Você está na página 1de 4

AMBEINTAÇÃO EAD

AULA 00
Apresentação da Disicplina
AULA 01
Conceitos e Fundamentos da EaD
O QUE É EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA?
A Educação a Distância é a modalidade educacional na qual a mediação didático-
pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de
meios e tecnologias de informação. Com estudantes e professores desenvolvendo
atividades educativas em lugares ou tempos diversos. (DECRETO 9057/17)
GERAÇÕES DA EAD
1ª Geração: Modelo de tecnologia impressa – correspondência. A principal mídia era
o material impresso, geralmente, um guia de estudo, com textos ou outras tarefas
enviadas pelo correio;
2 ª Geração: Modelo de multimídia – baseado em material impresso e tecnologias de
áudio e
de vídeo. Essa geração começou com o surgimento das primeiras universidades abertas
no início dos anos 70 do século passado. As universidades abertas também usavam
programas de rádio e televisão, além de fitas de vídeo e áudio;
3ª Geração: Modelo de multimídia interativa – caracterizado pela aplicação das
tecnologias da telecomunicação-satélite, cabo ou linhas de Integrated Services Digital
Network (ISDN). Com o uso de vídeo, texto e computador
4 ª Geração: Modelo de multimídia – baseado em material impresso e tecnologias de
áudio e de vídeo. Criação de ambientes virtuais de aprendizagem;
5ª Geração: Modelo inteligente de aprendizagem fexível – derivado do modelo da
quarta geração, busca aperfeiçoar os recursos da internet e da web, agregando
processos automatizados avançados (inteligência artificial) para auxiliar na
preparação de conteúdos, orientação pedagógica e atividades administrativas.
O PAPEL DOS SUJEITOS NA EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA
PROFESSOR:
-AUTORIA: escreve conteúdo para sua disciplina;
- TUTOR: guia os alunos nas TIC’s;
MODELO DE EAD UTILIZADO EM ALGUNS IF’S
ALUNO: É construtor do seu saber, do próprio conhecimento;
CONHECIMENTO: conhecimento socialmente construído;
PROFESSOR: Cria as condições mais favoráveis à aprendizagem do aluno. Estimula
a criação do pensamento.
Planejamento e Construção da Sala de Aula Virtual
 Elaborar seu Plano de Ensino;
 Elaborar sua apresentação pessoal;
 Elaborar a apresentação da disciplina;
 Elaborar o Roteiro de Estudos;
 Produzir o material didático-pedagógico para compor a sala de aula
virtual, atendendo aos requisitos de direitos autorais;
 Definir as mídias/recursos que serão utilizados na sala de aula
virtual;
 Definir formas e instrumentos de avaliação.
FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DA EAD

- LDB Nº 9394, de 20 de dezembro de 1996 ;


- Decreto Nº 9057, de 25 de maio de 2017 (Regulamenta o Artigo 80 da LDB Nº
9394);
- Decreto Nº 6303, de 12 de dezembro de 2007 (Regulação, supervisão e avaliação das
instituições de Ensino Superior e Cursos Superiores de Graduação );
- Referenciais de Qualidade para a Educação a Distância;
- Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES;

AULA 02

Ambiente Virtual de Aprendizagem-AVA


É um espaço educacional virtual que possibilita a integração de múltiplas linguagens,
mídias e atividades mediadas pelas TICs. Focado na aprendizagem, interação,
construção do conhecimento. Fornecem aos participantes ferramentas a serem
utilizadas durante um curso, para facilitar o compartilhamento de materiais de
estudo, manter discussões, coletar e revisar tarefas, registrar notas, promover a
interação entre outras funcionalidades (Mendonça; Mendonça (2007, p. 4)).
Ferramentas de interação: chat, forúm de discussão, diários;
Ferramentas de avaliação: questionário de avaliação, tarefas (É uma ferramenta que
permite que o aluno envie um arquivo de forma on-line. Pode ser a resolução de uma
lista de exercícios, um artigo, uma síntese ou qualquer atividade proposta pelo tutor e/ou
professor);
Obs.: o AVA tem como característica principal a sua flexibilidade e potencialidade no
uso de atividades educacionais, que permite o uso de ferramentas que surgem através da
criatividade humana e do entendimento do conteúdo por parte dos professores e/ou
tutores
Ferramentas: moodle,
AULA 03
Histórico da EAD
NO MUNDO
-Inicialmente, os países só investiram e, de fato, compreenderam a EAD quando
aconteceu o barateamento e a regularização dos serviços postais, aproximadamente no
ano de 1840, quando o primeiro selo da história dos Correios foi lançado na Inglaterra;
- No século XVIII, um professor de taquigrafia anunciou em um jornal, em Boston, que
se propunha a ensinar a matéria por correspondência. Segundo relatos, em 1840, Pitman
iniciou o primeiro curso regular de taquigrafia por correspondência;
- O marco de partida, quanto aos cursos de graduação por correspondência, foi no final
da década de 1920, na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e na África do
Sul (RUMBLE, 2000);
NO BRASIL
-1923 - Fundação da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro (posteriormente Rádio do
MEC), por Roquete Pinto. Em sua programação, transmitia programas de literatura, de
radiotelegrafia, de telefonia, de línguas, literatura infantil e sobre outros assuntos de
interesse comunitários, ou seja, deu-se início a programas de EAD por radiodifusão;
- 1936 - Doação da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro ao Ministério da Educação e
Saúde.
- 1937 - Criação do Serviço de Radiodifusão Educativa do Ministério da Educação;
- 1939 - Fundação do Instituto Rádio Monitor. Começam a surgir programas
direcionados ao ramo da eletrônica;
- 1941 - Surgimento do Instituto Universal Brasileiro – cursos por correspondência,
cursos técnicos para formação profissional básica;
- 1959 - Início das escolas radiofônicas em Natal (RN);
- 1960 - Início da ação sistematizada do Governo Federal em EAD; contrato entre o
MEC e a CNBB: expansão do sistema de escolas radiofônicas aos estados nordestinos,
que faz surgir o MEB - Movimento de Educação de Base, sistema de ensino a distância
não formal;
- 1966 a 1974 - Instalação de oito emissoras de televisão educativa: TV Universitária
de Pernambuco, TV Educativa do Rio de Janeiro, TV Cultura de São Paulo, TV
Educativa do Amazonas, TV Educativa do Maranhão, TV Universitária do Rio Grande
do Norte, TV Educativa do Espirito Santo e TV Educativa do Rio Grande do Sul;
- 1971 - Nasce a ABT - inicialmente como Associação Brasileira de Tele-Educação,
que já organizava, desde 1969, os Seminários Brasileiros de Tele-Educação, atualmente
denominados Seminários Brasileiros de Tecnologia Educacional.
- 1973 - Projeto Minerva passa a produzir o Curso Supletivo de 1º Grau, II fase,
envolvendo o MEC, Prontel, Cenafor e secretarias de Educação;
- 1973-1974 - Projeto SACI conclusão dos estudos para o Curso Supletivo “João da
Silva”, sob o formato de telenovela, para o ensino das quatro primeiras séries do lº grau;
- 1978 - Lançado o Telecurso de 2º Grau, pela Fundação Padre Anchieta (TV
Cultura/SP) e Fundação Roberto Marinho, com programas televisivos apoiados por
fascículos impressos, para preparar o telealuno para os exames supletivos;
O que é EAD?
Tem sido usado em programas nos quais estudantes e professores estão separados em
termos de espaço físico.