Você está na página 1de 2

Salvatagem_FernandoACSilva

1. Sejam P1, P2, Q1, Q2 propriedades referentes a elementos de um conjunto-universo U.


Suponha que P1 e P2 esgotam todos os casos possíveis ( ou seja, um elemento qualquer de
U ou tem a propriedade P1 ou P2 ). Suponha ainda que Q1 e Q2 são incompatíveis (isto é,
excluem-se mutuamente). Suponha, finalmente, que P1 implica Q1, e P2 implica Q2. Prove
que valem as recíprocas Q1 implica P1, e Q2 implica P2.

Solução
PARTE01
Como iniciar?
Recordando as noções básicas de conjunto. Baseadas na Teoria Elementar dos Conjuntos
de Edgard demALENCAR FILHO, 19ª ed.. São Paulo: Nobel, 1980
Primeiramente, sabe-se que há duas maneiras usuais de dar ou definir um conjunto num
determinado universo:
1. Enumerando individualmente todos os elementos que pertencem ao conjunto. Neste caso
o conjunto será definido por enumeração ou extensão ou ainda dado na forma analítica ou
tabular.
Num conjunto assim definido, a ordem dos elementos é indiferente, mas, cada elemento
deve figurar somente uma vez.

2. Enunciando um critério de pertinência que é satisfeito por todos os elementos do conjunto


e somente por esses elementos.

PARTE IMPORTANTE:

Qual é?
É que o critério de pertinência diz-se a norma de definição do conjunto, e em geral,
CONSISTE em diversas CONDIÇÔES, isto é, PROPRIEDADES.

Além disso, existe alguma coisa relevante a considerar?


Sim. A relação de pertinência. Cabe aqui citar que se indica um elemento pertencente ao
conjunto de dois modos:
p1) uma letra que designa um elemento bem determinado de um conjunto, ou seja, um
elemento particular, por ex.: ∃a : a ∈ A
p2)uma letra que designa um elemento arbitrário, ou seja, elemento genérico: ∀x : x ∈ A
Também, deve-se considerar que: x ∈ A ou x ∈ A .

E agora como determinar bem um conjunto?


Verificando suas condições.
Observando-se que:
- No Universo U, o conjunto A dos elementos x que verificam a condição p(x), ou seja,
possuem a propriedade p(x), cuja notação é:
A = {x | x ∈U e p(x )} = {x ∈U | p(x )}

-No mesmo universo U, o conjunto A dos elementos x que verificam as condições p(x) e q(x)
ou possuem as propriedades p(x) e q(x), cuja notação é:
A = {x ∈ U | p(x ) e q(x )} = { x | p(x ) e q(x )}
tal que
Portanto, esta última definição que nos será útil na resolução do exercício em questão.

Prof.:Odilthom ES Arrebola
Só isso será suficiente para solucionar a questão?
Falta considerar o conectivo lógico de implicação.
p⇒q
Este condicional pode ser lido de uma das seguintes maneiras:
P implica ou acarreta Q
P é condição suficiente para Q
P somente se Q
P é condição necessária para Q

Bem, agora há todas as ferramentas necessárias à solução da questão.

SOLUÇÃO PROPRIAMENTE DITA


Quais são os dados da questão?
P1, P2, Q1 e Q2 propriedades referentes a elementos do conjunto universo U
P1 e P2 esgotam todos os casos possíveis, isto é: ∀x, x ∈ U ou x ∈ P1 (x ) ou x ∈ P2 (x )
Q1 e Q2 são incompatíveis excluem-se mutuamente, isto significa: Q1 ∩ Q 2 = ∅
P1 implica Q1, e P2 implica Q2 x ∈ P1 ⇒ Q1 e x ∈ P2 ⇒ Q2

O que se deseja?
Provar que valem as recíprocas: Q1 implica P1, e Q2 implica P2.
Primeiramente, prova-se que Q1 ⇒ P1
Agora, seja
x ∈ U | x ∈ U, x ∈ Q1 (x ) → x ∉ Q2 (x ) → x ∉ P2 (x ) → ∃x, x ∈ Q1 (x ) ∩ Q2 (x )
então como P2 (x )⇒Q2 (x ) Q1 (x )∩Q2 (x ) =∅

Como x ∈ U ou x ∈ P1 (x ) ou x ∈ P2 (x ) , logo, x ∈ P1 ∴ Q1 ⇒ P1
Em seguida, Q 2 ⇒ P2
Analogamente, vem que:
Seja
x ∈ U | x ∈ U, x ∈ Q2 (x ) → x ∉ Q1 (x ) → x ∉ P1 (x ) → ∃x, x ∈ Q1 (x ) ∩ Q 2 (x )
então como P1 (x )⇒Q1 (x ) Q1 (x )∩Q2 (x )=∅

Como x ∈ U ou x ∈ P1 (x ) ou x ∈ P2 (x ) , logo, x ∈ P2 ∴ Q2 ⇒ P2
C.Q.D.

Prof.:Odilthom ES Arrebola.