Você está na página 1de 18

APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS

RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

CONCURSO FUNSAÚDE CE
Prof. Wellington Brito

Aula 03: Geometria básica: distâncias e ângulos, polígonos, circunferência, perímetro e área. Semelhança e relações
métricas no triângulo retângulo. Plano cartesiano: sistema de coordenadas, distância.

GEOMETRIA PLANA

Retas paralelas interceptadas por uma transversal: Duas retas paralelas r e s, interceptadas por uma transversal,
determinam oito ângulos, assim denominados:

Congruência de triângulos: Dois triângulos são denominados congruentes se têm ordenadamente congruentes os três
lados e os três ângulos.

Exemplo: Os triângulos ABC e A’B’C’ são


congruentes.

OBS: A congruência entre triângulos é


reflexiva, simétrica e transitiva.

Casos de congruência: A definição de congruência de triângulos dá todas as condições que devem ser satisfeitas para
que dois triângulos sejam congruentes. Essas condições (seis congruências: três entre lados e três entre ângulos) são
totais. Existem condições mínimas para que dois triângulos sejam congruentes. São os chamados casos ou critérios de
congruência.

1º Caso (LAL): Se dois triângulos têm ordenadamente congruentes dois lados e o ângulo compreendido entre esses
dois lados, então eles são congruentes. Este caso é
normalmente dado como postulado e indica que se
dois triângulos têm ordenadamente congruentes
dois lados e o ângulo compreendido entre estes dois
lados, então o lado restante e os dois ângulos
também são ordenadamente congruentes.

Exemplo: Os triângulos ABC e A’B’C’ da figura são


congruentes pelo caso LAL.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

2º Caso (ALA): Se dois triângulos têm ordenadamente congruentes dois ângulos e o lado adjacente a esses ângulos,
então eles são congruentes.

Exemplo: Os triângulos ABC e A’B’C’ da figura


são congruentes pelo caso ALA.

3º Caso (LLL): Se dois triângulos têm ordenadamente congruentes os três lados, então eles são congruentes.

Exemplo: Os triângulos ABC e A’B’C’ da figura são congruentes pelo caso LLL.

QUADRILÁTEROS: Um quadrilátero é um polígono de quatro lados. Pode ser dito que é porção do plano limitada por
uma poligonal fechada,

Quadriláteros Notáveis: São os paralelogramos (os retângulos, os losangos e os quadrados) e os trapézios.

Paralelogramo: Chama-se paralelogramo o quadrilátero convexo que possui lados paralelos dois a dois (lados opostos
paralelos).

Propriedades dos Paralelogramos:


• Seus lados e seus ângulos opostos são congruentes.
• Suas diagonais se cortam no ponto médio

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

Classificação dos Paralelogramos:

Trapézio: Chama-se trapézio o quadrilátero convexo que possui somente dois lados opostos paralelos e estes
recebem a denominação de bases do trapézio.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

Resumo de áreas de Figuras Planas (Prof. Wellington Brito)

1) Retângulo 6) Triângulos

6 - a) Triângulo qualquer

2) Quadrado
6 - b) Triângulo retângulo

6 - c) Fórmula trigonométrica da área


3) Paralelogramo

6 - d) Fórmula de Heron

4) Trapézio
onde p é o semiperímetro e a, b e c são os lados.

6 - e) Triângulo equilátero

5) Losango

6 - f) Em função dos lados e do raio da circunferência


circunscrita

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

QUADRO RESUMO DOS PRINCIPAIS POLÍGONOS REGULARES

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

Exemplo Resolvido. Na figura está representado um círculo tangente externamente, nos pontos M e N, à reta r e outro
círculo inscrito ao triângulo equilátero de lado L = 4 3 cm . Sabe-se que a altura do triângulo equilátero tem a mesma
medida do diâmetro do círculo. Calcule a razão entre a área do círculo tangente ao triângulo e o círculo inscrito ao mesmo
triângulo.

Solução. Considere R o raio do círculo tangente e r o raio do cículo inscrito. Utilizando as relações no triângulo equilátero,
temos:

h = 3r


h =
L 3
=
( )
4 3 3 12
= = 6
 3r = 6  r = 2  A (C inscrito ) = (2) 2 = 4
 2 2 2
h = 2R .
  2R = 6  R = 3  A (C TANGENTE ) = (3) 2 = 9
h = 6
A (C TANGENTE ) 9 9
Razão : = =
A (C inscrito ) 4 4

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

• ÁREAS
SÓLIDOS GEOMÉTRICOS SIMPLES
Área de uma face lateral
É a área A de uma das faces laterais (paralelogramo)
1 – Elementos e classificação
que constituem o prisma.
Considere o prisma:
Área lateral
base
Adicionando todas as áreas das faces laterais,
encontramos a área lateral Al do prisma:

A = n  A

aresta
face em que n é o número de faces laterais.
altur
Área da base
É a área Ab da base do prisma.

Área total
base aresta da
É a soma At de todas as áreas das faces do prisma:

As bases são polígonos congruentes. A t = A  + 2A b


Os prismas são designados de acordo com o numero
de lados dos polígonos das bases. • VOLUME

BASES PRISMA O volume V de um prisma é dado pelo produto da


triângulos triangular área da base pela altura h:
quadriláteros quadrangular
pentágonos pentagonal V = Ab  h
hexágonos hexagonal
e assim por diante 3 – Paralelepípedo

Se as arestas laterais são perpendiculares aos planos Denomina-se paralelepípedo o prisma no qual as seis
das bases, o prisma é dito reto. faces são paralelogramos.
Se as arestas laterais são oblíquas aos planos das
bases, o prisma é dito oblíquo.
O prisma será regular quando for reto e sua base for
um polígono regular.

2 – Áreas e volume Oblíquo Paralelepípedo reto

Considere o prisma:
• PARALELEPÍPEDO RETÂNGULO OU ORTOEDRO

base
É um paralelepípedo reto cujas faces são retângulos.

a = comprimento
b = largura
superfície
h lateral c = altura
D = diagonal

base

D c

b
a

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

Numa pirâmide regular, convém destacar:


diagonal D = a +b +c
2 2 2

1°) O polígono da base é regular, de lado l, e, portanto,


área total A t = 2(ab + ac + bc)
inscritível numa circunferência de raio OA = R ,
volume V = abc
chamado raio da base.

4 – Cubo 2°) O apótema do polígono regular da base é chamado


Quando as três dimensões são iguais, ou seja, apótema da base e sua medida será indicada por m.
a = b = c, o paralelepípedo é denominado cubo.
3°) As arestas laterais são congruentes e sua medida será
indicada por a.
4°) As faces laterais são triângulos isósceles congruentes.

a 5°) A altura de uma face lateral (é a altura relativa à base


a
D de um triângulo isósceles) é chamada apótema da
pirâmide e sua medida será indicada por g.
a a a a
a
a a 2 – Área e volume
III, Pirâmide
a
área total A t = A  + Ab

diagonal D=a 3
1
área total A t = 6a2 volume V =  Ab  h
3
volume V = a3

CILINDRO

1 – Elementos e classificação
Um cilindro pode ser classificado em:
PIRÂMIDE
• CILINDRO OBLÍQUO; quando as geratrizes são oblíquas às
1 – Elementos e classificação bases. Nesse caso, a secção meridiana é um
paralelogramo.
Uma pirâmide é dita regular quando sua base é um
• CILINDRO RETO; quando às geratrizes são
polígono regular e a projeção ortogonal do vértice coincide
perpendiculares às bases. Nesse caso, a secção meridiana
com o centro da base.
é um retângulo. Num cilindro reto, a geratriz e a altura
são iguais (g = h).

secção
meridiana

ger
g h g=
altura

R R
raio
cilindro cilindro

Se a altura do cilindro for igual ao diâmetro da base,


ou seja, h = 2R, então a secção
• CLASSIFICAÇÃO meridiana é um quadrado e o
As pirâmides são classificadas de acordo com o cilindro é chamado cilindro
número de lados dos polígonos da base: equilátero.
h =2R
• pirâmide triangular  a base é um triângulo;
•pirâmide quadrangular  a base é um quadrilátero;
R R
• pirâmide pentagonal  a base é um pentágono;
• pirâmide hexagonal  a base é um hexágono
É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

2 – Áreas e volume Se a secção meridiana de um cone for um triângulo


equilátero, ou seja, g = 2R, então, o cone é dito cone
equilátero.

2 – Áreas e volume

R

bas

área da base A b = R 2

área lateral A  = 2Rh área da base A b = R 2 área total A t = R(g + R)

área total A t = 2R(h + R) 1


área lateral A  = Rg volume V = R 2h
3
volume V = R 2h

ESFERA
CONE
É o conjunto de todos os pontos do espaço cujas
1 – Elementos e classificação distâncias ao ponto O são menores ou iguais a R.
O conjunto de todos os pontos P do espaço cujas
Um cone pode ser classificado em; distâncias ao ponto O são iguais a R é denominado
superfície esférica de centro O e raio R.
• CONE OBLÍQUO: quando o eixo é oblíquo à base.
• CONE RETO: quando o eixo é perpendicular à base.
Considerando a figura: área A = 4R 2

4
volume V= R 3
3

Exemplo 01. A figura é um objeto feito de ferro. Ele


tem a forma de um cubo, cuja área total é 150cm2.
O círculo C é a base do cone e seu raio R é chamado Sabendo-se que a densidade do ferro é 7,8 g/cm3, qual é a
raio do cone. massa desse objeto?
A distância entre o vértice V e o plano é a altura do
cone e sua medida é expressa por h.
A reta que passa pelo vértice V e o centro O da base
chama-se eixo do cone.
Se P é um ponto da
circunferência da base, então o • sabe-se que a área total de um cubo de aresta a é
segmento VP é chamado geratriz dada por:
S = 6a2  6a2 = 150  a2 = 25  a = 5cm

• o volume do objeto (cubo) é:


V = a3  V = 5 3  V = 125cm 3

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

• Como a densidade do ferro é 7,8 g/cm3, isto é, a


massa de ferro é igual a 7,8g, a regra de três seguinte nos
permite obter a massa do objeto: QUESTÕES FGV – AULA 03

1cm3 ___ 7,8g



  x = 125  7,8  x = 975g
3
125cm ___ x 
 01
Os lados de um retângulo têm, respectivamente, 20m e
32m. Aumentando-se 2m na medida de cada lado, a área
Exemplo 02. Vamos calcular a área total de uma do retângulo aumentará
pirâmide regular de base hexagonal em que cada aresta da
base mede 2cm e a altura mede 5cm. (A) 4m2.
(B) 16m2.
(C) 64m2.
(D) 108m2.
(E) 128m2.

02
Uma sala da creche possui duas partes e cada uma delas é
um quadrado de 6 m de lado. A passagem de uma das
partes para a outra possui 4 m, como mostra a figura a
seguir.
• área da base

2
2 3 2
Ab = 6  = 6  A b = 6 3cm2
4 4

• área lateral

2 2
 3   
g = h +m = h +
2 2 2  = 52 +  2 3  =
2
 2   2 
    O perímetro da figura acima é:
= 25 + 6 = 31  g = 31cm (A) 40 m;
(B) 42 m;
g 2  31
A = 6  = 6  A  = 6 31cm2 (C) 44 m;
2 2
(D) 46 m;
• volume (E) 48 m.
A b  h (6 3 )  5
V= =  V = 10 3cm3 03
3 3 2
Em certo reservatório, do volume de água correspondem
3
a 120 litros.
3
Portanto, do volume de água desse mesmo reservatório
2
correspondem a:

(A) 270 litros;


(B) 240 litros;
(C) 210 litros;
(D) 180 litros;
(E) 150 litros.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

04 07
Na educação infantil, para limitar o número de alunos em Uma sala que está sendo reformada tem a forma do
sala, a lei obriga que cada aluno ocupe, pelo menos, 1,5 m2 polígono ABCDEF da figura abaixo, cujos ângulos são todos
da área da sala. retos.
Se uma sala retangular possui 6,8 m de comprimento e
5,0 m de largura, o número máximo de crianças que ela
pode comportar é

(A) 22.
(B) 23.
(C) 24.
(D) 25.
(E) 26.

05
A figura a seguir mostra a planta baixa da sala de espera de
um consultório médico, na qual em todos os vértices A sala foi pintada, teve o piso coberto com cerâmica e o
têm-se ângulos retos. marceneiro Jorge foi encarregado de fazer o acabamento
colocando o rodapé em toda a volta da sala. Para isso ele
precisa calcular o perímetro desse polígono, mas as únicas
medidas que estão no desenho que ele tem são CD = 10 m,
DE = 6 m e EF = 5 m. Entretanto, a pessoa que fez o piso
lembrava-se que tinha gasto 78m2 de cerâmica para cobrir
todo o chão; assim, Jorge pôde calcular o perímetro da sala.
O perímetro do polígono ABCDEF da figura acima é:

(A) 29,4m;
(B) 32,8m;
A área, em m2, desta sala é (C) 32,6m;
(D) 34,2m;
(A) 9,0. (E) 39,2m.
(B) 10,5.
(C) 12,5. 08
(D) 14,0. Suponha que você precise montar uma caixa fechada, com
(E) 15,0. a forma de um cubo, a partir de pedaços de papelão (como
se fossem cubos planificados). Os pedaços de que você
06 dispõe são mostrados a seguir, com as respectivas dobras.
No salão de entrada de um hospital há um mapa na
escala de 1:300, que representa esse hospital.
O hospital tem um corredor que mede 12 m de
comprimento.
A medida do comprimento desse corredor no mapa,
em milímetros, é
(A) 25.
(B) 30.
Considerando que você não pode cortar nenhum desses
(C) 36.
pedaços e que só pode dobrá-los ao longo das linhas, o
(D) 40.
pedaço que NÃO serve para montar uma caixa cúbica, da
(E) 48.
esquerda para a direita, é o:
(A) primeiro;
(B) segundo;
(C) terceiro;
(D) quarto;
(E) quinto.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

09 11
Um barco de pesca partiu do ponto P e navegou em linha O retângulo ABCD da figura a seguir tem as dimensões
reta, com velocidade constante por 3 milhas. Em seguida, AB = 10 e BC = 6.
virou a proa de um ângulo de 45o para a direita e navegou
com a mesma velocidade por mais 3 milhas. A manobra foi
repetida, sempre da mesma forma e com a mesma
velocidade.
A figura a seguir mostra o início do percurso desse barco.

O ponto E do lado CD é tal que o segmento AE divide o


retângulo em duas partes de forma que a área de uma seja
o dobro da área da outra.
O segmento DE mede

13
(A) ;
2
Após certo número de manobras, o barco voltou ao ponto P
16
de partida. (B) ;
3
Nesse percurso, o barco percorreu uma distância total de
20
(A) 18 milhas. (C) ;
3
(B) 21 milhas.
21
(C) 24 milhas. (D) ;
4
(D) 27 milhas.
25
(E) 30 milhas. (E) .
4

10 12
A figura a seguir mostra a quadra retangular ABCD de um Considere que um pedaço de papel, pautado de um lado
quartel, com 30 m de comprimento e 21 m de largura, apenas, com a forma de um triângulo retângulo cujos
dividida em quadrados iguais. catetos são iguais e medem 8 cm cada, tenha sido dobrado
como mostra a figura.

Dois soldados, Pedro e Paulo, caminharam de A até C por (A) 8 cm2.


caminhos diferentes: Pedro percorreu os lados AB e BC, e (B) 16 cm2.
Paulo percorreu os segmentos AP, PQ e QC. (C) 24 cm2.
É correto concluir que (D) 32 cm2.
(E) 64 cm2.
(A) Pedro percorreu 12 m a mais que Paulo.
(B) Pedro percorreu 12 m a menos que Paulo.
(C) Pedro percorreu 4 m a mais que Paulo.
(D) Pedro percorreu 4 m a menos que Paulo.
(E) Pedro e Paulo percorreram distâncias iguais.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

13 15
A plateia de um teatro, vista de cima para baixo, ocupa o O retângulo ABCD da figura abaixo foi dividido em 9
retângulo ABCD da figura a seguir, e o palco é adjacente ao quadrados. A medida do lado de cada quadrado é um
lado BC. As medidas do retângulo são AB = 15 m e BC = 20m número inteiro de centímetros.

O menor valor para a área do retângulo ABCD é


Um fotógrafo que ficará no canto A da plateia deseja
fotografar o palco inteiro e, para isso, deve conhecer o (A) 300 cm2.
ângulo α da figura para escolher a lente de abertura (B) 320 cm2.
adequada. (C) 340 cm2.
O cosseno do ângulo α da figura acima é: (D) 360 cm2.
(E) 380 cm2.
(A) 0,5;
(B) 0,6; 16
(C) 0,75; A região sombreada na figura é conhecida como “barbatana
(D) 0,8; de tubarão” e foi construída a partir de um quadrante de
(E) 1,33. círculo de raio 4 e de um semicírculo.

14
A figura a seguir mostra dois polígonos regulares iguais,
com um vértice em comum e apoiados em uma mesma
reta.

A área dessa “barbatana de tubarão” é:


(A) 2𝜋 ;

(B) ;
2

(C) 3𝜋 ;
Sabe-se que a soma dos ângulos internos de um polígono 7π
de n lados é dada por S = 180o (n – 2). (D) ;
2
A medida do ângulo assinalado com a letra α é
(E) 4𝜋 .
o
(A) 32 .
(B) 36o.
(C) 40o.
(D) 48o.
(E) 72o.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

17 20
Para conforto dos cadeirantes, as normas da ABNT Em certa cidade, a distância que se deve percorrer de
recomendam que, no caso dos armários, a prateleira mais automóvel para ir de um ponto X a um ponto Y é, em geral,
baixa fique a 30 cm do piso e a prateleira mais alta, a 1,20 diferente da distância percorrida na volta de Y para X, pois
m do piso. os caminhos são diferentes.
Certo armário desse tipo possui 5 prateleiras igualmente Nessa cidade, uma empresa possui três sedes, situadas nos
espaçadas. A distância vertical entre duas prateleiras lugares A, B e C, e as distâncias, em quilômetros, para ir de
vizinhas é de uma sede até outra são dadas pela matriz abaixo.
(A) 15,0 cm. Por exemplo, para ir de A até C a distância é de 7 km.
(B) 18,0 cm.
(C) 20,5 cm.
(D) 22,5 cm
(E) 25,0 cm.

18
Uma formiga está situada sobre o ponto A da reta
horizontal representada a seguir.
Um motorista da empresa saiu do ponto A e foi ao ponto B.
Em seguida, foi ao ponto C e depois retornou ao ponto de
Em seguida, em movimentos sucessivos, a formiga anda partida.
sobre essa reta: 10 m para a direita, 16 m para a esquerda, O número total de quilômetros que ele percorreu foi
19 m para a direita e 15 m para a esquerda, chegando ao
ponto B. É correto concluir que (A) 21.
(B) 22.
(A) B está 2m à esquerda de A.
(C) 23.
(B) B está 2m à direita de A.
(D) 24.
(C) B está 4m à esquerda de A.
(E) 25.
(D) B está 4m à direita de A.
(E) B coincide com A. 21
Uma peça está sobre uma das casas do tabuleiro
19
quadriculado abaixo.
A figura abaixo mostra, à esquerda, uma malha triangular
onde cada triângulo tem lado de 1 unidade de
comprimento e onde um ponto A está assinalado. À direita,
as letras M, N, P, Q, R e S mostram direções e sentido de 6
movimentos possíveis, cada um de 1 unidade.

As letras C, B, D e E possuem os seguintes significados:


C = mover a peça uma casa para cima
B = mover a peça uma casa para baixo
D = mover a peça uma casa para a direita
E = mover a peça uma casa para a esquerda
Cecília conseguiu fazer com a peça os seguintes
movimentos sucessivos: CCDBD.
A partir do ponto A foi feita a seguinte sequência de Para fazer a peça voltar ao ponto de partida, uma sequência
movimentos: MNNMPQQ, chegando-se ao ponto B. de movimentos possível é:
A sequência de movimentos que, partindo de B chega-se ao
ponto A, é (A) EEC;
(A) RRR. (B) BBEE;
(B) RSR. (C) BE;
(C) SSS. (D) EBE;
(D) SSR. (E) EEEB.
(E) RSS.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

22 24
As cidades A, B, C e D estão conectadas por estradas e a Uma praça tem a forma do polígono OPQRST da figura
tabela a seguir mostra as distâncias rodoviárias, em abaixo e cada lado desse polígono mede 40m. Serafim
quilômetros, entre duas quaisquer delas. partiu do ponto O e percorreu, no sentido anti-horário,
2000m.

Carlos, Lucas e Mateus viajaram com seus carros de A até C


por caminhos diferentes. Carlos foi direto de A até C, Lucas No final do percurso, Serafim estava no ponto:
foi de A até B e depois de B até C, e Mateus foi de A até D e, (A) P;
em seguida, de D até C. (B) Q;
É correto concluir que (C) R;
(A) Lucas percorreu 3 km a mais que Carlos. (D) S;
(B) Carlos percorreu 11km a menos que Mateus. (E) T.
(C) Mateus percorreu 4km a menos que Lucas.
(D) Dois deles percorreram mesma distância.
(E) Os três percorreram um total de 201km. 25
Uma ficha está situada sobre um dos sete pontos da figura
a seguir.
23
Entre os pontos X, Y, W e Z de um bairro há ciclovias. André
percorreu, com sua bicicleta, diversas vezes os caminhos
entre esses pontos e anotou os tempos médios em minutos
para ir de um ponto a outro.
A matriz a seguir mostra os tempos anotados por André.
Como há ladeiras, algumas vezes o tempo de ida é diferente
do tempo da volta. Por exemplo, o tempo de percurso de X
para Z é de 18 minutos, enquanto que o de Z para X é de 17
minutos. Um “movimento” significa mover a ficha do lugar onde está
para o ponto seguinte, no sentido anti-horário. Por
exemplo, se uma ficha está em P, um movimento faz com
que ela passe para Q.
Uma ficha, a partir da sua posição inicial, fez 500
movimentos e sua posição final foi o ponto R.
A ficha estava inicialmente no ponto

(A) M.
(B) N.
(C) Q.
(D) S.
(E) T.
André usou sua bicicleta para ir de Y até W e voltar ao
ponto de partida. Como não há ciclovia direta entre Y e W,
na ida, ele passou por X e, na volta, passou por Z.
O tempo total que André levou para fazer todo o percurso
(ida e volta) foi de
(A) 46 min.
(B) 49 min.
(C) 50 min.
(D) 52 min.
(E) 53 min.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!
APERFEIÇOAR SAÚDE - PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS
RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO - PROF WELLINGTON BRITO - TURMA FUNSAÚDE CE

26
A circunferência de uma praça circular mede 400 m e está
dividida em 5 partes iguais pelos pontos P, Q, R, S e T, como
mostra a figura a seguir.

GABARITO QUESTÕES FGV – AULA 03

01 02 03 04 05
D A A A B
06 07 08 09 10
D E D C A
11 12 13 14 15
Fábio partiu do ponto P, correu 2500 m no sentido horário C B B B E
e, em seguida, correu mais 1860 m no sentido anti-horário,
16 17 18 19 20
parando para descansar.
A D A B C
Nesse momento, Fabio está
21 22 23 24 25
D C B B B
(A) no ponto T.
(B) entre os pontos Q e R. 26
(C) no ponto S. E
(D) entre os pontos R e S.
(E) no ponto R.

É HORA DE SE DIFERENCIAR!
NÓS SABEMOS O QUE VOCÊ PRECISA PARA CONQUISTAR A SUA APROVAÇÃO!!

Você também pode gostar