Você está na página 1de 9

MEIOSE E CICLOS DE VIDA

SEXUADA

Prof. Dr. Fernando Pacheco Rodrigues


Departamento de Genética e Morfologia – IB/UnB

Hereditariedade

É a transmissão de características de uma geração à outra.

Semelhança entre indivíduos associada à descendência; transmissão de


características dos pais para os filhos (Snustad & Simmons 2020)

Genética

Estudo científico da hereditariedade e da variação

É o estudo dos genes e o estudo da hereditariedade (Griffthis et al. 2019)

Conceitos Gerais

Estrutura do DNA / Cromossomos / Locus / Alelos

1
Componentes do DNA

DNA → Sequência de subunidades ligadas quimicamente

• 1 Açúcar (Pentose)

NUCLEOTÍDEOS • 1 Grupo Fosfato

• 1 Base Nitrogenada

Base Nitrogenada (A, G, T ou C)

O DNA forma uma cadeia polinucleotídica

Extremidade 5’

Extremidade 3’

Estrutura do DNA
O Modelo de Dupla Hélice

O DNA seria uma dupla hélice no qual duas cadeias polinucleotídicas estariam
enroladas uma à outra, formando uma espiral sobre um eixo central.

2
Estrutura do DNA
O Modelo de Dupla Hélice

→ As duas fitas são mantidas juntas por Pontes de Hidrogênio

→ T só pareado com A T e A / G e C são ditas complementares


→ G só pareado com C

2 Pontes de H

3 Pontes de H

Estrutura do DNA
O Modelo de Dupla Hélice

→ As cadeias polinucleotídicas estão em dirações opostas (Antiparalelas)

Sentido 5’ – 3’
Sentido 3’ – 5’

Modelo Semi-Conservativo de Replicação do DNA

3
Ciclo Celular

Durante a divisão celular o cromossomo


condensado tem seu tamanho reduzido 104 vezes

Cromossomo
Metafásico

Nucleossomo

Histonas

4
Estrutura de um cromossomo duplicado
(metafásico)

Telômeros

Braço curto (p)

Centrômero

Cromátides
Irmãs

Braço longo (q)

Telômeros

Cariótipo
Constituição cromossômica de uma célula ou indivíduo

Cromossomos arranjados em
ordem de tamanho e de
acordo com a posição do
centrômero

Cariótipo
Constituição cromossômica de uma célula ou indivíduo

5
Cariótipo

● Cada espécie possui um número característico de cromossomos

Gato: 2n = 38 Humano: 2n = 46

● Cada cromossomo dentro da espécie possui uma estrutura característica

Cariótipo
● Lembrar:
- Os cariótipos de espécies diferentes diferem na forma, no tamanho e no
número de seus cromossomos

-Todos os cromossomos ocorrem em pares (cromossomos

homólogos)

- Os pares possuem mesma forma e tamanho

- Conjunto Diplóide (2n) x Conjunto Haplóide (n)

- Cromossomos sexuais x Cromossomos autossomos

Um locus pode carregar diferentes


alelos de um gene

Em uma população,
podemos encontrar muitos
alelos em um determinado
locus.

6
Um locus pode carregar diferentes
alelos de um gene

Já os indivíduos de uma
população, se forem diplóides,
terão apenas dois alelos em
cada locus, podendo ser
homozigotos ou heterozigotos.

Um locus pode carregar diferentes


alelos de um gene

Análise de
segregação/
ligação

Um locus pode carregar diferentes


alelos de um gene

7
Comparação entre Reprodução Sexuada e
Assexuada
Reprodução assexuada  um indivíduo parental passa as cópias de todos os
seus genes (localizados nos cromossomos) para a prole, que são portanto
geneticamente idênticas entre si e ao genitor (são clones).

São originados por divisão celular mitótica (mitose).

Comparação entre Reprodução Sexuada e


Assexuada
Reprodução sexuada  a prole herda os genes (localizados nos cromossomos)
de ambos os pais. Cada indivíduo recebe uma combinação única de
genes/cromossomos dos seus pais, sendo portanto geneticamente diferentes
entre si e entre os pais!

Quais são os mecanismos que geram essa variação genética?

Esses mecanismos estão relacionados ao comportamento dos


cromossomos durante o ciclo de vida sexuada:

Na meiose:
1. Ocorrência de crossing-over na prófase I da meiose
2. Segregação independente dos cromossomos na metáfase I da meiose

Na fertilização:
3. Encontro aleatório entre os gametas masculinos e femininos
(fertilização aleatória)

8
Comportamento dos cromossomos durante
os ciclos de vida sexuada

A variedade dos ciclos de vida sexuada


Alternância de
gerações

A alternância entre a meiose e a fertilização é comum a


todos os organismos que se reproduzem sexuadamente,
mas o tempo desses dois eventos nos ciclos de vida varia
dependendo da espécie.

Todos os tipos de ciclos de vida compartilham um


resultado fundamental: variação genética entre a prole.