Você está na página 1de 9

FACULDADE LABORO

CURSO REDE DE COMPUTADORES

Implantação de Fibra óptica em uma residencial domestica

Frank Moraes Melo


Frankmoraes26@hotmail.com

Edilson Lima
edilsonlima3@gmail.com

Resumo

Este artigo contribuiu para mostrar que a fibra óptica é a forma segura e confiável que
tem na atualidade, serviu também para mostrar como o tipo de fibra monomodo é
eficaz na transmissão de dados, objetivou-se realizar um levantamento de como o sinal
passa pela fibra e como chega no usuário, foi mostrado dois cenários um sem a fibra
onde o sinal do Wi-Fi caia constantemente ou ficava lenta com a conexão de mais de 4
equipamentos, já no segundo cenário foi mostrado um ambiente com a fibra óptica e
como aumentou a transmissão de dados como também de equipamentos sem haja
perda de dados, conclui-se que redes ópticas passivas (PONs) hoje representam o
avanço da tecnologia pois permitem grandes quantidades de dados sejam transmitidos
por segundo. Sendo muito viável no mercado atual capaz de oferecer em um mesmo
sistema serviços de internet, vídeo, voz, backhaul para redes móveis.

Palavras-chave: Fibra óptica, monomodo, ONU(Unidade de rede óptica)

Abstract

This article contributed to show that fiber optics is the safe and reliable form that has at
present, also served to show how the type of single-mode fiber is effective in data
transmission, it was aimed to conduct a survey of how the signal passes through the
fiber and as it arrives in the user, it was shown two scenarios one without the fiber
where the signal of Wi-Fi falls constantly or was slow with the connection of more than 4
equipment, already in the second scenario was shown an environment with the optical
fiber and how it increased the transmission of data as well as equipment without loss of
data, it is concluded that passive optical networks (PONs) today represent the
advancement of technology because they allow large amounts of data to be transmitted
per second. Being very feasible in the current market capable of offering in the same
system internet services, video, voice, backhaul for mobile networks.

Keywords: optical fiber, single mode, ONU (Optical network drive)


INTRODUÇÃO

A internet via fibra óptica possui inúmeras vantagens sobre outros tipos de
conexão. Ela oferece uma transmissão com alta velocidade, normalmente não
apresentando alterações e falhas de sinal, garantindo mais estabilidade do que a
maioria das conexões convencionais ela oferece maior custo benefício ao longo do
tempo pois exige menos manutenção, a instalação acontece de forma rápida e possui
muita durabilidade.

A fibra óptica também possui a vantagem de receber menos interferência da


radiação eletromagnética, o que significa sinais mais estáveis. Além do mais, é muito
mais difícil interceptar os dados que trafegam pela fibra óptica do que pelo cabeamento
comum. A fibra óptica acaba transmitindo mais dados com mais velocidade do que
outros tipos de conexão.

A tecnologia usada será O modelo FTTC (fiber to the curb) se refere à fibra
óptica que vai até o poste (curb), ou seja, a conexão é feita entre o provedor e um
dispositivo instalado no poste.

Diante disso, o estudo pretende responder a seguinte pergunta: de que forma


implementação da internet via fibra óptica pode resolver as constantes quedas da
internet do wi-fi ?

Este trabalho está dividido em :

Cinco capítulos. O capítulo um apresenta a introdução contendo o tema com o


pergunta problema e o objetivo, O capítulo dois contém o fundamentação teórica
pesquisada. O capítulo três demonstra a o estudo de caso da fibra. E o capítulo quatro
descreve a conclusão deste trabalho. E o capítulo cinco descreve as referencias.
FUNDAMENTAÇÃO TEORICA

Este capítulo descreve a teoria necessária para a compreensão do estudo de caso da


implementação da Fibra óptica.

Fibra Óptica
Com o passar dos anos, o desenvolvimento de novos meios de transmissão
foi necessário para acompanhar o desenvolvimento dos hardwares. Com o
desenvolvimento da fibra óptica este paradigma foi quebrado, criando uma inversão
neste cenário. Usada para transmitir dados por longas distâncias e disponibilizar
acesso à Internet de altas velocidades este sistema pode se estender por quilômetros
sem que haja amplificação ou perda de dados.

Figura 1 - Fibra Óptica

Fonte: TANEMBAUM (2011)

A Figura 1 mostra como é composta uma fibra óptica única, no centro se


encontra uma fibra de vidro onde se propaga a luz, que é revestida por um material
com menor índice de refração e ainda uma capa de plástico protetora.

TANEMBAUM (2011, p.87) afirma que

O núcleo é envolvido por um revestimento de vidro com um índice de refração


inferior ao do núcleo, para manter toda a luz nele. Em seguida, há uma cobertura
de plástico fino para proteger o revestimento interno. Geralmente, as fibras são
agrupadas em feixes, protegidas por um revestimento externo. Normalmente, os
cabos de fibra terrestres são colocados no solo a um metro da superfície, onde
ocasionalmente são atacados por retroescavadeiras ou roedores. Próximo ao
litoral, cabos de fibra transoceânicos são enterrados em trincheiras por uma
espécie de arado marítimo. Em águas profundas, eles são depositados no fundo,
onde podem ser arrastados por redes de pesca ou comidos por lulas gigantes.

A transmissão da luz na fibra pode ser monomodo e multimodo. Na


transmissão monomodo o feixe de luz se propaga de forma paralela ao eixo da fibra
enquanto nas fibras multimodo, a transmissão se baseia na reflexão interna total. Mais
especificações podem ser vistas no Quadro 2.

Quadro 01 – Especificações fibras monomodo e multimodo

Fonte: Melo (2019)

As fibras multimodo possuem vários modos de propagação, ou seja, os raios


de luz podem percorrer o interior da fibra óptica por diversos caminhos. Essas,
dependendo da variação do índice de refração do núcleo em relação à casca, podem
se classificar em índice degrau ou índice gradual. As fibras com índice degrau
apresentam características inferiores aos outros tipos de fibras. Uma das deficiências é
a banda passante estreita, que restringe a capacidade de transmissão e a atenuação é
alta em comparação com as fibras monomodo:

As fibras com índice gradual são de fabricação mais complexas, o índice de


refração gradual do núcleo é conseguido pelas dopagens diferenciadas, fazendo
com que o índice de refração diminua gradualmente dentro do núcleo até a
casca. Na prática, esse índice gradual faz os raios de luz que percorrem
caminhos diferentes ter velocidades diferentes, de tal forma que esses raios
cheguem à outra extremidade da fibra aproximadamente ao mesmo tempo.
(FURUKAWA, 2008, p. 42).

Segundo Ribeiro (2003), as dimensões das fibras multimodo com índice


gradual e degrau são de 62,5µm e 50µm para o núcleo e 125µm para a casca. Estas
fibras são empregadas basicamente em sistema de segurança eletrônica e
telecomunicações e apresentam atenuação típica de 3dB/Km no comprimento de onda
0,85pm, com distância de até 2Km sem repetidores.

Redes ópticas passivas (PONs)


Rede óptica passiva denominada como rede de acesso construída por fibras
ópticas, com configuração ponto-multiponto com componentes óticos passivos entre o
OLT e a ONU. OLT (Terminal de linha óptica) tem a função de emitir sinal da central do
provedor de serviço até usuários. ONU (Unidade de rede óptica) tem a função de
converter sinal óptico em sinal elétrico recebido é fornecer acesso dos usuários
concentrando o tráfego até que possa transmiti-los. Nas redes ópticas passivas não
usa elementos que necessitam de e energia, como representado na figura 10 (KEISER,
2014; TAKEUTI, 2005).
Figura 2 - Representação de uma rede óptica passiva

Fonte: TAKEUTI (2005)

O sinal é compartilhado entre os usuários ligados por uma rede,


proporcionado baixo custo de operação, menores gastos com manutenção. O
compartilhamento acontece através do divisor óptico, que tem a função de fracionar e
distribuir os sinais da OLT ás ONUs ou conduz sinal da ONUs para OLT através das
fibras ópticas (TAKEUTI, 2005).
Redes ópticas passivas interligam o provedor ao local de destino, utilizando
arquitetura FTTx (Fibra até x), surgiu com a necessidade de a fibra óptica chegar até
um ponto específico, divide-se em: FTTH (Fibra para a casa); FTTB (Fibra até o
Edifício); FTTCab (Fibra até o Gabinete); FTTC (Fibra até a calçada), representados na
figura 11, arquiteturas utilizadas depende da rede de acesso, podendo estar localizada
próximo ou mais longe do usuário (REZENDE, et al., 2013).
FTTH os equipamentos ativos da rede construída com fibra OLT localiza-se
na estação e a ONU instalada na residência do cliente a fibra óptica chega até a casa
do cliente, distribuição acontece através de uma rede utilizando cabo coaxial
(FILGUEIRAS; PESSOA, 2015). FTTB rede de acesso utiliza fibra óptica chega até um
edifício e nessa arquitetura a ONU é instalada dentro de um edifício e dentro desse
edifico outro meio e usado na transmissão, como por exemplo, cabo coaxial
(REZENDE et al., 2013).
FTTC O armário e instalado no quarteirão a fibra chega até o armário a
distribuição feita através de cabo coaxial até o usuário, deixando menor o tamanho
cabo coaxial (TAKEUTI, 2005).
FTTCab ONU instalada no poste de telefonia ou de energia elétrica. Sua
distribuição é feita através de VDSL ou ethernet, utilizando cabo coaxial ou par de
cobres (REZENDE et al., 2013).

Figura 03 - Arquitetura FTTx

Fonte: TAKEUTI (2005)

Portanto, o FTTH apresenta maior custo de implantação, mas o FTTH é a


única arquitetura que a fibra chega até a residência do cliente é não utiliza cabo
coaxial, possui alguns benefícios com estabilidade e maior velocidade, hoje é a
arquitetura que domina o mercado sendo utilizada em diversos países (FILGUEIRAS;
PESSOA, 2015).
ESTUDO DE CASO

ANTIGO CENÁRIO:
Tinha apenas um Notebook e dois smartphone conectados ao antigo sinal do WI-FI,
quando conectava mais de um dispositivo a internet caia ou ficava lenta.

Figura 04 antigo cenário da rede somente com o wi-fi.

Fonte: Melo (2019)

CENÁRIO ATUAL
Com a implantação da fibra óptica podemos conectar mais de um dispositivo Sem que
a internet caia ou fique lenta.

Figura 05 Novo cenário após a instalação da fibra óptica

Fonte: Melo ( 2019)


CONCLUSÃO

Este trabalho contribuiu para mostrar que a fibra óptica é a forma mais
segura e confiável que nós temos nos dias atuais e que representam o avanço da
tecnologia, pois permite que grandes quantidades de dados sejam transmitidas por
segundo sem que haja perda de dados.
A pesquisa foi relevante para mim pois me agregou conhecimentos que não
sabia desse tipo de tecnologia, tomo como exemplo as estações que estão instaladas
as fibras.
A dificuldade encontrada foi em encontrar as referencias certas para mencionar na
fundamentação, para os trabalhos futuros pretendo ampliar o projeto para uma
montagem de uma rede maior tal como uma Lan House usando a fibra óptica.
REFERÊNCIAS

TANENBAUM, A. S; WETHERALL, D. Redes de computadores. 4. ed. São Paulo:


Pearson Prentice Hall, 2011.

FURUKAWA, Instituição. MF 101: Introdução à tecnologia de redes. 5. ed. 2008.


RIBEIRO, José Antonio Justino. Comunicações ópticas. 2. ed. São Paulo: Érica, 2003.

KEISER, Gerd. Comunicações POR FIBRAS o?pticas. 4. ed. Porto Alegre: Amgh,
2014.

TAKEUTI, Paulo. Projeto E Dimensiomento De Redes Ópticas Passivas (PONs). 2005.


85 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Elétrica, Escola de Engenharia de
São Carlos da Universidade de São Paulo, São Carlos, 2005.

REZENDE, André Felipe Rodrigues da Silva; Rafael Halfeld da Silva; Silvano Ribeiro
de Oliveira; Thiago de et al. Redes PON I: Novas Tecnologias e Tendências. Teleco,
Santa Rita do Sapucaí, p.1-17, 05 jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2018.)

FILGUEIRAS, Gustavo Mariani Gomes Daniel; PESSOA, Cláudio Roberto Magalhães.

FTTH EM REDES OPTICAS PASSIVAS. Fumec, Belo Horizonte, v. 1, p.1-9, 2015.