Você está na página 1de 16

BARALHO CIGANO

MÓDULO 1

CASA BENDITO VENTRE – RUA APACÊ, 457 – JARDIM ORIENTAL / JABAQUARA

@CASABENDITO.VENTRE
O Baralho Petit Lenormand

Existe uma verdadeira aura de mistério envolvendo a associação deste Baralho, criado
por Mll. Lenormand com o Baralho Cigano propriamente dito.

A primeira explicação dada a essa controvérsia é a de que Mlle. Lenormand, que


nasceu na França, em 1772, teve acesso ao Baralho Cigano e, analisando-o, criou o seu
próprio Baralho e método. Só que, então, os Ciganos teriam dois tipos de Baralhos com
que trabalhavam, um verdadeiro, usado exclusivamente dentro das tribos e um outro,
mais popular, usado para consultar os não-Ciganos. O Baralho então visto por Mlle.
Lenormand, teria sido essa versão popular. Para manter a versão original intacta, no
entanto, os Ciganos teriam se calado quanto a esse engano, fazendo-a acreditar ter
copiado o Baralho verdadeiro.

Uma outra versão, exatamente oposta, conta que Mlle. Lenormand criou um Baralho
com 36 Cartas, o qual teria agradado muito ao Povo Cigano, pois era feito com
imagens do cotidiano. Tamanha identificação fez com que começassem a usá-lo,
difundindo-o pelos lugares por onde passavam. Passou-se o tempo e o antigo Baralho
Lenormand ficou esquecido, pelo menos no nome, já que passou a ser chamado (essa
versão cigana), de Baralho Cigano.

Certos pesquisadores (principalmente de origem tradicional esotérica) acreditam que


as Cartas Ciganas tenham sido desenvolvidas a partir da reunião de inúmeras ciências
ocultas ou herméticas como uma espécie de somatória de conceitos extraídos da
Cabala, Numerologia, Gematria, Astrologia entre outras, mas principalmente de seus
irmãos mais velhos: o Tarô e o baralho de jogo.

Os 4 elementos

• Abrir os canais intuitivos do Oraculista;

• Sintonizar o Consulente na consulta;

• Servir de proteção a ambos (Consulente e Oraculista) e proteger, também, o


ambiente, contra ataques negativos de Entidades do mundo astral, não desejosas que
o Consulente busque orientações ou soluções para seus problemas.

Terra: Nas tradições místicas, a terra funciona como um "filtro" magnético, cuja
finalidade principal é absorver as energias impuras, transformando-as em elementos
puros, capazes de aliviar as cargas negativas. A Terra é representada nos rituais
Ciganos pelas Moedas (normalmente se colocam na mesa moedas douradas ou de
cobre) e também pelo Cristal.

Água: Símbolo da energia feminina, das emoções e do inconsciente, a Água está ligada
à fertilidade e à maternidade, tendo dois significados místicos:
• Água salgada dos oceanos (que recebe todos os tipos de detritos materiais e
espirituais, sendo importantíssima nos rituais de exorcismos);

• Água doce dos rios e das fontes (traz em si mesma uma energia cheia de vida, que
faz a ligação do Homem com Deus).

O Cálice, o copo ou a taça com água, representa, no Ritual Cigano, o Elemento Água,
simbolizando a Essência Divina.

Ar: Ao contrário da Água, o ar é o elemento masculino da Natureza. Seu sentido é


duplo: perceptível (a atmosfera, ou seja, o ar que respiramos) e imperceptível (plano
espiritual ou astral). Por esta razão, podemos entender porque o Ar atua como
intermediário entre o mundo espiritual e o material.

Nos ritos Ciganos o Ar é representado pelo Incenso que, ao queimar, libera as energias
positivas e mágicas de seus aromas.

Fogo: Assim como o Ar, o Fogo também é um elemento masculino, simbolizando a


alma, a vida humana, a energia sexual, as paixões, a energia cósmica e a afetividade.
Dos Quatro Elementos, o Fogo é o mais poderoso, sendo representado nos rituais
Ciganos e em todos os outros rituais, pela vela, cuja chama ardendo , indica a ligação
maior entre o Espírito e a matéria, entre Deus e o homem.

A cor da vela indicada nesses casos é a azul, pois traz calma, serenidade interior,
sabedoria, além de desenvolver e trabalhar os poderes paranormais, a sensitividade, a
mediunidade e a intuição. Muitos substituem a vela por aromatizadores de ambiente.

Mesa do jogo

Por estarmos aqui falando do Baralho Cigano como um Oráculo, vamos recuar e rever
o sentido da palavra Oráculo: "resposta que, em crença da antiguidade, os Deuses
davam às perguntas que lhes eram dirigidas.’’

Portanto, a mesa de jogo representa o "altar" deste encontro. Aliás, vale lembrar que,
a finalidade de todo Altar é exatamente servir de canal ou ponto de contato com
outros planos e dimensões, sendo uma verdadeira ponte para o Infinito. Por essa
razão, a mesa deve ser preparada de maneira simples, porém, com os elementos
básicos que representem os Quatro Elementos da Natureza.

OBS: Se não for na mesa, pode-se escolher um canto e ali colocar os objetos
representativos dos quatro elementos.
Materiais para a mesa do jogo

- Lenço
- Vela.
- Castiçal (não tendo pode ser um copo com água).
- Cristal.
- Moedas douradas ou de cobre (símbolo de riqueza e prosperidade).
- Punhal (para a pessoa para quem se está jogando, o consulente).
- Porta incenso ou incensário.
- Baralho Cigano

Limpeza

Todo material adquirido e que vai ter um uso essencialmente místico ou ritualístico,
deve ser limpo e consagrado. Consagrar um objeto é envolvê-lo com todas as
vibrações inerentes à finalidade que você deseja que ele tenha.

No caso do Baralho Cigano, a limpeza deve ser feita assim que o compramos e a cada
vez que finalizamos um jogo.

Podemos utilizar vários métodos de limpeza energética, e ela poderá ser feita de
acordo com a crença de cada um. Através de uma oração, imposição das mãos,
exposição ao tempo, pelo incenso, colocando em cima de uma drusa de cristal, através
de um copo de água e sal, visualizar mentalmente a limpeza energética do baralho, etc

Energização

A energização do baralho é algo pessoal e pode ser feita de várias formas diferentes.

-Deixar durante uma noite sob a luz da Lua.


-Passar as cartas pela fumaça de um incenso. Pode ser qualquer incenso, porém os que
abrem a intuição são Alfazema/Lavanda, Artemísia, Anis-estrelado).
-Colocar o baralho rodeado pelos 4 elementos – uma vela, uma taça com água, um
incenso e um cristal. Deixar por algumas horas.

Consagração

Consagrar o baralho é criar um vínculo com ele, para que sempre seja possível obter
respostas mais claras. Quando consagramos as cartas, tornamos o oráculo uma parte
de nós, uma extensão da nossa consciência que pode ser acessada a qualquer
momento.

O ritual de consagração deve ser realizado em um local limpo e sem interrupções. Para
o ritual de consagração, primeiramente, você precisará preparar uma mesa e colocar
sobre ela, o lenço ou a toalha do qual irá usar para guardar as cartas. Sobre esta mesa
colocar os 4 elementos da natureza simbolizando as Forças Cósmicas, e escolherá um
Incenso de sua preferência e fará a mesma coisa que foi feita na limpeza, ou seja,
envolverá carta por carta na fumaça do Incenso, mentalizando todas as coisas boas
que você deseja que a Cartas tragam para você e para a vida de todas as pessoas que
se beneficiarão com suas mensagens. Se conectando com a sua espiritualidade e
fazendo suas orações pessoas, criando um elo sagrado entre você, suas cartas e a
espiritualidade.

É importante lembrar que, com o passar do tempo o baralho vai absorvendo as


energias provenientes das consultas, assim, é importante observar quando ele está
carregado e realizar o processo de limpeza e energização novamente. Podemos notar
que as cartas estão carregadas com energias ruins, quando os resultados do jogo
começam a dar confusos, o que você pede não fica claro e aparecem outras respostas,
sua intuição parece que não flui ao colocar as cartas, além do sono que você pode
sentir de repente!

Obs: O lenço ou a toalha usada durante as leituras também devem ser limpos

Naipes

Cada carta do Baralho Cigano tem uma outra correspondente nas cartas do baralho
comum. Cada naipe agrupa cartas com significados que giram em torno de questões
específicas.

Copas - copas: Simboliza o elemento Água e, normalmente, fala sobre sentimentos,


emoções, feminilidade e de amor.

Ouro - Está ligado ao elemento Terra e simboliza a família, o dinheiro, a casa e a


existência no mundo material.

Paus - Ligado ao elemento da natureza Fogo, este naipe representa a imaginação, a


concretização, a afirmação, a motivação e as forças do Universo.

Espadas - Ligado pelo elemento Ar e está ligado com a mente, as ideias, o intelecto, a
criatividade e o pensamento.

Simbologia das cartas

1 - Cavaleiro. SIM. Abra-se para o novo e deixe seu espírito de liderança guiar seus
passos (Cavaleiro). O momento possibilita a realização de um sonho, a
concretização de um projeto ou uma união afetiva (9 de Copas). Mudanças rápidas,
movimento, ação, destreza, habilidade, coragem, liderança, avançar.
2 - Trevo. NÃO. Carta que fala de um período difícil e de luta contra obstáculos e
adversidades, em geral financeiras, portanto, não iniciar projetos. É carta de alerta,
mostrando que algo não vai bem, por isso recomenda uma atitude de fé em si
mesmo, nas próprias potencialidades e, ainda, não hesitar em solicitar a ajuda de
alguém.
3 - Navio. SIM. Necessidade de mudanças: viajar, ir em busca de novos horizontes.
Se parou por algum motivo, levante e ande; se já está andando, continue. (10 de
Espadas). Viagem curta para outros estados ou cidades, transformações
significativas, mudanças calmas. Notícias vindas de longe. Ligação com o exterior.

4 - Casa. SIM. É a carta da segurança, da proteção e do equilíbrio, sentimentos


gerados pelo lar, família, parentes e ambientes com os quais se tenha uma ligação
afetiva (Rei de Copas). Se estiver associada à cartas negativas pode indicar
acomodação, zona de conforto ou a segurança correndo riscos, segurança familiar.
Pode representar, também O lugar onde passamos mais tempo, podendo ser,
portanto, o nosso trabalho (quem sabe o excesso de trabalho roubando a energia
ou atenção que se deveria dar ao lar).

5 - Árvore. SIM. Você está sendo chamado a buscar o crescimento e a prosperidade


pessoal, que dependem do equilíbrio correto dos aspectos materiais e espirituais de
sua existência (7 de Copas). Representa também a vitalidade, potencializando todos
os empreendimentos, sejam passados ou futuros. É a carta que também vitaliza os
relacionamentos, além de convidar ao relaxamento e a se ter os pés no chão.
Ligações familiares, anscetralidade, CARTA TEMA para SAÚDE, utilizar a razão 'ter
pés no chão', progresso lento, "semear, cultivar, colher", herança, fartura,
progresso lento da situação em questão.

6 - Nuvens. NÃO. Confusão de sentimentos, das dúvidas e incertezas, gerando uma


falta de visão na solução de problemas que podem ser solucionados na medida em
que você deixar seu guerreiro interior agir, encarando as questões e usando toda a
sua força de vontade (Rei de Paus). Reflexão, momento de parar e analisar, não
tomar nenhuma atitude. Confusão emocional e mental. Instabilidade, tristeza
passageira. Observar a situação sob novos ângulos. É importante observar qual o
lado mais escuro das nuvens (para onde o lado mais escuro está apontado se é
esquerda ou direita - e qual carta está afetando com a sua sombra).

7 - Serpente. NÃO. Carta que fala das brigas, discórdias e desarmonias, em virtude
da inveja, falsidade e traição. Olhar em volta, pois é sinal de alerta contra pessoas
traiçoeiras. Transformações, momento de trocar a pele, sexualidade. (Rainha de
Paus).
8 - Caixão. NÃO. Perdas materiais e físicas. É o fim ou morte de algo que acabou,
morreu, devendo dar lugar a um novo crescimento e evolução espiritual, o fim de
um estágio ou ciclo, as perdas de todo tipo, constituem um teste para avaliar sua
capacidade de autossuficiência, forçando-o a descobrir novas formas de canalização
de seu potencial criativo que, no final, gerarão muito prazer e contentamento (9 de
Ouros). Mudança inevitável (imposta pela vida, onde não há o livre arbítrio).
Renascimento, morte de uma situação, início de novo ciclo. Pode representar
desencarne, morte física dependendo das cartas que a rodeiam.

9 - Buquê. SIM. É a carta da fraternidade, apontando para amizades,


relacionamentos e sentimentos verdadeiros. É um convite a deixar que os
sentimentos falem por si. É um período de "conspiração cósmica" a favor do
consulente, em que tudo pode dar certo (Rainha de Espadas). Alegrias, conquistas,
reconhecimento, graça, beleza, ternura. Presentes, visitas, surpresas agradáveis.

10 - Foice. NÃO. Processo de transformação e mudança exige ajustes para


restabelecer o equilíbrio necessário, corte brusco, um rompimento ou uma perda,
mas que será necessária para haver um crescimento espiritual. Ou pode ser algo em
nossa vida que está passando por um período de reavaliação e ao mesmo tempo,
enfrentar o trabalho duro e rotineiro de forma saudável, sem esmorecer ou perder
a alegria de viver (Valete de Ouros) Diferente da carta do caixão, aqui temos o livre
arbítrio atuando. Necessidade de abrir mão de algo. Colheita.

11 - Chicotes. NÃO. Confiar na sua força espiritual e intuição; a usar de sua


autoridade para restabelecer a harmonia, principalmente no lar, quando surgem
discórdias (Chicotes); e a buscar novas alternativas, quebrando rotinas com
jovialidade e otimismo, de acordo com a lei (Valete de Paus). Autoritarismo,
egoísmo, discussões, desgaste, ambição, competição. Dependendo das cartas que
rodeiam pode indicar vício em drogas, álcool, assim como demandas espirituais,
feitiços, magias quando combinadas com as cartas da TORRE. Quem fere também é
ferido.

12 -Pássaro. SIM. É a carta da paciência e da fé, mostrando que na vida tudo tem
seu tempo certo, portanto, não ter pressa e sim intuição e sabedoria para descobrir
esse tempo. Indica romance, namoro, encontro da alma-gêmea e relacionamentos
harmoniosos (7 de Ouros). Comunicação, paqueras, flertes, parcerias, cooperação,
expressar-se de maneira clara, sabedoria, sensatez, trabalho em equipe. Harmonia
das relações.
13 - Criança. SIM. Pureza de sentimentos, da inocência e da ausência de medos ou
preconceitos, mas que alerta, também, para a irresponsabilidade, imaturidade,
fragilidade e tagarelice (falar demais, principalmente sobre planos e projetos). Isso
implica em manter a mente receptiva e flexível; desenvolver a sua capacidade de
comunicação, através do estudo e da pesquisa (Valete de Espadas).

14 - Raposa. NÃO. Aprender a desenvolver estratégias para conseguir o que quer (9


de Paus). armadilhas, cautela com bajulações, infidelidade, falsidade, covardia,
ciladas, a famosa 'puxada de tapete', perspicácia, astúcia. Na espiritualidade indica
presença de obsessores.

15 - Urso. NÃO. É a carta que fala do ciúme, inveja e despeito por parte de alguém
próximo, gerando cargas negativas, por isso não contar projetos. (10 de Paus).
inveja, traição, instinto de preservação, proteção instintiva (mãe) impulso instintivo,
busca por prazer desenfreado, relações extra conjugais. Na espiritualidade presença
de obsessores.

16 - Estrelas. SIM. Brilho e proteção espiritual, facilita a ajuda de nossos Guias


Espirituais, gerando as situações e oportunidades que costumamos chamar de sorte
e êxito. Se você está enfrentando uma crise, é sinal de que deve parar e meditar
seriamente a fim de identificar o que gera neste momento esse sentimento de
culpa que o bloqueia e, imediatamente, adotar medidas corretivas (6 de Copas).
sucesso, realização, brilho, concretização de sonhos. No negativo, cuidado com o
ego, excesso de confiança.

17 - Cegonhas. SIM. É a carta das novidades, surpresas e imprevistos. É hora de agir


e aproveitar uma oportunidade que surge.(Rainha de Copas). Novidades, encontros
com pessoas distantes, movimento cíclicos (como sabemos, esta ave está associada
à gravidez, por isso tratamos aqui de acontecimentos que levarão meses para se
concretizar). Novidades, mudanças que os impulsionarão à ousar. Ilusões
amorosas. Se associada a carta 13, indica gravidez.

18 - Cão. SIM. É a carta da vida social, das amizades e amigos verdadeiros, gerando
a lealdade, a ajuda e a proteção. No amor é a fidelidade do outro. É também um
alerta para estar de guarda contra perigos e inimigos, constitui uma base para você
estabelecer relações afetivas ou comerciais harmoniosas e duradouras, sempre
pautadas por um grande ideal (10 de Copas). Amizade, lealdade, anjo da guarda,
companheirismo, confiança, cumplicidade.
19 - Torre. NEUTRO, TALVEZ. fala da necessidade de entrarmos em contato com
nosso mundo interior, ou seja, com nosso verdadeiro eu, através de uma reflexão e
auto-análise, para só então, depois da preparação necessária, partir para a luta,
enfrentando os desafios com firmeza e dignidade (6 de Espadas). Isolamento,
reflexão, introspecção, solidão, recuamento, fuga da realidade, inflexibilidade.
Busca por religião ou espiritualidade. Forte estrutura pessoal e algo que se
conquistará e será de longo alcance. Necessidade de paciência e espera.

20 - Jardim. SIM. É a "sociedade pessoal do consulente", sua casa, sua rua, sua
cidade, enfim, lugares, coisas e pessoas diante das quais exerce o seu domínio. É
também a necessidade da reavaliação de nossas semeaduras para o futuro, o
momento propício de se rever metas e projetos e, quem sabe, refazê-los.
Necessidade de lazer, contato com a Natureza e trabalhos de cura com ervas (8 de
Espadas).

21 - Montanha. NEUTRO, TALVEZ. Carta que fala dos grandes desafios e


dificuldades geradas por um inimigo ou adversário. Estar atento, portanto, aos
próprios limites e combatê-los, se necessário, com equilíbrio, firmeza e
perseverança, para tanto, você deve aguardar o momento propício, quando as
condições se mostrarem favoráveis e você se sentir seguro e confiante quanto ao
resultado esperado (8 de Paus). esforço, dificuldades, obstáculos, carma, problemas
relacionados com a justiça, rigidez, teimosia, inflexibilidade, autoritarismo,
fanatismo, procurações, heranças, documentos importantes. Carta do Carma,
situação de empenho e transcendentalismo.

22 - Caminhos. SIM. Livre-arbítrio: fazer escolhas, tomar decisões responsáveis e


ser persistente, para que possa enfrentar a força instintiva que o incita à busca do
prazer sem limites. Essa força, quando bem canalizada, gera a abundância e a
prosperidade que você merece (Rainha de Ouros). Separações, livre arbítrio,
tomada de decisão, dificuldade de escolha, rompimento, múltiplas escolhas.

23 - Ratos. NÃO. Desgastes físicos e financeiros, podendo gerar doenças ou


prejuízos. É um alerta contra o vampirismo energético (convivência com pessoas
"sanguessuga" que rouba energias com seu modo de ser). Perigo de roubo, assalto,
cuidar mais dos gastos pessoais, tensão emocional, stress, decepção (7 de Paus).

24 - Coração. SIM. É a carta da paixão e da entrega, seja por uma pessoa ou uma
causa, um sonho ou um projeto. Carta que mostra nosso lado sensível, nervoso,
bem como atitudes tomadas no calor de uma paixão. (Valete de Copas). amor,
paixão, alegrias, solidariedade, ódio (dependendo da carta ao lado), emoções
intensas.
25 - Anel. SIM. É a carta principal que fala, efetivamente e de modo concreto, de
união, associação, parceria ou sociedade, seja no campo afetivo ou profissional. (Ás
de Paus). Casamento, associações, sociedades, parcerias, união, junção.

26 - Livro. SIM. Carta que fala do nosso trabalho, profissão e estudos. Esforço
intelectual e a dedicação ao trabalho, que ampliam seus horizontes e possibilitam o
seu crescimento, constituindo a única forma segura para você alcançar a paz, a
harmonia, a segurança e a prosperidade (10 de Ouros). Desvendar mistérios, buscar
evolução intelectual, estudos, burocracia, documentos.

27 - Carta. SIM. Mensagens e dos avisos, alertando, também, que há algo de muito
importante por ser ainda revelado no jogo. E que o obriga, neste momento, a agir
com discrição, tato, diplomacia e até absoluto sigilo, a fim de evitar problemas
maiores ou perdas irreparáveis (7 de Espadas). Dívidas, documentos, expor com
clareza os sentimentos. Divulgar, esclarecer, promover e se comunicar.

28 - Cavalheiro. NEUTRO, TALVEZ. Figura masculina (pai, marido, patrão, protetor,


etc. , se o consulente for mulher). Se for homem, é o Consulente, a carta que
representa ele mesmo. É também, a energia yang, masculina. (Ás de Copas).

29 - Dama. NEUTRO, TALVEZ. (A cigana). Figura feminina (mãe, esposa, protetora


espiritual, etc. , se o Consulente for homem). Se for mulher o Consulente, a carta
representa ela mesma. É também a energia yin, feminina.

30 - Lírios. SIM. Equilíbrio, a paz, a harmonia, ou uma nova perspectiva para a sua
vida , que só poderá ser alcançada quando você agir como um diplomata,
racionalmente planejando e estabelecendo estratégias adequadas aos desafios que
o momento está colocando em seu caminho (Rei de Espadas). paz, pureza,
entendimento, harmonia, virtudes, sinceridade, princípios éticos, maturidade,
figura do pai ou tutor, líder religioso, princípios morais. No negativo pode indicar
fragilidade.

31 – Sol. SIM. É a carta da energia positiva, da vitalidade, da luz e do calor, gerando


uma fase de crescimento, prosperidade e sucesso. Consciência e a clareza de
propósito, como condição básica e necessária para concretizar a realização
material, a riqueza e a prosperidade que tanto sonha (Ás de Ouros). Brilho, sucesso,
realização, fama, cura, sabedoria, lucidez. No aspecto negativo: cuidado com
arrogância, ego.
32 - Lua. SIM. É a carta das forças cósmicas e espirituais, conclamando o Consulente
a dar mais atenção à sua intuição e aos seus poderes mediúnicos. (8 de Copas).
Encontros ocultos, segredos. Falta de clareza, objetividade ou sinceridade. O lado
sombra oculto que todos temos e precisamos encará-los como parte do todo. É o
aguçamento da imaginação, portanto, favorecendo atividades em que a criatividade
seja fundamental. Representa o lado feminino, yin.

33 - Chave. SIM. Carta que fala da saída ou solução para problemas, mas
recomenda pessoalmente procurar agir com destemor, confiança e vontade em
resolvê-los. Você está sendo chamado a aprender que o êxito, o crescimento e o
sucesso dependem, única e exclusivamente, de seu empenho e dedicação em
enfrentar e equacionar eficientemente os problemas que surgem em seu caminho
muitas vezes, para atingir sua meta, você é forçado a parar, retroceder e se
submeter a um novo aprendizado ou reciclar-se (8 de Ouros). Abertura de caminhos
ou caminhos fechados, dependendo das cartas que a rodeiam. Saída, solução,
busca, procura por caminhos, começo, novo ciclo.

34 - Peixes. SIM. Carta da satisfação pessoal e da segurança, geradas pela riqueza,


bens materiais, bons negócios. Fala de lucros seja em novos empreendimentos ou
nos que já estão em andamento. Multiplicação de algo que pode estar demostrado
na carta que estiver ao. Para tanto, você precisa estar alerta e possuir metas claras
e detalhadas, que traduzam adequadamente a sua ambição e necessidades de
status e poder (Rei de Ouros). Fartura, prosperidade, lucros, status, poder,
riqueza, dinheiro.

35 - Âncora. SIM. Estabilidade emocional e material, que propicia a realização de


todos os projetos. É estar bem em tudo: amor, finanças, saúde, família, trabalho,
etc. Compreender que a segurança e a estabilidade, material e emocional, resultam
unicamente da fé; de um sistema de crenças, flexível e sem fanatismo, que possa
orientá-lo e servir de apoio para levá-lo a vitória. Dependendo das cartas que a
rodeiam pode indicar uma situação que não avança, estagnação. Comodidade,
medo de mudança, zona de conforto, rigidez.

36 - Cruz. Entender que as provações, os sofrimentos e as tristezas que surgem em


seu caminho são testes para avaliar sua força espiritual, incitando-o a recordar que
existe uma Força Maior sempre pronta a amparar. Quando você está aberto e
sintonizado a essa energia espiritual, a vitória está garantida e seu esforço sincero é
recompensado e reconhecido por todos (6 de Paus). Vitória depois de um longo
período de sofrimento. Finalização de carma, desfecho positivo. Final feliz!
* As cartas deverão ser lidas da esquerda para a direita, com pausa para interpretação
e reflexão de cada uma. O passado é representado pelo monte da esquerda, o
presente pelo monte central e o futuro pelo monte da direita.

Métodos de jogadas

Método 3 cartas

A utilização deste método é interessante se houver uma pergunta ou se, ao menos,


direcionarmos a questão para uma área da vida, como, por exemplo, amor, dinheiro,
trabalho, etc.

Carta 1: situação atual (presente)


Carta 2: como a situação atual foi gerada (passado)
Carta 3: como lidar com esta situação a partir de agora (futuro)

Método Círculo mágico

Esta forma de jogar, também conhecida como Mandala Cigana, utiliza 5 Cartas, mais
uma carta que resume o assunto da consulta (a chamada carta tema). Para separar a
carta tema, observe a seguinte correspondência:

-Carta do Coração: Para assuntos sentimentais e de amor.


-Carta da Casa: Para assuntos de família.
-Carta do Livro: Para assuntos de trabalho e Estudos.
-Carta do Peixe: Para assuntos de dinheiro e Finanças.
-Carta do Cachorro: Para assuntos sobre amizade.

Com a prática, você saberá achar a carta-tema ideal para o assunto em questão.

Carta 1 (carta síntese): Por representar um resumo inicial da leitura, é uma carta
muito importante, fique atento, pois ela influenciará (de forma negativa ou positiva), a
interpretação das demais cartas.
Carta 2 (carta das influências externas): É a carta que apresenta os fatos ou situações
que interferem na resolução da questão apresentada.
Carta 3 (Carta da oposição): Os fatos ou pessoas que atrapalham os planos do
Consulente são aqui apresentados.
Carta 4 (Carta do favorecimento): Mostra as forças ou pessoas que estão agindo em
favor e que podem auxiliar na resolução da questão.
Carta 5 (Carta do resultado): Como o próprio nome diz, esta última carta apresenta o
desfecho da situação ou atitude a ser adotada pela pessoa que está se consultando.

Cruz Celta

Para este tipo de jogo utilizam-se 10 cartas, as quais vão ter os seguintes significados:

Carta 1: O tema da pergunta.


Carta 2: Os problemas relativos à pergunta.
Carta 3: A visão consciente (ou o objetivo).
Carta 4: A visão inconsciente (ou aquilo que a pessoa não percebe).
Carta 5: O que já aconteceu (passado).
Carta 6: O futuro próximo.
Carta 7: A própria pessoa.
Carta 8: O ambiente em relação à pergunta feita.
Carta 9: O que a pessoa deseja ou teme em relação à pergunta.
Carta 10: Representa a resposta propriamente dita (ou o futuro mais distante).
Panorama de Relacionamento

Método útil para tomar conhecimento de como anda um relacionamento, pois aqui é
possível identificar os pontos fortes e fracos. Isso pode ser feito a qualquer momento,
a fim de buscar saber como agir para manter a harmonia do casal.
Carta 1: energia
Carta 2: comunicação
Carta 3: ponto forte
Carta 4: ponto fraco
Carta 5: realidade
Carta 6: paixão
Carta 7: atitude a ser tomada
Explorando o outro

Fileira 1: Como o outro me vê?


Fileira 2: O que o outro sente por mim?
Fileira 3: O que outro fará em relação a nós?
Fileira 4: Prospecto da nossa relação dentro de 3 meses?

Carta oculta
A Carta Oculta é mais uma opção que temos de ampliar uma resposta ou uma leitura,
seu uso é sempre opcional e intuitivo.

Algumas opções de uso das Cartas Ocultas.

-O que está realmente “oculto” no assunto.


-Resumo dos aspectos da jogada.
-Conselho final.
-Resultado da situação apresentada na jogada.
-Alerta de muita atenção, etc.

Como chegar a carta oculta

Primeiro passo: Soma da numeração das cartas da tiragem


Carta 32 Lua + Carta 25 Aliança + Carta 15 Urso
32 + 25 + 15 = 72
Segundo passo: Apenas quando o resultado do primeiro passo é superior a 36.
Para se chegar a numeração basta subtrair do resultado o número 36 (número de
cartas do baralho cigano).
Resultado do Primeiro Passo (acima) – 36 (cartas no baralho cigano)
72 – 36 = 36 Cruz é a primeira carta oculta

OBS: Subtrair o valor de 36 cartas quantas vezes forem necessárias até se chegar em
uma numeração de uma carta do baralho cigano.

Exemplo 1
36 Cruz + 30 Sol + 35 Âncora
Primeiro Passo: 36 + 30 + 35 = 101
Segundo Passo: 101 – 36 = 65 (não existe a carta 65 no baralho cigano, é necessário
uma nova subtração)
Segundo Passo Novamente: 65 (resultado da primeira subtração) – 36 = 29 Cigana é a
carta oculta deste exemplo

Exemplo 2
5 árvore + 19 torre + 11 chicote = 35 âncora carta oculta

Você também pode gostar