Você está na página 1de 4

AULA 4 – FT I

LISTA

Obs: com exceção da resposta do problema 3, os resultados de força são apresentados

sem levar em consideração o sentido. Portanto, após análise do problema, deve-se definir

o sinal dos componentes de força!

1- Água escoa através de um cotovelo de 1 in de diâmetro, que faz um ângulo de 60º com

a horizontal. Na entrada do cotovelo, a velocidade é constante e igual a 30,48 m/s.

Calcular a somatória das forças que atuam no cotovelo. Considere escoamento

permanente e a densidade da água como sendo 1000 kg/m3. R= ∑ 𝐅𝐱 = 𝟑𝟐𝟕 𝐍 e

∑ 𝐅𝐲 = 𝟓𝟔𝟗, 𝟔 𝐍

2- Na extremidade de um tubo de 3 in existe uma redução que descarrega um jato de água

na atmosfera (diâmetro de 1,5 in). A pressão na entrada do tubo é de 60 psig e a vazão de

descarga é de 400 gal/min. Qual a magnitude e a direção da força necessária para segurar

a redução no tubo? Considere o regime permanente. R= 1698,6 N


3- Considere um bocal redutor por onde escoa água. Dados: peso do bocal= 10 lbf;

volume interno= 150 in3 ; densidade da água= 1,94 lbf.s2/ft4; velocidade em 1= 6 ft/s; P1=

19,2 psig; P2= Patm; D1= 3 in; D2= 1 in; ângulo de inclinação= 30º. Determinar as

componentes de força em x e y exercidas sobre o redutor. Trabalhe com pressão

manométrica. Este exercício demanda muita atenção e uma cuidadosa conversão de

unidades. O resultado da componente de força em y é -139,14 lbf. (será resolvido na

aula síncrona)

4- O jato de água, da figura a seguir, atinge a placa plana fixa normal. Desprezando a

gravidade e o atrito, calcule a força em newtons necessária para manter a placa fixa.

Considere a densidade da água como sendo 1000 kg/m3. R: 502,7 N


5- O jato de água de 6 cm de diâmetro a 20 oC atinge uma placa contendo um orifício de

4 cm de diâmetro. Parte do jato atravessa o orifício e parte é defletida. Determine a força

necessária para manter a placa fixa. Considere a densidade da água como sendo 1000

kg/m3. R: 981 N

6- O bocal horizontal da figura a seguir tem um diâmetro D1= 300 mm e D2= 150 mm,

com pressão absoluta de entrada P1 de 262 kPa e velocidade de saída v2 de 17 m/s. Para

a água a 20 oC, calcule a força horizontal fornecida pelos parafusos dos flanges para

manter o bocal fixo. R: 7575,0 N


7- Para o escoamento com redução de seção do tubo da figura a seguir D1= 8 cm e D2= 5

cm, com pressão de saída P2 de 101 kPa. Todos os fluidos estão a 20 oC. Se velocidade

v1 for de 5 m/s e h= 58 cm, calcule a força x que os parafusos dos flanges devem resistir.

Considere a densidade do mercúrio como sendo 13537,2 kg/m3. R: 162 N