Você está na página 1de 5

ROTEIRO PARA ENVIO DA ATIVIDADE FINAL DO LEARNING BY DOING

Orientações gerais

1. O aluno deverá, obrigatoriamente, seguir as orientações contidas neste roteiro


para elaborar a proposta da disciplina Learning by Doing. Para registrar as
informações sobre o projeto e enviar o material ao professor mediador, na fase do
“Processo de Criação”, o estudante deverá utilizar o arquivo em Word intitulado
“Formulário padrão para envio da atividade final do Learning by Doing”, disponível
em “Arquivos para produção da atividade”. O sistema permite o envio de apenas UM
arquivo, por isso, é necessário que você envie todas as informações de seu projeto
no referido arquivo.
2. Esta é uma atividade INDIVIDUAL, em caso de plágio, será zerada;
3. Procure argumentar de forma clara e objetiva. Ao utilizar quaisquer materiais de
pesquisa, referencie conforme as normas da ABNT;
4. Formatação exigida: Margens esquerda e superior de 3 cm e margens direita e
inferior de 2 cm, fonte Arial, tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,5 e
alinhamento justificado, recuo no início de cada parágrafo de 1,25 cm.
5. O arquivo deverá conter, obrigatoriamente, no mínimo 5 e no máximo 10 páginas.

Orientações para o desenvolvimento da escrita

1) Resumo: Em um parágrafo de no máximo 250 palavras, apresente a síntese


de sua proposta. Indique: a) o tema de seu trabalho; b) o problema analisado; c) o
objetivo de sua proposta; c) a estratégia e/ou ferramenta ágil utilizada para
solucionar o problema.

2) Contextualização da situação-problema: Neste item, apresente o contexto


que motivou você a estudar esse tema, isto é, o que despertou seu interesse por
esse assunto (sua atuação profissional, seus estudos na graduação, ideias que você
teve a partir dos estudos realizados durante a pós-graduação, etc.), por quais
motivos você decidiu se dedicar a esta problemática e propor uma solução para este
problema em específico. Além disso, exponha o público-alvo de sua proposta. Se o
projeto foi, de fato, implementado, indique onde isso aconteceu; se não foi, aponte
ambientes nos quais ele poderia ser aplicado.

3) Apresentação da proposta para solucionar o problema identificado:


Neste item, exponha qual a sua proposta para solucionar ou amenizar os efeitos do
problema apresentado e justifique a viabilidade desta, ou seja, argumente sobre os
motivos pelos quais você acredita que sua proposta é capaz de solucionar o
problema eleito para análise. Para isso, você pode recorrer a estudiosos, a teóricos
que discutem o assunto, bem como a pesquisas de mercado, e dados de pesquisa
porém, fundamente sua proposta de forma objetiva, breve, utilizando apenas os
principais conceitos apresentados por eles, evite utilizar termos técnicos, e incluir
muitas citações no texto. Se você estiver matriculado em curso de Pós-Graduação
da área de Educação e produzir algum material para solucionar o problema eleito
para análise, por exemplo, jogos, fantoches, ou atividades pedagógicas em geral,
apresente aqui fotografias, registros do processo de confecção do material e de
como ele ficou depois de pronto. Entretanto, se for pós-graduando de outras áreas e
elaborar um projeto que resulte em determinado produto ou prestação de serviço a
um público específico, apresente fotos desse produto e/ou da aplicação de sua
proposta.

Importante: os materiais produzidos devem ser de sua autoria, não serão aceitas
reproduções de materiais disponíveis na internet.

4) Análise dos resultados obtidos/previstos: Se você, de fato, aplicou o


projeto, após sua execução, reflita sobre os resultados obtidos e exponha, de forma
breve, quais são suas vantagens e oportunidades de melhoria. Se você não aplicou,
apresente os benefícios do projeto, bem como as possíveis limitações de sua
proposta.
5) Apresentação do template (framework) com a síntese de sua proposta.
Além de dominar habilidades de planejamento de um projeto, é preciso desenvolver
competências para expô-lo de forma prática e clara, de modo que os leitores tenham
condições não só de compreender a proposta, mas também sejam persuadidos a
respeito de sua viabilidade. Considerando esse contexto, é preciso que, depois de
planejar seu projeto, você selecione um template, dentre os disponíveis no arquivo
“Exemplos de Framework”, que consta em “Materiais da disciplina”, e use-o para
elaborar a síntese de sua proposta (há modelos prontos, disponíveis no arquivo
“Template para preenchimento do framework” em “Arquivos para Produção da
Atividade). Selecione somente um Template, transforme-o em imagem, ou seja,
depois de preencher com as informações de seu projeto, salve-o em formato JPG e
insira neste item. Justifique, também, por quais motivos você decidiu utilizá-lo.

6) Referências: Neste item, apresente, seguindo as normas da ABNT, as


referências das pesquisas citadas durante o desenvolvimento do trabalho.

1) ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE APRESENTAÇÃO DE CITAÇÕES


a) Citação direta: Transcrição na íntegra de texto de parte da obra do autor
consultado.
Apresentação: As citações longas (que ultrapassam três linhas) devem ser digitadas sem
aspas duplas, em tamanho 10, com recuo de 4 cm da margem esquerda, alinhamento
justificado, sem recursos tipográficos itálico ou negrito e com espaçamento entre linhas
simples (1 cm). As citações curtas (com até três linhas) devem estar inseridas
normalmente no texto, com uso de aspas duplas, sem recurso tipográfico itálico ou negrito
e sem alteração do tamanho da letra. Em ambos os casos, é imprescindível citar o autor,
ano e página de onde o texto foi retirado.

Exemplos:
- Segundo D’Ambrosio (2004, p. 13), no que se refere à pesquisa qualitativa, “a sua
metodologia por excelência repousa sobre a interpretação e várias técnicas de análise de
discurso”.
- No que se refere à pesquisa qualitativa, “a sua metodologia por excelência repousa
sobre a interpretação e várias técnicas de análise de discurso” (D’AMBROSIO, 2004, p.
13).

b) Citação Indireta: Texto baseado na obra do autor consultado.


Apresentação: Devem conter a indicação do autor e ano de onde o texto foi retirado. A
indicação da(s) página(s) consultada(s) é opcional.

Exemplos:
- O curso continha apenas 160 alunos, que estavam distribuídos em quatro polos
regionais: Itaperuna, Paracambi, São Fidelis e Três Rios (CABANHA; SCHERER, 2014;
BIELSCHOWSKY, 2017).
- No que se refere ao surgimento da EaD no Brasil, de acordo com Almeida e Borba
(2015), esta começou e ser pensada como modalidade de ensino a partir do final da
década de 90, quando aumentou o acesso da população a internet.

2) ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE APRESENTAÇÃO DE REFERÊNCIAS

- Livro no todo
Elementos obrigatórios: autor(es), título, edição, local, editora e data de publicação.

Ex.: FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação Matemática:


percursos teóricos e metodológicos. 3ª edição. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

- Capítulo de Livro
Elementos obrigatórios: autor(es), título da parte/capítulo, seguidos da expressão “In:” e
da referência completa do Livro no todo.

Ex.: NOBRE, S. R.; BARONI, R. L. S. A pesquisa em História da Matemática e suas


relações com a Educação Matemática. In: BICUDO, Maria Aparecida Viggiani (Org.)
Pesquisa em Educação Matemática: Concepções & Perspectivas. São Paulo: Editora
UNESP, 1999, p. 129-136.

- Artigos de revistas científicas


Elementos obrigatórios: autor(es), título do artigo, título da revista, local de publicação,
numeração correspondente ao volume e/ou ano, número e/ou edição, paginação inicial e
final, data ou período de publicação.

Ex.: GARCIA V. C. V. Fundamentação teórica para as perguntas primárias: O que é


matemática? Por que ensinar? Como se ensina e como se aprende? Educação, Porto
Alegre, v. 32, n. 2, p. 176-184, maio/ago. 2009.
- Artigos apresentados em Eventos
Elementos obrigatórios: autor(es), título do trabalho apresentado, seguido da expressão
“In:”, nome do evento, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade) de
realização, título do documento (anais, atas, tópico temático etc.), local, editora, data de
publicação e página inicial e final da parte referenciada.

Ex.: SOUZA, L. S.; BORGES, A. L.; REZENDE, J. Influência da correção e do preparo do


solo sobre algumas propriedades químicas do solo cultivado com
bananeiras. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE
PLANTAS, 21, 1994, Petrolina. Anais [...]. Petrolina: Embrapa, CPATSA, 1994. p.3-4.

- Legislação
Elementos obrigatórios: jurisdição, ou cabeçalho da entidade, em letras maiúsculas;
epígrafe e ementa transcrita conforme publicada, dados da publicação.

Ex.: BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e


Bases da Educação Nacional. 7. ed. – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara,
2012.

- Documentos de acesso exclusivo em meio eletrônico

Elementos obrigatórios: autor, título da informação ou serviço ou produto, versão ou


edição (se houver), local, data e descrição física do meio eletrônico.

Ex.: BIMBATI, A. P. Como fazer uma boa gestão do tempo durante a quarentena? 10
jun. 2020. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/19337/como-fazer-uma-boa-
gestao-do-tempo-durante-a-quarentena#. Acesso em: 26 jun. 2020.

Você também pode gostar