Você está na página 1de 38

MATRIZES

1) Determine as matrizes (2x2) cujos elementos foram dados:


2, se i  j 2i  3 j, se i  j
 
a) a ij   b) b ij  
i  j, se i  j i 2  j, se i  j
 

2) Escreva a matriz A = (aij) do tipo 3x4 sabendo que aij = 2i – 3j.

- 2 3 0 - 1
3) Dada a matriz B  , calcule a11 + a21 – a13 + 2.a22.
 5 -7 1 0 

A  aij 4 x 3 , a ij  i j
c 22 .
B  b ij 3 x 4 bij  ji
4) Sejam as matrizes a seguir . Se C = A.B, calcule, então

 1 2 3 , 1 0  1   1 0 3
5) Dada as matrizes A 
  B  e C :
4 1 0 3 1 2   2 0 1

a) Calcule a matriz X tal que 2X  A  3B  C ; b) Calcule A.B e B.A; c) Calcule B T .A T .

1 2 y
 
6) Se a matriz  x 4 5  for simétrica, então x  y  z é:
3 6 
 z
(A) 7 (B) 9 (C) 10 (D) 11 (E) 12

1 2 y
 
7) Se a matriz  x 1 0  é simétrica, então x  y é igual a:
 x 1 0 1 
 
1 1
(A) (B) (C) 1 (D) 8 (E) 9
9 8

8) Existem três cidades: 1, 2 e 3, e existem estradas que ligam essas cidades duas a duas. Na matriz A , abaixo, o
elemento a ij é a distância em quilômetros da cidade i até a cidade j :

0 5 6
A  5 0 8 
6 8 0
João foi da cidade 2 diretamente para a cidade 3. Pedro foi da cidade 2 para a cidade 3, passando pela cidade 1.
Quantos quilômetros Pedro andou a mais que João?
(A) 1 (B) 3 (C) 5 (D) 7
Respostas:

POLINÔMIOS
3 2 3
1) O polinômio P(x) = ax + bx + cx + d é idêntico ao polinômio Q(x) = x – 2x + 4. O valor de a + b + c + d é:
(A) 2 (B) 3 (C) 4 (D) 5
3 2
2) Dado o polinômio P(x) = x – 2x + mx – 1, onde m R, seja P(a) o valor de P para x = a. Se P(2) = 3P(0), então
P(m) é igual a:
(A) – 5 (B) – 3 (C) – 1 (D) 1 (E) 14

2x  3 A Bx  C
  2
3) A soma dos valores de A, B e C tal que

x x 1 x
2

x 1
é:

(A) 0 (B) 1 (C) 2 (D) 3 (E) 4


4) Qual o resto da divisão do polinômio x  2 x  x  1 por x  x  2 ?
3 2 2

(A) x + 1 (B) 3x + 2 (C) – 2x + 3 (D) x – 1 (E) x – 2


6
5) Seja Q(x) o quociente da divisão do polinômio P(x) = x – 1 pelo polinômio d(x) = x – 1. Então:
(A) Q(0) = 0 (B) Q(0) < 0 (C) Q(1) = 0 (D) Q(– 1) = 1 (E) Q(1) = 6
1032 3
6) O resto da divisão do polinômio P(x) = x – 12x + 15 pelo binômio Q(x) = x + 1 vale:
(A) 1032 (B) 28 (C) 15 (D) 12 (E) 4
2
7) Sabendo-se que os restos das divisões de x + px + 1 por x – 1 e por x + 2 são iguais entre si, o valor de p é:
(A) – 2 (B) – 1 (C) 0 (D) 1 (E) 2
4 3 2
8) Se o polinômio P(x) = x + 4x – 7x – 22x + 24 é divisível por (x – 2), podemos afirmar que um dos seus fatores
de primeiro grau é o polinômio: (Sugestão: Em toda equação, sempre verifique se a soma dos seus coeficientes é igual a zero; se o
for, com certeza 1 (um) é raiz da referida equação e, assim sendo, podemos utilizar esta raiz 1 (um) conhecida para, com o uso do
dispositivo prático de Briot-Ruffini, abaixar o seu grau e determinarmos as demais raízes.)
2
(A) x + 1 (B) x – 3 (C) x + 4 (D) 2x + 6 (E) x – 1

Respostas: 1) 2) 3) 4) 5) 6) 7) 8)

Áreas
1) Num quadrado de lado 10 cm está circunscrita uma circunferência. Determine o raio, o comprimento e a área da
circunferência.

2) O lado de um triângulo eqüilátero inscrito numa circunferência mede 2√6 cm. Determine a medida da altura do
triângulo, do raio da circunferência, da área do triângulo e da área da circunferência.

3) Um círculo de 5 cm de raio está inscrito em um hexágono regular. Determine o perímetro e a área do hexágono.

4) O apótema do quadrado inscrito numa circunferência é igual a 2 cm. Determine a área do hexágono regular inscrito
nessa mesma circunferência.

5) Se um circulo de área A e um quadrado de área Q tem o mesmo perímetro, determine a razão Q/A.

6) Determine a área das figuras abaixo:


a) b) c) d)

7) Os quadrados ABCD e APQR, representados na figura abaixo, são tais que seus lados medem 6 e o ângulo PAD
mede 30°.

Ligando-se o ponto B com o ponto R e o ponto D com o ponto P, obtém-se o hexágono BCDPQR, cuja área é:
a) 90. b) 95. c) 100. d) 105. e) 110.

8) No quadrado ABCD de lado 2, traçam-se dois arcos com centro nos vértices A e C e raio igual ao lado do quadrado.
Determine área delimitada por estes dois arcos.
9) O quadrado ABCD da figura a seguir tem lado igual a 6 cm. Os círculos com centros em A, B, C e D, respectivamente,
2
têm raios iguais a 1/3 do lado do quadrado. Pode-se então afirmar que a área hachurada da figura é, em cm , igual a:

a) 8 (2 + 1). b) 4 (3 + 2). c) 8 (2 - 1). d) 6 (2 + 1). e) 16.

Respostas:

GEOMETRIA ESPACIAL
PIRÂMIDES
1) Com base na pirâmide quadrangular regular apresentada abaixo, cuja altura é de 8 cm e área
da base vale 144 cm², determine:

a) a área lateral da pirâmide;


b) a área total da pirâmide;
c) o volume da pirâmide.

2) Uma pirâmide hexagonal regular cuja aresta da base mede 2 cm e cuja aresta lateral vale 3 5 cm possui uma
altura de 5 cm.

3) A base de uma pirâmide regular e um triangulo equilatero de perímetro igual a 18 cm. Sabendo que o volume da
pirâmide e igual a 72 3 cm³, calcule, em centímetros, o valor da altura da pirâmide.

4) A base de uma pirâmide reta é um quadrado cujo lado mede 8√2 cm. Se as arestas laterais da pirâmide medem
17 cm, o seu volume, em centímetros cúbicos, é:
(A) 520 (B) 640 (C) 680 (D) 750 (E) 780

5) O prisma triangular regular reto ABCDEF com aresta da base 10 cm e altura AD = 15


cm é cortado por um plano passando pelos vértices D, B e C, produzindo dois sólidos:
uma pirâmide triangular e uma pirâmide quadrangular. Os volumes destas duas
pirâmides são:
3
(A) 125cm e 250cm
3
(B) 125 3cm 3 e 250 3cm 3
3 3
(C) 150 2cm3 e 225 2cm3 (D) 150 3cm e 225 3cm
3 3
(E) 250cm e 250cm

6) (UEL) Um cone circular reto tem altura de 8cm e raio da base medindo 6cm. Qual é, em centímetros quadrados,
sua área lateral?
a) 20 b) 30 c) 40 d) 50 e) 60
7) A altura de um cone circular reto mede o triplo da medida do raio da base. Se o comprimento da circunferência
dessa base é 8 cm , então o volume do cone, em centímetros cúbicos, é:
a) 64 b) 48 c) 32 d) 16 e) 8

8) Na figura, a base do cone reto está inscrita na face do cubo. Supondo   3 , se a área
total do cubo é 54, então o volume do cone é:

a) 81/2 b) 27/2 c) 9/4 d) 27/4 e) 81/4

9) Na rotação triângulo ABC da figura abaixo em torno da reta r, o lado AB descreve um


ângulo de 270°. Desta forma, o sólido obtido tem volume:
a) 48 b) 144 c) 108 d) 72 e) 36 
10) Um sólido tem o formato de um tronco de cone circular reto comum à cavidade na forma de
cone com a mesma altura do tronco e com base igual à base menor do tronco, conforme a
figura. Calcule o volume do sólido, sabendo que as medidas do tronco são: 16 cm de altura,
2 2
250 cm de área da base maior e 40 cm de área da base menor.

11) Marcel, após um chute descuidado, vê sua bola cair num piso em que o cimento está fresco.

Cuidadosamente, ele retira a bola e sai sem ninguém perceber. No dia seguinte, o Sr, Honorato, pedreiro que
trabalha na obra, vê o sulco que a bola deixou no piso e descobre que ele tem 1 cm de profundidade e 10 cm de
diâmetro. Com isso, pode-se concluir corretamente que o raio da bola é:
(A) 10 cm (B) 12 cm (C) 13 cm (D) 15 cm (E) 16 cm

12) (UNESP) Uma quitanda vende fatias de melancia embaladas em plástico transparente. Uma melancia com
forma esférica de raio de medida R cm foi cortada em 12 fatias iguais, e cada fatia tem a forma de uma cunha
esférica, como representado na figura.

Sabendo-se que a área de uma superfície esférica de raio R é 4R cm², determine, em função de  e de R :
2

a. A área da casca de cada fatia de melancia;


b. Quantos cm² de plástico foram necessários para embalar cada fatia (sem nenhuma perda e sem
sobrepor camadas de plástico), ou seja, qual é a área da superfície total de cada fatia.

13) Uma esfera de centro O e raio igual a 5 cm é cortada por um plano P, resultando dessa interseção um circulo de
raio igual a 4 cm. Assinale, então, a alternativa que fornece a distância de O a P.
(A) 10 cm (B) 5 cm (C) 2 cm (D) 1 cm (E) 3 cm

14) Duas bolas concêntricas têm raios medindo 2 e 6 . A interseção da bola maior com um plano tangente à
bola menor determina uma região plana de área:
(A)  (B) 2  (C) 4  (D) 6  (E) 8 
15) A circunferência máxima de uma esfera mede 6  cm². Qual é o volume da esfera?
(A) 12  cm³ (B) 24  cm³ (C) 36  cm³ (D) 72  cm³ (E) 144  cm³

16) Um plano que intercepta uma superfície esférica divide-se em duas partes chamadas calotas esféricas.

Na figura, destaca-se uma calota esférica cuja altura é h, oriunda de uma esfera de raio R. Sabe-se que a área
dessa calota é dada pela seguinte fórmula:
Scalota  2Rh
Uma bola de 13 cm de raio flutua numa piscina em completo repouso. Se a superfície da água contorna a bola
segundo uma circunferência de 5 cm de raio, a área da bola em contato com a água, em cm², é igual a:
(A) 130  (B) 169  (C) 65  (D) 39  (E) 26 
17) (FATEC/2003) Duas esferas maciças iguais e tangentes entre si estão inscritas em um paralelepípedo reto-
retângulo oco, como mostra a figura abaixo. Observe que cada esfera tangencia as quatro faces laterais e uma
das bases do paralelepípedo.

O espaço entre as esferas e o paralelepípedo está preenchido com um líquido. Se a aresta da base do
paralelepípedo mede 6 cm, o volume do líquido nele contido, em litros, é aproximadamente igual a
(A) 0,144 (B) 0,206 (C) 1,44 (D) 2,06 (E) 20,6

18) (UFRN/2013) Por motivo de segurança, construiu-se um superaquário de vidro, em formato esférico, dentro de
um cilindro também de vidro, conforme esquematizado na figura a seguir. A esfera está completamente cheia de
água e, caso quebre, toda a água passará para o cilindro.

Desconsidere a pequena diferença entre os raios da esfera e do cilindro e o volume de água deslocado pelos
pedaços de vidro da esfera quando quebrada. Supondo que R é igual a 2 m, determine:
a) O volume de água da esfera. b) A capacidade volumétrica do cilindro.
c) A altura do nível da água no cilindro, caso a esfera quebre.

19) (PUC-Rio/2009) Um cilindro reto de base circular de raio r e altura h é inscrito numa esfera de raio 5.

a) Encontre a altura do cilindro quando r = 3. b) Calcule a área total do cilindro quando r = 3.


c) Escreva a área total do cilindro como função de r.

20) (Ufrrj/2005) Em uma caixa d'água cúbica vazia de lado 2 m, é colocada, cheia de água, uma esfera inscrita, com
espessura da parede desprezível. Estoura-se a esfera e retiram-se seus resíduos. Qual a altura de água que
permanecerá dentro da caixa?

Respostas: 1) a) 240 cm² b) 384 cm² c) 384 cm³ 2) F 3) 24 4) B 6) e; 7) a; 8) d; 9) e


10) 5600/3 cm³ 11) C 12) a) R 2
cm² b) 4R
2
cm² 13) E 14) C 15) C 16) E 17) B
3 3
18) a) 32/3 π m³ b) 16 π m³ c) 8/3 m 19) a) 8 uc b) 66π ua c) 
2r r  2 25  r 2  20) h = π /3 m
Geometria Espacial
Cones
1) (UERJ/2015) Um funil, com a forma de cone circular reto, é utilizado na passagem de óleo
para um recipiente com a forma de cilindro circular reto. O funil e o recipiente possuem a
mesma capacidade. De acordo com o esquema, os eixos dos recipientes estão contidos no
segmento TQ, perpendicular ao plano horizontal β.

Admita que o funil esteja completamente cheio do óleo a ser escoado para o recipiente
cilíndrico vazio. Durante o escoamento, quando o nível do óleo estiver exatamente na metade
da altura do funil, H , o nível do óleo no recipiente cilíndrico corresponderá ao ponto K na
2
geratriz AB. A posição de K, nessa geratriz, é melhor representada por:

2) (UERJ/2015) Um recipiente com a forma de um cone circular reto de eixo vertical recebe
água na razão constante de 1 cm3/s. A altura do cone mede 24 cm, e o raio de sua base
mede 3 cm. Conforme ilustra a imagem, a altura h do nível da água no recipiente varia em
função do tempo t em que a torneira fica aberta. A medida de h corresponde à distância entre
o vértice do cone e a superfície livre do líquido.

Admitindo π = 3, a equação que relaciona a altura h, em centímetros, e o tempo t, em


segundos, é representada por:
(A) h  43 t (B) h  23 t (C) h  2 t (D) h  4 t
3) (UERJ/2014) Uma esfera de centro A e raio igual a 3 dm é tangente ao plano α de uma mesa
em um ponto T. Uma fonte de luz encontra-se em um ponto F de modo que F, A e T são
colineares. Observe a ilustração:
Considere o cone de vértice F cuja base é o círculo de centro T definido pela sombra da
esfera projetada sobre a mesa. Se esse círculo tem área igual à da superfície esférica, então
a distância FT, em decímetros, corresponde a:
(A) 10 (B) 9 (C) 8 (D) 7

4) (UEL/2014) Uma empresa que produz embalagens plásticas está elaborando um recipiente
de formato cônico com uma determinada capacidade, conforme o modelo a seguir.

Sabendo que o raio desse recipiente mede 36 cm e que sua altura é de 48 cm, a que
distância do vértice deve ser feita uma marca na superfície lateral do recipiente para indicar a
metade de sua capacidade? Despreze a espessura do material do qual é feito o recipiente.
Apresente os cálculos realizados na resolução desta questão.

5) (UPE/2014) Um torneiro mecânico construiu uma peça retirando, de um cilindro metálico


maciço, uma forma cônica, de acordo com a figura 01 a seguir:

Qual é o volume aproximado da peça em milímetros cúbicos?


(A) 2,16 × 105 (B) 7,2 × 104 (C) 2,8 × 105 (D) 8,32 × 104 (E) 3,14×105

6) (UERJ) A figura abaixo representa um recipiente cônico com solução


aquosa de hipoclorito de sódio a 27%. O nível desse líquido tem 12 cm
de altura. Para o preparo de um desinfetante, diluiu-se a solução inicial
com água, até complementar o recipiente, obtendo-se a solução aquosa
de hipoclorito de sódio a 8%. Esse recipiente tem altura H, em
centímetros, equivalente a:
(A) 16 (B) 18 (C) 20 (D) 22

7) (Vunesp) Um recipiente tampado, na forma de um cone circular reto de altura 18cm e raio
6cm, contém um líquido até a altura de 15 cm (figura 1). A seguir, a posição do recipiente é
invertida (figura 2).
Sendo R e r os raios mostrados nas figuras,
a) determine R e o volume do líquido no cone em cm3 (figura 1), como múltiplo de π.
b) dado que r = 3 91 , determine a altura H da parte sem líquido do cone na figura 2. (Use a
aproximação 3 91 = 9/2)

8) (UFRJ) Uma ampola de vidro tem o formato de um cone cuja altura mede 5 cm. Quando a
ampola é posta sobre uma superfície horizontal, a altura do líquido em seu interior é de 2 cm
(Figura 1).

Determine a altura h do líquido quando a ampola é virada de cabeça para baixo (Figura
2).
(área da base) x (altura)
Lembrete : volume do cone =
3

9) (Mack) Uma mistura de leite batido com sorvete é servida em um copo, como na figura. Se na
parte superior do copo há uma camada de espuma de 4cm de altura, então a porcentagem do
volume do copo ocupada pela espuma está melhor aproximada na alternativa:

(A) 65% (B) 60% (C) 50% (D) 45% (E) 70%

10) (Mack) Uma xícara de chá tem a forma de um tronco de cone reto, conforme a figura.

Supondo π = 3, o volume máximo de líquido que ela pode conter é:


(A) 168 cm3 (B) 172 cm3 (C) 166 cm3 (D) 176 cm3 (E) 164 cm3
11) (UniSantos-SP) Com um semicírculo de papel, com raio igual a 20 cm, um pipoqueiro faz
saquinhos para vender pipocas, com a forma de cone circular reto. O volume desses
saquinhos, usando π = 3, é mais próximo de:
(A) 1100 cm3 (B) 1300 cm3 (C) 1500 cm3 (D) 1700 cm3 (E) 1900 cm3

12) Duas substâncias, A e B, que não se misturam, são colocadas num recipiente
de forma cônica, de modo que a substancia A ocupe até a metade da altura do
cone e a substancia B, o restante (conforme a figura). A razão entre o volume
de A e o volume de B é:
(A) 8/7 (B) 1/7 (C) 1 (D) 1/8 (E) 7

13) (ITA/SP) O raio da base de um cone circular reto é igual à média aritmética da
altura e a geratriz do cone. Sabendo-se que o volume do cone é 128π cm³, temos que o raio
da base e a altura do cone medem, respectivamente, em metros:
(A) 9 e 8 (B) 8 e 6 (C) 8 e 7 (D) 9 e 6 (E) 10 e 8

14) (ENEM/2010) Em um casamento, os donos da festa serviam champanhe aos seus


convidados em taças com formato de um hemisfério (Figura 1), porém um acidente na
cozinha culminou na quebra e grande parte desses recipientes. Para substituir as taças
quebradas, utilizou-se um outro tipo com formato de cone (Figura 2). No entanto, os noivos
solicitaram que o volume de champanhe nos dois tipos de taça fosse igual.

Sabendo que a taça com o formato de hemisfério é servida completamente cheia, a altura do
volume de champanhe que deve ser colocado na outra taça, em centímetros, é de:
(A) 1,33 (B) 6,00 (C) 12,00 (D) 56,52 (E) 113,04
3
Respostas: 1) A 2) A 3) C 4) a 30 4 cm do vértice 5) 6) B 7) a) R = 5cm e V = 125 cm3. b) 27/2 cm
3
8) h = 98 . 9) C 10) A 11) D 12) B 13) B

Pirâmides e troncos
1) Um tronco de pirâmide de bases quadradas tem 21 dm 3 de volume. A altura do tronco mede
30 cm e o lado do quadrado da base maior, 40 cm. Calcule o lado do quadrado da base
menor.

2) Uma pirâmide quadrangular regular tem 4 m de altura e a aresta da base mede 6 m. Calcule
seu volume e a área total.

3) Calcular a área da base, área lateral, área total e o volume da pirâmide quadrangular regular
de apótema 5 cm e apótema da base 2 cm.

4) Calcule o volume de uma pirâmide hexagonal regular de área da base 288 3m e apótema 13
m.

5) Uma pirâmide triangular regular tem 5 cm de altura e o apótema da base mede 4 cm. Calcule
o volume da pirâmide.
6) Considere uma pirâmide quadrangular regular inscrita em um cubo de 2 cm de aresta.
Calcule:
a) a área lateral da pirâmide;
b) a área total da pirâmide;
c) a razão entre o volume da pirâmide e do cubo;
d) a razão entre as áreas totais da pirâmide e do cubo.

7) Numa pirâmide regular de base triangular, a aresta da base mede 2 3cm e a altura mede
4cm. Calcule o apótema da base, o apótema da pirâmide e a aresta lateral.

8) A figura representa uma pirâmide com vértice num ponto E. A base é um retângulo ABCD e a
face EAB é um triângulo retângulo com o ângulo reto no vértice A. A pirâmide apresenta-se
cortada por um plano paralelo à base, na altura H. Esse plano divide a pirâmide em dois
sólidos: uma pirâmide EA'B'C'D' e um tronco de pirâmide de altura H. Sabendo-se que H =
4cm, AB = 6cm, BC = 3cm e a altura h = AE = 6cm, determine:

a) o volume da pirâmide EA'B'C'D';


b) o volume do tronco de pirâmide.

9) Uma pirâmide regular de base quadrada tem lado da base medindo 8cm e área lateral igual a
3
da área total. Calcular a altura e a área lateral desta pirâmide.
5
10) A base de uma pirâmide tem 225 cm² de área. Uma secção paralela à base, feita a 3 cm do
vértice, tem 36 cm² de área. Determine a altura da pirâmide.

11) Uma forma de gelo, como a da figura, tem a forma de tronco de pirâmide, de bases
retangulares, com as áreas das bases maior e menor indicadas. (Considere 77,76  8,82 )

a) Qual a quantidade de água, em mililitros, necessária para


encher completamente essa forma de gelo?

b) Sabendo-se que, ao congelar, o volume de água aumenta em 8%, qual o volume de gelo,
em cm3, que teremos após o congelamento?
16 21
Respostas: 1) 10 cm 2) 48 m³ e 96 m² 3) 16 cm², 56 cm², 40 cm² e cm³ 4) 480 3 m³ 5) 80 3 cm³
3

6) a) 4 5 cm²  
b) 4 1  5 cm²

c) 1/3 d)
 1 5
7) a) 1 cm b) 17 cm c) 2 5 cm
6
8) a) 4/3 cm³ b) 104/3 cm³ 9) 10) 11) a) 28,62 cm³ b) 30,91 cm³

Números complexos
1) Sejam x e y os números reais que satisfazem a igualdade i(x – 2i) + (1 – yi) = (x + y) – i, onde
i é a unidade imaginária. O módulo do número complexo z = (x + yi) 2 é igual a:
(A) 25 (B) 5 5 (C) 5 (D) 2 5 (E) 5
2) Sejam z1 e z2 números complexos representados pelos seus afixos na figura abaixo. Então, o
produto de z1 pelo conjugado de z2 é:

(A) 19 + 10i (B) 11 + 17i (C) 10 (D) – 19 + 17i (E) – 19 + 7i

1 1
3) Escrevendo o numero complexo z =  na forma algébrica, obtemos:
1 i 1 i
(A) 1 – i (B) i – 1 (C) 1 + i (D) i (E) 1
4) Se z  2  i 1  i i , então z , o conjugado de z, será dado por:
(A) – 3 – i (B) 1 – 3i (C) 3 – i (D) – 3 + i (E) 3 + i

2i
5) Sabendo que  é um número real e que a parte imaginária do número complexo é
  2i
zero, então  é igual a:
(A) – 4 (B) – 2 (C) 1 (D) 2
(E) 4

6) Se i é uma unidade imaginária, então i 25  i 39  i 108  i  i 50 é igual a:


(A) – 1 – i (B) – 1 + i (C) 1 – i (D) 1 + i (E) 0

1  2i
7) O valor de é:
1 i
3 1 3 1 3 1 3 1
(A)  i (B)   i (C)   i (D)  i (E) 3
2 2 2 2 2 2 2 2

8) Sendo z = (m2 - 5m + 6) + (m2 - 1).i, determine m de modo que z seja um imaginário puro.

9) Calcule o valor da expressão y = i + i2 + i3 + ... + i1001.

10) Se m - 1 + ni = (3 + i).(1 + 3i), calcule os valores de m e n.

11) Sendo a = - 4 + 3i , b = 5 - 6i e c = 4 - 3i , calcule o valor de a.c + b.

10
12) Dados os números complexos z  3i e w , se w é o complexo conjugado de w, então,
3i
(A) zw. (B) zw. (C) z  w . (D) z  w .

i 13  i 14
13) Se i é a unidade imaginária, então é igual a:
i 15  i 16
(A) i (B) – i (C) 0 (D) 1 (E) – 1

14) Resolva as seguintes operações indicadas:


i  3i 2  i 5  2i 3  i 4  i 2  4i 3  5i  2i 4  i 5 i 4  2i 2  i 6  3i 9
a)  b)  c) 
1  i3  2  i5 i16  i 20  i 35
15) O módulo do número complexo z = i2014 – i1987 é igual a:
(A) √2 (B) 0 (C) √3 (D) 1

Respostas: 1) D 2) B 3) E 4) A 5) B 6) C 7) A 8) m = 2 ou m = 3 9) i 10) m =1; n = 10


11) – 2 + 18i 12) D 13) B 14) 15) A
Geometria Espacial
1) Um poliedro convexo tem 6 faces e 8 vértices. O número de arestas é:
a) 6 b) 8 c) 10 d) 12 e) 14

2) O número de vértices de um poliedro convexo que possui 12 faces triangulares é:


a) 4 b) 12 c) 10 d) 6 e) 8

3) Um poliedro convexo é formado por 80 faces triangulares e 12 pentagonais. O número de vértices do poliedro é:
a) 80 b) 60 c) 50 d) 48 e) 36

4) Um poliedro convexo tem três faces triangulares, uma face quadrangular, uma face pentagonal e duas faces
hexagonais. Então, o número de vértices desse poliedro é igual a:
a) 7 b) 15 c) 10 d) 12 e) 9

5) Um poliedro convexo possui ao todo 18 faces, das quais 12 são triângulos e as demais são quadriláteros. Esse
poliedro possui exatamente:
a) 14 vértices. b) 30 vértices. c) 60 diagonais. d) 28 arestas. e) 60 arestas.

6) As dimensões de um paralelepípedo retângulo são proporcionais aos números 2, 3 e 4. Se a soma das medidas
de todas as suas arestas mede 72 m, sua área total será em m² igual a:
a) 104 b) 216 c) 108 d) 208 e) 116

7) A caixa d’água da figura tem a forma de um paralelepípedo retângulo e volume V. Mantidos o volume V e a
profundidade 2 m, se alargura BC for mudada para 2 m, o comprimento AB deverá ser:

a) 7,0 m b) 5,5 m c) 6,0 m d) 6,5 m e) 7,5 m


2
8) Dá-se um prisma quadrangular regular cuja área total mede 110 m , sendo a área de uma face lateral os 35 da
área da base. Determine o volume do sólido.
3 3 3 3 3
a) 65 m b) 75 m c) 85 m d) 95 m e) 100 m

9) Qual a área lateral de um prisma reto de 10 cm de altura, cuja base é um hexágono regular de apótema 33 cm?
2 2 2
a) 320 cm² b) 340 cm c) 360 cm d) 380 cm

10)

11)

12) Se quadruplicarmos o raio da base de um cilindro, mantendo a sua altura, o volume do cilindro fica multiplicado
por:
a) 16 b) 12 c) 8 d) 4 e) 4 π
Mais atividades de revisão – Geometria Espacial
1) Um poliedro convexo possui duas faces pentagonais e cinco quadrangulares. O número de vértices deste
poliedro é
(A) 4 (B) 6 (C) 8 (D) 9 (E) 10

2) Um poliedro convexo de 16 arestas é formado por faces triangulares e quadrangulares. Seccionando-o por um
plano convenientemente escolhido, dele se destaca um novo poliedro convexo, que possui apenas faces
quadrangulares. Este novo poliedro possui um vértice a menos que o original e uma face a mais que o número
de faces quadrangulares do original. Sendo m e n, respectivamente, o número de faces e o número de vértices
do poliedro original, então:
(A) m = 9, n = 7 (B) m = n = 9 (C) m = 8, n = 10 (D) m = 10, n = 8 (E) m = 7, n = 9

3) Um poliedro convexo só tem faces triangulares e quadrangulares. Se ele tem 20 arestas e 10 vértices, então, o
número de faces triangulares é:
(A) 12 (B) 11 (C) 10 (D) 9 (E) 8

4) Um poliedro convexo é formado por 4 faces triangulares, 2 faces quadrangulares e 1 face hexagonal. O número
de vértices desse poliedro é de:
(A) 6 (B) 7 (C) 8 (D) 9 (E) 10

5) Considere uma cruz formada por 6 cubos idênticos e justapostos, como na figura abaixo. Sabendo-se que a área
total da cruz é de 416 cm², pode-se afirmar que o volume de cada cubo é igual a:

(A) 16 cm³ (B) 64 cm³ (C) 69 cm³ (D) 26 cm³

6) (UFRRJ) Observe o bloco retangular da figura 1, de vidro totalmente fechado com água dentro. Virando-o, como
mostra a fig 2, podemos afirmar que o valor de x é:

(A) 12 cm (B) 11 cm (C) 10 cm (D) 5 cm (E) 6 cm

7) Um reservatório de forma cúbica tem aresta medindo 3 m e é preenchido em três horas utilizando uma bomba-
d'água. Com a mesma bomba, em quantas horas preenche-se um reservatório na forma de um paralelepípedo
reto de dimensões 4 m, 6 m, 9 m?

8) Considere um prisma reto de base quadrada, cuja altura mede 3m e tem área total de 80 m². Quanto vale o lado
dessa base quadrada?

9) Dado um prisma hexagonal regular, sabe-se que sua altura mede 3 cm e que sua área lateral é seis vezes a
área da base. O volume deste prisma, em centímetros cúbicos, é:
(A) 6 3 (B) 9 3 (C) 12 3 (D) 27 2 (E) nda

10) De um prisma triangular regular, sabe-se que sua altura mede 2 3 cm e que sua área lateral é o quádruplo da
área da base. O volume deste prisma, em centímetros cúbicos, é:
(A) 54 (B) 27 3 (C) 54 3 (D) 27 (E) 17 3

11) O volume de um cilindro circular reto é 36 6 cm³. Se a altura desse cilindro mede 6 6 cm, então a área total
desse cilindro, em cm², é:
(A) 72π (B) 84 π (C) 92 π (D) 96 π (E) 100 π
12) Um fabricante de caixas d’água pré-moldadas deseja fabricá-las na forma cilíndrica com 2 metros de altura
interna com capacidade de 2 000 litros. Então, o raio da base da caixa d’água é, em metros, igual a:
1 10 10
(A) 2  (B) (C) (D)  (E)
  
13) Um recipiente cilíndrico de 60 cm de altura e base com 20 cm de raio está sobre uma superfície plana horizontal
e contém água até altura de 40 cm, conforme indicado na figura.

Considerando π igual a 3, a medida, em cm, da aresta do cubo colocado na água é igual a:


(A) 10 2 (B) 103 2 (C) 10 12 (D) 103 12 (E) 103 6

14) Num cilindro de 5 cm de altura, a área da base é igual à área de uma seção por um plano que contém o eixo do
cilindro, tal como a seção ABCD na figura a seguir.

Determine o volume desse cilindro

15) O raio de um cilindro de revolução mede 1,5 m. Sabe-se que a área da base do cilindro coincide com a área de
secção determinada por um plano que contém o eixo do cilindro. Então, a área total do cilindro, em m², vale:
3 2 9   2 2 3   1
(A) (B) (C)    2 (D) (E)
4 4 2 2
16) A geratriz de um cone circular reto forma com o eixo deste um ângulo de 45°. Sabendo-se que o perímetro de
sua secção meridiana mede 2 cm, podemos afirmar que a área total deste cone vale:

(A)
3

2 2  2cm² (B)   
2  1 cm² (C) 
 3  1 cm²  (D)

2
 2  1 cm ²
(E)   5  1cm²

17) Para vender um determinado produto foram feitas duas embalagens. Uma de forma cilíndrica, com 18 cm de
altura e 16π cm² de área da base; outra na forma de um cone, com a mesma base e a mesma altura que a caixa
cilíndrica. Pode-se dizer que:
(A) O volume da caixa cônica é 1/3 do volume da caixa cilíndrica.
(B) O volume da caixa cilíndrica é 16 vezes maior que a caixa cônica.
(C) O volume da caixa cônica é 2/3 do volume da caixa cilíndrica.
(D) As duas embalagens têm o mesmo volume.
(E) O volume da caixa cilíndrica é o dobro do volume da caixa cônica.

18) Inclinando-se em 45º um copo cilíndrico reto de altura 15 cm e raio da base 3,6 cm, derrama-se parte do líquido
que completava totalmente o copo, conforme indica a figura. Admitindo-se que o copo tenha sido inclinado com
movimento suave em relação à situação inicial, a menor quantidade de líquido derramada corresponde a um
percentual do líquido contido inicialmente no copo de:

(A) 48% (B) 36% (C) 28% (D) 24% (E) 18%

Gabarito: 1 – E 2–B 3–E 4–C 5–B 6–A 7 – 24 h 8–4m 9–A 10 – C 11 – B 12 – B


13 – D 14 – 500/π cm³ 15 – B 16 – B 17 – A 18 – D
Binômio de Newton – Exercícios
CONES
1) Sabe-se que um cilindro de revolução de raio igual a 10 cm, quando cortado por um plano paralelo ao eixo, a
uma distância de 6 cm desse eixo, apresenta secção retangular equivalente à base. Calcule o volume desse
cilindro, em centímetros cúbicos. (Use  = 3)

2) Um cone foi formado a partir de uma chapa de aço, no formato de um setor de 12 cm de raio e ângulo central de
120º. Então, a altura do cone é:

(A) 2 2 (B) 4 2 (C) 6 2 (D) 8 2 (E) 12 2


3) Considere o sólido gerado pela rotação completa do triângulo acutângulo ABC, de área
S, em torno de um eixo que passa pelo lado BC, que tem comprimento . O volume
desse sólido é igual a:
4 πS 2 2 πS 2 4 πS 2 πS
(A) . (B) . (C) . (D) .
3 3 3 3
πS
(E) .
3

4) A prefeitura de certo município realizou um processo de licitação para a construção de 100 cisternas de placas
de cimento para famílias da zona rural do município. Esse sistema de armazenamento de água é muito simples,
2
de baixo custo e não poluente. A empreiteira vencedora estipulou o preço de 40 reais por m construído,
tomando por base a área externa da cisterna. O modelo de cisterna pedido no processo tem a forma de um
cilindro com uma cobertura em forma de cone, conforme a figura. Considerando que a construção da base das
cisternas deve estar incluída nos custos, é correto afirmar que o valor, em reais, a ser gasto pela prefeitura na
construção das 100 cisternas será no máximo, de: (Use: π = 3,14)

(A) 100.960 (B) 125.600 (C) 140.880 (D) 202.888 (E) 213.520

5) Num cone reto, a altura é 3 m e o diâmetro da base é 8 m. Então, a área total, em metros quadrados, vale:
(A) 36π (B) 52π (C) 16π (D) 20π

6) Calcule o volume de um cone reto, sabendo que sua superfície lateral planificada é um setor circular de raio e
ângulo central respectivamente medindo 24 cm e 45º.
(A) 27 5 cm 3 (B) 27 7 cm 3 (C) 25 7 cm 3 (D) 27 cm
3

7) Calcule a área da superfície lateral e a capacidade de um cone de revolução de altura 9 cm, sabendo que sua
área lateral vale o dobro da área da sua base.
(A) 50 cm e 80 cm 3 (B) 54 cm e 80 cm 3 (C) 52 cm 2 e 81 cm 3 (D) 54 cm e 81 cm 3
2 2 2

8) A base de um cone equilátero foi pintada com 10 latas de tinta, cada uma contendo 1,8 litros de tinta. Nessas
condições, para pintar a área lateral desse cone a quantidade de tinta necessária, em litros, é igual a:
(A) 18 (B) 27 (C) 30 (D) 36 (E) 40

9) Uma mistura de leite batido com sorvete é servida em um copo, como na figura. Se na parte superior do copo há
uma camada de espuma de 4cm de altura, então a porcentagem do volume do copo ocupada pela espuma está
melhor aproximada na alternativa:

(A) 65% (B) 60% (C) 50% (D) 45% (E) 70%
Respostas: 1) 5625 cm³ 2) D 3) A 4) E 5) A 6) B 7) D 8) D 9) C
ESFERAS
2
1) A superfície de uma esfera pode ser calculada através da fórmula 4..R , onde R é o raio da esfera. Sabe-se que
3 1
da superfície do Planeta Terra são cobertos por água e da superfície restante é coberto por desertos.
4 3
Considere o Planeta Terra esférico, com seu raio de 6400 km e use  igual a 3. A área dos desertos, em milhões de
quilômetros quadrados, é igual a:
(A) 122,88 (B) 81,92 (C) 61,44 (D) 40,96 (E) 20,86

2) Constrói-se um depósito, na forma de um sólido V, dentro de uma semiesfera de raio 4 m. O depósito é formado
por uma semiesfera de raio 1 m sobreposta a um cilindro circular, dispostos conforme a figura. Então a área da
2
superfície total de V, em m , é igual a:


(A) 20  14 2   
(B) 17  4 10   
(C) 8  4 7   
(D) 21  7 6   
(E) 15  6 7  
3) Derretendo uma peça maciça de ouro de forma esférica, quantas peças da mesma forma se pode confeccionar
com este ouro, se o raio das novas peças é um terço do raio da anterior? Admita que não houve perda de ouro
durante o derretimento.
(A) 3 (B) 9 (C) 18 (D) 21 (E) 27

4) Em uma caixa d'água cúbica vazia de lado 2 m, é colocada, cheia de água, uma esfera inscrita, com espessura
da parede desprezível. Estoura-se a esfera e retiram-se seus resíduos. Qual a altura de água que permanecerá
dentro da caixa?

5) Considere uma laranja como uma esfera composta de 12 gomos exatamente iguais. Se a laranja tem 8 cm de
diâmetro, qual é o volume de cada gomo?

1
6) Qual é a área da superfície de uma esfera, se seu raio mede do raio de outra esfera cujo volume é 4500
5
3
cm ?

7) Uma superfície esférica de raio 13 cm é cortada por um plano situado a uma distância de 12 cm do centro da
superfície esférica, determinando uma circunferência. O raio dessa circunferência é:
(A) 1 cm (B) 2 cm (C) 3 cm (D) 4 cm (E) 5 cm
2
8) Uma esfera cuja superfície tem área igual a 676cm é cortada por um plano situado a uma distância de 12cm
do seu centro, determinando um círculo. Nessas condições, determine:
a) a área deste círculo;
b) o comprimento da circunferência máxima dessa esfera;
c) o volume do cone reto cujo vértice é o centro da esfera e a base é o círculo determinado pela intersecção do
plano com a esfera.

9) Duas esferas são concêntricas, a menor tem 19 cm de raio. A área da secção feita na esfera maior por um
2
plano tangente a esfera menor é de 81cm . Calcule:
a) o raio da esfera maior; b) o volume da esfera maior.

10) Na figura, ABC é um quadrante de circulo de raio 3 cm e ADEF é um quadrado, cujo lado mede 1 cm. Considere
o sólido gerado pela rotação de 360°, em torno da reta AB, da região hachurada na figura. Esse sólido tem um
volume de:

3 3 3 3
(A) 14 cm (B) 15 cm (C) 16 cm (D) 17 cm

Respostas: 1) D 2) E 3) E 4)  m 5) 64 cm³ 6) 36  cm² 7) E 8) a) 13 cm b) 5 cm


3 9
4000
c) 25  cm² 9) a) 10 cm b) cm³ 10) D
3
CILINDROS
1) Em um cilindro reto, de 4 m de altura e 0,5 m de raio, foi inscrito um prisma quadrangular regular. Qual a razão
entre os volumes do cilindro e do prisma?

2) Em um tanque cilíndrico com raio de base R e altura H contendo água é mergulhada uma
esfera de aço de raio r, fazendo com que o nível da água suba R/6, conforme mostra a
figura. Calcule o raio r da esfera em termos de R.

3) Um vaso em forma de cilindro circular reto tem medida de raio da base 5 cm, altura 20 cm e contém água até a
altura de 19 cm (despreze a espessura das paredes do vaso). Assinale a alternativa na qual consta o maior
número de esferas de aço, de 1 cm de raio cada, que podemos colocar no vaso a fim de que a água não
transborde.
(A) 14 (B) 15 (C) 16 (D) 17 (E) 18

4) Um vidro de perfume tem a forma e as medidas indicadas na figura e sua embalagem tem a forma de um
paralelepípedo cujas dimensões internas são as mínimas necessárias para contê-lo. Pode-se afirmar que o
volume da embalagem não ocupado pelo vidro de perfume vale aproximadamente:
3 3 3 3
(A) 142 cm (B) 154 cm (C) 168 cm (D) 176 cm
3
(E) 182 cm

5) Um recipiente cilíndrico de 60 cm de altura e base com 20cm de raio está sobre uma superfície plana horizontal
e contém água até a altura de 40cm, conforme indicado na figura. Imergindo-se totalmente um bloco cúbico no
recipiente, o nível da água sobe 25%. Considerando  = 3, a medida, em cm, da aresta do cubo colocado na
água é igual a:

(A) 10 2 (B) 103 2 (C) 10 12 (D) 103 12


6) Num cilindro de 5 cm de altura, a área da base é igual à área de uma seção por um plano que contém o eixo do
cilindro, tal como a seção ABCD na figura. Qual o volume desse cilindro?

7) A área total de um cilindro vale 48 m2 e a soma das medidas do raio da base e da altura é igual a 8 m. Então,
3
em m , o volume do solido é:
(A) 75 (B) 50 (C) 45 (D) 25 (E) 15
8) O raio de um cilindro de revolução mede 1,5m. Sabe-se que a área da base do cilindro coincide com a área da
2
secção determinada por um plano que contém o eixo do cilindro. Então, a área total do cilindro, em m , vale:

3 2 9 (  2) 2 3 (  1)
(A) (B) (C)  (  2) (D) (E)
4 4 2 2
9) Um cilindro circular reto de raio R e altura h = 2R é cortado por um plano paralelo ao seu eixo. Sendo R a
2
distância do eixo ao plano secante, calcule o volume do menor segmento cilíndrico resultante dessa seção.

10) Um reservatório em forma de cilindro circular reto e interceptado por um plano paralelo ao seu eixo e a 6dm
2
de distancia desse eixo que determina uma secção meridiana retangular ABCD com área igual a 8 dm . Sendo
iguais a altura e o raio da base do cilindro, pode-se afirmar que a capacidade do reservatório e igual, em litros, a:
(A) 0,2 2 (B) 1,6 2 (C) 2 2 (D) 16 (E) 16 2

Respostas: 1)  2) r = R/2 3) E 4) 176 cm³ 7) C 8) B 9)



R 3 4  3 3  10) E
2 6
PIRÂMIDES E TRONCOS
3
12) Um tronco de pirâmide de bases quadradas tem 21 dm de volume. A altura do tronco mede 30 cm e o lado do
quadrado da base maior, 40 cm. Calcule o lado do quadrado da base menor.

13) Uma pirâmide quadrangular regular tem 4 m de altura e a aresta da base mede 6 m. Calcule seu volume e a
área total.

14) Calcular a área da base, área lateral, área total e o volume da pirâmide quadrangular regular de apótema 5 cm e
apótema da base 2 cm.

15) Calcule o volume de uma pirâmide hexagonal regular de área da base 288 3m e apótema 13 m.

16) Uma pirâmide triangular regular tem 5 cm de altura e o apótema da base mede 4 cm. Calcule o volume da
pirâmide.

17) Considere uma pirâmide quadrangular regular inscrita em um cubo de 2 cm de aresta. Calcule:
a) a área lateral da pirâmide;
b) a área total da pirâmide;
c) a razão entre o volume da pirâmide e do cubo;
d) a razão entre as áreas totais da pirâmide e do cubo.

18) Numa pirâmide regular de base triangular, a aresta da base mede 2 3cm e a altura mede 4cm. Calcule o
apótema da base, o apótema da pirâmide e a aresta lateral.

19) A figura representa uma pirâmide com vértice num ponto E. A base é um retângulo ABCD e a face EAB é um
triângulo retângulo com o ângulo reto no vértice A. A pirâmide apresenta-se cortada por um plano paralelo à
base, na altura H. Esse plano divide a pirâmide em dois sólidos: uma pirâmide EA'B'C'D' e um tronco de
pirâmide de altura H. Sabendo-se que H = 4cm, AB = 6cm, BC = 3cm e a altura h = AE = 6cm, determine:

a) o volume da pirâmide EA'B'C'D'; b) o volume do tronco de pirâmide.

3
20) Uma pirâmide regular de base quadrada tem lado da base medindo 8cm e área lateral igual a da área total.
5
Calcular a altura e a área lateral desta pirâmide.

21) A base de uma pirâmide tem 225 cm² de área. Uma secção paralela à base, feita a 3 cm do vértice, tem 36 cm²
de área. Determine a altura da pirâmide.

22) Uma forma de gelo, como a da figura, tem a forma de tronco de pirâmide, de bases retangulares, com as áreas
das bases maior e menor indicadas. (Considere 77,76  8,82 )

a) Qual a quantidade de água, em mililitros, necessária para encher completamente essa forma de gelo?
3
b) Sabendo-se que, ao congelar, o volume de água aumenta em 8%, qual o volume de gelo, em cm , que
teremos após o congelamento?
16 21
Respostas: 1) 10 cm 2) 48 m³ e 96 m² 3) 16 cm², 56 cm², 40 cm² e cm³ 4) 480 3 m³ 5) 80 3 cm³
3

6) a) 4 5 cm² 
b) 4 1  5  cm² c) 1/3 d)
1  5  7) a) 1 cm b) 17 cm c) 2 5 cm
6
8) a) 4/3 cm³ b) 104/3 cm³ 9) 10) 11) a) 28,62 cm³ b) 30,91 cm³
PRISMAS
1) Um cubo tem área total igual a 96 m². De quanto deve ser aumentada a sua aresta para que seu volume se
torne igual a 216 m³ ?
(A) 2 m (B) 3 m (C) 6 m (D) 2 6 m (E) n.d.r

2) Um cubo tem área total igual a 72 m², sua diagonal vale:


(A) 6 m (B) 12 m (C) 6 m (D) 2 6 m (E) n.d.r

3) Calcule o volume de um prisma hexagonal regular de aresta da base igual a 3 3 cm e altura 6 3 .

4) Calcule o volume de um prisma hexagonal regular de área total igual a 48 3 cm², sendo 1 cm a altura do
prisma.

5) Dado um prisma hexagonal regular, sabe-se que sua altura mede 3 cm e que sua área lateral é o dobro da área
de sua base. O volume deste prisma, em cm³, é:
(A) 27√3 (B) 13√2 (C) 12 (D) 54√3 (E) 17√5

6) Considere P um prisma reto de base quadrada, cuja altura mede 3 m e com área total de 80 m². O lado dessa
base quadrada mede:
(A) 1 m (B) 8 m (C) 4 m (D) 6 m (E) 16 m

7)

Na fabricação da peça acima, feita de um único material que custa R$ 5,00 o cm², deve-se gastar a quantia de:
(A) R$ 400,00 (B) R$ 380,00 (C) R$ 360,00 (D) R$ 340,00 (E) R$ 320,00

8) A figura abaixo representa um prisma reto, de altura 10 cm, e cuja base é o pentágono ABCDE. Sabendo-se que
AB = 3 cm e BC = CD = DE = EA = 2 cm, calcule o volume do prisma.

9) Na figura a seguir tem-se o prisma reto ABCDEF, no qual DE = 6 cm, EF = 8 cm e DE é perpendicular a EF.

Se o volume desse prisma é 120 cm³, a sua área total, em centímetros quadrados, é
(A) 144 (B) 156 (C) 160 (D) 168 (E) 172

10) Seccionando-se (cortando-se) um cubo de aresta 9 cm por um plano paralelo as bases, obtêm-se dois
2
paralelepípedos retângulos. Sabe-se que a área total do paralelepípedo menor é igual a 270cm . Determine o
volume do paralelepípedo maior.

Respostas: 1) A 2) A 3) 729 cm³ 4) 18 3 cm³ 5) D 6) C 7) B 8) 3 7 / 4  610 cm³ 9) D 10) 486 cm³
MATRIZES
1) (UFPR/2014) Um criador de cães observou que as rações das marcas A, B, C e D contêm diferentes
quantidades de três nutrientes, medidos em miligramas por quilograma, como indicado na primeira matriz
abaixo. O criador decidiu misturar os quatro tipos de ração para proporcionar um alimento adequado para seus
cães. A segunda matriz abaixo dá os percentuais de cada tipo de ração nessa mistura.

Quantos miligramas do nutriente 2 estão presentes em um quilograma da mistura de rações?


(A) 389 mg (B) 330 mg (C) 280 mg (D) 210 mg (E) 190 mg

2) (UERJ/2014) Considere a sequência de matrizes (A1, A2, A3, ...), todas quadradas de ordem 4, respectivamente
iguais a:

Sabendo que o elemento aij = 75432 é da matriz An, determine os valores de n, i e j.

 x  j , se i  j
3) (UNICENTRO/2013) Seja a matriz A  aij 33 , na qual aij   . Se det A  1 , então o valor de
 j , se i  j
x é:
(A) 5 (B) 3 (C) 0 (D) – 3 (E) – 5

4) (ESPM/2013) Duas matrizes quadradas de mesma ordem são inversas se o seu produto é igual à matriz
2 1  x y
A  e B matrizes inversas, o valor de x  y  z  w
w 
identidade daquela ordem. Sendo
0 1 z
é igual a:
(A) 0 (B) 1 (C) – 2 (D) 3 (E) – 4

 6 4 0  6 9  9
   6 9  7   
5) Considere as seguintes matrizes D  1
 1 4 C    e E   1 0  4 . Se for
 
 6 0 6  7  3  2  6 0  1
t t t
possível, calcule: a) 2C – D b) (2D – 3E ) c) D² - DE

A  aij 4 x 3 , a ij  i j
c 22 .
B  b ij 3 x 4 bij  ji
6) (MACKENZIE) Sejam as matrizes a seguir . Se C = A.B, calcule, então

 0 4 - 2  3 6 9  0 -1 0 
  , B =  e C =   , calcule o resultado das seguintes
0 
7) Dadas as matrizes A =
 6 2 8  12 - 6  1 - 1 2 
operações:
1 1 
a) 2A – B + 3C b) A B  C
2 3 
8) Efetue:
1 0 0   2 2 1 
 5 - 3  3  5 2 2 - 1   
a)  .  b)  .  c) 1 1 0 .1 2 2 
 1 4    2  1 4  0 3   0 1 1  2 1 2 
  
9) (Ufrj) Antônio, Bernardo e Cláudio saíram para tomar chope, de bar em bar, tanto no sábado quanto no domingo.
As matrizes a seguir resumem quantos chopes cada um consumiu e como a despesa foi dividida:

S refere-se às despesas de sábado e D às de domingo. Cada elemento aij nos dá o número de chopes que i
pagou para j, sendo Antônio o número 1, Bernardo o número 2 e Cláudio o número 3 (aij representa o elemento
da linha i, coluna j de cada matriz).
Assim, no sábado Antônio pagou 4 chopes que ele próprio bebeu, 1 chope de Bernardo e 4 de Cláudio (primeira
linha da matriz S).
a) Quem bebeu mais chope no fim de semana?
b) Quantos chopes Cláudio ficou devendo para Antônio?

DETERMINANTES
0, se i  j
1) Sendo A  aij 2 x 2  3i  j e B  bij 2 x 2   , calcule o valor dos determinantes:
 1, se i  j
c) A  B d)  AB 
T T T
a) A b) B

2) Calcule os seguintes determinantes:


1 2 3 1 2 1 0 1 3
a) 2 2 4 b) 3 4  1 c)  2 1 1
3 2 1 0 1 2 3 1 2

3) Calcule o valor dos determinantes a seguir, sem resolvê-los:


3 0 3 2 1 3 1 2 5 4 0 0
0 0    
a) b)  2 1 2 c) 4 0 1 d) 2 4 1 e) 1  3 0 
1 3 1
 1 1  8 2 7 3 6 7 2 1
 2 

Respostas: 1) a) – 3 b) – 1 c) – 4 d) 3 2) a) 122 b) 0 c) 4 3) a) 0 b) 0 c) 0 d) – 24 e) 0

SISTEMAS LINEARES
1) (UFPR/2014) No processo de preparação de uma mistura, foi necessário estudar o sistema linear:
p + 2q + r = 3
2p + 3r = 8
p + 6q = 1
Nesse sistema, p, q e r representam as quantidades dos três elementos envolvidos na mistura.
a) Calcule o determinante da matriz dos coeficientes desse sistema.
b) Resolva o sistema.c

2) (UEL/2014) Uma padaria possui 3 tipos de padeiros, classificados como A, B e C. Essa padaria é bem conhecida
na cidade pela qualidade do pão francês, da baguete e do pão de batata. Cada padeiro do tipo A produz,
diariamente, 30 pães franceses, 100 baguetes e 20 pães de batata. Cada padeiro do tipo B produz, diariamente,
30 pães franceses, 70 baguetes e 20 pães de batata. Cada padeiro do tipo C produz, diariamente, 90 pães
franceses, 30 baguetes e 100 pães de batata. Quantos padeiros do tipo A, do tipo B e do tipo C são necessários
para que em um dia a padaria produza, exatamente, 420 pães franceses, 770 baguetes e 360 pães de batata?
Apresente os cálculos realizados na resolução desta questão.
3) Examinando os anúncios abaixo, conclua o preço de cada faca, garfo e colher.

x  y  z  8

4) A soma das soluções do sistema 2 x  y  z  5 é:
 x  2 y  z  8

(A) 4 (B) 5 (C) 6 (D) 7 (E) 8

5) Pedro, Maria e Rogério saíram pelo trânsito da cidade, arrecadando dinheiro para a festa de formatura da turma.
No final do dia, juntos, eles somaram R$ 150,00. Quando souberam que a festa estava cancelada, os três
resolveram dividir igualmente o dinheiro arrecadado. Dessa forma, Pedro ficou com o dobro do que arrecadou,
Maria com R$ 5,00 a menos do que arrecadou e Rogério com R$ 20,00 a menos do que arrecadou. Pedro,
Maria e Rogério arrecadaram, em reais, respectivamente:
(A) 25, 45 e 80 (B) 30, 50 e 70 (C) 50, 25 e 75 (D) 50, 45 e 55 (E) 25, 55, e 70

6) As Leis de Kirchoff, aplicadas a um determinado circuito com três malhas interiores, resulta no sistema de três
equações lineares seguinte, cujas incógnitas, I 1 , I 2 e I 3 , são as intensidades das correntes no circuito.
3I1  2 I 2  3I 3  3

8I1  3I 2  2 I 3  23
2 I  5I  1
É verdade que I 1  I 3 é igual a:  1 3

(A) 1 (B) 2 (C) 3 (D) 4 (E) 5

x  y  z  5

7) (FGV-Rio/2005) O valor de x no sistema  x  2 y  3z  7 é:
 x  3 y  4 z  10

(A) 1 (B) 2 (C) 3 (D) 4 (E) 5
Poliedros – 2021
1) O número de faces triangulares de uma pirâmide é 11. Pode-se, então, afirmar que esta pirâmide
possui:
(A) 33 vértices e 12 arestas (B) 12 vértices e 11 arestas (C) 22 vértices e 11 arestas
(D) 11 vértices e 22 arestas (E) 12 vértices e 22 arestas

2) (ENEM/2016) Os sólidos de Platão são poliedros convexos cujas faces são todas congruentes a um
único polígono regular, todos os vértices têm o mesmo número de arestas incidentes e cada aresta é
compartilhada por apenas duas faces. Eles são importantes, por exemplo, na classificação das formas
dos cristais minerais e no desenvolvimento de diversos objetos. Como todo poliedro convexo, os
sólidos de Platão respeitam a relação de Euler V – A + F = 2, em que V, A e F são os números de
vértices, arestas e faces do poliedro, respectivamente. Em um cristal, cuja forma é a de um poliedro de
Platão de faces triangulares, qual é a relação entre o número de vértices e o número de faces?
(A) 2V – 4F = 4 (B) 2V – 2F = 4 (C) 2V – F = 4 (D) 2V + F = 4 (E) 2V + 5F = 4

3) (ENEM/2019 – PPL) No ano de 1751, o matemático Euler conseguiu demonstrar a famosa relação
para poliedros convexos que relaciona o número de suas faces (F),
arestas (A) e vértices (V): V + F = A + 2. No entanto, na busca dessa
demonstração, essa relação foi sendo testada em poliedros convexos e
não convexos. Observou-se que alguns poliedros não convexos
satisfaziam a relação e outros não. Um exemplo de poliedro não
convexo é dado na figura. Todas as faces que não podem ser vistas
diretamente são retangulares. Qual a relação entre os vértices, as
faces e as arestas do poliedro apresentado na figura?
(A) V + F = A (B) V + F = A – 1 (C) V + F = A + 1 (D) V + F = A + 2 (E) V
+F=A+3

4) (ITA/2020) Considere as seguintes afirmações:


I. Todo poliedro formado por 16 faces quadrangulares possui exatamente 18 vértices e 32 arestas.
II. Em todo poliedro convexo que possui 10 faces e 16 arestas, a soma dos ângulos de todas as
faces é igual a 2160°.
III. Existe um poliedro com 15 faces, 22 arestas e 9 vértices.
É(são) VERDADEIRA(S):
(A) apenas I. (B) apenas II. (C) apenas III. (D) apenas I e II. (E) apenas II e III.

5) (ITA) Se um poliedro convexo possui 20 faces e 12 vértices, então o número de arestas deste poliedro
é:
(A) 12 (B) 18 (C) 28 (D) 30 (E) 32

6) Um poliedro convexo possui 4 faces triangulares e 8 faces pentagonais. Sobre ele, afirma-se que:
I) O número de arestas excede o número de vértices em 10 unidades
II) A soma dos ângulos das faces é igual a 56 retos.
III) O número de vértices é 9.
São verdadeiras:
(A) I (B) II (C) III (D) I e II (E) Todas

7) (ENEM) Uma joia foi lapidada na forma de um poliedro convexo de 32 faces, sendo que 20 dessas
são hexaedros e as restantes são pentagonais. Essa joia será um presente para uma senhora que
está fazendo aniversário, completando uma idade cujo número é a quantidade de vértices desse
poliedro. Essa senhora está completando:
(A) 90 anos (B) 72 anos (C) 60 anos (D) 56 anos (E) 52 anos

8) (ENEM/2015) Para o modelo de um troféu foi escolhido um poliedro P, obtido a partir de cortes nos
vértices de um cubo. Com um corte plano em cada um dos cantos do cubo, retira-se o canto, que é
um tetraedro de arestas menores do que metade da aresta do cubo. Cada face do poliedro P, então, é
pintada usando uma cor distinta das demais faces. Com base nas informações, qual é a quantidade
de cores que serão utilizadas na pintura das faces do troféu?
(A) 6 (B) 8 (C) 14 (D) 24 (E) 30

9) (UERJ/2016) Dois dados, com doze faces pentagonais cada um, têm a forma
de dodecaedros regulares. Se os dodecaedros estão justapostos por uma de
suas faces, que coincidem perfeitamente, formam um poliedro côncavo,
conforme ilustra a figura. Considere o número de vértices V, de faces F e de
arestas A desse poliedro côncavo. A soma V + F + A é igual a:
(A) 102 (B) 106 (C) 110 (D) 112

10) (EsPCEx/2020) Um poliedro possui 20 vértices. Sabendo-se que de cada vértice partem 3 arestas, o
número de faces que o poliedro possui é igual a:
(A) 12 (B) 22 (C) 32 (D) 42 (E) 52

11) (Escola Naval/2000) Os átomos de uma molécula de determinada substância química se dispõem
sobre os vértices de um poliedro convexo, cuja soma dos ângulos de todas as faces
vale 2,088×104 graus. Sabendo que o poliedro tem 90 arestas, o menor inteiro que se deve somar ao
número de faces para obter um quadrado perfeito é:
(A) 1 (B) 4 (C) 7 (D) 8 (E) 17

12) (ENEM/2017 – PPL) O hábito cristalino é um termo utilizado por mineralogistas para descrever a
aparência típica de um cristal em termos de tamanho e forma. A granada é um mineral cujo hábito
cristalino é um poliedro com 30 arestas e 20 vértices. Um mineralogista construiu um modelo
ilustrativo de um cristal de granada pela junção dos polígonos correspondentes às faces. Supondo
que o poliedro ilustrativo de um cristal de granada é convexo, então a quantidade de faces utilizadas
na montagem do modelo ilustrativo desse cristal é igual a:
(A) 10 (B) 12 (C) 25 (D) 42 (E) 50

Respostas: 1) A 2) C 3) E 4) B 5) D 6) D 7) C 8) C 9) D 10) A 11) B 12) B


Prismas – 2021
1) (ENEM/2017) Uma rede hoteleira dispõe de cabanas simples na ilha de Gotland, na Suécia, conforme
Figura 1. A estrutura de sustentação de cada uma dessas cabanas está representada na Figura 2. A
ideia é permitir ao hóspede uma estada livre de tecnologia, mas conectada com a natureza.

A forma geométrica da superfície cujas arestas estão representadas na Figura 2 é


(A) tetraedro. (B) pirâmide retangular. (C) tronco de pirâmide retangular.
(D) prisma quadrangular reto. (E) prisma triangular reto.

2) (ENEM2017) Uma empresa especializada em conservação de piscinas utiliza um produto para


tratamento da água cujas especificações técnicas sugerem que seja adicionado 1,5 mL desse produto
para cada 1 000 L de água da piscina. Essa empresa foi contratada para cuidar de uma piscina de
base retangular, de profundidade constante igual a 1,7 m, com largura e comprimento iguais a 3 m e 5
m, respectivamente. O nível da lâmina d’água dessa piscina é mantido a 50 cm da borda da piscina.
A quantidade desse produto, em mililitro, que deve ser adicionada a essa piscina de modo a atender
às suas especificações técnicas é
(A) 11,25. (B) 27,00. (C) 28,80. (D) 32,25. (E) 49,50

3) (ENEM/2017) Um casal realiza sua mudança de domicílio e necessita colocar numa caixa de papelão
um objeto cúbico, de 80 cm de aresta, que não pode ser desmontado. Eles têm à disposição cinco
caixas, com diferentes dimensões, conforme descrito:
• Caixa 1: 86 cm x 86 cm x 86 cm
• Caixa 2: 75 cm x 82 cm x 90 cm
• Caixa 3: 85 cm x 82 cm x 90 cm
• Caixa 4: 82 cm x 95 cm x 82 cm
• Caixa 5: 80 cm x 95 cm x 85 cm
O casal precisa escolher uma caixa na qual o objeto caiba, de modo que sobre o menor espaço livre
em seu interior. A caixa escolhida pelo casal deve ser a de número:
(A) 1 (B) 2 (C) 3 (D) 4 (E) 5

4) (ENEM/2020) Um processo de aeração, que consiste na introdução de ar num líquido, acontece do


seguinte modo: uma bomba B retira o líquido de um tanque T1 e o faz passar pelo aerador A1, que
aumenta o volume do líquido em 15%, e em seguida pelo aerador A2, ganhando novo aumento de
volume de 10%. Ao final, ele fica armazenado num tanque T2, de acordo com a figura.
Os tanques T1 e T2 são prismas retos de bases retangulares, sendo que a base de T1 tem
comprimento c e largura L, e a base de T2 tem comprimento c/2 e largura 2L.
Para finalizar o processo de aeração sem derramamento do líquido em T2, o responsável
deve saber a relação entre a altura da coluna de líquido que já saiu de T1, denotada por x, e a
altura da coluna de líquido que chegou a T2, denotada por y.
A equação que relaciona as medidas das alturas y e x é dada por
(A) y = 1,265x (B) y = 1,250x (C) y = 1,150x (D) y = 1,125x (E) y = x

5) (ENEM/2019) Uma empresa especializou-se no aluguel de contêineres que são utilizados como
unidades comerciais móveis. O modelo padrão alugado pela empresa tem altura de 2,4 m e as outras
duas dimensões (largura e comprimento), 3,0 m e 7,0 m, respectivamente.

Um cliente solicitou um contêiner com altura padrão, porém, com largura 40% maior e
comprimento 20% menor que as correspondentes medidas do modelo padrão. Para atender
às necessidades de mercado, a empresa também disponibiliza um estoque de outros modelos
de contêineres, conforme o quadro.

Dos modelos disponíveis, qual atende às necessidades do cliente?


(A) I (B) II (C) III (D) IV (E) V
6) (UERJ/2018) A imagem a seguir ilustra um prisma triangular regular. Sua aresta da base mede b e
sua aresta lateral mede h.

Esse prisma é seccionado por um plano BCP, de modo que o volume da pirâmide ABCP seja
exatamente 1/9 do volume total do prisma. Logo, a medida de AP é igual a:
(A) h/9 (B) h/3 (C) 2h/3 (D) 5h/6

7) (UERJ/2019) Considere uma caixa com o formato de um bloco retangular de dimensões internas
iguais a 120 cm,140 cm e 80 cm. No interior dessa caixa, é guardada a maior quantidade possível
de cubos, todos com aresta de 20 cm. O número total de cubos guardados na caixa corresponde
a:
(A) 180 (B) 168 (C) 156 (D) 144

8) (UERJ/2020) Em uma fábrica, uma caixa com a forma de um paralelepípedo retângulo, com 25 cm
de comprimento, 10 cm de largura e 8 cm de altura, é preenchida com pequenos cubos de 0,5
cm”. Inicialmente, apenas um cubo é colocado na caixa. Em seguida, a cada minuto, duplica-se o
número de cubos dentro dela. Considere a tabela:

O valor do tempo t, em minutos, necessário para a caixa ser totalmente preenchida, é igual a:
(A) 12 (B) 14 (C) 16 (D) 18

9) (UERJ/2012) As figuras a seguir mostram dois pacotes de café em pó que têm a forma de
paralelepípedos retângulos semelhantes.

Se o volume do pacote maior é o dobro do volume do menor, a razão entre a medida da área total
do maior pacote e a do menor é igual a:
3 3
(A) √3 (B) √4 (C) √6 (D) √8
10) (UERJ/2016) Um prisma triangular reto ABCDEF foi dividido em duas partes por um plano α, de
acordo com a imagem abaixo. Os ângulos 𝐵𝐴̂𝐶 e 𝐸𝐷
̂ 𝐹 das bases do prisma são retos, e o plano a
contém os pontos A, B e G, sendo que G pertence à aresta CF e dista 4 cm de C.

Calcule o volume, em cm3, do maior sólido definido pela separação estabelecida no prisma
pelo plano α.

11) (EsPCEx/2015) As medidas das arestas de um paralelepípedo retângulo são diretamente


proporcionais a 3, 4 e 5 e a soma dessas medidas é igual a 48 cm. Então a medida da sua área total,
em cm2, é
(A) 752 (B) 820 (C) 1024 (D) 1302 (E) 1504

12) (EsPCEx/2014) Considere um prisma regular reto de base hexagonal tal que a razão entre a
√3
aresta da base e a aresta lateral é . Aumentando-se a aresta da base em 2 cm e mantendo-se
3

a aresta lateral, o volume do prisma ficará aumentado de 108 cm 3. O volume do prisma original é:
(A) 18 cm³ (B) 36 cm³ (C) 18√3 cm³ (D) 36√3 cm³ (E) 40 cm³

13) (UDESC/2014) Um bloco sólido de pedra com forma de paralelepípedo retângulo de 12 metros de
altura, 10 de largura e 4 metros de profundidade é demarcado de forma a ser dividido em 30
paralelepípedos iguais e numerados, conforme mostra a figura.

Se forem extraídos os paralelepípedos de número 7, 9, 12 e 20, então a nova área superficial do


bloco será de:
(A) 480 m² (B) 104 m² (C) 376 m² (D) 488 m² (E) 416 m²

Respostas: 1) E 2) B 3) C 4) A 5) B 6) B 7) B 8) A 9) B 10) 65 cm³ 11) E 12) B 13) A


Poliedros e Prismas
13) Um poliedro convexo tem 6 faces e 8 vértices. O número de arestas é:
a) 6 b) 8 c) 10 d) 12 e) 14

14) O número de vértices de um poliedro convexo que possui 12 faces triangulares é:


a) 4 b) 12 c) 10 d) 6 e) 8

15) Um poliedro convexo é formado por 80 faces triangulares e 12 pentagonais. O número de vértices do
poliedro é:
a) 80 b) 60 c) 50 d) 48 e) 36

16) Um poliedro convexo tem três faces triangulares, uma face quadrangular, uma face pentagonal e duas
faces hexagonais. Então, o número de vértices desse poliedro é igual a:
a) 7 b) 15 c) 10 d) 12 e) 9

17) Um poliedro convexo possui ao todo 18 faces, das quais 12 são triângulos e as demais são
quadriláteros. Esse poliedro possui exatamente:
a) 14 vértices. b) 30 vértices. c) 60 diagonais. d) 28 arestas. e) 60 arestas.

18) As dimensões de um paralelepípedo retângulo são proporcionais aos números 2, 3 e 4. Se a soma


das medidas de todas as suas arestas mede 72 m, sua área total será em m² igual a:
a) 104 b) 216 c) 108 d) 208 e) 116

19) (Mackenzie) A caixa d’água da figura tem a forma de um paralelepípedo retângulo e volume V.
Mantidos o volume V e a profundidade 2 m, se a largura BC for mudada para 2 m, o comprimento AB
deverá ser:

a) 7,0 m b) 5,5 m c) 6,0 m d) 6,5 m e) 7,5 m

20) Dá-se um prisma quadrangular regular cuja área total mede 110 m2, sendo a área de uma face lateral
os 3/5 da área da base. Determine o volume do sólido.
a) 65 m3 b) 75 m3 c) 85 m3 d) 95 m3 e) 100 m3

21) Qual a área lateral de um prisma reto de 10 cm de altura, cuja base é um hexágono regular de
apótema 3√3 cm?
a) 320 cm² b) 340 cm2 c) 360 cm2 d) 380 cm2

Respostas: 1) D 2) E 3) B 4) Nula 5) B 6) D 7) E 8) B 9) C
Poliedros e prismas

19) Um poliedro convexo possui duas faces pentagonais e cinco quadrangulares. O número de vértices
deste poliedro é
(A) 4 (B) 6 (C) 8 (D) 9 (E) 10

20) Um poliedro convexo de 16 arestas é formado por faces triangulares e quadrangulares. Seccionando-
o por um plano convenientemente escolhido, dele se destaca um novo poliedro convexo, que possui
apenas faces quadrangulares. Este novo poliedro possui um vértice a menos que o original e uma
face a mais que o número de faces quadrangulares do original. Sendo m e n, respectivamente, o
número de faces e o número de vértices do poliedro original, então:
(A) m = 9, n = 7 (B) m = n = 9 (C) m = 8, n = 10 (D) m = 10, n = 8 (E) m = 7, n = 9

21) Um poliedro convexo só tem faces triangulares e quadrangulares. Se ele tem 20 arestas e 10 vértices,
então, o número de faces triangulares é:
(A) 12 (B) 11 (C) 10 (D) 9 (E) 8

22) Um poliedro convexo é formado por 4 faces triangulares, 2 faces quadrangulares e 1 face hexagonal.
O número de vértices desse poliedro é de:
(A) 6 (B) 7 (C) 8 (D) 9 (E) 10

23) Considere uma cruz formada por 6 cubos idênticos e justapostos, como na figura abaixo. Sabendo-se
que a área total da cruz é de 416 cm², pode-se afirmar que o volume de cada cubo é igual a:

(A) 16 cm³ (B) 64 cm³ (C) 69 cm³ (D) 26 cm³

24) (UFRRJ) Observe o bloco retangular da figura 1, de vidro totalmente fechado com água dentro.
Virando-o, como mostra a fig 2, podemos afirmar que o valor de x é:

(A) 12 cm (B) 11 cm (C) 10 cm (D) 5 cm (E) 6 cm


25) Um reservatório de forma cúbica tem aresta medindo 3 m e é preenchido em três horas utilizando uma
bomba-d'água. Com a mesma bomba, em quantas horas preenche-se um reservatório na forma de um
paralelepípedo reto de dimensões 4 m, 6 m, 9 m?

26) Considere um prisma reto de base quadrada, cuja altura mede 3m e tem área total de 80 m². Quanto
vale o lado dessa base quadrada?

27) Dado um prisma hexagonal regular, sabe-se que sua altura mede 3 cm e que sua área lateral é seis
vezes a área da base. O volume deste prisma, em centímetros cúbicos, é:

(A) 6 3 (B) 9 3 (C) 12 3 (D) 27 2 (E) nda

28) De um prisma triangular regular, sabe-se que sua altura mede 2 3 cm e que sua área lateral é o
quádruplo da área da base. O volume deste prisma, em centímetros cúbicos, é:

(A) 54 (B) 27 3 (C) 54 3 (D) 27 (E) 17 3

Gabarito: 1 – E 2–B 3–E 4–C 5–B 6–A 7 – 24 h 8–4m 9–A 10 – C

Poliedros
1) Num poliedro convexo o número de vértices é 10 e o número de arestas é 15. Então o número de
faces é:
(A) 23 (B) 5 (C) 25 (D) 6 (E) 7

2) Considere o poliedro cujos vértices são os pontos médios das arestas de um cubo. O número de
faces triangulares e o número de faces quadradas desse poliedro são, respectivamente:

(A) 8 e 8. (B) 8 e 6. (C) 6 e 8. (D) 8 e 4. (E) 6 e 6.

3) Um poliedro convexo tem três faces triangulares, uma face quadrangular, uma face pentagonal e
duas faces hexagonais. Então o número de vértices desse polígono é igual a:
(A) 7 (B) 15 (C) 10 (D) 12 (E) 9

4) Um poliedro convexo só tem faces triangulares e quadrangulares. Se ele tem 20 arestas e 10


vértices, então, o número de faces triangulares é:
(A) 12 (B) 11 (C) 10 (D) 9 (E) 8
5) O número de faces triangulares de uma pirâmide é 11. pode-se, então, afirmar que esta pirâmide
possui
(A) 33 vértices e 22 arestas (B) 12 vértices e 11 arestas (C) 22 vértices e 11 arestas
(D) 11 vértices e 22 arestas (E) 12 vértices e 22 arestas

6) Um geólogo encontrou, numa de suas explorações, um cristal de rocha no formato de um poliedro,


que satisfaz a relação de Euler, de 60 faces triangulares. O número de vértices deste cristal é igual a:
(A) 35 (B) 34 (C) 33 (D) 32 (E) 31

7) Um poliedro convexo tem cinco faces quadrangulares e duas pentagonais. Então o número de
faces nf, o número de arestas na e o número de vértices nv do poliedro são:
(A) nf = 7 na = 10 nv = 12 (B) nf = 5 na = 9 nv = 12 (C) nf = 7 na = 6 nv = 10
(D) nf = 5 na = 9 nv = 12 (E) nf = 7 na = 15 nv = 10

8) Uma bola de futebol foi confeccionada utilizando-se 32 faces planas, sendo 20 hexagonais e 12
pentagonais. Considerando-se que a bola identifica-se com um poliedro assim construído, esse
poliedro possui exatamente
(A) 180 arestas (B) 90 vértices (C) 60 vértices (D) 60 arestas
9) Um poliedro convexo, com 32 arestas e 14 vértices, possui apenas faces triangulares e
quadrangulares. Sendo q o número de faces quadrangulares e t, o número de faces triangulares,
então os valores de q e t são, respectivamente:
(A) q = 6 e t = 14 (B) q = 16 e t = 4 (C) q = 4 e t = 14 (D) q = 14 e t = 4 (E) q = 4 e t = 16

10) Um poliedro convexo tem 25 arestas e todas as suas faces pentagonais. Então o número de faces
e de vértices do poliedro são respectivamente:
(A) 14 e 16 (B) 12 e 14 (C) 10 e 14 (D) 10 e 12 (E) 10 e 17

11) O número de arestas de uma pirâmide que tem 12 faces é


(A) 14 (B) 16 (C) 18 (D) 22

12) Determine o nº de vértices de um poliedro convexo que tem 8 faces hexagonais, 6 faces
octogonais e 12 faces quadrangulares.

13) Determine o nº de vértices de um poliedro convexo que tem 12 faces pentagonais, 30 faces
quadrangulares e 20 faces triangulares.

14) Determine o nº de vértices de um poliedro convexo que tem 3 faces quadrangulares, 4 faces
triangulares e 1 face hexagonal.

15) Determine o nº de vértices de um poliedro convexo que tem 1 face decagonal, 1 face pentagonal,
15 faces quadrangulares e 5 faces triangulares
16) Um poliedro convexo fechado tem faces triangulares, quadrangulares e pentagonais. Determine o
nº de faces triangulares, sabendo-se que esse poliedro tem 19 arestas e 11 vértices, e que o nº de
faces quadrangulares é o dobro do nº de faces pentagonais.

17) (MACK-SP) Determine o numero de vértices de um poliedro que tem tres faces triangulares, uma
face quadrangular, uma pentagonal e duas hexagonais.

18) Um poliedro convexo de 10 vértices apresenta faces triangulares e quadrangulares. O número de


faces quadrangulares, o número de faces triangulares e o número total de faces formam, nesta ordem,
uma progressão aritmética. O número de arestas é:
(A) 10 (B) 17 (C) 20 (D) 22 (E) 23

Respostas: 1) E 2) B 3) C 4) E 5) E 6) D 7) E 8) C 9) E 10) E 11) D


12) 48 vértices 13) 60 vértices 14) 9 vértices 15) 25 vértices 16) 4 faces triangulares 17) 10 vértices 18) C

Sólidos inscritos
Resumo

a  2r 6

a 6
h
3

2R 3
a Rr 3
3
1) (FATEC/2003) Duas esferas maciças iguais e tangentes entre si estão inscritas em um paralelepípedo reto-
retângulo oco, como mostra a figura abaixo. Observe que cada esfera tangencia as quatro faces laterais e uma
das bases do paralelepípedo.

O espaço entre as esferas e o paralelepípedo está preenchido com um líquido. Se a aresta da base do
paralelepípedo mede 6 cm, o volume do líquido nele contido, em litros, é aproximadamente igual a
(A) 0,144 (B) 0,206 (C) 1,44 (D) 2,06 (E) 20,6

2) (UFSCar-2003) A figura representa um galheteiro para a colocação de azeite e vinagre em compartimentos


diferentes, sendo um cone no interior de um cilindro.

Considerando h como a altura máxima de líquido que o galheteiro comporta e a razão entre a capacidade total
de azeite e vinagre igual a 5, o valor de h é
(A) 7 cm (B) 8 cm (C) 10 cm (D) 12 cm (E) 15 cm
3) Um cilindro circular reto de altura h e raio r da base está inscrito em um cone circular reto de altura H e raio R da
base. Sendo R = 2r, determine a relação entre os seus volumes.

4) (UFSCar-2002) Na figura, os pontos ACFH são os vértices de um tetraedro inscrito em cubo de lado 3. O volume
do tetraedro é:

27 9 39 27 13
(A) (B) (C) 9 (D) (E) 18
8 8 8
5) Pedro pegou uma bola de tênis com 3 cm de raio e observou que ela ficava exatamente inscrita em uma
pirâmide com o formato de um tetraedro regular. Calcule o valor da aresta desse tetraedro.

6) (FUVEST/2013) Os vértices de um tetraedro regular são também vértices de um cubo de aresta 2. A área de
uma face desse tetraedro é:
(A) 2 3 (B) 4 (C) 3 2 (D) 3 3 (E) 6

7) (UERJ/2013) Um cristal com a forma de um prisma hexagonal regular, após ser cortado e polido, deu origem a
um sólido de 12 faces triangulares congruentes. Os vértices desse poliedro são os centros das faces do prisma,
conforme representado na figura.
Calcule a razão entre os volumes do sólido e do prisma.

8) (UFRN/2013) Por motivo de segurança, construiu-se um superaquário de vidro, em formato esférico, dentro de
um cilindro também de vidro, conforme esquematizado na figura a seguir. A esfera está completamente cheia de
água e, caso quebre, toda a água passará para o cilindro.

Desconsidere a pequena diferença entre os raios da esfera e do cilindro e o volume de água deslocado pelos
pedaços de vidro da esfera quando quebrada. Supondo que R é igual a 2 m, determine:
a) O volume de água da esfera.
b) A capacidade volumétrica do cilindro.
c) A altura do nível da água no cilindro, caso a esfera quebre.

9) (UDESC/2012) Algumas caixas de pizza para entrega têm o formato de um prisma regular de base hexagonal.
Considere uma caixa destas com altura de 4 cm e, com base, um polígono de perímetro 72 cm. Se a pizza tem o
formato de um cilindro circular, então o volume máximo de pizza que pode vir nesta caixa é:
(A) 216 3 cm³ (B) 576 cm³ (C) 864 3 cm³ (D) 108 cm³ (E) 432 cm³

3 6
10) (FGV/2009) Considere uma pirâmide regular de altura cuja base é um quadrado de lado 3. Calcule:
2
a) o volume da pirâmide.
b) o raio da esfera circunscrita à pirâmide

11) (PUC-Rio/2009) Um cilindro reto de base circular de raio r e altura h é inscrito numa esfera de raio 5.

a) Encontre a altura do cilindro quando r = 3.


b) Calcule a área total do cilindro quando r = 3.
c) Escreva a área total do cilindro como função de r.
12) (UERJ/2009) A figura a seguir representa uma caixa, com a forma de um prisma triangular regular, contendo
uma bola perfeitamente esférica que tangencia internamente as cinco faces do prisma.

Admitindo π = 3, determine o valor aproximado da porcentagem ocupada pelo volume da bola em relação ao
volume da caixa.

13) (UNESP/2008) Um porta-canetas tem a forma de um cilindro circular reto de 12 cm de altura e 5 cm de raio. Sua
parte interna é um prisma regular de base triangular, como ilustrado na figura, onde o triângulo e equilátero e
está inscrito na circunferência.

A região entre o prisma e o cilindro é fechada e não aproveitável. Determine o volume dessa região. Para os
cálculos finais, considere as aproximações π = 3 e 3 = 1,7.

14) (UFMG/2007) Nesta figura, estão representados o cubo ABCDEFGH e o sólido OPQRST:

Cada aresta do cubo mede 4 cm e os vértices do sólido OPQRST são os pontos centrais das faces do cubo.
Então, é correto afirmar que a área lateral total do sólido OPQRST mede:
(A) 8 2 cm² (B) 8 3 cm² (C) 16 2 cm² (D) 16 3 cm²

15) (PUC-Rio/2007) Seja E uma esfera de raio 1 metro. Considere dois cubos, um contido em E, de maior volume
possível e outro que contém E, de menor volume possível. Ache a razão entre os volumes dos dois cubos.

16) (UFU/2007) Calcule a medida da diagonal de um cubo circunscrito a uma esfera de volume 36π cm³.
17) (FUVEST/2006) Um cone circular reto está inscrito em um paralelepípedo reto retângulo, de base quadrada,
como mostra a figura. A razão b/a entre as dimensões do paralelepípedo é 3/2 e o volume do cone é π.

Então, o comprimento g da geratriz do cone é:


(A) 5 (B) 6 (C) 7 (D) 10 (E) 11

18) (PUC – SP/2006) De um cristal de rocha, com o formato de uma esfera, foi lapidada uma jóia na forma de um
octaedro regular, como mostra a figura seguinte.

Se tal joia tem 9 2 cm³ de volume, quantos centímetros cúbicos de rocha foram retirados do cristal original para
lapidá-la? (Use: π = 3):
(A) 36 2 (B) 32 2 (C) 24 2 (D) 18 2 (E) 12 2

19) (Ufrrj/2005) Em uma caixa d'água cúbica vazia de lado 2 m, é colocada, cheia de água, uma esfera inscrita, com
espessura da parede desprezível. Estoura-se a esfera e retiram-se seus resíduos. Qual a altura de água que
permanecerá dentro da caixa?

20) (Ufrn/2004) Um artista esculpiu a metade de uma esfera de pedra-sabão, transformando-a num cone, ilustrado
na figura a seguir.

Supondo que a esfera tem raio R e a altura do cone esculpido também é R, calcule:
a) o volume do cone esculpido;
b) o volume do material retirado da metade da esfera para formar o cone.

Respostas: 1) B 2) C 3) 8/3 4) 5) 6 6 cm 6) A 7) 1/4 8) a) 32/3 π m³

 
b) 16 π m³ c) 8/3 m 9) E 10) a) 96 dm³ b) x = 2 dm 11) a) 8 uc b) 66π ua

c) 2r r  2 25  r 2 12) 38% 13) 517,5 cm³ 14) D 15) 3 3 16) 6 3 cm 17) D
18) D 19) h = π /3 m 20) a) πR³/3 b) πR³/3

Você também pode gostar