Você está na página 1de 4

03/09/2021 livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014

LIVRO DE INSPEÇÃO DO TRABALHO


Obrigatoriedade

Sumario

1. Introdução
2. Livro De Inspeção Do Trabalho
2.1 – Especificações Do Livro
2.1.1 - Termos De Abertura E Encerramento
2.2 - Autenticarão O Livro De Inspeção Do Trabalho Desnecessária
3. Obrigatoriedade
3.1 - Mais De Um Estabelecimento, Filial Ou Sucursal
4. Não Estão Obrigadas
5. Penalidades
6. Agentes Encarregados Da Inspeção

1. INTRODUÇÃO

O empregador tem algumas obrigações em relação à fiscalização do trabalho, e nesta matéria será tratada sobre
uma delas que é o livro de inspeção do trabalho, com suas considerações e obrigatoriedade.

As legislações que dispõe sobre o livro de inspeção do trabalho é a Portaria nº 3.158 de 18 de maio de 1971 e
Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

2. LIVRO DE INSPEÇÃO DO TRABALHO

Considerando que os §§ 1º e 2º do art. 628, da Consolidação das Leis do Trabalho, com a redação dada pelo
Decreto-lei n° 229, de 28 de fevereiro de 1967, prevêem a existência de um livro denominado "Inspeção do
Trabalho", para o registro das inspeções efetuadas. (Portaria nº 3.158 de 18 de maio de 1971).

Nesse livro, registrará o agente da inspeção sua visita ao estabelecimento, declarando a data e a hora do início e
término da mesma, bem como o resultado da inspeção nele consignando, se for o caso, todas as irregularidades
verificadas e as exigências feitas, com os respectivos prazos para seu atendimento, e, ainda, de modo legível, os
elementos de sua identificação funcional (§ 2º, do artigo 628, da CLT).

2.1 – Especificações do Livro

Segue abaixo as especificações do livro de inspeção do trabalho (Artigo 1º, da Portaria nº 3.158/1971):

a) o livro deverá ser encadernado, em cor escura, tamanho 22 x 33 cms;

b) conterá o livro 100 (cem) folhas numeradas tipograficamente, em papel branco acetinado, encorpado e pautado,
conforme modelo nº 1, que acompanha esta Portaria;

c) as folhas 1 (um) e 100 (cem), conterão, respectivamente, os termos de abertura e encerramento, efetuados
pela empresa ou empregador, conforme modelo números 2 e 3. (Ver item “7” desta matéria).

2.1.1 - Termos de Abertura e Encerramento

Conforme a alínea “c” do subitem “2.1” o livro de inspeção do trabalho tem que ter termos de abertura e de
encerramento, conforme os modelos 2 e 3 da Portaria nº 3.158/1971 (Verificar também o item “7” desta matéria).

2.2 - Autenticarão o Livro de Inspeção do Trabalho Desnecessária

Os Agentes da Inspeção do Trabalho relacionados nas alíneas "a" a "d", do inciso II, do art. 2º do Decreto n.º
55.841, de 15 de março de 1965, quando de sua visita ao estabelecimento empregador, autenticarão o Livro de
Inspeção do Trabalho que ainda não tiver sido autenticado, sendo desnecessária a autenticação pela unidade
regional do Ministério do Trabalho. (Artigo 2º, da Portaria n° 3.158/1971).

3. OBRIGATORIEDADE

De acordo com o artigo 628, § 1º da CLT as empresas estão obrigadas a possuir o livro intitulado "Inspeção do
Trabalho".

“Art. 628 - § 1º - da CLT. Ficam as empresas obrigadas a possuir o livro intitulado "Inspeção do Trabalho", cujo
modelo será aprovado por portaria Ministerial”.

3.1 - Mais de um Estabelecimento, Filial ou Sucursal

As empresas ou empregadores que mantiverem mais de um estabelecimento, filial ou sucursal, deverão possuir
tantos livros "Inspeção do Trabalho" quantos forem seus estabelecimentos. (Artigo 3º, da Portaria nº 3.158/1971).

4. NÃO ESTÃO OBRIGADAS

www.informanet.com.br/Prodinfo/boletim/2014/trabalhista/livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014.html 1/4
03/09/2021 livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014

As microempresas e as empresas de pequeno porte são dispensadas de possuir o livro de “Inspeção do Trabalho”,
conforme estabelece o artigo 51, da LC n° 123/2006.

5. PENALIDADES

O não cumprimento referente a esta matéria, conforme o artigo 5º, da Portaria n° 3.158/1971 configurará infração
dos artigos 628 e 630, da Consolidação das Leis do Trabalho, conforme o responsável, sujeitando-se este às
penalidades previstas nos -- 3°, do artigo 628 e 6º do artigo 630, do referido diploma legal.

“Art. 628 - Salvo o disposto nos arts. 627 e 627-A a toda verificação em que Auditor Fiscal do Trabalho concluir
pela existência de violação de preceito legal deve corresponder, sob pena de responsabilidade administrativa, a
lavratura do auto de infração.

§ 1º - Ficam as empresas obrigadas a possuir o livro intitulado "Inspeção do Trabalho", cujo modelo será aprovado
por portaria Ministerial.

§ 2º - Nesse livro, registrará o agente da inspeção sua visita ao estabelecimento, declarando a data e a hora do
início e término da mesma, bem como o resultado da inspeção nele consignando, se for o caso, todas as
irregularidades verificadas e as exigências feitas, com os respectivos prazos para seu atendimento, e, ainda, de
modo legível, os elementos de sua identificação funcional.

§ 3º - Comprovada a má-fé do agente da inspeção, quanto à omissão ou lançamento de qualquer elemento no


livro, responderá ele por falta grave no cumprimento do dever, ficando passível, desde logo, da pena de suspensão
até 30 (trinta) dias, instaurando-se, obrigatoriamente, em caso de reincidência, inquérito administrativo.

§ 4º - A lavratura de autos contra empresas fictícias e de endereços inexistentes, assim como a apresentação de
falsos relatórios, constituem falta grave, punível na forma do § 3º.

Art. 630 - Nenhum agente da inspeção poderá exercer as atribuições do seu cargo sem exibir a carteira de
identidade fiscal, devidamente autenticada, fornecida pela autoridade competente.

§ 1º - É proibida a outorgada de identidade fiscal a quem não esteja autorizado, em razão do cargo ou função, a
exercer ou praticar, no âmbito da legislação trabalhista, atos de fiscalização.

§ 2º - A credencial a que se refere este artigo deverá ser devolvida para inutilização, sob as penas da lei, em casos
de provimento em outro cargo público, exoneração ou demissão, bem como nos de licenciamento por prazo
superior a 60 (sessenta) dias e de suspensão do exercício do cargo.

§ 3º - O agente da inspeção terá livre acesso a todas as dependências dos estabelecimentos sujeitos ao regime da
legislação, sendo as empresas, por seus dirigentes, ou prepostos, obrigadas a prestar-lhe os esclarecimentos
necessários ao desempenho de suas atribuições legais e a exibir-lhe, quando exigidos, quaisquer documentos que
digam respeito ao fiel cumprimento das normas de proteção ao trabalho.

§ 4º - Os documentos sujeitos à inspeção deverão permanecer, sob as penas da lei, nos locais de trabalho,
somente se admitindo, por exceção, a critério da autoridade competente, sejam os mesmos apresentados em dia 
hora previamente fixados pelo agente da inspeção.

§ 5º - No território do exercício de sua função, o agente da inspeção gozará de passe livre nas empresas de
transportes, públicas ou privadas, mediante a apresentação da carteira de identidade fiscal.

§ 6º - A inobservância do disposto nos §§ 3º, 4º e 5º configurará resistência ou embaraço à fiscalização e


justificará a lavratura do respectivo auto de infração, cominada a multa de valor igual a meio (1/2) salário mínimo
regional até 5 (cinco) vezes esse salário, levando-se em conta, além das circunstâncias atenuantes ou agravantes,
a situação econômico-financeira do infrator e os meios a seu alcance para cumprir a lei.

§ 7º - Para o efeito do disposto no § 5º, a autoridade competente divulgará, em janeiro e julho de cada ano, a
relação dos agentes da inspeção titulares da carteira de identidade fiscal.

§ 8º - As autoridades policiais, quando solicitadas, deverão prestar aos agentes da inspeção a assistência de que
necessitarem para o fiel cumprimento de suas atribuições legais”.

6. AGENTES ENCARREGADOS DA INSPEÇÃO

Os agentes encarregados da inspeção das normas de proteção ao trabalho obedecerão às instruções constantes do
anexo I, na ocasião da inspeção efetuada. (Artigo 4º, da Portaria nº 3.158/1971).

ANEXO 1

Instruções, a que se refere o art. 4º, da Portaria Ministerial nº.3.158 de.18 de maio de 1971.

1) O Termo do Registro da Inspeção do Trabalho deverá ser lavrado pelo Agente da Inspeção do Trabalho que
proceder à visita. Quando for mais de um Agente a fazê-la, um deles se encarregará da lavratura do Termo,
assinando-o ambos.

www.informanet.com.br/Prodinfo/boletim/2014/trabalhista/livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014.html 2/4
03/09/2021 livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014

2) Nesse Termo deverão ficar consignadas todas as irregularidades encontradas no estabelecimento visitado,
relacionando-as nos itens, que se contêm no corpo do mesmo.

3) Revogado .pela Portaria n.º 3.006, de 7 de janeiro de 1982 (DO. 12-1-1982)

4) Lavrado o auto, procederá o Agente à entrega de sua primeira via à repartição competente, dentro do prazo de
48 horas;

5) Quando da visita procedida não for encontrada qualquer irregularidade, o agente riscará no corpo do Termo
todas as linhas em branco.

6) Quando forem apreendidos materiais e substâncias utilizadas, lavrará o Agente o competente Termo de
Apreensão na forma do modelo nº 4.

7) Os casos omissos serão dirimidos pelo Delegado Regional do Trabalho, com recurso para o Diretor-Geral do
Departamento Nacional do Trabalho.

7. MODELOS

MODELO Nº 1

TERMO DE REGISTRO DE INSPEÇÃO

Data:....../......./....../ Hora do início: ..... Término ........

Nome do Agente da Inspeção do trabalho: ...........................

Matrícula: ..................... Cargo ou função: .................

Documentos exigidos: ..............................................

1 - Livro ou Fichas de Registro de Empregados ( )

2 - Comprovante da Contribuição Sindical (Patronal) - Ano ( )

3 - Comprovante da Contribuição Sindical (Empregados) - Ano ( )

4 - Relação de Empregados que recolheram a contribuição Sindical ( )

5 - Relação de Empregados (Lei de 2/3) - Ano ( )

6 - Cadastro Permanente de Admissão e Dispensas ( )

7 - Relação de Empregados Menores - Ano ( )

8 - Acordo para Prorrogação da Duração do Trabalho ( )

9 - Acordo para Compensação da Duração do Trabalho ( )

10 - Escala de revezamento ( )

11 - Ficha ou Papeleta de Horário de Serviço Externo ( )

12 - Recibo de férias - Ano ( )

13 - Folhas de Pagamento - ( )

14 - Atestados Médicos de Admissão dos Empregados ( )

15 - Convênio da Aprendizagem com o SENAI ou SENAC ( )

16 - E mais:

...........................................................( )
...........................................................( )
...........................................................( )

Prazos concedidos: ...........................................................

Irregularidades encontradas : ................................................

Autos de Infração lavrados ...................................................

Orientação dada: .............................................................

N° de empregados em atividade: ...............................................

www.informanet.com.br/Prodinfo/boletim/2014/trabalhista/livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014.html 3/4
03/09/2021 livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014

Maiores: .............. Menores: ............... Mulheres: ...................

Agente da Inspeção do Trabalho

MODELO N° 2

LIVRO DA INSPEÇÃO DO TRABALHO

Termo de Abertura

Contém o presente livro 100 folhas, numeradas tipograficamente de 1 à 100 e servirá para Registro da Inspeção
do Trabalho, na conformidade, do - 1°, art. 628 da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº
5.452. de 1º de maio de 1943 e alterada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943 e alterada pelo
Decreto-lei nº 229, de 28 de fevereiro de 1967.

Este livro destina-se ao estabelecimento da ................................................. sito na rua .................. nº


.............. Matrícula no INPS nº .......... C.G.C. nº ......., e está devidamente autenticado em todas as suas folhas,
para os efeitos legais.

Data

Empregador:

D.O.U. 24/05/71

MODELO Nº 3

LIVRO DA INSPEÇÃO DO TRABALHO

TERMO DE ENCERRAMENTO

Este livro, preenchidas as suas 100 folhas fica nesta data encerrado.

Data:

______________________
Empregador ou preposto

MODELO Nº 4

TERMO DE APREENSÃO

As ...... horas e ....... minutos do dia ...... de ............... de 19........, eu, abaixo-assinado,
legalmente Investido nas funções de Agente da Inspeção do Trabalho, com exercício
............................................................................................................. fiscalizando
..................................................................... situado ...................................... nº
............................................................ C.G.C. n° .................................... Matrícula no INPS nº
........................... apreendi, com base na alínea c  do art. 8º do Regulamento da Inspeção do Trabalho, aprovado
pelo Decreto nº 55.841, de 15 de  março de 1965, para analise, as amostras de materiais e substâncias utilizadas,
a seguir  discriminadas ........................................................, tendo, consequentemente, lavrado o Presente 
termo, em duas vias, entregando a segunda ao interessado, mediante recibo passado na primeira  delas, a fim de
remetê-la à autoridade competente.

Fundamentos legais: Citados no texto.

www.informanet.com.br/Prodinfo/boletim/2014/trabalhista/livro_de_inspecao_do_trabalho_40_2014.html 4/4

Você também pode gostar