Você está na página 1de 1

Riscos Biológicos em Laboratórios

1. Conceito de Biossegurança
2. Legislação em Biossegurança
3. Classe de Risco em Biossegurança
4. Agentes etiológicos e suas classes de risco
5. Missão da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTNBIO
6. Certificado de Qualidade de Biossegurança – CQB
7. Doenças adquiridas em Laboratórios
8. Conceito de risco;
9. Conceito de risco biológico;

Conceitos de Biossegurança

Biossegurança é uma expressão resultante da junção de: bio + segurança, que se gundo o
Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Ed. Nova Fronteira, p.302 -303, 2000) Signifi ca: o conjunto
de estudos e procedimentos que visam evitar e/ou controlar os eventuais problemas suscitados por
pesquisas biológicas e/ou por suas aplicações.

No livro “Biossegurança - uma Abordagem Multidisciplinar” (1996), Teixeira e Valle definem


biossegurança como sendo: “O conjunto de ações voltadas para a prevenção, minimização ou
eliminação dos riscos inerentes às atividad es de pesquisa, produ ção, ensino, d esenvolvimento
tecnológico e prestação de serviços. Esses riscos podem comprometer a saúde humana, dos ani mais,
das plantas, do meio ambiente”. Níveis de Biossegurança – NB Legislação

No Brasil deve-se adotar a classificação estabelecida pela CTNBio.

 Classificação dos Níveis de Biossegurança - da lei 11.105, art 14 – XII, Ministério da Ciência e
Tecnologia - MCT, Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTN Bio.
Riscos Biológicos em Laboratórios Biomédicos

Os riscos biol ógicos enc ontrados em laboratórios biomédicos. Podem variar de acordo com o risco em
níveis que podem ser: Classe de Risco - 1 à Classe de Risco -4.

Classe de Risco - 1
Possui baix o risco individual e coletivo. Inclui microrganismos que nunca foram descritos como agentes
causais de doenças para o homem e que não constituem risco para o meio ambiente.

Classe de Risco - 2
Representa risco individual moderado e risco coletivo limitado. Inclui microrganismos que podem
provocar doenças no homem, com pouca probabilidade de alto risco para os profissionais do laboratório.

Classe de Risco – 3
Representa risco individual elevado e risco coletivo baixo. Compreende microrganismos que podem
causar enfermidades graves aos profissionais de laboratório. Exemplos: Mycobacterium tuberculosis .

Classe de Risco - 4
Classe de Risco A grupa os agentes que causam doenças graves para o homem e representam um sério
risco para os pro fissionais de laboratório e par a a coletividade. Possui agentes patogênicos alta mente
infecciosos, que se pro pagam facilmente, podendo causar a morte. Exemplo: vírus Ebola; Lassa;
Machup; Marburg.