Você está na página 1de 3

SÃO BRÁS

J.Thomaz Fº & Ir.Míria T.Kolling F C7 F o o f 2 k s k
J.Thomaz Fº & Ir.Míria T.Kolling
F
C7
F
o
o
f
2
k
s
k
s
k
k
a
4
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
Quan - do um
es
-
p i - nho
de
pei - x e
lhe
s u - f o
-
car
a
gar
-
gan - ta,
1.
F
C7
F
o
o
f
k
k
s
k
s
k
k
a
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
quem
lhe dis
-
ser:
"Não se
quei - xe!",
não
a
-
ju
-
dou,
não
a
-
dian - ta.
F7
Bb
Bbm
F
s
o
k
o
s
f
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
k
a
k
k
Mas
se al - guém
cui - da
do
p o - vo,
vin - do
cu
-
rar - lhe a
f e
-
r i - da,
Dm
Gm
C7
F
o
o
f
s
k
s
k
k
k
k
k
k
k
k
k
a
k
k
k
k
k
k
faz
a es - p e
-
ran - ça
de
n o - v o
ul
-
tra - pas
-
sar
a
m e
-
di - da.
F
A7
Dm
Gm
C7
F
o
o
f
J
s
s
k
k
k
k
j
j
j
k
k
k
j
k
k
k
a
Por
t u - as
mãos,
ó
São
Brás,
é a
mão de
Deus
que
nos
vem.
Refrão.:
F7
Bb
C
Am
Dm
Gm
C
F
s
o
j
o
f
s
j
J
k
k
k
k
k
k
k
k
j
a
k
k
j
Se E - le
nos
er
-
gue e
r e
-
faz,
é
prá ser
-
vir
-
mos tam
-
bém.
1.
2.
Quando um espinho de peixe lhe sufocar a garganta,
Quem lhe disser: “Não se queixe!”, não ajudou, não adianta
Mas se alguém cuida do povo, vindo curar-lhe a ferida,
Faz a esperança de novo ultrapassar a medida.
Tem toda a Armênia presente tua firmeza, São Brás:
Sempre um doutor persistente, que na bondade se apraz.
Nem o poder de um Império que por capricho o condena,
Pode tirá-lo do sério: sabe onde está a vida plena!
REFRÃO:
3.
A
medicina, teu dom, prá todos foi um favor.
Ah! Por te verem tão bom, te proclamaram pastor!
Bis
POR TUAS MÃOS, Ó SÃO BRÁS,
É A MÃO DE DEUS QUE NOS VEM.
SE ELE NOS ERGUE E REFAZ,
É PRÁ SERVIRMOS TAMBÉM.
E
como bispo cuidaste dos corações e da fé.
Com próprio sangue provaste que mais que Deus ninguém é
SÃO BRÁS Letra: J. Thomaz Filho & Música: Ir. Míria T. Kolling Tom: F

SÃO BRÁS

Letra: J. Thomaz Filho & Música: Ir. Míria T. Kolling

Tom: F

 

F

C7

F

1.
1.

Quando um espinho de peixe lhe sufocar a garganta,

 
 

C7

F

 

Quem lhe disser: “Não se queixe!”, não ajudou, não adianta

 
 

F7

Bb

Bbm

F

 

Mas se alguém cuida do povo, vindo curar-lhe a ferida,

 
 

Dm

Gm

C7

F

 

Faz a esperança de novo ultrapassar a medida.

 
   

F

A7

Dm

R

POR

TUAS MÃOS, Ó SÃO BRÁS,

 

E

 

Gm

C7

F

F

 

É A MÃO DE DEUS

QUE NOS VEM.

 

R

Ã

F7

Bb ELE NOS ER Gm PRÁ SERVIR

SE

Dm

É

C

Am

O

GUE

E REFAZ,

C

F

bis

MOS

TAMBÉM

 
 

F

C7

F

2.
2.

Tem toda a Armênia presente tua firmeza, São Brás:

 
 

C7

F

 

Sempre um doutor persistente, que na bondade se apraz.

 
 

F7

Bb

 

Bbm

F

 

Nem o poder de um Imrio que por capricho o condena,

 
 

Dm

Gm

C7

F

 

Pode ti-lo do rio: sabe onde esa vida plena!

 
 

F

C7

F

2.
2.

A medicina, teu dom, prá todos foi um favor.

 
 

C7

F

 

Ah! Por te verem tão bom, te proclamaram pastor!

 
 

F7

Bb

Bbm

F

 

E como bispo cuidaste dos corações e da .

 
 

Dm

Gm

C7

F

 

Com próprio sangue provaste que mais que Deus ninguém é

www.saosebastiaoparoquia.com.br

SÃO BRÁS Letra: J. Thomaz Filho & Música: Ir. Míria T. Kolling Tom: F 3

SÃO BRÁS

Letra: J. Thomaz Filho & Música: Ir. Míria T. Kolling

Tom: F

3

www.saosebastiaoparoquia.com.br

Interesses relacionados