Você está na página 1de 6

Contrato de Locação – COLOCAR NOME DAS PARTES

(EXEMPLO: JULIANO/MILENA)

VERIFICAR CONCORDÂNCIA DE GÊNERO

VERIFICAR CLÁUSULA DE SANÇÕES

                                                               

As partes abaixo qualificadas:


LOCADOR: NOME COMPLETO, NACIONALIDADE, ESTADO CIVIL,
PROFISSÃO, portador do RG XXXX, e do CPF nºXXXX, residente e
domiciliado na rua ENDEREÇO, NÚMERO, COMPLEMENTO, BAIRRO, CEP
XXXXX, CIDADE, ESTADO
LOCATÁRIA: NOME DA PESSOA JURÍDICA, sediada em ENDEREÇO,
NÚMERO, NÚMERO DA SALA, COMPLEMENTO, BAIRRO, CEP XXXX,
CIDADE, ESTADO, inscrita no CNPJ sob n° XXXXXX, neste ato devidamente
representada por NOME COMPLETO, NACIONALIDADE, ESTADO CIVIL,
PROFISSÃO, portadora do RG nº XXXXX, e do CPF nº XXXX, residente e
domiciliada na rua ENDEREÇO, NÚMERO, COMPLEMENTO, BAIRRO, CEP
XXXX, CIDADE, ESTADO.
FIADOR: NOME COMPLETO, NACIONALIDADE, ESTADO CIVIL,
PROFISSÃO, portador do RG XXXX, e do CPF nºXXXX, residente e
domiciliado na rua ENDEREÇO, NÚMERO, COMPLEMENTO, BAIRRO, CEP
XXXXX, CIDADE, ESTADO
Firmam entre si o presente CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA
FINS NÃO RESIDENCIAIS, regido pela Lei 8.245/91, de boa fé e mediante as
condições que reciprocamente outorgam e aceitam:

CLÁUSULA PRIMEIRA – DO OBJETO

O objeto da presente locação é o imóvel situado no NOME DO EDÍFCIO, sala nº


XXX, Xº andar, na rua ENDEREÇO, NÚMERO, BAIRRO, CEP XXXXXX,
CIDADE - BA, com metragem total de XXX metros quadrados, inscrito no 3º
Cartório de Registro de Imóveis de Salvador sob o nº 505.639-0 com suas
benfeitorias e pertences, livres e desembaraçadas de quaisquer ônus ou
gravames, de exclusiva propriedade do LOCADOR.

CLÁUSULA SEGUNDA – DO PRAZO

 
O prazo da presente locação é de 36 (trinta e seis) meses, iniciando-se em DATA
DE INÍCIO de 2021 e terminando em DATA DE FIM de 2021, independentemente
de notificação, aviso ou interpelação judicial ou extrajudicial, quando as chaves
deverão ser entregues ao LOCADOR contra recibo firmado por este.

CLÁUSULA TERCEIRA – DO ALUGUEL

A LOCATÁRIA no exercício de sua obrigação principal arcará com o valor mensal


de R$VALOR EM NÚMERO (VALOR POR EXTENSO reais), a ser reajustado
anualmente de acordo com o IGPM-FGV ou pelo acordo escrito entre as partes,
tendo como referência a data de DIA/MÊS

§ 1º - A importância será paga pela LOCATÁRIA em moeda corrente no país, ou


através de depósito/transferência bancária ao LOCADOR, na conta designada por
este, impreterivelmente no dia 5 (CINCO) de cada mês vencido/vincendo.

§ 2º - O pagamento dos valores fixados e encargos locatícios, legais e contratuais,


após seu vencimento, será automaticamente acrescido de multa moratória de 10%
(dez por cento) sobre o valor total do débito corrigido monetariamente. Na
necessidade de encaminhar o contrato a advogados para cobrança extrajudicial,
serão ainda devidos pela LOCATÁRIA honorários advocatícios de 10% (dez por
cento) sobre o total do débito, mais correção monetária cumulativa apurada até a
data da efetiva liquidação. Caso o atraso exceda 30 (trinta) dias, incidirão ainda
atualização monetária e juro de mora de 1% (um por cento) ao mês, calculado
sobre o capital corrigido.

§ 3º - Na hipótese de haver cobrança judicial, a LOCATÁRIA pagará, além das


despesas processuais, os honorários de advogado de 20% (vinte por cento) sobre
o valor do débito, que será corrigido a partir do vencimento de cada uma das
parcelas até a data da liquidação, correção esta que incidirá também sobre as
multas contratuais e legais e sobre os valores relativos a eventuais perdas e danos
constatados no imóvel.

§ 4º A LOCATÁRIA concorda, desde já, em depositar/transferir, a título de caução,


no valor de R$ 1.800,00 (mil e oitocentos reais), equivalente a 1 (hum) mês de
aluguel. O depósito/transferência será realizado no momento da assinatura do
contrato. O valor da caução será usado em garantia de todas as hipóteses em que
se façam necessários recursos provenientes da LOCATÁRIA, e não forem
prontamente adimplidos. Sendo utilizado, tal valor utilizado deverá ser
imediatamente reposto pela LOCATÁRIA ou FIADOR. Finda LOCAÇÃO com a
concretização da entrega das chaves e observados os requisitos constantes neste
contrato para sua validade, a LOCATÁRIA deverá receber o valor da caução,
podendo este ser abatido da última parcela do aluguel.
 

CLÁUSULA QUARTA – DOS ENCARGOS DA LOCAÇÃO

A LOCATÁRIA pagará, além do aluguel mensal, a taxa de energia elétrica,


condomínio, água e outros encargos ligados ao uso habitual do imóvel,
configurando grave infração contratual a falta de pagamento destes encargos.
Ficará também sob responsabilidade da LOCATÁRIA o pagamento do Imposto
Predial e Territorial Urbano (IPTU) referente ao imóvel objeto da presente avença,
bem como da taxa condominial deste. As partes avençam a obrigatoriedade em
guardar, durante a vigência deste contrato, os comprovantes de quitação de todos
os encargos acima mencionados, bem como a de disponibilizar o acesso caso
requisitado.

  

§ 1º - Se ocorrer atraso ou falta de pagamento dos encargos de sua


responsabilidade, definidos em lei ou contratualmente previstos, as multas e
correções exigíveis serão de inteira responsabilidade da LOCATÁRIA.

§ 2º - Se ocorrer atraso ou falta de pagamento dos encargos de sua


responsabilidade, definidos em lei ou contratualmente previstos, as multas e
correções exigíveis serão de inteira responsabilidade do LOCADOR.

§ 3º - Todos os avisos, comunicações, circulares ou intimações endereçadas ao


LOCADOR pelo(s) órgão(s) público(s), deverão ser imediatamente entregues a
este, sob pena de ficar a LOCATÁRIA responsável por multas, juros, custas e
quaisquer outros acréscimos decorrentes de sua omissão, bem como responder
por perdas e danos eventualmente ocasionados ao LOCADOR.

§ 4º A LOCATÁRIA se declara obrigada a cumprir com o regulamento interno e


deliberações de ASSEMBLEIAS GERAIS existentes, bem como as que
eventualmente entrarem em vigor. Tais regulamentações fazem parte do presente
contrato

CLÁUSULA QUINTA – DO USO E DESTINAÇÃO

O imóvel se destina exclusivamente às atividades da LOCATÁRIA (PREENCHER


COM A ATIVIDADE), não sendo permitida, em hipótese alguma, a mudança de
uso e destinação, nem a sublocação, empréstimo ou cessão da locação, no todo
ou em parte, sem prévio e expresso consentimento escrito do LOCADOR.

CLÁUSULA SEXTA – DAS CONDIÇÕES DO IMÓVEL


A LOCATÁRIA confessa receber o imóvel locado na mais perfeita conservação e
asseio e assim se obriga a mantê-lo. Findo o contrato, a LOCATÁRIA devolverá o
imóvel, com todos os seus pertences, em perfeito estado de uso e funcionamento,
nas mesmas circunstâncias encontradas quando do recebimento do imóvel. A
LOCATÁRIA se responsabiliza, ainda, pelos eventuais danos que causar ao imóvel
incorrendo nas cominações legais e contratuais, além da obrigação de indenizar os
prejuízos daí decorrentes.

§ 1º - A LOCATÁRIA se compromete a verificar a voltagem de todos os pontos


elétricos existentes no imóvel para sua utilização, isentando o LOCADOR de toda
e qualquer responsabilidade pela ocorrência de danos em aparelhos eletro-
eletrônicos de propriedade do LOCATÁRIO e/ou terceiros, que vierem a ser
causados por eventuais variações de voltagem (110v/220v).

§ 2º - A LOCATÁRIA se obriga a realizar, periodicamente, a manutenção e


fiscalização preventiva em todos os equipamentos destinados ao Sistema de
Prevenção e Combate a Incêndio (hidrantes, bombas, mangueiras, extintores etc.),
bem assim no que diz respeito as instalações elétricas, hidráulicas, etc.

§ 3º - O LOCADOR, de per si ou por seu representante, poderá vistoriar o imóvel


durante a locação para verificar o exato cumprimento deste contrato, desde que
acordado previamente com a LOCATÁRIA.

SÉTIMA – DA RESTITUIÇÃO DO IMÓVEL

A locação termina com a devolução das chaves, contra recibo de quitação,


fornecido pelo LOCADOR, não se considerando como término da locação o ato de
abandono das chaves, nem sua entrega a terceira pessoa que não seja o
LOCADOR ou representante competente. 

OITAVA – DA MULTA POR INFRAÇÃO E RESCISÃO CONTRATUAL

Se a LOCATÁRIA infringir qualquer cláusula deste contrato ou ainda, se devolver o


imóvel locado antes do vencimento do prazo ajustado na cláusula 2ª (segunda),
pagará ao LOCADOR multa compensatória de 6 (três) vezes o valor do aluguel
vigente à época. A LOCATÁRIA se responsabiliza também pelo pagamento e
ressarcimento de todas as obrigações, despesas ou encargos, vencidos ou
vincendos, inclusive indenizações, perdas e danos eventualmente ocasionados ao
imóvel, honorários advocatícios, custas, multas ou qualquer outra penalidade
imposta por autoridade pública constituída, decorrentes da respectiva violação
contratual, sem prejuízo de pleno direito do presente contrato, independentemente
de qualquer notificação judicial ou extrajudicial.
 

NONA – BENFEITORIAS, MODIFICAÇÕES E CONSTRUÇÕES

A LOCATÁRIA não poderá realizar no imóvel e em suas dependências quaisquer


benfeitorias ou alterações, SEM PRÉVIO CONSENTIMENTO do LOCADOR, sob
pena de infração contratual. Se, apesar desta proibição, a LOCATÁRIA introduzir
no imóvel benfeitorias, modificação ou construção, quer sejam elas necessárias,
úteis ou voluptuárias, essas aderirão ao imóvel, salvo se convier ao LOCADOR a
restituição do mesmo ao estado anterior. A LOCATÁRIA renuncia expressamente
ao direito de indenização e retenção pelas eventuais benfeitorias que venha a
realizar no imóvel , ainda que tenham sido autorizadas pelo(a) LOCADOR(A).

CLÁUSULA DÉCIMA – DA ALIENAÇÃO

As obrigações assumidas neste instrumento se estendem aos herdeiros,


sucessores ou adquirentes do imóvel locado.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – DA TOLERÂNCIA

Qualquer condescendência do LOCADOR para com a LOCATÁRIA, quanto ao


prazo para o pagamento dos aluguéis ou quanto ao cumprimento do presente
contrato, constituirá mera tolerância e não importará em alteração ou modificação
das cláusulas contratuais.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA – DA GARANTIA

Concordam com os termos fixados no presente contrato o FIADOR, já qualificado


acima, e que se configura também como principal pagador, responsabilizando-se
pelo fiel cumprimento do presente sem exceção de quaisquer cláusulas, mesmo
que o presente contrato passe a vigorar por tempo indeterminado

§ 1º O FIADOR, não se eximirá de responsabilidade, caso o contrato venha a


ultrapassar seu prazo de vigência, tornando-se desta forma, contrato por prazo
indeterminado.

§ 2º Caso o FIADOR venha incorrer em concordata, falecimento, falência ou em


comprovado estado insolvência deverá informar às partes deste presente contrato,
a LOCATÁRIA deverá substituí-lo em 10 (dez) dias, sob pena de rescisão
contratual e consequente responsabilização por tal.

§ 3º Este contrato autoriza, no caso de procedimento judicial, a efetivar citações ,


notificações e intimações por uso do correio, com aviso de recebimento, telex ou
fax, se for o caso fixado os devidos honorários advocatícios.

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA – DO FORO

Fica estabelecido como foro para apreciação deste contrato o da comarca da


situação do imóvel.

PARÁGRAFO ÚNICO – Em se tratando de filial, as citações, intimações ou


notificações da LOCATÁRIA poderão ser realizadas no endereço do imóvel, objeto
deste contrato, na pessoa de seu representante.

Assim, justos e contratados assinam e rubricam o presente contrato, em 2 (duas)


vias de igual teor e forma, na presença das testemunhas abaixo assinadas.

Salvador, DATA de MÊS de 2021

____________________________ __________________________

LOCADOR(A)                                                  LOCATÁRIO(A)

______________________________

FIADOR(A)

___________________________ __________________________ 

TESTEMUNHA                                                        TESTEMUNHA

Você também pode gostar