Você está na página 1de 8

PROPRIEDADES MAGNÉTICAS

Magnetismo é a propriedade que os minerais apresentam de serem

atraídos por um imã.

São poucos minerais que mostram esta

propriedade isto é, são atraídos por um

imã. Ex: magnetita (fortemente

magnética).

por um imã. Ex: magnetita (fortemente magnética). É produzido por indução do campo magnético terrestre

É produzido por indução do campo magnético terrestre durante a

cristalização do mineral.

A intensidade do campo magnético criado pelo campo indutivo pode

ser expresso pela fórmula;

Onde:

I = K . H

- I: intensidade de magnetização

- K: constante de susceptibilidade. É adimensional, o valor depende

das propriedades físicas do material magnético. Pode assumir valores positivos e negativos.

- H: campo magnético

Se K for positivo I terá a mesma direção do campo magnético H

Se K for negativo I terá sentido contrário à direção de H.

1

MAGNETISMO DOS MINERAIS

O magnetismo é o resultado da estrutura eletrônica dos átomos.

Originam-se das propriedades de rotação dos elétrons que rodeiam os núcleos atômicos tanto pelo seu:

1. movimento orbital em torno do núcleo;

2. spin (rotação sobre si próprio)

conferem uma propriedade

magnética à estrutura atômica

As propriedades magnéticas

estão associadas a ambos os tipos de

movimentos eletrônicos

casos (1) e (2)

1º Caso: Movimento orbital de um elétron girando em torno do núcleo de um átomo

Quando os átomos de uma substância são sujeitos à força magnética de um ímã forte, a força afeta essa propriedade magnética, opondo-se ao movimento dos elétrons.

O movimento orbital, tem tendência a cancelar parcialmente o campo magnético externo aplicado.

dos elétrons. O movimento orbital , tem tendência a cancelar parcialmente o campo magnético externo aplicado.

2

OS ÁTOMOS SÃO, ASSIM, REPELIDOS PELO Í

2º Caso: "Spin" (rotação do elétron em torno de seu próprio eixo)

A propriedade magnética da matéria parece originar-se basicamente do spin dos elétrons; cada elétron que gira sobre si mesmo atua como um pequenino imã permanente.

Spins opostos são indicados como + e – (isto é, com valores de +1/2 ou de -1/2, um pólo para cima e o outro para baixo).

+1/2 ou de -1/2, um pólo para cima e o outro para baixo). ∑ Nos átomos

Nos átomos com camadas eletrônicas preenchidas, o número de spins eletrônicos alinhados numa direção é igual ao número de spins eletrônicos na direção oposta (emparelhados), logo, esses

átomos produzem um momento magnético nulo

Nos átomos com camadas eletrônicas incompletas (a maioria nos subníveis 3d, por exemplo os elementos de transição Z 22 a 29:

Ti, V, Cr, Mn, Fe, Co, Ni, e Cu;), o número de spins eletrônicos alinhados numa direção é maior que o número de spins eletrônicos na direção oposta (não-emparelhados), logo, nesses átomos

tem-se um momento magnético próprio (não nulo)

3

OS SPINS TÊM TENDÊNCIA A ALINHAR-SE PARALELAMENTE A UM CAMPO MAGNÉTICO EXTERNO APLICADO

TIPOS DE MAGNETISMO

DIAMAGNÉTICOS: susceptibilidade magnética é negativa (K<0)

Os minerais conhecidos como diamagnéticos não são atraídos por um imã.

De fato, eles são repelidos fracamente por um campo magnético.

O campo magnético gerado pelo imã faz com que o movimento orbital dos elétrons se altere, como se uma corrente elétrica estivesse passando pelo material, e assim gerando um outro campo magnético. Esse campo se alinha em direção oposta ao do campo indutor (imã), e isso causa a repulsão, isto é diamagnetismo (caso1).

Se o movimento do elétron em torno do núcleo fosse seu único movimento, todas as substâncias seriam diamagnéticas

E ainda, nestes minerais o campo magnético

externo não tem efeito sobre o spin dos elétrons

porque são normalmente constituídos por átomos ou

moléculas em que todos os elétrons são pareados

(com elétrons de spins opostos) momento

magnético nulo. (caso2a)

N
N

S

Exs. de minerais diamagnéticos comuns são: calcita - CaCO 3 ; albita

4

- NaAISi 3 O 8 ; quartzo - SiO 2 ; e apatite - Ca 5 (PO 4 ) 3 (F, CI, OH); etc.

PARAMAGNÉTICOS:

fraca (K>0)

susceptibilidade

magnética

é

positiva,

mas

Os minerais paramagnéticos são atraídos fracamente pelos imãs.

Nos materiais paramagnéticos os orbitais estão incompletos (metais

de transição) e os momentos dos spins resultantes podem ser alinhados

ligeiramente de modo a produzir uma magnetização induzida paralela

ao campo aplicado.

O paramagnetismo está associado com as direções de alinhamento

do SPIN do elétron na presença de um campo magnético externo.

A presença de um campo magnético externo tende

a alinhar todos os dipolos magnéticos do mineral,

causando

magnetização.

o

aparecimento

de

uma

certa

N N S S
N
N
S
S

Mas, a magnetização imposta não é permanente, o movimento térmico dentro da estrutura, entretanto, tende a deixar aleatório alguns dos alinhamentos do dipolo. Isto resulta apenas em uma pequena fração de dipolos alinhados com o campo magnético externo para um instante particular.

Sem a influência do campo, o material mantém os spins de seus elétrons orientados aleatoriamente

5

Exemplos de minerais paramagnéticos são: olivina (Mg, Fe) 2 SiO 4 ; augita – (Ca, Na) (Mg, Fe, Al) (Al,Si) 2 O 6 .

Ferromagnetismo: É um caso especial de paramagnetismo

Diferença entre as substâncias paramagnéticas e ferromagnéticas

As substâncias ferromagnéticas mantêm os spins de seus elétrons

alinhados, mesmo que elas sejam retiradas da influência do campo

magnético externo (ao contrário das paramagnéticas).

a b
a
b

Alinhamentos de domínios

Um campo magnético externo pode alinhar os domínios

ferromagnéticos: a) Não magnetizado - domínios aleatórios; b) Magnetizado - domínios alinhados

Não existem minerais ferromagnéticos mas exemplos de elementos ferromagnéticos são: o Ferro, o Níquel, o Cobalto e ligas que contenham, pelo menos um desses elementos.

6

FERRIMAGNÉTICOS: susceptibilidade magnética é positiva (K>>0)

Outro tipo de magnetismo é o ferrimagnetismo, em que os

momentos do spins são antiparalelos, em vez de paralelos como no

são:

magnetita Fe 3 0 4 e pirrotita Fe 1-x S (x= 0 a 0,2)

ferromagnetismo.

Exemplos

de

minerais

ferrimagnéticos

NESTES CASOS, OS MOMENTOS DOS SPINS ANTIPARALELOS NÃ O S Ã O IGUAIS, RESULTANDO EM UM

ARRANJO DE DOM Í NIOS MAGNÉTICOS PERMANENTES

EM UM ARRANJO DE DOM Í NIOS MAGN É TICOS PERMANENTES Ferrimagnetismo Ferromagnetismo Distribuição de Dipolos

Ferrimagnetismo

DE DOM Í NIOS MAGN É TICOS PERMANENTES Ferrimagnetismo Ferromagnetismo Distribuição de Dipolos Magnéticos da

Ferromagnetismo

Distribuição de Dipolos Magnéticos da Magnetita

8 sítios

tetraédricos

de Dipolos Magnéticos da Magnetita 8 sítios tetraédricos 8Fe 3 + Fe 3 O 4 =

8Fe 3+

Magnéticos da Magnetita 8 sítios tetraédricos 8Fe 3 + Fe 3 O 4 = Fe 3

Fe 3 O 4 = Fe 3+ [Fe 2+ Fe 3+ ]O 4

16 sítios octaédricos 8Fe 3+ 8Fe 2+
16 sítios
octaédricos
8Fe 3+
8Fe 2+

Os íons Fe 3+ estão distribuídos em dois sítios diferentes da rede, mas

com spins magnéticos opostos.

7

Os íons Fe 2+ (com menor momento magnético;) são responsáveis

pelo

spin

não

pareado

permanentes na magnetita.

e

assim

pelos

domínios

magnéticos

8