além de ser
um ótimo ambiente de trabalho, também faço parte de uma equipe
disposta sempre a dar o melhor de si.
Na minha vida pessoal, agora tenho novos amigos e amigas, deixei de
ser uma pessoa solitária.
Meu Mindset de crescimento me ajudou a ter uma visão mais positiva
da vida e das pessoas ao meu redor.
Na minha saúde, tive a minha maior conquista. Estou curada do
Transtorno Borderline! Ainda não consegui retirar todos os remédios,
mas eu e meu médico reduzimos muito a dosagem da maioria deles.
Outra boa notícia é que, até o final do ano, pretendemos adminis-
trar o mínimo possível de medicação, pois a minha melhora é nítida.
Agora, consigo enxergar novas oportunidades em todos os lugares, seja
para aprender sobre qualquer assunto ou no relacionamento com as pessoas.
Outra novidade para mim, foi que depois de 45 anos morando com
meus pais, consegui tomar coragem e ir morar sozinha e ser verdadei-
ramente responsável por mim.
Na minha vida financeira, comecei a vender produtos de beleza para fazer

148
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
uma renda extra, e as vendas só estão aumentando, ainda mais agora, de-
pois de ter feito o curso de vendas com PNL do Instituto Edson Burger. Tam-
bém estou atendendo como coach de emagrecimento definitivo e pessoal.
Todos os dias, repito afirmações positivas para mim, antes de deitar,
após acordar e durante o caminho ao trabalho. Além de escutar o Edson
todas as manhãs e fazer o Hoʻoponopono mágico.
Somado a isso tudo, leio livros sobre a área de coaching e não paro de
fazer cursos para me especializar cada vez mais.
Esse esforço diário só tem me trazido bons resultados!
Quando estou um pouco desanimada ajo como uma pessoa de suces-
so, ou seja, faço o que precisa ser feito. Sigo em frente mirando sempre no
meu objetivo, que hoje é ser uma coach com excelência, para poder ajudar
pessoas a chegarem nos seus próprios objetivos, por meio de ferramentas
utilizadas no processo de coaching, dentre elas a PNL a minha preferida.
Depois de ler esse artigo, se você acha que sua vida não tem solução,
faça uma experiência com um processo de coaching, ele com certeza vai
levar você a conquistar seus maiores desejos.
Quero aproveitar essa oportunidade para agradecer todas as pessoas
que de alguma forma me ajudaram ao longo dessa caminhada, em espe-
cial a minha mãe que sempre acreditou em mim.

Vamos juntos rumo


a melhor versão de
nós mesmos!

149
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Raquel Bertti Nunes. Sou formada em Licenciatura em Pedagogia na
Faculdade Estadual de Ciência e Letras de Campo Mourão - Fecilcam/ Campo
Mourão-PR em 2013. Pós-graduada Lato Sensu Especialização em Educação
Especial: Atendimento às Necessidades Especiais. Faculdade Alfa - Umuarama
em 2013. Pós-graduada em Especialização em Psicopedagogia Clínica e Insti-
tucional. Faculdade de Tecnologia do Vale do Ivaí-Fatec em 2014. A segunda
Graduação Licenciatura em Geografia-Centro Universitário de Maringá - Uni-
cesumar-PR em 2018. Pós-graduação cursando Metodologia de ensino de His-
toria e Geografia. Cursando a Formação em Coaching com Especialização em
Emagrecimento definitivo e PNL aplicada no Coaching-Instituto Edson Burger.

raquelbertti92@gmail.com

150
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A Meditação, Física Quântica
e o Foco no Positivo Ajuda
Modificar os Pensamentos
N este capitulo vamos entender e aprender sobre a meditação,
compreender um pouco e algumas dicas. Na física quântica
vamos perceber como a atração do universo positivamente
nos ajudam no nosso dia a dia e no foco no positivo.
Em um final de semana comum mexendo nas redes sociais, encontrei
o conteúdo sobre “Manifesto do Segredo”, programa para ser realizado
sobre a meditação para atrair coisas boas, prosperidade, bom sono.
Nunca gostei de meditação e a minha mãe sempre gostou. Comprei o
programa para ela fazer e um dia comecei a fazer meditação de 15 minu-
tos. No começo não gostava e depois que conheci os áudios Edson Burger
pelo WhatsApp me apaixonei por meditação, foco no positivo e na Lei da
atração do universo.

A arte da meditação é o método mais antigo para


tranquilizar a mente e relaxar o corpo. A meditação
é, em essência, o treinamento sistemático da atenção.
Ela tem como objetivo desenvolver a capacidade de
concentração e enriquecer nossa percepção.
-Daniel Goleman
A Arte da Meditação (1999)

A meditação ajuda melhorar o foco


Quando faz meditação ajuda a melhor a concentração, para relaxar, se
desligar o pouco do mundo agitados que vivemos. A meditação ajuda ver
os problemas de outra maneira voltando o foco mais rápido e resolvê-lo.

Fica a Dica:
A Meditação é som para ouvir como: o barulho das ondas do mar, da
chuva, canto dos pássaros e muito mais. Toda esta experiência me fez
uma pessoa melhor, ver a dificuldade com um desafio a ser superado,
força, foco e determinação e nunca pensar em desistir.
Outros escutam música clássica para relaxar. Você pode baixar aplica-

151
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tivo de meditação no celular e ouvir em qualquer lugar e momento.
Esta prática de meditação deve sentar em lugar confortável, em sua
casa em lugar bem calmo e em silêncio, ficar entre 15 a 20 minutos
de preferência de olhos fechados, escutando música calma, como por
exemplo o som como o barulho da chuva, neste momento de concen-
tração, relaxamento, paz de espírito. Pode escutar entre uma ou duas
vezes ao dia durante 21 dias para a mentalidade e prática se estender
como um hábito diário ajudando a superar os desafios do seu dia a dia
em casa, no trabalho em todos ambiente que frequenta.
Por que e para quê meditamos todos os dias?
Nesta prática ajuda a melhorar a respiração e sentir melhor, a medi-
tação melhora a parte corporal, mental e emocional, ajudando melhorar
também as dores de coluna e outros.

Vou falar de alguns dos efeitos mais importantes da meditação. Talvez


o principal efeito seja proporcionar ao seu corpo um repouso profundo,
enquanto sua mente se mantém alerta. Isto faz baixar a pressão sanguí-
nea e diminuir o ritmo do coração, ajudando seu corpo a se recuperar
do estresse. Muitos médicos usam a meditação como parte do tratamen-
to de distúrbios como a hipertensão, dores de cabeça, dores nas costas,
problemas de ansiedade, e para controlar ou diminuir dores crônicas.
-Daniel Goleman
A Arte da Meditação (1999)

Com a prática da meditação vai ter como benefício ajudar o sistema


imunológico, o coração, a controlar a ansiedade, depressão, doenças
crônicas, dores no corpo e outros.
Com a mudança de estado para uma pessoa melhor como autoestima, rela-
xamento do corpo e da mente, superar os desafios, focar nas metas e sonhos.
Segundo Goleman, a meditação é mais usada para relaxar, com técnica
de se concentrar:

Meditação e relaxamento são coisas diferentes: em essência, a medi-


tação é o esforço para reexercitar a atenção. E isso que dá à meditação
os efeitos incomparáveis de obtenção de conhecimentos, aumento da
concentração e capacidade de relacionar-se com empatia. A meditação
é porém mais usada como uma técnica rápida e fácil de relaxamento.
-Daniel Goleman
A Arte da Meditação (1999)

152
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
É a melhor maneira de treinar a mente é fazendo meditação, treinando
também a concentração a atenção para distrair e sair do foco, também de-
senvolve a consciência mental através de nossas ações ajudando a focar
sempre positivo e atrair coisas extraordinárias.

A meditação treina a capacidade de prestar atenção. [...] Esse


aguçamento da atenção dura além da própria sessão de medita-
ção. A atenção vai manifestar-se de várias maneiras, durante o
resto do dia da pessoa que medita.
-Daniel Goleman
A Arte da Meditação (1999)

Com o treinamento da meditação melhora a concentração, atenção.


A pessoa que pratica a meditação diária aumenta a capacidade de
compreensão e memória, isso faz com que aumente o seu rendimento
nas tarefas diárias e no trabalho.
Esta prática tem de ser realizada todos os dias, a meditação de uma ou
duas vezes ao dia, podendo ser cedo e a noite, em dois espaços, assim que
você puder, ter minutos para relaxar, concentrar e sempre melhor.

A física quântica ajuda a sermos pessoas melhoras


se fizemos a junção meditação.
Física quântica voltando a teoria é a ciência que estuda os fenôme-
nos e ocorrem dentro das partículas de átomos, os elétrons, os prótons
e outros. Todas estas micropartículas vão influenciar na ação e reação,
lei da inércia ou da gravidade.
Ou seja, tudo isso na nossa vida a física quântica é a atração do univer-
so ao nosso favor, sempre pensando positivo atraímos coisas boas, pros-
peridade, boas amizades, caso pensamos negativo atrairíamos o contrário.

O caminho mais fácil e óbvio para formular uma ideia é visuali-


zá-la, vê-la nos olhos da mente tão real como se estivesse mesmo
acontecendo. Você pode ver o olho nu apenas o que já existe no
mundo exterior; da mesma forma, o que você pode visualizar nos
olhos da mente é o que já existe nos reinos invisíveis da sua mente.
-Joseph Murphy
O Poder do Subconsciente (1994)

A Física quântica com sua atração vai influenciar as pessoas e seus

153
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
comportamentos sobre a mudança e construção de novas realidade atra-
vés de boas ideias, intenções de ajudar o próximo e visualizar seus sonhos.
Segundo Augusto Cury cita:

ao longo de quase duas décadas pesquisando o funcionamento da


mente humana, compreendi que não há ser humano que não te-
nha problemas nos gerenciamento dos seus pensamentos e emo-
ções, principalmente diante dos focos de tenção.
-Augusto Cury
Mestre dos Mestres (1994)

A Física quântica e a meditação, ou seja, atração do universo de forma posi-


tiva, juntamente com a atenção, habilidade e relaxamento que a meditação nos
permite. Assim se usarmos as duas juntas todos os dias conseguiremos realizar
nossos sonhos, ajudarmos ao próximo com a nossa vivência, automotivação,
um sorriso no rosto, sempre melhorando nossos erros e tendo muitos acertos.

O Foco no Positivo
O foco no positivo, ou seja, “pensamento positivo” são ideias que a
pessoa vai agir, realizar tarefas, no trabalho de forma certa sempre con-
tribuindo para melhorar a busca da felicidade sempre.
Este foco no positivo acontecendo ao longo da nossa vida, a partir do
momento que paramos de reclamar por tudo que não dá certo uma meta
ou sonho e desistimos. Neste momento focamos no positivo com proble-
mas pare, pense, fique calmo que você consegue.

Dica para você continuar no foco:


A partir do momento que você traçar metas na vida;
Mesmo que esta meta seja ao longo ou a curto prazo continue;
Se você se manter no foco no positivo sempre mudará os seus compor-
tamentos e conseguirá tudo que deseja.
Se aliar meditação para concentração, física quântica para atrair ação
ao universo ação positivas, nunca sairá do foco do positivo, contribuindo
para ações e realizações de seus sonhos.
Se você todos os dias trabalha com a mente através da meditação con-
seguira mais fácil. Sabemos que a atitude otimista ou foco no positivo
sempre, com a mentalidade de uma pessoa rica sempre agradecendo por
tudo que tem e poderá ter, se agir pensando com força e determinação irá

154
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
conseguir realizar tudo que sonhar, mas por outro se lado não fizer nada
o resultado não vai ser o desejado.

[...] seu subconsciente aceita uma ideia, começa a pô-la em execu-


ção imediatamente. Opera por associação de ideia e utiliza qual-
quer fragmento de conhecimento que você reuniu em toda a sua
vida para realizar o seu intento.
-Joseph Murphy
O Poder do Subconsciente (1994)

As representações mentais que acontece no nosso subconsciente, a


nossas sensações, emoções e comportamentos juntamente com o foco
no positivo teremos um resultado melhor nas nossas ações diárias
sendo sempre otimista em tudo.

O foco que atraímos é tudo aquilo que nós estamos concentrados no negativo
Se todos os dias tem pessoas que assistem notícias policiais, violên-
cias que passam nos jornais, nas redes sociais, ou programas de tele-
visão que falam a todo tempo de violência, acabaram atraindo para si
está violência que vai ser interiorizada em sua mente.
Com isso vai gerando em si os medos, ansiedade, este foco vai acabar in-
fluenciando as experiências negativas. Por isso não deve focar no negativo,
mas colocarmos o foco no positivo. Assim teremos mudança e grande realiza-
ção positivas em nossa vida. Então foco no positivo mesmo nas tempestades.

Dica de foco no negativo para o positivo:


Se você fica alimentando internamente o negativo, irá se sentir mal,
medo, indecisão, depressão e outras doenças, devemos mudar nossa men-
talidade para o foco no positivo, tirar a ideia “Não posso passar no con-
curso ou problema?” “Está crise não tem saída?” Por outras ideias como
“Eu consigo mudar esta situação?” Se manter o foco, determinação sem-
pre, “Consegui passar no concurso estudando mais”! Isso acontece quan-
do saímos do nosso estado de conforto e buscamos melhorar a cada dia.

Você pode mudar seus hábitos de foco no negativo para o foco no positivo:
Algumas atitudes de seu cotidiano podem ser mudadas, você apren-
dendo a ter foco no positivo, mudando do foco do negativo, assim a men-
te focada positivamente, terá melhoria pessoal.

155
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Se você só ficar focado no negativo terá muitas limitações na vida
pessoal, estes pensamentos negativos será um risco para realização de
sonhos, terá medo, ansiedade, depressão, preocupação, acabando não
conseguindo atingir seu objetivo, ou seja, a conquista de sonhos.
Se ficarmos somente em problemas, medo, doenças, sofrimento gera o
foco no negativo.
Não devemos ignorar o foco no negativo, as dificuldades vão surgir,
deve ser feito e focar no positivo, em ter soluções para os problemas, sem
pensar no negativo.
Portanto concluímos que devemos focar a atenção, concentração no
positivo. Este hábito positivo que nos alimenta a nossa mente, sempre
positivas todas nossas ações e reações, ajudando a atrair foco no positivo
e experiências boas, prosperidade e realizações.
O foco no positivo é dar o melhor de si, em tudo que fizer.
O foco no positivo é processo vai ser gradualmente, uma mudança de
pensamento negativo para pensamento positivo sempre, mesmo quando
nos deparamos com problemas, desafios, dificuldades e outros. Nosso com-
portamento vai ser transformado constantemente até adquirir novos hábi-
tos. Uma vez adquirido os novos hábitos, acontecerá de modo automático.
De acordo com seu pensamento sempre no positivo, você se alinha com
a Lei da atração e começará a viver segundo suas crenças e pensamentos.
Nesta busca se modificar a cada dia, através de se manter no foco no po-
sitivo, realizando sonhos, tendo otimismo a todo momento. Gratidão pela
vida, família e por tudo, tenhamos. Buscando a realização dos sonhos fican-
do feliz, ou seja, a felicidade através das realizações e conquistas diárias.

[...] quando você possui realmente um desejo intenso de superar


qualquer obstáculo em sua vida e chega a conclusão definida de
que há uma saída e de que vai encontrá-la, então a vitória e o
triunfo estão assegurados. Se você realmente deseja paz de espi-
rito e serenidade interior, você as terá. Não importa quão injusta-
mente você foi tratado, quão parcial seu chefe se portou ou quão
patife um amigo provou ser, tudo isso não faz diferença alguma
quando você desperta para os seus poderes mentais e espirituais.
-Joseph Murphy
O Poder do Subconsciente (1994)

O foco no positivo tem o poder de nos ajudar nas nossas realizações,


mesmo com os problemas encontrado no caminho, a confiança é primor-

156
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
dial para alcançar o que almeja, a alegria é no que nos motiva as nossas con-
quistas. Estarmos motivados a todo momento ajuda a nos manter no foco.
Em tudo aquilo que põe o foco positivo você consegue atingir a meta desejada.
Pensando na mentalidade positiva, devemos agradecer ou ter gratidão
por tudo que temos, gratidão pelo emprego, pela família, pela vida, pelos
filhos, pela saúde e por tudo.
O foco no positivo nos ajuda a conseguir e atrair tudo que almejamos, sem
perder o foco, buscar amor e felicidade, para adquirir paz de espirito e serenidade.
Conclui que a meditação, a física quântica aliada ao foco no positivo
nos ajuda a ficar motivados e realizar nossos sonhos.

Viver é enfrentar um problema


atrás do outro. O modo como você
o encara é que faz a diferença.
-Benjamin Franklin

157
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Neusa Mattos, empresária, coach com especialidade em Emagre-
cimento Definitivo, Programação Neurolinguística (PNL) pelo Instituto
Edson Burger. Formada em terapias integrativas, epasiana, bioalinha-
dora pelo curso de Bioalinhamento ministrados pelos gêmeos Adalton
Leonel de Souza e Adaylton Leonel de Souza.

www.bioalinhamento.com.br neusinha_matos@hotmail.com
@neusamattos_coach (51) 99881-8199

158
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Autocorreção com Bioalinhamento
Bioalinhamento é um método terapêutico, que se baseia na relação
entre os conflitos biológicos e as doenças orgânicas por eles geradas.
O objetivo do Bioalinhamento é promover a autocura do paciente,
além de estimular uma evolução do indivíduo sobre suas experiências
traumáticas. As bases inspiradoras do Bioalinhamento incluem no-
ções sobre antroposofia, etologia animal, psicologia transpessoal,
física quântica, neurociência e a nova medicina germânica.

Nova medicina germânica


O alemão Dr. Ryke Geerd Hamer é o responsável pela chamada nova
medicina germânica. Após ser diagnosticado com câncer, segundo ele,
causado pelo trauma da morte repentina de seu filho, o já renomado
médico decidiu investigar a fundo as causas das doenças nas pessoas, e
descobriu fatos nunca antes mencionados. É através da mente, do sen-
timento e de traumas que o médico diz serem desenvolvidas as prin-
cipais doenças. Se conseguimos de alguma forma estar preparados para
um evento traumático, nós não iremos nos tornar doentes. Se o conflito
é resolvido, a patologia é revertida, ocorre a reparação do dano e retorno
da saúde. As leis biológicas do Dr. Hamer, mostram que através de seus
estudos toda doença tem um sentido biológico, através de sensações vi-
venciadas. Conforme Dr. Hamer a doença é causada por um choque con-
flitual biológico (trauma) pelo qual não estamos totalmente preparados.
De acordo com a nova medicina germânica, toda doença tem origem no
que ele chama de “Síndrome de Dirk Hamer (DHS)”, que nada mais é do
que um susto, um trauma ou um sentimento muito forte ao que não sabe-
mos reagir. Este trauma aconteceria simultaneamente entre a mente, o cé-
rebro e o órgão correspondente. Cada parte do cérebro tem o comando de
um órgão de nosso corpo e seria essa parte afetada de acordo com o trau-
ma em questão. Uma mulher que sofre de câncer de mama, por exemplo,
pode ter vivido um choque com uma separação inesperada ou uma situa-
ção em que vê alguém que ama muito passando por um grande problema.
O Dr. Hamer descobriu que, no momento em que vivenciamos uma DHS,
o choque conflituoso afeta uma área específica do cérebro, causando aí
uma lesão que pode ser claramente identificada numa tomografia cerebral,
como um conjunto de anéis concêntricos nítidos. A resposta no órgão é
determinada pela parte exata do cérebro que recebeu o choque conflituoso.

159
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O segredo das doenças
As pessoas hoje estão aflitas sofrendo muito por várias enfermidades fí-
sicas e comportamentais como: síndrome do pânico, depressão, ansiedade
e outros. Suas enfermidades e suas dores podem ser sanadas com uma alta
correção biológica. Nossa mente não separa o que é real do imaginário, ela
aceita tudo que vivemos como real. Se você passou por um drama chocan-
te, impactante na sua vida, isso vai ficar registrado no seu subconsciente e
seu cérebro vai aceitar como realidade agora na sua vida, e a partir daí, sua
biologia como método de sobrevivência, vai gerar em você uma patologia
(doença), trazendo assim as dores, comportamentos e desconforto. Enquan-
to você não resolve o conflito, os sintomas permanecem. Vamos citar um
exemplo: a tireoide, porque as pessoas têm problemas neste órgão? Qual
conflito que gerou esta patologia? Resumidamente eu explico que este ór-
gão é conhecido na nova medicina germânica como órgão do tempo. O pa-
ciente que em algum momento estava bem, antes de começar os sintomas,
passou por um conflito de não correr o bastante para evitar algo que foi
impactante, inesperado e vivido de forma isolada na sua vida, não foi rápido
o suficiente, não pode evitar, um sentimento de impotência. A sua história
de vida mostra o resultado no seu corpo. Se você viveu algo chocante, im-
pactante no decorrer da sua vida, com certeza aparecerá uma patologia em
algum órgão do seu corpo, por exemplo, uma enxaqueca crônica, uma cer-
vicalgia, uma alergia, uma tendinite, uma psoríase, uma disfunção no útero,
ovário, trompas etc. Qualquer doença, sintomas e comportamentos podem
desaparecer no nosso corpo, quando tratamos a raiz dos sintomas, a causa
primária. Isso é extraordinário. Corpo, cérebro e psique formam a tríade;
base para essa descoberta. É a conexão mente/corpo que promove a auto-
consciência corporal e a auto responsabilidade sobre nossa saúde. O segredo
da doença é ouvir a história do paciente, e dentro da sua história observar
em qual parte dela foi chocante, impactante, inesperada, observar qual foi
a percepção usada naquela situação e que ficou registrada no seu subcons-
ciente, sem resolução. As doenças são na realidade “programas biológicos
de sobrevivência” uma manifestação do seu organismo de te proteger ou ga-
nhar tempo até que o conflito se resolva. A dor do paciente não é só uma dor
física, um desconforto, a verdadeira dor vem de um sentimento muito forte.

O processo de resolução
Para evoluir para o processo de cura, é preciso que todo um esquema de

160
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
resolução do conflito se dê dentro do paciente. É necessária a superação e
a dissociação do problema apresentado com a doença. É como se fosse
uma reprogramação mental e física. O Bioalinhamento oferece ao paciente
condição de ele mesmo resolver seu conflito, que o levou ao surgimento de
uma enfermidade, estimulando a emergência de um estado mental mais
amplo, em um outro nível superior. Seguindo a hipótese de que todos os
processos corporais são controlados pelo cérebro, Dr Hamer analisou as
imagens cerebrais de pacientes e comparou com registros médicos e psi-
cológicos. Para sua surpresa, encontrou uma correlação clara entre alguns
choques (conflitos) com manifestações corporais, associando todos estes
processos ao cérebro. Dr. Hamer afirma que as doenças são, na realidade,
“programas biológicos de sobrevivência”. Como resolve? Ampliamos a sua
percepção no acontecido e trazemos para o tempo presente com a correção
positiva biológica. Isso é Bioalinhamento. Conhecer a origem mais profun-
da da doença, isso é autoconsciência. Isso é a solução em você. Todas as
informações estão no seu organismo. O Bioalinhamento extrai esse histó-
rico e realinha as funções prejudicadas, baseadas nas experiências que você
viveu. Essa é a raiz do Bioalinhamento, o método inovador que identifica a
causa primária de diversas doenças e possibilita sua resolução terapêutica
de maneira rápida, com estímulos físicos, apalpações e estímulos verbais.

Como funciona a sessão do bioalinhamento


A sessão de bioalinhamento se divide em 3 etapas: Anamnese, estí-
mulos físicos e estímulos verbais. Na anamnese fizemos três pergun-
tas ao paciente: qual a queixa? Por onde começou? Desde quando? Saben-
do da queixa (sintomas, doença) vamos identificar o DHS, um fato que
aconteceu um pouco antes dos sintomas que foram chocantes, traumáti-
cos e vividos em isolamento, algo inesperado onde por falta de informa-
ção, incerteza ou não ter controle da situação, de fato aconteceu com ele.
Pelo sistema nervoso autônomo do paciente, iremos saber se este fato foi
realmente o DHS, a investigação do Bioalinhador neste momento tem que
ser precisa. Descobrindo a causa primária do tecido envolvido, o Bioali-
nhador irá fazer os estímulos no cérebro do paciente, nos pontos certos, e
após, verbalizar no ouvido direito do paciente seguindo os três elementos
da verbalização: o DHS, localização do espaço-tempo, falar frases positi-
vas de correção trazendo o paciente para o tempo presente. Para finalizar
a sessão, se for preciso, aplicar uma última ferramenta chamada EPASI.
A sessão de Bioalinhamento é indicada para pessoas em qualquer ida-

161
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
de, desde bebês até idosos. É uma nova visão na saúde. A técnica do
Bioalinhamento é acessível tanto para profissionais de saúde quanto para
você que deseja ser atendido ou saber mais sobre autorresponsabilidade.

Alguns exemplos de sintomas e comportamentos tra-


tável com o bioalinhamento.
Fibromialgia
Além das dores musculares, as pessoas com fibromialgia também podem ter:

• Problemas cognitivos e de memória;


• Dificuldade para dormir;
• Rigidez matinal;
• Dores de cabeça;
• Síndrome do intestino irritável;
• Dormência ou formigamento das mãos e pés;
• Síndrome das pernas inquietas;
• Sensibilidade à temperatura;
• Sensibilidade a ruídos altos ou luzes brilhantes.

A Fibromialgia é uma doença que também tem fator emocional e a


medicina já tem estudo científico comprovando isso. Mas Dr. Hamer,
através da nova medicina germânica, conseguiu descobrir qual o tipo
de conflito emocional que ocorre e porque o músculo responde.
Devemos ter consciência que a fibromialgia, como outras doenças, tem
relação com seus conflitos emocionais. Não devemos ficar no “achômetro”,
encontrando a culpa na depressão ou na ansiedade, como todos falam.
As pessoas falam isso porque não possuem o conhecimento da nova
medicina germânica, que mesmo sendo o músculo ou outro órgão do seu
corpo, ele vai responder de acordo com aquilo que foi feito para fazer.
Precisamos refletir que os músculos foram feitos para dar susten-
tação para nosso corpo e desde o período da evolução nossos órgãos
foram nos acompanhando nas adaptações.

Três fatores que você precisa saber para a sua fibromialgia


Para saber se a Fibromialgia tem reversão, você precisa conhecer esses
três fatores:

162
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
• Trabalhe na causa e esqueça o sintoma (Bioalinhamento);
• Você é capaz de fazer aquilo que você precisa fazer;
• Autoconhecimento é o caminho, mude sua mente,
amplie sua percepção.

Olhe para o seu corpo e entenda porque a Fibromialgia ocorre naquele


músculo e, porque você está sentindo essa dor.
Entenda que a medicação cura o sintoma e não vai à causa, por isso
você deve trabalhar na causa e esquecer o sintoma. Você deve agir e
resolver isso em sua vida.
Mentalize que você é capaz de fazer aquilo que você precisa fazer.
As pessoas focam na própria doença porque elas acham que não são
capazes de fazer algo. Entenda e enfrente suas crenças, porque você é
capaz de resolver isso. Vá à luta!

Sinusite e rinites
Quais são os sintomas da sinusite?

• Corrimento grosso, descolorido do nariz ou drenagem no fundo


da garganta (drenagem pós-nasal);
• Obstrução ou congestão nasal, causando dificuldade em respirar pelo nariz;
• Dor, sensibilidade e inchaço ao redor dos olhos, bochechas, nariz ou testa;
• Menor sentido do olfato e paladar em adultos ou tosse em crianças.

Outros sinais e sintomas podem incluir:

• Dor de ouvido;
• Tosse que pode piorar à noite;
• Dor de garganta;
• Mau hálito (halitose);
• Fadiga ou irritabilidade;
• Náusea.

Qual é o conflito biológico relacionado à sinusite?


O conflito biológico relacionado a sinusite é aquele que a pessoa tem que
enfrentar um medo que vem de frente, geralmente é uma situação perigosa.
Nesse caso, uma situação perigosa pode até ser mesmo uma conversa com alguém.

163
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A sinusite também está ligada a sentimentos de abandono.
Geralmente, a pessoa que se sente abandonada e sozinha, que por al-
gum motivo passou por situações assim em sua vida, ela apresenta maior
retenção de líquido e desenvolve o processo de sinusite.
Verificamos que essas pessoas apresentam um grande sentimento de
solidão e abandono.
O conflito de mau cheiro também está ligado ao desenvolvimento da sinusite.
Pessoas que se sentem cobradas e possuem muitas dívidas para pagar
também podem desenvolver essa condição.
Dentro da germânica, chamamos esse conflito biológico de conflito
dos coletores renais, o que trabalha no filtro da retenção desse líquido.
Muitas pessoas confundem a sinusite com a rinite, colocando os dois
sintomas no “mesmo barco”, digamos assim. Mas, na verdade são coisas
bem diferentes, podendo ocorrer juntas ou separadas.
Em muitos casos, a rinite pode se transformar em sinusite.
A rinite é a inflamação das mucosas do nariz, que ocorre quando o
sistema imunológico reage exageradamente a alérgenos no ar.
A pessoa alérgica tem uma reação exagerada aos alérgenos.

Quais são os sintomas da rinite alérgica?


Os principais sintomas da rinite são:

• Olhos vermelhos e lacrimejantes;


• Espirros;
• Congestão Nasal;
• Tosse seca persistente;
• Olheiras;
• Sensação de ardência nos olhos, nariz e boca;
• Dor de cabeça;
• Vômito;
• Cansaço.

Qual é o conflito relacionado à rinite alérgica?


A rinite alérgica também tem relação com os nossos conflitos biológi-
cos, que são as emoções por trás das doenças. O nosso olfato foi criado
para o alerta de perigo e sempre que detectamos perigo faz com que a
pessoa desenvolva rinite alérgica.

164
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A expressão: “Isso não está me cheirando bem” é o sentimento em
relação ao conflito biológico que origina a rinite alérgica.

Conclusão
Podemos construir a nossa vida ou destruí-la. Já que 95% do nosso cérebro
é totalmente inconsciente e emocional. Apenas 5% é consciente e racional.
Quando você toma consciência da sua força inata e amplia ela em
uma nova percepção, treina o seu cérebro positivo ao seu favor e elimi-
na seus pensamentos negativos que destroem sua vida; então sua vida
se transforma. Este é o segredo da felicidade. A criação da felicidade
através de hábitos positivos e inteligentes.
Quando utilizamos estas técnicas com a intenção de atingir a segurança
emocional e até mesmo a autocura de uma enfermidade, ela tem se mostrado
muito poderosa. Além de todas essas ferramentas e técnicas que você já tem
em mãos, a sua autoestima e a sua capacidade de perdoar e de se auto per-
doar, podem estar no seu controle! E pra finalizar, você deve monitorar e en-
fraquecer suas emoções negativas e aprender a controlar os seus pensamen-
tos, fortalecendo os seus pensamentos positivos que são mais importantes!
E esse é o diferencial de uma vida realmente feliz!
Procure um bioalinhador mais próximo da sua cidade no site:
www.bioalinhamento.com.br

De onde surgiu esta terapia?


Conhecidos como os “gêmeos do Bioalinhamento”, os irmãos
Adalton e Adaylton, após anos de experiência na área e estudos nos
mais diversos ramos da saúde, desenvolveram a técnica do Bioalinha-
mento reorganizando tudo de forma clara e simples, baseados na nova
medicina germânica. Hoje eles ensinam e preparam novos profissio-
nais nesta área terapêutica. Isso não é autoajuda, isso é neurociência,
comprovado cientificamente por estudos. Procure um Bioalinhador
mais próxima da sua cidade no site: www.bioalinhamento.com.br.

Vamos ver o mundo com outros olhos, mude seu mindset,


amplie sua visão do mundo, experimente novas possibilidades,
você não está sozinho, procure um profissional para te ajudar.
165
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Lucimar Allves, atua de forma transformadora no mundo infanto-
juvenil na área de coaching com especialização em Emagrecimento Defini-
tivo e Programação Neurolinguística (PNL) aplicada ao coaching pelo Insti-
tuto Edson Burger. Pedagoga, psicopedagoga e pós-graduada no Ensino da
Arte, Avaliação do Ensino, Aprendizagem e LIBRAS. Escritora de histórias
infantis, exerce sua missão de vida fazendo com que as crianças e jovens
cresçam felizes e saudáveis em todos os ambientes que estiverem. Buscando
promover o entendimento através de técnicas específicas, facilitando dessa
forma o entendimento da criança acerca de si mesma e do ambiente em
que vive, possibilitando diversas maneiras criativas para que elas possam
lidar com sua realidade cotidiana, principalmente nas soluções de conflitos.

lua2020@outlook.com (66) 99954-9796

166
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O Papel do Coach na Vida de
Jovens Sem Perspectivas de Vida
C erta vez, José, coach de 49 anos, solteiro, cabelos lisos, olhos casta-
nhos, estatura mediana, resolveu fazer um trabalho voluntário em
uma cidadezinha do interior do Rio de Janeiro, no Brasil. Lá, foi
constatado que haviam alguns jovens com idade entre 15 a 18 anos, que não
estavam muito contentes com a vida que estavam levando e buscavam fazer
coisas que os levaram ao suicídio, direto ou indireto. Jovens com práticas
de se cortarem, utilizarem drogas, bebidas alcoólicas, entre outras práticas.
Infelizmente tentativas de retirar a própria vida, abrir mão das possibili-
dades de uma vida saudável, achar que a morte lhe trará paz, é o caminho
que muitos jovens seguem, de forma consciente ou não, transformando num
longo caminho de dor e sofrimento, tanto para si como para seus familiares.
Os jovens que buscam o materialismo severo, passam por depressão,
maus tratos, doenças que não tem cura, abusos, fanatismo, pobreza, negli-
gência dos pais com conversas amigáveis, alcoolismo, as drogas, perdas
afetivas, distúrbios mentais, obsessão, desesperança, separação entre na-
morados, inveja entre irmãos, ir mal nos estudos, briga nos lares... Tudo
isso tem levado quem não tem fé nem objetivos reais a serem alcançados,
ao desespero, à incredulidade, ao pessimismo, a achar que pode tirar a
própria vida e com isso resolver todos os problemas de uma única vez.
Quem não tem esperança, perspectiva de vida, objetivos e metas tra-
çadas, tende a buscar no suicídio uma fuga das responsabilidades que
os esperam na fase adulta.

Quando se perde o controle da vida


Ultimamente, algumas pessoas andam perdendo o controle do uso do
celular, do comportamento dos filhos, do uso de entorpecentes, princi-
palmente entre crianças e jovens. Esse descontrole tem causado muitas
perturbações mentais, pois o cérebro precisa descansar e essa prática
do uso de celulares está avançando por noites inteiras, muitas vezes os
responsáveis nem se dão conta que seus filhos estão entrando por cami-
nhos sem volta. Tanto os jovens quanto crianças, segundo relatos de pro-
fissionais da área da educacional e psicólogos, eles estão chegando nas
escolas e dormindo nas carteiras, não conseguindo bons rendimentos.
É estatisticamente comprovado com inúmeros, casos de jovens que

167
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
desistem de viver, achando que assim estarão resolvendo e justificando
seus atos em casa e na sociedade, cometendo o suicídio.
O suicídio é o mais grosseiro vestígio
da fragilidade humana, que ata o homem
ao primarismo de que se deve libertar.
-Manoel Philomeno de Miranda

A chave da transformação
Hoje em dia, contamos com a
valiosa ajuda do profissional que
é o coach, que tem ajudado e mui-
to os jovens e diversas pessoas a
refletirem, traçarem suas metas,
alcançar seus objetivos e dessa
forma podem transformar vidas. O trabalho do coach foi estimular o
ponto de vista externo, para que assim, conseguisse atingir o lado inter-
no do coachee (jovem). Para que isso ocorra de forma certeira, há várias
técnicas que são utilizadas pelo coach para chegar ao ponto determinado.
Com tanta desmotivação, o coach teve papel fundamental nesse momen-
to, pois auxiliou a descoberta do lado bom da vida para a qual os jovens não
estavam atentos e, ao mesmo tempo, extraia as respostas necessárias. Foi es-
tabelecendo metas em curto prazo de tempo, assim alcançou seus objetivos.
Dessa forma, utiliza-se a combinação de várias ações como: a per-
severança, a flexibilidade, as estratégias e o insight, metodologias que
comprovam sua eficácia.
O profissional de coaching buscou destravar os principais fatores
em potencial do coachee, estimulando-o no desempenho e no desen-
volvimento das habilidades e conhecimentos dele. E assim, os objetivos
traçados foram aos poucos sendo alcançados com sucesso. Despertando
o interesse e ajudando a criança e o jovem a construir boas amizades e
um relacionamento social positivo.
Foi utilizando várias ferramentas dessa magnífica metodologia que
o coach conseguiu, aos poucos, ajudar os jovens a acharem sentido
para suas vidas. Na construção do senso de auto responsabilidade dos
seus comportamentos, gestos e atitudes.
As ferramentas para alcançarmos os objetivos almejados estão a nos-
so alcance, basta querermos dar o primeiro passo para avançar em dire-

168
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ção a dias felizes, pois depende apenas de cada um de nós. Busquemos
forças no nosso interior e se precisarmos dos profissionais para nos
estender as mãos, eles irão nos auxiliar.
Dentre as ferramentas utilizadas, foram proferidas várias palestras de
boa conduta, de respeito ao próximo e consigo mesmo, respeito a vida que
Deus nos concedeu. Também foi notado que os jovens não possuíam religião,
estavam sem fé, bem desmotivados, não tinham boa frequência na escola.
Os coaches podem ajudar pessoas que estão desnorteadas a encon-
trarem os caminhos a serem trilhados com confiança e coragem nos
momentos difíceis da vida. Eles oferecem apoio para que alcancem
seus objetivos, fazendo grandes transformações em suas vidas.
Sobre a vida, não cabe a nós tirá-la, por mais que as coisas se apresentem
difíceis, porque Deus nos ofereceu essa dádiva e a Ele devemos ser gratos.
Sejamos gratos por tudo que tivemos como forma de aprendizado, com
tudo o que temos e com tudo que ainda está por vir, pois Deus sabe exa-
tamente o que cada um de nós precisa para sermos felizes.
Deus nosso Pai de amor e bondade, nos deu de presente a vida para
que pudéssemos cuidar dela. Sejamos responsáveis por nossos atos,
busquemos uma vida saudável, com boas energias, pois tudo que faze-
mos nessa vida estamos plantando ou colhendo, e para que colhamos
a paz, o amor, a sabedoria, é preciso que semeemos o mesmo.
Queiramos aos outros, tudo o que queremos para nós, pois as leis divinas
são sábias e justas. Nós podemos sintonizar com o que desejarmos e atrairemos
exatamente o que quisermos. Portanto, como filhos de Deus, somos herdeiros
do universo, e este nos devolve tudo que estamos preparados para receber.
Envolvamos em sentimentos de alegria, bondade, fraternidade, har-
monia com todos que por nós passarem.
Aos jovens que estão na flor

GRATIDÃO
da idade, que ainda não se en-
contraram, sejam fortes, amoro-
sos, gratos, procurem ter foco
nos objetivos que desejam al-
cançar, tenham fé e esperança de dias muito melhores, plantem o amor e
o regue, cuide de seus corpos, não caiam nos vícios, a felicidade que tanto
procuras só depende de você. Invista na plantação e a colheita será farta.
A cada dia que passar façamos tudo para nos tornarmos a melhor versão
de nós mesmos e assim, sendo melhores, poderemos transformar nos-
so meio de convivência expandindo para uma transformação planetária.

169
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como anda seu #foconopositivo?
Lembre-se que focar no positivo não é apenas uma
escolha para ser mais feliz, mas também é uma escolha
para ajudar a construir um mundo melhor.
No dia que a humanidade ajustar seu foco para o positi-
vo será o dia em acabarão as guerras, a fome, a desigual-
dade e intolerância.
Escolha focar no positivo sempre!!!
Filipenses 4:8 - E agora, irmãos, ao terminar esta carta,
quero dizer-lhes mais uma coisa. Firme seus pensamen-
tos naquilo que é verdadeiro, bom e direito. Pensem em
coisas que sejam puras e agradáveis e detenham-se nas
coisas boas e belas que há em outras pessoas. Pensem
em todas as coisas pelas quais vocês possam
louvar a Deus e alegrar-se com elas.
-Edson Burger

Como coach, estimulamos a valorização pessoal e o respeito. Ajudamos


os filhos no seu dia a dia, colaborando na autotransformação, sem que seus
pais ou responsáveis fiquem atordoados sem saberem o que fazer. Estabe-
lecemos metas para ajudar nas tarefas diárias, para adquirirem uma boa
alimentação, diminuindo as birras e, principalmente, para que crianças e
jovens adquiram sua autonomia, fazendo escolhas conscientes e se transfor-
mando na melhor versão de nós mesmos, se tornando pessoas mais
saudáveis e felizes, afinal a realidade infanto-juvenil é totalmente única.
Algum dia você parou para pensar o que o impede de alcançar a me-
lhor versão de si mesmo?
Você até pensa em mudar de vida, ter seu próprio
estilo, alcançar objetivos, mas se depara com vários
pensamentos negativos que te puxam para trás?
Seus amigos sempre vão passear nas férias, e
você não consegue?
Faça uma reflexão!
Ao longo da vida, vão sendo cristalizados em
nossa mente pensamentos que nos atrapalham a al-
cançar uma mudança em nossas vidas. Mas se que-
remos ser donos de nós mesmos, é preciso sermos

170
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
corajosos e mudarmos de pensamento, buscar novos padrões mentais,
tirar do piloto automático, acabar com toda a negatividade que nos tor-
na seres incapazes, sair da comodidade e da mesmice.
Reprograme sua mente, goste de si, perceba as coisas que são impor-
tantes para você e para a família. Seja verdadeiramente grato por tudo e
dessa maneira, quanto mais gratidão você manifestar, mais você receberá
do Universo através da Lei de Atração.
Quando você mudar o seu mindset, as coisas que você considera im-
portante para sua existência, começam a chegar até você.
O comprometimento com nossa transformação nos sinaliza que esta-
mos focados nos objetivos a serem alcançados.
com seu Comprometimento
alcançaremos Objetivos
você será Auxiliado
é preciso Coragem para transformar seu mindset
o empenHo é fundamental para a
NOVA VERSÃO DE VOCÊ MESMO.

Não se abandone
Quando somos abandonados pelo
mundo é superável, quando somos
abandonados por nós mesmos
a solidão é quase incalculável
-Augusto Cury

Devemos gerenciar nossos pensamentos, buscar métodos para nos descon-


trairmos, para relaxar, conhecer nosso interior, fazer leituras saudáveis, que
além de trazer aprendizados, abriremos um leque com assuntos diversos. Va-
mos mudar nossos velhos hábitos, fazer uma caminhada reduzindo os stress
diários, exercitando nosso cérebro para o belo, desenvolver o ser integral.
Saiamos do vitimismo, isso nos afasta das pessoas que se importam
conosco, e nos comprometemos com nossos resultados, todos nós po-
demos ir muito além da imaginação.
Se você está com dificuldades de se reorganizar, de se direcionar por
caminhos que te reergam, busque ajuda, o coach é o profissional que
está preparado para auxiliá-lo.

171
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Dias de sol
E foi assim que o coach José conseguiu ajudar jovens a transformarem
seus dias obscuros em dias de sol, com corações transformados, com ob-
jetivos conquistados e quem não tinha nem objetivos, agora sim, via em
cada dia que amanhecia, uma razão para viver.
Para esse grupo de jovens, foi essencial a presença do coach, pois es-
tavam perdidos, sem um caminho a seguir, a ponto de tirarem suas vidas.
Mas ao contrário disso, com a mudança de mindset, vidas foram salvas da
escuridão e abismo do suicídio.
Hoje existem jovens participando de bandas nas escolas, dando seus
depoimentos, levando aos outros aquilo que receberam, atenção, carinho,
respeito, e principalmente o grande incentivo para mudanças de paradig-
mas, que foi a mola mestra para a grande transformação em suas vidas.

Suba o primeiro degrau com fé. Você não tem que ver
toda a escada. Você só precisa dar o primeiro passo
-Martin Luther King Jr.

Sejamos sempre gratos pelas oportunidades que nos aparecem, pois


elas nos fazem crescer e assim, nos tornarmos as melhores versões de
nós mesmos. Quando damos o primeiro passo para ajudar pessoas e nos
ajudarmos, atraímos para nós ajuda divina para nos conduzir da me-
lhor maneira possível para que alcancemos os objetivos traçados. Não
tenhamos medo de dar o primeiro passo para colaborar com as pessoas,
sejamos uma centelha de luz a iluminar os lugares por onde passarmos.
Com foco no positivo, pensamentos nobres, fé, esperança de dias me-
lhores, não há como fazer nada errado. Somos filhos de Deus e ele jamais
desampara seus filhos.

172
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Lembrando sempre
que basta querer e dar
o primeiro passo, para
atrairmos tudo que
for bom para nosso
desenvolvimento espiritual,
intelectual e material.

173
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Waleska Galiza, atua na área de Odontologia nas especialida-
des de Ortodontia e Odontopediatria. Formada em Teologia e Psicolo-
gia Pastoral na Faculdade Boas Novas de Manaus e em coaching pelo
Instituto Edson Burger.

galiza_orto@hotmail.com (92) 99459-0912

174
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Coaching à Luz do Evangelho

Deus, segundo a sua soberania, onipotência, onipresen-


ça e onisciência, criou no princípio os céus e terra...
-Gênesis 1:1

e o homem é a coroa de Sua criação. Assim disse o Senhor:


Façamos o homem à nossa imagem e semelhança,
tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as
aves do céu, sobre os animais domésticos, sobre toda a
terra, e sobre todos os répteis que rastejam pela terra.
-Gênesis 1:26

Q uando Deus criou o homem, assim o fez para ter uma vida abundante,
onde tem dado ricas promessas, que ajudam o homem na expansão
de seu potencial, na vida pessoal e diária, bem como no serviço fiel
a Cristo. Ao mesmo tempo, Ele chamou o ser humano ao perdão e a
vida eterna, abrindo as portas para dimensões de plenitude cada vez maiores.
Deus segundo a Sua palavra, nos promete uma vida abundante de
promessas e bênçãos. Ele nos promete o melhor desta terra. E o que é
o melhor desta terra? É uma vida regalada, próspera em todos os senti-
dos, com saúde, família feliz.

175
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Se quiserdes e me ouvirdes,
comereis o melhor desta terra…
-Isaías 1:19

Quando não desfrutamos dessa vida abundante, é pela simples razão


de não ouvirmos a voz de Deus e de não estarmos em sintonia com o
Universo, pois ele conspira a favor do homem.
Com isso, não significa que não se terá aflições neste mundo.

Não tô mandei eu? Esforça-te e tem bom ânimo,


não temas e nem te espantes, porque o Senhor
teu Deus é contigo, por onde quer que andares.
-Josué 1:19

O amor é a força mais poderosa do Universo, sobretudo o amor de Deus.

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira


que deu o seu Filho unigênito, para que todo o
que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
-João 3:16

O Criador a cada amanhecer nos chama para um novo começo, o novo


dia é um presente (“Eis que faço novas todas as coisas” - Apocalipse 21:5).
Em Sua justiça, abençoa a todos igualmente, concedendo a cada criatura
24 horas. A diferença está em o que cada um fará com as suas horas pre-
ciosas, aquele que semear esperança, colherá vida.
A cada manhã, devemos levantar com um coração grato por mais um dia de
vida, na certeza de que a vontade de Deus é que todos tenham êxito, que está
diretamente ligado aos nossos pensamentos, que geram as nossas atitudes.

E não vos conformeis com este século, mas


transformai-vos pela renovação da vossa
mente, para que experimentais qual seja
a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
-Romanos 12:2

Vale ressaltar, que um coração grato move a mão de Deus.

176
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Agrada-te do Senhor e Ele
satisfará os desejos de seu coração.
Salmos 37:4

Napoleon Hill, em seu livro Pense e Enriqueça, fala sobre o poder


dos pensamentos para criar realidade. Se todos soubessem o poder
de um pensamento, jamais teriam um pensamento negativo. A Bíblia
diz que cada um é aquilo que pensa, ou seja, os pensamentos criam a
nossa realidade e aquilo que somos.

Porque, como imagina em sua alma, assim ele é.


-Provérbios 23:7

Em outra passagem bíblica, encontramos:

Tome cuidado com o que você pensa, pois a


sua vontade é dirigida por seus pensamentos.
-Provérbios 4:23

Porque a maneira como pensamos, irá influenciar nas nossas decisões, se


você acredita que pode ou não pode, de qualquer maneira você está certo.
Devemos cuidar de nossa mente e nutri-la com bons pensamentos. Por
isso o Apóstolo Paulo, na carta aos Filipenses, nos ensina como devemos
alimentar a nossa mente:

Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo


o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for
puro, tudo o que for de boa fama, se houver algo de
excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.
-Filipensses 4:8

Pensamentos geram sentimentos, e sentimentos conduzem a decisões.


Se os pensamentos são de falta ou escassez, de baixa autoestima, trarão sen-
timentos de ingratidão, de tristeza, angústias e ansiedades, porque existe
uma Lei Universal que diz:”semelhante atrai semelhante”, ou seja, o pen-
samento atrai a realidade de seu conteúdo. O pensamento é uma realidade
mental que atrai a realidade física, e a Lei de Newton diz que em cada ação
há uma reação contrária, com a mesma intensidade no sentido contrário.

177
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A solução para uma vida abundante, é mudar os pensamentos (mind-
set de crescimento) e vibrar na mesma energia de Deus.

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso


respeito diz o Senhor; pensamentos de paz e
não de mal, para vos dar o fim que desejais.
-Jeremias 29:11

O ser humano foi criado com a capacidade de sonhar, visualizar e


concretizar. Experimente visualizar todos os dias os seus planos, sonhos
e metas, eles se tornarão cada dia mais reais no seu coração, trazendo
na mente a criatividade que vem do alto e a direção para alcançá-los.
Pois, como Jesus disse: “uma árvore é conhecida pelo seu fruto (Ma-
teus 7:16,17). Assim, também os pensamentos produzem frutos; bons
pensamentos bons frutos, maus pensamentos frutos maus. Além de
pensamentos que geram bons frutos, devemos ter a fé. Esta é uma pa-
lavra que significa confiança, crença, credibilidade. É um sentimento
de total crença em algo ou alguém, ainda que não haja nenhum tipo de
evidência que comprove a veracidade da proposição em causa.
Ter fé implica uma atitude contrária à dúvida e está intimamente ligada
à confiança. De acordo com a etimologia, a palavra fé tem origem do Grego
“pistia” que indica a noção de acreditar, e no latim “fides”, que remete para
uma atitude de fidelidade. Segundo a Bíblia, “a fé é o firme fundamento das
coisas que se esperam, e aprova das coisas que não se vêem” (Hebreus 11:1).
Diante de todas essas afirmações, devemos estar cientes, que o Cria-
dor está no controle de todas as coisas. Essa força que rege o Universo,
sempre agirá de acordo com os propósitos de Deus. Esses propósitos,
para o homem, são de que ele tenha uma vida de plenitude e que não se
perca em vãs vaidades. Isto é tudo aquilo que não é ecológico, que traz
prejuízo próprio ou dos outros, que devemos ter paz com todos, que
nossa medida de perdão seja sempre setenta vezes sete, pois o perdão
quebra todo o jugo e cobre uma multidão de pecados.

Encontrando a sua melhor versão segundo o Evangelho


Os planos de Deus para o homem, são de que ele sempre encontre e
alcance a sua melhor versão, lembrando que fomos criados a Sua ima-
gem e semelhança e devemos espelhar essa imagem através de nossos
pensamentos, palavras e ações. A vida é feita de escolhas que pautam

178
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
nossas decisões e elas determi-
nam o nosso padrão de vida. A
vida é um presente que Deus
nos dá e o que se faz com a vida
é o presente que damos a Deus.
A vida é um processo contí-
nuo de transformação. Muitos
têm se tornado ternos, doces, amáveis, puros, corajosos, transparen-
tes, enquanto outros têm se tornado cruéis, amargos, críticos, promís-
cuos, dissimulados e, o mais importante na vida, é o que você se torna.
O importante para Deus, é que você cresça, para que outros sejam
inspirados pela sua vida. Quando deixa de ser a pessoa que Deus pla-
nejou, você enterra seus talentos. Creia, há uma pessoa dentro de você
esperando para aparecer. O Criador faz coisas de maneira exclusiva
para cada um de nós. Ele desenhou sua singularidade, e através de Sua
criatividade, tem em Suas mãos o seu melhor retrato. Existe uma guer-
ra interior, onde você pode responder ao amor ou ao medo, dependerá
de quem você vai alimentar mais. Você pode revestir-se de virtude e
despir-se do pecado, pode dar espaço ao seu “eu” distorcido e assim
manifestar maus hábitos, é uma questão de escolha.
A sua melhor versão deve ser resiliente, como os troncos de carva-
lho, se contorce, enverga e se molda ao vento. Mas tem forte resistência
às situações da vida. Suas raízes não são profundas por causa de longos
anos de vida, mas sim porque quando a tempestade passa, ela procura
aprofundar mais ainda, com o objetivo de permanecer em pé, sem que-
brar, firme e forte. “Como terebinto e como carvalho, ainda fica o toco,
assim a santa semente é o seu toco…” (Isaías 6:13).

179
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A sua melhor versão, não é uma vida dedicada só a si mesmo, pois assim
ela é pobre e pequena. E sim oferecê-la para as pessoas ao seu redor, sen-
do fiel a si mesmo e aos seus princípios, pois é a forma mais fácil e certei-
ra de entregar o melhor de si. Nascemos para viver em sociedade, quando
amamos o próximo, temos por missão, ajudar o nosso irmão a encontrar
a sua melhor versão. Muitos estão perdidos em dores do passado e parali-
sados pelo medo, impedindo a sua caminhada, para a sua melhor versão.

Amarás o teu próximo como a ti mesmo…


-Lucas 10:27

Não se desespere se você ainda não encontrou a sua melhor versão de


si. A vida é uma constante busca, entre lutas e superação, muitas vezes, o
processo pode ser doloroso e difícil, mas o resultado será recompensador.
Não tenha medo de recomeçar, se for necessário. Redescubra, reinven-
te, reescreva a sua história. Faça o que for preciso até encontrar o melhor
de si mesmo.

Eis que faço novas todas as coisas…


-Apocalipse 21:5

Se hoje o dia não foi da maneira como você planejava, não se marti-
rize. A cada amanhecer você recebe uma nova chance de fazer valer a
pena, para mostrar ao mundo a sua melhor faceta.

O choro pode durar uma noite,


mas a alegria vem pela manhã…
-Salmos 30:5b

Está escrito em Eclesiastes 1:9:”O que foi é o que há de ser, e o que se


fez, isso se tornará a fazer, nada há, pois, novo debaixo do sol”. Podemos
dizer então que o coaching e seus propósitos, não é algo novo diante
da soberania divina, a palavra em si e o reconhecimento da profissão é
recente, mas o Criador sempre primou ajudar o homem a encontrar a
melhor versão de si mesmo, tendo a Bíblia Sagrada como manual de vida.
Todas as profissões subsistem em Deus e para seus propósitos, de que
a coroa de sua criação, espelhe a sua imagem e semelhança, assim, tenha
uma vida abundante.
Vale ressaltar que o coaching, não visa usurpar a soberania de Deus,

180
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
visa auxiliar o homem a encontrar a sua melhor versão, no centro da
vontade de Deus, indo de encontro ao conhecimento que traz q liberdade.

“E conhecereis a verdade,
e a verdade vos libertará.” -João 8:32

181
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Alicia Guallart, se tivesse que defini-la, diria sem dúvida alguma, que
é uma buscadora espiritual. Durante toda sua vida, buscou o que está nas
religiões tradicionais, sua essência da luz, à transformação do ego/mente para
a consciência, nela e nos outros.
O primeiro ensino que chegou até ela foi o Reiki. Uma ferramenta extraordinária
para ajudar as pessoas. Foi iniciada em todos os níveis de Reiki: Reiki Master
Usui, Reiki Master Karuna e Reiki Master Karuna Avançado. No seu caminho de
crescimento na consciência, encontrou o Raja Yoga (verdadeiro yoga). A prática
do Raja Yoga tem milhares de anos e quem a utilizava eram os sufis e os vedas. É
muito poderosa porque trabalha na expansão da consciência utilizando a visuali-
zação interna e externa. Esse caminho a levou diretamente ao Oriente, quando se
formou como Instrutora da Oneness University, na índia (Oneness Trainer), (hoje
transformada em Oneness & One Academy). É umas das universidades que se
dedica a espiritualidade. Esse caminho de autoconhecimento e de ajudar ao outro
em seu crescimento espiritual, a fez descobrir que também poderia ajudar pessoas
através de outras técnicas, e não somente com a espiritualidade. Hoje, também, é
Coach formada pelo Instituto Edson Burger.

aliciaguallartcoach@gmail.com (45) 99980-5560

182
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A Inter Relação Entre
Ciência a Espiritualidade
e o Mindset Coach
N ós somos seres multidimensionais de luz e energia. O nosso corpo
físico tem 10% de matéria e 90% de água. A física quântica diz que
somos criados de fótons, prótons, células e energia. Se pudésse-
mos ver nossa mão em um microscópio especial, nós veríamos pontinhos
obscuros e luminosos. Também na natureza, ocorre da mesma forma. Es-
tamos absolutamente interconectados, com a natureza e com o Universo.
Essa energia se espalha em nosso corpo através dos chakras, ou cen-
tros energéticos. Temos sete chakras principais. Estão em nossa coluna
vertebral. O número um (Mooladhara: Vermelho) olha para a Terra, pois
se nutre de sua energia. O chakra número dois (Swadhisthana: Laranja)
está na frente dos órgãos genitais. É o chackra da criação, da sexualidade.
É considerado sagrado. O chakra número três (Manipura: Amarelo) está
atrás do umbigo. Nele estão todas as emoções. O chakra número quatro
(Anahata:Verde) está em nosso coração. Guia o amor incondicional, a com-
paixão e a gratidão. O chakra número cinco (Vishuddhi: Azul Índigo) está
em nossa garganta, na epiglote. Guia a palavra, a comunicação. O chakra
número seis (Agna: Violeta) está no meio das sobrancelhas (glândula pine-
al). Mal chamado chakra do terceiro olho, guia a nossa evolução espiritual
e o nosso cérebro. O sétimo chackra (Sahasrara - Roxo ao redor e no meio
Dourado) é o chakra que está na coroa da cabeça, ele é a comunicação com
a divindade. Cada chakra tem uma cor, uma sílaba mística, ou mantra. Te-
mos que ter em conta que também temos chakras nas pontas dos dedos, na
palma da mão e muitos mais por todo o nosso corpo. Por exemplo: quando
as mães acariciam seus filhos, elas estão mandando energia com os chakras
da mão. Por isso, os bebês quando estão nervosos ou chorando se acalmam.
Na índia, ensinam que quando os chaKras estão em desequilíbrio eles
produzem enfermidades físicas ou mentais. Para que isto não aconteça, nós
temos que trabalhar com nossos chakras para que eles estejam ativados e
com os nadis limpos. (Os nadis estão no meio dos chakras, é por onde passa
a energia). Há diferentes sadhanas ou práticas para limpar e ativá-los.
Assim, sucintamente, trabalha o nosso corpo. Nossa mente é parte do nosso
corpo. Temos duas mentes: a mente consciente e a mente subconsciente ou in-

183
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
consciente. Na mente consciente, estão as lembranças de prazo curto, os apren-
dizados. Isso é mais ou menos o 10% da mente, dos quais usamos somente 3%.
A mente consciente é repetitiva, compulsiva e destrutiva. Julga, sepa-
ra e divide. Mas é maravilhosa, quando a gente pode usá-la junto com a
mente subconsciente. Ela trabalha em média 2.000 bits por segundo.
A mente inconsciente é uma grande mente, nela temos as lembran-
ças de tempos passados, as vidas anteriores, lembranças intrauteri-
nas e muito mais. Nela estão as nossas dores mais profundas, nossas
ideias limitantes e tudo aquilo que se forma na primeira infância, do
zero aos oito anos. A mente inconsciente empurra a mente consciente
para ver as dores que estão nela, e então poder liberá-las.
A mente inconsciente é criativa, repetitiva, compulsiva e destrutiva.
Trabalha a três milhões de bits por segundo. Quando a porta entre as duas
mentes se abre, é maravilhoso porque tudo flui. Isso acontece quando
nós podemos aquietar a nossa mente consciente. Quando nossa mente
consciente, logra estar sem pensamentos e simplesmente quieta, faz a
conexão com a mente inconsciente. Esse momento é o momento mais
maravilhoso, porque tudo flui, tudo é excelência, tudo é criatividade.
Assim, nós podemos estar em conectividade com todo nosso ser, com a
natureza, com a energia inteligente do Universo. Nesse momento, somos
um com a natureza, um com a criação. Então, podemos expandir a nossa
consciência e a transformaremos naquilo que realmente somos, luz. Isso
seria viver um salto quântico em consciência. Um caminho para chegar
ao despertar. Esse estado do despertar não se produz somente na consci-
ência, ele ocorre como uma mudança neurobiológica, que vai se aprofun-
dando com meditações, com muitas práticas respiratórias e meditativas
nos chakras, limpando a dor do coração. Essas práticas são realizadas com
a consciência da gratidão. É um caminho que dura a vida toda, porque
temos nove estados de despertar. 1): sobrevivência; 2): condicionamen-
tos; 3): desejo de ser importante; 4): claridade; 5): realização; 6): apoiar
uns aos outros; 7): fluir com a vida; 8): conexão; 9): estado de unidade.
Cada um de nós, por diferentes caminhos, iremos transitar por um estado
de consciência diferente. Tem muito a ver com o nosso autoconhecimen-
to. Quanto mais profundamente mergulhamos em nós mesmos, maior será
nossa conexão com o Universo e mais avançado nosso estado de despertar.

O Coração
Todos os grandes mestres espirituais, como por exemplo, Jesus, Buda,
Sathya Sai Baba, Osho, Sri Bhagavan, Sri Prem Baba, Krishna e muitos ou-

184
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tros; colocam o foco da sabedoria do coração, na importância que tem o co-
ração em nossa vida. De fato, asseveram que Deus está no Atman de nosso
coração. Porém, nosso coração é muito mais poderoso que nossa mente,
porque está cheio de amor e gratidão. Em nosso coração está a verdadeira
sabedoria. Por isso, é muito importante que o nosso coração floresça. En-
tão, florescer significa que não temos dor em nosso coração. Que ele está
liberado de dores, medos, sofrimentos, raiva e de injustiça acumulada.
Quando nosso coração se libera de uma dor, envia uma mensagem
diretamente a nossa mente. A mente, por sua vez, envia ao Universo a
mudança do estado (a mente funciona como uma antena do coração).
Isso faz com que a nossa percepção mude. Vamos passar a olhar a vida de
maneira diferente. Vamos mudar os nossos relacionamentos. Vamos ser
mais felizes. Vamos ter maior conexão com os outros e com nós mesmos.

Ciência
O coração um órgão inteligente
Uma professora de matemática na Sorbonne foi testemunha e partici-
pou da criação da comunidade de Auroville com Sri Aurobindo e Jiddu
Krishnamurti, na Índia. Ela é Annie Marquier, que logo em segui-
da fundou o Instituto para o Desenvolvimento da Pessoa, em Quebec.
Ela é autora dos livros “A Liberdade de Ser” e “O Mestre do Coração”
(Luciérnaga), além de “O Poder de Escolher”.
Sua opinião a respeito da ciência e consciência é muito valorizada,
por conta de suas pesquisas. Por isso, as discussões que travava sobre o
assunto são rigorosas. O coração foi o protagonista de uma descoberta
interessante. Seu sistema nervoso é independente e conta com mais de 40
mil neurônios, combinados com uma grande rede de neurotransmissores,
células de apoio e proteínas. A descoberta mostrou a incrível capacidade
do coração em ser independente do cérebro e com seus circuitos elabora-
dos, tomar suas próprias decisões e agir, sem que o cérebro interfira. Sua
autonomia chega à aprendizagem, memória e percepção.
Abaixo, vamos entender as conexões do coração e, também, saber so-
bre o seu cérebro:

Primeira conexão
Através de impulsos nervosos, há uma comunicação neurológica, que
faz com que o coração envie mais informações do que recebe do cérebro.
O incrível, é que este é o único órgão do corpo humano com essa capaci-

185
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
dade. Ele inclusive pode ativar ou impedir algumas partes do cérebro de
funcionar. É isso mesmo, o coração é capaz de ativar algumas partes do cé-
rebro e fazer com que tenhamos determinadas reações e até pensamentos.

Segunda conexão
O coração é o órgão responsável pela produção de ANF, que permite
o equilíbrio do nosso corpo, isso é chamado de homeostase. Ele inibe a
produção de hormônio do estresse. Além de liberar e produzir a oxitoci-
na, o hormônio do amor.

Terceira conexão
Faz a comunicação biofísica, a partir de ondas de pressão. Através do
ritmo cardíaco, o coração é capaz de enviar mensagens ao cérebro e não
apenas isso, envia informações para o resto do corpo também.

Quarta conexão
A comunicação energética é através de um campo eletromagnético do
coração. O mais potente de todos os órgãos de nosso corpo. Ele é cinco
vezes mais intenso que o do cérebro e muda de acordo com nosso estado
emocional. O coração faz uma comunicação tão precisa, que é normal o
turbilhão de emoções quando estamos tristes, frustrado e estressados. Mas
claro, também se alinha com as emoções positivas. Somado a isso, todos ao
nosso redor são capazes de receber informações energéticas enviadas pelo
coração. Isso porque, ele tem um campo magnético que se estende ao redor
do corpo por dois a quatro metros. Essa vibração é emitida pelo anel eletro-
magnético do coração, mas ele não é o único capaz de fazer isso. Átomos
também emitem energia com a mesma frequência. A própria Terra está no
centro de um anel, bem como a galáxia e o sistema solar.
Os cientistas discutem sobre a existência de um único anel universal,
abrangente e que interagem dentro da mesma onda de energia (espectro).
Isso quer dizer que se os campos eletromagnéticos são anéis holográficos,
há chances de que o Universo esteja dentro do espectro, na frequência de
um único anel. Traduzindo em miúdos, podemos estar ligados ao Uni-
verso e assim, é possível acessar a todas as informações que ele dispõe.
Ao tentar ouvir as mensagens do nosso coração, estamos na verdade nos
conectando ao Universo, afirmou Joseph Chilton Pearce, escritor norte-a-
mericano de “A Biologia da Transcendência”.
Essas descobertas nos levam a algumas conclusões. Primeiro, o cir-

186
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
cuito do cérebro do coração trata a informação, depois envia ao cérebro
da cabeça. Esse novo circuito, dizem especialistas, são passos para a
evolução humana. Na frequência cardíaca, existem duas variações. A
primeira é harmoniosa, com ondas amplas e regulares. Ela toma forma
quando as pessoas têm pensamentos e emoções positivas. Já a outra, é
desordenada e de ondas incoerentes. Ela aparece com as emoções nega-
tivas, como por exemplo, o medo e a desconfiança.
Levando em conta tudo que foi explicitado acima, o amor do coração
não é uma emoção, mas sim um estado de consciência inteligente, dada
a partir das ondas cerebrais que se sincronizam com as variações do
ritmo cardíaco. Não se apoiando em experiências do passado, o cérebro
do coração ativa no cérebro da cabeça percepções novas e interpretam
a nossa realidade. Sem percorrer as antigas lembranças, o conhecimen-
to é instantâneo e por conta disso, imaginamos a exata realidade. Ao
fazer uso do cérebro do coração, o ser humano elabora uma coerência
biológica, onde tudo se harmoniza através de emoções positivas. Isso
pode ser acessível a todos, mas precisa de técnica. A melhor opção que
podemos ter para ativá-las é meditar. Ter períodos de silêncio, fazer
uma conexão permanentemente com o nosso coração. Aceitar, perdo-
ar, compreender. Transformando-nos em testemunhas de nós mesmos.
Mais uma vez, os antigos tinham razão, no coração é a inteligência e a
sabedoria do Universo. E a separação e a divisão só existem na nossa mente.

A Mente
Um estudo do Blue Brain, projeto iniciado em 2005 que tem como
objetivo simular através de computadores o cérebro humano e de ma-
míferos, identificou que o cérebro é capaz de criar estruturas em até 11
dimensões. O trabalho é inovador e permitirá desvendar segredos so-
bre a arquitetura do cérebro. Publicada na Frontiers in Computational
Neuroscience, a pesquisa indicou que os neurônios estão conectados a
outros neurônios e juntos eles formam um objeto geométrico. Quanto
mais neurônios, maior a dimensão do objeto geométrico.
De acordo com o diretor do Blue Brain e neurocientista, Henry
Markram, a descoberta é fascinante e, também, difícil de saber o alcan-
ce: “encontramos um mundo inimaginável” e ainda que “há dezenas de
milhões desses objetos, mesmo numa pequena parte do cérebro até em
sete dimensões. Em algumas redes, encontramos até 11 dimensões”. A
partir dessa descoberta, será possível entender por que foi complicado

187
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
entender como o cérebro funciona: “a matemática usualmente aplicada
para estudar as redes não pode detectar grandes dimensões estruturais
e espaços, que agora podemos observar com claridade”, disse Markram.
Diante da complexidade do fato, nós podemos compreender que ve-
mos um mundo 3D e a realidade 4D está além de nossa imaginação. Em
um mundo com cinco ou seis dimensões, seria algo complexo demais
para tentar projetar. O cérebro sozinho consegue criar 11 dimensões!
Um ramo da matemática chamado topologia algébrica consegue des-
crever sistemas que tenham infinitos números de dimensões e isso foi
levado ao projeto Blue Brain pelos matemáticos Kathryn Hess da EPFL e
Ran Levi da Universidade de Aberdeen. A topologia algébrica pode fun-
cionar como um microscópio, identificando as estruturas ocultas e espa-
ços vazios. Os testes foram realizados no tecido cerebral virtual, apenas
para provar que as estruturas cerebrais multidimensionais descobertas
pelo projeto não se formam pelo acaso. Depois, claro, os testes foram
feitos com tecido real. Tudo foi comprovado, o cérebro se reconecta em
seu desenvolvimento e constrói uma estrutura, com um número cada vez
maior em alta dimensão. As imagens confirmam um universo de estrutu-
ras multidimensionais e são realmente maravilhosas.

O mal chamado DNA Lixo


Após difundirem sobre a teoria do DNA Lixo, cientistas refutam a
ideia. Na verdade, eles não codificam proteínas, mas tem papel funda-
mental na manutenção do corpo. Descobriram isso a partir da formação
da Enciclopédia de Elementos de DNA (ENCODE). Dessa maneira, os
pesquisadores puderam desvendar, nos últimos anos, como os genes
produzem proteínas dentro das células. Isso corresponde a 1% dos 22 mil
genes que existem no genoma. Assim gerou a dúvida sobre a importân-
cia do DNA Lixo. A notícia boa é que, sim. Ele tem, pelo menos, 80% de
função biológica e assim é aquele que comanda os genes, como afirma
o pesquisador Mark Gerstein da Universidade de Yale, que participou
na pesquisa: O DNA Lixo é na verdade o que comanda os genes. Essa
descoberta é fundamental para determinar uma mudança significativa
sobre o entendimento do funcionamento do DNA. Pois o último estu-
do data de 2002-2003, quando geraram um mapa do genoma humano.
A pesquisa gerou resultados que podem ajudar no desenvolvimento de
tratamentos para doenças cardíacas e até diabetes, pois tem suas raízes
em falhas no DNA. Aqui entra o ponto importante dessa abordagem. Pois

188
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
em outra pesquisa, ficou comprovado que o DNA Lixo trabalha como a
internet, já que pode não apenas comandar os genes, mas recebe e envia
informações de outras dimensões.

O Mindset Coach
Diante de tudo que foi dito até aqui, podemos resumir alguns aspetos:
Primeiro, nós evoluímos muito para outro estágio da consciência. De-
pois, o coração se mostrou um órgão fantástico, capaz de ter 40 mil neurô-
nios. Nós, meros mortais, estamos conectados a um arco magnético da Ter-
ra e nossa incrível mente pode construir 11 dimensões! Agora, o DNA Lixo,
pode comandar todos os genes, além de emitir e receber mensagens de ou-
tras dimensões, o que torna tudo que conhecemos até aqui, muito diferente.
Parece que isso não tem muita conexão com o trabalho de um coach,
mas se engana quem pensa assim. Isso potencializa o seu trabalho, pois
já foi identificado que nossos medos e ideais estão baseados em nossas
experiências da infância. Além de que, essas descobertas nos mostram
que tudo está ao nosso alcance, basta nos conectarmos.
A mente é poderosa e aquilo que impede o nosso crescimento pode
ser ressignificado. Pois temos a capacidade de mudar ideias limitantes a
partir do foco no positivo e do avanço da ciência.
Segundo Carol Dweck, autora da Nova Psicologia do Sucesso, nós
temos dois tipos de mindset, (mentalidade) o fixo e o de crescimento.
As pessoas que têm mindset fixo acreditam que suas habilidades não
podem ser desenvolvidas, nascem inteligentes ou burras. Se não, nunca
poderão se tornar inteligentes. Essas pessoas ante as dificuldades, po-
dem se derrubar com facilidade. Imediatamente colocam o foco na ideia
de que não são capazes de fazer, que são uns fracassados. Quando são
crianças, são muito fáceis de detectar; por exemplo, quando não ga-
nham um jogo, choram. Não podem pedir ajuda. Repetem sempre os
jogos que podem ganhar. As pessoas com um mindset de crescimento
acham que tudo pode ser aperfeiçoado. Quando se deparam com uma
dificuldade, colocam o foco em solucioná-la. Nos esportes, são aqueles
que treinam até lograr aquilo que procuram. Acham que tudo pode se
aprender. Que os neurônios se expandem com cada novo conhecimento.
Cada um de nós pode se observar e entender qual tipo de mindset
possui. É possível mudar de um mindset fixo para um de crescimento,
basta transformar as ideias de que tudo está centrado em habilidades e
investir em esforço para se transformar. Por exemplo: se apenas pensar

189
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
que você pode guiar um carro, nunca vai aprender a guiar um carro. Com
determinação e movimento, com certeza, você nunca vai aprender. Mas
se você se esforça, vai aprender a guiar o carro. A mudança não vai ser
automática, mas as novas ideias vão tomando força. E sua vida vai mudar.
Então, vai lograr tudo aquilo que você quer.
Algo que sempre reflito sobre o coach e mindset é que esta ferramenta
é muito poderosa e se nós queremos crianças felizes, gente exitosa, tere-
mos que colocar o foco em espalhar este conhecimento para os professo-
res nas escolas. Porque poderíamos potenciar as crianças com mindset de
crescimento e ajudar aquelas que tem mindset fixo a mudá-los.
Todos os seres humanos podem ser o que quiserem ser. Não temos
fronteiras. A única fronteira é aquela que colocamos em nossa mente. E
nós podemos com esforço e garra ressignificar as ideias limitantes.
Também podemos nos ajudar meditando. Está cientificamente com-
provado que meditar uma hora por dia, produz uma renovação celular.
Treina os neurônios e ativa partes de nosso cérebro que não são utiliza-
dos. Há meditações para aquietar a mente, expandir a consciência e mais.
O cérebro muda. Fizeram um estudo com vários neurologistas sobre
o cérebro dos Dasas (guias) da Oneness University, da Índia. Descobri-
ram que eles tinham ativadas zonas do cérebro que outras pessoas não
tinham e que o hipotálamo era muito mais estreito, e os neurotransmis-
sores eram muito mais finos e rápidos.
No Universo tudo está em abundância, essa abundância está ao alcance
de nossas mãos, só temos que esticá-las. Lembremos que somos seres de luz,
multidimensionais. Só temos que abrir a porta de nosso inconsciente para
chegar ao coração onde está a gratidão, o amor e a sabedoria do Universo.
Se refletirmos sobre toda essa informação, vamos nos encontrar com
uma pergunta sem resposta.

Instituto desenvolvimento da Pessoa- Quebec-


Frontiere- Computational Neuro Cience
Carol Deker: Nova Psicologia do Sucesso

190
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Como os antigos sabiam que nós
tínhamos a sabedoria e o poder
em nosso coração e que éramos
seres multidimensionais?
Deixo essa pergunta
para ser contestada pelo
seu coração.

191
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Renata Abdalla Maksoud, atua como life coaching com foco
em Mindset e Mindfullness, tendo sua formação no Instituto Edson Burger.
Com larga experiência em publicidade traz todo know how de abordagem,
planejamento e metas que promove maior excelência no rapport e desen-
volvimento dos programas realizados. Apaixonada por cozinha, é chef,
foi professora de gastronomia pelo Basicamente Simples® e colunista do
Yahoo! Depois de um longo período de introspecção e dedicação aos estu-
dos do comportamento humano ligado à prática de várias filosofias, espe-
cialmente a Taoísta, passou na sequência a se dedicar às atividades de coa-
ching com grupos obtendo resultados extraordinários para seus coachees.
Desde os onze anos faz parte do Grupo Socorrista Zaira Pitt, instituição es-
pírita cujos trabalhos voluntários são voltados para gestantes na Zona Sul
de São Paulo. Trabalhou ainda com crianças e jovens deficientes na A.A.C.D.
e no Instituto Rodrigo Mendes. Aos Pais, Gilberto e Silvia, seus pilares, ao
marido, João Gilberto e à filha Giordana, ela dedica esse artigo. Ao Simba,
seu maior companheiro de vida, seu amor e gratidão eternos e infinitos!

@porumavidamelhorhoje

192
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A Eficiência e Necessidade
do Autoconhecimento
Q
uando recebi o convite do Edson Burger para participar des-
te projeto me senti extremamente feliz em compartilhar com
você, leitor, minhas experiências como coach e como pessoa.
Claro que não podemos separar quem somos daquilo que faze-
mos. O que somos em essência é o que sempre determina que tipo de
profissional queremos ser, independentemente da nossa área de atuação.
Se você tem uma personalidade mais suave, mais agressiva, mais políti-
ca ou não, mais ética ou não (e sim, há muita gente por aí que se diz ética
sem na verdade praticá-la), mais exigente, mais complacente; é o que vai
determinar quem você é no trabalho também. E é isso que nos torna me-
lhores ou não. Afinal, você sempre pensa em ser uma pessoa do bem, certo?
O que acho realmente necessário para qualquer atividade na vida é se per-
guntar: quem eu sou? O que eu quero? Somente a partir desta resposta é que
podemos escolher com sucesso um trabalho para nosso crescimento e reali-
zação. Tal resposta é igualmente importante para a identificação dos nossos
pontos fracos, pois desta forma, podemos transformar dificuldades ou vulne-
rabilidades em pontos positivos, através de estudo, conhecimento e prática.
Entender e reconhecer nossas capacidades, habilidades, facilidades,
paixões, dificuldades, coisas que não gostamos e tantas outras, é a
espinha dorsal para uma vida feliz, ainda que com todos os problemas
que ela nos obriga a enfrentar.
O autoconhecimento foi o primeiro passo para que minha traje-
tória me trouxesse até o coaching, atividade que me realiza e me faz
crescer, todo dia um pouco mais, pessoal e profissionalmente. Eu fi-
nalmente havia entendido o meu grande objetivo na vida.

Mudar ou não mudar?... Eis a questão!


Desculpe, mas aqui não há questão alguma. Mudar é sua única opção,
quando se trata de adaptar-se ao mundo moderno e à própria vida, pois
os dois são dinâmicos.
A mudança é um assunto que assusta a todos nós, pelo simples fato de
não sabermos o que nos espera do outro lado do muro. Muitas vezes, e
aqui até me arrisco a dizer que na maioria delas, a mudança acontece para
melhor. “Mas o que importa se a lama que nos atola até o pescoço é confor-

193
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tável, uma vez que é a realidade que eu conheço? Prefiro ficar onde estou.”
E aí? Você identificou essa frase? Pois é...
Passei por isso alguns anos atrás.
Acho que a melhor forma de eu explicar bem essa questão é ilus-
trando com uma boa história. Não que a minha seja tão incomum, mas
é real e isso a torna relevante, uma vez que pode servir de exemplo
para muita gente que passa por algum revés na vida.
Depois de mais de quinze anos envolvida em um relacionamento
tóxico, me vi sozinha no mundo. Não somente sozinha, mas derro-
tada, frágil, em grande dificuldade financeira e sem trabalho. E mais:
estava em plena fase de recuperação de um vício, em plena crise de
abstinência, por conta de remédios para emagrecimento (as famosas
anfetaminas) e drogas para dormir, que durou mais de onze anos. Per-
di as pessoas mais próximas de mim e perdi a mim mesma.
Tenho certeza de que nesse ponto, o leitor poderá se questionar sobre
o tamanho do estrago que essas drogas podem causar. Acredite: além de
carregar resquícios de ansiedade e depressão até hoje, o estrago foi gran-
de o suficiente para que o suicídio fosse, por um bom tempo, a única sa-
ída que eu enxergava. Eram pensamentos que dominavam minha mente.
Ora, dizer que somos sozinhos no mundo talvez seja uma redundância,
porque, afinal, temos que viver a vida sozinhos. Eu disse sozinhos e não
solitários. Sentia-me solitária, abandonada, vítima de mim e dos outros,
culpava a mim mesma e os outros. Era um buraco e um poço sem fim.
Àquela altura e por muitos meses (mais de ano até) só saía de casa para le-
var meu cachorro, o Simba, meu anjo da guarda, para passeios de no máximo
dez minutos rezando para não encontrar conhecidos (nem no elevador). Logo
voltava para casa, para a cama, de onde acreditava que jamais me levantaria.
O tempo foi passando e embora estivesse forte por ter conseguido
me livrar do vício, eu me enxergava cada vez mais fraca. Debruçada na
varanda do meu apartamento só pensava qual seria o melhor jeito de
me jogar, sem chance de sobrevivência.

Quando a Própria Vida Grita por Socorro


Certa daquela horrível decisão veio a grande reviravolta. Depois de
horas a fio na varanda, meu pé falseou no degrau e eu perdi o equilíbrio
sem querer. Neste exato instante, o Simba gritou num latido estridente,
diferente. Por puro instinto, ainda sem estar com os pés firmes no chão,
recobrei minhas forças, me reequilibrei e olhei para ele.

194
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Aquele olhar dele foi de uma profundidade indescritível. Ele me olhou
fixo, duro, firme, como me dando um: “presta atenção”.
Honestamente, não sei se aquilo foi obra de “Alguém Lá de Cima” ou
uma fagulha da pouca sanidade que me restava. O fato é que vi minha
vida como um filminho e me dei conta, em questão de segundos, que
aquela Renata, definitivamente, não era a mesma que eu sempre fui. E
pior: eu não gostava nem um pouco dela.
Chorei por horas abraçada naquele anjo em forma de bicho, me per-
mitindo sentir a dor mais profunda naquele processo. Chorei até cansar
e adormecer ali, ao lado do meu cachorrinho que sempre amei tanto.
Depois daquele dia, comecei a me questionar todas as manhãs quem
eu era. Quem eu tinha sido até aquele ponto da vida e sei que fui uma
pessoa forte, porque passei pela perda de uma filha e do meu pai a quem
eu amava infinitamente e, apesar de toda dor, me recuperei.
O que estava acontecendo comigo então? O rompimento de uma relação
seria mais forte que a perda de um filho? De um pai? Do meu amado pai?
O que aconteceu comigo é que eu me perdi de mim mesma ao entrar
num relacionamento tóxico, perceber que era tóxico no decorrer do tempo
e não ter feito nada para mudar. Estava atolada na lama, mas era a lama já
conhecida que não me exigia muita coisa a não ser, manter o status quo.
Não importa aqui qual deveria ter sido a mudança. Poderia ter sido
uma série de caminhos. Mas eu preferi me manter na perigosa ZONA DE
CONFORTO, me violentando e violentando quem estava ao meu redor,
tornando a vida um enorme fardo.
Quanto a relacionamentos tóxicos, vale ressaltar aqui, que a negatividade
não é responsabilidade só de uma pessoa. Muito pelo contrário. A respon-
sabilidade é dos dois em peso idêntico: cinquenta por cento para cada lado.
Então não existe razão para que nos sintamos vítimas de nós ou da vida.

Mudança é a Única Coisa Realmente Permanente na Vida


Adoro esse conceito. Parece um paradoxo quando lemos, mas depois
que pensamos, ele faz todo sentido do mundo.
Continuando a minha história, depois de muito me questionar e fi-
nalmente saber, quem era e o que eu queria ser, ou voltar a ser, passei a
procurar por coisas que me levantassem o ânimo.

● Primeira providência: me perdoar sinceramente por tudo que


eu havia feito de errado na vida e com as pessoas a quem eu

195
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
eventualmente machuquei. Ora, em sã consciência não fazemos
mal a alguém de propósito;
● Segunda providência: conexão com a espiritualidade. Todas as
manhãs eu acordava pensando em alguma coisa que me fizesse sor-
rir. Isso foi um trato que fiz comigo mesma. Eu poderia até chorar
depois por outros motivos, mas a primeira coisa do dia que eu faria,
antes mesmo de ir ao banheiro, seria SORRIR. Essa tarefa não foi
difícil porque pensar na minha filha e meus cachorros é um enor-
me motivo para me fazer sorrir em qualquer época da minha vida;
● Terceira providência: obriguei-me a sair do meu casulo e permane-
ceria ao ar livre por pelo menos 2 horas por dia presente para o meu
Simba que, com um só latido, me fez repensar tudo.
● Quarta providência: cortei as redes sociais da minha rotina por
um tempo. Já reparou como seus conhecidos todos são muito felizes
e têm a via perfeita nesses canais? Você é o único que sente tristeza,
angústia, raiva, dor. A vida deles é linda e a sua é uma merda. Além
do mais, não vou negar, a felicidade alheia quando se está tão para
baixo, só me fazia mal. E não que eu desejasse mal aos outros, ou que
eles não fossem felizes, mas aquilo só me tornava ainda mais vítima,
mais vulnerável diante das minhas próprias desgraças.

Sempre fui bastante disciplinada com minhas metas e essas quatro ati-
tudes transformaram completamente a minha realidade. Aos poucos, fui
me reerguendo. Confesso que o mais importante e o mais difícil no início
foi o auto perdão. Difícil, doído e trabalhoso. Levou anos, mas me perdoei.
É curioso como podemos ser bastante compreensivos com as outras
pessoas, quando elas nos magoam. Perdoá-las pode ser trabalhoso, mas
o dia do perdão chega. No entanto conosco somos muito mais severos,
nossos piores juízes, e há quem passe uma vida toda se aferroando na
incapacidade de se perdoar.
Esse processo nada mais era do que mudança de mindset. Mudar o
mindset significa você buscar o melhor de você em você mesmo, porque
na maioria das vezes as respostas estão do nosso lado de dentro. Já temos
a resposta só que não conseguimos encontrar.
Em poucas semanas consegui sair de um mindset fixo, derrotado, ne-
gativo para me expandir como um ser novamente. Troquei para o mind-
set de crescimento com pequenas atitudes diárias.

196
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Quando optamos verdadeiramente a mudar, talvez no início essas pe-
quenas atitudes podem até parecer e ser de fato forçadas, mas insistir, per-
sistir vai ser o grande diferencial entre obter ou não sucesso na empreitada.
Meu conselho aqui é que você se obrigue a dedicar um tempo a você
mesmo todos os dias, durante 28 dias pelo menos.
Por que 28 dias? Existem teorias que dizem que para que uma ati-
tude se transforme em hábito, o nosso cérebro precisa repeti-la por
21 dias. Mas por experiência própria descobri que os 28 dias são mais
eficientes, daí a minha sugestão.
Essa mudança me empurrou para conhecer mais sobre mim mesma e
sobre as pessoas, o mundo e o planeta que nos recebeu tão gentilmente,
culminando na tal busca pela minha missão. Ao longo do tempo percebi
que minha experiência não só me ajudava como também me ajudava a
ajudar pessoas ao meu redor.
Fui ampliando meus estudos no campo da energia, física quântica,
cursos, imersões e nas relações interpessoais. Descobri que minha
missão aqui nessa Terra, é ajudar.

Mudar Pelo Amor ou Pela Dor?


Claro que essa não é a única passagem na minha vida que tive que mudar
para crescer. Todos nós passamos por muitas fases na vida, altos e baixos e em
cada alteração do status quo passamos inevitavelmente a nos modificar, mas
nem sempre para melhor. Muitas fases doídas podem transformar pessoas
despreparadas em rancorosas, amargas, tristes, de forma que isso muitas ve-
zes as acompanhará para o resto da vida, independentemente do que venha
acontecer de positivo mais adiante. É como uma ferida aberta há de eterno.
Só se cresce através do amor ou da dor e minhas oportunidades de
crescimento até então haviam sido muito mais pela dor do que pelo amor.
A mudança de mindset significou para mim mais do que uma sim-
ples mudança. Numa época onde já não cabiam mais no meu caminho os
meus antigos valores e crenças que se tornavam cada vez mais limitantes.
Mudar era a ordem do dia.
Significou ainda que eu poderia ser uma pessoa melhor, uma mãe melhor,
uma profissional melhor, uma amiga melhor, uma desconhecida melhor.
Significou que eu queria aprender a partir daquele ponto a crescer,
não mais pela dor, mas somente pelo amor. E até nisso o Universo me
ajudou colocando meu marido no meu caminho. E tive certeza de que
para ele eu também seria uma esposa melhor.

197
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Hoje tenho um relacionamento saudável, respeitoso, feliz, onde o su-
cesso de um é amplamente comemorado pelo outro. A admiração e or-
gulho mútuos faz com que todo dia tenhamos certeza de que somos uma
dupla quase perfeita. Aprendemos a aprender juntos, nos compromete-
mos a enfrentarmos os problemas, inerentes a qualquer relacionamento,
com serenidade e parceria. Andamos de mãos dados pelos caminhos da
vida de forma que o mundo a nossa volta fique mais suave, mais colorido
e infinitamente mais feliz. Os filhos dele são meus filhos e a minha filha
é filha dele. E isso nos torna ainda mais fortes como casal e como família.
Costumo dizer para meus familiares, amigos e clientes que a gente
emburrece quando para de se questionar. E se questionar é se lançar
desafios o tempo todo.
A vida só pode ser interessante quando temos desafios.
Não sou uma pessoa muito dada àqueles desafios de pôr a cabeça de qual-
quer um em parafuso, com metas homéricas em trabalho ou os desafios pro-
postos por algum esporte radical, Deus me livre! Desses então, eu fujo!
Meu desafio de todo dia é dar um sorriso para uma pessoa de semblan-
te triste, um “bom dia” para os carrancudos, uma mão amiga para quem
está se perdendo pelo caminho, uma palavra de incentivo para quem não
tem mais esperança, um abraço carinhoso para quem está em desespero.
Para cada um desses desafios eu me proponho uma meta.
Por exemplo, minha meta com o “bom dia” para os carrancudos é rece-
ber um sorriso em troca e acredite: isso é muito desafiador! Aí lanço mão
de um sorriso enorme uma, duas, três vezes quando encontro esse tipo de
pessoa e no dia que finalmente recebo o tal sorriso de volta, vou dormir
feliz, sabendo que aquele dia valeu à pena ter vivido.
Profissionalmente falando, meu grande desafio são os passos dos meus
coachees. As conquistas dos meus clientes são as minhas conquistas. Cada
pequena meta alcançada, cada mínima mudança de mindset ou progresso
no programa, comemoro como se fosse uma vitória minha também.
E assim vou me realizando com todo tipo de ajuda que posso dar, des-
de a algum membro da minha família até pessoas completamente desco-
nhecidas. Saber que fiz diferença na vida dessas pessoas para melhor é o
que me faz ganhar o dia. É o que faz eu ter valido à pena viver aquele dia.
No meio do caminho também descobri a gratidão como grande fer-
ramenta na mudança de mindset. Acordar e dormir todos os dias agra-
decendo pelas bênçãos recebidas até hoje são fundamentais para que eu
tenha uma postura diferente diante da vida.

198
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Qual é a Hora de Mudar?
Voltamos ao início desse artigo para ressaltar que a chave de tudo está
no autoconhecimento.
Perguntas muito simples como:

• “Quem sou eu?”


• “Quais são os meus desejos? Quais são meus objetivos? E minha missão?”
• “Estou feliz com o que venho realizando?”
• “Esse é o caminho certo para os meus objetivos?”
• “Meu parceiro é quem eu preciso para que eu seja uma pessoa melhor?”
• “Esse relacionamento me faz feliz? Eu faço meu parceiro feliz?”
• “Quem eu sou me agrada? Posso ser uma pessoa melhor? Em quê?”

De acordo com as minhas experiências, quem consegue responder sin-


ceramente a essas perguntas, a pessoa consegue identificar e reconhecer
seu qual é seu mindset e, consequentemente pronta para mudar.
Fiz todas essas perguntas para mim mesma incessantemente quando
retomei as rédeas da minha vida e percebi que algumas delas a resposta
era dada pelo meu ego e não pela minha essência.
Aos poucos eu consegui diferenciar quem era eu essência, e quem era o meu
ego. Aos poucos fui deixando meu ego de lado porque ele estava diretamente
relacionado ao que os outros pensavam de mim e não quem eu sou de fato.
Claro que este também não foi um processo fácil, mas eu estava de-
cidida a dar a vitória a mim, essência, e não à opinião alheia, que era
absolutamente irrelevante na minha busca por ser feliz.
Quando fazemos essas perguntas a nós mesmos precisamos ser mui-
to sinceros nas respostas. Analisar e identificar as respostas do ego é
um importante passo para descobrirmos quem queremos de fato ser.
Aqui, a escolha é mais simples que tudo que já foi falado: você quer ser
você ou quer ser o que os outros querem que você seja? Fácil, não é?
Deixadas as respostas do ego de lado, é hora de avaliar: onde e por que
preciso mudar?
Há quem consiga fazer isso sozinho. Não é impossível, mas é difícil demais
para quem se sente acuado pela vida, eu que o diga! No meio do furacão temos
a visão bastante nebulosa e só o que conseguimos fazer é girar junto com ele.
Precisar de ajuda não é vergonha nenhuma. Familiares e amigos
com positividade e profissionais de várias áreas, inclusive nós, coa-

199
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ches, temos o preparo necessário para promover essa ajuda. É exa-
tamente para isso que estudamos, pesquisamos, nos dedicamos por
anos a fio e damos um duro danado todos os dias para estarmos sem-
pre preparados para ajudar, e em qualquer departamento da vida.
Posso afirmar que eu teria sofrido muito menos se tivesse feito mi-
nhas descobertas de forma organizada e com orientação, sendo am-
parada. É certeza que me sentiria mais segura e menos solitária e não
teria chegado tão à beira do abismo.
Como coach, hoje tenho a convicção de que a resposta está em nós
mesmos, como já falei anteriormente e por isso nosso trabalho não é es-
colher o caminho por ninguém, mas dar ferramentas para que a pessoa
descubra por si só O SEU CAMINHO, de forma segura.

Ao Descobrir o Caminho as Portas se Abrem


Uma das minhas maiores descobertas no alto dos meus cinquenta e
um anos foi que, quanto mais nossos sentimentos, pensamentos, pa-
lavras, atitudes e escolhas estiverem de acordo com a nossa essência,
mais o mundo abrirá novas e melhores oportunidades para a vida e
soluções para os nossos problemas.
Nossas escolhas são solitárias, mas a caminhada da vida deve ser
dividida com as pessoas. Conhecidos e desconhecidos. Todos fazemos
parte de uma grande engrenagem e quando escolhemos trilhar o ca-
minho acompanhados, dedicando nossa vida também ao crescimento
e progresso das outras pessoas e do mundo, aí sim estamos fazendo a
nossa parte, deixando uma marca positiva aqui.
As pessoas que escolhi para me acompanharem nessa trajetória, as
quais não me fizeram bem diretamente, foram muito importantes porque
me ajudaram a crescer, ainda que pela dor. Foram grandes professores.
Das que me fizeram e fazem bem, tenho aos montes e me sinto tão
abençoada por isso! Elas acrescentam na minha vida e eu acrescento na
vida delas. Juntos crescemos pelo amor.
Hoje percebo muito claramente que o que nos une é a busca incan-
sável pelo bem, pelo positivo, pelo crescimento pela colaboração, pela
cooperação. Esse é o mindset pelo qual vale à pena viver.
E você, está preparado para se autoconhecer melhor, aceitar as mu-
danças do mundo e transformar a sua vida?

200
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Então, vamos juntos nessa
linda jornada chamada
VIDA.
Meu nome é
Renata Abdalla Maksoud e
eu estou aqui para ajudar você
a ter uma vida melhor hoje.

-Simba

201
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Felipe Vieira, formado em Educação Física pela Universidade Está-
cio de Sá e CF-LV1 pela Crossfit, atua no mercado fitness há mais de 10
anos. É coach com especialização em PNL pelo Instituto Edson Burger,
onde une as técnicas do coaching e da PNL com a preparação física, au-
xiliando clientes no presencial e on-line.

@coachfelipe10 coachfelipe10@gmail.com
fb.com/felipe.guimaraes.5648 (21) 9 6512-3439

202
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Essa Pode Ser a Sua História
O lá! Meu nome é Felipe Vieira e ao longo dessas páginas, gosta-
ria de contar um pouco da minha história, que pode ser a sua
também. Afinal, todos nós passamos por perdas. Mas aprender
com elas e crescer, é para poucos.
Tenho certeza que este livro chegou até você,não por acaso, você
provocou isso. Nada acontece aleatoriamente. Os acontecimentos nos
brindam com diversas provocações ao longo da vida.
Há quem não acredite e pense que é uma bobagem. Mas não somos
fruto do acaso. Qualquer coisa que nos acontece tem uma razão de
ser, um aprendizado e o seu próprio tempo.
Nem sempre há explicações e nem mesmo adianta procurar os mo-
tivos dos fatos terem acontecido. Mas você é responsável pelas ações
ou falta delas para sair de onde está e buscar o seu sucesso.

Nenhum vencedor acredita no acaso.


-Friedrich Nietzsche

Você pode perceber o que está se passando ao seu redor e reagir, ou


nem se dar conta, mas continuar reagindo, mesmo quando é apático,
deixando o rio correr, sem propósito ou objetivos definidos.
O que quero dizer com isso? Você é quem decide o que vai fazer
com as questões. No momento em que escrevo este livro, faz exata-
mente treze meses que vi a minha vida transformar-se em um verda-
deiro caos. No ano de 2018, mais precisamente no mês de maio, mi-
nha esposa faleceu e com ela foram-se partes de um sonho. Nela eu
tinha o meu porto seguro, a minha fortaleza. Na verdade, isso era o
que eu pensava, mas a realidade me mostrou que não era bem assim.
Foram dezessete anos de união, até que a morte a levou de mim. Minha prin-
cesa foi-se deixando duas filhas: Ana Beatriz de 6 anos, e Júlia Mel de 10 anos.
Com um infarto fulminante vi minha esposa perder a vida em meus
braços. Na esperança de que ela estivesse apenas desmaiada, corri para o
hospital. Foi um desespero tão grande que não queria acreditar que tinha
perdido minha esposa para sempre. Apenas o laudo médico me fez acor-
dar para a realidade e constatar que sim, eu havia perdido o meu amor.
Agora, não mais dois, somente um. Como fazer? O que fazer diante
de uma perda que me devastou completamente? Como seguir?

203
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Na volta para casa, só imaginava como seria contar para as minhas
filhas, que a mamãe delas nunca mais voltaria.
Posso afirmar que jamais senti tanta dor e sofrimento. Por diversas
vezes tentava puxar o ar, mas ele não vinha. Pensei que seria o pró-
ximo a partir. Pois era insustentável dormir sem ela, acordar sem ela,
chegar do trabalho e não a ter.
Ficava imaginando quando planejávamos as nossas viagens, agora não
poderia mais fazer isso. Nem mesmo fazer nossas brincadeiras juntos. Isso
me deixou a ponto de enlouquecer. Mas graças a Deus, não enlouqueci e
estou aqui com uma missão, contar a minha história e te contar como fiz
para superá-la. Pois aprendi que ao compartilhar, podemos multiplicar.

Fé para suportar a dor


Você só percebe que realmente tem fé em Deus, num ser superior
ou o que fizer sentido para você, nesse momento. É com a perda que
sabemos que existe fé dentro de nós.
Infelizmente a morte é uma realidade e sempre que acontece esta-
mos despreparados para lidar com o fato. Diante da perda é possível
se dar conta de nossa fragilidade. Contudo, encontramos fé em nos-
sos corações e amigos para nos dar suporte.
Deus colocou pessoas fundamentais para me dar suporte. A comu-
nidade da Igreja que faço parte, meu líder espiritual, meus familiares
e amigos. Você precisa de pessoas que te amam e se solidarizam com
o seu sofrimento. São elas que irão te fortalecer. É um período que
você se sente muito sozinho e com elas você se sente acolhido.
Então, se me permite, gostaria de dar meu primeiro conselho, não
tente viver sozinho. Procure fazer amigos de verdade e tenha pessoas
ao seu lado que realmente ame você e que você também as ame. Isso
fará com que você continue sua caminhada.
Viver só não é bom, nem mesmo para a saúde. Alguém sem amigos, filhos ou
companheiro (a), terminará a vida insatisfeito, sem rumo e sem boas histórias.
A fé em Deus nos faz crer no incrível,
ver o invisível e realizar o impossível
- Autor Desconhecido

Você precisa acreditar que mesmo sem enxergar o que vem pela
frente, coisas lindas estão chegando, como novas oportunidades ou
uma nova vida. Com a fé, você vai superar seus desafios.

204
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O futuro está preparando coisas lindas para você. Sua missão é crer e
seguir em frente com entusiasmo.

Descobrindo o propósito de vida


Tudo o que você faz fora do propósito de sua vida, te traz muito esfor-
ço e pouca recompensa. O propósito da vida é o que temos de mais im-
portante. Ele dá significado à nossa existência e determina o que somos.
Quando ficamos sem algo que não está determinado em nossa vida, nos
frustramos, claro! Assim, estamos dando valor a coisas que não valem
de fato nossa dedicação e empenho. Com o ocorrido comecei a ficar
mais sensível a acontecimentos que antes não eram tão importantes.
Primeiramente, comecei a dar mais valor à vida e imaginar o que de
fato vim fazer neste mundo. Qual era o meu propósito? Será que tudo
que tinha feito até ali era necessário? Poderia eu vislumbrar novos
sonhos? Como encontrar o caminho?
Cada um de nós tem um propósito pelo qual fomos criados e o quan-
to antes descobrirmos isso, mais fácil será você entender as questões
de sua vida. Nosso dia a dia pode ser bem complicado, sempre ou às
vezes, depende de nós. Se encontrarmos a razão pela qual vivemos,
isso pode mudar, para melhor. A nossa missão pode nos guiar por
bons caminhos ao ter que tomar decisões difíceis.
Eu acredito que o propósito da minha esposa foi cumprido no momento
em que ela partiu. Não dá para ter a certeza de que ela viveu tudo que ti-
nha para viver ou cumpriu tudo que tinha a cumprir. O que sei, é que hoje
busco fazer com que minha vida tenha mais sentido. Não só para mim,
mas principalmente para outras pessoas.
O propósito não tem a ver apenas com dom ou alguma caracterís-
tica especial que temos, isso é apenas uma parte de encontrar o seu.
Este também floresce em você quando se conecta às pessoas. Entendi
que na minha jornada, ao encontrar o meu caminho, haviam outras
pessoas esperando alcançar seus objetivos. Podemos formar uma comu-
nidade e nos unir em prol de um bem comum.
O que posso fazer hoje para agregar valores em outras vidas?
Acredito que, o que a gente constrói aqui, aqui fica. Por isso, quero seme-
ar coisas boas por onde passar e ajudar o máximo de pessoas que eu puder.
Mas a frase que levo para mim é:
Eu quero construir, não coisas, quero construir pessoas.

205
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Quero fazer com que pessoas aumentem o seu valor, que elas descu-
bram também o propósito de suas vidas.

A mudança primeiro deve acontecer em você


Foi após perder minha esposa, que comecei a escutar os áudios do
Edson Burger. Ele falava e fala até hoje sobre a mudança, a partir do
mindset e do foco no positivo.
Na época, ele gravava e disponibilizava no grupo do WhatsApp Coach
e hoje no Mindset Coach, até chegar à formação em Programação Neuro-
linguística e também na Fórmula de Emagrecimento Definitivo, programas
que nos guiam para sermos a melhor versão de nós mesmos. Tão preciosos
para mim, que hoje faço parte do grupo de coach do Instituto Edson Burger.
A mensagem que ele difunde é tão importante e fala com a gente de
uma maneira clara e profunda, é que precisamos olhar para o lado positi-
vo das coisas. Mas não apenas pensar positivo, e sim, achar a solução para
o que nos aflige, a partir do foco no positivo.
Precisava ouvir essas mensagens e foi aí que me agarrei nessas verdades.
Comecei a prestar atenção como eu reagia diante do que ouvia todos os
dias. Mais do que isso, iniciei um processo de executar tudo que aprendia.
E isso foi o que, na verdade, depois da minha fé, me fortaleceu e tem
me transformado a cada dia na melhor versão de mim.
É uma transformação de dentro para fora, que você consegue enxer-
gar e as pessoas ao seu redor, também. Recebo até hoje feedback de que
algo está acontecendo comigo, inclusive na minha forma de falar.
Houve uma mudança de mentalidade, consegui sair da posição de
vítima e me colocar em uma posição de autoresponsabilidade.
Passei a atribuir a responsabilidade de tudo que acontecia comigo,
seja bom ou ruim, a mim mesmo. Entendi que o que aconteceu com
minha esposa, a perda dela, não poderia ser mudada. Então, me res-
ponsabilizei pelos meus atos.
Comecei a entender que a forma como você vive hoje, vai ditar como
vai ser daqui a um tempo.
Muitas pessoas reclamam de diversas situações na vida. Sempre que
se atrasam e atribuem a responsabilidade ao trânsito. Tenha a capaci-
dade de perceber que você atrai os acontecimentos. Provavelmente não
está saindo de casa no horário certo.
Não se coloque na posição de vítima e culpe fatores externos ou até
pessoas ao invés de chamar a responsabilidade. Tenha autoresponsabili-

206
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
dade para mudar a sua realidade. Se você mudar, tudo muda. Se escolher
permanecer da forma que está, as coisas não vão se agitar sozinhas.
Gosto de citar duas pessoas que com certeza tem autoresponsabilidade.
O primeiro é Steve Jobs. Adotado, cresceu na Califórnia. Conheceu seu fu-
turo sócio enquanto trabalhava como temporário na HP. Largou a univer-
sidade no primeiro semestre. Criou a Apple em 1976 para produzir compu-
tadores. Foi afastado da própria empresa e chegou a adquirir a Pixar. Jobs
voltou a Apple e lançou a primeira geração de iMac e depois o iPod e afins.
A Apple foi a primeira empresa a valer mais de um trilhão de dólares
nos Estados Unidos. Ele simplesmente revolucionou a Era dos Eletrônicos.
Outro que gosto muito de lembrar: Martin Luther King. Nasceu em 1929,
ativista político, lutou fortemente contra a discriminação racial nos Esta-
dos Unidos. Era pastor e reivindicava salários dignos e postos de trabalho.
Sua maior missão era a igualdade civil entre negros e brancos. So-
freu diversos ataques, foi preso e teve sua casa bombardeada, mas li-
derou até a morte. Ele foi assassinado quando se preparava para uma
marcha civil. Seu legado mudou a realidade de negros nos Estados Uni-
dos e no mundo, sendo lembrado e reverenciado até hoje.
Existem outras histórias de pessoas que saíram de um estado onde
a situação não era favorável, mas por conta de uma mentalidade
transformadora e superior, eles conseguiram fazer diferença na his-
tória. Não são gênios ou seres sobrenaturais, são pessoas que lutaram
por seus desejos, não se acomodaram e conseguiram o que sonhavam.
Dessa forma que eu tenho seguido a minha vida, buscando ter au-
toresponsabilidade para fazer a diferença. E se você não estiver satis-
feito com a vida que está levando, reconheça suas escolhas falhas e o
caminho equivocado que trilhou. Redirecione cada um deles de uma
forma autoresponsável, consciente e objetiva. Você vai conseguir êxito.
Você é o único responsável pela vida que tem levado.
Você está onde se colocou. A sua vida
é absolutamente mérito seu.
Seja pelas suas ações conscientes ou inconscientes.
Pela qualidade de seus pensamentos,
comportamentos e palavras.
Por mais dolorosa que seja, foi você que levou a sua
vida ao ponto em que está hoje. Assim, só você
poderá mudar essa circunstância.
- Paulo Vieira

207
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Leis que me ajudaram a mudar o meu mindset
Primeira Lei: a Lei da Atração
A lei da atração é real, você acreditando ou não, ela existe.
Segundo Bob Proctor, autor do livro “O Segredo” e um dos mestres da mu-
dança de paradigma, a Lei da Atração nos ensina que somos o que pensamos.
Se vibramos em uma energia positiva, atraímos coisas boas para nossa vida.
Proctor fala muito sobre a questão da mudança da mentalidade e
cita três passos para sermos o que quisermos:

• O primeiro passo: pedir. Deixe o


universo ciente do que você quer;
• O segundo passo: acreditar. Você deve acreditar
com todas as suas forças naquilo que deseja;
• O terceiro passo: receber. Você será atendido
pelo universo, a partir do seu esforço;

Eu tenho feito isso e tem feito total diferença na minha vida. Coisas
têm acontecido porque realmente tenho buscado acreditar.
O meu segundo conselho nessa história, na verdade é um convite,
para fazer uma leitura mais aprofundada sobre esta questão e colocar
em prática a Lei da Atração em sua vida.
Segunda lei: Lei da Gratidão
Se você quer encontrar a felicidade, seja grato, como diz Robert Em-
mons, uma sumidade no assunto da psicologia positiva.
Cientista, ele fez um estudo com mais de mil pessoas, de idade entre
8 e 80 anos. Nelas, percebeu que quem pratica a gratidão é mais feliz e
otimista, consegue sentir menos dores, dorme melhor, tem maior nível
de emoções positivas, é mais prestativo e generoso. Até consegue ser
mais extrovertido e por consequência, menos isolado. Interessante que
o poder da gratidão é tão grande que bloqueia sentimentos negativos
como a inveja e o ressentimento. Pessoas gratas, “podem aumentar em
até 25% seu ponto fixo de felicidade”, de acordo com Emmons. Uma es-
pécie de nível médio característico de cada indivíduo. Esses e outros da-
dos sobre a Lei da Gratidão podem ser consultados no livro “Agradeça e
Seja uma Pessoa Feliz”. Terceiro conselho, seja grato para ser mais feliz!

208
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Seja uma pessoa feliz
Hoje, com a mudança de mindset, eu tenho aprendido e experienciado
a felicidade. Sou um entusiasta da vida, buscando vivê-la cada vez mais
leve e passando minhas experiências para as pessoas.
O mundo globalizado tende a estressar demais. Por isso, eu procuro
uma qualidade de vida melhor. Sou um educador físico, trabalho na área
da saúde e atuo como coach de crossfit, desenvolvimento pessoal com
especialização em emagrecimento. De qualidade de vida, eu entendo e
sempre trago esses ensinamentos para as pessoas.
Não seja alguém que está determinado no objetivo errado, pagando
um preço alto para conquistar algo que nem é o que você realmente quer.
Hoje procuro trazer o equilíbrio para as pessoas. Com meu traba-
lho de coach, sempre procuro fazer perguntas chaves para conscien-
tizá-las sobre saúde e mostrar que, na verdade, o que mais importa é
a caminhada e não o ponto final.
O principal é viver a vida com mais leveza e aproveitar cada momento
que a vida te proporciona. O final só será prazeroso quando o percurso
for prazeroso. Para isso, você precisa viver a vida mais leve, aproveitar o
percurso e não somente olhar para o final da estrada.

Se não for divertido, provavelmente não funcionará


- Richard Bandler

Sorria mais.
Ame a Vida de verdade.
Ela é muito curta.

209
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Kell Silene Silva Neves, graduada em Pedagogia e Geografia.
Pós-graduação na Didática do Ensino Superior e Gestão Pública. Forma-
ção em coach e PNL aplicados ao emagrecimento pelo Instituto Edson
Burger. Docente da rede pública de São Paulo.

@kssneves @kellssneves kssneves@gmail.com

210
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Na & Por Uma Educação Que
Conduz: O Aprendiz Coachee
Olá, sou a Kell Neves Professora e Coach, versarei um começo assim...
Sábado de manhã, sentada numa cadeira na sala, minha mãe e meu pai
decidiam: minha mãe argumentava, desfavoravelmente, dizendo que a
roupa escolhida não estava seca, meu pai calçava minha conga vermelha,
parte do uniforme dia a dia. De repente, a diretora bate em nossa porta e
conversa com os dois, dizendo que eu fazia parte do grupo das crianças da
Escola que constituiria o “A E I O U” e que era fundamental eu ir. Por fim,
minha mãe diz que sim. E lá fui eu, compor, junto com todos os alunos, a
marcha da escola pelo bairro. Eu carregava a letra grande “E”... Qual era o
problema? Por que diferenças? Pensei, pensei. Naquele dia, lições foram
gravadas em mim. Meu pai justificando a importância do compromisso
com tudo que se faz na vida e minha primeira diretora, que me mostrou a
importância de estar presente e fazendo sua parte determinada.
Eis o aprendizado: gratidão a minha mãe, exercendo com excelência o
seu papel. Ela cuidou de se certificar que o fato de estar diferente do com-
binado (roupa, classe social, gênero) não causaria motivo de desconforto
para mim junto ao grupo e; firme em busca da certeza dessa garantia,
para por fim, dizer sim e/ou não e mostrar o quanto somos importantes;
pois todos somos preciosos em todos os espaços que estamos.
Que lugar é esse chamado escola? É o espaço de momentos, de todos,
em todo o mundo, lugar onde se sente, se ouve e fala, brinca, chora e sorri!
A educação é um grande mecanismo que impulsiona a vida de todas
as pessoas, sem a menor dúvida. Sob a influência da família, são os gru-
pos de poder e formadores de perspectivas do caráter e emoções. Muitos
cientistas e pensadores, ainda hoje, examinam o universo com respeito
a natureza humana da aprendizagem, como é construído o pensamento,
crenças, inteligências e obviamente programas educativos têm sido for-
mulados com o intuito de obter êxito na superação das dificuldades.
E assim se passam anos já dedicados e dentro de escolas, fruto das
escolhas e sugestões de uma carreira profissional, a carreira educacional.
Uma profissão inquietante e desafiadora aqueles que se dedicam em pas-
sar de nível: do professor para o educador, e numa linha mais profunda
do educador ao pesquisador e ao coach, onde seu papel é o de conduzir.
Os problemas educativos são conhecidos por boa parte da sociedade, pa-

211
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
rece que os pontos de vista convergem para soluções ou desconstruções,
dependendo do contexto que se inserem, mas sem dúvida é um assunto
do conhecimento de todos pela sua relevância.
Na e Por Uma Educação Que Conduz: O Aprendiz Coachee traz
um paradigma educacional para o nosso momento atual. A concepção de
coaching, com o intercâmbio dos recentes conhecimentos da neurociência
e eminente contribuição do entendimento sobre mindset. Percebendo ca-
pacidades inimagináveis de aprender e desenvolver seu cérebro por meio
da cooperação entre genes, ambiente, estímulos, experiências, treinamento
e, claro, empenho pessoal, ao longo da vida inteira. Superando então, cren-
ças de estagnação e determinismo, como acreditar que suas qualidades são
imutáveis-o mindset fixo. Além de perceber que conhecimentos são pontos
de partida para seu desenvolvimento-o mindset de crescimento.
Quem terá razão? Lucas 10:36,37 qual desses três você acha que mos-
trou ser o próximo do homem que caiu nas mãos de assaltantes? Ele
respondeu: “aquele que agiu misericordialmente com ele” Jesus lhe disse
então: “vá e faça o mesmo”.
A percepção destas “anomalias revolucionárias”, termo usado por Kuhn,
Thomas durante as revoluções na ciência, leva-nos a um aprendizado sig-
nificativo e a novos paradigmas educacionais. Novos paradigmas porque
explícita perguntas de como as crianças elaboram seu pensamento, fazem
perguntas sobre as construções de ideias e emoções quando interagem no
ambiente, no ambiente escolar e constroem seu mindset dia a dia. De acordo
com a médica Emmi Pikler o desenvolvimento da criança em seus estudos
vai para além da mera solução de quebra cabeças (do paradigma anterior)
para a mudança das regras do jogo e conhecimento da ideia de “mapa”, que
passa inclusive a direcionar pesquisas. Suas pesquisas e orientações cola-
boraram na construção de vínculos fortes entre a criança e sua cuidadora,
em decorrência de uma atenção exclusiva durante os momentos cotidia-
nos, de uma rotina coerente e respeitosa com a criança, de uma estabilida-
de dos adultos e de respostas adaptadas às necessidades individuais de cada
criança. Como consequência, dessa atenção e a essa sustentação teórica, a
criança se percebe como competente, digna de atenção e reconhecida em
sua individualidade, fortalecendo assim seu mindset. Pikler, mais de cem
anos após seu nascimento, suas técnicas continuam sendo referência de
atenção à criança, iluminando experiências, principalmente europeias. E
agora, felizmente, passam a ser reconhecidas pelos educadores brasileiros.
E quem é esse profissional que atua na escola afetando e transforman-
do as pessoas? Terá ele êxito? Um texto, velho não, antigo:

212
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Xu txnho uma máquina dx xscrxvxr qux apxsar dx sxr antiga funciona
muito bxm, com xxcxção dx uma única txcla. Das 42 txclas qux xla txm,
apxnas uma não funciona bxm, x como vocx podx vxr, isso faz uma xnor-
mx difxrxnça. Muitas xmprxsas x xquipxs são como xsta minha máquina
dx xscrxvxr; nxm todas as pxssoas “funcionam bxm”, nxm todos dão o mx-
lhor dx si, x com isso prxjudicam x compromxtxm o rxsultado do trabalho
dx todos. Alguns atx pxnsam: “Minha participação não x tão importantx
assim”, mas como vocx podx notar, isso não x vxrdadx; uma única “pxça”
faz muita difxrxnça. Para qux uma xquipx possa trabalhar dx manxira xfi-
cixntx, x prxciso qux todos participxm dx manxira ativa, xquilibrada, cons-
cixntx x rxsponsávxl, dando o mxlhor dx si para, comxçando pxlo lídxr.
Por isso, sx por algum motivo vocx um dia pxnsar qux sxu trabalho não
x importantx para xquipx, ou mxsmo qux vocx x mais importantx do qux
todas as outras pxssoas, lxmbrx-sx da minha vxlha máquina dx xscrxvxr.
A profissão de professor: por vários motivos exerce a capacidade de co-
ordenação de exigências conjunturais das salas de aulas e da escola, como a
superlotação, sucateamento e desvalorização. A educação não se encerra no
fechar de uma porta e iniciar uma explanação para um grupo de alunos, cada
um diferente do outro e MERECEDOR de uma escuta ativa e qualificada.
Eis o desafio. Aqui emerge o condutor coach, profissional que conduz e
auxilia o coachee (cliente), por meio de ferramentas, que o permite usar suas
próprias habilidades no alcance de seu objetivo, ajudando-o a reconhecer
quem ele é, a perceber suas capacidades e aceitar desafios. Como uma di-
mensão esquecida da educação: a dimensão da vida, a máxima do processo
de coaching é de que, qualquer pessoa pode e é capaz de atingir um objeti-
vo traçado, dando a prática educacional um sentido-revolucionária no por-
quê aprender? Como aprender? O que aprender? Qual seu propósito? Qual
seu objetivo? E o mais curioso amigo, é que todos esses termos são e fazem
parte do rol do currículo do ensino em todos os níveis, desde muito tempo!

O Primeiro Movimento - Ideia:


Nova & Real ou Imaginaria & Antiga?
História: ela nos mostra o contexto de onde surge e parte as coisas que
nos envolvem. Quando iniciei a formação de coaching no Instituto Edson
Burger, entre as primeiras lições, ouvimos sobre a origem e surgimento deste
conceito, daí fomos estimulados a pensar sobre o comparativo com as car-
ruagens-cocheiro e carruagem que levam e transportam pessoas especiais.
Imaginei… as antigas estradas da Europa, não pavimentas e arborizadas...

213
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Em 1697, o escritor Charles Perrault cria uma versão do conto da
Cinderela. Mesmo nas versões remotas da China ou a versão dos irmãos
Grimm, constatamos a “Gata Borralheira” para realizar seu objetivo: ter
e usar sua carruagem personalizada, que a transporta do começo ao fim,
até seu objetivo-o Baile.
Peças com fins de guerras revolucionando um momento histórico, le-
vando, correndo e superando aqueles que não dominavam a técnica. Em
1769, o engenheiro, Nicolas-Joseph Cugnot, cria a carruagem movida a
vapor - um carro, simples e que hoje, como a Família Jetsons nos ilustrou
em seus episódios - quase lá, voando...
Sim, carruagem: coach e coachee - pessoas especiais e importantes,
desde o começo, e ainda assim hoje, de forma abrangente a todos que
querem superar e dar seus saltos qualitativos, em especial as crianças nas
escolas, pois elas estão em processo de desenvolvimento de seu caráter e
dando sentido a própria vida.
Sim, é uma educação para edificar e ressignificar o velho e novo, o pas-
sado e o presente, mindset fixo e/ou mindset de crescimento, onde o res-
peito é a base social e prepara para a construção física e psíquica do ser.
Onde a personalidade deve ser preservada e o bem-estar social é prioridade
para todos. Onde o equilíbrio entre direitos e deveres é o motor do ajusta-
mento social de forma a equacionar os interesses com vista a um horizonte.
Uma mediação assertiva como opção, pode ser o professor ter um co-
ach e ser um coach, colaborando com a proposta de entender objetivos e,
ao fato de que, é encontrando e perseguindo uma meta, que se aprende a
ter gosto pelo SABER: saber ser, saber fazer e saber ter. A fim de alcançar
a grande arte de um Sim positivo para a eficiência e resultados, a serviço
do bem-estar, tanto na educação quanto em todas as áreas da vida, expli-
citado pelo grande negociador William Ury.

O Segundo Movimento: Pensando bem, o que mais fazer?


Tecendo a vida... Parte dos planos da família em busca de seus sonhos
de uma vida melhor, tudo preparado, mas um fato trouxe à tona mais um
momento... fim de ano, exames finais realizados pela supervisão escolar
que ia na escola com a finalidade de saber quem sabia ler e quem não e,
assim, assinar o certificado de conclusão.
Todas as crianças permaneciam nas mesinhas redondas e assim,
conforme a ordem, eram chamadas à mesa da supervisora que aplicava
o teste. O teste consistia em ler palavras do livro, conforme a indicação

214
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
da professora, uma a uma, iam... Minha vez chegou, e chegou a hora
mesmo, pois já havia terminado o horário, então a professora disse:

- Você faz depois, porque acabou o tempo...

E assim casa... Passado um dia, minha mãe conversava agitada e ner-


vosa, pois eu tinha sido reprovada na primeira série: “não sabia ler”.
Então, pensei, o que está acontecendo? Me perguntaram o que acon-
teceu naquele dia? Respondo: ...era hora de ir para casa, o teste seria
depois. Enfim... a solução: novo teste. Data e hora marcada; preparação:
fui levada para casa de minha tia para treinar a leitura. Eu sabia ler, não
entendi, sabia que não podia deixar de mostrar que sabia ler... Chorei.
Queria brincar em casa, mas o teste era importante. Minha tia escolheu
um livro e me sentou no seu grande baú de viagens como cadeira no
quarto de estudo, demorei até querer olhar o livro e pegá-lo.
Era grande, colorido e leve, na capa o desenho de um moço sorri-
dente e uma cidade de fundo bonita. O livro contava a história do li-
xeiro de uma cidade pequena, só tendo ele, o único responsável por ti-
rar o lixo da cidade e assim, todos viviam felizes... E eu... Lendo... Não
chorava e queria saber mais... A história era um drama, mas com um
final feliz, pois o lixeiro vivia sozinho e ficou doente, tudo começou a se
acumular e a bagunça cresceu! Bem! O lixeiro melhorou, pois recebeu a
ajuda e cuidados das pessoas da cidade. A cidade também teve reforços na
limpeza e todos aprenderam muito. E eu ainda, ganhei um lindo bambolê
colorido do meu tio quando terminei a leitura. Leitura extraordinária!
Adotar um olhar orientado para o aprendizado, impulsionará você a ter
a necessidade de informações exatas sobre sua capacidade, afim de apren-
der com eficiência. Todos os dados são preciosos a fim de evitar distorções,
assim, alguns resultados serão enaltecidos, e outros desprezados. Você aca-
bará por se conhecer e desenvolver sua autopercepção, conforme destaca-
do por Carol S. Dweck em seu livro Mindset: A nova psicologia do sucesso.

O Terceiro Movimento - O Propósito: terá uma Fórmula?


Na e Por Uma Educação Que Conduz: O Aprendiz Coachee - o
que estamos construindo? E como construímos o respeito com as crian-
ças? Com o outro?
Era o ano de 1989, Escola Estadual situada e construída para atender o
crescente bairro emergente; todos se empenhavam em sua carga horária,

215
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
geralmente completa, era meu início de carreira profissionalmente. Alunos
e funcionários com dificuldades e desmotivados, era meu cenário inicial.
Terminado o ano letivo, sem conhecer todos os alunos, apenas uma peque-
na parte, em geral, aqueles que tinham dificuldade de alguma natureza...
Vou chamá-lo de Joaozinho: aluno repetente, naquela época, na antiga
8ª série, e caminhando para o 4º ano de reprovação. Matérias de difi-
culdade: português e matemática. Notas em média de zero, mesmo sen-
do frequente; em História e Geografia, notas insuficientes e como dito,
eu professora novata. Última análise, conselho final, momento em que
os professores se reúnem e em atos conclusivos avaliam a continuidade
ou permanência dos alunos em seus estudos. Tecnicamente, Joãozinho
estava reprovado: a professora “x” argumentou contrariamente e vigo-
rosamente e isso me chamou atenção. QUEM ERA O JOAZINHO? Fe-
lizmente, em minhas anotações eu sabia quem era: menino grande em
proporção aos colegas da turma, expressivo e de respostas rápidas. Na-
quele momento de análise e colocando em prática tudo que frescamente
estava na minha mente diante dos estudos acadêmicos, em especial Paul
Monroe, não tive dúvidas, ou melhor, me enchi de dúvidas: o que eu fiz?
O que eu faria? Quais os pontos fracos? É possível ver outro futuro? Há
rótulos ou distorções? A direção escolar formalmente perguntou-me:

- E então, qual o seu parecer?

Naquele momento, é permitido pela cátedra, alterar uma avaliação em caso


de algum avanço, diria uma avaliação congruente. Respondo: aprovado! O
sinal é justamente para explicar o resultado que foi essa minha resposta! Sim,
houve um certo mal-estar, revolta, questionamentos. Como? Por quê? enfim,
Aprovado! Minha surpresa, e que me causou profundo impacto: a reação dele,
o próprio Joaozinho veio conversar comigo sobre meu parecer e me disse:
- Professora, eu já sabia que ia ser reprovado. A professora de portu-
guês me disse que foi a senhora que alterou; porque eu tinha decidido,
ia sair da Escola de qualquer jeito, não aguentava mais ser novamente
reprovado! Eu fiquei tão feliz!
Amigos, o que será que ele fez depois?! Continuou seus estudos ou
não?! Sei que ele e eu aprendemos uma lição profunda: é possível mu-
dar quando se precisa mudar, e sempre é possível aprender e, aprender
com o outro, pensando nas adversidades como amplas possibilidades
para a vida, em uma atmosfera de elevados padrões.

216
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O Quarto Movimento: Será uma Dica ou Vou Ensinar Você?
Na e por uma educação que conduz: o aprendiz coachee - onde
queremos chegar? O que queremos com o planeta Terra?
Amigo, ao ler esta carta em 2099... E se você ou alguém, souber de
algum lugar cheio de “possibilidades” para viver, por favor, avise-nos!
Esperamos seu contato imediato, sabemos ler sinal de fumaça e Código
Morse. Pode enviar mensagens via garrafa de vidro pelo mar, ou pipas
pelo ar… Brincadeira! É bom também! Assinado planeta Terra.
Para que aprender o que se aprende? Comparo aprender aqui, como usar de
algum modo, um elixir: extraído como o óleo essencial, conteúdo refinado e pre-
cioso da essência de uma planta ou de um fruto, que servirá, sim servirá: a uma
cura de alguém, um bem a alguém, um jeito de usar ainda melhor, por ALGUÉM!
Daí, podemos fazer diferente e entender no aqui e agora, que nós mo-
ramos na linda e bonita Terra, cheia de solos, mares e rios, com suas
matas repletas de espécies de animais, um mais colorido que o outro e,
claro, monocromáticos também. Ela é nossa casa, que chamamos de Lar
e a pergunta é: você já aprendeu a cuidar de sua casa?
Sim cuidar, preservar e amar, esse local seguro e confortável que te
traz inspiração e te provoca ao movimento, já que ela é dinâmica.
Sim perceber, a geodinâmica da Terra que incrivelmente te desloca as
mudanças mentais e físicas por onde quer que você ande.
Sim, descobrir facetas do seu jeito de fazer e ser, em seu canto do mun-
do, onde se sente em casa e chama de seu lar organizado e sereno!

O Quinto Movimento - Observou-se: Somos um Projeto?


À parte de qualquer ideologia, à parte de qualquer crença, apenas pro-
pondo ao leitor que aprecie uma música regional...
Lá em cima daquele morro tinha um canarinho cinzento /
Que cantava noite e dia, era o meu divertimento / Mandei fa-
zer uma gaiola, botei Canarinho dentro / Ao passo de alguns
dias, canarinho caiu doente / Mandei chamar o Doutor, com
sua bolsa na mão / Para vim aplicar injeção, na veia do cora-
ção / Na primeira, na segunda na terceira, ele estremeceu, na
quarta ele deu um desmaio, na quinta ele morreu / Canário se
eu pudesse não te enterrava no chão, fazia sua cova dentro do
meu coração / Mandei fazer o enterro, com pampas e muito
luxo / Veio a gata da vizinhança botou canarinho no bucho

217
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Chegamos ao ponto de ciência e consciência de nossos gatilhos e tal-
vez refletindo cuidadosamente, em nossa “Persona”. Podemos não gostar
de alguma faceta dela, ainda assim, podemos iniciar uma jornada conos-
co mesmo e saindo de uma zona de conforto, educar e treinar nossa men-
te. Permita-me como contribuição, indicar uma ferramenta do coaching:
a Roda da Vida. Ela avalia e provoca o indivíduo a consciência dos por
quês, de pontos cegos e o leva a fazer grandes melhorias para sustentar
a si mesmo. O conceito de Roda da Vida analisa fatores com o objetivo
de obter o equilíbrio entre os mesmos, baseada na noção de que existem
categorias específicas. São as “áreas de foco” que formam a base ou fun-
damento de sua vida em geral. Para se obter o melhor desempenho e nos
preparar mentalmente e fisicamente para os desafios que nos esperam.
Na e Por Uma Educação que Conduz: O Aprendiz Coachee - Certa
Universidade da Califórnia em 1987 trouxe ao público uma avaliação de
fundos a um projeto. Foi discutido em uma reunião especial convocada
pela Universidade e contando com a participação de cientistas renomados.
Cada um deles descrevendo a importância e sobre o conhecimento que se-
ria possível obter por meio deste projeto de construção de um enorme ace-
lerador de partículas subatômicas, orçado em seis bilhões de dólares. Um
justificou como esclareceria sobre a origem do Universo, outro sobre como
esclareceria como a vida no planeta começou. Que em resumo significa:

Um projeto indica a existência de um Projetista dotado


de perícia e habilidade: Isaías 45:12 “minhas próprias
mãos estenderam os céus”.

Prevendo fundos de investimentos acessíveis: seu esforço e motivação


pessoal. Um Projeto Educativo para Vida por meio de um programa as-
sertivo e objetivo que toque a mente e o coração, que nos sensibilize e
impulsione a continuar aprendendo de forma significativa, todos os dias, a
vida toda, por todos em um Projeto de escala global. E por fim, usemos um
bônus: apropriar-se de uma vida focada no positivo e ecologicamente vol-
tada para objetivos em consonância com um mundo de princípios eleva-
dos. Em uma “casa geodinâmica” alinhar sua Roda da Vida por meio do
ajuste de uma Rosa dos Ventos, para que saibas que Caminho seguir!

218
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
“Que protejamos a virtude!
De modo que a virtude
nos proteja“
Quero te convidar agora para uma breve reflexão sobre o que acabou de ler.
Fique a vontade para escrever suas ideias nas linhas abaixo:

219
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Angelita Paixão atua como bióloga, pesquisadora na área edu-
cacional e ambiental. Cursou Programação Neurolinguística (PNL) e
formação em coach pelo Instituto Edson Burger. Atua também como
escritora de histórias infantis e é empresária de uma escola de progra-
mação e robótica para crianças.

angelitapaixão@hotmail.com @angelitamariapaixao

220
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Reconstrua Sua História
- Ressignificar É Preciso
E stava pensando sobre os diferentes eventos que ocorrem na nossa
vida. Como esses eventos se tornam significativos? Seria o modo
como os vemos, sentimos e percebemos, que vai impactar de forma
positiva ou não em nossas vidas? Apesar de eu ter crescido em uma família
de muita garra e trabalhadora, minha mãe tinha muitas crenças limitan-
tes. Crenças essas, que ela recebeu da sua mãe e da forma como, outrora,
as pessoas eram criadas. Ela era um ser humano incrível, com muita de-
terminação e positividade, mas hoje entendo melhor como as suas crenças
limitantes impediam a realização dos seus sonhos e objetivos. Reconheço
que foi a pessoa mais cheia de vida e energia boa com quem convivi. Sabe
aquela pessoa do bem, que fazia o bem e queria o bem do outro? Sim, ela
era assim. Mesmo com todas as dificuldades pelas quais passei, cresci
sendo uma pessoa muito feliz e positiva também. Sempre via cor onde, às
vezes, a escuridão parecia não dar espaço para a luz. É como se eu tivesse
crescido com algo dentro de mim, que me ajudava nas adversidades do
dia a dia, mesmo que, naquela época, eu não tivesse essa compreensão.
Não vou fazer aqui uma autobiografia. Não vou relatar todos os per-
calços que tive desde criança até a fase adulta, mas quero dizer que fo-
ram muitos, desde conflitos com padrasto na adolescência, todos os tipos
de privações que pode passar um ser humano de família humilde, até
as perdas familiares irreparáveis. Meu pai, outro ser incrível que tive o
privilégio de ter em minha vida, faleceu no início da minha adolescên-
cia. Esse acontecimento, apesar do sofrimento, trouxe muita maturidade
para mim. A perda de minha mãe aconteceu quando eu estava iniciando
minha vida de mãe. Um grande irmão, outro ser humano extraordinário
que o ser superior me presenteou, há três anos nos deixou. Sofri muito,
sim, com essas perdas, mas aprendi muito também. E hoje sou pura gra-
tidão por esses seres de luz terem feito parte significativa em minha vida.
Na minha pré-adolescência, uma professora muito querida estava or-
ganizando a mudança dela para outra cidade e me convidou para ajudar.
Eu era uma criança muito responsável, tinha paixão por outras crianças
e prestava serviços de babá para ela. E na organização dessa mudança,
ela separou um livro para colocar no lixo. Acredito que ele estivesse
bem velho e, na ocasião da mudança, precisavam se desfazer de alguns

221
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
objetos. Recordo que pedi para pegar o livro. Ao longo desses anos, li
diversas vezes o livro. Não sei se tive a devida compreensão do conteúdo
dele, naquela fase. O que sei é que esse livro, em vários momentos, foi
uma grande alavanca na minha vida. Sei que, mesmo crescendo em meio
a todo tipo de necessidade, me mantive muito positiva, além disso, as
poderosas frases desse livro seguidamente voltaram, e ainda voltam, à
minha mente. O livro era O Poder do Subconsciente, de Joseph Murphy.
Quero compartilhar o que aprendi. Quero dizer da importância de
você, que está lendo este artigo, observar, pensar sobre sua vida pelos
mais distintos ângulos. Da necessidade de você ser o verdadeiro coman-
dante da sua vida, sem medos e sem arrependimentos. E, se esses senti-
mentos insistirem em te acompanhar não hesite em gritar, chorar, buscar
ajuda. Existem muitos profissionais bons que podem ajudá-lo a buscar
a melhor versão de você mesmo. Mas o primeiro passo tem que ser seu.
A mudança começa por você. É preciso querer dar o primeiro passo
para a mudança tão desejada em sua vida. Abra a cortina do seu coração,
fale com você mesmo, pense, avalie sua vida. Analise se os seus proble-
mas são tão gigantescos como os vê. Se perceber que não sai do lugar
sozinho, chegou o momento de compartilhar com alguém que você quer
mudar e não sabe por onde começar.
Nos cursos que fiz até o momento, como a formação em coach e nas
dezenas ou centenas de obras que já li sobre desenvolvimento pessoal,
aprendi sobre a importância e a necessidade de se olhar neste amplo
espelho da vida, pontuar, escrever o que pensa, como está sua vida hoje
e como gostaria que ela fosse. Parece simples, mas a maioria das pesso-
as não se dá esse tempo, não faz essas reflexões e apontamentos. Fica
pensando, remoendo os problemas e, esses pensamentos, para muitos,
acabam sendo destrutivos. Não constroem nada. Quando anotamos as
ideias e sonhos que passam em nossa mente, estamos conseguindo “fa-
lar” com o nosso eu interior. Visualizar isso pode ser o ponto de parti-
da para a busca desses desejos e sonhos. De certa forma, no papel vi-
sualizamos melhor os problemas que temos e que desejamos resolver.
Quero dividir com vocês como penso hoje, como estou agindo, mas
também quero que saibam e entendam que não foi sempre assim. Precisei
evoluir, crescer, compreender melhor como vivi até hoje. Busquei ajuda.
Confesso que sofri, chorei, compreendi que precisava de ajuda. Se eu fosse
dar voz e ouvidos para todas as crenças limitantes que vivenciei na infân-
cia, certamente, teria tido uma vida de insucesso.
Sempre que pude, fui atrás das minhas realizações, e, se não fosse

222
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
assim, não teria feito minha graduação e pós-graduação. Não teria con-
seguido tantas outras conquistas que não foram fáceis, mas, como disse
no início, sempre tive muita vontade de vencer e determinação. Isso era
muito maior que minha condição social e financeira.

Acredito muito no poder da atração.


Não me recordo em que momento exato da minha vida comecei real-
mente a ler livros, fora os que a escola pedia, mas sou verdadeiramente
apaixonada por eles, um hobby que me acompanha desde sempre. Tenho
o hábito de ler dois ou três livros ao mesmo tempo, e sempre faço anota-
ções sobre o que li e o ensinamento principal, a percepção que ficou para
mim daquela leitura. E sei que, O Poder do Subconsciente mexeu, sim,
com a forma como eu via o mundo e pensava que as coisas ocorriam.
Hoje tenho muito cuidado com o que falo e com o que penso. Devemos
nos vigiar. Apesar de ser uma pessoa muito positiva, cresci com mui-
tos conflitos internos. Cresci ouvindo crenças que me faziam ter alguns
comportamentos que não me levavam a alcançar os objetivos que, hoje
eu sei, merecia e queria atingir. Por mais batalhadora que pudesse ser
minha mãe, que teve a tarefa de criar os filhos sem a presença do meu pai,
ela por vezes fraquejava. Inúmeras vezes suas crenças limitantes eram
mais fortes. E quando você cresce num ambiente com crenças limitantes,
absorve isso. E, sem perceber e sem que queira, essas crenças se trans-
formam em comportamentos que lhe trazem angústias e sofrimentos.
Sempre batalhei muito, hoje compreendo que essas conquistas pode-
riam ter sido alcançadas com menos sofrimento. Não falo de arrepen-
dimentos. Vejo que tudo nesta vida é aprendizado. Sou pura gratidão e
acredito que, junto com o amor, é um dos sentimentos mais sublimes e
necessários. Se você tem um propósito e um sonho, busque a realização
disso. Tudo é possível, se tiver foco e determinação. Qual é o seu propó-
sito? Já pensou nisso? Pense e procure definir suas metas. Será um passo
importante na sua caminhada de transformação.
Compartilhando mais um pouco da minha experiência, quero que saibam
que sempre fui alto astral, principalmente quando criança, na adolescência
e em parte da vida adulta. Sempre estive rodeada de amigos. Tenho uma
facilidade enorme de conquistar amigos e construir laços eternos com eles.
Ser mãe está sendo a grande realização da minha vida. São dois me-
ninos especiais: um quer desenvolver games; o outro, menor, quer ser o
homem-aranha. Lindo e contagiante esse universo infantil, para mim,

223
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
que amo ser mãe e sou cem por cento família. Se eu precisasse listar para
você meus valores, colocaria a família em primeiro lugar, sempre. Amor
incondicional a eles e ao meu parceiro, eterno namorado, um grande
inspirador. Mas, também foi nessa fase de mãe, que tive grandes perdas
(minha mãe, quando meu primeiro filho tinha seis meses de vida) e meu
irmão, quando meu segundo filho tinha um aninho.
Os últimos nove anos foram bem complicados, porque vivi momentos de
imensa felicidade entrelaçada na dor das perdas. Sofri muito. Com o sofri-
mento, vem a queda da autoestima. Você se afasta das pessoas, ganha vinte
quilos a mais e tem a sensação de que paralisou, seus pensamentos não te
ajudam. Aquela menina cheia de sonhos e, muito otimista, percebe que em
algum momento, o relógio parou. Muitos projetos foram engavetados.
Sempre tive muitos sonhos, porém, com o passar do tempo, fui dei-
xando muitos projetos de lado, mas não me esqueci deles. Inúmeras ve-
zes visitavam meus pensamentos, ou eu tirava um pequeno tempo para
eles, porém, não os concretizava. Chegou um momento em que percebi
que eu precisava resgatar minha identidade.
Sempre busco me aprimorar, de uma forma ou de outra. Uma das mi-
nhas grandes realizações, outra paixão na minha vida, foi lecionar. Desde o
início da faculdade fui professora, grandes descobertas, ex-alunos, amigos
até hoje e a certeza de que a educação transpõe barreiras, move moinhos.
Decidi, numa determinada fase, ser mãe e coloquei a maternidade
na frente de qualquer outro projeto. E, insisto, não há arrependimen-
tos, mas uma bagagem enorme de conhecimento. O que realmente me
travou por um longo período foi a forma como lidei com as perdas fa-
miliares. Muito sofrimento e questionamentos sobre os porquês... Não
sei se todos têm respostas do porquê um ente querido sai deste plano
num período ou no outro. Nosso coração sempre quer mais, não fomos
preparados para despedidas, mas o que entendi nesse processo todo de
perdas é que ficar lamentando, chorando e não aceitando por um longo
tempo, não nos traz respostas melhores ou piores. Se esse sofrimento
não se transformar em aprendizado, e se for apenas sofrimento, você
fica realmente estagnado, paralisa, e as respostas não vêm.

A grande virada
Conheci o Instituto Edson Burger nos últimos dois anos e, nesse
tempo, realizei muitos cursos, conheci coaches extraordinários, in-
cluindo o Edson, é claro. Eles conseguiram me fazer enxergar melhor,

224
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
me fizeram perceber o quanto limitamos nossas vidas se não souber-
mos agir diante das inúmeras situações que ocorrem em nosso dia a
dia. Podemos mais. É só querermos mais. Merecemos mais.
Chega um momento em que precisamos trocar o chip, é a hora
da grande transformação. Se estou triste, o que é normal em alguns
momentos da existência, é preciso compreensão dessa tristeza para
extrair algum aprendizado dela.
Hoje, com o coração mais tranquilo, avalio melhor e compreendo
o quanto todas as pessoas que amei, e já estão em outro plano, foram
fundamentais para a minha existência, para a compreensão do meu
ser, para a formação do meu caráter, para a construção da minha his-
tória. Sou muito grata ao nosso Ser Superior, por ter colocado pessoas
tão especiais em minha vida e eu na vida dessas pessoas, meus entes
queridos. Mas, como disse, nem sempre pensei assim. Não aceitava ou
não compreendia essas perdas, e fiz disso muito sofrimento.
Acredito, cada vez mais, que a mudança vem de dentro para fora.
Aos poucos, vou tirando a poeira das gavetas e externando, em minhas
ações, todo o crescimento pessoal que atingi nos últimos tempos. Ve-
jo-me falando sozinha, me incentivando a todo momento. Precisamos
desse gás, desse combustível, que é a motivação. Necessitamos nos au-
tomotivar e deixar nossas crenças limitantes, enraizadas em nós, para
trás. Somente assim, conseguiremos enxergar, agir e realizar nossos
sonhos e conquistar nossos objetivos.
Percebo que, quanto mais penso nas realizações de que sou capaz,
mais elas acontecem. Decidi mudar. Entendo que meus pensamentos
precisam ser regados. Que não há possibilidade de desenvolvimento sem
que eu compreenda a mim mesma. Não olho para trás nem fico me criti-
cando. Vejo o presente e o futuro e sei que sou capaz.
Tenho certeza de que as crenças determinam como eu percebo, como
enxergo o mundo. E se, por tempos, enxerguei de forma minimizada,
o que não me trouxe crescimento pessoal, e sim, a procrastinação, me
vejo agora com pensamentos configurados. Reprogramei minha mente
e, a partir disso, mudei meu comportamento. É possível, sim. Queira
essas mudanças em você, busque essas mudanças para você. Acredite
no seu potencial, não se acomode, não se limite. Amplie a lente da sua
mente e das suas ações, procure refazer o que for necessário refazer,
para que seja feliz, para que realize seus sonhos, para que alcance seus
objetivos e conquiste seu verdadeiro propósito de vida.
Decidi publicar meus livros que, há anos, estavam na gaveta. No

225
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
momento, as histórias estão com o editor. Estou finalmente cuidando
mais do meu corpo, da minha vida, da minha saúde e da minha famí-
lia. Nesta semana, estou inaugurando uma escola de programação e
robótica para crianças, um belíssimo projeto que saiu do papel. Estou
feliz. Tenho certeza de que meus pensamentos estão congruentes com
minhas ações. Precisamos ter consciência do poder que está em nossas
mãos, em nossos pensamentos e em nossas atitudes.
É preciso ter em mente, que a cada dia tenho uma oportunidade
para mudar, para crescer, para ser uma pessoa melhor. Já pensou nis-
so? Vejo isso, como algo verdadeiramente fantástico. É uma nova cor-
tina que se abre. Demorei tempos para ter essa compreensão, princi-
palmente, porque, quando algo não dá certo na nossa vida, em muitos
momentos nos culpamos e nos criticamos. A crítica destrutiva que vem
de nós mesmos ou de terceiros, nos entrava, nos desmotiva, e, é pre-
ciso, e necessário que compreenda e tire esse peso todo de você. Pen-
samentos negativos estão atrelados a uma mentalidade fixa gerando
estagnação e quando nós mesmos nos criticamos quando temos algu-
ma dificuldade, jogamos no nosso corpo muito sofrimento e ansiedade.
Cada ser humano é único, erros acontecem. Abra sua mente, abra
seu coração, compreenda cada vez mais que você pode errar e isso não
significa fracassar. Não deixe pequenos tropeços te jogar para baixo.
Algumas pessoas demoram mais para alcançar os resultados em seus
projetos, não desista, tente outra vez, faça de outro jeito, mas sempre
com a mente aberta, você quer, você pode, você consegue.
Se hoje não foi possível realizar algo que acredita ser importante, lem-
bre-se: cada amanhecer, você tem uma nova página no livro da sua vida.
Que nessa página, tenha bons pensamentos, boas ações, e é possível re-
construir tua história e tentar de novo. Foque no positivo, dê outro sig-
nificado aos acontecimentos que ocorrem com você, no que te faz bem,
no amor, nas boas recordações, afaste de você maus pensamentos e jul-
gamentos que possam estar impossibilitando que realize teus projetos.
É necessário avaliar, o que estamos pensando, o que estamos falan-
do, o que estamos fazendo, e se isso está alinhado em sua vida. Descu-
bra o quanto os teus bons ou maus pensamentos estão te ajudando ou
te impossibilitando de alcançar o teu propósito. E lembre-se, é possível
sim, mudar nossos pensamentos e crenças, acredite em você, no teu po-

226
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tencial, liberte-se para a vida, não seja refém da sua mente, e, sim
aliado dela. Sonhe mais, queira mais, mude de dentro para fora,

acredite no seu
talento, todos temos
habilidades que podem
ser desenvolvidas, busque
mais e seja muito feliz.

227
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Lucia Mizaguti Zampini Faraldo, médica veterinária,
especialista em Saúde Animal e em Saúde Pública. Mestre em Ciên-
cias de Alimentos, gerente de qualidade e responsável técnica substi-
tuta de laboratório veterinário próprio. Formação em coaching com
especialização em Emagrecimento Definitivo e Programação Neuro-
linguística (PNL) aplicada ao coaching pelo Instituto Edson Burger.
Nos últimos anos, participante de inúmeros cursos palestras, volta-
dos para a prática do coaching e autorresponsabilidade, força interior
e autoconhecimento; fortalecimento da mente para conquistar um
corpo saudável e envelhecimento bem-sucedido, sabedoria corporal,
consequências no corpo de padrões rígidos de defesa, inteligência
emocional para uma vida extraordinária, transformação de hábitos
para viver melhor, vencer as fraquezas da mente pela meditação,
constelações sistêmicas familiares, gestão emocional e afetividade.

fb.com/lucia.faraldo.7 luciazfaraldo@hotmail.com
@luciamzampinifaraldo

228
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O Divisor de Águas
S empre me considerei uma guerreira, mas nem sempre uma vencedora,
até que, há sete anos, aconteceu algo inesperado na vida de minha famí-
lia. Algo que considero um “divisor de águas” para todos nós. Meu espo-
so, pai de minhas três filhas, que na época tinham entre sete e dezesseis anos,
um homem forte, que durante nossos quase trinta anos juntos, eu não tinha
visto contrair nem mesmo uma gripe por ano, simplesmente “implodiu”.
Era uma segunda-feira na qual corremos para um cardiologista, que
pediu uma série de exames, os quais foram realizados no mesmo dia, mas
nada foi encontrado. Corremos para uma infectologista e ela o internou.
Em menos de uma semana, estávamos o transferindo para o hospital de
uma conceituada faculdade de medicina, em uma cidade próxima. Após
mais uma semana, ele foi transferido para a UTI central daquele hospital.
Foram dois meses de angústia, sem sequer um diagnóstico. Como o
hospital estava localizado em uma cidade a 80 km de nossa casa, pre-
cisei ir e vir diariamente, até mesmo, mais de uma vez ao dia, durante
longos dois meses. Precisava cuidar de minhas filhas, levá-las à escola,
manter nosso negócio em funcionamento e retornar ao hospital diaria-
mente, para acompanhar o quadro de saúde de meu esposo.
E foi em meio a esse caos, que conquistei grandes tesouros!

Os Tesouros Descobertos
Os tesouros que me foram revelados em virtude de todo o ocorrido,
foram lições preciosas que recebi.

Aprendi a valorizar as pequenas vitórias de nosso dia a dia


A rotina de quem tem uma pessoa internada em uma UTI é difícil.
São apenas alguns minutos diários para a visita. E em seguida, um
razoável tempo de espera para ouvir o relatório médico.
O médico intensivista nos chamava, dia após dia, para relatar o estado
de meu esposo. Ele dizia que na UTI o paciente encontrava-se diante de
uma escada, na qual deveria subir, um degrau por vez, até chegar ao pata-
mar mais alto. No entanto, de um dia para o outro, o paciente poderia su-
bir, permanecer no mesmo degrau, ou até mesmo descer alguns degraus.
Era um desafio constante. Cada dia uma batalha e, sempre, um dia de cada vez.
A escalada era árdua, mas cada degrau superado era imensamente comemorado.

229
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Aprendi que minha fé era muito maior do que eu imaginava
Aprendi a ter uma esperança no inacreditável, uma fé inabalável, um
otimismo inexplicável, e até insensato para quem acompanhava de fora.
A cada dia, chegava à minha casa e quando minhas filhas pergunta-
vam como estava o pai delas, dizia que ele estava melhorando. Mesmo
que os médicos dissessem o contrário, mesmo que o prognóstico para o
quadro clínico não tivesse sido tão bom naquele dia... Sempre dizia para
elas que tinha havido uma melhora.
Eu não dizia isso para iludi-las, não estava mentindo para minhas filhas,
porque, no fundo da minha alma, com todo o meu ser, com todo o meu co-
ração e com todo o meu entendimento, acreditava que ele ia se recuperar.

Aprendi a entregar meus problemas a Deus


Naquela época, tinha uma turma de crianças para as quais dava encon-
tros de Catequese havia seis anos. Era o último ano delas, na Catequese.
Enquanto meu esposo estava internado, aconteceu a Celebração da
Primeira Eucaristia daquela turma.
Precisei voltar para minha cidade, no domingo de manhã, para a cele-
bração. Naquele momento, mais do que nunca, entreguei meu esposo aos
cuidados de Deus e fui à Celebração da Primeira Eucaristia dos meus cate-
quizandos. Após a cerimônia, retornei à UTI, para o relatório médico diário.
Naquela semana, recebi a notícia de que meu marido ia receber alta da
UTI e retornar para a enfermaria. Não restaram dúvidas de que “enquan-
to cuidamos das coisas de Deus, Ele cuida das nossas”!

Aprendi o valor do foco no positivo


Quando o médico disse que havia conseguido uma vaga para meu es-
poso na UTI Central, saí correndo com a maca por aqueles corredores
para chegar o quanto antes na UTI Central, pois dois dias antes, quando
abriu a primeira vaga durante a madrugada, as enfermeiras não conse-
guiram levá-lo a tempo e a vaga foi preenchida antes mesmo de ele des-
cer para lá. Já era de madrugada, quando saí do hospital, e não consegui
pegar a estrada para voltar para minha casa.
Voltei, na manhã seguinte, a tempo de levar minhas filhas à escola. E
foi, também, nesse dia, que sentei com minha filha mais velha. Contei que
o pai havia sido internado na UTI Central do hospital. Lembro-me das
lágrimas que começaram a cair de seus olhos e de que eu lhe disse, com

230
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
todo o entusiasmo e convicção, que a partir daquele instante, ficaria tudo
bem, pois ele teria cuidados intensivos, 24 horas por dia, tendo as melho-
res condições para se recuperar. Na enfermaria, eram apenas duas en-
fermeiras, por turno, sempre muito dedicadas, mas para quase 20 leitos.
Me lembro de ter ficado grata a Deus, por Ele ter nos concedido aquela
vaga na UTI Central. Fiquei aliviada, porque a partir daí, recomeçaríamos
com maiores chances de recuperação.

Aprendi o significado da empatia


Quando as pessoas vinham me perguntar como ele estava, eu descrevia
seu quadro. Então, elas me dirigiam um olhar de misericórdia, de pieda-
de, de solidariedade, como se estivessem lamentando meu destino incerto.
Vim saber, posteriormente, por meio das próprias pessoas, que,
quando eu me retirava, elas lamentavam minha situação, como se fosse
irreversível. Não entendia aquele olhar de compaixão que as pessoas
me dirigiam. Mas para a maioria das pessoas, tratava-se de uma situa-
ção muito grave e, dificilmente reversível.
Quanto a mim, posso afirmar que, em nenhum momento, cheguei a
cogitar a possibilidade de meu esposo não se recuperar. Ainda assim,
pude compreender que aquele era um gesto de amizade por parte de-
las, pois estavam preocupadas comigo.

Aprendi a importância da humildade


Enquanto meu esposo estava internado, tive a oportunidade de exer-
citar a humildade.
Por diversas vezes, precisei de ajuda, ora de pessoas que não eram
muito próximas, ora de outras, que eram conhecidas de meu esposo, mas
eu não conhecia. A princípio, confesso que sentia certo constrangimento
em pedir auxílio. Mas as pessoas me socorreram. Passei a conhecer me-
lhor muitas delas, e, hoje, não me arrependo de tê-las procurado quando
precisei e lhes serei eternamente grata.

Aprendi a ter mais paciência


No hospital, havia regras para as visitas, e por mais que quiséssemos
permanecer no quarto, tínhamos horários a serem seguidos, para as visi-
tas, para falar com os médicos, para o que quer que fosse.
Estávamos sempre à espera de alguma coisa. Espera do horário de vi-

231
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
sita, espera do relatório médico, espera do resultado de exames, espera de
uma melhora no quadro clínico.
Não havia outra opção que não fosse ter paciência.

Aprendi a força do perdão


Descobri que o perdão é a melhor atitude. Devemos perdoar não só
àqueles que nos magoaram algum dia, por alguma razão, mas principal-
mente, a nós mesmos.
Quando ficamos remoendo o passado e nos culpando por atos ou
omissões, deixamos de viver o presente. Algumas vezes deixamos de
aproveitar as novas oportunidades, na tentativa de nos punir pelo que
passou. Não podemos mudar o passado, mas podemos partir do presente
rumo a um futuro melhor. Basta que nos perdoemos. Perdoar aos outros
ou a nós mesmos é um ato de libertação!

Aprendi a acreditar nos sonhos


Foi naquele Natal que voltei a acreditar em Papai Noel, aquele que traz
tanta magia e sonho ao mundo das crianças! Mas quando digo “Papai
Noel”, não me refiro exatamente ao senhor de barba branca, vestes verme-
lhas e botas reluzentes, que passa nas casas, com seu trenó puxado por suas
renas, distribuindo presentes na noite de Natal. Foi naquele final de ano,
que me dei conta de que “Papai Noel” era um codinome utilizado por Deus!
Minha filha caçula, na época, com sete anos de idade, escreveu uma
cartinha para o Papai Noel pedindo que ele trouxesse o pai dela de volta,
a tempo de passar o Natal em casa. E de forma inusitada, contrariando
todos os relatórios médicos, todos os prognósticos dos intensivistas, to-
das as expectativas das enfermeiras e dos professores da faculdade, meu
esposo recebeu alta, e retornou para casa cinco dias antes do Natal.

Aprendi a enxergar a nobreza de uma criança


No ano seguinte ao ocorrido, essa minha mesma filha pediu para ser co-
roinha no Santuário de nossa cidade. Eu a considerava um pouco nova para
servir como coroinha, mas o Padre autorizou que ela fizesse o curso prepa-
ratório. Assim, em setembro daquele ano, ela passou a servir como coroinha.
Durante os anos que se seguiram ela serviu, não apenas nos dias es-
calados, mas em todos os dias nos quais eu conseguia levá-la. Certo dia,
indaguei por qual razão ela insistia em servir com tanta frequência. Ela

232
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
me respondeu: “mamãe, quando estou servindo junto ao altar, fico mais
pertinho do Santíssimo, e aí posso pedir para Ele, que o papai fique bom
logo e eu sei que Ele vai me ouvir!” Dizem que os pedidos das crianças
são prontamente ouvidos e, realmente foram!

Aprendi o valor do “aqui e agora”


Quando vi meu esposo naquele leito de hospital, só pensava em quan-
tas vezes deixamos de nos cuidar um do outro por falta de tempo, por
conta da correria do dia a dia, ou por motivos de trabalho.
Após sair da UTI Central, meu esposo ainda permaneceu internado. Nes-
se período, no qual estava de volta a enfermaria, foi o aniversário de nossa
filha do meio. Nós fomos até o hospital e ela levou um bolinho para soprar
junto de seu pai. Naquele dia, toda a família estava se sentindo presenteada.
Aprendi a valorizar a riqueza do agora, do momento presente. Pois, a
qualquer momento, tudo pode mudar. Não devemos deixar o que nos é
precioso em segundo plano. Devemos dar prioridade ao que é mais im-
portante, que é nossa família. Não devemos deixar para depois: dizer “eu
te amo” para as pessoas que convivem ao nosso lado, sob o mesmo teto;
aquele abraço que nossos filhos nos pedem, desde bebês; aquele carinho
e aquele sorriso para nossos entes queridos; ou simplesmente o ato de
deixá-los falar quando nos procuram.

Aprendi a valorizar as oportunidades


Quando meu esposo voltou para casa, ainda doente, com um longo
caminho a percorrer até sua recuperação plena, uma amiga que havia
perdido o esposo tempos antes me disse: “Deus lhe deu uma segunda
chance! Aproveite-a! Eu não tive essa chance!”
Sim! Deus nos deu uma segunda chance de recomeçar! E foi um reco-
meço com muita luta, pois no ano que seguiu, fizemos muitas viagens.
A maioria para consultas e realização de exames, mas também outras
em busca de um diagnóstico preciso.
Também foi um recomeço com muita perseverança, pois algumas vezes
algo não saía como desejado, um medicamento não surtia os efeitos espera-
dos, ou ainda, surgiam efeitos colaterais ou reações medicamentosas adversas.
Mas, acima de tudo, foi um recomeço com muito amor, pois o que
tornou essa jornada transponível, foi nossa fé em Deus, o amor que sen-
tíamos uns pelos outros e a gratidão que sinto, ao despertar todos os dias,
desde então, por estarmos aqui, juntos e felizes.

233
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Aprendi a acreditar mais em mim
Antigamente, diante de grandes desafios, costumava pairar uma dú-
vida, com relação à minha capacidade de superá-los. A partir do mo-
mento em que precisei assumir as responsabilidades todas sozinha e to-
mar decisões que afetariam, não só a mim, como a toda minha família,
percebi que eu tinha condições para tal.
Por diversas vezes, senti-me julgada, e fui duramente criticada por
pessoas muito próximas, mas consegui vencer cada obstáculo que sur-
giu e tomar todas as providências necessárias para que meu esposo se
recuperasse daquela enfermidade.

Aprendi o verdadeiro sentido da resiliência


Descobri o real significado de resiliência, aquela capacidade de ultra-
passar nossos limites, tirando de dentro de nós uma força inexplicável,
que mal sabíamos possuir, para superar as maiores dificuldades, os maio-
res obstáculos, e que, passada a tormenta, nos faz voltar os olhos para o
passado e nos perguntar: “como conseguimos fazer isso?”. É a riqueza do
olhar para trás e verificar que conseguimos superar todos os problemas.
Descobri que não sou apenas uma guerreira, mas também sou uma
vencedora, sim!

Aprendi o valor da gratidão


De tudo o que nos aconteceu, restou a gratidão. Sou grata pela minha
vida e pela vida de meus entes amados, pela saúde de todos, pelas minhas
filhas e pelos caminhos que elas estão trilhando. Sou grata por Deus ter
nos permitido vencer aquele período de sofrimento, com fé e confiança.
Sou grata a todas as pessoas que passaram por nossos caminhos antes,
durante e depois de o ocorrido. Sou grata porque acredito que todos nós
conseguimos nos tornar pessoas melhores.

Mindset de Crescimento
São nessas situações, impostas pela vida, que nos deparamos com a
nossa vulnerabilidade e fragilidade diante do Poder Divino. É quando nos
conscientizamos de quão pequenos somos. Mas também, são nessas ocasi-
ões que conseguimos crescer e aprender muitas lições para a vida!

234
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
• Acredite em você sempre;
• Nunca perca a sua fé;
• Agradeça por tudo o que a vida lhe proporcionar;
• Comemore todas as suas vitórias, por menor que elas
pareçam ser;
• Cada dia é um passo rumo ao seu objetivo, seja ele
qual for;
• Saiba ser humilde e paciente;
• Tenha empatia;
• Perdoe;
• Nunca deixe de sonhar;
• Aprenda a ouvir, principalmente as crianças;
• Seja resiliente;
• Tenha foco no positivo;
• Agarre as oportunidades que surgirem;
• Viva o presente.

A vida é uma dádiva, pela qual devemos ser gratos e devemos procurar
ver sempre o que ela tem de melhor a nos oferecer. Quando o arrependi-
mento do passado nos impele ao desânimo, à tristeza, assim como o medo
e a ansiedade por um futuro incerto nos impedem de agir, nos levando a
procrastinação, não devemos desistir.
Devemos ter em mente que tudo acontece exatamente no momento
em que deve ocorrer e podemos sempre extrair as melhores lições, em
quaisquer circunstâncias. Por pior que possa parecer um determinado
momento de nossas vidas, saibamos que tudo sempre passa.

Fica o aprendizado que


nos permitirmos obter
através da experiência.
235
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Frank Miller, estudou na escola Estadual Oswaldo Lacerda Gomes Car-
dim, em Diadema. Fez mais de 40 cursos no Senai Manoel Garcia Filho. Entre
eles, o curso de Supervisão de Primeira Linha em Metal Mecânica e T.G.P.I
“Técnico em Gestão de Processos Industriais com especialização em Meio
Ambiente. Graduado em Gestão Pública. Fundou a ONG Macaé no ano 2000,
onde realiza diversos trabalhos sociais. Foi eleito conselheiro tutelar em 2006.
Foi diretor da Defesa Civil de 2009 a 2011. Foi diretor da Secretaria de Segurança
Alimentar de Diadema. Foi eleito Diplomado Primeiro Suplente Vereador em
Diadema, no ano 2012. É Graduado Diamante na empresa Haiflex, Forma-
do em Programação Neurolinguística (PNL). Formação em coaching com
especialização em Emagrecimento Definitivo e PNL aplicada ao coaching.
Atualmente é subsecretário de esportes de Diadema, gestão 2016 a 2020.

@frank.miller40 frankmiller@yahoo.com.br
fb.com/frankmiller.40 (11) 9 4765-0558

236
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Lutando Pela Vida, o
Início Já É a Superação?
A ntes de você responder a tal pergunta, quero apresentar a mi-
nha história de superação desde o primeiro dia de vida.
Sabemos que quando somos apenas um espermatozoide, temos
que iniciar uma batalha se quisermos nos transformar em um ser humano
de carne e osso. Vivemos momentos, horas e até mesmo dias de aflição,
buscando atingir algo mais elevado em nossas vidas, sem ao menos saber
se dará certo a famosa trajetória da vida. Porém, somos frutos da nossa pri-
meira grande vitória: a chegada ao óvulo, onde tudo se transforma e a par-
tir de então dá-se início ao ciclo da vida, deixando vários outros para trás.
A partir de então, inicia-se o que há de mais especial, o dom da vida.
Porém nada diferente do que a sua primeira trajetória, cheia de obstácu-
los, barreiras, concorrências, dificuldades, para mim desafios, sejam eles
grandes ou pequenos, são apenas desafios.
Gostaria de compartilhar com vocês um desafio em minha vida que
tive que superar com a ajuda dos meus amigos e familiares.
Meus pais, Francisco e Marlene, vieram de Minas Gerais para São Paulo,
onde se conheceram. A minha mãe, do Sul de Minas, Monte Belo; meu pai do
Norte de Minas, Bela Vista, próximo ao Município de João Monlevade. Minha
mãe veio morar em uma casa alugada na Zona Sul da capital de São Paulo,
próxima de uma grande siderúrgica. Era a famosa J.L. Aliperti, na Vila Água
Funda em julho de 1971. Meu pai veio para a cidade de Diadema, morar na
antiga Rua 12, no bairro do Serraria. Vivia de favor na casa do casal, Perpetua
(hoje já falecida) e do senhor Raimundo, conhecido como “Dico Preto, o Rei
do Queijo”, em 31 de janeiro de 1971, por onde permaneceu algum tempo.
Anos mais tarde, precisamente em 1974, meus pais foram estudar na Es-
cola Estadual Valentim Gentil, onde se conheceram e se casaram, em 15 de
julho de 1976. Tiveram dois filhos, Francislene Arcanjo e Frank Miller Ar-
canjo. A partir de então, começou minha verdadeira trajetória de superação.
No ano de 1979 meus pais já moravam em Diadema, na antiga Rua 16,
bem próximo do “Dico Preto”. Eu estava com cerca de dez meses de vida e
ficava no berço, enquanto minha mãe limpava a casa e separava as coisas
velhas do armário para jogar fora. Separou diversos remédios vencidos e
os deixou em um criado mudo próximo da cama deles. Minha irmã, com
cerca de dois anos, viu aqueles comprimidos, achou que era bala e os pe-
gou. Levou até o berço onde eu estava e começou a jogá-los para mim di-

237
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
zendo que era balinha. Eu sem a noção de tal perigo, ingeri todos os com-
primidos que ela havia jogado, pouco tempo depois comecei a passar mal.
Logo, minha mãe olhou para o berço e percebeu que havia algo errado
comigo. Eu estava agonizando, foi aí que ela sem saber o que fazer naque-
le momento, correu até a casa da minha tia Suzete. Ela morava em frente a
nossa casa, me pegou no colo e foi para rua pedir ajuda dos vizinhos. Porém,
naquela época, a cidade de Diadema não tinha guias, sarjetas tão pouco as-
falto, tudo era muito precário mesmo, menos a solidariedade dos vizinhos.
Minha tia Suzete chamou uma vizinha chamada “Biata” que, ao saber do
ocorrido, de pronto, ajudou indo rapidamente na casa do “Dico Preto”, que era
ali perto, pois ele era um dos poucos moradores do bairro que tinha carro. Em
minutos, ele veio e me levou ao Hospital Municipal, conhecido como “San-
cil” e depois fui encaminhado para o Hospital Santa Ângela, em São Paulo.
Ao ser internado, o médico disse:
- O caso é grave, se ele sobreviver terá algumas sequelas, como: um
possível problema renal, um problema neurológico e jamais poderá ter
filhos. Ele teve sorte de ter sido socorrido a tempo, pois se demorasse
mais um pouco, não sobreviveria.
Desde então, cresci ouvindo que tudo isso seria verdade e, que não
daria continuidade ao meu sobrenome, pois não poderia ter filhos. Mas a
força do foco no positivo e minha fé inabalável fez com que tivesse dois
lindos filhos, o Miguel Miller Arcanjo, hoje com 11 anos e o Frank Miller
Arcanjo Filho de 5 anos, atualmente. São frutos de um lindo casamento
com Lucilene Alexandre Silva Arcanjo, que com absoluta certeza vive-
remos juntos para sempre, pois para mim a “família é a base de tudo”.
Quando sabemos o que queremos e onde queremos chegar, na verdade,
isso não nos dá 100% de certeza que chegaremos, mas se não soubermos onde
queremos ir, com certeza, isso nos dá 100% de certeza que não chegaremos.

Continuando a vida, em busca de um motivo


Após estudar no SENAI, por alguns anos, me tornei metalúrgico profis-
sional e tive uma boa passagem em algumas empresas. Era um metalúrgico
como tantos outros, vivia pelo salário limitado e sempre curto, embora na-
quele momento, eu achasse que era muito e que ganhava bem, era garan-
tido no fim do mês. Trabalhei em quatro empresas: Krones, Mannesmann,
Center Plasma e por último, Prensas Schuler, onde fiquei cerca de sete anos.
Tinha uma vida fixa e sem novidades, sempre acordando as sete da
manhã e trabalhando até as dezessete horas, de segunda a sexta-feira.

238
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Raramente fazia umas horas extras no fim de semana.
A última empresa em que trabalhei, Prensas Schuler, tinha ônibus
fretado e me buscava em casa, pois a rua em que morava fazia parte do
trajeto. Dessa forma, para conseguir dormir um pouco mais, na noite
anterior tomava banho e já vestia a roupa da empresa, acordava minutos
antes escovava os dentes colocava a botina e, quando o ônibus buzina-
va, eu já estava pronto para descer as escadas e correr para dentro dele.
Muitas vezes, perdia a hora e quando o ônibus buzinava ainda estava dor-
mindo. O motorista como era meu amigo esperava alguns minutos para que eu
levantasse e não chegasse atrasado. Esta foi a minha rotina por quase sete anos.
Sem muito propósito, comecei a fazer uma faculdade de Engenharia
Mecânica, mas não permaneci três meses. No semestre seguinte, iniciei
Direito, que também sem propósito, não continuei. Fiz diversos cursi-
nhos, apenas para não desatualizar.
Após ter finalizado um curso técnico com ênfase em Meio Ambiente
no SENAI, comecei a fazer faculdade de Engenharia Ambiental na Uni-
versidade São Marcos, no Ipiranga, em São Paulo. Permaneci por dois
anos e meio, mas infelizmente, tive que parar por dois grandes motivos.
O primeiro, porque os meus amigos da Prensas Schuler tiravam o
sarro. Eles me “zoavam” dizendo que eu seria o jardineiro oficial da
empresa. O segundo e grande motivo, é que a faculdade aumentou de-
mais a mensalidade e não consegui custear o curso. Enquanto decidia
qual faculdade faria, comecei a fazer um trabalho social em Diadema,
pois sempre acreditei na prática do bem comum. Por isso, fundei a
ONG Macaé. Creio fortemente que a verdadeira transformação inicia
em nossa casa, nosso bairro, nossa cidade e posteriormente nosso país.
Tinha uma grande vontade de fazer uma graduação, apenas ainda não sabia
qual. Foi quando me lembrei de minha trajetória em um grupo de jovens cha-
mado R.P.M: “Responsabilidade na Política Municipal”. Este grupo tinha como
objetivo realizar a prática do bem comum e ajudar as pessoas excluídas das
políticas públicas. Assim, comecei a perceber que tinha vocação para Política.
E como era ano eleitoral, optamos por ajudar um candidato a prefeito
que mais se identificava com nosso propósito, digo “ideal,” infelizmente
ele não ganhou. Mas participar desse grupo me trouxe algumas certezas,
entre elas, a que eu poderia conseguir ajudar as pessoas.
Então, me filiei a um partido político e me formei em Administração
Pública. Pouco tempo depois, me candidatei a vereador. Foi quando pedi a
conta na Prensas Schuler e me dediquei apenas a eleição de 2004. Perdi as
eleições e fiquei sem emprego, em seguida vieram as dívidas, as dificuldades.

239
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
No ano seguinte, um grande amigo chamado Reginaldo, me convidou
para ser vendedor na sua fábrica de lacres termoencolhíveis, que acei-
tei. Porém não conhecia absolutamente nada deste ramo de plástico,
mas foi uma experiencia incrível. Fiquei lá até metade de 2006, quando
então me candidatei ao cargo de conselheiro tutelar em Diadema, sendo
eleito, com 997 votos, permanecendo por quase três anos. Em 2008, fui
candidato a vereador, mas infelizmente não ganhei as eleições.
Foi com o mesmo pensamento de ajudar as pessoas que aceitei ser candi-
dato outras vezes. Em 2012 e 2016 concorri ao cargo de vereador e em 2014
ao cargo de deputado estadual, onde atingi a marca de quase 6.000 votos, po-
rém não fui eleito. Foi após as eleições de deputado que as coisas entraram
em um caminho tortuoso e difícil, pois fiquei sem dinheiro, até para comprar
um Danoninho para meu filho Miguel. Foram momentos difíceis demais.
Foi aí que conheci uma pessoa chamada Francisco Viana, que me ofereceu
para trabalhar com vendas de aparelho terapêutico, mas eu não conhecia abso-
lutamente nada sobre aquele produto. Comecei a trabalhar com ele e participar
das reuniões. Me especializei em todas as terapias. Foi neste trabalho que tam-
bém conheci um coach que dava treinamento nesta empresa, Rafael Fujikake.
Comecei a fazer algumas sessões de coach com ele. Achei maravilhoso
o trabalho de coach e decidi pesquisar mais sobre. Foi então que conheci
o trabalho do Edson Burger, através do “Manifestando o Segredo”. Em
seguida, fiz uma imersão em Programação Neurolinguística (PNL) e a
formação em coach pelo Instituto Edson Burger, me tornando um master
coach. A partir de então, tudo mudou de forma significativa em minha
vida, tudo fazendo muito mais sentido para mim.

Conhecimento é a transformação com


paciência, precisão e atenção aos detalhes
Após mais de um ano e meio buscando conhecimento pessoal e com
o apoio de dois coaches maravilhosos, comecei a me redescobrir de for-
ma significativa. Descobri que eu não tinha um verdadeiro motivo, um
sonho. O que pensava tinha muitas pontas soltas, por isso não acontecia.
Detalhei ao extremo tudo aquilo que pensava e separei de três formas:
A PRIMEIRA, minhas finanças. Descobri exatamente minha segu-
rança financeira, o quanto precisaria para custear minhas despesas e
de que forma poderia ampliá-la.
A SEGUNDA, meus papéis. Descobri tudo aquilo que era mais impor-
tante para mim, como ser pai, filho, esposo, voluntário da ONG, empresá-

240
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
rio, político, entre outros. Com esta descoberta, comecei a ter mais tempo
para poder me organizar melhor em cada um dos meus papéis.
A TERCEIRA, equilibrar minha saúde, pois sem ela, nada aconteceria.
Então decidi, fazer alguns exames e descobri que precisava emagrecer.
Eliminei 30 quilos, saí de 117 quilos para 87, em pouco menos que quatro
meses. Foi maravilhoso! Alinhei a perda de peso com atividades físicas
regulares, colocando os três pilares da vida em harmonia: atividade física
regular, alimentação saudável e um sono reparador.
Tive um crescimento inimaginável em todas as áreas da minha vida. A
partir de então, foquei naquilo que para mim fazia sentido. Precisava au-
mentar meus resultados financeiros para poder melhorar a minha qualidade
de vida e da minha família. Com paciência, precisão e atenção aos detalhes,
aumentei meus resultados. Comprei minha casa, a casa dos meus sonhos,
troquei meu carro, pois sonhava ter um de sete lugares. Mas não foi apenas
a questão financeira que mudou, isso foi apenas um detalhe, as mudanças
vieram também com o relacionamento com minha família e com minha
equipe de vendas e também na prefeitura. Não vou dizer que foi fácil, por-
que não foi, mas a disciplina e constância e, principalmente, conhecer pre-
cisamente meus valores, me fizeram ser mais assertivo em minhas escolhas.
Na vida somos nós quem decidimos nosso caminho, onde queremos chegar,
quando queremos chegar e de que forma queremos chegar. Quando não de-
cidimos, alguém decide por nós. Então, segure a rédea de sua vida e seja feliz.
Todos nós temos um motivo, basta descobrir o seu, com paciência,
precisão e atenção aos detalhes e siga rumo ao sucesso.
Pensar Globalmente, e Agir Localmente.
Desejo Ardente + ausência de conflito = Materialização
Como relatei nas páginas anteriores a transformação de tudo que que-
remos deverá acontecer dentro de nós, e em seguida dentro de nossa casa.
Foi com esse pensamento e logo após ter feito alguns cursos de PNL de
coach que comecei a atuar como coach do meu filho mais velho Miguel.
De uma forma muito espontânea e em um momento de muita dor pois
acabava de perder minha sogra, Dona Lucia, em um infarto fulminante.
Foi então que viajamos para Bahia, eu, minha esposa e meus dois filhos.
Ao retorno desta viagem saímos da Bahia “KM 100” com destino a Bela
Vista de Minas Gerais para descansarmos uns dias e depois prosseguirmos
viagem. Este trajeto levava cerca de 17 horas. Foi quando meu filho Miguel me
abordou dizendo -Papai será que eu consigo ficar acordado daqui da Bahia ate
Minas Gerais? Então eu falei, tudo depende apenas de você e de sua real von-

241
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tade. Aí ele me disse, se eu conseguir você me da um videogame????? Então
o avo dele vendo a vontade dele conseguir este objetivo falou, Miguel você e
capaz, porém só conseguirá se for dormir mais cedo no dia em que sair para
São Paulo, deverá dormir as sete e meia da noite, aí com certeza conseguirá.
Muito animado na data anterior a nossa viagem o Miguel foi dormir
exatamente as sete e meia, no outro dia estava pronto para viajar.
Iniciamos aquela viajem com o objetivo do Miguel ficar acordado. Pas-
sou duas horas e lá estava ele acordado, animado brincando bastante.
Após quatro horas ele já estava sentindo o peso do compromisso e com
algumas dores no corpo, sua mãe dizendo que ele deveria deixar isso pra
lá, não queria que ele continuasse. Porém o Miguel seguia firme.
Já estávamos na oitava hora com ele acordado, então começamos a fazer
várias pequenas paradas de hora em hora e criamos uma meta e um plane-
jamento juntos em cada momento que ele sentisse sono, ia levantar a mão
fazer um sinal de um, dois, três, com os dedos e juntos daríamos um gritão
haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, neste momento todos do carro gritavam
juntos para dar apoio ao Miguel, o irmão dele era quem mais o apoiava.
Quando já tínhamos cerca de dez horas acordado começou a ficar difícil
lembro-me que em uma das paradas o Miguel lavava a cabeça com água fria e
decidimos que tudo que ele, Miguel, fizesse na parada eu e seu irmão Frankinho
faríamos também. Foi algo desafiador para o Miguel mas após as dez horas já
não poderia deixá-lo desistir. Pois sabia que isso ficaria gravado na memória
dele de forma positiva, caso conseguisse, porém o inverso seria verdadeiro.
Foi então que usando várias técnicas de P.N.L fizemos naquele momento a
visão do futuro, de como seria para ele chegar ate o final com a meta atingida
de dezessete horas acordado. Ele então começou a se imaginar conseguindo
ficar acordado, mesmo já com varias dores no corpo, cansado, irritado, mas
naquele momento com mais de doze horas acordado estava difícil continuar.
Foi então que parei novamente em uma daqueles locais lindos com diversas
paisagens e fomos ao banheiro eu o Miguel e o Frankinho, neste momento o
Miguel desabou a chorar e disse que não iria conseguir e que eu desculpasse
ele pelo fracasso, começamos nós três a chorarmos no banheiro sem saber o
porquê, então quando nem esperávamos o meu filho frankinho de apenas 5
anos abraçou seu irmão com uma energia tão especial e disse: -Miguel você é
forte, vai conseguir ganhar este videogame para nós, você é meu herói! Finali-
zou a frase chorando eu te amo, você consegue não desista, falta pouco. Olha
na verdade neste momento até quem estava usando o banheiro se emocionou,
Foi então que a partir daí as últimas cinco horas faltantes decidimos juntos
que de meia em meia hora recitaríamos a filosofia de sucesso de Napoleon Hil:

242
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Se você pensa que é um derrotado, você será derrotado.
Se não pensar e quiser a qualquer custo, não conseguirá nada.
Mesmo que queira vencer, mas pensa que não irá
conseguir, a vitória não sorrirá pra você.
Se você fizer as coisas pela metade você será um fracassado.
Nós descobrimos neste mundo que o sucesso começa pela inten-
ção da gente, e tudo se determina pelo nosso espírito.
Se você pensa que é um malogrado, você se torna como tal.
Se você almeja atingir uma posição mais elevada, deve antes de ob-
ter a vitória, dotar-se da convicção que conseguirá infalivelmente.
A luta pela vida nem sempre e vantajosa aos fortes, nem aos
espertos, mais cedo ou mais tarde quem cativa a vitória e aquele
que crê plenamente. EU CONSEGUIREI

Fazíamos isso com muita energia foi maravilhoso o quanto nos quatro no
carro juntos recitávamos a filosofia de sucesso de Napoleon Hill, algo surpreen-
dente como eu as crianças e minha esposa tínhamos energia para tal façanha.
Quando chegamos na decima quinta hora o Miguel já estava confiante ao
extremo, já tinha passado pela zona escura do desconhecido, estava já no ato
maior de supremacia de energia de êxtase focado, e então a partir daí come-
çou a brincar novamente dizendo já ganhei meu videogame vou jogar muito
com o frankinho ele já se via com a meta realizada foi ultra extraordinário.
Chegamos em Bela Vista de Minas com dezesseis horas e 59 minutos foi
quando parei o carro em frente a casa do meu tio Bebeto descemos do carro e
então o Miguel bateu a mão no peito e disse “AQUI É O MIGUEL MILLER” gri-
tava tanto que até os vizinhos saíram para fora de suas casas para ver o que es-
tava acontecendo, foi mágico ver aquilo, lindo, sentimento de missão cumprida.
Olha tudo isso aconteceu no início deste ano de 2019, porém os resul-
tados permanecem até hoje, seja na escola, em casa, na casa dos amigos o
Miguel mudou sua forma de pensar e de agir sabendo e com a consciên-
cia de que conseguimos tudo aquilo que queremos.
Enfim, na vida sempre que iniciamos algo, seja um novo trabalho, uma
nova empreitada, um novo projeto, no início e fácil, doce, empolgante, mas
depois vem o desânimo, a fraqueza a incerteza, a fala negativa dos amigos,
os que dizem que você não irá conseguir, que não vai dar certo, etc, etc, etc...
Se você tiver o foco no positivo e a busca incessante naquilo que de-
seja, de forma ardente, e se não tiver conflito nenhum na sua mente com
certeza isso se materializará.
Faça, Busque, Não pare, Vença, E seja feliz 156,5%. Saudações Frank Miller.

243
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
José Oscar T. Costa, natural de Minas Gerais, é engenheiro
eletricista formado na Universidade Católica de Petrópolis, no Rio de
Janeiro. Mora em Santa Catarina, trabalha na área comercial de uma in-
dústria metal mecânica, multinacional brasileira, há 23 anos, onde atua
como líder há 16 anos. Coach formado pelo Instituto Edson Burger, tem
como missão ajudar no desenvolvimento de pessoas.

oscar.costa31@gmail.com

244
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Modelo de Gestão nas Empresas
M uitos devem imaginar que o método do coaching se aplica ape-
nas nos problemas do dia a dia, aos conflitos internos do ser
humano, etc. Mas não, um coach pode desenvolver um traba-
lho fantástico no mundo corporativo.
A minha experiência no segmento industrial de uma grande em-
presa e meu trabalho como líder dentro dela, há 16 anos, me deram
condições de descrever um pouco do trabalho dos gestores no mundo
corporativo, além de minha formação pelo Instituto Edson Burger.
Eu entendo que os perfis dos gestores dentro das empresas estão compreen-
didos entre o líder e o chefe. De uns anos para cá tenho percebido que, cada
vez mais, a posição do líder vem se destacando e o chefe vem perdendo espaço.
Os tempos mudaram e ainda bem. Chegará o dia em que o chefe será extinto.
Mas você leitor, sabe reconhecer a diferença do comportamento de
um gestor com o perfil de líder ou de chefe?
Segue abaixo algumas características que podem ser encontradas
em cada um deles:
Chefe Líder
Mostra a direção a seguir
Impõe suas ordens
e vai junto com a equipe

Valoriza os conhecimentos
É autoritário
e habilidades da equipe

Centralizador Compartilha informações com a equipe

Pensa somente nos resultados Pensa na equipe e nos resultados em conjunto

É temido É respeitado

Fornece feedbacks constantes para


Não fornece feedbacks
crescimento e correções de rumo da equipe

Não aceita opiniões dos outros Aberto para receber opiniões

Busca o crescimento da
Teme em perder o "poder"
equipe pois ele cresce junto

Motiva a equipe a obter


Desmotivador
os melhores resultados

Não assume responsabilidades Assume as responsabilidades


(o problema é do outro) junto com a equipe (o problema é nosso)

245
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
CHEFE

EMPRESA
LÍDER

EMPRESA
Cabe salientar que, sempre nos momentos de desafio, pressão, estresse
ou até mesmo quando algo não sai conforme o planejado, é o líder quem
estimula seus colaboradores a refletirem sobre essas situações, é ele tam-
bém quem apresenta ferramentas para resolver problemas e atender às
demandas que chegam para sua equipe. Seu principal objetivo é com o
aprendizado e o crescimento dela.
Um líder consegue gerir mudanças, quebrar barreiras, vencer desafios
e engajar sua equipe. É com esse comportamento que ele consegue dire-
cionar sua equipe ao sucesso, o que influencia diretamente nos resultados
da empresa e no bem-estar dos colaboradores.

O líder dentro das empresas


É comum em nosso dia a dia lermos ou assistirmos algo nos notici-
ários enfatizando empresas que conquistaram índices acima da média.

246
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Os destaques envolvem menções a respeito das pessoas que fizeram
essa empresa crescer? Dificilmente, não é mesmo?
Mas são as pessoas que fazem essas empresas se desenvolverem e
chegarem onde chegaram. Mais do que isso, esteja certo que o sucesso
delas está diretamente relacionado com o modelo de gestão e o líder
que as acompanham.
Esse líder, para que essa empresa tivesse o destaque reconhecido na mí-
dia, assumiu um compromisso e desenvolveu um mindset de crescimento,
sempre na busca pelo conhecimento contínuo e mantendo sua mente aber-
ta para o novo. Ele não ficou estagnado, esperando as coisas acontecerem.
Contudo, caro leitor, não podemos acreditar que todos os gestores dessa em-
presa brilhante sejam líderes. Mas é certo que existem líderes nessa empresa.
O líder, de certo, necessitou trabalhar o desenvolvimento de seu
mindset em alguns aspectos, tais como:

•Saiu da zona de conforto: acreditou que ele possui potencial


para alcançar seus resultados aceitando novos desafios;
• Desafiou suas crenças limitantes: verificou se possui algu-
ma crença limitante. Ao identificá-la, atuou para ressignificá-la,
pois as crenças limitantes atrapalham e dificultam o crescimento
pessoal e profissional, interferindo em suas ações e resultados;
• Assumiu responsabilidades: tomou as rédeas de sua vida e se
tornou o responsável pelas mudanças em sua vida. Teve em mente
que qualquer mudança começa por uma decisão de querer mudar;
• Agiu com determinação: se moveu para
a ação, ou seja, partiu para a execução em si.

Esses podem ser os passos trilhados para um chefe que quer se tornar
um líder. Para que funcione, após passar por este processo de desenvolvi-
mento, um profissional pode ser reconhecido como líder, pois haverá nele
competências e habilidades desenvolvidas que o destaca dos demais. Suas
competências o habilitam a motivar e inspirar sua equipe e a empresa onde
atua, e permite o máximo desenvolvimento dos potenciais do ser humano.
Mas não se esqueça que a liderança é fundamental no mundo corporati-
vo, mas também é essencial para a nossa vida pessoal. Devemos reconhecer
que somos os líderes de nossas vidas, assim quando assumimos o controle
dela, construímos o futuro sonhado por nós, seja no pessoal ou profissional.

247
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Nascer líder ou se tornar um líder?
Para entendermos melhor uma destas posições,
nos colocaremos a pensar sobre a ideia de que ser
líder é um talento ou um dom que é concebido
a uma determinada pessoa ao nascer. Se isto for
verdade, podemos concluir que ou a pessoa é um
líder nato ou ela não é. Neste caso, não há opção
para aqueles que não nasceram líderes, concorda?
Contudo, se tomarmos isso como verdade, estamos entendendo que
essas pessoas não têm a capacidade de aprender. Estamos enxergando a
capacidade de alguém ser líder no viés do mindset fixo.
Na minha percepção, a liderança é algo que pode ser aprendida, portan-
to, posso dizer que há esperanças para aqueles que não nasceram com ela.
A liderança pode ser obtida de várias formas, como por exemplo, atra-
vés de cursos e treinamentos; se desafiando e desafiando sua equipe; as-
sumindo riscos (calculados); planejando e observando tudo a sua volta.
Se você acredita que pode ser um líder, tenha em mente que liderar tem
tudo a ver com se relacionar bem com outras pessoas. Um líder de verda-
de, entende o comportamento humano, ele sabe o que motiva sua equipe.
Então, não há dúvidas, quando digo que é importante conhecer a fundo
quem você está liderando, quais os objetivos dessas pessoas, suas cren-
ças, o que gostam de fazer e como se sentem no ambiente de trabalho.

Fui promovido, e agora?


Vamos a um testemunho pessoal, pois, isto foi o que aconteceu comi-
go. Eu me senti perdido ao ser promovido, já que não sabia como lidar
com pessoas (equipes) e com conflitos.
Quando um excelente profissional é promovido a um cargo de gestão
muitas vezes ele não se encontra preparado para assumir uma equipe
e a enfrentar os desafios desta nova função, isto porque, o desenvolvi-
mento da liderança ocorre de maneira gradativa.
Busquei conhecimento através do processo interno de coaching ofe-
recido pela empresa. Lá pude buscar o aperfeiçoamento, realizando as
tarefas desafiadoras que me eram dadas rumo a obtenção do aprendiza-
do e do melhor resultado para a equipe.
Saliento e reforço que essa busca foi fundamental para o meu desen-
volvimento como líder e para a minha carreira, pois certamente o cami-

248
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
nho seria muito mais difícil sem esta ajuda fundamental do processo de
Coaching de Liderança (Líder Coach).
Com as poderosas técnicas e ferramentas do coaching qualquer pro-
fissional consegue conquistar as aptidões necessárias para se tornar um
líder. Porém, mais do que saber utilizar as técnicas e ferramentas para se
tornar um Líder Coach efetivo, é importante vivenciar e experimentar, na
prática, o que é um processo de coaching. Isso possibilita, antes de mais
nada, “conhecer a si mesmo” e trabalhar seu autoconhecimento. A partir
disso você poderá ter maior assertividade em suas atitudes e comporta-
mentos como gestor, e também maior credibilidade na aplicação, formal
ou informal, dos princípios do coaching no dia a dia, com os seus liderados.

O que é oferecido no processo de coaching de liderança?


O processo de coaching nos oferece a chance de eliminar hábitos
improdutivos acumulados durante nossa história profissional. Assim,
conseguimos assumir o controle de nossa vida e superar desafios, tanto
profissionais quanto pessoais. O autoconhecimento é uma consequên-
cia, assim como a autoconfiança.
Não para por aí, os benefícios chegam até no aperfeiçoamento da co-
municação interpessoal, melhorando o foco, gerindo o estresse e auxi-
liando no planejamento e administração do tempo.
Com essas técnicas, ainda é possível que o gestor, na sua caminhada
para se tornar um líder, desenvolva a capacidade de ter uma visão do todo
e de manter o foco no positivo, que é essencial para a liderança.
A lógica é a seguinte, ele passa a enxergar soluções para os seus pro-
blemas, através da ação e não esperando que algo fantástico aconteça do
nada. Com isto, ele eleva o grau de autoconhecimento que, bem empre-
gado, tem o poder de motivar toda sua equipe.
Ele adquire também neste processo de coaching, o aprendizado de
como liderar pelo exemplo e dar feedbacks construtivos, se tornando as-
sim uma poderosa fonte de influência positiva e transformadora para sua
equipe e também para a empresa como um todo.
Um líder estimula seus colaboradores a refletirem e a encontra-
rem as melhores soluções. Compartilha os resultados e constrói as
relações baseadas na confiança e no apoio mútuo. Atua de forma
constante na melhoria contínua, criando um senso de prontidão para
a mudança. O líder acredita no potencial de seus colaboradores e os
conduz à superação, fazendo com que sua equipe se desenvolva, se

249
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
auto motive e cresça junto com ele. Desta forma, eleva-se a perfor-
mance e os resultados, tanto dos colaboradores quanto da empresa.

No futuro todo líder será coach.


-Jack Welch,
Ex-presidente e CEO da General Electric

Perceba que para ser um coach de liderança você precisa desenvolver


algumas competências. Primeiro, você precisa conhecer o seu perfil e se
atentar ao impacto que provoca na equipe. As técnicas e ferramentas
podem ajudar a expandir a visão do líder sobre o mundo, além de auxiliar
na resolução de problemas e superação de obstáculos.
A mudança de comportamento improdutivo será trabalhada e o líder
acabará desenvolvendo novas competências. Também é desenvolvida a
capacidade de construir parcerias e influenciar positivamente as pessoas,
independente da autoridade que tem sobre elas.
A consequência disso tudo, é a motivação de seus colaboradores, me-
lhorando assim a performance de todos, a partir de feedbacks e acompa-
nhamento contínuo da equipe.

Quem pode se beneficiar deste processo de coaching?


O processo de coaching é focado no desenvolvimento e aprimoramen-
to da liderança. Ela é capaz de trazer muitas vantagens e benefícios para
todos, como podemos ver a seguir:
Para o líder, o benefício é se sentir um profissional completo, satisfeito com
os resultados alcançados, pois ele percebe que sua equipe responde aos seus
comandos, o que faz com que a produtividade e a performance dela se elevem.
Já os colaboradores, se sentem inspirados e valorizados, uma vez que
percebem que sua importância é vital para o sucesso do negócio. Isso
gera uma relação de cumplicidade e cooperativismo dentro da equipe,
fazendo com que um ajude o outro, em prol do bem-estar de todos.
A empresa, com toda esta entrega do líder e de seus liderados, sentirá
os resultados e os impactos positivos, dentro e fora da companhia, seja
através dos colaboradores ou clientes.
Com a sociedade, o impacto será sentido nas pessoas que se sentem
bem, valorizadas fazendo o que fazem, respeitando o próximo, sendo as
melhores versões de si mesmas.
Pode-se concluir, que todo o aprendizado através do coaching vem ao

250
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
encontro do processo de mudança para o mindset de crescimento, o que
faz com que o profissional alcance um patamar muito acima do que aqueles
que não buscam uma ajuda profissional saudável e esperam que por si só se
transformem da noite para o dia no líder ideal. Com o mindset de crescimen-
to o profissional percebe o resultado com alto nível de conquista e realização.

“O coaching é a prática mais


efi caz para desenvolver a liderança
e aumentar a efi cácia de líderes,
gerentes e chefes de equipes”
- Ram Ramakrishnan
Professor e especialista em Liderança
da Escola de Políticas Públicas de Cingapura

251
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Marcus Mello, Life & Business Coach - Desenvolvimento Huma-
no/Diogo Hudson, Coach Educacional formado pelo Instituto Valverde,
Coach em Emagrecimento Definitivo com ênfase em Programação Neu-
rolinguística (PNL) pelo Instituto Edson Burger, analista comportamen-
tal pelo Instituto Startup Evolution (ISE) e graduando em Master Hipno-
se Clínica pelo Instituto Lucas Naves. Pai da adolescente Sophia e casado
com a Dra. Fabiana Marie, Farmacêutica, Terapeuta Integrativa e Health
Coach. Ajudo você a descobrir o que quer, potencializar suas capacida-
des natas, desenvolver habilidades que julgar ser necessário para alcan-
çar uma vida plena em seus relacionamentos pessoais e profissionais.

@marcusmellocoach (21) 9 9250-4277


marcusmellocoach@gmail.com (21) 9 7934-9166

252
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A Importância da Análise
Comportamental e a Filosofia
Oriental Kaizen
Potencializando o Autoconhecimento
no Processo de Coaching

V ocê passaria a vida inteira com um estranho dentro de você?


O quanto você realmente se conhece? Você sabe qual é o mo-
tivo de se levantar pela manhã?
São perguntas que devemos investigar a fundo em um processo de
coaching logo em seu início. Assim começa a mudança de seu mindset,
trazendo à tona todo autoconhecimento.

AUTO
CONHECIMENTO

AUTOESTIMA
AUTO AUTO
ACEITAÇÃO DESENVOLVIMENTO

figura 1 - As base da Autoestima.

“Mudaram as estações, nada mudou


Mas eu sei que alguma coisa aconteceu
Está tudo assim tão diferente
Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre
Sem saber
Que o pra sempre
Sempre acaba!”
-Renato Russo
Por Enquanto

253
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Utilizando da poesia do cantor e compositor, Renato Russo, digo que
o processo de coaching é saber que dentro de você algo mudou. Mudou
a maneira de encarar a si mesmo e o mundo ao seu redor, quebrando
padrões e crenças antes estabelecidas dentro do seu mindset.
Não há outra forma de melhorar a autoestima senão pelo caminho do autoco-
nhecimento, seguido do autodesenvolvimento e finalizado pela autoaceitação.
Por isso trabalho com o Assessment, uma ferramenta completa que
proporciona o coachee se conhecer melhor, identificar seus talentos e
pontos de melhoria, trabalhar em seu autodesenvolvimento; buscando
sempre o crescimento em qualquer âmbito da vida. Entendendo e acei-
tando a forma de ser, o porquê de fazer o que se faz, falhas e qualidades,
inevitavelmente elevando a autoestima.

Figura 2 - Os quatro perfis da metodologia DISC

O Coaching Assessment é uma ferramenta de análise comportamen-


tal baseada na metodologia DISC, a mais utilizada mundialmente para
avaliações comportamentais, que foi desenvolvida na Universidade de
Harvard pelo psicólogo americano Dr. Willian Moulton Marston.
Conhecer o seu perfil comportamental ajuda você a desenvolver a tole-
rância com os que são diferentes de você, encontrando a união de pessoas e, o
mais importante, que é entender e saber utilizar o melhor de cada um, respei-
tando visões e opiniões distintas. Num processo de coaching saber seu perfil
comportamental dá clareza, clareza traz foco e foco é poder. A ferramenta
Coaching Assessment que uso ainda devolve uma lista de 23 competências,
estilo de liderança, nível de energia, pontos de melhoria, pontos fortes, como

254
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
está seu nível de adaptação e visão de exigência do meio em que se vive.

Figura 3 - Modelo de parte do relatório impresso da ferramenta Assessment

Além disso, a sessão de análise de perfil comportamental, mostra que a


primeira pessoa que você deve entender, é você mesmo, para que consiga
vencer a procrastinação e a auto sabotagem. Elas te impedem de focar na
ação presente, evitando seu progresso e seus resultados desejados para al-
cançar seu objetivo maior. Creia que os críticos internos o sabotam, mais do
que as pessoas ao seu redor. Conhecer essas vozes te dará poder de escolha
e discernimento de ouvi-las ou não e alçar voo rumo ao estado desejado.
Durante a jornada, você vai descobrir a pessoa que existe dentro de você e
usar suas fortalezas na direção da vida que você merece. E se você acredita que
não merece mais do que tem, comece a mudar seu sistema de crenças (mindset).
A metodologia DISC afirma que existem quatro padrões básicos de
comportamento previsíveis observados em seres humanos. Ela sustenta
que todas as pessoas possuam as quatro qualidades básicas de comporta-
mento em diferentes graus: analista, executor, planejador e comunicador.
Não existe um perfil melhor do que outro. Saber como você é e o que quer
fazer, pode ajudá-lo a ter foco e disciplina em qualquer área da sua vida.
O analista e o planejador são mais introvertidos, possuem mais faci-
lidade de terminar o que começam e tendem a ser mais detalhistas. O
comunicador e o executor são mais ousados, amam desafios, gostam de
começar coisas novas e são focados em resultados. O executor e o ana-
lista possuem foco maior em tarefas, já o comunicador e o planejador,
focam nas pessoas. Quanto maior o percentual de perfil planejador, mais

255
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
a pessoa gosta de servir. Quanto maior o percentual de executor, maior a
sua necessidade de comandar. O comunicador tem grande facilidade em
interagir e verbalizar, já o analista ama seguir processos e regras claras.
Resumindo, através da aplicação da ferramenta Assessment no proces-
so de coaching, você pode:
● Identificar suas tendências comportamentais, onde
estão agrupadas suas melhores habilidades e talentos;
● Conhecer como constrói suas regras de conduta, fatores
motivadores, como trabalha e “funciona”;
● Melhorar seus relacionamentos interpessoais, se autoco-
nhecendo e aprendendo a lidar com perfis diferentes do seu;
● Saber como você reage sob pressão e se
“preparar” para esses momentos;
● Identificar como você lida com mudanças.
Na minha experiência como coach e também influenciado pelo trabalho
em conjunto com minha esposa e parceira, Dra. Fabiana Marie-Terapeuta In-
tegrativa especialista em terapias orientais - adoto outro diferencial em meus
processos de coaching, o método Kaizen. Este é um conceito japonês de me-
lhoria contínua de uma forma mais focada na busca de viver em equilíbrio,
harmonia e integração consigo mesmo e com o ambiente que o cerca. Além
disso, como fala Renato Russo em sua canção “o pra sempre” não existe, esta-
mos em constante renovação de mente e, por conseguinte, comportamento.
A busca pelo aprimoramento possui diferentes razões. Melhorar é o
que nos move. Conhecendo seus valores e crenças, é possível alinhar a
sua essência com seu objetivo, gerando os resultados esperados.
No método Kaizen, a melhoria não é uma conquista pontual, mas um pro-
cesso contínuo, um modo de vida. Para muitos, foi esse método que conse-
guiu transformar o Japão em uma das grandes potências mundiais, depois
de ter sido completamente devastado no final da Segunda Guerra Mundial.
Esse método parte do conceito de que, se você melhorar a sua vida 1% a
cada dia, a médio e longo prazo, conseguirá uma grande transformação. O
Kaizen se baseia na ideia de que é mais inteligente fazer melhorias peque-
nas, mas contínuas, em vez de propor grandes transformações. Pois, mui-
tas vezes, elas não se materializam precisamente devido ao seu tamanho.
Utilizar esse conceito japonês do Kaizen mostrou ser muito eficaz, aplica-
do durante o processo de coaching, porque elimina dois grandes obstáculos à
mudança. O primeiro obstáculo é o medo da mudança, como a proposta é in-
troduzir pequenas mudanças, a angústia torna-se menor. Também se alimenta

256
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
expectativas mais realistas e, portanto, há menos decepções. O segundo obstá-
culo é a tendência comum de procrastinar, isto é, adiar a mudança indefinida-
mente. Se sentirmos que temos uma tarefa gigantesca pela frente, muitas vezes,
adiamos o seu início. Sabemos que ela poderá exigir tanto de nós que nos senti-
mos intimidados. Neste método de melhoria contínua, esse fator é eliminado.

Questionar
... tudo o que a sociedade nos impõe
como certo ou errado, assim como
nossos julgamentos e limitações.

interAGIR
... experimentar, errar,
Despertar
Crescimento
aprender, evoluir, cola- ... para um novo
borando com o outro e ciclo da vida com

Continuo
gerando valora para a mais consciência,
sociedade. sentido e liberdade.

Planejar Reconectar
... criar estratégias e planos de ação ... com corpo, mente, alma através de
para alcançar o seu estilo de vida ideal rituais para atingir uma maior sintonia
no curto, médio e longo prazo. com a natureza e o universo

Figura 4 - Método Kaizen aplicado ao coaching

O único compromisso no método Kaizen, é melhorar em algum aspecto,


em pequena proporção, todos os dias. Obviamente, você deverá estar ciente
que algumas metas levarão tempo para serem completamente concluídas,
mas isso não importa. O importante é que você trabalhou todos os dias para
alcançá-las e isso o fará se sentir melhor. Valorizando assim toda a jornada -
todo o caminhar - aproveitando-o ao máximo e deixando a inércia para trás.
Esse modelo incentiva o meu coachee, acima de tudo, a cultivar um esti-
lo de vida em que sempre haverá uma melhora, um avanço, fazendo com
que ele se sinta um vencedor, com muita frequência. Não só ganhando o

257
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
sentimento de satisfação pela meta realizada todos os dias, mas também
o fato de que está é, realmente, uma maneira prática de resolver grandes
problemas. O próprio Japão saiu de uma crise séria aplicando essa filo-
sofia. Eles não fizeram isso da noite para o dia, mas o fizeram com honra.
Essa filosofia oriental pode ser aplicada para qualquer área da vida
pessoal e/ou profissional. Desde metas para perder peso, até objetivos
para ser mais feliz. Somente com o início da implementação é possível
que você se sinta diferente, que você experimente mais controle sobre
a sua vida e um maior otimismo para vivê-la.

Não busque uma melhoria rápida ou grande. Busque


pequenas vitórias, um dia de cada vez. Esta é a única ma-
neira de acontecer e, quando acontecer, será duradoura
-John Wooden

Com a minha participação neste livro e podendo me comunicar com di-


versos leitores, tenho a minha chance de mostrar que, se permitindo passar
por um processo de coaching e conhecer seu perfil comportamental, condu-
zirá num processo mais assertivo e de êxito a resultados esperados em todas
as áreas da sua vida. Isso transformará a sua mentalidade (mindset), seu estilo
de vida e o tornará mais consciente de seu potencial, talentos e habilidades.
Se você não sabe o que quer da vida, comece fazendo uma lista do que
você não quer, quais situações te deixam desconfortável ou infeliz. Pense em
quais atividades prefere evitar e, assim, você pode descobrir que há várias
coisas que te deixam feliz: aprender coisas novas, cuidar do jardim, ajudar
de outras pessoas, resolver problemas, fazer música... ou vender coisas, falar
em público, etc. Há pessoas que sabem o que querem desde a infância, mas a
maioria das pessoas, não sabe o que quer e o peso do cotidiano: os estudos, a
busca por emprego, lidar com obrigações e pagar contas, pode nos distanciar
de nossos impulsos naturais. O cérebro humano tem uma habilidade incrível
de regular as funções do corpo e em alguns casos, pode se curar por conta
própria, como demonstrado pelo efeito placebo. A mente humana é incrível
e de um potencial fantástico ao produzir pensamentos que se traduzem em
comportamentos prejudiciais ou não, como já falava Dr. William Reich - mé-
dico, biólogo e psicanalista discípulo de Sigmund Freud. A mente e o corpo
estão integrados como foi observado pelo Dr. Samuel Hannemann - pai da
Homeopatia. E antes deles, a medicina chinesa, de origem milenar, utiliza a
energia vibracional do corpo através da inserção de agulhas, colocação de
sementes para o equilíbrio e restauração do bem-estar e saúde do indivíduo.

258
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
A percepção a respeito de estar presente no aqui e agora, mesmo que fazendo
atividades corriqueiras, é um importante exercício de autoconhecimento e auto-
consciência para entender o que lhe desperta o sentimento de satisfação. Assim
você pode começar pelo básico e, aos poucos, chegar aos grandes objetivos da vida.
Como disse anteriormente, a vida é recheada de responsabilidades que po-
dem gerar uma carga excessiva e o acúmulo de estresse é negativo para a saúde.
Isso pode, inclusive, acelerar o envelhecimento. As atividades mais prazerosas
ajudam a moderar esse efeito opressor. Isso é comprovado cientificamente por
descargas hormonais, neurotransmissores ou ainda em expressão de genes.
O processo de coaching traz à tona a autorresponsabilidade e o auto-
cuidado, que são alguns dos pilares do autoconhecimento. Assim, com
atitudes e mudanças traçadas em um plano de ação, lograr-se-á uma vida
mais saudável, autônoma e mais longeva.
Assim, durante o processo de coaching, você é estimulado a refletir sobre
seus valores antes de fazer escolhas que causarão impacto em sua vida, atri-
buindo a real importância para eles. Nas escolhas profissionais, por vezes, o
que realmente gosta de fazer e formas de contribuir para a sociedade, nor-
malmente, ficam menos valorizados do que aspectos como salário, tempo, etc.
Ao considerar uma mudança de emprego, por exemplo, será que não vale a
pena considerar aquela vaga que remunera menos, mas que pode trazer mais
satisfação? Se esta oportunidade estiver mais alinhada com a sua vocação e
missão, ela pode ter um impacto muito mais positivo em sua vida, a médio e
longo prazo. Esse é o tipo de pergunta e resposta que trará mudanças definiti-
vas e resultados duradouros na saúde e nas diversas áreas da sua vida.
Ter um círculo de amigos, mesmo que pequeno, com os quais se pode
contar ou ainda relações afetivas saudáveis com parceiros e família,
além de estar socialmente inserido em uma comunidade de forma ativa;
tem impacto enorme para uma vida equilibrada, harmônica e integrada.
O que vai proporcionar um bem-estar ao indivíduo.
Deixo para você uma reflexão:
“Lute para decidir seu próprio destino. Tenha controle de sua própria
vida, deixe de lado o papel de coadjuvante. Ser protagonista da sua histó-
ria é agir com autoconfiança, acreditando em suas próprias capacidades.
Aceitar a responsabilidade pela conduta e pelo modo de como manter e
melhorar as suas habilidades, que o possibilitará a produzir mais valor à
você e contribuir com as demais vidas ao seu redor.”
O mundo aguarda a sua melhor versão. Torne-se tudo que você tem po-
tencial para ser. Comece se conhecendo. Abrindo o tesouro da sua mente.
O mundo das infinitas possibilidades está dentro de sua mente. Desperte-o!

259
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Angélica Domingues, life & school coach, formada pelo Instituto
Edson Burger, tem como missão a transformação positiva de vidas e ins-
tituições em todos os tempos e lugares. Bacharel licenciada em Ciências
Sociais pela Universidade de São Paulo (USP), graduada em Pedagogia pela
UniBan e Artes Visuais pela Universidade Tiradentes. Aprofundou-se em
Psicopedagogia, Direito Educacional, Empreendedorismo e Processos da
Neurociência. Atua como coach e consultora de desenvolvimento humano
junto a pessoas físicas, jurídicas e órgãos públicos. Transformando a reali-
dade através de um trabalho profissional e de excelência.

www.coachangeldomingues.com.br coachangeldomingues@gmail.com
@coachangelicadomingues angelica@coachangeldomingues.com.br
(11) 99539-1509 linkedin.com/in/angelica-domingues-life-school-coach

260
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Mindset na Educação?
A Construção da Mentalidade do Homem do Milênio

N ovos desafios aguardam a humanidade: gestão de tempo e de


informações, autoconhecimento, autodidatismo, autonomia,
preservação das espécies e do meio ambiente; consciência
plena, desenvolvimento de espiritualidade, convivência coletiva, co-
municação eficaz, domínio de novas tecnologias, controle emocional
e equilíbrio nos relacionamentos.
Uma série de habilidades que devem ser desenvolvidas desde a infância e
resultam na construção de uma mentalidade de crescimento (growth mindset).
A mentalidade humana, o reconhecimento de padrões e resposta aos
estímulos do mundo e o equilíbrio emocional são três fatores funda-
mentais que determinam o sucesso ou o fracasso de todos os homens.
O cérebro humano é como um músculo. Ao exercitar um músculo, o tor-
namos mais forte. Exercitar o cérebro com novas experiências também o for-
talece. Esse músculo, dotado de elevados sistemas inteligentes possui uma
alta capacidade de adaptar-se a realidade e as novas situações, mudando a
si mesmo. Define-se, assim, a propriedade da neuroplasticidade cerebral.
Ao criarmos oportunidades desafiadoras no âmbito educativo, desen-
volvemos o foco no processo de aprendizagem e mudamos o resultado final
na construção dos significados e sentidos humanos. Desta forma, estimular
uma cultura de reflexão da realidade leva o indivíduo a potencializar o pen-
samento crítico diante das inúmeras escolhas realizadas na vida cotidiana.
Segundo Ron Ritchhart, neuropesquisador do Projeto Zero, desen-
volvido pela Harvard School of Education, as oportunidades são veí-
culos para aprender. Mas essas oportunidades precisam ser desafiado-
ras para que os indivíduos pensem.
Estabelecer os desafios de crescimento do pensamento, estruturar
o conhecimento adquirido e criar sentido às experiências biológicas
tem sido o grande desafio da instituição escolar.
A escola é, historicamente, considerada uma instituição social forma-
dora e emancipadora. Aquela que contribui definitivamente na consoli-
dação de um mindset de crescimento. Porém o desafio de construir pos-
sibilidades de autonomia, autoconhecimento, autocontrole, cooperação,
sucesso, felicidade e visão de futuro, está além da simples utilização de
ferramentas pedagógicas tradicionais para a mudança de paradigmas.
A arte de criar valores e educar é uma complexa ciência que deve ser

261
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
compreendida inicialmente em si mesma. A dinâmica da realidade educa-
cional nos leva a ampliar possibilidades de análise e considerar dois tipos de
mentalidades: a fixa e a de crescimento. Segundo Carol Dweck, professora
da Universidade de Stanford, a primazia delas determina as escolhas indi-
viduais e consequentemente o sucesso e felicidade pessoal e profissional.
A contínua necessidade de desenvolvimento da inteligência exige
que nos aproximemos de um tipo de mentalidade positiva e de cresci-
mento, continuamente alimentada por novos conhecimentos e desa-
fios, uma nova forma de pensar e compreender a realidade. Nesse sen-
tido, Albert Einstein contribui positivamente ao debate quando afirma:

Não podemos resolver nossos problemas com o mesmo pen-


samento de quando os criamos... A Educação não é a apren-
dizagem dos fatos, é o treinamento da mente para pensar

Neste ponto em especial, me aproveito dos recursos conceituais da


Programação Neurolinguística (PNL) para aprofundar nosso percur-
so de crescimento intelectual. A PNL possibilita a compreensão das
estratégias mentais humanas e quais recursos são necessários para
acelerar o alcance de resultados desejados, reprogramando comporta-
mentos através da combinação de imagens e sons.
A mente humana e o pensamento estruturam-se a partir de infinitos
códigos e sentidos, organizando um sistema de crenças que influencia a
compreensão do mundo e as respostas que damos aos desafios do coti-
diano. Tais sistemas recebem todas as informações externas através dos
canais do sentido: tato, visão, audição, olfato e paladar.
Os sentidos compõem, por sua vez, três grandes sistemas representa-
cionais: auditivo, cinestésico e visual. Uma intensa rede de informações
selecionadas, criadas para proteger o ser humano do excesso de estímu-
los recebidos e garantir a organização mental dos metadados coletados a
partir da interação entre o homem, o ambiente e seus relacionamentos.
O universo de possibilidades decorrentes da interação desses sistemas de
representação nos dá um breve panorama da complexidade do encontro de
pessoas em uma mesma situação ou desafio. Imagine essa mesma comple-
xidade dentro de um ambiente mais complexo ainda. O ambiente escolar.
A escola reúne pessoas, ideologias, culturas, pensamentos, procedi-
mentos metodológicos, ferramentas pedagógicas, expectativas temporais
(curto, médio e longo prazo) e desafios trazidos pelo mundo moderno.
Formações antagônicas das mais variadas, que convivem democratica-

262
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
mente no mesmo espaço físico, intelectual e social. Local onde crenças
e sistemas coabitam se desafiando e se reorganizando constantemente.
As crenças humanas transformam-se rapidamente em crenças institu-
cionais e uma relação simbiótica se estabelece, constituindo um ideário
coletivo e um “modus operandi” específico de cada polo educacional. É
cada vez mais desafiador transformar paradigmas antigos e potencializar
resultados que colaborem para a construção de um mindset de crescimen-
to. Muitas crenças limitantes devem ser quebradas na jornada escolar.

Quebrando crenças limitantes no universo educacional


Sem dúvida, o primeiro passo para se quebrar crenças institucionais é
quebrar ou reprogramar crenças pessoais. Realizar um amplo questiona-
mento do “por que?” das coisas. Por que os sistemas de representação fazem
sentido ao construir um processo cognitivo efetivo e duradouro? Por que
preciso buscar a compreensão do meu “eu” para influenciar a construção
de outros “eus”? Por que compreender que a humanidade busca um senti-
do para a vida e a vida legitima um sentido e uma importância ao homem?
Se um sistema de crenças é responsável por nos definir enquanto
seres que interagem com a realidade, é necessário que ocorra uma mu-
dança fundamental de paradigma educacional, adaptando metodologias
de forma a atingir e criar sentido para cada participante do processo.
Diversas crenças limitantes podem ser percebidas nos ambientes
de aprendizagem. Tais crenças reforçam crenças políticas que man-
tém a desigualdade, desestimulam o empoderamento e crescimento
de crianças e jovens, ceifam as oportunidades de desenvolvimento
integral humano, “aprisionando” pensamentos e enquadrando-os em
estruturas ideológicas negativas e doutrinadoras.
É momento de o profissional da educação ultrapassar os limites da
baixa estima, da negação da diferença e da insegurança para se trans-
formar em um agente de compreensão e transformação de realidades.
Essa transformação é facilitada quando utilizamos recursos ampliados
de percepção, tais como:

● A compreensão da interação dos sistemas representacionais auditivo,


cinestésico e visual utilizado por cada pessoa e sua resposta na realidade;
● O uso da técnica do D.C.D: duvidar, criticar e determinar.
Esta técnica, muito utilizada por Augusto Cury, parte do princí-
pio filosófico de que a dúvida é o princípio da sabedoria. A dúvi-

263
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
da é o princípio da crítica na Psicologia e é o princípio da deter-
minação estratégica no desenvolvimento de Recursos Humanos;
● Desenvolvimento de mapas mentais de crescimento e amplia-
ção de recursos a partir de informações coletadas na vida real e
transporte essas informações para gráficos, infográficos e histo-
gramas. Tais informações devem ser atualizadas periodicamente;
● Adaptação das formas de comunicação do indivíduo ao público de
destino, utilizando recursos multimodais (tecnologia, arte, literatu-
ra, games, etc.), que fixem conteúdos e facilitem processos;
● O despertar de emoções nas trocas que planeja e realiza. Somente
experiencias emocionantes trazem sentido ao mundo;
● A busca de novos modelos, novos desafios e novos recursos que
promovam o equilíbrio emocional individual e coletivo. Pois o equi-
líbrio tem que ser vivido e demonstrado para transformar realidades.
Ser ou não ser... essa era a questão!

Na verdade, é da natureza humana aprender, incansa-


velmente. Esse é caminho para o aperfeiçoamento diário
-Carol Dweck

Uma das experiências mais emocionantes de mudança de mindset edu-


cacional que tive oportunidade de acompanhar aconteceu há pouco tempo.
Em uma das minhas jornadas profissionais com foco na transformação po-
sitiva da realidade social e coletiva. Essa história será narrada nas próximas
linhas, recheada por gotas de gratidão, pela certeza da eternidade das mu-
danças e pelos resultados multiplicados em cada participante do processo.
Era uma vez... Uma cidade localizada no Noroeste do Paraná, com
um enorme desafio em sua Rede Municipal de Educação. Nessa cida-
de, o compromisso dos governantes com o povo se refletia em ações
concretas de melhoria de indicadores sociais e no constante trabalho
de aprimoramento de seus serviços.
Esse olhar comprometido com o desenvolvimento humano levou a
Secretaria Municipal de Educação a estudar profundamente os indi-
cadores de alfabetização, letramento e desenvolvimento de raciocínio
lógico e matemático dos alunos que acessam os espaços educativos mu-
nicipais. Para tanto, realizaram um diagnóstico amplo em sua rede de

264
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
atendimentos e detectaram um percentual significativo de crianças com
dificuldades de evolução na cultura letrada e no universo dos cálculos.
Liderados pela visionária Secretária de Educação, sua equipe me contra-
tou para assessorá-los na construção de um conjunto de estratégias de abor-
dagem, a partir dos conceitos da PNL, que alterasse o status dos alunos de
baixo rendimento escolar. Esse projeto tinha dois objetivos fundamentais:

1) Desenvolver o mindset de crescimento da equipe pedagógica e


docente, através de capacitações presenciais e à distância;
2) Impactar positivamente os indicadores de avaliação alcançados
pelas escolas municipais nos âmbitos estadual e federal.

Os desafios eram inúmeros. Apresentar às equipes a estrutura da capaci-


tação à distância, agregar os participantes em datas e horários compatíveis
com as necessidades do projeto, alinhar os conhecimentos específicos das
equipes envolvidas, rastrear a demanda de atendimento, delinear um proje-
to diferente de TUDO o que se conhecia, empolgar os alunos para partici-
parem de um programa de reorganização da aprendizagem, selecionar equi-
pes, desenvolver tecnologia educacional de ponta, enfim... Pôr em prática
um sonho delineado por almas apaixonadas pelo desenvolvimento humano.
O programa de capacitação, desenhado para a equipe desse projeto,
contemplou uma formação à distância e uma formação presencial. Fo-
ram abordadas as definições conceituais da PNL, seus pilares e pressu-
posições, com a intenção de despertar nos participantes a consciência
plena de que cada aluno é único, que cada aluno compreende o mun-
do e se comunica através de sistemas representacionais diferentes e
que, o acesso a esses sistemas, é a chave para amplificar os potenciais
de aprendizagem e retenção de conteúdos apresentados a eles.
Aliadas às técnicas de análise de mentalidade e ancoragem de valo-
res, foi desenvolvida uma série desafiadora de estratégias de aprendi-
zagem que desenvolveram e estimularam a utilização dos canais dos
sentidos, pré-requisitos para a construção do conhecimento estrutu-
rado. Tais desafios lúdicos transportaram profissionais e alunos para
realidades encantadoras e apaixonantes.
Em curto espaço de tempo os resultados começaram a surgir. Re-
latos de crianças utilizando formas inéditas de raciocínio, conexões
mentais que possibilitaram leitura, altos indicadores de participação
dos alunos e, o mais importante, equipes pedagógicas e docentes

265
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
apaixonadas por transformar outras vidas!!!
O extraordinário aconteceu... Mindset de crescimento estabelecido.
Meta alcançada. Essa mudança de paradigma profissional trouxe resul-
tados efetivos aos indicadores municipais e sem dúvida são os frutos
de uma mudança interna de posicionamento e de valores na educação.
Essa história mostra que, ao mudarmos internamente nossa cons-
trução mental para um modelo mais positivo e receptivo, a realidade
à nossa volta também se transforma. Isso é possível, porque passamos
a ouvir novas vozes, sentir novas emoções e ver novos caminhos.
A consciência de que estamos em uma jornada de constante busca e
aprimoramento torna mais fácil percebermos que caminhamos acompa-
nhados. Pessoas, ideias, projetos, sonhos regam nossa esperança e a cer-
teza de que somos especiais e somos capazes de construir grandes obras.

O desafio cotidiano: se transformar e educar


Você tem escolha. Os mindsets nada mais são do
que crenças. São crenças poderosas que estão na
sua mente. E você pode mudar sua mente
-Carol Dweck

O ser humano está em constante aprimoramento biológico, social e


mental. Transforma e se transforma. Educa e aprende ao mesmo tem-
po, investindo continuamente em seus sonhos e projetos.
Refletir sobre construção e mudança de mindset, a partir das fer-
ramentas e estruturas hoje presentes nos sistemas educacionais, nos
leva a uma questão primordial: qual é o modelo de homem que quere-
mos desenvolver para fazer a história no futuro?
Desta pergunta geradora derivam outras de mesma importância,
tais como: quais ferramentas de construção de sentido são necessárias
para equilibrar essa personalidade em formação? Quais canais do sen-
tido estão desenvolvidos no indivíduo e como equilibrar esse processo
na aquisição de novos conhecimentos? Qual é o perfil ideal de profis-
sional para lidar com todas essas transformações e gerar resultados
positivos na vida de público alvo? Enfim, um paradigma de mudança
estrutural de atitude perante a vida e os relacionamentos.
É fato que os processos de transformação e aprendizagem devem
ser cuidados de uma forma atenta e atualizada. Um olhar que processe
rapidamente as informações, reorganize conteúdos e transmita expe-

266
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
riências de maneira imparcial e equilibrada, permitindo que os recepto-
res (alunos) tenham sempre opções de escolha.
A escolha por um ou outro caminho, uma ou outra estratégia, um ou
outro relacionamento é um direito inviolável, intransferível e intocável.
É o ponto central da existência humana. Fazer escolhas é o que recheia
nosso cotidiano e nos desafia a reagir aos estímulos mundanos. Nossas
escolhas do passado definem quem somos hoje e nossas escolhas do pre-
sente definem nossa jornada e futuro, em uma interrelação constante.
Quem educa deve compreender que: os processos de aprendizagem
têm um ponto de equilíbrio instalado e organizado dentro da singulari-
dade de cada participante, empoderando-o em sua jornada. Minimun-
dos complexos, intensos e articulados que constroem sentido a partir da
modelagem e da repetição.

Faz sentido pra você?


Fazer sentido para o educador é alinhar suas práticas à sua missão de
vida, seus valores mais profundos e ao seu projeto pedagógico particu-
lar. Deve estar alinhado à sua visão de futuro, estabilizando emoções e
delineando resultados que transformam realidades. Devemos nos mover
solidários e apaixonados na construção de uma nova humanidade, no
desenvolvimento de pessoas plenas e felizes. Um ser humano mais jus-
to, equilibrado e consciente de sua responsabilidade social e ambiental.

Afinal... Sou aquilo que acredito


e transformo na medida em que
minha crença alcança crenças
de outros seres. Seres que creem
juntos, transformam juntos.
267
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Josete Santiago, psicóloga clínica pela Universidade de For-
taleza (UNIFOR); Pós-Graduada pela UNICRHISTUS; especializa-
ção em Terapia Cognitiva Comportamental (TCC); Formação em
Coaching com especialidade em Emagrecimento Definitivo e Pro-
gramação Neurolinguística (PNL) aplicada ao coaching.

jomariasantiago@hotmail.com josantiago.com.br

268
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Mudança de Comportamento,
Escrevendo Uma Nova História
T em gente que tem vontade de fazer algumas mudanças na
vida. Já, outros, não querem fazer mudanças, mas sabem que
precisam delas. E há ainda um outro grupo de pessoas, que
nem sabe que precisa modificar algo.
Seja lá qual for a sua situação, o fato é que mudança de comportamen-
to requer muita paciência, afinal, é difícil abandonar um jeito de ser para
impor uma nova forma de agir. Por isso, não seja excessivamente exigen-
te consigo mesmo, porque essas alterações levam tempo para se concre-
tizar e também podem ser bastante difíceis, até mesmo para reconhecer.
A falta de tempo ou o corre-corre do dia a dia, o medo, as dúvidas, as indeci-
sões, formam barreiras, que impedem que enxerguemos a necessidade de trans-
formação. Afinal, muitos de nós, prefere lidar com o que já conhece do que lidar
com o desconhecido, há até mesmo os que dizem que se acostumam com tudo.
A verdade é que, para mudar é preciso, antes de mais nada, querer. A
decisão é o primeiro passo para modificar sua vida, seja encontrar um
novo amor ou recomeçar uma nova forma de relacionamento com o atual
parceiro(a), melhorar a saúde familiar ou a situação financeira, aprender
a controlar melhor o dinheiro, ou mesmo emagrecer.
Não importa em qual situação se concentra a mudança, o ponto comum é
que, para que ela seja realmente efetiva e se concretize, é preciso desejar isso.

Quem já tentou mudar comportamento?


Quando percebemos algo que não está dentro dos conformes, quere-
mos dar um jeito de fazer diferente do que estamos fazendo, por acredi-
tarmos que seremos felizes fazendo de outro modo. Porém, entre pensar
e agir, pode existir barreiras vistas como intransponível e o outro lado,
cheio de possibilidades parece inalcançável.
Quando uma pessoa procura um Psicólogo Clínico, geralmente está
sofrendo por algo que está acontecendo em sua vida e procura alterar
sua realidade atual, para poder reduzir esse sofrimento, reduzir o abismo
entre o hoje e um amanhã melhor.
Você já refletiu ou pensou em mudança de comportamento? Quais as
barreiras ou impedimentos para você? Já avaliou a influência que o seu
comportamento exerce sobre todos à sua volta? Já se pegou pensando

269
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
como seria extraordinário agir em determinado momento, como outra
pessoa que admira muito? Já ouviu as frases: “é tarde demais para mu-
dar”, “sou muito velho para isso” ou “é impossível fulano(a) mudar”?
Se você exercitar seu cérebro e prezar por atividades que lhe desenvol-
va, maior será a motivação gerada, para que impulsione o seu desenvol-
vimento. Alguns estudos dizem, inclusive, que isto independe de idade ou
de conhecimento acumulado que alguém possui.
Sendo assim, temos a convicção de que nada nos impede de sermos a
melhor versão de nós mesmos e realizarmos nossas mudanças necessá-
rias para alcançarmos os nossos ideais.
Depois de ter certo em sua mente que se quer mudar, é hora de co-
meçar a planejar os passos para esta mudança. Afinal, de nada adianta
esperar resultados novos, fazendo as mesmas coisas. Neste momento, é
preciso ter também uma dose de coragem para olhar para dentro, ver o
que está funcionando e o que não serve mais. Além de humildade, para
assumir que você está fazendo algo errado ou então, que mesmo que não
esteja fazendo errado, deseja simplesmente mudar, porque tem anseios
diferentes, quer experimentar novos caminhos.

Afinal, por que mudar?


Estimular mudanças sempre gera novas oportunidades e possibili-
dades, seu círculo social se expande e ainda tem a chance de conhecer
pessoas interessantes, encontrar uma nova oportunidade no mercado
de trabalho e até um novo amor.
Tudo isso se torna processos naturais de quem faz opção por mudar,
pois acredita e reconhece os erros como fonte para o sucesso. Enfim, todo
processo que nos encaminha a mudança é um momento muito importan-
te e não deve acontecer de qualquer forma.
Se já tomou sua decisão, pronto. Já está feito! E também já foi olhado para
dentro. Sabe-se o que tem dado certo e o que não funciona mais. Agora, é
hora de agir. Neste exato momento é que muita gente empaca e não sai do
lugar. Talvez por crenças negativas, talvez por medo, talvez por auto boicote.
Dar o passo em direção à mudança pode ser muito desafiador para mui-
ta gente, sobretudo, para quem tem uma personalidade mais conservado-
ra, sofre com a rejeição, é inseguro ou tem muito medo do desconhecido.
Se a pessoa se encontra neste último grupo, o ideal é identificar isso e
buscar ajuda com psicólogos ou terapeutas, senão, é bem provável que não
saia do lugar. Uma vez trazendo as crenças e os traumas do subconsciente

270
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
para a consciência, tome a decisão e se discipline. Só assim, será possível, de
fato, mudar. Caso contrário, é só perda de energia e pouco resultado efetivo.
Agora, vamos lá, a preparação surge logo depois de considerar o co-
nhecimento e ter decisão de mudança, é o momento de se preparar e
bolar um plano de atuação.
A ação (atitude), é crucial para a mudança de comportamento, por-
tanto, é necessário que tudo saia do campo dos sonhos e surja na reali-
dade. Na maioria das vezes, a ação é o procedimento mais dificultoso da
mudança comportamental.
A partir de então, é só agir. Ir com coragem e peito aberto rumo à nova
vida. Não há motivos para deixar para depois, já que procrastinação é mais
um sintoma do medo e do auto boicote. Se decidiu que quer um novo empre-
go, comece a tomar as atitudes hoje mesmo! Quer comprar uma casa no ano
que vem? Quer emagrecer? Isso já está decidido? Comece agora mesmo a to-
mar as atitudes que fazem parte desta decisão. Não espere pelo tal momento
certo. O momento certo é agora, afinal o agora é tudo de mais certo que temos.
Então, comece neste exato instante, por exemplo: cortando aquele cafezi-
nho caro da padaria da esquina, para economizar alguns reais, que no fim do
mês somarão na conta das economias, para a compra da casa no ano que vem.
Decidiu que quer emagrecer? Comece agora mesmo a caminhar no
sentido da mudança. Não dê desculpas, como “ah, mas não tenho tempo
para ir a uma academia” e ainda “não dá para começar a dieta, porque
ainda não fui à nutricionista”. Tudo isso é desculpa que a sua mente está
craque em dar, para impedir a realização dos seus sonhos.
Comece agora mesmo eliminando a sobremesa, troque o refrigerante por
um suco natural, tome água quando sentir fome e não for o horário de se
alimentar, pois muitas vezes não é fome e sim apenas o desejo de comer algo.
Não tem como pagar a academia? Tudo bem! Faça uma caminhada,
estacione o carro a alguns quarteirões antes do local, suba e desça pelas
escadas e pronto, já se mexeu.
À medida que vamos caminhando em direção da mudança, nos senti-
mos com mais força de vontade para continuar. Sair da inércia é difícil e
requer uma grande concentração de energia, mas funciona muito bem.
A mente entende que é para frente que se anda e começa a nos esti-
mular neste sentido. Por isso, arregace as mangas e mude sua vida agora
mesmo. Está com você e só você pode!
Mudar é necessário, mas nem sempre é fácil. Quando a transformação
exige uma mudança drástica no comportamento, o processo exige um
planejamento e execuções. Seja acordar mais cedo, ter disciplina ou con-

271
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
trolar melhor as emoções, toda mudança comportamental tem como base
a eliminação dos velhos costumes.
É bem comum a negação no período inicial, pois o indivíduo não reco-
nhece a necessidade de mudança, e que o processo se faz necessário. Tal
situação pode acontecer por diversos motivos, entre eles:

● Falta de autoconhecimento;
● Acomodação;
● Medo;
● Vergonha.

Por que é tão difícil realizar essa mudança que você quer? Muitas vezes,
você fica paralisado pelo medo, medo do desconhecido, medo de escolher,
medo do que pode acontecer se tomar a decisão errada... Enfim, busque ajuda
se não consegue sozinho(a), buscar ajuda é uma mudança de comportamento.

Como mudar seu comportamento (dicas valiosas)


Qual área de sua vida precisa melhorar? Defina com palavras seu obje-
tivo. Palavra cria pensamento, pensamento cria sentimento, sentimento
cria comportamento, comportamento define resultado.

Insista
Só porque você não obteve resultados da primeira vez não significa
que nunca conseguirá, mas isso pode significar que você ainda não do-
mina o novo comportamento, e vamos lá, quem pode ter certeza que
realizará tudo com perfeição logo da primeira vez?

Repita
Cada vez que você repete um novo comportamento seu cérebro pode con-
solidar as conexões deste aprendizado. Por exemplo, você quer ser mais soci-
ável e para isso está treinando iniciar conversas com pessoas que ainda não
conhece. Cada vez que você repete este comportamento seu cérebro vai lhe
passar a informação de que esta é uma atitude comum em seu repertório e
vai enfraquecendo a informação de que você é desajeitado para estas coisas.

272
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Aprenda com os erros
Utilize seus erros para os futuros acertos, verificando quais mudan-
ças serão necessárias da próxima vez.

Pratique um ensaio mental


Muitas vezes não arriscamos um novo comportamento, como, por
exemplo enfrentar o chefe linha dura, por não saber como nos sentire-
mos e o que poderemos fazer caso a coisa se esquente. Para se sentir mais
seguro pode ser útil fechar os olhos e ver-se na situação.

Treine a respiração diafragmática


Algumas vezes deixamos de fazer algo simplesmente porque a ansie-
dade nos tira o fôlego para prosseguir. Para isso pode ser útil praticar
todos os dias, 3 vezes por dia, uma respiração profunda onde o ar infla
sua barriga quando inspirado e murcha a barriga quando expirado.

Entenda porque você não consegue mudar


É possível que você tenha passado por situações fortes em sua vida. Es-
tas situações podem ter registros que influenciam seu comportamento atual,
mesmo que você não perceba, nesse caso precisa de ajuda de um profissional.

Mantendo as mudanças
A manutenção garante a criação dos novos hábitos, uma vez que a mudança
de comportamento esteja concluída, é preciso ter atenção e não se descuidar.
Por exemplo, uma pessoa que inicia uma reeducação alimentar, se as
escapadas do que é saudável ao que ela necessita sejam frequentes, é uma
questão de tempo até que todos os efeitos sejam revertidos. Então, é pre-
ciso manter a consistência para que o hábito passe por uma manutenção
constante e assim haja o registro mental dos novos hábitos.
A modificação dos hábitos alimentares requer uma atenção especial
do profissional da área, pois envolve vários aspectos, entre eles, aspectos
psicológicos, sociais, culturais e comportamentais.
A intervenção nutricional nem sempre é bem-sucedida, devido a não
compreensão por parte do profissional da relação entre o comportamen-
to alimentar e os aspectos psicológicos que envolvem o padrão alimentar.
Neste contexto, quero assim justificar a importância da utilização da

273
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
terapia cognitiva comportamental como coadjuvante no tratamento, bus-
cando a mudança do comportamento alimentar.
Outros exemplos a seguir:
Até mesmo uma mãe, que tem como “missão” educar e formar outro
ser humano, se depara com momentos onde percebe que aquilo que ela
quer mudar, por mais que a desagrade, pode se tratar de algo que não seja
tão prejudicial e nem que deva ser mudado.
Para mudar de atitude no ambiente de trabalho é muito importante
desenvolver a habilidade de negociação, investir na comunicação, ter pro
atividade e simpatia.
O mercado de trabalho está em constante movimento e, por esse moti-
vo, é importante que os profissionais estejam sempre reciclando e desen-
volvendo suas habilidades técnicas e intelectuais de modo a aprimorar
sua produtividade.
Porém, existem indivíduos que estão extremamente bem preparados
para exercer suas funções e, mesmo assim, não conseguem atingir o su-
cesso profissional. Isso geralmente acontece com pessoas que têm dificul-
dade para fazer uma boa gestão de suas próprias emoções.

Dicas para mudar sua atitude no ambiente de trabalho


Desenvolva sua habilidade de negociação
A flexibilidade é uma característica fundamental para pessoas bem-sucedidas.

Esteja atento à comunicação não-verbal


Ter cuidado com a expressão corporal, utilizar um tom de voz adequado.

Tenha pro atividade


Ofereça ajuda quando perceber que um colega está com dificuldades para
realizar determinada tarefa, adote uma postura positiva frente aos desafios.

Tenha simpatia
Reconheça as qualidades e acertos dos colegas, seja educado e lembre-
se de falar “obrigada”.

274
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Invista na comunicação
Comunique-se de maneira correta, olhando nos olhos, demonstrando
atenção e estabelecendo um diálogo horizontal com as pessoas.
A mudança comportamental é necessária em todas as áreas, tanto na
vida pessoal como profissional.
Caso não consiga, peça ajuda. Eu mesma, estou disponível para o que preci-
sar. Entre em contato comigo e transforme sua vida em algo que sempre quis.

“Sabendo aonde quer chegar


pode encurtar o caminho”

275
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Dirce Frantz, administradora, atua na área financeira e é coach
com ênfase no Emagrecimento Definitivo. Formada pelo Instituto Ed-
son Burger, está desenvolvendo seu propósito de vida e ajudando as
pessoas a descobrir o seu propósito.

dircefran@hotmail.com

276
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Autodesenvolvimento
Vivemos em uma era onde a informação está disponível de diversas for-
mas a praticamente todas as pessoas. O conteúdo é tão diverso que acaba
confundindo quem se aventura a procurar um assunto, independentemente
da matéria que está procurando. É comum, perder horas na busca e leitura
de assuntos por vezes relevantes, porém, sem usabilidade no seu dia a dia.
Os livros tradicionais (impressos) são fontes de informação valiosa.
Foram anos e anos de estudos, experiências pessoais dos autores, que são
disponibilizados aos leitores de forma a mudar a vida de quem os lê com
interesse e vontade de se transformar.
Há quem diga que “o cérebro de quem lê um livro, nunca mais volta ao
seu tamanho original” ou ainda “você nunca mais será o mesmo após a
leitura de um bom livro”. Verdades inquestionáveis!
Alguns, consideram os livros impressos obsoletos, outros, indispen-
sáveis, uma vez que, apesar de estarem disponíveis em meios digitais
como, por exemplo, PDFs, áudio livros ou ainda ebooks; o simples fato de
ter que acessá-los por meio do celular ou computador, concorre com um
mundo de informações, banners, chamadas comerciais e demais aplicati-
vos que dispersam a atenção do “leitor em potencial”.
A soma disso tudo, faz com que ele acabe dando apenas uma olhadi-
nha nas notícias, para ficar por dentro das novidades e lá se vão minutos
preciosos, por vezes, horas importantes de estudo desperdiçados com in-
formações irrelevantes ao aprendizado e ao desenvolvimento da mente.
Sim, sei que é difícil, também já entrei nessa onda de só dar uma “es-
piadinha”. Mas vamos fazer um acordo? Enquanto ler esse livro, ou me-
lhor, o tempo que você disponibilizar para a leitura, não pegue o celular!
Deixe-o longe. Silencie as mensagens. Vamos ter uma conversa agra-
dável, apenas eu e você. Tudo bem?
Seguimos com o que interessa: o seu desenvolvimento pessoal!
Praticamente todas as pessoas querem ser bem-sucedidas na vida.
Como bem relata Earl Nightingale, ao perguntar a jovens de 25 anos o
que eles esperam de suas vidas, responderam que querem ser bem-suce-
didos. E quem não quer, não é mesmo?
Ao analisar a vida desses mesmos jovens daqui a 50 anos, vamos constatar
que apenas 5% conquistarão sua independência financeira. Um número ínfimo.
Para se obter a tão almejada independência financeira, quero dizer,
ser independente, sem precisar de aposentadoria ou pensões do Estado, é

277
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
imprescindível o desenvolvimento da nossa mente.
Quando menciono a palavra mente, não me refiro ao nosso cérebro,
e sim a algo que não é visto, algo bem maior. Poderia me atrever a dizer
que é quase um ser sobrenatural que governa a nossa vida. A expressão
do que realmente somos é possibilitada a partir dela.
Cada um é responsável pelo que cativa. O agricultor pode escolher
qual semente plantar, a terra não escolhe, não julga, não se importa se é
milho ou veneno que foi plantado, simplesmente faz crescer e florescer, e
ao agricultor, cabe apenas colher o que plantou.
Assim é nossa mente, ela não escolhe com que você a alimenta, com
que você vibra e o que te deixa feliz, ela apenas recebe, faz florescer e de-
volve com a mesma intensidade. Se você insistentemente tem pensamen-
tos negativos, sua mente vai trazer para sua vida mais coisas negativas.
É a lei do universo. E uma lei funciona, mesmo que você não acredite nela.
Simplesmente acontece. Você atrai o que vibra. Você atrai o que manifesta.
Veja como uma lei funciona: a Lei da Gravidade, você acreditando ou
não, o objeto ao ser solto da sua mão, é atraído pelo chão (pelo núcleo
do planeta Terra). Simples assim.

Por onde começo a desenvolver minha mente?


Você está no caminho certo, pois, se está lendo esse livro, está em
busca de conhecimento. Ler livros, ouvir áudios, fazer cursos e princi-
palmente, colocar em prática o que for aprendendo, é a chave para ter
uma vida melhor. De pouco vale o conhecimento e as novas ideias que
surgem, se você não as colocar em prática.
Não é preciso ser um gênio para perceber que a quantidade de infor-
mações que nos assola é maior que foi em qualquer outro momento da
história. Lá em 2009, cientistas afirmaram que o cérebro humano recebe
em média, 34 gigabytes de dados diariamente, imagine agora?
Não basta procurar conhecimento. Se você se informa, busca por
informações e não se acomoda, isso é ótimo. Mas, mais do que isso, é
preciso transformar informações em conhecimento.
Antes de mais nada, devemos separar o joio do trigo. Comece fazendo
uma seleção. Filtre o que interessa em meio a tantas possibilidades. De-
pois, tente desenvolver sua capacidade de retenção de informações úteis.
De nada adianta tentar captar e guardar o que não serve para nada.
Busque ser humilde e não ter vergonha de perguntar. Tenha uma abor-
dagem modesta diante das coisas, questione sempre que possível. Você

278
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
vai se surpreender com tantas formas de aprender que existem no mundo.
Aprenda a dizer, “não entendi” ou ainda “por favor, poderia repetir
de forma diferente para que eu tente compreender?”. E se mesmo assim,
não for suficiente, afirme “muito obrigada, vou buscar mais informa-
ções, quero entender e vou correr atrás”.
Somado a isso, entenda que nossa mente é formada pelo consciente e o
subconsciente. Agora, vamos falar um pouco mais sobre isso.

O Subconsciente
É o que manda, e faz você acreditar que a decisão foi consciente, acertada,
sem dúvida alguma. Quando nascemos, é como se nosso HD estivesse ze-
rado, uma página em branco mesmo, que será preenchida ao longo da vida.
São anos e anos de experiências que vão se armazenando no subcons-
ciente. Repetições vividas no grupo familiar, na escola, experiências pas-
sadas de geração em geração, das mais variadas possíveis.
Isso, nós chamamos de crenças ou paradigmas. É no que você acredi-
ta inconscientemente. Você pode participar de um curso, treinamento
ou seminário e afirmar que vai mudar (vai emagrecer ou acordar uma
hora mais cedo para ler). Mas se essa ação não estiver congruente com o
que você acredita (suas crenças limitantes), pode estar certo de que al-
guma coisa vai acontecer para que você justifique (a você mesmo), que
não conseguiu acordar, pois, foi dormir muito tarde, que ficou doente,
que teve que ajudar o filho ou seus pais. Enfim, são justificativas “per-
tinentes” que o subconsciente cria para que você continue onde está.
O subconsciente não quer que você mude. Sempre foi assim, pra que
mudar? Você está vivo, permaneça onde está!
Provavelmente você já escutou isso de alguém e até mesmo falou:

• Eu não sou bom o suficiente;


• Eu não sou inteligente;
• Para ser rico, precisa trabalhar muito;
• O dinheiro é sujo.

Esses são exemplos de crenças limitantes. Identificar essas crenças (há-


bitos instalados no automático), é o primeiro passo para a transformação.
Estabelecemos metas de onde queremos chegar. E logo em seguida é
normal o sentimento da perda do que temos de abrir mão (do velho hábi-
to) aí avançamos ou desistimos.

279
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Quando você decide avançar e mudar, as crenças novas começam a criar
força e você descobre que consegue. O trabalho ainda não acaba por aí, pre-
cisamos fortalecer as crenças, e continuar a mudança de comportamento.
Repetir o padrão para gerar novos hábitos, até que se tornem automáticos.
Nem todo mundo quer fazer o que é necessário para se desenvolver.
Vai dar trabalho, não tem jeito. Você vai precisar abrir mão de algumas
coisas de que está acostumado... Mas, com certeza, vai valer a pena!
Como bem relata Bob Proctor, nossa mente consciente está conectada
com o mundo exterior através dos cinco sentidos (com o que comemos,
sentimos, ouvimos, vemos e cheiramos). Temos todo tipo de informação
entrando em nossa mente consciente. Alguns acreditam tratar-se de pensa-
mentos, mas é apenas atividade mental, isso definitivamente não é pensar!
Sua mente consciente tem habilidade de aceitar ou rejeitar essas infor-
mações. Já o subconsciente não sabe diferenciar o que é real do imaginário.
Criamos uma cena em nosso consciente, a imprimimos em nosso sub-
consciente e esse por sua vez, faz o corpo agir em direção a realização.
O subconsciente, também é conhecido como mente emocional. Para o
pensamento chegar ao subconsciente, devemos colocar sentimento, que
nada mais é, que o nível consciente de vibração.
Não perguntamos as pessoas como está a sua vibração, perguntamos como
ela está e ela responde que não está se sentindo bem, ou que está se sentindo
muito bem. Ela não diz que está com a energia baixa ou que está muito ener-
gizada... Está tudo interligado com ao nível de energia, ou nível de vibração.
Quando as pessoas são tratadas por alguma enfermidade física, estão
tratando o sintoma. A causa está em sua mente. Existem muitos relatos
de cura com “placebo” (pílula de farinha sem princípio ativo).
Como isso acontece? É a força do pensamento. As pessoas acreditam
piamente que ficarão boas com aquele remédio que, na verdade não cura
coisa alguma. Com esse nível de energia (vibração), elas acabam curan-
do-se, a partir da força de seu desejo.

A formação de Paradigmas e crenças


O meio ambiente é mais importante que a hereditariedade. Por que
você gosta da comida que gosta? Fala a língua que fala?
Através da repetição, fomos programados, dia após dia. Se as pessoas
em sua volta falam da falta de dinheiro, quando você começar a pensar
por si próprio, vai pensar do jeito que foi criado. Que o dinheiro é escasso.
Paradigma é um conjunto de hábitos. Você pode ler livros de autoa-

280
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
juda, acreditar que pode mudar, mas o seu paradigma vai parar você. O
paradigma controla seus resultados. Como ele foi formado, através da
repetição. Ele dita sua lógica, sua eficiência e a quantidade de dinheiro
que você recebe. Quando seu paradigma muda, sua vida muda.
Para mudar os paradigmas. Precisamos reescrever o programa, mu-
dar nosso mindset. É necessário buscar ajuda de profissionais na área de
desenvolvimento humano para identificar seus paradigmas e auxiliar a
troca das crenças limitantes para crenças positivas.

Mudança da significância dos fatos

Não há nada bom ou mau, mas o pensamento o faz assim


-William Shakespeare

Quando algo ocorre, não perdemos tempo e vamos logo julgando.


Acreditando que se trata de algo ruim. Tem aquela máxima que diz que
“há males que vem para o bem”.
Anthony Robbins, em sua obra Poder sem Limites, revela o poder da
nossa mente. Relata numerosos estudos em que uma pessoa em transe
hipnótico era tocada com um pedaço de gelo, o que para ela represen-
tava um pedaço de metal quente.
Todas às vezes que foi tocada com o gelo, no local do contato, apareceu
uma bolha. O que contava não era a realidade, mas a crença, ou seja, a
comunicação direta, não questionada pelo sistema nervoso. O cérebro
simplesmente faz o que é mandado.
Assim, podemos rir ou chorar, sentir frio ao ponto de tremer ou calor
de suar, se realmente acreditarmos nisso. Coisas simples, como assistir
ao noticiário pela manhã e ficar triste, permanecendo o dia inteiro com
essa energia ruim.
Não assisto mais a noticiários da TV. Confesso que não faz falta saber
a desgraça que aconteceu no dia. No início achei que iria ficar “alienada”,
mas os colegas, amigos, e a internet fazem com que as notícias relevantes
cheguem até você sem necessidade de procurá-las. Você deveria experi-
mentar. Mas não se isolar.

Toda ação é antecedida por um pensamento.


Ralph Waldo Emerson

281
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
O poder da sua mente. Você pensa e algo acontece. Você tem o poder
de escolher no que pensar. No que vai colocar em seu consciente e esse,
por sua vez, vai enviar para o subconsciente. Para chegar mais facilmente
ao subconsciente coloque emoção no que está pensando e sentindo.
Se for atirar um alfinete, dificilmente ele ficará cravado, mas coloque-o
numa lança, e perceba a diferença no resultado final. O sentimento fixado
em seu pensamento é como o alfinete fixado em uma lança.
Depende de você colocar sentimento bom nos acontecimentos. Buscar
constantemente pensar em coisas positivas. Como diz nosso mestre Ed-
son Burger: “foco no positivo”!
Não podemos esperar que as coisas aconteçam, apenas porque quere-
mos que elas aconteçam. Temos trabalho a fazer, buscar soluções e en-
contrá-la para colocar todos os nossos desejos e sonhos em prática. Não
importa a situação, de perda, de tristeza, conflitos menos ou mais impor-
tantes, tudo tem solução. Não é milagre, é força!

O que você realmente quer?


A maioria das pessoas não sabe o que querem. Estão sobrevivendo,
sem perspectivas, sem sonhos, sem objetivos definidos. Tudo começa no
planejamento de onde se quer chegar. Saber o que quer. As pessoas desis-
tem muito rápido de seus objetivos. Tentam algumas vezes e acreditam
que não são capazes ou merecedores. Dessa maneira, param de sonhar.
Deepak Chopra, nas Sete Leis Espirituais do Sucesso, aborda na quin-
ta lei da força do nosso pensamento na realização dos nossos desejos.
Chamada de A Lei da Intenção e Desejo, Chopra descreve que temos o
poder de manipular o estado de energia. Podemos transformá-lo. Para
isso, faz-se necessário aquietar-se e sentir a paz. Confiar na manifestação
do poder criador do universo. Que é o seu poder interior.
Chopra sugere ainda que façamos uma lista com nossos desejos, com uma
intenção criadora, lendo a relação antes de dormir e ao acordar. Sem despren-
dimento de expectativas. Vibrando, confiando e deixando o universo agir.
Nunca duvide do que você é capaz e de toda sua força para conquistar
o que deseja. O plano cósmico age de forma harmoniosa e com a sabedo-
ria infinita de Deus. Tudo tem seu momento certo.
Acredite, você pode, você consegue e você merece!

282
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Nosso trabalho é ajudar você nessa caminhada rumo a melhor versão de si
mesmo! Decida mudar! Decida vencer! Você nasceu com um propósito. Tome
também a decisão de matar a outra possibilidade, ela não agrega e só limita.
Se questione, qual a finalidade da sua vida? Qual o talento que você
tem e está encoberto? Deixe tudo florescer e desabroche.

Vamos juntos nessa jornada


vitoriosa! Conte comigo.

283
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Eliana Assis, Life coach e empresária; mineira de 47 anos, ca-
sada com três filhos.

@elianaassis_coach

284
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Mindset, o Começo
N osso mindset é moldado desde a infância pelos exemplos a nossa volta
e continua a ser influenciado pelas experiências no decorrer da vida.
A partir do momento em que tomamos consciência das causas
e dos seus efeitos podemos, por exemplo, repensar a educação das crian-
ças e a forma de repreendê-las. Cuidando em corrigir o comportamento,
mas preservando a identidade. Não é uma tarefa fácil, visto que nossa
tendência é rotularmos em inteligentes ou não, boas ou más, certas ou
erradas. Agimos dessa forma acreditando impulsionar o desenvolvimen-
to, mas o resultado é o inverso. Criamos crenças limitantes e um mindset
fixo com a ideia de sermos imutáveis e de que o talento é nato.
Também fomos tolhidos em nossas ações, como forma de controle e
de “proteção” dos nossos cuidadores e nocauteados com sonoros “nãos”.
“Não faça isso”, “não faça aquilo”, “cuidado”, “sossega”, “fica quieto”, e
assim crescemos com mais crenças limitantes, como se a energia, o mo-
vimento e a ação fossem algo ruim.
Repare como as crianças agem, criam e improvisam em suas brin-
cadeiras de maneira formidável. Elas usam mais a imaginação porque
estão desprovidas de preconceitos e são mais livres. Mas quando nos
tornamos adultos tendemos a desistir muito fácil e focamos em jogar
a responsabilidade para o outro e nos aliviar do peso do desânimo ou
do fracasso. Os adultos se sentem mais comprometidos com a realida-
de, quase como uma obrigação de ter o “pé no chão”.

A consequência do Pensamento
Uma pessoa negativa é capaz de contaminar um ambiente, influencian-
do outras que por sua vez atrairão outras que enxergarão as situações exis-
tentes sempre como ruins. Pensamentos negativos são como uma fumaça:
intoxica, espalha com imensa rapidez e cega qualquer pessoa.
Mas o contrário também ocorre de forma poderosa. Um sentimento po-
sitivo é capaz de contagiar com intensidade: clareando e abrindo espaço
para a sincronicidade, empatia, oportunidades e resultados.
Podemos perceber isso quando alguém nos elogia “Como você é bonita!
Você é tão capaz! Como canta bem!” e instantaneamente pensamos “Diz
isso porque quer ser gentil” “Que exagero!” “Será que é verdade?”.
Ou quando alguém nos diz “Pode desistir, isso não é para você” “Você
não irá conseguir” “Isso está horrível” e instantaneamente pensamos

285
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
“Por que eu achei que conseguiria?” “Que triste, sou péssima!”.
Perceba que, opiniões negativas sobre nós tendem a parecer verda-
deiras de imediato e de maneira muito intensa. Poderá resultar numa
forte crença limitante.
Já nas opiniões positivas num primeiro momento ficamos lisonjeados,
mas se dissipam facilmente, não parecem verdades, tendemos a contestar.
Seu efeito de qualquer forma será sempre positivo e poderá servir como
estímulo. E em ambos as opiniões pode haver verdade ou não. A diferen-
ça é como você recebe a opinião do outro. Qual o tamanho da importân-
cia? Quando não está confiante, qual o poder que está dando ao outro?
Um mindset fixo acredita e se prende ao comentário negativo. E
ainda pode guardar ressentimentos por ter se sentido diminuído, vis-
to que o ego também foi atingido.
Já com o mindset de crescimento, o comentário não tem o mesmo
peso. O que mais conta é a avaliação entre o empenho utilizado e o resul-
tado atingido. Além do desafio de recomeçar, muitas vezes até do zero.
De acordo com nosso mindset seremos capazes de interferir positiva-
mente ou não no desenvolvimento de toda uma equipe. Quando estamos
bem conosco, queremos que o outro também esteja e conseguimos não só
olhar, mas enxergá-lo em suas necessidades. Eu posso incentivá-lo a fazer o
seu melhor. Mas quando nos sentimos negativos, nossa mente adoece, fica-
mos desencorajados e tendemos a recuar e a arriscar menos. O pior de tudo
é que nos tornamos os maiores acusadores dos erros e defeitos dos outros.
Precisamos ficar atentos aos nossos relacionamentos e até ao que assistimos
e lemos que podem nos tornar mais medrosos, ansiosos e angustiados sem
percebermos. Adotar novas maneiras de agir e pensar é necessário e pode-
roso. É essencial treinar novos hábitos para desenvolver o mindset de cresci-
mento. Se fizermos tudo da mesma forma o resultado será sempre o mesmo.

Idéias fixas
Enquanto estava presa ao mindset fixo, a cada situação em que me
frustrei com o resultado eu perdia a coragem de tentar outra vez. Mes-
mo que fosse algo novo eu acreditava que o resultado seria sempre o
mesmo e era devorada pelo sentimento negativo e cruel do erro. As
pessoas também tendem a colocar medo em nossos sonhos e me lembro
de ser advertida, mais ou menos assim: “depois não vá dizer que não
te avisei!” Era horrível, soava como uma sentença de fracasso. E eu me
bloqueava diante dessa ideia ao invés de me sentir desafiada.

286
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Já tive vontade de ser um monte de coisas. Mas fui crescendo e es-
perando que o meu sonho caísse no meu colo na hora certa e de forma
especial. Mas, lógico que não foi assim, então passei a achar que acon-
tecia só com os outros. E de certa maneira, comecei a cultivar a crença
de ser “menos merecedora”. Oras, para mim, se não aconteceu, então
era porque eu não merecia. Fui sempre uma boa aluna, mas só. Não
conseguia planejar, focar e alcançar um objetivo. Nem sabia quem
eu era, ou queria ser nesse mundo. E só muito depois percebi que na
verdade eu ficava à espera do mundo me dar essa resposta. Pois o que
o meu mindset fixo insistia era na crença que talento é nato.
Até então eu tinha uma característica de “aceitar as coisas como são”,
permanecendo na minha “zona de conforto”. Tinha uma falsa ideia de
que essa “aceitação” fosse uma qualidade. O meu medo alimentava o
meu mindset fixo, e vice versa.
Acreditei no que falavam opiniões de pessoas que diziam que “tudo é di-
fícil, que só para alguns dá certo”. Acredito que comecei a me espelhar no
fracasso dos outros para não tentar. E hoje, vejo que todas as vezes que pre-
feri não arriscar eu me “protegia” de um sofrimento. Preferia não arriscar
para não sofrer. E sofria por não ter arriscado. Esse comportamento estava
treinando minha mente para permanecer sempre no mesmo estado. Entenda
que acreditar que irá conseguir não traz 100% de certeza de dar certo, mas
pensar que não irá conseguir traz quase 100% de certeza de não dar mesmo.

Dificuldade para mudar


A minha vida não era nem um pouco ruim, pelo contrário. Mas, não
sentia como se eu a tivesse construído. Fui levando a vida conforme a
vida me levava. Exercendo o papel de mãe, esposa e sócia na empresa
com meu marido. Mas precisava de algo a mais. E de certa forma a
energia dos meus filhos me contagiava e me inspirava a querer mais.
Porém, não tinha ideia de como fazer e nem sabia onde queria chegar.
Meu esposo é um grande companheiro na minha vida. Apesar de ser-
mos extremamente diferentes em quase todos os aspectos ele possui inú-
meras qualidades. Mas não estão entre elas o elogio profissional nem a
tendência para incentivar meus projetos. E assim, eles ficavam apenas
no campo das ideias. Durante um tempo fiquei brava e até desanimada,
estava sem energia para insistir, visto que, eu necessitava do aval dele
para prosseguir e para me dizer que tudo ia dar certo. Me sentia cada vez
mais apenas uma sombra. A responsabilidade era só minha e eu preci-

287
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
sava parar de encontrar desculpas e culpados. Mas sinceramente não via
em mim recursos para seguir sozinha. Eu só via que faltava segurança,
coragem, confiança e um objetivo real, mensurável.
Quanto ao mindset de crescimento, não importam as adversidades
quantas vezes falhamos. Focamos apenas em melhorar o desempenho e
os recursos necessários para atingir o objetivo.
No relacionamento familiar meu mindset muitas vezes me surpreendia.
Conseguia ver além das incapacidades e focar no resultado que desejava.
Mas eu travava quando se tratava de arriscar na área de realização pessoal.
O meu”Eu”, ficava em segundo plano e meu mindset fixo me aprisionava.
Passei quase a vida inteira atrás de dietas milagrosas e por muito tem-
po vivi o famoso efeito sanfona. A minha auto cobrança era grande e a
sensação de incapacidade crescia. A cada nova dieta eu emagrecia e me
sentia vitoriosa, mas ao alcançar a meta traçada retomava o caminho dos
quilos extras. E todas essas dietas, se tornaram dolorosas e punitivas.
Oras, para quem sofre com o peso, não importam quantos quilos queira
ou precise eliminar: a situação é a mesma para todos. Traçamos a meta,
mas não alcançamos o resultado de forma definitiva, porque o nosso cor-
po e a nossa mente conspira contra enquanto não aprendemos a assumir
o controle. Passamos a imagem de pessoas indisciplinadas com falta de
vontade e persistência. A culpa cresce e a certeza do fracasso aumenta.
Escutava uma voz interior que ganhava sempre de mim. Sabia que a mi-
nha mente estava no comando de uma forma negativa e não a controla-
va. Conheci gente com os mesmos sintomas, sofrimentos e reclamações.
Pessoas como eu, cansadas de ouvir dos outros que “basta fechar a boca”
ou ainda que “a matemática é simples: exercitar mais e comer menos”. E
estavam certas, não há como negar. Mas como fazer isso? A nossa men-
te parece ser diferente das pessoas que tem o “chip de magro”. Não so-
mos iguais e, definitivamente, não me sentia igual. Sofria com o ponteiro
da balança que parecia mais um elevador cheio e sempre descendo ou
subindo. Eu era prisioneira ora das dietas, ora da comida. Elas me di-
ziam quem eu era: uma pessoa sem persistência e sem força de vontade.

Há sempre tempo para mudar


Na busca de novas dietas milagrosas e de uma solução para o ema-
grecimento, solução essa que sempre busquei fora, o desejo era tão
forte que acabei atraindo para mim a oportunidade de conhecer o
Método da Fórmula do Emagrecimento Definitivo através de uma co-

288
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
ach. Nesse processo descobri que a solução estava o tempo todo muito
perto de mim, mais precisamente dentro do meu cérebro.
Com o conjunto de ferramentas, entre elas a reprogramação mental
através da PNL, o foco no positivo, ouvindo sobre o mindset de crescimen-
to, trabalhando as minhas crenças limitantes, o aprendizado de como mu-
dar a minha forma de pensar e até de desejar, minha relação com o peso, a
balança, o alimento e todas as áreas da minha vida foram se transforman-
do de maneira extraordinária. Representou uma libertação. Por que se
posso resumir em uma palavra é: Liberdade. Com a Reprogramação da
mente para uma consciência alimentar que vai além do peso, atinge um
nível muito mais complexo, capaz de transformar vários aspectos da vida.

Reprogramando
A minha relação com o alimento mudou. Por incrível que pareça, ago-
ra estou desfrutando do não engordar, que está sendo mais prazeroso em
mim, que o próprio emagrecer representou a vida toda.
É fato que todos nós temos os dois tipos de mindset. Comecei a pres-
tar atenção em qual mindset ainda predominava os meus pensamentos e
comportamento. Fui aprendendo a trocar o pensamento negativo por um
foco no positivo. Um chip de programação de gordo por um de magro.
Não é de uma hora para outra e não se trata de ser otimista. Manter o foco
no positivo vai além. É você acreditar muito que irá dar certo e, se não
der, fará diferente. É focar na solução e não no problema ou no culpado.
Meu maior treino é não desesperar diante de uma crítica ou desapro-
vação e continuar acreditando no meu potencial. Aceitar e acreditar que
sou amada por Deus. E a perceber que Deus nos deu exemplo de muita
positividade e de mindset de crescimento. Alguém já imaginou Deus
sendo desanimado, pessimista e derrotado? Ele sonhou, acreditou, criou
o mundo, e não desistiu no meio do caminho. Nunca seremos capazes
de aceitar ou enxergar as maravilhas que Ele nos quer proporcionar se
permanecermos negativos. Esse estado negativo nos escurece, nos afas-
ta do que é bom, do que é belo, do que é perfeito, nos afasta de Deus. E
Ele mesmo nos lembra de que fomos feitos à Sua imagem e semelhan-
ça. E para aceitarmos o que a vida pode nos proporcionar de bom pre-
cisamos estar abertos, inclusive e especialmente para o amor de Deus.
Gostaria muito que todos passassem por essa transformação, enten-
dessem que não é mágica, é ciência.
Entendo hoje e vejo que o que nos faz avançar e sermos melhores que an-

289
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
tes não são as facilidades, nem o período de bonança em nossa vida, mas sim
as tempestades que na maioria das vezes faz com que tenhamos que sair do
lugar. Elas que nos calejam, que nos fazem sair da zona de conforto, que nos
trazem muito aprendizado, e a querer melhorar e é o que de fato nos fortalece.
Este, sem dúvida foi um marco em minha vida. Mas não parou: atraí outra
grande oportunidade, a de me inscrever para tentar uma vaga na seleção de
Formação de Coaching e Desenvolvimento Humano com aplicação da PNL,
uma forma possível para desencadear ainda mais mudanças em mim e no ou-
tro. Vi a oportunidade de um grande desafio, e eu queria muito experimentar.

Aceitando desafios
Eu passei na seleção para fazer o curso de formação em coaching. Simples-
mente “Uau!”. Naquele momento tudo fez sentido. Mergulhei naquela nova
experiência, fui com alguns receios, não me sentia totalmente segura e ainda
com algumas crenças limitantes. Mas, recorrendo ao que eu havia aprendido
de foco no positivo me inscrevi. Acreditei que ia passar e que daria conta.
Tentei não pensar no tempo que precisaria dispor para estudar, no medo
de que meu marido não gostasse da ideia, nas maneiras de conciliar minha
vida na empresa e em casa como mãe e esposa. E foi uma das melhores coi-
sas que fiz por mim nesses últimos anos. E a cada aula era uma oportunida-
de de novos aprendizados, de novas experiências e transformações. Diga-
mos que esse comportamento passa a ser viciante. Porque não me permito
mais recuar nas oportunidades que me aparecem, mesmo diante do medo.
E acredite, a felicidade e o sucesso são para cada um de nós, sim!
Atribuo essas oportunidades à minha mudança de mindset, pois antes
não conseguiria avançar. Eu deixaria o medo ser maior que a curiosidade e
a vontade de tentar. Fui mudando o rumo, retomando as rédeas e o controle
da minha história. E percebendo que havia investido muito tempo em agra-
dar os outros, na espera de elogios e aprovações que talvez nunca viessem.
A necessidade de lutar pelo meu espaço começou a fazer mais sentido.
O nosso pensamento interfere nos nossos sentimentos que, por sua
vez, influenciam nossa ação. Ou seja, bons pensamentos despertam
bons sentimentos como a confiança e a coragem, e estes impulsionam
a ação, gerando um resultado.
Por defesa somos capazes de passar uma vida nos preparando para o fra-
casso. Mas é muito melhor sonharmos acordado com direito a vislumbrar
com cores, sons e brilho o futuro que nós desejamos. E se não der certo, se
não acontecer, fizemos nosso melhor, vamos aprender. Porque lembre-se: Se

290
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
fizermos tudo sempre da mesma forma o resultado será sempre o mesmo.

Desenvolvimento do mindset
Passei a me permitir desejar mais coisas e sonhos que antes estavam ador-
mecidos. Adotei novas maneiras de agir e pensar. Não fiquei paralisada dian-
te de uma dificuldade ou problema. Sair do papel de vítima é fundamental.
É necessário compreender que o erro nos ensina muito mais que os acertos.
Um sonho bem idealizado, planejado e focado é possível de ser alcançado.
Pesquise os recursos necessários que precisará desenvolver, trace suas metas,
faça um planejamento e seja perseverante. Com força de vontade e muita luta,
você poderá chegar lá. O que nos impossibilita são os pensamentos negativos.
Lembro-me de um trecho da Bíblia em que Pedro pede a Jesus que o
deixe ir até Ele andando sobre as águas. Pedro acreditou e conseguiu
enquanto estava com os olhos fixos em Jesus, mas quando se distraiu,
olhou para o lado, se assustou com o mar e afundou. Assim também
acontece conosco. Se desviarmos o foco, caímos.
Com a tranquilidade de enxergar de que todas as dificuldades, bloqueios e
crenças que passei vejo que fazem parte da minha história e foram necessárias
para que eu me tornasse uma mulher mais forte. Pois há dois tipos de ignorância:
“a que sei que eu não sei” e a “que não sei, que eu não sei”Por isso foi fundamen-
tal para meu desenvolvimento me perdoar do tempo em que perdi em medos, em
que não fiz a coisa certa, em que não arrisquei e em que não me desejei o melhor.
Hoje, coaching é a minha grande paixão e minha realização pes-
soal. Assim quero continuar sendo agente transformador na vida de
muitas pessoas que sofrem, seja com a falta de controle na alimenta-
ção, seja com baixa autoestima ou seja por acharem que não conse-
guem emagrecer e até se rotulam como incompetentes, e entre outras
crenças que não são verdadeiras, entre outros.
Existem muitas mulheres com potencial que estão se escondendo de-
baixo de uma camada de gordura e frustração, mas que podem mudar, e
se descobrirem mulheres extraordinárias.
E aqui deixo minha experiência de que a transformação é sempre pos-
sível. Escute a sua inquietação gritando por mudança, levante e mova-se!

Eu estou apenas no começo da busca


pela melhor versão de mim mesma.
291
Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98
Copyright:© 2019, by EDITORA FOCO NO POSITOVO
Todos os direitos reservados.

Marcos Ferreira de Moraes - marccosferreira794@gmail.com - CPF: 077.600.468-98

Você também pode gostar