Você está na página 1de 6

CIÊNCIAS DA NATUREZA

E SUAS TECNOLOGIAS
Frente: Biologia I
EAD – MEDICINA
Professor(a): Lásaro Henrique

AULA 08

Assunto: Tecido Muscular – Muscular Liso, Muscular Estriado Esquelético e Estriado Cardíaco

cargas impostas como, por exemplo, nos vasos sanguíneos, fazendo


com que eles resistam à pressão arterial. Os músculos lisos podem ser
Resumo Teórico classificados de acordo com sua propriedade de acoplamento elétrico,
ou seja: unitários e multiunitários. As células no músculo liso unitário
são acopladas eletricamente, de modo que a estimulação elétrica de
uma célula marcapasso é seguida pelo estímulo das células adjacentes,
Tecidos Musculares resultando em uma onda de contração.
O tecido muscular é constituído por milhares de células
especializadas em contração muscular. Apresentam-se de aspecto
alongadas e são denominadas fibras musculares. A contração ocorrida
O Músculo Estriado Cardíaco
neste tecido é resultado da abundante quantidade de proteínas contráteis O principal tecido do coração é um tipo de tecido especial de
– as miofibrilas – localizadas no citoplasma das células. músculo estriado que não está sobre controle voluntário. As fibras do
A capacidade de contração das fibras é que proporciona os músculo cardíaco são “juntadas” nas porções terminais, ramificam-se
movimentos dos membros, das vísceras e de outras estruturas do e juntam-se novamente, formando redes complexas (sincício). Uma
organismo. Este sistema tem a capacidade de transformar energia característica das fibras do músculo cardíaco é a presença dos discos
química em mecânica através da quebra enzimática do ATP – intercalados – junções especializadas onde as fibras se juntam.
adenosina trifosfato. No corpo dos vertebrados há três tipos de O coração é formado por 3 tipos de músculo cardíaco: o
músculos, cuja classificação é baseada no aspecto e localização de músculo atrial, o músculo ventricular e as fibras musculares excitatórias
seus constituintes celulares: liso, esquelético e cardíaco. Os três tipos e condutoras.
são constituídos por células, ou fibras, com o longo eixo disposto em As fibras musculares atriais e ventriculares contraem-se de
direção ao movimento. forma muito semelhante às fibras musculares esqueléticas, a exceção
do fato de que a duração da contração é muito maior nas fibras
Esquelético Liso Cardíaco cardíacas. Por outro lado, as fibras excitatórias e condutoras
contraem-se muito fracamente, pois elas apresentam poucas fibras
contráteis. Elas se especializaram na ritmicidade e na propagação,
formando um sistema excitatório que controla a ritmicidade e
a contração cardíaca.
Os discos intercalares apresentam-se como junções íntimas
de membranas celulares, que apresentam uma resistência elétrica
cerca de 1/400 daquela observada na membrana celular externa da
fibra muscular. Sendo assim, por serem junções comunicantes entre
Os esqueléticos, que Os lisos dispõem-se em O cardíaco, exclusivo do fibras musculares cardíacas contínuas, os discos intercalares permitem
formam a carne do corpo, camadas dentro de coração, nunca se cansa
tracionam os ossos nos órgãos: por exemplo, nos no trabalho de bombear
a difusão quase que totalmente livre de íons, permitindo que um
movimentos voluntários. intestinos. sangue para o corpo. potencial de ação trafegue, de uma célula para outra, com uma
Variedades de tecidos musculares e sua disposição na anatomia humana. restrição muito pequena.
Desta forma, o músculo cardíaco pode ser considerado
um grande sincício, onde as fibras musculares encontram-se
O Músculo Liso interconectadas por discos intercalares, que promovem a propagação
O tecido muscular liso apresenta uma contração lenta e do potencial de ação por toda a treliça de intercomunicações.
involuntária, ou seja, não depende da vontade do indivíduo. Com
células uninucleadas, forma a musculatura dos órgãos internos, como O Músculo Estriado Esquelético
a bexiga, estômago, intestino e vasos sanguíneos.
As células musculares lisas são um dos principais componentes Este tipo de tecido muscular encontra-se amplamente
dos sistemas respiratório, circulatório (vasos), digestório e trato distribuído por todo o nosso corpo e recobre totalmente nosso
urogenital. Essas células tipicamente formam camada são redor de esqueleto, sendo, portanto, responsável pela movimentação corporal.
órgãos ocos. Assim como no músculo esquelético, a musculatura lisa Os músculos estriados esqueléticos são inervados pelo sistema
deve ser capaz de desenvolver força, se encurtar para gerar motilidade nervoso central e como o mesmo está sob controle da porção
ou para alterar as dimensões de um órgão. O músculo liso também consciente de nosso sistema nervoso, chamam-se de músculos
deve realizar contrações, para manter as dimensões do órgão contra voluntários.

F B O NLINE.COM.BR OSG.: 119573/17

//////////////////
Módulo de Estudo

A unidade morfofuncional do tecido muscular esquelético é grande importância para repor os níveis de ATP celular nos músculos,
a fibra muscular, uma estrutura celular também conhecida como permitindo sua funcionabilidade por algum tempo, mesmo que não
miócito. Estas células são constituídas por miofibrilas, que por sua haja disponibilidade de oxigênio.
vez, é constituída por cerca de 1500 filamentos protéicos de miosina
e 3000 filamentos protéicos de actina dispostos lado a lado e por toda Curiosidade
a extensão da miofibrila.
Os filamentos de miosina são mais espessos e densos e RIGOR MORTIS E A QUALIDADE DA CARNE
apresentam-se como cadeias polipeptídicas organizadas em dupla
hélice. Já os filamentos de actina são mais finos e constituídos por três
porções diferentes: actina, tropomiosina e troponina. Estes filamentos
estão presos à membrana Z. A porção da miofibrila (ou até mesmo
de toda a fibra muscular) que se localiza entre duas membranas Z
denomina-se sarcômero.

Com a morte, o aporte de oxigênio e os impulsos nervosos


que chegam às fibras musculares tendem a cessar. Desta forma, os
músculos passam a trabalhar em condições anaeróbias e, com isso,
haverá produção de lactato e queda do pH. A partir do consumo das
reservas energéticas para alimentar o processo anaeróbio, chegará
a um ponto de esgotamento e, assim, o mecanismo de contração
muscular pára. Esta é a rigidez cadavérica ou rigor mortis.
Trata-se de um processo de estabilização do complexo
actina-miosina em resposta a perda de homeostase em que se encontra
Anatomia morfofuncional de um sarcômero, mostrando a disposição dos
o organismo. Quando ocorre o rigor mortis, costuma-se afirmar que
microfilamentos de actina e miosina. os músculos se transformam em carne. A principal variação desta
mudança é o pH, que acaba por determinar a qualidade da carne de
animais pós-abate. Quando o músculo congela antes de atingir o rigor
A Contração Muscular e a Teoria da “Catraca” mortis, no momento do descongelamento ocorre o encurtamento e
A afinidade que o complexo troponina-tropomiosina possui o respectivo endurecimento por ação física, tornando a carne sem
com o cálcio parece ser o mecanismo desencadeador da contração maciez e sabor.
muscular. A ligação do cálcio à troponina promove modificações A chamada “carne maturada” consiste em manter cortes
conformacionais da tropomiosina, permitindo expor a porção ativa da cárneos em embalagens a vácuo e em temperaturas acima do ponto
actina e sua conseqüente ligação com a miosina. Após esta ligação de congelamento (1 ºC a 2 ºC) por aproximadamente 14 dias. Assim
teremos o deslizamento dos filamentos de actina sobre os de miosina, teremos a desagregação das fibras musculares devido ocorrência de
ocorrendo assim, o encurtamento do sarcômero e a contração desnaturação proteica, ocasionando maciez. Além da maciez, com a
muscular. Assim, a contração muscular se desencadeia a partir da maturação ocorre desenvolvimento do sabor, tornando estes cortes
conexão e desconexão cíclica dos filamentos de actina com as cabeças ideais para churrascos.
da miosina adjacentes.
Durante o mecanismo de contração, as cabeças da miosina se A Fermentação Láctica e a Fadiga Muscular
curvam para frente e para trás ao longo de todo o filamento de actina,
gerando uma força de deslocamento e tracionamento, como uma O ATP necessário para os mecanismos de contração muscular
“catraca”. Daí, este processo é conhecido como Teoria da Catraca. pode resultar basicamente de dois processos metabólicos: a
fermentação láctica e a respiração aeróbia.
O processo de respiração aeróbia é bem mais rentável
O Papel do ATP na Contração Muscular energeticamente. No entanto, ocorre de forma lenta e requer
O processo de contração muscular exige um significativo gasto aporte constante de oxigênio. Sendo assim, quando necessitamos
de energia e, por isso, as células da musculatura estriada esquelética de ATP imediato e não podemos manter uma oxigenação contínua,
apresentam-se ricas em mitocôndrias. Quando o ATP sofre clivagem o organismo gera a síntese de ATP por meio de um mecanismo
(quebra) em ADP + Pi ocorre liberação de energia para a disponibilização anaeróbio de quebra parcial da glicose, a fermentação láctica. Este
conformacional na cabeça da ponte cruzada. Este processo ocorrendo recurso bioenergético acaba promovendo a liberação de um resíduo
de maneira cíclica permite que os músculos exerçam seu propósito (resultante da quebra parcial da glicose) chamado ácido láctico ou
de contração. O ADP ainda pode ser utilizado e quebrado a AMP + lactato. O acúmulo de ácido láctico nos músculos promove dor e
Pi, liberando mais energia. Entretanto, é fundamental que após as fadiga muscular.
clivagens o AMP e ADP sejam reconvertidos a ATP. O fosfato utilizado Sempre que nos submetemos a um esforço físico acima de
para ligar-se ao ADP e reconstruir o ATP provém da molécula de nossas condições de preparação esportiva, costumamos sentir dores
fosfocreatina, que mediada pela enzima creatina quinase, torna o e bastante fadiga muscular como resultado do acúmulo de lactato e
processo bastante rápido. Esta espécie de ressíntese de ATP é de da queda do pH nos músculos.

F B O NLINE.COM.BR 2 OSG.: 119573/17

//////////////////
Módulo de Estudo

05. Praticar uma atividade física é uma experiência muito prazerosa.


No entanto, às vezes, ocorre uma forte dor na região abdominal
Exercícios que obriga a pessoa a parar com a atividade. Essa dor pode estar
associada à falta do gás oxigênio em um músculo que participa da
respiração fisiológica e fica localizado entre o tórax e o abdome.
01. (Uerj/2017) As células musculares presentes nas asas das aves Isso acontece, provavelmente, porque o exercício está sendo feito
migratórias possuem maior concentração de determinada num ritmo mais intenso que o condicionamento aeróbico do
organela, se comparadas às células musculares do restante do praticante e, em consequência, a respiração não consegue suprir
corpo. Esse fato favorece a utilização intensa de tais membros a demanda do gás oxigênio, solicitado pela musculatura.
por esses animais. Disponível em: <http://tinyurl.com/m94o229> Acesso em: 08.04.2017. Adaptado.
Essa organela é denominada:
A) núcleo O músculo a que o texto se refere é denominado
A) bíceps. B) deltoide.
B) centríolo
C) trapézio. D) diafragma.
C) lisossoma
E) miocárdio.
D) mitocôndria
06. (Enem 2ª Aplicação/2016) A perda de massa muscular é comum
02. (IFPE/2017) Ao longo das décadas, os velocistas ficaram mais
com a idade, porém, é na faixa dos 60 anos que ela se torna
altos. O jamaicano Usain Bolt, recordista mundial, com o tempo clinicamente perceptível e suas consequências começam a
de reúne qualidades que o favorecem nas corridas de velocidade, incomodar no dia a dia, quando simples atos de subir escadas
entre elas: altura de 9,58 s pois quanto mais alto o atleta, mais ou ir à padaria se tomam sacrifícios. Esse processo tem nome:
elevado é o seu centro de gravidade, o que favorece a corrida; sarcopenia. Essa condição ocasiona a perda da força e qualidade
e maior prevalência de fibras musculares rápidas, que são mais dos músculos e tem um impacto significante na saúde.
eficientes para realizar esforço intenso e de curta duração.
Disponível em: www.infoescola.com. Acesso em: 19 dez. 2012. Adaptado.
Em relação ao tecido muscular, é correto dizer que
A) todo tecido muscular estriado tem contração voluntária.
A sarcopenia é inerente ao envelhecimento, mas seu quadro
B) a actina aparece sob a forma de filamentos grossos e a miosina
e consequentes danos podem ser retardados com a prática de
é representada por filamentos finos.
exercícios físicos, cujos resultados mais rápidos são alcançados
C) somente o tecido muscular liso não apresenta actina, por isso com o(a)
é o único denominado tecido muscular não estriado. A) hidroginástica. B) alongamento.
D) toda célula muscular contém filamentos proteicos contráteis C) musculação. D) corrida.
de dois tipos: actina e miosina. E) dança.
E) toda célula muscular lisa conecta com a sua vizinha por meio
do disco intercalar. 07. (PUC-MG/2015) O gráfico apresenta as variações de três
parâmetros adaptativos de músculo estriado esquelético após
03. (IFPE/2017) O útero é um órgão de com o formato de uma algum tempo de treinamento físico aeróbico.
pera. Durante a menstruação e, enquanto descama, libera
prostaglandina que faz o útero contrair para eliminar o sangue.
Esse processo comprime os nervos e os vasos que passam pelo
músculo uterino. Por isso, a mulher sente dor.
VARELA, Drauzio. Cólicas menstruais. Disponível em: <http://drauziovarella.com.br/
mulher-2/colicasmenstruais>. Acesso: 03 out. 2016. (Adaptado).

O útero é um órgão formado por músculo


A) estriado esquelético, de contração involuntária.
B) estriado esquelético, de contração voluntária.
C) estriado cardíaco, de contração involuntária.
D) liso, de contração involuntária.
E) liso, de contração voluntária.

04. (UFRGS/2017) O maratonista brasileiro Vanderlei Cordeiro de TERJUNG, R. L., (1995) Muscle adaptations to aerobic training SPORTS SCIENCE
Lima foi o responsável por acender a pira olímpica na cerimônia EXCHANGE, 54 V. 8:(1).
de abertura dos Jogos do Rio-2016. Com base na análise dos resultados e outros conhecimentos sobre
Sobre o tecido muscular dos atletas maratonistas, é correto afirmar o assunto, é incorreto afirmar:
que A) O aumento na quantidade de glicogênio nas fibras musculares
A) é constituído por igual quantidade de fibras de contração rápida determina obrigatoriamente o aumento na capacidade aeróbica
e de contração lenta. dos músculos.
B) apresenta baixa quantidade de mioglobina. B) O aumento da quantidade de capilares nas fibras representa
C) contém predominância de fibras de contração lenta com alta aumento na vascularização capaz de melhorar as trocas gasosas
irrigação sanguínea. e a nutrição muscular.
D) contém predominância de fibras de contração rápida com C) O aumento na quantidade de mitocôndrias nas fibras
grande quantidade de mitocôndrias. musculares representa aumento na capacidade oxidativa.
E) é constituído por células uninucleadas. D) A capacidade aeróbica muscular pode também depender da
quantidade de mioglobina no interior das fibras musculares.
OSG.: 119573/17
3 F B O N L I NE .C O M . B R
//////////////////
Módulo de Estudo

08. (Enem-PPL/2015) A toxina botulínica (produzida pelo bacilo 11. (UPE/2013) Os músculos esqueléticos dos vertebrados são
Clostridium botulinum) pode ser encontrada em alimentos mal compostos por dois tipos de fibras: I – as fibras lentas oxidativas
conservados, causando até a morte de consumidores. No entanto, ou vermelhas, e II – as fibras rápidas ou brancas. O tipo de
essa toxina modificada em laboratório está sendo usada cada atividade física exercida por uma pessoa pode, até um certo grau,
vez mais para melhorar a qualidade de vida das pessoas com alterar a proporção dessas fibras em seu corpo. De acordo com a
problemas físicos e/ou estéticos, atenuando problemas como modalidade esportiva e o tipo de treinamento, quais desses atletas
o blefaroespasmo, que provoca contrações involuntárias das olímpicos apresentam maior número de fibras lentas?
pálpebras. I. Corredor de 100 m;
BACHUR, T. P. R. et al. Toxina botulínica: de veneno a tratamento. II. Maratonista (percorre 42 km);
Revista Eletrônica Pesquisa Médica, n. 1, jan.-mar. 2009 (adaptado). III. Nadador de 1.500 m;
IV. Levantador de peso;
O alívio dos sintomas do blefaroespasmo é consequência da ação V. Atleta de salto.
da toxina modificada sobre o tecido
A) glandular, uma vez que ela impede a produção de secreção de A) I e II
substâncias na pele. B) I e III
B) muscular, uma vez que ela provoca a paralisia das fibras que C) II e III
formam esse tecido. D) III e IV
C) epitelial, uma vez que ela leva ao aumento da camada de E) IV e V
queratina que protege a pele.
D) conjuntivo, uma vez que ela aumenta a quantidade de 12. (UFU/2012) A exposição “O Fantástico Corpo Humano”,
substância intercelular no tecido. atualmente em cartaz em São Paulo, mostra corpos humanos
E) adiposo, uma vez que ela reduz a espessura da camada de inteiros e peças preservadas em silicone. O visitante dessa
células de gordura do tecido. exposição poderá notar diversos feixes de fibras musculares e
tendões em corpos mostrados em posições cotidianas, como
09. (Unesp/2014) Alguns chefs de cozinha sugerem que o peru não alguém lendo um livro, chutando uma bola, comendo.
deve ser preparado inteiro, pois a carne do peito e a da coxa têm Em relação ao músculo esquelético, é correto afirmar que:
características diferentes, que exigem preparos diferentes. A carne A) nas extremidades do músculo esquelético, formam-se bainhas
do peito é branca e macia, e pode ressecar dependendo do modo de tecido conjuntivo frouxo, os tendões, que prendem o
como é preparada. A carne da coxa, mais escura, é mais densa e músculo ao osso.
suculenta e deve ser preparada separadamente. B) o músculo esquelético propicia a locomoção, juntamente com
Embora os perus comercializados em supermercados venham de os tendões e os ossos, devido à diminuição do comprimento
criações em confinamento, o que pode alterar o desenvolvimento dos sarcômeros das miofibrilas. No processo de contração
da musculatura, eles ainda mantêm as características das muscular, os filamentos espessos de actina se sobrepõem aos
populações selvagens, nas quais a textura e a coloração da filamentos delgados de miosina.
carne do peito e da coxa decorrem da composição de suas fibras C) a contração do músculo esquelético é dependente de íons de
musculares e da adequação dessas musculaturas às funções que sódio, armazenados no retículo endoplasmático, que favorecem
exercem. Considerando as funções desses músculos nessas aves, ligação da actina com a miosina.
é correto afirmar que a carne
D) o músculo esquelético é formado por tecido muscular estriado
A) do peito é formada por fibras musculares de contração lenta,
esquelético e tecido conjuntivo rico em fibras colágenas, o qual
pobres em mitocôndrias e em mioglobina, e eficientes na
envolve o músculo como um todo e mantém os feixes de fibras
realização de esforço moderado e prolongado.
musculares, nervos e vasos sanguíneos unidos.
B) do peito é rica em fibras musculares de contração rápida, ricas
em mitocôndrias e em mioglobina, e eficientes na realização
13. (Udesc/2010) O bolo alimentar passa do esôfago para o estômago
de esforço intenso de curta duração.
com o auxílio de movimentos peristálticos. No estômago ele sofre
C) da coxa é formada por fibras musculares de contração lenta,
a quimificação e, no intestino delgado, transforma-se em quilo
ricas em mitocôndrias e em mioglobina, e eficientes na
(produto final da digestão), quando a maior parte dos nutrientes
realização de esforço moderado e prolongado.
começa a ser absorvida pelas células que revestem o intestino.
D) da coxa é formada por fibras musculares de contração rápida,
Assinale a alternativa correta que contém o tecido responsável
pobres em mitocôndrias e em mioglobina, e eficientes na
realização de esforço intenso de curta duração. pelos movimentos peristálticos e o tecido das células absortivas
E) do peito é rica em fibras musculares de contração lenta, ricas do intestino, respectivamente.
em mitocôndrias e em mioglobina, e eficientes na realização A) tecido epitelial estratificado pavimentoso e tecido epitelial
de esforço moderado e prolongado. simples prismático
B) tecido muscular esquelético e tecido epitelial estratificado
10. (Unicamp/2014) O tecido muscular cardíaco apresenta fibras cúbico
A) lisas, de contração voluntária e aeróbia. C) tecido muscular liso e tecido epitelial simples prismático
B) lisas, de contração involuntária e anaeróbia. D) tecido muscular liso e tecido epitelial estratificado pavimentoso
C) estriadas, de contração voluntária e anaeróbia. E) tecido muscular esquelético e tecido epitelial simples prismático
D) estriadas, de contração involuntária e aeróbia.

F B O NLINE.COM.BR 4 OSG.: 119573/17

//////////////////
Módulo de Estudo

14. (UFPB/2010) O tecido muscular caracteriza-se por apresentar 04. As fibras musculares predominantes nas pernas dos atletas
diversidade morfológica e células especializadas e responsáveis maratonistas são as do tipo I (vermelhas). Essas fibras apresentam
pelos movimentos. Sobre a estrutura dos tecidos musculares e contração lenta, rítmica e sustentável, por apresentarem alta
suas características, é correto afirmar: irrigação sanguínea, ótima oxigenação e produzirem ATP por meio
A) Os sarcômeros são constituídos unicamente por filamentos da respiração celular aeróbica.
proteicos de miosina.
B) A contração, nas células musculares, é causada pela ausência Resposta: C
de ATP e íons cálcio, livres no citosol.
C) Os filamentos de actina deslizam entre os de miosina durante 05. O músculo que participa da respiração e localiza-se entre o tórax
a contração muscular. e o abdome é o diafragma.
D) As fibras musculares brancas, nos músculos esqueléticos,
são ricas em mioglobina e possuem grande quantidade de Resposta: D
mitocôndrias.
E) As fibras musculares esqueléticas de um indivíduo que passa 06. A musculação é a atividade física mais indicada para pessoas com
muito tempo em repouso apresentam altas concentrações de sarcopenia, pois acelera o crescimento e a resistência muscular.
ácido lático.
Resposta: C
15. (UFES - 2006) A força humana está relacionada diretamente com
os músculos, e, para que estes realizem trabalho, é necessário que 07. São fatores que podem aumentar a capacidade aeróbica dos
ocorra a contração muscular. Sobre os mecanismos envolvidos na miócitos esqueléticos: aumento na quantidade de glicogênio
contração muscular, pode-se afirmar que: armazenado, aumento da vascularização sanguínea, maior
A) a miosina é responsável pela conversão da energia da hidrólise número de mitocôndrias, maior quantidade de mioglobina nos
do ATP em movimento, devido à presença dos íons de ferro. miócitos, além de condições genéticas, sexo, idade e tipo de
B) a quimiossíntese ocorre nas células musculares, onde o ácido exercício físico.
pirúvico é transformado em ácido lático, o que garante ATP
em situações de emergência. Resposta: A
C) o deslizamento durante a contração muscular ocorre quando as
cabeças da miosina se prendem firmemente à actina, dobrando- 08. A toxina botulínica atua sobre tecido muscular, causando
se sobre o resto da molécula da miosina e permanecendo assim paralisia temporária em sua atividade contrátil. Dessa forma, esse
indefinidamente. componente atenua os sintomas do blefaroespasmo.
D) o glicogênio armazenado nas células musculares pode ser
convertido em ATP por meio de processos de fermentação Resposta: B
alcoólica, o que causa dor e intoxicação das fibras musculares.
E) a energia obtida do ATP confere à miosina uma configuração
09. A carne da coxa do peru é mais escura do que a carne do peito por
instável de alta energia potencial e faz com que ela puxe as
ser constituída por miócitos ricos em mioglobina e mitocôndrias.
fibras de actina, realizando o trabalho.
Essas fibras musculares são predominantemente aeróbicas e
apresentam contrações lentas, adequadas ao esforço moderado
Resoluções e prolongado.

Resposta: C
01. As células musculares presentes nas asas das aves migratórias
possuem maior concentração de mitocôndrias. Essas organelas 10. O tecido muscular cardíaco possui fibras estriadas que apresentam
são responsáveis pela produção de ATP pela respiração celular contrações involuntárias e aeróbicas, isto é, com consumo de
aeróbica. A migração exige esforço muscular rítmico e sustentável. oxigênio.

Resposta: D Resposta: D

02. O tecido muscular estriado esquelético tem contração voluntária 11. As fibras vermelhas realizam contração mais lenta e sustentável
e o tecido muscular estriado cardíaco tem contração involuntária. do que as brancas e são adequadas para atividades esportivas
A actina aparece sob a forma de filamentos finos e a miosina de longa duração, como as exercidas por atletas maratonistas e
de filamentos grossos. O tecido muscular liso apresenta actina nadadores de longo percurso.
e miosina, porém em disposições não estriadas. Toda célula
muscular apresenta actina e miosina. O músculo liso multiunitário
Resposta: C
é formado por fibras musculares individualizadas, que atuam
independentemente umas das outras; e o músculo liso unitário, que
12. Os músculos esqueléticos são formados por tecido muscular
possui fibras musculares ligadas por junções abertas (gap junctions).
estriado esquelético envolvido por tecido conjuntivo. O tecido
conjuntivo une os miócitos e o músculo como um todo, mantendo
Resposta: D
os feixes musculares, nervos e vasos sanguíneos unidos.
03. O útero é constituído por músculo liso, com contração involuntária.
Resposta: D
Resposta: D

OSG.: 119573/17
5 F B O N L I NE .C O M . B R
//////////////////
Módulo de Estudo

13. O bolo alimentar deglutido é impulsionado por “ondas” de


contração promovida pelo tecido muscular liso da parede do trato
digestório, sendo responsável pelo deslocamento dos alimentos
desde a boca até o ânus. A absorção dos alimentos é feita pelo
tecido epitelial simples prismático do estômago e do intestino
delgado.

Resposta: C

14. A contração muscular ocorre quando os filamentos da proteína


actina deslizam sobre os filamentos proteicos de miosina. O
processo consome ATP e ocorre na presença de íons de cálcio e
magnésio.

Resposta: C

15. A contração muscular corresponde ao mecanismo de encurtamento


do sarcômero, decorrente do deslizamento dos microfilamentos
de actina sobre os microfilamentos proteicos de miosina.

Resposta: E

SUPERVISOR/DIRETOR: Marcelo – AUTOR: Lásaro Henrique


DIG.: Raul – REV.: ??

F B O NLINE.COM.BR 6 OSG.: 119573/17

//////////////////

Você também pode gostar