Você está na página 1de 7

Professora

Eliza Adriana Sheuer Nantes


Leitura e Produção de Textos I
Doutora em Estudos da Linguagem
Aula 2
Mestre em Estudos da Linguagem
Os Gêneros de Síntese: O Resumo e a Resenha
Especialista em Língua Portuguesa

Resumo Objetivos
Nesta aula discutirmos os conceitos de gêneros Conceituar gênero textual;
discursivos, bem como abordaremos os gêneros Diferenciar tipo textual e gênero textual;
de síntese resumo e resenha. Os gêneros de síntese na sala de aula.
Palavras-chave: Gêneros; resumo; resenha.

Vídeo

“Um show de animação para contar história da


comunicação”

Fonte:
https://www.youtube.com/watch?
v=KOspn9tCsV4&ebc=ANyPxKqE
Mk0HNGrc4GCkYau1crt33rPnrl6v
J1463HdOY6CyQu5rXPgwjKq9C7Z
B0ZrFh7T17tIiLPoEL50V1jjnApEm
HN6iOQ

1
Vídeo

Since evolução dos meios de comunicação

Fonte:
https://www.youtube.com/watch?v=rAuTr9k9DjQ

Tipologia textual vs. Gênero discursivo? O que é gênero discursivo?


Tipologia Textual é como se designam a natureza Os gêneros são os textos que encontramos em
linguística dos textos. Como se dá sua estrutura, nossa vida diária e que apresentam padrões
seus aspectos sintáticos, lexicais, seus tempos sociocomunicativos característicos definidos por
verbais, etc. composições funcionais, objetivos enunciativos
As tipologias textuais são cinco: narração, e estilos concretamente realizados em integração
descrição, dissertação, explicação e injunção. de forças históricas, sociais, institucionais e
IMPORTANTE: técnicas (Marcuschi, 2008).
Tipo e gênero não formam uma dicotomia, mas se
complementam na produção textual.

O que é gênero discursivo? Bakhtin (1895 -1975)


Os gêneros são formas relativamente estáveis O Russo, Mikhail Mikhailovich Bakhtin foi o
de enunciado, tanto em relação ao conteúdo precursor do trabalho com Gêneros Discursivos.
temático-figurativo quanto à estrutura textual Ele discute o conceito de gênero em sua Obra
e ao estilo. Estética da Criação Verbal.

2
Gêneros primários e secundários
Vídeo
Bakhtin (1997), precursor dos estudos sobre
gêneros, divide-os em primários e secundários.
Os primeiros são usados no cotidiano, mais
simples, enquanto os segundos aparecem em Gêneros textuais
comunicações sociais mais complexas, como as
produções artísticas, científicas, típicas da
escrita.

Fonte:
https://www.youtube.com/watch?v=OQPw-xUK_tk

Características do gênero Os gêneros discursivos


Para Bakhtin (1953/1979), os gêneros do discurso Conteúdo temático (tema) - Conteúdos
apresentam sim três dimensões essenciais : tema, ideologicamente conformados que se tornam
forma composicional e estilo. comunicáveis através do gênero;
Forma composicional - Os elementos das
estruturas comunicativas e semióticas
compartilhadas pelos textos, a forma que ele
adquire;
Marcas linguísticas ou Estilo - Traços da posição
enunciativa do locutor, trata-se da seleção lexical
que ele faz para produzir sentidos no texto.

Gêneros
Atividade 1

ESFERA 1) Identifique o conteúdo temático do texto a


seguir:
SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO

CONTEÚDO TEMÁTICO
GÊNERO ESTILO
FORMA COMPOSICIONAL

3
Um texto dialoga com outro texto Charge

Gêneros em que podemos encontrar O que é um resumo?


informações resumidas
O resumo é uma condensação fiel das ideias ou
Currículos; dos fatos contidos num texto.
Reportagens; Resumir um texto significa reduzi-lo ao seu
esqueleto essencial.
Artigos de opinião;
Cartas;
Fichamento;
Resenha;
Conversas;
Relatórios de pesquisa; etc.

Aspectos importantes na Exemplo:


elaboração de resumo e resenha: Saturno nos trópicos, de Moacyr Scliar (Companhia
das Letras, 274 p.; 29 reais). Em seu novo livro o autor
Menção do autor do texto resumido;
gaúcho Moacyr Scliar deixa a ficção de lado e investe
É preciso retomar o que o autor diz, fazendo em outra de suas especialidades: o ensaio. Saturno
referência a ele de modos diferentes. nos Trópicos é um estudo sobre melancolia, e custou
Geralmente começamos um resumo com o nome cinco anos de pesquisa ao escritor. Não se trata de
completo do autor. uma obra difícil: ao contrário, sua linguagem é
acessível. Nota-se que Scliar enfoca o tema em vários
Ao longo do resumo podemos nos referir ao autor
momentos históricos. O autor examina a cultura
utilizando seu sobrenome, sua profissão, a
nacional desde os primeiros tempos até o século XX –
expressão “o autor”. tratando de personagens como Jeca Tatu, de
Monteiro Lobato, e Macunaíma, de Mário de
Andrade.

4
Três elementos essenciais para se Retomar o autor de formas diferenciadas
escrever um resumo:
O autor:
Determinar as partes principais do texto; Aponta, elenca, exemplifica;
Observar a progressão em que as partes sucedem; Classifica, define, enumera, argumenta;
Perceber a correlação que o texto estabelece entre Incita, busca levar a;
cada uma das partes. Afirma, nega, acredita, duvida;
Aborda, trata de;
Enfatiza, ressalta etc.

Ao escrever um resumo deve avaliar: Plano global de uma resenha acadêmica


O texto está adequado ao objetivo de um Livro resenhado;
resumo? Autor do livro;
O texto está adequado aos destinatários? Contextualização do livro;
O texto transmite a mensagem que você quer Autor da resenha;
passar? Área em que se insere o resenhista;
Há uma indicação clara do título e do autor no Veículo em que ela foi publicada;
texto resumido?
Livros citados nas referências bibliográficas.

Para realizar uma resenha é


Atividade 2
preciso levar em consideração:

Tema; Leia os textos enviados para a atividade 2 e analise


Autor; se é um resumo ou resenha. Justifique a sua
Contexto; resposta.
Suporte;
Público–alvo (leitor);
Época.

5
Mecanismos de conexão: Conectivos
uso de organizadores textuais
Podemos encontrar conectivos que têm
O leitor precisa entender as diferentes relações valores/funções diferentes, como:
estabelecidas entre as ideias. Introduzir conclusões – assim, por isso, assim
Essas relações são dadas por palavras que sendo, portanto.
“organizam” o que está sendo dito, ou seja, os Introduzem argumentos, causas e justificativas
organizadores textuais. – já que, uma vez que, como, isso posto, devido
Na gramática normativa são chamados como a, porque, pelo fato de, pois.
conectivos.

Nas últimas décadas, a obra de Vygostsky tem


Atividade 3 isso intensamente recuperada, pois sua
influência sem dúvida é crescente no
Identifique os conectivos presentes no trecho, a panorama atual, tanto no tocante à psicologia
seguir: cognitiva quanto à educação em geral. Esse é
um texto claro e abrangente de psicologia
pedagógica, destinado sobretudo à formação
docente, cujo destaque é a grande amplitude
dos temas abordados (...)
In: L. Vygostsky, 2001. Psicologia pedagógica.
Edição comentada. Artmed, São Paulo: quarta
capa

A expressão da subjetividade Polidez


Leia o trecho a seguir: Uma das maneiras de ser “polido” é atenuar as
Por fim, o parecerista deve obrigar-se a observar a afirmações negativas, que possam agredir o autor
“máxima polidez”, deixando de lado as expressões da obra resenhada.
que possam agredir ou desrespeitar os No trecho abaixo, vamos observar as expressões
destinatários. que atenuam a crítica negativa do resenhista à
A propósito, outro lógico, COPI (1974),
obra:
argumentando em direção semelhante, chama a
atenção para a “neutralidade emocional” que deve “Aqui me parece manifestar uma das lacunas
caracterizar a linguagem técnico-científica e, no deste que é um bom trabalho.”
nosso caso específico, a dos laudos.
Grice, filósofo da linguagem americano.

6
Qual é a diferença entre resumo e resenha? Qual é a diferença entre resumo e resenha?
O resumo é a apresentação concisa e seletiva A resenha é uma apreciação crítica sobre uma
do texto, destacando-se os elementos mais obra, consistindo na leitura, no resumo, na crítica
importantes, as principais ideias do autor da obra. e na formulação de um conceito valorativo sobre
Um resumo analítico deve conter as principais o texto resenhado. Além de apresentar uma
informações apresentadas no texto, dispensando síntese das ideias fundamentais da obra, a
a leitura da obra completa. resenha visa também incentivar (ou não) a leitura
do texto comentado.

Qual é a diferença entre resumo e resenha? Concluindo o assunto...


A resenha, portanto, resume e avalia criticamente Nesta aula:
(positiva ou negativamente) um livro, devendo Conhecemos o que são gêneros discursivos; de
apresentar, descrever, avaliar e recomendar (ou modo especial, os gêneros de síntese – resumo
não) o livro. Ela é composta por referências sobre e resenha;
o livro, o autor, o conteúdo, a organização, Analisamos a composição dos gêneros, resumo
avaliando a importância e relevância da obra para e resenha;
a área de conhecimento, suas contribuições e
inovações. E identificamos os aspectos de composição
desses gêneros.

Referências
Vídeo
BAKHTIN, Mikhail M. Estética da criação verbal. 5.
ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.
BORDENAVE, Juan E. Díaz. O que é comunicação. São
(Texto?) Multimodal: Vídeo! Paulo: Brasiliense, 1987.
JAKOBSON, Roman. Linguística e Comunicação. São
Paulo: Cultriz, 1995.
KOCH, Ingedore G. A inter-ação pela linguagem. São
Paulo: Contexto, 2010.
SILVA, Marina Cabral Da. "As Funções da
Linguagem"; Brasil Escola. Disponível em
<http://brasilescola.uol.com.br/redacao/as-funcoes-
Fonte:
https://www.youtube.com/watch?v=GKtqTW0G30s
linguagem.htm>. Acesso em 02 de fevereiro de 2016.

Você também pode gostar