Você está na página 1de 3

CONTABILIDADE

Duplicatas Descontadas
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

DUPLICATAS DESCONTADAS

Uma empresa, ao promover a venda de mercadorias a prazo e ao emitir uma duplicata


(título de crédito), terá em sua posse um título de valor, o qual estará geralmente atribuído
à cobrança em carteira (realizada pela própria empresa). Além disso, há a possibilidade de
a empresa terceirizar essa cobrança por meio de uma instituição financeira externa (banco
ou outra entidade), a qual prestará o serviço de cobrança para o credor. Dá-se o nome de
cobrança simples de duplicatas para esse serviço, que será promovido mediante o paga-
mento de taxas.
Considerando o exposto, caso a empresa esteja necessitando de recursos em caixa para
liquidar compromissos como o pagamento de funcionários ou fornecedores, ela poderá pro-
mover a venda de duplicatas a receber junto a uma instituição financeira, realizando o “adian-
tamento” do recebimento de recursos relacionados, operação em que incidirá a cobrança de
juros e possivelmente outras taxas (que irão compor a remuneração da instituição bancária).
Antigamente, valores de duplicatas descontadas eram registrados como uma conta reti-
ficadora da conta ativa de duplicatas a receber. Atualmente, considerando as normas inter-
nacionais de contabilidade (as quais as normas brasileiras almejam a convergência), a ope-
ração em questão se assemelha a um empréstimo, tendo enquanto “garantia” a duplicata
disponibilizada. Assim, caso o cliente na data do vencimento não promova a liquidação da
duplicata, a empresa que solicitou a operação de desconto de duplicata deverá realizar a liqui-
dação do valor junto a instituição financeira (valor nominal da duplicada + juros incidentes).

Duplicatas Descontadas

A duplicata é um título de crédito próprio das operações de compra e venda de merca-


dorias e das prestações de serviços a prazo. Tem força executiva (ação judicial de exe-
cução contra o devedor). Quem emite é o vendedor (credor ou sacador).
5m

Obs.: força executiva: Caso a pessoa que promoveu a compra a prazo tenha formalizado
seu aceite em duplicata quanto às condições de pagamento e este não venha a ser
realizado até a data do vencimento, a empresa credora poderá promover ação judi-
cial contra o devedor em questão.

Na contabilidade, utilizamos o regime de competência para registro dos fatos adminis-


trativos. Assim, quando uma empresa realiza uma venda a prazo, a receita de venda deve
ser reconhecida na entrega da mercadoria, ou seja, quando se transfere a titularidade,
independentemente do recebimento de valores.

1 www.grancursosonline.com.br
CONTABILIDADE
Duplicatas Descontadas
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

Obs.: fatos administrativos: acontecimentos que promovem alterações no patrimônio da


empresa e que, por isso, devem ser contabilizados. Um desses casos é quando a
empresa realiza uma venda a prazo recebendo uma duplicata ou quando realiza o
desconto de duplicata recebida.

O desconto de duplicatas (ou duplicatas descontadas) é uma operação em que o


banco paga a empresa o valor atual (valor nominal do título menos os juros desconta-
dos) de títulos de crédito a receber (duplicatas, por exemplo). Nesse caso, a empresa não
efetua a baixa das duplicatas a receber no momento da operação de desconto, porque se o
título não for quitado, o banco cobrará da entidade que efetuou essa operação.
10m

ATENÇÃO
Devido ao compromisso adquirido pela empresa que efetua a operação de descontos de
duplicatas junto à instituição financeira, não é correto realizar a baixa dos valores a receber
relacionados nos registros contábeis, uma vez que a empresa credora inicial pode vir a
tornar-se responsável por quitar tais valores “adiantados” junto à instituição caso o devedor
não honre com seu compromisso financeiro até a data de validade da duplicata.

Antes da adoção da Contabilidade brasileira aos padrões internacionais, os valores de


Duplicatas Descontadas eram registrados em conta retificadora do Ativo Circulante,
logo após a conta Duplicatas a Receber ou Clientes. Os juros eram contabilizados pela
empresa como despesas antecipadas, no Ativo, e apropriado ao resultado no momento em
que a despesa era incorrida, de acordo com o regime de competência.
Atualmente, de acordo com as Normas Internacionais de Contabilidade, a conta Duplica-
tas Descontadas deve ser classificada no Passivo Exigível (circulante ou não circulante),
retificada pela conta Encargos Financeiros a Transcorrer (ou Juros a Transcorrer).
Essa operação trata-se, na essência, de um empréstimo, deixando as duplicatas como
garantia.
15m
Por último, quanto aos juros envolvidos na operação, para a entidade que promove o
desconto de duplicatas, o valor total será considerado uma despesa. Assim, considerando o
regime de competência e o vencimento da duplicata, no momento do desconto junto a insti-
tuição financeira, o valor total de juros será retido.
ANOTAÇÕES

2 www.grancursosonline.com.br
CONTABILIDADE
Duplicatas Descontadas
Viu algum erro neste material? Contate-nos em: degravacoes@grancursosonline.com.br

Apesar disso, nesse momento, não há que se falar no registro contábil de despesa de
juros por parte da empresa credora original, uma vez que as despesas relacionadas aos juros
serão reconhecidas a medida em que o tempo transcorrer. Dá-se o nome para o total desses
valores de “despesa de juros a apropriar”, conta retificadora do passivo que se apresenta
junto ao saldo de duplicatas descontadas.

Exemplo:
20m
01/07/20X0
Venda a prazo de mercadorias no valor de R$ 100.000,00, conforme duplicata emitida.
Custo do Estoque: R$ 40.000,00.
Desconsidere os impostos sobre as vendas.

Balanço patrimonial:

Ativo Passivo

Caixa 120.000
Estoque 100.000
PL
Cap.
Social 220.000
220.000 220.000

Ao vender uma mercadoria, geralmente a empresa possui os produtos em seu estoque


(composto por bens destinados a venda). Para que possa ter um melhor controle sobre usas
operações sendo possível apurar o resultado do exercício, a contabilização deve considerar
as receitas (vendas), e o custo das mercadorias vendidas (valor da mercadoria; seu custo de
aquisição). Ao consolidar ambos os valores, será possível apurar o resultado da venda.

�Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a aula
preparada e ministrada pelo professor Francisco Feliphe da Luz Araújo.
A presente degravação tem como objetivo auxiliar no acompanhamento e na revisão do conteúdo
ministrado na videoaula. Não recomendamos a substituição do estudo em vídeo pela leitura exclu-
siva deste material.

3 www.grancursosonline.com.br

Você também pode gostar