Você está na página 1de 11

COMMEDIA DELL´ARTE

Comédia da habilidade.
Arte mimética segundo a inspiração do momento, improvisação ágil, rude e burlesca, jogo
teatral primitivo
Apresenta tipos segundo esquemas básicos de conflitos humanos, demasiadamente
humanos.
CANOVACCIO

A Commedia dell´arte fundamenta-se, principalmente, na improvisação e é desenvolvida por


intermédio de um roteiro prévio (canovaccio, em italiano) com personagens fixas.
Em teatro, o termo italiano canovaccio (de canapa, cânhamo, através do espanhol canevas , tambor
) indica os elementos básicos da trama de uma peça, determinando, de maneira genérica, o seu
desenvolvimento, sem entrar nos detalhes de cada cena. Seu nome deriva de um caderno onde
aparecia no princípio o nome das personagens, ficando-se a conhecer praticamente o conteúdo. O
canovaccio continha, em linhas gerais, o tema, a descrição das situações e as personagens
intervenientes. A partir desses elementos, desenvolvia-se a improvisação dos atores. Os
"canovacci" eram criado por trupes, companhias itinerantes que se deslocavam em carroças para
se apresentar em feiras e praças.
Na Itália, Goldono e Gozzi tentaram trazer o teatro popular improvisado para o reino da
literatura. Goldoni reduziu o número de tipos cômicos da Commedia dell´arte para quatro ou cinco,
e ajustou-os a ambiente solidamente estruturados ou comédias de costumes. Colhia seu material da
vida de Veneza e escreveu O Servidor de Dois Amos para o grupo do famoso intérprete de
truffaldino, o ator Antonio Sacchi. Com suas peças, Goldoni realizou a tão tardia renovação do
teatro italiano e repetiu o processo da fusão que, um século antes, Molière havia efetuado em Paris.
LAZZI

Plural da palavra lazzo - são piadas e sequências de ações cômicas usadas na commedia
dell’arte, e que, apesar do roteiro livre e sumário (canovaccio), são fixas e bem
estruturadas. Cada lazzo era a descrição de uma ação estabelecida, sem diálogo, (lazzo do
cumprimento, por exemplo, ir com a mão estendida e desviar; colocar a cadeira para sentar
e puxar para a pessoa cair ao chão...), e eram muito bem ensaiados pelos atores. Esse
recurso de ações ensaiadas e cômicas foi usado também no teatro de feira e se manifesta
muito no circo.
PERSONAGENS

Os personagens que faziam parte das comédias desenvolvidas pela Commedia Dell’arte
eram caricaturados, tipificados e estereotipados. Em tese, as personagens se dividem em
três categorias:
• velhos(vecchi),
• enamorados (innamorati),
• criados (zanni).
VELHOS(VECCHI)

Patrões, também chamados de velhos, eram as pessoas que apresentavam melhor situação financeira. Os
vecchi são:
Pantalone: também chamado de Pantaleão, viúvo, pai de um rapaz , representava um velho rico,
conservador, autoritário e avarento;
Dottore /Doutor (doutore) - viúvo, pai de uma moça, ou vice-versa. : também conhecido pelo nome
Graziano. Era um velho rico, charlatão e avarento. Aliado de Pantalone, possuía uma postura de intelectual.
Capitano: conhecido como capitão, ele é fanfarrão, mentiroso, preguiçoso e forte. No entanto, tem uma
postura covarde nas batalhas e no amor.
Os filhos de Pantalone e Dottore formam o casal romântico - enamorados. Os vecchi têm criados
(conhecidos por zanni, provável corruptela de Gianni - algo próximo a Zé, de José.
ENAMORADOS (INNAMORATI)

Os enamorados estavam dispostos ao casamento e não apresentavam uma postura


cômica. 

• Orazio: enamorado ingênuo, fútil, atraente e vaidoso, movido pela paixão. Além dele, era
comum o enamorado Leandro.
• Isabella: enamorada inocente, vaidosa e com alto poder de sedução. Ela apaixonava-se
com facilidade. Além dela, destacam-se as enamoradas: Rosalba, Flavínia e Lavínia.
CRIADOS (ZANNI)

Os personagens mais populares eram os Zannis - trapaceiros, cômicos, malandros e criativos. Dessa categoria merece
maior atenção o Arlequim. O efeito cômico se dava justamente pela atuação desses personagens.
• Arlecchino: principal figura da commedia dell'arte. Arlequim era um servo e palhaço trapalhado, ágil e malandro.
• Colombina: era uma criada graciosa, inteligente, ágil e habilidosa. Trata-se da única criada feminina, namorada de
Arlequim. Era também reconhecida pelos nomes: Esmeraldina, Diamantina, Pasquela, Ricciolina, Coralina, Argentina
e Franceschina... pode ter vários nomes, mas é conhecida como servetta ou zerbinetta (peralta) além de Colombina
• Brighella: servo fiel, astuto, egoísta, ágil e cínico. Trata-se de um trapaceiro cantor que trabalha para Pantalone.
Outros Zannis se destacaram: Pulcinella, Pedrollino, Temellino, Nepolino, Fagotino, Truffaldino, Pasqualino,
Bertollino,Tortelino, dentre outros.
Outras personagens aparecem conforme o gênero se desenvolve. Provavelmente, foi para
parodiar Felipe II, que apareceu a figura de um capitão (capitano), bastante bravateiro, mas grande
covarde no fundo, que disputa com os zanni o amor da criada.
Bom destacar que o roteiro ou canovaccio apresentava e desenvolvia a história sempre do ponto
de vista dos zanni. As personagens cômicas, e sobretudo os zanni dominavam e conheciam o lazzo
(ou os lazzi no plural), que eram tiradas/situações cômicas. Nos roteiros, as protagonistas
apresentavam uma série deles (lazzo do cumprimento, por exemplo, ir com a mão estendida e
desviar; colocar a cadeira para sentar e puxar para a pessoa cair ao chão).

Você também pode gostar