Você está na página 1de 4

Crase (`)

Conceito: é a fusão de duas vogais da mesma natureza.


Exemplo:

Obedecemos ao regulamento. Obedecemos à norma.


Não há crase, pois o encontro ocorreu Há crase, pois temos a união de duas
entre duas vogais diferentes (a+o). vogais iguais (a+a=à).
Regra Geral:

Haverá crase sempre que:

1. O termo antecedente exija a preposição a;


2. O termo conseqüente aceite o artigo a.

Ex.: Fui à cidade.


(a+ a= preposição + artigo) – cidade= substantivo feminino.
Ex2: Conheço a cidade.
(verbo transitivo direto – não exige preposição)
Ex3: Vou a Brasília.
(verbo que exige preposição a. Palavra que não aceita artigo)

Obs.: Para saber se uma palavra aceita ou não o artigo, basta usar o seguinte artifício: Se
pudermos empregar a combinação da antes da palavra, é sinal de que ela aceita o artigo.
Se pudermos empregar apenas a preposição de, é sinal de que ela não aceita.
Ex: Vim da Bahia. – Vou à Bahia.
Vim de Brasília. – Vou a Brasília.
Vim da Itália. – Vou à Itália.
Vim de Roma. – Vou a Roma.

Nunca ocorre crase:

1. Antes de masculino.
Ex.: Caminhava a passo lento.
2. Antes de Verbo.
Ex.: Estou disposto a falar.
3. Antes de pronomes em geral.
Ex.: Eu falei a ela.
Obs.: Há três pronomes de tratamento que aceitam o artigo e, obviamente a crase:
senhora, senhorita e dona. E os pronomes demonstrativos: mesma, própria.
Ex.: Eu me referi à mesma pessoa. / Dirijo-me À senhora.
4. Com as expressões formadas de palavras repetidas.
Ex.: Venceu de ponta a ponta.
5. Antes de nome de cidade.
Ex.: Cheguei a Curitiba.
Obs.: Se o nome da cidade vier determinado por algum adjunto adnominal, ocorrerá a
crase.
Ex.: Cheguei Á Curitiba dos pinheirais. (adjunto adnominal)
6. Quando um a (sem o s de plural) vem antes de um nome plural.
Ex.: Falei a pessoas estranhas.
Obs.: Se o mesmo a vier seguido de s haverá crase.
Ex.: Falei às pessoas estranhas. (preposição a + artigo as).
Sempre ocorrerá crase:
1. Na indicação de horas.
Ex.: Às duas horas chegamos. (a+as)
Obs.: para comprovar, que nesse caso, ocorre preposição + artigo, basta confrontar
com uma expressão masculina correlata. Ex.: Ao meio dia chegamos (a+o)
2. Com expressão a moda de e a maneira de. A crase ocorre obrigatoriamente mesmo
que a parte da expressão (moda de) venha implícita.
Ex.: Escreve à (moda de) Alencar.
3. Nas expressões adverbiais femininas, mesmo que não haja a fusão de 2 as. São as que
se referem a verbos, exprimindo circunstâncias de tempo, de lugar, de modo.
Ex.: Chegaram à noite. (expressão adverbial feminina de tempo)
4. Pronomes demonstrativos aquele, aquela, aquilo e seus plurais. Quando o termo que
antecede o pronome exigir a preposição a.
Ex.: Falei àquela menina que não poderia ir.
Dirigi-me àquela fazenda.

Uso facultativo de crase:

1. Antes de nomes próprios femininos e antes de pronomes possessivos femininos.


Ex.: Falei à Maria. / Falei à sua classe.
Note que os nomes próprios de pessoas femininos e os pronomes possessivos
femininos aceitam ou não o artigo antes de si. Por isso mesmo é que pode ocorrer a
crase ou não.
2. Depois da preposição até.
Se a preposição vier seguida de um nome feminino, poderá ou não ocorrer a crase.
Isto porque essa preposição pode ser empregada sozinha ou em locução com a
preposição (até a).
Ex.: Chegou até à muralha.
Chegou até a muralha.

Casos especiais:

1. Crase antes de casa.


Só aceita crase se vier determinada por um adjunto adnominal.
Ex.: Volte a casa cedo.
Volte à casa dos seus pais.
2. Antes de terra.
Terra no sentido de chão firme, em oposição a mar ou ar, só aceita crase se vier
determinada.
Ex.: Já chegaram a terra.
Já chegaram à terra dos antepassados.
3. Antes de pronomes relativos.
Quem e cujo = não há crase.
Antes de qual e quais ocorrerá se o masculino correspondente for ao qual, aos quais.
Ex.: Está é a festa à qual me referi. / Este é o filme ao qual me referi.
Estas são as festas às quais me referi. / Estes são os filmes aos quais me referi.
4. Crase depois de pronomes relativos de e que.
A regra geral é não usar, porém a crase é empregada quando houver a junção entre a
preposição A com pronome demonstrativo A equivalente a Aquela.
Para não ter confusão, tente trocar o substantivo feminino antecedente por um
masculino. Caso ocorrer AO QUE ou AOS QUE, haverá crase.
Ex.: Aquela é a revista a que me referi.
Houve uma idéia anterior a que ele deu. / Houve um palpite anterior ao que ele deu.
Sua opinião é igual à de todos. / Seu palpite é igual ao de todos.

Emprego dos sinais de pontuação

1. Virgula (,) – usada para:


1.1. Separar vocativo: João, vá ao supermercado comprar carne.
1.2. Separar termos que possuem mesma função sintática na oração: O bêbado,
chorou, gritou,, brigou e , enfim, sossegou.
1.3. Separar aposto: Caio, irmão de Arthur, veio assistir à palestra.
Obs.: aposto é a palavra que aumenta, resume ou explica o conteúdo de outro na
oração.
1.4. Separar os nomes dos locais de datas: Vila Velha, 30 de março de 2019.
1.5. Separar orações subordinadas adjetivos explicativas: Os jogadores de basquete,
que são profissionais, recebem altos salários.
1.6. Separar o adjunto adverbial no início ou meio da oração: Naquele tempo, havia
mais contato entre as pessoas.
1.7. Separar elementos repetitivos: Estou com muita, muita, muita pressa!
1.8. Separar elementos de uma enumeração: meus sorvetes preferidos são os de
baunilha, coco, morango e chocolate.
1.9. Separar termos coordenados assindéticos: Vim, vi, venci (Júlio César).
OBS.: termos coordenados assindéticos são os termos que não estão ligados
através de conjunções, mas sim através de uma pausa.
1.10. Indica a supressão de uma palavra, normalmente do verbo: Eu comi uma torta de
chocolate; meu filho de coco.
1.11. Antes de conjunções adversativas (mas, porém, todavia, entretanto, contudo...) e
conclusivas (por isso, então, logo, portanto...): Ele sempre estudou muito, por isso
vai passar no vestibular.

Não pode ser usada:

1.12. Para separar sujeito de predicado, sujeito de verbo e nem verbo de seus
complementos: Os atletas estão felizes pelo placar.
1.13. Entre oração principal e oração subordinada substantiva: Não era permitido que os
meninos nadassem nesta piscina.
2. Ponto (.)
2.1. Em abreviaturas: Sr. Ou Ltda.
2.2. Final de frase declarativa e imperativa para indicar pausa total: O João foi jogar
bola.
3. Ponto e Vírgula (;)
Indica uma pausa maior do que a vírgula, sem indicar o fim da ideia. Pode ser usado
para:
3.1. Separar itens enumerados;
3.2. Separar um período que já se encontra dividido por vírgulas: Eu prefiro estudar
matemática; meu filho, geografia; minha esposa, história.
3.3. Para alongar a pausa das conjunções adversativas: Pode contar com minha ajuda e
empenho; mas, não se esqueça de dar o seu máximo.
4. Ponto de interrogação (?)
Usado para indicar uma pergunta direta: Você quer comer uma pizza hoje?
5. Ponto de Exclamação (!)
Em frases exclamativas para indicar espanto, admiração, alegria, raiva, surpresa ou
desejo. Pode ser usado também em interjeições e frases imperativas para indicar uma
ordem.
Ex.: Faça agora!
Coragem!
Que horror! Agora você excedeu.
Viajaremos hoje!
6. Dois pontos (:)
Quando se faz uma citação ou para introduzir uma fala.
Para dar um exemplo ou enumeração.
Ex.: Vá na padaria e compre para mim: leite, pão, manteiga e café.
Ela respondeu: não eu não quero!
7. Reticências (...)
Indica suspensão, interrupção ou dar uma ideia de continuidade de vários outros itens.
Pode ser usada para extrair uma parte de um texto ou transmitir dúvidas, hesitação.
Ex.: (...) ele estava saindo da casa, mas (...)
(...) ele saiu da casa naquele momento.
Você pode até estar certo, mas...
Sabe... preciso te dizer uma coisa: eu não te amo mais.
8. Aspas (“)
Destacar uma parte do texto, como citação de alguém, expressões estrangeiras, gírias e
etc...
O Pedro está sempre “antenado”.
Não esqueça me dar um “feedback”.
9. Parênteses
Dar informações sobre algo ou simplesmente indicar algo.
Ex.: Ele insistiu (mas ninguém acreditou) que foi considerado o melhor aluno da escola.
10. Travessão
Introduzir uma fala ou separar uma oração. Para separar uma oração intercalada da
oração principal.
Ex.: - Por que você diz isso? – falou Haddock
Precisamos ter fé – disse o padre – que tudo tem solução.
11. Apóstrofo (‘)
Usado para suprimir de letras ou palavras: Pingo d’àgua, Vozes d’Africa.

Você também pode gostar