Você está na página 1de 13

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMATIZAÇÃO E DE TRABALHOS

ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS E SEMINÁRIOS.

Prof. Deison Hórnelas


RESUMO ESTRUTURAL DO TRABALHO CIENTÍFICO:

1. Elementos pré-textuais
Capa
Folha de Rosto
Folha de Aprovação (*TCC)
Agradecimentos (Opcional)
Dedicatória (Opcional)
Epígrafe (Opcional)
Sumário

2. Elementos Textuais
Introdução
Delineamento do Projeto
o Justificativa
Qual a justificativa de se elaborar esse projeto?
o Objetivo
O que vai será desenvolvido?

Desenvolvimento (Metodologia)
Como foi elaborado o projeto?
Conteúdo pesquisado.

Conclusão
o Essa etapa deve responder a seguinte pergunta:
Aonde se chegou ao final do projeto?
 Aprendizado
 Nova tecnologia

3. Elementos Pós-textuais
1. Referências bibliográficas
 Todas as fontes que foram consultadas: web, livros, artigos,
revistas, jornais, citações, vídeos, etc.
2. Anexo
 Normas
 Questionários utilizados na pesquisa
 Imagens/fotos
 Gráficos
3. Contracapa
1. NORMATIZAÇÕES E PADRONIZAÇÕES BASE ABNT

ASPECTOS GRÁFICOS DE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO

As principais padronizações são referentes ao formato (papel e digitação),


às margens, à paginação, às notas de rodapé, à estética e à uniformidade.

1. FORMATO

Os trabalhos devem ser digitados em folhas de papel branco, formato A4


(21,0 x 29,7cm), na cor preta. Utiliza/imprimi-se somente um lado do papel, no seu
anverso, com espaçamento 1,5 entre linhas no corpo do trabalho.
O texto deve estar justificado, à esquerda e à direita, no corpo do trabalho
e os parágrafos devem ser iniciados a 0,5 cm para dentro em relação à margem
esquerda, ou em 5 toques.
Quanto à fonte, o padrão é Arial e o tamanho deste 12, desenvolvimento
do trabalho.

1.1 MARGEM

Margem superior: 3 cm;


Margem inferior: 2 cm;
Margem esquerda: 3 cm;
Margem direita: 2 cm.
É importante mencionar que, ao digitar o trabalho, as margens já se
encontram padronizadas pelo próprio programa do computador.

1.2 PAGINAÇÃO

As páginas devem ser contadas desde a folha de rosto até a sua última
página, seqüencialmente, no canto INFERIOR esquerdo da página (lado direito de
quem olha). Devem ser colocados em algarismos arábicos, sem traços, pontos ou
parênteses.
No entanto, para os elementos pré-textuais, não há a impressão gráfica
desta numeração, aparecendo somente a partir a primeira folha dos elementos
textuais (introdução).

Exemplo: o trabalho, antes de iniciar o seu conteúdo teórico, apresenta:


capa; folha de rosto; folha de aprovação; dedicatória, agradecimentos; e sumário.
Supondo que para cada item pré-textual, o autor tenha dedicado somente uma
folha, o primeiro capítulo do trabalho terá a numeração 6.
2. NUMERAÇÃO DE CAPÍTULOS

Deverão vir em ordem progressiva, em algarismos arábicos, no canto


esquerdo da folha, seguido dos títulos dos capítulos e/ou suas divisões e sub-
seções. O limite máximo de numeração progressiva é até a seção quinária
(1.1.1.1.1), sem pontos, hífens, travessões ou qualquer outro sinal após o último
número e o título.
Os capítulos são escritos em maiúsculo, em negrito e sublinhado. Os
subcapítulos em maiúsculo e sublinhado. Para a divisão do subcapítulo, este
deverá ser somente em maiúsculo. Caso haja mais uma subseção da divisão
do subcapítulo, este deverá ser digitado somente com as primeiras letras do título
em maiúscula. Excepcionalmente, quando ocorrer à seção quinária, esta deverá
ser digitada em caixa baixa.

Exemplo:
1 TÍTULO DO CAPÍTULO :(seção primária)
1.1 SUBCAPÍTULO: (seção secundária)
1.1.1 DIVISÃO DO SUBCAPÍTULO

Ao apresentar os títulos, deve-se espaçar em 1,5 (ou 1 toque na tecla


enter) para iniciar o texto abaixo. Os capítulos devem sempre ser iniciados em uma
nova página, mesmo que sobre espaço suficiente na página em que termina o
capítulo anterior. Já nos demais casos, estes poderão ser mantidos
sequencialmente na mesma folha, caso tenha-se espaço para isto.
Títulos devem ser formatados com destaques: negrito, caixa alta,
sublinhado e alinhamento à esquerda. Já as divisões não se apresentam em
negrito. (ver exemplos acima).
3. NOTAS DE RODAPÉ

Colocadas no final da página, as notas de rodapé devem ficar separadas


do texto por um traço que avança até um terço (1/3) da página; traço este que fica
distante 1 cm da última linha e da primeira nota.
Vale lembrar, que ao inserir a nota de rodapé no corpo do trabalho, o
computador já está programado para acrescentar este traço.
Escritas com espaço simples entre as linhas, as notas de rodapé são
digitadas com margem à esquerda. Apenas o número de chamada adentra 1 cm. A
fonte utilizada é a mesma do corpo do trabalho; mas o tamanho desta é 10.
Cada nota deve ser indicada numa nova linha, precedida por asterisco ou
números arábicos seqüenciais. No entanto, os asteriscos só poderão ser utilizados
para indicar até 3 notas.

Quando e como utilizar:


• Ao indicar um livro de onde se extraiu uma frase ou do qual se utilizou
uma idéia ou afirmação;
• Ao indicar um trabalho submetido para publicação, porém ainda não
aceito;
• Ao indicar trabalho em elaboração;
• Ao fornecer a tradução de uma citação que era essencial transcrever em
língua estrangeira ou, o inverso; apontar a versão original, que para maior fluência
do discurso, foi feita em tradução;
• Ao fazer observações pertinentes, comentários adicionais, etc., que
apesar de úteis, não foram possíveis incluir no corpo do texto;
• Ao remeter o leitor a outras partes do trabalho, outras obras ou autores
relacionados com o tema apresentado, usando a nota "cf." (= confrontar),
• Ao introduzir uma citação de reforço que, caso colocado no próprio texto,
quebraria a seqüência lógica do raciocínio que está sendo desenvolvido e
• Ao indicar dados obtidos por meios informais, tais como: comunicações
pessoais, anotações de aulas, conferências, correspondência pessoal e/ou internet.
Para estes casos, tenha sempre impresso ou guardado a fonte original, caso o
material que poderia estar a público desapareça.
Exemplo em rodapé:

* cf. CAMARGO, DAIR AILY FRANCO DE,. Um Estudo Quantitativo Sobre


a Reprodução no Curso Primário. Cadernos de Pesquisa. n.º12. s/d. 3-18 pp.
*
DUTRA DE OLIVEIRA (1995) constatou que as vitaminas...
6
Um terceiro artigo analisado , retrata uma concepção ampla da Psicologia
atrelada ao Esporte....

As obras citadas em notas de rodapé não deverão constar da lista final de


referências bibliográficas, com exceção do primeiro exemplo apresentado, que
deve ser registrado na forma mais completa possível, uma vez que só aparece em
notas.
4. TAMANHO E CUIDADOS COM A LINGUAGEM

Não há um tamanho padrão ou ideal para a apresentação de uma


monografia. Porém, é tido como consenso que a introdução não ultrapasse 1/5 do
todo do trabalho. Proporcionalmente, o tamanho da conclusão é equivalente ao da
introdução. Consequentemente, o desenvolvimento do trabalho deverá ocupar 3/5
da monografia.

Vale lembrar que é característica da linguagem acadêmica/científica ser


informativa e técnica. Portanto usa-se somente a 3ª pessoa ativa e/ou o impessoal,
escrevendo as idéias através de vocabulário conciso, claro e explícito, sem
ambiguidade, em ordem direta e evitar períodos muito longos.

Outro aspecto relevante é o estar atento que um parágrafo exprime


uma unidade de raciocínio e quando esta muda, deve-se abrir um novo. Para tanto,
existem diversos estilos de redação que sugerem:

INFORMAÇÃO Este trabalho procura demonstrar; Este trabalho


procura abordar; Esta monografia tem como objetivo; O
objetivo deste trabalho; Este trabalho tem o intuito de; O
presente trabalho visa mostrar; Este trabalho foi elaborado
para testar; O capitulo I descreve; mostra, analisa, examina,
investiga, procura demonstrar; A partir dos anos 50, verificou-
se no Brasil; Os dados mostraram que; Este argumento
evidencia; Como foi demonstrado; Com os dados da tabela 5
conclui-se que....
INTRODUÇÃO Segundo F...; Sucedeu que...; Ao iniciar...; Corria o
ano de...; Indubitavelmente...; Ainda que...; Não existe...; O
que é...; No dia...; Ao iniciar...; Não há dúvida que...; Não há
muito tempo...; Primeiramente...; Sabe-se que...; De modo
geral...; Por que...?; Era uma vez...; Propondo-se que ...; No
início...; Acontece que...; Há...; Havia...; Foi uma vez...;
Inicialmente...; Voltando o pensamento para...; Embora...;
Tem-se que...; Eis...; Você sabia...; Durante...;
Existem...; Observa-se que...; Quando...; Supondo que...; Em
primeiro lugar...; Eu...; Por volta de...; Até...; Pensando que...;
Aprende-se que...; Nestas considerações iniciais...; A
palavra...; Voltando a atenção para...;
DESENVOLVIMENTO Em segundo lugar...; Com referência...; Em
seguida...; Outro enfoque...; Passando para...; A evidência
adicional para confirmação...; Após as considerações finais...;
Continuando...; Prosseguindo...; Examinando a seguir...;
Examina-se que; Comparando com...; Depois...; Além
disso...; Então...; Ora...; Voltando a atenção para...;
CONTRASTE Mesmo que...; Por um lado...; Por outro lado...;
Mas...; Porém...; Contudo...; No entanto...; Entretanto...;
Todavia...; Apesar de...; Não obstante...;
RESULTADO O saldo desse confronto...; Assim sendo...; Em
conseqüência...; Como conseqüência...; Então...; Como
resultado do exposto...; O resultado positivo...; Portanto...;
Por isso...; Assim...; Desse modo...; Desde que...; Porque...;
Conseqüentemente...; Daí...; Já que...; O saldo positivo do
exposto...; por esta razão...; Por esse motivo...; O saldo
negativo...;
TRANSIÇÃO Concomitantemente...; Paralelamente...; Ao mesmo
tempo...; Nesse ínterim...; Além disso...; Se...; Então...;
Voltando a atenção para...; Se o que foi dito é verdadeiro...;
Simultaneamente...;
CRONOLOGIA Em primeiro lugar...; Em segundo lugar...; Em terceiro
lugar...; Este...; Aquele...; Um outro...; O primeiro...; O
segundo...; O próximo...; Por último...; Depois...; Enfim...; Em
conclusão...;
ÊNFASE Aliás...; Deste modo...; Neste caso...; Isto é
importante porque...; Os resultados óbvios são...;
Obviamente...; Os resultados significativos são...; Torna-se
claro que...; Lembrando que...; Enfatiza-se que...;
Enfatizando que...; Naturalmente...; É claro que...; Frisando-
se que...; É obvio que...; Nota-se que...; Isto é..; A Saber..;
Esclarecendo..; Explicando melhor..; Neste caso..; Com
efeito...
RESUMO Em suma...; Em conclusão...; Em resumo...; Em
síntese...; Resumindo...; Sumarizando...; Sintetizando...;
Concluindo...; Como conclusão...; Como foi demonstrado...;
Como foi visto...; Em poucas palavras...; Por esses...; Pelo
exposto acima...; Por fim...; Finalmente...; Encerrando...;
Afinal...; Enfim..
5. ASPECTOS FORMAIS DE APRESENTAÇÃO DO TRABALHO
ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Da Natureza do trabalho (folha de rosto).

Atente para o tipo de atividade produzida, apresentando


adequadamente as informações da natureza e do objetivo do trabalho (aprovação,
para disciplinas, grau pretendido, nome da instituição, área de concentração, nome
do orientador e do co-orientador, se houver). Para cada situação, há um texto
específico, exemplificados a baixo:

Trabalhos Disciplinares: Trabalho de (nome da disciplina), como exigência


para menção de eficiência no 1º ano A do Ensino Médio da Escola Técnica Salles
Gomes.

Trabalhos de Práticas Investigativas: Trabalho de (nome da disciplina),


como exigência para Práticas Investigativas no 1º ano A do Ensino Médio da
Escola Técnica Salles Gomes.

Trabalhos de Iniciação Científica: Trabalho de (nome da disciplina), como


exigência para Práticas Investigativas no 1º ano A do Ensino Médio da Escola
Técnica Salles Gomes.

Trabalhos de Conclusão de Curso: Trabalho de Conclusão de Curso de


(nome do curso) da Escola Técnica Salles Gomes, como requisito parcial para a
formação em técnico...

FOLHA DE DEDICATÓRIA

Dado opcional a todo e qualquer trabalho, referenciando a colaboradores


extremamente importantes para a concretização da pesquisa, homenageado e/ou
dedicando-a a esta(s) pessoa (s). Deste modo, não deve ser extensa, mas
explicando somente os motivos de tal oferecimento. Apresenta-se sempre nas
últimas linhas da página com nome do autor.
FOLHA DE AGRADECIMENTOS
Dado opcional na apresentação de todo e qualquer trabalho, não extenso,
agradecendo a colaboradores diretos e indiretos que contribuíram de modo
relevante à realização da monografia.

EPÍGRAFE
É a parte onde o pesquisador faz uma citação de algum autor que expresse
o conteúdo e/ou sintetize o trabalho. Sempre deve sempre vir acompanhada do
sobrenome do autor da citação. No entanto, a referência completa da obra deve
estar de acordo com as normatizações, juntamente com as demais no capítulo de
referências bibliográficas que foram utilizadas para a composição do texto da
pesquisa. A sua localização na folha, deve ser digitado em letra 10, espaço simples
entre linhas e usando a margem direita, últimas linhas da página.
A epígrafe também pode ser apresentada no início de cada capítulo e/ou
suas divisões, desde que respeite as condições mencionadas, exceto a forma de
sua apresentação.

INTRODUÇÃO

É a parte do trabalho que tem o objetivo de situar o leitor quanto ao tema


tratado e aos procedimentos utilizados.

Dela devem constar:

o delimitação do assunto;
o justificativa da escolha do tema;
o referencial teórico-metodológico;
o procedimentos adotados (fontes, problemas, hipóteses, técnica de
coleta e análise de dados);
o limitações à realização do trabalho;
o forma como o texto está organizado.
DESENVOLVIMENTO

Também chamado corpo do trabalho, é a parte principal que contém a


exposição ordenada e pormenorizada do assunto.

É organizado em seções e subseções, que variam de acordo com a


natureza do assunto tratado e dos procedimentos adotados na coleta e na análise
dos dados.

CONCLUSÃO
Parte final do trabalho. Trata-se da recapitulação sintética dos resultados da
pesquisa, ressaltando o alcance e as conseqüências de suas contribuições, bem
como seu possível mérito. Deve ser breve e basear-se em dados comprovados.

REFERÊNCIAS:
Entrada para Autores
O autor deve ser citado na forma (SOBRENOME, Nome), em que o
sobrenome virá todo em letras maiúsculas e prenome e os nomes intermediários
trarão apenas a inicial em maiúscula. A indicação do prenome dos autores poderá
ser por extenso ou abreviado. No entanto, deve-se manter um mesmo padrão para
todas as referências. Por exemplo: se foi apresentado o nome do autor abreviado,
faça o mesmo para as demais.
Um Autor
GRAEF, F.G., Drogas Psicotrópicas e Seu Modo de Ação. 2ª ed. São
Paulo: E.P.U., 1990.
Com Dois Autores
RAW, I., COLLI, W., Fundamentos de Bioquímica. 3ªed. São Paulo:
EDART, 1969.
Com Três Autores (e indicação de tradutor)
Quando a obra tem até 3 autores, mencionam-se todos, separados por
ponto e vírgula.
YOMANS, G.P.; PATERSON, P.Y.; SOARES, H.M., Bases Biológicas e
Clínicas das Doenças Infecciosas. Trad. Paulo Nalasco Pedrosa. Porto Alegre:
Artes Médicas, 1983.

Documentos traduzidos poderão ter seu título no idioma original,


acrescentados logo após a indicação do título traduzido.
SHELDON, S., Um Estranho no Espelho. (A Stranger in the Mirror). Trad.
Ana Lúcia Deiró Cardoso. São Paulo: Círculo do Livro, 1981.

INTERNET:

Importantíssimo ressaltar que, a internet é o meio de comunicação mais


veloz, excelente fonte de informações, leituras, diálogos, etc. Porém, ela veicula
muita informação erronea, imprecisa, ou imcompleta, pois não passam por
revisões, ou não são postadas por pessoas habilitadas. Então, faze-se necessária
a pesquisa em no mínimo 4 fontes (sites, portais, etc) sobre o mesmo assunto,
conceito, ideologia, etc. Isto, para evitar que a pesquisa, ou trabalho, não carregue
erros, que você sabia confrontar estas informações.
Há também uma preocupação muito grande com as pesquisas ou
informações no trabalho científico em relação aos direitos autorais, direitos de
imagem (Lei nº 10.406, novo Código Civil, de 10 de janeiro de 2002, Art. X).
Fundamental informar em referências todo link de acesso, com data e
horário: essas informações são indispensáveis para comprovação da pesquisa,
para que ela seja validada e verificar-se a legalidade, se não houve plágio.