Você está na página 1de 6

CICLO CELULAR

E
GAMETOGÊNESE

Prof. Dr. Fernando Pacheco Rodrigues


Departamento de Genética e Morfologia – IB/UnB

CICLO CELULAR

Atividades metabólicas associadas com o


Fase G1 crescimento celular e preparação para a replicação do
DNA
Intérfase

Fase S (Síntese) Replicação do material genético (formam


as duas cromátides irmãs).

Fase G2 Crescimento celular e preparação para a divisão

Fase M → Divisão

CICLO CELULAR

1
MITOSE

● Processo pelo qual as células copiam a sí mesmas, e os organismos


multicelulares crescem

● As células filhas são idênticas à célula parental

Divisão
Equacional 2n
2n

2n

(Intérfase)
Prófase
Metáfase
Estágios da Mitose
Anáfase
Telófase
(Citocinese)

Estágios da Mitose
Prófase
- Condensação dos cromossomos
- Separação dos centríolos e formação das fibras do fuso
- Desaparecimento do nucléolo
- Rompimento da membrana nuclear

Metáfase
- Cromossomos (homólogos e não homólogos) alinhados no plano equatorial
- Fibras do fuso (microtúbulos) já ligados ao centrômero

Anáfase
- Separação dos centrômeros (disjunção das cromátides)
- As cromátides irmãs de cada cromossomo separam-se e movem-
se para pólos opostos da célula

Telófase
- Reconstituição da membrana nuclear
- Início do reaparecimento dos nucléolos

Citocinese
- Divisão celular
(Resultado: 2 células 2n, geneticamente idênticas)

MEIOSE

● A divisão meiótica é a base para a reprodução em todas as plantas e animais


superiores

● Ocorre durante a formação dos gametas

n n n
2n
Meiose I n Meiose II n n

(Divisão Reducional) (Divisão Equacional)

2
FASES DA MEIOSE

Intérfase

Prófase I
Metáfase I
Meiose I Anáfase I
Telófase I
(Citocinese)

Prófase II
Metáfase II
Meiose II Anáfase II
Telófase II
(Citocinese)

FASES DA MEIOSE

Intérfase
Leptóteno
Zigóteno
Prófase I Paquíteno
Metáfase I Diplóteno
Meiose I Anáfase I Diacinese
Telófase I
(Citocinese)

Prófase II
Metáfase II
Meiose II Anáfase II
Telófase II
(Citocinese)

Prófase I: vários estágios que descrevem a aparência dos cromossomos

Leptóteno
- Os cromossomos, já replicados, tornam-se visíveis como filamentos longos e
finos

Zigóteno
- Pareamento (sinapse) dos cromossomos homólogos

Sinapse dos cromossomos homólogos e formação do


complexo sinaptonêmico

3
Prófase I: vários estágios que descrevem a aparência dos cromossomos

Leptóteno
- Os cromossomos, já replicados, tornam-se visíveis como filamentos longos e
finos

Zigóteno
- Pareamento (sinapse) dos cromossomos homólogos

Paquíteno
- Cromossomos homólogos totalmente pareados
- Ocorrência de crossing-over

Prófase I: vários estágios que descrevem a aparência dos cromossomos

Leptóteno
- Os cromossomos, já replicados, tornam-se visíveis como filamentos longos e
finos

Zigóteno
- Pareamento (sinapse) dos cromossomos homólogos

Paquíteno
- Cromossomos homólogos totalmente pareados
- Ocorrência de crossing-over

Diplóteno
- Os cromossomos homólogos começam a se repelir
- Visualização dos quiasmas entre duas cromátides não-irmãs

Prófase I: vários estágios que descrevem a aparência dos cromossomos

Leptóteno
- Os cromossomos, já replicados, tornam-se visíveis como filamentos longos e
finos

Zigóteno
- Pareamento (sinapse) dos cromossomos homólogos

Paquíteno
- Cromossomos homólogos totalmente pareados
- Ocorrência de crossing-over

Diplóteno
- Os cromossomos homólogos começam a se repelir
- Visualização dos quiasmas entre duas cromátides não-irmãs

Diacinese
- Maior contração dos cromossomos
- Início da fragmentação e desaparecimento da
membrana nuclear
- Dispersão do nucléolo
- Fibras do fuso ligam-se ao cinetócoro

4
Metáfase I
- Desaparecimento completo da membrana nuclear e dos
nucléolos
- Os cromossomos homólogos estão pareados na região do
plano equatorial

Anáfase I
- Os pares de cromossomos homólogos separam-se (disjunção
cromossômica) e migram para pólos opostos (aqui ocorre a
segregação dos alelos!)

Telófase I
- Os cromossomos (cada um com duas cromátides irmãs)
completam a migração para os pólos
- Formação de uma nova membrana nuclear

Citocinese
- Divisão celular e produção de duas células filhas
- Células resultantes são haplóides! (Resultado: 2 células n)

Prófase II
- Condensação dos cromossomos

Metáfase II
- Os cromossomos estão alinhados no plano equatorial
- Centrômeros ligados às fibras do fuso

Anáfase II
- As cromátides irmãs são separadas e movem-se para
pólos opostos

Telófase II
- A membrana nuclear é refeita
- Reaparecimento do nucléolo

Citocinese
-Divisão celular, resultando
em quatro células haplóides
(Resultado: 4 células n, que
NÃO são geneticamente
idênticas)

Espermatogênese

5
Ovogênese

Você também pode gostar