Você está na página 1de 3

Lista 3 – Funções de Várias Variáveis

Diferenciabilidade

6 — Encontre o ponto onde o plano tangente à su-


perfície de equação z = ex−y no ponto (1, 1, 1) corta o
∂f ∂f
1 — Determine ∂x e ∂y para as seguintes funções de eixo z.
duas variáveis:
a) f(x, y) = xcos(x)cos(y)
7 — Determine a aproximação linear da função
b) f(x, y) = (x2 + y2 )ln(x2 + y2 ) p
  f(x, y) = 20 − x2 − 7y2 em (2, 1), e use-a para cal-
c) f(x, y) = arctg yx cular aproximadamente f(1.95, 1.08).
d) f(x, y) = xy
p
e) f(x, y) = 3 x3 + y3 + 3 8 — Encontre uma aproximação linear para:
xsen(y)
f) f(x, y) = cos(x2 +y2 ) a) (0, 99e0,02 )8
b) (0, 99)3 + (2, 01)3 − 6(0, 99)(2, 01)
p
2 — Determine ∂x ∂f
, ∂f ∂f c) (4, 01)2 + (3, 98)2 + (2, 02)2
∂y , e ∂z para as seguintes fun-
ções de três variáveis:
a) f(x, y, z) = x2 y − 3xy2 + 2yz
−1
9 — Sejam z = yex + xey , y = sen(t). Determine
b) f(x, y, z) = (x2 + y2 + z2 ) 2 dz
dt de dois modos:
c) f(x, y, z) = yex sen(xz) a) Usando a regra da cadeia;
b) Determinando a função composta z(t) e deri-
3 — Encontre as derivadas parciais indicadas. vando em relação a t.
√ ∂z ∂z
a) z = ln 1 + xy; ∂x (1, 2), ∂y (0, 0)
b) z = eax cos(bx + y); zy (2π/b, 0) 10 — Suponha que z = f(x, y) seja diferenciável no
ponto (4, 8) com fx (4, 8) = 3 e fy (4, 8) = −1. Se x = t2
e y = t3 , encontre dz
dt para t = 2.
4 — Seja f(x, y) = (x2 + y2 )2/3 . Mostre que

4x
2 2 1/3 se (x, y) 6= (0, 0) 11 — Sejam ϕ(x, y) = x2 y − xy3 + 2; x = rcos(θ),
fx (x, y) = 3(x +y )
0 se (x, y) = (0, 0) y = rsen(θ). Encontre ∂ϕ ∂ϕ
∂r e ∂θ .


12 — Sejam f(x, y) = x2 y2 − x + 2y; x = u,
5 — Verifique se as funções abaixo são diferenciá- y = uv3 . Encontre
veis em (0, 0):

xy

2 2 se (x, y) 6= (0, 0) ∂f ∂f
a) f (x, y) = x +y e .
0 se (x, y) = (0, 0) ∂u u=1,v=−2 ∂v u=1,v=−2
b) f(x, y) = x1/3 cos(y)
 2 2
x y
2 2 se (x, y) 6= (0, 0)
c) f (x, y) = x +y
0 se (x, y) = (0, 0) 13 — Seja f uma função diferenciável de uma variá-
 3 vel e seja z = f(x2 + y2 ). Mostre que yzx − xzy = 0.
x
2 2 se (x, y) 6= (0, 0)
d) f (x, y) = x +y
0 se (x, y) = (0, 0)
14 — Seja f uma função de uma variável e seja temos F(x, f(x)) = 0 . Mostre que se f e F são diferen-
w = f(u), em que u = x + 2y + 3z. Mostre que ciáveis, então:
∂w ∂w ∂w dw
+ + =6 . dy ∂F/∂x ∂F
∂x ∂y ∂z du =− se 6= 0 .
dx ∂F/∂y ∂y

∂z ∂z
15 — Seja f(x − y, y − x). Mostre que ∂x + ∂y = 0.
19 — Seja z = f(x, y) definida implicitamente pela
equação F(x, y, z) = 0 para todo (x, y) ∈ Dom f. Mos-
16 — Seja φ : R → R uma função diferenciável tal tre que se f e F são diferenciáveis, então
que φ0 (1) = 4. Seja g(x, y) = φ( yx ). Calcule ∂g
∂x (1, 1) e
∂g ∂z ∂F/∂x ∂z ∂F/∂y ∂F
∂y (1, 1).
=− e =− se 6= 0 .
∂x ∂F/∂z ∂y ∂F/∂z ∂z

∂f
17 — Determine uma função f(x, y) tal que ∂x =
∂f
3x2 y2 − 6y e ∂y = 2x3 y − 6x + y2y+1 . 20 — Use o exercício anterior para determinar a
equação do plano tangente no ponto (1, 3, 2) à super-
fície definida implicitamente pela equação
18 — A função y = f(x) é definida implicitamente
pela equação F(x, y) = 0 se para todo x ∈ Dom f F(x, y, z) = z3 + (x + y)z2 + x2 + y2 = 34 .

2
Respostas dos Exercícios
1 a) 4
fx = cos(x)cos(y) − xsen(x)cos(y) 5 a) Não é diferenciável
fy = −xcos(x) sen(y)
b) Não é diferenciável
b)
c) Diferenciável
fx = 2x[1 + ln(x2 + y2 )]
d) Não Diferenciável correção
fy = 2y[1 + ln(x2 + y2 )]
6 P = (0, 0, 1)
c)
y 7
fx =
x2
+ y2
−x 8 a) ≈ 1, 08
fy = 2
x + y2
b) ≈ −2, 85
d)
c) ≈ 6, 0066 correção
fx = yxy−1
fy = xy ln(x) 9

e) 10
−2
fx = x2 (x3 + y3 + 3) 3 correção 11
−2
2 3 3
fy = y (x + y + 3) 3 correção ∂ϕ
= 3r2 cos2 (θ)sen(θ)
∂r
f) − 4r3 cos(θ)sen3 (θ)
sen(y)(cos(x2 + y2 ) + 2x2 sen(x2 + y2 )) ∂ϕ
fx = 2 2 2
correção = r3 (rsen4 (θ) − 2cos(θ)sen2 (θ)
cos (x + y ) ∂θ
xcos(y)cos(x2 + y2 ) + 2xysen(y)sen(x2 + y2 ) + cos3 (θ) − 3rcos2 (θ)sen2 (θ))
fy = correção
cos2 (x2 + y2 )
12
2 a)
∂f 351
= correção
b) ∂u u=1,v=−2
2

−x ∂f
fx = 2 correção = −168
(x + y2 + z2 )3/2 ∂v u=1,v=−2
−y
fy = 2 correção 13
(x + y2 + z2 )3/2
−z
fz = 2 correção 14
(x + y2 + z2 )3/2

c) 15

fx = y exp xsen(xz) + yz exp xcos(xz) 16


∂g ∂g
fy = exp xsen(xz) (1, 1) = 4 , = −4 correção
∂x ∂y
fz = xy exp xcos(xz)
17
3 a)
1
zx (1, 2) = correção , zy (0, 0) = 0 18
3
b) 19

zy ( , 0) = 0
b 20

Você também pode gostar