Você está na página 1de 4

lOMoARcPSD|9423233

Resenha Código de Ética Engenharia

Ética e Legislação Profissional (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e


Mucuri)

StuDocu is not sponsored or endorsed by any college or university


Downloaded by Ithalo Damasceno (edt006a@gmail.com)
lOMoARcPSD|9423233

O novo Código de Ética Profissional da Engenharia, da Agronomia, da


Geologia, da Geografia e Da Meteorologia foi lançado no ano de 2014
destacando a ética como um dos principais instrumentos de valorização
profissional. A nova identidade visual apresentada no novo código, foi
elaborada pela assessoria de imprensa e comunicação do Crea-SC e escolhida
por internautas através de três opções de logomarca, por meio da plataforma
digital do Confea. Essa atualização do código de ética se deve as constantes
mudanças que ocorreram nos diversos setores da sociedade (economia,
cultura, politica) e nas profissões ao longo dos anos. Sendo assim o objetivo
desse nova versão é que a mesma esteja presente no dia-a-dia do profissional
estando disponível para a consulta sempre que necessário.

No código de ética é enunciado quais as condutas e comportamentos


são necessários para que haja a prática honesta das profissões. O seu
cumprimento independe do nível de formação do profissional que faz parte do
sistema Confea/Crea. Os profissionais devem ser especialistas no que fazem,
estando sempre em desenvolvimento juntamente com a sua profissão, a fim de
promover o bem-estar social tanto das gerações atuais quanto das gerações
futuras.

O profissional através das suas atribuições deve ser capaz de promover


o desenvolvimento do ser humano e seus valores por meio de ações honestas
e dignas. As atividades relacionadas a essa profissão devem ser realizadas
com aplicação do devido conhecimento técnico de maneira que haja a garantia
dos serviços prestados. A lealdade e honestidade entre os profissionais com a
mesma formação é indispensável e o exercício da profissão é livre para aquele
que possui a qualificação adequada para o serviço solicitado.

O profissional deve utilizar seus conhecimentos para o bem da


sociedade no qual está inserido, contribuindo para a manutenção da segurança
pública. Com relação a sua profissão, a mesma deve ser exercida com zelo
reconhecendo os limites da sua própria capacidade ou dos seus
conhecimentos.

Downloaded by Ithalo Damasceno (edt006a@gmail.com)


lOMoARcPSD|9423233

Quanto a relação com o cliente, o sigilo do serviço prestado deve ser


mantido, a transparência das informações repassadas deve ser assegurada a
fim de que o cliente tenha direito de escolher uma das alternativas de
elaboração do serviço propostas pelo profissional.

Em todos os projetos elaborados, o profissional deve prezar pela a


preservação do meio ambiente, reduzindo o nível de impactos ambientais que
podem ser causados a fim de promover o desenvolvimento sustentável.

É proibido ao profissional descumprir os deveres de seu oficio, usando


sua profissão a fim de se beneficiar. Se não houver garantia da qualidade o
profissional não deve prestar nenhum tipo de serviço que possa resultar em
danos às pessoas. O mesmo também não deve realizar tarefas sem que tenha
feito a especificação necessária para executar aquele projeto.

Quanto a remuneração, o profissional não deve receber um salário


inferior ao mínimo exigido pela legislação e o mesmo deve ser honesto com
relação aos valores cobrados pela prestação de seus serviços, sem que haja
superfaturação. Na relação com os demais profissionais da área, é vedada a
intervenção no serviço de outro profissional sem seu devido consentimento.

O profissional com a sua devida formação, é reconhecido legalmente,


representado pelo Confea/Crea e pode ser associado a instituições
profissionais. O mesmo é livre para escolher a sua especialização e os meios
utilizados para a prestação dos serviços. No caso do mesmo não obter
qualificação ou capacidade adequada para a realização do serviço o mesmo
pode se recusar a fazê-lo.

Para casos de violação do código de ética tem-se a comissão de ética


profissional responsável por iniciar o processo de infração, ouvir testemunhas
de ambas as partes do processo e emitir o relatório que deve ser enviado à
câmara especializada. O processo será iniciado somente após ser protocolado
pelo Crea da jurisdição onde a infração ocorreu. Cabe a câmara especializada
fazer a análise preliminar da denúncia.

Todo o processo relacionado a infração deve ser realizado em sigilo, e


os autos do processo podem ser discutidos somente com as partes envolvidas.

Downloaded by Ithalo Damasceno (edt006a@gmail.com)


lOMoARcPSD|9423233

Se necessário, o profissional que está sendo julgado pode apresentar provas


em legítima defesa, e testemunhas podem ser convocadas a prestar
depoimentos. Caso o mesmo seja considerando culpado, é apresentado ao
profissional as infrações cometidas e suas respectivas punições, sendo que
dentro do prazo de 60 dias pode-se interpor recurso. De acordo com a infração
as penalidades aplicadas ao profissional são: advertência reservada e censura
pública.

O Código de Ética Profissional da Engenharia, da Agronomia, da


Geologia, da Geografia e Da Meteorologia em sua versão de bolso, é um guia
de conduta bastante amplo compreendendo diversos profissionais
independente de suas especificações. O novo código de ética é de simples
compreensão e de fácil acesso podendo ser utilizado sempre que necessário.
Faz-se necessário que o mesmo sofra mudanças periódicas e que ele seja
mais especifico com relação a atuação de cada profissional, uma vez que, o
ramo da engenharia é bastante amplo e suas especificações devem ser
regulamentadas a fim de evitar danos futuros.

Sendo assim a boa conduta do profissional ante a sociedade no qual


está inserido é imprescindível para que haja o desenvolvimento da profissão.

Downloaded by Ithalo Damasceno (edt006a@gmail.com)

Você também pode gostar