Você está na página 1de 16

ª EDIÇÃO

o
38 DESAFIO PARA O 9º ANO
Nome:

Nome da sua escola:

Data: Assinatura:

Prova A
Sergey Nivens/Shutterstock

Instruções
. Esta prova é constituída de 45 questões.
. Verifique se seu caderno de questões está completo.
. Preencha corretamente a capa do caderno de questões.
. Quando a resolução da questão envolver cálculo ou
outras operações, escreva-os no rascunho, no espaço
reservado para isso.
. Para cada questão existe somente uma alternativa
correta. Assinale na folha de respostas a alternativa que
julgar certa.
Exemplo de preenchimento:

A B C E

>> Não deixe questão em branco. Não serão descontadas questões


erradas.
>> Assinale apenas uma alternativa para cada questão.
>> Será anulada a questão em que for assinalada mais de uma
alternativa.
. É proibido o uso de máquina de calcular (qualquer tipo).
. Duração da prova: 4 horas.
. Tempo mínimo para a entrega da prova: 1h30min.
. Em caso de dúvidas, dirija-se ao fiscal.
. Durante a prova será passada a lista de presença, que
1.213

deverá ser assinada.

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 1 25/04/2019 15:20:39


MATEMÁTICA d
u

Importante: nos testes de 01 a 06, além de indicar a alternativa de sua escolha, você deve escrever
a justificativa (os cálculos, etc.) no espaço reservado a ela.

01   Rafael, Marcos e Murilo dividiram o valor total da conta do restaurante do seguinte modo:
2
•• Rafael pagou do valor total da conta.
5
1
•• Marcos pagou do valor total da conta.
4
•• Murilo pagou R$ 84,00.
Nessas condições, o valor total da conta do restaurante, em reais, é:
a) 200 b) 210 c) 230 d) 240 e) 250

02   A equação x2 − 21x + c = 0 possui como soluções dois números inteiros consecutivos. Assim, podemos afirmar que o
valor de c é:
a) 56 b) 72 c) 90 d) 110 e) 132
d
a

2 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 2 25/04/2019 15:20:39


03   Na figura a seguir, há quatro quadrados em torno de outro quadrado central, todos de lado igual a 1 cm. Com exceção
do quadrado central, dentro de todos os demais há um triângulo equilátero, em que um de seus lados é também lado de
um dos quadrados. Qual é o perímetro da figura com traçado vermelho?

a) (10 + 2 2 ) cm b) (8 + 2 2 ) cm c) (6 + 2 2 ) cm d) 10 2 cm e) 10 cm

04   Carlos está a uma distância de 6 metros de uma árvore e, nesse ponto, enxerga o topo dela sob um ângulo de 30o. A que
distância Carlos estaria da árvore se enxergasse o topo sob um ângulo de 60o?
a) 2 metros. b) 2 metros e meio. c) 3 metros. d) 3 metros e meio. e) 4 metros.

213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 3

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 3 25/04/2019 15:20:39


05   Há muito tempo, em uma galáxia muito distante, existia um sistema solar com uma estrela e três planetas. Os plane-
tas completavam uma volta em torno da estrela em 5, 12 e 15 anos terrestres, respectivamente. Quando os três planetas g
se alinhavam, existia uma grande comemoração interplanetária, chamada festa do alinhamento. De quantos em quantos t
anos terrestres essa festa acontecia? a
a) 5 b) 20 c) 40 d) 60 e) 80 b

S
l
a

d
a
06   Régis deseja pintar uma bandeira retangular formada por 5 listras paralelas e dispõe das cores verde, amarela, azul
f
e vermelha. O número de maneiras diferentes que Régis pode pintar essa bandeira de modo que listras adjacentes não
t
possuam a mesma cor é:
a
a) 5 b) 16 c) 324 d) 648 e) 1 024

m
e

A
r
a

e
t
c
l
d
a
4 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 4 25/04/2019 15:20:40


- 07   Em um restaurante que vende comida por quilo, pa-
s guei R$ 14,70 por exatos 350 gramas de comida. Quanto cus-
s ta o quilo de comida nesse restaurante?
a) R$ 52,00 c) R$ 42,00 e) R$ 32,00
b) R$ 46,00 d) R$ 36,00

08   A figura a seguir é composta apenas por triângulos


equiláteros.

Sabendo que cada triângulo pequeno possui 3 cm de


lado, a área da região colorida é:
63 3 47 3 33 3
a) cm2 c) cm2 e) cm2
4 4 2
b) 120 cm2 d) 50 3 cm2

09   Quando o palhaço Carlinhos se apresenta no circo, to-


dos os 1 800 ingressos são vendidos. Quando Carlinhos não se
apresenta, apenas 60% dos ingressos são vendidos. Se o circo
l
funciona 6 dias por semana e Carlinhos se apresenta em me-
o
tade dos dias, quantos ingressos são vendidos por semana?
a) 8 420 b) 8 530 c) 8 640 d) 8 750 e) 8 860

10   Na figura a seguir, ABCD é um retângulo e E é ponto


médio de AD , F é ponto médio de BC , G é ponto médio de EF 
e H é ponto médio de CD .
A E D

G H

B F C

Assim, a razão entre a área do retângulo GFCH e a área do


retângulo ABCD é:
1 1 1 1 1
a) b) c) d) e)
2 3 4 5 6

11   A polegada é uma medida de comprimento utilizada


em algumas situações bem específicas no Brasil, como nos
televisores. A medida anunciada em polegadas pelo fabri-
cante se refere ao tamanho da diagonal da tela. Se uma po-
legada equivale a 2,54 cm, qual a medida, em centímetros,
da diagonal de um televisor de 65 polegadas?
a) 165,1 b) 166,1 c) 167,1 d) 168,1 e) 169,1
213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 5

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 5 25/04/2019 15:20:41


12   Quantos cubos de 1 cm3 são necessários para preen-
cher metade do sólido a seguir? r

3 cm

Q
7 cm t
10 cm
a
a) 420 b) 210 c) 125 d) 70 e) 105
c
13   Na figura a seguir, r // s. d
r
40°

120°
s

O valor de x é:
a) 160o b) 120o c) 100o d) 80o e) 40o

14   Qual o resto da divisão por 5 de 502018 + 752019 ?


a) 0 b) 1 c) 2 d) 3 e) 4

15   Três números são inteiros, distintos, positivos e menores


do que 5. Quanto vale o produto dos três, sabendo que o
maior desses números é o dobro do segundo maior?
a) 4 b) 6 c) 8 d) 10 e) 12

16   Marcos, Rafael e Murilo estão indo à casa de um amigo,


mas nenhum deles lembra completamente qual o número
da residência. Rafael lembra que o número da casa tem 3 al-
garismos, Marcos lembra que os algarismos da dezena e uni-
dade formam, nessa ordem, um quadrado perfeito, e Murilo
lembra que a soma dos algarismos é 22. O produto dos alga-
rismos do número dessa casa é:
a) 212 b) 258 c) 294 d) 316 e) 324

17   Cinco amigos se encontram depois de muito tempo.


Sabendo que cada amigo cumprimenta o outro com um
único aperto de mão, quantos apertos de mão foram dados
após todos se cumprimentarem?
a) 5 b) 10 c) 15 d) 20 e) 25

18   Marcos e Murilo estão competindo em um jogo em


que na rodada de cada jogador são lançados dois dados
de seis faces, numerados de um a seis. Marcos poderá an-
dar um número extra de casas no tabuleiro se a soma dos
números obtidos no lançamento dos dados for 7. Dos 36
resultados possíveis nos lançamentos dos dois dados, em
quantos Marcos poderá andar casas extras? O
a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6 a

6 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 6 25/04/2019 15:20:41


19   Um relógio digital com formato 24 horas mostra as ho-
ras e os minutos conforme a figura a seguir.

Quantas vezes, em um dia, esse relógio mostrará exatamen-


te os quatro dígitos 2, 0, 1 e 9 em alguma ordem?
a) 6 b) 10 c) 12 d) 18 e) 24

20  Um designer de joias quer fazer um pingente de uma pi-


careta de diamante para fãs de Minecraft usando 8 materiais
diferentes, de acordo com as imagens e a tabela a seguir.

3 3 3 3 3
3 0 1 2 2 1 3 6 5
3 3 3 3 2 2 4 7
6 1 2 3
6 5 7 2 1 3
6 4 7 3 2 3
6 5 7 3 2 3
6 4 7 3 1 3
6 5 7 3 0 3
6 4 7 3
6 5 7
6 4 7
5 7

0 1 2 3 4 5 6 7

Número de Preço em reais


referência material de uma unidade
0 12
1 7
2 2
3 4
4 1
5 5
6 3
7 8

O preço de custo desse pingente, em reais, será de:


a) 302 b) 308 c) 314 d) 336 e) 352
213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 7

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 7 25/04/2019 15:20:42


c
PORTUGUÊS
d
Texto para as questões de 21 a 25. Ou o jeito seria aprender só aquilo de que tenho real-
mente necessidade, e não usar todas as funções. É o e
O labirinto dos manuais
que a maioria das pessoas acaba fazendo!
Há alguns meses troquei meu celular. Um mode-
Walcyr Carrasco. Veja SP, 19 set. 2007.
lo lindo, pequeno, prático. Segundo a vendedora, era
t
capaz de tudo e mais um pouco. Fotografava, fazia ví- 21  No primeiro parágrafo, o autor, ao dizer “Agora eu a
deos, recebia e-mails e até servia para telefonar. Abri aprendo”, indica que:
o manual, entusiasmado. “Agora eu aprendo”, decidi, a) não entendia absolutamente nada de celulares.
folhean­do as 49 páginas. Já na primeira, tentei execu- b) diante de uma nova situação (um novo celular), procura b
tar as funções. Duas horas depois, eu estava prestes dominar o novo aparelho.
a roer o aparelho. O manual tentava prever todas as c) acredita que a leitura do manual de instruções possa contri- c
possibilidades. Virou um labirinto de instruções! buir para seu conhecimento do aparelho recém-comprado.
Na semana seguinte, tentei baixar o som da cam- d) diante de um celular autossuficiente, só teria de ler o
manual para dominar o aparelho. d
painha. Só aumentava. Buscava o vibracall, não achava.
Era só alguém me chamar e todo mundo em torno e) nunca teve um celular e prometeu ler o manual para en-
tender o novo aparelho.
saía correndo, pensando que era o alarme de incêndio! e
Quem me salvou foi um motorista de táxi. 22   Pela leitura do texto, é possível inferir que:
— Manual só confunde – disse didaticamente. – Dá a) a leitura do manual não gerou um bom entendimento, T
uma de curioso. pois o autor continuou não sabendo manusear o aparelho.
Insisti e finalmente descobri que estava no vibracall b) embora os manuais sejam autoexplicativos, o autor se-
guiu as orientações de um motorista de táxi. A
há meses! O único problema é que agora não consigo
c) os motoristas de táxi conhecem muito mais de apare- p
botar a campainha de volta!
lhos eletrônicos do que os vendedores. p
Atualmente, estou de computador novo. Fiz o que
d) a leitura de Guerra e Paz poderia surtir mais efeito que a M
toda pessoa minuciosa faria. Comprei um livro. Na leitura do manual de instruções. r
capa, a promessa: “Rápido e fácil” – um guia prático, e) não é possível ler Guerra e Paz e o manual de instruções, g
simples e colorido! Resolvi: “Vou seguir cada instru- pois este nada tem a ver com a outra obra. s
ção, página por página. Do que adianta ter um super- a
computador se não sei usá-lo?”. Quando cheguei à pá- 23   A partir do parágrafo iniciado por “Atualmente”, o autor
do texto: m
gina 20, minha cabeça latejava. O livro tem 342! Cada
a) mudou radicalmente de assunto, sem estabelecer liga-
vez que olho, dá vontade de chorar! Não seria melhor
ção com os parágrafos anteriores.
gastar o tempo relendo Guerra e Paz?
b) diz ao leitor que comprou outro aparelho eletrônico e já
Tudo foi criado para simplificar. Mas até o micro- sabe o que fazer com ele.
-ondas ficou difícil. A não ser que eu queira fazer pi- c) evidencia que os adultos deveriam reciclar seus conhe-
poca, que possui sua tecla própria. Mas não posso me cimentos de informática.
alimentar só de pipoca! Ainda se emagrecesse... E o fax d) salienta que todos os compradores de computadores
com secretária eletrônica? O anterior era simples. Eu novos teriam que adquirir um livro de instruções.
apertava um botão e apagava as mensagens. O atual e) diz que o problema com os manuais ainda continuou
exige que eu toque em um, depois em outro para con- quando comprou um computador novo.
firmar, e de novo no primeiro! Outro dia, a luzinha es-
24   No parágrafo iniciado com “Tudo foi criado para simplifi-
tava piscando. Tentei ouvir a mensagem. A secretária car”, é possível deduzir que o autor chega à conclusão de que:
disparou todas as mensagens, desde o início do ano!
a) as gerações mais velhas têm muita dificuldade de acei-
Eu sei que para a garotada que está aí tudo pa- tar novidades.
rece muito simples. Mas o mundo é para todos, não b) as modernizações dos aparelhos novos mais confun-
é? Talvez alguém dê aulas para entender manuais! dem do que auxiliam alguns consumidores.
8 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 8 25/04/2019 15:20:42


c) os aparelhos de fax e micro-ondas eram melhores quan- 26   Pela leitura do texto, é possível concluir que:
do não tinham modernizações.
a) Edvard Munch não teve sua obra roubada em museus
d) os aparelhos de fax modernos são feitos somente para da Noruega.
- os garotos.
b) não se sabe de qual museu a obra foi roubada pela pri-
o e) não se deve ler manuais de procedimento de aparelhos meira vez.
como micro-ondas ou fax.
c) o artista jamais soube do roubo de suas obras.
. 25   Assinale a alternativa em que há uma explicação corre- d) as obras foram encontradas dois anos após o roubo.
ta para os termos destacados.
u e) o comércio de obras de arte roubadas é intenso.
a) Em “Há alguns meses troquei meu celular”, o verbo ha-
ver indica tempo decorrido e pode ser substituído, cor-
retamente, por “Fazem”. 27   Os ladrões de Oslo:
a b) Em “Fotografava, fazia vídeos, recebia e-mails e até ser- a) são excessivamente educados.
via para telefonar”, o termo expressa a ideia de exclusão. b) criticaram a falta de segurança do museu.
- c) Em “Virou um labirinto de instruções!”, o termo foi
c) devolveram a obra três meses depois do roubo.
empregado no sentido figurado, indicando confusão,
incompreensibilidade. d) eram todos noruegueses.
o
d) Em “Fiz o que toda pessoa minuciosa faria”, o termo e) deixaram um bilhete agradecendo ao diretor do museu.
pode ser substituído, corretamente e sem alteração do
-
sentido do texto, por “limitada”. 28   Segundo o texto e a imagem:
e) Em “Mas não posso me alimentar só de pipoca!”, a con-
a) existem várias peças com o mesmo nome.
junção expressa a ideia de comparação.
b) a tela O Grito tem uma mulher gritando de desespero
, Texto para as questões de 26 a 28. porque está sendo perseguida por dois homens.
.
O Grito, de Edvard Munch (1863-1944) c) na tela O Grito há uma ponte atravessada por ondas, o
- que imprime uma sensação de desamparo e solidão no
A tela, que traz um homem emitindo grito em uma
personagem focalizado pelo pintor.
- paisagem que se compõe em ondas – uma notável re-
d) não é possível distinguir se o personagem centro das
presentação do desespero –, foi roubada duas vezes.
atenções do quadro é um homem ou uma mulher.
a Mas se tratava de versões diferentes da obra do no-
e) O Grito é uma obra que transmite sensações de desespero
rueguês. Em 1994, no lugar do quadro levado de uma
e de angústia de uma pessoa que atravessa uma ponte.
, galeria em Oslo, deixou-se um bilhete: “Obrigado pela
segurança fraca”. Três meses depois, recuperou-se Tirinha para as questões 29 e 30.
a pintura. A segunda foi roubada em 2004, de outro
r
museu local, e reencontrada em 2006.
Veja, 13 fev. 2019.
-

-
:
-

Disponível em: <www.culturagenial. Disponível em: <https://br.pinterest.com/ccoelho24/~-


- com/quadro-o-grito-de-edvard-munch>. quadrinhos-tirinhas-e-humor/?lp=true>.
Acesso em: 21 fev. 2019. Acesso em: 21 fev. 2019.

213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 9

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 9 25/04/2019 15:20:42


29   No primeiro quadrinho, o termo “Nossa” é: revolução está a convivência entre homens e mu-
a) um adjetivo. lheres de jaleco e os enfermos. Ela sempre exigiu
o contato pessoal, a presença física no consultório,
b) um substantivo.
mas essa era está chegando ao fim.
c) uma interjeição.
Natalia Cuminale. Veja SP, fev./2019.
d) um pronome do caso oblíquo.
e) um verbo. 31   A expressão “homens e mulheres de jaleco” se relacio-
na com:
30   Observando a tirinha, é possível dizer que:
a) homens e mulheres que usam uniforme escolar.
a) os colegas se encontraram depois dos tempos de escola
e se reconheceram na reunião da turma. b) homens e mulheres que exercem a profissão de médico(a).
A
b) enquanto uma tem um histórico de vida amplo, o outro, c) estagiários de Medicina em hospitais. 3
ao abaixar a cabeça, reconhece ser um fracassado. d) médicos e médicas no encontro com enfermos em
c) os dois têm um histórico de vida completamente hospitais.
oposto, pois o segundo não estudou nem completou e) aqueles que exercem a Medicina sem serem formados.
o Ensino Médio.
d) em “Eu também tenho um cachorro”, o colega reconhece 32   Pelo trecho, é possível inferir que:
ter alguma coisa em comum com a pessoa bem-sucedida. a) houve uma grande mudança nas relações do médico
e) o humorista alerta que o trabalho só constrói. com o paciente a partir do uso de tecnologias para exa- A
mes de imagem. T
Texto para as questões de 31 a 33. c
b) o diálogo entre um médico e seu paciente não é visto
Poucos contatos humanos são mais reverenciados como importante.
que o diálogo entre um médico e seu paciente –
c) Hipócrates, o pai da Medicina, jamais pressupôs que o
aquela troca, nem sempre fácil, às vezes franca- método iniciado por ele pudesse ser tão duradouro.
mente tensa, entre o profissional que zela pela saú-
d) o pai da Medicina instituiu um método para tratamento
de alheia e a pessoa que teme estar se aproximan- de doentes que consistia no diálogo entre paciente e
do da pior das notícias. Tem sido assim desde que médico.
Hipócrates (460 a.C.-377 a.C.), o pai da Medicina, in- e) os médicos passarão a ter contato com o paciente de
tuiu a necessidade de detalhar as doenças de quem outra maneira além da relação presencial.
o procurava para chegar ao diagnóstico, inicial-
mente com muita conversa, depois com cuidado- 33   O texto pode ser classificado como:
sos exames. Desse modo, com variações mínimas, a) uma reportagem.
passaram-se séculos. Nos últimos anos, dada a ex-
b) um artigo de divulgação científica.
plosão tecnológica que destruiu muitas atividades
e inventou outras, abrindo atalhos inimagináveis c) um editorial.
A
para a humanidade, também a Medicina passou a d) uma crônica. e
atravessar aceleradas modificações – e no centro da e) um artigo de opinião. a
b
c
HABILIDADES d
e
34  Para que ocorra um eclipse, é necessário que haja
um alinhamento total ou parcial entre Sol, Terra e Lua.
A inclinação da órbita lunar em relação ao plano da ór- f
bita que a Terra realiza ao redor do Sol provoca um fenô-
c
meno em que a Lua nasce em pontos diferentes no ho-
rizonte a cada dia. Se não houvesse essa inclinação, em r
todos os meses teríamos um eclipse lunar (na lua cheia) c
e um eclipse solar (na lua nova). f

10 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 10 25/04/2019 15:20:44


- lua nova passando pelo
nodo orbital: eclipse solar
u
, órbita da Terra

Lua Terra
órbita da Lua
. Sol
al
a nod órbita da Lua
linh
-
Terra
Lua
lua cheia passando pelo
nodo orbital: eclipse lunar
.
Abaixo vemos a Lua representada, na figura, nas posições 1, 2,
3 e 4, correspondentes a instantes diferentes de um eclipse.
m
1
Lua 2
3
Sol Terra 4

órbita da Lua
o
- As figuras a seguir mostram como um observador, da
Terra, pode ver a Lua. Numa noite de lua cheia, ele a vê
o como na figura I.
I II III
I II III
o

o
e

e IV V
IV V

Assinale a alternativa em que há a correta correspondência


entre a posição da Lua, a figura observada e o tipo de eclipse.
a) Lua na posição 1, figura observada III e eclipse solar parcial.
b) Lua na posição 2, figura observada II e eclipse lunar parcial.
c) Lua na posição 3, figura observada I e eclipse solar total.
d) Lua na posição 4, figura observada IV e eclipse lunar total.
e) Lua na posição 3, figura observada V e eclipse lunar parcial.

35 As consequências da hegemonia ateniense não


foram apenas internas. Atenas foi um regime demo-
crático estável e expansionista e favoreceu a instau-
ração de regimes democráticos nas regiões sob seu
controle. Muitas cidades oligárquicas, por outro lado,
faziam parte da aliança de Esparta [...]. A guerra entre
213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 11

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 11 25/04/2019 15:20:46


essas duas alianças sacudiu o Mediterrâneo Oriental 37   O mapa abaixo mostra a distribuição da população bra-
na segunda metade do século V a.C. sileira pelo território. u
DENSIDADE DE POVOAMENTO
Norberto Luiz Guarinello. História Antiga. Editora Contexto, 2013. p. 107. DENSIDADE DE POVOAMENTO

As alianças e a guerra às quais o texto se refere estão apre-


sentadas corretamente na alternativa:
a) A Liga do Peloponeso, liderada por Atenas, e a Liga de Delos,
liderada por Esparta, enfrentaram-se nas Guerras Púnicas.
b) A Tríplice Aliança, liderada por Esparta, e a Tríplice Entente,
liderada por Atenas, enfrentaram-se nas Guerras Pérsicas.
c) A Liga de Delos, liderada por Atenas, e a Liga do Pelopo-
neso, liderada por Esparta, enfrentaram-se nas Guerras
do Peloponeso. S
d) A União Ateniense, liderada por Atenas, e a Confedera- 2
ção de Esparta, liderada por Esparta, enfrentaram-se na a
Batalha de Maratona. t
e) A Confederação de Delos, liderada por Tebas, e a Liga a
do Maratona, liderada por Atenas, enfrentaram-se nas N b
Guerras Médicas. N
c

36   Observe o gráfico a seguir, que representa a variação


da taxa de glicose após a ingestão de dois alimentos consu- Habitantes por km2 q
midos na mesma quantidade, pela mesma pessoa, mas em Habitantes
12 908por km
2
sem informações d
momentos diferentes. 12
216908 (novos municípios)
sem informações
216
48 (novos municípios)
48
24
24
11
11
2
2
0
0
Fonte: IBGE. Censo Demográfico, 2000.
glicemia

Assinale a alternativa correta:


a) A população brasileira concentra-se na faixa litorânea
do país, pois nesta há atividades econômicas que geram
emprego e renda e que provocam a formação de fluxos
migratórios para as cidades dessa região.
Q
b) A população brasileira concentra-se no interior, pois
1 2 a
horas após a o desenvolvimento do agronegócio gera empregos
ingestão do alimento e cria fluxos migratórios intensos para as cidades in- b
alimento A
alimento B
terioranas. c
c) A população brasileira concentra-se na faixa litorânea
A análise do gráfico nos permite concluir que o alimento: do país, pois o Estado incentiva a fixação dessa popu-
lação através de incentivos fiscais, como deduções no à
a) B ajuda a emagrecer, pois estimula a liberação de Imposto de Renda. d
adrenalina. c
d) A população concentra-se no interior, apesar da precária
b) A não possui carboidratos em sua composição. g
rede de transportes que dificulta o trânsito de pessoas e
c) B não afeta a concentração de glicose na circulação 1
mercadorias.
sanguínea. O
e) A população apresenta-se bem distribuída pelo ter- a
d) A induz a liberação de altas taxas de calcitonina na ritório, pois o Estado, desde a década de 1960, vem
corrente sanguínea. desenvolvendo políticas para a interiorização da po- b
e) A estimula a liberação de insulina na circulação sanguínea. pulação. c

12 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 12 25/04/2019 15:20:49


- 38 O gráfico abaixo mostra o número de acidentes em
uma rodovia nos meses de janeiro e março de 2018.
40
35
30
25
20
15
10
5
0
janeiro março

Sabe-se que o total de acidentes nos 4 primeiros meses de


2018 foi de 118 e que o número de acidentes ocorridos em
abril foi 10% maior que em fevereiro. Nessas condições, o
total de acidentes ocorridos em abril é:
a) 20 d) 35
b) 30 e) 37
c) 33

39 Em uma prova, os alunos deveriam preencher um es-


quema com os nomes dos processos de mudança de esta-
do físico. A resposta de um dos estudantes foi a seguinte:

aumento da temperatura

gaseificação

liquefação vaporização
sólido líquido gasoso
solidificação ebulição

a ressublimação
m
s diminuição da temperatura

Quantos erros ele cometeu?


s
a) Nenhum. d) 3.
s
- b) 1. e) 4.
c) 2.
a
- 40 Um motorista parte com seu automóvel de São Paulo
o às 7h00min, rumo ao interior do estado. No primeiro trecho
da viagem, o motorista percorre 200 km com velocidade
constante de 80 km/h, faz uma parada de 30 minutos e se-
a
gue para o segundo trecho da viagem, trafegando por mais
e
135 km e mantendo constante a velocidade de 90 km/h.
O motorista chegou ao seu destino às:
- a) 10h30min d) 12h00min
m
- b) 11h00min e) 12h30min
c) 11h30min
213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 13

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 13 25/04/2019 15:20:49


41   [...] Diante da acefalia de diversos pontos estratégi- A intensa irritação na boca, faringe e laringe, o inchaço da c
cos e da pressão de franceses que tentaram se estabele- língua e o estreitamento da passagem de ar nas vias aéreas
superiores podem ser causados pela mastigação de peque-
cer em certos locais do território brasileiro, a Metrópole
nas partes de folhas ou pecíolos dessa planta.
portuguesa decidiu mudar a administração da Colônia.
A irritação e o inchaço são consequências de um proces-
Para isso, comprou os direitos do donatário da Bahia, so alérgico causado por alguns componentes localizados d
Francisco Pereira Coutinho, que havia sido expulso pe- em certas células das plantas. Um desses componentes é o
los índios e fugira para o Espírito Santo, e adotou um oxalato de cálcio, que se apresenta como feixes de longos
sistema de Governo Geral, que seria um poder centrali- cristais. O outro componente é o suco vacuolar, que banha
os cristais e que contém uma enzima.
zado, controlado pela Coroa e com condições materiais e
As extremidades cortantes dos cristais perfuram a mucosa
e humanas para defender a Colônia [...]. bucal, permitindo a entrada do suco vacuolar. A enzima do
Laima Mesgravis. História do Brasil Colônia. suco provoca o rompimento das membranas das células da
Editora Contexto, 2015. p. 21.
mucosa bucal, que liberam histamina e outras substâncias,
Sobre o Governo Geral, é correto afirmar que: desencadeando o processo alérgico.
De acordo com o texto, é correto afirmar que: s
a) delegou à iniciativa privada a tarefa e os gastos da co-
a) a planta comigo-ninguém-pode apresenta folhas vistosas M
lonização, poupando a Coroa de desembolsar muito di-
de coloração verde e manchas esbranquiçadas, sendo mui- s
nheiro do governo.
to utilizada na alimentação de vários animais herbívoros. Q
b) foi criado para incentivar as capitanias hereditárias, es- d
tabelecendo uma autoridade subordinada diretamente b) todas as células dessa planta herbácea podem desenca-
dear um processo alérgico, pois possuem histamina. u
ao rei, que dispunha de recursos para ajudá-las.
c) a mastigação das folhas dessa planta herbácea libera cris- P
c) transferiu todas as capitanias de volta para a Coroa, cen- 6
tais de oxalato de cálcio que perfuram a mucosa bucal e
tralizando o poder e encerrando o sistema de capitanias A
permitem a entrada do suco vacuolar, desencadean­do o
hereditárias. á
processo alérgico.
d) foi criado para substituir o sistema anterior, dividindo o d) o simples contato com uma das partes dessa planta pode
território em 15 lotes doados a autoridades subordina- causar intoxicações graves apenas nos seres humanos.
das diretamente ao rei.
e) o suco vacuolar das células das folhas da planta comigo-
e) incentivou a descentralização do poder, criando novas -ninguém-pode possui histamina, que atua na reorgani-
autoridades, como o ouvidor-mor, o provedor-mor e o zação das células dos tecidos da planta.
capitão-mor, e dividindo o território em 15 lotes.
43   Observe a charge a seguir.
42   Existem plantas, muitas vezes encontradas em hortas,
jardins ou terrenos abandonados, que não devem ser inge-
ridas pelos seres humanos nem pelos animais domésticos,
pois podem envenenar o organismo ou provocar diversos
males à saúde.
Um exemplo de planta herbácea muito utilizada em jardina-
gem é a comigo-ninguém-pode, que apresenta folhas visto- SS
UR
sas, com áreas verdes e manchas esbranquiçadas, o que geral- USA

mente é interpretado como um sinal de advertência para os


animais, indicando-as como plantas potencialmente tóxicas. A
a
thitima khudkam/Shutterstock

L. G. Llingworth, out./1962. Disponível em:


<www.llgc.org.uk>. Acesso em: 08 mar. 2016.

Podemos relacionar a charge à (ao): b


a) Guerra Fria, confronto e competição entre a União Sovié­
tica e os Estados Unidos com um aumento da tensão
política mundial devido à instalação de mísseis balísti- c
cos intercontinentais soviéticos em território cubano.
b) fim da Segunda Guerra Mundial, que inicia o debate so- d
bre armamento nuclear após o bombardeio das cidades
japonesas de Hiroshima e Nagasaki pelos Estados Uni- e
comigo-ninguém-pode dos e pela União Soviética, respectivamente.

14 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 14 25/04/2019 15:20:49


a c) Revolução Russa, momento de implantação do comu-
s nismo e criação da União Soviética, com tentativa frus-
- trada de invasão e derrubada do regime por parte dos
Estados Unidos, que, em uma ação coordenada com a
- ONU, decreta bloqueio econômico aos soviéticos.
s d) disputa pelo Prêmio Nobel da Paz entre Joseph Stálin e
o John Kennedy, que causa tensão política mundial, aumen-
s tando a rivalidade entre Estados Unidos e União Soviética,
a levando ao confronto conhecido como Guerra Fria.
e) início da Segunda Guerra Mundial, com a disputa de
a dois blocos econômicos, o comunista, liderado pe-
o los Estados Unidos, e o capitalista, liderado pela União
a Soviética, enfrentando-se pela hegemonia mundial.
,
44  Ao escutarmos a palavra “sal”, a associamos, em geral, ao
sal de cozinha (NaC,), usado para temperar os alimentos.
s Mas, na realidade, existem várias outras substâncias que
- são classificadas como sais.
Quando misturamos sal com água, há um limite para a quanti-
- dade de sal que se dissolve em uma quantidade fixa de água a
uma certa temperatura. Chamamos isto de solubilidade.
- Por exemplo, à temperatura de 70 oC podemos dissolver
e 60 g de cloreto de amônio (NH4C,) em 100 g de água.
o A seguir, temos o gráfico de solubilidade de vários sais em
água em função da temperatura.
e
100
- 90
solubilidade (g/100 g H2O)

- 80
70
60
50
40
30
20
10

0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100
temperatura (°C)
KNO3 NaC,
NH4C, Ce2(SO4)3

Assinale a alternativa correta.


a) A solubilidade do sal de cozinha (NaC,) cresce muito
com o aumento da temperatura.
b) À temperatura de 30 oC, a solubilidade do nitrato de po-
tássio (KNO3) é igual à solubilidade do cloreto de amô-
­
nio (NH4C,).
o
- c) Com o aumento da temperatura temos o aumento da
solubilidade do sulfato de cério (Ce2(SO4)3).
- d) A 50 oC, a solubilidade do cloreto de amônio (NH4C,) é
s menor que a do sal de cozinha (NaC,).
- e) À temperatura de 40 oC, o sal de maior solubilidade é o
sal de cozinha (NaC,).
213 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 15

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 15 25/04/2019 15:20:50


45   Observe os mapas abaixo. b) nas vegetações mediterrâneas, caracterizadas por clima
subtropical e por pluviosidade de menos de 250 mm.
ÁFRICA _ FORMAÇÃO VEGETAL
Mar
c) nas savanas, caracterizadas por clima tropical e por plu-
Mediterrâneo viosidade média de 1 000 a 2 000 mm.
ÁSIA
d) nos oásis, caracterizados por clima desértico e por plu-
viosidade de mais de 2 000 mm.

Ma
Trópico de

rV
Câncer
e) nas florestas, caracterizadas por clima semiárido e por

erm
Rio Níg

elh
pluviosidade de 250 a 500 mm.

o
er

ilo
Rio N
Equador Rio Congo

OCEANO
OCEANO
ÍNDICO
ATLÂNTICO

Rio Zambezi
Trópico de
Capricórnio
Rio Ora
n ge
N

desertos oásis
estepes vegetação mediterrânea
florestas savanas

ÁFRICA _ PRECIPITAÇÕES ANUAIS

Mar
Mediterrâneo
ÁSIA

Trópico de
Rio N i l o

Ma

Câncer
rV

Rio
erm
elh

ger

Equador Congo
io
R

OCEANO
OCEANO ÍNDICO
ATLÂNTICO

Rio Zambeze

Trópico de
Capricórnio
N

mais de 2 000 mm 250 a 500 mm


1 000 a 2 000 mm menos de 250 mm
500 a 1 000 mm

Com base nos fenômenos geográficos apresentados nos


dois mapas, podemos afirmar que há uma relação entre
precipitação e formação vegetal:
a) nos desertos, caracterizados por clima equatorial e por
pluviosidade de 500 a 1 000 mm.

16 38º Desafio para o 9º ano – 1ª edição 213

38desafio-1ªEdição 9o ano-Turma_A.indd 16 25/04/2019 15:20:50

Você também pode gostar