Você está na página 1de 2

O QUE COMPETE AO CREA-SP POR QUE O CREA-SP FISCALIZA OS SERVIÇOS DE SAÚDE?

• Fiscalizar e receber denúncias a respeito de profissionais do Por meio de diligências regulares, o Crea-SP trabalha para coibir a ação
Conselho Regional de Engenharia e Agronomia
Sistema Confea/Crea que falham por imprudência, imperícia de leigos OU MESMO PROFISSIONAIS QUE NÃO TENHAM ATRIBUIÇÃO do Estado de São Paulo

e negligência. No caso de denúncia contra o serviço de LEGAL, que podem colocar em risco a segurança dos usuários e
saúde, o gestor deve se lembrar de que essa é uma inicia va colaboradores dos serviços de saúde, uma vez que prestam serviços
pica de pacientes e familiars, e pode ser evitada. sem a devida habilitação técnica. O Crea-SP, com a ajuda dos gestores BOAS PRÁTICAS DE FISCALIZAÇÃO PARA GESTORES DE

ENGENHARIA EM
• Outro po de denúncia que o Crea-SP recebe é sobre dos estabelecimentos de saúde, trabalha, assim, pela preservação da
profissionais que cometem infrações é cas (segundo a vida humana.
Resolução nº 1.002/2002 do Confea, que dispõe sobre o Para evitar riscos contra pacientes e profissionais da saúde,

SERVIÇOS DE SAÚDE
Código de É ca Profissional. Elas devem ser protocoladas sempre que o estabelecimento for contratar um profissional ou uma
em qualquer Unidade do Conselho ou no Portal Crea-SP— empresa de Engenharia, cer fique-se de que, em ambos os casos,
www.creasp.org.br. estejam habilitados e registrados no Crea-SP. Esta comprovação é
• Receber denúncia sobre eventos adversos causados por uma garan a de que os serviços serão prestados dentro de um padrão
O que o gestor precisa saber
equipamentos médicos sem manutenção e calibração adequada. técnico de qualidade. A verificação pode ser feita no site do Conselho,
• Saiba mais sobre como denunciar: Resolução nº 1.008/2004 em Consulta Pública:
do Confea. Produzido pelo Grupo de Trabalho
SÃO OBRIGAÇÕES DO ENGENHEIRO “Fiscalização em Serviço de Saúde”
O QUE NÃO COMPETE AO CREA-SP • Atuar dentro de suas atribuições técnicas;
• Receber denúncias e apurar casos de trabalhadores • Não agir com imperícia, imprudência ou negligência;
O controle sobre as a vidades de Engenharia aplicadas aos
sem Equipamentos de Proteção Individual – EPI. O • Seguir o Código de É ca. O profissional que assume a
serviços de saúde começou ganhar importância no Brasil no fim
denunciante deve recorrer à Superintendência Regional responsabilidade técnica de um ramo da Engenharia na área de
da década de 1980, quando dados oficiais es mavam que de 21 a
do Trabalho, Emprego e Renda — SRTE. serviços da saúde assume grande responsabilidade;
40% dos equipamentos médicos no país estavam desa vados por
• Questões referentes a riscos de desabamento e de • Caso considere que o seu trabalho esteja sendo impedido, que
falta de conserto ou peças de reposição, e até mesmo por falta
segurança em edificações. Deverá recorrer à Defesa Civil. vidas poderão ser colocadas em risco e que não tem apoio de seu
de instalação, resultando em enormes desperdícios financeiros e
• Deliberar sobre recuos de obras, invasão de terrenos e contratante, deve procurar o Ministério do Trabalho e/ou fazer
muito risco para os pacientes.
entrega de alvarás. Deverá recorrer à Prefeitura Municipal. um bole m de ocorrência na delegacia mais próxima;
Ainda hoje cerca de 90% dos nossos hospitais não possuem
• Questões financeiras, comerciais, perdas e danos. • Registrar seus serviços por meio da ART;
Departamentos de Engenharia e Manutenção bem estruturados. E
Deverá recorrer à Jus ça Comum/Juizados Especiais. • Manter seu registro a vo no Crea-SP.
mais: estudiosos informam que cerca de 22% dos erros e acidentes
• Avaliar riscos relacionados às edificações (fissuras,
dentro de estabelecimentos de saúde são causados por falhas
trincas, rachaduras, fendas, corrosão, deformações,
contenção de encostas, impermeabilização etc.).
COMPOSIÇÃO DO GT SERVIÇOS DE SAÚDE em equipamentos e infraestrutura, como, por exemplo, falta de
Eng. Eletric. Antônio José da Cruz energia elétrica e falha no fornecimento de oxigênio. O Crea-SP
O denunciante deverá contratar um profissional
Eng. Eletric. Alexandre Ferreli Souza entende a contribuição dos Engenheiros para a reversão desse
habilitado, com registro no Crea-SP, para confecção de
Eng. Oper. Gilmar Vigiodri Godoy quadro é imprescindível.
laudo técnico acompanhado da respec va Anotação de
Eng. Civ. José Orlando Pinto da Silva Com base nessa realidade, é importante que os gestores dos
Responsabilidade Técnica — ART.
Eng. Seg. Trab. Lúcio Flávio M. Brito serviços de saúde assumam esses problemas e cobrem dos seus
• Avaliar danos causados ao paciente. Deverá recorrer à
Eng. Civ. Luiz Fernando Fogaça Viggianni superiores o compromisso de desenvolver medidas que minimizem
ANVISA, CRM, Jus ça Comum/Juizados Especiais.
os acidentes em sua área de atuação. São medidas que podem
impactar beneficamente a vida dos pacientes, principalmente no
CONHEÇA O PAPEL DO CREA-SP que diz respeito à manutenção de equipamentos e instalações.
O Crea-SP é responsável por fiscalizar o exercício do profissional Cumprindo com sua função fiscalizadora em defesa da sociedade,
em uma obra ou serviço de Engenharia, verificando se quem está o Crea-SP criou em 2016 o Grupo de Trabalho que agora apresenta
registrado no Crea-SP e se emite ART. este conteúdo, visando, com a ajuda dos gestores dos serviços de
Conselho Regional de Engenharia e Agronomia
do Estado de São Paulo saúde, contribuir para a criação de uma cultura de segurança em
www.creasp.org.br /creasaopaulo bene cio das ins tuições públicas e privadas e de seus usuários.
OBJETIVO 10. Controle de pragas, desinse zação, desra zação e similares; contratuais, valor da obra/serviço e honorários profissionais,
Ao fiscalizar o exercício da Engenharia nos estabelecimentos de 11. Instalação e/ou manutenção de geradores; além da minuciosa descrição dos serviços que serão executados,
saúde, o Crea-SP pretende cien ficar os administradores sobre 12. Instalação e/ou manutenção de caldeiras; os códigos das a vidades específicas e outros dados de controle.
a importância da responsabilidade de profissionais legalmente 13. Manutenção de equipamentos médicos; E mais: a ART obriga o executor a realizar o serviço exatamente
habilitados pelo Sistema Confea/Crea sobre o gerenciamento dos 14. Gestão de tecnologias médicas; como foi acordado, principalmente dentro dos prazos e padrões
equipamentos de infraestrutura, médico-assistenciais, de apoio e 15. Calibração de equipamentos médicos; técnicos estabelecidos. Se houver descumprimento, o contratado
outros, conforme determinação da própria ANVISA. Para nortear a 16. Instalação de gases medicinais, centrais de ar comprimido, vácuo poderá sofrer sanções junto ao Crea-SP. Em casos de jus ça, o
fiscalização, este guia será fornecido a fiscais e usuários, para que e tanques criogênicos; registro da ART isenta o contratante, gestor ou estabelecimento
possam agir com transparência e clareza durante suas a vidades 17. Controle de qualidade de água; de saúde, de responsabilidade civil e criminal, sendo esta
nesses estabelecimentos. 18. Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde; transferida diretamente ao contratado.
O Crea-SP tem, por lei, a obrigação de fiscalizar os seus 19. Segurança do trabalhador;
20. Plano de Gerenciamento de Risco.
profissionais. O estabelecimento de saúde que não permi r a A RESPONSABILIDADE LEGAL DOS GESTORES
colaboração será no ficado via Ministério Público, por infringir a
Lei Federal n° 5.194. Profissionais das Engenharias recomendados DE SERVIÇOS DE SAÚDE
para atuar em Serviços de Saúde: Independentemente do nível hierárquico dentro da ins tuição,
Eng. Agrônomo: responsável pela dete zação, paisagismo, horta etc.— o serviço de saúde precisa de profissional habilitado nas áreas de
A ENGENHARIA NOS SERVIÇOS DE SAÚDE Eng. Ambiental: responsável pelo Plano de Gerenciamento de Resíduos manutenção, infraestrutura e equipamentos que emita Anotação
A Engenharia nos serviços de saúde é pra cada por Engenheiros, Sólidos de Serviços de Saúde e afins — Eng. Civil: responsável por obras de Responsabilidade Técnica (ART) de cargo e função. Esse
Tecnólogos e Técnicos, cada um com responsabilidades e manutenção — Eng. Eletricista: responsável pela manutenção dos profissional pode ser responsável técnico por no máximo três
diferenciadas. Em caso de dúvidas sobre suas atribuições, equipamentos de energia, para-raios, aterramento, geradores etc. — ins tuições, com carga horária compa vel entre elas.
consulte o Crea-SP. O papel desses profissionais é fundamental Eng. Mecânico: responsável pelo uso seguro dos equipamentos médicos Recomenda-se, em virtude da complexidade de um hospital,
na segurança dos pacientes, colaboradores, visitantes e do de suporte à vida, de diagnós co e terapia etc.— Eng. Eletrônico: um responsável técnico por unidade hospitalar, podendo, nos
patrimônio da organização. responsável pelos sistemas de comunicação interna, monitoramento casos de grandes grupos, ser u lizada a configuração de um
eletrônico, computação etc.— Eng. Mecânico: responsável pelos responsável técnico por região.
SERVIÇOS EXCLUSIVOS DE EMPRESAS sistemas de oxigênio, ar comprimido, elevadores, caldeiras, ar O profissional habilitado para gestão de equipes, confecção
condicionado, estruturas, etc. — Eng. Químico: responsável pelos testes de projetos e emissão de laudos tem de ser Engenheiro.
E PROFISSIONAIS REGISTRADOS NO CREA-SP de qualidade da água etc.— Eng. De Segurança do Trabalho: responsável Todos os profissionais do quadro funcional da ins tuição
1. Instalação e/ou manutenção de Sistemas de Proteção contra por garan r a segurança dos trabalhadores e planos de evacuação em registrados no Sistema Confea/Crea devem emi r ART de
Descargas Atmosféricas SPDA (para-raios) NBR5419 - ABNT e caso de incêndio/acidentes etc. desempenho de cargo e função. Se uma empresa externa é
Surtos de Tensão NBR5410 - ABNT; contratada para esse fim, deve-se observar o seguinte:
2. Instalação ou manutenção de subestações elétricas; • A empresa deve ter registro a vo no Sistema Confea/Crea;
3. Instalação ou manutenção de centrais de computação A IMPORTÂNCIA DA ART Lei nº 6.496/77 • Seus profissionais técnicos devem ter registro a vo no
telefônica (PABX, PAX, PBX, KS, CPA), distribuidor de chamadas A Anotação de Responsabilidade Técnica - ART é um documento legal,
Sistema Confea/Crea;
de enfermagem e outras, sistemas de alarme, circuitos ins tuído pela Lei Federal nº 6.496/77, cuja emissão pelos profissionais
• O contrato deve ter uma ART válida no Sistema Confea/Crea.
fechados de TV (CFTV), sonorização, TV por assinatura e do Sistema Confea/Crea é obrigatória. A ART assegura aos contratantes
Se o contrato celebrado não for mencionado na ART, e se
distribuição de sinais; que os serviços contratados serão prestados por profissionais habilitados.
houver algum problema quanto aos serviços prestados, quem
4. Obras civis, serviços e reformas: pinturas, recuperação de Assim, todo gestor deve exijir a ART do profissional contratado. O
responde civil e criminalmente é a ins tuição contratante ou seu
fachadas, impermeabilização, construções e manutenções documento funciona como um contrato entre o profissional e seu
representante legal. Caso exista um engenheiro com ART , é ele
diversas, instalações elétricas e hidrossanitárias; cliente, e define, para efeitos legais, quem deve ser responsabilizado
quem responde pelo problema.
5. Manutenção de elevadores; por eventuais problemas técnicos iden ficados.
Casos diferenciados devem ser esclarecidos no Crea-SP.
6. Recarga de ex ntores de incêndio e teste hidrostá co; Por isso é importante observar que quanto maior o detalhamento
As informações referentes a legislação per nente,
7. Manutenção de centrais de condicionadores de ar e da obra ou serviço descrito na ART, mais segurança para ambas as
preenchimento de RT, acervo estão disponíveis no CREA em
exaustores; partes. No documento devem ser especificadas informações como:
forma de palestras que podem ser solicitadas via site do CREA
8. Instalação e manutenção de central de GLP/GN; contratante, contratado, endereço da obra ou onde está sendo
ou pelo e-mail crp@creasp.org.br (Comissão Permanente de
9. Conservação de parques e jardins; prestado o serviço, resumo do contrato que deu origem à ART, prazos
Relações Públicas).

Você também pode gostar