Você está na página 1de 388

Motor em linha Common-Rail

D0834 LOF01
D0834 LF02

11.2012

Manual de reparação
1ª Edição A8 (1)br
MAN Latin America Manual de reparação A8 (1)br, 1ª Edição
Serviços e Assistência Técnica Motor em linha Common-Rail
D0834 LOF01
D0834 LF02
- Português brasileiro -
Impresso no Brasil
Manual de reparação A8 (1)br
1ª Edição

Motor em linha Common-Rail


D0834 LOF01
D0834 LF02

1
PREFÁCIO

PREFÁCIO

Este manual de reparos foi desenvolvido com o objetivo de possibilitar a correta execução de reparos nos
veículos e agregados, empregando as técnicas conhecidas até o fechamento desta edição.

É obrigatório possuir a devida qualificação profissional para a execução dos reparos nos veículos e
agregados.

As ilustrações apresentadas e suas descrições refletem o desenvolvimento técnico até o fechamento desta
edição e nem sempre correspondem exatamente ao agregado ou conjunto do mesmo grupo quando
apresentado para reparos.

Os serviços de reparos estão divididos em capítulos e sub-capítulos. Cada sub-capítulo começa com
uma página sobre os pré-requisitos de trabalho. Os pré-requisitos de trabalho contêm um resumo das
indicações essenciais para a seção de reparos ilustrada, podendo incluir também uma descrição detalhada
dos serviços. Os capítulos de reparos indicam apenas os torques de aperto para as conexões roscadas
que diferirem da norma.

Os avisos importantes relacionados a segurança técnica e à proteção das pessoas são especialmente
destacados conforme mostrado a seguir.
CUIDADO
Tipo e fonte de perigo
• Refere-se aos procedimentos de trabalho e operacionais que devem ser observados a fim
de evitar riscos pessoais.

ATENÇÃO
Tipo e fonte de perigo
• Refere-se aos procedimentos de trabalho e operacionais que devem ser observados a fim
de evitar danos ou destruição de materiais.
Nota
Refere-se aos esclarecimentos úteis para a compreensão dos serviços e procedimentos.

As instruções gerais de segurança devem ser observadas em todos os serviços de reparos.

A empresa se reserva o direito de realizar alterações técnicas para fins de aperfeiçoamento

Atenciosamente,

MAN Latin America

EDIÇÃO

© 2008 MAN Latin America

Não é permitido imprimir, reproduzir ou traduzir este documento, parcial ou integralmente, sem a
autorização por escrito da MAN Latin America. Todos os direitos são reservados à MAN Latin America,
sob as leis de propriedade industrial e direitos autorais. A MAN Latin America se exime de qualquer
responsabilidade em caso de danos devido a alterações não previstas neste manual.

2 A8 (1)br 1ª Edição
ÍNDICE

Conteúdo Capítulo/Página

Índice remissivo 7

Introdução

Notas de segurança ..................................................................................................... 11


Apresentação do motor ................................................................................................. 18
Plaqueta de identificação .......................................................................................... 18
Dados característicos ............................................................................................... 20
Descrição do motor ................................................................................................. 21

Motor D0834 L0F01/LF02

Plaquetas de identificação - Localização ........................................................................... 27


Plaqueta de identificação na lateral do bloco do motor ...................................................... 27
Plaqueta de identificação na parte frontal do cabeçote do motor .......................................... 28
Descrição da plaqueta de identificação na parte frontal do cabeçote do motor ......................... 29
Número do motor - Localização ...................................................................................... 31
Número do motor gravado na lateral do bloco ................................................................. 31
Motor D0834 L0F01/LF02 .............................................................................................. 33
Transportar, fixar no suporte e no cavalete ..................................................................... 33

Sistema elétrico do motor

Sistema elétrico do motor .............................................................................................. 39


Sistema elétrico do motor - remoção e instalação ............................................................ 39
Chicote .................................................................................................................... 41
Chicote - remoção e instalação ................................................................................... 41

Sistema de Arrefecimento

Ventilador do radiador .................................................................................................. 53


Ventilador do radiador - Remoção e instalação ................................................................ 53
Tubo do líquido de arrefecimento ..................................................................................... 57
Tubo do líquido de arrefecimento - remoção e instalação ................................................... 57
Carcaça e válvula termostática ....................................................................................... 61
Carcaça e válvula termostática - remoção e instalação ...................................................... 61
Bomba d’água ............................................................................................................ 67
Bomba d’água - remoção e instalação .......................................................................... 67

Periféricos

Sistema de correia ...................................................................................................... 75


Correia do alternador - remoção e instalação .................................................................. 75
Acionamento do alternador e da bomba d’água ................................................................... 79
Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação .................................. 79
Acionamento do alternador e da bomba d’água- desmontagem e montagem ........................... 82
Compressor de ar ....................................................................................................... 87
Compressor de ar e Bomba da direção hidráulica - remoção e instalação ............................... 87
Compressor de ar - Desmontar e montar ....................................................................... 93
Alternador ................................................................................................................. 97
Alternador - remoção e instalação ............................................................................... 97
Compressor do ar condicionado .................................................................................... 107
Correia elástica (Stretchy Belt) - remoção e instalação .................................................... 107
Compressor do ar condicionado - remoção e instalação .................................................. 112
Motor de partida ....................................................................................................... 117
Motor de partida - remoção e instalação ...................................................................... 117

A8 (1)br 1ª Edição 3
ÍNDICE

Sistema Common-Rail

Injetores e duto de pressão .......................................................................................... 125


Protetores dos injetores e duto de pressão ................................................................... 125
Injetores e duto de pressão - remoção e instalação ........................................................ 126
Bomba de alta pressão ............................................................................................... 143
Protetores para as conexões da bomba de alta pressão e dos tubos de combustível .............. 143
Bomba de alta pressão - remoção e instalação ............................................................. 144
Unidade dosadora e bomba de engrenagens ................................................................ 151
Unidade de filtragem de combustível (KSC) ...................................................................... 155
Protetores para as conexões da unidade de filtragem de combustível e tubos de combustível
(KSC) ................................................................................................................ 155
Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação .................................... 156
Unidade de filtragem de combustível (KSC) - Filtro de combustível - desmontar e montar ......... 162
Módulo de comando do motor - EDC .............................................................................. 167
Módulo de comando do motor - remoção e instalação ..................................................... 167

Turbocompressor

Tubos de admissão ................................................................................................... 173


Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio sem radiador do ar de
admissão) - remoção e instalação ............................................................................. 173
Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio com radiador do ar de
admissão) - remoção e instalação ............................................................................. 177
Radiador do ar de admissão ........................................................................................ 183
Radiador do ar de admissão - remoção e instalação ....................................................... 183
Turbocompressor dos gases de escape .......................................................................... 187
Turbocompressor de duplo estágio dos gases de escape (versão sem radiador do ar de
admissão) - remoção e instalação ............................................................................. 187

Sistemas de admissão e escape

Tubo de admissão ..................................................................................................... 205


remoção e instalação o tubo de admissão .................................................................... 205
Módulo EGR ............................................................................................................ 209
Apresentação em corte do módulo EGR ...................................................................... 209
Módulo EGR - remoção e instalação .......................................................................... 211
Coletor de escape ..................................................................................................... 227
Coletor de escape - remoção e instalação .................................................................... 227

Cabeçote

Mecanismo de balancins ............................................................................................. 235


Mecanismo de balancins - remoção e instalação ........................................................... 235
Mecanismo de balancins - Desmontagem e montagem ................................................... 237
Cabeçote ................................................................................................................ 239
Cabeçote - remoção e instalação .............................................................................. 239
Vedações das hastes das válvulas - remoção e instalação ............................................... 244
Regulagem da folga das válvulas .............................................................................. 251

Engrenagens da distribuição

Engrenagens da distribuição ........................................................................................ 263


Engrenagens da distribuição - Remoção e instalação ...................................................... 263

Carcaça do motor

Respiro do bloco de cilindros ........................................................................................ 275


Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação 275
Carcaça do volante do motor ........................................................................................ 279

4 A8 (1)br 1ª Edição
ÍNDICE

Carcaça do volante do motor - remoção e instalação ...................................................... 279


Tampa e caixa de distribuição ....................................................................................... 285
Tampa da caixa de distribuição - remoção e instalação .................................................... 285
Caixa de distribuição - desmontar e montar .................................................................. 287

Comando de válvulas

Eixo comando com o mancal do eixo comando ................................................................. 293


Desmontar e montar o eixo comando / mancal do eixo comando ........................................ 293

Lubrificação do Motor

Módulo de óleo (versão com filtro tipo Refil) ..................................................................... 301


Módulo de óleo (versão com filtro tipo refil) - remoção e instalação ..................................... 301
Módulo de óleo (Versão com filtro tipo blindado) ................................................................ 307
Módulo de óleo (versão com filtro tipo blindado) - remoção e instalação ............................... 307
Cárter de óleo e Tubo de admissão de óleo (pescador) ....................................................... 313
Cárter de óleo inferior - remoção e instalação ............................................................... 313
Cárter de óleo superior - remoção e instalação .............................................................. 315
Bomba de óleo ......................................................................................................... 323
Bomba de óleo - remoção e instalação ....................................................................... 323
Bico resfriador do pistão ............................................................................................. 327
Bico resfriador do pistão - remoção e instalação ............................................................ 327

Mecanismo da árvore de manivelas

Amortecedor de vibrações ........................................................................................... 333


Amortecedor de vibrações - remoção e instalação ......................................................... 333
Volante do motor ....................................................................................................... 339
Volante do motor - remoção e instalação ..................................................................... 339
Pistão e biela ........................................................................................................... 349
Pistão com a biela - remoção e instalação ................................................................... 349
Árvore de manivelas .................................................................................................. 359
Árvore de manivelas - remoção e instalação ................................................................. 359

Retentores da árvore de manivelas

Retentor dianteiro da árvore de manivelas ....................................................................... 369


Retentor dianteiro da árvore de manivelas - remoção e instalação ...................................... 369
Retentor traseiro da árvore de manivelas ......................................................................... 373
Retentor traseiro da árvore de manivelas - remoção e instalação ....................................... 373

Dados técnicos

Dados técnicos 377

A8 (1)br 1ª Edição 5
ÍNDICE REMISSIVO

Termo Página

A
Acionamento do alternador e da bomba d’água
remover o eixo.......................................................................................................................................... 84
Acionamento do alternador e da bomba d’água - desmontar
Parafuso com rosca esquerda ................................................................................................................. 86
Acionamento do alternador e da bomba d’água - montar
Montar o rolamento no eixo...................................................................................................................... 85
Acionamento por correia
Instalar a correia poli-V ............................................................................................................................ 78
Instalar a correia poli-V nas polias ........................................................................................................... 78
Manusear o tensor da correia poli-V ........................................................................................................ 76
Marcar o sentido de rotação da correia poli-V ......................................................................................... 76
Movimentar o tensor da correia poli-V ..................................................................................................... 77
Remover a correia poli-V.......................................................................................................................... 77
Tensor da correia poli-V do alternador ..................................................................................................... 77
Tensor da correia poli-V do alternador - Instalar ...................................................................................... 77

C
Carcaça do motor
Separador de óleo.................................................................................................................................. 277
Cárter de óleo inferior - remoção e instalação ............................................................................................ 313
Cárter de óleo inferior - Instalar.............................................................................................................. 314
Cárter de óleo inferior - Remover........................................................................................................... 314
Cárter de óleo superior - remoção e instalação .......................................................................................... 315
Cárter superior - Instalar ........................................................................................................................ 319
Cárter superior - Remover...................................................................................................................... 317
Chicote
Conexão elétrica do sensor do tubo do coletor de admissão - desligar................................................... 42
Cilindro de acionamento da válvula EGR - Ajustar
Cilindro de acionamento da válvula EGR - Instalar................................................................................ 226
Condições para a medição..................................................................................................................... 223
Desencaixar a haste do cilindro de acionamento da válvula EGR......................................................... 224
Eixo da válvula de bloqueio - Verificar ................................................................................................... 225
Medir o valor de tensão com a haste do cilindro de acionamento da válvula EGR desencaixada ........ 224
Pré-carga da haste - Ajustar .................................................................................................................. 225
Soltar a porca ......................................................................................................................................... 223
Comando de válvulas
Buchas dos mancais .............................................................................................................................. 296
Eixo comando......................................................................................................................................... 295
Flange .................................................................................................................................................... 295
Furações de óleo.................................................................................................................................... 297
Tucho...................................................................................................................................................... 295
Common Rail
Tubulação de combustível...................................................................................................................... 146
Compressor de ar
Parafuso de fixação da engrenagem de acionamento............................................................................. 94
Compressor do líquido de arrefecimento
Quadro do suporte ................................................................................................................................. 115

D
Dados característicos.................................................................................................................................... 20
Descrição do motor ....................................................................................................................................... 21

M
Mecanismo da árvore de manivelas
Amortecedor de vibrações ..................................................................................................................... 336
Anéis de pistão....................................................................................................................................... 354
Anéis do pistão....................................................................................................................................... 353
Anéis dos pistões ................................................................................................................................... 356

A8 (1)br 1ª Edição 7
ÍNDICE REMISSIVO

Arruelas de encosto superiores.............................................................................................................. 364


Bucha do pino do pistão......................................................................................................................... 355
Capa da biela ......................................................................................................................................... 352
Casquilho da biela.................................................................................................................................. 355
Instalar as arruelas de encosto inferiores e o mancal............................................................................ 365
mancal do pistão .................................................................................................................................... 352
Pistões.................................................................................................................................................... 356
Ressalto do pistão.................................................................................................................................. 357
Módulo EGR - Instalar
Fazer a conexão elétrica do sensor de temperatura do módulo da EGR .............................................. 216
Ligar a conexão elétrica do cilindro de acionamento da válvula EGR ................................................... 216
Ligar as conexões elétricas da caixa dos conectores............................................................................ 216
Montar a tampa de bloqueio da EGR..................................................................................................... 215
Montar a tampa do compartimento de cabos......................................................................................... 216
Montar e tampa de bloqueio da EGR..................................................................................................... 215
Montar o compartimento de cabos......................................................................................................... 216
Montar o módulo EGR............................................................................................................................ 215
Montar o tubo de admissão.................................................................................................................... 217
Reparar a conexão de ar comprimido do cilindro atuador da EGR........................................................ 215
Módulo EGR - remoção e instalação
Cilindro de acionamento da válvula EGR - Ajustar ................................................................................ 223
Módulo EGR - Instalar............................................................................................................................ 215
Módulo EGR - Remover......................................................................................................................... 213
Valor de tensão (Volt) do cilindro de acionamento da válvula EGR - Verificar....................................... 219
Válvula proporcional da EGR - Remover e instalar................................................................................ 217
Módulo EGR - Remover
Desligar a conexão elétrica do cilindro de acionamento da válvula EGR .............................................. 214
Desligar a conexão elétrica do sensor de temperatura do módulo EGR ............................................... 213
Desligar as conexões elétricas dos consoles dos conectores ............................................................... 213
Desmontar a tampa de bloqueio da EGR .............................................................................................. 214
Desmontar a tampa do compartimento de cabos .................................................................................. 213
Desmontar o compartimento de cabos .................................................................................................. 213
Desmontar o módulo EGR ..................................................................................................................... 214
Desmontar o tubo de admissão ............................................................................................................. 213
Remover a válvula de bloqueio.............................................................................................................. 214
Motor D0834 L0F01/LF02
Transportar e fixar - fixar no cavalete....................................................................................................... 36
Transportar e fixar - fixar o suporte .......................................................................................................... 35
Transportar e fixar - transportar................................................................................................................ 35
Motor D0834 L0F01/LF02 - Transportar e fixar no cavalete ......................................................................... 33

N
Notas de segurança ...................................................................................................................................... 11
Geral......................................................................................................................................................... 11

P
Periféricos
Acionamento do alternador e da bomba d’água ...................................................................................... 81
Alternador - Polia do alternador - Remover e instalar.............................................................................. 99
Alternador - Remover e instalar ............................................................................................................. 101
Motor de partida ..................................................................................................................................... 121
Plaqueta de identificação .............................................................................................................................. 18

R
Retentores da árvore de manivelas
Anel trava ............................................................................................................................................... 374
Anel trava - Instalar ................................................................................................................................ 375
Retentor dianteiro da árvore de manivelas - instalar.............................................................................. 372
Retentor dianteiro da árvore de manivelas - remover............................................................................ 371
Retentor traseiro da árvore de manivelas - instalar ............................................................................... 375
Retentor traseiro da árvore de manivelas - instalar a BR-955 ............................................................... 374
Retentor traseiro da árvore de manivelas - remover.............................................................................. 374

8 A8 (1)br 1ª Edição
ÍNDICE REMISSIVO

S
Sistema Common Rail
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores.................................................................................... 136
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - BR-963 para a remoção do injetor .......................... 132
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Duto de pressão (caneta)........................................ 131
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Instalar as porcas de pressão dos dutos de pressão
(caneta) .................................................................................................................................................. 137
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Localização da galeria de retorno de combustível no
coletor de admissão ............................................................................................................................... 128
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Porca de pressão do duto de pressão (caneta) ...... 130
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Posição de montagem do injetor e duto de pressão
(caneta) .................................................................................................................................................. 136
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Remover o injetor.................................................... 134
Tubos de pressão, dutos de pressão e injetores - Tubos de alta pressão............................................. 129
Sistema de alta pressão
Sensor de pressão do rail e da válvula limitadora da pressão............................................................... 139

U
Unidade de filtragem de combustível - KSC
Carcaça da bomba de alimentação manual - montar ............................................................................ 165
Unidade de filtragem de combustível (KSC)
Bomba de alimentação manual.............................................................................................................. 165
Elemento aquecedor .............................................................................................................................. 164
Sensor de pressão ................................................................................................................................. 164

V
Valor de tensão (Volt) do cilindro de acionamento da válvula EGR - Verificar
Condições para a medição..................................................................................................................... 219
Destravar o conector.............................................................................................................................. 220
Expor os terminais.................................................................................................................................. 221
Fazer a leitura no visor do multímetro.................................................................................................... 222
Instalar o isolamento acústico traseiro................................................................................................... 223
Instalar o multímetro............................................................................................................................... 222
Localizar o conector ............................................................................................................................... 220
Refazer a conexão dos conectores........................................................................................................ 221
Remover o isolamento acústico traseiro ................................................................................................ 219
Válvula proporcional da EGR - Remover e instalar
Conectar o chicote elétrico..................................................................................................................... 219
Desconectar o chicote elétrico ............................................................................................................... 217
Desfazer as conexões pneumáticas ...................................................................................................... 217
Instalar a válvula proporcional da EGR.................................................................................................. 218
Refazer as conexões pneumáticas ........................................................................................................ 219
Remover a válvula proporcional da EGR ............................................................................................... 218
Reparar a conexão de ar comprimido da válvula proporcional da EGR ................................................ 218
Volante do motor
Anel retentor........................................................................................................................................... 346
Cremalheira............................................................................................................................................ 342
Rolamento do eixo piloto........................................................................................................................ 347

A8 (1)br 1ª Edição 9
INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

NOTAS DE SEGURANÇA

Geral
Os serviços de operação, manutenção e reparos nos caminhões e ônibus devem ser executados somente
por pessoal treinado.

O resumo a seguir traz orientações importantes para cada área, as quais devem ser observadas de modo a
evitar acidentes pessoais, bem como danos materiais e ao meio ambiente. Este é apenas um pequeno
resumo com as principais orientações voltadas a evitar acidentes. Evidentemente, todas as demais
instruções de segurança devem ser observadas, e as providências necessárias, tomadas.

Nos locais em que exista perigo potencial, serão disponibilizadas observações adicionais.

Procurar socorro médico imediato em caso de acidente, principalmente se houver contato com ácido
corrosivo, penetração de combustível na pele, queimaduras por óleo quente, respingos de líquido
anticongelante nos olhos, lesões de membros do corpo, etc.

1. Instruções para a prevenção de acidentes pessoais

Serviços de inspeção, regulagem e reparo


– Garantir a segurança no processo de desmontagem dos agregados.
– Apoiar o chassi ao executar serviços no sistema de suspensão a ar ou nos feixes de molas.
– Manter o local de trabalho (piso, escadas, passarelas, valetas) e os agregados livres de óleo e graxa.
– Trabalhar somente com ferramentas em perfeitas condições.
– Os serviços de inspeção, regulagem e reparos somente devem ser executados por especialistas
treinados e autorizados.

Serviços no sistema de freios


– Durante os serviços no sistema de freios, utilizar um dispositivo aspirador em caso de liberação de poeira.
– Após executar qualquer tipo de serviço nos sistemas de freios, testá-los para verificar seu funcionamento,
eficácia e segurança.
– Testar o funcionamento dos sistemas ABS/ASR através de um equipamento de diagnóstico apropriado
(como o MAN-cats).
– O fluido de freio/embreagem que vazar deverá ser coletado.
– O fluido de freio/embreagem é venenoso! Evite o contato do mesmo com produtos alimentícios e
ferimentos abertos.
– Os fluidos hidráulico e de freio são resíduos tóxicos!
Observe as instruções de segurança para evitar danos ao meio ambiente.

Serviços em veículos com sistema de gás natural (GNV)


– Veículos com sistema de gás natural defeituoso não devem entrar na oficina. Isso também é válido
para veículos cujo motor não pode ser desligado através do esvaziamento automático das tubulações
de combustível.
– Para os serviços realizados em veículos com sistema de gás natural, deve-se instalar um detector de
vazamento de gás acima do teto do veículo e no compartimento do motor, acima do regulador de pressão.
Também as pessoas que executarem serviços no veículo devem portar detectores de vazamento de gás.
– É proibido fumar nas áreas de execução de serviços em veículos equipados com sistemas de gás natural.
Retirar todas as potenciais fontes de explosões.
– Antes de executar serviços de solda no veículo, deve-se retirar os cilindros de gás e lavar a tubulação
com gás inerte.
– Os cilindros de gás não devem ser aquecidos em cabines de secagem de pintura acima de 60°C. Caso
as temperaturas estejam mais altas, deve-se retirar ou esvaziar os cilindros de gás para limpeza com gás
inerte, por exemplo, nitrogênio, e lavar a tubulação de gás com gás inerte.

Serviços no sistema de gás natural (GNV)


– Os serviços no sistema de gás natural devem ser executados somente por pessoal especializado.
– A área de serviço para sistemas de gás natural deve possuir ventilação técnica apropriada, capaz de
renovar o ar no recinto no mínimo 3 vezes a cada hora.

A8 (1)br 1ª Edição 11
INTRODUÇÃO

– Após a troca de componentes do sistema de gás natural, efetuada conforme os procedimentos de


regulagem, verificar se todos os pontos de montagem estão livres de vazamentos de gás, utilizando para
tanto um spray ou detector de vazamentos de gás.

Funcionamento do motor
– Somente o pessoal autorizado poderá dar partida e executar serviços no motor.
– Evitar aproximar-se das peças móveis quando o motor estiver em funcionamento, e utilizar uniforme de
trabalho apropriado (justo ao corpo). Em ambientes fechados, utilizar sistema de exaustão.
– Perigo de queimaduras ao executar serviços em motores aquecidos.
– Não abrir o circuito de arrefecimento quente e sob pressão - Perigo de queimaduras

Cargas suspensas
– Evitar posicionar-se embaixo de cargas suspensas (motores, agregados, câmbios, peças, etc.).
– Utilizar apenas equipamentos de elevação apropriados e em perfeitas condições técnicas, bem como
paletes de cargas com suficiente capacidade de sustentação.

Carrocerias e/ou carrocerias especiais


– Observar as notas e determinações de segurança de cada fabricante ao manusear carrocerias e/ou
carrocerias especiais.

Serviços em tubulações de alta pressão


– Não reapertar nem abrir tubulações ou mangueiras que estejam sob pressão (sistema de óleo lubrificante,
circuito de arrefecimento e circuito de óleo hidráulico):
Perigo de ferimentos pela saída de líquidos sob pressão!

Verificação dos bicos injetores


– Vestir traje de proteção adequado.
– Não colocar a mão sob o jato de combustível ao testar o funcionamento dos bicos de injeção.
– Não aspirar o vapor do combustível; certificar-se de que haja ventilação suficiente no local de trabalho.

Serviços no sistema elétrico do veículo


– Não desconectar as baterias com o motor em funcionamento!
– Sempre desconectar as baterias ao realizar serviços na parte eletrônica do veículo, na central elétrica,
no alternador e no motor de partida! Para desconectar as baterias, deve-se primeiramente remover os
bornes do polo negativo. Para conectar, agregar primeiro os bornes do polo positivo.
– Utilizar somente cabos ou adaptadores de verificação apropriados para a medição entre os conectores!
– Deixar a chave geral das baterias na posição "desligada", retirando em seguida os módulos de comando
caso sejam esperadas temperaturas acima de 80°C (por exemplo, no forno de secagem após a pintura).
– Não utilizar o chassi como aterramento! Em caso de instalação de um equipamento adicional (como
uma plataforma hidráulica, por exemplo), deve-se utilizar cabos terra com bitola apropriada, ligados
diretamente à central de aterramento do veículo, a fim evitar que os cabos de acionamento, cabeamentos,
eixos de tração, engrenagens etc. funcionem como conexões terra, o que pode trazer danos graves.

Atenção! Os gases das baterias são explosivos!


– Pode haver a formação de gás explosivo nas caixas seladas das baterias. Tomar cuidado redobrado
após um percurso prolongado e após o carregamento das baterias com um carregador.
– Consumidores permanentes que não podem ser desligados, como os tacógrafos, podem provocar
faíscas ao desconectar as baterias, detonando o gás. Arejar a caixa das baterias com ar comprimido
antes de desconectar as baterias!
– O veículo deve ser rebocado somente com as baterias conectadas! Rebocar o veículo somente se as
lâmpadas de controle acenderem por completo, mesmo se a capacidade de partida das baterias estiver
baixa.
Nunca utilizar o carregador rápido como auxílio de partida!
– Fazer a carga e a carga rápida das baterias somente com os cabos positivo e negativo das baterias
desconectados!
– Não aplicar carga rápida em baterias de chumbo-ácido tipo gel ou sem manutenção! (não aplicável em
baterias "livres de manutenção segundo as normas da DIN"); a capacidade de carga máxima é de 10%
da capacidade indicada em cada bateria. Ao conectar as baterias em paralelo, a capacidade aumenta -
correspondendo à soma das baterias ligadas em paralelo.
– A conexão incorreta dos polos pode provocar um curto-circuito!
– Não colocar objetos metálicos (chaves, alicates, etc.) sobre as baterias. Risco de curto-circuito!

12 A8 (1)br 1ª Edição
INTRODUÇÃO

– Desconectar as baterias dos veículos estacionados por longos períodos, e recarregá-las a cada 4
semanas.

Cuidado! O ácido da bateria é venenoso e corrosivo!


– Utilizar luvas de proteção apropriadas ao manusear as baterias.
Não virar as baterias; pode haver vazamento de ácido. Da mesma forma, nunca virar as baterias gel.
– As medições de voltagem devem ser feitas somente com instrumentos de medição adequados! A
resistência de entrada de um instrumento de medição deve ser de no mínimo 10 MΩ.
– Desconectar e conectar as conexões dos módulos de comando somente com a ignição desligada!

Solda elétrica
– Antes de efetuar a solda elétrica em qualquer parte do veículo, desconectar os cabos da bateria e os
conectores do módulo eletrônico (ECM) e ligar o cabo massa do aparelho de solda diretamente no
componente a ser soldado.
– Não efetuar a solda elétrica próximo a sensores, atuadores, módulo eletrônico e chicotes elétricos.
Remover cada um desses componentes antes de efetuar a solda.

Serviços em tubulações de material sintético - perigo de danos e incêndio


– As tubulações de material sintético não devem ser submetidas a esforços mecânicos ou térmicos.

Serviços de pintura
– Em serviços de pintura, os componentes eletrônicos devem ser submetidos a altas temperaturas (máximo
95°C) somente por curtos períodos de tempo; a permanência em uma temperatura de no máximo 85°C é
permitida por cerca de 2 horas; desconectar as baterias.
As junções roscadas do componente de alta pressão do sistema de injeção não devem ser pintadas. Há
risco de entrada de sujeira em caso de reparo.

Serviços na cabine basculante


– Antes de bascular, certificar-se de que a área à frente da cabine esteja livre.
– Não ficar entre a cabine e o chassi durante o basculamento - área de risco!
– Bascular a cabine sempre acima do ponto de tombamento e/ou travá-la com a haste de sustentação.

Serviços no sistema de ar-condicionado


– Os agentes refrigerantes e os vapores são prejudiciais à saúde. Evitar contato direto e proteger olhos e
mãos.
– Não liberar os gases refrigerantes em recintos fechados.
– Não misturar o gás refrigerante R 134a (livre de CFC) com o R 12 (não ecológico).
– Descartar o gás refrigerante conforme instruções.

Serviços nos tensionadores dos cintos de segurança e airbags


– Os serviços nas unidades de airbag ou dos tensionadores dos cintos de segurança devem ser executados
somente por funcionários certificados conforme treinamento específico na escola de serviços da MAN.
– Cargas mecânicas, vibrações, aquecimento acima de 140°C e impulsos elétricos, assim como descargas
eletrostáticas, podem provocar o disparo acidental das unidades de airbag ou dos tensionadores dos
cintos de segurança.
– O disparo da unidade do airbag ou do tensionador libera uma carga de gases quentes de forma explosiva,
fazendo com que a unidade não montada do airbag ou do tensionador do cinto seja arremessada sem
controle para dentro do veículo, com risco de ferimentos a quem se encontrar na cabine e/ou nos
arredores.
– O contato com a superfície quente após a ignição do airbag pode provocar queimaduras
– Não abrir o airbag acionado, nem a bolsa de impacto.
– Não tocar o airbag acionado e a bolsa de impacto destruída com as mãos desprotegidas. Utilizar luvas de
proteção de borracha nitrílica.
– Desligar a ignição e retirar a chave, desconectar o cabo terra da bateria e da alimentação elétrica do
airbag e dos tensionadores do cinto antes de iniciar os serviços e verificações das unidades de airbag ou
dos tensionadores, bem como serviços no veículo que possam produzir vibrações.
– Montar o sistema de retração do airbag do condutor no volante com airbag, código MAN 81.66900-6035,
conforme o manual de instruções.
– Fazer a verificação das unidades de airbag ou dos tensionadores dos cintos somente com os
instrumentos especificamente designados para esta finalidade; não utilizar lâmpadas de testes,
voltímetros ou ohmômetros.

A8 (1)br 1ª Edição 13
INTRODUÇÃO

– Após todos os serviços e verificações, deve-se primeiramente desligar a ignição e, em seguida, conectar
a(s) conexão(ões) de encaixe do airbag e do tensionador dos cintos e, por último, conectar a bateria.
Ninguém deve permanecer na cabine neste momento.
– Instalar as unidades de airbag separadamente, com a bolsa de impacto voltada para cima.
– Não utilizar graxa nem produtos de limpeza nos airbags e nos tensionadores dos cintos.
– Armazenar e transportar as unidades de airbag e dos tensionadores dos cintos somente na embalagem
original. O transporte no compartimento de passageiros é proibido.
– O armazenamento das unidades dos airbags e dos tensionadores dos cintos somente é permitido em
depósitos fechados a chave, sob peso máximo de 200 kg.

Serviços no sistema de aquecimento


– Antes de iniciar o serviço, desligar o sistema de aquecimento e aguardar o esfriamento dos componentes
aquecidos.
– Deve-se providenciar recipientes apropriados para a coleta de combustível durante os serviços do
sistema de alimentação, e evitar a presença de fontes de ignição.
– Sempre manter extintores de incêndio acessíveis nas proximidades!
– Não acionar o sistema de aquecimento em ambientes fechados, como garagens ou oficinas, sem
a presença de sistemas de exaustão.

2. Observações para evitar danos e desgaste precoce nos agregados

Geral
– Os agregados são fabricados exclusivamente para a aplicação definida pelo respectivo fabricante:
Qualquer outra aplicação excedente é considerada como aplicação não predeterminada. O fabricante
não se responsabiliza por danos provocados pelo uso fora da especificação, ficando o usuário como
único responsável neste caso.
– A observância das condições determinadas pelo fabricante quanto ao funcionamento, manutenção e
reparos faz parte da aplicação predeterminada.
– A utilização do agregado, bem como sua manutenção e reparos, devem estar a cargo somente de
pessoal familiarizado com o equipamento e que possua conhecimento dos riscos existentes.
– O fabricante não se responsabiliza por danos provenientes de alterações arbitrárias feitas no motor.
– Manipulações do sistema de injeção e nas regulagens podem influenciar o rendimento e a composição
dos gases de escape do agregado, impossibilitando assim o cumprimento das normas de emissões.
– Eventuais falhas de funcionamento devem ser imediatamente investigadas e solucionadas.
– Limpar os agregados cuidadosamente antes dos reparos e atentar para que todas as aberturas estejam
fechadas, a fim de evitar a penetração de sujeira.
– Colocar placa de aviso nos agregados que não estiverem prontos para o funcionamento.
– Utilizar somente os materiais de uso indicados conforme a recomendação MAN.
– Observar os intervalos de manutenção prescritos.
– Não completar o óleo de motor/caixa de mudanças acima da marca máxima. Não exceder a inclinação
máxima permitida de operação de veículo/agregado.
– A desativação ou armazenagem de ônibus ou caminhões durante períodos acima de 3 meses exige
medidas especiais conforme a norma de fábrica MAN M 3069, Parte 3.

3. Limitação de responsabilidade para peças de reposição e acessórios

Geral
Usar somente equipamentos liberados expressamente pela MAN Latin America, assim como peças
originais MAN. A MAN Latin America não assume nenhuma responsabilidade sobre produtos de outras
procedências.

4. Observações para evitar danos à saúde e ao meio ambiente

Medidas de precaução para proteger sua saúde


Evitar o contato prolongado, excessivo e repetido da pele com combustíveis, materiais auxiliares, diluentes
ou solventes. Utilizar produtos de proteção para a pele ou luvas de proteção. Não utilizar combustíveis,
materiais auxiliares, diluentes ou solventes para limpar a pele. Após a limpeza, aplicar creme hidratante
sobre a pele.

Materiais de funcionamento e materiais auxiliares


Não devem ser utilizados recipientes de produtos alimentícios ou bebidas para o escoamento e
armazenamento de materiais de funcionamento e materiais auxiliares. Seguir as instruções das autoridades
locais quanto ao descarte de materiais de funcionamento e materiais auxiliares.

14 A8 (1)br 1ª Edição
INTRODUÇÃO

Líquido de arrefecimento
O anticongelante não diluído deve ser tratado como resíduo tóxico. A eliminação de líquidos de
arrefecimento usados (mistura de fluido anticongelante e água) deve ser feita de acordo com as instruções
das autoridades locais competentes.

Limpeza do circuito de arrefecimento


O produto e a água usados na limpeza do circuito de refrigeração somente devem ser descartados na rede
de esgoto se não houver limitação por instruções locais. Contudo, é fundamental que o produto de limpeza
e a água passem por um separador de óleo com retenção de lodo.

Limpeza do elemento filtrante


A poeira dos filtros reutilizáveis deve ser recolhida por um aspirador de pó e retida em uma bolsa de
captação. Em caso contrário, utilizar máscara respiratória. Durante a lavagem do filtro, proteger as mãos
com luvas de borracha ou creme para as mãos, pois os agentes de limpeza dissolvem intensamente
a oleosidade da pele.

Óleos de motor, caixa de mudanças e diferencial; elementos filtrantes, caixas e cartuchos de filtros,
agentes de dessecação
Os óleos de motor, caixa de mudanças e diferencial (filtros de óleo e de combustível, agentes secadores
de ar) são considerados resíduos tóxicos. Observar as instruções das autoridades locais referentes ao
descarte dos materiais acima mencionados.

Óleo usado de motor / caixa de mudanças


O contato prolongado e repetido da pele com qualquer tipo de óleo de motor ou óleo de câmbio leva ao
seu ressecamento, podendo ocasionar também irritação ou inflamação. Além disso, o óleo de motor
usado contém substâncias prejudiciais que podem provocar doenças perigosas na pele. Utilizar sempre
luvas durante a troca de óleo.

Manuseio do ARLA 32
O ARLA 32 é uma solução sintética composta de 32,5% de ureia/água, utilizada em motores a diesel com
catalisador SCR para a redução de NOx. O ARLA 32 não é uma substância perigosa, mas se decompõe,
ao longo do armazenamento, em hidróxido de amônio e dióxido de carbono. Evitar contato do ARLA 32
com a pele e os olhos, lavar as mãos cuidadosamente antes dos intervalos de descanso e do término do
serviço, e aplicar creme hidratante sobre a pele. Em caso de contato da pele com o ARLA 32, lavar
as mãos com água e produtos de limpeza para a pele, tirar as roupas sujas imediatamente e procurar
um médico caso surja uma irritação da pele. Em caso de contato do ARLA 32 com os olhos, lavá-los
com água ou solução própria para olhos por pelo menos 10 minutos, deixando as pálpebras abertas,
retirando antes lentes de contato, se houver; se a irritação persistir, procurar orientação médica. Deve-se
procurar assistência médica imediatamente em caso de ingestão do ARLA 32. Armazenar o ARLA 32 em
embalagens à prova de vazamento, em lugares cuja temperatura de armazenagem não ultrapasse 25°C.
Sugar o ARLA 32 escoado ou derramado com material aglutinante, e descartá-lo de forma adequada.

5. Orientações para serviços no sistema Common-Rail

Geral
– Os jatos de combustível podem cortar a pele. A névoa de combustível é inflamável.
– Nunca soltar os parafusos do lado de alta pressão do combustível do sistema Common-Rail com o motor
em funcionamento (tubo de ligação da bomba de alta pressão ao Rail, no Rail e do cabeçote ao injetor).
– Evitar permanecer próximo ao motor em funcionamento.
– Qualquer modificação do cabeamento original, por exemplo, cabeamento do injetor não blindado ou
utilização de kit de testes eletroeletrônicos, poderá fazer com que sejam ultrapassados os valores-limites
prescritos para marcapassos cardíacos.
– Os equipamentos originais relacionados aos motores MAN-Common-Rail não oferecem nenhum perigo
para os portadores de marcapasso quando utilizados da forma prescrita.
– Jatos de combustível podem cortar a pele. A névoa de combustível é inflamável.
– Nunca soltar os parafusos dos tubos de alta pressão do combustível do sistema Common-Rail com o
motor em funcionamento (tubo de injeção da bomba de alta pressão para o distribuidor de combustível,
no distribuidor de combustível e do cabeçote para o injetor).
– Evitar permanecer próximo ao motor quando este estiver em funcionamento.

A8 (1)br 1ª Edição 15
INTRODUÇÃO

Orientações para portadores de marcapasso


– Qualquer modificação do cabeamento original, por exemplo, cabeamento do injetor não blindado ou
utilização de kit de testes eletroeletrônicos (caixa de medição), poderá fazer com que sejam ultrapassados
os valores-limites prescritos para marcapassos cardíacos.
– A não alteração da originalidade do produto não acarretará riscos ao motorista e passageiros portadores
de marcapasso.
– Respeitados os usos prescritos, não existe risco para o operador portador de marcapasso durante
a instalação do sistema de injeção do motor MAN Common-Rail.
– Os valores-limite atualmente conhecidos para marcapassos não são ultrapassados se o produto for
mantido em seu estado original.

Risco de dano por entrada de sujeira


– Os componentes do sistema de injeção a diesel consistem de peças de alta precisão sujeitas a esforços
extremos. Por esse motivo, é necessário atentar à máxima limpeza em todos os serviços realizados
no sistema de combustível.
– Partículas de sujeira acima de 0,2 mm podem provocar a avaria dos componentes.

Antes do início dos serviços no lado limpo


– Com o sistema de combustível fechado, limpar o motor e o compartimento do motor, evitando atingir os
componentes elétricos com jatos fortes.
– Levar o veículo para uma área limpa da oficina onde não sejam executados serviços que possam gerar
poeira (trabalhos de retífica, solda, reparos de freios, verificações de freio e de rendimento, etc.).
– Evitar movimentação de ar (possível redemoinho de pó ao dar partida em motores, ventilação/climatização
da oficina, correntes de ar, etc.).
– Com o sistema de combustível fechado, secar a área com ar comprimido.
– Eliminar partículas soltas de sujeira, como lascas de tinta e material de vedação, com um dispositivo
de sucção adequado (aspirador de pó industrial).
– Cobrir as áreas do compartimento do motor e parte inferior da cabine de onde possam se desprender
partículas de sujeira que venham a atingir os componentes de alta precisão do sistema de injeção.
– Lavar as mãos e vestir um traje de serviço limpo antes de iniciar o trabalho de desmontagem.

Após a abertura do lado limpo


– Não é permitido utilizar ar comprimido para a limpeza.
– A sujeira solta deve ser eliminada por meio de um dispositivo de sucção adequado (aspirador de pó
industrial) durante o trabalho de montagem.
– Utilizar somente panos de limpeza sem fiapos no sistema de combustível.
– Limpar as ferramentas e os materiais de trabalho antes do início dos serviços.
– Utilizar somente ferramentas que não apresentam danos (revestimentos cromados com trincas).
– Não utilizar materiais como pano, papelão ou madeira na remoção e instalação de componentes, pois
estes podem soltar partículas e fiapos.
– Caso apareçam lascas de pintura ao soltar as conexões (de uma eventual segunda pintura), removê-las
com cuidado antes de soltar definitivamente os parafusos.
– Utilizando tampas apropriadas, fechar imediatamente todas as peças removidas do lado limpo do
sistema de combustível.
– As conexões devem ficar armazenadas em embalagens livres de poeira até a aplicação; descartá-las
após uma única aplicação.
– Em seguida, guardar os componentes com cuidado em um recipiente limpo e fechado.
– Nunca utilizar líquidos de limpeza ou de teste para esses componentes.
– Retirar as peças novas da embalagem original apenas imediatamente antes da utilização.
– Executar serviços nos componentes removidos somente em um local de trabalho equipado para esse fim.
– Caso novas peças sejam enviadas, sempre colocar as peças removidas nas embalagens originais
das novas peças.
Ao executar serviços em motores de ônibus, deve-se também observar obrigatoriamente as medidas
descritas a seguir:

A entrada de sujeira é perigosa e causa danos


– Antes de abrir o lado limpo do sistema de combustível:
Limpar com ar comprimido as partes do motor em volta das conexões de alta pressão, tubos de injeção,
Rail e tampa de válvulas.
– Remover a tampa de válvulas e repetir a limpeza das partes do motor em volta das conexões de alta de
pressão, tubos de injeção e rail.
– Primeiro, soltar somente as conexões de alta pressão:

16 A8 (1)br 1ª Edição
INTRODUÇÃO

Soltar as porcas com capa das conexões de alta pressão, com 4 voltas para desprendê-las.
Levantar as conexões de alta pressão com uma ferramenta especial.
Justificativa: As conexões devem ser removidas somente quando os injetores já estarem desmontados,
para que não haja possibilidade de queda de sujeira nos injetores por cima.
– Remover os injetores.
– Após a remoção, lavar os injetores com um líquido de limpeza, com o orifício da conexão de alta
pressão voltado para baixo.
– Remover as conexões de alta pressão, soltando para isso as porcas do bocal do tubo de pressão.
– Limpar o orifício do injetor no cabeçote.

6. Procedimentos de emergência para agregados com comandos eletrônicos

Observações
Os agregados dispõem de um sistema de controle eletrônico capaz de supervisionar tanto o agregado
como a si próprio (autodiagnóstico).

Ao detectar uma falha, o sistema faz a análise do problema e executa automaticamente um dos seguintes
processos:

– Emissão de um alerta de falha, com o código da falha.


– Comutação para uma função de emergência, garantindo a continuação, ainda que limitada, do
funcionamento. Tentar eliminar a falha imediatamente.
– O código da falha será indicado diretamente através da conexão com o MAN-cats.

7. Observações de montagem

Montagem de tubulações
– As tubulações não podem ser deformadas durante os serviços de montagem - risco de ruptura!

Montagem de juntas planas


– Usar somente vedações originais MAN Latin America.
– As superfícies de vedação têm de estar limpas e não devem apresentar defeitos.
– Não usar material de vedação ou cola - caso necessário, para facilitar a montagem, usar um pouco de
graxa, de forma a grudar a junta na peça a ser montada.
– Apertar uniformemente os parafusos com o torque de aperto indicado.

Montagem de vedações redondas (O-Rings)


– Usar somente vedações redondas (O-Rings) originais MAN Latin America.
– As superfícies de vedação têm de estar limpas e não devem apresentar defeitos.

Retífica do motor
– A vida útil de um motor é influenciada por diversos fatores. Por isto, é impossível prever a quantidade de
horas de trabalho necessárias para um recondicionamento básico do motor.
– A abertura ou retífica do motor não é recomendada enquanto o motor apresentar valores de taxa de
compressão normais e os seguintes valores de funcionamento não se alterarem consideravelmente em
comparação com os valores de um motor novo:
– Taxa de compressão
– Temperatura dos gases de escape
– Temperatura do líquido de arrefecimento e do óleo lubrificante
– Pressão e consumo de óleo
– Formação de fumaça

Os seguintes critérios influenciam significativamente a vida útil do motor:


– A correta regulagem de rendimento conforme o tipo de aplicação
– Instalação correta (motores estacionários)
– Vistoria da instalação por pessoal autorizado (motores estacionários)
– Manutenção periódica de acordo com o plano de manutenção

A8 (1)br 1ª Edição 17
INTRODUÇÃO

APRESENTAÇÃO DO MOTOR

Plaqueta de identificação
Os dados de identificação do motor estão gravados em duas plaquetas.

Nesta apresentação destacamos a plaqueta localizada na lateral do bloco do motor.

Para a localização das plaquetas, ver Plaquetas de identificação - Localização, 27.

Descrição da plaqueta de identificação na lateral do bloco do motor

(1) Modelo do motor (2) Número de série do motor

Descrição das etapas de acabamento


Há etapas de acabamento nas bronzinas da árvore de manivelas e das bielas bem como no pistão. Os
grupos de trabalho de recondicionamento são identificados na plaqueta do modelo, por exemplo:

P = bronzinas da árvore de manivelas e das biela NI ou NII

H = árvore de manivelas - mancal da árvore de manivelas NI ou NII

18 A8 (1)br 1ª Edição
INTRODUÇÃO

Descrição para nº do motor/engine-no. (Número de identificação do motor)

Motor-Nr./Engine-No. Critério de identificação (classificação)


228 Número e chave do modelo

1440 Dia da montagem


522 Sequência da montagem (número do progresso no dia da montagem)
1442 Os últimos 4 dígitos do nº do motor /engine no. são dados específicos
de produção e equipamento.

Descrição do tipo

Denominação do Descrição Exemplo


tipo

D Tipo de combustível Diesel


08 Número de identificação + 100 Diâmetro 108 mm

3 (Número de identificação x 10) + Curso 130 mm (arredondado)


100
4 Quantidade de cilindros 4 cilindros
L Turbocompressor com turbocompressor e intercooler

F Instalação do motor Motor vertical / dianteiro, direção do lado


esquerdo
L Instalação do motor Série leve
62 Identificação do modelo Desempenho/rpm/aprovação

A8 (1)br 1ª Edição 19
INTRODUÇÃO

Dados característicos

D0834 L0F01/LF02

Denominação Unidade Indicações


Classificação de poluentes EEV
Quantidade de cilindros/disposição 4 cilindros em linha, vertical
Válvulas por cilindro 4
Peso seco do motor kg 510

Sistema de injeção Common Rail/EDC 7


Sentido de rotação do volante do motor esquerda
Potência nominal conforme ISO 1585-89/491 kW/CV 137/186
EWG
Diâmetro mm 108
Curso mm 125
Cilindrada cm3 4580
Ordem de ignição 1-3-4-2

Rotação nominal rpm 2400


Rotação da marcha lenta, mínimo rpm 700
Torque máx. x rotação Nm, rpm 700 Nm com 1100 - 1600 rpm

20 A8 (1)br 1ª Edição
INTRODUÇÃO

Descrição do motor

(1) Tubo de admissão (9) Chicote elétrico


(2) Alternador (10) Coletor de admissão
(3) Turbocompressor (11) Motor de partida
(4) Separador de óleo (12) Módulo de óleo
(5) Módulo do EGR (recirculação dos gases (13) Bomba de alta pressão
de escape) (14) Tubulação da direção hidráulica
(6) Cilindro de acionamento da válvula EGR (15) Ventilador do radiador
(7) Tampa do compartimento de cabos (16) Acoplamento do ventilador do radiador
(8) Unidade de filtragem de combustível (17) Acionamento da correia poli-V
(KSC)

A8 (1)br 1ª Edição 21
INTRODUÇÃO

Motor - geral
O motor descrito aqui é um motor de 4 tempos de 4 cilindros, refrigerado a água, movido a óleo diesel e
equipado com turbocompressor, e que atende as normas de emissões EEV e Euro 5.

Os motores trabalham com o sistema de injeção de alta pressão Common-Rail em conjunto com o módulo
de comando eletrônico EDC 7 (EDC - Electronic Diesel Control).

Monitoramento do motor
O monitoramento do motor é feito através de diversos sensores, por exemplo, os sensores de rotação e
de temperatura, que indicam ao módulo de comando do motor as diferentes condições e estados de
funcionamento do motor.

O módulo de comando do motor funciona através do princípio APE:

A = Admissão

P = Processamento

E = Exaustão

O módulo de comando do motor processa as informações obtidas pelos sensores e emite sinais aos
atuadores. Os atuadores convertem os sinais em grandezas mecânicas. Um exemplo de atuador é a
unidade dosadora da admissão para a bomba de alta pressão.

Bloco de cilindros
O bloco do motor é fundido com o bloco de cilindros em uma única peça com ferro fundido especial. Os
cilindros funcionam diretamente no bloco do motor. Uma estrutura em forma de colmeia nas áreas de
contato dos cilindros permite obter excelentes resultados quanto a resistência ao desgaste e consumo de
óleo. O bloco de cilindros é fechado atrás com a carcaça do volante do motor e na frente com a tampa
da caixa de distribuição. Tanto a carcaça do volante do motor quanto a tampa da caixa de distribuição
são de alumínio. Na tampa da caixa de distribuição e na carcaça do volante do motor, são montados
os anéis de vedação (retentores) da árvore de manivelas. Os gases emitidos pelo bloco do motor são
reconduzidos por um separador de óleo com válvula de alívio no lado da admissão do turbocompressor
para o ar de combustão.

Árvore de manivelas
A árvore de manivelas é feita de aço microligado forjado em matriz e altamente temperado. Possui oito
contrapesos fundidos para compensar o efeito de cada biela e pistão e fica apoiada sobre 5 mancais do
bloco do motor. Os munhões e moentes da árvore de manivelas apoiam-se em bronzinas pré-moldadas
de três camadas. O apoio axial é realizado por 4 arruelas de encosto bipartidas, inseridas no 4º mancal
no bloco do motor. A parte interna da cabeça do pistão e o pino de biela são resfriados através do óleo
proveniente do bico resfriador do pistão.

Biela (biela fraturada)


As bielas fraturadas são moldadas em peça única de aço temperado produzido através de usinagem de
precisão. A cabeça da biela é cortada na diagonal através de uma fratura da tampa do casquilho da biela.
A estrutura da superfície obtida pela fratura resulta em um efeito de entalhado entre a tampa do casquilho
da biela e a haste da biela, com precisão exata contra erros e elevada estabilidade transversal.

Pistão
São utilizados pistões de alumínio fundido especial, de três anéis, com suporte para o anel superior fundido
no pistão.. Ao serem fundidos, os pistões são equipados com um canal de resfriamento que permite uma
melhor dissipação térmica com cargas pesadas. Eles são resfriados através de um jato de óleo do bico
aspersor de óleo. O jogo de anéis compõe-se de 2 anéis de compressão: um superior e um trapezoidal de
dupla face além do anel raspador de óleo, de borda chanfrada e reforçado por uma mola espiral.

Cabeçote
Os motores da série D08 estão equipados com um cabeçote de peça única com sede de válvulas de
dimensões reduzidas, insertadas por pressão, e guias de válvulas substituíveis. As guias da válvula
realizam a vedação da haste em todas as válvulas. As válvulas são acionadas por balancins substituíveis
montados sobre eixos de balancins. O cabeçote é fixado com parafusos (Torx externo) de alta resistência.
A camada de aço da junta do cabeçote é revestida com um isolante especial feito para isolar a câmara de
combustão. A vedação entre o cabeçote e a tampa do cabeçote é uma vedação de elastômero.

22 A8 (1)br 1ª Edição
INTRODUÇÃO

Eixo comando de válvulas


O eixo comando é forjado em aço e enrijecido por indução, e fica apoiado sobre 5 mancais do bloco do
motor. O acionamento do eixo comando é feito pela engrenagem do árvore de manivelas, cujos dentes
retos acionam a engrenagem do eixo comando.

Lubrificação do motor
A lubrificação do motor ocorre através de circulação de óleo sob pressão para todos os mancais de suporte.
O filtro de óleo do motor e o radiador de óleo são montados juntos no módulo de óleo. A verificação do
nível de óleo no cárter ocorre através da vareta e de um sensor de nível de óleo.

Sistema de refrigeração
A circulação de refrigeração é a circulação forçada para refrigeração do motor, regulada por termostato
e realizada através de uma bomba d'água livre de manutenção acionada por correias trapezoidais. O
termostato é um componente intercambiável que utiliza elementos de cera como material de dilatação. Na
carcaça do termostato encontra-se a conexão para a alimentação do aquecimento.

Sistemas de admissão e escape


Dividido em três peças, o coletor de escape é produzido em ferro fundido dúctil resistente a altas
temperaturas, sendo fixado ao cabeçote com parafusos de alta resistência ao calor. O turbocompressor é
livre de manutenção, e fica instalado no duto central do coletor de escape. O coletor de escape encontra-se
instalado depois do turbocompressor. Este é lubrificado pelo óleo circulante no motor.

Sistema de combustível
O sistema de combustível é dividido entre sistemas de baixa e alta pressão. Os tubos de combustível,
a bomba de alimentação manual e o filtro de combustível (KSC - Kraftstoff-Service-Center) fazem
parte do sistema de baixa pressão. O filtro de combustível KSC é composto de um filtro primário e um
micro-filtro especial com separador de água para garantir a limpeza de combustível necessária ao sistema
Common-Rail. Adicionalmente, o sistema de baixa pressão compreende o elemento aquecedor e a vela
aquecedora. A interface para o sistema de alta pressão é a bomba de combustível.

Sistema de alta pressão


O sistema de alta pressão é composto pela bomba de alta pressão com controle de fluxo flangeada pela
bomba de combustível, bem como pelo tubo de pressão com sensor de pressão do rail e válvula de limite
de pressão. Além disso, são instalados injetores alimentados por válvulas solenoides com conexões de
pressão e tubulações de alta pressão de acordo com a necessidade.

No sistema de alta pressão, a geração de pressão na injeção e a injeção de combustível são dissociados.
A pressão de injeção é gerada pela bomba de alta pressão independentemente da rotação do motor e
do volume de injeção. A taxa de injeção está disponível para a injeção no tubo de pressão através dos
injetores. A quantidade conduzida na bomba de alta pressão é regulada por uma válvula proporcional.
O momento de a quantidade de injeção são calculados no módulo de comando do motor e convertidos
pelos injetores acionados por válvulas solenoides.

Através dos injetores guiados por válvulas solenoides, podem ser realizadas múltiplas injeções:

1 Pré-injeção para a melhoria da combustão e redução de ruídos, bem como para a redução dos picos de
pressão da combustão.
2 Injeção principal para a entrada de energia para a força gerada pelo motor.
3 Pós-injeção para a redução das emissões de materiais nocivos, principalmente o NOx.

O sistema de alta pressão é altamente sensível; em todos os trabalhos realizados no sistema, é


imprescindível a higiene absoluta no local de trabalho e nos arredores.

Injetores
Os injetores são acionados por válvulas solenoides, e ficam instalados em posição vertical no cabeçote,
fixados com um flange de compressão.

Sistema de partida por incandescência


Opcionalmente, é possível instalar um dispositivo de partida por vela de incandescência como auxílio na
partida a frio. O dispositivo de partida por incandescência é composto por uma válvula solenoide e uma
vela aquecedora de acionamento rápido instalada no coletor de admissão. A vela aquecedora e a válvula
solenoide correspondente são acionadas pelo EDC de acordo com a solicitação de diversos parâmetros

A8 (1)br 1ª Edição 23
INTRODUÇÃO

(através de sensores) e aquecem o ar aspirado. O fornecimento de combustível é feito através do filtro


de combustível.

Motor de partida
O motor de partida possui o eixo em balanço. Ter um eixo em balanço significa que o eixo do motor de
partida é montado na carcaça do motor de partida sem um contra-mancal de eixo. Um relé mecânico,
montado no motor de partida, é responsável pelo seu acionamento.

Alternador
A energia é gerada por um alternador compacto, silencioso e de alto desempenho, equipado com um
regulador multifunção. A regulagem da tensão é feita dependendo da temperatura, da carga da bateria e do
consumo de energia. A velocidade de rotação do alternador é 4 vezes superior à rotação do motor.

Compressor de ar
O compressor de ar é acionado pela engrenagem do eixo comando.

Tomada de força dianteira


A tomada de força funciona como uma unidade geradora, sendo composta pela carcaça, pelo rolamento do
eixo da tomada de força e pela polia da correia poli-V. A tomada de força é acionada indiretamente pela
engrenagem do compressor de ar. No eixo da tomada de força e na engrenagem do compressor de ar
encontram-se, respectivamente, dois ressaltos opostos entre si. Como uma conexão não rígida, o disco
de arrasto age nestes ressaltos e garante um efeito de inércia. No eixo da tomada de força encontra-se
uma polia que, movida por uma correia poli-V, aciona o alternador.

Recirculação dos gases de escape


No processo de recirculação, uma parte dos gases de escape retorna à admissão do cilindro. Este
processo resulta em temperaturas de combustão mais baixas e, portanto, menores emissões de NOx.
Durante a recirculação, os gases de escape são removidos do duto de escape. No módulo de recirculação
do escape, os gases passam primeiramente pelas válvulas de bloqueio, depois por trocadores de calor
em um feixe de tubos de aço inoxidável, bem como pela respectiva válvula de retenção, que permite a
passagem somente do pino de pressão. Após a recirculação, o fluxo do escape é conduzido à curva do
coletor de admissão. A válvula de bloqueio é aberta através de um cilindro de ar comprimido acionado por
uma válvula solenoide, de acordo com o estado de funcionamento.

Bomba da direção hidráulica


A bomba da direção hidráulica está montada atrás do compressor.

24 A8 (1)br 1ª Edição
MOTOR D0834 L0F01/LF02

MOTOR D0834 L0F01/LF02

A8 (1)br 1ª Edição 25
MOTOR D0834 L0F01/LF02

PLAQUETAS DE IDENTIFICAÇÃO - LOCALIZAÇÃO

Plaqueta de identificação na lateral do bloco do motor

(1) Plaqueta de identificação (2) Bloco do motor

Informações importantes
ATENÇÃO
Não remover ou destruir a plaqueta de identificação do motor
• Nas plaquetas estão descritas informações importantes do motor ver Plaqueta de identificação,
18.
• Para informações adicionais, consultar o código do motor D0834 ver D0834 L0F01/LF02, 20.
Nota
A plaqueta de identificação está localizada no lado esquerdo do bloco do motor, próximo ao
módulo de óleo.

A8 (1)br 1ª Edição 27
MOTOR D0834 L0F01/LF02

Plaqueta de identificação na parte frontal do cabeçote do motor

(1) Plaqueta de identificação (2) Cabeçote

Informações importantes
ATENÇÃO
Não remover ou destruir a plaqueta de identificação do motor
• Nas plaquetas estão descritas informações importantes do motor.
Nota
A plaqueta de identificação está localizada na parte frontal do cabeçote do motor, próximo
à carcaça da válvula termostática.

28 A8 (1)br 1ª Edição
MOTOR D0834 L0F01/LF02

Descrição da plaqueta de identificação na parte frontal do cabeçote do motor

(1) Modelo do motor (8) Potência do motor


(2) Número do produto (9) Rotação máxima do motor
(3) Cliente - Número do produto (10) Folga da válvula de admissão
(4) Emissões (11) Cilindrada do motor
(5) Folga da válvula de escapamento (12) Número do motor
(6) Rotação de marcha lenta (13) Índice de opacidade
(7) Rotação do motor para potência máxima

A8 (1)br 1ª Edição 29
MOTOR D0834 L0F01/LF02

NÚMERO DO MOTOR - LOCALIZAÇÃO

Número do motor gravado na lateral do bloco

(1) Local da gravação do número do motor (2) Bloco do motor

Informações importantes
Nota
O número está gravado na lateral esquerda do bloco do motor, próximo ao módulo de óleo.

A8 (1)br 1ª Edição 31
MOTOR D0834 L0F01/LF02

MOTOR D0834 L0F01/LF02

Transportar, fixar no suporte e no cavalete


Serviços preliminares
– Módulo de comando do motor - remoção e instalação, ver 167
– Drenar o óleo do motor.

(1) Motor (6) Arruela - 4 peças


(2) Suporte do motor BR-961 (7) Parafuso - 4 peças
(3) Arruela (8) Cavalete BR-334
(4) Parafuso - 6 peças (9) Parafuso - 2 peças
(5) Porca - 4 peças

Dados técnicos
Parafuso (4) ......................................................... M8x40-10.9 ......................................13 Nm (1,3 kgf.m)
Parafuso (9) ......................................................... M10x20 ............................................55 Nm (5,5 kgf.m)

Informação Importante
CUIDADO
Queda de componentes
• Proteger o motor contra eventuais quedas.

ATENÇÃO
Perigo de contaminação do meio ambiente
• Descartar o óleo usado de acordo com as normas locais de proteção ambiental.

A8 (1)br 1ª Edição 33
MOTOR D0834 L0F01/LF02

Ferramenta Especial

[1] Cavalete BR-334

• Apoiar o motor, permitindo movimentos


giratórios.
• Utilizar com o suporte do motor BR-961.

[2] Suporte do motor BR-961

• Fixar o motor no cavalete.


• Utilizar com o cavalete BR-334.

34 A8 (1)br 1ª Edição
MOTOR D0834 L0F01/LF02

Motor D0834 L0F01/LF02 Motor D0834 L0F01/LF02


Transportar Fixar o suporte

• Manter o motor (1) suspenso.


CUIDADO
• Posicionar o Suporte do motor [2] (4) na lateral
Quebra, empeno de componentes
esquerda do bloco do motor (1).
• Utilizar os suportes para
• Encaixar as arruelas (2) nos parafusos (3).
levantamento, para suspender
• Rosquear manualmente os parafusos de fixação
o motor, evitando danos nos
(3) através dos furos no suporte, fixando-o ao
componentes..
bloco do motor (1).
• Rosquear manualmente os parafusos de fixação
• Encaixar os ganchos das correntes nos suportes
(5) através dos furos no suporte, fixando-o ao
para levantamento, na parte superior da carcaça
bloco do motor (1).
do motor (1).
• Apertar os parafusos (3) com torque de 13 Nm
• Suspender o motor (1) e deslocá-lo com
(1,3 kgf.m).
segurança.
• Apertar os parafusos (5) com torque de 55 Nm
(5,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 35
MOTOR D0834 L0F01/LF02

Motor D0834 L0F01/LF02


Fixar no cavalete BR-334

• Suspender o motor.
• Posicionar o Cavalete [1] (4) próximo ao motor.
• Instalar a arruela (2) no parafuso (3).
• Encaixar o parafuso (3) nos furos dos suportes.
• Rosquear e apertar a porca (1).

36 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

(1) Válvula de processo (Moduladora) (7) Sensor de temperatura do módulo EGR


(2) Cilindro de acionamento da válvula EGR (8) Sensor de pressão do módulo de óleo
(3) Válvula proporcional da EGR (9) Unidade de dosagem do jato de
(4) Sensor de rotação da árvore de manivelas combustível
(5) Sensor de pressão da unidade de (10) Sensor de pressão de admissão
filtragem de combustível KSC (11) Sensor de pressão do common rail
(6) Sensor de temperatura do coletor de (12) Sensor de rotação do eixo comando de
admissão válvulas

A8 (1)br 1ª Edição 37
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Sistema elétrico do motor - remoção e instalação

(1) Válvula de processo (Moduladora) (7) Sensor de temperatura do módulo EGR


(2) Cilindro de acionamento da válvula EGR (8) Sensor de pressão do módulo de óleo
(3) Válvula proporcional da EGR (9) Unidade de dosagem do jato de
(4) Sensor de rotação da árvore de manivelas combustível
(5) Sensor de pressão da unidade de (10) Sensor de pressão de admissão
filtragem de combustível KSC (11) Sensor de pressão do common rail
(6) Sensor de temperatura do coletor de (12) Sensor de rotação do eixo comando de
admissão válvulas

Dados técnicos
Válvula de processo (Moduladora) (1), parafuso .... M5x12 (x2) ........................................ 8 Nm (0,8 Kgf.m)
Cilindro de acionamento da válvula EGR (2), porca........................................................... 30 Nm (3 Kgf.m)
Válvula proporcional da EGR (3), parafuso ........... M8x55 (x3) ...................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de rotação da árvore de manivelas (4),
parafuso .............................................................. M6x16 ............................................. 13 Nm (1,3 Kgf.m)
Sensor de pressão da unidade de filtragem de combustível KSC (5) ............................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de temperatura do coletor de admissão (6)......................................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de temperatura do módulo EGR (7) ................................................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 39
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Sensor de pressão do módulo de óleo (8)...................................................................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)


Unidade de dosagem do jato de combustível (9),
parafuso .............................................................. M5x20 (x3) .........................1º aperto, 4 Nm (0,4 Kgf.m)
Unidade de dosagem do jato de combustível (9),
parafuso .............................................................. M5x20 (x3) ................... Aperto final a 7 Nm (0,7 Kgf.m)
Sensor de pressão de admissão (10), parafuso ..... M6x16 (x2) .......................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Sensor de pressão do common rail (11)............................................................................ 70 Nm (7 Kgf.m)
Sensor de rotação do eixo comando de válvulas
(12), parafuso ...................................................... M6x16 ............................................. 13 Nm (1,3 Kgf.m)

Informações importantes
CUIDADO
Cuidado com pontas afiadas nas abraçadeiras de cabos - risco de ferimentos
• Apertar e cortar a abraçadeira de cabos.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.
Nota
Antes da desmontagem, marcar a posição de montagem dos cabos, dos conectores e das
abraçadeiras.
Na montagem dos cabos, conectores e abraçadeiras conforme a identificação, colocá-los sem
tensionamento, dobra e desgaste por atrito e prendê-los.

40 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

CHICOTE

Chicote - remoção e instalação

(1) Cabo massa (3) Compartimento para cabos


(2) Tampa do compartimento de cabos (4) Chicote do motor

Dados técnicos
Porca do terminal garfo......................................... M5 .....................................................5 Nm (0,5 kgf.m)
Porca do borne B+ ............................................... M8 ...................................................13 Nm (1,3 kgf.m)
Porca do borne 30 ................................................ M10..................................................24 Nm (2,4 kgf.m)
Porca da central elétrica ....................................... M6 .....................................................8 Nm (0,8 kgf.m)
Porca da central elétrica ....................................... M8 ...................................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Parafuso do compartimento de cabos.................... M8 ................................................ 1,8 Nm (0,18 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.
Nota
Antes da desmontagem, marcar a posição de montagem dos cabos, dos conectores e das
abraçadeiras.
Na montagem dos cabos, conectores e abraçadeiras conforme a identificação, colocá-los sem
tensionamento, dobra e desgaste por atrito e prendê-los.

A8 (1)br 1ª Edição 41
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Remover o chicote Desligar a conexão elétrica do módulo do óleo

Desligar a conexão elétrica do sensor do tubo


do coletor de admissão

• Desligar a conexão elétrica (1).

Desligar a conexão elétrica do sensor de


• Desligar a conexão elétrica (1). temperatura

Desligar a conexão elétrica do sensor de


pressão do rail

• Soltar a conexão elétrica (1) do sensor da


temperatura (2).

• Soltar a conexão elétrica (1) do sensor de Desligar a conexão elétrica do sensor de


pressão do rail (2). temperatura do módulo EGR

Desligar a conexão elétrica da unidade


dosadora

• Soltar a conexão elétrica (2) do sensor da


temperatura (1).

• Soltar a conexão elétrica (1) da válvula dosadora


(2).

42 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Soltar as conexões elétricas do motor de partida Soltar as conexões elétricas da unidade de


filtragem de combustível (KSC)

• Soltar a porca de fixação (1).


• Retirar os cabos massa (2) e (3).
• Desligar a conexão elétrica (4).

Desligar as conexões elétricas do módulo de


comando do motor

• Soltar a conexão elétrica (1) do sensor de


pressão.
• Desligar a conexão elétrica (3) do elemento
aquecedor.
• Cortar a abraçadeira de cabos (2).

• Destravar totalmente os conectores (1), (2) e (3) Soltar o chicote do motor


e soltar.
• Separar os chicotes.

• Remover o chicote do motor (2) do suporte (1).

A8 (1)br 1ª Edição 43
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Desligar a conexão elétrica do sensor de Desligar a conexão elétrica do cilindro de


rotação do eixo comando acionamento da válvula EGR

• Desligar a conexão elétrica (1). • Desligar a conexão elétrica (1).


• Soltar o parafuso de fixação e retirá-lo com a
Desligar a conexão elétrica do sensor de
abraçadeira de fixação.
rotação do motor
Desligar a conexão elétrica do alternador

• Desligar a conexão elétrica (1).


• Destravar e soltar o conector compacto (3).
• Cortar a abraçadeira de cabos (2). Desligar a conexão elétrica da válvula
• Soltar a porca de fixação (1) do borne B+. proporcional
• Separar os chicotes.

Desconectar a conexão elétrica do sensor do


nível do óleo

• Desligar a conexão elétrica (1).

• Desligar a conexão elétrica (1).


• Liberar o chicote do sensor do nível do óleo.

44 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Desmontar a tampa do compartimento de cabos Montar o chicote


Montar o compartimento de cabos

• Soltar o parafuso de vedação (1) em um quarto


de volta.
• Retirar a tampa do compartimento de cabos (2). • Encaixar o compartimento de cabos (2) na tampa
do cabeçote.
Desligar as conexões elétricas dos consoles • Prender e apertar os parafusos de fixação (1)
dos conectores com torque de 1,8 Nm (0,18 kgf.m).

Ligar as conexões elétricas dos consoles dos


injetores

• Desligar as conexões elétricas (1).

Desmontar o compartimento de cabos


• Ligar as conexões elétricas dos consoles dos
injetores (1).

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Colocar o suporte do compartimento de cabos (2)
de lado com o chicote e firmar.

A8 (1)br 1ª Edição 45
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Montar a tampa do compartimento de cabos Ligar a conexão elétrica do cilindro de


acionamento da válvula EGR

• Colocar a tampa do compartimento de cabos (2).


• Travar o parafuso de vedação (1) com um quarto • Ligar a conexão elétrica (1).
de volta.
Ligar a conexão elétrica do alternador
Ligar a conexão elétrica da válvula proporcional

• Posicionar os cabos elétricos sem tensionamento,


• Ligar a conexão elétrica (1). dobras e fricção.
• Prender a porca de fixação (1) do borne B+ e
Ligar a conexão elétrica do sensor de rotação apertar com torque de 13 Nm (1,3 kgf.m).
do motor • Ligar e travar o conector compacto (3).
• Prender os chicotes com as abraçadeiras de
cabos (2).

Fazer a conexão elétrica do sensor de rotação


do comando

• Ligar a conexão elétrica (1).

• Ligar a conexão elétrica (1).

46 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Prender o chicote do motor Ligar as conexões elétricas do módulo de


comando do motor

• Prender o chicote do motor (2) no suporte (1).

Ligar as conexões elétricas da unidade de ATENÇÃO


filtragem de combustível (KSC) Perigo de danos irreparáveis ao
módulo de comando do motor
• Na instalação do conector, primeiro
abrir a trava totalmente, para então
encaixar o conector e travar.

• Encaixar os conectores (1), (2) e (3) no módulo


de comando do motor e travar.
• Instalar os chicotes e prendê-los com as
abraçadeiras de cabos.

Ligar a conexão do motor de partida

• Colocar os cabos massa (2) e (3) com as


arruelas.
• Inserir a porca (1) e apertar com torque de 24 Nm
(2,4 kgf.m).
• Ligar a conexão elétrica (1) do sensor de pressão. • Ligar a conexão elétrica (4).
• Ligar a conexão elétrica (3) do elemento
aquecedor.
• Posicionar os cabos elétricos sem tensionamento,
dobras e fricção.
• Prender os chicotes com as abraçadeiras de
cabos (2).

A8 (1)br 1ª Edição 47
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Fazer a conexão elétrica do sensor de Ligar a conexão elétrica da unidade dosadora


temperatura do módulo da EGR

• Fazer a conexão elétrica (1) da unidade dosadora


• Fazer a conexão elétrica (2) do sensor de (2).
temperatura (1).
Ligar a conexão elétrica do sensor de pressão
Desligar a conexão elétrica do sensor de do rail
temperatura do tubo de admissão

• Fazer a conexão elétrica (1) do sensor de


• Fazer a conexão elétrica (1) do sensor de pressão do rail (2).
temperatura (2).
Ligar a conexão elétrica do coletor de admissão
Ligar a conexão elétrica do módulo de óleo

• Ligar a conexão elétrica (1) do sensor de pressão


• Ligar a conexão elétrica (1) do módulo de óleo. do coletor de admissão.

48 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA ELÉTRICO DO MOTOR

Instalar o chicote do motor

• Posicionar o cabo elétrico do motor (1) sem


puxar, dobrar ou friccionar.
• Prender o cabo do motor (1) com abraçadeiras
de cabos (2).

A8 (1)br 1ª Edição 49
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

SISTEMA DE ARREFECIMENTO

(1) Tubulação do líquido de arrefecimento (8) Tampa da caixa de distribuição


(2) Tubulação do líquido de arrefecimento (9) Tubo do líquido de arrefecimento
(3) Compressor de ar (10) Bomba d’água
(4) Cabeçote (11) Tubo de saída do líquido de arrefecimento
(5) Módulo EGR (12) Anel de vedação (O-ring)
(6) Bloco do Motor (13) Válvula termostática
(7) Caixa de distribuição (14) Carcaça da válvula termostática

A8 (1)br 1ª Edição 51
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Circuito de arrefecimento do motor D0834

(1) Tubulação do líquido de arrefecimento (9) Tampa da caixa de distribuição


(2) Tubulação do líquido de arrefecimento (10) Tubo do líquido de arrefecimento
(3) Compressor de ar (11) Bomba d’água
(4) Cabeçote (12) Tubo de saída do líquido de arrefecimento
(5) Módulo EGR (13) Anel de vedação (O-ring)
(6) Bloco do Motor (14) Válvula termostática
(7) Módulo de óleo (15) Carcaça da válvula termostática
(8) Caixa de distribuição

52 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

VENTILADOR DO RADIADOR

Ventilador do radiador - Remoção e instalação

(1) Ventilador do radiador (4) Amortecedor de vibrações


(2) Parafuso (5) Flange intermediário
(3) Parafuso (6) Porca

Dados Técnicos
Flange intermediário, parafuso (3) ......................... M8x20 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Acoplamento do ventilador, porca (6)............................................................................. 22 Nm (2,2 Kgf.m)
Ventilador, parafuso (2)................................................................................................. 22 Nm (2,2 Kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 53
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Falha no funcionamento devido ao assentamento incorreto do acoplamento do ventilador
do radiador.
• Sempre guardar o acoplamento do ventilador do radiador na posição de montagem.

54 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Ventilador do radiador - Remover Remover o acoplamento do ventilador do


radiador
Desligar a conexão elétrica do ventilador do
radiador

• Soltar as porcas de fixação (3).


• Retirar o acoplamento (1) do ventilador do
• Desligar a conexão elétrica (1) do ventilador do radiador (2).
radiador.
• Remover o braço de apoio.

Remover o ventilador do radiador e o flange


intermediário

• Remover os parafusos de fixação (5).


• Retirar o ventilador (1).
• Remover os parafusos de fixação (3).
• Soltar o flange intermediário (4) do amortecedor
de vibrações (2).

A8 (1)br 1ª Edição 55
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Ventilador do radiador - Instalar Ligar a conexão elétrica do ventilador do


radiador
Instalar o acoplamento do ventilador do
radiador

• Instalar o braço de apoio.


• Ligar a conexão elétrica (1) do ventilador do
• Inserir o acoplamento (1) no ventilador do radiador.
radiador (2).
• Prender as novas porcas de fixação (3) e apertar
com torque de 22 Nm (2,2 Kgf.m).

Instalar o ventilador do radiador e o flange


intermediário

• Posicionar o flange intermediário (4) no


amortecedor de vibrações (2).
• Instalar os parafusos (3).
• Apertar os parafusos (3) com torque de 35 Nm
(3,5 Kgf.m).
• Encaixar o ventilador do radiador (1).
• Instalar os parafusos (5).
• Apertar os parafusos (5) com torque de 22 Nm
(2,2 Kgf.m).

56 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

TUBO DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO

Tubo do líquido de arrefecimento - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Ventilador do radiador - Remoção e instalação, ver 53

(1) Tubo do líquido de arrefecimento (3) Junta de vedação


(2) Parafuso de fixação

Dados Técnicos
Tubo do líquido de arrefecimento, parafuso (2) ...... M8x80 (x2) ...................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Tubo do líquido de arrefecimento, parafuso ........... M8x95 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)

Material de consumo
Aditivo para o sistema de arrefecimento ................................................................. Conforme necessidade

Informações importantes
Nota
Utilizar o Refratômetro Digital, para permitir identificar o aditivo correto e a proporção correta.
Utilizar o conjunto de bomba manual para teste do sistema de arrefecimento. Consultar a
Circular: AT-011-10.
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 57
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Tubo do líquido de arrefecimento - Manusear o tensor da correia poli-V


Remover
Marcar o sentido de rotação da correia poli-V

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
tensão de uma mola
Nota • Girar e manter o tensor da correia
Caso não seja necessário a substituição poli-V (1) tensionado, para evitar o
da correia poli-V (2), fazer uma marca retrocesso involuntário da mola.
(1) de sentido de rotação da correia.
• Girar o tensor da correia poli-V (1) no sentido
• Fazer uma marca (1) sobre a face da correia anti-horário (SETA) até o batente.
poli-V (2), indicando o sentido de rotação da • Segurar o tensor da correia poli-V (1) nesta
correia. posição.
• Desencaixar a correia poli-V (2) da polia do
tensor.
• Soltar o tensor da correia poli-V (1) com cuidado.

58 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Remover a correia poli-V Tubo do líquido de arrefecimento -


Instalar
Instalar o tubo do líquido de arrefecimento

• Desencaixar a correia poli-V (1) da polia do


tensor (2).
• Remover a correia poli-V das polias do alternador,
da bomba d’água (3) e da polia de acionamento. • Encaixar o tudo do líquido de arrefecimento (1)
• Retirar a correia poli-V (1). com uma nova junta de vedação (3).
• Prender os novos parafusos de fixação (2).
Remover o tubo do líquido de arrefecimento • Apertar os parafusos de fixação (2) com torque
de 35 Nm (3,5 Kgf.m).

Movimentar o tensor da correia poli-V

• Marcar as posições de montagem dos parafusos


(2).
• Remover os parafusos de fixação (2).
• Retirar o tubo do líquido de arrefecimento (1) e CUIDADO
sua junta de vedação (2). O tensor da correia poli-V está sob
• Limpar as superfícies de vedação. tensão de uma mola
• Girar e manter o tensor da correia
poli-V (1) tensionado, para evitar o
retrocesso involuntário da mola.

• Girar o tensor da correia poli-V (1) no sentido


anti-horário até o batente e segurar.

A8 (1)br 1ª Edição 59
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Instalar a correia poli-V

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
tensão de uma mola
• Girar e manter o tensor da correia
poli-V (1) tensionado, para evitar o
retrocesso involuntário da mola.
Nota
Caso seja utilizado a mesma correia
poli-V, respeitar o sentido de giro
indicado pela SETA, feita durante sua
remoção.

• Instalar a correia poli-V (2).


• Soltar o tensor da correia poli-V (1) com cuidado.
• Abastecer o sistema com Aditivo para o sistema
de arrefecimento.

60 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

CARCAÇA E VÁLVULA TERMOSTÁTICA

Carcaça e válvula termostática - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Ventilador do radiador - Remoção e instalação, ver 53

(1) Parafuso de fixação (7) Parafuso de fixação


(2) Tubo de saída do líquido de arrefecimento (8) Carcaça da válvula termostática
(3) Anel de vedação (O-ring) (9) Tubo de encaixe
(4) Válvula termostática (10) Junta de vedação
(5) Luva roscada (11) Caixa de distribuição
(6) Anel de vedação

A8 (1)br 1ª Edição 61
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Dados Técnicos
Tubo de saída do líquido de arrefecimento,
parafuso (1) ......................................................... M8x60 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Válvula termostática (4), temperatura de abertura .............................................................................. 83ºC
Luva roscada (5) .................................................. M14x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Carcaça da válvula termostática, parafuso (7)........ M8x65 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Paraf. abraçadeira dos tubos de líq. de arrefec...... M6x20 ............................................ 12 Nm (1,2 Kgf.m)
Compressor de ar, parafuso oco da tubulação de líquido de arrefecimento...................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Compressor de ar, porca capa da tubulação de líquido de arrefecimento......................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)

Material de consumo
Aditivo para o sistema de arrefecimento ................................................................. Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Válvula termostática com temperatura de abertura incorreta, leva a danos no motor
• Sempre utilizar válvula termostática com temperatura de abertura recomendada.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

62 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Válvula termostática e carcaça - Remover a válvula termostática


Remover
Remover o suporte do chicote do motor

• Retirar a válvula termostática (2) com o anel de


vedação (1), da carcaça da válvula termostática
(3).
• Soltar o chicote (2). • Limpar as superfícies de vedação.
• Remover os parafusos (3).
• Retirar o suporte (1). Remover a tubulação do líquido de
arrefecimento da carcaça da válvula
Remover o tubo de saída do líquido de termostática
arrefecimento

• Soltar o parafuso de fixação (2) da abraçadeira.


• Remover os parafusos de fixação (1). • Soltar o parafuso oco (3) e retirá-lo com os anéis
• Retirar o tubo de saída do líquido de arrefecimento de vedação.
(2) da carcaça da válvula termostática (3). • Soltar a porca capa e remover a tubulação do
• Limpar as superfícies de vedação. líquido de arrefecimento (1).

A8 (1)br 1ª Edição 63
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Remover a carcaça da válvula termostática Carcaça da válvula termostática -


Desmontar

• Marcar as posições de montagem dos parafusos


de fixação (1) e (2). • Soltar a luva roscada (1) e retirar com o anel de
• Soltar os parafusos de fixação (1) e (2). vedação (2).
• Retirar a carcaça da válvula termostática (3) com • Remover o tubo de encaixe (3) da carcaça da
a junta de vedação (4) da caixa de distribuição. válvula termostática (4).
• Limpar as superfícies de vedação.

64 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Carcaça da válvula termostática - Vávula termostática e carcaça - Instalar


Montar
Instalar a carcaça da válvula termostática

Nota
Lubrificar as faces de contato do bocal, • Limpar as superfícies de vedação da carcaça da
utilizando o Aditivo para o sistema de válvula termostática (3).
arrefecimento. • Encaixar a carcaça da válvula termostática (3)
com uma nova junta de vedação (4) na caixa de
• Limpar as superfícies de vedação da carcaça da distribuição.
válvula termostática (4). • Prender os novos parafusos de fixação (1) e (2).
• Prender a luva roscada (1) com um novo anel • Apertar os parafusos de fixação (1) e (2) com
de vedação (2) e apertar com torque de 35 Nm torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).
(3,5 kgf.m).
• Aplicar uma fina camada de Aditivo para o Instalar a tubulação do líquido de arrefecimento
sistema de arrefecimento no tubo de encaixe (3). na carcaça da válvula termostática
• Inserir o tubo de encaixe (3) na carcaça da
válvula termostática (4).

• Encaixar a tubulação do líquido de arrefecimento


(1).
• Instalar o parafuso oco (3) com novos anéis de
vedação.
• Apertar a porca de capa da tubulação do líquido
de arrefecimento (1) com torque de 45 Nm (4,5
Kgf.m).
• Apertar o parafuso (2) com torque de 12 Nm (1,2
Kgf.m).
• Apertar o parafuso oco (3) com torque de 45 Nm
(4,5 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 65
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Instalar a válvula termostática Instalar o suporte do chicote do motor

• Lubrificar o novo anel de vedação (1) com • Encaixar o suporte (1) na carcaça da válvula
uma fina camada de Aditivo para o sistema de termostática.
arrefecimento. • Prender e apertar os parafusos de fixação (3)
• Colocar a válvula termostática (2) com o anel de com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).
vedação (1) na carcaça da válvula termostática • Prender o chicote (2).
(3).

Instalar o tubo de saída do líquido de


arrefecimento

• Colocar o tubo de saída do líquido de


arrefecimento (2) com os parafusos de fixação
(1) na carcaça da válvula termostática (3).
• Apertar os parafusos de fixação (1) com torque
de 35 Nm (3,5 kgf.m).

66 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

BOMBA D’ÁGUA

Bomba d’água - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Ventilador do radiador - Remoção e instalação, ver 53

(1) Parafuso de fixação (4) Bomba d’água


(2) Polia da correia poli-v (5) Junta de vedação
(3) Parafuso de fixação (6) Conexão roscada giratória

Dados Técnicos
Polia da bomba d’água, parafuso (1) ..................... M8x12 (x3) .......................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bomba d’água, parafuso (3) .................................. M8x70 (x5) .......................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bomba d’água, parafuso (3) .................................. M8x100 (x3) .....................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bomba d’água, conexão roscada giratória (parafuso oco) (6)...........................................30 Nm (3,0 kgf.m)
Compressor de ar, parafusos oco das tubulações de entrada e retorno de líquido de arrefecimento ...45 Nm
(4,5 kgf.m)
Compressor de ar, porcas capa das tubulações de entrada e retorno de líquido de arrefecimento ......45 Nm
(4,5 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor de torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 67
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Bomba d’água - Remover Manusear o tensor da correia poli-V

Marcar o sentido de rotação da correia poli-V

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
Nota tensão de uma mola
Caso não seja necessário a substituição • Girar e manter o tensor da correia
da correia poli-V (2), fazer uma marca poli-V (1) tensionado, para evitar o
(1) no sentido de rotação da correia. retrocesso involuntário da mola.

• Fazer uma marca (1) sobre a face da correia • Girar o tensor da correia poli-V (1) no sentido
poli-V (2), indicando o sentido de rotação da anti-horário (SETA) até o batente.
correia. • Segurar o tensor da correia poli-V (1) nesta
posição.
• Desencaixar a correia poli-V (2) da polia do
tensor.
• Soltar o tensor da correia poli-V (1) com cuidado.

68 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Remover a correia poli-V Remover a polia da correia poli-V da bomba


d’água

• Desencaixar a correia poli-V (1) da polia do


tensor (2). • Remover os parafusos de fixação (1).
• Remover a correia poli-V (1) das polias do • Remover a polia da correia poli-V (2) do eixo da
alternador, da bomba d’água (3) e da polia de bomba d’água.
acionamento.
• Retirar a correia poli-V (1). Remover a bomba d’água

Remover as tubulações do líquido de


arrefecimento do compressor de ar

• Marcar as posições de montagem dos parafusos


de fixação (1).
• Remover os parafusos de fixação (1).
• Soltar o parafuso oco (3). • Remover a bomba d’água (3) com a junta de
• Remover os anéis de vedação. vedação (3).
• Soltar as porcas capa das tubulações na carcaça • Limpar as superfícies de vedação.
da válvula termostática e na bomba d’água.
• Remover as tubulações do líquido de
arrefecimento (1) e (2) do compressor de ar.

A8 (1)br 1ª Edição 69
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Bomba d’água - Instalar Instalar as tubulações do líquido de


arrefecimento no compressor de ar
Instalar a bomba d’água

• Colocar as tubulações do líquido de arrefecimento


• Encaixar a bomba d’água (2) com uma nova junta (1) e (2) sobre o compressor de ar.
de vedação (3) na tampa da caixa de distribuição. • Apertar manualmente a porca capa entre a
• Prender os novos parafusos de fixação (1). tubulação do líquido de arrefecimento (1) e a
• Apertar os parafusos de fixação (1) com torque bomba d’água.
de 35 Nm (3,5 kgf.m). • Apertar manualmente a porca capa entre a
tubulação do líquido de arrefecimento (2) e a
Instalar a polia da correia poli-V na bomba
carcaça da válvula termostática.
d’água
• Instalar os parafusos ocos (3) com novos anéis
de vedação e apertar com torque de 45 Nm (4,5
kgf.m).
• Apertar as porcas capa dos tubos do líquido de
arrefecimento (1) e (2) com torque de 45 Nm (4,5
kgf.m).

Movimentar o tensor da correia poli-V

• Encaixar a polia da correia poli-V (2) no eixo da


bomba d’água.
• Prender os novos parafusos de fixação (1) e
apertar com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
tensão de uma mola
• Girar e manter o tensor da correia
poli-V (1) tensionado, para evitar o
retrocesso involuntário da mola.

• Girar o tensor da correia poli-V (1) no sentido


anti-horário até o batente e segurar.

70 A8 (1)br 1ª Edição
SISTEMA DE ARREFECIMENTO

Instalar a correia poli-V

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
tensão de uma mola
• Girar e manter o tensor da correia
poli-V (1) tensionado, para evitar o
retrocesso involuntário da mola.
Nota
Caso seja utilizado a mesma correia
poli-V, respeitar o sentido de giro
indicado pela SETA, feita durante sua
remoção.

• Instalar a correia poli-V (2).


• Soltar o tensor da correia poli-V (1) com cuidado.

A8 (1)br 1ª Edição 71
PERIFÉRICOS

PERIFÉRICOS

(1) Alternador (4) Compressor do ar condicionado


(2) Compressor de ar com a bomba da (5) Acionamento do alternador e da bomba
direção hidráulica d’água
(3) Motor de partida

A8 (1)br 1ª Edição 73
PERIFÉRICOS

SISTEMA DE CORREIA

Correia do alternador - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Ventilador do radiador - Remoção e instalação, ver 53

(1) Polia da correia poli-V, da bomba d’àgua (3) Tensor da correia poli-V
(2) Polia da correia poli-V (4) Correia poli-V

Dados técnicos
Tensor da correia poli-V (3), parafuso .................... M10x70-10.9.....................................47 Nm (4,7 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 75
PERIFÉRICOS

Acionamento por correia - remover Manusear o tensor da correia poli-V

Marcar o sentido de rotação da correia poli-V

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
Nota tensão de uma mola
Caso não seja necessário a substituição • Girar e manter o tensor (1) da correia
da correia poli-V (2), fazer uma marca poli-V tensionado, para evitar o
(1) no sentido de rotação da correia. retrocesso involuntário da mola.

• Fazer uma marca (1) sobre a face da correia • Girar o tensor da correia poli-V (1) no sentido
poli-V (2), indicando o sentido de rotação da anti-horário SETA até o batente.
correia. • Segurar o tensor da correia poli-V (1) nesta
posição.
• Desencaixar a correia poli-V (2) da polia do
tensor.
• Soltar o tensor da correia poli-V (1) com cuidado.

76 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Remover a correia poli-V Acionamento por correia - instalar


Montar o tensor da correia poli-V do alternador

• Desencaixar a correia poli-V (1) da polia do


tensor (2).
• Remover a correia poli-V das polias do alternador, • Encaixar o tensor da correia poli-V (2).
da bomba d’água (3) e da polia de acionamento. • Instalar o novo parafuso (1) e apertar com torque
• Retirar a correia poli-V (1). de 47 Nm (4,7 kgf.m).

Desmontar o tensor da correia poli-V do Movimentar o tensor da correia poli-V


alternador

CUIDADO
• Soltar o parafuso (1) do tensor da correia (2).
O tensor da correia poli-V está sob
• Retirar o tensor da correia poli-V (2).
tensão de uma mola
• Girar e manter o tensor (1) da correia
poli-V tensionado, para evitar o
retrocesso involuntário da mola.

• Girar o tensor (1) no sentido anti-horário até o


batente e segurar.

A8 (1)br 1ª Edição 77
PERIFÉRICOS

Instalar a correia poli-V

CUIDADO
O tensor da correia poli-V está sob
tensão de uma mola
• Girar e manter o tensor (1) da correia
poli-V tensionado, para evitar o
retrocesso involuntário da mola.
Nota
Caso seja utilizada a mesma correia
poli-V, respeitar o sentido de giro
indicado pela SETA, feita durante a sua
remoção.

• Colocar a correia poli-V (2).


• Soltar o tensor da correia poli-V (1) com cuidado.

Instalar a correia poli-V nas polias

Nota
Caso seja utilizada a mesma correia
poli-V, respeitar o sentido de giro
indicado pela SETA, feita durante a sua
remoção.

• Instalar a correia poli-V (1) na polia do tensor


(2), na polia da bomba d’água (3) e na polia de
acionamento.

78 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

ACIONAMENTO DO ALTERNADOR E DA BOMBA D’ÁGUA

Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio sem radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 173

(1) Disco de arrasto (5) Polia da correia poli-V


(2) Anel de vedação (O-ring) (6) Parafuso
(3) Acionamento da polia (7) Caixa de distribuição
(4) Parafuso (rosca esquerda)

Dados técnicos
Polia da correia poli-V, parafuso (4) ....................... M16x1,5x45-8.8 1 ............. 1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Polia da correia poli-V, parafuso (4) ....................... M16x1,5x45-8.8 2 ...............................Aperto final a 90°

1 (LH, rosca esquerda)


2 (LH, rosca esquerda)

A8 (1)br 1ª Edição 79
PERIFÉRICOS

Acionamento da polia, parafuso (6) ....................... M10x35-8.8 ......................................45 Nm (4,5 kgf.m)

Material de consumo
Vaselina ................................................................................................................ Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

80 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Remover o acionamento do alternador Instalar o acionamento do alternador e


e da bomba d’água da bomba d’água
Remover o acionamento do alternador e da Instalar o acionamento do alternador e da
bomba d’água bomba d’água

• Soltar os parafusos de fixação (2). • Posicionar o disco de arrasto (3) no eixo.


• Remover o conjunto (1) da polia de acionamento • Instalar o conjunto (1) da polia de acionamento
do alternador e da bomba d’água. do alternador e da bomba d’água.
• Remover o disco de arrasto (3) do eixo. • Apertar os parafusos de fixação (2) com torque
de 45 Nm (4,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 81
PERIFÉRICOS

Acionamento do alternador e da bomba d’água- desmontagem e montagem


Serviços preliminares
– Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio sem radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 173
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79

(1) Parafuso (7) Disco de arrasto


(2) Carcaça (8) Rolamento
(3) Anel de vedação (O-ring) (9) Retentor
(4) Rolamento (10) Centralizador
(5) Eixo (11) Polia da correia Poli-V
(6) Anel de vedação (O-ring) (12) Parafuso (rosca esquerda)

Dados técnicos
Carcaça, parafuso (1) ........................................... M10x35-8.8 ......................................45 Nm (4,5 kgf.m)
Polia da correia Poli-V, parafuso (12) .................... M16x1,5x45-8.8 3 ............. 1° aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Polia da correia Poli-V, parafuso (12)..................... M16x1,5x45-8.8 4 ............................... aperto final a 90°

3 (LH, rosca esquerda)


4 (LH, rosca esquerda)

82 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Ferramentas especiais

[3] Mandril BR-224

• Instalar o retentor com:


• Colocador [9]

[4] Extrator BR-240/00

• Remover o rolamento do eixo com:


• Apoio [6]

[5] Colocador BR-269

• Remover o rolamento da carcaça.

[6] Apoio BR-271

• Remover o rolamento do eixo com:


• Extrator [4]

[7] Colocador BR-455

• Montar o rolamento no eixo.

[8] Guia BR-709

• Remover o eixo da carcaça, com o auxílio da


prensa.

[9] Colocador BR-815

• Instalar o retentor com:


• Mandril [3]

A8 (1)br 1ª Edição 83
PERIFÉRICOS

Acionamento do alternador e da bomba Acionamento do alternador e da bomba d’água


d’água - desmontar - remover o eixo

Acionamento do alternador e da bomba d’água


- desmontar

• Retirar o eixo (1) do cubo (2) da carcaça.

Remover o centralizador
Nota
Parafuso com rosca esquerda, observar
a SETA, localizada na face externa do
sextavado do parafuso.

• Fixar o acionamento do alternador e da bomba


d’água, em uma morsa com mordentes.
• Soltar o parafuso com rosca esquerda.

Acionamento do alternador e da bomba d’água


- prensar o eixo

• Remover o centralizador (1) do centro do retentor


fixado à carcaça (2).

Remover o retentor

• Posicionar a carcaça (2) sobre os tijolos (1) da


prensa.
• Encaixar o Guia [8] (3) sobre o eixo.
• Prensar o eixo.

• Desencaixar o retentor (2), utilizando uma


alavanca (1).
• Remover o retentor (2) da carcaça.

84 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Remover o rolamento da carcaça Acionamento do alternador e da bomba d’água


- montar

• Apoiar a carcaça (1) sobre uma morsa, mantendo


o rolamento (2) sem interferência com a morsa. • Fixar o eixo (3), em uma morsa com mordentes
• Remover o rolamento (2) da carcaça (1), (4).
utilizando o Colocador [5] (3) e um martelo. • Montar o rolamento (2) no eixo.
• Fixar o rolamento (2) no eixo (3), utilizando a
Remover o rolamento do eixo Colocador [7] (1).

Montar o rolamento no eixo e na carcaça

• Fixar o eixo (4), em uma morsa com mordentes


de alumínio.
• Posicionar o Apoio [6] (2) sobre o eixo (4). • Manter o eixo apoiado nos mordentes (4) na
• Apoiar o fuso do Extrator [4] (1) sobre o Apoio [6] morsa.
(2). • Encaixar a carcaça (3) no rolamento do eixo.
• Encaixar as extremidades das garras do • Montar o rolamento (2) no eixo e na carcaça (3).
Extrator [4] (1) sob o rolamento (3). • Encaixar o rolamento (2) no eixo e na carcaça
• Girar o fuso da Extrator [4]. (3), utilizando o Colocador [5] (1).
• Remover o rolamento (3) do eixo (4). • Montar o anel O-ring.

A8 (1)br 1ª Edição 85
PERIFÉRICOS

Instalar o retentor Acionamento do alternador e da bomba d’água


- desmontar

ATENÇÃO
Parafuso com rosca esquerda
• Observar a SETA, localizada na face
externa do sextavado do parafuso.

• Fixar o acionamento do alternador e da bomba


d’água, em uma morsa com mordentes.
• Instalar o novo parafuso com rosca esquerda no
eixo.
• Apertar o novo parafuso com torque de 1° aperto,
100 Nm (10 kgf.m).
• Aperto final de aperto final a 90°.
• Manter o eixo com a carcaça (3) apoiado nos
mordentes (4), na morsa.
• Instalar o retentor, utilizando o Colocador [9] (2)
e o Mandril [3] (1).

Instalar o centralizador

• Instalar o centralizador (1) no centro do retentor


da carcaça (2).

86 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

COMPRESSOR DE AR

Compressor de ar e Bomba da direção hidráulica - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79

(1) Compressor de ar (7) Parafuso de fixação


(2) Disco de arrasto (8) Parafuso de fixação
(3) Anel de vedação (O-ring) (9) Anel de vedação (O-ring)
(4) Bomba da direção hidráulica (10) Disco de arrasto
(5) Parafuso de fixação (11) Anel de vedação (O-ring)
(6) Cavalete de sustentação (suporte inferior)

A8 (1)br 1ª Edição 87
PERIFÉRICOS

Dados técnicos
Bomba da direção hidráulica, parafuso (5) ............. M10x25 (x2) - Allen .......................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Compressor de ar, parafuso (7) ............................. M12x75 (x3) ................................. 110 Nm (11,0 Kgf.m)
Parafuso do suporte no bloco do motor (8) ............ M8x60 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Parafuso do suporte inferior no compressor........... M8x45 (x2) ...................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Parafuso oco das tubulações de entrada e retorno de líquido de arrefecimento ............... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Parafuso da abraçadeira da tubulação de admissão do compressor................................ 22 Nm (2,2 Kgf.m)
Paraf. da abraçadeira dos tubos de líq. de arref..... M6x20 ............................................. 12 Nm (1,2 Kgf.m)
Válvula de alívio do compressor de ar (1) .............. M26x1,5 .......................................... 95 Nm (9,5 Kgf.m)
Pressão de abertura da válvula de alívio do compressor de ar (1) .................................................... 17 bar

Material de consumo
Vaselina ................................................................................................................ Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Risco de falha no funcionamento da bomba da direção hidráulica
• Antes do início dos serviços, limpar cuidadosamente a bomba da direção hidráulica, as
conexões da direção e a área adjacente.
• Tubulações de óleo devem ser imediatamente fechadas com tampões de vedação.

88 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Bomba da direção hidráulica - Remover Bomba da direção hidráulica - Instalar


Remover a tubulação da bomba da direção Instalar a bomba da direção hidráulica
hidráulica

• Remover a abraçadeira (2).


• Soltar a porca capa da tubulação (1).
• Remover a tubulação (1).
• Soltar a abraçadeira (3) da mangueira (4).
• Soltar a abraçadeira (5) da mangueira (4).
• Remover a mangueira (4).

Remover a bomba da direção hidráulica

• Colocar o novo O-ring (3) na bomba da direção


hidráulica.
• Verificar se o disco de arrasto (2) está desgastado
e, se necessário, substituir.
• Colocar o disco de arrasto (2) na bomba da
direção hidráulica (4).
• Colocar a bomba da direção hidráulica (4) no
compressor de ar (1) e alinhar.
• Prender e apertar os novos parafusos (5) com
torque de 45 Nm (4,5 Kgf.m).

• Remover os parafusos de fixação (5).


• Remover cuidadosamente a bomba da direção
hidráulica (5) com o disco de arrasto (2) e o anel
de vedação (3) do compressor de ar (1).

A8 (1)br 1ª Edição 89
PERIFÉRICOS

Montar as tubulações da bomba da direção Compressor de ar - Remover


hidráulica
Remover a tubulação de admissão do
compressor de ar

• Montar a tubulação de pressão de óleo (1).


• Montar a abraçadeira (2).
• Encaixar a mangueira (4). • Remover o parafuso de fixação (1) da tubulação
• Apertar as abraçadeiras (3) e (5). de admissão do compressor.
• Soltar as abraçadeiras da mangueira (2) e fixar
na tubulação de admissão do compressor de ar.
• Remover a tubulação de admissão do compressor
de ar junto com a mangueira (2).

Remover as tubulações do líquido de


arrefecimento do compressor de ar

• Soltar os parafusos ocos (3).


• Remover os anéis de vedação.
• Soltar as porcas capa das tubulações na carcaça
da válvula termostática e na bomba d’água.
• Remover as tubulações do líquido de
arrefecimento (1) e (2) do compressor de ar.

90 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Remover o compressor de ar Compressor de ar - Instalar


Instalar o compressor de ar

• Remover os parafusos de fixação (5).


• Remover o parafuso de fixação (6) do suporte
inferior (4). • Lubrificar um novo anel de vedação (1) com
• Remover o suporte inferior (4). Vaselina.
• Remover os parafusos de fixação (7). • Instalar o novo anel de vedação (1) em seu
• Remover o compressor de ar (3) da caixa de alojamento, no compressor de ar (3).
distribuição. • Lubrificar um novo anel de vedação (2) com
• Remover e descartar os anéis de vedação (1) e Vaselina.
(2). • Instalar o novo anel de vedação (2) em seu
alojamento, no compressor de ar (3).
• Encaixar a engrenagem de acionamento do
compressor de ar (3) na caixa de distribuição.
• Instalar os parafusos de fixação (7).
• Colocar o suporte inferior (4).
• Instalar novo parafuso de fixação (6) no suporte
inferior (4).
• Instalar novos parafusos de fixação (5).
• Apertar os parafusos de fixação (7) com torque
de 110 Nm (11,0 Kgf.m).
• Apertar os parafusos de fixação (5) com torque
de 35 Nm (3,5 Kgf.m).
• Apertar o parafuso de fixação (6) com torque de
35 Nm (3,5 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 91
PERIFÉRICOS

Montar a tubulação do líquido de arrefecimento


do compressor de ar

• Colocar as tubulações (1) e (2) do líquido de


arrefecimento.
• Prender manualmente as porcas de conexão.
• Prender os parafusos ocos (3) com novos anéis
de vedação.
• Apertar os parafusos ocos (3) com torque de 45
Nm (4,5 Kgf.m).

Montar a tubulação de admissão do compressor


de ar

• Instalar a tubulação de admissão com a


mangueira (2).
• Colocar as abraçadeiras.
• Prender e apertar o parafuso (1) com torque de
22 Nm (2,2 Kgf.m).

92 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Compressor de ar - Desmontar e montar


Serviços preliminares
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79

(1) Válvula de alívio de pressão (6) Carcaça do compressor de ar


(2) Cotovelo roscado (7) Parafuso
(3) Cotovelo roscado (8) Engrenagem de acionamento
(4) Parafuso de fixação (9) Junta de vedação
(5) Bocal GE (10) Cabeçote

Dados técnicos
Válvula de alívio de pressão (1) ............................ M26x1,5 ..........................................100 Nm (10 kgf.m)
Cotovelos roscados (2), (3) ................................... M26x1,5 ..........................................100 Nm (10 kgf.m)
Parafuso (7) ......................................................... M18x1,5x80 ..................... 1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Parafuso (7) ......................................................... M18x1,5x80 .......................................Aperto final a 90°

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 93
PERIFÉRICOS

Desmontar o compressor de ar Desmontar o cabeçote

Desmontar as conexões do compressor de ar

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Identificar a posição de montagem do cabeçote
• Marcar a posição de instalação dos cotovelos (2).
roscados (2) e (3). • Retirar o cabeçote (2) com as juntas de vedação
• Soltar as porcas flangeadas dos cotovelos (3) da carcaça (4).
roscados (2) e (3). • Limpar as superfícies de vedação.
• Soltar os cotovelos roscados (2) e (3) e retirar
com os anéis de vedação.
• Soltar a luva roscada GE (4) e retirar o anel de
vedação.
• Soltar a válvula de alívio de pressão (1) e retirar
o anel de vedação.

Remover a engrenagem de acionamento

• Soltar o parafuso de fixação (1).


• Retirar a engrenagem de acionamento (2).

94 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Montar o compressor de ar Montar as conexões do compressor de ar

Montar o cabeçote

• Prender o cotovelo roscado (2) com um novo anel


de vedação, conforme indicado na ilustração.
• Colocar o cabeçote (2) com a nova junta de • Apertar a porca flangeada do cotovelo roscado
vedação (3) na carcaça (4). (2) com torque de 100 Nm (10 kgf.m).
• Prender os novos parafusos de fixação (1). • Prender o cotovelo roscado (3) com um novo
• Apertar os parafusos de fixação (1) de forma anel de vedação.
cruzada e uniforme. • Apertar a porca flangeada do cotovelo roscado
(3) com torque de 100 Nm (10 kgf.m).
Montar a engrenagem de acionamento • Prender a luva roscada GE (4) com um novo anel
de vedação e apertar.
• Rosquear a válvula de alívio (1) com um novo
anel de vedação.
• Apertar a válvula de alívio (1) com torque de 100
Nm (10 kgf.m).

• Encaixar a engrenagem de acionamento (2).


• Prender o novo parafuso de fixação (1).
• Apertar o parafuso de fixação (1) com torque de
1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m).
• Apertar o parafuso de fixação (1) com torque de
Aperto final a 90°.

A8 (1)br 1ª Edição 95
PERIFÉRICOS

ALTERNADOR

Alternador - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio sem radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 173

(1) Suporte (3) Polia da correia Poli-V


(2) Suporte (4) Alternador

Dados Técnicos
Porca de fixação (3) da polia da correia Poli-V (3) .. M16x1,5 ...........................................80 Nm (8,0 kgf.m)
Porca de fixação do borne B+ no alternador (4) ..... M8 ...................................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Suporte do alternador, parafuso ............................ M10x25-10.9.....................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Suporte do alternador, parafuso ............................ M10x65-10.9.....................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Alternador, parafuso ............................................. M10x110-10.9 ...................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Alternador, parafuso ............................................. M12x40-10.9....................................120 Nm (12 kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M14x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Abraçadeira da tubulação de arrefecimento ........... M6x20-10.9 ......................................12 Nm (1,2 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 97
PERIFÉRICOS

Dados Técnicos
Tensão de funcionamento do alternador (4) ........................................................................................28 V
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB1 80A ...................................35 A com 1800 1/min
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB1 80A ...................................80 A com 6000 1/min
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB2 110A..................................40 A com 1800 1/min
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB2 110A................................ 110 A com 6000 1/min

Material de consumo
Loctite 2701 .......................................................................................................... Conforme necessidade

Informações importantes
CUIDADO
Cuidado com pontas afiadas nas abraçadeiras de cabos - risco de ferimentos
• Apertar e cortar a abraçadeira de cabos.

ATENÇÃO
O aperto excessivo pode danificar o cabo elétrico.
• Apertar as abraçadeiras até a fixação dos componentes, sem exagero.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas Especiais

[10] Soquete BR-954

• Remover a porca da polia do alternador.

98 A8 (1)br 1ª Edição
PERIFÉRICOS

Polia do alternador - Remover e instalar


Remover

• Encaixar um cabo de força (1) no Soquete [10]


(2).
• Encaixar o Soquete [10] (1) sobre a porca da • Travar o eixo do alternador, utilizando uma chave
polia (2) do alternador (3). multidentada (dodecagonal) (3) e soltar a porca
da polia.
• Remover a polia do alternador.

A8 (1)br 1ª Edição 99
PERIFÉRICOS

Instalar

• Posicionar a polia (2) no alternador (3) e instalar • Encaixar um torquímetro (1) no Soquete [10] (2).
a porca de fixação. • Travar o eixo do alternador, utilizando uma chave
• Encaixar o Soquete [10] (1) sobre a porca de multidentada (dodecagonal) (3).
fixação da polia. • Apertar a porca da polia com torque de 80 Nm
(8,0 kgf.m).

100 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Remover o alternador Desligar a conexão elétrica do alternador

Desligar a conexão elétrica do sensor de


rotação do eixo comando

• Destravar e soltar o conector compacto (3).


• Cortar a abraçadeira de cabos (2).
• Soltar a porca (1) do borne B+.
• Desligar a conexão elétrica (1). • Soltar os chicotes e colocá-los de lado em
segurança.
Desmontar a tubulação do líquido de
arrefecimento Desencaixar o alternador de seu suporte

• Contra-apoiar a porca de fixação e retirar o


parafuso de fixação (2).
• Soltar os parafusos (4) e retirar com a bucha.
• Soltar o parafuso oco (1) e retirá-lo com os anéis
de vedação.
• Soltar e remover a conexão (3) apertando a
abraçadeira de mola.
• Retirar o O-Ring (3) da conexão.
• Retirar a tubulação do líquido de arrefecimento
(5).

• Marcar a posição de montagem dos parafusos


(1) e (3).
• Soltar os parafusos (1) e (3).
• Retirar o alternador (2).

A8 (1)br 1ª Edição 101


PERIFÉRICOS

Remover o suporte

• Remover os parafusos (1).


• Retirar o suporte (2).

Desmontar o suporte

• Encaixar um cabo de força (1) no Soquete [10]


(2).
• Travar o eixo do alternador, utilizando uma chave
multidentada (dodecagonal) (3) e soltar a porca
da polia.
• Remover os parafusos (1). • Remover a polia do alternador.
• Retirar o suporte (2).

Soltar a porca de fixação da polia

• Encaixar o Soquete [10] (1) sobre a porca da


polia (2) do alternador.

102 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Instalar o alternador
Montar a polia da correia Poli-V

• Encaixar a polia da correia Poli-V (2) no eixo do


alternador (3).
• Aplicar uma fina camada de Loctite 2701 no eixo
do alternador (3).
• Prender a nova porca (1).

• Encaixar um torquímetro (1) no Soquete [10] (2).


• Travar o eixo do alternador, utilizando uma chave
multidentada (dodecagonal) (3).
• Apertar a porca da polia com torque de 80 Nm
(8,0 kgf.m).

Montar o suporte

• Encaixar o Soquete [10] (1) sobre a porca da


polia (2).

• Encaixar o suporte (2).


• Prender e apertar os novos parafusos (1) com
torque de 65 Nm (6,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 103


PERIFÉRICOS

Montar o suporte Estabelecer a conexão elétrica do alternador

• Encaixar o suporte (2). • Posicionar os cabos elétricos sem tensionamento,


• Prender e apertar os novos parafusos (1) com dobras e fricção.
torque de 65 Nm (6,5 kgf.m). • Prender a porca de fixação (1) do borne B+ e
apertar com torque de 15 Nm (1,5 kgf.m).
Montar o alternador • Ligar e travar o conector compacto (3).
• Prender os chicotes com as abraçadeiras de
cabos (2).

• Instalar o alternador (2) em seu suporte, conforme


indicado na ilustração.
• Instalar os parafusos (1) e (3).
• Apertar o novo parafuso (3) com torque de 65
Nm (6,5 kgf.m).
• Apertar o novo parafuso (1) com torque de 120
Nm (12 kgf.m).

104 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Montar a tubulação do líquido de arrefecimento Estabelecer a conexão elétrica do sensor de


rotação do eixo comando

ATENÇÃO
• Ligar a conexão elétrica (1).
Risco de dano ao componente se a
conexão estiver solta
• Após a montagem, verificar se
a conexão do tubo do líquido de
arrefecimento está bem presa.

• Colocar o novo anel de vedação (O-ring) (3) na


conexão.
• Encaixar a tubulação (5) do líquido de
arrefecimento.
• Estabelecer a conexão (3).
• Se necessário, apertar a abraçadeira de
mola, soltar a conexão, encaixá-la e travá-la
novamente.
• Fixar manualmente o parafuso oco (1) com novos
anéis de vedação.
• Posicionar a bucha com abraçadeira, prender os
parafusos (4) e apertar com torque de 12 Nm
(1,2 kgf.m).
• Montar as abraçadeiras da tubulação do líquido
de arrefecimento (5).
• Colocar o parafuso de fixação (2), prender a
porca de fixação e apertar com torque de 12 Nm
(1,2 kgf.m).
• Apertar o parafuso oco (1) com torque de 35 Nm
(3,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 105


PERIFÉRICOS

COMPRESSOR DO AR CONDICIONADO

Correia elástica (Stretchy Belt) - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Ventilador do radiador - Remoção e instalação, ver 53

(1) Polia da correia Poli-V (4) Polia de inversão


(2) Correia Poli-V (5) Polia de inversão
(3) Polia da correia Poli-V

A8 (1)br 1ª Edição 107


PERIFÉRICOS

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões roscadas não apertadas corretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente poderão ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto previamente indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas especiais

[11] Ferramenta para girar o motor. BR-958

• Girar o volante do motor.

[12] Colocador BR-1016

• Instalar a correia elástica (Stretchy Belt) na polia


do compressor do ar condicionado.

108 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Remover o acionamento por correia Correia elástica (Stretchy Belt) - Remover

Instalar a BR-958

• Soltar o parafuso da polia de inversão (1).


• Remover a polia de inversão (1) com o
distanciador.
• Remover a correia elástica (Stretchy Belt) (4) da
polia (5), da polia (2) do compressor e da polia
de inversão (3).

• Remover a tampa de vedação da carcaça do


volante do motor.
• Montar a Ferramenta para girar o motor. [11] (1)
na carcaça do volante do motor (2).

Destravar a BR-958

• Remover o pino trava (2) da Ferramenta para


girar o motor. [11] (1).

A8 (1)br 1ª Edição 109


PERIFÉRICOS

Instalar o acionamento por correia Correia elástica (Stretchy Belt) - Montar

Polia de inversão - Montar

Nota
• Posicionar a polia de inversão (1) com o A correia elástica (Stretchy Belt) (5) deve
distanciador. estar totalmente ajustada às polias (3) e
• Instalar e apertar o parafuso da polia de inversão (6) , assim como às polias de inversão
(1). (2) e (4).

Correia elástica (Stretchy Belt) - Pré-tensionar • Girar o motor com a Ferramenta para girar o
motor. [11] no sentido de rotação do motor.
• Manter o Colocador [12] (1) esteja alojado nas
ranhuras da polia (6).
• Confirmar o ajuste da correia elástica (Stretchy
Belt) (5) nas polias (3) e (6) e nas polias de
inversão (2) e (4).

Remover a BR-1016

• Encaixar o Colocador [12] (6) na polia da correia


elástica (Stretchy Belt) (1).
• Instalar a correia elástica (Stretchy Belt) (5) na
polia (3) e nas polias de inversão (2) e (4).
• Colocar a correia correia elástica (Stretchy Belt)
(5) na polia (1) e no Colocador [12] (6).
• Pré-tensionar a correia elástica (Stretchy Belt) (5)
com o Colocador [12] (6).
• Verificar se a correia elástica (Stretchy Belt)
(5) está corretamente montada nas polias (6)
e (3), assim como nas polias de inversão; se
necessário, repetir o procedimento.
• Retirar o Colocador [12] (1).

110 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Soquete de rotação manual do motor - Remover

• Remover a Ferramenta para girar o motor. [11]


(1) da carcaça do volante do motor.
• Montar a tampa de vedação na carcaça do
volante do motor.

A8 (1)br 1ª Edição 111


PERIFÉRICOS

Compressor do ar condicionado - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Correia elástica (Stretchy Belt) - remoção e instalação, ver 107

(1) Quadro de suporte (3) Compressor do ar condicionado


(2) Suporte

Informações importantes
CUIDADO
O agente refrigerante e o óleo do agente refrigerante são prejudiciais à saúde e ao meio
ambiente
• Evitar o contato do agente refrigerante e do óleo do agente refrigerante com a pele.
• Descartar o agente refrigerante e o óleo do agente refrigerante de maneira apropriada.

112 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Nota
Os procedimentos aqui apresentados, são realizados com o motor fora do veículo.
Caso, seja necessário, realizar procedimentos no sistema de ar condicionado no veículo
observar:
- Não abrir os recipientes ou tubulações que contenham gás de refrigeração pois o mesmo poderá
ser libertado sob a forma líquida ou de vapor, resultando em graves lesões por congelamento.
- Os trabalhos no circuito do gás de refrigeração devem ser realizados apenas em locais bem
ventilados. Ligar os sistemas de aspiração existentes na oficina. Não respirar os vapores do
gás de refrigeração.
- Proibido produzir fogo, chama aberta ou fumar. As substâncias resultantes da queima do gás
de refrigeração são altamente tóxicas e corrosivas.
Não é permitida a execução de trabalhos de soldagem nos componentes do ar condicionado
cheios. Esta condição aplica-se também aos demais trabalhos realizados nos veículos em que
exista o perigo de aquecimento dos componentes do ar condicionado.
CUIDADO
Perigo de acidente. Queimadura
• Utilizar Equipamentos de Proteção Individual.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões roscadas não apertadas corretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente poderão ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto previamente indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 113


PERIFÉRICOS

Compressor do ar condicionado - Conexões do líquido de arrefecimento - Fechar


Remover (tampar)

Conexão elétrica do compressor do ar


condicionado - Desligar

Nota
A conexão de admissão está marcada
com S.
• Desligar a conexão elétrica (1).
A conexão de pressão está marcada
Tubulação - Remover com D.

• Instalar tampões de vedação (2) e (3) nas


conexões do compressor do ar condicionado (1).

Remover o suporte

• Remover as conexões (1) e (2) do compressor


do ar condicionado (3).

• Marcar a posição de montagem dos parafusos


(2).
• Remover os parafusos (2).
• Retirar o suporte (1).

114 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Compressor do líquido de arrefecimento - Compressor do ar condicionado -


Remover Instalar
Quadro do suporte - Montar

• Soltar as porcas (3) com as arruelas.


• Retirar os parafusos (1).
• Retirar (2) o compressor do ar condicionado do • Posicionar o quadro do suporte (2).
quadro de suporte. • Prender e apertar com torque os novos parafusos
de fixação (1).
Quadro do suporte - Remover
Compressor do líquido de arrefecimento -
Instalar

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Retirar o quadro do console (2).
• Montar o compressor do ar condicionado (2) no
quadro de suporte.
• Colocar os novos parafusos de fixação (1).
• Montar as novas porcas de fixação (3) com as
arruelas e apertar.

A8 (1)br 1ª Edição 115


PERIFÉRICOS

Instalar o suporte

• Posicionar o suporte (1).


• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(2).

Tampões de vedação - Remover

• Remover os tampões de vedação (2) e (3) do


compressor do ar condicionado (1).

Conexão elétrica do compressor do ar


condicionado - Conectar

• Ligar a conexão elétrica (1).

116 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

MOTOR DE PARTIDA

Motor de partida - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Chicote - remoção e instalação, ver 41

(1) Carcaça do volante do motor (3) Parafuso


(2) Motor de partida (4) Porca

Dados técnicos
Parafuso (3) ......................................................... M10x35-10.9.....................................70 Nm (7,0 kgf.m)
Porca (4).............................................................. M10..................................................70 Nm (7,0 kgf.m)
Motor de partida borne B+ .................................... M10..................................................24 Nm (2,4 kgf.m)
Número de dentes do impulsor do motor de partida (2)...........................................................................12
Potência nominal do motor de partida (2)......................................................................... 5,0 kW com 24 V

A8 (1)br 1ª Edição 117


PERIFÉRICOS

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas Especiais

[13] Ferramenta para girar o motor. BR-958

• Girar o volante do motor.

118 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Remover o motor de partida Cremalheira do volante do motor -


Verificar
Soltar as conexões elétricas do motor de partida
Preparar para instalar a ferramenta

• Soltar a porca de fixação (1).


• Retirar o cabo massa (2) e (3).
• Desligar a conexão elétrica (4). ATENÇÃO
Danos aos componentes soltos sobre
Remover o motor de partida o motor
• Em caso de componentes, que estejam
soltos sobre motor ou ferramentas que
estejam apoiadas sobre o mesmo,
devem ser retiradas antes de se iniciar
o giro do motor no cavalete.

• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter


para cima.
• Soltar o parafuso (1) de fixação da tampa à
carcaça do volante do motor.
• Remover a tampa (2) no sentido da SETA.

• Remover os parafusos de fixação (3).


• Soltar a porca de fixação (4).
• Retirar o motor de partida (2) da carcaça do
volante do motor (1).

A8 (1)br 1ª Edição 119


PERIFÉRICOS

Instalar a ferramenta Girar o motor no sentido de rotação

• Posicionar e encaixar Ferramenta para girar o


motor. [13] (1), na abertura da carcaça (2) do ATENÇÃO
volante do motor. Observar as condições dos dentes da
cremalheira
Fixar a ferramenta • Girar uma vez o motor com a
ferramenta para girar o motor (1)
e a catraca no sentido de rotação,
verificando o estado dos dentes da
cremalheira de arranque.

• Encaixar a catraca (2) no encaixe da Ferramenta


para girar o motor. [13] (1), conforme indicado
na ilustração.
• Movimentar a catraca (2) para girar o motor,
conforme indicado na ilustração.

• Rosquear os parafusos (2) de fixação, que


acompanham a Ferramenta para girar o
motor. [13] (1).
• Fixar a Ferramenta para girar o motor. [13] (1) na
carcaça do volante do motor.

120 A8 (1)br 1ª Edição


PERIFÉRICOS

Instalar o motor de partida


Instalar o motor de partida

• Inserir o motor de partida (2) na carcaça no


volante do motor (1).
• Instalar os novos parafusos de fixação (3) e
apertar com torque de 70 Nm (7,0 kgf.m).
• Instalar a nova porca de fixação (4) e apertar com
torque de 70 Nm (7,0 kgf.m).

Ligar as conexões elétricas do motor de partida

• Colocar o cabo massa (2) e (3) com arruela.


• Inserir a porca de fixação (1) e apertar com
torque de 24 Nm (2,4 kgf.m).
• Ligar a conexão elétrica (4).
• Conectar o terminal do cabo negativo, no pólo
negativo (-) da bateria.

A8 (1)br 1ª Edição 121


SISTEMA COMMON-RAIL

SISTEMA COMMON-RAIL

(1) Injetor (5) Tubo distribuidor de combustível (Rail)


(2) Duto de pressão (caneta) (6) Tubo de alta pressão da bomba para o
(3) Tubo de alta pressão para o injetor Rail
(4) Tubo de alta pressão para o injetor (7) Bomba de alta pressão

A8 (1)br 1ª Edição 123


SISTEMA COMMON-RAIL

INJETORES E DUTO DE PRESSÃO

Protetores dos injetores e duto de pressão

(1) Protetor do bico injetor (9) Protetor


(2) Bujão de vedação (10) Protetor
(3) Protetor (11) Protetor
(4) Bujão de vedação (12) Tampão
(5) Protetor (13) Protetor
(6) Protetor (14) Tampão
(7) Tampão (15) Camisa protetora do injetor
(8) Tampão (16) Camisa protetora da agulha do injetor

Informações importantes
ATENÇÃO
Risco de danos ao sistema Common-Rail
• Tampões de vedação para mangueiras de alta pressão, tubo de pressão e injetores já usados
não podem ser reutilizados.

A8 (1)br 1ª Edição 125


SISTEMA COMMON-RAIL

Injetores e duto de pressão - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Protetores dos injetores e duto de pressão, ver 125

(1) Injetor (5) Tubo distribuidor de combustível (Rail)


(2) Parafuso (6) Sensor de pressão do rail
(3) Flange de fixação (7) Tubos de alta pressão
(4) Tubo de admissão (8) Conexão do tubo de pressão

Dados técnicos
Parafuso (2) ......................................................... M8x45 ................................ 1º aperto, 2 Nm (0,2 kgf.m)
Parafuso (2) ......................................................... M8x45 ............................Aperto final a 30 Nm (3 kgf.m)
Porcas do duto de pressão (caneta) do injetor ....... M22x1,5 .............................. 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Porcas do duto de pressão (caneta) do injetor ....... M22x1,5 ...................... Aperto final a 55 Nm (5,5 kgf.m)
Porcas dos terminais do chicote do injetor ............. M4 ..................................................1,5 Nm (0,1 kgf.m)
Console dos injetores, parafuso ............................ M8x35 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de alta pressão (7) ....................................... M14x1,5 .............................. 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão (7) (primeiro uso) ................. M14x1,5 ............................................Aperto final a 60°
Tubo de alta pressão (7) (reutilização) ................... M14x1,5 ............................................Aperto final a 30°
Tubo de retorno de combustível, parafuso oco....... M14x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de alta pressão (Rail) (5), parafuso ........................................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Sensor de pressão do rail (6) ................................ M18x1,5 ............................................. 70 Nm (7 kgf.m)
Válvula de alívio da pressão.................................. M18x1,5 ..........................................100 Nm (10 kgf.m)

126 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Informações importantes
ATENÇÃO
Risco de danos ao sistema Common-Rail
• Qualquer serviço nos componentes do sistema Common-Rail só pode ser realizado por
pessoas especialmente treinadas.
• Antes de começar o serviço, o motor deve ficar parado por no mínimo 5 min para que a
pressão no tubo de pressão (rail) diminua, ou controlar a queda da pressão por meio do
MAN-cats® (valor nominal 0).
• Em todos os serviços, deve ser mantida limpeza absoluta em todas as áreas.
• A umidade deve ser evitada a todo custo.
• Uma vez soltos, os bocais dos tubos de pressão devem sempre ser substituídos.
• Tampões de vedação para mangueiras de alta pressão, tubo de pressão e injetores já usados
não podem ser reutilizados.
• Para apertar injetores, mangueiras de alta pressão, tubo de pressão e bocal do tubo de
pressão, sempre atentar à sequência dos passos na descrição.

ATENÇÃO
Risco de danos por entrada de sujeira
• Somente desmontar um tubo de combustível por vez.
• Fechar imediatamente as conexões dos componentes com buchas de proteção novas e limpas.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, com o torquímetro

Ferramentas Especiais

[14] Martelete BR-744

• Remover o duto de pressão (caneta).

[15] Ponta (adaptador) BR-957

• Remover o duto de pressão (caneta).

[16] Sacador BR-963

• Remover o injetor.

[17] Chave BR-964

• Remover a tubulação do duto de pressão


(caneta) com o módulo EGR instalado.

A8 (1)br 1ª Edição 127


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover as tubulações de combustível Soltar a conexão elétrica do sensor de pressão


e o tubo de pressão do rail

Localização da galeria de retorno de


combustível no coletor de admissão

• Soltar a conexão elétrica (1) do sensor de


pressão do rail (2).

Remover a tubulação de combustível da bomba


de alta pressão / tubo de pressão

1 Cabeçote
2 Orifício de retorno de combustível do
injetor
3 Coletor de admissão • Desmontar o tubo de alta pressão (1).
4 Tubo de retorno de combustível
5 Unidade de filtragem de combustível Desmontar a tubulação de combustível da
(KSC) bomba de alta pressão / tubo do distribuidor de
6 Galeria de retorno de combustível ar no coletor
7 Tubo de retorno de combustível
8 Bomba de alta pressão de combustível

• A galeria de retorno de combustível (6) faz parte


do coletor de admissão.
• A galeria de retorno de combustível (6) está
localizada, na parte inferior do coletor de
admissão.
• Os orifícios (2) de retorno de combustível dos
injetores, são integrados à galeria de retorno no
coletor de admissão.

• Soltar o parafuso oco (1) e retirá-lo com os anéis


de vedação (2).
• Retirar o tubo de alta pressão (3).

128 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover as tubulações de alta pressão (sem o Desmontar o tubo de pressão


módulo EGR)

• Remover os parafusos do tubo de alta pressão


• Marcar a posição da montagem das peças de (1).
fixação (2). • Retirar o tubo de alta pressão (1) do tubo de
• Remover as peças de fixação (2). admissão.
• Desmontar a tubulação de alta pressão (1),
utilizando a Chave [17] (3). Soltar o sensor de pressão do rail e da válvula
• Repetir o procedimento para todas as tubulações limitadora da pressão
de alta pressão.

Remover os tubos de alta pressão (com o


módulo EGR montado)

ATENÇÃO
Risco de danos aos componentes
pela ausência de lubrificante
• Não lavar a válvula de controle de
• Remover as porcas dos tubos de alta pressão
pressão e o sensor de pressão do rail;
(1), do lado dos dutos de pressão (canetas),
a rosca e a superfície de contato estão
utilizando a Chave [17] (2).
lubrificadas com graxa.

• Soltar a válvula de controle da pressão (2).


• Soltar o sensor de pressão do rail (1).

A8 (1)br 1ª Edição 129


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover os injetores Instalar as ferramentas especiais

Remover os tubos de alta pressão (com o


módulo EGR montado)

• Instalar a Ponta (adaptador) [15] (1),


rosqueando-a no duto de pressão (caneta) (2).

• Remover as porcas dos tubos de alta pressão


(1), do lado dos dutos de pressão (canetas),
utilizando a Chave [17] (2).

Soltar a porca de pressão do duto de pressão


(caneta)

• Rosquear o eixo do Martelete [14] (1) na Ponta


(adaptador) [15] (2).

• Soltar a porca de pressão (2) do duto de pressão


(1) (caneta).

130 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover o duto de pressão (caneta) Desligar as conexões elétricas dos consoles


dos conectores

• Desligar as conexões elétricas (1).

Destravar as baionetas dos conectores para


os injetores.

• Remover o duto de pressão (caneta) (1),


utilizando as ferramentas especiais (2) e (3).

Desmontar a tampa do compartimento de cabos

• Girar e destravar as travas baionetas SETAS,


dos consoles dos conectores.
• Remover as travas baionetas.

Remover a tampa do cabeçote

• Soltar o parafuso de vedação (1) em um quarto


de volta.
• Retirar a tampa do compartimento de cabos (2).

• Soltar os parafusos de fixação da tampa do


cabeçote (1).
• Remover a tampa do cabeçote (1).

A8 (1)br 1ª Edição 131


SISTEMA COMMON-RAIL

Desligar a conexão elétrica do injetor Instalar a BR-963 para a remoção do injetor

• Soltar as porcas (2) nas extremidades dos fios do


console no injetor (1).
• Remover as extremidades dos fios do console
do injetor (1).
• Repetir o procedimento para as extremidades
dos fios no outro injetor.
• Remover o console (3).

Soltar os parafusos de fixação do flange de


pressão

ATENÇÃO
Dano ao componente por remoção
incorreta do injetor
• Antes da remoção do injetor (4),
sempre remover primeiro o bocal
do tubo de pressão (caneta)
correspondente.
• Somente remover um injetor por vez.

• Posicionar o Sacador [16] (1) sobre o injetor (4)


• Soltar o parafuso de fixação (1). com a luva (2) desencaixada das garras (3).
• Retirar a arruela esférica (2).

132 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

• Encaixar as garras (2) do Sacador [16] na


ATENÇÃO
ranhura do injetor (1).
A ferramenta pode desencaixar da
ranhura do injetor
• Observar o correto posicionamento
das garras (2) nas ranhuras do injetor,
durante o procedimento de encaixe da
luva (1).
• Caso a haja interferência para o
encaixe da luva nas garras, bater
levemente com o martelete.

• Encaixar a luva (1) do Sacador [16], fixando as


garras (2) no injetor.

A8 (1)br 1ª Edição 133


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover o injetor

• Desencaixar o injetor, batendo o martelete (1) do Nota


Sacador [16], conforme indicado na ilustração. Sempre que o injetor (1) for removido,
substituir a arruela de pressão.

• Remover o injetor (1) de seu alojamento,


observando os seguintes cuidados:
- Deslocar o injetor verticalmente;
- Não bater a sua extremidade;
- Se a arruela (2) foi removida juntamente com
injetor;
- Proteger o injetor, guardando-o em uma
embalagem.

134 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Instalar os injetores e o tubo de pressão Colocar o injetor

Preparar o injetor para montagem

Nota
Sempre instalar os injetores junto com
Nota os flanges de pressão.
Observar que o orifício de alimentação Não é possível instalar o flange de
(3) do injetor está voltado para o flange pressão posteriormente.
de pressão (4).
• Verificar se a abertura no cabeçote está limpa.
• Remover o injetor (1) de seu protetor. • Somente retirar o injetor (4) do protetor, antes
• Instalar um novo anel O-ring (7), em seu de instalá-lo.
alojamento no injetor (1). • Remover os protetores.
• Instalar o novo anel de vedação (5) no injetor. • Empurrar o flange de pressão (3) sobre o injetor
• Inspecionar o orifício de alimentação de (4), prestando atenção para que a abertura para
combustível (3) no injetor, se necessário, remover o combustível esteja virada para o orifício do
o tampão de proteção. bocal do duto de pressão.
• Inspecionar o orifício de retorno de combustível • Encaixar o injetor (4) com novo anel de vedação
(6) no injetor, se necessário, remover o tampão (O-ring) (2) e nova arruela de vedação (1) no
de proteção. cabeçote.
• Instalar o flange de pressão (4), em seu • Empurrar o injetor (4) totalmente no cabeçote.
alojamento no corpo do injetor.
• Posicionar o novo parafuso (2) no flange de Injetor, 1º aperto
pressão (4).

• Prender o novo parafuso de fixação (1) com a


arruela esférica (2).
• Apertar o parafuso de fixação (1) com torque de
1º aperto, 2 Nm (0,2 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 135


SISTEMA COMMON-RAIL

Posição de montagem do injetor e do duto de Instalar o duto de pressão (caneta)


pressão (caneta)

ATENÇÃO
(1) Injetor
Os dutos de pressão são comprimidos
(2) Cabeçote
no cone durante a montagem
(3) Porca
• Não reutilizar dutos de pressão
(4) Duto de pressão (Caneta)
usados.
(5) Anel O-ring
(6) Esferas de posicionamento
• Lubrificar o novo anel de vedação (O-ring) (2)
• Após a instalação e o torque inicial no parafuso de com uma camada fina de óleo diesel limpo,
fixação do injetor, observar a correta montagem instalando-o no novo duto de pressão (3)
do duto de pressão (4). (caneta).
• Inserir os novos dutos de pressão (caneta) (3) em
seu alojamento, de tal forma que as esferas (1)
do duto de pressão (3) se encaixem nas ranhuras
no cabeçote.
• Fazer movimentos durante a instalação dos
dutos de pressão.

136 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Instalar as porcas de pressão dos dutos de Porca de pressão - aperto final


pressão (caneta)

• Apertar a porca de pressão (1) com Aperto final


a 55 Nm (5,5 kgf.m).
ATENÇÃO
As porcas de pressão dos tubos de Ligar a conexão elétrica do injetor
pressão são comprimidas no cone
durante a montagem
• Não reutilizar porcas de pressão
usadas.

• Instalar a porca de pressão (2) no duto de


pressão (caneta) (1).
• Apertar a porca de pressão (2) com torque de
1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m).

Injetor, aperto final

ATENÇÃO
Dano ao componente por eventual
curto-circuito
• Ao apertar as porcas de fixação,
segurar os terminais dos fios, para que
eles não girem e não se toquem.

• Montar os consoles (3) em seu alojamento.


• Instalar o parafuso no console (3) e no cabeçote.
• Apertar o parafuso do console (3) com torque de
• Apertar o parafuso (1) do flange de pressão com 35 Nm (3,5 kgf.m).
Aperto final a 30 Nm (3 kgf.m). • Instalar o injetor e apertar ver Injetor, 1º aperto,
135. e ver Injetor, aperto final, 137.
• Encaixar o cabo do injetor (1).
• Apertar as porcas de fixação (2) com 1,5 Nm (0,1
kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 137


SISTEMA COMMON-RAIL

Instalar a tampa do cabeçote Ligar as conexões elétricas da caixa dos


conectores

• Verificar o estado da vedação da tampa do


cabeçote e das juntas de vedação da caixa de • Fazer as conexões elétricas (1).
conectores; se necessário, substituir.
• Colocar a tampa do cabeçote (2) sobre a caixa Montar a tampa do compartimento de cabos
dos conectores no cabeçote (1).
• Prender e apertar os parafusos (3).
• Prender as travas baioneta (4) da caixa dos
conectores.

Montar as travas baionetas nos consoles dos


injetores

• Colocar a tampa do compartimento de cabos (2).


• Fechar o parafuso de vedação (1) com um quarto
de volta.

• Girar e travar as travas baionetas (4) dos


consoles dos conectores.

138 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Instalar as tubulações de alta pressão e Montar os tubos de alta pressão (sem o módulo
o tubo de pressão EGR)

Montar o sensor de pressão do rail e da válvula


limitadora da pressão

ATENÇÃO
Dano ao componente por tubos de alta
pressão posicionados incorretamente
ATENÇÃO • Os tubos de alta pressão devem
Risco de danos aos componentes ser colocados e apertados sem
pela ausência de lubrificante tensões. Após o 1º aperto, verificar
• Não lavar a válvula de controle de o assentamento dos tubos de alta
pressão e o sensor de pressão do rail; pressão. Se os tubos de alta pressão
a rosca e a superfície de contato estão não estiverem centrados na porca
lubrificadas com graxa. de pressão, desapertar e assentar
novamente.
• Prender o sensor de pressão do rail (1) no tubo • Depois do primeiro aperto, verificar a
de pressão e apertar com torque de 70 Nm (7 orientação dos tubos de alta pressão
kgf.m). e, se necessário, encaixar novamente.
• Prender o parafuso de fixação (2) e apertar com • Fixar as extremidades dos tubos de
torque de 100 Nm (10 kgf.m). alta pressão no tubo distribuidor de
combustível (Rail) e na conexão do
Montar o tubo de pressão duto de pressão.

• Montar os tubos de alta pressão (1), conforme a


identificação no tubo de pressão e na conexão do
duto de pressão.
• Apertar as tubulações de alta pressão (1) com
torque de 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m).
• Em caso de reutilização, apertar as tubulações
de alta pressão (1) com Aperto final a 30°.
• Apertar as novas tubulações de alta pressão (1)
com Aperto final a 60°.
• Montar as peças de fixação (2) conforme
identificação.

• Encaixar o tubo de pressão (1) no tubo de


admissão.
• Prender os novos parafusos de fixação (1) e
apertar com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 139


SISTEMA COMMON-RAIL

Montar os tubos de alta pressão (com o módulo Montar a tubulação de combustível da bomba
EGR montado) de alta pressão / tubo do distribuidor de ar no
coletor

ATENÇÃO • Montar a tubulação de combustível (3).


Dano ao componente por tubos de alta • Verificar a fixação do tubo de combustível (3); se
pressão posicionados incorretamente necessário, desmontar e montar novamente.
• Os tubos de alta pressão devem • Prender o parafuso oco (1) com novos anéis de
ser colocados e apertados sem vedação (2) e apertar 35 Nm (3,5 kgf.m).
tensões. Após o 1º aperto, verificar
o assentamento dos tubos de alta Montar a tubulação de combustível da bomba
pressão. Se os tubos de alta pressão de alta pressão / tubo de pressão
não estiverem centrados na porca
de pressão, desapertar e assentar
novamente.
• Após o primeiro aperto, verificar a
orientação dos tubos de alta pressão
e, se necessário, encaixar novamente.
• Fixar as extremidades dos tubos de
alta pressão no tubo distribuidor de
combustível (Rail) e na conexão do
duto de pressão.

• Instalar as porcas dos tubos de alta pressão


(1), do lado dos dutos de pressão (canetas),
utilizando a Chave [17] (2).
• Apertar as porcas (1) do novo tubo de alta
pressão com 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m).
• Em caso de reutilização, apertar as porcas (1) do ATENÇÃO
tubo de alta pressão com Aperto final a 30°. Dano ao componente por tubo de alta
• Apertar as porcas (1) dos novos tubos de alta pressão posicionado incorretamente
pressão com Aperto final a 60°. • Depois do primeiro aperto, verificar a
orientação dos tubos de alta pressão
e, se necessário, encaixar novamente.

• Montar a tubulação de alta pressão (1) no tubo


de alta pressão e na bomba de alta pressão.
• Apertar o tubo de alta pressão (1) com torque de
1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m).
• Em caso de reutilização, apertar o tubo de alta
pressão (1) com Aperto final a 30°.
• Apertar o novo tubo de alta pressão (1) com
Aperto final a 60°.

140 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Ligar a conexão elétrica do sensor de pressão


do rail

• Fazer a conexão elétrica (1) do sensor de


pressão do rail (2).

A8 (1)br 1ª Edição 141


SISTEMA COMMON-RAIL

BOMBA DE ALTA PRESSÃO

Protetores para as conexões da bomba de alta pressão e dos tubos de combustível


Serviços preliminares
– Fazer a limpeza externa do motor
– Fixar o motor no cavalete Transportar, fixar no suporte e no cavalete, ver 33.

(1) Protetor (7) Protetor


(2) Tampão (8) Tampa das conexões da linha de
(3) Protetor combustível
(4) Protetor (9) Protetor
(5) Protetor (10) Protetor
(6) Tampão (11) Protetor

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 143


SISTEMA COMMON-RAIL

Bomba de alta pressão - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Protetores para as conexões da bomba de alta pressão e dos tubos de combustível , ver 143

(1) Tubo de pressão (6) Parafuso


(2) Porca (7) Bomba de alta pressão
(3) Anéis de vedação (O-rings) (8) Anel de vedação (O-ring)
(4) Parafuso (9) Porca
(5) Bomba de combustível

Dados técnicos
Porca de fixação (9) ............................................. M18x1,5 ....................................... 105 Nm (10,5 kgf.m)
Porca de fixação (2) ............................................. M8 ..................................................... 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso de fixação (6)......................................... M8x40 ................................................ 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso de fixação (4)....................................................................................................8 Nm (0,8 kgf.m)
Tubo de alta pressão ............................................ M14x1,5 ..............................1. Aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão (primeiro uso) ...................... M14x1,5 ............................................Aperto final a 60°
Tubo de alta pressão (reutilização) ..................................................................................Aperto final a 30°
Distanciador.................................................................................................................... 55 Nm (5 kgf.m)
Válvula limitadora de pressão ............................... M14x1,5 ............................................. 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M14x1,5 ............................................. 30 Nm (3 kgf.m)
Quantidade de combustível na bomba de alta pressão (7) ................................................................. 60 ml
Bujão de abastecimento da bomba de alta pressão (7)....................................................18 Nm (1,8 kgf.m)

144 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Informações importantes
ATENÇÃO
Risco de danos ao sistema Common-Rail
• Qualquer serviço nos componentes do sistema Common-Rail só pode ser realizado por
pessoas especialmente treinadas.
• Antes de começar o serviço, o motor deve ficar parado por no mínimo 5 min para que a
pressão no tubo de pressão diminua, ou controlar a queda da pressão por meio do MAN-cats®
(valor nominal 0).
• Em todos os serviços, deve ser mantida limpeza absoluta em todas as áreas.
• A umidade deve ser evitada a todo custo.
• Uma vez soltos, os bocais dos tubos de pressão devem sempre ser substituídos.
• Tampões de vedação para mangueiras de alta pressão, tubo de pressão e injetores já usados
não podem ser reutilizados.
• Para apertar injetores, mangueiras de alta pressão, tubo de pressão e bocal do tubo de
pressão, sempre atentar à sequência dos passos na descrição.

ATENÇÃO
Risco de danos por entrada de sujeira
• Somente desmontar um tubo de combustível por vez.
• Fechar imediatamente as conexões dos componentes com buchas de proteção novas e limpas.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas especiais

[18] Ponte e fuso BR-183/01

• Remover a engrenagem de acionamento da


bomba de alta pressão.

[19] Garras BR-183/03

• Remover a engrenagem de acionamento da


bomba de alta pressão.

A8 (1)br 1ª Edição 145


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover a bomba de alta pressão Remover a tubulação de combustível da bomba


de alta pressão / tubo de pressão
Desligar a conexão elétrica da unidade
dosadora

• Desmontar a tubulação de alta pressão (1).

• Soltar a conexão elétrica (1) do sensor da Remover a tubulação de combustível da bomba


unidade dosadora (2). de combustível

Desmontar a tubulação de combustível da


bomba de alta pressão / tubo do distribuidor de
ar no coletor

• Identificar a posição das tubulações de


combustível (1) e (2).
• Soltar os parafusos ocos (3).
• Remover as tubulações de combustível (1) e (2)
• Soltar o parafuso oco (1) e retirá-lo com os anéis com os anéis de vedação (4).
de vedação (2).
• Retirar o tubo de alta pressão (3). Soltar os parafusos de fixação

• Soltar os parafusos de fixação (1) da bomba de


alta pressão (3).
• Soltar a porca de fixação (2).

146 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover a bomba de alta pressão Remover a engrenagem de acionamento


da bomba de alta pressão
Remover a porca da engrenagem da bomba de
alta pressão

• Limpar a bomba de alta pressão (3) e secar com


ar comprimido.
• Contra-apoiar a engrenagem de acionamento da
bomba de alta pressão (3).
• Soltar a porca de fixação (1).
• Retirar o anel (O-ring) (2).

• Remover a bomba de alta pressão da caixa de


distribuição, girando-a por entre o módulo de óleo
e caixa de distribuição.

A8 (1)br 1ª Edição 147


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover a engrenagem de acionamento da Montar a engrenagem de acionamento da


bomba de alta pressão bomba de alta pressão

ATENÇÃO
Danos em componentes por uso de
material de limpeza inadequado
• Para a limpeza do cone, usar apenas
gasolina para teste, álcool etílico,
álcool glicólico ou isopropílico.

• Retirar a graxa do cone da engrenagem de


acionamento e da bomba de alta pressão (3).
• Montar a engrenagem de acionamento no cone
da bomba de alta pressão (3).
• Instalar o novo anel (O-ring) (2) na bomba de alta
pressão (3).
• Prender a nova porca de fixação (1).
• Fixar a bomba de alta pressão em uma morsa
• Contra-apoiar a engrenagem de acionamento da
com mordentes.
bomba de alta pressão (3).
• Instalar as Garras [19] (2) na engrenagem de
• Apertar a porca de fixação (1) com torque de 105
acionamento (3).
Nm (10,5 kgf.m).
• Encaixar as extremidades das Garras [19] (2)
na Ponte e fuso [18] (1), fixando-as com suas
porcas.
• Centralizar o fuso no eixo da engrenagem.
• Girar o fuso da Ponte e fuso [18] (1), deslocando
a engrenagem do eixo.
• Remover a engrenagem de acionamento (3).

148 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Instalar a bomba de alta pressão Apertar os parafusos de fixação da bomba de


alta pressão
Abastecer a bomba de alta pressão com
combustível

• Prender as novas porcas de fixação (2) e apertar


com torque de 30 Nm (3 kgf.m).
ATENÇÃO • Prender os novos parafusos de fixação (1) da
Risco de danos por entrada de sujeira bomba de alta pressão (3) e apertar com torque
• Cuidado para que não entre sujeira na de 30 Nm (3 kgf.m).
bomba durante o abastecimento.
• Após abastecer, não virar mais a Colocar as tubulações de combustível da
bomba de alta pressão. bomba de combustível

• Remover o parafuso de vedação (2) com o anel


de vedação.
• Com uma pipeta (1), colocar 60 ml de diesel
filtrado limpo na bomba de alta pressão (3).
• Instalar o bujão de abastecimento (2) com o novo
anel de vedação e apertar com torque de 18 Nm
(1,8 kgf.m).

Colocar a bomba de alta pressão

• Remover os protetores.
• Colocar as tubulações de combustível (1) e (2)
com novos anéis de vedação (4).
• Prender os parafusos ocos (3) e apertar com
torque de 30 Nm (3 kgf.m).

• Colocar a bomba de alta pressão (1), girando-a e


encaixando-a na vertical por entre o módulo de
óleo e caixa de distribuição.
• Colocar a bomba de alta pressão (1), girando-a
até ficar alinhada com a caixa de distribuição.
• Se necessário, montar o módulo de óleo, ver
Módulo de óleo (versão com filtro tipo refil) -
remoção e instalação, 301.

A8 (1)br 1ª Edição 149


SISTEMA COMMON-RAIL

Montar a tubulação de combustível da bomba Ligar a conexão elétrica da unidade dosadora


de alta pressão / tubo de pressão

• Fazer a conexão elétrica (1) da unidade dosadora


(2).
ATENÇÃO
Dano ao componente por tubo de alta
pressão posicionado incorretamente
• Depois do primeiro aperto, verificar a
orientação dos tubos de alta pressão
e, se necessário, encaixar novamente.

• Montar a tubulação de alta pressão (1) no tubo


de alta pressão e na bomba de alta pressão.
• Apertar a tubulação de alta pressão (1) com
torque de 1. Aperto, 10 Nm (1 kgf.m).
• Em caso de reutilização, apertar a tubulação de
alta pressão (1) com Aperto final a 30°.
• Apertar nova mangueira de alta pressão (1) com
Aperto final a 60°.

Montar a tubulação de combustível da bomba


de alta pressão / tubo do distribuidor de ar no
coletor

• Montar a tubulação de combustível (3).


• Verificar a fixação do tubo de combustível (3); se
necessário, desmontar e montar novamente.
• Prender o parafuso oco (1) com novos anéis de
vedação (2) e apertar.

150 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Unidade dosadora e bomba de engrenagens


– Bomba de alta pressão - remoção e instalação, ver 144

(1) Porca (5) Válvula dosadora de combustível


(2) Anel de vedação (O-ring) (6) Parafuso
(3) Engrenagem de acionamento (7) Bomba de engrenagens
(4) Bomba de alta pressão (8) Parafuso

Dados técnicos
Quantidade de combustível na bomba de alta pressão (4) ................................................................. 60 ml
Parafuso (6) ......................................................... M5x20 ................................1º aperto, 4 Nm (0,4 Kgf.m)
Parafuso (6) ......................................................... M5x20 .......................... Aperto final a 7 Nm (0,7 Kgf.m)
Parafuso (8) ......................................................... M6x1,5x36......................................... 8 Nm (0,8 Kgf.m)
Bujão de abastecimento da bomba de alta pressão (4)................................................... 18 Nm (1,8 Kgf.m)
Porca (1).............................................................. M18x1,5-8,8 ................................ 105 Nm (10,5 Kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 151


SISTEMA COMMON-RAIL

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos ao sistema Common-Rail
• Qualquer serviço nos componentes do sistema Common-Rail só pode ser realizado por
pessoas especialmente treinadas.
• Em todos os serviços, deve ser mantida limpeza absoluta em todas as áreas.
• A umidade deve ser evitada a todo custo.
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

152 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover e instalar a unidade de Remover e instalar a bomba de


dosagem engrenagens
Remover a unidade de dosagem Remover a bomba de engrenagens

• Identificar a posição de instalação da unidade de • Remover os parafusos de fixação (2).


dosagem (2). • Puxar a bomba de engrenagens (1) para fora.
• Remover os parafusos de fixação (1). • Remover os anéis de vedação (O-ring) (3) e (4)
• Puxar a unidade de dosagem (2) para fora, da bomba de engrenagens(1).
girando levemente à esquerda e à direita.
Instalar a bomba de engrenagens
Instalar a unidade de dosagem

• Encaixar os novos anéis de vedação (O-rings) (3)


e (4) na bomba de engrenagens (1).
Nota
• Encaixar a bomba de engrenagens (1).
Ao usar parafusos microencapsulados,
• Prender os novos parafusos de fixação (2) e
o tempo entre as etapas de aperto não
apertar com torque de 8 Nm (0,8 Kgf.m).
pode demorar mais de 2 minutos.

• Encaixar a nova unidade de dosagem (2) na


bomba de alta pressão, girando levemente para
a esquerda e direita.
• Alinhar a unidade de dosagem (2) conforme a
identificação.
• Prender os novos parafusos de fixação (1) e
apertar com torque de 1º aperto, 4 Nm (0,4
Kgf.m).
• Apertar os parafusos de fixação (1) com torque
de Aperto final a 7 Nm (0,7 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 153


SISTEMA COMMON-RAIL

Abastecer a bomba de alta pressão com


combustível

ATENÇÃO
Risco de danos por entrada de sujeira
• Cuidado para que não entre sujeira na
bomba durante o abastecimento.
• Após abastecer, não virar mais a
bomba de alta pressão.

• Remover o parafuso de vedação (2) com o anel


de vedação.
• Com uma pipeta (1), colocar 60 ml de diesel
filtrado limpo na bomba de alta pressão (3).
• Instalar o bujão de abastecimento (2) com o novo
anel de vedação e apertar com torque de 18 Nm
(1,8 Kgf.m).

154 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

UNIDADE DE FILTRAGEM DE COMBUSTÍVEL (KSC)

Protetores para as conexões da unidade de filtragem de combustível e tubos de


combustível (KSC)

(1) Tampão (8) Tampa das conexões da linha de


(2) Tampão combustível
(3) Tampão (9) Protetor
(4) Protetor (10) Protetor
(5) Tampa das conexões da linha de (11) Protetor
combustível (12) Protetor
(6) Bujão de vedação (13) Tampa das conexões da linha de
(7) Protetor combustível
(14) Capa de cobertura

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 155


SISTEMA COMMON-RAIL

Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Protetores para as conexões da unidade de filtragem de combustível e tubos de combustível (KSC),
ver 155

(1) Tubo de admissão (4) Parafuso de fixação


(2) Bomba de alimentação manual (5) Sensor de pressão
(3) Unidade de filtragem de combustível
(KSC)

Dados técnicos
Parafuso de fixação (4)......................................... M8x40-10.9 ..................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M14x1,5 ............................................. 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M10x1,5 ............................................. 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão ............................................ M14x1,5 .............................. 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão (primeiro uso) ...................... M14x1,5 ............................................Aperto final a 60°
Tubo de alta pressão (reutilização) ........................ M14x1,5 ............................................Aperto final a 30°

Informações importantes
CUIDADO
Cuidado com pontas afiadas nas abraçadeiras de cabos - risco de ferimentos
• Apertar e cortar a abraçadeira de cabos.

156 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Risco de danos por entrada de sujeira
• Somente desmontar um tubo de combustível por vez.
• Fechar imediatamente as conexões dos componentes com buchas de proteção novas e limpas.

ATENÇÃO
Risco de contaminação do meio ambiente
• Coletar o combustível escoado em recipiente apropriado.

A8 (1)br 1ª Edição 157


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover a unidade de filtragem de Remover os tubos de combustível


combustível - KSC
Soltar as conexões elétricas do KSC

• Soltar o parafuso oco (4) com os anéis de


vedação (3).
• Retirar a tubulação de combustível (2) da bomba
de alimentação manual (1).
• Remover a tubulação de combustível (5).
• Soltar o parafuso oco (7) com os anéis de
vedação.
• Retirar o tubo de combustível (8).

Remover os tubos de combustível

• Soltar a conexão elétrica (1) do sensor de


pressão.
• Desligar a conexão elétrica (3) do elemento
aquecedor.
• Cortar a abraçadeira de cabos (2).

• Soltar o parafuso oco (4) com os anéis de


vedação (3).
• Retirar a tubulação de combustível (2) da bomba
de alimentação manual (1).
• Remover a tubulação de combustível (6).

158 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover os tubos de combustível Montar o filtro de combustível (KSC)


Montar o suporte

• Soltar o parafuso oco (2) com os anéis de


vedação (3).
• Remover a tubulação de combustível (1) do tubo • Encaixar o suporte (1).
de pressão (6). • Prender e apertar o novo parafuso de fixação (2)
• Remover a tubulação de combustível (4). com torque de 35 Nm (3,5 Kgf.m).

Desmontar a unidade de filtragem de Montar a unidade de filtragem de combustível -


combustível - KSC KSC

• Remover os parafusos de fixação (2). • Encaixar a unidade de filtragem de combustível


• Retirar a unidade de filtragem de combustível - KSC (1).
- KSC (1). • Prender e apertar os novos parafusos (2).

Remover o suporte

• Soltar o parafuso de fixação (2).


• Retirar o suporte (1).

A8 (1)br 1ª Edição 159


SISTEMA COMMON-RAIL

Montar os tubos de combustível Montar os tubos de combustível

• Remover os protetores. • Remover os protetores.


• Colocar a tubulação de combustível (1) na • Encaixar a tubulação de combustível (2) na
unidade de filtragem de combustível - KSC e no bomba de alimentação manual (1).
tubo de pressão (6) sem tensionar. • Prender o parafuso oco (3) com novos anéis de
• Prender o parafuso oco (2) com novos anéis de vedação (3) e apertar com torque de 30 Nm (3
vedação (3). kgf.m).
• Apertar a porca de conexão da tubulação de • Desmontar as tubulações de combustível (6).
combustível (1) no tubo de pressão com torque • Certificar-se de que a tubulação de combustível
de 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m). (6) esteja firmemente montada; se necessário,
• Apertar o parafuso oco (2) com torque de 30 Nm retirá-la e montá-la novamente.
(3 kgf.m).
• Em caso de reutilização, apertar a tubulação Montar os tubos de combustível
de combustível (1) no tubo de pressão (6) com
torque de Aperto final a 30°.
• Apertar a nova tubulação de combustível (1) no
tubo de pressão (6) com torque de Aperto final
a 60°.
• Colocar a tubulação de combustível (4) com luva
roscada na unidade de filtragem de combustível -
KSC.
• Certificar-se de que a tubulação de combustível
(4) esteja firmemente montada; se necessário,
retirá-la e montá-la novamente.

• Remover os protetores.
• Encaixar a tubulação de combustível (2) na
bomba de alimentação manual (1).
• Prender o parafuso oco (3) com novos anéis de
vedação (3) e apertar com torque de 30 Nm (3
kgf.m).
• Colocar a tubulação de combustível (8) na
unidade de filtragem de combustível - KSC.
• Prender o parafuso oco (7) com novos anéis
de vedação e apertar com torque de 10 Nm (1
kgf.m).
• Colocar a tubulação de combustível (5) com luva
roscada na unidade de filtragem de combustível -
KSC.

160 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Ligar as conexões elétricas do KSC

• Ligar a conexão elétrica (1) do sensor de pressão.


• Ligar a conexão elétrica (3) do elemento
aquecedor.
• Posicionar os cabos elétricos sem tensionamento,
dobras e fricção.
• Prender os chicotes com as abraçadeiras de
cabos (2).
• Apertar e cortar a abraçadeira.

A8 (1)br 1ª Edição 161


SISTEMA COMMON-RAIL

Unidade de filtragem de combustível (KSC) - Filtro de combustível - desmontar


e montar
– Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação, ver 156

(1) Filtro de combustível (9) Elemento aquecedor, se utilizado


(2) Tampa (10) Parafuso oco
(3) Anel de vedação (11) Tampa
(4) Carcaça (12) Pré-filtro de combustível
(5) Sensor de pressão (13) Anel de vedação
(6) Parafuso de saída de água (14) Carcaça
(7) Parafuso (15) Bomba de alimentação manual
(8) Anel de vedação (16) Parafusos

Dados técnicos
Tampa (11)....................................................................................................................10 Nm (1,0 kgf.m)
Tampa (2) .....................................................................................................................20 Nm (2,0 kgf.m)
Sensor de pressão (5) ......................................... M14 x1,5 ..........................................25 Nm (2,5 kgf.m)
Válvula de saída de água (6)............................................................................................2 Nm (0,2 kgf.m)

162 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Risco de danos ao sistema Common-Rail
• Antes de qualquer troca do filtro de combustível, esvaziar o KSC (filtro de combustível).
• Utilizar somente filtros de combustível fabricados e identificados para uso em sistemas
Common-Rail.
• Os filtros usados não devem ser reutilizados.

A8 (1)br 1ª Edição 163


SISTEMA COMMON-RAIL

Desmontar a unidade de filtragem de Remover o sensor de pressão


combustível - KSC
Escoar a unidade de filtragem de combustível -
KSC

• Soltar o sensor de pressão (1) com o anel de


vedação (2).

Remover o filtro de combustível


ATENÇÃO
Risco de contaminação do meio
ambiente
• Coletar o combustível escoado em
recipiente apropriado.

• Soltar a tampa (1) cerca de 2 a 3 voltas.


• Abrir o parafuso do dreno de água (2) e deixar a
unidade de filtragem de combustível esvaziar.
• Apertar o parafuso de drenagem da água (2) com
torque de 2 Nm (0,2 kgf.m).

Remover o elemento aquecedor

• Remover os parafusos de fixação (2).


• Retirar o elemento aquecedor (3) com o anel • Soltar a tampa (1).
de vedação (4) da unidade de filtragem de • Retirar a tampa (1) com o filtro de combustível
combustível - KSC (1). (3) da carcaça da unidade de filtragem de
combustível - KSC.
• Retirar o anel de vedação (2).
• Soltar a tampa (7).
• Retirar o pré-filtro de combustível (6) da carcaça
da bomba de alimentação manual (4).
• Retirar o anel de vedação (5).

164 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover a carcaça da bomba de alimentação Montar a unidade de filtragem de


manual combustível KSC
Montar a carcaça da bomba de alimentação
manual

• Soltar os parafusos de fixação (2) da unidade de


filtragem de combustível - KSC (3).
• Retirar a carcaça da bomba de alimentação
manual (1). • Encaixar a carcaça da bomba de alimentação
manual (1) na unidade de filtragem de
combustível - KSC (3).
• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(2).

A8 (1)br 1ª Edição 165


SISTEMA COMMON-RAIL

Instalar o filtro de combustível Apertar a tampa do filtro de combustível

• Apertar a tampa do filtro de combustível (1) com


torque de 20 Nm (2,0 kgf.m).

Instalar o sensor de pressão

• Lubrificar o novo anel de vedação (5) com uma


camada fina de óleo diesel limpo.
• Colocar o anel de vedação (5) sobre a carcaça
da bomba de alimentação manual (4).
• Encaixar o novo pré-filtro de combustível (6).
• Prender a tampa (7) manualmente. • Prender o sensor de pressão (1) com um novo
• Encaixar o novo filtro de combustível (3) na retentor (2).
tampa (1). • Apertar o sensor de pressão (1) com 25 Nm (2,5
• Lubrificar o novo anel de vedação (2) com uma kgf.m).
camada fina de óleo diesel limpo.
• Prender a tampa (1) com o anel de vedação (2) Instalar o elemento aquecedor
manualmente.

Apertar a tampa do pré-filtro de combustível

• Encaixar o elemento aquecedor (3) com o novo


anel de vedação (4) na unidade de filtragem de
combustível (KSC) (1).
• Apertar a tampa do pré-filtro de combustível (1) • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
com torque de 10 Nm (1,0 kgf.m). (2).

166 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

MÓDULO DE COMANDO DO MOTOR - EDC

Módulo de comando do motor - remoção e instalação

(1) Mancal de borracha (4) Módulo de comando do motor


(2) Mancal de borracha (5) Parafuso de fixação
(3) Parafuso de fixação

Dados técnicos
Parafuso de fixação (5)......................................... M6x35-10.9 ...................................... 11 Nm (1,1 kgf.m)
Parafuso de fixação (3)......................................... M8x40-10,9 ......................................13 Nm (1,3 kgf.m)

Material de consumo
Adesivo Loctite 270 ............................................................................................... Conforme necessidade

Informações importantes
CUIDADO
Cuidado com pontas afiadas nas abraçadeiras de cabos - risco de ferimentos
• Apertar e cortar a abraçadeira de cabos.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 167


SISTEMA COMMON-RAIL

Nota
Antes da remoção do módulo de comando do motor, fazer a leitura e documentar a memória
de falhas.
Após a substituição do módulo de comando do motor, o módulo de comando deve ser novamente
parametrizado.
Após a parametrização do módulo de comando do motor, consultar a memória de falhas e, se
necessário, apagá-la.

168 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMA COMMON-RAIL

Remover o módulo de comando do Instalar o módulo de comando do motor


motor
Sequência de aperto do módulo de comando
Desligar as conexões elétricas do módulo de do motor
comando do motor

• Seguir a sequência de aperto apresentada de


• Destravar totalmente os conectores (1), (2) e (3) A a H dos parafusos de fixação (1) na seguinte
e soltar. etapa de trabalho.
• Separar os chicotes.
Montar o módulo de comando do motor e o
Desmontar o módulo de comando do motor e o quadro de suporte
quadro de suporte

• Encaixar os mancais de borracha (1) e (2) no


• Remover os parafusos de fixação (5). quadro de suporte.
• Retirar o módulo de comando do motor (4). • Lubrificar a rosca dos novos parafusos de fixação
• Remover os parafusos de fixação (3). (3) com uma camada fina de Adesivo Loctite 270.
• Retirar o console com os mancais de borracha • Colocar o console.
(1) e (2). • Prender os parafusos de fixação (3) e apertar
com torque de 13 Nm (1,3 kgf.m).
• Encaixar o módulo de comando do motor (4).
• Prender os novos parafusos de fixação (5) e
apertar conforme a sequência de aperto com 11
Nm (1,1 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 169


SISTEMA COMMON-RAIL

Ligar as conexões elétricas do módulo de


comando do motor

ATENÇÃO
Perigo de danos irreparáveis ao
módulo de comando do motor
• Na instalação do conector, primeiro
abrir a trava totalmente, para então
encaixar o conector e travar.

• Encaixar os conectores (1), (2) e (3) no módulo


de comando do motor e travar.
• Instalar os chicotes e prendê-los com as
abraçadeiras de cabos.
• Apertar e cortar a abraçadeira de cabos.

170 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

TURBOCOMPRESSOR

(1) Chapa de proteção térmica (6) Conexão roscada giratória


(2) Tubo de admissão (7) Coletor de escape
(3) Tubo de admissão (8) Tubo de retorno de óleo
(4) Tubo de pressão de óleo (9) Conexão
(5) Tubo de pressão de óleo (10) Tubo de retorno de óleo

A8 (1)br 1ª Edição 171


TURBOCOMPRESSOR

TUBOS DE ADMISSÃO

Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio sem radiador do ar


de admissão) - remoção e instalação

(1) Tubo de admissão (5) Coletor de admissão


(2) Parafuso (6) Parafuso
(3) Abraçadeira (7) Parafuso
(4) Junta

Dados técnicos
Abraçadeira de perfil (3)........................................ M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubo de admissão, parafuso (2) .....................................................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de admissão do compressor de ar, parafuso...........................................................22 Nm (2,2 kgf.m)
Sensor de pressão de admissão, parafuso ............ M6x16 (x2) .......................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Coletor de admissão, parafusos (6) e (7) ............... M8x120; M8x100 e M8x45.................35 Nm (3,5 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 173


TURBOCOMPRESSOR

Remover os tubos de admissão Desmontar a tubulação de admissão do


compressor de ar
Desmontar o sensor de pressão

• Soltar o parafuso de fixação (1).


• Desligar a conexão elétrica (1). • Soltar as abraçadeiras.
• Remover os parafusos de fixação (3). • Remover a tubulação de admissão com a
• Remover o sensor de pressão (2). mangueira (2).

Desmontar o tubo de admissão Desmontar o coletor de admissão

• Desligar a conexão elétrica do sensor do ar de • Soltar a abraçadeira de perfil do tubo de


admissão. admissão (1).
• Soltar os parafusos de fixação (2) e (3). • Remover o tubo de admissão (1).
• Retirar o tubo de admissão (1) com a junta de • Limpar as superfícies de vedação.
vedação (4).
• Limpar as superfícies de vedação.

174 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Remover o tubo de encaixe Instalar os tubos de admissão


Montar a chapa de proteção térmica

• Soltar a abraçadeira de perfil (1).


• Soltar o parafuso de fixação (2).
• Retirar o coletor de admissão (3). • Encaixar a chapa de proteção térmica (2).
• Limpar as superfícies de vedação. • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(1) e (3).
Remover a chapa de proteção térmica
Montar o tubo de admissão

• Soltar os parafusos de fixação (1) e (3).


• Retirar a chapa de proteção térmica (2). • Colocar o tubo de admissão (3) com o anel de
vedação (O-ring) e a abraçadeira de perfil (1).
• Prender e apertar o parafuso de fixação (2)
35 Nm (3,5 kgf.m).
• Apertar a abraçadeira (1) com torque de 6 Nm
(0,6 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 175


TURBOCOMPRESSOR

Montar o coletor de admissão Montar o coletor de admissão

• Encaixar o coletor de admissão (1) com a • Encaixar o coletor de admissão (1) com uma
abraçadeira de perfil. nova junta de vedação (4).
• Apertar a abraçadeira de fixação do coletor de • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
admissão (1). (2) e (3) com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).
• Ligar a conexão elétrica do sensor de ar de
Montar a tubulação de admissão do compressor admissão.
de ar
Montar o sensor de pressão de alimentação

• Instalar a tubulação de admissão com a


mangueira (2). • Colocar o sensor de pressão (2).
• Instalar as abraçadeiras. • Prender e apertar os parafusos de fixação (3)
• Prender e apertar o parafuso (1) com torque de com torque de 15 Nm (1,5 kgf.m).
22 Nm (2,2 kgf.m). • Ligar a conexão elétrica (1).

176 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio com radiador do ar


de admissão) - remoção e instalação

(1) Tubo de admissão (5) Coletor de admissão


(2) Parafuso (6) Parafuso
(3) Abraçadeira (7) Parafuso
(4) Junta

Dados técnicos
Abraçadeira (3) .................................................... M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubo de admissão do compressor de ar, parafuso...........................................................22 Nm (2,2 kgf.m)
Sensor de pressão de admissão, parafuso .....................................................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Tubo de admissão, parafuso (2) .....................................................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Coletor de admissão, parafusos (6) e (7) ............... M8x120; M8x100 e M8x45.................35 Nm (3,5 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 177


TURBOCOMPRESSOR

Remover os tubos de admissão Desmontar a tubulação de admissão do


compressor de ar
Desmontar o sensor de pressão

• Soltar o parafuso (1).


• Desligar a conexão elétrica (1). • Soltar as abraçadeiras.
• Remover os parafusos (3). • Remover a tubulação de admissão com a
• Remover o sensor de pressão (2). mangueira (2).

Desmontar o coletor de admissão Remover a chapa de proteção térmica

• Desligar a conexão elétrica do sensor do ar de • Soltar os parafusos (1) e (3).


admissão. • Retirar a chapa de proteção térmica (2).
• Soltar os parafusos (2) e (3).
• Retirar o coletor de admissão (1) com a junta de Desmontar o coletor de admissão
vedação (4).
• Limpar as superfícies de vedação.

• Soltar o parafuso (1).


• Remover o suporte (3).
• Retirar o coletor de admissão (2) com o tubo de
encaixe.

178 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Remover o tubo de encaixe Instalar os tubos de admissão


Montar o coletor de admissão

• Soltar a abraçadeira (1).


• Soltar o parafuso (2).
• Retirar o coletor de admissão (3). • Colocar o novo tubo de encaixe no coletor de
• Limpar as superfícies de vedação. admissão (2).
• Encaixar o coletor de admissão (2) com a
Desmontar o coletor de admissão abraçadeira (1).
• Apertar a abraçadeira (1) com torque de 6 Nm
(0,6 kgf.m).

Montar o tubo de admissão

• Soltar a abraçadeira (1).


• Retirar o coletor de admissão (2) com o tubo de
encaixe.

• Encaixar o coletor de admissão (3) com a


abraçadeira (1).
• Prender o parafuso (2).
• Ajustar o coletor de admissão (3).
• Apertar as abraçadeiras (1) com torque de 6 Nm
(0,6 kgf.m).
• Apertar os parafusos (2) com torque de 35 Nm
(3,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 179


TURBOCOMPRESSOR

Montar o coletor de admissão Montar a tubulação de admissão do compressor


de ar

• Colocar o coletor de admissão (2) com novo tubo


de encaixe. • Instalar a tubulação de admissão com a
• Montar o suporte (3). mangueira (2).
• Prender e apertar o novo parafuso de fixação (1). • Instalar as abraçadeiras.
• Prender e apertar o parafuso (1) com torque de
Montar a chapa de proteção térmica 22 Nm (2,2 kgf.m).

Montar o coletor de admissão

• Encaixar a chapa de proteção térmica (2).


• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(1) e (3). • Encaixar o coletor de admissão (1) com uma
nova junta de vedação (4).
• Prender e apertar os novos parafusos (2) e (3)
com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).
• Ligar a conexão elétrica do sensor de ar de
admissão.

180 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Montar o sensor de pressão de alimentação

• Colocar o sensor de pressão (2).


• Prender e apertar os parafusos (3) com torque
de 15 Nm (1,5 kgf.m).
• Ligar a conexão elétrica (1).

A8 (1)br 1ª Edição 181


TURBOCOMPRESSOR

RADIADOR DO AR DE ADMISSÃO

Radiador do ar de admissão - remoção e instalação

(1) Coletor de admissão (4) Parafuso


(2) Coletor de admissão (5) Radiador do ar de admissão
(3) Coletor de admissão

Dados técnicos
Abraçadeira (2) .................................................... M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubo de admissão do compressor de ar, parafuso...........................................................22 Nm (2,2 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 183


TURBOCOMPRESSOR

Desmontar o radiador do ar de Desmontar o coletor de admissão


admissão
Desmontar a tubulação de admissão do
compressor de ar

• Soltar o parafuso de fixação (1).


• Remover o suporte (3).
• Retirar o coletor de admissão (2) com o tubo de
encaixe.
• Soltar o parafuso de fixação (1).
• Soltar as abraçadeiras. Remover o tubo de encaixe
• Remover a tubulação de admissão com a
mangueira (2).

Remover a chapa de proteção térmica

• Soltar a abraçadeira de perfil (1).


• Soltar o parafuso de fixação (2).
• Retirar o coletor de admissão (3).
• Limpar as superfícies de vedação.
• Soltar os parafusos de fixação (1) e (3).
• Retirar a chapa de proteção térmica (2). Desmontar o coletor de admissão

• Soltar a abraçadeira de perfil (1).


• Retirar o coletor de admissão (2) com o tubo de
encaixe.

184 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Remover o radiador do ar de admissão Instalar o radiador do ar de admissão


Montar o radiador do ar de admissão

• Remover os parafusos de fixação (2).


• Retirar o radiador do ar de admissão (1).
• Encaixar o radiador do ar de admissão (1).
• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(2).

Montar o coletor de admissão

• Colocar o novo tubo de encaixe no coletor de


admissão (2).
• Encaixar o coletor de admissão (2) com a
abraçadeira de perfil (1).
• Apertar a abraçadeira de perfil (1) com torque de
6 Nm (0,6 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 185


TURBOCOMPRESSOR

Montar o tubo de admissão Montar a chapa de proteção térmica

• Encaixar o coletor de admissão (3) com a • Encaixar a chapa de proteção térmica (2).
abraçadeira de perfil (1). • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
• Prender o parafuso de fixação (2). (1) e (3).
• Ajustar o coletor de admissão (3).
• Apertar as abraçadeiras de perfil (1) e os Montar a tubulação de admissão do compressor
parafusos de fixação (2). de ar

Montar o coletor de admissão

• Instalar a tubulação de admissão com a


mangueira (2).
• Colocar o coletor de admissão (2) com novo tubo • Instalar as abraçadeiras.
de encaixe. • Prender e apertar o parafuso (1) com torque de
• Montar o suporte (3). 22 Nm (2,2 kgf.m).
• Prender e apertar o novo parafuso de fixação (1).

186 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

TURBOCOMPRESSOR DOS GASES DE ESCAPE

Turbocompressor de duplo estágio dos gases de escape (versão sem radiador do


ar de admissão) - remoção e instalação
Serviços adicionais
– Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação, ver 275
– Alternador - remoção e instalação, ver 97

(1) Separador de óleo (11) Parafuso


(2) Parafuso (12) Espaçador
(3) Parafuso (13) Tubulação do respiro do cárter
(4) Suporte (14) Porca
(5) Parafuso (15) Suporte
(6) Chapa de proteção térmica (16) Parafuso
(7) Prisioneiro (17) Carcaça do volante do motor
(8) Atuador do freio motor (18) Parafuso
(9) Porca (19) Tubulação de admissão do compressor
(10) Tubo do escapamento de ar
(20) Abraçadeira

A8 (1)br 1ª Edição 187


TURBOCOMPRESSOR

continuação

(21) Parafuso (27) Parafuso banjo


(22) Parafuso banjo (28) Porca capa
(23) Porca capa (29) Parafuso
(24) Porca capa (30) Parafuso
(25) Porca capa (31) Suporte
(26) Conexão (32) Porca

Dados técnicos
Abraçadeira (20)................................................... M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubulação de admissão do compressor de ar,
parafuso (18)........................................................ M8x20 ............................................. 22 Nm (2,2 kgf.m)
Chapa de proteção térmica, parafusos (2) e (5)...... M8x12-8.8 e M8x16-8.8.....................22 Nm (2,2 kgf.m)
Suporte do tubo do escapamento a carcaça do
volante, parafuso (16) ........................................... M8x16 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo do escapamento, prisioneiro (7) .................... M10x80 ........................................Encostar firmemente
Tubo do escapamento, porca (9) / prisioneiro (7).............................................................35 Nm (3,5 kgf.m)

188 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Suporte cantoneira, parafusos (29) e (30) .............. M8x45-10.9 ......................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubulação da pressão do óleo, parafuso banjo .........................................................................................
Tubulação da pressão do óleo, porca capa (23) ..............................................................25 Nm (2,5 kgf.m)
Tubulação inferior de retorno de óleo, porca capa (24) ....................................................25 Nm (2,5 kgf.m)
Tubulação inferior de retorno de óleo, porca capa (25) ...................................................... 30 Nm (3 kgf.m)
Tubulação do respiro do cárter ao bloco do motor,
parafuso (21)........................................................ M8x85 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubulação do respiro do cárter, parafuso (11)
espaçador............................................................ M8x85 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Turbocompressor, porcas Stover (32) / prisioneiro
coletor ................................................................. M8x25 ................................................ 70 Nm (7 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Risco de contaminação do meio ambiente
• Coletar o óleo de motor escoado em recipiente apropriado.

A8 (1)br 1ª Edição 189


TURBOCOMPRESSOR

Remover o turbocompressor Suporte no coletor - Remover

Desmontar a tubulação de admissão do


compressor de ar

• Remover o suporte (1).

Abraçadeira - Remover
• Soltar o parafuso de fixação (1).
• Soltar as abraçadeiras de mola da mangueira (2).

• Soltar e remover a abraçadeira inferior do coletor


de admissão (1).

Remover o coletor de admissão


• Soltar os parafusos das abraçadeiras restantes.

Tubulação de admissão do compressor de ar


- Remover

• Remover o coletor de admissão (1).

• Remover a tubulação (1).

190 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Parafusos da chapa de proteção térmica - Tubo do escapamento - Remover o parafuso


Remover

• Remover os parafusos (1) de fixação do tubo do


• Soltar os parafusos (1) da chapa de proteção escapamento, conforme indicado na ilustração.
térmica, conforme indicado na ilustração.

chapa de proteção térmica - Remover

• Retirar a chapa de proteção térmica (1).

A8 (1)br 1ª Edição 191


TURBOCOMPRESSOR

Tubo do escapamento - Remover Sensores no tubo de escapamento - Proteger

• Soltar as porcas (1).


Nota
• Segurar o mecanismo do freio motor (2).
Apoiar o atuador do freio motor.
• Remover o tubo de escapamento (3).

• Enrolar os chicotes dos sensores do tubo de


escapamento.
• Proteger o tubo em um local seguro, contra
impactos que possam danificar os sensores.

192 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Atuador do freio motor - Remover Tubulação do respiro do cárter - Remover

• Remover o atuador do freio motor (1). • Deslocar a abraçadeira (3) no tubo, próximo ao
separador.
• Soltar o parafuso (1) e remover o espaçador (2).
• Desencaixar o tubo do separador.
• Remover a tubulação do respiro do cárter.

A8 (1)br 1ª Edição 193


TURBOCOMPRESSOR

Tubulações inferiores de retorno de óleo do Prisioneiro do coletor de escapamento -


turbocompressor - Remover Remover

ATENÇÃO
Risco de contaminação do meio
ambiente
• Coletar o óleo de motor escoado em
recipiente apropriado.

• Apoiar a conexão tipo banjo (1) na conexão


roscada (2).
• Remover as tubulações de retorno de óleo (3)
e (4).

• Remover o prisioneiro (1), para ter acesso ao


parafuso banjo da linha de pressão de óleo do
motor.

Tubulação inferior da pressão do óleo -


Remover

• Soltar o parafuso oco (2).


• Retirar os anéis de vedação (1).

194 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Remover a cantoneira de fixação Tubos do respiro do bloco de cilindros - Soltar

• Soltar os parafusos de fixação (2) e (3). • Soltar o parafuso de fixação (2).


• Retirar a cantoneira de fixação (1). • Retirar a tubulação do bloco de cilindros - filtro
(4) com o anel de vedação O-ring (1).
Tubulação da válvula Wastegate - Desencaixar • Desmontar a tubulação de respiro do bloco de
cilindros - filtro (3).

• Desencaixar a tubulação (1) da válvula


Wastegate.

A8 (1)br 1ª Edição 195


TURBOCOMPRESSOR

Turbocompressor - Remover Instalar o turbocompressor


Montar o turbocompressor

ATENÇÃO
Peso elevado do componente
• Remover o turbocompressor com o ATENÇÃO
sistema de respiro do cárter (2). Peso elevado do componente
• Instalar o turbocompressor com o
• Posicionar o dispositivo de elevação. sistema de respiro do cárter (2).
• Apoiar o turbocompressor, suspendendo o
dispositivo de elevação. • Colocar a nova junta de vedação.
• Soltar as porcas. • Posicionar o dispositivo de elevação.
• Abaixar o dispositivo de elevação, desencaixando • Apoiar o turbocompressor, suspendendo o
o turbocompressor (1) dos prisioneiros. dispositivo de elevação.
• Retirar o turbocompressor e a junta de vedação • Levantar o dispositivo de elevação, encaixando o
(2). turbocompressor (1) nos prisioneiros.
• Instalar as porcas.
• Apertar as porcas com torque de 70 Nm (7 kgf.m).

196 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Colocar a cantoneira de fixação Instalar as tubulações inferiores de retorno de


óleo do turbocompressor

• Encaixar a cantoneira (1).


• Prender e apertar os novos parafusos (3). Nota
• Prender e apertar os novos parafusos (2) com Utilizar novos anéis de vedação na
torque de 35 Nm (3,5 kgf.m). conexão tipo banjo.
Tubos do respiro do bloco de cilindros -
Posicionar • Fixar a conexão tipo banjo (1) com o parafuso
oco (2), utilizando novos anéis de vedação.
• Fixar a porca capa (4) da tubulação de retorno de
óleo na conexão tipo banjo (1).
• Fixar a porca capa (3) da tubulação de retorno de
óleo no parafuso oco (2).
• Apertar a porca capa (3) com torque de 25 Nm
(2,5 kgf.m).
• Apertar a porca capa (4) com torque 30 Nm (3
kgf.m).

• Posicionar a tubulação de respiro do bloco de


cilindros - filtro (3).
• Posicionar a tubulação no bloco de cilindros -
filtro (4) com o novo anel de vedação O-ring (1).
• Apertar o parafuso (2) com torque de 35 Nm (3,5
kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 197


TURBOCOMPRESSOR

Tubulação da válvula Wastegate - Encaixar Abastecer o turbocompressor com óleo

ATENÇÃO
Se não estiver abastecido com óleo, o
turbocompressor será danificado na
primeira partida
• Abastecer o turbocompressor com
óleo limpo de motor antes de montar
os tubos de pressão do óleo.

• Abastecer com óleo limpo de motor e com o


auxílio de um funil (1) e (2) na conexão de
entrada de óleo no turbocompressor (2), até o
canal de óleo ficar cheio.

Prisioneiro do coletor de escapamento - Instalar


• Encaixar a tubulação (1) da válvula Wastegate.

Montar as tubulações inferiores da pressão de


óleo do turbocompressor

Nota
Utilizar novos anéis de vedação na
conexão tipo banjo.

• Instalar os novos anéis de vedação (1).


• Prender o parafuso oco (2).
• Alinhar as tubulações de pressão de óleo e
apertar o parafuso oco (2).

• Instalar o prisioneiro (1) até Encostar firmemente.

198 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Atuador do freio motor - Posicionar Tubo do escapamento - Instalar

• Posicionar o atuador do freio motor (1). • Segurar o mecanismo do freio motor (2).
• Encaixar o tubo de escapamento (3).
• Rosquear e apertar as novas porcas (1) com
torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 199


TURBOCOMPRESSOR

Suporte do tubo do escapamento a carcaça do Tubulação do respiro do cárter (parafuso com


volante - Instalar o parafuso espaçador) - Instalar

• Instalar os parafusos (1) do tubo do escapamento, • Instalar a tubulação do respiro do cárter.


conforme indicado na ilustração. • Encaixar o tubo do separador.
• Apertar os parafusos (1) com torque de 35 Nm • Instalar o espaçador (2).
(3,5 kgf.m). • Instalar o parafuso (1) e apertar com torque de
35 Nm (3,5 kgf.m).
• Encaixar a abraçadeira (3) no tubo.

Chapa de proteção térmica - Posicionar

• Posicionar a chapa de proteção térmica (1) em


seu alojamento.

200 A8 (1)br 1ª Edição


TURBOCOMPRESSOR

Parafusos da chapa de proteção térmica - Abraçadeira - Instalar


Instalar

• Encaixar a parte superior do coletor de admissão


(1) no bocal do turbo.
• Encaixar a abraçadeira inferior do coletor de
admissão (1).
• Apertar o parafuso da abraçadeira com torque de
6 Nm (0,6 kgf.m).

Tubulação de admissão do compressor de ar -


Instalar

• Instalar os parafusos (1) da chapa de proteção


térmica, conforme indicado na ilustração.
• Apertar os parafuso com torque de 22 Nm (2,2
kgf.m).

Coletor de admissão - Instalar

• Posicionar a tubulação de admissão do


compressor de ar (1) sobre o motor.

• Instalar o coletor de admissão (1).

• Encaixar as mangueiras das extremidades da


tubulação em seus alojamentos.

A8 (1)br 1ª Edição 201


TURBOCOMPRESSOR

Montar a tubulação de admissão do compressor


de ar

• Fixar as abraçadeiras na mangueira (2).


• Apertar o parafuso de fixação (1) com torque de
22 Nm (2,2 kgf.m).

Suporte no coletor - Instalar

• Instalar o suporte (1).

Montar o tubo de admissão

• Colocar o tubo de admissão (3) com o anel de


vedação (O-ring) e a abraçadeira de perfil (1).
• Prender e apertar o parafuso de fixação (2).
• Apertar a abraçadeira de perfil (1) 6 Nm (0,6
kgf.m).

202 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

(1) Parafuso de fixação (4) Módulo EGR


(2) Cilindro de acionamento da válvula EGR (5) Tubo de admissão
(3) Parafuso de fixação (6) Parafuso de fixação

A8 (1)br 1ª Edição 203


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

TUBO DE ADMISSÃO

remoção e instalação o tubo de admissão


Serviços adicionais
– Protetores para as conexões da unidade de filtragem de combustível e tubos de combustível (KSC),
ver 155
– Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação, ver 156
– Protetores dos injetores e duto de pressão, ver 125
– Injetores e duto de pressão - remoção e instalação, ver 126

(1) Tubo de admissão (3) Parafuso


(2) Coletor de admissão (4) Parafuso

Dados técnicos
Sensor de temperatura do coletor de admissão...... M16x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Coletor de admissão, parafuso.............................. M8x120; M8x100 e M8x45.................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de admissão, parafuso ................................. M8x70-10.9 e Mx30-10.9...................35 Nm (3,5 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 205


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Remover o tubo de admissão Desligar as conexões elétricas dos consoles


dos conectores
Desligar a conexão elétrica do sensor de
temperatura

• Desligar as conexões elétricas (1).

• Separar a conexão elétrica (1) do sensor de Desmontar o compartimento de cabos


temperatura (2).

Remover o sensor de temperatura

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Colocar o suporte do compartimento de cabos (2)
de lado com o chicote e firmar.
• Soltar o sensor de temperatura (3) com o
distanciador (2) e retirar o anel de vedação (1). Desmontar o tubo de admissão

Desmontar a tampa do compartimento de cabos

• Desligar a conexão elétrica do sensor do ar de


admissão.
• Soltar o parafuso de vedação (1) em um quarto • Soltar os parafusos de fixação (2) e (3).
de volta. • Retirar o tubo de admissão (1) com a junta de
• Retirar a tampa do compartimento de cabos (2). vedação (4).
• Limpar as superfícies de vedação.

206 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Remover o coletor de admissão Montar o coletor de admissão


Instalar o coletor de admissão

• Identificar a posição de instalação dos parafusos


de fixação (3) e (4).
• Soltar os parafusos de fixação (3) e (4). • Montar o coletor de admissão (1) com novas
• Retirar o coletor de admissão (1) com as juntas juntas de vedação (2), conforme identificação.
de vedação (2). • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
• Limpar as superfícies de vedação. (3) e (4) com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

Montar o tubo de admissão

• Encaixar o tubo de admissão (1) com uma nova


junta de vedação (4).
• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(2) e (3) 35 Nm (3,5 kgf.m).
• Ligar a conexão elétrica do sensor de ar de
admissão.

A8 (1)br 1ª Edição 207


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Montar o compartimento de cabos Colocar o sensor de temperatura

• Encaixar o compartimento de cabos (2) na tampa • Prender o distanciador (2) com um novo anel de
do cabeçote. vedação (1).
• Prender e apertar os parafusos de fixação (1). • Apertar o distanciador (2) com torque de 35 Nm
(3,5 kgf.m).
Ligar as conexões elétricas da caixa dos • Prender o sensor de temperatura (3) e apertar
conectores com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

Desligar a conexão elétrica do sensor de


temperatura do tubo de admissão

• Fazer as conexões elétricas (1).

Montar a tampa do compartimento de cabos


• Fazer a conexão elétrica (1) do sensor de
temperatura (2).

• Colocar a tampa do compartimento de cabos (2).


• Fechar o parafuso de vedação (1) com um quarto
de volta.

208 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

MÓDULO EGR

Apresentação em corte do módulo EGR

(1) Tubos (7) Tubo de ar


(2) Módulo EGR (8) Fluxo de ar de admissão
(3) Galeria do líquido de arrefecimento (9) Fluxo do gás de escapamento
(4) Fluxo do gás de escapamento (10) Cilindro da válvula EGR
(5) Tampa (11) Válvula EGR (borboleta)
(6) Bocal do líquido de arrefecimento

Dados técnicos
Parafuso de fixação do compartimento de cabos.... M8 ................................................ 1,8 Nm (0,18 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 209


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Informações importantes
Nota

(1) - Tubos de aço inox - 25 tubos que conduzem os gases de escape para o coletor de
admissão. Durante a passagem dos gases de escape através destes tubos, que estão
mergulhados no líquido de arrefecimento, a temperatura de escape de 700º C diminue para
140º C.

(2) - Módulo EGR - componente utilizado para a redução de emissões de poluentes.

(3) - Galeria do líquido de arrefecimento - Passagem do líquido de arrefecimento para o


cabeçote.

(4) - Fluxo do gás de escapamento - Fluxo dos gases de escape para a entrada do coletor de
admissão.

(5) Tampa - Tampa do módulo EGR.

(6) Bocal do líquido de arrefecimento - Passagem do líquido de arrefecimento ao redor dos


tubos de aço inox.

(7) Tubo de ar - Tubo de entrada de ar em corte.

(8) Fluxo de ar de admissão - Fluxo de ar filtrado e resfriado no intercooler para o coletor de


admissão.

(9) Fluxo do gás de escapamento - Fluxo dos gases do coletor de escapamento para os
tubos do módulo EGR.

(10) Cilindro da válvula EGR - Componente responsável pela abertura da válvula EGR
(borboleta), quando houver o comando via módulo EDC.

(11) Válvula EGR (borboleta) - Ao ser acionada, permite a passagem dos gases de
escapamento através dos tubos do módulo EGR, para o coletor de admissão.

210 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Módulo EGR - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Sistema elétrico do motor - remoção e instalação, ver 39

(1) Carcaça da válvula termostática (5) Parafuso


(2) Junta (6) Cilindro de acionamento da válvula EGR
(3) Parafuso (7) Chapa de proteção térmica
(4) Válvula proporcional da EGR (8) Módulo EGR

Dados técnicos
Módulo EGR, parafuso (3) .................................... Mx60-10.9 ........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Válvula proporcional da EGR, parafuso (5) ............ M8x55 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Parafuso da válvula de bloqueio ........................... M8x55-8,8 ........................................27 Nm (2,7 kgf.m)
Sensor de temperatura do módulo EGR -
(lubrificado 8) ....................................................... M16x1,5 ...........................................47 Nm (4,7 kgf.m)
Acoplamento roscado do cilindro de acionamento
da válvula EGR .................................................... M12x1,5 ...........................................12 Nm (1,2 kgf.m)
Luvas roscadas.................................................... M15x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Cilindro de acionamento da válvula EGR, porca................................................................ 30 Nm (3 kgf.m)

Dados Técnicos
Cilindro de acionamento da válvula EGR .............. Valor de tensão............................entre 0,75 V a 0,85 V

Material de consumo
Graxa de silicone Renolit Si 704............................................................................. Conforme necessidade
Graxa multiuso MAN 285 Li-PF2 ............................................................................ Conforme necessidade

A8 (1)br 1ª Edição 211


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Informações importantes
ATENÇÃO
Perigo de danos severos no motor por calço hidráulico (choque hidráulico)
• Não abrir o feixe de tubos no módulo EGR.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

212 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Módulo EGR - Remover Desmontar a tampa do compartimento de cabos

Desmontar o tubo de admissão

• Soltar o parafuso de vedação (1) em um quarto


de volta.
• Desligar a conexão elétrica do sensor do ar de • Retirar a tampa do compartimento de cabos (2).
admissão.
• Soltar os parafusos de fixação (2) e (3). Desligar as conexões elétricas dos consoles
• Retirar o tubo de admissão (1) com a junta de dos conectores
vedação (4).
• Limpar as superfícies de vedação.

Desligar a conexão elétrica do sensor de


temperatura do módulo EGR

• Desligar as conexões elétricas (1).

Desmontar o compartimento de cabos

• Separar a conexão elétrica (2) do sensor de


temperatura (1).

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Colocar o suporte do compartimento de cabos (2)
de lado com o chicote e firmar.

A8 (1)br 1ª Edição 213


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Desligar a conexão elétrica do cilindro de Desmontar a tampa de bloqueio da EGR


acionamento da válvula EGR

• Remover as porcas de fixação (1) e (2).


• Desligar a conexão elétrica (1). • Remover o cilindro de acionamento da válvula
EGR da válvula de bloqueio (3).
Remover a válvula de bloqueio
Desmontar o módulo EGR

• Remover a tubulação de ar comprimido do


cilindro de acionamento da válvula EGR. • Remover os parafusos de fixação (4).
• Desligar a conexão elétrica do cilindro de • Retirar o módulo EGR (5) com as juntas de
acionamento da válvula EGR. vedação (3).
• Soltar os parafusos de fixação (1) e (6). • Puxar para fora o tubo de encaixe (2) da carcaça
• Retirar a válvula de bloqueio (2) com a junta de do termostato (1).
vedação (3) do módulo EGR (4) e tubulação dos • Limpar as superfícies de vedação.
gases de escape (5).
• Limpar as superfícies de vedação.

214 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Módulo EGR - Instalar Reparar a conexão de ar comprimido do cilindro


atuador da EGR
Montar o módulo EGR

• Retirar o grampo de fixação (2).


• Aplicar uma fina camada de Graxa de silicone • Remover o parafuso de conexão (3) do conector
Renolit Si 704 nas áreas de contato do novo tubo (6).
de encaixe (2). • Substituir os O-rings (4) e (5).
• Inserir o tubo de encaixe (2) na carcaça do • Lubrificar os O-rings (4) e (5) com Graxa multiuso
termostato (1). MAN 285 Li-PF2.
• Instalar o módulo EGR (5) com as novas juntas • Substituir o elemento elástico (1) no cilindro de
de vedação (3) no tubo de encaixe (2). acionamento da válvula EGR.
• Prender e apertar os novos parafusos (4) com • Inserir uma nova presilha de suporte (2) no
torque de 35 Nm (3,5 kgf.m). cilindro de acionamento da válvula EGR.

Montar e tampa de bloqueio da EGR Montar a tampa de bloqueio da EGR

• Colocar o cilindro de acionamento da válvula • Encaixar a tampa de bloqueio da EGR (2) com
EGR na válvula de bloqueio (3). nova junta de vedação (5) no módulo EGR (6) e
• Prender as novas porcas de fixação (1) e (2) e do coletor de escape (1).
apertar com torque de 30 Nm (3 kgf.m). • Prender os novos parafusos de fixação (3) e (4) e
apertar com torque de 27 Nm (2,7 kgf.m).
• Prender o novo parafuso de conexão no cilindro
de acionamento da válvula EGR e apertar com
torque de 12 Nm (1,2 kgf.m) .
• Instalar a tubulação de ar comprimido (1).

A8 (1)br 1ª Edição 215


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Ligar a conexão elétrica do cilindro de Montar a tampa do compartimento de cabos


acionamento da válvula EGR

• Colocar a tampa do compartimento de cabos (2).


• Ligar a conexão elétrica (1). • Fechar o parafuso de vedação (1) com um quarto
de volta.
Montar o compartimento de cabos
Fazer a conexão elétrica do sensor de
temperatura do módulo da EGR

• Encaixar o compartimento de cabos (2) na tampa


do cabeçote.
• Prender e apertar os parafusos de fixação (1). • Fazer a conexão elétrica (2) do sensor de
temperatura (1).
Ligar as conexões elétricas da caixa dos
conectores

• Fazer as conexões elétricas (1).

216 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Montar o tubo de admissão Válvula proporcional da EGR - Remover


e instalar
Desconectar o chicote elétrico

• Encaixar o tubo de admissão (1) com uma nova


junta de vedação (4).
• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(2) e (3). • Desconectar o conector (1) da válvula
• Ligar a conexão elétrica do sensor de ar de proporcional da EGR.
admissão.
Desfazer as conexões pneumáticas

• Soltar e desencaixar as conexões pneumáticas


(1) da válvula proporcional da EGR (2).

A8 (1)br 1ª Edição 217


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Remover a válvula proporcional da EGR Instalar a válvula proporcional da EGR

• Soltar e remover os parafusos (1). • Posicionar a válvula proporcional da EGR (2) no


• Remover a válvula proporcional da EGR (2) do suporte (3).
suporte (3). • Instalar os parafusos (1).
• Apertar os parafusos (1) com torque de 35 Nm
Reparar a conexão de ar comprimido da válvula (3,5 kgf.m).
proporcional da EGR

• Retirar o grampo de fixação (2).


• Remover o parafuso de conexão (3) do conector
(6).
• Substituir os O-rings (4) e (5).
• Lubrificar os O-rings (4) e (5) com Graxa multiuso
MAN 285 Li-PF2.
• Substituir o elemento elástico (1) no cilindro de
acionamento da válvula EGR.
• Inserir uma nova presilha de suporte (2) no
cilindro de acionamento da válvulaEGR.

218 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Refazer as conexões pneumáticas Valor de tensão (Volt) do cilindro de


acionamento da válvula EGR - Verificar
Condições para a medição
ATENÇÃO
Procedimento a ser realizado no
veículo
• Executar o procedimento com o motor
instalado no veículo.

• Ligar a ignição.
• Elevar a temperatura do líquido de arrefecimento
acima de 30º C.

Remover o isolamento acústico traseiro

• Instalar as conexões pneumáticas (1) na válvula • Soltar e remover os parafusos de fixação (1).
proporcional da EGR (2). • Remover o isolamento acústico traseiro (2) do
• Apertar as conexões pneumáticas (1). veículo.

Conectar o chicote elétrico

• Conectar o conector (1) na válvula proporcional


da EGR.

A8 (1)br 1ª Edição 219


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Localizar o conector Destravar o conector

ATENÇÃO Nota
Vista de ilustração: Não é necessário O conector na extremidade do chicote do
remover o duto do ar de admissão cilindro de acionamento da válvula EGR
• O duto do ar de admissão apenas foi será liberado, após remover a proteção
removido para facilitar a visualização inferior.
e compreensão dos procedimentos
descritos a seguir. • Liberar as travas (SETAS) e desconectar os
conectores.
• Localizar o conector do cilindro de acionamento
da válvula EGR.
• Retirar a abraçadeira plástica (2).
• Remover o conector (1) de seu suporte (3).

220 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Expor os terminais Refazer a conexão dos conectores

• Desconectar o conector (1) da cobertura de • Encaixar os terminais do conector (2) no conector


proteção dos terminais (2). (1).
• Desconectar o conector (3) da cobertura de
proteção dos terminais (2).
• Remover a cobertura de proteção dos terminais
(2).

A8 (1)br 1ª Edição 221


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Instalar o multímetro Fazer a leitura no visor do multímetro

ATENÇÃO
Valor encontrado na medição
• Caso o valor de tensão encontrado
não esteja entre 0,75 e 0,85 V, realizar
o procedimento de ajuste.

• Ligar a ignição.
• Manter o cilindro de acionamento da válvula EGR
na posição fechada.
• O valor de tensão deve estar entre entre 0,75 V a
0,85 V.
• OBS: Realizar o procedimento de ajuste da haste
do cilindro de acionamento da válvula EGR, caso
o valor de tensão medido não esteja entre 0,75
Nota e 0,85 V.
A medição deve ser realizada entre os Para isso, deve-se ver Cilindro de acionamento
terminais localizados nas cavidades 1 e da válvula EGR - Ajustar, 223.
2 do conector do cilindro de acionamento
da válvula EGR.
ATENÇÃO
Valor encontrado na medição
• Caso o valor de tensão encontrado
não esteja entre 0,75 e 0,85 V, realizar
o procedimento de ajuste.

• Verificar se os terminais do conector (2) estão


corretamente encaixados no conector (1).
• Instalar as pontas de prova do multímetro nos
pinos 1 e 2 do conector.
• Selecionar a escala de tensão VDC.
• Ligar o multímetro.

222 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Instalar o isolamento acústico traseiro Cilindro de acionamento da válvula


EGR - Ajustar
Condições para a medição
ATENÇÃO
Procedimento a ser realizado no
veículo
• Executar o procedimento com o motor
instalado.

• Ligar a ignição.
• Elevar a temperatura do líquido de arrefecimento
acima de 30º C.
• Manter o cilindro de acionamento da válvula EGR
na posição real 0%.

Soltar a porca
ATENÇÃO
Risco de danos em componentes
• Fixar o chicote elétrico do cilindro
de acionamento da válvula EGR,
tomando o devido cuidado para não
ocorrer interferências com o tubo de
escapamento.

• Desligar a ignição.
• Refazer as conexões.
• Posicionar o isolamento acústico traseiro (2) no
veículo.
• Instalar os parafusos de fixação (1).
• Apertar os parafusos (1) com torque de 20 Nm
(2,0Kgf.m).

• Afrouxar a porca (2) de fixação do cilindro (1).


Apenas afrouxar, não removê-la.

A8 (1)br 1ª Edição 223


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Desencaixar a haste do cilindro de acionamento Medir o valor de tensão com a haste do cilindro
da válvula EGR de acionamento da válvula EGR desencaixada

CUIDADO Nota
Risco de ferimentos nas mãos A medição deve ser realizada entre os
• A haste do cilindro está sob a tensão terminais localizados nas cavidades 1 e
de uma mola. 2 do conector do cilindro de acionamento
da válvula EGR.
• Soltar e remover a porca (1) e sua arruela.
• Utilizar uma chave de fenda (3) para desencaixar ATENÇÃO
a haste. Cilindro de acionamento da válvula
• Desencaixar a extremidade da haste do cilindro EGR
(2) do eixo da válvula de bloqueio. • O valor de tensão mínimo deve ser de
0,66 V.
• Nesta condição, a haste do cilindro de
acionamento da válvula EGR está sem
a pré-carga.

• Posicionar o cilindro de acionamento na válvula


EGR (1) na condição livre (posição real 0% de
deslocamento).
• Instalar as pontas de prova do multímetro (2)
nos terminais 1 e 2 do conector do cilindro de
acionamento da válvula EGR.
• Ligar o multímetro (2).
• Selecionar a escala de tensão VDC.
• Observar que o valor mínimo de tensão
encontrado deverá ser de 0,66 Volt.

224 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Pré-carga da haste - Ajustar Eixo da válvula de bloqueio - Verificar

• Soltar a contraporca (2) do olhal (1) da


ATENÇÃO
extremidade da haste.
Interferências
• Girar o olhal (1) da extremidade da haste para
• O movimento do eixo da válvula
aumentar ou diminuir a pré-carga.
de bloqueio deve ser livre, sem
• Encaixar o olhal (1) da extremidade da haste no
interferências.
eixo da válvula de bloqueio.
• Efetuar a leitura do valor no visor do multímetro.
• Distanciar o cilindro de acionamento da válvula
• Repetir a regulagem até obter o valor de tensão
EGR (1) do eixo da válvula de bloqueio (2).
especificado.
• Movimentar o eixo da válvula de bloqueio (2)
de batente a batente, conforme indicado na
ilustração.

A8 (1)br 1ª Edição 225


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Cilindro de acionamento da válvula EGR -


Instalar

• Instalar a extremidade do cilindro de acionamento


da válvula EGR (1) na válvula de bloqueio.
• Prender as novas porcas (2) e apertar com torque
de 30 Nm (3 kgf.m).

226 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

COLETOR DE ESCAPE

Coletor de escape - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Alternador - remoção e instalação, ver 97
– Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação, ver 275

(1) Junta de vedação do coletor de escape (7) Chapa de proteção térmica


(2) Coletor de escape (8) Chapa de proteção térmica
(3) Junta de vedação do coletor de escape (9) Parafuso
(4) Coletor de escape (10) Parafuso
(5) Suporte para levantamento (11) Porca
(6) Parafuso

Dados técnicos
Parafuso (10) ....................................................... M8x80-GA ........................ 1º aperto, 25 Nm (2,5 kgf.m)
Parafuso (10) ....................................................... M8x80-GA .............................................. 2º aperto, 45°
Parafuso (10) ....................................................... M8x80-GA .........................................Aperto final a 45°
Parafuso ............................................................. M8x58-GA ........................ 1º aperto, 25 Nm (2,5 kgf.m)
Parafuso ............................................................. M8x58-GA .............................................. 2º aperto, 45°
Parafuso ............................................................. M8x58-GA .........................................Aperto final a 45°
Porca do coletor de escape (11) ............................ M8-GA ..................................27 Nm 27 Nm (2,7 kgf.m)
Parafuso da tampa de bloqueio da EGR ................ M8x55-8,8 ........................................27 Nm (2,7 kgf.m)
Parafuso do suporte de levantamento (6)............... M10x25-GA ..................................... 110 Nm (11 kgf.m)
Chapas de proteção térmica, parafusos................. M8x16-8.8 e M8x12-8.8.....................22 Nm (2,2 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 227


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

228 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Remover o coletor de escape Remover as chapas de proteção térmica

Suporte para levantamento - Remover

• Remover os parafusos de fixação (3).


• Remover os parafusos de fixação (3).
• Remover o parafuso (2) e o suporte para • Retirar as chapas de proteção térmica (1) e (2).
levantamento (1).

A8 (1)br 1ª Edição 229


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Remover os coletores de escapamento Juntas do coletor de escapamento - Remover

• Remover do coletor de escapamento (1).


Nota
Identificar a posição dos parafusos, para
a instalação.

• Remover os parafusos de fixação (3) e (4).


• Soltar a porca (5).
• Retirar os coletores de escapamento (1) e (2).

230 A8 (1)br 1ª Edição


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Montar o coletor de escapamento Coletores de escapamento - Instalar

Juntas do coletor de escapamento - Instalar

ATENÇÃO
• Instalar as juntas do coletor de escapamento (1). Vazamentos do sistema de escape
• Observar a junção das vedações.
Nota
Identificar a posição dos parafusos, para
a instalação.
Montar dois anéis em cada rasgo das
conexão do coletor.
Passar graxa de cobre sobre os anéis.

• Posicionar os coletores de escapamento (1) e (2).


• Instalar os novos parafusos (3) e (4).
• Instalar a porca (5).

• Encostar os novos parafusos (3) e (4), conforme


identificação, com torque de 1º aperto, 25 Nm
(2,5 kgf.m).
• Aplicar a 1ª série de aperto angular para os
parafusos (3) e (4) com 2º aperto, 45°.
• Aplicar a 2ª série de aperto angular para os
parafusos (3) e (4) com Aperto final a 45°.
• Apertar a porca (5) com torque de 27 Nm 27 Nm
(2,7 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 231


SISTEMAS DE ADMISSÃO E ESCAPE

Chapas de proteção térmica - Instalar Suporte para levantamento - Instalar

• Encaixar as chapas de proteção térmica (1) e (2) • Posicionar o suporte para levantamento (1).
no coletor de escape. • Instalar os parafusos (2).
• Instalar os parafusos (3). • Apertar os parafusos (2) com torque de 110 Nm
• Apertar os parafusos (3) com torque de 22 Nm (11 kgf.m).
(2,2 kgf.m).

232 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

CABEÇOTE

(1) Cabeçote (5) Tampa do cabeçote


(2) Haste do tucho (6) Mecanismo de balancins
(3) Ponte da válvula de escape (7) Ponte da válvula de admissão
(4) Parafuso de fixação

A8 (1)br 1ª Edição 233


CABEÇOTE

MECANISMO DE BALANCINS

Mecanismo de balancins - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Regulagem da folga das válvulas, ver 251

(1) Cabeçote (5) Tampa do cabeçote


(2) Haste do tucho (6) Mecanismo de balancins
(3) Ponte da válvula de escape (7) Ponte da válvula de admissão
(4) Parafuso de fixação

Dados técnicos
Folga radial dos balancins.............................................................................................. 0,030 - 0,064 mm
Fixação do mecanismo de balancins, parafuso
(4) ....................................................................... M8x85 ............................................. 24 Nm (2,4 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 235


CABEÇOTE

Remover o mecanismo de balancins Instalar o mecanismo de balancins


Remover o mecanismo de balancins Instalar o mecanismo de balancins

• Aplicar uma fina camada de óleo de motor limpo


Nota
no mancal esférico da haste do tucho.
Na desmontagem do mecanismo de
• Colocar o mecanismo de balancins (1) no
balancins, não soltar o parafuso de
cabeçote e alinhar, observando se as esferas dos
fixação do eixo dos balancins.
parafusos de ajuste dos balancins se encaixam
na haste do tucho.
• Remover os parafusos de fixação (2).
• Prender os parafusos de fixação (2) e apertar em
• Retirar o mecanismo de balancins (1).
cruz, com torque de 24 Nm (2,4 kgf.m).

236 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Mecanismo de balancins - Desmontagem e montagem


Serviços adicionais
– Regulagem da folga das válvulas, ver 251
– Mecanismo de balancins - remoção e instalação, ver 235

(1) Balancim da válvula de escape (9) Arruela de encosto


(2) Parafuso de ajuste da válvula de escape (10) Mola de pressão
(3) Arruela de encosto (11) Arruela de encosto
(4) Mola de pressão (12) Balancim da válvula de admissão
(5) Arruela de encosto (13) Eixo dos balancins
(6) Parafuso de ajuste da válvula de (14) Suporte dos balancins
admissão (15) Parafuso de ajuste do EVB
(7) Balancim da válvula de admissão (16) Parafuso de fixação
(8) Balancim da válvula de escape

Material de consumo
Pasta de montagem White T .................................................................................. Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 237


CABEÇOTE

Desmontar o mecanismo de balancins Montar o mecanismo de balancins

• Marcar a posição da montagem dos balancins • Colocar os balancins (1) e (5) no suporte (7),
(1) e (5), das arruelas de encosto (2) e (4) e da conforme identificação.
mola de pressão (3). • Colocar as arruelas de encosto (2) e (4) com a
• Soltar o parafuso de fixação (8). mola de pressão (3) no suporte dos balancins (7)
• Puxar lentamente para fora o eixo do balancim conforme a identificação.
(6) do suporte do balancim (7). • Aplicar uma fina camada de Pasta de montagem
• Retirar os balancins (1) e (5), as arruelas de White T no eixo dos balancins (6).
encosto (2) e (4) e a mola de pressão (3). • Alinhar o eixo dos balancins (6) com a furação do
parafuso de fixação (8).
• Colocar o eixo dos balancins (6) no suporte (7).
• Prender e apertar o parafuso de fixação (8).

238 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

CABEÇOTE

Cabeçote - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Chicote - remoção e instalação, ver 41
– Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio com radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 177
– Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação, ver 275
– Protetores dos injetores e duto de pressão, ver 125
– Injetores e duto de pressão - remoção e instalação, ver 126
– Regulagem da folga das válvulas, ver 251
– remoção e instalação o tubo de admissão, ver 205
– Módulo EGR - remoção e instalação, ver 211
– Coletor de escape - remoção e instalação, ver 227
– Turbocompressor de duplo estágio dos gases de escape (versão sem radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 187
– Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação, ver 156
– Alternador - remoção e instalação, ver 97

(1) Cabeçote (5) Tampa do cabeçote


(2) Haste do tucho (6) Mecanismo de balancins
(3) Ponte da válvula de escape (7) Ponte da válvula de admissão
(4) Parafuso de fixação

Dados técnicos
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ..................................... 1º Aperto, 80 Nm
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ................................... 2º Aperto, 150 Nm

A8 (1)br 1ª Edição 239


CABEÇOTE

Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ...........................................3º Aperto 90°


Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ...........................................4º Aperto 90°
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) .....................................Aperto final a 90°

Altura do cabeçote
Altura do cabeçote............................................................................................... 109,85 mm - 110,15 mm

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas especiais

[20] Guias BR-960

• Guias para a montagem do cabeçote.

240 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Desmontar o cabeçote Remover o cabeçote

Desmontar as pontes das válvulas e as hastes


dos tuchos

• Soltar e descartar os parafusos do cabeçote (2).


• Prender uma corrente nos cantos do cabeçote
(1).
• Marcar a posição de montagem das pontes de • Retirar o cabeçote (1), utilizando o dispositivo
válvulas (2) e (3). de elevação.
• Retirar as pontes de válvulas (2) e (3). • Limpar as superfícies de vedação.
• Remover as hastes dos tuchos (1) do cabeçote.
Retirar a junta do cabeçote
Soltar os parafusos do cabeçote

• Retirar e descartar as juntas do cabeçote (2), de


Nota seus guias (1).
Sendo necessário, utilizar um • Limpar as superfícies de vedação.
multiplicador de torque para soltar • Limpar as furações roscadas dos parafusos do
os parafusos. cabeçote.

• Colocar a ferramenta (1), sobre o parafuso do


cabeçote.
• Soltar os parafusos do cabeçote com a
ferramenta (1).

A8 (1)br 1ª Edição 241


CABEÇOTE

Instalar o cabeçote Instalar o cabeçote

Instalar as juntas do cabeçote

ATENÇÃO
• Colocar as novas juntas do cabeçote (2) sobre Risco de danos aos componentes
os guias (1). devido a vazamento na junta do
cabeçote
Instalar a BR-960 • Parafusos de cabeçote usados não
devem ser reutilizados.

• Rosquear os guias, parafusos nos cantos do


cabeçote (1).
• Usando o dispositivo de elevação, colocar o
cabeçote sobre o bloco de cilindros (1).
• Remover os guias.
• Lubrificar as áreas de contato (2) dos novos
parafusos do cabeçote com uma camada fina de
óleo de motor limpo.
• Prender os novos parafusos do cabeçote (2)
manualmente.

• Rosquear os Guias [20] (1) no bloco.

242 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Sequência de aperto do cabeçote

Nota
Sendo necessário, utilizar um
multiplicador de torque para auxiliar no
aperto dos novos parafusos.

• Apertar os parafusos do cabeçote (1) com 1º


Aperto, 80 Nm, seguindo a sequência de aperto.
• Apertar os parafusos do cabeçote (1) com 2º
Aperto, 150 Nm, seguindo a sequência de aperto.
• Apertar os parafusos do cabeçote (1) com 3º
Aperto 90°, seguindo a sequência de aperto.
• Apertar os parafusos do cabeçote (1) com 4º
Aperto 90°, seguindo a sequência de aperto.
• Apertar os parafusos do cabeçote (1) com Aperto
final a 90°, seguindo a sequência de aperto.

Montar as pontes das válvulas e as hastes dos


tuchos

• Aplicar uma fina camada de óleo de motor limpo


no mancal esférico da haste do tucho (1).
• Colocar a haste do tucho (1) no mancal esférico
do tucho.
• Colocar as pontes de válvulas (2) e (3), conforme
indicado na ilustração.

A8 (1)br 1ª Edição 243


CABEÇOTE

Vedações das hastes das válvulas - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Mecanismo de balancins - remoção e instalação, ver 235
– Injetores e duto de pressão - remoção e instalação, ver 126
– Protetores dos injetores e duto de pressão, ver 125
– Regulagem da folga das válvulas, ver 251

(1) Válvula (4) Mola da válvula


(2) Cabeçote (5) Trava de mola da válvula
(3) Vedação da haste da válvula

Dados técnicos
Folga radial da haste de válvulas (admissão) .................................................................. 0,020 - 0,049 mm
Folga radial da haste de válvulas (saída) ........................................................................ 0,035 - 0,069 mm
Recuo do cabeçote (admissão) ..............................................................................................0,3 - 0,6 mm
Recuo do cabeçote (saída) ....................................................................................................0,6 - 0,9 mm

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

244 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Ferramentas especiais

[21] Compressor BR-019

• Comprimir as molas das válvulas.

[22] Ferramenta para girar o motor. BR-958

• Girar o volante do motor.

[23] Colocador BR-962

• Instalar os retentores das válvulas.

A8 (1)br 1ª Edição 245


CABEÇOTE

Remover as vedações das hastes das Instalar a BR-958


válvulas
Posicionar o pistão (caso o cabeçote esteja
montado no bloco) - Preparar para instalar a
BR-958

ATENÇÃO
Risco de queda da válvula de
admissão/escape para dentro do
cilindro (câmara de combustão)
• Caso o cabeçote esteja montado
no bloco do motor, não realizar
qualquer procedimento que envolva
o destravamento das válvulas de
admissão/escape antes de posicionar
o pistão referente em PMS. • Posicionar e encaixar Ferramenta para girar o
motor. [22] (1), na abertura da carcaça (2) do
ATENÇÃO volante do motor.
Danos aos componentes soltos sobre
o motor Fixar a BR-958
• Em caso de componentes, que estejam
soltos sobre motor ou ferramentas que
estejam apoiadas sobre o mesmo,
devem ser retiradas antes de se iniciar
o giro do motor no cavalete.

• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter


para cima.
• Soltar o parafuso (1) de fixação da tampa à
carcaça do volante do motor.
• Remover a tampa (2) no sentido da SETA.

• Rosquear os parafusos (2) de fixação, que


acompanham a Ferramenta para girar o
motor. [22] (1).
• Fixar a Ferramenta para girar o motor. [22] (1) na
carcaça do volante do motor.

246 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Girar o motor no sentido de rotação Desmontar as cunhas das válvulas

CUIDADO
Perigo de ferimentos devido à
retração da mola da válvula
• Assegurar que o suporte do
Compressor [21] esteja corretamente
posicionado no prato da mola.
• Não retirar as cunhas das válvulas da
mola das válvulas com as mãos.

• Pressionar a alavanca do Compressor [21] para


baixo.
• Soltar as cunhas (2) da haste da válvula (3).
• Aliviar a tensão sobre a alavanca do
Compressor [21].
• Encaixar a catraca (2) no encaixe da Ferramenta • Remover o Compressor [21].
para girar o motor. [22] (1), conforme indicado • Repetir o processo de trabalho para todas as
na ilustração. válvulas.
• Movimentar a catraca (2) para girar o volante
motor, conforme indicado na ilustração.
• Posicionar em PMS, o pistão da respectiva
válvula em manutenção (admissão e/ou escape).

A8 (1)br 1ª Edição 247


CABEÇOTE

Remover as molas das válvulas Instalar a vedação da haste de válvulas


Posicionar a ferramenta para a instalação dos
retentores das válvulas

• Posicionar e instalar o guia (1) do Colocador [23]


na válvula, até cobrir por inteiro as estrias de
travamento das cunhas.

Posicionar o retentor da válvula

• Remover a arruela (3), a mola da válvula (2) e o


prato da mola (1) sobre a haste da válvula.
• Repetir o processo de trabalho para todas as
válvulas.

Remover os retentores das vávulas

• Posicionar o retentor (2) da válvula no guia (1)


do Colocador [23].

Instalar os retentor da válvula

• Remover e descartar os retentores (1) das


válvulas (2).

• Instalar o retentor da válvula cuidadosamente,


utilizando o Colocador [23] (1).

248 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Instalar as molas das válvulas Instalar as cunhas de válvulas

CUIDADO
Perigo de ferimentos devido à
retração da mola da válvula
• Assegurar que o suporte do
Compressor [21] (1) esteja
corretamente posicionado no prato da
mola.
• Não encaixar as cunhas nas hastes
das válvulas com as mãos.

• Pressionar a alavanca do Compressor [21] (1)


para baixo.
• Encaixar as cunhas das válvulas (2) com
ferramentas apropriadas de maneira que as
• Encaixar a arruela (3), a mola da válvula (2) e o cunhas das válvulas (2) permaneçam nas
prato da mola (1) sobre a haste da válvula. ranhuras da haste da válvula (3).
• Repetir o processo de trabalho para todas as • Aliviar a tensão sobre a alavanca do
válvulas. Compressor [21] (1).
• Remover o Compressor [21] (1).
• Repetir o processo de trabalho para todas as
válvulas.
• Soltar a tensão do Compressor [21] (1).
• Remover a ferramenta especial.

A8 (1)br 1ª Edição 249


CABEÇOTE

Montar as pontes das válvulas e as hastes dos


tuchos

• Aplicar uma fina camada de óleo de motor limpo


no mancal esférico da haste do tucho (1).
• Colocar a haste do tucho (1) no mancal esférico
do tucho.
• Colocar as pontes de válvulas (2) e (3), conforme
identificação.

Remover a BR-958

• Remover a Ferramenta para girar o motor. [22]


(1) da carcaça do volante do motor.
• Montar a tampa de vedação na carcaça do
volante do motor.

250 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Regulagem da folga das válvulas


– Remover a tampa de válvulas.

Localização dos componentes

A8 (1)br 1ª Edição 251


CABEÇOTE

Verificar e ajustar a folga de válvulas

(1) Ponte da válvula de admissão (4) Parafuso de ajuste da válvula de escape


(2) Ponte da válvula de escape (5) Parafuso de ajuste da válvula de
(3) Parafuso de ajuste do EVB admissão

Dados técnicos
Porcas flangeadas dos parafusos de ajuste (3),
(4), (5) ................................................................ M10x1-8.8 .......................................... 40 Nm (4 kgf.m)
Tampa de válvulas, parafuso................................. M6x31-8.6 ........................................ 11 Nm (1,1 kgf.m)
Folga da válvula de admissão ..................................................................................................... 0,50 mm
Folga da válvula de escape......................................................................................................... 0,50 mm
Medida de ajuste do contra-apoio da EVB ................................................................................... 0,35 mm

252 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Informações importantes
ATENÇÃO
Risco de redução de potência e danos ao motor
• Ajustar a folga de válvulas sempre com o motor frio.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.
Nota
Os valores das folgas das válvulas de entrada e de saída para motores com e sem EVB são
iguais.
O procedimento de verificação e de ajuste em motores sem EVB é realizado da mesma forma.

Ferramentas especiais

[24] Ferramenta para girar o motor. BR-958

• Girar o volante do motor.

A8 (1)br 1ª Edição 253


CABEÇOTE

Verificar e ajustar a folga de válvulas Remover as travas baionetas dos consoles dos
injetores
Desmontar a tampa do compartimento de cabos

• Girar e destravar as travas baionetas SETAS dos


• Soltar o parafuso de vedação (1) em 1/4 de volta. consoles dos conectores.
• Retirar a tampa do compartimento de cabos (2).
Remover a tampa do cabeçote
Desligar as conexões elétricas dos consoles
dos conectores

• Abrir as travas baioneta (4) dos consoles dos


conectores.
• Desligar as conexões elétricas (1). • Remover os parafusos de fixação (3).
• Retirar a tampa do cabeçote (2) do cabeçote (1).
Desmontar o compartimento de cabos

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Colocar o suporte do compartimento de cabos (2)
de lado com o chicote e firmar.

254 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Preparar para instalar a BR-958 Instalar a BR-958

ATENÇÃO
Danos aos componentes soltos sobre
o motor
• Em caso de componentes, que estejam
soltos sobre motor ou ferramentas que
estejam apoiadas sobre o mesmo,
devem ser retiradas antes de se iniciar
o giro do motor no cavalete.

• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter


para cima.
• Soltar o parafuso (1) de fixação da tampa à
carcaça do volante do motor.
• Remover a tampa (2) no sentido da SETA.
• Posicionar e encaixar Ferramenta para girar o
motor. [24] (1), na abertura da carcaça (2) do
volante do motor.

Fixar a BR-958

• Rosquear os parafusos (2) de fixação, que


acompanham a Ferramenta para girar o
motor. [24] (1).
• Fixar a Ferramenta para girar o motor. [24] (1) na
carcaça do volante do motor.

A8 (1)br 1ª Edição 255


CABEÇOTE

Girar o motor no sentido de rotação Passo 1 - Colocar os balancins do motor na


posição de ajuste

Nota
O sentido de giro do motor, está indicado
pela seta no volante do motor.

• Preparar o motor para o ajuste:


Girar o volante do motor no sentido de rotação,
até que o 1° cilindro esteja em PMS (cilindro
em combustão).
- O retângulo na parte superior da ilustração com
o número 1, indica a condição do início do ajuste
com o 1º cilindro em PMS.
- A disposição dos cilindros está representada
pelos números nos cilindros, com a polia sendo a
• Encaixar a catraca (2) no encaixe da Ferramenta
referência.
para girar o motor. [24] (1), conforme indicado
- As setas para cima (↑), indicam a saída dos
na ilustração.
gases do motor (válvulas de escapamento).
• Movimentar a catraca (2) para girar o motor,
- A setas para baixo (↓), indicam a entrada do ar
conforme indicado na ilustração.
no motor (válvulas de admissão).
• Verificar a folga das válvulas livres, conforme a
tabela abaixo.

Tabela indicando a condição da ilustração


anterior

Válvulas livres a
Cilindro
serem reguladas
2° cilindro Escape
3° cilindro Admissão
4° cilindro Escape / admissão

• Após a verificação das folgas das válvulas livres


seguindo a tabela anterior, girar o motor 360
graus para o restante das verificações e ajustes
das válvulas.

256 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Passo 2 - Girar o motor 1 volta para o ajuste Verificar a folga da válvula de admissão

Nota • Inserir a lâmina (2) do cálibre (3), entre o


O sentido de giro do motor, está indicado balancim (1) e a ponte de válvula (4).
pela seta no volante do motor. Se a folga de válvula não estiver em 0,50 mm, a
folga deve ser ajustada.
• Girar o motor 360 graus , para o restante das Ajustar a folga da válvula de admissão
verificações e ajustes das válvulas.
• Preparar o motor para o ajuste:
Girar o volante do motor no sentido de rotação,
até que o 4° cilindro esteja em PMS (cilindro
em combustão).
- O retângulo na parte inferior da ilustração com
o número 2, indica a condição do início do ajuste
com o 4º cilindro em PMS.
- A disposição dos cilindros está representada
pelos números nos cilindros, com a polia sendo a
referência.
- As setas para cima (↑), indicam a saída dos
gases do motor (válvulas de escapamento).
- A setas para baixo (↓), indicam a entrada do ar
no motor (válvulas de admissão).
• Verificar a folga das válvulas livres, conforme a
• Soltar a porca flangeada (1) e o parafuso de
tabela abaixo.
ajuste (2).
Tabela indicando a condição da ilustração • Inserir a lâmina (4) do cálibre (5), entre o
anterior balancim (3) e a ponte de válvula (6).
• Girar o parafuso de ajuste (2) até ser possível
Válvulas livres a mover a lâmina (4) com pouca resistência entre o
Cilindro balancim (3) e a ponte de válvulas (6).
serem reguladas
• Segurar o parafuso de ajuste (2) e apertar a porca
1° cilindro Escape / admissão flangeada (1) com torque de 40 Nm (4 kgf.m).
2° cilindro Admissão • Verificar o ajuste novamente e, se necessário,
repetir o procedimento de ajuste.
3° cilindro Escape

A8 (1)br 1ª Edição 257


CABEÇOTE

Verificar a folga da válvula de escape Ajustar a folga da válvula de escape

• Pressionar a ponte de válvulas (4) levemente


Nota
para baixo.
A válvula de escape não deve se mover
• Inserir a lâmina (2) do cálibre (3), entre o
durante o aperto do parafuso de ajuste
balancim (1) e a ponte de válvula (4).
da ponte de válvulas.
Se a folga de válvula não estiver em 0,50 mm, a
folga deve ser ajustada.
• Soltar a contraporca (6).
Colocar o pistão da EVB na posição de ajuste • Pressionar a ponte de válvulas (4) várias vezes
para baixo até o batente, girando o parafuso de
ajuste (1).
• Bloquear a ponte de válvulas (4) com o parafuso
de ajuste (5) nesta posição.
• Inserir a lâmina (2) do cálibre (3), entre o
balancim e a ponte de válvula (4).
• Girar o parafuso de ajuste (1) até ser possível
mover a lâmina (2) com pouca resistência entre o
mancal esférico e a ponte de válvula (4).
• Segurar o parafuso de ajuste (1) e apertar a
contraporca (6) com torque de 40 Nm (4 kgf.m).
• Verificar o ajuste novamente; se necessário,
repetir o procedimento de ajuste.

Verificar a medida de ajuste do pistão do EVB

ATENÇÃO
Risco de folga incorreta das válvulas
• O pistão do EVB deve permitir sua
inserção total na ponte de válvula.

• Soltar a porca flangeada (2) e desrosquear com


várias voltas.
• Pressionar a ponte de válvulas (3) várias vezes
para baixo até o batente, girando o parafuso de
ajuste (1).
O óleo de motor deve ser completamente extraído
do pistão do EVB (1).

• Pressionar a ponte de válvulas (4) levemente


para baixo.
• Inserir a lâmina (2) do cálibre (3), entre o parafuso
de ajuste (1) e a ponte de válvulas (4).
Se a folga de válvula não estiver em 0,35 mm, terá
de ser ajustada.

258 A8 (1)br 1ª Edição


CABEÇOTE

Ajustar a folga do EVB Montar as travas baionetas nos consoles dos


injetores

Nota
A ponte de válvulas não deve se mover • Posicionar as travas baionetas SETAS nos
ao apertar o parafuso de ajuste da consoles dos conectores.
válvula de saída. • Girar e travar as travas baionetas SETAS,
conforme indicado na ilustração.
• Soltar a contraporca (1).
Montar o compartimento de cabos
• Prender o parafuso de ajuste (2) até ser possível
inserir a lâmina (3) do cálibre (4).
• Girar o parafuso de ajuste (2) com a lâmina (3)
inserido até a ponte de válvulas (5) encostar no
batente, o que é perceptível pelo aumento da
força.
• Segurar o parafuso de ajuste (2) e apertar a porca
flangeada (1) com torque de 40 Nm (4 kgf.m).
• Verificar o ajuste novamente e, se necessário,
repetir o procedimento de ajuste.

Instalar a tampa do cabeçote

• Encaixar o compartimento de cabos (2) na tampa


do cabeçote.
• Prender e apertar os parafusos de fixação (1).

Ligar as conexões elétricas da caixa dos


conectores

• Verificar a junta de vedação na tampa do


cabeçote (2) e verificar a caixa dos conectores;
se necessário, substituir.
• Colocar a tampa do cabeçote (2) sobre a caixa
dos conectores no cabeçote (1).
• Apertar os parafusos (3) com torque de 11 Nm
(1,1 kgf.m).

• Fazer as conexões elétricas (1).

A8 (1)br 1ª Edição 259


CABEÇOTE

Montar a tampa do compartimento de cabos

• Colocar a tampa do compartimento de cabos (2).


• Fechar o parafuso de vedação (1) com um quarto
de volta.

Remover a BR-958

• Remover a Ferramenta para girar o motor. [24]


(1) da carcaça do volante do motor.
• Montar a tampa de vedação na carcaça do
volante do motor.

260 A8 (1)br 1ª Edição


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

(1) Engrenagem intermediária 2 (3) Mancal da engrenagem intermediária 1


(2) Engrenagem do acionamento da bomba (4) Engrenagem da árvore de manivelas
de óleo (5) Engrenagem do eixo comando

A8 (1)br 1ª Edição 261


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Engrenagens da distribuição - Remoção e instalação


Serviços preliminares
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79

(1) Engrenagem do eixo comando (8) Arruela


(2) Engrenagem intermediária 1 (9) Porca
(3) Caixa de distribuição (10) Mancal da engrenagem intermediária 1
(4) Engrenagem intermediária 2 (11) Parafuso
(5) Mancal da engrenagem intermediária 2 (12) Engrenagem da árvore de manivelas
(6) Parafuso (13) Parafuso
(7) Engrenagem da bomba de óleo (14) Parafuso

Dados técnicos
Parafuso (6), da engrenagem intermediária 2 (4).... M14x1,75x60-8.8 ........................................................
Porca (9), da engrenagem de acionamento da
bomba de óleo .................................................... M12x1,5-6S ......................................45 Nm (4,5 kgf.m)
Parafuso (11), da engrenagem intermediária 1 (2) .. M14x1,75x45-8.8 .......................... 115 Nm (11,5 kgf.m)
Parafuso (13), da engrenagem da árvore de
manivelas (12) ..................................................... M14x1,5x95-10,9 ............. 1º aperto, 150 Nm (15 kgf.m)
Parafuso (13), da engrenagem da árvore de
manivelas (12) ..................................................... M14x1,5x95-10,9 ...............................Aperto final a 90°
Parafuso (14), da engrenagem do eixo comando
(1) ....................................................................... M10x1,25x38-10,9 ............................65 Nm (6,5 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 263


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Folga de montagem das engrenagens


Folga radial da engrenagem intermediária 1 (2) .............................................................. 0,060 - 0,109 mm
Folga axial da engrenagem intermediária 1 (2)................................................................ 0,200 - 0,280 mm
Folga radial da engrenagem intermediária 2 (4) .............................................................. 0,035 - 0,076 mm
Folga axial da engrenagem intermediária 2 (4)................................................................ 0,100 - 0,200 mm

Folga entre os dentes das engrenagens


Engrenagem da árvore de manivelas (12) - Engrenagem do eixo comando (1) ................. 0,051 - 0,149 mm
Engrenagem do eixo comando (1) - Engrenagem do compressor de ar para o sistema de freio......... 0,051 -
0,185 mm
Engrenagem da árvore de manivelas (12) - Engrenagem intermediária 1 (2) .................... 0,050 - 0,187 mm
Engrenagem intermediária 1 (2) - Engrenagem intermediária 2 (4)................................... 0,051 - 0,175 mm
Engrenagem intermediária 1 (2) - Engrenagem de acionamento da bomba de óleo (7) ..... 0,053 - 0,190 mm

Material de consumo
Selante Loctite 573................................................................................................ Conforme necessidade
Selante Loctite 648................................................................................................ Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas especiais

[25] Extrator BR-240/00

• Remover a engrenagem da bomba de óleo.

[26] Apoio BR-271

• Apoiar o eixo da engrenagem da bomba de óleo.

[27] Ferramenta para girar o motor BR-958

• Girar o volante do motor.

264 A8 (1)br 1ª Edição


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Remover as engrenagens Instalar a BR-958


intermediárias
Engrenagem da árvore de manivelas - Fixar

• Prender a engrenagem da árvore de manivelas


(2) com dois parafusos de fixação (1).

Preparar para instalar a BR-958

• Posicionar e encaixar a Ferramenta para girar


o motor [27] (1), na abertura da carcaça (2) do
volante do motor.

Fixar a BR-958

ATENÇÃO
Danos aos componentes soltos sobre
o motor
• Em caso de componentes, que estejam
soltos sobre motor ou ferramentas que
estejam apoiadas sobre o mesmo,
devem ser retiradas antes de se iniciar
o giro do motor no cavalete.

• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter


para cima.
• Soltar o parafuso (1) de fixação da tampa à
• Rosquear os parafusos (2) de fixação, que
carcaça do volante do motor.
acompanham a Ferramenta para girar o
• Remover a tampa (2) no sentido da SETA.
motor [27] (1).
• Fixar a Ferramenta para girar o motor [27] (1) na
carcaça do volante do motor.

A8 (1)br 1ª Edição 265


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Girar o motor no sentido de rotação Alinhar as marcas de referência das


engrenagens da distribuição

• Girar o motor, até que as marcas de referência


da engrenagem do eixo comando (1) e da
engrenagem da árvore de manivelas (2) se
alinhem.
• Travar o soquete de rotação manual do motor.

Soltar a porca de fixação da engrenagem da


bomba de óleo

ATENÇÃO
Observar as condições dos dentes da
cremalheira
• Girar uma vez o motor com a
ferramenta para girar o motor (1) e a
catraca no sentido de rotação.

• Encaixar a catraca (2) no encaixe da Ferramenta


para girar o motor [27] (1), conforme indicado na
ilustração. • Soltar a porca de fixação (1) da engrenagem da
• Movimentar a catraca (2) para girar o motor, bomba de óleo.
conforme indicado na ilustração.

266 A8 (1)br 1ª Edição


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Desmontar a engrenagem intermediária 2 Montar as ferramentas especiais na engrenagem


de acionamento da bomba de óleo

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Retirar o mancal da engrenagem intermediária
(2) e a engrenagem intermediária (3).

Desmontar a engrenagem intermediária 1

ATENÇÃO
Danos em componentes
• Interferência entre a engrenagem e o
eixo da bomba de óleo.
• Manter a porca (3) apenas rosqueada
• Soltar os parafusos de fixação (1) e (2). no eixo da engrenagem de
• Remover o mancal da engrenagem intermediária acionamento.
(3) com a engrenagem intermediária (4). • Durante o procedimento, será
necessário instalar as ferramentas
Soltar a porca da engrenagem de acionamento
especiais na engrenagem.
da bomba de óleo
• Durante o procedimento de
remoção, será necessário aquecer a
engrenagem.

• Instalar o Extrator [25] (1) na engrenagem e o


Apoio [26] (2) no eixo da bomba de óleo.
• Girar o fuso do Extrator [25] (1), tensionando a
engrenagem.

• Desrosquear a porca (1) da engrenagem de


acionamento (2), sem removê-la.

A8 (1)br 1ª Edição 267


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Aquecer a engrenagem de acionamento da Remover a engrenagem de acionamento da


bomba de óleo bomba de óleo

CUIDADO CUIDADO
Perigo de acidente. Queimadura Perigo de acidente. Queimadura
• Utilizar Equipamentos de Proteção • Utilizar Equipamentos de Proteção
Individual. Individual.
ATENÇÃO • Remover as ferramentas.
Danos em componentes • Remover a porca de fixação (3).
• Durante o aquecimento a engrenagem • Remover a arruela (2).
se desprenderá. • Retirar a engrenagem de acionamento da bomba
• Apoiar as ferramentas, pois irão se de óleo (3).
desprender durante o procedimento.

• Manter o Extrator [25] (1) e o Apoio [26] (2),


tensionados na engrenagem da bomba de óleo.
• Apoiar as ferramentas durante o procedimento,
evitando sua queda.
• Aquecer a engrenagem, utilizando um Soprador
Térmico (3).

268 A8 (1)br 1ª Edição


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Instalar as engrenagens intermediárias Montar a engrenagem intermediária 2

Montar a engrenagem de acionamento da


bomba de óleo

• Lubrificar o mancal da engrenagem intermediária


(2) com uma camada fina de óleo de motor limpo.
• Colocar o mancal da engrenagem intermediária
• Aplicar uma fina camada de Selante Loctite 648 o
(2) com a engrenagem intermediária (3).
cone da engrenagem de acionamento da bomba
• Prender e apertar os novos parafusos.
de óleo (2) e da bomba de óleo.
• Colocar a engrenagem de acionamento da Apertar a porca de fixação da engrenagem de
bomba de óleo (1). acionamento da bomba de óleo
• Instalar a arruela (2).
• Rosquear a porca de fixação (1), sem apertá-la.

Montar a engrenagem intermediária 1

• Apertar a porca (1) com torque de 45 Nm (4,5


kgf.m).

• Lubrificar o mancal da engrenagem intermediária


(3) com uma camada fina de óleo de motor limpo.
• Colocar o mancal da engrenagem intermediária
(3) com a engrenagem intermediária (4).
• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(1) e (2) com torque de 115 Nm (11,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 269


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Remover a engrenagem do eixo Montar a engrenagem do eixo comando


comando
Montar a engrenagem do eixo comando
Soltar os parafusos de fixação da engrenagem
do eixo comando

Nota
• Remover os parafusos (1). Alinhar a marca de sincronismo da
engrenagem do eixo comando com a da
Desmontar a engrenagem do eixo comando engrenagem da árvore de manivelas.

• Alinhar a marca de sincronismo da engrenagem


do eixo comando (1) com a da engrenagem da
a árvore de manivelas.
• Se necessário, girar o eixo comando (2), para
alinhar o furo da engrenagem do eixo comando
(1).
• Encaixar a engrenagem do eixo comando (1),
sobre o mancal-guia do eixo comando (2).

Prender os parafusos

• Retirar a engrenagem do eixo comando (1) do


eixo comando (2).

• Prender os novos parafusos (1) e apertar com


torque de 65 Nm (6,5 kgf.m).

270 A8 (1)br 1ª Edição


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Remover a engrenagem da árvore de Engrenagem da árvore de manivelas -


manivelas Instalar
Engrenagem da árvore de manivelas - Soltar os Engrenagem da árvore de manivelas - Instalar
parafusos

• Aplicar uma leve camada de Selante Loctite 573


• Destravar a engrenagem da árvore de manivelas na parte traseira da engrenagem da árvore de
(2), soltando os parafusos (1). manivelas (1).
• Alinhar a marca de sincronismo da engrenagem
Engrenagem da árvore de manivelas - Remover do eixo comando com a da engrenagem da
árvore de manivelas (1).
• Colocar a engrenagem da árvore de manivelas
(1) sobre o mancal-guia (3) da árvore de
manivelas (2).

Engrenagem da árvore de manivelas - Fixar

• Soltar a engrenagem (1) da árvore de manivelas


(2).
• Limpar as superfícies de contato da engrenagem
da árvore de manivelas (1), da árvore de
manivelas (2) e do mancal-guia (3).

• Prender a engrenagem da árvore de manivelas


(2) com dois parafusos de fixação (1).

A8 (1)br 1ª Edição 271


ENGRENAGENS DA DISTRIBUIÇÃO

Verificar o alinhamento das marcas de


referência

• Girar o a árvore de manivelas em 720º.


• Verificar se a marca de referência da engrenagem
do eixo comando (1) coincide com a da
engrenagem da árvore de manivelas (2).
Se as marcas de referência não estiverem
alinhadas, remover a engrenagem da árvore de
manivelas (2) e encaixá-la novamente.

Engrenagem da árvore de manivelas - Soltar o


parafuso

• Destravar a engrenagem da árvore de manivelas


(2), soltando os parafusos (1).

272 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

CARCAÇA DO MOTOR

(1) Carcaça do volante do motor (5) Tampa da caixa de distribuição


(2) Bloco de cilindros (6) Tubulação de respiro do bloco de cilindros
(3) Cárter superior (7) Tubulação de respiro do bloco de cilindros
(4) Caixa de distribuição (8) Separador de óleo

A8 (1)br 1ª Edição 273


CARCAÇA DO MOTOR

RESPIRO DO BLOCO DE CILINDROS

Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) -


remoção e instalação

(1) Tubulação de retorno de óleo do (4) Tubulação de retorno de óleo do


separador de óleo separador de óleo
(2) Anel de vedação (O-ring) da tubulação de (5) Separador de óleo
retorno de óleo do separador de óleo (6) Tubulação do separador de óleo -
(3) Parafuso da tubulação de retorno de óleo mangueira de admissão
do separador de óleo (7) Tubulação do compressor de ar -
mangueira de admissão

Dados técnicos
Tubulação do suporte do bloco de cilindros - filtro (1), porca capa ...................................... 30 Nm (3 kgf.m)
Tubulação do respiro do cárter ao bloco do motor,
parafuso (3) ......................................................... M8x85 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Separador de óleo, parafuso................................. M8x12-8.8 ........................................22 Nm (2,2 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 275


CARCAÇA DO MOTOR

Desmontar o respiro do bloco de Desmontar os tubos do respiro do bloco de


cilindros cilindros

Desmontar a tubulação do respiro do bloco de


cilindros

• Soltar o parafuso de fixação (2).


• Retirar a tubulação do bloco de cilindros - filtro
(4) com o anel de vedação O-ring (1).
• Deslocar as abraçadeiras da mangueira (2) em • Soltar a porca capa da tubulação de respiro do
suas extremidades com o separador de óleo (1) bloco de cilindros - filtro (3).
e a mangueira de admissão (3).
• Remover a tubulação (2) do respiro do bloco de
cilindros.

Desmontar o separador de óleo

• Soltar o parafuso de fixação (2).


• Remover as abraçadeiras (3) e (4) das
mangueiras.
• Soltar o separador de óleo (1) das mangueiras
(3) e (4).

276 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

Montar o respiro do bloco de cilindros Montar a tubulação do respiro do bloco de


cilindros
Montar as tubulações do respiro do bloco de
cilindros

• Encaixar a mangueira (2) no separador de óleo


(1) e na mangueira de admissão (3).
• Montar a tubulação do respiro do bloco de • Montar as abraçadeiras nas mangueiras.
cilindros - filtro (3).
• Rosquear a porca capa da tubulação do respiro
do bloco de cilindros - filtro (3).
• Apertar a porca capa da tubulação com torque de
30 Nm (3 kgf.m).
• Colocar a tubulação do bloco de cilindros - filtro
(4) com novo anel de vedação O-ring (1).
• Prender e apertar o parafuso (2) com torque de
35 Nm (3,5 kgf.m).

Montar o separador de óleo

• Inserir o separador de óleo (1) nas mangueiras


(3) e (4).
• Prender e apertar o parafuso de fixação (2) 22
Nm (2,2 kgf.m).
• Colocar as abraçadeiras (3) e (4) nas mangueiras.

A8 (1)br 1ª Edição 277


CARCAÇA DO MOTOR

CARCAÇA DO VOLANTE DO MOTOR

Carcaça do volante do motor - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Volante do motor - remoção e instalação, ver 339

(1) Bloco de cilindros (5) Suporte do duto de ar


(2) Junta de vedação da carcaça do volante (6) Parafuso suporte do duto de ar
do motor (7) Parafuso do suporte para levantamento
(3) Carcaça do volante do motor (8) Parafuso da carcaça do volante
(4) Suporte para levantamento

Dados técnicos
Suporte do duto de ar, parafuso (6) ....................... M10x20 ............................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Suporte para levantamento, parafuso (7) ............... M12x30 ............................................45 Nm (4,5 kgf.m)
Carcaça do volante do motor, parafuso (8)............. M12x30 e M12x130.......................... 110 Nm (11 kgf.m)

Material de consumo
Curil T................................................................................................................... Conforme necessidade

A8 (1)br 1ª Edição 279


CARCAÇA DO MOTOR

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

280 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

Desmontar a carcaça do volante do Suporte para levantamento - Soltar os parafusos


motor
Suporte do duto de ar - Remover

• Soltar os parafusos (1) do suporte para


levantamento.

• Soltar e remover os parafusos (2) do suporte do


duto de ar (1).
• Soltar a porca (3).
• Remover o suporte do duto de ar (1).

A8 (1)br 1ª Edição 281


CARCAÇA DO MOTOR

Suporte para levantamento - Remover os Suporte para levantamento - Remover


parafusos

• Retirar o suporte para levantamento (1).


• Remover os parafusos (1) do suporte para
levantamento (2). Remover a carcaça do volante do motor

• Soltar os parafusos de fixação (4) da carcaça do


volante do motor (3).
• Retirar a carcaça do volante do motor (3) com a
junta de vedação (2) do bloco de cilindros (1).
• Limpar a áreas de vedação.

282 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

Montar a carcaça do volante do motor Suporte para levantamento - Instalar

Colocar a carcaça do volante do motor

Nota
Ao substituir a carcaça do volante do
motor, instalar o sensor de rotação com
Curil T.

• Encaixar a carcaça do volante do motor (3) com


a nova junta de vedação (2) sobre os pinos-guias
no bloco do motor (1).
• Prender e apertar os parafusos (4) com torque
de 110 Nm (11 kgf.m).

• Posicionar o suporte para levantamento (2) na


carcaça do volante do motor.
• Instalar e apertar os parafusos (1) com torque
de 45 Nm (4,5 kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 283


CARCAÇA DO MOTOR

Suporte do duto de ar - Instalar

• Posicionar o suporte do duto de ar (1) na carcaça


do volante do motor.
• Instalar os parafusos (2) do suporte do duto de
ar (1).
• Instalar a porca (3).
• Apertar os parafusos (2) e a porca com o torque
de 65 Nm (6,5 kgf.m).

284 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

TAMPA E CAIXA DE DISTRIBUIÇÃO

Tampa da caixa de distribuição - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79
– Retentor dianteiro da árvore de manivelas - remoção e instalação, ver 369

(1) Parafuso da tampa da caixa de (3) Junta de vedação da tampa da caixa de


distribuição distribuição
(2) Tampa da caixa de distribuição (4) Caixa de distribuição
(5) Junta de vedação da caixa de distribuição

Dados técnicos
Tampa da caixa de distribuição, parafuso............... M8x35 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bocal de abastecimento de óleo............................ M38x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Material de consumo
Adesivo Loctite 648 ............................................................................................... Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 285


CARCAÇA DO MOTOR

Remover a tampa da caixa de Montar a tampa da caixa de distribuição


distribuição
Colocar a junta de vedação da tampa da caixa
de distribuição

• Remover o bocal de abastecimento do óleo (3).


• Identificar a posição da instalação dos parafusos
(1) da tampa da caixa de distribuição (2). • Colocar a nova junta de vedação da tampa da
• Remover os parafusos (1). caixa de distribuição (1) sobre os pinos de ajuste
• Retirar a tampa da caixa de distribuição (2). na caixa de distribuição (2).

Remover a junta de vedação da tampa da caixa Montar a tampa da caixa de distribuição


de distribuição

ATENÇÃO
• Soltar a junta de vedação (1) da caixa de Risco de danos aos componentes
distribuição (2). devido a vazamento
• Limpar a áreas de vedação. • Após a montagem da tampa da caixa
de distribuição, substituir o anel de
vedação da árvore de manivelas.

• Montar a tampa da caixa de distribuição (2) na


caixa de distribuição.
• Instalar os novos parafusos (1).
• Apertar os novos parafusos (1) com torque de
35 Nm (3,5 kgf.m).
• Lubrificar a rosca do bocal de abastecimento
de óleo (3), com uma fina camada de Adesivo
Loctite 648.
• Aperta o bocal de abastecimento de óleo (3) com
torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

286 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

Caixa de distribuição - desmontar e montar


Serviços preliminares
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79
– Tampa da caixa de distribuição - remoção e instalação, ver 285

(1) Caixa da distribuição (2) Junta

Dados Técnicos
Parafusos com arruela.......................................... M8x25, M8x35, M8x45 e M8x18 .......20 Nm (2,0 kgf.m)
Parafusos com arruela.......................................... M8x25, M8x35, M8x45 e M8x18 ........Aperto final a 60°
Parafuso .............................................................. M10x50 ............................................75 Nm (7,5 kgf.m)
Parafusos inferiores.............................................. M8x45 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Material de consumo
Adesivo Loctite 5900 ............................................................................................. Conforme necessidade

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 287


CARCAÇA DO MOTOR

Desmontar a caixa de distribuição Remover a junta de vedação da caixa de


distribuição
Soltar os parafusos de fixação inferiores

• Soltar a junta de vedação (1) do bloco de cilindros


• Remover os parafusos de fixação (1). (2).
• Limpar as superfícies de vedação.
Desmontar a caixa de distribuição

• Identificar a posição da instalação dos parafusos


de fixação (1).
• Soltar os parafusos de fixação da caixa de
distribuição (1) no bloco de cilindros (2).
• Remover a caixa de distribuição (2) junto com a
junta de vedação (3) e, se necessário, desmontar
a bomba de óleo.

288 A8 (1)br 1ª Edição


CARCAÇA DO MOTOR

Instalar a caixa de distribuição Apertar os parafusos de fixação inferiores

Instalar a junta de vedação da caixa de


distribuição

• Instalar e apertar os parafusos (1) com torque


de 35 Nm (3,5 kgf.m).

• Instalar a nova junta de vedação (1) no bloco de


cilindros (2).

Instalar a caixa de distribuição

• Substituir o anel de vedação (O-ring) da luva de


acoplamento e lubrificar.
• Aplicar uma fina camada de Adesivo Loctite 5900
na área de vedação do suporte do bloco do motor.
• Ajustar a caixa de distribuição (1) com a junta de
vedação (2) e a luva de acoplamento da bomba
de óleo com o bloco de cilindros.
• Instalar a caixa de distribuição (1) sobre os pinos
de ajuste.
• Instalar e apertar os novos parafusos de fixação
com torque inicial de 20 Nm (2,0 kgf.m).
• Aplicar o Aperto final a 60°.

A8 (1)br 1ª Edição 289


COMANDO DE VÁLVULAS

COMANDO DE VÁLVULAS

(1) Eixo comando de válvulas (2) Tucho

A8 (1)br 1ª Edição 291


COMANDO DE VÁLVULAS

EIXO COMANDO COM O MANCAL DO EIXO COMANDO

Desmontar e montar o eixo comando / mancal do eixo comando


Serviços adicionais
– Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio com radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 177
– Alternador - remoção e instalação, ver 97
– Módulo EGR - remoção e instalação, ver 211
– remoção e instalação o tubo de admissão, ver 205
– Regulagem da folga das válvulas, ver 251
– Protetores para as conexões da unidade de filtragem de combustível e tubos de combustível (KSC),
ver 155
– Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação, ver 156
– Protetores dos injetores e duto de pressão, ver 125
– Injetores e duto de pressão - remoção e instalação, ver 126
– Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação, ver 275
– Cabeçote - remoção e instalação, ver 239
– Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação, ver 79
– Compressor de ar e Bomba da direção hidráulica - remoção e instalação, ver 87
– Pistão com a biela - remoção e instalação, ver 349

(1) Eixo comando de válvulas (5) Bucha


(2) Bucha (6) Tucho
(3) Bucha (7) Flange
(4) Bucha

A8 (1)br 1ª Edição 293


COMANDO DE VÁLVULAS

Dados técnicos
Diâmetro dos colos do eixo comando .........................................................................................54,92 mm
Diâmetro interno da bucha do eixo comando ........................................................... Ø 54,910 - 54,940 mm
Diâmetro externo dos mancais do eixo comando...................................................... Ø 59,000 - 59,030 mm
Folga axial do eixo comando (1)..................................................................................... 0,140 - 0,270 mm
Folga radial do eixo comando (1) ................................................................................... 0,060 - 0,120 mm
Diâmetro da haste do tucho (2) .............................................................................................. Ø 20,00 mm
Altura do tucho (2) .....................................................................................................................69,00 mm
Folga radial do tucho (2) ................................................................................................ 0,035 - 0,077 mm
Folga radial da haste de válvulas (admissão) .................................................................. 0,020 - 0,049 mm
Folga radial da haste de válvulas (saída) ........................................................................ 0,035 - 0,069 mm
Recuo do cabeçote (admissão) ..............................................................................................0,3 - 0,6 mm
Recuo do cabeçote (saída) ....................................................................................................0,6 - 0,9 mm

Sincronismo das válvulas


Admissão abre ......................................................................................................... 6° KW antes do PMS
Admissão fecha......................................................................................................32° KW depois do PMI
Saída abre .............................................................................................................. 63° KW antes do PMI
Saída fecha.......................................................................................................... 13° KW depois do PMS

Dados técnicos
Flange, parafuso .................................................. M8x16 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas especiais

[28] Apoio BR-359/06

• Remover e instalar as buchas dos mancais do


eixo comando.

[29] Extrator e Colocador BR-656

• Remover e instalar as buchas dos mancais do


eixo comando.

[30] Removedor e instalador BR-656/01

• Remover e instalar as buchas dos mancais do


eixo comando.

294 A8 (1)br 1ª Edição


COMANDO DE VÁLVULAS

Remover o eixo comando Remover o tucho

Remover o flange

ATENÇÃO
• Remover os parafusos (1). Danos aos componentes devido à
• Retirar o flange (2) do eixo comando (3). abrasão metálica nos tuchos
• Não remover os tuchos com ímãs, pois
Remover o eixo comando o magnetismo residual faz com que
resíduos de desgaste (causados pela
abrasão) se impregnem nos tuchos.

• Retirar o tucho (2) do bloco de cilindros (1).

Nota
Durante a remoção do eixo comando (1),
cuidado para não danificar as superfícies
das buchas dos mancais nas cavidades
do bloco do motor (2).

• Retirar o eixo comando (1) do bloco de cilindros


(2), realizando movimentos rotativos e puxando-o
na direção do volante do motor.

A8 (1)br 1ª Edição 295


COMANDO DE VÁLVULAS

Remover as buchas dos mancais do Instalar as buchas dos mancais do eixo


eixo comando comando
Sequência de desmontagem Sequência de montagem

Nota Nota
No mancal 4 não tem bucha para o eixo No mancal 4 não tem bucha para o eixo
comando. comando.
Em todas as etapas a seguir, deve-se Em todas as etapas a seguir, deve-se
considerar a posição de montagem considerar a posição de montagem
ilustrada. ilustrada.

• Observar a sequência de remoção das buchas • Observar a sequência de montagem do mancal


do eixo comando (1) nas seguintes etapas de do eixo comando (1) nas seguintes etapas de
trabalho. trabalho.

Instalar as ferramentas na bucha do mancal do Verificar as furações do óleo


eixo comando

• Verificar a correta posição das furações de óleo


Nota (2) das buchas do eixo comando (1).
Repetir o procedimento descrito abaixo • As furações de óleo (2) das buchas do eixo
para as buchas dos mancais 2, 3 e 5 do comando (1) devem coincidir com as furações de
eixo comando. óleo do bloco de cilindros (3) e, se necessário,
desmontar as buchas do eixo comando (1) e
• Inserir o Apoio [28] (1) com o Extrator e montá-las corretamente.
Colocador [29] (2), no mancal do eixo comando.
• Rosquear o Removedor e instalador [30] (3) atrás
do mancal do eixo comando e centrar na furação
do mancal.
• Apertar a porca para a remoção da bucha.

296 A8 (1)br 1ª Edição


COMANDO DE VÁLVULAS

Confirmar o alinhamento das furações de óleo Instalar o eixo comando


Montar o tucho

• Colocar um mancal (1) na furação da bucha (2),


que deve permitir a passagem para a furação no
mancal, conforme indicado na ilustração. ATENÇÃO
Danos aos componentes devido à
abrasão metálica nos tuchos
• Não montar os tuchos com ímãs, pois
o magnetismo residual faz com que
resíduos de desgaste (causados pela
abrasão) se impregnem nos tuchos.

• Lubrificar o tucho (2) com uma camada fina de


óleo limpo de motor.
• Inserir o tucho (2) no bloco de cilindros (1).
• Repetir o procedimento para os demais tuchos.

Instalar o eixo comando

ATENÇÃO
Os mancais do eixo comando podem
ser danificados na montagem
• Usar sempre a ferramenta especial
para montar o eixo comando.

• Lubrificar o eixo comando (1) e as buchas do


eixo comando com uma camada fina de óleo
limpo de motor.
• Inserir o eixo comando (1) no bloco de cilindros
(2), girando-o.

A8 (1)br 1ª Edição 297


COMANDO DE VÁLVULAS

Instalar o flange

• Encaixar o flange (2) no bloco de cilindros (3).


• Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(1) com torque de 35 Nm (3,5 kgf.m).

298 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

(1) Tubo de pressão, turbina primária (10) Cárter de óleo superior


(2) Tubo de pressão, turbina secundária (11) Junta de vedação
(3) Bloco do motor (12) Cárter de óleo inferior
(4) Junta de vedação (13) Anéis de vedação (O-ring)
(5) Módulo de óleo (com filtro tipo Refil)5 (14) Luva de acoplamento
(6) Interruptor de pressão do óleo (15) Bomba de óleo
(7) Conexão elétrica (16) Dispositivo de apoio
(8) Junta de vedação (17) Caixa de distribuição
(9) Tubo de admissão de óleo (pescador) (18) Módulo de óleo (com filtro tipo Blindado)6

5 OBS: Em seu lugar pode ser utilizado o módulo de óleo (18) com filtro tipo Blindado.
6 OBS: Em seu lugar pode ser utilizado o módulo de óleo (5) com filtro tipo Refil.

A8 (1)br 1ª Edição 299


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Circuito de lubrificação do motor D0834

(1) Turbocompressor (7) Módulo de óleo


(2) Eixo de acionamento das válvulas (8) Tubo de admissão de óleo (pescador)
(3) Eixo comando de válvulas (9) Bomba de óleo
(4) Árvore de manivelas (10) Engrenagem
(5) Bicos resfriadores do pistão (11) Compressor de ar
(6) Interruptor de pressão do óleo

300 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

MÓDULO DE ÓLEO (VERSÃO COM FILTRO TIPO REFIL)

Módulo de óleo (versão com filtro tipo refil) - remoção e instalação


Serviços preliminares:
– Drenar o líquido de arrefecimento.

(1) Junta de vedação (6) Parafuso de fixação do módulo de óleo


(2) Parafuso de fixação do radiador de óleo (7) Módulo de óleo
(3) Radiador de óleo (8) Válvula de bloqueio do retorno de óleo
(4) Anel de vedação (9) Junta de vedação
(5) Interruptor de pressão do óleo

Dados técnicos
Módulo de óleo, parafuso (6)................................. M8x50 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Módulo de óleo, parafuso (6)................................. M8x130 ........................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Interruptor de pressão do óleo (5).................................................................................. 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Tampa do filtro de óleo.................................................................................................. 25 Nm (2,5 Kgf.m)
Bypass da válvula do filtro de óleo........................................................................................2.5 +/- 0.5 bar
Válvula de bloqueio do filtro de óleo .....................................................................................0.2 +/- 0.1 bar

A8 (1)br 1ª Edição 301


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Risco de poluição ao meio ambiente
• Coletar o líquido escoado em recipiente apropriado.

302 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Filtro de óleo - Remover Filtro de óleo - Instalar


Retirar o filtro de óleo Instalar o anel de vedação (O-ring)

• Instalar um novo anel de vedação (2) na tampa


do filtro de óleo (1).
• Lubrificar o novo anel de vedação (2) com uma
fina camada de óleo limpo de motor.

Instalar o filtro de óleo

• Desrosquear a tampa do filtro de óleo (1).


• Remover a tampa do filtro de óleo (1).
• Puxar o filtro de óleo (2) para fora da tampa do
filtro de óleo (1) e do módulo de óleo (3).

Retirar o anel de vedação (O-ring)

• Remover o anel de vedação (2) da tampa do filtro • Instalar o novo filtro de óleo (2) na tampa do filtro
de óleo (1). de óleo (1) e no módulo de óleo (3).
• Instalar a tampa do filtro de óleo (1) no módulo
de óleo (3).
• Apertar a tampa do filtro de óleo (1) com o torque
de 25 Nm (2,5 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 303


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Módulo de óleo - Remover Remover o radiador de óleo

Escoar a líquido de arrefecimento

ATENÇÃO
Risco de danos a componentes
ATENÇÃO devido o posicionamento incorreto do
Risco de danos ao motor devido a módulo de óleo
mistura de fluídos • Posicionar o módulo de óleo de forma
• Drenar o líquido de arrefecimento que o radiador de óleo não seja
antes de remover o módulo de óleo; danificado.
Caso contrário, ao remover o módulo
de óleo do bloco do motor, o líquido de • Posicionar o módulo de óleo (5) sobre uma
arrefecimento passará para dentro do bancada.
cárter de óleo. • Remover os parafusos de fixação do radiador de
óleo (1).
• Soltar o bujão de escoamento (1) e retirar junto • Remover cuidadosamente o radiador de óleo (2)
com seu anel de vedação. do módulo de óleo (5).
• Escoar o líquido de arrefecimento. • Remover a junta de vedação (3) e a válvula (4)
do módulo de óleo (5).
Remover o módulo de óleo • Limpar as superfícies de vedação.
• Inspecionar o radiador de óleo (2) quanto à danos
externos; Caso necessário, substituir.

• Soltar a conexão elétrica do interruptor de


pressão do óleo (2).
• Desrosquear o interruptor de pressão do óleo (2)
e retirar junto com seu anel de vedação (2).
• Remover os parafusos de fixação do módulo de
óleo (3).
• Retirar o módulo de óleo (4) junto com sua junta
de vedação (5).
• Limpar as superfícies de vedação.

304 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Módulo de óleo - Instalar Instalar o módulo de óleo

Instalar o radiador de óleo

ATENÇÃO
Risco de danos aos componentes
ATENÇÃO devido à colocação incorreta do
Risco de danos aos componentes módulo de óleo.
devido à colocação incorreta do • Colocar o módulo de óleo
radiador de óleo cuidadosamente, de forma que o
• Instalar o radiador de óleo radiador de óleo não seja danificado.
cuidadosamente, evitando que
ele seja danificado. • Encaixar o módulo de óleo (4) com uma nova
junta de vedação (5).
• Instalar o radiador de óleo (2) com uma nova • Instalar e apertar os novos parafusos de fixação
junta de vedação (3) e a válvula (4) no módulo do módulo de óleo (3) com torque de 35 Nm (3,5
de óleo (5). Kgf.m).
• Instalar e apertar os novos parafusos de fixação • Lubrificar levemente a rosca do interruptor de
do radiador de óleo (1). pressão do óleo (2) com óleo limpo de motor.
• Rosquear o interruptor de pressão do óleo (2)
com um novo anel de vedação (1) no módulo
de óleo (3), apertar com torque de 45 Nm (4,5
Kgf.m).
• Encaixar a conexão elétrica no interruptor de
pressão do óleo (2).

Instalar o bujão de escoamento

• Instalar e apertar o bujão de escoamento (1) com


um novo anel de vedação.

A8 (1)br 1ª Edição 305


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

MÓDULO DE ÓLEO (VERSÃO COM FILTRO TIPO BLINDADO)

Módulo de óleo (versão com filtro tipo blindado) - remoção e instalação


Serviços preliminares:
– Atenção
Drenar o líquido de arrefecimento
– Risco de danos ao motor devido a mistura de fluídos
Drenar o líquido de arrefecimento antes de remover o módulo de óleo; Caso contrário, ao remover o
módulo de óleo do bloco do motor, o líquido de arrefecimento passará para dentro do cárter de óleo.

(1) Bloco do motor (6) Parafuso de fixação do radiador de óleo7


(2) Junta de vedação (7) Parafuso de fixação do módulo de óleo
(3) Radiador de óleo (8) Módulo de óleo
(4) Interruptor de pressão do óleo (9) Junta de vedação
(5) Conexão elétrica

Dados técnicos
Radiador de óleo, parafuso (6) .............................. M8x45 e M8x55 ............................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Módulo de óleo, parafuso (7)................................. M8x50 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Módulo de óleo, parafuso (7)................................. M8x130 ........................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Interruptor de pressão do óleo....................................................................................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Filtro de óleo Blindado .................................................................................................. 25 Nm (2,5 Kgf.m)

7 OBS: Remover esses parafusos, somente após a remoção do módulo de óleo

A8 (1)br 1ª Edição 307


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Informações importantes
ATENÇÃO
Risco de danos ao motor devido a mistura de fluídos
• Drenar o líquido de arrefecimento antes de remover o módulo de óleo; Caso contrário, ao
remover o módulo de óleo do bloco do motor, o líquido de arrefecimento passará para dentro
do cárter de óleo.
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

ATENÇÃO
Risco de poluição ao meio ambiente
• Coletar o líquido escoado em recipiente apropriado.

308 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Filtro de óleo - Remover Filtro de óleo - Instalar


Retirar o filtro de óleo Lubrificar o anel de vedação

• Lubrificar o anel de vedação (2) fixo no filtro de


óleo (1) com uma fina camada de óleo limpo de
motor.

Instalar o filtro de óleo

• Desrosquear o filtro de óleo (2).


• Remover o filtro de óleo (2) do módulo de óleo (1).

• Instalar o novo filtro de óleo (2) no módulo de


óleo (1).
• Apertar o filtro de óleo (2) com torque de 25 Nm
(2,5 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 309


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Módulo de óleo - Remover Remover o módulo de óleo

Escoar o líquido de arrefecimento

Nota
Remover os parafusos (3), somente
após a remoção do módulo de óleo

• Soltar a conexão elétrica do interruptor de


pressão do óleo (1).
• Desrosquear o interruptor de pressão do óleo (1)
e retirar junto com seu anel de vedação (2).
• Remover os parafusos de fixação do módulo de
óleo (4). Atentar-se pois estes são apenas os
parafusos da borda do módulo de óleo.
• Não remover os quatro parafusos de fixação do
radiador de óleo (3), que estão localizados no
centro do módulo de óleo.
• Retirar o módulo de óleo (5) junto com sua junta
de vedação (6).
ATENÇÃO • Limpar as superfícies de vedação.
Risco de danos ao motor devido a
mistura de fluídos
• Drenar o líquido de arrefecimento
antes de remover o módulo de óleo;
Caso contrário, ao remover o módulo
de óleo do bloco do motor, o líquido de
arrefecimento passará para dentro do
cárter de óleo.

• Soltar e retirar o bujão de escoamento (1).


• Escoar o líquido de arrefecimento.

310 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Remover o radiador de óleo Módulo de óleo - Instalar


Instalar o radiador de óleo

ATENÇÃO
Risco de danos a componentes
devido posicionamento incorreto do ATENÇÃO
módulo de óleo Risco de danos ao componente
• Posicionar o módulo de óleo de forma devido à colocação incorreta do
que o radiador de óleo não seja radiador de óleo
danificado. • Instalar o radiador de óleo
cuidadosamente, evitando que
• Posicionar o módulo de óleo (3) sobre uma ele seja danificado.
bancada.
• Remover os parafusos de fixação do radiador de • Instalar o radiador de óleo (1) com as novas
óleo (4). juntas de vedação (2) no módulo de óleo (3).
• Remover cuidadosamente o radiador de óleo (1) • Instalar e apertar os novos parafusos de fixação
junto com suas juntas de vedação (2) do módulo do radiador de óleo (4) com torque de 35 Nm (3,5
de óleo (3). Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 311


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Instalar o módulo de óleo Instalar o bujão de escoamento

ATENÇÃO
Risco de danos aos componentes
devido à colocação incorreta do
módulo de óleo
• Colocar o módulo de óleo
cuidadosamente, de forma que o
radiador de óleo não seja danificado.

• Encaixar o módulo de óleo (5) com uma nova


junta de vedação (6).
• Instalar e apertar os novos parafusos de fixação
do módulo de óleo (4) com torque de 35 Nm (3,5
Kgf.m).
• Conferir se os parafusos de fixação do radiador • Instalar e apertar o bujão de escoamento (1).
de óleo (3) estão apertados.
• Lubrificar levemente a rosca do interruptor de
pressão do óleo (1) com óleo limpo de motor.
• Rosquear o interruptor de pressão do óleo (1)
com um novo anel de vedação (2), apertar com
torque de 45 Nm (4,5 Kgf.m).
• Encaixar a conexão elétrica no interruptor de
pressão de óleo (1).

312 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

CÁRTER DE ÓLEO E TUBO DE ADMISSÃO DE ÓLEO (PESCADOR)

Cárter de óleo inferior - remoção e instalação

(1) Cárter superior (5) Bujão do cárter


(2) Junta de vedação (6) Dispositivo de apoio (suporte)
(3) Cárter inferior (7) Parafuso
(4) Anel de vedação

Dados técnicos
Cárter inferior, bujão de escoamento do óleo (5) .... M22x1,5 .......................................... 75 Nm (7,5 Kgf.m)
Cárter inferior, parafuso (7) ................................... M8x45 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 313


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Cárter de óleo inferior - Remover Cárter de óleo inferior - Instalar


Remover o cárter de óleo inferior Instalar o bujão do cárter

• Instalar o bujão (3) com um novo anel de vedação


(2) no cárter inferior (1).
• Apertar o bujão do cárter (3) com torque de 75
Nm (7,5 Kgf.m).

Instalar o cárter de óleo inferior

• Remover os parafusos de fixação (5).


• Retirar os dispositivos de apoio (4).
• Retirar cuidadosamente o cárter inferior (3) do
cárter superior (1).
• Retirar a junta de vedação (2).
• Limpar as superfícies de vedação.

Remover o bujão do cárter

• Colocar uma nova junta de vedação (2) no cárter


inferior (3).
• Desrosquear o bujão do cárter (3). • Encaixar o cárter inferior (3) no cárter superior (1).
• Remover o bujão (3) e seu anel de vedação (2) • Encaixar os dispositivos de apoio (4).
do cárter inferior (1). • Prender e apertar os parafusos de fixação (5)
com torque de 35 Nm (3,5 Kgf.m).

314 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Cárter de óleo superior - remoção e instalação


Serviços preliminares
– Cárter de óleo inferior - remoção e instalação, ver 313

(1) Bloco do motor (6) Tubo espaçador


(2) Tubo prolongador (7) Parafuso do cárter de óleo superior
(3) Tubo de admissão de óleo (pescador) (8) Junta de vedação
(4) Arruela (9) Parafuso do tubo de admissão de óleo
(5) Parafuso do tubo de admissão de óleo (10) Cárter de óleo superior

Dados técnicos
Pescador, parafuso (5).......................................... M8x70 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Cárter superior, parafuso (7) ................................. M8x45 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Pescador, parafuso (9).......................................... M8x20 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Suporte do pescador, parafuso/porca .................... M6x55 ............................................... 9 Nm (0,9 Kgf.m)

Material de consumo
Selante Loctite 5900 .............................................................................................. Conforme necessidade

A8 (1)br 1ª Edição 315


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Informações importantes
CUIDADO
Cuidado com pontas afiadas nas abraçadeiras de cabos - risco de ferimentos
• Apertar e cortar as abraçadeiras de cabos.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

316 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Cárter superior - Remover Soltar o parafuso do suporte do tubo de


admissão de óleo (pescador)
Girar o motor 180º

• Soltar o parafuso (1) do suporte do tubo de


• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter admissão de óleo (pescador) (3).
superior (1) para cima. • Remover o parafuso (1), o tubo prolongador (5) e
a arruela (2).
• Afrouxar a porca (4) do suporte do tubo de
admissão de óleo (pescador) (3).
• Locomover manualmente o suporte do tubo
de admissão de óleo (pescador) (3), conforme
indicado pela SETA.

A8 (1)br 1ª Edição 317


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Remover os parafusos do cárter de óleo Remover o cárter de óleo superior


superior

• Remover o cárter superior (1) do bloco do motor


• Soltar os parafusos do cárter (2). (3) cuidadosamente para não danificar o tubo de
• Remover os parafusos (2) do cárter superior (1) admissão de óleo (pescador) (2).
junto com seus respectivos tubos espaçadores
(3).

318 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Remover o tubo de admissão de óleo (pescador) Cárter superior - Instalar


Instalar o tubo de admissão de óleo (pescador)

• Remover os parafusos (1) do tubo de admissão


de óleo (pescador) (2).
• Remover o tubo de admissão de óleo (pescador) • Instalar o tubo de admissão de óleo (pescador)
(2) do bloco do motor (4) junto com sua junta de (2) com uma nova junta (3) no bloco do motor (4).
vedação (3). • Prender e apertar os parafusos (1) do tubo de
• Limpar as superfícies de vedação. admissão de óleo (pescador) (2) com torque de
35 Nm (3,5 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 319


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Instalar o cárter de óleo superior Instalar os parafusos do cárter superior

• Aplicar uma fina camada de Selante Loctite 5900 • Inserir os parafusos (2) no cárter superior (1)
nas áreas de contato com o bloco do motor (3). junto com seus respectivos tubos espaçadores
• Instalar o cárter superior (1) no bloco do motor (3).
(3) cuidadosamente para não danificar o tubo de • Apertar os parafusos do cárter (2) com torque de
admissão de óleo (pescador) (2). 35 Nm (3,5 Kgf.m).

320 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Instalar o parafuso do suporte do tubo de


admissão de óleo (pescador)

Nota
Ao instalar, o tubo prolongador (5) e a
arruela (2), evitar sua queda para dentro
bloco do motor.

• Locomover manualmente o suporte do tubo de


admissão de óleo (pescador) (3) para sua correta
posição, conforme indicado pela SETA.
• Inserir o tubo prolongador (5), abaixo do suporte
do tubo de admissão de óleo (pescador) (3),
conforme indicado na ilustração.
• Inserir a arruela (2) sobre o suporte do tubo
de admissão de óleo (pescador) (3), conforme
indicado na ilustração.
• Rosquear e apertar o parafuso (1) do suporte do
tubo de admissão de óleo (pescador) (3) com
torque de 35 Nm (3,5 Kgf.m).
• Apertar a porca (4) do suporte do tubo de
admissão de óleo (pescador) (3) com torque de
9 Nm (0,9 Kgf.m).
• Após este procedimento, retornar o motor
para sua posição original de trabalho.

A8 (1)br 1ª Edição 321


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

BOMBA DE ÓLEO

Bomba de óleo - remoção e instalação

(1) Engrenagem da bomba de óleo (4) Anéis de vedação (O-ring)


(2) Engrenagem da bomba de óleo (5) Luva de acoplamento
(3) Carcaça da bomba de óleo

Dados técnicos
Bomba de óleo, parafuso .............................................................................................. 30 Nm (3,0 Kgf.m)
Folga axial dos rolamentos da bomba de óleo (1) e (2)..................................................... 0,050 - 0,114mm
Folga radial do eixo da bomba de óleo ............................................................................ 0,050 - 0,078mm
Pressão de óleo do motor - rotação de marcha lenta +/- 600 rpm..................................................... 1.0 bar
Pressão de óleo do motor - à 2.400 rpm ......................................................................................... 4.0 bar

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 323


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Bomba de óleo - Remover Verificar a folga axial das engrenagens da


bomba de óleo
Soltar os parafusos de fixação da bomba de
óleo

• Fixar a carcaça da bomba de óleo (4) em uma


morsa com mordentes.
Nota • Posicionar uma régua de precisão (3) sobre a
Parafusos com coloração escura. carcaça da bomba de óleo (4).
• Verificar a medida entre a engrenagem da bomba
de óleo (2) e régua de precisão (3), utilizando um
cálibre de lâminas (1).
• Remover os parafusos de fixação (1). • Repetir a etapa de trabalho para a segunda
engenagem da bomba de óleo
Desmontar a bomba de óleo
A folga axial permitida é de 0,050 - 0,114mm.

Se a folga axial estiver fora da tolerância, a


bomba de óleo deve ser substituída.

Desmontar a bomba de óleo

• Retirar a luva de acoplamento (1) da bomba de


óleo (3).
• Retirar a bomba de óleo (3) da caixa de
distribuição.
• Retirar os anéis de vedação (o-ring) (2) da luva
de acoplamento (1).
• Retirar as engrenagens da bomba de óleo (1) e
(3) da carcaça da bomba de óleo (2).

324 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Bomba de óleo - Instalar Colocar os parafusos de fixação da bomba de


óleo
Montar a bomba de óleo

Nota
Nota Parafusos com coloração escura.
As engrenagens da bomba de óleo
estão identificadas com uma marcação,
na parte frontal, em um dos dentes da CUIDADO
engrenagem. Risco de danos em componentes
• Verificar se as engrenagens da bomba
• Lubrificar as engrenagens (1) e (3) da bomba de óleo movimentam-se livremente e,
de óleo com uma fina camada de óleo limpo de se necessário, repetir o procedimento.
motor.
• Colocar as engrenagens da bomba de óleo (1) e • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(3) de tal forma na carcaça da bomba de óleo (2), (1) com torque de 30 Nm (3,0 Kgf.m).
que as marcações estejam alinhadas. • Verificar se as engrenagens da bomba de óleo se
movimentam livremente e, se necessário, repetir
Instalar a bomba de óleo na caixa de distribuição o procedimento.

• Lubrificar os novos anéis de vedação (o-ring) (2)


com uma fina camada de óleo limpo de motor.
• Colocar os anéis de vedação (2) na luva de
acoplamento (1).
• Inserir a luva de acoplamento (1) na bomba de
óleo (3) até o batente.
• Colocar a bomba de óleo (3) na caixa de
distribuição.

A8 (1)br 1ª Edição 325


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

BICO RESFRIADOR DO PISTÃO

Bico resfriador do pistão - remoção e instalação

(1) Bloco do Motor (3) Arruela de pressão


(2) Bico resfriador do pistão (4) Válvula de pressão de óleo

Dados técnicos
Válvula de pressão do óleo (4) .............................. M12x22 (x4) .................................... 40 Nm (4,0 Kgf.m)
1º - Válvula fechada.............................................................................................................1.5 +/- 0.1 bar
2º - Válvula parcialmente aberta ............................................................................................. 1.4 - 1.6 bar
3º - Válvula totalmente aberta ................................................................................................ 1.9 - 2.1 bar

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máximo 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 327


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Bico resfriador do pistão - Remover Verificar a válvula de pressão de óleo

Remover o bico resfriador do pistão

• Soltar a válvula de pressão de óleo (2).


• Remover a válvula de pressão de óleo (2) junto
com sua arruela de pressão.
• Retirar o bico resfriador do pistão (1).

(1) Válvula fechada


(2) Válvula parcialmente aberta
(3) Válvula totalmente aberta
(4) Bico direcionador de óleo
(5) Corpo do bico direcionador de óleo
(6) Válvula de pressão de óleo
(7) Esfera de posicionamento do bico
resfriador na ranhura do bloco do motor

• A válvula de pressão de óleo, impede o retorno do


óleo do motor que está circulando pelo cobeçote
e galerias do bloco do motor para o cárter.
• A ilustração apresenta três posições da válvula,
que variam de acordo com a pressão do óleo do
motor.
1 - Válvula fechada: 1.5 +/- 0.1 bar.
2 - Válvula parcialmente aberta: 1.4 - 1.6 bar.
3 - Válvula totalmente aberta: 1.9 - 2.1 bar.

328 A8 (1)br 1ª Edição


LUBRIFICAÇÃO DO MOTOR

Bico resfriador do pistão - Instalar


Instalar o bico resfriador do pistão

ATENÇÃO
Risco de danos a componentes
devido ao superaquecimento dos
pistões
• Alinhar corretamente os bicos
resfriadores.
• O bico resfriador deve ficar alinhado à
galeria de óleo no bloco do motor.
Nota
Na substituição, deve-se observar a
ranhura (1), onde será encaixada a
esfera guia do bico resfriador.

• Montar o bico resfriador (2), com o bico do


resfriador voltado para o orifício de lubrificação,
na parte inferior do pistão.
• Prender manualmente a nova válvula de pressão
de óleo com uma nova arruela de pressão.
• Alinhar o bico resfriador (2), de modo que a
esfera de fixação se encaixe na ranhura (1).

Apertar o bico resfriador do pistão

• Verificar o correto assentamento do bico


resfriador (1) e, se necessário, realinhá-lo.
• Apertar a válvula de pressão de óleo (2), com
torque de 40 Nm (4,0 Kgf.m).

A8 (1)br 1ª Edição 329


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

(1) Parafuso (6) Pistão


(2) Arruela (7) Volante do motor
(3) Polia da correia poli-V (8) Árvore de manivelas
(4) Amortecedor de vibrações (9) Parafuso
(5) Biela

A8 (1)br 1ª Edição 331


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

AMORTECEDOR DE VIBRAÇÕES

Amortecedor de vibrações - remoção e instalação

(1) Parafuso (4) Polia da correia poli-V


(2) Arruela (5) Amortecedor de vibrações
(3) Parafuso

Dados técnicos
Parafuso (1) ......................................................... M14x1,5x95-10,9 ............. 1º aperto, 150 Nm (15 kgf.m)
Parafuso (1) ......................................................... M14x1,5x95-10,9 ...............................Aperto final a 90°
Correia poli-V, parafuso (3) ................................... M8x20 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 333


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Ferramentas especiais

[31] Ferramenta para girar o motor BR-958

• Girar o volante do motor.

334 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Desmontar o amortecedor de vibrações Instalar a BR-958

Preparar para instalar a BR-958

ATENÇÃO
Danos aos componentes soltos sobre
o motor
• Em caso de componentes, que estejam
soltos sobre motor ou ferramentas que
estejam apoiadas sobre o mesmo,
devem ser retiradas antes de se iniciar
o giro do motor no cavalete.

• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter


para cima.
• Soltar o parafuso (1) de fixação da tampa à
carcaça do volante do motor. • Posicionar e encaixar a Ferramenta para girar
• Remover a tampa (2) no sentido da SETA. o motor [31] (1), na abertura da carcaça (2) do
volante do motor.

Fixar a BR-958

• Rosquear os parafusos (2) de fixação, que


acompanham a Ferramenta para girar o
motor [31] (1).
• Fixar a Ferramenta para girar o motor [31] (1) na
carcaça do volante do motor.

A8 (1)br 1ª Edição 335


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Girar o motor no sentido de rotação Desmontar a polia da correia poli-V

• Remover os parafusos de fixação (1).


• Retirar o amortecedor de vibrações (3) com a
arruela (2).

Remover o amortecedor de vibrações

ATENÇÃO
Observar as condições dos dentes da
cremalheira
• Girar uma vez o motor com a
ferramenta para girar o motor (1) e a
catraca no sentido de rotação. • Remover o amortecedor de vibrações (1).
• Encaixar a catraca (2) no encaixe da Ferramenta
para girar o motor [31] (1), conforme indicado na
ilustração.
• Movimentar a catraca (2) para girar o motor,
conforme indicado na ilustração.

336 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Montar o amortecedor de vibrações Montar a polia da correia poli-V

Instalar o amortecedor de vibrações

• Alinhar a polia da correia poli-V (2) no


amortecedor de vibrações (3).
• Instalar o amortecedor de vibrações (1). • Prender e apertar os novos parafusos de fixação
(1) 35 Nm (3,5 kgf.m).
Apertar o amortecedor de vibrações
Remover a ferramenta para girar o motor

• Instalar o amortecedor de vibrações (3) com a


arruela (2). • Destravar e desmontar a Ferramenta para girar o
• Prender manualmente os novos parafusos de motor [31] (1).
fixação (1). • Montar a tampa de vedação na carcaça do
• Apertar os parafusos de fixação (1) com torque volante do motor.
de 1º aperto, 150 Nm (15 kgf.m).
• Apertar os parafusos de fixação (1) com torque
de Aperto final a 90°.

A8 (1)br 1ª Edição 337


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

VOLANTE DO MOTOR

Volante do motor - remoção e instalação

(1) Volante do motor (3) Carcaça do volante do motor


(2) Parafuso

Dados técnicos
Parafuso (2) ......................................................... M14x1,5x30-10.9 ............ 1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Parafuso (2) ......................................................... M14x1,5x30-10.9 ...............................Aperto final a 90°
Oscilação do volante do motor (1) .........................................................................................máx. 0,5 mm
Temperatura de montagem da cremalheira .............................................................................220 - 240 °C

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 339


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Ferramentas especiais

[32] Martelete BR-077

• Remover o rolamento do eixo de acionamento.

[33] Mandril BR-224

• Instalar o rolamento do eixo de acionamento.

[34] Garra BR-952

• Remover o rolamento do eixo de acionamento.

[35] Colocador BR-953

• Encaixar o rolamento do eixo de acionamento.

[36] Ferramenta para girar o motor. BR-958

• Girar o volante do motor.

[37] Pinos guia BR-959

• Remover e instalar o volante do motor

340 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover o volante do motor Remover o volante do motor

Soltar os parafusos de fixação do volante do


motor

CUIDADO
Risco de ferimentos devido ao grande
• Soltar e remover os dois parafusos de fixação peso do componente
(1) opostos entre si. • A sustentação inadequada do volante
(1) pode resultar em queda do
Instalar os pinos guia componente, causando quebra e
ferimentos graves.

ATENÇÃO
Dano à peça por uso de guindaste
inadequado
• Usar um dispositivo de elevação para
a remoção do volante do motor.
• Não usar cabos de aço ou outras
ferramentas pontiagudas para retirar o
volante do motor.

• Remover o volante do motor (1) através do Pinos


guia [37] (2).

Limpar o volante do motor

• Parafusar o Pinos guia [37] (1) e (2).


• Soltar e remover os demais parafusos de fixação.

• Limpar o volante do motor.


• Verificar se há rachaduras e, se necessário,
substituir o volante do motor.
• Verificar se a superfície de atrito (1) apresenta
marcas de carbonização ou desgaste e, se
necessário, substituir o volante do motor.
• Verificar se os dentes (2) da cremalheira
apresentam desgaste e, se necessário, substituir
a cremalheira.

A8 (1)br 1ª Edição 341


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover e instalar a cremalheira Remover a cremalheira do volante

Perfurar a cremalheira

Nota
O procedimento de remoção da
cremalheira, será necessário, quando
houver dano na cremalheira.
ATENÇÃO
Dano ao componente devido a
perfuração do volante do motor
• Não danificar o volante ao perfurar a
cremalheira.
• Substituir o volante em caso de
perfuração.

• Perfurar a cremalheira (1) e forçar sua abertura. ATENÇÃO


• Soltar a cremalheira (1) do volante do motor (2). Cuidados com o volante
• Limpar as superfícies de contato da cremalheira • Tenha a máxima atenção ao apontar
(2) e verificar se há danos. a talhadeira de modo que não atinja
partes do volante.

• Cisalhar a cremalheira com uma talhadeira


ou similar acima do ponto onde foi efetuado a
perfuração.
• Remover a cremalheira (1).
• Limpar as superfícies de contato da cremalheira
e verificar se há danos.

342 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Montar a cremalheira Instalar o volante do motor


Verificar a oscilação do volante do motor

CUIDADO
A alta temperatura do componente
• Fixar o volante do motor (1) em um torno ou
pode causar ferimentos
semelhante.
• Para montar a cremalheira, proteger
• Montar a base magnética (2) com o relógio
as mãos com luvas de proteção.
comparador (3).
• Posicionar o apalpador do relógio comparador (3)
• Aquecer a cremalheira (1) a 220 - 240 °C.
no volante do motor (1).
• Colocar a cremalheira (1) de modo que: aponte
• Zerar o relógio comparador (3).
e as furações da cremalheira (1) coincidam com
• Girar o volante do motor (1) algumas voltas e
o volante do motor (2);
fazer a leitura do relógio comparador (3).
O chanfro dos dentes (3) aponte na direção
A oscilação axial permitida para o volante do motor
oposta ao volante do motor (2).
(1) é de máx. 0,5 mm.
- As furações da cremalheira (1) coincidam com
as do volante do motor (2). Se a oscilação estiver fora da tolerância, o volante
• Se necessário, reposicionar a cremalheira (1). do motor (1) deve ser substituído.

Instalar o volante do motor

CUIDADO
Risco de ferimentos devido ao grande
peso do componente
• Usar um guindaste para a instalação
do volante do motor.

• Alinhar o volante do motor (1) com o pino de


ajuste da árvore de manivelas.
• Colocar o volante do motor (1) sobre o Pinos
guia [37] (2).

A8 (1)br 1ª Edição 343


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Soltar os pinos-guias Preparar para instalar a BR-958

• Instalar os novos parafusos de fixação no volante


do motor. ATENÇÃO
• Remover o Pinos guia [37] (1) e (2). Danos aos componentes soltos sobre
o motor
Parafusos de fixação do volante do motor - • Em caso de componentes, que estejam
Instalar soltos sobre motor ou ferramentas que
estejam apoiadas sobre o mesmo,
devem ser retiradas antes de se iniciar
o giro do motor no cavalete.

• Girar o motor 180º, mantendo-o com o cárter


para cima.
• Soltar o parafuso (1) de fixação da tampa (2) à
carcaça do volante do motor.
• Remover a tampa (2) no sentido da SETA.

• Instalar os novos parafusos de fixação (1)


restantes.

344 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Instalar a BR-958 Travar a BR-958

• Verificar se a Ferramenta para girar o motor. [36]


está travada com pino (2). Caso não esteja,
travar para que o volante esteja imobilizado no
momento do aperto dos parafusos de fixação.

Apertar os parafusos

• Posicionar e encaixar a Ferramenta para girar


o motor. [36] (1), na abertura da carcaça (2) do
volante do motor.

Fixar a BR-958

• Apertar os parafusos de fixação (1) com 1º aperto,


100 Nm (10 kgf.m).
• Apertar os parafusos de fixação (1) com Aperto
final a 90°.

Remover a BR-958

• Rosquear os parafusos (2) de fixação, que


acompanham a Ferramenta para girar o
motor. [36] (1).
• Fixar a Ferramenta para girar o motor. [36] (1) na
carcaça do volante do motor.

• Remover o parafuso (2).


• Remover a Ferramenta para girar o motor. [36]
(1) da carcaça do volante do motor (3).

A8 (1)br 1ª Edição 345


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover o rolamento do eixo piloto


Desmontar o anel retentor

• Instalar a tampa (2) na carcaça do volante do


motor, conforme indicado na ilustração pela seta.
• Instalar o parafuso (1), encostando-o. • Remover o anel retentor (2), com alicate de anéis
internos (1).

Montar o dispositivo de extração

• Montar a Garra [34] (1) juntamente com o


adaptador (2) no Martelete [32] (3).

Posicionar a ferramenta no rolamento do eixo


piloto

• Posicionar o conjunto da ferramenta especial (2),


de modo que a garra (1) fixe na parte traseira do
rolamento do eixo piloto (3).

346 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover o rolamento do eixo piloto Instalar o rolamento do eixo piloto


Posicionar e instalar o rolamento do eixo piloto

Nota
O rolamento do eixo piloto, sempre que • Instalar o rolamento do eixo piloto (1), utilizando
removido, deve ser obrigatoriamente o Colocador [35] (2) e o Mandril [33] (3) até o
substituído. batente para dentro do volante.
ATENÇÃO
Risco de dano ao volante Instalar o anel retentor
• Nunca bater somente de um lado da
pista do rolamento, pois o componente
poderá travar causando atraso na
execução do trabalho e até danos ao
volante.

• Remover e descartar o rolamento do eixo piloto


batendo o Martelete [32] (2), no sentido da seta
da ilustração.

• Colocar o anel retentor (2) com alicate de anéis


internos (1).

A8 (1)br 1ª Edição 347


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

PISTÃO E BIELA

Pistão com a biela - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Protetores para as conexões da unidade de filtragem de combustível e tubos de combustível (KSC),
ver 155
– Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação, ver 156
– Protetores dos injetores e duto de pressão, ver 125
– Injetores e duto de pressão - remoção e instalação, ver 126
– remoção e instalação o tubo de admissão, ver 205
– Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação, ver 275
– Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio com radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação, ver 177
– Alternador - remoção e instalação, ver 97
– Módulo EGR - remoção e instalação, ver 211
– Regulagem da folga das válvulas, ver 251
– Cabeçote - remoção e instalação, ver 239
– Realizar a sangria do sistema de combustível, consultar Manual de Operação

(1) Parafusos (7) Anel trapezoidal


(2) Capa da biela (8) Anel chanfrado
(3) Biela (9) Anel raspador de óleo com duplo
(4) Anel trava chanfrado
(5) Pino do pistão

(6) Pistão

A8 (1)br 1ª Edição 349


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Dados técnicos
Capa da biela, parafuso (1) ................................... M10x60 (E14)8..................... 1º aperto, 50 Nm (5 kgf.m)
Capa da biela, parafuso (1) ................................... M10x60 (E14) ................................... Aperto final a 90°

Biela
Comprimento da biela, do centro da pino do pistão ao centro do casquilho da biela .............. 196 ± 0,02 mm
Diâmetro interno da bucha do pino do pistão ..............................................................Ø 44.00 + 0,066 mm
Diâmetro interno do mancal da biela (sem os casquilhos) ......................................... Ø 74,000 - 74,019 mm
Folga axial da biela........................................................................................................ 0,220 - 0,520 mm

Casquilho da biela
Diâmetro interno do mancal da biela (com os casquilhos) ........................................ Ø 70,050 - 70,069 mm
Diâmetro interno do mancal da biela (com os casquilhos) I ....................................... Ø 69.950 - 69,969 mm
Nível de reparo 1 do casquilho da biela ................................................................... Ø 69,800 - 69,819 mm
Diferença de peso por conjunto de hastes de biela de um motor................................................. máx. 50 g
Folga radial da biela ...................................................................................................... 0,026 - 0,088 mm

Espessura do casquilho da biela


Espessura do casquilho da biela ................................................................................................1,975 mm
Espessura do casquilho da biela I ..............................................................................................2,025 mm
Espessura do casquilho da biela I ..............................................................................................2,100 mm

Diâmetro do pistão Ø 108 mm


D1 - medido 17 mm acima do canto inferior do pistão...............................................107,851 - 107,860 mm
D2 - medido 59 mm acima do canto inferior do pistão...............................................107,726 - 107,735 mm
D3 - medido 84,9 mm acima do canto inferior do pistão............................................107,564 - 107,573 mm
D4 - medido 96,7 mm acima do canto inferior do pistão............................................106,151 - 106,160 mm

Altura do pistão Ø 108 mm


Altura do pistão .......................................................................................................................103,00 mm
Distância do centro do pino do pistão até a cabeça do pistão - nível 0 .........................................63,90 mm
Altura do pistão, medida I ........................................................................................................102,85 mm
Distância do centro do pino do pistão até a cabeça do pistão - nível 1 .........................................63,85 mm
Altura do pistão, medida inferior II ............................................................................................102,65 mm
Distância do centro do pino do pistão até a cabeça do pistão - nível 2 .........................................63,65 mm

Anel do pistão (anel trapezoidal)


Altura do anel do pistão ........................................................................................ 3 mm (medida nominal)
Largura do anel do pistão ......................................................................................................4,5 - 4,7 mm
Folga entre pontas............................................................................................................. 0,30 - 0,55 mm

Anel do pistão (anel chanfrado)


Altura do anel do pistão ................................................................................................... 2,478 - 2,50 mm
Largura do anel do pistão .................................................................................................. 4,25 - 4,60 mm
Folga entre pontas............................................................................................................. 0,30 - 0,50 mm
Folga axial na ranhura do anel do pistão ..................................................................................... 0,15 mm

Anel raspador de óleo com duplo chanfrado


Altura do anel do pistão ............................................................................................ 3 mm (valor nominal)
Largura do anel do pistão .................................................................................................. 3,40 - 3,65 mm
Folga entre pontas............................................................................................................. 0,30 - 0,60 mm
Folga axial na ranhura do anel do pistão ..................................................................................... 0,15 mm

Pino do pistão
Diâmetro do pino do pistão .......................................................................................Ø 43,994 - 44,00 mm
Folga do pino do pistão (radial) na biela............................................................................ 0,05 - 0,072 mm
Folga do pino do pistão (radial) no pistão........................................................................ 0,006 - 0,021 mm

Ressalto do pistão
Ressalto do pistão, da face superior do bloco de cilindros para a cabeça do pistão .......... 0,087 - 0,389 mm

8 (E14) - medida do soquete Torx

350 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Peso do pistão
Diferença de peso dos pistões por conjunto de motor................................................................. máx. 40 g

Informações importantes
ATENÇÃO
As superfícies fraturadas são delicadas e estão sujeitas a quebras.
• Em caso de dano das superfícies fraturadas das bielas, a biela deve ser substituída.
• Proteger as superfícies fraturadas contra danos por objetos pontiagudos.
• Limpar as superfícies fraturadas das bielas somente com produto de limpeza novo.
• Secar as superfícies fraturadas com ar comprimido após a limpeza.
• Partículas que se soltaram durante a lavagem não podem entrar no motor.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas especiais

[38] Alicate BR-617/00

• Remover e instalar os anéis de segmento do


pistão

A8 (1)br 1ª Edição 351


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover pistão e biela Pistão - desmontagem e verificação


Remover a capa da biela Remover o mancal do pistão

• Fixar a biela do conjunto pistão e biela, em uma


ATENÇÃO
morsa com mordentes.
As superfícies fraturadas são frágeis
• Identificar o pistão (3), o mancal do pistão (2) e a
e estão sujeitas a quebras.
haste da biela (5) um em relação ao outro.
• Em caso de dano das superfícies
• Soltar os anéis de segurança (1) e (4).
fraturadas da biela, a biela deve ser
• Empurrar o mancal do pistão (2) para fora do
substituída.
pistão (3).
• Proteger as superfícies fraturadas
• Soltar o pistão (3) da haste da biela (5).
contra danos por objetos pontiagudos.
Verificar o diâmetro do pistão
• Identificar a capa da biela (2) e o casquilho da
biela (1) em relação à sua posição de montagem
e correspondência.
• Remover os parafusos da capa da biela.
• Retirar a capa da biela (2) com o casquilho da
biela (1).
• Empurrar para fora o pistão e a biela em direção
ao cabeçote.

Remover o pistão

Nota
O micrômetro deve ser posicionado na
saia do pistão.

• Verificar o diâmetro do pistão, utilizando um


micrômetro .
• Fazer a medição na linha de centro dos
apalpadores do micrômetro, considerando a cota
B.
• Marcar a posição de montagem e instalação do • O valor da altura da cota B é medido 17 mm
pistão (2) no bloco de cilindros (1). acima do canto inferior do pistão.
• Retirar o pistão (2) com a biela para cima e para O diâmetro permitido do pistão é de :
fora do bloco de cilindros (1).
ver Diâmetro do pistão Ø 108 mm, 350.

Se o diâmetro externo estiver fora da tolerância,


selecionar um novo pistão.

352 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Verificar o diâmetro do pino do pistão Remover os anéis de pistão

• Verificar o diâmetro do pino do pistão (1) com o


ATENÇÃO
micrômetro (2).
Os anéis de pistão podem quebrar
O diâmetro permitido do pino do pistão (1) é de
• Remover os anéis de pistão, utilizando
Ø 43,994 - 44,00 mm.
um alicate adequado.
Se o diâmetro externo estiver fora da tolerância,
o pistão e o pino do pistão (1), devem ser • Remover os anéis de pistão (2), utilizando o
substituídos. Alicate [38] (1) do pistão (3).
• Limpar cuidadosamente as ranhuras dos anéis
Verificar a folga axial dos anéis do pistão de pistão.

Nota
Não é possível medir a folga axial no
anel trapezoidal.

• Verificar a folga axial entre os anéis do pistão


(1) e (2) e o pistão (3), utilizando um cálibre de
lâminas (4).
A folga axial permitida do anel raspador de óleo
(2) é de 0,15 mm.

A folga axial permitida do anel chanfrado (1) é de


0,15 mm.

Se as folgas axiais estiverem fora da tolerância, o


pistão (3) com os anéis (1) e (2) e o anel trapezoidal
devem ser substituídos.

A8 (1)br 1ª Edição 353


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Verificar a folga entre pontas

• Com o anel (3) posicionado no cilindro (1),


verificar a folga entre as pontas do anel (3).
• Utilizar um cálibre de lâminas (2).
A folga entre pontas permitida do anel trapezoidal
é de 0,30 - 0,55 mm.

A folga entre pontas permitida do anel chanfrado é


de 0,30 - 0,50 mm.

A folga entre pontas permitida do anel raspador de


óleo é de 0,30 - 0,60 mm.

Se a folga entre pontas estiver fora da tolerância,


os anéis de pistão devem ser substituídos.

Nota
A folga entre pontas só pode ser
verificada se o diâmetro interno do
cilindro estiver correto, caso contrário
o resultado da medida da folga entre
pontas pode ser distorcido.
Verificar o diâmetro interno do cilindro.
ATENÇÃO
Repetir o procedimento descrito
abaixo:
• Para os demais anéis de um mesmo
pistão no cilindro correspondente.
• Para os demais pistões e cilindros.

• Inserir o anel de pistão (2) no cilindro.


• Girar o pistão 180º e encaixar a região da
canaleta do anel do pistão, sobre o anel do pistão
(2).
• Abaixar o pistão, até que o segundo anel de
compressão no pistão, faça batente na face do
bloco.
• Verificar o nivelamento do anel de pistão (2) no
cilindro, conforme indicado na ilustração.

354 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Verificar biela e casquilho Instalar o pistão e a biela


Verificar a bucha do pino do pistão Instalar os anéis do pistão

• Verificar o diâmetro interno da bucha do pino de


ATENÇÃO
pistão (3), utilizando um súbito (alezâmetro) (2).
Os anéis de pistão podem quebrar
O diâmetro interno permitido para a bucha do pino
• Montar os anéis de pistão, utilizando
do pistão é de Ø 44.00 + 0,066 mm.
um alicate adequado.
Se o diâmetro interno estiver fora da tolerância, a
biela (1) deve ser substituída. • Encaixar os anéis de pistão (2) nas ranhuras
correspondentes do pistão (3), utilizando o
Verificar o diâmetro interno do casquilho da Alicate [38] (1), com a identificação "TOP"
biela apontada para o fundo do pistão.

Instalar o pino do pistão

• Encaixar o casquilho superior na biela (2).


• Encaixar o casquilho inferior na capa da biela (3).
• Prender os parafusos da biela e apertar com • Prender novo anel de retenção (4) na ranhura
1º aperto, 50 Nm (5 kgf.m). no pistão (3).
• Verificar o diâmetro interno do casquilho da biela • Colocar o pistão (3) conforme a identificação
(1), utilizando um súbito (alezâmetro) (4). sobre a biela (5).
O diâmetro interno permitido para o casquilho da • Lubrificar o pino do pistão (2) com uma fina
biela é de Ø 70,050 - 70,069 mm. camada de óleo limpo de motor.
• Empurrar o pino de pistão (2, conforme a
Se o diâmetro interno estiver fora da tolerância, os identificação, até o fim do curso através do pistão
casquilhos da biela devem ser substituídos. (3) e da biela (5).
• Inserir o novo anel retentor (1) na ranhura no
pistão (3).
• Verificar se os anéis retentores (1) e (4) estão
fixados corretamente.
Se os anéis retentores (1) e (4) não estiverem
corretamente encaixados, soltar e prender
novamente os anéis retentores (1) e (4).

A8 (1)br 1ª Edição 355


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Alinhar as aberturas dos anéis dos pistões Instalação do pistão no cilindro do bloco do
motor

• Alinhar os anéis dos pistões alternadamente, em


120°, um em relação ao outro. Nota
Sobre a superfície do pistão há uma seta
de montagem. Durante a montagem, a
seta deve apontar para a bomba d’água.

• Posicionar o colo da árvore de manivelas de cada


cilindro em PMI.
• Alinhar os anéis dos pistões alternadamente em
120° um em relação ao outro.
• Lubrificar o casquilho superior da cabeça da
biela, com uma fina camada de óleo limpo de
motor.
• Encaixar o casquilho da biela superior na haste
da biela.
• Lubrificar o pistão com uma camada fina de óleo
limpo de motor.
• Instalar a cinta para anéis (1) ao redor do pistão,
fechando os anéis.
• Inserir o pistão com a biela para dentro do cilindro
do pistão.
• Empurrar o pistão, utilizando um cabo de madeira
(2), até que o pistão tenha saído da cinta para
anéis (2).
• Pressionar o pistão (1) para dentro do cilindro
no bloco (3), até que a biela com o casquilho da
biela esteja sobre a árvore de manivelas.

356 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Montar a capa da biela Verificar o ressalto do pistão

ATENÇÃO Nota
As superfícies fraturadas são O valor medido é a diferença entre a
delicadas e estão sujeitas a quebras. leitura na face do bloco e a medida sobre
• Em caso de dano das superfícies a cabeça do pistão.
fraturadas nas hastes de bielas, a biela
deve ser substituída. • Colocar o pistão (4) em PMS.
• Proteger as superfícies fraturadas • Posicionar a base magnética (3) sobre a face do
contra danos por objetos pontiagudos. bloco do motor (1).
• Fixar o relógio comparador (2) na base magnética
• Colocar o casquilho inferior (1) na capa da biela (3).
(2). • Colocar o apalpador (5) do relógio comparador (2)
• Verificar o alinhamento do casquilho inferior (1) sobre o bloco de cilindros (1), fazer a pré-carga
da biela, e se necessário, ajustar. e zerar o relógio.
• Lubrificar o casquilho inferior (1) da biela, com • Colocar o apalpador (5) do relógio comparador
uma camada fina de óleo limpo de motor. (2) sobre o pistão (4).
• Encaixar a capa da biela (2) na biela, conforme • Movimentar a árvore de manivelas para confirmar
identificação. a posição do pistão (4) em PMS, observando o
• Prender os novos parafusos da cabeça da biela visor do relógio comparador.
(3) e apertar com 1º aperto, 50 Nm (5 kgf.m). • Ler o valor medido, indicado no visor do relógio
• Apertar os parafusos da cabeça da biela (3) com comparador (ressalto do pistão).
Aperto final a 90°. A medida excedente do pistão permitida é de 0,087
- 0,389 mm.

A8 (1)br 1ª Edição 357


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

ÁRVORE DE MANIVELAS

Árvore de manivelas - remoção e instalação


Serviços adicionais
– Módulo EGR - remoção e instalação, ver 211
– Coletor de escape - remoção e instalação, ver 227
– Cabeçote - remoção e instalação, ver 239
– Caixa de distribuição - desmontar e montar, ver 287
– Volante do motor - remoção e instalação, ver 339
– Carcaça do volante do motor - remoção e instalação, ver 279
– Pistão com a biela - remoção e instalação, ver 349

(1) Casquilho superior (no bloco de cilindros) (5) Arruela de encosto inferior (Mancal)
(2) Casquilho inferior (no mancal) (6) Árvore de manivelas
(3) Mancal da árvore de manivelas (7) Arruela de encosto superior (Bloco)
(4) Parafuso (8) Bloco de cilindros

A8 (1)br 1ª Edição 359


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Dados técnicos
Mancal da árvore de manivelas, parafuso (4) ......... M14x118-10.9 ............... 1º aperto, 115 Nm (11,5 kgf.m)
Mancal da árvore de manivelas, parafuso (4) ......... M14x118-10.9 ....................................Aperto final a 90°

Árvore de manivelas
Dureza da árvore de manivelas............................................................................................... 53 ± 3 HRC
Convexidade admitida nos colos dos mancais ............................................................................0,004 mm
Folga axial da árvore de manivelas ................................................................................ 0,150 - 0,282 mm
Moentes de biela .................................................................................................... Ø 69,981 - 70,000 mm
Munhões da árvore de manivelas............................................................................ Ø 86,978 - 87,000 mm

Espessura do casquilho do mancal principal


Espessura do casquilho.............................................................................................................. 2,50 mm
Divergência vertical ...................................................................................................................... 0,5 mm
Diâmetro interno do mancal do casquilho................................................................. Ø 89,520 - 89,554 mm

Informações importantes
ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

360 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover a árvore de manivelas


Verificar a folga axial da árvore de manivelas

• Montar a base magnética (2) sobre a face do


bloco de cilindros.
• Posicionar o relógio comparador (1) no eixo da
árvore de manivelas (3).
• Pressionar a árvore de manivelas (3)
horizontalmente, até a posição final, em direção
à carcaça do volante do motor.
• Pressionar o apalpador na árvore de manivelas
(3) e zerar o relógio comparador (1).
• Puxar a árvore de manivelas (3), até a posição
final, em direção ao relógio comparador (1) e
fazer a leitura da diferença.
A folga axial permitida da árvore de manivelas (3) • Observar a identificação da posição dos mancais
é de 0,150 - 0,282 mm. principais:
- no bloco do motor (2), a posição do 1º mancal.
Se a folga axial estiver fora da tolerância, instalar - nos mancais principais (1), estão gravados os
as arruelas de encosto correspondentes. números para a sua posição de montagem.
Remover o mancal principal

Nota
Identificar o casquilho e o mancal
principal, em relação à posição de
montagem e correspondência.

• Soltar e retirar os parafusos (1).


• Retirar o mancal principal (2) e seu casquilho (3).
• Repetir a etapa de trabalho para os demais
mancais.

A8 (1)br 1ª Edição 361


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Remover as arruelas de encosto inferiores e a Remover a árvore de manivelas


capa do mancal

CUIDADO
Risco de ferimentos devido ao grande
peso do componente
• Remover a árvore de manivelas com
cuidado.
ATENÇÃO
Dano à peça por uso de guindaste
inadequado
• Não usar cabos de aço ou outras
ferramentas pontiagudas para retirar a
árvore de manivelas.

• Retirar a árvore de manivelas (2) do bloco do


motor (1), utilizando um dispositivo de elevação
adequado.
• Remover os parafusos de fixação (3).
• Retirar o mancal principal número 4 (2) com as Remover as arruelas de encosto superiores
arruelas de encosto inferiores (1) e (4). (bloco de cilindros)
• Identificar o casquilho do mancal da árvore de
manivelas em relação à posição de montagem e
correspondência.
• Retirar o casquilho.

• Remover as arruelas de encosto superiores (2)


do assento do mancal número 4 (1).
• Identificar as bronzinas do mancal da árvore de
manivelas em relação à posição de montagem e
correspondência e retirar do bloco de cilindros
(1).

362 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Verificar os casquilhos, os mancais e Diâmetro do moente da árvore de manivelas


os colos da árvore de manivelas
Verificar o diâmetro interno do casquilho da
árvore de manivelas

• Limpar o colo da biela na árvore de manivelas (2).


• Verificar o diâmetro externo do colo da biela, na
árvore de manivelas (2), utilizando o micrômetro
(1).
• Encaixar os casquilhos superior e inferior em • Repetir a verificação com deslocamento de 120°.
seus alojamentos, conforme as marcas de • Repetir a medição para cada moente da biela.
referência feitas durante a desmontagem. O diâmetro externo permitido do colo de biela é de
• Colocar a tampa de mancal (3) conforme Ø 69,981 - 70,000 mm .
identificação.
• Prender os parafusos de fixação do mancal da Se o diâmetro externo estiver fora da tolerância, a
árvore de manivelas e apertar com torque de 1º árvore de manivelas deve ser substituída.
aperto, 115 Nm (11,5 kgf.m).
• Verificar a medida interna dos casquilhos (2) Diâmetro do munhão da árvore de manivelas
da árvore de manivelas, utilizando o súbito
(alezâmetro) (1).
• Executar o procedimento de medida para todos
os mancais principais da árvore de manivelas.
• Repetir a verificação com deslocamento de 120°.
• Verificar o valor obtido, Ø 89,520 - 89,554 mm.
Se o diâmetro interno estiver fora da tolerância,
os casquilhos da árvore de manivelas devem ser
substituídos.
• Após o procedimento da medição, remover os
mancais principais (3).

• Limpar o munhão da árvore de manivelas (2).


• Verificar o diâmetro do colo do munhão da árvore
de manivelas (2), utilizando um micrômetro (1).
• Repetir a verificação com deslocamento de 120°.
O diâmetro externo permitido do munhão da árvore
de manivelas é de Ø 86,978 - 87,000 mm.

Se o diâmetro externo estiver fora da tolerância, a


árvore de manivelas deve ser substituída.

A8 (1)br 1ª Edição 363


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Instalar a árvore de manivelas Montar as arruelas de encosto superiores

Encaixar a árvore de manivelas

Nota
Observar a posição de montagem e
CUIDADO instalação.
Risco de ferimentos devido ao grande
peso do componente
• Instalar a árvore de manivelas com • Lubrificar as arruelas de encosto superiores (2),
cuidado. com uma camada fina de óleo limpo de motor.
• Encaixar as arruelas de encosto superiores (2)
ATENÇÃO no mancal 4 da árvore de manivelas (1).
Dano à peça por uso de guindaste • Manter as ranhuras de lubrificação viradas para a
inadequado árvore de manivelas (1), entre o bloco de cilindros
• Não usar cabos de aço ou outras e a árvore de manivelas (1).
ferramentas pontiagudas para • Encaixar as arruelas de ajuste (2) no local de
manusear a árvore de manivelas. montagem, pressionando-as levemente.

• Encaixar os casquilhos superiores da árvore de


manivelas (2), em seus alojamentos no bloco de
cilindros (1).
• Lubrificar os casquilhos superiores da árvore de
manivelas (2), com uma camada fina de óleo de
motor limpo.
• Abaixar a árvore de manivelas (2) com cuidado,
utilizando um dispositivo de elevação adequado.
• Apoiar a árvore de manivelas sobre os
casquilhos, no bloco de cilindros (1).

364 A8 (1)br 1ª Edição


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Instalar as arruelas de encosto inferiores Identificar a posição dos demais mancais

• Lubrificar o casquilho do mancal principal número


4 (2) e as arruelas de encosto (1) e (4), com uma
camada fina de óleo limpo de motor.
• Encaixar o casquilho no mancal principal número
4 (2).
• Encaixar as arruelas de encosto (1) e (4) na
capa do mancal principal número 4 (2). com as
ranhuras de lubrificação viradas para a árvore
de manivelas.
• Instalar o mancal principal número 4 (2), com as
arruelas de encosto (1) e (4).
• Lubrificar as superfícies de contato das roscas
dos novos parafusos (3), com uma camada fina
de óleo limpo de motor.
• Prender manualmente os novos parafusos (3) do
mancal número 4 (2). Nota
Instalar os demais mancais principais,
seguindo a identificação no bloco de
cilindros

• Observar a identificação da posição dos mancais


principais:
- no bloco do motor (2), a gravação identificando
a posição do 1º mancal.
- nos mancais principais (1), estão gravados os
números para a sua posição de montagem.

A8 (1)br 1ª Edição 365


MECANISMO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Apertar os parafusos dos mancais principais Verificar a folga axial da árvore de manivelas

• Instalar os casquilhos (3) nos demais mancais • Montar a base magnética (2) sobre a face do
principais (2) e apertar os parafusos (1), bloco de cilindros.
manualmente. • Posicionar o relógio comparador (1) no eixo da
• Apertar os parafusos de fixação com torque de 1º árvore de manivelas (3).
aperto, 115 Nm (11,5 kgf.m). • Pressionar a árvore de manivelas (3)
• Aplicar o giro final nos parafusos de fixação com horizontalmente, até a posição final, em direção
Aperto final a 90°. à carcaça do volante do motor.
• Verificar se a árvore de manivelas gira facilmente. • Pressionar o apalpador na árvore de manivelas
Caso a árvore de manivelas não gire ou gire com (3) e zerar o relógio comparador (1).
dificuldade, é necessário desmontar a árvore de • Puxar a árvore de manivelas (2), até a posição
manivelas com os respectivos casquilhos. final, em direção ao relógio comparador (1) e
fazer a leitura da diferença.
Verificar a árvore de manivelas e os casquilhos A folga axial permitida da árvore de manivelas (2)
novamente e, se necessário, substituir os é de 0,150 - 0,282 mm.
casquilhos da árvore de manivelas.
Se a folga axial estiver fora da tolerância, instalar
as arruelas de encosto correspondentes.

366 A8 (1)br 1ª Edição


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

(1) Retentor dianteiro da árvore de manivelas (4) Retentor traseiro da árvore de manivelas
(2) Tampa da caixa de distribuição (5) Carcaça do volante do motor
(3) Caixa de distribuição

A8 (1)br 1ª Edição 367


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

RETENTOR DIANTEIRO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Retentor dianteiro da árvore de manivelas - remoção e instalação

(1) Tampa da caixa de distribuição (3) Retentor dianteiro da árvore de manivelas


(2) Caixa de distribuição

Informações importantes
ATENÇÃO
Se um anel retentor de PTFE entrar em contato com óleo ou graxa antes da montagem,
este deverá ser descartado.
• Limpar a árvore de manivelas e a ferramenta de instalação antes da montagem.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

A8 (1)br 1ª Edição 369


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Ferramentas Especiais

[39] Extrator/colocador BR-956

• Remover e instalar o retentor dianteiro.

370 A8 (1)br 1ª Edição


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Retentor dianteiro da árvore de Remover


manivelas
Instalar a BR-956

• Fixar o fuso (1) do Extrator/colocador [39] na


árvore de manivelas, através dos parafusos (3).
• Instalar os parafusos (4) nos furos feitos com a
• Fixar o fuso do Extrator/colocador [39] (1), através broca na face de contato do retentor, fixando-os
dos parafusos (3) na árvore de manivelas. firmemente.
• Girar o fuso, até que a face do Extrator • Girar o fuso (1) no sentido horário para remover
/colocador [39] (1) esteja apioada no retentor na o retentor dianteiro da tampa (2).
tampa (2).

• Remover o retentor (2), que está fixado na face


do Extrator/colocador [39] (3) do fuso (1).

Limpar o alojamento do retentor

• Posicionar o Extrator/colocador [39] sobre a face


do retentor dianteiro, rosqueando-o.
• Utilizar uma furadeira (2) e uma broca (1),
para furar a face do retentor, através dos furos
dispostos no Extrator/colocador [39] . • Limpar o alojamento do retentor (1), eliminando
as limalhas (resíduos).

A8 (1)br 1ª Edição 371


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Instalar

• Posicionar o novo retentor na face do eixo da


árvore de manivelas e da tampa (2).
• Instalar o Extrator/colocador [39] (1), fixando-o
através dos parafusos (3) na árvore de manivelas.
• Encaixar o novo retentor, girando o fuso (1) da
ferramenta no sentido anti-horário.

372 A8 (1)br 1ª Edição


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

RETENTOR TRASEIRO DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Retentor traseiro da árvore de manivelas - remoção e instalação

(1) Carcaça do volante do motor (2) Retentor traseiro da árvore de manivelas

Informações importantes
ATENÇÃO
Se um anel retentor de PTFE entrar em contato com óleo ou graxa antes da montagem,
este deverá ser descartado.
• Limpar a árvore de manivelas e a ferramenta de instalação antes da montagem.

ATENÇÃO
Danos aos componentes por conexões parafusadas incorretamente
• Caso parafusadeiras de impacto sejam utilizadas, estas somente podem ser utilizadas com
aperto inicial de no máx. 50% do valor do torque de aperto indicado.
• O aperto final deve ocorrer sempre manualmente, utilizando o torquímetro.

Ferramentas Especiais

[40] Extrator/colocador BR-955

• Remover e instalar o retentor traseiro.

A8 (1)br 1ª Edição 373


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Retentor traseiro da árvore de


manivelas
Anel trava - Remover

• Remover o anel trava (2), utilizando um alicate


para anéis internos (1).

Instalar a BR-955

• Posicionar oExtrator/colocador [40] sobre a face


do retentor dianteiro, rosqueando-o.
• Utilizar uma furadeira (2) e uma broca (1),
para furar a face do retentor, através dos furos
dispostos noExtrator/colocador [40] .

Remover

• Instalar o fuso (1) do Extrator/colocador [40] (2),


fixando-o através dos parafusos (3) na árvore de
manivelas.

• Fixar o fuso (1) do Extrator/colocador [40] (2) na


árvore de manivelas, através dos parafusos (3).
• Instalar os parafusos (4) nos furos feitos com a
broca na face de contato do retentor, fixando-os
firmemente.
• Girar o fuso (1) no sentido horário para remover
o retentor traseiro da tampa (2).

374 A8 (1)br 1ª Edição


RETENTORES DA ÁRVORE DE MANIVELAS

Instalar

• Remover o retentor (3), que está fixado na face


Nota
do Extrator/colocador [40] (2) do fuso (1).
Verificar a correta instalação do retentor,
Limpar o alojamento do retentor que deve ficar com a face plana
do retentor com a mesma altura na
circunferência.

• Posicionar o novo retentor na face da árvore de


manivelas e na carcaça do volante.
• Instalar o Extrator/colocador [40] (1), fixando-o
através dos parafusos (3) na árvore de manivelas.
• Girar o fuso (1) do Extrator/colocador [40]
(2) no sentido anti-horário, que forçará o
Extrator/colocador [40] (2) contra o retentor,
instalando-o.

Anel trava - Instalar

• Instalar o anel trava (2), utilizando um alicate (1).

• Limpar o alojamento do retentor (1) e a parte


inferior interna da carcaça do volante, eliminando
as limalhas (resíduos).

A8 (1)br 1ª Edição 375


DADOS TÉCNICOS

DADOS TÉCNICOS

Transportar, fixar no suporte e no cavalete


Parafuso (4) ......................................................... M8x40-10.9 ......................................13 Nm (1,3 kgf.m)
Parafuso (9) ......................................................... M10x20 ............................................55 Nm (5,5 kgf.m)

Sistema elétrico do motor - remoção e instalação


Válvula de processo (Moduladora) (1), parafuso .... M5x12 (x2) ........................................ 8 Nm (0,8 Kgf.m)
Cilindro de acionamento da válvula EGR (2), porca........................................................... 30 Nm (3 Kgf.m)
Válvula proporcional da EGR (3), parafuso ........... M8x55 (x3) ...................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de rotação da árvore de manivelas (4),
parafuso .............................................................. M6x16 ............................................. 13 Nm (1,3 Kgf.m)
Sensor de pressão da unidade de filtragem de combustível KSC (5) ............................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de temperatura do coletor de admissão (6)......................................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de temperatura do módulo EGR (7) ................................................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Sensor de pressão do módulo de óleo (8)...................................................................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Unidade de dosagem do jato de combustível (9),
parafuso .............................................................. M5x20 (x3) .........................1º aperto, 4 Nm (0,4 Kgf.m)
Unidade de dosagem do jato de combustível (9),
parafuso .............................................................. M5x20 (x3) ................... Aperto final a 7 Nm (0,7 Kgf.m)
Sensor de pressão de admissão (10), parafuso ..... M6x16 (x2) .......................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Sensor de pressão do common rail (11)............................................................................ 70 Nm (7 Kgf.m)
Sensor de rotação do eixo comando de válvulas
(12), parafuso ...................................................... M6x16 ............................................. 13 Nm (1,3 Kgf.m)

Chicote - remoção e instalação


Porca do terminal garfo......................................... M5 .....................................................5 Nm (0,5 kgf.m)
Porca do borne B+ ............................................... M8 ...................................................13 Nm (1,3 kgf.m)
Porca do borne 30 ................................................ M10..................................................24 Nm (2,4 kgf.m)
Porca da central elétrica ....................................... M6 .....................................................8 Nm (0,8 kgf.m)
Porca da central elétrica ....................................... M8 ...................................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Parafuso do compartimento de cabos.................... M8 ................................................ 1,8 Nm (0,18 kgf.m)

Ventilador do radiador - Remoção e instalação


Flange intermediário, parafuso (3) ......................... M8x20 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Acoplamento do ventilador, porca (6)............................................................................. 22 Nm (2,2 Kgf.m)
Ventilador, parafuso (2)................................................................................................. 22 Nm (2,2 Kgf.m)

Tubo do líquido de arrefecimento - remoção e instalação


Tubo do líquido de arrefecimento, parafuso (2) ...... M8x80 (x2) ...................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Tubo do líquido de arrefecimento, parafuso ........... M8x95 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)

Carcaça e válvula termostática - remoção e instalação


Tubo de saída do líquido de arrefecimento,
parafuso (1) ......................................................... M8x60 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Válvula termostática (4), temperatura de abertura .............................................................................. 83ºC
Luva roscada (5) .................................................. M14x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Carcaça da válvula termostática, parafuso (7)........ M8x65 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Paraf. abraçadeira dos tubos de líq. de arrefec...... M6x20 ............................................ 12 Nm (1,2 Kgf.m)
Compressor de ar, parafuso oco da tubulação de líquido de arrefecimento...................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Compressor de ar, porca capa da tubulação de líquido de arrefecimento......................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)

Bomba d’água - remoção e instalação


Polia da bomba d’água, parafuso (1) ..................... M8x12 (x3) .......................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bomba d’água, parafuso (3) .................................. M8x70 (x5) .......................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bomba d’água, parafuso (3) .................................. M8x100 (x3) .....................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bomba d’água, conexão roscada giratória (parafuso oco) (6)...........................................30 Nm (3,0 kgf.m)
Compressor de ar, parafusos oco das tubulações de entrada e retorno de líquido de arrefecimento ...45 Nm
(4,5 kgf.m)
Compressor de ar, porcas capa das tubulações de entrada e retorno de líquido de arrefecimento ......45 Nm
(4,5 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 377


DADOS TÉCNICOS

Correia do alternador - remoção e instalação


Tensor da correia poli-V (3), parafuso .................... M10x70-10.9.....................................47 Nm (4,7 kgf.m)

Acionamento do alternador e da bomba d’água - remoção e instalação


Polia da correia poli-V, parafuso (4) ....................... M16x1,5x45-8.8 9 ............. 1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Polia da correia poli-V, parafuso (4) ....................... M16x1,5x45-8.8 10 .............................Aperto final a 90°
Acionamento da polia, parafuso (6) ....................... M10x35-8.8 ......................................45 Nm (4,5 kgf.m)

Acionamento do alternador e da bomba d’água- desmontagem e montagem


Carcaça, parafuso (1) ........................................... M10x35-8.8 ......................................45 Nm (4,5 kgf.m)
Polia da correia Poli-V, parafuso (12) .................... M16x1,5x45-8.8 11 ........... 1° aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Polia da correia Poli-V, parafuso (12)..................... M16x1,5x45-8.8 12 ............................. aperto final a 90°

Compressor de ar e Bomba da direção hidráulica - remoção e instalação


Bomba da direção hidráulica, parafuso (5) ............. M10x25 (x2) - Allen .......................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Compressor de ar, parafuso (7) ............................. M12x75 (x3) ................................. 110 Nm (11,0 Kgf.m)
Parafuso do suporte no bloco do motor (8) ............ M8x60 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Parafuso do suporte inferior no compressor........... M8x45 (x2) ...................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Parafuso oco das tubulações de entrada e retorno de líquido de arrefecimento ............... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Parafuso da abraçadeira da tubulação de admissão do compressor................................ 22 Nm (2,2 Kgf.m)
Paraf. da abraçadeira dos tubos de líq. de arref..... M6x20 ............................................. 12 Nm (1,2 Kgf.m)
Válvula de alívio do compressor de ar (1) .............. M26x1,5 .......................................... 95 Nm (9,5 Kgf.m)
Pressão de abertura da válvula de alívio do compressor de ar (1) .................................................... 17 bar

Compressor de ar - Desmontar e montar


Válvula de alívio de pressão (1) ............................ M26x1,5 ..........................................100 Nm (10 kgf.m)
Cotovelos roscados (2), (3) ................................... M26x1,5 ..........................................100 Nm (10 kgf.m)
Parafuso (7) ......................................................... M18x1,5x80 ..................... 1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Parafuso (7) ......................................................... M18x1,5x80 .......................................Aperto final a 90°

Alternador - remoção e instalação


Porca de fixação (3) da polia da correia Poli-V (3) .. M16x1,5 ...........................................80 Nm (8,0 kgf.m)
Porca de fixação do borne B+ no alternador (4) ..... M8 ...................................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Suporte do alternador, parafuso ............................ M10x25-10.9.....................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Suporte do alternador, parafuso ............................ M10x65-10.9.....................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Alternador, parafuso ............................................. M10x110-10.9 ...................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Alternador, parafuso ............................................. M12x40-10.9....................................120 Nm (12 kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M14x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Abraçadeira da tubulação de arrefecimento ........... M6x20-10.9 ......................................12 Nm (1,2 kgf.m)

Alternador - remoção e instalação


Tensão de funcionamento do alternador (4) ........................................................................................28 V
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB1 80A ...................................35 A com 1800 1/min
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB1 80A ...................................80 A com 6000 1/min
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB2 110A..................................40 A com 1800 1/min
Tensão de carga do alternador (4) ......................... NCB2 110A................................ 110 A com 6000 1/min

Motor de partida - remoção e instalação


Parafuso (3) ......................................................... M10x35-10.9.....................................70 Nm (7,0 kgf.m)
Porca (4).............................................................. M10..................................................70 Nm (7,0 kgf.m)
Motor de partida borne B+ .................................... M10..................................................24 Nm (2,4 kgf.m)
Número de dentes do impulsor do motor de partida (2)...........................................................................12
Potência nominal do motor de partida (2)......................................................................... 5,0 kW com 24 V

Injetores e duto de pressão - remoção e instalação


Parafuso (2) ......................................................... M8x45 ................................ 1º aperto, 2 Nm (0,2 kgf.m)
Parafuso (2) ......................................................... M8x45 ............................Aperto final a 30 Nm (3 kgf.m)
Porcas do duto de pressão (caneta) do injetor ....... M22x1,5 .............................. 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m)

9 (LH, rosca esquerda)


10 (LH, rosca esquerda)
11 (LH, rosca esquerda)
12 (LH, rosca esquerda)

378 A8 (1)br 1ª Edição


DADOS TÉCNICOS

Porcas do duto de pressão (caneta) do injetor ....... M22x1,5 ...................... Aperto final a 55 Nm (5,5 kgf.m)
Porcas dos terminais do chicote do injetor ............. M4 ..................................................1,5 Nm (0,1 kgf.m)
Console dos injetores, parafuso ............................ M8x35 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de alta pressão (7) ....................................... M14x1,5 .............................. 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão (7) (primeiro uso) ................. M14x1,5 ............................................Aperto final a 60°
Tubo de alta pressão (7) (reutilização) ................... M14x1,5 ............................................Aperto final a 30°
Tubo de retorno de combustível, parafuso oco....... M14x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de alta pressão (Rail) (5), parafuso ........................................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Sensor de pressão do rail (6) ................................ M18x1,5 ............................................. 70 Nm (7 kgf.m)
Válvula de alívio da pressão.................................. M18x1,5 ..........................................100 Nm (10 kgf.m)

Bomba de alta pressão - remoção e instalação


Porca de fixação (9) ............................................. M18x1,5 ....................................... 105 Nm (10,5 kgf.m)
Porca de fixação (2) ............................................. M8 ..................................................... 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso de fixação (6)......................................... M8x40 ................................................ 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso de fixação (4)....................................................................................................8 Nm (0,8 kgf.m)
Tubo de alta pressão ............................................ M14x1,5 ..............................1. Aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão (primeiro uso) ...................... M14x1,5 ............................................Aperto final a 60°
Tubo de alta pressão (reutilização) ..................................................................................Aperto final a 30°
Distanciador.................................................................................................................... 55 Nm (5 kgf.m)
Válvula limitadora de pressão ............................... M14x1,5 ............................................. 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M14x1,5 ............................................. 30 Nm (3 kgf.m)
Quantidade de combustível na bomba de alta pressão (7) ................................................................. 60 ml
Bujão de abastecimento da bomba de alta pressão (7)....................................................18 Nm (1,8 kgf.m)

Unidade dosadora e bomba de engrenagens


Quantidade de combustível na bomba de alta pressão (4) ................................................................. 60 ml
Parafuso (6) ......................................................... M5x20 ................................1º aperto, 4 Nm (0,4 Kgf.m)
Parafuso (6) ......................................................... M5x20 .......................... Aperto final a 7 Nm (0,7 Kgf.m)
Parafuso (8) ......................................................... M6x1,5x36......................................... 8 Nm (0,8 Kgf.m)
Bujão de abastecimento da bomba de alta pressão (4)................................................... 18 Nm (1,8 Kgf.m)
Porca (1).............................................................. M18x1,5-8,8 ................................ 105 Nm (10,5 Kgf.m)

Unidade de filtragem de combustível (KSC) - remoção e instalação


Parafuso de fixação (4)......................................... M8x40-10.9 ..................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M14x1,5 ............................................. 30 Nm (3 kgf.m)
Parafuso oco........................................................ M10x1,5 ............................................. 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão ............................................ M14x1,5 .............................. 1º aperto, 10 Nm (1 kgf.m)
Tubo de alta pressão (primeiro uso) ...................... M14x1,5 ............................................Aperto final a 60°
Tubo de alta pressão (reutilização) ........................ M14x1,5 ............................................Aperto final a 30°

Unidade de filtragem de combustível (KSC) - Filtro de combustível - desmontar e montar


Tampa (11)....................................................................................................................10 Nm (1,0 kgf.m)
Tampa (2) .....................................................................................................................20 Nm (2,0 kgf.m)
Sensor de pressão (5) ......................................... M14 x1,5 ..........................................25 Nm (2,5 kgf.m)
Válvula de saída de água (6)............................................................................................2 Nm (0,2 kgf.m)

Módulo de comando do motor - remoção e instalação


Parafuso de fixação (5)......................................... M6x35-10.9 ...................................... 11 Nm (1,1 kgf.m)
Parafuso de fixação (3)......................................... M8x40-10,9 ......................................13 Nm (1,3 kgf.m)

Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio sem radiador do ar de admissão) -


remoção e instalação
Abraçadeira de perfil (3)........................................ M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubo de admissão, parafuso (2) .....................................................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de admissão do compressor de ar, parafuso...........................................................22 Nm (2,2 kgf.m)
Sensor de pressão de admissão, parafuso ............ M6x16 (x2) .......................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Coletor de admissão, parafusos (6) e (7) ............... M8x120; M8x100 e M8x45.................35 Nm (3,5 kgf.m)

Tubos de admissão (versão turbocompressor de duplo estágio com radiador do ar de admissão) -


remoção e instalação
Abraçadeira (3) .................................................... M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 379


DADOS TÉCNICOS

Tubo de admissão do compressor de ar, parafuso...........................................................22 Nm (2,2 kgf.m)


Sensor de pressão de admissão, parafuso .....................................................................15 Nm (1,5 kgf.m)
Tubo de admissão, parafuso (2) .....................................................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Coletor de admissão, parafusos (6) e (7) ............... M8x120; M8x100 e M8x45.................35 Nm (3,5 kgf.m)

Radiador do ar de admissão - remoção e instalação


Abraçadeira (2) .................................................... M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubo de admissão do compressor de ar, parafuso...........................................................22 Nm (2,2 kgf.m)

Turbocompressor de duplo estágio dos gases de escape (versão sem radiador do ar de admissão) -
remoção e instalação
Abraçadeira (20)................................................... M6x50 ................................................6 Nm (0,6 kgf.m)
Tubulação de admissão do compressor de ar,
parafuso (18)........................................................ M8x20 ............................................. 22 Nm (2,2 kgf.m)
Chapa de proteção térmica, parafusos (2) e (5)...... M8x12-8.8 e M8x16-8.8.....................22 Nm (2,2 kgf.m)
Suporte do tubo do escapamento a carcaça do
volante, parafuso (16) ........................................... M8x16 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo do escapamento, prisioneiro (7) .................... M10x80 ........................................Encostar firmemente
Tubo do escapamento, porca (9) / prisioneiro (7).............................................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Suporte cantoneira, parafusos (29) e (30) .............. M8x45-10.9 ......................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubulação da pressão do óleo, parafuso banjo .........................................................................................
Tubulação da pressão do óleo, porca capa (23) ..............................................................25 Nm (2,5 kgf.m)
Tubulação inferior de retorno de óleo, porca capa (24) ....................................................25 Nm (2,5 kgf.m)
Tubulação inferior de retorno de óleo, porca capa (25) ...................................................... 30 Nm (3 kgf.m)
Tubulação do respiro do cárter ao bloco do motor,
parafuso (21)........................................................ M8x85 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubulação do respiro do cárter, parafuso (11)
espaçador............................................................ M8x85 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Turbocompressor, porcas Stover (32) / prisioneiro
coletor ................................................................. M8x25 ................................................ 70 Nm (7 kgf.m)

remoção e instalação o tubo de admissão


Sensor de temperatura do coletor de admissão...... M16x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Coletor de admissão, parafuso.............................. M8x120; M8x100 e M8x45.................35 Nm (3,5 kgf.m)
Tubo de admissão, parafuso ................................. M8x70-10.9 e Mx30-10.9...................35 Nm (3,5 kgf.m)

Apresentação em corte do módulo EGR


Parafuso de fixação do compartimento de cabos.... M8 ................................................ 1,8 Nm (0,18 kgf.m)

Módulo EGR - remoção e instalação


Módulo EGR, parafuso (3) .................................... Mx60-10.9 ........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Válvula proporcional da EGR, parafuso (5) ............ M8x55 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Parafuso da válvula de bloqueio ........................... M8x55-8,8 ........................................27 Nm (2,7 kgf.m)
Sensor de temperatura do módulo EGR -
(lubrificado 8) ....................................................... M16x1,5 ...........................................47 Nm (4,7 kgf.m)
Acoplamento roscado do cilindro de acionamento
da válvula EGR .................................................... M12x1,5 ...........................................12 Nm (1,2 kgf.m)
Luvas roscadas.................................................... M15x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Cilindro de acionamento da válvula EGR, porca ................................................................ 30 Nm (3 kgf.m)

Módulo EGR - remoção e instalação


Cilindro de acionamento da válvula EGR .............. Valor de tensão............................entre 0,75 V a 0,85 V

Coletor de escape - remoção e instalação


Parafuso (10) ....................................................... M8x80-GA ........................ 1º aperto, 25 Nm (2,5 kgf.m)
Parafuso (10) ....................................................... M8x80-GA .............................................. 2º aperto, 45°
Parafuso (10) ....................................................... M8x80-GA .........................................Aperto final a 45°
Parafuso ............................................................. M8x58-GA ........................ 1º aperto, 25 Nm (2,5 kgf.m)
Parafuso ............................................................. M8x58-GA .............................................. 2º aperto, 45°
Parafuso ............................................................. M8x58-GA .........................................Aperto final a 45°
Porca do coletor de escape (11) ............................ M8-GA ..................................27 Nm 27 Nm (2,7 kgf.m)
Parafuso da tampa de bloqueio da EGR ................ M8x55-8,8 ........................................27 Nm (2,7 kgf.m)

380 A8 (1)br 1ª Edição


DADOS TÉCNICOS

Parafuso do suporte de levantamento (6)............... M10x25-GA ..................................... 110 Nm (11 kgf.m)


Chapas de proteção térmica, parafusos................. M8x16-8.8 e M8x12-8.8.....................22 Nm (2,2 kgf.m)

Mecanismo de balancins - remoção e instalação


Folga radial dos balancins.............................................................................................. 0,030 - 0,064 mm
Fixação do mecanismo de balancins, parafuso
(4) ....................................................................... M8x85 ............................................. 24 Nm (2,4 kgf.m)

Cabeçote - remoção e instalação


Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ..................................... 1º Aperto, 80 Nm
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ................................... 2º Aperto, 150 Nm
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ...........................................3º Aperto 90°
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) ...........................................4º Aperto 90°
Parafusos do cabeçote ......................................... 14x153 (E18) .....................................Aperto final a 90°

Cabeçote - remoção e instalação


Altura do cabeçote............................................................................................... 109,85 mm - 110,15 mm

Vedações das hastes das válvulas - remoção e instalação


Folga radial da haste de válvulas (admissão) .................................................................. 0,020 - 0,049 mm
Folga radial da haste de válvulas (saída) ........................................................................ 0,035 - 0,069 mm
Recuo do cabeçote (admissão) ..............................................................................................0,3 - 0,6 mm
Recuo do cabeçote (saída) ....................................................................................................0,6 - 0,9 mm

Regulagem da folga das válvulas


Porcas flangeadas dos parafusos de ajuste (3),
(4), (5) ................................................................ M10x1-8.8 .......................................... 40 Nm (4 kgf.m)
Tampa de válvulas, parafuso................................. M6x31-8.6 ........................................ 11 Nm (1,1 kgf.m)
Folga da válvula de admissão ..................................................................................................... 0,50 mm
Folga da válvula de escape......................................................................................................... 0,50 mm
Medida de ajuste do contra-apoio da EVB ................................................................................... 0,35 mm

Engrenagens da distribuição - Remoção e instalação


Parafuso (6), da engrenagem intermediária 2 (4).... M14x1,75x60-8.8 ........................................................
Porca (9), da engrenagem de acionamento da
bomba de óleo .................................................... M12x1,5-6S ......................................45 Nm (4,5 kgf.m)
Parafuso (11), da engrenagem intermediária 1 (2) .. M14x1,75x45-8.8 .......................... 115 Nm (11,5 kgf.m)
Parafuso (13), da engrenagem da árvore de
manivelas (12) ..................................................... M14x1,5x95-10,9 ............. 1º aperto, 150 Nm (15 kgf.m)
Parafuso (13), da engrenagem da árvore de
manivelas (12) ..................................................... M14x1,5x95-10,9 ...............................Aperto final a 90°
Parafuso (14), da engrenagem do eixo comando
(1) ....................................................................... M10x1,25x38-10,9 ............................65 Nm (6,5 kgf.m)

Engrenagens da distribuição - Remoção e instalação


Folga radial da engrenagem intermediária 1 (2) .............................................................. 0,060 - 0,109 mm
Folga axial da engrenagem intermediária 1 (2)................................................................ 0,200 - 0,280 mm
Folga radial da engrenagem intermediária 2 (4) .............................................................. 0,035 - 0,076 mm
Folga axial da engrenagem intermediária 2 (4)................................................................ 0,100 - 0,200 mm

Engrenagens da distribuição - Remoção e instalação


Engrenagem da árvore de manivelas (12) - Engrenagem do eixo comando (1) ................. 0,051 - 0,149 mm
Engrenagem do eixo comando (1) - Engrenagem do compressor de ar para o sistema de freio......... 0,051 -
0,185 mm
Engrenagem da árvore de manivelas (12) - Engrenagem intermediária 1 (2) .................... 0,050 - 0,187 mm
Engrenagem intermediária 1 (2) - Engrenagem intermediária 2 (4)................................... 0,051 - 0,175 mm
Engrenagem intermediária 1 (2) - Engrenagem de acionamento da bomba de óleo (7) ..... 0,053 - 0,190 mm

Respiro do bloco de cilindros (versão turbocompressor de duplo estágio) - remoção e instalação


Tubulação do suporte do bloco de cilindros - filtro (1), porca capa ...................................... 30 Nm (3 kgf.m)
Tubulação do respiro do cárter ao bloco do motor,
parafuso (3) ......................................................... M8x85 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

A8 (1)br 1ª Edição 381


DADOS TÉCNICOS

Separador de óleo, parafuso................................. M8x12-8.8 ........................................22 Nm (2,2 kgf.m)

Carcaça do volante do motor - remoção e instalação


Suporte do duto de ar, parafuso (6) ....................... M10x20 ............................................65 Nm (6,5 kgf.m)
Suporte para levantamento, parafuso (7) ............... M12x30 ............................................45 Nm (4,5 kgf.m)
Carcaça do volante do motor, parafuso (8)............. M12x30 e M12x130.......................... 110 Nm (11 kgf.m)

Tampa da caixa de distribuição - remoção e instalação


Tampa da caixa de distribuição, parafuso............... M8x35 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)
Bocal de abastecimento de óleo............................ M38x1,5 ...........................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Caixa de distribuição - desmontar e montar


Parafusos com arruela.......................................... M8x25, M8x35, M8x45 e M8x18 .......20 Nm (2,0 kgf.m)
Parafusos com arruela.......................................... M8x25, M8x35, M8x45 e M8x18 ........Aperto final a 60°
Parafuso .............................................................. M10x50 ............................................75 Nm (7,5 kgf.m)
Parafusos inferiores.............................................. M8x45 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Desmontar e montar o eixo comando / mancal do eixo comando


Diâmetro dos colos do eixo comando .........................................................................................54,92 mm
Diâmetro interno da bucha do eixo comando ........................................................... Ø 54,910 - 54,940 mm
Diâmetro externo dos mancais do eixo comando...................................................... Ø 59,000 - 59,030 mm
Folga axial do eixo comando (1)..................................................................................... 0,140 - 0,270 mm
Folga radial do eixo comando (1) ................................................................................... 0,060 - 0,120 mm
Diâmetro da haste do tucho (2) .............................................................................................. Ø 20,00 mm
Altura do tucho (2) .....................................................................................................................69,00 mm
Folga radial do tucho (2) ................................................................................................ 0,035 - 0,077 mm
Folga radial da haste de válvulas (admissão) .................................................................. 0,020 - 0,049 mm
Folga radial da haste de válvulas (saída) ........................................................................ 0,035 - 0,069 mm
Recuo do cabeçote (admissão) ..............................................................................................0,3 - 0,6 mm
Recuo do cabeçote (saída) ....................................................................................................0,6 - 0,9 mm

Desmontar e montar o eixo comando / mancal do eixo comando


Admissão abre ......................................................................................................... 6° KW antes do PMS
Admissão fecha......................................................................................................32° KW depois do PMI
Saída abre .............................................................................................................. 63° KW antes do PMI
Saída fecha.......................................................................................................... 13° KW depois do PMS

Desmontar e montar o eixo comando / mancal do eixo comando


Flange, parafuso .................................................. M8x16 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Módulo de óleo (versão com filtro tipo refil) - remoção e instalação


Módulo de óleo, parafuso (6)................................. M8x50 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Módulo de óleo, parafuso (6)................................. M8x130 ........................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Interruptor de pressão do óleo (5).................................................................................. 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Tampa do filtro de óleo.................................................................................................. 25 Nm (2,5 Kgf.m)
Bypass da válvula do filtro de óleo........................................................................................2.5 +/- 0.5 bar
Válvula de bloqueio do filtro de óleo .....................................................................................0.2 +/- 0.1 bar

Módulo de óleo (versão com filtro tipo blindado) - remoção e instalação


Radiador de óleo, parafuso (6) .............................. M8x45 e M8x55 ............................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Módulo de óleo, parafuso (7)................................. M8x50 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Módulo de óleo, parafuso (7)................................. M8x130 ........................................... 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Interruptor de pressão do óleo....................................................................................... 45 Nm (4,5 Kgf.m)
Filtro de óleo Blindado .................................................................................................. 25 Nm (2,5 Kgf.m)

Cárter de óleo inferior - remoção e instalação


Cárter inferior, bujão de escoamento do óleo (5) .... M22x1,5 .......................................... 75 Nm (7,5 Kgf.m)
Cárter inferior, parafuso (7) ................................... M8x45 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)

Cárter de óleo superior - remoção e instalação


Pescador, parafuso (5).......................................... M8x70 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)
Cárter superior, parafuso (7) ................................. M8x45 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)

382 A8 (1)br 1ª Edição


DADOS TÉCNICOS

Pescador, parafuso (9).......................................... M8x20 ............................................. 35 Nm (3,5 Kgf.m)


Suporte do pescador, parafuso/porca .................... M6x55 ............................................... 9 Nm (0,9 Kgf.m)

Bomba de óleo - remoção e instalação


Bomba de óleo, parafuso .............................................................................................. 30 Nm (3,0 Kgf.m)
Folga axial dos rolamentos da bomba de óleo (1) e (2)..................................................... 0,050 - 0,114mm
Folga radial do eixo da bomba de óleo ............................................................................ 0,050 - 0,078mm
Pressão de óleo do motor - rotação de marcha lenta +/- 600 rpm..................................................... 1.0 bar
Pressão de óleo do motor - à 2.400 rpm ......................................................................................... 4.0 bar

Bico resfriador do pistão - remoção e instalação


Válvula de pressão do óleo (4) .............................. M12x22 (x4) .................................... 40 Nm (4,0 Kgf.m)
1º - Válvula fechada.............................................................................................................1.5 +/- 0.1 bar
2º - Válvula parcialmente aberta ............................................................................................. 1.4 - 1.6 bar
3º - Válvula totalmente aberta ................................................................................................ 1.9 - 2.1 bar

Amortecedor de vibrações - remoção e instalação


Parafuso (1) ......................................................... M14x1,5x95-10,9 ............. 1º aperto, 150 Nm (15 kgf.m)
Parafuso (1) ......................................................... M14x1,5x95-10,9 ...............................Aperto final a 90°
Correia poli-V, parafuso (3) ................................... M8x20 ..............................................35 Nm (3,5 kgf.m)

Volante do motor - remoção e instalação


Parafuso (2) ......................................................... M14x1,5x30-10.9 ............ 1º aperto, 100 Nm (10 kgf.m)
Parafuso (2) ......................................................... M14x1,5x30-10.9 ...............................Aperto final a 90°
Oscilação do volante do motor (1) .........................................................................................máx. 0,5 mm
Temperatura de montagem da cremalheira .............................................................................220 - 240 °C

Pistão com a biela - remoção e instalação


Capa da biela, parafuso (1) ................................... M10x60 (E14)13 ................... 1º aperto, 50 Nm (5 kgf.m)
Capa da biela, parafuso (1) ................................... M10x60 (E14) ................................... Aperto final a 90°

Pistão com a biela - remoção e instalação


Comprimento da biela, do centro da pino do pistão ao centro do casquilho da biela .............. 196 ± 0,02 mm
Diâmetro interno da bucha do pino do pistão ..............................................................Ø 44.00 + 0,066 mm
Diâmetro interno do mancal da biela (sem os casquilhos) ......................................... Ø 74,000 - 74,019 mm
Folga axial da biela........................................................................................................ 0,220 - 0,520 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Diâmetro interno do mancal da biela (com os casquilhos) ........................................ Ø 70,050 - 70,069 mm
Diâmetro interno do mancal da biela (com os casquilhos) I ....................................... Ø 69.950 - 69,969 mm
Nível de reparo 1 do casquilho da biela ................................................................... Ø 69,800 - 69,819 mm
Diferença de peso por conjunto de hastes de biela de um motor................................................. máx. 50 g
Folga radial da biela ...................................................................................................... 0,026 - 0,088 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Espessura do casquilho da biela ................................................................................................1,975 mm
Espessura do casquilho da biela I ..............................................................................................2,025 mm
Espessura do casquilho da biela I ..............................................................................................2,100 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


D1 - medido 17 mm acima do canto inferior do pistão...............................................107,851 - 107,860 mm
D2 - medido 59 mm acima do canto inferior do pistão...............................................107,726 - 107,735 mm
D3 - medido 84,9 mm acima do canto inferior do pistão............................................107,564 - 107,573 mm
D4 - medido 96,7 mm acima do canto inferior do pistão............................................106,151 - 106,160 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Altura do pistão .......................................................................................................................103,00 mm
Distância do centro do pino do pistão até a cabeça do pistão - nível 0 .........................................63,90 mm
Altura do pistão, medida I ........................................................................................................102,85 mm
Distância do centro do pino do pistão até a cabeça do pistão - nível 1 .........................................63,85 mm

13 (E14) - medida do soquete Torx

A8 (1)br 1ª Edição 383


DADOS TÉCNICOS

Altura do pistão, medida inferior II ............................................................................................102,65 mm


Distância do centro do pino do pistão até a cabeça do pistão - nível 2 .........................................63,65 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Altura do anel do pistão ........................................................................................ 3 mm (medida nominal)
Largura do anel do pistão ......................................................................................................4,5 - 4,7 mm
Folga entre pontas............................................................................................................. 0,30 - 0,55 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Altura do anel do pistão ................................................................................................... 2,478 - 2,50 mm
Largura do anel do pistão .................................................................................................. 4,25 - 4,60 mm
Folga entre pontas............................................................................................................. 0,30 - 0,50 mm
Folga axial na ranhura do anel do pistão ..................................................................................... 0,15 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Altura do anel do pistão ............................................................................................ 3 mm (valor nominal)
Largura do anel do pistão .................................................................................................. 3,40 - 3,65 mm
Folga entre pontas............................................................................................................. 0,30 - 0,60 mm
Folga axial na ranhura do anel do pistão ..................................................................................... 0,15 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Diâmetro do pino do pistão .......................................................................................Ø 43,994 - 44,00 mm
Folga do pino do pistão (radial) na biela............................................................................ 0,05 - 0,072 mm
Folga do pino do pistão (radial) no pistão........................................................................ 0,006 - 0,021 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Ressalto do pistão, da face superior do bloco de cilindros para a cabeça do pistão .......... 0,087 - 0,389 mm

Pistão com a biela - remoção e instalação


Diferença de peso dos pistões por conjunto de motor................................................................. máx. 40 g

Árvore de manivelas - remoção e instalação


Mancal da árvore de manivelas, parafuso (4) ......... M14x118-10.9 ............... 1º aperto, 115 Nm (11,5 kgf.m)
Mancal da árvore de manivelas, parafuso (4) ......... M14x118-10.9 ....................................Aperto final a 90°

Árvore de manivelas - remoção e instalação


Dureza da árvore de manivelas............................................................................................... 53 ± 3 HRC
Convexidade admitida nos colos dos mancais ............................................................................0,004 mm
Folga axial da árvore de manivelas ................................................................................ 0,150 - 0,282 mm
Moentes de biela ................................................................................................... Ø 69,981 - 70,000 mm
Munhões da árvore de manivelas............................................................................ Ø 86,978 - 87,000 mm

Árvore de manivelas - remoção e instalação


Espessura do casquilho.............................................................................................................. 2,50 mm
Divergência vertical ...................................................................................................................... 0,5 mm
Diâmetro interno do mancal do casquilho................................................................. Ø 89,520 - 89,554 mm

384 A8 (1)br 1ª Edição

Você também pode gostar