Você está na página 1de 14

TÉCNICAS EM PESQUISAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA


CENTRO DE HUMANIDADES – CAMPUS III
COMPONENTE CURRICULAR: PESQUISA EM
EDUCAÇÃO II
PROF. GERMANA ALVES DE MENEZES
ALUNOS: ANA PAULA DOS SANTOS COSTA
BYANCA DE LOURDES FIALHO
FELIPE BEIJAMIM DE OLIVEIRA
JOALENE DA SILVA MARQUES
SAMIRA GOMES DO NASCIMENTO
WEYDJA SOARES DE MELO
A importância das técnicas de pesquisas

O que é técnica de pesquisa?


“As técnicas são conjuntos de normas usadas
especificamente em cada área das ciências,
podendo-se afirmar que a técnica é a
instrumentação especifica da coleta de dados”
(ANDRADE, 1998, p.115)
* Toda pesquisa deve passar por uma fase preparatória de
planejamento;
* Diferenças entre métodos e técnicas de pesquisa;

MÉTODO: é o caminho sistematizado da pesquisa. É onde se quer


chegar. Método é estratégico. Ex: o que se pretende fazer? O que
pesquisar? Que estratégia desenvolver?

TÉCNICA: é o conjunto de procedimentos e ações para atingir os


objetivos, a meta da pesquisa. Técnica é operacional. Ex: como
atingir o objetivo? Quais passos preciso realizar para chegar no
objetivo?
DOCUMENTAÇÃO INDIRETA
• Consiste no levemente de todos os dados possíveis sobre o assunto pesquisado.
Este levantamento de dados é feito de duas formas; Pesquisa Documental e
Pesquisa Bibliográfica

Pesquisa Documental
• A pesquisa documental é um tipo de pesquisa que utiliza fontes primárias, isto é,
dados e informações que ainda não foram tratados cientificamente ou
analiticamente. Tem objetivos específicos e pode ser rico complemento à
pesquisa bibliográfica.
Exemplos de pesquisa documental
• Os tipos de documentos utilizados na pesquisa documentais variam, podem ser
relatórios, tabelas, fotos, documentos públicos e privados, fontes estáticas, entre
outros.
Pesquisa Bibliográfica
• Consiste na etapa inicial de todo trabalho científico ou acadêmico, com o
objetivo de reunir as informações e dados que servirão de base para a
construção da investigação proposta a partir de determinado tema.
Exemplos de pesquisa bibliográfica
• As fontes podem ser livros, artigos, documentos monográficos, jornais, textos
disponíveis em sites confiáveis, entre outros locais que apresentam um
conteúdo documentado.
Diferença de pesquisa documental e pesquisa bibliográfica
• Bibliográfica; utiliza fontes secundarias, constituidaspor material já elaborado,
basicamente por livros e artigos científicos disponíveis.Documental;
• utiliza fontes primárias, ou seja, dados e informações que ainda não foram
tratados cientificamente.
Tipos de pesquisa de campo:
• Documentação direta: É Quantitativo – Descritivos,
o levantamento de dados que se subdividem-se em:
na pesquisa de campo ou a) estudo de verificação de
pesquisa de laboratório. hipótese;
• Pesquisa de campo: É b) estudos de avaliação de
utilizada com o objetivo programa;
de conseguir informações c) estudos de descrição de
e conhecimentos acerca população;
de um problema. d) estudo de relações de
variáveis.
 Exploratórias - Que se subdividem-se em:

a) estudos exploratório-descritivos combinados ;


b) estudos usando procedimentos específicos para
coleta de dados;
c) estudo de manipulação experimental.

Experimentais - testes de hipóteses


Vantagens e desvantagens da pesquisa de campo:
Vantagens: Desvantagens:
• Acúmulo de informações que • Pequeno grau de controle sobre a
podem ser usadas por outros situação de uma coleta de dados.
pesquisados.
• o comportamento verbal se
• Facilidade
na obtenção de uma relativamente pouca confiança.
amostragem de indivíduos.

Pesquisa de Laboratório: descreve e analisa o que será ocorrerá


em situações controladas.
Observação direta Intensiva

OBSERVAÇÃO:
Utiliza os sentidos na obtenção de
determinados aspectos da realidade.
Não consiste apenas em ver e ouvir, mas
também em examinar fatos/fenômenos que se
deseja estudar.
ENTREVISTA
Conversação efetuada face a face, de maneira
metódica.
Proporciona ao entrevistador, verbalmente, a
informação necessária.
OBSERVAÇÃO:
- É um elemento básico de investigação científica
- É muito utilizado na pesquisa de campo (fundamental para a
Antropologia)
- Auxilia o pesquisador a obter provas a respeito de objetivos muitas vezes
inconscientes ao pesquisados que orientam seu comportamento

Para Selltiz (1965:233), a observação torna-se cientifica á medida que:

- convém a uma formula plano de pesquisa;


- é planejada sistematicamente;
- é registrada metodicamente e está relacionada a proposições mais
gerais em vez de ser apresentada como uma série de curiosidades
interessantes;
- está sujeita a verificações e controle sobre a validade e segurança.
TIPOS DE OBSERVAÇÃO

• Observação assistemática (espontânea, livre)


• Observação sistemática(planejada, controlada)
• Observação não-participante (espectador)
• Observação participante (pesquisa-ação)
• Observação individual
• Observação em equipe
• Observação na vida real
• Observação em laboratório
OS TIPOS DE ENTREVISTAS SÃO:
• Padronizada ou estruturada;
• Despadronizada ou não
estruturada;
ENTREVISTA
De a cordo com Marconi e Lakatos
• Informal;
(2003) e Ribas (2004), a entrevista é o • painel;
encontro entre duas pessoas para que
uma delas possa obter informações
sobre determinado assunto, por meio
de uma conversa de natureza
profissional. O objetivo é obter
informações do entrevistado sobre
determinado assunto ou problema
VANTAGENS
• Possibilita meios diretos e satisfatórios para estudar uma ampla variedade de fenômeno ;
• exige menos do observador do que as outas técnicas;
• permite a coleta de dados sobre um conjunto de atitudes comportamentais típicas;
• permite a evidência de dados não constantes do roteiro de entrevista ou de questionár ios.

LIMITAÇÕES
• O observador tende a criar impressões favoráveis ou desfavoráveis no observador;
• A ocorrência espontânea não pode ser prevista, ou que, impede muitas vezes, o observador
de presenciar o fato;
• Fatores imprevistos podem interferir na tarefa do observador;
• A duração do acontecimento é variável, pode ser rápida ou demorada e os fatos podem
correr simultaneamente; nos dois casos, torna-se difícil a coleta dos dados;
• Vários aspectos da vida cotidiana, particular, podem não ser acessível ao pesquisador
OBSERVAÇÃO DIRETA EXTENSIVA
• A observação direta extensiva é feita através do questionário , do formulário
, de medidas de opiniões e atitudes e de técnicas mercadológica.