Você está na página 1de 8

Biolimentar

Como ter uma alimentação mais


sustentável?
O que é uma dieta sustentável?

Uma dieta sustentável é uma dieta que tem baixo impacto ambiental e contribui

para a segurança alimentar e nutricional das pessoas. As dietas sustentáveis

protegem e respeitam a biodiversidade e o ecossistema. Além disso, permitem

otimizar os recursos naturais e humanos. A dieta sustentável é culturalmente

aceite, nutricionalmente adequada, segura e economicamente justa.

Qual é a dieta mais sustentável?

Uma dieta sustentável consiste principalmente em alimentos à base de plantas.

A produção alimentar é a maior causa de alterações ambientais no mundo. De

acordo com alguns estudos, as dietas veganas e vegetarianas têm a maior

redução no uso da terra e nas emissões de gases de efeito estufa.

Uma dieta sustentável leva em consideração o impacto que tem sobre o meio

ambiente, o indivíduo e a cadeia alimentar como um todo. Os fatores que

determinam o quão sustentável é uma determinada dieta incluem:

 Disponibilidade nutricional

 Custo relativo

 Biodiversidade

https://www.biolimentar.com/ Page 1
Biolimentar

 Proteção do ecossistema

 Saúde no geral

A consideração de todos esses fatores deve ajudar a garantir que o planeta

possa continuar a fornecer alimentos e recursos suficientes para uma

população crescente e para as gerações futuras.

Como ter uma alimentação mais sustentável?

A seguir mencionamos 26 recomendações para ter uma alimentação mais

sustentátel:

1. Preferir alimentos locais e da época.

2. Consumir pescado nacional, conforme a época e com o tamanho mínimo

exigido pela lei.

3. Consumir alimentos oriundos do comércio justo.

4. Utilizar utensílios adequados para servir as refeições (ex: Colheres

doseadoras, facas afiadas).

5. Reaproveitar as sobras de outras refeições.

6. Reduzir o desperdício na preparação e confeção dos alimentos.

7. Realizar uma lista de compras e adquirir apenas os alimentos que serão

consumidos.

https://www.biolimentar.com/ Page 2
Biolimentar

8. Ocupar 3/4 do prato com alimentos de origem vegetal. Limitar a 1/4 do

prato os alimentos de origem animal.

9. Limitar o consumo de carne vermelha (ex: Porco, cabrito, vaca) e

processada (ex: Salsichas, hambúrgueres, enchidos).

10. Aumentar o consumo diário de leguminosas e utilizá-las em substituição

da carne, pescado ou ovos em algumas refeições da semana.

11. Servir as porções em função da roda da alimentação mediterrânica e em

conformidade com as necessidades energéticas e nutricionais de cada

indivíduo.

12. As panelas de pressão permitem cozinhar mais rapidamente e

economizar mais energia. Limitar o uso de forno.

13. Ferver a água num jarro elétrico é mais rápido e envolve menos custos

energéticos do que aquecê-la numa panela.

14. Manter a panela tapada, enquanto cozinha e desligar o fogão pouco

tempo antes do final da cozedura.

15. Preferir embalagens familiares, ao invés de embalagens individuais.

16. Optar por produtos avulso sempre que possível.

17. Reutilizar embalagens utilizadas (ex: Acondicionar botões, materiais de

bricolagem).

https://www.biolimentar.com/ Page 3
Biolimentar

18. Minimizar o embalamento (ex: Pão embalado, talheres, bases de

tabuleiro).

19. Atentar à data de validade dos produtos e acondicionar na zona frontal os

alimentos com a data de fim mais próxima.

20. Acondicionar convenientemente os alimentos (ex: Armazenar em local

seco ou no frio).

21. Consumir, em primeiro lugar, os alimentos mais perecíveis. Verificar,

frequentemente, a temperatura de refrigeração e congelação.

22. Fazer compostagem dos resíduos orgânicos e utilizar como fertilizante

na horta familiar.

23. Reciclar as embalagens utilizadas.

24. Fazer uma horta familiar ou um canteiro aromático, em caso de falta de

espaço.

25. Planear as refeições diárias com antecedência. O planeamento permite

uma gestão mais eficiente do dia alimentar, dos recursos utilizados e do

orçamento familiar.

https://www.biolimentar.com/ Page 4
Biolimentar

Alimentos para uma dieta mais sustentável

Normalmente mudar para uma dieta sustentável tem pouco ou nenhum risco, se

a pessoa tomar medidas conscientes para garantir que satisfaz todas as suas

necessidades nutricionais.

As seções abaixo discutem os elementos nutricionais específicos da mudança

para uma dieta mais sustentável.

Frutas e vegetais

Frutas e vegetais têm um impacto ambiental muito baixo, embora haja algumas

exceções. Aumentar a ingestão de frutas e vegetais inteiros é uma escolha

saudável para a maioria das pessoas.

Carne

A carne normalmente tem um alto impacto ambiental. Embora seja rico em

calorias, proteínas, gorduras e micronutrientes, consumir carne vermelha em

excesso pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de problemas de

saúde graves, como doenças cardíacas.

Laticínios

https://www.biolimentar.com/ Page 5
Biolimentar

Leite e outros laticínios também têm alto impacto ambiental. No entanto, eles

são uma fonte importante e acessível de nutrientes essenciais, como cálcio e

vitamina D.

Dito isso, é possível reduzir a ingestão de laticínios e ainda manter uma boa

saúde. As pessoas podem conversar com um médico ou nutricionista sobre

como obter nutrientes suficientes ou podem informar-se sobre fontes de cálcio

não lácteas.

Peixe

Em geral, os peixes também têm um alto impacto ambiental, já que muitas

espécies de peixes estão extintas devido à pesca excessiva e outras práticas

não sustentáveis.

No entanto, o peixe também é uma boa fonte de nutrientes essenciais e

gorduras saudáveis. Reduzir o consumo de peixe ou comer de fontes

sustentáveis pode ajudar a reduzir o impacto ambiental.

Alimentos embalados

Alimentos embalados contribuem para o desperdício e o uso de plástico. Muitos

alimentos embalados também são processados, como lanches açucarados, e

podem fornecer poucos nutrientes.

https://www.biolimentar.com/ Page 6
Biolimentar

Reduzir ou eliminar alimentos embalados pode ajudar uma pessoa a reduzir o

desperdício e a contribuir para sua saúde geral.

A sustentabilidade alimentar não é bem definida. As diretrizes gerais incluem a

redução do consumo de carne, laticínios, peixes e alimentos embalados. Uma

dieta sustentável dá preferência a uma maior ingestão de alimentos vegetais

inteiros. As pessoas ainda podem optar por comer produtos de origem animal,

mas em quantidades muito menores.

Alimentação mais saudável e sustentável

Para uma alimentação mais saudável e sustentável:


Compre a produtores locais, sempre que possível

Ao adquirir alimentos a produtores locais incentiva à prática de uma agricultura

a menor escala, com menor impacto ambiental e que respeita o equilíbrio do

ecossistema e da biodiversidade.

Sempre que possível, opte por alimentos de uma produção mais sustentável,

como a agricultura biológica, que melhora a eficiência na utilização dos

recursos.


Prefira alimentos frescos, locais e da época

Os alimentos frescos, locais e da época têm características nutricionais e

organoléticas (p.e. Sabor, odor) superiores. Ao consumir alimentos da

https://www.biolimentar.com/ Page 7
Biolimentar

proximidade, também estará a promover a economia local e a reduzir os custos

ambientais e energéticos, e a conservar, proteger e melhorar os recursos

naturais.


Tenha uma alimentação mediterrânica

A alimentação mediterrânica representa um estilo de vida que contempla um

modelo alimentar saudável, com recurso a práticas sustentáveis, amigas do

ambiente, que protegem os meios rurais de subsistência e melhoram a equidade

e o bem-estar social. Trata-se de uma alimentação acessível a todos,

economicamente justa e que preserva a cultura dos povos.


Repense, reduza, reutilize e recicle

Repense o seu consumo, a tornar-se resiliente na redução do desperdício

alimentar, na reutilização de alimentos para novas confeções culinárias e na

reciclagem dos recursos utilizados. Assim, poderá contribuir para a salvaguarda

do planeta e das gerações futuras.

Para mais informação sobre como ter uma alimentação mais sustentável leia o

guia em Biolimentar.

https://www.biolimentar.com/ Page 8

Você também pode gostar